Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Carla Soares Godinho

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • cooperativa agroextrativista grande sertão: inovação e repartição dos benefícios da sociobiodiversidade.
  • A inovação é uma propriedade relativa a um dado meio já rico de sua própria história e de suas normas antecedentes. Nesse contexto, o presente trabalho tem como objetivo estudar o fenômeno da inovação e a repartição dos benefícios da sociobiodiversidade da Cooperativa Agroextrativista Grande Sertão, CGS do Norte de Minas Gerais. Será utilizado o método Grounded Theory e haverá uma abordagem etnográfica complementar. O propósito da GT é gerar uma teoria, fundada nos dados, uma interpretação racional densa, articulada e sistemática, capaz de dar conta da realidade estudada. Desse modo, espera-se promover e fortalecer a repartição de benefícios gerados pela sociobiodiversidade da CGS, reconhecendo e descrevendo o modelo atual de inovação e propor ações para seu desenvolvimento.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 08/09/2018-30/09/2021
Foto de perfil

Carla Torres Braconi

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • comparação do transcriptoma e do proteoma de tecido de baço infectados pelo vírus febre amarela: silvático e vacinal
  • Os arbovírus formam um grupo não taxonômico designado para alguns vírus de RNA que são mantidos de forma cíclica na natureza replicando em hospedeiros vertebrados suscetíveis e artrópodes hematófagos. O gênero Flavivirus constitui um grupo diverso de arbovírus que exibem relações filogenéticas e características semelhantes na interação vírus - vetor -hospedeiros. A febre amarela (FA) é causada pelo vírus protótipo deste gênero que permanece endêmica em regiões de florestas tropicais da África e América do Sul, apesar da disponibilidade de vacinas eficazes contra o vírus da FA. Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), nos últimos dois anos, o número de casos humanos causados por transmissão epizootica foi o maior observado em décadas nas Américas. Por este motivo, este projeto tem como objetivos principais: investigar a relação entre as manifestações clínicas da infecção pelo vírus da febre amarela com a expressão gênica dos vírus isolados do baço e comparar e quantificar as proteínas do baço de hospedeiros que vieram a óbito por infecções causadas pelo vírus vacinal e o vírus silvático, procurando estabelecer relações entre diversidade das proteínas expressas e população viral com o desfecho clínico da doença. Os mecanismos imunológicos que resultam a esta séria reação adversa ainda são desconhecidos, por este motivo, o baço é uma parte do sistema imunológico que está diretamente envolvida na resposta a uma inflamação sistêmica induzida por patógenos que podem induzir sepsia. Por este motivo, acreditamos que este projeto é relevante e se justifica não só enquanto pesquisa básica, mas também para promover conhecimento entre a biologia molecular do vírus e alguns marcadores que resultam na falha da vacina.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Zilberberg

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • diversidade molecular de zooxantelas simbiontes do coral endêmico mussismilia hispida (verrill 1902) (cnidaria: scleractinia) e do hidrocoral millepora alcicornis (linnaeus 1758) (cnidaria: hydrozoa) ao longo da costa brasileira e ilhas oceânicas
  • Os ambientes recifais vêm sofrendo grandes declínios populacionais devido a diversos impactos antropogênicos. Como a maioria dos ambientes coralíneos do mundo, os corais brasileiros estão sob forte pressão antropogênica e já existem esforços para a sua conservação. Um objetivo chave para a conservação de ambientes coralíneos tem sido o de compreender a relação entre corais e suas algas simbiontes em diferentes condições ambientais. Os corais zooxantelados mantêm uma estreita relação com dinoflagelados simbiontes, denominados zooxantelas. Nesta relação, as zooxantelas transferem parte dos metabólitos produzidos pela fotossíntese ao coral hospedeiro, e este aporte nutricional acelera as taxas de calcificação dos corais, favorecendo a formação de recifes. Dada a importância ecológica e sensibilidade desta relação simbiótica a aumentos de temperatura da água, estudos a seu respeito têm recebido especial atenção na última década. O coral endêmico Mussismilia hispida é uma das principais espécies construtoras de recifes brasileiros e com a maior distribuição ao longo da costa. Enquanto o hidrocoral Millepora alcicornis, apesar não ser um importante construtor, desempenha um papel essencial na dinâmica e manutenção das comunidades recifais. O objetivo do presente estudo é caracterizar geneticamente os subtipos de zooxantelas presentes em uma espécie de coral escleractínio (M. hispida) e um hidrocoral (M. alcicornis) ao longo da costa brasileira e ilhas oceânicas, através das técnicas de clonagem e sequenciamento.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-30/06/2021
Foto de perfil

