Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Eliade Ferreira Lima

Outra

Divulgação Científica
  • mostra universidade-comunidade e 200 anos de ciência, tecnologia e inovação no brasil - snct 2022
  • De acordo com a pesquisa de percepção pública da ciência divulgada em julho de 2019 pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, cerca de 73% dos entrevistados se disseram otimistas em relação à ciência. Porém, ao mesmo tempo, 90% não souberam mencionar o nome de um cientista e 88% não foram capazes de dizer onde se faz pesquisa no país. Nesse sentido, temos que a divulgação científica tem o papel de promover uma sociedade mais democrática para que o público possa tomar decisões informadas. Além disso, a grande maioria das regiões brasileiras não possui acessos a espaços específicos, ficando apenas a mercê das informações divulgadas pelas mídias digitais, que muitas vezes traz as informações com uma ideia definida e ideológica. Portanto, a divulgação científica não deve ser entendida como um acessório, mas sim como uma ferramenta necessária para que a pesquisa cumpra o potencial que tem de impactar não apenas a comunidade científica, mas também a sociedade. Nesse sentido, este projeto visa organizar e sistematizar a mostra “Universidade-Comunidade e 200 Anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil”, a ser realizada no município de Uruguaiana dia 22 outubro de 2022, durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Neste evento pretende-se dar ênfase à divulgação da ciência produzida na Universidade local, através de uma mostra científica dos grupos de pesquisa, bem como dos trabalhos produzidos pelos estudantes da educação básica das escolas uruguaianenes através da Feira de Ciências Universidade-Comunidade. O evento de comemoração da SNCT vem sendo realizado anualmente desde o ano de 2017 tendo atingido uma média de público de 2000 pessoas por edição. A divulgação do evento será realizada junto às escolas estaduais por meio dos estudantes do curso de Ciências da Natureza de Uruguaiana que atuam nas escolas da região. O público em geral será convidado por meio de chamadas nos programas de rádio e tv locais, redes sociais e cartazes em locais públicos.
  • Universidade Federal do Pampa - RS - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Eliana Amorim de Souza

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • vigilância e atenção à saúde para hanseníase e doença de chagas em áreas endêmicas rurais do estado da bahia: abordagens integradas no sus para controle
  • Entre os críticos desafios para alcance do controle de doenças tropicais negligenciadas (DTN) insere-se a necessidade de reconhecimento das pessoas acometidas e aquelas sob risco de desenvolver, como demarcado pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. A hanseníase e a doença de Chagas, como condições crônicas, destacam-se no Brasil pela elevada carga de morbimortalidade, particularmente na região Nordeste. O objetivo deste trabalho é analisar padrões epidemiológicos e operacionais de vigilância, prevenção e controle da doença de Chagas e da hanseníase no SUS em áreas rurais de municípios endêmicos do interior do Estado da Bahia. Trata-se de uma pesquisa de múltiplos métodos, integrando estudos epidemiológicos (ecológico e transversal analítico) e pesquisa qualitativa em territórios rurais dos municípios de Tremedal e Vitória da Conquista. Serão incluídas pessoas e comunidades sob risco ou vulnerabilidade com base em amostragem estratificada, além de profissionais de saúde e gestores atuantes nestes territórios. A pesquisa fundamenta-se nas seguintes etapas metodológicas: 1- Estudo ecológico misto para caracterização de tendências temporais e padrões espaciais de detecção e morbimortalidade com base em dados secundários de 2001 a 2021; 2- Estudo qualitativo a partir da análise de conteúdo de discursos que possam interferir no processo de adoecimento e cuidado para DTNs, estruturando-se protocolo de aconselhamento; 3- Inquéritos soroepidemiológico para doença de Chagas e clínico-epidemiológico para hanseníase, com reconhecimento de dimensões de vulnerabilidade e estimativa da prevalência de cada DTN, comorbidades e sobreposição de doenças. O projeto visa ao final estruturar análise integrada dos dados obtidos até então com vistas a contribuir no processo de construção de Linha de Cuidado nestas áreas endêmicas rurais, a partir de seminários e oficinas com ampla participação de atores locais.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 15/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Eliana Andréa Severo

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • inovação, práticas ambientais e ações sociais no contexto da pandemia do covid-19 nas empresas brasileiras
  • As empresas contribuem para o desenvolvimento econômico do país, pois criam novos produtos, atendem as necessidades de mercado, além de gerar empregos e renda. Contudo, perante a Pandemia do Covid-19, as inovações sustentáveis foram efetivamente impactadas, pois vivenciou-se um período de quarentena, isolamento social, lockdown e crise de saúde pública. Neste cenário, quais as relações da inovação com as práticas ambientais, as ações sociais e de melhoria da qualidade de vida das pessoas? Coerentemente, este projeto de pesquisa tem como objetivo analisar as relações entre a inovação, as práticas ambientais e as ações sociais de melhoria da qualidade de vida das pessoas, nas empresas brasileiras, perante a Pandemia do Covid-19. As organizações foram drasticamente influenciadas, seja por fatores estratégicos, ou por influências coercitivas, normativas e legislativas. A inovação sustentável em resposta à desaceleração econômica, desencadeada pela Pandemia, resultaram um efeito negativo dos seres humanos e das organizações sobre o meio ambiente, pela diminuição da poluição atmosférica, em virtude da diminuição das atividades econômicas e as restrições ao tráfego. Entretanto, ocorreu um impacto negativo na performance organizacional e na economia do país, assim como o aumento do número de desempregados. Neste contexto, a preocupação com a inovação sustentável pode estar na ordem da competitividade organizacional. A metodologia utilizada será uma pesquisa quantitativa de natureza descritiva, do tipo survey, por meio da aplicação de questionários, com afirmativas em uma escala Likert de 5 pontos. Para a coleta de dados será utilizado o método bola de neve, onde os questionários serão disponibilizados pelas redes sociais e e-mail, através de um Formulário no Google Forms. Se utilizará as Associações de Empresas, bem como o contato telefônico para a coleta de dados. Para a análise dos dados será utilizada a Análise Fatorial Exploratória e a Modelagem de Equações Estruturais.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Eliana Bolorino Canteiro Martins

