Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Filippe Elias de Freitas Soares

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • atuação enzimática e nanonematicida do fungo nematófago duddingtonia flagrans no controle biológico de nematoides parasitos gastrintestinais de bovinos
  • Pesquisas realizadas com o fungo nematófago Duddingtonia flagrans, isolado AC001, têm demonstrado resultados promissores no combate de helmintos tanto no Brasil, quanto em outros países. Recentemente a descoberta da produção de enzimas e nanopartículas derivadas deste fungo, no Brasil, “revigorou” a sua aplicabilidade prática. Pesquisas a respeito da utilização dessas biomoléculas produzidas pelo D. flagrans no controle de nematoides gastrintestinais de ruminantes ainda não foram delineadas, sendo essa uma proposta pioneira. Nesse contexto, dentre os fatores que podem interferir negativamente na produtividade do rebanho bovino, promovendo prejuízos significativos para o produtor, destacam-se as nematodioses gastrintestinais. Além disso, a resistência parasitária é um problema que muitos países e inclusive o Brasil já enfrenta. Portanto, alternativas ecologicamente sustentáveis e economicamente rentáveis são necessárias, como a utilização de enzimas e nanopartículas derivadas de fungos nematófagos que podem ser integradas ao sistema de manejo parasitário nas propriedades rurais. A hipótese deste projeto é que nanopartículas e enzimas produzidas pelo fungo D. flagrans (AC001) apresentarão atividades antihelmínticas sobre estrongilídeos que afligem a população bovina brasileira e mundial, causando sofrimento aos animais e sérios prejuízos aos produtores. A equipe composta possui conhecimento necessário para a realização de todas as etapas apresentadas, tem desenvolvido vários estudos nessa área, que demonstram que as enzimas e nanopartículas de AC001 têm potencial nematicida comprovado. O fungo D. flagrans será cultivado e utilizado para a produção de enzimas e nanopartículas de acordo com as metodologias adequadas, que serão ajustadas a partir de estudos previamente publicados pela equipe. De modo análogo, também serão realizadas as análises da atividade nematicida das enzimas e AgNP’s biossintetizadas sobre L3 de estrongilídeos de bovinos.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 26/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Flavi Ferreira Lisbôa Filho

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • identidades, patrimônio cultural e desenvolvimento sustentável: a comunicação como articuladora de um centro interpretativo digital
  • Esta pesquisa objetiva contribuir na construção de conteúdos para a implementação de um futuro App “Centro Interpretativo Digital do Patrimônio Cultural”, que apresente os principais patrimônios dos territórios foco desta investigação (Geoparques Quarta Colônia e Caçapava Aspirantes UNESCO), promovendo as vivências culturais e a valorização das diversas expressões identitárias, que circunscrevem as localidades. Para tanto identificaremos os principais processos comunicacionais adotados pelos Geoparques Mundiais, que sejam referência, para verificar as relações com a criação de vínculos territoriais entre os indivíduos das referidas comunidades a partir de seus patrimônios, tendo assento metodológico na análise cultural. É importante ressaltar que o papel da comunicação no contexto da preservação patrimonial, além de gerar associações e fomentar o sentimento de pertença, deve ser o de socializar o conhecimento. Já os geoparques mundiais, cuja certificação é prerrogativa da UNESCO, são responsáveis por diversos benefícios para a região onde estão inseridos como o fomento da economia, por meio do turismo de base comunitária, a conservação do meio ambiente e consequentemente a melhora na qualidade de vida, agregando a perspectiva de que preservação pode ser inovação. De modo geral, podemos afirmar que eles são locais que, culturalmente, possibilitam a valorização de tradições, da memória e o estabelecimento de vínculos com o local em que a comunidade está inserta. No Brasil há apenas o Geoparque do Araripe. Temos o pressuposto de que associar a comunicação ao conhecimento do patrimônio cultural, incluído aqui o valor cultural do patrimônio natural, pode contribuir aos Geoparques, através de estratégias para difundir informações, gerar vinculações e reconhecimento cultural com o local. Observamos que o resgate identitário possibilita o desenvolvimento sustentável e a continuidade na produção de conhecimento com inserção social.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Flávia Aparecida Chaves Furlaneto

Ciências da Saúde

Odontologia
  • efeitos adjuvantes da terapia probiótica em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 e periodontite generalizada: estudo clínico randomizado controlado.
  • A periodontite (PE) e o diabetes mellitus tipo 2 (DM2) são condições altamente prevalentes e preocupações significativas da saúde pública global. O DM2 é um reconhecido fator de risco para a PE e a PE pode influenciar o controle glicêmico, caracterizando uma relação bidirecional. A patogênese da associação PE-DM2 envolve uma inter-relação complexa entre resposta imunoinflamatória do hospedeiro, fatores ambientais, genéticos e epigenéticos, e um microbioma disbiótico, o qual foi pouco explorado até o presente momento. É possível que a modulação dos microbiomas subgengival e intestinal seja uma abordagem terapêutica adjuvante interessante no tratamento da PE em pacientes diabéticos. Os probióticos tem sido considerados uma terapia adjuvante promissora tanto no manejo da PE como na regulação de fatores glicêmicos e do metabolismo da insulina. Contudo, não há estudos clínicos avaliando os efeitos de Bifidobacterium animalis subsp. lactis HN019 como adjuvante ao tratamento e na modulação dos microbiomas subgengival e intestinal de pacientes diabéticos com PE. Assim, o objetivo deste estudo clínico randomizado controlado é avaliar os efeitos da administração sistêmica do probiótico B. lactis HN019, como adjuvante à Raspagem e Alisamento Radicular, sobre parâmetros clínicos periodontais, perfil dos microbiomas oral e intestinal (por meio de sequenciamento pela amplificação por PCR do gene 16S rRNA), bem como sobre o controle glicêmico e marcadores metabólicos (hemoglobina glicosilada, glicemia em jejum, insulina, triglicérides e colesterol) de pacientes portadores de DM2 e PE estágio III grau C generalizada. Os pacientes receberão terapia periodontal não-cirúrgica e serão randomicamente divididos em grupos Controle (pastilhas placebo) e Teste (pastilhas contendo 10(9) UFCs de B. lactis HN019). As pastilhas placebo ou probiótica serão consumidas duas vezes ao dia durante 3 meses. No baseline e após 3 meses, todos os parâmetros citados serão estatisticamente analisados.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Flávia de Lima Osório