Carlile Campos Lavor

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • geometria de distâncias e álgebra geométrica para o cálculo de estrutura 3d de proteínas
  • Este projeto de pesquisa está relacionado ao projeto “Geometria de Distâncias Aplicada ao Cálculo de Estruturas 3D de Proteínas”, concedido pelo CNPq (Edital Universal, proc. 459492/2014-4) em 2014 e com vigência até novembro de 2017. Nosso objetivo é dar continuidade ao trabalho já desenvolvido, considerando os novos desafios apontados pelo projeto anterior. O problema em questão é o cálculo da estrutura 3D de uma molécula de proteína, utilizando distâncias entre átomos próximos provenientes de experimentos de Ressonância Magnética Nuclear (RMN). Trata-se de um problema fundamental do complexo e custoso processo de desenvolvimento de novos medicamentos pela indústria farmacêutica. É um problema NP-difícil, conhecido na literatura por Molecular Distance Geometry Problem (MDGP). Diferentemente dos métodos tradicionais (baseados em otimização contínua), estamos trabalhando em um modelo combinatório, baseado em propriedades de rigidez do grafo relacionado ao problema (cada vértice está relacionado a um átomo da proteína e quando a distância é conhecida entre dois átomos, definimos uma aresta entre os respectivos vértices, com peso dado pelo valor da distância). Resolver o MDGP é obter uma imersão do grafo associado no espaço 3D, de tal maneira que as distâncias euclidianas calculadas entre pares de átomos sejam iguais aos pesos das arestas correspondentes. Para valores precisos de distâncias, a abordagem combinatória permite que o espaço de busca do problema seja representado por uma árvore binária, onde um método exato, tipo Branch & Prune (BP), foi desenvolvido para explorar a árvore em busca de soluções, conectadas por simetrias que caracterizam cada instância do MDGP. Entretanto, considerando as incertezas dos dados experimentais (com as distâncias sendo representadas por intervalos de números reais), o algoritmo BP torna-se uma heurística, quando amostras sobre tais intervalos devem ser selecionadas. À medida que refinamos o processo, o espaço de busca pode aumentar exponencialmente e, mesmo assim, não há mais garantia que uma solução será encontrada, pois a distância correta pode ter se “perdido” durante o procedimento de amostragem. Para manter as propriedades da abordagem combinatória (com destaque para as simetrias mencionadas acima) e, ao mesmo tempo, considerar as “distâncias intervalares” dos dados experimentais, estamos propondo representar a molécula de proteína em um espaço de 5 dimensões (o Espaço Conforme), utilizando uma linguagem mais poderosa que a Álgebra Linear: a Álgebra Geométrica. O Espaço Conforme pode ser visto como uma extensão do Espaço Projetivo, que utiliza coordenadas homogêneas (4 dimensões), muito utilizado em problemas de Geometria Computacional. Pelo caráter interdisciplinar dessa proposta e por conta da complexidade do problema a ser enfrentado, além de uma colaboração já estabelecida com pesquisadores de instituições francesas (École Polytechnique e Institut Pasteur), ampliaremos a parceria envolvendo mais universidades, com destaque para Princeton University e University of Cambridge, além de colegas de universidades brasileiras.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlo Gabriel Porto Bellini

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • peças e engrenagens do uso de tecnologias digitais - abordagem conceitual e metodológica para explicar a efetividade digital de indivíduos e grupos
  • Este projeto propõe investigar uma mudança significativa no eixo conceitual da principal temática da área de sistemas/tecnologia da informação (SI/TI) – os fatores que promovem ou dificultam a aceitação, a adoção e o uso das tecnologias digitais por parte de indivíduos (Burton-Jones et al., 2017). Essa temática é emblematicamente representada por dois modelos teóricos e suas inúmeras variantes – Technology Acceptance Model (TAM) e Unified Theory of Acceptance and Use of Technology (UTAUT). Ambos modelam percepções (apenas) do usuário como variáveis independentes, e uso (de qualquer tipo) das tecnologias como variável dependente. A simplificação conceitual deve-se, em parte, a aspectos metodológicos do tratamento de dados em pesquisa empírica de método único (surveys psicométricas). A presente proposta altera aspectos topológicos da rede nomológica de construtos e do modelo de regressão, particularmente com (1) adição de habilidades digitais objetivas do usuário ao conjunto de variáveis independentes, e (2) qualificação da variável dependente – em vez de uso em si, o uso efetivo e a efetividade de uso da tecnologia (ou seja, desloca-se o foco para como o usuário utiliza a tecnologia em referência a um propósito de uso); e, no nível metodológico, (3) acrescentam-se desenhos experimentais a levantamentos psicométricos para poder articular percepções sobre habilidades com habilidades efetivas do usuário que expliquem o uso qualificado da tecnologia. Essa proposta se encontra em estado avançado de proposição e será aqui apresentada em seus aspectos principais. Parte da proposta foi discutida em artigo que recebeu o best paper award latino-americano na 2017 Americas Conference on Information Systems (Mota e Bellini, 2017), e outra parte é tratada em artigo recente sobre efetividade digital publicado na reputada revista Communications of the ACM (Bellini, 2018). O suporte teórico de base sociológica e gerencial, por sua vez, deve-se à clássica obra de Elster (1989) sobre a dinâmica social, obra essa que nunca parece ter sido conhecida pela literatura de SI/TI. Em termos gerais, a obra discute o papel dos desejos e das oportunidades de indivíduos na sua tomada de decisão e ação, que, por sua vez, antecedem a ocorrência de fenômenos sociais. Tal ideia é útil para explicar a inovação e a difusão tecnológica, e especialmente a aceitação, adoção e uso de tecnologia por indivíduos e grupos. Em particular, sua discussão sobre desejos e oportunidades dá origem à articulação entre habilidades e atitudes como variáveis independentes no modelo de regressão que explica o uso das tecnologias digitais para atingimento de propósitos individuais ou de grupo. Caso os dados empíricos do presente projeto demonstrem superioridade da proposta em relação aos modelos dominantes, ter-se-á um novo marco teórico e metodológico para o estudo da aceitação, adoção e uso das tecnologias digitais, com enorme impacto prático sobre como indivíduos e organizações planejam, gerenciam e avaliam suas rotinas e investimentos em tecnologia.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlo José Freire de Oliveira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • obtenção e caracterização de materiais para tratamento de doenças e validação de instrumento para a qualidade do cuidado à saúde de população
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 08/01/2020-08/01/2025
Foto de perfil

