Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sócrates Cabral de Holanda Cavalcanti

Ciências da Saúde

Farmácia
  • controle do vetor da dengue, zika e chikungunya: síntese de novos derivados do indol sulfonilado potencialmente ativos contra larvas do aedes aegypti
  • As doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti Linn. têm causado um número extremamente elevado de morbidade e mortalidade no último ano no Brasil. A dengue, e recentemente introduzidas no Brasil, a Chikungunya e a Zika são doenças sem tratamento específico e com consequências distintas. Essas enfermidades são exemplos de falha nas medidas de controle do mosquito vetor, pois até o presente momento a única forma de controlar tais epidemias se dá através do controle do mosquito. Larvicidas, tais como o organofosforado temefós, reguladores do crescimento de insetos (ex. piriproxifeno, novaluron e metopreno) e toxinas de bactérias (ex. Bti) têm sido utilizados em locais de procriação. No entanto, o crescimento desordenado das zonas urbanas dá condições ideais, como criadouros escondidos, para o crescimento do mosquito. Os resultados obtidos por nosso grupo durante as pesquisas financiadas pelo edital Universal de 2013 foram ao mesmo tempo controversos e empolgantes. Apesar dos compostos propostos serem inativos, um intermediário desta mesma síntese, o N-tosilindol demonstrou elevada potência larvicida (0.9 µM), tornando-se um candidato para o screening de derivados com maior potência como agente larvicida contra o Aedes aegypti que está sendo protegido intelectualmente, necessitando, portanto, restrição de acesso a este projeto. Considerando os resultados obtidos para o N-tosilindol, há o interesse em obter derivados deste pela inclusão de grupos no anel aromático do indol visando à formação de novos derivados possivelmente mais potentes. Espera-se que a introdução de grupos eletronegativos resulte em derivados mais potentes. Palavras chave: Síntese de fármacos, derivados do indol tosilado, atividade larvicida, Aedes aegypti
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Sofia Lerche Vieira

Ciências Humanas

Educação
  • política educacional, cidadania global e diversidade territorial: expedição escolas do brasil
  • O projeto Política educacional, cidadania global e diversidade territorial: expedição escolas do Brasil pretende examinar os nexos entre a formulação e implementação de políticas educacionais focalizando escolas públicas com características diferenciadas localizadas em uma amostra inicial de 12 (doze) unidades da federação brasileira, que poderá vir a ser ampliada numa perspectiva de pesquisa colaborativa. A iniciativa articula-se a projeto submetido pela proponente e aprovado pelo Edital CNPq Bolsista de Produtividade – 2015 (Processo n⁰ 309979/2015-3). A proposta, ora encaminhada à Chamada Universal MCTI/CNPq Nº 014/2015, amplia o projeto anterior e agrega pesquisadores de diferentes unidades da federação e origens institucionais reunidos em torno de interesses de investigação comuns buscando, ao mesmo tempo, assegurar recursos para a realização da referida pesquisa. Configuram-se como questões da pesquisa: identificar como as políticas educacionais, concebidas no âmbito central para todas as unidades da federação, chegam às diferentes escolas nos diferentes territórios e contextos; verificar o modo como as escolas constroem e reconstroem as políticas nacionais em seu cotidiano; identificar se existe no âmbito da política educacional brasileira uma compreensão e/ou definição de Educação para a Cidadania Global e, em caso positivo, desvelar elementos de sua prática e implementação na amostra de escolas integrantes do estudo, mediante análise de entrevistas com educadores e estudantes; verificar se as escolas desenvolvem iniciativas próprias de avaliação com vistas a obter melhor performance nas provas nacionais; em caso positivo, identificar o que, como e quais estratégias adotam para preparar seus alunos; e, examinar se as escolas da amostra do estudo oferecem “padrões mínimos de qualidade” do ponto de vista de infraestrutura e a concepção das equipes escolares sobre a matéria. A definição da amostra de escolas será feita com base em indicadores socioeconômicos (população, Índice de Desenvolvimento Humano - IDH), ambientais (rural/urbano, bioma) e educacionais - índice de complexidade de gestão, indicador do nível socioeconômicos dos alunos, e Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), podendo ainda ser incluídas outras variáveis relevantes, a exemplo do SAEB e ENEM. A proposta dá sequência à trajetória de investigação da proponente e de pesquisadores da equipe integrante do projeto, cujos estudos têm contemplado matizes diversos da política educacional tanto no passado como no presente, seja em sua dimensão de ação de governo, seja em suas diferentes formas de implementação no âmbito escolar. Visando contribuir para o aprofundamento teórico e empírico da pesquisa no campo e, na expectativa de explicitar a articulação entre as políticas nacionais e locais no contexto da transnacionalização, a investigação ora proposta focaliza escolas do Brasil, tomando como fio condutor da análise a política de avaliação de larga escala. Nesse movimento, o estudo pretende elucidar aspectos relativos a uma face nem sempre visível em estudos sobre o tema: o modo como os sujeitos exercem sua autonomia para reinventar e resignificar os espaços e sentidos da escola no processo de implementação de políticas, de modo especial, a leitura sobre como as políticas de avaliação de larga escala chegam às escolas e são compreendidas e reinterpretadas por parte das equipes escolares. A política educacional enquanto ação de governo configura-se como mediação entre a formulação e a implementação de ideias, valores e crenças do projeto educativo de uma dada sociedade em um determinado momento histórico. Hoje, num mundo cujas fronteiras são alargadas e abolidas por processos de globalizações (SANTOS, 2002; TEODORO, 2011 e OLSENN, CODD & O’NEILL, 2004), cresce a relevância de investigar o significado e os impactos de iniciativas transnacionais nos cenários locais. Nesse cenário mais geral, a educação encontra-se diante do desafio de além de formar cidadãos para a plena inserção no âmbito do Estado Nação, como também, e cada vez mais, em contextos globais A educação para a cidadania global é, pois, um requerimento e um desafio para a sociedade, seus sistemas educativos e escolas. Outro elemento central a ser considerado em um país de dimensões continentais, como o Brasil é a diversidade territorial. O legado da colonização portuguesa foi um vasto território, hoje composto por 27 Estados e 5.561 municípios que, juntos, compõem a federação brasileira. Sendo a educação tarefa compartilhada entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, sendo organizada sob a forma de regime de colaboração (CF, Art. 11 e LDB, Art. 8º) é oportuno investigar como políticas concebidas com o intuito de atingir todas as escolas do país aportam na esfera local, marcado por especificidades diversas da territorialidade, aí incluindo tanto a dimensão socioeconômica, como também a dimensão ambiental e outros contornos que caracterizam a geografia humana brasileira. O projeto, concebido numa perspectiva metodológica quanti-qualitativa é integrado por uma equipe de 10 pesquisadores, 3 estudantes de doutorado e 1 de mestrando, sendo encaminhada também ao CNPq solicitação relativa a 2 bolsas para apoiá-lo: 1 de Iniciação Científica (IC) e 1 de Apoio Técnico Nível Superior (AT-NS).
  • Universidade Nove de Julho - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Solange Alfinito

