Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Claudia Mara de Melo Tavares

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • promoção da saúde mental do adolescente na atenção primária à saúde: intersetorialidade, tecnologias relacionais e práticas de cuidado criativas
  • Os serviços de saúde e a escola têm participação importante na determinação dos níveis de saúde e no desenvolvimento de fatores protetores da saúde mental do adolescente. A promoção da saúde mental ajuda o adolescente a aumentar a resiliência, para melhor lidarem com adversidades e situações de conflito, prevenindo o suicídio. As evidências científicas sobre iniciativas para promoção da saúde mental do adolescente na atenção primária são escassas e a oferta de serviços de saúde é reduzida. Assim indagamos: Como incorporar práticas de atenção e promoção à saúde mental do adolescente nos serviços de atenção primária, considerando a intersetorialidade, a criatividade e as tecnologias relacionais? Trata-se de uma pesquisa qualitativa em que adotaremos o método descritivo-analítico-experimental da sociopoética com o objetivo de desenvolver e validar um programa de promoção à saúde mental do adolescente, integrando escola e serviço de atenção primária. Serão utilizadas as seguintes técnicas de pesquisa para a produção/coleta de dados: entrevistas individuais, grupo-pesquisador e técnicas de teatralização. Os participantes da pesquisa serão os adolescentes matriculados no ensino médio, os professores da escola participante e os enfermeiros e técnicos de enfermagem da atenção primária. A análise das narrativas obtidas nas entrevistas individuais e em grupo será realizada através do software webQDA. A pesquisa resultará em produção científica e tecnológica relevante para a promoção à saúde mental do adolescente. Iremos criar um Programa baseado em tecnologia relacional e motivacional, aplicável à escola e ao serviço de saúde, sustentada na criatividade das pessoas, sendo de baixo custo e com grande possibilidade de replicação pelos demais dispositivos de ensino e atenção básica à saúde no território.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Claudia Maria Filgueiras Penido

Ciências Humanas

Psicologia
  • a produção de vínculos entre usuários com sofrimento psíquico/familiares e trabalhadores/equipes de saúde da família.
  • A produção de vínculos é uma importante estratégia para o cuidado na Atenção Primária à Saúde (APS). Entretanto, a manutenção do modelo de assistência biomédico e a tendência às especialidades privilegia um modelo de atendimento fragmentado, que despotencializa esses vínculos. No que se refere ao vínculo entre usuários com sofrimento psíquico/familiares e os trabalhadores/equipes de Saúde da Família (eSF), soma-se a isso os estigmas atribuídos a esses usuários, que reforçam a lógica dos especialismos e o encaminhamento aos especialistas. Pela troca de saberes entre especialistas e eSF, o apoio matricial em saúde mental (AMSM) é apontado como ferramenta importante para a superação desses estigmas, pois amplia a segurança e a autonomia da eSF para o cuidado em saúde mental. Dado que a APS é um serviço de base territorial que provê cuidado longitudinal – o que é estratégico para condições crônicas– ela é potencialmente produtora de cuidado em saúde mental, sendo estratégica para a desinstitucionalização. Assim, faz-se relevante compreender como estão sendo construídos, no cotidiano da APS, os vínculos entre usuários com sofrimento psíquico/famílias e os trabalhadores/eSF. O objetivo geral é analisar como são e como se produzem os vínculos entre usuários com sofrimento psíquico/familiares e os trabalhadores/eSF e analisar o efeito do apoio matricial em saúde mental sobre essa produção de vínculos em Belo Horizonte-MG. Considerando a pouca produção sobre o assunto na literatura e a imprecisão quanto ao conceito vínculo, apesar de sua centralidade nas políticas públicas de saúde, essa pesquisa qualitativa em saúde terá um caráter exploratório e a técnica de produção de dados será a entrevista aberta. Serão entrevistados trabalhadores das eSF, usuários com sofrimento psíquico que têm a APS como principal referência de cuidado em saúde mental e familiares desses usuários. Será realizada análise de conteúdo temática e os resultados serão discutidos com os participantes.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/05/2022-31/05/2025
Foto de perfil

Claudia Maria Fontes de Oliveira

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • inquérito entomológico, por xenomonitoramento molecular (xm), para conhecer o status da transmissão da filariose linfática no brasil.
  • A vigilância entomológica realizada pela técnica de Xenomonitoramento Molecular (XM) permite detectar agentes patogênicos em seu hospedeiro intermediário (vetor). Sendo assim, o presente estudo, busca detectar o agente etiológico da filariose linfática nas Américas, o nematoide Wuchereria bancrofti, no mosquito vetor (Culex quinquefasciatus). Para isso, será necessária uma estruturação nas atividades de campo para obter os mosquitos de forma adequada à análise molecular. A filariose linfática (FL) é uma parasitose que pode causar debilidades físicas incapacitantes e consequentemente causa sério impacto econômico nos países onde é endêmica. Atinge populações de baixas condições socioeconômicas com deficiências de infraestrutura pública. Em 1997 a OMS estabeleceu Programa Global de Eliminação da Filariose Linfática (PGEFL) como meta: eliminar essa enfermidade como problema de saúde pública até o ano de 2020. De acordo com a OMS, a FL é endêmica em 73 países na Ásia, na África e nas Américas. No Brasil, entre os anos de 1951 a 1958, 852 localidades de 24 Unidades Federativas tiveram 811.361 pessoas examinadas por inquéritos hemoscópicos para diagnóstico da FL. Além de inquéritos entomológicos, realizados por dissecção individual de fêmeas de Culex quinquefasciatus, nos quais detectaram larvas infectantes do parasito. Tais inquéritos permitiram identificar focos autóctones de FL em oito estados brasileiros: Ponta Grossa/PR; Belém/PA, Barra de Laguna/SC; Recife/PE; Castro Alves/BA; Florianópolis/SC; São Luís/MA; Salvador/BA; Maceió/AL; Manaus/AM e Porto Alegre/RS onde medidas de controle foram adotadas e levaram a um declínio nas taxas de infecção. Na década de 1980 apenas as cidades de Belém/PA e Recife/PE foram consideradas endêmicas para FL no Brasil; nos anos de 1990 foram verificados focos de transmissão ativa de W. bancrofti em Maceió/AL, Olinda/PE, Jaboatão dos Guararapes/PE e Paulista/PE, além de Recife/PE e Belém/PA. Nos anos de 2001 e 2004 foram notificados os últimos casos de FL em Belém/PA e Maceió/AL, respectivamente. Em 2005 a área endêmica no Brasil ficou restrita a quatro municípios da Região Metropolitana do Recife/PE: Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Paulista. Atualmente o Brasil está na fase de avaliação da interrupção da transmissão. Porém, para obter a certificação de eliminação da FL, é imprescindível evidenciar a ausência de transmissão em áreas já submetidas a Administração da Droga em Massa (MDA). Nas Américas, a transmissão da W. bancrofti só é considerada ativa em apenas quatro países: Haiti, República Dominicana, Guiana e Brasil. O XM será utilizado para indicar a interrupção do processo de transmissão do parasito causador da bancroftose em antigos focos endêmicos e investigar o surgimento de novos casos no Brasil. Este método apresenta a vantagem de não ser invasivo, pois investiga a infecção no hospedeiro intermediário do parasito, além de recolher mosquitos do interior das residências geralmente situadas em áreas com alta infestações de Culex quinquefasciatus. O diagnóstico de infecção vetorial foi aperfeiçoado através de uma reação duplex em cadeia da polimerase (PCR). Nessa nova abordagem, é utilizado um controle endógeno com o mosquito como alvo, além da sequência Ssp I do parasita, diminuindo a possibilidade de falsos negativos e tornando assim o diagnóstico mais seguro. Na determinação da taxa de infectividade no diagnóstico vetorial será utilizada a técnica de PCR multiplex com transcrição reversa em um único tubo (RT-PCR one-step multiplex). Além da detecção do parasita W. bancrofti em qualquer estágio de desenvolvimento e também no estádio de larva infectante (L3), tornando, portanto, o diagnóstico vetorial mais informativo quanto a potencialidade de transmissão da FL. Espera-se que: os resultados produzidos no XM subsidiem os programas de controle da FL na comprovação da eliminação da doença no Brasil; além disso, a transferência de tecnologias através dos treinamentos técnicos perpetuem as boas práticas no combate de mosquitos vetores reduzindo a miséria propagada por endemias como a Filariose Linfática.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2023
Foto de perfil