Carlo José Freire de Oliveira

Outra

Robótica, Mecatrônica e Automação
  • tecnologias inteligentes na formação educacional
  • Essa proposta visa contribuir significativamente para o desenvolvimento científico e tecnológico e a inovação em 30 municípios de Minas Gerais (MG), difundindo os temas (1) Impressão 3D, (2) Robô de controle remoto utilizando Arduino, (3) Próteses e braços robóticos, (4) Visão Geral de Inteligência Artificial e suas diversas aplicações no nosso cotidiano, (5) Filmagem, edição e postagem de vídeos, (6) Oficina de Visão Computacional, (7) Página web, (8) Agricultura 4.0 e (9) Caixa de Areia em Realidade Aumentada - “Caixa Topográfica Interativa”. Além dos nove subprojetos, lives e encontros estão sendo idealizados. A proposta prevê eventos e atividades vinculados à 17ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, bem como em meses subsequentes a esta semana, estimulando a qualidade do ensino, curiosidade científica, raciocínio científico e divulgando pesquisas e a importância da ciência no cotidiano envolvendo principalmente alunos e professores da Educação Básica, educação de jovens e adultos e educação profissional e tecnológica.
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 25/10/2020-30/04/2021
Foto de perfil

Carlomagno Pacheco Bahia

Ciências Biológicas

Morfologia
  • neuroplasticidade de modalidade cruzada no córtex cerebral adulto em modelo translacional reverso de privação sensorial.
  • A percepção do mundo é construida a partir das experiências sensoriais captadas a partir do ambiente. As informações sensoriais são processadas e registradas em regiões específicas do córtex cerebral para cada modalidade sensorial e então são retransmitidas para áreas de associação ditas multimodaes. Entretanto, a privação sensorial (p. ex. a retirada ou o não funcionamento de um órgão sensorial) geralmente causa alterações sensoriais, cognitivas e/ou funcionais persistentes, provocando mudanças na organização dos mapas sensoriais presentes no córtex cerebral. Estas mudanças nos mapas sensoriais são chamadas de neuroplasticidade: capacidade que o sistema nervoso central (SNC) tem de se reorganizar em resposta à perdas sensoriais. Essa capacidade permanece em grau variável ao longo da vida, embora seja maior antes da vida adulta. Apesar de diversos trabalhos terem demonstrado as alterações funcionais deste fenômeno em níveis sistêmicos (utilizando neuroimagem, por exemplo), as alterações neuronais mais finas, por exemplo as que acontecem nos neurônios dentro das camadas corticais cerebrais dos córtices sensoriais cerebrais, em condições normais ou sob privação sensorial, ainda permanecem desconhecidas. O presente projeto utilizará, pela primeira vez, abordagem multidisciplinar, combinando métodos imunohistoquímicos para genes imediatos, métodos anatômicos para rastrear conexões córtico-corticais com o objetivo de avaliar os efeitos da privação visual e/ou somestésica na neuroplasticidade de modalidade cruzada nos córtices visual, somestésico e auditivo primários através da marcação do gene imediato c-Fos e também do uso de rastreadores neuronais para avaliar as conexões córtico-corticais. Utilizaremos como modelo translacional reverso de privação sensorial Rattus novergicus adultos, da linhagem Wistar, submetidos a privação sensorial de longa duração para avaliarmos os impactos da privação sensorial de uma modalidade (visual ou somestésica) e privação simultânea de duas modalidades sensoriais no número total de neurônios c-Fos positivos marcados dentro das camadas supragranulares, granular e infragranular do córtex viaual primário (V1), córtex somestésico primário (S1) e córtex auditivo primário (A1), assim como esses impactos na morfometria fina dos axônios córtico-corticais que conectam essas áreas sensoriais utilizando, pela primeira vez, uma abordagem multidisciplinar, combinando métodos histoquímicos, neuroanatômicos e microscopia tridimensional para analisar as alterações morfológicas que acontecem em neurônios corticais cerebrais das áreas V1, S1 e A1. Conceitualmente, trata-se de um projeto de neurociência translacional reversa, pelo qual se parte de um problema surgido na clínica humana para a criação de modelos animais que possam explicá-lo.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlos Adam Conte Junior

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • quantificação e caracterização dos genes de resistência antimicrobiana e da microbiota intestinal de animais de produção criados em sistemas orgânico e convencional no brasil
  • Desde a descoberta e aplicação clínica de antimicrobianos, os patógenos e a microbiota humana e animal têm enfrentado uma exposição quase contínua a esses agentes seletivos. O uso indevido de antimicrobianos e a prescrição excessiva criaram uma força motriz na seleção da resistência. Estudos mostraram que se leva em média 8 anos para que seja detectado o primeiro caso de resistência a um novo antimicrobiano desde o seu primeiro uso clínico em pacientes. Como consequência disso, bactérias multi-droga resistentes têm sido relatadas e possuem impacto direto a saúde pública, devido a dificuldade do tratamento. Além disso, o uso de antimicrobianos na produção constitui o principal fator na disseminação de genes de resistência em patógenos humanos. Por traz de todos esses mecanismos de resistência existem informações genéticas contidas em genes que são transcritos e traduzido em proteínas e enzimas responsáveis pela execução dessas atividades de resistência. De maneira geral, as bactérias podem adquirir resistência a antimicrobianos pela seleção de mutações favoráveis a resistência ou pela transmissão de novos genes de outras cepas ou espécies (transferência gênica horizontal). Para identificar e avaliar os diferentes mecanismos de desenvolvimento e disseminação da resistência aos antimicrobianos de maneira mais eficiente precisamos abordar o estudo de antimicrobianos e seus genes de resistência. Atualmente, com o avanço da bioinformática novas técnicas têm surgido, como por exemplo a análise metagenômica. A metagenômica funcional fornece a possibilidade de explorar a presença de genes de resistência a antibióticos em todas unidades biológicas e evolutivas, e para identificar possíveis complexos clonais de “alto risco”. A epidemiologia metagenômica é necessária para entender e, eventualmente, prever e aplicar intervenções com o objetivo de limitar a resistência aos antibióticos. Até o momento, nos animais de produção da agropecuária brasileira, não existe um estudo único e independente de tamanha proporção que caracterize a diversidade, distribuição e origens dos genes de resistência, especialmente para a maioria das populações de bactérias incapazes de serem isoladas por meios de cultivo convencionais. Esse projeto irá preencher várias lacunas sobre esse conhecimento e ajudará a determinar os perfis de resistência às cepas presentes no país e a melhorar a saúde pública nacional.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlos Alberto Achete