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • preferência por alimentos orgânicos no brasil: uma investigação baseada em disposição a pagar, confiança do consumidor, julgamento e significado do produto.
  • Este projeto de pesquisa é um esforço para o aprofundamento no conhecimento sobre a preferência do consumidor de alimentos orgânicos no Brasil. Como esclarecem Hughner, McDonagh, Prothero, Shultz, e Stanton (2007), o interesse por alimentos orgânicos tem crescido consideravelmente em todo o mundo. Trata-se de uma direção alternativa a alimentos que possam conter contaminantes físicos, químicos, biológicos e organismos geneticamente modificados (os transgênicos), com o respaldo de organizações de saúde, sem fins lucrativos e diversos governos. O principal objetivo dessa pesquisa é analisar as preferências dos consumidores por alimentos orgânicos no Brasil com base no preço, disposição a pagar, confiança do consumidor, julgamento e significado do produto. Especificamente: a) comparar os preços de alimentos orgânicos e convencionais; b) levantar a influência da oferta de alimentos orgânicos na preferência do consumidor; c) avaliar a disposição do consumidor a pagar por alimentos orgânicos; d) avaliar a confiança dos consumidores quanto a alimentos orgânicos; e) identificar a importância de selos certificadores na escolha do consumidor por alimentos orgânicos; f) identificar o julgamento e significado do produto para alimentos orgânicos. Para alcançar os objetivos, a pesquisa será dividida em três estudos. O Estudo 1 terá como foco temas relacionados à oferta, ao preço e à disposição do consumidor a pagar por alimentos orgânicos. O Estudo 2 tem como objetivo avaliar a confiança do consumidor perante os alimentos orgânicos. O Estudo 3 envolve a investigação do julgamento e significado do produto para alimentos orgânicos. Diversas abordagens e técnicas de pesquisa serão utilizadas, envolvendo tanto a abordagem qualitativa como a quantitativa. A pesquisa gerará modelos teórico-empíricos que podem contribuir para o aumento do arcabouço teórico sobre o tema e, aumentar a discussão sobre o consumo de orgânicos no Brasil. Outra contribuição é a construção e verificação de evidências de validação de uma escala de julgamento e significado do produto para alimentos orgânicos, inexistente na literatura. Como contribuições gerenciais o trabalho poderá permitir o auxílio no desenvolvimento de estratégias empresariais. Dentre elas, a identificação da disposição a pagar do consumidor pode ajudar na definição de preços dos orgânicos em supermercados, feiras e mercados de orgânicos. O gestor poderá saber, por exemplo, o limite máximo de preço que pode ser praticado e aceito pelo cliente. Outro aspecto importante é a questão da confiança e certificação dos produtos orgânicos. Por meio da pesquisa, o gestor pode ter ciência se o consumidor confia e acredita na veracidade dos produtos orgânicos vendidos e se a certificação realmente é importante na preferência do consumidor. Além disso, poderá obter melhor entendimento sobre a oferta dos alimentos orgânicos, levando em conta a quantidade, a variedade e a qualidade dos produtos. No âmbito social, espera-se que os resultados da pesquisa possam auxiliar na elaboração e desenvolvimento de políticas públicas específicas para a garantia de uma alimentação adequada e saudável para a população. O Brasil tem capacidade produtiva e oferta a quantidade de alimentos para atender a população. Mesmo assim, a insegurança alimentar e nutricional surge como um dos principais problemas de saúde pública, já que a qualidade da alimentação dos brasileiros ainda é ruim. A compreensão do mercado de alimentos orgânicos surge como uma ferramenta para amenizar este problema, proporcionando informações que podem gerar maior clareza para o consumidor. Por fim, quando da conclusão da pesquisa, estima-se a defesa de duas teses de doutorado em Administração; seis trabalhos completos apresentados em eventos científicos e publicados nos respectivos anais; cinco artigos publicados em periódicos científicos; além da contribuição para o fortalecimento do Grupo de Pesquisa de Consumo Consciente do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade de Brasília (PPGA/UnB) - Conscient.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Solange Aparecida Ságio

Ciências Agrárias

Agronomia
  • análises moleculares voltadas para o estudo da cultura da batata-doce
  • Considerando a grande importância econômica e social que a cultura da batata-doce tem para o Brasil e dos poucos estudos realizados com ferramentas biotecnológicas que podem, juntamente com o melhoramento convencional, produzir melhorias incalculáveis nos sistemas de produção desde a qualidade até a produtividade, por meio de estudos genéticos do transcriptoma, este trabalho tem como objetivo identificar e validar protocolos de extração de RNA e genes de referência ao desenvolvimento de estudos moleculares sobre a cultura da batata-doce. As análises moleculares possibilitarão identificar o melhor protocolo de extração de RNA de qualidade, para cada um dos tecidos que serão estudados em um trabalho ainda não realizado para a cultura da batata-doce. Essas análises irão permitir a realização de ensaios sensíveis, como os estudos transcricionais via RT-qPCR e RNAseq, os quais permitirão compreender melhor a genômica funcional dessa espécie. Já a validação dos genes de referência, para estudos de expressão gênica via PCR em tempo real, permitirá o desenvolvimento de estudos moleculares, que possibilitarão elucidar como funcionam e interagem as diversas rotas metabólicas, no intuito de aplicar esse conhecimento ao melhoramento da cultura. Além disso, os resultados desse estudo ainda podem gerar inovações tecnológicas de impacto significativo, na cadeia produtiva das culturas amiláceas, pois este trabalho permitirá estudos genéticos sobre a batata-doce, os quais poderão ser usados no melhoramento de outras amiláceas, como o inhame, a mandioca e a mandioquinha-salsa.
  • Universidade Federal do Tocantins - TO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Solange Guidolin Canniatti Brazaca

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • compostos fenólicos em feijão e sua bioacessibilidade após cocção
  • O feijão é um alimento que vai de encontro aos anseios atual da população relativa a busca por uma alimentação saudável. Há evidências de que os alimentos podem colaborar no combate a doenças degenerativas. Esses efeitos dos alimentos estão relacionados a presença de compostos bioativos, os quais estão presentes nos feijões, principalmente os compostos fenólicos, os quais variam de acordo com a cor. A composição fenólica dos feijões é bastante variada, isto devido a diversos fatores como a espécie, as técnicas de cultivo e o modo de preparo. Estas características irão influenciar diretamente na fração de fenólicos biodisponíveis, ou seja, na fração que realmente será utilizada pelo organismo do consumidor. Para verificar a biodisponibilidade desses compostos será utilizado teste in vitro. Esses são úteis para avaliar as alterações do composto de interesse durante o processo digestivo, as alterações sofridas devido ao tratamento térmico. O presente trabalho tem os objetivos de avaliar a composição fenólica de genótipos de feijão comum, de diferentes cores, bem como as alterações causadas pelo tratamento térmico e determinar a biodisponibilidade de compostos fenólicos das diferentes cultivares de feijão. Para alcançar estes objetivos, as amostras de feijão cru e submetidas a tratamento térmico, serão preparadas e posteriormente terão os compostos fenólicos extraídos para identificação e quantificação por Cromatografia Líquida e Alta Eficiência (CLAE). Para verificar a disponibilidade dos fenólicos será utilizado procedimento de digestão in vitro associado à cultura de células Caco-2, simulando assim, o processo de digestão e absorção gastrointestinal. O delineamento estatístico a ser utilizado será casualizado com duas repetições para os tratamentos, os resultados serão analisados pelo teste de Tukey ao nível de 5 % de probabilidade.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Solange Maria de Oliveira Schramm