Claudia Maria Hansel

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • tratamento de situações de superendividamento do consumidor em caxias do sul e farroupilha
  • Superendividamento é a incapacidade econômica de adimplir as dívidas contraídas, diante do saldo negativo mensal do consumidor e, o agravamento da crise econômica desencadeado pela pandemia do covid-19, acentuou o endividamento dos brasileiros. A Lei 14.181/2021 dispõe sobre a prevenção e o Tratamento do Superendividamento, com a aplicação de métodos autocompositivos e oficinas de educação financeira para que o superendividado consiga efetuar o pagamento da dívida sem ser explorado; assegurando a ele um mínimo existencial ao cumprir com as suas despesas básicas. A pesquisa visa criar um programa para o Tratamento de Superendividamento do consumidor a partir de uma parceria entre a Universidade e os Judiciários das Comarcas de Caxias do Sul e Farroupilha, ambos do estado do Rio Grande do Sul. Pretende-se, primeiramente, realizar o atendimento do consumidor endividado e oficinas de educação financeira, os quais serão realizados pelos acadêmicos e supervisionados pelos professores envolvidos na pesquisa. Os atendimentos e as oficinas também permitirão que a equipe de professores realize pesquisa quantitativa e qualitativa por meio dos dados obtidos dos consumidores e, consequentemente, fazer o mapeamento e a avaliação do endividamento e, posteriormente, um e-book com os resultados obtidos. Os graduandos das áreas de Humanidades e de Ciências Jurídicas, além de se envolverem na execução dos métodos autocompositivos, irão ministrar as oficinas de educação financeira aos consumidores endividados e, nas escolas, cujos bairros se identificar um índice elevado de munícipes endividados. Com a realização da pesquisa serão contemplados objetivos atinentes a formação de um profissional com habilidades e competências para atuar na gestão adequada dos conflitos previstas no Projeto Pedagógico do Curso de Direito e alcançar uma educação de qualidade, inclusiva e equitativa, direcionada a uma cultura de paz, contemplando dois dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.
  • Universidade de Caxias do Sul - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Claudia Maria Padovan

Ciências Humanas

Psicologia
  • neuroplasticidade cerebral e comportamento: da influência da idade e do dimorfismo sexual aos efeitos da atividade física intervalada moderada na resposta ao estresse.
  • Depressão e Ansiedade são transtornos psiquiátricos que afetam mais de 300 milhões de pessoas no mundo e que vem aumentando com o envelhecimento e crescimento populacional, constituindo-se em importante problema de saúde. Apesar disso, a fisiopatologia destes transtornos é ainda pouco conhecida. O estresse é importante fator etiológico no desenvolvimento destes transtornos e sua ocorrência em idade precoce está relacionada ao desenvolvimento de formas severas manifestadas na idade adulta e déficit cognitivo. Além disso, a maior prevalência em mulheres sugere que os mecanismos de adaptação ao estresse sofre influência do gênero. Em modelos animais, as alterações plásticas em resposta ao estresse parecem estar correlacionadas com déficits de aprendizado, enquanto a prática de exercício físico moderado (EF) promovem efeito benéfico sobre ambos. Assim, a hipótese de nosso trabalho é que a exposição precoce crônica a estressores leva a alterações na microestrutura cerebral, associadas a alterações comportamentais e déficits cognitivos observados na idade adulta, podendo sofrer influência dos hormônios sexuais. A prática de EF irá prevenir e/ou atenuar essas alterações, constituindo-se em estratégia adjuvante para o tratamento de transtornos psiquiátricos decorrentes da exposição a estressores. Ratos (machos e fêmeas) Wistar Hannover recém-desmamados serão submetidos a 15 dias de Restrição (2h/dia), Isolamento social e/ou Choques Inescapáveis (0,2mA; 10seg; 40 choques) no período da manhã, enquanto no período da tarde serão treinados em protocolo de exercício físico intervalado de intensidade moderada. O ciclo estral das fêmeas será avaliado diariamente após PN50. Os testes comportamentais e histológicos serão realizados em grupos individuais aos dias PN36 e PN70. Nosso estudo permitirá um avanço na compreensão da fisiopatologia da Ansiedade e Depressão, além de consolidar a prática de exercício físico como estratégia adjuvante no tratamento destes transtornos.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Claudia Maria Toledo da Silveira

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • diálogos interinstitucionais no contexto da pandemia covid-19 – estudo comparativo em distintas realidades: brasil, estados unidos, alemanha e portugal
  • Em cumprimento ao sistema de freios e contrapesos, os Poderes Públicos devem controlar reciprocamente seus atos, do que podem resultar diálogos interinstitucionais. Em momentos de crise, há forte demanda por ações rápidas do Executivo, levando a “poderes emergenciais”. A crise pandêmica vem exigindo atuação constante do Executivo. Este projeto tem como referência o artigo "The Bound Executive: Emergency Powers during the Pandemic" (2020), no qual Ginsburg e Versteeg apresentam os resultados de pesquisa empírico-documental realizada em 106 países no 1º semestre de 2020, em que avaliam os “poderes emergenciais” do Executivo durante a pandemia, examinando se o sistema de freios e contrapesos foi observado mediante controle judicial e legislativo dos atos administrativos. A pesquisa mostrou que o sistema permaneceu atuante durante o período. Propõe-se neste projeto a atualização da pesquisa de referência, aprofundando sua análise qualitativa, a partir de dois recortes: (i) no número de países – Brasil, EUA, Alemanha, Portugal; (ii) nos participantes dos diálogos interinstitucionais, com enfoque exclusivo nos Poderes Executivo e Judiciário e análise do controle judicial dos atos e omissões do governo federal relacionados à proteção dos direitos fundamentais à vida e à saúde, no período de julho/2020 a julho/2024. Em pesquisa empírico-jurisprudencial, será investigado se houve controle judicial dos atos do Executivo e, em caso afirmativo, se ele permaneceu nas 3 formas expostas por Ginsburg e Versteeg. Os argumentos justificadores das decisões serão ainda analisados a partir de taxonomia argumentativa fundada nas teorias de Alexy (2017) e Habermas (1997), de modo a se verificar se o Judiciário agiu dentro de sua competência ou se sua atuação foi excessiva (ativismo judicial). Finalmente, com base em Bateup (2006), será investigado se houve alguma forma de interação dialógica entre os Poderes na decisão judicial, em busca da melhor resposta conforme a Constituição.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 05/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Claudia Nery Teixeira Palombo

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • dimensões de impacto do território sobre as condições de saúde e nutrição de crianças na primeira infância
  • HHá evidencias de que o território, compreendido como espaço geossocial, pode influenciar de forma positiva ou negativa aspectos da saúde infantil, sobretudo se consideradas as especificidades demográficas. Considerando o Nurturing Care Framework e as Dimensões de Impacto do território, pergunta-se: Como a alimentação,acesso a saúde,parentalidade,segurança/proteção e educação infantil se relacionam com as dimensões físicas, socioeconômicas,de serviços,rede social e de governança do território? O objetivo é avaliar as dimensões de impacto do território sobre as condições de saúde e nutrição de crianças na primeira infância. Para isso, pretende-se: 1)Mapear o espaço geossocial de distritos sanitários de Salvador-BA, quanto às dimensões de impacto (físicas, socioeconômicas, de serviços, rede social e de governança); 2)Caracterizar condições de saúde,nutrição e desenvolvimento de crianças
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 23/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Claudia Nunes Duarte dos Santos