Ciências da Saúde

Medicina
  • saúde mental e sobrecarga emocional de profissionais de saúde do brasil envolvidos no atendimento a pacientes portadores de covid-19: indicadores e fatores associados
  • As condições gerais de saúde de profissionais envolvidos nos cuidados dos pacientes acometidos pela COVID-19 têm se mostrado comprometidas, não só pelo risco iminente de contaminação a que estão expostos, mas também pela sobrecarga de trabalho e estresse decorrente do colapso do sistema de saúde, ampliando os riscos para o desenvolvimento de transtornos mentais diversos. Conhecer esse cenário atual de sobrecarga emocional dos profissionais de saúde pode favorecer que tratamentos efetivos e modelos preventivos de intervenção e assistência sejam prontamente adaptados e instalados gerando, assim, um menor impacto para saúde pública em geral e para os profissionais individualmente. Assim, o objetivo desse estudo é avaliar e acompanhar a evolução dos indicadores de saúde mental e sobrecarga emocional de profissionais de saúde brasileiros que atuam nos cuidados à portadores de COVID-19 e identificar os fatores de risco e proteção associados. Para isso, uma amostra de conveniência (não probabilística) e composta por diferentes profissionais de saúde brasileiros (médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, técnicos de radiologia, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, dentistas, farmacêuticos e assistentes sociais) envolvidos nos cuidados a pacientes com COVID-19, durante o período de pandemia, será avaliada por meio da auto avalição de sinais e sintomas. Os participantes receberão um link eletrônico para acesso à pesquisa, gerado pelo aplicativo SURVEY da plataforma REDCap, o qual será disseminado via redes sociais, mídias eletrônicas e contatos com instituições de saúde de relevância no país. Ao acessar o link o participante terá acesso ao TCLE e somente prosseguirá após lê-lo e assiná-lo digitalmente. Após essa etapa, serão apresentados instrumentos para auto preenchimento, relacionados à avaliação de ansiedade, depressão, sono, estresse e burnout (variáveis de desfecho), além de um questionário para caracterização sociodemográfica e profissional e instrumento para avaliação de traços de personalidade e coping. Ao término, os dados automaticamente serão salvos e arquivados na plataforma REDCap para posterior análise. Os participantes serão convidados a continuar participando do estudo (fase de seguimento) e, aqueles que aceitarem, receberão, a cada quinze dias, nos próximos três meses (total de seis vezes: D15, D30, D45, D60, D75, D90), um link (via email ou celular) para responder os instrumentos de desfecho. Testes para comparação de grupos (paramétricos ou não paramétricos) serão utilizados para comparar cada sintoma entre dois ou mais grupos, de acordo com variáveis de interesse (por exemplo, sexo, profissão, anos de profissão, região do Brasil, condição de saúde mental prévia, entre outros). Para avaliar possíveis fatores de risco/ proteção para a saúde mental dos participantes será utilizada a análise de regressão logística multivariável. Adotar-se-á como nível de significância p>0.05.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/07/2020-15/08/2022
Foto de perfil

Flavia de Paula Vitoretti

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • uffight, as meninas em combate
  • Este projeto pretende despertar o interesse de alunas do ensino básico de escolas públicas nas áreas de ciências exatas, engenharia e computação, e mostrar que disciplinas como a matemática e a física são responsáveis pelos fenômenos do nosso dia-a-dia, e como essas matérias estão relacionadas com a tecnologia e são responsáveis pelo desenvolvimento de ferramentas que são à base da computação digital moderna. E que a engenharia contemporânea, através do computador e valendo-se de conceitos de robótica, tornou-se capaz de resolver problemas complexos e de alto risco para homem, melhorando o desempenho e otimizando atividades industriais. Para tanto serão realizadas as seguintes atividades básicas: - Visita das alunas bolsistas e do professor responsável do Ensino Básico a UFF/EEIMVR, Instituição Executora do Projeto, e ao laboratório da Equipe UFFight Robótica, onde terão o primeiro contato com os robôs e suas atividades. - Capacitação das alunas bolsistas e do professor responsável do Ensino Básico quanto aos conceitos de Eletricidade, Eletrônica, motores, arduínos, lógicas de programação, portas analógicas e digitais, sensores e atuadores, e outros conhecimentos necessários para o desenvolvimento de robôs controlados e autônomos. - Oficinas semanais nas escolas participantes com o intuito de desenvolver um robô seguidor de linha, um robô totalmente autônomo que deve seguir uma linha em uma pista específica detectando e desviando de obstáculos. - Aquisição de equipamentos para construção, captação, medição e análise de parâmetros físicos de um seguidor de linha, tais como força, velocidade, aceleração, velocidade de resposta dos sensores e atuadores, etc. - Realização de Palestras e Seminários proferidos por pesquisadores docentes da EEIMVR/UFF e alunas integrantes da equipe UFFight Robótica abordando temas avançados da engenharia moderna. - Participação da XV Winter Challenge e IV Summer Challenge, os maiores eventos de combate de robôs da América Latina, que acontecem anualmente. Nestas competições, robôs de várias categorias competem entre si, e o seguidor de linha que completar o circuito no menor tempo, vence.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 31/01/2021-31/07/2022
Foto de perfil