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • o artefato popular na construção e apropriação do espaço da cidade.
  • Estudo sobre a contribuição dos artefatos improvisados pela criatividade popular na produção e apropriação do ambiente urbano ou espaço construído, no contexto da cidade de Fortaleza-CE. À luz de referencial teórico situado na interseção das fronteiras de diferentes áreas do conhecimento – arquitetura e urbanismo, design e sociologia – propõe-se o estudo do design popular no âmbito do mundo do trabalho em duas vertentes estreitamente vinculadas à arquitetura e ao urbanismo. No âmbito da arquitetura , a proposta privilegia o canteiro de obras, investigando o design popular nos apetrechos, ferramentas e mobiliário necessários à produção do espaço construído, concebidos por sujeitos diversos, sobretudo os próprios usuários desses objetos – mestres, pedreiros, carpinteiros, marceneiros. No âmbito do espaço construído da cidade, a proposição da pesquisa refere-se aos objetos de trabalho utilizados por trabalhadores informais, muitas vezes por eles projetados ou adaptados – a exemplo de vendedores ambulantes e prestadores de pequenos serviços – que geram formas de apropriação do espaço urbano nos diversos lugares em que se instalam. Esta proposta pretende contribuir para o conhecimento da contribuição popular à produção da arquitetura e apropriação do espaço urbano, área em que os estudos ainda são escassos, no contexto da vastidão continental do país. O alarmante distanciamento do canteiro de obras , que tem caracterizado o ensino de arquitetura e urbanismo no país, é outro argumento que revela a oportunidade da proposta em tela. A Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Fortaleza estima que cerca de 90% do que aqui se constrói não conta com a participação arquitetos sou engenheiros. Segundo dados do Instituto de Desenvolvimento do trabalho, na Região Metropolitana de Fortaleza – RMF, que detém uma população de 3.818.380 habitantes, a construção civil emprega 136.000 trabalhadores, o que corresponde a 15.3% da população assalariada do setor privado. Em aspectos diversos, o canteiro de obras caracteriza-se pela informalidade. A cidade é marcada, também, por altos índices de ocupação informal de sua população economicamente ativa. Dados do mesmo Instituto revelam que os trabalhadores autônomos, dos mais diversos ofícios, correspondem a 25,3% do total de ocupados na RMF, encontrando-se 19,2% deles sem local fixo para o exercício de seu oficio. No que se refere ao canteiro de obras, seus sujeitos, ferramentas e suas técnicas, a presença de objetos de traço popular ( além daqueles encontrados em depósitos de materiais de construção), a exemplo de caixas de ferramentas, escadas, mesas e bancos para refeições, banquinhos que auxiliam no trabalho, dentre outros, se repetem em muitas obras pelo país. Um saber popular transmitido de geração s para geração, de companheiros de trabalho que aprendem uns com outros. As técnicas são simples, sem muitas preocupações com acabamento, cumprem sua função utilitária e chegam se confundir com o lixo. Naqueles objetos encontram-se os atributos que Geraldo Gomes identifica nas obras populares: “simplicidade, adaptabilidade ao meio físico, a criatividade e a forma plástica como resultado e não como intenção primordial”, no prefácio da obra pioneira de Günter Weimer, "( Weimer,2005). Tal fato aponta para uma análise que ultrapasse questões meramente instrumentais, revelando, talvez, uma intencionalidade de afirmação de uma saber fazer – "a arte é sempre uma operação política" – que remete às considerações de Lina Bo Bardi, ao conferir dignidade aos artefatos populares, na condição de acervo genuíno da cultura nacional "O balanço da civilização brasileira 'popular' é necessário" (1992, p.140), "O nacional traz implícito o povo com todas as suas manifestações" (1992, p.169). Com semelhante percepção antropológica aguçada, é também um arquiteto que ilumina a outra vertente desta proposta. Ruas, calçadas, esquinas, praças, margens de recursos hídricos das cidades brasileiras são ocupados pelo trabalhador informal. Eles aprendem a tirar proveito de todos os elementos físicos que compõem o espaço público (edificações, muros, gradis, postes, placas, fios, vegetação), dos elementos característicos do clima, tais como sombra, luz, temperatura, chuva, umidade, vento, bem como de outros competentes desse cenário, tais como movimento, som (ruídos), silêncio, etc. Dominam a rua com tanta familiaridade que, por vezes, transformam--na em sua casa, talvez por isso ocupem-na com tanta naturalidade com objetos ou artefatos, produtos da sua inventividade Seria uma forma de marcar território? O espaço urbano é palco do seu saber, ponto de encontro de usuários diversos d ou prevalece o aspecto econômico da luta pela sobrevivência ? "Quando a Rua vira casa", de Carlos Nelson Ferreira dos Santos (1980), fornece chaves para decifração dessa realidade. Os ambulantes conquistam e dominam o espaço em que labutam diariamente, os operários produzem artefatos para humanizar o local de trabalho. As peças tudo suportam enquanto forem úteis. O banco, a mesa, o cesto ou a caixa de ferramentas mudam de lugar e continuam servindo ao seu criador durante a obra até serem transportados para outra. Há registros de canteiros recém implantados com essas peças. O desprendimento do criador e consequentemente o descarte do mobiliário em alguns casos é também comum, talvez porque não reconheçam valor no que produzem.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Solange Maria Gayoso da Costa