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • identificação e caracterização de vírus exclusivos de insetos (isvs) e sua nteração com arbovirus de relevância clínica
  • Devido ao crescente número de novos vírus específicos de insetos (ISVs) descobertos na última década, os arbovírus (por ex. dengue, febre amarela, Zika e West Nile) são atualmente definidos como vírus mantidos na natureza através da transmissão por artrópodes hematófagos para hospedeiros vertebrados suscetíveis, e pela transmissão transovariana e venérea entre os artrópodes. Os vírus sem vetor conhecido (do inglês no-known arthropod vector (NKV) viruses) são vírus mantidos por transmissão exclusiva entre vertebrados, enquanto os ISVs infectam insetos e se replicam exclusivamente em linhagens celulares de insetos in vitro, mas não em vertebrados. A interação entre arbovírus, NKVs e ISVs representa um desafio e uma oportunidade para entender a dinâmica da transmissão de arbovírus. Além disso, a co-circulação desses grupos de vírus é comumente observada devido à ampla distribuição geográfica de vetores/hospedeiros em todo o mundo, mas pouco se sabe sobre as interações entre eles. Recentemente, analisamos pools de mosquitos vetores provenientes de áreas de circulação de arbovírus como Zika (ZIKV), dengue (DENV), febre amarela (YFV) e Chikungunya (CHIKV) e detectamos uma alta prevalência de ISVs em todas as áreas analisadas e, um novo flavivirus (ISFV) foi isolado a partir de um pool de mosquitos do gênero Sabethes (SbFV). A circulação de ISFVs pode influenciar a interpretação de padrões epidemiológicos de arboviroses, uma vez que a presença de ISFVs em mosquitos pode afetar a infecção secundária por arbovírus de importância médica e sua dinâmica de transmissão entre vetores e hospedeiros. Neste projeto pretendemos caracterizar o SbFV in vitro e in vivo infectando mosquitos para estudar a disseminação viral em tecidos do inseto como glândula salivar e na saliva. Além disso, iremos avaliar a interação de SbFV com outros arbovírus de importância clínica em linhagem de células de mosquitos para verificar parâmetros como interferência viral e se co-infecções (ou infecção secundárias) entre ISFVs e arbovírus aumentariam ou reduziriam a competência vetorial para transmissão de arbovírus como ZIKV, DENV e YFV.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Cláudia Quintino da Rocha

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de formulações com potencial terapêutico anticâncer contendo substâncias isoladas de arrabidaea brachypoda (bignoniaceae)
  • Compostos naturais,vêm ganhando cada vez mais espaço no tratamento do câncer, principalmente aqueles que são capazes de interceder no começo, no desenvolvimento e na progressão desta doença, por meio de articulação de vários mecanismos. Dentre os compostos naturais, destacam-se os flavonoides, um grupo amplamente distribuído em plantas de considerável interesse científico e terapêutico. O presente projeto tem como objetivo re-isolar uma classe promissora de flavonoides incomuns, conhecidos como brachydinas, à partir do extrato de uma espécie abundante no cerrado brasileiro, Arrabidaea brachypoda (Sin.Fridericia Platyphylla, SisGen:A45DE4) e avaliar a eficácia antitumoral de microemulsão e carreadores lipídicos, contendo essas brachydinas. Ensaios iniciais com tais substâncias mostraram que a concentração que inibe 50% do crescimento celular (GI50) está abaixo de 5 µM, para várias células cancerosas. Considerando que o National Cancer Institute classifica como substância promissora aquela que apresenta valores de GI50 menores que 30 µg/ mL, acredita-se então que os flavonoides de A. brachypoda sejam excelentes candidatos à fármacos. Realizamos também análises de AFM e observamos que as brachydinas causam danos expressivos nas células cancerosas (aumento da rugosidade), o que não se observa em células normais. Isso não apenas comprova o potencial anticâncer desses compostos, como também confirma a seletividade dos mesmos. Embora esses compostos tenham sua eficácia in vitro comprovada, sabemos que a lipofilicidade dos mesmos poderá interferir na farmacocinética in vivo. Baseado nisso, essa proposta visa desenvolver formulações contendo as brachydinas, realizar a caracterização por meio de técnicas avançadas e por fim avaliar o potencial anticâncer in vivo dessas formulações. Esse poderá ser o primeiro produto com potencial de inovação e alternativa terapêutica, desenvolvido à partir da espécie A. brachypda.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 06/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Cláudia Regina de Oliveira Vaz Torres

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • impacto epidemiológico do covid-19 no sistema prisional na cidade de salvador, bahia, brasil.
  • No início deste 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto do novo coronavírus 2019-nCoV como uma “emergência de saúde pública de interesse internacional”. Um alarme reservado para eventos que representam riscos planetários e que exige uma resposta internacional coordenada. Seja para o acometimento em escala epidêmica, seja para uma resposta sincrônica aos esforços internacionais coordenados pela OMS, o Brasil é diretamente convocado, dada a sua importância geopolítica, econômica e social. Neste contexto, quando o foco recai sobre a população encarcerada, confinada pelos imperativos intrínsecos aos sistemas penais, os riscos e a vulnerabilidade frente ao acometimento de doenças infecto contagiosas são aritmeticamente potencializados, considerando o que ocorre neste tipo de cenário às comunidades livres. Contudo, as populações encarceradas permanecem pouco estudadas, sendo alvo acentuadamente crítico quando se trata de pensar políticas públicas voltadas para as evidências de suas necessidades de saúde. A administração pública que se ocupa do Sistema Prisional, ao que os indicadores demonstram, têm se ocupado das emergências sem que o esforço de elaboração de políticas públicas eficientes em saúde para este campo seja uma ocupação, embora seja uma atribuição constitucional sua. Isto solicita a solidariedade de instituições da sociedade civil, a saber: elaborar subsídios para políticas públicas em saúde para o sistema prisional. Particularmente no cenário trágico da COVID-19. Assim, este projeto tem como objetivo principal caracterizar o impacto da pandemia do COVID-19 nos serviços de atenção à saúde no sistema prisional de Salvador. Para tanto será utilizado como proposta metodológica a revisão sistemática do estado da arte sobre a matéria em perspectiva internacional e comparada, um estudo epidemiológico do tipo corte transversal e, uma terceira etapa, que usa de métodos qualitativos para examinar e interpretar os resultados organizados previamente.
  • Universidade do Estado da Bahia - BA - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Claudia Regina Lindgren Alves

Ciências da Saúde

Medicina
  • inquérito sorológico em papel filtro para sars-cov-2 em recém-nascidos e suas mães e monitoramento do desenvolvimento nos primeiros 2 anos de vida
  • A gravidez é uma das condições com risco aumentado para complicações da COVID-19, podendo levar a aumento da mortalidade infantil e materna e complicações perinatais. A passagem transplacentária de anticorpos contra o SARS-CoV-2 já foi documentada, porém as repercussões tardias da exposição ao coronavírus-2 na gravidez ainda carecem de evidências. Neste sentido, o presente projeto pretende avaliar as repercussões da exposição intrauterina ao SARS-CoV-2 para o desenvolvimento infantil nos 2 primeiros anos de vida, a partir de inquérito sorológico realizado com mães e recém-nascidos na primeira semana após o parto. Muitos estudos têm analisado a soropositividade de crianças nascidas de mães com diagnóstico prévio da infecção ou que estão com COVID-9 no momento do parto. No entanto, o número de crianças expostas ao SARS-CoV-2 durante a gestação, baseado em estudos deste tipo, pode estar subestimado já que cerca de 60% das infecções são assintomáticas. Além disso, os processos inflamatórios desencadeados em resposta à infecção e a ação do próprio vírus durante a gravidez podem afetar o desenvolvimento do sistema nervoso do feto, a exemplo de outras infecções virais. A prematuridade e o sofrimento fetal secundários ao adoecimento da gestante com COVID-19 também podem acarretar atrasos do desenvolvimento neuropsicomotor, a exemplo de outras complicações da gravidez. Soma-se a isto as repercussões psicoafetivas da pandemia nas famílias, o que pode comprometer as interações com a criança. Para verificar tais hipóteses foi delineado um estudo observacional, analítico e transversal com componente longitudinal e amostra probabilística composta de 2000 díades mães-crianças de 5 municípios do estado de Minas Gerais. Na primeira etapa foi realizado inquérito sorológico utilizando amostras de sangue seco obtidas no momento da Triagem Neonatal e, na segunda etapa, o desenvolvimento de crianças com e sem evidências de exposição ao SARS-CoV-2 na gestação será monitorado por 2 anos.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cláudia Regina Plens