Ciências da Saúde

Medicina
  • laboratório estratégicos de nanometrologia – inmetro
  • O Inmetro, na sua qualidade de instrumento de apoio à inovação, qualidade e competitividade das empresas brasileiras nos mercados interno e externo, tem-se modernizado e se aparelhado para estar ao nível dos mais avançados institutos congêneres no mundo. Em especial na área da nanometrologia, fundamental para o desenvolvimento da nanotecnologia, o Inmetro possui hoje, instalado em seu campus de Xerém, no Rio de Janeiro, um dos laboratórios mais completos do Brasil dedicado a caracterização das mais diferentes propriedades de materiais: das propriedades de superfície à volumétricas, da escala macrométrica à na escala nanométrica. Além disto, o Inmetro também atua nos mais importantes órgãos e fóruns nacionais e internacionais que procuram promover e discutir as tendências desta nova tecnologia, assim como a preocupação com na sua aplicação e disseminação. Exemplos destes fóruns são: Comitê consultivo do MCTI para Nanociência e Nanotecnologia, Fórum de Competitividade de Nanotecnologia coordenado pelo MDIC, Fórum Mundial dos Institutos de Pesquisa em Materiais conhecido pela sigla em inglês – WMRIF, Projeto Versailles sobre Materiais Avançados e Padrões, conhecido pela sigla em inglês - VAMAS e Organização Internacional para a Padronização, conhecida amplamente pela sua sigla em inglês – ISO no qual participamos sob o auspício da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas ). Com intuito de exemplificar esta posição transcrevemos abaixo está transcrito parte do texto do comitê técnico denominado, TC 229 da ISO, que trata exclusivamente de padronização para a nanotecnologia, “Nanotecnologia é um termo coletivo para uma faixa de tecnologias, técnicas e processos, envolvendo a manipulação de material ao nível molecular, sistemas que possuem pelo menos uma dimensão física na faixa de 1 a 100 nanometros. Tais sistemas possuem características físicas e químicas inteiramente novas, resultando em propriedades que não são bem descritas, nem pelas propriedades da molécula da substância, nem pelas propriedades do material volumétrico. Estes fatos frequentemente resultam em novas e diferentes características que podem gerar uma vasta gama de novos materiais. Nanotecnologia é uma nova tecnologia revolucionária e um fator econômico chave para o século vinte e um. Nanotecnologia promete significantes benefícios sociais, incluindo melhora no diagnóstico e tratamento médico, produtos mais eficientes na área de energia, materiais e produtos eletrônicos mais leves, resistentes e baratos e purificadores de água mais baratos. Existe, no entanto, uma falta de conhecimento sobre os efeitos de nanomateriais, particularmente nanopartículas, sobre a saúde humana e meio ambiente. Isto tem levado à preocupação sobre riscos potenciais sobre o meio ambiente, saúde e segurança, potencialmente associados a nanotecnologia e seus produtos”. O desenvolvimento de padrões internacionais desempenhará um papel crítico para assegurar que o potencial total da nanotecnologia seja alcançado e que a nanotecnologia seja integrada à sociedade de forma segura. Os padrões assegurarão que a transição do laboratório para o mercado ocorra de modo tranquilo, promoverá o progresso ao longo da cadeia de valores da nanotecnologia – de materiais na nanoescala que formam os blocos de construção de componentes e dispositivos para a integração destes dispositivos em sistemas funcionais – e facilitarão o mercado global. São inicialmente propostas três categorias de padronização: Terminologia e nomenclatura, a padronização da linguagem comum para os processos científicos, técnicos, comerciais e regulatórios. Medidas e Caracterizações, padrões proverão uma base internacionalmente aceita para as atividades cientificas quantitativas, comerciais e processos regulatórios, Saúde, segurança e meio ambiente os padrões melhorarão as condições de segurança ocupacional e segurança e proteção ambiental, promovendo boas práticas na produção, uso e descartes de nano materiais, produtos de nanotecnologia e sistemas e produtos baseados em nanomateriais. Neste sentido, as nações que pretendem ser competitivas nesta área devem contar com um forte apoio técnico-científico para desenvolver padrões e processos capazes de servir de instrumentos de apoio às atividades industriais baseadas em nanotecnologia A participação do Inmetro nos mais importantes fóruns da área o habilita não só a tomar parte nas decisões importantes nos âmbitos nacional e internacional sobre a terminologia, nomenclatura, processos, risco ao meio ambiente, segurança e desenvolvimento de padrões, mas também permite constantemente reavaliar seu potencial instalado em comparação com o de seus pares. Desta forma o Inmetro atua como forte instrumento de apoio a indústria nacional tanto para o desenvolvimento tecnológico através do serviço de pesquisa como para o atendimento dos protocolos internacionais na busca pelos padrões. Nos laboratórios do Inmetro estão hoje implantadas técnicas, e instalados e funcionando equipamentos de última geração como, por exemplo, espectrômetros, equipamentos de análise de superfície, nanolitografia, e uma infraestrutura completa para microscopia incluindo um dos mais avançados microscópios eletrônicos de transmissão da América do Sul. O investimento em equipamento é da ordem de 20 milhões de reais e contamos com cerca de 30 jovens pesquisadores doutores. Em resumo as atividades do Inmetro na área na nanotecnologia têm forte vetor no apoio a indústria brasileira para desenvolvimento de produtos nanotecnológicos e proteção ao consumidor, utilizando a capacidade de caracterização de seus laboratórios para garantir que produtos, colocados no mercado como sendo nanotecnológicos, realmente apresentem estas características e também para assegura a proteção à saúde e meio ambiente através do desenvolvimento materiais de referência, protocolos e métodos de boas praticas
  • Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia - DF - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