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • os efeitos da destinação de terras na produção das desigualdades sociais na amazônia.
  • A acumulação de capital na Amazônia brasileira tem se caracterizado pela exacerbação da exploração do trabalho e da natureza, aprofundando a desigualdade social na região. Dentre as formas dessa exploração na Amazônia se destacam, historicamente, os projetos de infraestrutura, agronegócio e mineração, inseridos na lógica do modelo de desenvolvimento em curso no Brasil, no contexto de acumulação por espoliação provocado pela expansão do capital mundial (HARVEY, 2005). Tal movimento é marcado na contemporaneidade amazônica pelos deslocamentos de milhares de pessoas, em sua maior parte povos e populações tradicionais e agricultores familiares, em resultado de políticas públicas e projetos como os acima citados, que são vetores de produção de desigualdade social baseada em acumulação por espoliação de terra dos grupos citados, transformando e afetando os espaços ocupados pelo grupos citados. Por isso, propõe-se projeto de pesquisa com foco na análise das estruturas sociais e de poder que baseiam e permeiam os processos de destinação de terras na Amazônia, mais especificamente na região do Baixo Tocantins, nos municípios de Barcarena, Abaetetuba, Acará e Moju, área tida como consolidada em termos de ocupação e de transformação da cobertura vegetal na Amazônia. Acredita-se que, para tanto, devamos ter especial atenção e mapear os efeitos provocados pelos processos recentes, mas, também mais antigos, de territorialização das atividades econômicas derivadas de empreendimentos nesta área, tendo como foco de observação a implementação de a) políticas públicas criadas para efetuar e garantir a destinação de terras públicas, bem como sua regularização e b) projetos de infraestrutura, industriais e agrícolas. Partimos da hipótese de que quando estes dois fatores estão combinados, com b) se realizando em áreas onde a) historicamente já gerou concentração e má distribuição de terras, pode haver aumento das desigualdades sociais, manifestado no incremento da pobreza entre as populações, povos e agricultores familiares que viviam nas áreas de instalação dos projetos e entorno. Isso pode ocorrer já que esses grupos ficam desprovidos de estar e de acessar os meios necessários `a produção e `a reprodução de seus modos de vida. Metodologicamente, espera-se trabalhar a partir de mapeamento participativo com comunidades de povos e populações tradicionais e agricultores familiares com os quais o grupo proponente já realiza atividades de intervenção. A ideia é que os dados gerados por este mapeamento, em combinação com bases cartográficas existentes e entrevistas, somadas a levantamentos em bases governamentais, além do diálogo com outras pesquisas já realizadas e sistematizadas, possa prover insumos para a construção de banco de dados georeferenciado, que evidencie e forneça informações sobre a relação entre implementação de projetos infraestruturais, minerários e agrícolas, e a possível produção de desigualdades sociais em áreas de ocupação consolidada na Amazônia.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Solange Maria Gennari

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • aspectos epidemiológicos do toxoplasma gondii em animais domésticos e silvestres da fauna amazônica
  • O presente projeto visa estudar aspectos epidemiológicos do Toxoplasma gondii e de outros coccídios da Família Sarcocystidae, de importância médica e veterinária na região Amazônica do Brasil. A família Sarcocystidae é dividida em 3 subfamílias: Sarcocystinae, Cystoisosporinae e Toxoplasmatinae, sendo esta última uma subfamília com poucas espécies agrupadas nos gêneros Toxoplasma, Neospora, Hammondia e Besnoitia, e nela estão os parasitos de maior importância em saúde animal e humana. Dentre estes coccídios, por sua importância zoonótica, destaca-se o T. gondii, agente de uma das infecções mais comuns do Homem e de mamíferos e aves. Existe um grande interesse na investigação molecular de genótipos de T. gondii provenientes de animais e humanos, para verificar a correlação entre os isolados encontrada e suas propriedades biológicas, bem como rastrear, epidemiologicamente o agente para a identificação de fontes de infecção ou vias de transmissão. As técnicas de epidemiologia molecular têm sido de grande importância nesses estudos e por meio delas uma diversidade genética extremamente limitada foi observada em amostras do hemisfério norte e de outras regiões do mundo. Entretanto, estudos com isolados do Brasil mostraram que estes são biológica e geneticamente diferentes daqueles da América do Norte e Europa, com elevada patogenicidade e alta diversidade. Há estudos mostrando que isolados de T. gondii da região Amazônica da Guiana Francesa, causam um quadro clínico bastante diverso e muito grave em humanos. Trabalhos recentes também apontam para um ramo filogenético exclusivo de T. gondii amazônico. Apesar do número relativamente alto de isolados já genotipados no Brasil, estas ainda são insuficientes para conclusões em estudos de genética de populações que auxiliariam na explicação dessas diferenças, e a região norte do país, onde se localiza a grande parte da Amazônia, está muito pouco estudada. Assim este projeto pretende isolar T. gondii de diferentes espécies animais oriundos de doze localidades de seis diferentes estados da região Amazônica, para estudos de genotipagem e do genoma do T. gondii de isolados com diferentes padrões biológicos e genotípicos. Quando da pesquisa de T. gondii nas amostras de tecidos animais outros coccídios a ele relacionados certamente serão obtidos, e estes também serão analisados com métodos moleculares e trarão informações de grande importância para o estudo desses coccídios, em especial em animais selvagens, no Brasil, para os quais estas informações são inexistentes.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Solange Maria Leder