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • tendências do trabalho de assistentes sociais na educação básica pública no brasil
  • O objeto de estudo da presente pesquisa se constitui nas tendências do trabalho profissional de assistente social no âmbito da educação básica (educação infantil, ensino fundamental e ensino médio), na educação publica, seja estadual ou municipal no Brasil. A questão central que norteará a pesquisa será: quais as novas tendências presentes no trabalho de assistentes sociais na educação básica pública no Brasil? O objetivo geral identificar e analisar as novas tendências do trabalho de assistentes sociais na educação básica pública no Brasil. Os objetivos específicos são: mapear a produção do conhecimento sobre o serviço social na educação básica no Brasil; identificar as bases legais a partir das quais são recrutados, lotados e reconhecidos os profissionais do Serviço social na educação básica; identificar a presença de assistentes sociais na educação básica nos municípios brasileiros; Identificar os programas, projetos, serviços e setores a partir dos quais os/as assistentes sociais desenvolvem seu trabalho; mapear as requisições, formas de apreensão e respostas profissionais; identificar os fundamentos teóricos que sustentam o trabalho dos assistentes sociais (concepção de educação, de política de educação, da própria profissão) na educação básica; refletir sobre os desafios do trabalho de assistente social no trabalho coletivo desenvolvido na área da educação. As concepções teóricas fundantes que estão imbricadas ao objeto de pesquisa serão educação e política de educação, trabalho e trabalho coletivo e Serviço Social e Serviço Social na Educação. A pesquisa envolverá pesquisa bibliográfica, documental e de campo. O universo da pesquisa abrange todos estados e municípios brasileiros onde identificarmos a presença do assistente social na educação básica.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Eliana Borges Correia de Albuquerque

Ciências Humanas

Educação
  • livros didáticos de alfabetização do pnld 2022 e 2023: quais as mudanças? quais os impactos na formação e na prática cotidiana docente?
  • Vivenciamos, nas últimas décadas, mudanças significativas na forma de se conceber a alfabetização. Diferentes textos oficiais que orientam o trabalho do professor, como a BNCC, têm destacado a importância de se considerar a alfabetização como um processo de apropriação da escrita alfabética e como práticas de letramento. A atual Política Nacional de Alfabetização (PNA), instituída pelo decreto Nº 9.765, de 11 de abril de 2019, propôs uma virada no tratamento da linguagem na escola ao prescrever, com base em evidências científicas do campo da psicologia cognitiva, mais especificamente de neurociências, a instrução fônica como a metodologia mais eficaz para o ensino da leitura e da escrita. Nessa perspectiva, para viabilizar que as turmas de alfabetização das escolas públicas do país atendam ao que está prescrito na PNA, os livros didáticos destinados ao último ano da Educação Infantil e ao primeiro ano do Ensino Fundamental, conforme explicitado nos editais dos PNLD 2022 e 2023 respectivamente, devem priorizar a instrução fônica e o ensino das relações entre fonemas e grafemas. Assim, torna-se importante dar continuidade ao estudo que vimos realizando sobre os livros aprovados no PNLD e os usos que os/as docentes têm feito desse material. Buscaremos, nessa pesquisa, analisar as propostas de alfabetização e de formação docente dos livros didáticos aprovados nos PNLD 2022 e 2023, assim como investigar os usos que as/os docentes deles fazem em suas práticas de ensino. A pesquisa, de natureza qualitativa, envolverá a análise documental de livros de alfabetização aprovados nas referidas edições do PNLD, e a realização de entrevistas e observação de aulas de professoras que lecionam em Secretarias de Educação de diferentes cidades do estado de Pernambuco. Os livros didáticos, assim como os dados produzidos nas entrevistas e observações, serão submetidos à análise de conteúdo, passando por processos de descrição, inferência e interpretação (BARDIN, 1977).
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Eliana Martins Lima

Ciências da Saúde

Farmácia
  • sistemas nanoestruturados e biomiméticos para administração intranasal e inalatória
  • A administração de fármacos por meio das vias aéreas, embora não seja uma descoberta recente, tem crescido em importância. Além de não invasivo, o delivery pulmonar de fármacos pode se beneficiar da grande área de superfície altamente absortiva representada pelos pulmões e assim ser útil para o tratamento de doenças locais e sistêmicas. Por outro lado, a administração pela via intranasal é uma das mais importantes formas de se vencer o desafio do delivery cerebral de moléculas destinadas ao tratamento de doenças do sistema nervoso central, em uma estratégia denominada de nose-to-brain que reúne vantagens como o aumento da concentração do fármaco no cérebro quando comparada com a via sistêmica, a maior aderência ao tratamento e a prevenção da eliminação do fármaco pelo metabolismo de primeira passagem. Nosso grupo tem se dedicado ao estudo destas duas abordagens que também representam rotas de grande interesse pela indústria farmacêutica brasileira e mundial. Embora administrar fármacos na forma de spray nasal ou de aerossol possa representar vantagens, diversos desafios persistem como a rápida eliminação por clearance mucociliar, efeitos adversos graves, baixa estabilidade, etc. A encapsulação de fármacos em sistemas lipídicos ou poliméricos pode contribuir para a superação destas desvantagens, como o aporte da dosagem adequada ao tecido alvo (SNC ou pulmões), maior tempo de retenção e liberação controlada, proteção contra degradações enzimáticas, etc. A pandemia de Covid-19, cuja transmissão preferencial é pelas vias aéreas, trouxe ainda maior destaque à necessidade de se investigar e conhecer a administração de medicamentos por esta via, incluindo produtos profiláticos e vacinas. Neste projeto desenvolveremos nanocarreadores biomiméticos ou biocompatíveis para o transporte e delivery de fármacos pelas vias intranasal e inalatória, comparando sua biodistribuição e eficácia com aquela alcançada por vias de administração convencionais.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Eliana Midori Sussuchi

