Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Theodoro Antoun Netto

Engenharias

Engenharia Naval e Oceânica
  • desenvolvimento de uma rede de transmissão sem fio subaquática (rtss) para monitoramento e detecção de falhas em equipamentos submarinos usando machine learning
  • O aumento dos custos na exploração e produção de petróleo e gás em águas profundas tem levado as empresas do setor a investirem em tecnologias inovadoras a fim de detectar, localizar e corrigir falhas em seus sistemas de produção. A demanda das indústrias atualmente é o monitoramento on-line, contínuo e em tempo real da rede, auxiliando na detecção precoce e no monitoramento destas falhas. Este projeto tem como objetivo desenvolver uma rede de sensores sem fio para o monitoramento e a detecção de falhas em estruturas e equipamentos subaquáticos usando técnicas de Aprendizagem de Máquina (Machine Learning), permitindo um acompanhamento automatizado, eficiente e menos oneroso que as metodologias convencionais de monitoramento. Apesar dos sistemas de monitoramento disponíveis no mercado já alcançarem exigências técnicas como robustez e localização em tempo real, a grande maioria ainda apresenta o problema da produção de falsos alarmes. Uma das contribuições do projeto é o desenvolvimento de um software que será integrado ao sistema de transmissão de dados, otimizando o desempenho na identificação e classificação de possíveis falhas nos equipamentos monitorados, demandando assim menos tempo de reparo e minimizando o impacto na produção. O projeto em estudo contemplará a aplicação do sistema em diferentes ambientes, a saber, águas rasas (até 350 Metros) e águas profundas (até 1500 metros), bem como o uso em diversas aplicações: comunicações, comando e controle, transferência de dados e arquivos, entre outros. Assim, tem-se como função estratégica permitir o envio dos dados transmitidos pela rede sem fio até um nó central e deste para um centro de controle da produção, na superfície, além de prover informações confiáveis e em tempo hábil das condições dos equipamentos, proporcionando o suporte necessário para uma rápida tomada de decisão, o que representa um diferencial em relação às atuais soluções do mercado.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thereza Amélia Soares da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • revestimentos a base de escovas polimericas para agua potável livre de bactérias
  • Água contaminada é responsável pela morte de aproximadamente 1.5 – 2.5 milhões de pessoas no mundo, em especial em países em desenvolvimento onde 3 em cada 10 pessoas não possuem acesso à água potável. Bactérias constituem uma das principais fontes de doenças transmitidas por ingestão de água potável contaminada. Bactérias adsorvem às superfícies de unidades de armazenamento e transporte formando biofilmes que servem como reservatórios vivos para bactérias patogênicas como Legionella pneumophila e Pseudomonas aeruoginosa, protegendo estes organismos da atividade de desinfectantes and anitibióticos. Adicionalmente, biofilms são extremamente difíciesi de serem eliminados, e requerem o uso de compostos químicos comumente tóxicos para o ambiente e/ou a saúde humana. O objectivo geral da colaboração Suiço-Brasileira é o desenvolvimento de revestimentos antibacteriais que previnam a formação de biofilms, e idealmente elimine bactérias no início da adesão à superfície. Para isto serão combinados métodos experimentais e computacionais avançados como espalhamento de raios-X de baixo ângulo (SAXS), microscopia Raman confocal and espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios-X (XPS), técnicas de biologia molecular e simulações computacionais em nível atomístico e coarse-grained. Ao impeder a adesão de bactérias e formação de biofilms estes novos materiais garantirão a qualidade da água potável tanto durante o armazenamento como transporte. O nosso alvo são polímeros não lixiviantes, anti-adesivos e bacteriostáticos para revestimento de superficies. Mais especificamente, serão utilizadas escovas moleculares, as quais caracterizam-se pela imobilização de uma das extremidades do polímero via ligações covalentes em um substrato específico. As escovas moleculares mais efetivas para revistimentos que eliminem ou repilam bacterias por contato são formadas por polímeros catiônicos ou zwitteriônicos. O mecanismo de ação destes polímeros baseia-se na interação com a parede celular bacteriana levando à ruptura física e/ou perturbação ou repulsão eletrostática. No entanto, o exato mecanismo de ação que leva à repulsão bacteriana por escovas moleculares é difícil de ser determinado e permanece desconhecido. Nesta colaboração é proposta a caracterização detalhada de propriedades-físico químicas das superfícies poliméricas como estas estão associadas às funcionalidades de repulsão/destruição da parede bacteriana ao nível molecular. As interações entre os componentes constituintes da parede celular bacteriana como fosfolipídeos, lipopolissacarídeos, proteins da membrana externa e serão caracterizados in situ e in silico através da combinação de métodos e expertises únicas dentro desta colaboração: O grupo suiço possui demonstrado know-how na manipulação de processos de auto-organização de polímeros e biomoléculas e caracterização de superfícies bacterianas por métodos físicos (microscopia Raman confocal, cryo-XPS, espalhamento de neutros e raios-X de baixo ângulo enquanto o grupo brasileiro possui expertise complementar no desenvolvimento e aplicação de simulações computacionais atomísticas e coarse-grained da parede celular bacteriana e escovas moleculares. Esta abordagem hibrida de propriedades físico-químicas da interface bacteriana e polimérica ao nível molecular possibilitará a otimização de modelos moleculares e desenvolvimento de superfícies poliméricas otimizadas para estudos experimentais. É antecipado que os resultados derivados deste projeto serão úteis para aplicações em processos de biofouling tanto ambientais como em soro sanguíneo.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/04/2019-31/03/2022
Foto de perfil

