Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ricardo Andrade Reis

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • efeito da suplementação com aditivos fitogênicos sobre a emissão de gases de efeito estufa, desempenho e eficiência de uso de nitrogênio de bovinos de corte recriados em pastos de capim marandu
  • O manejo do pasto adotando a interceptação luminosa de 95%, com altura como critério de manejo, eficiência de pastejo de 50% e alta oferta de folhas pode proporcionar altos teores de proteína bruta, com elevada proporção de fração solúvel. Dessa forma, a utilização de aditivos fitogênicos, como os taninos, no suplemento pode reduzir a degradação de proteína no rúmen e aumentar o fluxo de proteína metabolizável de origem dietética, devido à formação do complexo tanino-proteína. No que se refere aos impactos ambientais, o uso de aditivos fitogênicos pode alterar a rota de excreção de N pelos animais consequentemente mitigando as emissões de óxido nitroso (N2O), um potente gás de efeito estufa (GEE) e perdas de N por volatilização de amônia (NH3). Busca-se verificar os efeitos da inclusão de aditivos fitogênicos em suplementos para animais em recria, avaliando a produção de proteína microbiana, a eficiência de uso de nitrogênio, os parâmetros ruminais, e consequentemente, o desempenho, além de avaliar os efeitos na mitigação da emissão dos GEE e NH3. Dois experimentos serão conduzidos simultaneamente no Setor de Forragicultura da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinária da UNESP, campus de Jaboticabal – SP. O experimento será realizado durante a fase de recria dos animais. Os animais serão mantidos em piquetes formados por Brachiaria brizantha cv. Marandu, durante o período das águas (2019/2020 e 2020 /2021). No experimento 1 serão utilizados como animais testers 48 tourinhos ½ sangue Aberdeen Angus x ½ sangue Nelore, com peso corporal inicial de 270 kg, para o experimento de desempenho, distribuídos aleatoriamente em quatro tratamentos com delineamento inteiramente ao acaso em esquema fatorial: 1 – Suplemento mineral (ad libitum); 2 – Suplemento mineral com inclusão de aditivos fitogênicos (ad libitum; dose do aditivo: 1,5 g kg-1 MS ingerida); 3 – Suplemento proteico-energético (0,3% do PC); 4 – Suplemento proteico-energético (0,3% do PC) com inclusão de aditivos fitogênicos (dose do aditivo: 1,5 g kg-1 MS ingerida). Utilizar-se-ão, juntamente com os animais de desempenho, oito tourinhos canulados no rúmen, distribuídos em delineamento quadrado latino duplo 4x4 para a avaliação dos parâmetros ruminais. As variáveis avaliadas durante a fase de recria serão: desempenho, consumo e digestibilidade de nutrientes, parâmetros ruminais, eficiência de uso de nitrogênio e emissão de metano entérico. No experimento 2 serão avaliadas as emissões dos GEE do solo utilizando a metodologia das câmaras estáticas e as perdas de N por volatilização de NH3 utilizando a metodologia de câmaras estáticas semi-abertas livres, considerando os mesmos tratamentos e delineamento do experimento de desempenho. Serão quantificadas as variáveis do solo (temperatura, umidade, amônio e nitrato) e variáveis climáticas (precipitação e temperatura) objetivando correlacionar com as emissões dos gases.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo André Fiorotti Peixoto

Engenharias

Engenharia Civil
  • durabilidade em concretos de escória de aciaria
  • O consumo de recursos naturais pelo setor industrial da construção civil é reconhecido por sua magnitude. A grande geração de rejeitos industriais é uma realidade, principalmente rejeitos siderúrgicos, dada redução da qualidade da matéria prima, função do exaurimento das jazidas. Conciliar geradores de rejeitos e grande consumidores de materiais primas naturais parece ser uma alternativa razoável, no entanto, particularidades da cadeia produtiva na construção civil representam impeditivos que precisam de definições precisas em relação ao comportamento de novos materiais na presença de cimento Portland. Nesse sentido, resultados alcançados por nosso grupo de pesquisas RECICLOS CNPq desde 2005, buscam consolidar o uso de rejeitos para produção de matrizes cimentícias. Propriedades físicas e químicas, desempenho mecânico de concretos simples e armados e características ambientais foram estudadas e apresentaram-se adequados à produção de concretos sustentáveis, apenas com rejeitos de siderurgia. A proposta apresentada nesse projeto, dá início a uma nova etapa de estudos para produção de concretos com agregados de escória de aciaria LD e elétrica. Nesta etapa, serão estudadas composições tratadas com aditivos e adições submetidas a atmosferas ricas em CO2 e cloretos. Propriedades físicas, químicas, mecânicas e microestruturais serão utilizadas como parâmetros para a determinação do desempenho dessas novas matrizes na produção de concretos sustentáveis. Dessa forma, pretende-se contribuir para o entendimento do comportamento desses agregados de escória de aciaria quando submetidos às demandas impostas pela carbonatação e ataque de cloretos, bem como mecanismos de interação quais possam descrever os fenômenos observados. Pilotos experimentais desenvolvidos em bancada em que substituíram-se agregados naturais por agregados de escória de aciaria, reagiram de forma satisfatória e similar aqueles tratamentos produzidos com agregados naturais. Um aprofundamento na descrição dos mecanismos envolvidos nesse fenômeno, bem como melhor caracterização deste comportamento limitariam as restrições para uso destes agregados de escória e sua utilização na construção civil
  • Universidade Federal de Ouro Preto - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo Andres Ramirez Uscategui