Flávia Fioruci Bezerra

Ciências da Saúde

Nutrição
  • efeito da suplementação com cálcio e vitamina d na gestação sobre a geometria e a microarquitetura óssea durante a lactação de mães adolescentes e sua associação com a composição de minerais no leite humano: ensaio clínico randomizado
  • O aumento da eficiência de absorção intestinal de cálcio na gestação e a perda temporária de massa óssea na lactação são os principais mecanismos fisiológicos para assegurar a transferência de cálcio para a formação fetal e produção de leite. Em mães adolescentes, assegurar uma adequada ingestão de cálcio e vitamina D, por meio de suplementação durante a gestação, contribui para reduzir a perda óssea excessiva na lactação, embora não pareça reverter em benefício para a massa óssea materna no longo prazo. Para além da reduzida perda de massa óssea, aspectos potencialmente afetados por uma intervenção com cálcio e vitamina D incluem a redução na mobilização óssea de outros minerais essenciais (ex. Zn) para a criança. Por outro lado, a suplementação pode configurar proteção contra a exposição da criança a minerais não essenciais previamente acumulados nos ossos (ex. Pb), além de contribuir para preservar parâmetros da geometria estrutural e da microarquitetura óssea, considerados determinantes para a resistência óssea a fraturas. A nossa hipótese é que, em mães adolescentes habituadas à baixa ingestão de cálcio, a suplementação com cálcio e vitamina D durante a gestação contribui para preservar a geometria e a microarquitetura óssea durante a lactação, além de resultar em menor mobilização óssea de outros minerais (essenciais ou não) para o recém-nascido, via leite materno. Trata-se de ensaio clínico randomizado, realizado em adolescentes que receberam suplementação de cálcio e colecalciferol (600 mg/dia + 200 IU/dia) ou placebo desde a 26ª semana de gestação até o parto. Amostras biológicas (sangue e leite) foram coletadas na 26a semana gestacional, na 5a e na 20a semana pós-parto, armazenadas a -80oC e serão utilizadas para determinação de marcadores de turnover ósseo e da concentração de minerais. Exames de densitometria óssea foram realizados na 5a, 20a e 56a semana pós-parto e serão reanalisados utilizando softwares para análise dos parâmetros de resistência.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Flávia Kelly Siqueira de Souza

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • diversidade de peixes em resposta a diferentes tipos de manejo em áreas alagáveis da amazônia: aspectos ecológicos e socioeconômicos
  • A bacia Amazônica abriga a maior diversidade de peixes de água doce do planeta, com mais de 2700 espécies descritas, dentre as quais cerca de 45% são endêmicas. Esse ecossistema tem sido fortemente ameaçado por ações antrópicas diretas, como o desmatamento e outras formas de uso do solo, como a construção de usinas hidrelétricas, e formas não sustentáveis de uso dos recursos naturais, incluindo a sobrepesca. Além disso, secas e cheias extremas, decorrentes de mudanças climáticas e do desmatamento local, têm aumentado em frequência e intensidade, gerando perturbações na estrutura das comunidades de peixes e instabilidade no rendimento das pescarias. Esses problemas indicam claramente a necessidade de adoção de estratégias para preservar a elevada diversidade de peixes e também conservar os estoques pesqueiros, que são as mais importantes fontes de proteína animal para as comunidades locais, em especial para os ribeirinhos que ocupam as margens dos rios e lagos da região. Nos últimos anos, uma das estratégias do governo brasileiro para preservar a biodiversidade tem sido a criação e manutenção de um grande sistema de  unidades de conservação (UCs). Em UCs como as Reservas Extrativistas (RESEX) e Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) têm sido realizado o manejo de lagos, com o objetivo de conservar a diversidade de peixes e os estoques de peixes sobre-explotados, como o pirarucu (Arapaima gigas). Essas estratégias são especialmente importantes na várzea amazônica, em especial nos trechos inferiores dos rios Purus e Solimões, áreas tradicionalmente exploradas pela pesca comercial que abastece os maiores centros urbanos regionais e que sofre uma ampla gama de pressões antrópicas. Em face disso, foi estabelecido um sítio PELD na várzea da Amazônia Central, com o objetivo de avaliar a dinâmica temporal das assembleias de peixes em resposta a diferentes tipos de manejo territorial e de governança.  Quatro áreas de amostragem foram estabelecidas: (1) Lago Catalão, na confluência dos rios Solimões e Negro, sem proteção ambiental e manejo pesqueiro; (2) Ilha da Paciência, entre a foz do rio Purus e a confluência Solimões-Negro, incluída em uma APA Municipal onde há um acordo de pesca para manejo de lagos e explotação manejada do pirarucu; (3) RDS Piagaçu-Purus, no baixo rio Purus, uma UC Estadual com manejo de lagos e de pirarucu; e (4) REBIO Abufari, no baixo Purus, UC Federal, onde a pesca é proibida e não há manejo de lagos ou de pirarucu. Ao longo de quatro anos (2017-2020), foram realizadas amostragens sazonais de peixes com esforço padronizado e mensuradas variáveis ambientais, além de avaliar o uso de recursos pesqueiros pelas populações locais. Os resultados iniciais, após quase quatro anos de estudos, demonstram (1) a importância de manter um sítio de pesquisas ecológicas de longa duração com essa abrangência na várzea amazônica; (2) a existência de diferenças na estrutura e composição das assembleias entre as áreas com diferentes tipos de manejo, indicando a importância da governança para a conservação da biodiversidade aquática. Ao mesmo tempo, a experiência adquirida ao longo desses anos, mostrou a necessidade de analisar a diversidade genética e de contribuir, ainda que indiretamente, através das lideranças e populações locais, para a governança socioambiental das áreas incluídas nos sítios de pesquisa. Diante disso, essa proposta de continuidade do PELD-DIVA, o único sítio de pesquisas ecológicas de longa duração na várzea amazônica, mantém a abrangência geográfica original e expande suas áreas temáticas, com o objetivo de contribuir com a formação das informações necessárias para a proposição de estratégias robustas de manejo, visando a conservação de um ambiente tão importante dos pontos de vista ecológico, econômico e social na Amazônia.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 14/12/2020-31/12/2024
Foto de perfil