Thereza Cristina Lonzetti Bargut

Ciências da Saúde

Nutrição
  • ativação do tecido adiposo bege e marrom como alvo para o tratamento da obesidade: efeitos de diferentes ácidos graxos
  • A obesidade se caracteriza pelo aumento da deposição de gordura no corpo, especialmente na região abdominal, contribuindo diretamente para o desenvolvimento de outras comorbidades que culminam com o surgimento de doenças cardiovasculares e de diabetes mellitus tipo 2. Nos últimos anos, o tecido adiposo bege e o tecido adiposo marrom tem ganhado destaque como possíveis alvos para o combate da obesidade e suas comorbidades, pois sua ativação vem demonstrando efeitos benéficos importantes. Nesse contexto, alguns dos agentes estudados são os ácidos graxos poli-insaturados n-3 (AGPI n-3), que tem efeitos positivos sobre o tecido adiposo e são capazes de induzir o browning no tecido adiposo bege e ativar o tecido adiposo marrom, dessa forma estimulando a termogênese. No entanto, os estudos nessa área ainda são escassos e muitos ácidos graxos ainda não foram estudados, bem como seus mecanismos de ação também não foram elucidados. Dessa forma, o objetivo do presente projeto é avaliar os efeitos de diferentes AGPI n-3 sobre a indução do browning no tecido adiposo branco e a ativação do tecido adiposo marrom em modelo de obesidade in vivo e em adipócitos in vitro. Para isso, no modelo in vivo, serão utilizados camundongos machos C57BL/6, com três meses de idade que serão divididos em um grupo controle (C) e quatro grupos em que a obesidade será induzida por dieta hiperlipídica (HL). Após oito semanas, os animais HL serão subdivididos em seus respectivos grupos: HL, HL com óleo de canola, HL com óleo de linhaça e HL com óleo de peixe. Essas dietas serão administradas por mais quatro semanas, totalizando 12 semanas. Durante o experimento, parâmetros biométricos serão avaliados bem como o metabolismo de carboidratos e lipídeos. Ao final, os animais serão eutanasiados, sangue será coletado para análises plasmáticas e os tecidos adiposos branco subcutâneo (bege) e marrom serão dissecados, pesados e armazenados para análises morfológicas e de expressão proteica e gênica para marcadores envolvidos com o browning e a termogênese. Para o modelo in vitro, serão utilizadas células 3T3-L1 e cultura de adipócitos marrons. Essas células serão tratadas com quatro tipos de AGPI n-3 de forma isolada (ácido alfa-linolênico, ácido eicosapentaenoico, ácido docosapentaenoico e ácido docosahexaenoico) e parte delas também será incubada com o inibidor de TRPV1 (do inglês, transiente receptor potential vanilloid 1) ou o inibidor de Ffar4 (do inglês, fatty acid receptor 4), que podem estar envolvidos nos efeitos benéficos dos AGPI n-3 sobre esses tecidos. Os mecanismos envolvidos nas respostas de cada ácido graxo serão avaliados através da expressão proteica e gênica de mediadores envolvidos nos processos de browning e termogênese. Os resultados do presente projeto abrem a possibilidade de se utilizar os AGPI n-3 tanto de forma nutricional/suplementar quanto como tratamento farmacológico para combater as alterações promovidas pela obesidade e suas comorbidades através da modulação do tecido adiposo bege e do tecido adiposo marrom. Esses compostos podem, portanto, auxiliar e potencializar o combate à obesidade, aumentando a eficácia do tratamento e diminuindo o impacto dessas doenças na saúde do indivíduo.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Therezinha de Jesus Pinto Fraxe