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • avaliação da perfusão renal, hepática e intestinal em cães com sepse, por meio da ultrassonografia contrastada
  • A sepse é uma síndrome clínica que ocasiona alta morbimortalidade em humanos e animais, principalmente devido ao desenvolvimento de síndrome de disfunção multiorgânica (MODS), complicação decorrente de mal perfusão tecidual. Lamentavelmente, até hoje as técnicas utilizadas para o diagnóstico precoce destas alterações são invasivas, pouco acuradas ou de alto risco para o paciente. Por esse motivo, considera-se relevante o estudo de métodos não invasivos que permitam quantificar a perfusão tecidual e identificar de forma precoce as mudanças que acontecem nestes parâmetros em pacientes com sepse. Com este escopo, propõe-se realizar um ensaio clínico prospectivo em 20 cães com sepse de origem espontânea, com o intuito de avaliar por meio da técnica de ultrassonografia contrastada (CEUS) a perfusão renal, hepática e intestinal ao momento do diagnóstico, durante e depois do tratamento guiado por objetivos, correlacionando os resultados destas avaliações com o desenvolvimento de MODS, lesão renal, hepática ou intestinal, gravidade do quadro clínico, mortalidade e com os parâmetros fisiológicos e laboratoriais rotineiramente utilizados para a monitoração clínica destes pacientes. Após o diagnóstico e classificação clínica, serão determinados: temperatura retal, pressão arterial sistólica, frequência cardíaca e respiratória, nível de consciência através da escala do coma de Glasgow, urinálise, análise hematológica celular e bioquímica da concentração sérica de creatinina, ureia, proteína, albumina, alanina aminotransferase, fosfatase alcalina, bilirrubina total, razão proteína creatinina urinária (UPC) e hemogasometría arterial; variáveis morfológicas renais, hepáticas e intestinais avaliadas pela ultrassonografia modo-B; índices vasculares pelo modo Doppler espectral; e os parâmetros de perfusão pela avaliação CEUS. Todas as variáveis estudadas serão comparadas estatisticamente entre os momentos de avaliação, segundo a evolução clínica, com os resultados obtidos em pacientes saudáveis e correlacionadas entre si
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo Antonio Francisco Machado

Engenharias

Engenharia Química
  • síntese de polímeros derivados de cerâmicas (pdc) a partir de estruturas híbridas (organic-inorganic polymers) - aplicação como suporte para catalisadores
  • Polímeros híbridos orgânico-inorgânicos são obtidos a partir da copolimerização de monômeros orgânicos com precursores inorgânicos, cujo produto final apresenta características únicas, de acordo com o precursor empregado. No Brasil, a síntese de precursores cerâmicos vem se desenvolvendo ao longo dos anos sendo que colaborações e parcerias entre instituições brasileiras e estrangeiras tem demonstrado um grande valor para a formação de novos pesquisadores atuantes na área. Colaborações entre a Universidade Federal de Santa Catarina e a Universidade de Bayreuth, localizada na cidade de Bayreuth – Alemanha – permitiram a produção de trabalhos na área de polímeros híbridos para aplicações como recobrimento protetivo (coatings) e polímeros pré ceramicos, bem como a formação de doutores que hoje atuam nessas áreas de pesquisa. A área de polímeros pré ceramicos (polymer derived ceramics) é, atualmente, uma das mais estudadas pois apresenta um leque de aplicações bastante vasto. A Universidade de Limoges/CNRS, localizada na cidade de Limoges– França, sedia o Institut Européen des Ceramiques, coordenado pelo Prof. Dr. Samuel Bernard, onde polímeros pré cerâmicos são utilizados para o desenvolvimento diversos materiais com estrutura hierárquica de porosidade controlada. Alguns dos objetivos principais do instituto francês concentram-se na obtenção de um sistemas de membranas para produção de hidrogênio e energia, sistemas para geração de energia, purificação e separação de gás e armazenamento de energia. Este projeto visa a obtenção angariar recursos para darmos prosseguimento as nossas atividades de pesquisa e desenvolvimento com as instituições citadas.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo Araújo Rios

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • processamento e análise de sinais coletados do córtex visual cerebral
  • Sistemas de rastreamento ocular são amplamente utilizados em Neurociência para estudar sinais neurais transmitidos no córtex visual cerebral. Em geral, esses estudos são realizados em um ambiente experimental onde uma pessoa ou um animal é posicionado em frente a uma tela que apresenta estímulos visuais. Câmeras são posicionadas para medir a resposta a tais estímulos pelo monitoramento do movimento dos olhos. Essa medição fornece importantes informações que permitem compreender detalhes sobre atenção visual e, consequentemente, auxiliar no diagnóstico de doenças como, por exemplo, a degeneração macular e Parkinson. Neste trabalho, propõe-se aplicar técnicas de Processamento de Sinais e Aprendizado de Máquina para auxiliar nessa medição em diferentes etapas. Inicialmente, na etapa de calibração dos experimentos, espera-se desenvolver uma técnica que reduza a dependência para um operador externo que valide os movimentos oculares. Após essa etapa, espera-se desenvolver um novo algoritmo de agrupamento de dados que seja capaz de identificar diferentes fixações do movimento dos olhos, a fim de identificar com precisão quando os olhos realiza movimentos de sacada, variando entre diferentes pontos fixos. Por fim, técnicas de classificação utilizando Redes Neurais Artificiais poderão ser utilizadas para classificação de sinais transmitidos no córtex visual cerebral durante a observação livre de cenas visuais em condições naturais. Como consequência, espera-se que estes resultados possam contribuir para uma melhor compreensão dos mecanismos visão.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo Arlen Buriti da Costa

