Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Alex Sandro Campos Maia

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • viabilidade econômica e ambiental de estruturas de sombreamento com painéis fotovoltaicos para vacas leiteiras
  • A maior parte das 12 milhões de vacas leiteiras do rebanho brasileiro, que produzem 34 bilhões de litros de leite por ano, são manejadas a piquetes ou em confinamentos, enfrentando ao longo do ano condições de temperaturas do ar acima de 30°C e radiação solar superior a 800 W m-2 que causam estresse térmico, principalmente em animais de origem europeia e seus cruzamentos. O fornecimento de sombreamento artificial minimiza o estresse térmico melhorando o conforto térmico e o bem-estar dos animais, conforme mostraram vários trabalhos. No entanto, os custos de implantação de estruturas de sombreamento artificial tem sido a principal barreira para sua adoção. Inovar pode ser o caminho, gerando energia elétrica e sombreamento ao mesmo tempo para os animais utilizando painéis fotovoltaicos, pois o cenário é favorável. O preço dos módulos solares fotovoltaicos sofreu uma redução de aproximadamente 90% entre 2006 e 2016; a previsão futura indica uma queda anual por volta de 5,9%. Esse cenário torna a energia fotovoltaica viável e competitiva, além de ter as vantagens de ser renovável e não ter passivos ambientais. Assim, esse projeto quantificará (a) o impacto do sombreamento artificial utilizando painéis fotovoltaicos sobre o equilíbrio térmico de bovinos de leite (Holandês), (b) estimará a geração de energia elétrica dos painéis e (c) determinará a viabilidade econômica e os benefícios ambientais em se utilizar painéis fotovoltaicos para fornecer sombreamento artificial para a bovinocultura de leite brasileira. O impacto esperado desse projeto de pesquisa é em fornecer ao setor produtivo uma nova opção de estrutura de sombreamento artificial que produz energia limpa e renovável, enquanto melhora o conforto térmico e o bem-estar de vacas leiteiras e aumenta a receita financeira da propriedade.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alex Sandro Quadros Weymer

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • análise multinível de indicadores de eficácia de treinamento em sociedades cooperativas
  • O objetivo deste projeto é analisar a eficácia de treinamento em sociedades cooperativas a partir de uma perspectiva integrada de indicadores de desempenho, afetivos e financeiros. Para esse propósito, serão levantados dados a partir das 220 sociedades cooperativas do Estado do Paraná que participaram de treinamentos subsidiados pelo SESCOOP/PR (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo), justificada pelo investimento significativo dos recursos do SESCOOP/PR em 2017 (40 milhões de reais) e da inexistência de um modelo que justifique tais investimentos como resultados para a cooperativa e satisfação do quadro social. A estratégia desta pesquisa caracteriza-se como misto, utilizando métodos quantitativos e qualitativos que permitirão o estabelecimento de relações causais entre as variáveis, além de aprofundar as explicações sobre as relações identificadas. Os dados quantitativos serão analisados utilizando a modelagem de equações estruturais por se tratar de uma técnica estatística com maior complexidade, cujo objetivo é explicar as relações entre múltiplas variáveis. Os dados qualitativos serão utilizados como interesse subjacente, com o objetivo de aumentar a capacidade de explicação das variáveis por meio da sistematização de categorias de análise. O quadro teórico-empírico se apoia especialmente no trabalho de Sitzmann & Weinhardt (2017), que estabeleceu conexões teóricas entre os critérios de avaliação do treinamento a partir de quatro taxonomias de avaliação, originando pressupostos e antecedentes que ainda não foram testados, e que precisam ser examinados e ajustados ao contexto do cooperativismo. O principal resultado esperado é o direcionamento para um modelo que possa mensurar a relação entre investimento em treinamento e desenvolvimento, não somente para verificar o retorno de investimento em termos financeiros, mas especialmente que permita equilibrar expectativas pessoais e organizacionais.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 08/09/2018-30/09/2021
Foto de perfil

Alex Silva Ribeiro

Ciências da Saúde

Educação Física
  • efeitos de diferentes circuitos de treinamento com pesos sobre indicadores de síndrome da obesidade osteosarcopenica e saúde celular em mulheres idosas: um ensaio clinico controlado e aleatorizado
  • Introdução: O envelhecimento biológico vem acompanhado de modificações morfológicas, neuromusculares, dentre as quais podemos destacar aumento da gordura corporal, a redução de força e massa muscular que acarretam em prejuízos à saúde e qualidade de vida da população idosa. Neste sentido, o treinamento com pesos é uma estratégia recomendada para atenuar os processos deletérios induzidos pelo envelhecimento e promover melhora na saúde dessa população. Objetivo: Verificar o efeito de diferentes circuitos de treinamento com pesos sobre indicadores da síndrome da obesidade osteosarcopenica e saúde celular em mulheres idosas. Métodos: Mulheres idosas (≥ 60 anos), fisicamente independentes serão aleatoriamente separadas em três grupos, a saber: grupo treinamento em circuito com carga moderada, treinamento em circuito com carga leve e um grupo controle. O programa de treinamento com pesos irá ser realizado por um período de 12 semanas, com frequência de três sessões semanais, consistindo de oito exercícios. A força muscular será determinada utilizando o teste de uma repetição máxima, enquanto densidade mineral óssea, gordura corporal e massa muscular serão estimadas por densitometria radiológica de dupla energia, e o ângulo de fase será determinado por bioimpedância. Espera-se que as informações produzidas contribuam para um melhor entendimento sobre os benefícios proporcionados pela prática do treinamento com pesos, além de fornecer elementos sobre a prescrição adequada de treinamento com pesos para mulheres idosas.
  • Universidade Norte do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alexander Birbrair