Carlos Alberto Araújo Júnior

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • sistema computacional para planejamento da produção florestal em pequenas propriedades
  • Em virtude da discrepância entre a quantidade de madeira demandada pelos centros consumidores e a quantidade ofertada pelas florestas, tornam-se necessários estudos que permitam planejar de forma eficiente as atividades envolvidas e realizar prescrições acerca do manejo florestal. O gerenciamento da floresta é, então, realizado de forma a suprir as necessidades fabris, retornando maiores ganhos em termos econômicos e se adequando aos anseios ambientais e sociais. Para isso, são empregadas técnicas que vão desde métodos convencionais de ordenamento da produção, tais como regulação por área ou volume, até métodos mais sofisticados, sendo estes representados principalmente pela programação linear e por técnicas de inteligência artificial, principalmente através da utilização de metaheurísticas. Estas têm se mostrado mais flexíveis às necessidades do manejador e à realidade dos empreendimentos. Deste modo, pretende-se aplicar os conceitos e práticas de inteligência artificial por meio da metaheurística Clonal Selection Algorithm no ordenamento da produção florestal. Para realização do trabalho serão considerados dados de empresas florestais localizadas na região norte do estado de Minas Gerais. Tais dados contemplarão informações sobre a produtividade, localização, idade e tamanho das unidades de produção florestal. Também serão considerados dados de custos das operações florestais e receitas obtidas com a venda da madeira. O algoritmo proposto será implementado na linguagem de programação Java. Como resultados finais deste trabalho podem ser citados: Determinar a parametrização apropriada para a metaheurística Clonal Selection Algorithm para o problema de ordenamento da produção florestal, produzir trabalhos técnicos e científicos com publicação em periódicos internacionais, além de um pitch para divulgação da pesquisa realizada e da ferramenta de software construída, indicando se o seu desempenho foi superior às já utilizadas para problemas similares.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlos Alberto Arrabal Arias

Ciências Agrárias

Agronomia
  • desenvolvimento de populações, linhagens e variedades de soja resistentes à ferrugem asiática (phakopsora pachyrhizi)
  • A soja é uma das principais culturas do Brasil com área cultivada de 35,2 milhões de hectares e produção de 118,9 milhões de toneladas, atingindo produtividade média de 3.382 kg/ha na safra 2017/18. A ferrugem asiática da soja (FAS), causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi, é considerada a principal doença da cultura em função do seu alto potencial de danos. Segundo o Consórcio Antiferrugem, mais de U$ 2 bilhões são anualmente perdidos no Brasil seja diretamente pela perda na produtividade ou indiretamente pelos gastos com a aplicação de defensivos químicos. Apesar de evitar redução de produtividade, os fungicidas sítio-específicos vêm perdendo sua eficiência ao longo dos anos, conforme descrito para os inibidores da desmetilação (IDM, “Triazóis”) na safra 2007/08, para os inibidores da quinona externa (IQe, “estrobilurinas”) a partir de 2013/14 e para alguns fungicidas sítio-específicos com carboxamidas (ISDH) na safra 2016/17. O uso de cultivares resistentes a doenças é o método de controle mais eficiente e barato para os produtores, além de ser o mais adequado às práticas de conservação do ambiente. As novas cultivares resistentes à FAS indicadas no Brasil já vêm apresentando bom nível de competitividade em relação às melhores cultivares suscetíveis disponíveis no mercado, considerando características como potencial produtivo, ciclo e resistência ao acamamento. Com isso, existe a expectativa de que essas cultivares alcancem uma significativa escala comercial para que produzam os impactos econômicos e ambientais esperados. Pelo menos sete genes de resistência à FAS, denominados Rpp1 a Rpp7, já foram descritos em soja. Contudo, o fungo P. pachyrhizi possui alta variabilidade genética, o que aumenta a probabilidade da quebra da resistência conferida pelos genes maiores relatados. Esse tipo de resistência baseada em genes maiores, aliada à resistência de campo ou horizontal, baseada em genes menores, pode trazer maior estabilidade à estratégia de manejo da doença e aumentar o tempo de vida da resistência em condições comerciais. Com o objetivo de contribuir para a geração de novas cultivares resistentes / tolerantes à FAS, linhagens com boa adaptação derivadas de programas de seleção para genes maiores e menores para a FAS disponíveis nas diferentes etapas do programa de melhoramento serão identificadas e avaliadas em ensaios de casa-de-vegetação em Londrina, PR e de campo em Londrina (PR) e Goiânia (GO). Linhagens geneticamente uniformes para resistência à FAS selecionadas em casa-de-vegetação vão abastecer os ensaios regionais desenvolvidos junto às parcerias privadas onde serão avaliadas principalmente para produtividade de grãos. Por outro lado, as linhagens adaptadas dos ensaios finais serão caracterizadas quanto à resistência à FAS e serão indicadas como novas cultivares e/ou participarão de cruzamentos para gerar novas populações segregantes com maior potencial para produtividade de grãos. As populações segregantes geradas no projeto anterior serão avançadas sob pressão da doença até a geração F4, de onde serão sacadas plantas individuais para participarem das avaliações como linhas de progênies F4:5, as quais também são cultivadas sob pressão de seleção para a doença. As progênies selecionadas serão enviadas para abastecer os ensaios preliminares de primeiro ano desenvolvidos regionalmente pela Embrapa e parcerias públicas e privadas. A continuidade do processo de desenvolvimento de novas cultivares resistentes à FAS diversificando e combinando genes de resistência será de grande importância para a sustentabilidade futura da soja e do agronegócio.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlos Alberto Bucher