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • estudo da alta atmosfera neutra sobre o estado da paraíba.
  • O projeto tem como objetivo estudar a alta atmosfera (80-100km e 250 km) a partir de dados observados pelos equipamento sob a responsabilidade do Observatório de Luminescência Atmosférica da Paraíba (OLAP) que está localizado na cidade de São João do Cariri, PB, numa área denominada de Estação Experimental e que é administrada pela Universidade Federal da Paraíba. Na realidade, basicamente, devemos dar continuidade ao trabalho que tem sido feito desde 1997 quando instalamos um trailer com um fotômetro para medir a aeroluminescência (airglow) a partir de uma cooperação técnico-científica entre a UFCG e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ao longo de todos esses anos, temos estudado a dinâmica da alta atmosfera neutra e ionizada a partir de vários equipamentos que foram instalados no OLAP e em seus anexos localizados em outras cidades (Monteiro e Cajazeiras, PB, Petrolina, PE e Caicó, RN). A dedicação do Grupo Aerolume da UFCG contribuiu para que o OLAP sempre estivesse em operação, ou seja, sempre produzindo dados para realização de muita pesquisa na área de Aeronomia, focando o estudo de ondas de gravidades, marés atmosféricas, ondas planetárias, pororocas, bolhas de plasma, etc. Tudo isso levando a um significativo número de trabalhos publicados em periódicos e formação de mão de obra. Entretanto, devemos ressaltar que tudo isso não seria possível se não fosse o apoio do INPE e do CNPq.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo Arraes de Alencar Ximenes

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • epidemiologia da síndrome de zika congênita e complicações neurológicas da infecção pelo zika vírus: coortes populacionais e em serviços de saúde
  • Esse projeto é composto por um conjunto de estudos colaborativos para investigação epidemiológica da infecção pelo vírus Zika (ZIKV) e doenças correlacionadas, combinando diferentes áreas de conhecimento (epidemiologia, neonatologia, pediatria, neurologia, oftalmologia, fonoaudiologia, otorrinolaringologia, fisioterapia, genética, virologia e imunologia) e integrando diferentes grupos de pesquisa de diversos estados brasileiros e do exterior. O conjunto de estudos tem como objetivo explorar o risco e o espectro da síndrome de Zika congênita (SZC) nas manifestações ao nascimento e nos primeiros quatro anos de vida, incluindo mortalidade fetal e durante o período de acompanhamento; descrever a evolução clínica, cognitive e complicações; avaliar o impacto de intervenções na SZC; descrever o espectro das manifestações neurológicas associadas à infecção pós-natal por ZIKV, evolução e desfechos de casos de Síndrome de Guillain-Barré. Esses estudos se articulam no âmbito de uma rede interinstitucional de pesquisadores para o enfrentamento da epidemia da microcefalia e doenças correlacionadas ao ZIKV criada a partir do núcleo do Microcephaly Epidemic Research Group - MERG. Essa proposta integra estudos em andamento, com financiamentos parciais, expande seus objetivos e agrega novos estudos. A articulação dos diferentes estudos será realizada através da criação de uma plataforma única que possibilitará o compartilhamento dos dados em tempo real e a análise dos mesmos de forma agregada ou em separado. Os resultados a serem obtidos permitirão preencher lacunas do conhecimento, subsidiar a estruturação e organização dos serviços de saúde e a definição de protocolos clínicos para enfrentamento dessa epidemia e suas consequências, e formar recursos humanos para a pesquisa.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 03/10/2016-31/10/2020
Foto de perfil

Ricardo Artur Sanguinetti Ferreira

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • estudo de tensões residuais baseado em deslocamento pontos coordenados medidos a partir de imagens digitais: método dpcid
  • Estudo de Tensões Residuais Baseado em Deslocamento Pontos Coordenados Medidos a Partir de Imagens Digitais: Método DPCID Resumo As tensões residuais (TR) têm sido determinadas em juntas soldadas por diferentes metodologias. Dentre as mais importantes estão a difração de R-X, a difração de nêutrons, método ultrassônico (ondas ultrassônicas), métodos magnéticos (efeito Barkhausen), pelo método do furo cego (ASTM-E-837), além dos métodos analíticos (computacionais). Recentemente, as tensões residuais de uma junta soldada do aço naval ASTM AH-36 foram medidas simultaneamente por dois métodos: um já consagrado (difração de raios-X) e um outro, já desenvolvido, o DPC - Deslocamento de Pontos Coordenados. Os resultados entre estes dois métodos mostraram-se coerentes, tendo o método DPC uma incerteza menor que a difração R-X. Baseado na experiência adquirida, estamos desenvolvendo uma nova variante do método DPC. Neste novo método de medição, agora denominado (DPCID), serão usadas imagens digitais para referenciamento (em x e y) e para medição da extensão dos deslocamentos dos pontos após tratamentos térmicos para alívio de tensões. Após as medições dos deslocamentos, as tensões residuais serão calculadas considerando-se o estado plano de tensões e os resultados serão ratificados por difração de raios-X (DR-X). Neste novo estudo, o referenciamento e o deslocamento pontos coordenados (x e y) serão obtidos a partir de imagens digitais, obtidos por uma câmera digital de alta resolução; onde as medições terão como unidade dimensional o pixel. Desta forma será dada a portabilidade necessária ao método, objetivando-se sua implementação nas indústrias naval e metal-mecânica do país. Palavras Chave: Tensões Residuais, Método DPCID, Tratamento para Alívio de Tensões
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo Barbosa da Silva

