Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Wagner Bandeira Andriola

Ciências Humanas

Educação
  • ensino de ciências empregando a experimentação através da robótica: estudo de caso
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Wagner Coelho de Albuquerque Pereira

Engenharias

Engenharia Biomédica
  • diatermia e hipertermia por ultrassom aplicada a phantoms e tecidos biológicos ex-vivo
  • As aplicações terapêuticas do ultrassom com base na geração de calor têm duas vertentes principais: diatermia e hipertermia. A primeira visa produzir um aquecimento moderado da região tratada e é geralmente utilizada em fisioterapia para quadros de lesões musculoesqueléticas. A literatura preconiza que a região deva ser mantida entre 40° e 45°C, por 5 a 10 minutos para haver benefícios terapêuticos (Cameron, 2004, Fuirini Jr. e Longo, 2002). Na prática clínica, entretanto, a dosagem é escolhida de forma empírica (Cameron, 2009). Os poucos ensaios clínicos randomizados controlados sobre o assunto apresentam, em sua maioria, falhas metodológicas as mais variadas, falta de padronização de regiões de tratamento, tipos de lesão e sua gravidade, critérios de elegibilidade de pacientes, além de ausência de grupo controle (Sá, 2006; Van der Windt, 1999). Já na outra vertente, aplicação de Ultrassom Focalizado de Alta Intensidade (High Intensity Focused Ultrasound - HIFU) (AZHARI, 2010), é feita uma focalização do feixe na região de interesse, gerando altas temperaturas e consequentemente, a degeneração tecidual irreversível na região focal (ILLING, 2005). A temperatura atinge valores acima de 60ºC, em segundos (JENNE et al., 2012). O aquecimento é, restrito e o tecido adjacente é preservado (ROVE et al., 2010). A lesão térmica ocasionada pelo HIFU é dependente das propriedades acústicas e térmicas do meio (LI et al., 2010). A localização da região a ser tratada é feita por por ressonância magnética (MRgFU- Magnetic Resonance-guided HIFU) ou ultrassonografia (MERCKEL et al., 2013; WU et al., 2007). Ambas as aplicações (diatermia e hipertermia) se valem do mesmo princípio físico (absorção ultrassônica nos tecidos) e ambas apresentam as mesmas limitações, ou seja, não se sabe exatamente a que temperaturas a região de interesse chega e por quanto tempo, portanto, o benefício terapêutico nem sempre pode ser asseverado. No caso da hipertermia, a princípio, pode parecer mais fácil de se garantir que a lesão sofra ablação, uma vez que se deseja a morte tecidual, entretanto, como os valores das temperaturas em tempo real não são conhecidos, há uma tendência de se aplicar uma sobredose para garantir o efeito. Porém, esse procedimento, além de desnecessário, pois fere o conhecido princípio “ALARA” que orienta o uso de radiações em tecidos biológicos, pode comprometer o tecido sadio adjacente à lesão e a extensão desse comprometimento não pode ser conhecida previamente. Sendo assim, há a necessidade de se estudar protocolos que gerem aquecimento dos tecidos em níveis terapêuticos, ou seja, que promovam dose adequada aos tecidos biológicos para cada caso. O Laboratório de Ultrassom (LUS) do PEB/COPPE desenvolve pesquisa em estimação não invasiva de temperatura em phantoms e tecidos biológicos ex-vivo há quase 20 anos. O LUS investe tanto em simulações computacionais de aquecimento de tecidos biológicos por ultrassom, como também na caracterização de materiais e confecção de phantoms com propriedades ultrassônicas e térmicas. Foram concluídos 10 doutorados, 28 doutorados e publicados 24 artigos em revistas indexadas (14 na base ISI). Este projeto pretende avançar no estudo teórico e experimental dos padrões de aquecimento produzidos por feixes de ultrassom aplicados a fisioterapia (diatermia) e hipertermia HIFU. Para isso pretende-se incrementar os phantoms ultrassônicos para registrarem temperaturas mais altas, além de desenvolver protocolos experimentais para tecido biológico ex-vivo, com suporte teórico e simulação computacional. Este projeto visa dar continuidade à pesquisa que trata da identificação e avaliação da distribuição espacial de energia ultrassônica e sua correspondente produção de calor com vistas a observar doses térmicas eficazes e limites de segurança biológica, dessa vez incluindo também altas temperaturas (HIFU) e monitoração pela técnica moderna de elastografia ultrassônica.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wagner Cotroni Valenti

