Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sandra Lauton Santos

Ciências Biológicas

Biofísica
  • avaliação da atividade protetora da diosmina na cardiotoxicidade induzida por doxorrubicina em animais com câncer
  • Introdução: O câncer é um conjunto de doenças de origem celular, responsáveis por uma das maiores causas de morte no mundo, com estimativa de novos casos e de mortalidade crescente. Concomitante com a ascensão da doença, o quantitativo de pessoas submetidas a tratamentos quimioterápicos também aumenta. E dentre os tratamentos quimioterápicos, um dos antineoplásicos mais utilizados é a doxorrubicina (DOX). No entanto, a utilização clínica a longo prazo desses medicamentos é limitada, por gerar cardiotoxicidade dose-dependente ocasionada possivelmente por estresse oxidativo, inflamação e apoptose. Nesse contexto, foi observado que compostos naturais com atividades biológicas múltiplas como o flavonoide diosmina, possuem justamente atividade antioxidante, anti-inflamatória e anti-apoptótica. Objetivo: O presente estudo tem por objetivo investigar o efeito protetor da diosmina na cardiotoxicidade induzida por DOX em animais com câncer. Metodologia: Inicialmente, será avaliado a possível interferência da diosmina sobre o crescimento tumoral experimental in vivo. Em seguida, os camundongos serão transplantados com tumor Sarcoma 180 e, 24 horas após implantação, será realizado a indução da cardiotoxicidade utilizando DOX 2 mg/kg/dia (i.p.) e concomitantemente o tratamento com a diosmina, será administrado por via oral durante 10 dias consecutivos. Nos dias posteriores ao fim tratamento será realizada a avaliação dos parâmetros elétricos e contráteis por meio de ecodopplercardiograma, eletrocardiograma e aferição da pressão intraventricular esquerda. Em seguida, serão avaliados parâmetros toxicológicos através de marcadores bioquímicos de lesão cardíaca (LHD, CK, CK-MB, Troponina T e AST), determinação de massa e análise histomorfológica cardíaca e tumoral. Posteriormente, será realizada a detecção de células em apoptose pela técnica de TUNEL. Subsequentemente será determinado parâmetros de estresse oxidativo através da peroxidação lipídica em tecido cardíaco e avaliação da atividade enzimática (superóxido dismutase, catalase, glutationa peroxidase e glutationa reductase). E por fim, avaliação do possível efeito anti-inflamatório da diomsina mensurado através de parâmetros leucocitários (leucócitos totais e diferencial), da expressão proteica da iNOS, COX-2 e NF-κB, além da concentração sérica do fator de necrose tumoral (TNF-α) e interleucina 2 (IL-2).
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandra Lopes de Souza

Ciências Biológicas

Morfologia
  • desmame precoce e comportamento alimentar hedônico: papel do sistema opioidérgico
  • Na gestação e na lactação, o organismo está submetido a uma janela temporal de intensa maturação de padrões fisiológicos e morfológicos de seus órgãos e sistemas. Dessa forma, alterações ambientais durante os estágios iniciais do desenvolvimento dos mamíferos estão diretamente associadas ao aparecimento de desordens na vida adulta. O desmame precoce é entendido como uma quebra da relação persistente entre a nutriz e sua prole, cessando o aleitamento e o contato físico (incluindo a ruptura da proteção social), antes do período considerado ótimo para aquisição de padrões maduros de desenvolvimento dos filhotes. Em ratos, o início da fase de desmame ocorre no 21° dia e é completada no 30° dia. O vínculo mãe-filhote, incluindo seu papel de fornecer a nutrição adequada e o contato físico, é tido como um importante desencadeador da maturação adequada de padrões endócrinos, neuroquímicos e comportamentais. A ruptura desse vínculo está ligada a alterações comportamentais frente a situações de estresse, também afeta a cognição, a memória e o aprendizado e a susceptibilidade ao abuso de drogas. Isso parece ocorrer pois há uma aparente desregulação do sistema cortico-límbico. O controle do comportamento alimentar, em especial o controle hedônico que é regulado por esse sistema, demonstra-se susceptível a modificações quando submetido ao desmame precoce. Estudos demonstram que há um retardo do mecanismo de saciedade e um aumento da preferência por alimentos palatáveis, especialmente dieta gordurosa. Uma das vias envolvidas no estímulo do consumo de alimentos palatáveis é a via opiodérgica. Neste contexto, o presente projeto de pesquisa visa, a partir da experimentação animal, verificar o efeito do desmame precoce sobre o comportamento alimentar hedônico e se o bloqueio da via opiodergica é capaz de interferir sobre o aumento de consumo de alimento palatável em ratos desmamados precocemente na vida adulta.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021