Flávia Maria Galizoni

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • efeitos da covid19 sobre agricultura familiar, alimento e água no vale do jequitinhonha mineiro.
  • Este projeto, baseado na parceria entre instituições de ensino e organizações de desenvolvimento rural do vale do Jequitinhonha mineiro, tem por objetivo levantar, registrar, analisar e disseminar informações sobre as soluções locais, os entraves e as demandas ocasionadas pela quarentena da COVID-19 sobre a agricultura familiar do vale do Jequitinhonha mineiro. Utilizando recursos materiais e humanos pré-existentes nas instituições parceiras, e recorrendo exclusivamente a meios telefônicos ou digitais durante o período de confinamento, recolherá semanalmente dados sobre os efeitos do coronavírus sobre autoabastecimento, abastecimento urbano, renda, água e saúde de agricultores familiares de dez municípios, sistematizará os resultados para devolve-los por todas as mídias possíveis à região, com propósito de disseminar informações sobre soluções locais, estimular ações conjuntas e subsidiar programas públicos. Ao final da quarentena, propõe-se levantamento de campo para avaliar, junto a agricultores e agentes de desenvolvimento rural, as dificuldades, soluções e a eficácia dos programas públicos adotados.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Flavia Mateus Rios

Ciências Humanas

Ciência Política
  • origens e destinos: uma avaliação da política de cotas universitárias e seus efeitos no mercado de trabalho
  • A Lei 12.711/12 visa enfrentar os problemas de discriminação e desigualdades raciais e seus prejuízos para o país. Embora no momento de sua criação, o debate público se desse em torno das desvantagens acumuladas pela parcela negra da população nas diversas esferas sociais, a Lei instituiu ação afirmativa para acesso ao ensino superior considerando não o critério étnico-racial, mas o de classe. Estaria ela apta para promover as mudanças para as quais foi criada? Avaliar a política de cotas universitárias por ela instituída mostra-se importante por múltiplas razões, dentre as quais se destacam: (1) diversos estudos nas ciências sociais revelam que há problemas na implementação dessa política e sugerem que as metas previstas na Lei estão longe de serem alcançadas, sobretudo em cursos de maior relevância social; (2) a rica produção acadêmica sobre a política contempla os seguintes temas: o argumento moral, o desempenho dos estudantes e a trajetória dos egressos; e, embora exista no país uma tradição na avaliação do sistema de ensino superior, não há estudos que se dediquem a um exame sistematizado dessa política pública. Para suprir essa lacuna, a pesquisa buscará responder a seguinte questão: a política de cotas universitárias introduzida pela Lei 12.711/2012 tem-se mostrado um instrumento adequado para a promoção da igualdade racial? Será realizada uma pesquisa de avaliação multidimensional da política de cotas, seguindo o modelo oferecido por Draibe (2001). De um lado, serão examinados o desenho e o processo de implementação da política em diferentes universidades, e, de outro, seus resultados, impactos e efeitos, permitindo verificar se a política alcançou suas mestas e se provocou mudanças não esperadas pelo legislador. Para alcançar seus objetivos, o estudo adota uma abordagem metodológica mista, com a pesquisa qualitativa e quantitativa, e a utilização de técnicas diversas, como a pesquisa documental, entrevistas, e análise multivariada de dados.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Flavia Medeiros Sarti

Ciências Humanas

Educação
  • universitarização da formação inicial docente e profissionalização dos professores: entre tensões e possibilidades
  • A investigação focaliza a formação inicial de professores para Educação Básica, objetivando identificar e discutir possibilidades de superação de tensões existentes entre os processos de universitarização e de profissionalização do magistério e que se revelam na composição curricular dos cursos superiores de formação docente. Explora modos de organização curricular da formação docente, no nível superior, examinando-os a partir de três eixos que, segundo M. Altet, podem favorecer a elevação do nível profissional e acadêmico na formação dos professores: 1. dispositivos integradores que favoreçam a articulação prática-teoria-prática e promovam alternância integrativa no processo formativo, envolvendo escolas e as instituições de ensino superior; 2. O espaço da escrita na formação, como apoio à reflexão profissional, à análise das práticas docentes, à integração de diferentes saberes para ensinar e ao desenvolvimento profissional; e 3. A cooperação entre os agentes da formação, por meio equipes formativas que intervenham na formação profissional e universitária docente. A pesquisa pretende explorar, em diferentes contextos - brasileiro, canadense e francês - a presença desses eixos na composição curricular de cursos superiores de formação inicial docente, pautando-se pelas seguintes questões norteadoras: que dispositivos integradores se fazem presentes nos currículos de formação docente focalizados e como se organizam e atuam no processo formativo? Que relações são estabelecidas entre as instituições de ensino superior e as escolas no processo formativo? Que espaços e propostas para o registro e a análise das práticas docentes? Que formadores assumem espaço em tais composições curriculares e como cooperam na formação? Para tanto, o projeto prevê investigações que, conduzidas no âmbito de quatro equipes (CRIFPE, CRIFPE-Brasil, CIRCEFT-ESCOL, CIREL-RECIFES), orientar-se-ão por diferentes perspectivas teórico-metodológicas e por estratégias diversas e complementares.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Flávia Millena Biroli Tokarski

