Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Yuri Daniel Jatobá Costa

Engenharias

Engenharia Civil
  • modelos físicos laboratoriais para investigação de encontros de pontes integrais sob ciclos de deslocamentos laterais impostos
  • Pontes integrais são construídas sem juntas, unindo-se total ou parcialmente a infraestrutura, a mesoestrutura e a superestrutura. Esta tecnologia apresenta diversas vantagens, como maior durabilidade e menores custos de manutenção. As contenções e fundações de encontros de pontes integrais estão sujeitas a uma complexa interação com os aterros contidos, pois devem acomodar as movimentações laterais de dilatação e contração da superestrutura. A presente pesquisa tem por objetivo avaliar o efeito causado por ciclos de deslocamentos laterais impostos no comportamento do solo em encontros de pontes integrais, através de modelos laboratoriais em escala reduzida. Os modelos físicos serão concebidos para representar uma estrutura de contenção sujeita a diversos ciclos de deslocamentos laterais impostos. Será construída uma caixa de testes dotada de uma face móvel transladando lateralmente, de modo a permitir avaliar o fenômeno ratcheting no solo por meio da variação das tensões horizontais e deformações irreversíveis após seguidos ciclos de compressão e descompressão. Uma das paredes laterais da caixa será transparente, para mensuração de deformações na massa de solo aplicando-se a técnica de Correlação de Imagens Digitais (CID). Aspectos como amplitude de ciclos de deslocamentos laterais, densidade do solo e nível de sobrecarga serão estudados. O presente trabalho também contará com simulações numéricas, validadas a partir dos resultados experimentais, com o intuito de complementar os resultados de laboratório. Espera-se, com este trabalho, esclarecer importantes questões referentes ao comportamento de encontros de pontes integrais e contribuir com a difusão da tecnologia no Brasil.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Yuri Jacques Agra Bezerra da Silva

Ciências Agrárias

Agronomia
  • avaliação quantitativa e qualitativa de sedimentos em bacia hidrográfica representativa do bioma cerrado – região do matopiba, última fronteira agrícola do brasil: abordagem tradicional e utilização de traçadores geoquímicos com o método fingerprint
  • A bacia hidrográfica do rio Gurguéia está inserida na região do MATOPIBA, acrônimo dos nomes dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, foi institucionalizada como uma das mais relevantes para o desenvolvimento econômico do Brasil por meio do decreto presidencial 8.447 de 6 de maio de 2015. Dentre os principais municípios inseridos na bacia, destacam-se Gilbués, um dos principais núcleos de desertificação da região Nordeste e Uruçui, município com segunda maior área plantada de soja no estado do Piauí. De forma privilegiada, além da influência predominante do bioma Cerrado, um dos hotspots da biodiversidade, existe também uma extensa área do bioma Caatinga. Dentre os principais problemas observados na bacia do Gurguéia, destacam-se o despejo do esgoto não tratado diretamente no rio, desmatamento indiscriminado e o uso intensivo de fertilizantes e defensivos agrícolas. O uso indiscriminado do solo afeta o transporte de sedimentos em suspensão e de fundo. Esses sedimentos guardam na sua composição química as características das fontes, que podem ser provenientes de diferentes usos e atividades dentro da bacia, sendo, portanto, indicadores de qualidade do ambiente fluvial. Estudos que identificam as fontes de sedimentos e contaminantes em escala de bacias hidrográficas são escassos, apesar do reconhecimento mundial do método Fingerprint e da obtenção de resultados promissores na região Sul do Brasil. Nesse âmbito, a execução desse projeto visa responder principalmente as seguintes questões: Qual a origem dos sedimentos e dos elementos traços, maiores e terras raras associados aos sedimentos transportados em suspensão e no leito do rio? Quais são os traçadores geoquímicos adequados para as condições encontradas em uma bacia hidrográfica típica do bioma Cerrado? A atividade agricola está gerando contaminantes para o rio? Qual a principal fonte de sedimentos e contaminantes do rio Gurguéia? Para tal, pretende-se determinar o transporte e produção de sedimentos, quantificar a concentração e fluxo de elementos traços (Cu, Zn, Cd, Cr, Pb, Ni, Mn, Zr, Ti, Co, Ba, V, Li e Ga), maiores (Si, Al, Fe, Ca, K, Na, Mg e P) e terras raras (La, Ce, Pr, Nd, Sm, Eu, Gd, Yb, Lu, Dy, Er, Ho, Tb, Tm, Y, Sc) no sedimento em suspensão e de fundo, assim como discriminar as fontes de sedimentos e contaminantes transportados na bacia hidrográfica do rio Gurguéia. Os sedimentos em suspensão e de fundo serão coletados com os amostradores US DH 48 e US BLH 84, respectivamente. Os elementos traços e terras raras serão determinados por espectrometria de emissão ótica (ICP-OES). Os elementos maiores serão determinados utilizando um espectrômetro de fluorescência de raios-X. Para discriminar as fontes de sedimentos e contaminantes será utilizado o método Fingerprint. O projeto será realizado de forma integrada entre o Grupo de Pesquisa SOLOCER (Solos, Produção Vegetal e Qualidade Ambiental na Região dos Cerrados), grupo de pesquisa do proponente, com o grupo de Química Ambiental de Solos da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e o de Conservação do Solo da UFRPE, além da parceria com o Dr. Vijay P. Singh, “distinguish professor” da Texas A&M University. Espera-se com os resultados desse estudo: (i) auxiliar no estabelecimento das diretrizes iniciais para a elaboração de um plano de monitoramento e pagamento por serviço ambiental baseado no controle dos processos erosivos em escala de bacia hidrográfica; (ii) aumentar a compreensão dos efeitos dos diferentes usos do solo nos processos erosivos e, por conseguinte, auxiliar o comitê da bacia hidrográfica da bacia do rio Gurguéia; (iii) conscientizar agricultores e órgãos públicos acerca dos impactos das atividades agrícolas sobre um dos recursos hídricos mais importantes da região do MATOPIBA.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Yuri Karaccas de Carvalho