Ciências Agrárias

Agronomia
  • estudo do papel do transportador de amônio osamt1.3 nas respostas de plantas de arroz à variações da disponibilidade de n-nh4+ com o uso de plantas mutantes desenvolvidas utilizando o sistema crispr-cas9
  • A eficiência de uso de nutrientes envolve um sistema complexo e depende da integração coordenada de vários processos e vias metabólicas. Variedades tradicionais de arroz do estado do Maranhão-Brasil apresentam grande adaptação a condições de baixa fertilidade do solo. As modificações genéticas que ocorreram ao longo da adaptação dessas variedades locais podem ter resultado no ajuste fino desses processos, tornando essas plantas mais eficientes no uso de N. Uma das características observadas durante experimentos desenvolvidos no Laboratório de Nutrição Mineral de Plantas (LNMP)- UFRRJ foi o rápido aumento de expressão do transportador de alta afinidade para amônio (OsAMT1.3), na variedade Manteiga em resposta ao ressuprimento N-NH4+ após período de carência de N. Além disso, resultados prévios do grupo também mostram que a expressão de outro transportador de amônio (OsAMT1.2) é afetada pelo OsAMT1.3, assim como modificações na arquitetura radicular.Torna-se necessária a total caracterização funcional do gene OsAMT1.3 pelas indicações já obtidas em nosso laboratório de que esse transportador seria o principal responsável por diferenças na eficiência de absorção de N-NH4+ observadas entre variedades de arroz. Este projeto propõe finalizar acaracterização transportador OsAMT1.3 através do uso de plantas transformadas com uma técnica recente de edição de genomas (CRISPR-Cas9), que possibilita nocaute de genes específicos de forma eficiente e precisa. As plantas nocaute obtidas serão submetidas a diferentes condições de suprimento de nitrogênio para verificar alterações na expressão dos genes e atividade de enzimas do metabolismo de N em função do nocaute do OsAMT1.3. Será verificada a eficiência de absorção e utilização de N em plantas cultivadas até a produção de grãos utilizando marcação com 15N, e será determinada os teores individuais dos aminoácidos através de cromatografia liquida de alta performance para melhor compreensão do metabolismo e fluxo interno de N nessas plantas e controle por feedback. Ao final pretendemos obter informações que possam ser aplicadas em pesquisas futuras que visem o uso de genes chave associados ao aumento da eficiência de uso de nitrogênio para melhoramento de plantas.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlos Alberto da Silva Ledo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • melhoramento genético do mamoeiro visando resistência a doenças e características agronômicas superiores
  • A cultura do mamoeiro tem grande expressão agrícola e econômica para o Brasil, segundo produtor mundial. Entretanto, o cultivo de poucas variedades e a grande ocorrência de pragas e doenças limitam a expansão da cultura no país. A presente proposta visa ampliar a base genética atual da cultura pelo enriquecimento do germoplasma, por meio de identificação e coleta de parentes silvestres, e pela geração de novas linhagens e híbridos com maior produtividade, qualidade de frutos e resistência às principais doenças. Os trabalhos serão desenvolvidos na Embrapa Mandioca e Fruticultura, em Cruz das Almas- Bahia. Nas etapas de melhoramento para características agronômicas serão realizadas hibridações entre cultivares tipo ‘Solo’ e tipo ‘Formosa’ e os híbridos serão avaliados quanto às características agronômicas e de qualidade de frutos. Para obter resistência ao vírus da mancha anelar (Papaya ringspot virus, PRSV) serão realizados cruzamentos entre genótipos do gênero Vasconcelleae e genótipos superiores de C. papaya, onde, os híbridos que apresentarem resistência a diferentes estirpes do PRSV serão retrocruzados com os genitores de C. papaya. Esses novos híbridos, quando resistentes, serão avaliados para características agronômicas e de qualidades dos frutos e selecionados para etapas posteriores de melhoramento. As avaliações de resistência à podridão-do-pé e meleira serão realizadas em duas etapas, na primeira serão avaliados todos os acessos do BAG-Mamão com relação às doenças, posteriormente, serão avaliados os híbridos resultados dos cruzamentos entre os acessos resistentes e genótipos superiores. Serão avaliados 22 novos híbridos desenvolvidos nos últimos anos pelo Programa de Melhoramento Genético da Embrapa Mandioca e Fruticultura quanto a características agronômicas, qualidade de frutos e ocorrência de pragas nas plantas e frutos. Com o desenvolvimento desta pesquisa, espera-se disponibilizar cultivares de mamoeiro altamente produtivas, resistentes a doenças e com qualidade de frutos.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlos Alberto de Oliveira Magalhães Júnior