Ciências Humanas

Ciência Política
  • grupos, representação e processos de inclusão: diagnósticos e desafios para a democracia no brasil
  • Este projeto analisa a democracia brasileira com foco em um problema relevante para os estudos teóricos e empíricos na área de Ciência Política: a sub-representação de grupos sociais, com especial atenção para gênero, raça e sexualidade. Estaremos atentas, em particular, ao processo de mudanças na legislação que ocorreram desde 2009, em que se destacam as decisões e novas regras relativas ao financiamento das candidaturas adotadas entre 2018 e 2020. O debate sobre a representação e participação de mulheres e de pessoas negras no país, nos anos recentes, não se refletiu em estudos robustos e diagnósticos mais completos. O projeto contribuirá para fortalecer as pesquisas empíricas, ainda bastante fragmentadas. A principal pergunta da pesquisa é: quais atores e reivindicações tomaram parte nas mudanças legais relacionadas à representação de grupos no Brasil e como essas mudanças têm incidido nos padrões de representação. Nossa hipótese é que esses padrões de representação se alteraram na medida em que as reivindicações dos grupos foram traduzidas em mudanças legais que incidem sobre a autonomia dos partidos para definir alocação de recursos, mas que essas mesmas mudanças foram delimitadas pela ação e coordenação de partidos políticos de diferentes espectros ideológicos. A pesquisa será realizada em quatro eixos: 1) mapeamento da produção acadêmica sobre representação de grupos no Brasil por meio de revisão sistemática e pesquisa bibliométrica; 2) atores, reivindicações e mudanças na legislação, por meio de pesquisa documental e entrevistas, com análise de redes; 3) carreiras e trajetórias parlamentares nos níveis nacional e sub-nacionais, por meio da análise dos dados disponíveis no TSE, das Casas legislativas e de entrevistas; 4) dimensão comunicacional da representação, por meio de análise das redes sociais de atores selecionados em esforços que envolvem os eixos 2 e 3. Busca-se qualificar pesquisas, legislação eleitoral e partidária e promoção de políticas públicas.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Flávia Oliveira Monteiro da Silva Abreu

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de nanoemulsões polissacarídicas para sistemas de liberação controlada de chalconas
  • O desenvolvimento de nanoemulsões para o emprego em sistemas de liberação controlada de princípio ativo são promissores, uma vez que apresentam uma melhor performance comparada à administração convencional, com menor efeito colateral. Mais recentemente tem sido propostos sistemas a base de biopolímeros, projetados nas propriedades do princípio ativo e suas interações com a matriz polimérica e os agentes compatibilizantes, a fim de apresentar estabilidade do sistema tridimensional e um perfil de liberação prolongado. As Chalconas são cetonas aromáticas de ocorrência natural, sendo flavonoides de cadeia aberta com propriedades antimicrobiana, antiparasitária e antifúngica. Entretanto, dependendo da dosagem necessária, as chalconas podem gerar efeitos colaterais indesejáveis, devido à sua moderada toxicidade em células do fígado. Na presente proposta, serão desenvolvidos sistemas de liberação controlada usando a técnica de nanoemulsificação com polissacarídeos, a fim de encapsular chalconas. Tais sistemas irão liberar de forma prolongada uma variedade de chalconas, minimizando seus potenciais efeitos colaterais, viabilizando seu potencial comercial em diversas aplicações. Um estudo pormenorizado usando delineamento experimental e analise estatística sobre a influência dos parâmetros de produção das nanoemulsões será feito visando máximo grau de encapsulamento de diversos tipos de chalconas, com características ótimas para diversos sistemas de liberação controlada. As nanoemulsões produzidas serão caracterizadas em relação às suas propriedades: (a) química e morfológica, com analise de tamanho de partícula e potencial zeta, FTIR UV-vis e microscopia MEV e MET; (b) em relação à cinética de liberação in vitro; (c) avaliação de propriedades antimicrobianas, antifúngicas e antiparasitárias em comparação com as chalconas livres. Desta forma,serão desenvolvidas formulações com melhor balanço de propriedades, diferenciadas das existentes e com alto potencial farmacológico.
  • Universidade Estadual do Ceará - CE - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Flávia Regina Capellotto Costa

Ciências Biológicas

Ecologia
  • a diversidade funcional das árvores em florestas com lençol freático superficial aumenta a resiliência da amazônia frente a secas severas?
  • Os extremos climáticos têm aumentado, e há evidências de que estão levando à uma diminuição da absorção e estoques de carbono das florestas tropicais. No entanto, o entendimento do efeito das secas nas florestas da Amazônia provêm principalmente de regiões suscetíveis a altos níveis de déficit hídrico durante as secas climáticas. Por outro lado, 30 a 50% da bacia Amazônica tem florestas com lençol freático superficial – FLS (< 5m de profundidade), e pouco se sabe sobre a resposta das árvores às secas nesta condição. As FLS possuem ampla disponibilidade de água no solo, e espera-se que esta condição selecione plantas com características funcionais pouco ou nada resistentes à seca. Portanto, pode-se esperar que as FLS sejam capazes de amortizar os efeitos de secas moderadas (sequestrando carbono via crescimento), mas conforme a intensidade da seca ultrapassa a capacidade de suprimento de água do solo pelo lençol freático, as FLS passem a ser fontes de carbono para a atmosfera (via mortalidade). A transição entre estes extremos depende de qual é de fato a composição funcional destas florestas. Se as FLS são compostas apenas por espécies vulneráveis à seca, o impacto dos extremos climáticos pode ser grande. Mas se há diversidade de estratégias hidráulicas, os extremos climáticos poderiam eliminar as espécies vulneráveis, mas as resistentes ainda manterem as funções do ecossistema. A variabilidade funcional nas FLS é uma lacuna de conhecimento que vamos estudar, contribuindo para a inclusão da variabilidade dada pela biodiversidade nos modelos de funcionamento do sistema terrestre, para melhor prever a resiliência da Amazônia e planejar sua conservação sob mudanças climáticas. Analisaremos a variabilidade das propriedades hidráulicas, capacidade fotossintética e anatomia radicular, combinadas com dados de fenologia foliar e clima ao longo de um gradiente de profundidade do lençol freático, em parcelas permanentes ao longo da BR319 e Reserva Ducke, na Amazônia central.
  • Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - AM - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Flaviana Ferreira Pereira