Ciências Humanas

Educação
  • futuras cientistas - tecnologia e inovacao 3d aplicadas no ensino das exatas – fazendo ciencia buscando extensao
  • Dados oficiais apontam que mesmo a mulher representando uma maior porcentagem entre as pessoas com ensino superior completo, essas ainda enfrentam desigualdade no mercado de trabalho em relação aos homens e constitui uma parcela pequena nas áreas de ciências exatas. Estimular à participação e à formação de meninas e mulheres para as carreiras de ciências exatas, engenharias e computação por meio da tecnologia 3D. O projeto será executado em três etapas: 1. Capacitação dos envolvidos na utilização da Impressora 3D; 2. Confecção dos Subprojetos 3D; 3. Divulgação dos Subprojetos 3D. Diante disso, pretendemos viabilizar a capacitação de professores e alunas e estes serem agentes multiplicadores e difusores da Tecnologia 3D aplicada ao Ensino de Ciências. Ademais, a viabilidade dessa nova ferramenta supostamente promoverá a/o: Aprender fazendo (“Learning by doing”); Desmitificação que o custo de uma impressora 3D impede sua difusão e utilização; Permitir que as alunas possam despertar e ter a consciência de que SER é uma questão de escolha e assim possam seguir para as áreas das ciências exatas, engenharias e computação.
  • Universidade Federal do Acre - AC - Brasil
  • 01/12/2018-31/05/2020
Foto de perfil