Outra

Divulgação Científica
  • contribuições das pesquisas da educação básica em sergipe para o bicentenário da independência
  • Este projeto tem como objetivo produzir material de divulgação científica, sob a forma de vídeos que tragam relatos de projetos/atividades científicas e seus resultados de várias áreas de conhecimento, traduzidos numa linguagem direta, dinâmica e acessível, a fim de que cidadãos comuns, não iniciados na ciência e de diversos graus de escolarização, possam ter acesso às informações científicas e entender seu conteúdo e importância. Os vídeos serão abrigados no portal de internet da Associação Sergipana de Ciência (ASCi) e disponibilizados para as escolas públicas e privadas de Sergipe, Secretaria da Educação (SEDUC), Fapitec, e para os Institutos de Ciência e Tecnologia (ICT) do Estado e Instituições de Ensino Superior (IES). Haverá duas modalidades de vídeos de divulgação científica: 1) vídeos relatando pesquisas feitas por professores e/ou pesquisadores vinculados às escolas da Educação Básica do Estado; 2) vídeos nos quais alunos das escolas de educação básica, muitos deles estão vinculados a projetos de PIBIC Jr, relatem as suas experiências relacionadas com o tema “Bicentenário da Independência: 200 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil”. Nos dois casos os vídeos terão duração máxima de até dez minutos. Trata-se de um desafio aos professores e alunos que devem apresentar suas pesquisas e descobertas em linguagem simples, para um público diversificado e não especializado, inclusive referindo se houve financiamento da pesquisa e quem a financiou. Os vídeos poderão ainda ser abrigados nos repositórios institucionais a fim de ampliar ainda mais seu acesso. Além disso, os alunos e professores das escolas participantes do projeto serão convidados a participar das atividades de “Portas abertas” na Universidade Federal de Sergipe, com a visitação em laboratórios de pesquisa e extensão que terão exposição de experimentos relacionados a ciência e tecnologia.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Eliana Midori Sussuchi

Outra

Divulgação Científica
  • divulgando projetos de ciências, tecnologia e inovação do ccet/ufs em sergipe
  • No mundo moderno a ciência se tornou indispensável para todos e principalmente para desmitificar conhecimentos errôneos. A ciência e a tecnologia que dela decorre, aumentam o tempo de vida das pessoas, encurtam distâncias, criam redes ou canais de sociabilidade vinculando indivíduos e grupos em tempo real e em qualquer parte do mundo, definem os rumos dos conflitos e da paz entre as nações. Enfim, nunca como agora os desenvolvimentos sociais, políticos, morais e econômicos das nações foram tão dependentes do conhecimento científico. De forma que, a relação saber-poder tem se tornado cada dia mais forte e definidora dos rumos da humanidade. Vivemos, desde o século XIX, um modelo social que deposita na ciência e na tecnologia suas maiores esperanças: uma sociedade do conhecimento que, para se sustentar, deve se nortear por uma cultura “aprendiz”, que permita superar o paradoxo entre a disponibilização e o controle, entre o domínio e o acesso do conhecimento. Este é o desafio a ser superado pelas ações de popularização e divulgação da ciência.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Eliane Cristina de Araujo Sbardellati

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • desindustrialização, heterogeneidade setorial e produtividade do trabalho nas economias mundial e brasileira no limiar do século xxi
  • Este projeto propõe investigar a desindustrialização como um processo globalmente desigual, relacionado tanto ao grau de desenvolvimento e a dependência de trajetórias, quanto às políticas econômicas que reforçam tendências de longo prazo ou, alternativamente, possibilitam mudanças estruturais. Este fenômeno, que é normalmente mensurado pela queda do produto e/ou emprego da manufatura em relação ao produto/emprego total, pode se apresentar como uma tendência natural do processo de desenvolvimento, mas, quando observado de modo mais acurado, pode, também, evidenciar considerável heterogeneidade regional e setorial. É acerca desta temática que a presente pesquisa se ocupa tendo como foco de análise as economias mundial e brasileira em contextos de desindustrialização e heterogeneidade setorial da indústria manufatureira relacionadas às trajetórias de desenvolvimento e produtividade do trabalho, em uma perspectiva analítica teórico-histórica e empírica. Neste propósito, a primeira parte do projeto se debruça sobre o tema da desindustrialização e heterogeneidade setorial da indústria manufatureira, utilizando para isso de análises teórica e empírica. A segunda parte da pesquisa tratará do processo de desindustrialização no Brasil e seus efeitos sobre a produtividade do trabalho. Como mostram os modelos de economia dual, a existência de grandes gaps de produtividade do trabalho entre partes tradicionais e modernas da economia, ou entre um mesmo setor como a manufatura, são uma realidade fundamental das sociedades em desenvolvimento, como é o caso do Brasil. Assim, documentar esses gaps e investigar se o processo de desindustrialização fez com que o trabalho fluísse de atividades de alta produtividade para atividades de baixa produtividade, limitando o aumento da produtividade e do crescimento econômico, são de grande relevância para compreender os custos que a desindustrialização prematura tem sobre a produtividade do trabalho e o crescimento econômico.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Eliane D Elia