Engenharias

Engenharia Química
  • ceará faz ciência 2021
  • A presente proposta visa a realização de competições científicas envolvendo os Alunos e Professores do Ensino Fundamental II, Médio e Técnico das Escolas Públicas e Privadas de todos os 181 Municípios que compõem o estado do Ceará. Neste sentido, os eventos que envolverão as Mostras Científicas em questão, contribuirão significativamente para a melhoria da qualidade do ensino de ciências no Estado, uma vez que visam popularizar o conhecimento científico e estimular a conexão e a interação do conhecimento entre alunos, professores e a população em geral nas mais diversas áreas relacionadas com a Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). A SECITECE, ao longo de várias décadas, promove sistematicamente diversas atividades que visam popularizar e interiorizar o conhecimento e a prática das áreas da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) entre crianças, jovens e adultos, através da realização de feiras, concurso e mostras científicas itinerantes na capital e interior do Estado. Neste contexto, a primeira edição do projeto Ceará Faz Ciência foi realizada no ano de 2012, pelo Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (SECITECE) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI), tendo como objetivo popularizar o conhecimento científico entre crianças, jovens e adultos, através da realização de feiras, concurso e mostras científicas itinerantes pela capital e interior do Estado. Neste ano o Projeto envolveu de forma direta 180 escolas nas quatro regiões, Litoral Leste, Região Norte, Cariri e Inhamuns do estado do Ceará, com a inscrição de 300 trabalhos. Em 2015 o referido evento foi realizado com o recurso do fundo de Amparo à Pobreza (FECOP) e atuou em 6 regiões: Fortaleza e Região Metropolitana; Região dos Inhamuns; Litoral Leste; Região Norte; Sertão Central; Região do Cariri do Ceará. Dando continuidade a parceria firmada com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e a aplicação dos recursos oriundos do FECOP, realizou a edição do ano de 2016, contemplando 03 regiões (Beberibe, São Benedito e Fortaleza) onde foram inscritos mais de 170 trabalhos de estudantes da rede pública de ensino. Em 2017 o projeto contemplou apenas a Região Metropolitana e o Vale do Jaguaribe, entretanto com um volume significativo de inscritos, ultrapassando 200 trabalhos. Já em 2018 e 2019 foram realizadas edições do evento na Feira do Conhecimento em Fortaleza/CE. Já em 2020, a mostra científica foi cancelada devido à pandemia pelo Coronavírus (COVID 19) conforme orientação das autoridades de saúde pública. Ao longo de todos esses anos, o “Ceará Faz Ciência” envolveu mais de 40 municípios, 1000 alunos inscritos no site e mais de 34.000 participantes com visitação aos eventos (diretos e indiretos). O projeto Ceará Faz Ciência, cujo início das atividades se deram em 2011, através do I Fórum Ceará Faz Ciência, intitulado "Mudanças climáticas, desastres naturais e prevenções de riscos", realizado em Fortaleza. Contudo, apenas em fevereiro de 2012 foi lançado oficialmente o projeto Ceará Faz Ciência, no município de Sobral, Região Norte do Estado. Nesta mesma edição foram contempladas a Região do Litoral Leste, Limoeiro do Norte, a Região do Cariri, Crato e a Região dos Inhamuns, Tauá. Vale ressaltar, que para o início dessas atividades, a SECITECE 1 contou com a parceria do CNPq/MCTI, da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, das Prefeituras de Limoeiro do Norte, Sobral, Tauá e Crato, do Geopark de Araripe/Urca e da Secretaria de Educação do Ceará - SEDUC. Durante este mesmo ano, a competição envolveu de forma direta 180 escolas e 300 trabalhos. No ano de 2014, a exposição do Ceará Faz Ciência teve como temática a “Ciência e Tecnologia para o desenvolvimento social" e contemplou as cidades de Fortaleza, Tauá, Limoeiro e Quixeramobim. Apesar destas experiências exitosas, esta competição ainda necessita manter, consolidar e ampliar suas estratégias voltadas ao tema, sob a pena de não conseguir formar capital humano suficiente, em número e qualidade, que contribuam com o desenvolvimento científico e tecnológico do Estado. Ressalta-se que o “Ceará Faz Ciência” sempre priorizou, em suas ações, o engajamento de alunos e professores das regiões com menores Índice de Desenvolvimento Humano por Município (IDHM) e cujas as ações sirvam de incentivo para o aumento do número de inscritos nas ações de Popularização da Ciência desenvolvidas pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior (SECITECE). Além disso, esta proposta visa a melhoria da qualidade da educação em ciências a partir de um trabalho intensivo de experimentação nas escolas em cooperação com os professores do ensino fundamental, médio/técnico e a comunidade científica composta por profissionais dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCEs), Institutos Centro de Ensino Tecnológico (CENTECs), Universidade Estadual do Ceará (UECE), Universidade Federal do Ceará (UFC) e Secretarias Estaduais e Municipais de Ensino.
  • Secretaria da Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará - CE - Brasil
  • 29/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Flaviana Ferreira Pereira