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • percepção e sensação de conforto térmico e lumínico em grupos vulneráveis: estudo com crianças do ensino fundamental
  • O bem estar dos indivíduos, mais do que uma condição desejável, é um aspecto indispensável à saúde das populações, sobretudo considerando a definição da Organização Mundial da Saúde (OMS), na qual, a saúde não é somente a ausência de afecções e enfermidades, mas um estado de completo bem-estar físico, mental e social. Globalmente, 23% das mortes em geral deve-se a fatores ambientais (PRUESS-UESTUN, 2016), incluindo-se nesse percentual as condições ambientais desfavoráveis ao bem estar dos seres humanos, como situações de desconforto térmico, falta de contato com a ventilação e luz natural, entre outros. Assim, o conforto térmico não é apenas uma estado de satisfação do individuo, mas uma condição indissoluvelmente relacionada com a saúde (Ormandy e Ezratty, 2012). Em relação à iluminação, sabe-se que o bem estar das populações depende também do contato com a luz natural. A luz natural influencia diretamente na saúde humana, sua importância extrapola os limites da visão: funções biológicas, hormonais e psicológicas cruciais para a vida são coordenadas por ciclos regulados pela luz do dia (VEITCH e GALASIU, 2012; ARIES et al., 2015). Crianças, adultos e idosos apresentam limites de tolerância térmica e lumínica distintos (NOVIETO;ZHANG, 2010). As pesquisas sobre conforto tem tido, normalmente, como objeto de estudo populações adultas, com poucas contribuições considerando a população infantil, embora seja sabido que a idade, o nível de educação e a bagagem cultural diferem significativamente entre adultos e crianças, assim como, há diferenças na taxa metabólica de adultos e crianças (JIANG et al., 2018). Segundo a definição da OMS (WHO, 2018) indivíduos até 19 anos de idade são considerados crianças, sendo a faixa entre 10 a 19 anos atribuída aos adolescentes. Como indivíduos ainda não fisiologicamente e psicologicamente maduros, as crianças possuem poucas possibilidades de regulação e adaptação às variações da temperatura do ar, sendo consideradas populações vulneráveis pela OMS e, por isso, merecem atenção especial, já que possuem necessidades especificas. Tendo em vista que informações sobre as sensações de conforto coletadas de estudos com adultos não podem ser generalizadas, já que na infância o organismo apresenta um comportamento diferenciado do adulto, é importante a realização de estudos que compreendam a sensação e percepção de conforto e bem estar desse público. Assim, este estudo pretende investigar o conforto térmico e lumínico de crianças com idade entre 8 e 12 anos, alunos de ensino fundamental. O objetivo principal é identificar as condições térmicas e lumínicas em que ocorre a sensação e a percepção de conforto e, especialmente, procurar identificar os limites, frente às oscilações climáticas, nos quais usuários adaptados ao clima quente-úmido e semiárido relatam a sensação de conforto. Como justificativa dessa pesquisa destacam-se o bem estar como condição indissoluvelmente relacionada à saúde das populações. Nesse contexto, destaca-se a carência de dados, normas e ferramentas específicas para analisar o conforto térmico e lumínico de indivíduos com idade infantil, assim como, a precariedade de dados dessa natureza focados em ambientes localizados no clima quente e úmido e semiárido. Também se destaca o consumo de energia das edificações, que é fortemente impactado pela necessidade de conforto térmico e lumínico. O método adotado para esta pesquisa integra observações in loco com levantamento de campo, obtendo variáveis subjetivas, individuais e microclimáticas, associada posteriormente à modelagem e inferência estatística. A principal característica dos procedimentos metodológicos a serem adotados é a simultaneidade (no tempo e no espaço) na concretização da coleta de dados – tanto os quantitativos (provenientes do monitoramento e registro das condições físicas e ambientais) quanto os qualitativos (provenientes das respostas dos ocupantes ao questionário). Na análise e modelagem dos dados, serão adotados múltiplos métodos e técnicas estatísticas, a fim de possibilitar inferências representativas para a população. O desenvolvimento da pesquisa é constituído pelas seguintes etapas: a) Revisão da literatura sobre conforto térmico e lumínico considerando estudos com foco em indivíduos em idade infantil, objetivando situar o estágio de conhecimento já desenvolvido e identificar lacunas e focos a serem investigados. Assim como, identificar e refinar os procedimentos operacionais adotados na coleta dos dados das variáveis ambientais e na aplicação de questionários; b) Escolha das variáveis a serem obtidas e caracterização do objeto empírico, formulação dos questionários e estudo piloto; c) Pesquisa de campo: registro e monitoramento das variáveis ambientais térmicas e lumínicas e aplicação de questionários com os indivíduos em estudo para a identificação dos votos de sensação e preferência térmica e lumínica, além de outras informações a respeito das características pessoais e comportamentais (de adaptação); d) Tabulação dos dados coletados na pesquisa de campo. Análise estatística, apoiada em testes e formulações estatísticas baseados na Teoria Inferencial; e) Análise dos dados, correlacionando modelos preditivos de conforto térmico e parâmetros de conforto lumínico, com a percepção do usuário, bem como outras variáveis quantitativas e qualitativas levantadas no estudo; f) Discussão e conclusão.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Solange Maria Teixeira

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • envelhecimento e proteção social da assistência social: análise dos serviços socioassistenciais para as pessoas idosas em teresina-pi
  • A proposta de pesquisa da temática envelhecimento e proteção social da assistência social visa analisar os serviços socioassistenciais da Proteção Social Básica e da Proteção Social Especial de média e alta complexidade da assistência social, em Teresina-PI, para as pessoas idosas e como atendem as demandas dos/as idosos/as, considerando a pluralidade nos modos de envelhecer e suas dimensões biopsicossocial e outros demarcadores da heterogeneidade do envelhecer. Considerando a heterogeneidade do modo de envelhecer humano que interdita perspectivas universalizantes a-históricas, mas ao mesmo tempo ressaltando as singularidades, particularidades e a totalidade do processo, é possível identificar elementos comuns pela vivência de situações de classe ou de frações de classe semelhantes, embora comporte diferenças pela condição de gênero, raça-etnia, geracional, estado de saúde, ausência ou presença do suporte familiar, modo de encarar e viver essa etapa de vida, é que se questiona: Os serviços socioassistenciais da proteção social básica e especial da assistência social, no município de Teresina-PI, conseguem atender as múltiplas demandas decorrentes do envelhecimento na sua dimensão biopsicossocial, além de outros marcadores da heterogeneidade do envelhecer, como o de classe e outros? Quais as principais demandas dos idosos dos setores populares levadas aos serviços? Os serviços socioassistenciais da PSB conseguem prevenir as situações de risco social e combater as vulnerabilidades que atingem esse segmento de classe popular que necessita desses serviços? Os serviços socioassistenciais da PSE conseguem combater os riscos já instalados e evitar as reincidências? Quais os limites e possibilidades desses serviços? Mediante pesquisa qualitativa e entrevista semiestruturada, com roteiro guia, abordaremos os profissionais das equipes interdisciplinares dos CRAS e CREAS de Teresina-PI e idosos/as que utilizam os serviços na busca de indícios que respondam ao problema de pesquisa, além de análise documental e bibliográfica.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Solange Muglia Wechsler

Ciências Humanas

Psicologia
  • identificação das habilidades intelectuais e criativas de crianças por testes psicológicos e pela indicação de seus professores
  • A avaliação do potencial cognitivo e criativo de crianças por meio de testes válidos que permitam indicar quais são as suas habilidades intelectuais e criativas é uma grande necessidade para os psicólogos brasileiros. Do mesmo modo, salienta-se a necessidade de que os professores possam reconhecer os diferentes tipos de talentos dentre seus alunos a fim de possam melhor estimulá-los. Assim sendo, este projeto possui dois objetivos principais sendo o primeiro continuar o estudo anterior de análise dos itens e validação por critério externo da Bateria de Avaliação Intelectual e Criativa- forma infantil (BAICI) para diferentes faixas etárias, e o segundo comparar os resultados da BAICI com indicações de professores envolvidos com os Núcleos de Atendimento para Estudantes com Altas Habilidades/Superdotação (NAAH/SD), que são instituídos pelo MEC. Dois estudos serão compostos. O primeiro será feito com uma amostra de 300 crianças, de ambos os os sexos, de 8 a 14 anos (50 crianças por 7 faixas etárias), cursando os níveis de ensino Fundamental I e II, em escolas publicas e particulares, como também com seus professores. O segundo será feito com 150 crianças (ambos os sexos), faixa etária de 8 aos 12 anos, que já foram indicadas pelos professores para atendimento em 3 NAAH/SD existentes em diferentes capitais do país. As áreas avaliadas na BAICI são as seguintes: inteligência cristalizada, inteligência fluida, inteligência viso-espacial, rapidez de processamento, memória de trabalho e pensamento criativo. A avaliação de professores será feita por duas escalas por professores: Inventario de Talentos para Professores (ITP) e a Indicação de Superdotação (GRS), além de outras escalas usualmente utilizadas pelos NAAH/SD.As evidências de validade por critério externo da BAICI serão obtidas pela comparação com outros testes já validados no país: Desenho da Figura Humana (DFH), Wechsler Intelligence Scale for Children (WISC-IV), Teste Pictorico Memória (TEPIC), Teste de Criatividade Figural Infantil (TCFI), Teste de Inteligência Não-verbal Infantil (TNVRI). A análise de itens (TRI) da BAICI verificará a adequação dos mesmos para as faixas etárias estudadas e a análise confirmatória visará o estudo dos traços latentes estudados na BAICI. A validade dos subtestes da BAICI será observada pela convergência com outros testes e a produção criativa das crianças. As correlações de Pearson analisarão as relações entre os subtestes da BAICI com as escalas de indicação de professores e o rendimento acadêmico (notas). As devolutivas nas escolas pretendem informar aos professores sobre a necessidade da identificação da diversidade de talentos. Pretende-se assim contribuir não somente para a área da avaliação psicológica, com instrumentos validados, mas também para utilização de parâmetros científicos na identificação de crianças com altas habilidades/superdotação para os núcleos de altas habilidades/superdotação.
  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Solomon Kweku Sagoe Amoah