Ciências Humanas

Educação
  • representações sociais de crianças brasileiras e portuguesas sobre a vacinação: direcionamentos para a educação em saúde
  • No Ensino de Ciências existem temas que podem provocar polêmicas em sala de aula, sendo a vacinação um desses temas. Nos últimos anos tem-se verificado no mundo um acentuado aumento do número de pessoas que deixam de tomar vacinas. Diante disso, o presente projeto tem o intuito de investigar as Representações Sociais de crianças das series iniciais da Educação Básica do Brasil e Portugal sobre a vacinação, com o propósito de indicar caminhos para as propostas educacionais no Ensino de Ciências. Para isso, os dados serão coletados com alunos do quinto ano no Brasil e em Portugal, no intuito de comparar os dados entre os grupos de níveis equivalentes mas com diferente formação e condição sociocultural. Esses dados serão coletados em quatro cidades, duas brasileiras e duas portuguesas. A análise dos dados coletados ocorrerá por meio do diagnóstico das palavras evocadas e dos grupos semânticos. Após, será determinada a ordem média de evocação e a frequência, para a construção do diagrama de Vergès, que indica quais são os elementos centrais e periféricos. Além disso, serão avaliados os desenhos de cada participante, visto que uma imagem está ancorada em um contexto. O desenvolvimento deste projeto em Instituições dos dois países trará contribuições do ponto de vista científico e educacional para o Ensino de Ciências e da Educação para a Saúde, não só no âmbito das comunidades científicas mas também nas comunidades pedagógicas dos dois países. Assim, o resultado científico deste trabalho consolidará, nas instituições envolvidas, o contínuo desenvolvimento de pesquisas em Ensino de Ciências voltado a educação e promoção da saúde, bem como pesquisas em nível de mestrado e doutorado e, assim, o fortalecimento de grupos de pesquisas em parcerias com a Educação Básica.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlos Alberto de Souza Costa

Ciências da Saúde

Odontologia
  • síntese de biomateriais inovadores contendo proteínas da matriz extracelular e análise da participação destes no processo de regeneração do tecido pulpar.
  • O objetivo deste estudo será desenvolver scaffolds de nanofibras e hidrogel experimentais contendo proteínas da matriz extracelular, capazes de participar efetivamente do processo regenerativo do tecido pulpar, através da bioestimulação de células tronco da papila dental humana (SCAPs). Inicialmente, no Estudo 1, será determinada a concentração ótima de proteínas da matriz extracelular (fibronectina, laminina e colágeno I) que apresente bioatividade sobre células SCAPs de acordo com os seguintes parâmetros: viabilidade e proliferação celular; adesão e espalhamento celular; migração celular; expressão de genes específicos; e síntese de colágeno. Em sequência, no Estudo 2, diferentes formulações de scaffolds a base de poli(ɛ-caprolactona) com disposição paralela e aleatória das nanofibras serão testadas, sendo avaliada a topografia de superfície dos scaffolds, sua resistência a degradação, bem como seu potencial na indução da proliferação, adesão e espalhamento celular. Após seleção da melhor formulação dos scaffolds com disposição paralela e aleatória das nanofibras, seu efeito biológico associado a proteínas da matriz extracelular, com base nos resultados do Estudo 1, será testado. No Estudo 3, diferentes formulações de um hidrogel a base de gelatina serão testadas, sendo avaliada suas características de manipulação, bem como seu potencial na indução da viabilidade, proliferação, adesão e espalhamento celular. Após seleção da melhor formulação do hidrogel, seu efeito biológico associado a proteínas da matriz extracelular, com base nos resultados do Estudo 1, será avaliado. Por fim, no Estudo 4, os biomateriais formulados (scaffold de nanofibras e hidrogel) serão avaliados em modelo in vitro de regeneração pulpar, onde raízes de dentes humanos serão adaptadas em câmaras pulpares artificiais de perfusão, em um modelo de cultura dinâmico e de pressão intra-pulpar. Análise histológica e imunohistoquímica serão realizadas, sendo avaliada a morfologia tecidual e expressão de marcadores de síntese de colágeno e de diferenciação odontoblástica ao longo do canal radicular. Os dados numéricos, obtidos através da aplicação dos protocolos laboratoriais, serão submetidos à análise estatística específica.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlos Alberto Gonçalves

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • engajamento e intenção à mudança de hábito mediante estratégias de comunicação de marketing social
  • Os estudos e aplicações da Neurociência no campo de Marketing Social oferecem novos achados sobre o comportamento do público-alvo. As aplicações éticas desses métodos e adoção de sistemas de medição não invasivos, com precisão científica atraem a atenção para explorar o seu potencial na análise do comportamento por meio de dados biométricos. O presente projeto tem por objetivo mensurar como os efeitos de emoção e atenção, produzidos pelas campanhas educativas de prevenção à obesidade, promovem significativo engajamento e mudança de intenção e hábito no público-alvo. Assim sendo, este projeto faz uso da teoria de engajamento do público-alvo e se relaciona com os conceitos de mudança de hábito, emoções, atenção, marketing social e neurociência do consumidor. Em termos metodológicos, o estudo será experimental causal, que prevê a realização de estudos experimentais com um grupo controle e dois grupos experimentais, no qual serão utilizadas cinco técnicas para mensuração dos resultados, sendo duas neurocientíficas – Eletroencefalografia, reconhecimento de expressões faciais e movimentação ocular -, e duas tradicionais - questionário e acompanhamento da intenção à mudança de comportamento. A análise dos dados será a análise múltipla das mensurações, com abordagem quali e quantitativa. Espera-se, com este estudo, compreender e colaborar com a literatura acerca do engajamento, intenção e mudança de hábitos, bem como as consequências dos efeitos emocionais apresentados pelo monitoramento das atividades corticais, expressões faciais e de movimentação ocular, produzidos pelas campanhas educativas de prevenção à obesidade. Além disso, espera-se proporcionar resultados que poderão ser utilizados sob a perspectiva de políticas públicas quanto à melhor alocação de verba para comunicação e marketing no governo, visando à redução de custos e tempo com a aplicação de teste declarativos ou unidimensionais, que pode servir como diretriz para melhorar ou propor novas ações de marketing social.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlos Alberto Kamienski