Yurimiler Leyet Ruiz

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • materiais processados a partir de nanopartículas à base de (li, na) -tio2 para aplicações em dispositivos de armazenamento de energia em estado sólido
  • O armazenamento de energia resulta de grande interesse econômico-social. As baterias apresentam-se como uma alternativa para o uso racional da energia elétrica, entre elas as de estado sólido tem despertado grande interesse científico tecnológico nos últimos anos. O uso de íons de lítio e sódio como parte dos componentes das baterias de estado sólido, tem gerado grande expectativa de desenvolvimento devido a sua elevada capacidade armazenamento de energia. Quando processados materiais com base (Li,Na)-TiO2 o interesse se multiplica porque misturam: alto poder de armazenamento de energia e uma ínfima taxa de polução. Por outra parte o sódio é um elemento de baixo custo e de grande abundancia na natureza. O foco deste projeto é o uso do método de sínteses sonoquímica para a obtenção de nanopartículas com propriedades de condição iônica e com base (Li,Na)-TiO2, visando na preparação de componentes de baterias de estado sólido. Por outra parte também se pretende melhorar as propriedades físico-químicas de cerâmicas e filmes finos obtidos a partir dos nano-pôs produzidos, aumentando suas potencialidades para o setor energético e eletrônico. As nanopartículas sintetizadas serão caracterizadas estrutural e microestrutulmente por técnicas tais como: difração de raios X (DRX), espectroscopia Raman (ER), microscopia electrónica de varredura (MEV), microscopia de força atómica (MFA) e microscopia electrónica de transmissão (MET). A simulação teórica com cálculos “ab initio” por meio da teoria da funcional de densidade será usada para simular as propriedades dos materiais obtidos. Finalmente as técnicas de espectroscopia de impedância complexa e eletroquímicas serão aplicadas, para estudar propriedades como condutividade iónica e densidade de energia para avaliar seu possível potencial para uso em baterias de estado sólido de íons lítio.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Yuska Paola Costa Aguiar

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • diretrizes específicas para o desenvolvimento de recursos digitais para indivíduos com transtorno do espectro autista: um estudo multidisciplinar centrado no usuário
  • O binômio tecnologia e autismo é uma realidade. O uso de recursos digitais (softwares, jogos, aplicações, etc.) por pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) tem sido cada vez mais frequente. Tais recursos são adotados em diferentes contextos de uso para apoiar as práticas de intervenção educacional e terapêutica, ou ainda enquanto suporte para realização de atividades da vida cotidiana. Face à elevada heterogeneidade inter- e intra- individual das pessoas com TEA, os recursos digitais destinados a este público devem considerar suas particularidades sensoriais, seu nível de desenvolvimento e suas competências. Portanto, é relevante que os princípios de Design Centrado no Usuário sejam contemplados no processo de concepção de tais recursos. Em adicional, considerando que as práticas de intervenção clássicas utilizadas junto às pessoas com TEA se apóiam em métodos baseados na teoria da aprendizagem e em terapias cognitivo-comportamental, como ABA (Applied Behavior Analysis) e TEACCH (Treatment and Education of Autistic and related Communication handicapped CHildren), transpor tais práticas como parte do design destes recursos é igualmente relevante. Desta forma, definir diretrizes específicas para o desenvolvimento de recursos digitais para indivíduos com TEA tem por objetivo a disponibilização de um instrumento para favorecer a aplicação de design centrado no usuário, neste contexto tão particular e diverso. Tais diretrizes devem estar em consonância com os princípios de Interação Humano-Computador e das práticas de intervenções clássicas (ABA e TEACCH), assim como devem direcionar as decisões de design dos projetistas para atender as características, as necessidades e as particularidades sensoriais dos potenciais usuários dos recursos digitais em desenvolvimento - favorecendo o design centrado no usuário. De forma a verificar a eficiência das diretrizes propostas, se faz necessário aplicá-las no desenvolvimento real de recursos digitais que devem ser colocados em uso prolongado para que a evolução das competências dos usuários, indivíduos com TEA, possa ser analisada.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Yvan Jesus Olortiga Asencios