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de metodologia analítica por lc-esi-tof-ms para quantificação de n-acetilglucosamina incorporada em fios de sutura biodegradáveis/bifásicos.
  • Este trabalho tem como objetivo o desenvolvimento de uma metodologia analítica para quantificação de N-acetilglucosamina incorporados em fios de sutura biodegradáveis/bifásicos que se apresenta como um produto inovador. Para tanto, os fios serão submetidos a um processo de extração da N-acetilglucosamina em diferentes solventes e proporções para determinação das melhores condições de extração, baseando-se na metodologia que obterá a maior quantidade de fármaco extraído. A quantificação será realizada por cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas (HPLC-ESI-TOF-MS), obtendo-se não só a quantidade de fármaco liberado como também sua identificação por meio da estrutura molecular, fornecida pela espectroscopia de massas. Após o desenvolvimento da metodologia, a mesma será validada segundo a RDC Nº 166, DE 24 DE JULHO DE 2017.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sonaira Souza da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • incêndios florestais e queimadas no estado do acre: análise da extensão, nível de degradação e cenários futuros
  • O fogo ainda é o principal elemento de transformação da paisagem na Amazônia. A compreensão da frequência na ocorrência de queimadas e sua relação com a retroalimentação do desmatamento, novas queimadas, incêndios florestais e secas na Amazônia são questões que necessitam de mais estudos. Analisando o histórico de queimadas anualmente no Estado do Acre através de dados de focos de calor é notório o crescimento da ocorrência de focos de queimadas após o ano 2010. Em anos de secas extremas/severas esse aumento é significativamente maior. Estudo recente, realizado pela proponente deste projeto, estimou que mais de 500 mil ha de floresta foram queimadas em anos de secas extremas no Acre (SILVA et al., 2018). Outra informação importante é que, dos 139 pontos de campo checados por esta pesquisa, 100% da origem dos incêndios florestais foram de fogo em paisagens agrícolas. Queimadas e incêndios florestais são evento antrópicos muito importantes no Acre, responsáveis por perdas econômicas, aumento de incidência de doenças respiratórias, perda de biodiversidade e qualidade de vida. Desta forma, esta pesquisa propõe compreender a dinâmica das queimadas no estado do Acre no tempo e espaço no período de 2000 a 2020 e sua relação com clima, uso da terra, desmatamento e incêndios florestais, buscando responder quatro perguntas: (1) Qual a extensão das cicatrizes de queimadas agrícolas e incêndios florestais para o período de 2000 a 2020 no Estado Acre? (2) Qual o nível de degradação do fogo nas florestas, considerando o tempo após o fogo e a reincidência? (3) Qual o custo de oportunidade para redução ou exclusão do uso do fogo em paisagens agrícolas no Acre? (4) Qual o cenário futuro do regime do fogo considerando clima, desmatamento, degradação florestal e custo de oportunidade social? Para responder a estas questões utilizaremos técnicas de sensoriamento remoto para o mapeamento das cicatrizes de queimadas em áreas já desmatadas e incêndios em florestas, analisando o tempo x qualidade de classificadores supervisionados em ambiente computacional físico e em nuvem. Realizaremos inventários florestais com foco na avaliação do impacto do fogo em ambientes florestais em áreas de relevante importância. Para dimensionar o custo de oportunidade da migração de para uma atividade agropecuária sem fogo realizaremos amostragem de 50 agricultores por categoria fundiária no Estado do Acre: projetos de assentamento do INCRA, propriedades particulares, unidade de conservação, terras indígenas e terra da união. Para modelagem do risco de queimadas para subsidiar tomada de decisão usaremos modelo FISC (Fire Ignition, Spread and Carbon) no software gratuito Dinamica EGO. Com os dados, informações e ações desenvolvidas no âmbito do projeto pretendemos subsidiar a tomada de decisão acerca de concepção e implementação politicas públicas que visem aumentar a eficiência da gestão do uso do fogo na região. Além de contribuir para o aumento do conhecimento científico e formação acadêmica sobre tema.
  • Universidade Federal do Acre - AC - Brasil
  • 30/11/2018-30/11/2021
Foto de perfil