Ciências Humanas

Arqueologia
  • arqueologias do doi-codi do ii exército (são paulo): leituras plurais da repressão e da resistência.
  • O presente projeto tem por objetivo implementar uma pesquisa arqueológica (histórica e forense) sobre o Conjunto das antigas instalações do DOI-Codi - o mais importante aparato de repressão da Ditadura Militar brasileira (1964 – 1985) -, para a localização, identificação, classificação e interpretação de sua cultura material para a compreensão de seu funcionamento. Para tanto, serão pesquisados documentos, e colhidas e analisadas entrevistas, pessoas que vivenciaram experiências nesse ambiente durante o período estudado. Também serão empregadas metodologias advindas do campo da arqueologia forense para detecção de evidências para identificação de vestígios de tortura. Posteriormente, proceder-se-á com as etapas de genética forense, no caso de localização de evidência de sangue, arqueologia da arquitetura para compreensão dos espaços utilizados e, escavação do subsolo do conjunto arquitetônico para busca de evidências das ações desenvolvidas nesses ambientes. A partir desta pesquisa, será possível produzir conhecimento e entendimento dos mecanismos adotados pelo órgão e suas conexões com outros espaços de tortura, tanto no Brasil como na América Latina, assim como compreender o impacto social destas atividades na sociedade brasileira, para uma proposta de Arqueologia Pública para que a sociedade possa compreender o papel do DOI-Codi durante a ditadura militar e o impacto das ações operadas nesse ambiente sobre as vítimas e familiares.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Claudia Sayer

Engenharias

Engenharia Química
  • nanocarreadores poliméricos para tratamento de doenças parasitárias
  • O Brasil e outros países enfrentam as doenças tropicais negligenciadas (DTN), um grupo diversificado de doenças transmissíveis que prevalecem em condições tropicais e subtropicais em 149 países. Leishmaniose e doença de Chagas são exemplos conforme a OMS (Organização Mundial da Saúde), e afetam principalmente a população em situação de pobreza, com condições sanitárias inadequadas e em contato próximo com animais infectados e vetores de infecção. A fase crônica dessas doenças pode ser fatal sem tratamento. Os principais gargalos no tratamento envolvem o diagnóstico e a administração ineficiente dos fármacos. Particularmente, os fármacos apresentam restrições de aplicação e vários efeitos colaterais. As nanopartículas poliméricas de base biológica (NPs) são de grande interesse para tratar e diagnosticar essas doenças, com administração parenteral ou intramuscular de nanocarreadores (NCs) contendo fármacos ou anticorpos. A liberação controlada de fármacos, a diminuição dos efeitos colaterais e o direcionamento aos tecidos e órgãos afetados estão entre as principais vantagens dessa estratégia ainda pouco explorada no tratamento das DTNs. Contudo, quando os NCs são inseridos na corrente sanguínea, a superfície perde a identidade química e adquire uma identidade biológica devido à adsorção de biomoléculas do sangue, formando uma coroa proteica, que pode influenciar o tempo de circulação e a biodistribução. Portanto, este projeto envolve a preparação de NCs de superfície controlada por adsorção de polifosfoeteres, proteínas e carboidratos. Os NCs serão preparados utilizando biomacromoléculas e polímeros renováveis sintetizados a partir de reações do tipo Alder-eno, aza-Michael, tiol-eno e polimerização enzimática por abertura de anel (e-ROP) em miniemulsão. Os NCs com superfície projetada podem promover a liberação controlada de fármacos para tratar ou diagnosticar DTNs e evitar a formação de coroa proteica, permitindo avanços significativos no tratamento destas doenças.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Cláudia Szlejf Jerussalmy

Ciências da Saúde

Medicina
  • uso do processamento da língua natural para identificação de delirium em idosos hospitalizados: desenvolvimento e validação de sistemas de alerta ao cuidado baseados em algoritmos de aprendizado de máquina
  • Delirium, caracterizado pela instalação aguda e curso flutuante de alterações mentais, é frequente em idosos hospitalizados. Se associa a desfechos adversos e aumento nos custos com saúde. Porém, delirium não é reconhecido em até 2/3 das internações e as estratégias de rastreio não são práticas. Técnicas de processamento da língua natural (PLN) permitem entender, interpretar e manipular a linguagem humana por meio de algoritmos. Modelos de PLN têm sido utilizados para avaliar dados não estruturados e auxiliar no reconhecimento de condições clínicas, mas não foram usados para delirium no Brasil. Nosso objetivo é desenvolver modelos de aprendizado de máquina que utilizem PLN para identificar delirium com base em texto narrativo de notas clínicas de prontuário eletrônico de idosos hospitalizados. Para desenvolver e validar internamente os modelos, utilizaremos uma coorte retrospectiva de cerca de 30.000 admissões de idosos em leitos de enfermaria no Hospital Israelita Albert Einstein. Os dados de notas clínicas serão divididos em subconjuntos de treino (70%) e teste (30%). Será realizada anotação semiautomática das notas clínicas por busca de palavras-chave, códigos CID-10 sugestivos de delirium e Confusion Assessment Method (CAM), instrumento de rastreio padrão-ouro, quando disponível. Além disso, as notas clínicas de 2000 admissões (1000 de cada subconjunto de dados) serão anotadas por médicos geriatras, que identificarão passagens de texto sugestivas de delirium. As anotações servirão de input no desenvolvimento dos algoritmos, que utilizarão técnicas clássicas de aprendizado de máquina e de deep learning. Para testar a validade externa dos modelos, utilizaremos uma coorte distinta, prospectiva, composta por 600 admissões de idosos em leito de enfermaria do Hospital das Clínicas da FMUSP. Esses indivíduos serão avaliados diariamente durante a internação com o CAM e o desempenho dos algoritmos nessa população será comparado aos resultados do CAM.
  • Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein - SP - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Claudia Teixeira Guimarães

Ciências Agrárias

Agronomia
  • identificação de novas fontes do alelo superior do gene zmmate1 e prospecção de genes com potencial para aumento da tolerância ao alumínio em germoplasma de milho tropical
  • Dentre os fatores que contribuem para a baixa produtividade do milho, destaca-se a toxidez causada pelo alumínio (Al), intrínseca aos solos ácidos, predominantes nas regiões tropicais. Apesar de a tolerância ao Al em milho ser uma característica de herança quantitativa, apenas um gene foi identificado como responsável por parte do seu controle, o gene ZmMATE1. Esse gene codifica um transportador de citrato, cuja expressão é induzida pelo Al no ápice radicular e se apresenta em três cópias em um número restrito de genótipos tolerantes. O alelo superior do gene ZmMATE1 é raro e a sua introgressão assistida aumentou a produção de grãos em solos ácidos e sob estresse hídrico em híbridos de milho, confirmando o potencial de genes de tolerância ao Al no aumento da estabilidade de produção de grãos. Assim, é importante que novas fontes desse alelo e de genes de tolerância sejam identificadas para ampliar a sua utilização no melhoramento. No Brasil, dois grupos de pesquisa atuantes na área se juntam na presente proposta para agregar seus conhecimentos e gerar produtos de interesse para o agronegócio nacional. Genomas já sequenciados de um grupo diverso de acessos de milho, incluindo raças tradicionais, ancestrais e pan-americanas serão utilizados para a mineração de polimorfismos já descritos para o gene ZmMATE1. Esses acessos selecionados, juntamente com variedades crioulas, linhagens elites e acessos do banco de germoplasma de milho serão genotipados com marcador alelo-específico e avaliados quanto à tolerância ao Al, expressão e número de cópias do ZmMATE1. Em paralelo, genes candidatos identificados por meio da integração de dados públicos terão o perfil de expressão avaliado nas fontes de tolerância ao Al selecionadas. Como resultados, serão propostos: genes candidatos como alvos para futuros estudos de validação funcional, inferência evolutiva sobre o gene ZmMATE1 e fontes dos alelos de tolerância ao Al, que terão grande potencial para uso no melhoramento de milho.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cláudia Tirelli