Ciências Humanas

Geografia
  • mobilidade cotidiana, segregação espacial e periferia urbana: tempo de deslocamentos nas últimas três décadas na metrópole de são paulo
  • A mobilidade cotidiana das pessoas nas grandes metrópoles brasileiras é atualmente um dos principais problemas urbanos. Isso porque já se tornou algo comum as pessoas perderem tempo em seus deslocamentos em imensos congestionamentos, submetidas às péssimas condições dos transportes coletivos. Esse contexto mais recente é marcado pela ampliação da frota de automóveis e motocicletas articulada a uma nova escala da expansão periférica metropolitana. Esta dinâmica é induzida pelo processo de segregação espacial, que impõe uma divisão de classes sociais no espaço, produzindo condições diferenciadas de acessibilidade aos lugares e, consequentemente, desigualdades socioespaciais. Na metrópole de São Paulo, esse processo se expressa espacialmente pelas melhores localizações das oportunidades de emprego e infraestruturas urbanas em relação ao tempo de deslocamentos destinadas às pessoas de classe de renda média e alta e, contrariamente, localizações mais distantes dos empregos e parte importante das infraestruturas urbanas em relação ao tempo de seus deslocamentos voltado às pessoas de renda mais baixa. Este projeto de pesquisa pretende analisar o tempo de deslocamento nas últimas três décadas das pessoas de baixa renda, moradoras das periferias urbanas da metrópole de São Paulo. Para tanto, este projeto de pesquisa baseia-se em uma metodologia triangular que visa integrar os enfoques quantitativos, qualitativos e usos de aplicativos para smartphones. No aspecto quantitativo, visa-se enfocar a Pesquisa Origem-Destino do Metrô de São Paulo nos anos de 1997, 2007 e 2017, para análise dos tempos de deslocamentos das pessoas, relacionando a produção das viagens na periferia de São Paulo à divisão modal dos transportes motorizados (coletivos e individuais) e não-motorizados (a pé e bicicleta) e os motivos (trabalho, educação, compras, lazer, saúde). Já para a pesquisa qualitativa, pretende-se realizar oficinas de cartografia da ação social voltadas para a compreensão das experiências urbanas sobre as percepções dos moradores das periferias urbanas em relação a seus tempos de deslocamentos na mobilidade cotidiana na metrópole de São Paulo. Por último, estes moradores serão convidados a instalarem um aplicativo em seus smartphones, que possui a função de GPS, durante o período de uma semana, como forma de analisar os seus deslocamentos diários, sejam eles transportes motorizados, a pé ou de bicicleta, definindo os tempos de deslocamentos e as distâncias percorridas. Os resultados esperados pretendem demonstrar como os tempos de deslocamentos na mobilidade cotidiana ao longo das últimas três décadas é um condicionante e condicionado dos processos de segregação espacial nas periferias urbanas que podem apresentar dificuldades de acessibilidade aos lugares e suas oportunidades, gerando desigualdades entre aqueles que perdem mais ou menos tempo em seus deslocamentos. Este projeto de pesquisa poderá contribuir com uma metodologia ainda pouco desenvolvida no Brasil a partir da triangulação entre os dados estatísticos, experiência urbana dos tempos de deslocamentos e a apreensão mais objetiva desses deslocamentos com o uso dos aplicativos de smartphones, ajudando a compreender o comportamento espacial das pessoas com base nos posicionamentos ativos em seus deslocamentos cotidianos.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo Bastos Cavalcante Prudencio

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • seleção de técnicas de transferência de aprendizagem
  • Técnicas de transferência de aprendizagem têm sido adotadas na literatura de aprendizagem de máquina supervisionada para auxiliar a construção de modelos em domínios com pouca disponibilidade de dados de treinamento, em especial, com poucos, ou mesmo nenhum, exemplos rotulados. Nesse contexto, dados ou modelos disponíveis em domínio auxiliar (domínio fonte) são usados para auxiliar a construção de um modelo de predição para um domínio alvo. O reuso de informação entre domínio pode ser feito de diferentes formas, desde a seleção dos exemplos de treinamento mais representativos do domínio fonte, até a adaptação de modelos pré-existentes no domínio fonte usando os poucos dados disponíveis no domínio alvo. A escolha da técnica de transferência de aprendizagem depende de fatores diversos como o tipo de mudança nas distribuições de dados entre domínios fonte e alvo e a presença de dados rotulados no domínio alvo. Nesse projeto, investigaremos soluções para selecionar técnicas de transferência dependendo desses fatores. Inicialmente, serão investigadas técnicas para caracterização de mudanças nas distribuições de dados entre domínios. Nos casos em que dados rotulados no domínio alvo sejam necessários (por exemplo, para identificar mudanças nas distribuições condicionais entre domínios), propomos integrar técnicas de aprendizagem ativa para selecionar apenas um número reduzido de instâncias relevantes do domínio alvo para posterior rotulação. As características identificadas serão usadas para regularizar a adaptação de modelos ou enviesar a seleção de instâncias do domínio fonte.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo Bentes de Azevedo