Ciências Agrárias

Agronomia
  • rede de negócios sustentáveis do urupadí (renesu): consórcio de produção, comercialização e consumo das comunidades tradicionais por meio dos princípios da sustentabilidade e co-gestão
  • A extensa dimensão territorial da Amazônia faz com que a comercialização de produtos seja um entrave entre agricultores, pescadores e ribeirinhos em geral. Esse entrave por sua conseqüência tende a levar alguns ribeirinhos a pagarem um alto custo na compra, venda e troca de produtos que precisam para sobreviver. Decorrente disso, a dificuldade em comercializar, estimular a pratica de atividades nocivas ao meio ambiente como comercialização de madeiras de lei, caça e pesca predatória. Diante disso, o arranjo institucional em torno da produção e comercialização do ribeirinho, proporciona uma rede de cooperação autogestionária, justa, solidária e benéfica aos indivíduos e ao meio ambiente, uma vez que garante incremento na renda, fornece segurança alimentar e aumenta a qualidade de vida dos ribeirinhos.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 01/12/2018-30/05/2021
Foto de perfil

Therezinha de Jesus Pinto Fraxe

Ciências Agrárias

Agronomia
  • cooperativismo como estratégia de inclusão socioeconômica e melhoria da qualidade de vida de comunidades rurais do amazonas.
  • O cooperativismo no Estado do Amazonas necessita de fomento e pesquisas que subsidiem as formas de criação e implementação de cooperativas. Nas áreas rurais, a criação de cooperativas pode ser um importante instrumento de fortalecimento da agricultura familiar no Estado, visto que os agricultores enfrentam grandes dificuldades para o escoamento da produção, devido às grandes distâncias das áreas de produção aos centros de comercialização, a falta de recurso para o transporte e as péssimas condições das vicinais e estradas. Desta forma, esse projeto contribuirá com a apresentação de informações sobre os gargalos e potencialidades de cooperativas instaladas na região metropolitana de Manaus, possibilitando a observância de seus impactos na socioeconomia local e regional e elucidando estratégias de gestão adaptadas às realidades vivenciadas pelas cooperativas e agricultores da região norte, pois apresentam peculiaridades e dificuldades diferentes das demais regiões do país. Os resultados permitirão às cooperativas melhorar seus processos de gestão, observando-se as possibilidades de inovações e aos agricultores, apresentarão caminhos para aumento da renda e melhoria da qualidade de vida aos cooperados e suas famílias.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 08/09/2018-30/09/2021