Outra

Divulgação Científica
  • feira do conhecimento digital 2021: evento regional de promoção e disseminação da ciência, tecnologia, inovação, negócios e mostras itinerantes (presenciais e virtuais) para a sociedade cearense.
  • A Feira do Conhecimento, promovida anualmente desde 2017 de forma presencial, será realizada em 2021 no formato virtual na SNCT. Estima-se alcançar neste ano mais de 5 mil pessoas na Feira do Conhecimento Digital. E mais 1200 pessoas no projeto Ciência Itinerante, oportunizando um encontro profícuo entre instituições de CT&I públicas e privadas, universidades, startups e empresas da cadeia produtiva cearense e setores estratégicos da economia, educação, ciência e tecnologia do estado do Ceará, orquestrando ações de disseminação e popularização da ciência, considerada como base para a melhoria da qualidade do ensino de ciências no estado e municípios, e, assim, estimulando a formação de jovens cientistas e empreendedores, favorecendo a qualificação do conhecimento científico e tecnológico. A Feira do Conhecimento de 2021 será realizada por meio digital, tendo em vista que ainda existem restrições aos eventos presenciais que possam causar aglomeração. Na programação do evento estão previstas palestras, seminários, competições e rodada de negócios, todas as atividades ocorrerão online, destacando o tema da 18ª Semana Nacional da Ciência: “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta”. Para o primeiro semestre de 2022 é prevista a retomada das atividades presenciais do ônibus-laboratório, do projeto Ciência Itinerante, a retomada será gradual, já que a maioria das escolas do estado do Ceará permanecem com atividades remotas. Estão previstas visitas presenciais (6 municípios) e também videoconferências (outros 6 municípios), permitindo a inclusão de mais professores e estudantes. O amplo alcance da Feira do Conhecimento está assegurado pela participação de suas vinculadas e órgãos colegiados: Universidade Estadual do Ceará (UECE): Universidade Regional do Cariri (URCA), Universidade Vale do Acaraú (UVA); Centros de Vocações Tecnológicas (CVTs); Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (FUNCAP), Centro de Ensino Tecnológico (CENTEC); Núcleo de Tecnologia e Qualidade Industrial (NUTEC); Fundo de Inovação Tecnológica (FIT). Parcerias com Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Universidade Federal do Ceará (UFC); Universidade Federal do Cariri (UFCA). A participação da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) nas diversas edições da Feira do Conhecimento tem contribuído para ampliar a participação e qualificar ainda mais o evento. A ação do ônibus-laboratório do projeto Ciência Itinerante em 2022 será híbrida: presencial e virtual em doze (12) municípios cearenses, mediante adoção de medidas de prevenção para a saúde pública local. O cronograma de viagens prevê a realização de duas (2) caravanas: a primeira entre os dias 14 e 18 de março de 2022, quando serão visitadas 3 cidades (saindo de Fortaleza na segunda-feira e percorrendo um município por dia regressando à capital na sexta-feira, tendo como Granja, Uruoca e Moraújo os municípios previstos) e a segunda caravana ocorrerá entre os dias 25 e 29 de abril (saindo de Fortaleza na segunda-feira e percorrendo um município por dia regressando à capital na sexta-feira, tendo como Acarape, Itapiúna e Chorozinho os municípios previstos). Apesar das adequações necessárias, avaliamos que o Projeto da SNCT, realizado pela SECITECE, tem enorme potencial para superação das edições anteriores, tanto na qualidade do público quanto no alcance de parceiros. A realização de dois grandes eventos de popularização (presenciais e virtuais) contribuirá para formação do pensamento crítico, da curiosidade científica, alimentando a convicção de que através da ciência, tecnologia e inovação pode-se melhorar as condições de vida na comunidade e no planeta. Estudantes e professores da educação básica, da Educação de Jovens e Adultos (EJA), educação profissional e tecnológica, da rede pública e particular de ensino, são o público prioritário das ações de popularização da Ciência. Estima-se que a utilização dos múltiplos recursos das plataformas de comunicação, potencializadas pelas novas tecnologias da informação permitirá a inclusão de mais pessoas. Vide projeto anexo
  • Secretaria da Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará - CE - Brasil
  • 06/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Flaviana Vely Mendonça Vieira

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • avaliação da concentração de melatonina e da imunoglobulina a secretora na amamentação, fatores determinantes maternos
  • A melatonina é um hormônio endógeno secretado pela glândula pineal e presente em secreções externas como o leite materno. Possui função antioxidante, anti-inflamatória, anticarcinogenica e reguladora do ciclo circadiano. Em adultos, ritmos circadianos desalinhados associam-se aos transtornos de humor. Esse ritmo da melatonina no leite materno pode contribuir para a consolidação do ritmo sono-vigília dos bebês até que ocorra a maturação de seu próprio sistema circadiano. Ainda, alguns alimentos possuem em sua composição a melatonina e/ou seu precursor triptofano, os quais podem ocasionar aumentos de melatonina. A depressão em mulheres coincide com distúrbios na quantidade de melatonina em relação aos tempos do relógio e do sono, e associa-se a sentimentos de agitação, insônia, irritabilidade e ansiedade. Na fase perinatal, este quadro traz impactos negativos à mulher, ao neonato e à família. Bem como o estresse materno parece impactar na concentração da Imunoglobulina A secretora (sIgA). Para a quantificação da melatonina o processo mais utilizado é o radioimunoensaio, que tem algumas desvantagens: meia-vida curta dos reagentes, risco operacional e alto custo com descarte de material. Há três grandes lacunas na literatura: 1. Avaliação dos fatores maternos que determinam a concentração da melatonina no leite, e as repercussões neonatais desta variação; 2. Correlação entre o fator de proteção sIgA e a melatonina; 3. Método analítico para determinação da melatonina e metabólitos acessível e baixo custo. Assim, a proposta é evidenciar como os fatores maternos (estresse, depressão e ansiedade, padrão do sono e da alimentação) interagem na concentração da melatonina e da sIgA, no leite humano, por meio de estudo observacional. Bem como, propor o desenvolvimento de um método de cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas para determinação de melatonina e metabólitos no leite materno e análise quimiométrica com correlação aos aspecto clínicos.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 12/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Flavio Anastacio de Oliveira Camargo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • produção de insumo farmaceutico ativo vegetal a partir da extração de canabidiol de maconha apreendida pela polícia federal
  • O canabidiol é um extrato oleoso oriundo da planta Cannabis sativa, não proscrito, não psicoativo e de uso permitido para fins medicinais no país desde 2015. A extração de canabidiol a partir de maconha apreendida pela Polícia Federal apresenta um potencial econômico, social e científico considerável, se considerar que no ano passado foram apreendidas 2,55 mil toneladas desta droga (que será incinerada) e que este material pode gerar de 2-4 bilhões em reais por ano (6-10 vezes o valor obtido pela contravenção) e atender até 850 mil pessoas com o insumo gerado. A ideia de transformar uma atividade criminosa em um produto passível de ser utilizado como fitoterápico (insumos desta natureza somente podem ser adquiridos por importação) é limitada legalmente pela legislação atual que não permite a produção desses insumos, sem uma definição prévia das condições sanitárias originais da obtenção deste material, como é o caso da maconha apreendida. Entretanto, a ANVISA afirma que dependendo dos níveis de purificação e da ausência de contaminantes é possível a obtenção de medicamentos a partir de insumos farmacêuticos ativos (IFA) oriundos destas apreensões, desde que apresentem constância em sua qualidade e, especialmente, no teor dos canabinoides, para minimizar os riscos associados ao uso. A hipótese é que seja possível produzir IFAV a partir deste material, desde que seja avaliada cientificamente visando a obtenção de extratos e de parâmetros de qualidade aceitáveis com o rigor necessário para atender as indicações terapêuticas desses produtos e da população alvo, bem como a possibilidade de processar todo o material apreendido. A hipótese será testada por meio de vários ensaios conduzidos em amostras de maconha cedidas pela DPF, com a preparação amostral adequada para o teste com diferentes extratores e métodos de purificação associados aos equipamentos e a expertise da equipe em pesquisa forense e em extração de aromas e óleos essenciais de vegetais.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Flavio Aristone