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento e avaliação de revestimetos com base em grafeno e compósitos metal-grafeno eletrodepositados sobre aço carbono frente à corrosão
  • Novos revestimentos com base em óxido de grafeno e compósitos metal-óxido de grafeno reduzido eletrodepositados sobre peças de aço carbono, destinadas à indústria de petróleo, estão sendo estudados. As peças modificadas serão submetidas a ensaios de corrosão atmosférica em câmara de névoa salina e ensaios eletroquímicos de impedância e de curvas de polarização para avaliar as propriedades anticorrosivas dos revestimentos. Além dos ensaios de corrosão, as peças revestidas serão caracterizadas por Microscopia eletrônica de varredura acoplada à espectroscopia de energia dispersiva (EDS) e Espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios-X (XPS). Nos primeiros seis meses foram obtidos revestimentos compósitos de diferentes metais Cd, Ni e Zn com óxido de grafeno reduzido sobre peças de aço carbono em condições e banhos já praticados pela empresa Eletromatrix para deposição desses metais. A deposição foi feita a potencial constante por tempos já determinados para alcançar uma determinada espessura de filme, mas pretendemos através deste projeto realizar a deposição em outras condições, com vistas a melhorar a qualidade dos revestimentos utilizando ainda menores concentrações dos íons metálicos. Os procedimentos para obtenção desses revestimentos compósitos serão otimizados na segunda fase do projeto tendo como variáveis respostas o módulo da impedância em 0,001 Hz, a densidade de corrente de corrosão e os tempos que os corpos de prova resistem à corrosão acelerada em câmara de névoa salina. Para isso, modelos estatísticos de triagem e modelagem, tais como o modelo Plackett-Burman e Experimento Composto Central, respectivamente, serão aplicados (onde várias variáveis serão estudadas, a saber, a potência do banho de ultrassom e o tempo usados na esfoliação do óxido de grafite, a concentração do cátion metálico, a concentração do óxido de grafeno, o pH da solução, a tensão e /ou densidade de corrente aplicada e o tempo de eletrodeposição, em dois níveis). Na primeira fase foram produzidos filmes de óxido grafeno sobre o aço carbono 1020 utilizando a técnica de deposição eletroforética onde um estudo de triagem pelo método Plackett Burman foi realizado com vistas a obter as melhores condições para produção do revestimento de óxido de grafeno sobre a placa de aço carbono 1020 e obtenção de uma possível condição ótima. Esse planejamento estudou a influência de sete fatores: Razão Grafite/KMnO4, Tempo de esfoliação do óxido de grafite, Concentração de óxido de grafeno [OG], pH da solução de deposição, Potencial de deposição, Tempo de deposição e Tempo de secagem do revestimento obtido, sobre a variável resposta do módulo de impedância em 0,001 Hz. Nenhum parâmetro estudado foi considerado ativo, não sendo necessário, desta forma, realizar a modelagem dos parâmetros. Sendo assim, a melhor condição experimental foi definida de acordo com o efeito de cada parâmetro (Tabela 4 do relatório técnico), que corresponde a 0,5 mg mL-1 de óxido de grafeno, 1 V de potencial de deposição, 200 s de deposição, 2 h de secagem, 20 h de esfoliação, razão Grafite/KMnO4 de 1:10 e pH = 2. Esses valores estão de acordo com o experimento 13 (Tabelas 2 e 3 do relatório técnico), onde foi obtido o maior módulo de impedância. A deposição dos revestimentos compósitos realizada na primeira fase utilizou a concentração de OG de 0,5 mg mL-1. Esta concentração está bem abaixo dos valores de concentração encontrados na literatura para produção de compósitos M-OG. Mesmo utilizando baixa concentração de OG foi possível mostrar que a sua incorporação ao filme metálico aumenta substancialmente a resistência contra a corrosão. A ideia será otimizar as condições de produção de cada compósito estudado (Zn-OG, Cd-OG e Ni-OG) e /ou outros (Zn-Ni-OG) e verificar a possibilidade de usar concentrações menores dos sais desses metais pela adição de OG sem perder a sua proteção contra corrosão. O objetivo será encontrar condições que levem a filmes mais resistentes contra a corrosão e à fragilização pelo hidrogênio mesmo usando concentrações menores de íons metálicos no banho de deposição. A Eletromatrix é uma empresa 100% brasileira, voltada para produção de revestimentos metálicos por galvanoplastia, a sua missão é prestar serviços de tratamento de superfícies metálicas em revestimento de cádmio, zinco, níquel, prata, ouro, fosfatização, cobre, oxido negro, alodine, cromo, cobre e estanho. É uma empresa homologada na indústria de petróleo & gás, aviação, infraestrutura, defesa, marítima, entretanto até o momento não existe nenhum processo que envolva o óxido de grafeno no processo de obtenção dos revestimentos da empresa, logo a proposta é inovar na Eletromatrix com novos processos envolvendo revestimentos com base em compósitos de metais com óxido de grafeno em substituição a revestimentos metálicos puros como de cádmio. O Laboratório de Eletroquímica e Eletroanalítica (UFRJ) tem como foco desenvolver métodos anticorrosivos principalmente para o aço carbono em suas diversas aplicações, onde diferentes meios corrosivos vêm sendo estudados, como a água produzida de petróleo, meios de decapagem ácida, água de refrigeração, entre outros. Em paralelo o laboratório tem vasta experiência no desenvolvimento de métodos analíticos para análise de combustíveis, fármacos e alimentos. Nessa linha a coordenadora vem pesquisando sensores eletroquímicos com base em óxido de grafeno reduzido nos últimos anos, portanto o grupo de pesquisa tem experiência na produção de óxido de grafeno por diferentes metodologias, bem como na sua caracterização. Esta proposta apresenta uma ideia inovadora que busca novos revestimentos anticorrosivos com base em óxido de grafeno para serem aplicados na empresa Eletromatrix que é de pequeno porte e busca aprimorar os seus processos de deposição metálica, bem como o desempenho das peças produzidas, isso certamente refletirá em aumento de sua produtividade e competitividade.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 29/09/2021-31/03/2023
Foto de perfil

Eliane Fialho de Oliveira

Ciências da Saúde

Nutrição
  • das uvas às panc: como seus compostos fenólicos atuam em culturas de células de câncer de mama? estratégias bioquímicas, moleculares e metabolômica.
  • De acordo com a OMS, o câncer é uma das principais causas de mortalidade no mundo. A busca por fitoquímicos com potencial quimiopreventivo e quimioterapêutico é de extrema relevância e um dos principais desafios encontrados no tratamento de diferentes tipos de câncer é a resistência a quimioterápicos. Os eventos celulares regulados por fitoquímicos incluem o reparo do DNA, parada da progressão do ciclo celular, diminuição da proliferação celular, diferenciação e indução da apoptose, dentre outros. Todos os mecanismos envolvidos nestes processos atuam em conjunto na quimioprevenção e até na quimioterapia. Porém, os estudos ainda são inconclusivos e ressalta-se a necessidade de se estabelecer eficácia e toxicidade de combinações de fitoquímicos e quimioterápicos. Sendo assim, o projeto objetiva identificar e caracterizar polifenóis presentes em uma espécie de uva tinta e três espécies de ora-pro-nóbis, uma vez que a literatura sugere moléculas em comum, assim como o uso desses isolados ou combinados entre si ou com diferentes quimioterápicos em culturas de células de câncer de mama resistentes ou sensíveis a quimioterápicos. A primeira fase do projeto será identificar e caracterizar os polifenóis por meio de CLAE/EM. Posteriormente, os compostos isolados (obtidos por CLAE/MS ou padrões comerciais) ou combinados entre si ou com diferentes quimioterápicos serão empregados nas diferentes culturas de células de câncer de mama. Viabilidade, citotoxicidade, migração, formação de colônias e proliferação celulares, mecanismos de morte celular, alteração de ciclo celular, produção de EROs e estresse oxidativo celulares serão avaliados. O perfil metabólico das diferentes linhagens celulares, após os diferentes tratamentos, será analisado por CG-EM/EM e CLAE-EM/EM. A elucidação das melhores combinações entre fitoquímicos e quimioterápicos poderá contribuir e subsidiar futuras estratégias de utilização em ensaios experimentais e clínicos no tratamento de câncer de mama.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Eliane Gonçalves dos Santos