Ciências Humanas

Sociologia
  • disputas e resistências: a cidade (re)construída entre a norma instituída pela política habitacional e os modos de existência dos habitantes das periferias
  • No Brasil, pesquisas que avaliem a implementação e a efetividade das políticas públicas de habitação ganharam importância a partir da última década. Esses estudos geralmente apontam para o hiato existente entre a formulação da política e os seus resultados em distintos territórios. Esta pesquisa se propõe a incluir novas questões a esse debate a partir de investigações empíricas que possibilitem evidenciar outras formas de interpretar e viver a cidade, para além da normatização imposta pelos programas habitacionais. Busca-se olhar para as diversas formas de significar e construir a cidade, trazendo para o centro da análise os modos de existência forjados pelos habitantes das periferias urbanas ao fazer a cidade. Assim, esta pesquisa irá investigar as disputas e resistências que decorrem do encontro entre a norma e as estratégias de existência e sobrevivência desses moradores, os quais (re)constroem a cidade cotidianamente a partir das suas ações e redes. Tomando como recorte espacial dois conjuntos habitacionais construídos por meio do Programa Minha Casa Minha Vida nas cidades de Pelotas e Santa Cruz do Sul, duas cidades médias do Estado do Rio Grande do Sul, pretende-se analisar as distintas formas de habitar construídas por esses grupos desde o período de instalação dos conjuntos até o presente. A metodologia da pesquisa envolverá procedimentos quanti e qualitativos para a coleta de dados, incluindo a aplicação de questionários, análise documental, entrevistas semiestruturadas com moradores e observações diretas nos conjuntos habitacionais. O projeto será executado por meio de uma rede interinstitucional de pesquisadores formada por docentes e discentes dos Programas de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional/UNISC e de Antropologia/UFPEL. Espera-se que os resultados contribuam para o debate acadêmico sobre as compreensões de cidade e de seus usos e para a qualificação do planejamento e implementação de políticas públicas habitacionais.
  • Universidade de Santa Cruz do Sul - RS - Brasil
  • 17/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Cláudia Vieira Prudêncio

Ciências Agrárias

Agronomia
  • plantas alimentícias não convencionais da bacia do rio grande: resgate de sabores e saberes esquecidos
  • A melhoria na qualidade da alimentação deve estar associada a uma agricultura mais sustentável, com respeito ao meio ambiente e ao conhecimento popular, além do estímulo ao resgate das tradições locais relacionadas ao prazer da alimentação. Por outro lado, o baixo consumo de espécies vegetais regionais favorece a perda de materiais e até a extinção de espécies, com grandes prejuízos ecológicos e culturais. Assim, a utilização de plantas alimentícias não convencionais (PANC) características da região pode favorecer o consumo de pratos típicos regionais e valorizar a expressão cultural da população, além de favorecer a segurança alimentar e nutricional. Com este projeto pretende-se criar o Núcleo de Estudo em Agroecologia e Produção Orgânica para o estudo de Plantas Alimentícias Não Convencionais (NEA-PANC). O objetivo desse Núcleo de Estudos é realizar o levantamento etnobotânico de PANC do município de Barreiras (BA) e a avaliação de seu valor nutricional, visando sua conservação e a conscientização da sua importância alimentar e nutricional. A caracterização físico-química das espécies encontradas e a qualidade microbiológica de suas preparações são informações essenciais para avaliar a adequação nutricional de PANC para a população de diversas faixas etárias. O foco principal do projeto é fomentar a produção e a inclusão de alimentos regionais e PANC na comunidade local. Para isso, serão realizados diversos cursos visando a produção e utilização destes alimentos, além de cursos relacionados ao aproveitamento total de alimentos, rotulagem e marketing de mercado. A realização de tais cursos irá favorecer o conhecimento acerca do tema e as possibilidades de aplicação de PANC na alimentação. Paralelamente, o projeto visa promover a agricultura agroecológica e familiar através do apoio à implantação de uma feira agroecológica, direcionada à comercialização de produtos de base agroecológica e/ou orgânica. O projeto beneficiará agricultores familiares e produtores em transição agroecológica, membros da comunidade acadêmica (estudantes, professores e técnicos administrativos da educação) das instituições de ensino participantes, a saber Universidade Federal do Oeste da Bahia, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia, Universidade do Estado da Bahia e Faculdade São Francisco de Barreiras, agentes de assistência técnica e extensão rural, além de outros membros da comunidade. O maior consumo de PANC também irá valorizar a identidade sociocultural das comunidades locais, por favorecer o uso de produtos da região, muitas vezes relacionados a costumes e preparações atualmente pouco utilizadas. Por outro lado, o projeto visa também incentivar a formação de produtores agroecológicos através do fornecimento de cursos com diferentes temáticas, que incluem desde conteúdos sobre compras públicas da agricultura familiar a técnicas de processamento e higiene de alimentos. Esta capacitação torna-se importante por fornecer aos produtores opções para processamento e comercialização de seus produtos, favorecendo a melhoria de renda das famílias beneficiadas. A criação do NEA-PANC, com formação multidisciplinar e parceria com outras instituições, é importante para fomentar a preservação das espécies e divulgação de conhecimentos acerca do papel e importância de PANC na alimentação e na segurança alimentar e nutricional.
  • Universidade Federal do Oeste da Bahia - BA - Brasil
  • 01/08/2017-31/10/2022
Foto de perfil

Cláudia Viviane Viegas

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • retorno de medicamentos em fim de vida e fim de uso: proposta de identificação e hierarquização de trade-offs entre impactos
  • O retorno de medicamentos em fim de vida (expirados e/ou avariados) e em fim de uso (não expirados e com potencial de recirculação controlada por profissionais de saúde) é abordado como logística reversa, embora o segundo caso possa ser caracterizado como economia circular por envolver o reuso, que é princípios central desse tipo de abordagem econômica. Independentemente de manterem a utilidade para a qual foram produzidos, medicamentos pós-uso são tratados como resíduos. A legislação federal brasileira não proíbe expressamente a reutilização de medicamentos que estejam dentro do prazo de validade e sejam considerados aptos a reuso mediante avaliação por profissional farmacêutico. No entanto, essa legislação não é suficientemente clara quando se refere a aspectos como desuso e periculosidade - se este último aspecto se aplica ou não diretamente a medicamentos enquadrados como resíduos e não rejeitos. O descarte incorreto de medicamentos traz danos ambientais e à saúde pública, enquanto uma parcela significativa da população não tem acesso a tais bens. Este projeto parte de uma experiência municipal de coleta e dispensação que já evitou o descarte irregular de 2,4 toneladas de medicamentos e resultou em benefício médio de 14,9% do salário mínimo brasileiro por atendimento em 3,5 anos. Contudo, custos de manutenção do programa são ônus crescente para o município. Em 2019, foi aprovada lei estadual que autoriza a replicação dessa experiência no Rio Grande do Sul. Porém, faltam mecanismos para envolver todas as partes da cadeia produtiva além de consumidores e agentes públicos de esferas diferentes da municipal. Este projeto propõe a identificação e a hierarquização de trade-offs ambientais, socioeconômicos e econômicos voltado a programas como o mencionado. Pretendem-se utilizar entrevistas semiestruturadas e Análise Hierárquica de Processos para identificar e hieraquizar trade-offs de valor que permitam entregar um guia de boas práticas para programas desta natureza.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Claudia Wasserman