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • viabilidade técnica e econômica, e sustentabilidade do cultivo do lambari-do-rabo-amarelo em monocultivo e em sistemas integrados
  • Este projeto tem como objetivo testar a hipótese de que a inclusão do Prochilodus lineatus e do Macrobrachium amazonicum aumenta a viabilidade técnica e econômica e a sustentabilidade do cultivo de Astyanax lacustris. Para tanto serão analisados os sistemas de produção: 1. Monocultivo do A. lacustris, na densidade de 50 ind.m-2 (ML); 2. Cultivo integrado de A. lacustris (50 ind.m-2) e M. amazonicum (30 ind.m-2) (LCa); 3. Cultivo integrado do A. lacustris (50 ind.m-2), M. amazonicum (30 ind.m-2) e P. lineatus (4 ind.m-2) (LCaC). Será realizado um experimento em delineamento inteiramente casualizado com três tratamentos (sistemas de cultivo) e quatro repetições. Em todos os sistemas, apenas o A. lacustris será alimentado até a saciedade com ração comercial com 36% de proteína bruta duas vezes ao dia. Ao final do período experimental, todos os animais sobreviventes serão contados e o peso médio final, sobrevivência e produtividade em cada tratamento serão calculados. A análise da viabilidade econômica e da sustentabilidade econômica e social será realizada por meio de simulação, considerando duas escalas de produção: empreendimentos com 1 ha e 5 ha de lâmina d´água de viveiros e período de exploração de 20 anos. A viabilidade financeira será determinada pelas análises de custo-retorno, fluxo de caixa e por indicadores de viabilidade financeira. A análise de sustentabilidade econômica será realizada para mostrar se o capital é eficientemente usado e a atividade pode gerar riqueza suficiente para manter o produtor na atividade. Em ambas as análises as externalidades positivas e negativas serão consideradas. A sustentabilidade ambiental será medida pelo uso de recursos naturais, eficiência no uso dos recursos e liberação de poluentes no ambiente. A sustentabilidade social será avaliada pela geração de benefícios para comunidades locais. Assim, ao final do trabalho será determinado se o sistema integrado com duas ou três espécies é economicamente, ambientalmente e socialmente mais sustentável do que o monocultivo de A. lacustris.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wagner de Fátima Pereira

Ciências Biológicas

Imunologia
  • avaliação da resposta inflamatória, produção de citocinas e de espécies reativas de oxigenio como possíveis biomarcadores na evolução da nefropatia em modelo experimental de sindrome nefrótica
  • Diversos tipos de glomerulopatias primárias e secundárias podem manifestar-se com o quadro de síndrome nefrótica (SN), caracterizado por proteinúria maciça, hipoalbuminemia, edema generalizado e hiperlipidemia. A SN é a glomerulopatia mais comum em crianças, contudo, apesar dos avanços científicos sua fisiopatologia permanece desconhecida. O modelo animal de nefropatia, induzida pelo quimioterápico Doxorrubicina é bastante viável e tem servindo bem ao propósito de diversos estudos sobre a SN, uma vez que as manifestações clínicas e histopatológicas se assemelham bastante às lesões nos pacientes. Diversos estudos vêm evidenciando importante participação da resposta imune na etiopatogenia da SN, como a aparente resposta anormal dos linfócitos T e a participação de macrófagos, células NK bem como de espécies reativas de oxigênio no mecanismo de lesão renal e na progressão da nefropatia. Resultados publicados por nosso grupo demonstraram alterações nos mecanismos de ativação e migração leucocitária, bem como na produção de espécies reativas de oxigênio em modelo experimental de SN (Pereira et al., 2015b). Além disso, alguns dos nossos achados recentes (ainda não publicados) demonstraram produção alterada da quimiocina CXCL1 na fase inicial da doença, no modelo experimental de SN induzida pela doxorrubicina. Achado este que está condizente com a informação da participação de espécies reativas de oxigênio na etiopatogenia da SN, conforme previamente demonstrado por nosso grupo de pesquisa. Assim, a presente proposta pretende ampliar os estudos que busquem melhor investigar a expressão tecidual e urinária de citocinas/quimiocinas, tais como a CXCL1 e também avaliar a possível participação de leucócitos polimorfonucleares, do tipo neutrófilos, relacionada à produção de espécies reativas de oxigênio, nos processos de indução e progressão da síndrome nefrótica em modelo experimental. Nos últimos anos um número crescente de trabalhos tem mostrado o envolvimento de citocinas e quimiocinas no mecanismo de lesão renal, em pacientes e modelos experimentais da SN. No entanto, ao nosso conhecimento, até então, os estudos pouco têm direcionado os achados sobre a produção de citocinas/ quimiocinas e espécies reativas de oxigênio à participação dos leucócitos polimorfonucleados (PMN) e nem mesmo correlacionado esses achados como possíveis biomarcadores de instalação e evolução da nefropatia, em pacientes ou em modelo experimental de síndrome nefrótica.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wagner de Jesus Martins

