Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Wladiana Oliveira Matos

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • especiação não-cromatográfica de arsênio em arroz e derivados usando nanopartículas magnéticas funcionalizadas
  • As espécies inorgânicas de arsênio, As(III) e As(V), são mais tóxicas comparadas às espécies orgânicas. O arroz tem a tendência de absorver e acumular arsênio na forma inorgânica em seus grãos durante o seu cultivo. A análise de especiação química, geralmente, é realizada usando técnicas complexas, como HPLC-ICP-MS, o que restringe esse tipo de análise a laboratórios de pesquisa. Por isso, vem se desenvolvendo estratégias não-cromatográficas mais simples de análise de especiação. Neste projeto, um novo adsorvente magnético será sintetizado, a partir de nanopartículas magnéticas com superfícies modificadas por um grupo funcional apropriado, para separação, extração e pré-concentração de espécies inorgânicas de arsênio de amostras de arroz e produtos derivados a serem quantificados por ICP OES. O adsorvente produzido será caracterizado por Difratômetro de Raios-X (XRD), Microscopia Eletrônica de Transmissão (TEM), Magnetômetro SQUID-VSM, Espectroscopia de Infravermelho com Transformada de Fourier (FTIR), Análise Termogravimétrica (TGA) e Espalhamento dinâmico de luz (DLS). O novo adsorvente deverá ter alta seletividade e capacidade de extração e pré-concentração, além de rápida separação. Diferentes parâmetros que afetam a eficiência de extração, tais como pH do meio, volume da amostra, quantidade de adsorvente, tempo de extração e condições de dessorção serão estudados e otimizados aplicando-se planejamento experimental. Com as condições de extração ótima, a linearidade, exatidão, precisão, limite de detecção e limite de quantificação do novo método de extração serão avaliadas como parâmetros de performance analítica. O método proposto de extração em fase sólida magnética (MSPE) será aplicado na análise de especiação de arsênio em amostras de arroz e produtos derivados para detecção por ICP OES. Pretende-se com este projeto obter um método simples, rápido, sensível, de baixo custo, de fácil implementação em laboratórios de rotina para a análise de especiação de arsênio em amostras de arroz, e produtos derivados desse alimento, empregando MSPE como estratégia de separação não-cromatográfica das espécies químicas.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wladimir Augusto das Neves

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • equações hiperbólicas no desenvolvimento de armamento militar de nova geração.
  • O foco principal do Projeto proposto é o estudo das equações diferenciais parciais hiperbólicas e desenvolver uma ferramenta computacional para simular algumas famílias de fenômenos críticos comumente encontrados em aplicações militares de nova geração. Alguns exemplos, destacados, da aplicação desta ferramenta computacional são: - simulações de combustão e detonação, - choque e ondas de choque, - escoamentos supersônicos e hiper-sônicos, - escoamentos subaquáticos (em particular super cavitação), - interações fluido-estrutura, - interações sólido-choque, - fratura e fragmentação. A simulação destes fenômenos é de fundamental importância para o desenvolvimento de novas capacidades militares, e o conhecimento profundo dos aspectos matemáticos envolvidos é fundamental para o êxito do projeto. De fato, não se pode imaginar a simulação numérica de fenômenos altamente não-lineares dissociada de uma base matemática de alto nível. Por exemplo, a modelagem de uma explosão de uma carga e o efeito de sua onda de choque em estruturas circundantes depende de um modelo acurado de detonação, das equações diferenciais parciais que descrevem a propagação de ondas de choque, assim como da interação fluido-estrutura e interações de choque em tecido dito mole (tecido humano). O software será capaz de simular a dinâmica detalhada de cápsulas de morteiro, explosões, cargas dirigidas, projéteis de energia cinética, torpedos supercavitantes, explosões submarinas, aerodinâmica supersônica e troca de calor de foguetes, impacto de alta velocidade (de detritos com satélites ou aves em aviões), neutralizadores de minas terrestres, demolições, aplicações em blindagem e anti-blindagem, design seguro de edifícios e estruturas contra ataques convencionais e terroristas (defesa passiva), além de outras aplicações semelhantes de interesse à defesa nacional. Do ponto de vista matemático, o desenvolvimento de uma ferramenta computacional para resolver esse problema é muito desafiador. Essencialmente, desde o início da computação moderna, cientistas matemáticos destacados como John von Neumann enfrentaram tais tipos de problemas. Os primeiros supercomputadores foram usados em laboratórios nacionais nos EUA para simular a função interna e também as consequências de bombas nucleares. Essas pesquisas continuaram durante décadas e ainda estão em andamento. Além dos EUA, existem poucos países no mundo que estão ativos nesses campos. Trata-se de um tema de grande prestígio e, nesses países, os melhores centros de pesquisa e vários dos melhores cientistas são selecionados para trabalhar nesses métodos. Também vale a pena mencionar que os melhores e maiores supercomputadores do mundo são dedicados a tais simulações.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wladimir Barreto Lisboa