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • plataforma das coisas nebulosas: infraestrutura flexível para aplicações inteligentes
  • Nos últimos anos estamos acompanhando o nascimento ou a viabilidade prática de uma série de tecnologias que em seu conjunto apresentam um poder disruptivo ao permitir a construção de aplicações para tornar nossa sociedade mais inteligente. A Internet das Coisas (Internet of Things - IoT) permite que as pessoas e objetos se conectem a qualquer hora, em qualquer lugar. Por outro lado, a Computação em Névoa (Fog Computing) se propõe a solucionar problemas relativos à grande quantidade de dados que inevitavelmente será gerada com o aumento da utilização de IoT, solucionando problemas como latência e utilização de recursos de rede, trazendo os serviços que hoje estão na nuvem para mais próximo dos usuários finais. Névoa e IoT são conceitos e seu uso conjunto gera uma sinergia que permite viabilizar aplicações inteligentes em diferentes áreas, como campo e cidades, além de agregar várias tecnologias relacionadas. A Plataforma das Coisas Computacionais se inspira nos desafios conjuntos do uso de vários tecnologias como IoT, névoa, nuvem, SDN/NFV, big data analytics na nuvem e na névoa e o compartilhamento de informações com as plataformas de redes sociais online. Esse projeto tem por objetivo é propor, implementar e avaliar um arcabouço de computação em névoa capaz de processar dados em tempo real em um ambiente complexo baseado na Internet das Coisas (IoT), com foco em aplicações de cidades inteligentes, agricultura inteligente, assistência à saúde e gerenciamento de desastres. Além de resultados de pesquisa, esse projeto alia as descobertas acadêmicas ao potencial de desenvolvimento de novos serviços inovadoras ao fazer parcerias com empresas, públicas e privadas.
  • Universidade Federal do ABC - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlos Alberto Mandarim-de-Lacerda

Ciências Biológicas

Morfologia
  • célula β pancreática, amilina, obesidade e liraglutida (peptídeo tipo 1 análogo ao glucagon, glp-1) em camundongos
  • RESUMO: Amilina, ou polipeptídio amiloide de ilhotas (ou PPAI), é um hormônio peptídeo produzido nas células β que age na homeostase da glicose, juntamente com a insulina e o glucagon. A resistência à insulina leva a alterações no fígado (doença hepática gordurosa não alcoólica) e no pâncreas (falência da célula β), associada à obesidade. LIRAGLUTIDA é um peptídeo tipo 1 análogo ao glucagon (Glucagon-like peptide-1 ou GLP-1) que leva a diminuição da ingestão de alimentos, água e aumento da diurese, acompanhados por redução da adiposidade corporal. O SAXENDA tem o princípio ativo LIRAGLUTIDA sendo recentemente autorizado para utilização no Brasil com o objetivo de tratar a obesidade. Atua nas regiões do cérebro que regulam o apetite, fazendo diminuir a fome e levando ao emagrecimento pela redução da ingestão alimentar longo do dia. A célula β pancreática e a secreção de amilina se modificam na obesidade induzida por dieta hiperlipídica e nossa hipótese é que LIRAGLUTIDA tem potencial de minimizar os efeitos da obesidade na ilhota pancreática, na célula β e na secreção de amilina. Os objetivos do estudo são a) caracterizar a obesidade induzida por dieta; b) mensurar os níveis plasmáticos de insulina, amilina, leptina e adiponectina; c) analisar as alterações na ilhota pancreática e na massa de células β; d) realizar análises moleculares (qPCR e Western blotting) em ilhotas pancreáticas isoladas; e) quantificar marcadores inflamatórios nas ilhotas pancreáticas de animais obesos com e sem tratamento por LIRAGLUTIDA; f) realizar imunohistoquímica e imunofluorescência (co-localização de amilina e insulina na célula β). É esperado que SAXENDA tenha efeitos benéficos na ilhota pancreática e na secreção de amilina, o que seria um resultado muito promissor, original, ainda não conhecido.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlos Alberto Marques

Ciências Humanas

Educação
  • domínios e padrões da comunidade epistemológica qv: convergências e particularidades ao ensino da química verde
  • O presente projeto constitui-se em uma proposta de pesquisa, teórica e empírica, sobre os fundamentos da Química Verde (QV) e sua inserção no ensino de química e na formação do químico, especialmente professores. Busca-se analisar produções científicas e relatos de experiências, disponíveis na literatura da área da Química, da Educação e da Educação Científica, produzidos pela Comunidade Epistemológica QV, caracterizando e problematizando as convergências e particularidades em seus domínios e padrões, bem como as ressonâncias destes ao/no ensino da QV em cursos de Química no país. Associando-se às várias trabalhos de nosso Grupo de Pesquisa (GIEQ/UFSC), o presente estudo se localiza nas discussões temáticas envolvendo os doze princípios da QV; aos princípios da prevenção, precaução, da incerteza científica e dos postulados termodinâmicos, os quais tem o fito de contribuir com a construção de um quadro teórico-metodológico a esse respeito e, principalmente, apoiar o ensino da QV. No âmbito do tema desse Projeto convergem ainda outros estudos investigativos de componentes do Grupo, cuja natureza e objetivos se associam à melhoria da educação científica que se somam aos esforços societários em prol da sustentabilidade ambiental
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021