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • redução dos gases de efeito estufa e recuperação de pasto degradado: produção de alimentos e melhoria do meio-ambiente, a combinação perfeita
  • Atualmente existem no Brasil 50 milhões de hectares, aproximadamente, de pasto degrado espalhados por todo o território nacional. Essas áreas poderiam estar sendo usadas para a produção de alimentos de forma consistente e, assim, além de gerar riquezas, estariam contribuindo para a melhoria do meio-ambiente. A recuperação de áreas de pasto degradado contribui com outro fator fundamental para a melhoria de vida mundial, a diminuição efetiva de gases de efeito estufa na atmosfera. O objetivo das apresentações programadas para a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia é mostrar como recuperar áreas degradas, gerando riqueza, fazendo inclusão social, e melhorando a qualidade do meio-ambiente em que vivemos. O Brasil é um grande líder mundial na questão de tecnologias modernas de produção agrícola, e agora o uso dessas tecnologias pode e deve ser usado para enfrentar o grave problema mundial das mudanças climáticas.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Flávio de Lemos Carsalade

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • censo dos profissionais brasileiros do campo da conservação e restauração de bens culturais: inventário dos centros de saberes tradicionais do brasil.
  • O campo patrimonial se tornou um dos pilares do que se convencionou chamar recentemente de Indústria Criativa e movimenta um sem número de profissionais de diversas áreas do conhecimento que trabalham sobre temas do Patrimônio Cultural. Em razão do acelerado crescimento desses profissionais em um curto período temporal, não se sabe com clareza quem são, quantos são, como trabalham e em que condições, além de não se ter com clareza qual é a formação técnica e nem se essa formação é adequada às tarefas que exercem. O objetivo deste Censo é ter conhecimento desse universo para que se proponham medidas e políticas de apoio, formação e adequação deste trabalho. Dessa forma podemos definir que o objetivo do projeto é Identificar os trabalhadores do setor de preservação do patrimônio cultural no Brasil, formais e informais, e suas condições de trabalho e necessidades de qualificação e atuação no mercado de trabalho. Este esforço de conhecimento é complementado pelo inventário dos centros de saberes tradicionais do Brasil, posto que neles se encontram também trabalhadores que, em sua maioria no trabalho informal, obtêm da cultura e do patrimônio cultural seu sustento. Acreditamos que conhecer esse universo é uma complementação temática importante ao censo dos profissionais que, de variadas formas - em empresas, cooperativas, organizações não governamentais ou de maneira autônoma – exercem seu ofício de modo mais formalizado. Além disso, conhecer essas comunidades pode ajuda-las em seus esforços de subsistência, identificando ações de suporte existentes ou na proposição de novas formas de apoio. Para desenvolvimento desse projeto, reuniu-se ima equipe interdisciplinar experiente, com pesquisadores que vêm trabalhando com o temática tanto em trabalhos acadêmicos, quanto em projetos de intervenção sobre o patrimônio. Como apoio institucional, destaca-se o ICOMOS Brasil.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Flávio de Oliveira Pires

Ciências da Saúde

Educação Física
  • efeito placebo e desempenho físico: mecanismos centrais e periféricos investigados em diferentes delineamentos experimentais
  • Ensaio clínico randômico (ECR) duplo-cego, controlado por placebo, é um delineamento considerado padrão para a investigação dos efeitos de substâncias com ação farmacológica; o participante é informado que ambas as substâncias (ativa e placebo) têm 50% de chances de ocorrer. Este desenho pode conter um importante risco de viés, pois a expectativa que o participante tem em relação à substância ativa ingerida não é controlada, permitindo que a substância ativa tenha seus efeitos farmacológicos potencializados pela expectativa positiva que o participante tem em relação à substância. Tal risco pode ser maior nos casos em que a substância ativa possui efeitos colaterais que dificultam cegar os participantes em relação à substância que está sendo ingerida. Um exemplo é a cafeína, uma substância utilizada para a melhora do desempenho físico. Uma alternativa ao uso de ECR é a utilização de delineamentos que controlam a expectativa do participante, como no delineamento com placebo percebido como cafeína. Contudo, este tipo de delineamento é pouco utilizado em estudos clínicos, possivelmente devido à falta de evidências experimentais bem controladas acerca da maior efetividade no controle do risco de viés da blindagem deste delineamento alternativo. Este estudo irá investigar o efeito placebo da cafeína sobre o sistema nervoso central e periférico, músculo e torque muscular, comparando o efeito placebo gerado por delineamento ECR e delineamento com expectativa controlada. Após sessões de familiarização e controle, os participantes (15 H e 15 M) realizarão 2 sessões experimentais dentro de cada delineamento (ECR e expectativa manipulada), com a ingestão de placebo em todas elas. Uma sessão extra com a ingestão de cafeína (real) será o controle positivo. Medidas de ativação cortical (EEG), excitabilidade córtico-motora (onda V), excitabilidade (onda M) e ativação muscular (EMG) e torque muscular serão obtidas durante contrações voluntárias, antes e 45 minutos após a ingestão.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025