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • salão das ciências
  • O projeto Salão de Ciências será pautado na perspectiva de formação para ciência em um processo de dois anos, planejando, orientando, desenvolvendo e projetando a ação junto das escolas locais no intuito de desenvolver a área de ciências. Assim contribuiremos fortemente na formação de cidadãos mais críticos e preparados para o futuro e quiçá com o gosto pelas ciências ao fazer desenvolver o campo científico.A abrangência da feira será municipal, sendo no município de Cerro Largo–RS (sede da UFFS) junto às escolas estaduais, municipais e particular. Além das escolas esperamos envolver de modo direto e indireto a secretaria da saúde, meio ambiente, educação e cultura, EMATER, Sindicatos e Associações Municipais. São esperados 300 alunos das escolas de Educação Básica, 40 professores de Ciências, Biologia, Física e Química do município, 140 licenciandos bolsistas de programas como PIBID, Residência Pedagógica e PET, Pesquisa e Extensão da UFFS e em torno de 15 professores formadores da UFFS, oficineiros e palestrantes. Em anos anteriores os vencedores ganharam troféus, medalhas e certificados, além da bolsa, participaram das atividades de iniciação a prática científica na UFFS, de eventos como o V SEPE – UFFS, Salão do Conhecimento da UNIJUÍ, Encontro sobre Investigações na Escola do RS. Ações que pretendemos manter e ampliar para o novo projeto 2021-2022 se aprovado.
  • Universidade Federal da Fronteira Sul - SC - Brasil
  • 05/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Eliane Macedo Sobrinho Santos

Outra

Divulgação Científica
  • iv snct do ifnmg – campus araçuaí: bicentenário da ct&i no brasil
  • A IV Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do IFNMG - Campus Araçuaí (IV SNCT do IFNMG - Campus Araçuaí) será desenvolvida com o intuito de fomentar a divulgação de trabalhos de pesquisa junto à comunidade acadêmica e extramuro, promover ações de integração entre pesquisadores de outras instituições de pesquisa e atualizar o conhecimento acerca de futuras parcerias para o desenvolvimento da pesquisa a nível regional. O evento terá sua culminância no período de 17 a 23 de outubro de 2022, no IFNMG – Campus Araçuaí, contemplando ainda a repetição e/ou continuidade das atividades estabelecidas num prazo de doze meses, a partir da data de culminância do evento. Serão realizadas palestras, mesas redondas e workshops relacionados com a pesquisa científica e tecnológica para estudantes, pesquisadores e comunidade em geral, além de minicursos de cunho científicos e mostra dos trabalhos acadêmicos. Um destaque da SNCT deste ano são as atividades focadas na educação maker. Uma maneira de fomentar o empreendedorismo, impulsionar a inovação e promover soluções criativas. Também é importante para o desenvolvimento de competências que ajudam no gerenciamento de empresas. A educação maker pode estar inserida em todos os níveis de ensino e, quanto mais cedo for abordada, melhor. Os alunos da educação básica (ensino fundamental e ensino médio), do ensino profissionalizante/técnico, do ensino superior, da rede pública ou particular de ensino, e demais segmentos da sociedade, como pessoas com deficiência, comunidades indígenas, quilombolas ou ribeirinhas, povos tradicionais, meninas/mulheres, moradores de periferias urbanas, população rural, dentre outros, estarão contemplados no público-alvo do evento. O evento será também uma oportunidade para que empresas públicas e privadas da região, de diversas áreas de atuação, possam apresentar para os participantes do evento novidades tecnológicas. Neste ano, atenção especial será dada ao plano de como fazer a melhor divulgação do evento.
  • Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Eliane Macedo Sobrinho Santos