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • estrutural saudável e sustentável
  • A comunidade da Cidade Estrutural é representada nos espaços de governança por uma Rede Social Local composta por atores locais da comunidade. A participação dos atores locais da Rede reflete o pensar e o agir sobre a realidade em que vivem e que estão inseridos. É um exercício contínuo, um processo social que desperta o indivíduo para o enfrentamento das expressões da questão social, tornando-o sujeito social da própria história. Nesse sentido, é importante a participação da comunidade para atuar na perspectiva de conquistas e melhorias para o desenvolvimento local. Nesse contexto, é importante entendermos o conceito de Rede Social local: trata-se de uma Rede de pessoas que criam vínculos entre si para contribuir de forma cooperativa para alcançar determinados objetivos de melhoria social. Essa Rede integra e interage com outros atores, como estudantes, pesquisadores e gestores, formando assim, uma Rede Sociotécnica, que permite a interação sociotécnica em redes de atores atuando em diferentes pontos da cadeia (formulação-decisão-execução) para o desenvolvimento de políticas públicas (Martins, 2017). A interação de saberes dessa Rede sociotécnica pode influenciar nas decisões sobre as políticas públicas nos espaços de governança, para enfrentamento dos problemas relacionados aos determinantes sociais da saúde - econômicos, sociais, ambientais - de forma a proporcionar uma vida mais saudável e sustentável para a população no território, e consequentemente contribuir para a melhoria dos indicadores relacionados às metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) que estão relacionados às condições de vida, contribuindo para a implementação da Agenda 2030. É importante adotarmos políticas públicas para o enfrentamento dos determinantes sociais da saúde para promoção de Territórios Saudáveis e Sustentáveis (TSS). Pretende-se analisar a dinâmica de promoção da saúde para TSS realizada pela Rede Social Local da Cidade Estrutural, a partir da governança territorializada das políticas públicas relacionada à melhoria dos indicadores dos ODS. O projeto tem como pergunta: como as comunidades locais (social e técnica), podem se fortalecer para influenciar nas decisões sobre as políticas públicas nos espaços de governança, para que estas contribuam para um território saudável e sustentável, associado ao alcance das metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável? A inovação deste projeto está na maneira de instrumentalizar a busca de dados de base territorial, tendo como foco que saúde como vida, ao situá-lo na interseção das dimensões: economia, sociedade e ambiente. De modo que a ética da vida oriente as políticas públicas. Será utilizada uma abordagem participativa de pesquisa-ação que favoreça a interação entre diferentes atores sociais da formulação à implementação do projeto no território. Temos como foco o arranjo metodológico entre Pesquisa-ação, Diálogos Prospectivos e cartografia social. A pesquisa-ação nos introduz ao território, depois a cartografia social é um instrumento utilizado no planejamento por meio da ação participativa, com grupos de atores locais, articulados aos saberes e conhecimentos territoriais. Nesse projeto apresenta-se como ferramenta importante para realizar mapeamentos participativos, representando da realidade do território. Diálogos Prospectivos é método que propõem construir cenários da situação local e estudos prospectivos que ajudam a antecipar os riscos e as oportunidades. Essa nova metodologia propõem a junção de diálogos prospectivos sobre os fatores dos ODS. A utilização de ferramentas que possibilitem a coleta e a divulgação dos dados não estruturados (de base territorial), visa possibilitar a governança e gestão com a participação desses atores, levando em consideração suas informações e conhecimento. Estas ferramentas podem ser digitais ou não como fanzines, jornais comunitários ou web, ou por meio de audiovisual que possibilite de fato o acesso das pessoas locais à essas informações. Para essa divulgação será elaborado cursos livres e oficinas de audiovisual e mídias livres.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 04/07/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wagner dos Santos