Ciências Humanas

História
  • cartografia das memórias em disputa: manifestações/intervenções contemporâneas no espaço público (argentina, brasil, chile, colômbia e nicarágua)
  • O tema do projeto são as recentes intervenções populares no espaço público, protagonizadas por movimentos sociais organizados ou espontâneos, que visam questionar, contestar, recriar ou ressignificar as memórias oficiais modeladas pelo poder público estatal. Tais manifestações tendem a tensionar a história oficial ao inserir outros discursos, pessoas ou grupos na paisagem memorial cujas identidades sociais encontram-se sub representadas ou excluídas. O problema da pesquisa refere-se ao recente empoderamento de populações subalternizadas e suas manifestações em lugares de memória que sugerem memórias em disputa e podem ser vistos como sintoma da insatisfação popular com o espaço público. O levantamento prévio revela que as manifestações públicas buscaram alterar monumentos ou a paisagem memorial na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Nicarágua e despertam temáticas que podem ser exemplificadas pelos seguintes pares conceituais: memórias da conquista da América e da colonização europeia X memórias dos grupos e etnias submetidos à escravidão, genocídio ou etnocídio; Estado democrático de direito X Estado autoritário; demarcações de lugares relativos às graves violações de direitos humanos X apagamentos dessas memórias. A partir do levantamento das disputas ocorridas nos espaços públicos propagadas através da mídia dos países selecionados, e, em alguns casos, difundidas em tempo real pelas redes sociais ou transformadas em objetos de investigação, buscamos elaborar um mapa virtual que contemple a indicação espacial da intervenção, sua caracterização, o contexto político da manifestação e suas repercussões. Em termos teóricos e metodológicos serão mobilizadas reflexões em torno dos lugares de memória e dos sítios de consciência, das memórias em disputa, do patrimônio cultural e das identidades sociais. Por fim, nos valeremos das metodologias ligadas à história pública e à história digital de forma a contribuir para a divulgação do conhecimento científico.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Claudio Alexandre Gobatto

Ciências da Saúde

Educação Física
  • análises computacionais para compreender as adaptações moleculares, centrais e periféricas ao treinamento físico em altitude: do modelo experimental ao esporte de alto rendimento
  • Adaptações fisiológicas decorrentes da exposição à elevadas altitudes sempre despertaram interesse de pesquisadores, com investigações em condições reais ou simuladas de hipóxia observadas desde o início do século XX. Atualmente, o treinamento físico em altitude vem se destacando no âmbito físico-esportivo, incluindo intervenções de nosso laboratório que contribuíram para a obtenção do recorde mundial na prova de 1.500m nas Paralimpíadas de Tóquio. Entretanto, muitas lacunas ainda permanecem quando da associação do treinamento à hipóxia, em especial, quanto às adaptações moleculares, centrais e periféricas sobre o desempenho físico e saúde, já que grande parte dos estudos não quantifica, de modo preciso e individualizado, a carga de treinamento e a dose de hipóxia. Ainda, pesquisas nesse tema comumente aplicam análises estatísticas de causa-efeito, não potencializando a compreensão integrada sobre os impactos dessas intervenções sobre o organismo. De modo geral, o projeto objetiva investigar as adaptações moleculares, centrais e periféricas ao treinamento físico em altitude sob dois regimes (viver alto e treinar alto VA-TA e viver alto e treinar baixo VA-TB) aplicados a atletas e roedores, e seus efeitos sobre o desempenho e saúde. De modo inovador, utilizaremos modernas tecnologias para obtenção de dados antes, durante e após intervenções com atletas e roedores, com medidas fisiológicas in vivo (como a oxigenação muscular) e em tecidos específicos (conteúdos de proteínas-chave para adaptações ao exercício e à hipóxia). Como diferenciais em relação ao já existente nessa linha, monitoraremos a carga de treinamento, a dose de hipóxia individualizada e as alterações termográficas como possíveis mediadoras das repostas aeróbias e anaeróbias em níveis metabólicos, teciduais e moleculares. Por modelos computacionais, como análise de séries temporais, Machine Learning e redes complexas, o projeto avançará a fronteira do conhecimento sobre o treinamento físico e hipóxia.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Claudio Barbieri da Cunha

Engenharias

Engenharia de Transportes
  • modelagem de problemas reais de distribuição urbana de cargas para o comércio eletrônico e o pequeno varejo
  • De acordo com o Banco Mundial, cerca de 80% da população mundial vive em países em desenvolvimento e esse número tende a crescer à medida em que as taxas de natalidade dos países desenvolvidos estão em declínio. Um dos aspectos chaves nesses países emergentes é como fazer com que os produtos cheguem aos consumidores finais, a chamada distribuição de última milha (Nakata e Sivakumar, 1997). Nesse contexto, o presente projeto tem como objetivo estudar dois problemas relevantes que ocorrem no contexto da logística urbana, em especial nas grandes cidades de países em desenvolvimento: as entregas para o comércio eletrônico e a distribuição urbana para o pequeno varejo, muitas vezes informal. Em ambas as pesquisas pretende-se, a partir do entendimento do problema e de seus condicionantes práticos, e apoiado em pesquisa bibliográfica que caracterize o estado-da-arte sobre o assunto, propor metodologias baseada em modelos matemáticos e ferramentas computacionais que possibilitem determinar as configurações ótimas desses sistemas para a operação física real. Isso possibilitará fornecer subsídios e orientar tanto o poder público como as empresas privadas sobre como otimizar esses sistemas de distribuição, contribuindo para a diminuição do tráfego de veículos e, consequentemente, para a emissão de poluentes. O projeto tem como pano de fundo contribuir para a formação de recursos humanos altamente especializados, ampliar a interação com instituição de pesquisa de ponta (MIT) e dar sequência aos resultados obtidos a partir da Bolsa de Produtividade na área de Engenharia de Transportes concedida pelo CNPq ao proponente (Processo 304069/2010-8).
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Cláudio de Araújo Wanderley

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • uma profissão em transformação: sustentabilidade da carreira contábil
  • Essa pesquisa visa examinar a sustentabilidade da carreira de controller/contador ao longo do tempo identificando os mecanismos e ações adotadas pelos contadores para manter a profissão e suas carreiras sustentáveis. De forma particular, essa pesquisa será realizada através de um levantamento (survey) englobando contadores (cerca de 110.000 membros) associados ao CIMA (Chartered Institute of Management Accountants) e uma amostra de contadores brasileiros. Além desses dados, essa pesquisa será também baseada em dados qualitativos através de entrevistas com profissionais (diversos níveis) e estudantes estrangeiros e brasileiros. O ambiente de trabalho está mudando. Os desenvolvimentos sociais e tecnológicos estão mudando nossas vidas profissionais e carreiras. As trajetórias tradicionais da carreira da profissão contábil agora não são mais tão usais. Os empregadores esperam mais daqueles que ingressam na profissão e, como indivíduo, também buscamos ter um papel profissional por um período mais longo de nossas vidas, conforme muda a demografia da população ativa. Desta forma, o ritmo de mudanças na profissão contábil está aumentando e, assim os contadores necessitam ser capazes de responder a isso e reconhecer a importância de sustentar o crescimento pessoal. Embora o papel do contador permaneça potencialmente atraente na sociedade, pois é um papel que muda e se transforma cada vez mais. A adaptação ao longo da vida é crítica para a sobrevivência profissional. Portanto nesta pesquisa propomos identificar e entender como os contadores/controllers podem superar (múltiplas) transições de funções de trabalho e como eles podem realizam trajetórias de carreira de trabalho que são multidimensionais, elaboradas, resilientes e flexíveis (ou seja, sustentáveis) por natureza, permitindo que se preparem proativamente para transições de funções desejadas e para responder com mais eficácia às transições de trabalho (indesejadas/impostas) ao longo de suas carreiras.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Claudio Gabriel Lima Junior