Outra

Divulgação Científica
  • iii semana nacional de ciência e tecnologia do ifnmg - campus araçuaí
  • A Semana de Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) é o evento Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG), Campus Araçuaí, em comemoração à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Em 2021, o tema da SNCT do IFNMG - Campus Araçuaí é "III SNCT do IFNMG – Campus Araçuaí: A transversalidade da CT&I", alinhado com a temática da Semana Nacional “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta”. A SNCT do IFNMG - Campus Araçuaí acontecerá no período de 04 a 08 de outubro de 2021, no Campus Araçuaí do IFNMG. Durante a SNCT do IFNMG - Campus Araçuaí serão realizadas as atividades principais da III SNCT do IFNMG – Campus Araçuaí: A transversalidade da CT&I, a II SAEAA: Semana Acadêmica da Engenharia Agrícola e Ambiental e o I IFthon. A programação do evento foi planejada de forma a atender aos anseios do público diversificado esperado para o evento. Foram organizadas atividades em diferentes áreas temáticas, tais como: educação, agrárias e ambiental, administração, humanas, ciências da computação, saúde, tecnologia e inovação e muitas outras. Em virtude da pandemia do Coronavírus muitas atividades acontecerão no formato virtual, até que sejam permitidas as atividades presenciais. A III Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do IFNMG - Campus Araçuaí (III SNCT do IFNMG - Campus Araçuaí) será desenvolvida com o intuito de fomentar a divulgação de trabalhos de pesquisa junto à comunidade acadêmica e extramuro, promover ações de integração entre pesquisadores de outras instituições de pesquisa e atualizar o conhecimento acerca de futuras parcerias para o desenvolvimento da pesquisa a nível regional. O evento terá sua culminância no período de 04 a 08 de outubro de 2021, no IFNMG – Campus Araçuaí, contemplando ainda diferentes atividades estabelecidas num prazo de seis meses, a partir da data de culminância do evento. Serão realizadas palestras, mesas redondas e workshops relacionados com a pesquisa científica e tecnológica para estudantes, pesquisadores e comunidade em geral, além de minicursos de cunho científicos e mostra dos trabalhos acadêmicos. Um destaque da SNCT deste ano são as atividades focadas na educação empreendedora. Uma maneira de fomentar o empreendedorismo, impulsionar a inovação e promover soluções criativas. Também é importante para o desenvolvimento de competências que ajudam no gerenciamento de empresas. A educação empreendedora pode estar inserida em todos os níveis de ensino e, quanto mais cedo for abordada, melhor. A realização da SNCT do IFNMG - Campus Araçuaí corrobora com o efetivo processo de interiorização da universidade pública, principalmente em regiões de elevadas demandas em todos os segmentos socioeconômico como é no semiárido mineiro, compreendendo uma das regiões mais carentes de Minas Gerais. Esse projeto de evento de ciência e tecnologia possibilita ao IFNMG, como instituição pública de ensino superior, assumir, de fato, o lugar e os meios de se tornar agente solidário da sociedade mineira e nacional. Neste contexto, o IFNMG se desponta como um promissor centro de produção Científica regional, participando diretamente dos arranjos produtivos locais e colaborando com o reconhecimento das potencialidades e desenvolvimento das vocações regionais. Por fim, a SNCT do IFNMG - Campus Araçuaí oferecerá oportunidades de discussões sobre os rumos da C&T, principalmente nas regiões norte e nordeste de Minas Gerais, sendo as discussões pautadas no tema “Transversalidade da CT&I”. A metodologia do evento consistirá em gerenciar e planejar a disposição dos horários de apresentações e exposições dos trabalhos acadêmicos, bem como as demais atividades contempladas no evento. Por fim ressalta-se algumas atividades destaque que farão parte da proposta: 3° Wi-Sci; 2° Edutech; KaiauMaker; 2° Maratona Inovac; 2° Ciclo de Palestras da Agro (EAA e Agroecologia); Projeto: As potencialidades do Vale; Projeto: Minha baia, minha vida; Projeto: Vale-Fish; COVID-19 em foco. Atenção especial será dada ao plano de como fazer a melhor divulgação do evento. A divulgação da SNCT do IFNMG - Campus Araçuaí será dirigida para um público prioritário por isso será necessário ter uma estratégia de produção de conteúdo bem definida para que a mensagem chegue às pessoas certas. Dessa forma, a divulgação do evento seguirá o que foi contemplado no plano de comunicação demonstrado. Para obter êxito total na organização do evento, primeiramente preparou-se um checklist, do que deve ser feito para a programação científica do evento, de modo que nada passasse despercebido. A definição dos espaços de apresentação foi planejada previamente, de acordo com a capacidade de participantes e quantidade de apresentações que serão feitas no evento. Definiu-se com antecedência as salas e locais de apresentação, sendo este um pré-requisito para o planejamento. Após ter os locais definidos foi o momento de partir para a programação dos horários, que se encaixou perfeitamente com a programação geral do evento. Cuidados foram tomados para os horários de apresentação não coincidirem com as atrações principais do evento e também permitir um horário que a maioria dos participantes possam acompanhar as apresentações. Optou-se na metodologia do evento por criar as trilhas de apresentações por áreas temáticas. Isso facilita para que o público do evento compareça as apresentações de sua área de interesse, tanto com horários próximos como em áreas próximas do evento. Portanto na hora da criação das trilhas por tema foi importante levar em consideração os locais próximos e horários para concentrar um mesmo tema ou temas relacionados. No último dia do evento será realizada a avaliação do evento, onde será obtido feedback dos participantes. Esta etapa tem por objetivo saber quais são as expectativas dos participantes do s evento e constatar se elas foram atendidas e saber o que agradou.
  • Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Elibio Leopoldo Rech Filho