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • a representação política e seus intérpretes: acerca da recepção de thomas hobbes
  • O projeto pretende analisar dois equívocos na interpretação da representação política em alguns leitores de Thomas Hobbes. Os primeiros buscam, a partir de sua teoria do comando, identificá-lo como um positivista jurídico avant la lettre. Os segundos, ao tentarem resgatar a capacidade de filtrar a lei civil segundo o crivo das leis de natureza, atribuem aos juízes um papel determinante na interpretação dos comandos do poder político. O projeto procurará criticar ambas as estratégias de leitura apontando o cidadão como o último intérprete da autorização que constitui a pessoa artificial.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wladimir Padilha da Silva

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • listeria monocytogenes provenientes de alimentos e ambientes de processamento de alimentos: estrutura genômica e caracterização molecular de determinantes de resistência a antimicrobianos e sanitizantes
  • Listeria monocytogenes é um importante patógeno de origem alimentar que causa a listeriose, uma doença relativamente incomum, mas que pode ocasionar sintomas graves em indivíduos suscetíveis, apresentando taxas de letalidade em torno de 30%. As fontes potenciais de listeriose a partir de alimentos contaminados têm aumentado em função de mudanças na produção, conservação e consumo de alimentos. Aliado a isso, esse patógeno apresenta capacidade de se multiplicar em uma ampla variedade de reservatórios nas plantas de processamento de alimentos, podendo contaminar diversos produtos. Os sintomas clínicos de listeriose são tratados com a utilização de antimicrobianos da classe dos β-lactâmicos, porém, podem ser realizadas associações com outras classes de antimicrobianos. A maioria dos isolados de L. monocytogenes é suscetível a vários antimicrobianos, entretanto, alguns isolados têm demonstrado perfil de resistência e até mesmo de multirresistência. Por ser ubíquo, esse micro-organismo é comumente exposto a antimicrobianos em baixos níveis, o que provoca uma pressão seletiva que favorece a multiplicação de estirpes com perfil de resistência. Além disso, L. monocytogenes possui características que facilitam sua ampla disseminação na indústria de alimentos, e alguns autores vêm relatando a ocorrência de isolados com perfil de resistência, também, aos sanitizantes utilizados em plantas de processamento de alimentos. Essas resistências adquiridas podem ter ocorrido devido a processos de limpeza e sanitização inadequados, favorecendo a persistência de estirpes potencialmente resistentes à diversas condições ambientais e aos produtos utilizados nestes processos. Estudos recentes investigam a relação de co-seleção e co-transferência de resistência aos antimicrobianos e sanitizantes entre bactérias, entretanto, há poucos estudos em L. monocytogenes. No Brasil, não há estudos aprofundados sobre o genótipo de resistência a antimicrobianos e sanitizantes com L. monocytogenes, entretanto, nosso grupo de pesquisa já apresenta importantes resultados nessa temática em isolados de L. monocytogenes oriundos de alimentos e ambientes de processamento do sul do Rio Grande do Sul. Diante do exposto, a presente proposta é inovadora e pretende caracterizar a estrutura genômica, pelas técnicas de PFGE e cgMLST, e identificar as bases de resistência a antimicrobianos e sanitizantes, pelas técnicas de PCR, sequenciamento e RT-qPCR, em isolados de L. monocytogenes provenientes de alimentos e ambientes de processamento de alimentos. Também se objetiva caracterizar a relação filogenética do genótipo de resistência e avaliar a capacidade de transferência horizontal de genes de resistência em ensaios de conjugação in vitro e in situ e através de ensaios de transformação. Dessa forma, a aprovação dessa proposta promoverá um avanço científico importante para o grupo de pesquisa do Laboratório de Microbiologia de Alimentos da Universidade Federal de Pelotas, permitindo a consolidação dessa importante temática dentro de nossa linha de pesquisa, bem como qualificará as pesquisas brasileiras no estudo de resistência a antimicrobianos, visto que estudos com o micro-organismo L. monocytogenes, com esta magnitude, ainda não são realizados no Brasil.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022