Ciências Humanas

Educação
  • avaliação educacional na formação de professores em educação física na américa latina: diálogos com alunos
  • Este projeto é um desdobramento dos resultados das pesquisas “Avaliação na Educação Física escolar: um estudo da formação inicial nas universidades federais”, financiada pelo Edital Universal CNPq 14/2013, sob o nº do Processo: 481424/2013-0 e “Avaliação do ensino-aprendizagem na formação inicial de professores de Educação Física: entre prescrições e práticas”, aprovado no Edital Produtividade em Pesquisa – PQ 2015, ambos na grande área de Ciências Humanas na área da Educação. Este projeto tem por objetivo geral compreender as apropriações realizadas pelos estudantes em formação de nove países da América Latina (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México, Peru, Uruguai e Venezuela) sobre as suas experiências com avaliação em Educação Física. De maneira específica, objetiva-se: 1) mapear e analisar a produção do conhecimento veiculada em periódicos científicos sobre avaliação educacional (ensino e aprendizagem; sistema e institucional) na formação de professores, que assumem como contexto de estudo países da América Latina; 2) analisar o modo como os estudantes produzem sentidos às suas experiências com a avaliação educacional, vivenciados na própria formação em Educação Física, identificando as concepções avaliativas que lhes oferecem suporte; 3) Correlacionar as concepções avaliativas com as perspectivas de formação dos cursos, analisando se e como as instituições consideram as especificidades dos saberes que constituem a prática docente em Educação Física escolar; 4) Problematizar as aproximações e distanciamentos existentes entre as bases teóricas utilizadas para o ensino da avaliação educacional e as suas implicações para as perspectivas de formação; 5) Problematizar o papel da formação inicial na constituição de um corpo de saberes teóricos e práticos, que possibilite a produção de novas leituras sobre as experiências com avaliação na própria formação inicial e no futuro exercício profissional. O projeto se caracteriza como uma pesquisa plurimetodológica, de natureza quali-quantitativa e do tipo exploratória. Para tanto, fundamenta-se no estudo do tipo Estado do Conhecimento e pesquisa mista do tipo projeto incorporado. A delimitação das instituições participantes seguirá os critérios: a) ser uma instituição de formação de professores localizada na América Latina; b) ter o curso em Educação Física na modalidade presencial, voltado para a atuação no ensino primário e secundário; c) ter, em sua grade curricular, uma disciplina específica e obrigatória sobre avaliação educacional; e d) ter interesse em participar da pesquisa. Já para os alunos das instituições definiremos, como critérios de inclusão: a) ter cursado a disciplina específica sobre avaliação educacional; b) demonstrar interesse em participar da pesquisa. De um mapeamento inicial já produzido, foram selecionadas 45 instituições em nove países: Argentina (4), Brasil (7), Chile (17), Colômbia (6), Equador (1), México (2), Peru (2), Uruguai (2) e Venezuela (4). As fontes serão os projetos de curso, os planos de disciplinas, os questionários e entrevistas realizadas com alunos dos cursos de formação de professores em Educação Física. Para tabulação e análise dos dados utilizaremos os softwares SPSS e Iramuteq. Os resultados desta pesquisa possibilitarão uma leitura da temática, localizando-a internacionalmente e, ao mesmo tempo, mostrando as aproximações e distanciamentos das perspectivas definidas para a formação de professores nos países da América Latina, em especial, para as questões relacionadas com o ensino da avaliação educacional e suas implicações para futura prática docente.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wagner Farid Gattaz