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • terapia multimodal para tratamento de câncer colorretal metastático e resistente à quimioterapia: estudo in vitro e in vivo.
  • O câncer colorretal (CRC, do inglês colorectal cancer) é uma doença multifatorial do trato digestivo e que representa a terceira maior causa câncer em todo mundo. Apesar do tratamento padrão ser composto por diferentes modalidades terapêuticas (cirurgia e/ou regimes sistêmicos de quimioterapia/radioterapia), a resistência ao tratamento ainda é um fator comum e desafiador em pacientes com esta condição, o que leva a perda da eficácia terapêutica, a recorrência em um formato mais agressivo e letal da doença. Visando contrapor essa resistência, a abordagem terapêutica multimodal tem sido cada vez mais incentivada como uma forma de induzir a morte celular por diferentes vias, de forma a evitar todos os possíveis mecanismos de escape do tumor e ao mesmo tempo gerar uma menor citotoxicidade, visto que há a possibilidade de se encontrar um equilibro entre as doses de cada fármaco, de forma a diminuir os efeitos colaterais de quando estes são usados isoladamente e, consequentemente, em doses mais elevadas. Um dos quimioterápicos mais utilizados em CRC metastático é a oxaliplatina (trans-l-diaminocyclohexane oxalate platinum II) (L-OHP), um agente platinado de terceira geração, que representou uma melhora terapêutica em relação aos agentes platinados anteriores, porém, mesmo sendo administrada em conjunto com diferentes quimioterápicos, ainda há uma taxa de resistência em 40% dos pacientes. Por isso, tem-se tentado desenvolver regimes terapêuticos que melhore a resposta desses pacientes, principalmente em se tratando de tumores já resistentes, como o uso combinado de L-OHP com a curcumina, isolada do açafrão-da-terra (Curcuma longa), que vem sendo considerada um promissor adjuvante à quimioterapia em modelos de CRC resistentes e com ensaios clínicos já em andamento. Uma outra modalidade complementar promissora é a terapia fotodinâmica (TFD), que apresenta efeitos terapêuticas comprovados contra diversos tipos de tumores, principalmente devido a geração de espécies reativas do oxigênio (ROS), e tem sido relacionada ao aumento da atividade antitumoral de L-OHP em tumores resistentes. Além dessas estratégias, o uso de nanoestruturas contendo diferentes agentes quimioterápicos tem permitido uma entrega mais precisa da terapia às células tumorais (drug delivery) e, consequentemente, uma resposta mais efetiva e com menos efeitos adversos. Apesar dos avanços obtidos por meio do estudo do câncer, ainda há uma grande necessidade de inovação terapêutica e entendimento da resposta biológica por trás do tratamento, como entendimento da resposta imunológica gerada com o tratamento, principalmente no caso de pacientes em estágios mais agressivos, onde as perspectivas permanecem baixas. Diante disso, esse estudo propõe a investigação de uma abordagem multimodal aliada a nanotecnologia em modelo in vitro e in vivo de CRC metastático e L-OHP-resistente, o que pode representar uma proposta inovadora para aplicação futura em regime clínico. A ideia central é que o uso combinado das nanoestruturas contendo L-OHP, curcumina e o agente fotossensibilizante ftalocianina de alumínio cloro para aplicação de TFD pode gerar uma melhor resposta terapêutica, levando à reversão do perfil de resistência, maior indução da parada do ciclo celular, maior geração de resposta imune antitumoral, resultando em uma maior regressão das metástases e redução dos efeitos adversos.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo Bentes de Azevedo

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • nanopartículas de ouro bioconjugadas com anticorpos para a detecção de sars-cov-2 pela técnica de espalhamento de luz dinâmico (dls)
  • “Testar, testar, testar é a chave para controlar a propagação do SARS-CoV-2” (e, consequentemente, de sua manifestação clínica - COVID-19), de acordo com a OMS. No entanto, mesmo quatro meses após as primeiras notificações da nova doença pela China, o acesso aos testes de diagnósticos ainda é difícil em todo o mundo. O Brasil não foge desta realidade. O teste de diagnóstico padrão ouro para detecção do SARS-CoV-2 é o RT-PCR. Esse tipo de análise leva em média 12 h (apenas para ser processado pelos laboratórios), requer equipamentos, reagentes e expertise apropriadas e é, em geral, realizada de forma centralizada, e ocorrendo, na maioria das vezes, distante do local de coleta. Isso, normalmente acarreta uma espera de mais de 48 horas pelos resultados. Neste sentido, faz-se necessário e urgente o desenvolvimento de testes capazes de detectar a presença do vírus de forma rápida (até no máximo 1 h), descentralizada (preferencialmente em postos de atendimento), com alta sensibilidade e especificidade. Nesta proposta, está sendo proposto um teste para o diagnóstico do vírus causador da COVID-19 a partir da saliva de pacientes, com algumas vantagens adicionais: rápido (5 a 30 min desde a coleta), permite um aumento no número de análises, sem necessidade de pessoal altamente treinado e qualificado, uso de equipamentos mais simples e de menor custo (a ser desenvolvido no projeto), é de fácil e rápida implementação em sistemas de saúde público ou privado, com possibilidade de análise nos pontos de atendimento (point of care) e apresenta alta sensibilidade e especificidade. Para atingir estes objetivos, a proposta da equipe é desenvolver um método para o diagnóstico do vírus SARS-COV-2 usando como leitor um sistema de baixo custo, a ser desenvolvido no projeto, bem como a técnica de espalhamento dinâmico de luz (DLS), a ser utilizada em laboratórios centrais. Para tanto, um imunoteste baseado em reação específica de aglutinação do SARS-COV-2 será padronizado e validado por nanopartículas de ouro funcionalizadas com anticorpos anti-glicoproteína spike do vírus (Ac-AuNPs). A resposta do sistema será detectada em equipamentos que utilizam a técnica de dispersão Rayleigh induzida por laser, que permite a detecção sensível (e extremamente precoce da infecção) e seletiva (garantindo maior fiabilidade do teste) da dispersão de Rayleigh dos agregados de Ac-AuNPs com o vírus. Como as AuNPs apresentam propriedades dependente de tamanho e forma (efeito plasmônico), a incidência de luz irá determinar como as alterações de tamanho pelo efeito da agregação/proximidade causam a mudança de tamanho ( a ser detectado em equipamento por técnica de DLS, e com resultado qualitativo e quantitativo) e cor da solução (detectado em um sistema simples e barato, menos de mil reais, a ser desenvolvido no projeto) em presença do vírus. Esse último é um teste qualitativo, com resultados obtidos inclusive a olho nu em 5 min, dependendo da carga viral presente na amostra. Vale ressaltar que o sistema quando utilizado por técnica de DLS vai possibilitar avaliar, por exemplo, se o paciente está infectado ou se está respondendo ao tratamento). Vale também destacar que este projeto poderá ser adaptado para qualquer vírus, o que pode permitir ao Brasil adquirir uma plataforma rapidamente adaptável para outros possíveis desafios, inclusive mutantes do coronavírus-2. A proposta envolve uma equipe multidisciplinar e interdisciplinar que trabalhará em redundância -dois ou mais laboratórios trabalhando no desenvolvimento do sistema de forma concomitante, compartilhando todas as informações, em uma plataforma de uso comum, para que os objetivos sejam alcançados o mais rapidamente possível. Este projeto é baseado na pesquisa desenvolvida com sucesso por Driskell e col. (2011), no qual um sistema semelhante foi desenvolvido com sucesso para o vírus influenza.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Ricardo Cardoso Cassilhas