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • síntese de novos compostos heterocíclicos com potencial atividade antiparasitária
  • O presente projeto está voltado ao desenvolvimento de novas moléculas com potencial atividade antiparasitária. Estas substâncias inéditas possuem núcleos ou porções presentes em uma gama de produtos naturais com atividade antiparasitária. Dentre estas porções, podemos destacar os núcleos oxindólicos, oxadiazóis, quinolínicos, tiadiazolinonas e quinoxalínicos. Todas estas porções estão presentes em nossos compostos finais. Reações de Morita-Baylis-Hillman, Suzuki, Pfitzinger e de condensação/ ciclização serão empregadas para a obtenção dos compostos finais. Dado que a leishmaniose é considerada doença negligenciada com elevado número de mortes anuais e com drogas empregadas que apresentam elevada toxicidade, nosso projeto se volta para a prospecção de novos agentes leishmanicidas. Nossa hipótese é que estes novos compostos se apresentem mais ativos e menos tóxicos frente aos fármacos de referência. Em relação a custo, nossas rotas sintéticas foram planejadas de modo a usar metodologias que empregam condições ecologicamente amigáveis, empregando solventes menos tóxicos e com possibilidade de investigação de catalisadores heterogêneos, além do uso da irradiação de micro-ondas como fonte de aquecimento para as reações, o que pode reduzir o tempo para obtenção dos compostos intermediários e finais. A literatura científica já apresenta inúmeros relatos de compostos contendo estes núcleos com relevante atividade antiparasitária. A combinação destes núcleos heterocíclicos, unidos a mudanças estruturais em posições específicas levam a variação nas propriedades farmacocinéticas, fato que poderá potencializar a resposta biológica. Além disso, o aumento de conjugações nos compostos N-heterocíclicos resultam em materiais luminescentes. Dado o caráter anfifílico de tais compostos, os mesmos poderão ser explorados como biomarcadores de membrana, além de outras potenciais aplicabilidades no campo de Química Medicinal.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cláudio Reis Gonçalo

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • a procura de conhecimento para proporcionar inovação em novos ou desenvolvidos habitats para micro e pequenas empresas: a contribuição da capacidade absortiva.
  • O projeto pretende levantar e analisar as diferentes categorias de absorção e uso de conhecimento nos diversos habitats de pequenos empreendimentos produtivos em processo de consolidação, presentes no estado de Santa Catarina (BR). O estado de Santa Catarina é, juntamente com São Paulo, uma das duas regiões mais avançadas no emprego de incubadoras, na criação de start-ups com índice de sucesso na consolidação de pequenas empresas no campo da criação de softwares. Resultados que provêm de uma Governança com uma interação distintiva entre associações empresariais e de empreendedores, universidades e governo local. Pretende-se investigar o caso de Santa Catarina, através de estratégia exploratória de pesquisa por método quali-quanti, na perspectiva desta Governança, a fim de analisar e identificar como diferentes processos de criação e transferência de conhecimentos têm sido aplicados, em diferentes contextos de habitats de inovação. O olhar teórico da capacidade absortiva permitirá identificar quais são as características das formas de absorção desses conhecimentos, a fim de apontar alternativas para compartilhar e aprimorar as práticas e aspectos de relacionamentos. Em outras palavras, o projeto pretende contribuir para aperfeiçoar a apropriação de conhecimentos capazes de mobilizar a inovação em pequenos empreendimentos na região investigada e para aprendizagem em outras regiões do país. Para se construir elementos críticos de análise, considera-se a cidade de Grenoble uma referência internacional em governança para desenvolver inovação. Grenoble proporcionou, durante as últimas décadas, uma configuração ativa entre instituições particulares, atores e recursos, parte de uma tradição de parcerias entre pesquisa pública e privada. Grenoble reúne 18 mil pesquisadores, quase duzentos laboratórios, quatro universidades e 10 escolas de engenharia. Com 7-8% das publicações científicas da União Europeia e 8-10% das patentes europeias.
  • Universidade do Vale do Itajaí - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cláudio Roberto Fonsêca Sousa Soares

Ciências Agrárias

Agronomia
  • aplicação de inoculante micorrízico na produção agrícola e recuperação ambiental e seus efeitos na microbiota rizosférica
  • As comunidades microbianas do solo estão envolvidas na disponibilização de nutrientes às plantas, atuando por diferentes mecanismos responsáveis pelas transformações dos elementos. Além destes mecanismos, sabe-se da participação de microrganismos simbióticos com as raízes das plantas na aquisição de nutrientes do solo. Dentre estes destacam-se os fungos micorrízicos arbusculares (FMA) que realizam uma simbiose mutualística obrigatória com a maioria das espécies vegetais, incluindo aquelas de importância agrícola e ambiental. Apesar dos efeitos benéficos dos FMA no crescimento vegetal, pouco se conhece sobre os efeitos da inoculação sobre a população de microrganismos rizosféricos. O objetivo desta proposta é investigar os efeitos de um inoculante micorrízico à base de Rhizophagus intraradices recém registrado no Brasil sobre a comunidade microbiana do solo e ciclagem de nutrientes em ambientes agrícolas e em áreas degradadas em recuperação. A proposta pretende ampliar a investigação dos efeitos do inoculante micorrízico em diferentes condições edafoclimáticas brasileiras e será composto por dois sub-projetos conduzidos em áreas agrícolas e de recuperação ambiental. No sub-projeto 1 para a cultura do milho será avaliado a campo em cinco estados brasileiros: i) disponibilidade de P na solução do solo rizosférico de plantas inoculadas; ii) atividade microbiana do solo; iii) composição taxonômica e funcional da comunidade microbiana rizosférica do solo; iv) eficiência de uso do P em plantas micorrizadas e produtividade do milho. No Sub-projeto 2 será avaliado o potencial do inoculante na recuperação ambiental, quanto a(o): i) eficiência simbiótica em espécies arbóreas pioneiras nativas do Cerrado e Sul brasileiro; ii) desenvolvimento de mudas micorrizadas em áreas degradadas e seus efeitos nos atributos biológicos do solo. Os resultados permitirão compreender as interações entre o inoculante micorrízico e as comunidades microbianas envolvidas na ciclagem de nutrientes.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 23/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cláudio Smalley Soares Pereira

Ciências Humanas

Geografia
  • atlas das dinâmicas sociais e ambientais em petrolina/pe e juazeiro/ba
  • Os municípios de Petrolina (PE) e (Juazeiro) BA cumprem papéis centrais no desenvolvimento regional nos estados da Bahia e Pernambuco. Receberam grandes investimentos que alavancaram o desenvolvimento econômico, especialmente a fruticultura de irrigação transformando profundamente os seus espaços, demandando, assim, esforços para integrar esta região em conjunto, a qual eventualmente pode estar segregada pelos limites municipais e estaduais. Nesse sentido, esse projeto objetiva elaborar um atlas com informações e análises das dinâmicas sociais e ambientais dos municípios. Os dados e informações sistematizados serão fundamentais para subsidiar o debate para construção de políticas públicas locais e regionais, bem como o planejamento urbano e rural. O atlas se apresenta como uma fonte de pesquisa e uma produção norteadora, onde será possível o acesso a dados específicos em escala local-regional. Tendo isso mente, que dados estão disponíveis para levantamento, sistematização e mapeamento que permitam uma construção de um material de pesquisa que seja, ao mesmo tempo, fonte para pesquisas acadêmico-científicas, políticas públicas e ampliação de conhecimento para a sociedade local? Outras pesquisas semelhantes já foram realizadas em diversas cidades, municípios e regiões do Brasil. Um Altas para Petrolina e Juazeiro será relevante para suprir lacunas no conhecimento e demandas regionais e locais de dados sistematizados que auxiliem pesquisas, políticas públicas e instituições da sociedade em geral. Como metodologia, propõe-se levantamentos bibliográficos, documental, cartográfico e iconográfico através do uso de metodologia comparada e multidisciplinar pelo entendimento da manipulação de diferentes escalas de forma integrada. Os resultados esperados incluem acervo de dados sociais, ambientais e cartográfico digital para pesquisa, ensino e gestão ambiental, bem como um Atlas digital e impresso, e as análises escritas pelos pesquisadores da equipe.
  • Universidade de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Cláudio Wageck Canal