Ciências da Saúde

Medicina
  • instituto nacional de biomarcadores em neuropsiquiatria (inbion)
  • A busca do substrato biológico das doenças neuropsiquiátricas é pré-requisito para o desenvolvimento de terapias mais eficazes e, sobretudo, de estratégias preventivas através do diagnóstico precoce. O insucesso até hoje das tentativas experimentais para identificar marcadores específicos para as diferentes doenças neuropsiquiátricas resulta, ao menos em parte, da falta de especificidade nas alterações globais da biologia cerebral para determinados quadros clínicos. Tal falta de especificidade está relacionada ao fato de que uma base genética comum pode estar ligada a anomalias comuns da estrutura e da função cerebral de doenças como a Esquizofrenia, o Transtorno Bipolar e a Doença de Alzheimer. Através da criação do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Biomarcadores em Doenças Neuropsiquiátricas (INBioN), objetivamos realizar um projeto integrativo reunindo cientistas no Brasil e no exterior de diferentes áreas na busca de uma melhor compreensão destas bases das doenças neuropsiquiátricas. Adotaremos estratégias experimentais considerando tanto as diferenças como as similaridades biológicas entre os diagnósticos destas três doenças, partindo da premissa de que uma base genética confere uma vulnerabilidade comum para distúrbios da maturação, da plasticidade e da função cerebrais, e que a interação desta base genética com fatores não-genéticos determina a patoplastia e as diferenças nas manifestações clínicas. Um grupo nuclear representativo de pacientes das 3 categorias diagnósticas será estudado antes da exposição a qualquer tipo de tratamento simultaneamente em 6 dimensões abrangentes (neuroquímica, neuroimagem, neuromodulação, neurocognição, genômica e proteômica), sendo depois seguido longitudinalmente a médio prazo. Os achados nestes grupos serão comparados com um grupo controle de indivíduos sadios pareados para variáveis demográficas. Através desta estratégia, identificaremos marcadores clínicos e biológicos para: detecção precoce de indivíduos com um risco aumentado para doenças neuropsiquiátricas de maneira geral; discriminação dos diferentes diagnósticos com uma especificidade maior, lançando luz sobre a compreensão dos mecanismos causais de cada uma destas três doenças; e definição de índices preditivos de resposta terapêutica e prognóstico a médio prazo. Além disso, correlacionaremos os achados de alterações em cada uma destas seis abordagens, buscando identificar combinações de marcadores específicos que possam guiar mudanças de conduta clínica. Por fim, exploraremos as seguintes linhas adicionais: investigações de indivíduos da população geral com transtornos subclínicos, que apresentam sintomas psiquiátricos esporádicos, permitindo-nos investigar estádios de transição para esclarecer o continuum entre saúde e doença nas dimensões clínicas e neurodiagnósticas, a fim de fornecer instrumentos confiáveis para o diagnóstico precoce e o desenvolvimento de estratégias preventivas das doenças em questão; estudos clínicos de acompanhamento longitudinal com idosos saudáveis e indivíduos com transtorno cognitivo leve testando a eficácia de tratamentos inovadores; avaliação de alterações moleculares e bioquímicas em cérebros post-mortem de pacientes com esquizofrenia, transtorno bipolar ou doença de Alzheimer e controles sadios, a fim de desvendar vias moleculares e bioquímicas desreguladas comuns e diferenciais em doenças psiquiátricas maiores; e comparações de resultados centrais e periféricos de humanos com os resultados de expressão gênica em modelos animais transgênicos para elucidar os efeitos de genes de risco de desordens psiquiátricas em um nível molecular, numa abordagem translacional. A exequibilidade deste projeto multidimensional exige uma organização sofisticada, com recursos humanos de alto nível e uma rede integrada de laboratórios de altíssima complexidade, compatível com a solidez de estrutura e financiamento proporcionados para os INCTs. Esta estrutura nos dá condições de incrementar o impacto mundial das publicações científicas produzidas ao longo dos próximos anos, fomentar a participação de parceiros internacionais nestas publicações, e gerar produtos com potencial de proteção intelectual e comercialização, como kits diagnósticos ou novas estratégias terapêuticas. Além disso, de forma completamente integrada à geração de novos conhecimentos científicos, a criação do nosso INCT também alavancará fortemente atividades de formação de recursos humanos nos nossos centros no Brasil e no exterior, bem como atividades de transferência de conhecimentos para a sociedade, através da divulgação dos achados de pesquisa sobre biomarcadores de maneira apropriada, por profissionais capacitados e experientes neste tipo de comunicação.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