Ciências da Saúde

Educação Física
  • treinamento de força acumulado vs contínuo: o impacto na memória espacial e neuroplasticidade de ratos idosos
  • Atualmente é consensual a importância do treinamento de força para a população idosa, devido ao fato de oferecer benefícios para a saúde geral e mental, por exemplo, melhora da cognição, neuroplasticidade e capacidade de adaptação ao meio ambiente. No entanto este papel neuroprotetor do treinamento de força, embora melhor conhecido atualmente, se deriva conclusões de estudos com protocolos de treinamento contínuos, ou seja, realizados em uma única sessão por 30 a 60min. Devido ao fato de uma parte dos idosos terem dificuldade ou baixa aderência a treinar por este tempo, uma alternativa seria o treinamento acumulado, no qual se realiza o treinamento de força acumulado em 3 sessões diárias com períodos menores. Esta proposta de modelo acumulado é recomendada pelos guias internacionais e amplamente utilizada, mas se desconhece se os efeitos neuroprotetores, como as memórias e neuroplasticidade são semelhantes ao método contínuo. Sendo assim, o objetivo do presente projeto é verificar se o treinamento de força acumulado (três sessões diárias) melhora a memória espacial e a neuroplasticidade de maneira diferente ao treinamento de força contínuo (uma sessão diária).
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo Corrêa Gomes

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • accountability pública na estruturação e execução de parcerias público-privadas (ppps)
  • Vide projeto anexo
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo Costa de Santana

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • novos materiais orgânicos e inorgânicos poliméricos com propriedades luminescences para aplicações como magnetos moleculares e sondas fluorescentes
  • Nesta proposta pretendemos sintetizar e caracterizar complexos de rutênio(II), cobre(II), gadolinio(III), disprósio(III), európio(III) e itérbio(III) com ligantes derivados de oxindóis a atuarem como sondas fluorescentes para diagnóstico e terapêutica. O foco principal desses estudos serão as interações destes compostos com importantes biomoléculas, como DNA, proteínas e aminoácidos selecionados, visando obter informações sobre a contribuição da natureza do metal, ou terras raras, e de peculiaridades dos ligantes para a atividade medicinal monitorada. Estudos in vitro serão realizados utilizando diferentes técnicas, especialmente espectroscópicas, tais como : UV/Vis, infravermelho, luminescência, ressonância eletrônica (RPE) e dicroismo circular (CD) com o objetivo de comparar sítios e modos de ligação dos compostos a biomoléculas, com a finalidade de identificar potenciais alvos preferenciais. Investigações sobre a toxicidade dos complexos serão realizadas em culturas de células
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo Coutinho

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • processos estruturadores do funcionamento do ecossistema de ressurgência de cabo frio: distúrbios atrópicos e naturais em diferentes escalas temporais e espaciais.
  • O presente projeto tem como principal objetivo a consolidação de um sítio de pesquisa permanente de longa duração no ecossistema de Ressurgência de Cabo Frio, RJ (PELD- RECA). O objetivo é estudar os processos estruturadores do funcionamento desse ecossistema, com ênfase nos distúrbios antrópicos e naturais usando dados obtidos em diferentes escalas espaciais e temporais, combinando medições e experimentos pontuais e contínuos. A nível conceitual a proposta é dividida em 4 partes principais, a saber : 1) o sistema pelágico; 2) o sistema bentônico; 3) processos oceanográficos e meteorológicos; 4) Banco de dados. Contudo, é nosso objetivo principal integrar esses compartimentos por meio de medições em locais e períodos semelhantes, sempre que possível, e principalmente integrar os dados de maneira a se ter uma compreensão geral dos principais processos estruturadores do funcionamento do ecossistema de Arraial do cabo. Essa integração se dará também em termos de banco de dados, que está sendo criado para sistematizar os dados pretéritos sobre o ecossistema de Ressurgência de Cabo Frio, e também os novos dados a serem obtidos pela presente proposta. O sítio de pesquisa tem sua localização centrada na Região de Cabo Frio, limitado entre 22,5o S -23,5o S e 42,5o - 41,7o W no Estado do Rio de Janeiro, que engloba o Município de Arraial do Cabo. Esta região sofre a influência da "Ressurgência", fenômeno que se caracteriza pela subida de águas frias, ricas em nutrientes, de uma profundidade de aproximadamente 300 metros à superfície. Esta água chega a superfície com temperaturas que variam de 13 a 18 oC. A ocorrência desse fenômeno deve-se a características topográficas, meteorológicas e hidrológicas, peculiares dessa região. Ao longo dos últimos 35 anos um grande número de trabalhos realizados no Ecossistema de Ressurgência de Cabo Frio foram publicados em revistas científicas ou divulgados. Contudo, uma parte maior ainda de dados encontra-se na forma de relatórios técnicos e não foram incorporados devidamente ao conhecimento científico da região. A criação de um Banco de dados para o atual projeto é importante não apenas para ser um instrumento de sistematizar os dados existentes das últimas décadas sobre a ressurgência, mas principalmente para receber os novos e futuros projetos sobre esse ecossitema. A nível de Pesquisa Ecológica de Longa Duração um banco de dados é o principal instrumento para armazenamento, sistematização e integração das várias áreas de pesquisa do projeto de forma a prever mudanças ecológicas ao longo do tempo. Por fim, o fato do PELD-RECA ser localizado numa Unidade de Conservação (UC), a Reserva Extrativista de Arraial do Cabo, Resex- Mar de Arraial do Cabo, faz com que os resultados obtidos no presente projeto são importantes para o Plano de Manejo da Reserva, ora em confecção.
  • Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira - RJ - Brasil
  • 01/03/2017-28/02/2021
Foto de perfil