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • caracterização físico-química de materiais derivados de macroalgas do litoral da baixada santista e seu uso como filtro purificador de água.
  • Este projeto tem como objetivo caracterizar por diversos métodos físico-químicos materiais baseados em macroalgas presentes no litoral da Baixada Santista, que sejam utilizados na remoção de metais pesados contaminantes Pb, Cd, Zn, Cu, Cr presentes em águas contaminadas, visando sua aplicação como filtros purificadores de água. Inicialmente será estudada a afinidade de diferentes macroalgas naturais coletadas do litoral da Baixada Santista por diferentes metais contaminantes em solução aquosa (Pb, Cd, Zn, Cu, Cr). Depois disso, as algas naturais serão tratadas por diferentes métodos químicos para obter algas modificadas (por protonação, por oxidação com permanganato e por entrecruzamento das cadeias), visando melhorar a capacidade na remoção dos diferentes cátions metálicos. Uma vez otimizados os parâmetros para obter uma máxima remoção de cátions metálicos, os melhores biossorventes serão testados na remoção de diferentes cátions metálicos presentes em um efluente industrial. A presente proposta de estudo é importante devido a que a Baixada Santista encontra-se próximo de diversos tipos de indústrias (indústrias químicas e do petróleo), e existem estudos que revelam sérios problemas de contaminação em algumas regiões do estado de São Paulo por metais pesados. No presente projeto, diversas técnicas de caracterização físico-química como: Adsorção-dessorção de Nitrogênio (área superficial BET), Medição da carga superficial (pHZPC), Espectroscopia na região do infravermelho (FTIR), Microscopia eletrônica de varredura (MEV/EDX), Fluorescência de Raios X por Reflexão Total (TXRF), Microfluorescência de Raios X (µXRF), Espectroscopia fotoeletrônica de raios X (XPS) e Difratometria de Raios-X (DRX) serão utilizadas para caracterizar os materiais biossorventes. Alguns parâmetros operacionais tais como pH da solução de cátion de metal pesado, temperatura da solução, concentração inicial da solução contaminante e relação biossorvente/solução contaminante serão avaliados através de curvas de equilíbrio de adsorção e cinética; estes resultados junto aos ensaios de caracterização físico-química dos materiais biossorventes ajudarão a entender o mecanismo cinético/químico envolvido no processo de remoção do cátions. Com o desenvolvimento do presente projeto espera-se contribuir com materiais alternativos que sejam usados como filtros purificadores de águas contaminadas por metais contaminantes para regiões carentes.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Zaida Ines Antoniolli

Ciências Agrárias

Agronomia
  • micorrização, potencial invasivo e diversidade de fungos ectomicorrízicos em pomares de nogueira-pecã no sul do brasil
  • Os fungos ectomicorrízicos encontram-se associados de forma mutualística às raízes, principalmente de essências florestais, e desempenham um papel fundamental na absorção de água e nutrientes por estas plantas. Dados referentes à diversidade destes organismos associados a plantações de nogueira-pecã (Carya illinoinensis Wangenh. K. Koch), no Rio Grande do Sul praticamente inexistem. Assim, torna-se urgente a necessidade de pesquisas ligadas ao conhecimento da biodiversidade e micorrização e potencial invasivo deste importante recurso genético que podem auxiliar para o desenvolvimento sustentável do país. Os objetivos do trabalho são (1) estudar a diversidade de fungos ectomicorrízicos ocorrentes em povoamentos florestais de C. illinoinensis, com base em características morfológicas e moleculares; (2) obter isolados de fungos ectomicorrizicos; (3) verificar o potencial invasivo do gênero Tuber em espécies florestais nativas e exóticas, e (4) avaliar o efeito da micorrização com Tuber em mudas de nogueira-pecã. As coletas de fungos ectomicorrízicos com hábito epígeo e hipógeo serão realizadas em pomares de nogueira-pecã no Estado do Rio Grande do Sul. Raízes e estruturas reprodutivas serão coletadas e identificadas através de técnicas morfológicas e ferramentas de biologia molecular. Será realizado o isolamento destes fungos e produção de inóculo, o qual posteriormente será reinoculado em mudas onde será avaliada a compatibilidade entre o fungo e a planta. A micorrização, os parâmetros morfológicos e químicas de mudas de nogueira-pecã inoculadas com Tuber também serão avaliadas. O potencial invasivo do gênero Tuber em espécies florestais nativas e exóticas será determinado através da avaliação de micorrização. Neste sentido, serão geradas importantes informações sobrea biodiversidade de fungos ectomicorrízicos associados às raízes de nogueira-pecã, dados estes ainda desconhecidos no Brasil, que poderão gerar resultados significativos para a comunidade científica, como o conhecimento de novas espécies de fungos ectomicorrízicos. Além disso, a produção de inóculo como produto biotecnológico possibilitará a utilização econômica de espécies fúngicas. Os efeitos da micorrização com Tuber e a determinação do seu potencial invasivo, poderá permitir o desenvolvimento da truficultura associada à produção de nozes. Os resultados da pesquisa permitirão a elaboração de artigos científicos que serão publicados em periódicos indexados internacionalmente, e com isto, aumentará a consolidação do grupo de pesquisas e a formação de recursos humanos pelo treinamento de alunos de Iniciação Científica e de pós-graduação.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Zaqueu Alves Ramos