Wagner Franco Molina

Ciências Biológicas

Genética
  • aspectos evolutivos e diversidade citogenética de peixes do arquipélado de são pedro e são paulo, região meso-atlântica.
  • A ictiofauna do arquipélago de São Pedro e São Paulo, região meso-atlântica, apresenta uma importância evolutiva e econômica significativa. Evolutivamente, essas regiões despertam considerável interesse biológico devido ao seu grau de isolamento geográfico. Levantamentos genéticos preliminares de suas populações e espécies levantaram várias questões sobre sua ictiofauna. Neste projeto são propostas análises conjuntas, utilizando marcadores cromossômicos (convencionais e citogenômicos) e moleculares (sequências mitocondriais e nucleares) e da forma do corpo, por morfometria geométrica (GM). O uso combinado dessas abordagens provou ser eficiente diante da complexidade das situações biológicas identificadas. De fato, abordagens combinadas permitirão caracterizar a evolução cromossômica de diferentes famílias, reconhecendo níveis de variabilidade intra e interespecífica, conectividade genética entre o Arquipélago de São Pedro e São Paulo, regiões costeiras brasileiras e áreas do Caribe, separadas pela barreira do Amazonas/Orinoco barreira e seus padrões de divergência morfológica. A ampliação das análises para um espectro taxonômico e biogeográfico mais amplo, fornecerá informações valiosas sobre o contexto da distribuição espacial da variabilidade genética, envolvendo o arquipélago de São Pedro e São Paulo e ilhas oceânicas adjacentes, que serão úteis na conservação dos recursos marinhos, evolutiva e economicamente importantes, dessas regiões oceânicas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 28/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Wagner Junior Ladeira

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • o efeito moderador da percepção do protótipo na relação entre risco percebido e escolhas alimentares: um estudo do rastreamento ocular
  • O problema de segurança dos alimentos, definido como a presença de contaminantes físicos, químicos ou biológicos, inesperados ou não identificados no rótulo do produto, é uma questão central no estudo das cadeias alimentares globais. Casos de surtos de doenças na Europa, contaminação e recall de alimentos para animais na Europa e na América do Norte e fórmulas infantis com melamina na China chamaram a atenção de gestores e pesquisadores, resultando em uma série de estudos sobre o assunto. De uma perspectiva prática, a segurança dos alimentos é uma questão vital para a saúde pública e uma preocupação diária para cada pessoa. Alimentos contaminados podem prejudicar as pessoas, aumentando a demanda por serviços de saúde, seguros e gastos governamentais com saúde pública e outros custos sociais. Em última análise, alimentos contaminados podem transmitir doenças e até matar. Pesquisas indicam que a persistência de crises de segurança dos alimentos deriva de um comportamento industrial inadequado, mas também da baixa pressão exercida pelos consumidores por meio de suas escolhas. Fatores inconscientes, como o distanciamento da percepção do protótipo, levam a uma diminuição na relevância do atributo segurança na escolha do alimento. A percepção do protótipo influencia a adoção de comportamentos de risco por meio de processos inconscientes na tomada de decisão que podem ser estimulados por meio do priming - um estímulo que influencia uma resposta por meio da ativação de estruturas inconscientes do conhecimento social. Através da ativação do priming, o presente projeto pretende analisar os comportamentos de consumo em relação aos riscos alimentares por meio da ótica dos processos inconscientes. Para isso, o objetivo geral é verificar como a percepção do protótipo influencia a relação entre os riscos percebidos e as escolhas alimentares através do rastreamento ocular. Para atingir esse objetivo, o projeto está estruturado em três etapas. A primeira, de natureza teórica, realizará uma meta-análise focada nos temas de percepção de risco e percepção de protótipo. Logo depois, a segunda etapa contemplará experimentos para medir os possíveis efeitos moderadores dessa relação com o uso de eye-trackers e seus componentes: Tobii Glasses Overview (óculos de capitação de imagens), Tobii T120 (monitor de exposição dos cenários) e Tobii X120 (hardware que gera as imagens processadas nos óculos). Por fim, uma etapa de apresentação e discussão dos resultados será realizada com especialistas, empresas e cadeias produtivas.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wagner Meira Junior