Ricardo da Silva Freguglia

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • redes no mercado de trabalho, dinâmica, ineficiência alocativa e resultados de emprego no brasil
  • As redes de trabalho dos indivíduos possibilitam que os mesmos realizem diversas interações com seus pares. Tais redes (networks) no mercado de trabalho podem contribuir em grande medida para o êxito profissional, sendo capazes de afetar não apenas o comportamento dos trabalhadores, mas também o comportamento das firmas de forma dinâmica. Essa questão ganha relevância quando se considera a dinâmica do processo de formação de redes laborais em um país em desenvolvimento, como o Brasil. Isso porque a dinâmica das redes laborais pode provocar um desajuste das competências dos trabalhadores em relação ao mercado de trabalho, revelando uma sub ou sobre qualificação. Efeitos decorrentes da dinâmica de formação dessas redes sobre a ineficiência alocativa dos profissionais em termos de sua habilidade no mercado de trabalho e os consequentes resultados de emprego e produtividade – refletida pelos salários – precisam ser investigados de maneira mais detalhada. Nesse sentido, o objetivo desse estudo é analisar o efeito da dinâmica das redes de indivíduos no mercado de trabalho formal brasileiro sobre a alocação ineficiente de profissionais nesse mercado e sobre os consequentes resultados de emprego e salário obtidos. Especificamente, diante da elevada desigualdade salarial observada no Brasil e da relevância das redes de contatos profissionais entre indivíduos para estudos relacionados ao mercado de trabalho – como a procura por empregos e o aumento da qualidade do matching entre firmas e trabalhadores –, esse estudo busca (i) mapear as redes de trabalhos dos indivíduos; (ii) mapear a distribuição de trabalhadores com maior centralidade (i.e., importância relativa em suas redes de conexões profissionais); (iii) descrever a dinâmica de formação dessas redes de trabalhos; (iv) estimar os efeitos da dinâmica das redes de trabalho sobre desajustes (mis-allocation) das competências dos trabalhadores em relação ao mercado de trabalho, revelando uma sub ou sobre qualificação; (v) estimar os efeitos da dinâmica das redes de trabalho sobre resultados de emprego e salários. Para a consecução deste objetivo, explora-se o painel da RAIS - Relatório Anual de Informações Sociais (Ministério do Trabalho e Previdência Social) de 2003 a 2016, que permite um acompanhamento longitudinal dos trabalhadores. A estratégia empírica a ser empregada envolve o uso de técnicas de controle de efeitos fixos multidimensionais a partir de dados combinados de firma-trabalhador. A pergunta central a ser respondida é até que ponto a dinâmica das redes de trabalho individuais promovem um melhor ajuste das competências dos trabalhadores em relação ao mercado de trabalho e, consequentemente, conduzem a maiores probabilidades de obtenção de emprego e maiores ganhos salariais? A hipótese a ser verificada, portanto, é a de que a importância das redes de relacionamentos profissionais é um processo dinâmico e relevante na explicação dos resultados no mercado de trabalho em termos de emprego e salário ao longo do tempo. A partir desse estudo, espera-se contribuir para a formulação de políticas públicas voltadas para a redução das desigualdades de rendimentos no mercado de trabalho brasileiro na medida em que a qualidade do matching entre empresas e trabalhadores possa ser aprimorada em termos de ineficiência de alocação de suas competências e habilidades.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ricardo de Aguiar Pacheco

Outra

Divulgação Científica
  • expotec 2019 exposição de tecnologia e ciência em camaragibe
  • A Exposição de Tecnologia e Ciência em Camaragibe – Expotec é a Feira de Ciências do Município de Camaragibe/PE que tem como principal objetivo fomentar o uso do método científico nas escolas de educação básica da cidade de Camaragibe/PE estimulando o trabalho colaborativo como estratégia para o desenvolvimento social e o desenvolvimento científico e tecnológico. Respeitando os saberes locais e comunitários, respeitando o meio ambiente, estimulando o desenvolvimento de tecnologias sociais, tecnologias assistivas e o empreendedorismo social. A Expotec se inicia com o estabelecimento, no início do ano letivo, de procedimentos para a inscrição de trabalhos de pesquisa científica desenvolvidos nas escolas do município de Camaragibe. Desenvolve-se ao longo do ano em cada escola que, interessada em se inscrever na feira, incorpore as práticas de pesquisa como metodologia de ensino para a educação básica. A culminância da Expotec é a efetiva apresentação dos resultados das pesquisas realizadas pelos estudantes da educação básica na Exposição de Tecnologia e Ciências de Camaragibe. E se desdobra no envio dos trabalhos de maior destaque para as feiras nacionais a que é filiada. Organizada pela Escola Estadual Ministro Jarbas Passarinho desde 2008, em 2011 passou a contar com o apoio da UFRPE, através da ação do PIBID. Desde a edição do de 2013 tem o apoio da Prefeitura da Cidade de Camaragibe e o financiamento do CNPq. Em 2018 contou com a parceria do Shopping Center Camará, recentemente inaugurado no Município de Camaragibe. Esse conjunto de parceiros institucionais tem contribuído, cada qual a seu modo, para a qualificação da atividade dessa difusão da iniciação científica na educação básica. No site www.expotec.ufrpe.br é possível visualizar fotos e documentos que registram o trabalho dessas edições anteriores.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Ricardo de Aguiar Pacheco