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • álgebras de blowing-up
  • O presente projeto de pesquisa versa sobre um dos mais importantes objetos de estudo na Álgebra Comutativa, as álgebras de blowing-up. Uma vertente que desejamos entender é a estrutura dessas álgebras para certas classes de ideais de baixa codimensão. Outro viés que estamos interessados é investigar como aspectos sutis dessas álgebras repercutem na teoria dos mapas birracionais e vice-versa.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Zefa Valdivina Pereira

Ciências Agrárias

Agronomia
  • banco comunitário de sementes crioulas: uma extratégia para a segurança e soberania alimentar para as comunidades indígenas de etnia guarani-kaiowá de dourados ms
  • As comunidades indígenas, têm muitas dificuldades de acesso a sementes de qualidade estando que exclusivamente dependente da FUNAI. Além da perda das sementes crioulas locais, o modelo de desenvolvimento atual promoveu profundas modificações na populações indígenas Guarani-kaiowá, estas foram fragmentadas e confinadas a espaços extremamente exíguos. Esse processo de expropriação territorial e confinamento impuseram profundas limitações à sua economia, bem como o esgotamento dos recursos naturais, a desvalorização cultural e a perda de sua identidade. Como consequência desse longo processo histórico de expropriação territorial e desestruturação sociocultural as famílias indígenas são fortemente dependente de polícias sociais, além disso criou-se sérios impasses para a convivência da população aglomerada nas reservas, o que se expressa no agravamento de problemas sociais como a violência, droga, álcool, miséria, conflitos internos, desnutrição infantil e mesmo em frequentes surtos epidêmicos de suicídios. Uma forma de amenizar esta situação é melhorar a autoestima desta comunidade, assim o resgate das sementes crioulas pode ser uma excelente estratégia uma vez que representam parte de um patrimônio genético e cultural dos Guarani–Kaiowá. Portanto, a proposta do desenvolvimento do banco de sementes comunitário, busca promover o empoderamento das famílias e comunidade indígena pelo resgate de espécies importantes de sementes que, além de gerar autonomia aos agricultores e agricultoras, promovem a retomada do equilíbrio ambiental e o resgate da biodiversidade, o que é de grande valor para o fortalecimento da agricultura agroecológica. Assim este trabalho objetiva proporcionar a Comunidade Indígena de Dourados o resgate da antiga prática de produzir alimentos através do uso de sementes crioulas. E ampliar o protagonismo das mulheres e dos jovens neste arranjo produtivo. Para isso serão realizadas várias atividades como a de resgate das espécies crioulas, produção e armazenamento destas espécies, criação de um banco comunitário de semente, cursos e oficinas e feiras de trocas de sementes e saberes. Espera-se com esta tecnologia social promoção da independência da comunidade no tocante a sementes para o plantio; promover a segurança e a soberania alimentar; elevação da autoestima dos agricultores(as) indígenas, decorrentes da troca de experiência e socialização de saberes; resgate e divulgação dos conhecimentos e das espécies e variedades tradicionais e fortalecimento da prática de solidariedade entre as famílias participantes.
  • Universidade Federal da Grande Dourados - MS - Brasil
  • 01/12/2018-30/11/2020
Foto de perfil