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • utilizando aprendizado de máquina para interpretar eletrocardiogramas
  • A melhoria das condições de vida e o progresso tecnológico da área da saúde levou ao aumento da expectativa de vida e envelhecimento da população, com modificação do perfil das doenças mais prevalentes: as doenças crônicas não transmissíveis passaram a predominar como causa de morbidade e mortalidade, com diminuição da importância das doenças agudas infecciosas e relacionadas ao ciclo materno-infantil. Todo este processo tem levado ao aumento da complexidade e do custo da assistência em saúde, com problemas relacionados ao acesso aos exames complementares e insuficiência da mão-de-obra especializada, além do aumento do custo dos sistemas de saúde. Esta situação se agrava no Brasil pelas dimensões continentais do país e pelas desigualdades marcadas entre as regiões e entre grupos populacionais. São necessárias soluções que facilitem o acesso dos pacientes aos métodos diagnósticos essenciais e dos profissionais de saúde à informação necessária ao cuidado, reduzindo o custo e melhorando a qualidade da assistência. A telessaúde tem sido uma ferramenta útil para este fim e o grupo proponente tem ampla experiência com a pesquisa, desenvolvimento e prestação de serviços em telessaúde. O Centro de Telessaúde (CTS) do HC-UFMG é o centro coordenador Rede de Telessaúde de Minas Gerais (RTMG), que inclui mais de 1000 pontos remotos espalhados pelo estado de Minas Gerais, além de cidades da Bahia, Ceará, Mato Grosso, Tocantins, Roraima e Acre. Esta rede já realizou mais que 4,5 milhões de eletrocardiogramas, 130 mil teleconsultorias e seus vídeos educacionais já receberam quase 2 milhões de visualizações. O programa, premiado nacional e internacionalmente, é um exemplo notório de projeto de pesquisa que se transformou em programa de estado, com enorme impacto médico e social. O sucesso e a expansão da telessaúde em Minas Gerais e, mais recentemente em outros estados, permitiu a construção de grandes bases de dados contendo exames, diagnósticos realizados por médicos especialistas e dados cadastrais sobre os pacientes como, por exemplo, idade, sexo e comorbidades. Os estudos propostos propõem utilizar as bases de dados já organizadas e os sistemas ligados para desenvolver algoritmos de inteligência artificial para a análise automática do eletrocardiograma. Resultados preliminares do nosso grupo mostram que a grande quantidade de dados permitem treinar redes neurais artificiais que conseguem detectar anormalidades no eletrocardiograma com alta precisão e sensibilidade. E esses resultados podem ser usado para construção de novas ferramentas com grande potencial de impacto na prática clínica. Além disso, as soluções de inteligência artificial desenvolvidas podem ser reincorporadas ao sistema da telessaúde e trazer benefícios para a sociedade em curto ou médio prazo. Nesse contexto, o objetivo do projeto é desenvolver, validar e implementar sistema computadorizado de interpretação de traçado eletrocardiográfico, por meio de algoritmos de machine learning.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 02/09/2020-30/09/2022