Ciências Biológicas

Genética
  • inct biologia sintetica
  • A atividade econômica abastecida pela pesquisa e inovação em ciências biológicas, denominada “bioeconomia”, constitui um segmento de rápido crescimento no mundo, direcionando substanciais benefícios sócio-econômicos. Esta proposta trabalha a “bioeconomia” pela rota de biologia sintética e possui dois escopos de interesse do país. O primeiro é o desenvolvimento econômico e tecnológico e o segundo é de preservação ambiental e agregação de valor a biodiversidade. Ao longo das ultimas décadas de pesquisa, o desenvolvimento de ferramentas cada vez mais acuradas e rápidas para obtenção e uso de dados biológicos, trouxeram-nos mais perto do limiar de um futuro, até então, inimaginável: plantas adaptadas a condições adversas, produtos alimentares desenhados para atender às necessidades alimentares específicas, combustíveis líquidos produzidos diretamente a partir de CO2, plásticos biodegradáveis, a partir de biomassa, biossensores para monitoramento em tempo real das plantações, ambiente e saúde, biofábricas de drogas e moléculas sintéticas para a saúde. Cada vez mais a pesquisa científica e tecnológica está empenhada em intensificar as abordagens multidisciplinares, para soluções dos mais exigentes desafios sociais e econômicos, que deverão afetar profundamente o futuro. Os avanços da bioeconomia dependem da expansão das tecnologias emergentes, como a genômica, proteômica e metabolômica (estudo sistematizado e manipulação de vias metabólicas), bioinformática (ferramentas computacionais para a análise de “big data” de origem biológica) que formam o fundamento para a biologia sintética (a edição de genomas, rotas metabólicas e engenharia de plantas e microrganismos). Para ser bem sucedido e contínuo desenvolvimento, a bioeconomia deverá buscar a geração constante de novos processos e produtos que atendam às necessidades nacionais e globais de competitividade e sustentabilidade. O Brasil aloca uma das biodiversidades mais ricas do mundo, sendo um membro do grupo composto por 17 países megadiversos. Desta forma, o país é especialmente responsável por uma mudança de paradigma. Estabelecer áreas de proteção tem sido um dos instrumentos mais eficazes para a conservação da biodiversidade. O Brasil tem agido de forma inovadora na preservação de áreas protegidas. O trabalho para a preservação envolve o conhecimento da biodiversidade e a valoração desta, sem o tradicional processo extrativista de geração de riqueza. Entretanto, a biodiversidade constitui um sistema biológico complexo, que para ser estudado com base na agregação de valor, depende do uso intensivo e acelerado de avanços biotecnológicos na fronteira do conhecimento. A proposta do INCT-BioSyn inclui a biologia sintética como um desafio adicional, direcionado para a efetiva contribuição na preservação, uso sustentável e agregação de valor à biodiversidade, com foco no desenvolvimento de plataformas para engenharia da função gênica em plantas e microrganismos. Sabemos que o desenvolvimento de produtos de alto valor agregado estão diretamente relacionados com a utilização intensivo de conhecimento e altos padrões tecnológicos. Este fato indica que a utilização da biotecnologia avançada em seu sentido pleno constitui uma opção viável e uma ferramenta imprescindível para orientar o uso sustentável e desenvolvimento de produtos de alto valor agregado derivados da biodiversidade. O uso da biotecnologia desde a prospecção, genoma, metaboloma, engenharia da função gênica e desenvolvimento de ativos biotecnológicos, que possam fundamentar a futura geração de produtos e processos inovadores, implicará na coleta de alguns organismos, ou parte deles, como fonte de matéria-prima genética que permitirá a prospecção, caracterização, engenharia da expressão gênica e função usando biologia sintética e prova-de-conceito (investigação deve demonstrar a eficácia funcional de uma característica ou tecnologia no organismo alvo, a fim de reduzir o risco de falha do produto) e geração de plataformas tecnológicas transversais para plantas e microrganismos. Existem várias abordagens para a engenharia de sistemas biológicos sintéticos. A proposta do INCT-BioSyn, possui um formato de um sistema de “inovação aberta” e visa a geração da base bio-nanomolecular para uso da biologia sintética. Inicialmente, deveremos elencar recursos biológicos de plantas e microrganismos nativos e domesticados da biodiversidade utilizados comercialmente. A partir destes recursos será gerada uma base de dados genéticos nanoestruturais, que constitui o fundamento para estabelecer modelos operacionais com possíveis “espaço-biologia sintética”. A partir da compilação de partes da biodiversidade pode-se constituir unidades básicas construídas a partir de genes e proteínas ou seus fragmentos. As unidades básicas são definidas como um elenco de peças e circuitos com complexidade convergentes relativos aos sistemas biológicos complexos. Serão unidades básicas, aqui denominadas como “R-bions” (definidos como componentes nanomoleculares envolvendo unidades básicas programáveis, visando o dobramento e montagem de estruturas 3D de interesse). Os R-bions podem interagir para gerar unidades auto-montáveis, que podem combinar e organizar unidades básicas para produzir conjuntos e sistemas biológicos funcionais. Com esse amplo espectro de uso potencial nos diferentes setores de produção, a proposta do INCT-BioSyn deverá concentrar no desenvolvimento de provas de conceito e geração de modelos de plataformas transversais, para geração de base de dados dinâmicas e integrativas de recursos biológicos, incluindo genomas, metagenomas, metaboloma, produção R-bions, peças e circuitos biológicos, encapsulamento e compartimentalização funcional em sistemas de expressão de plantas e microrganismos, visando e engenharia da função gênica, associados a descrição de como envolvendo o desenvolvimento de inovação relacionada a agregação de valor a biodiversidade.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 25/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Elielton da Silva Ferreira

Ciências Humanas

Filosofia
  • jornada científica estadual - exposição de cientistas notáveis acrianos
  • Realizar a Jornada cientifica no Estado, promovendo as ações de difusão científica desenvolvidas anualmente pelas instituições de CT&I, através da disseminação de atividades de popularização da ciência com foco na promoção e a inclusão social, prioritariamente estudantes de baixa renda, em todos os níveis escolares, em comunidades periféricas, indígenas, ribeirinhas e municípios isolados. Dentro dessa realidade esse projeto visa o enriquecimento sustentável da população amazônica do Acre ao mesmo tempo em que se preserva e respeita as leis ambienteis vigentes no país e se promove a geração de riquezas para as comunidades tradicionais com a divulgação de áreas protegidas e visitação destas. Enfatizar a importância da continuidade do desenvolvimento cientifico e sustentável e mostrar através de ações conjuntas a efetividade e a eficácia do evento.
  • Governo do Estado do Acre - AC - Brasil
  • 29/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Elielton da Silva Ferreira

Outra

Divulgação Científica
  • semana nacional de ciência e tecnologia em senador guiomard - acre
  • Ao longo dos anos a Semana de Ciência e Tecnologia no Acre (SNCT/AC) segue avançando progressivamente excedendo as metas anualmente estabelecidas. No Acre, a rede de Parceiros vem se consolidando nos últimos três anos e isso tem sido fundamental para que estes resultados tenham sido alcançados. Dessa forma, a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia é o vínculo que agrega todos estes atores em um mesmo cenário, trazendo a comunidade para dentro da academia, promovendo a transferência de conhecimentos científicos, promovendo a interação e a inclusão social. Ressalta- se o comprometimento pelo qual, a Secretaria de Ciência e Tecnologia do Acre, desde que assumiu a coordenação da SNCT no ano de 2013. Tornando-se fato isolado apenas dentro de alguns municípios. Em 2022, a 1ª Expotec terá como foco central a capacitação da comunidade, através de oficinas, palestras e minicursos com base temática nacional, além de outros temas transversais de acordo com a necessidade apontada pela comunidade acadêmica e instituições inseridas no projeto. O objetivo principal do projeto vem da necessidade de suprir as demandas da sociedade relativas ao conhecimento científico, através da divulgação e popularização da ciência, para isso, unem-se forças com o Governo do Estado através da Secretaria de Estado de Educação, Prefeitura Municipal de Senador Guiomard, Instituto Federal de Ciência, Tecnologia e Inovação do Acre, União Educacional do Norte, Faculdade Meta, Faculdade da Amazônia Ocidental, Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas e demais entidades governamentais, para promoção da feira.
  • Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Acre - AC - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Elielton da Silva Ferreira