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • expotec 2020: exposição de tecnologia e ciência em camaragibe.
  • A Exposição de Tecnologia e Ciência em Camaragibe – Expotec é a Feira de Ciências do Município de Camaragibe/PE. Ela tem como objetivo como principal fomentar o uso do método científico nas escolas de educação básica da cidade de Camaragibe/PE. Com essa ação temos como objetivos secundários: estimular o trabalho colaborativo como estratégia para o desenvolvimento social; promover o interesse pelas carreiras ligadas ao desenvolvimento científico e tecnológico; respeitar os saberes locais e comunitários; valorizar a preservação do meio ambiente; estimular o desenvolvimento de tecnologias sociais, tecnologias assistivas e o empreendedorismo social. A Expotec se inicia com a divulgação, no início do ano letivo, dos procedimentos para a inscrição de trabalhos de pesquisa científica desenvolvidos nas escolas do município de Camaragibe. Desenvolve-se ao longo do ano, em cada escola que se interessada em participar da feira, com ações que incorporar as práticas da pesquisa científica como metodologia de ensino para a educação básica. A culminância da Expotec é a efetiva apresentação dos resultados das pesquisas realizadas pelos estudantes da educação básica ao longo do ano na Expotec 2020: Exposição de Tecnologia e Ciências de Camaragibe. Essa ação se desdobra nos meses seguintes com a participação dos trabalhos de maior destaque nas feiras nacionais a que é filiada. Organizada pela Escola Estadual Ministro Jarbas Passarinho desde 2008, em 2011 passou a contar com o apoio da UFRPE, através da ação do PIBID. Desde a edição do de 2013 tem o apoio da Prefeitura da Cidade de Camaragibe e o financiamento do CNPq. A partir de 2018 contou com o patrocínio do Shopping Center Camará, localizado no Município de Camaragibe. Esse conjunto de parceiros institucionais tem contribuído, cada qual a seu modo, para a qualificação da atividade dessa difusão da iniciação científica na educação básica. No site www.expotec.ufrpe.br é possível visualizar fotos e documentos que registram o trabalho dessas edições anteriores.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 03/02/2020-28/02/2021
Foto de perfil

Ricardo Della Coletta

Ciências da Saúde

Odontologia
  • estudo das interações heterotípicas no câncer oral: sinalizações entre células do carcinoma de células escamosas oral, fibroblastos associados ao câncer e plaquetas no processo de invasão tumoral
  • Ao longo das últimas décadas, tornou-se cada vez mais claro que a progressão tumoral depende mais do que das células malignas por si. O ambiente no qual as células tumorais estão expostas é um determinante crucial para o seu comportamento invasivo e metastático. Nesta linha de evidência, estudos demonstraram que as plaquetas liberadas no estroma tumoral devido aos processos angiogênicos, bem como fatores associados ao processo de coagulação, desempenham um papel importante na promoção da invasão tumoral e correlacionam com um pior comportamento clínico do tumor. Acompanhando a invasão tumoral, as células do tecido conjuntivo são ativadas e os fibroblastos, pela ação de proteínas sintetizadas pelas células tumorais e estromais ativas, adquirem o fenótipo de fibroblastos associado ao câncer (CAF, do inglês cancer-associated fibroblasts). CAFs secretam moléculas que modulam o potencial proliferativo e invasivo das células tumorais. O objetivo geral deste estudo é aumentar o conhecimento sobre as interações tumor-estroma na estimulação dos eventos associados à progressão do carcinoma de células escamosas oral (CEO). Nossa estratégia é mimetizar o microambiente tumoral por meio de culturas organotípicas envolvendo o co-cultivo de células de CEO, CAFs e plaquetas. Para melhor entender estas interações, nós compilamos neste projeto os seguintes objetivos específicos: 1) verificar se os secretomas de células de CEO e CAFs em monocultura e em co-cultura são capazes de induzir a ativação e agregação plaquetária; 2) avaliar o papel do plasma rico em plaquetas (PRP), plaquetas lavadas (PL) e plasma pobre em plaquetas (PPP, grupo a ser utilizado para comparação) na indução dos processos de invasão e transição epitelial-mesenquimal (EMT) das células de CEO, além de avaliar o secretoma das co-culturas a fim de detectar citocinas, quimiocinas e fatores de crescimento relacionados à indução destes fenótipos; 3) determinar o efeito do PRP, PL e PPP na transição de fibroblastos orais normais em CAFs e analisar a participação de receptores de TGF-β1, PDGF e CXCL12/SDF-1, moléculas conhecidas por induzir este processo, na transição de fibroblastos em CAFs; 4) verificar a existência de efeitos pró-invasivos aditivos em situações de co-cultura de células de CEO, CAFs e plaquetas e caracterizar os possíveis mediadores destes efeitos; e 5) avaliar se as interações celulares propostas (co-culturas) induzem angiogênese in vitro, consequentemente, quantificar proteínas angiogênicas como VEGFA e suas isoformas. É importante ressaltar que inúmeros estudos apontam o estroma como excelente alvo terapêutico para o CEO, porém pouco se conhece sobre as exatas interações com as células tumorais e os mecanismos que controlam sua ativação, limitando esta possibilidade terapêutica.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022