Sonia Barbosa dos Santos

Ciências Biológicas

Biologia Geral
  • o ceads e a bioeconomia: diversidade e riqueza para desenvolvimento sustentável da costa verde
  • A presente solicitação visa obter recursos para a realização de atividades relativas à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2019 na região conhecida como Costa Verde, litoral sul do Estado do Rio de Janeiro, onde estão situados o Centro de Estudos Ambientais e Desenvolvimento Sustentável (CEADS), vinculado à Sub-Reitoria de Pós-graduação e Pesquisa e o Ecomuseu Ilha Grande (ECOMIG), vinculado à Sub-Reitoria de Extensão (SR-3). Estas Unidades da UERJ estão localizadas na Ilha Grande, Município de Angra dos Reis e atuam de forma integrada e complementar, em uma perspectiva voltada à pesquisa, à pós-graduação, à cooperação internacional e à inovação, mas também atendendo às atividades de graduação, extensão e cultura. Visando contemplar uma das missões do CEADS, ligadas à divulgação e popularização da ciência e, com isso, contribuindo para a diminuição das desigualdades em relação ao acesso aos conhecimentos científicos que são produzidos pela academia, é que apresentamos a presente proposta. O objetivo é apresentar e debater temas e questões relacionados a bioeconomia e a sustentabilidade socioambiental local junto às comunidades escolares, moradores e turistas da Ilha Grande e da área continental dos municípios de Angra dos Reis, Itaguaí, Paraty e Mangaratiba, situados na Costa Verde, no entorno da Baía de Ilha Grande e da Baía de Sepetiba. O sítio Paraty foi reconhecido, recentemente, pela UNESCO como Patrimônio Mundial Misto da Humanidade, pois apresenta valor universal excepcional por suas características naturais e culturais, assim como pela interação entre elas. A área de abrangência do novo patrimônio brasileiro envolve porções territoriais de oito municípios dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, sendo que a maior parte da área núcleo está em Paraty e Angra dos Reis. A região engloba o Parque Nacional da Serra da Bocaina, o Parque Estadual da Ilha Grande, a Reserva Biológica Estadual da Praia do Sul, a Área de Proteção Ambiental de Cairuçu e o Centro Histórico de Paraty e Morro da Vila Velha. Os participantes serão transportados até a Ilha Grande, onde serão realizadas uma conferência, visitas guiadas, palestras, feira de trocas, oficinas e uma exposição fotográfica. As atividades ocorrerão nas dependências do CEADS (Praia de Dois Rios) e na sede do PEIG – Parque Estadual da Ilha Grande (Vila do Abraão). ATIVIDADES QUE SERÃO REALIZADAS: - II CONFERÊNCIA JUVENIL: “VAMOS CUIDAR DA COSTA VERDE, BUSCANDO A SUSTENTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL LOCAL. - Inauguração do NÚCLEO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA DO CENTRO DE ESTUDOS AMBIENTAIS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – Divulga CEADS. - VISITAS GUIADAS ao CEADS: UM DIA NO CEADS. _ EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA “BIOECONOMIA EM FOCO" - PALESTRAS (seis): “Clonar plantas: O que isso tem a ver com bioeconomia?”; "As bases econômicas, ambientais e sociais da maricultura na geração de renda: exemplos na Costa Verde"; “As rochas no dia-a-dia: economia, cultura e ambiente”; “Carro movido à óleo de cozinha usado: verdade ou mentira?”; “As plantas medicinais na geração de renda: base para arranjos produtivos locais"; “A economia da floresta”. OFICINAS (cinco): "Como se faz a clonagem de plantas"; "Como fazer seu carro andar com óleo de cozinha”; “ECOBIJUS; “Conhecendo rochas de importância econômica”; “Os moluscos e a economia: da alimentação ao artesanato” CURSO: Curso Vivências na Mata Atlântica: Educação e Divulgação Científica
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 21/10/2019-30/04/2020
Foto de perfil

Sonia Barbosa dos Santos

Ciências Biológicas

Biologia Geral
  • clubes de ciências no rio de janeiro: rede integrativa para a democratização e popularização da ciência
  • Vide projeto anexo
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 12/08/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sonia Barbosa dos Santos

Ciências Biológicas

Zoologia
  • sistemática integrativa, distribuição e conservação de moluscos de água doce, com ênfase em ancylinae (gastropoda: hygrophila: planorbidae) e hyriidae (bivalvia: unionida)
  • Os moluscos de água doce estão entre os grupos mais ameaçados de extinção. A deterioração ambiental e a introdução de espécies invasoras têm sido as principais causas de ameaça. Este panorama tem sido observado para espécies de moluscos em todo o mundo; contudo, aqui no Brasil a falta de dados sobre diversas espécies é um sério entrave. Informações sobre a taxonomia, sistemática, biologia reprodutiva, crescimento, distribuição, são essenciais para o conhecimento das espécies e seus status de conservação. Na última avaliação das espécies ameaçadas de extinção do Brasil, grande número de moluscos continentais foi classificado como DD (data deficient) ou NT (near threatened), categorias onde o conhecimento é insuficiente para avaliação apropriada. Reconhecendo a necessidade de se reverter esta situação, o Ministério do Meio Ambiente estimula a geração de conhecimento sobre estas espécies no âmbito da Portaria 43/2014. Assim, o presente projeto visa diminuir a falta de conhecimento sobre alguns grupos de moluscos de água doce, especialmente Ancylinae (Gastropoda) e Hyriidae (Bivalvia), tendo em vista a conservação das espécies. Para alcançar tal objetivo são propostas expedições de campo para obtenção de material com partes moles que permitam análises da concha, morfologia interna e biologia molecular. Além disto, vamos inventariar todos os moluscos ocorrentes nas localidades de coleta, permitindo aprimorar os mapas de distribuição e co-ocorrência das demais espécies. Estes também poderão ser utilizados em futuros estudos taxonômicos e sistemáticos. Em síntese, pretendemos aprimorar o conhecimento básico sobre os moluscos de água doce, não apenas subsidiando a sistemática, taxonomia e distribuição, mas também obtendo dados para melhores avaliações do estado de conservação destas espécies. Assim, estamos desenhando expedições com multipropósitos visando abordar diversas questões, porém relacionadas, de forma a maximizar os recursos empregados.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sônia de Avila Botton

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • pythium insidiosum: análises filogenéticas e filogeográficas baseadas em genes constitutivos e flagelares e suscetibilidade in vitro aos antimicrobianos nanoparticulados
  • Pythium insidiosum é um oomiceto aquático do Reino Stramenopila, Classe Oomycetes, Ordem Pythiales, Família Pythiaceae, Gênero Pythium e Espécie P. insidiosum com capacidade de infectar animais e seres humanos, resultando em uma enfermidade geralmente fatal, denominada pitiose. A pitiose é uma doença piogranulomatosa, prevalente em áreas tropicais, subtropicais e temperadas. Em humanos é uma enfermidade de prognóstico desfavorável, comum no sudeste da Ásia, principalmente na Tailândia. A pitiose humana também vem sendo descrita em outros países, inclusive no Brasil. Aspectos relacionados à variabilidade genética de isolados de P. insidiosum de diferentes regiões do Brasil e Tailândia, são importantes em estudos filogenéticos e filogeográficos de P. insidiosum, a fim de aperfeiçoar as técnicas de diagnóstico, elucidar diferenças na virulência, patogenicidade entre os isolados e nas relações agente-hospedeiro-meio ambiente. Os estudos de evolução molecular de P. insidiosum são realizados utilizando as sequências obtidas a partir de genes constitutivos e de um importante gene que codifica uma proteína imunodominante de P. insidiosum. Marcadores como pf16 e ocm1 relacionados com a expressão de proteínas da composição dos flagelos do zoósporo de P. insidiosum foram apontados como promissores para estudos de filogenia e evolução de oomicetos. Destaca-se que, o uso de um gene em estudo de evolução não representa a evolução de um genoma por completo, sendo necessário avaliar genes independentes e comparar os mesmos filogeneticamente. O tratamento de infecções causadas por P. insidiosum em animais e humanos é complicado pelas características singulares do agente, o qual, não possui ergosterol na membrana plasmática, sitio alvo da grande maioria das drogas antifúngicas. Dessa forma, P. insidiosum não é responsivo aos quimioterápicos disponíveis, sendo, imprescindível o desenvolvimento de opções terapêuticas inovadoras. Neste sentido, o desenvolvimento de nanopartículas (nanocápsulas e nanoesferas) representa um avanço significativo sobre os métodos tradicionais de administração de fármacos em termos de eficiência e eficácia. Essas formulações permitem a liberação controlada de princípios ativos, visando à diminuição de efeitos tóxicos e/ou aumento do índice terapêutico. Formulações contendo nanopartículas de óxido de cobre, demonstraram haver inibição no crescimento in vitro dos oomicetos Pythium aphanidermatum e Pythium ultimum, além disso, o uso de Melaleuca alternifolia em nanoemulsão, apresentou resultados promissores sobre o isolado P.insidiosum. Este projeto tem como objetivo avaliar a diversidade genética de isolados de P. insidiosum oriundos de lesões clínicas e ambientais provenientes de regiões da América, especialmente Brasil e Ásia, utilizando os marcadores genéticos: ITS, coxII, pf16 e ocm1. Adicionalmente buscar-se-á avaliar a evolução intra-espécie dos isolados de P. insidiosum. Estas análises são relevantes para observar a variabilidade genética presente na espécie em estudo, verificar a evolução dentre os isolados de P. insidiosum, bem como auxiliar a elucidar aspectos relacionados à patogenia e epidemiologia da pitiose. Além disso, buscar-se-á pesquisar a suscetibilidade in vitro de isolados de P. insidiosum às substâncias nanoparticuladas para testar futuras alternativas envolvendo a inovação tecnológica para o tratamento à pitiose clínica.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sonia Elisa Caregnato