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • detecção e caracterização de pestivírus e papilomavírus em grandes ruminantes
  • O Brasil é um grande produtor e exportador de alimentos e a bovinocultura tem grande importância econômica e social. Doenças virais podem ter grande impacto na produtividade e, por isso, o desenvolvimento de técnicas eficientes para seu diagnóstico, caracterização do agente e o conhecimento de sua epidemiologia são medidas fundamentais para gerar estratégias de prevenção e controle. Os pestivírus de ruminantes causam enfermidades difundidas nos rebanhos bovinos ocasionando redução do desempenho reprodutivo e grandes perdas econômicas em rebanhos de corte e leite em todo mundo. Já o papilomavírus bovino (BPV) causa enfermidades de caráter neoplásico em bovinos, podendo levar desde morte, a perdas de desempenho e qualidade de subprodutos, como o couro. Os objetivos do presente projeto estão contidos em dois subprojetos que visam verificar a variabilidade genética de isolados de pestivírus, para conhecimento das espécies e variantes virais circulantes a fim de estipular medidas de controle e prevenção adequadas, além de verificar a variabilidade genética de isolados de BPV, para conhecer os gêneros e espécies do vírus circulantes. Para isto, será realizada a pesquisa por RT-PCR ou PCR de ambos os vírus, que serão sequenciados e analisados quanto a sua variabilidade genética e dispersão temporal. O presente grupo de pesquisa já gerou mais de 31 publicações nestes dois temas e os dados aqui gerados aumentarão o conhecimento científico sobre a variabilidade genética, patogenia e epidemiologia de pestivírus e papilomavírus em ruminantes no País. Este conhecimento irá embasar futuras campanhas de controle e erradicação destas doenças. Pela complexidade do tema, sua execução será multidisciplinar, envolvendo equipes de virologia, epidemiologia e patologia animal.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Claudionei Vicente Cassol

Outra

Ciências Ambientais
  • mostra interdisciplinar pedagógico-científica: desenvolvimento rural e urbano sustentável
  • As Mostras Científicas e as Feiras de Ciências são instrumentos potencializadores da necessária e urgente atitude despertadora, nas comunidades pequenas e isoladas por questões geográficas, e incentivadoras do pensamento e de atitudes científicas. A escola, centro de cultura nas pequenas comunidades, além de centro de formação, de ensino e local privilegiado do aprendizado científico, autentica-se líder no fomento da apropriação coletiva do espírito científico, criativo e as aproximações teorias e prática, tornando-se na área do território cerrograndense, agente de cultura, com reconhecimento comunitário, e possibilidade de desenvolver ações de reflexão, participação, envolvimento e inclusão da população nos projetos científico-culturais. A Mostra Interdisciplinar Pedagógico-Científica – MIPC, para o ano de 2022 com o tema Desenvolvimento Rural e Urbano Sustentável, oportuniza a integração entre alunos e professores de diferentes escolas da rede de ensino do município de Cerro Grande, integrando o Território Cerrograndense, conforme definido pelas Bases Comuns Curriculares em implementação no Brasil. Ainda desenvolve atividades que possibilitem os estudantes perceberem seus potenciais, seus valores, instigados por desafios, situações-problema, práticas e projetos que possibilitem a interação entre alunos estaduais e municipais, professores e comunidade em geral nas diversas criações, invenções, experimentos e pesquisas. O Projeto Desenvolvimento Rural e Urbano Sustentável se organiza e desenvolve a partir da preocupação com o desenvolvimento da ciência e da tecnologia para a promoção da educação e do ensino na perspectiva da sustentabilidade, da manutenção e da defesa da vida.
  • Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - RS - Brasil
  • 09/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Clayton Luiz Borges

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • identificação de alvos com aplicação em terapia, diagnóstico sorológico e molecular de micoses sistêmicas negligenciadas
  • Micoses sistêmicas têm sido negligenciadas no mundo. Manifestações clínicas inespecíficas e ausência de testes acurados são desafios diagnósticos, atrasam o tratamento, elevando o percentual de óbitos e sequelas. Destacam-se a Paracoccidioidomicose (PCM) e a Histoplasmose (HTP). Na PCM, uma micose sistêmica geralmente crônica e altamente sequelante, o teste sorológico padrão para diagnóstico e seguimento é a imunodifusão dupla (IDD), que possui alta especificidade (100%), mas pouca sensibilidade (média de 65%). Vale ressaltar o papel de um teste com maior sensibilidade para utilização em larga escala, como por exemplo o ELISA (Enzyme-Linked Immunosorbent Assay). Enquanto que o aumento dos casos de HTP ao redor do mundo está relacionado, principalmente à imunossupressão, como de HIV, tuberculose, indivíduos transplantados ou que usam corticosteróides. Neste contexto, este projeto visa utilizar das ferramentas de imunoproteômica, moleculares e bioinformática na caracterização de alvos antigênicos e moleculares com potencial aplicação na terapia e/ou diagnóstico de ambas as micoses sistêmicas. 1. Desenvolvimento de um teste ELISA para triagem de PCM e HTP, utilizando alvos já caracterizados por nosso grupo para PCM e alvos que serão identificados neste projeto para HTP. 2. Testes de alvos identificados como adjuvantes na terapia em modelos experimentais de infecção. 3. Desenvolver um teste molecular, a partir do sequenciamento de isolados clínicos/genomas depositados visando identificar e diferenciar as espécies, em amostras biológicas de pacientes, excluindo a necessidade de isolamento prévio do fungo em cultura. Para tanto, nosso grupo tem se consolidado, possui infraestrutura e expertise em análises imunoproteômicas, bem como de bioinformática e moleculares, as quais conduzirão à obtenção dos alvos propostos.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Clayton Zambeli Oliveira

Outra

Multidisciplinar
  • 11° talento científico jovem
  • A Feira de Ciências Talento Científico Jovem tem sido realizada no município de João Pessoa, no Estado da Paraíba. Iniciou-se no ano de 2011 através do financiamento do CNPq (Processo 552860/2011-5). O II e o III Talento Científico Jovem também foram apoiados pelo CNPq (Chamada Nº 50/2012 e 46/2013). O IV e V Talento Científico também tiveram o financiamento do CNPq e foram em 2015 e 2016 respectivamente. No ano de 2019 o VII Talento Científico Jovem foi realizado através da Chamada N°27/2018 e agora em 2020 o VIII Talento Científico Jovem (Chamada 11/2019) tendo que ser adaptado à modalidade virtual devido a pandemia. Na realização do IX (modalidade virtual) (9° edição em 2021) do Talento Científico Jovem pretende-se manter o nível qualitativo e quantitativo dos eventos anteriores com canais de Youtube, Twitter, Facebook, Instagran e Google Classroom. O presente projeto propõe a execução do 11° Talento Científico Jovem (Feira de Ciências em 2022) que abordará diferentes áreas do conhecimento como as ciências exatas, tecnológicas, biológicas e humanas e promoverá a participação de alunos do ensino Infantil, fundamental I e II (6º ao 9º ano), médio e técnico do município de João Pessoa e categoria visitante.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 09/12/2021-31/12/2023