Outra

Divulgação Científica
  • semana nacional de ciência e tecnologia no acre
  • Ao longo dos anos a Semana de Ciência e Tecnologia no Acre (SNCT/AC) segue avançando progressivamente excedendo as metas anualmente estabelecidas. No Acre, a rede de Parceiros vem se consolidando nos últimos três anos e isso tem sido fundamental para que estes resultados tenham sido alcançados. No ano de 2015, encontraram-se várias dificuldades relacionadas ao aporte de recursos para a execução da SNCT. Sabe- se que o Brasil se encontra em um cenário de crise econômica, desta forma os Estados da região norte são os mais prejudicados. O Acre participa de 3,4210% dos 25% do Fundo de Participação dos Estados (FPE) pertencentes à Região Norte, de forma que em 2015 este fundo teve um saldo negativo de R$115,1 milhões em relação à 2014 (Portal da Transparência da Controladoria Geral da União). Desta forma o governo dispôs de contrapartida mínima para o desenvolvimento das atividades da Secretaria de Ciência e Tecnologia e demais entidades vinculadas. Há que destacar que o Estado possui cerca de 264.593 estudantes da educação básica matriculados (MEC/INEP/DEAES 2020), a atenção dedicada sob seus aspectos educacionais deixam em evidência o grande impacto social e a indiscutível atuação direta em cada indivíduo, promovendo a integração de eventos que geralmente são individualmente organizados por cada instituição, unificando em um mesmo ambiente um grande número de trabalhos científicos. O vínculo que agrega todos estes atores em um mesmo cenário, trazendo a comunidade para dentro da academia, promovendo a transferência de conhecimentos científicos, promovendo a interação e a inclusão social. Em 2022, a Expociência terá como foco central a capacitação da comunidade, através de oficinas, palestras e minicursos com base temática nacional “Bicentenário da Independência: 200 anos de ciência, tecnologia e inovação no Brasil”, além de outros temas transversais de acordo com a necessidade apobjetivo principantada pela comunidade acadêmica e instituições inseridas no projeto.
  • Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Acre - AC - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Eliene Barbosa Lima

Ciências Humanas

Educação
  • o cálculo diferencial e integral: uma análise das tentativas de sua escolarização
  • Este projeto tem como objetivo analisar debates que intentaram incluir o Cálculo Diferencial e Integral como conteúdo escolar a partir da Reforma Benjamin Constant até os dias atuais. Isso porque, pelo menos desde essa Reforma, há tentativa de escolarização do Cálculo Diferencial e Integral no então curso secundário. O que se seguiu a esse tempo foram debates e muitas discussões com o intuito de trazer o Cálculo Diferencial e Integral para o nível não universitário. Tendo em vista essas tentativas e argumentações as mais diversas sobre a inserção do Cálculo Diferencial e Integral em nível escolar, este projeto norteia-se pela seguinte questão: Por que o Cálculo Diferencial e Integral não se consolidou como um conteúdo da disciplina escolar Matemática? O insight inicial deu-se a partir dos resultados alcançados sobre o ensino de cálculo diferencial e integral no âmbito do ensino superior, durante o desenvolvimento do projeto de pesquisa, de cunho histórico, intitulado “Tecendo o processo histórico de profissionalização docente, no âmbito da matemática, nos seus diferentes níveis de formação na Bahia, de 1925 a década de 1980”, fomentado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), mediante aprovação no Edital da Chamada Universal MCTI/CNPQ n. 01/2016.
  • Universidade Estadual de Feira de Santana - BA - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Eliete Neves da Silva Guerra

Ciências da Saúde

Odontologia
  • modulação do processo de reparo em modelos pré-clínicos de osteorradionecrose
  • Estudos recentes da atividade de inibidores naturais da via PI3K-PTEN-AKT-mTOR mostraram aumento da proliferação e migração celular. Com isso, sugere-se que a aplicação tópica de compostos farmacológicos derivados da Curcuma longa possa apresentar efeitos vantajosos para a regeneração epitelial em lesões de pele, mucosa e tecido ósseo. No osso irradiado, a fotobiomodulação foi capaz de controlar a resposta inflamatória, aumentar a vascularização tecidual e acelerar o reparo ósseo. Assim, esse projeto tem como objetivos estabelecer modelo in vitro de osteorradionecrose com co-cultura celular de osteoblastos e fibroblastos para analisar a modulação do reparo ósseo pós-terapia com curcumina e fotobiomodulação. Em seguida, pretende-se transpor essa análise para estudos in vivo, com modelo em animal. Metodologia: Etapa 1- Estabelecer modelo in vitro de osteorradionecrose utilizando co-cultura celular de osteoblastos e fibroblastos gengivais, induzida por bactéras e radiação ionizante. Avaliar os efeitos da curcumina e fotobiomodulação, analisando a morfologia, a viabilidade e migração celular, produção de células-tronco progenitoras, bem como a expressão gênica de citocinas inflamatórias e proteínas da via PI3K-PTEN-AKT-mTOR. Etapa 2- Estabelecer modelo de osteorradionecrose in vivo animal para avaliar a reposta óssea tecidual após extração dentária e irradiação ionizante com e sem tratamento com curcumina e fotobiomodulação; análise clínica e de imagem, histológica e molecular, analisando o aumento da produção de células-tronco progenitoras e a expressão gênica e proteica de citocinas inflamatórias e dos componentes da via PI3K-PTEN-AKT-mTOR no processo de reparo. Resultados esperados: A investigação inédita de modelos pré-clínicos de osteorradionecrose, bem como a avaliação dos efeitos de moduladores do reparo ósseo poderão contribuir para o aprimoramento de terapias, impactando na qualidade de vida dos pacientes oncológicos e na redução de gastos públicos.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025