Zefa Valdivina Pereira

Ciências Biológicas

Botânica
  • técnicas de restauraçao ecológica para áreas de preservaçao permanente no sul do mato grosso do sul
  • O Estado do Mato Grosso do Sul apresenta uma paisagem florística bastante diversificada devido suas relações fitogeográficas com Floresta Atlântica, Cerrado, Chaco e Amazonica. Contudo, o processo de ocupação do estado, assim como em outras regiões, caracterizou-se pela falta de planejamento e consequente destruição dos recursos naturais, particularmente das florestas. A cobertura florestal nativa foi sendo fragmentada, cedendo espaço para as culturas agrícolas, as pastagens bem como o avanço da fronteira urbana que se estendeu por áreas impróprias como fundos de vales e áreas de nascentes acelerando e intensificando desta forma, a degradação do ambiente natural. Assim, com a extensão das fronteiras agrícolas, pecuária, aliadas à falta de tradição florestal e ao desrespeito à legislação, fizeram com que houvesse uma degradação sem precedente nas nascentes, matas ciliares e reservas legais da região. Por outro lado, e o campo da ecologia da restauração se desenvolveu nas últimas décadas, gerando novas ideias e oportunidades, e tem sido encarada como uma nova estratégia para conservação da biodiversidade e integridade dos ecossistemas, além de compreender uma oportunidade de testar a aplicabilidade prática de diversas teorias ecológicas. Contudo, no estado do Mato Gross do Sul existem poucos trabalhos desta natureza. Dessa forma, testar técnicas de restauração no estado do Mato Grosso do Sul é de suma importância para que esses resultados venham subsidiar Políticas Públicas para a normatização dessa atividade. Nesse sentido, este projeto tem por objetivo avaliar diferentes técnicas de restauração ecológica para Áreas de Preservação Permanente do Mato Grosso do Sul, visando proporcionar subsídios à definição de normas e procedimentos técnico-científicos para restauração de APPs no Estado. Os trabalhos serão realizados em duas áreas sendo uma no complexo de Assentamento Eldorado (INCRA), localizado na zona rural do município de Sidrolândia - MS, situado a 60 km da capital, Campo Grande, compreendendo uma área de 294 hectares. Localiza-se entre as coordenadas 20º57’38,74”S, 54º 44’56,93”O e 20º57’46,75”S, 54º44’54,99”. A outra área é a Fazenda Experimental de Ciências Agrárias (FAECA) da Universidade Federal da Grande Dourados localiza-se próximo a BR 163 Dourados – Ponta Porã, Km 20, apresenta uma área de cerca de 294 ha entre as coordenadas O 55º 00’ 09’’ / S 22º 15’ 03’’ e O 54º 59’ 02’’ / S 22º 13’ 18’’. Espera-se com este projeto verificar quais espécies são melhores espécies indicadas para o estado do Mato Grosso do Sul a serem usadas em plantio total de diversidade; verificar se as técnicas de nucleação de biodiversidade são viáveis para a recuperação de Áreas de Preservação Permanente no estado; encontrar métodos adequados para a restauração ecológica que sejam viáveis do ponto de vista econômico e ambiental e que permitam práticas futuras de manejo; fornecer dados técnico-científicos sobre restauração de Áreas de Preservação Permanente que possam subsidiar Políticas Públicas para a normatização dessa atividade; fornecer subsídios e sustentação às práticas de intervenção que possam viabilizar a recuperação de grandes extensões de terra com maior garantia de sucesso; capacitar alunos de Graduação e Pós-Graduação para atuar em atividades de Adequação Ambiental, notadamente de propriedades rurais, em face à legislação ambiental vigente; fornecer uma lista de espécies potenciais para restauração de Matas Ciliares no Estado; promover a diversificação florística e genética e a regionalização de matrizes das espécies arbustivo-arbóreas nativas utilizadas em projetos de restauração florestal e fortalecer a rede de pesquisa entre UFGD, EMBRAPA, UFMS e Faculdades Anhanguera de Dourados.
  • Universidade Federal da Grande Dourados - MS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020