Ciências Biológicas

Morfologia
  • a função das células gliais no desenvolvimento tumoral
  • A invasão perineural, descrita como um processo em que as células tumorais crescem e migram ao longo de fibras nervosas, está relacionada com o crescimento e propagação do tumor (Ayala et al., 2008; Villers, McNeal, Redwine, Freiha, & Stamey, 1989). Trabalhos mais recentes, entretanto, descobriram um fenômeno diferente, onde o tumor em si é infiltrado por uma rede de projeções nervosas recém-desenvolvidas que regulam a iniciação e progressão do câncer (Magnon et al., 2013). Esses dados elevam, assim, o conceito inovador de que, alvejando o sistema nervoso periférico no tumor, será possível obter uma nova abordagem para tratar o câncer. Por outro lado, pouco se sabe sobre as células estromais associadas aos nervos periféricos no microambiente tumoral. As células de Schwann mantêm a integridade dos nervos periféricos e formam a bainha de mielina, que permite a condução dos potenciais de ação. Após a lesão do nervo periférico, as células de Schwann podem assumir um estado reativo e começar a desdiferenciar, proliferar e mediar a regeneração do axônio (Scholz e Woolf, 2007). Nossos dados preliminares sugerem a presença de células que expressam a proteína ácida fibrilar glial (GFAP), um marcador de células de Schwann, no microambiente do tumor. Além disso, foi demonstrado que a depleção das células GFAP+ em proliferação aumenta o crescimento do tumor. Sendo assim, o presente projeto foi elaborado com o objetivo de elucidar os mecanismos pelos quais as células de Schwann são capazes de regular a progressão tumoral. A investigação de caminhos inovadores pelos quais as células que envolvem as fibras nervosas alteram o comportamento do câncer pode levar a uma abordagem terapêutica inovadora para tratar o câncer.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alexander Junges

Engenharias

Engenharia Química
  • extração de compostos bioativos de lúpulo empregando fluidos pressurizados
  • O lúpulo é utilizado na indústria cervejeira como um ingrediente que confere aroma e amargor. É considerado o “tempero da cerveja” e um dos mais significativos componentes na produção de cerveja, sendo a quantidade e o tipo do mesmo um parâmetro dificilmente revelado. No Brasil não existem condições climáticas adequadas à produção de lúpulo, no entanto existem estudos que mostram que a região Sul pode ser uma grande produtora da cultura. Por isso, todo o suprimento nacional é importado da Europa e/ou Estados Unidos. A forma mais comum de utilização do lúpulo é em pellets, pequenas pelotas de flores prensadas. Assim, é possível reduzir o volume de lúpulo a transportar e, ao mesmo tempo, manter suas características originais. Este ingrediente é adicionado em duas etapas da preparação da cerveja: pouco antes do mosto estar pronto (lúpulo de amargor) e quando ele está pronto (lúpulo de aroma). No entanto, nessas etapas ocorre também a fervura, onde grande parte de componentes aromáticos se degradam devido à alta temperatura. Assim, uma das maneiras de se manter os aromas é realizando a extração desses compostos do lúpulo (extrato/óleo), e, acrescentando posteriormente à fervura, sem a necessidade de processo de filtração. O processo de extração possui diversas aplicações na área de engenharia química, de alimentos e farmacêutica, entre elas a recuperação de fitoquímicos de interesse em matrizes orgânicas. A extração de compostos de fontes naturais é geralmente realizada por técnicas tradicionais, porém estas apresentam baixo rendimento, longo tempo de extração, necessitam grande quantidade de solvente orgânico e muitas vezes o uso de temperaturas elevadas acaba degradando o composto de interesse. Buscando superar estas limitações outras técnicas têm sido desenvolvidas, como a, extração com fluido supercrítico e a extração com líquido pressurizado, as quais apresentam inúmeras vantagens sobre os processos tradicionais. Desta forma, o presente projeto tem por objetivo geral a extração de compostos bioativos (extrato/óleo) de lúpulo empregando fluidos pressurizados.
  • Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022