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • citação a dados de pesquisa: implicações práticas e teóricas para a comunicação científica
  • O compartilhamento dos dados de pesquisa em repositórios é um tema emergente e que afeta diferentes setores da sociedade, pois tem o potencial de ampliar a transparência e prestar contas do financiamento pública à ciência. A fim de estimular a disponibilização e acesso a dados de pesquisa no formato aberto, alguns agentes do processo, como editores científicos, instituições de fomento, bibliotecas e repositórios, têm promovido a citação a dados de pesquisa tanto como forma de descrevê-los corretamente para recuperação, como também para reconhecimento e, portanto, recompensa no sistema de comunicação científica. No entanto, o significado da citação das publicações não é aceito sem controvérsias na ciência e nos estudos avaliativos e/ou cientométricos. Dados de pesquisa não são publicações tradicionais e, portanto, trazem uma série de problemas adicionais que ainda não foram ampla e profundamente examinados. Partindo dessas indefinições, o projeto de pesquisa tem como objetivo geral analisar as práticas de citação a dados de pesquisa nas suas relações com as teorias de citação a publicações, a fim de compreender como acontecem os processos de recompensa e avaliação no âmbito da ciência aberta e em rede. Como os objetivos específicos, busca-se: a) elaborar uma síntese integrativa do conhecimento sobre compartilhamento e reuso de dados de pesquisa, por um lado, e avaliação científica e suas métricas, por outro, enfatizando os aspectos relacionados ao papel da citação; b) avaliar as práticas de citação a dados de pesquisa de pesquisadores brasileiros, a partir das citações em artigos e das percepções dos pesquisadores; c) compreender o papel das citações a dados de pesquisa no contexto da comunicação científica e da avaliação da ciência e os desafios a sua efetivação tecnológica. Para atingir isso, a pesquisa adotará a triangulação de métodos, constituindo-se em pesquisa teórica, pelo método bibliográfico, e pesquisa empírica, pela análise bibliométrica e de conteúdo dos artigos que citam dados de pesquisa e pelo questionamento direto aos pesquisadores sobre a citação a dados de pesquisa. Busca-se, com este trabalho, entender os novos processos de produção e comunicação científica e gerar conhecimento que subsidie a adoção de soluções tecnológicas adequadas e significativas para aqueles a quem elas se destinam, no caso, pesquisadores brasileiros das diferentes áreas do conhecimento.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sônia Elisa Marchi Gonzatti

Outra

Divulgação Científica
  • a formação da cultura científica: meninas aprendendo, mediando e difundindo saberes e práticas em ciências exatas e tecnológica
  • Esta proposta visa contribuir para aumentar a presença feminina em (futuras) profissões e cursos voltados à área de Ciências Exatas e Tecnológicas. Quanto ao contexto, serão envolvidas três escolas públicas do Vale do Taquari/RS, que totalizam 1306 estudantes matriculados, sendo 1.199 deles nos Anos Finais do Ensino fundamental e no Ensino Médio. Ao propor um conjunto de ações, sob uma abordagem integradora e interdisciplinar das Ciências Exatas e Tecnológicas, a meta é contribuir para a formação da cultura científica de meninas e mulheres, estudantes da Educação Básica e da graduação, fomentando sua atuação cidadã e crítica como mediadoras em processos de divulgação e difusão de conhecimentos nesta área. As ações desta proposta são concebidas em duas direções, complementares e convergentes. Na direção horizontal, propõe-se a Integração intraescolar, no qual as bolsistas ICJ, IC, lideradas por uma professora ATP-A, promoverão ações voltadas a três eixos integradores, que asseguram o diálogo e a aproximação de saberes de diferentes campos conceituais. Os eixos integradores são: Experimentação, Aplicativos Computacionais e Ensino de Astronomia, em que os saberes e as práticas a serem explorados serão desenvolvidos a partir de situações de estudo, com ênfase na integração entre disciplinas, na contextualização e na participação interativa dos estudantes. Na direção vertical, propõe-se a Integração Interunidades, através da qual serão realizadas atividades envolvendo a instituição proponente e as três escolas participantes. O conjunto das ações, entrecruzando os três Eixos integradores e as duas dimensões de atuação são apresentados em uma matriz síntese de referência. Além disso, as ações propostas são inspiradas na espiral da cultura científica e seus quadrantes, conforme proposto por Vogt (2003). Convergente com o objetivo geral, a problemática central desta proposta visa analisar, por meio de alguns instrumentos de recolha de dados ao longo do processo, em que medida a participação ativa e mediadora em atividades com foco na divulgação e difusão científicas contribui para a formação da cultura científica de meninas. Em termos gerais, pretende-se contribuir com a democratização da ciência e com a formação científica dos sujeitos envolvidos, enfatizando a ampliação da participação feminina em atividades e cursos relacionados às Ciências Exatas e Tecnológicas.
  • Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES - RS - Brasil
  • 01/12/2018-31/05/2020
Foto de perfil

Sonia Kramer

Ciências Humanas

Educação
  • linguagem e rememoração: crianças, famílias, professores/as e suas histórias
  • Este projeto de pesquisa - Linguagem e rememoração: crianças, famílias, professores/as e suas histórias – se situa no âmbito do grupo de pesquisa INFOC – Infância Formação e Cultura, da PUC-Rio. Tem como objetivo geral conhecer a história de vida de crianças, seus/suas professores/as e suas famílias, identificando e compreendendo as marcas presentes do cuidar e ser cuidado nas narrativas das pessoas que frequentam creches, pré-escolas e escolas. Propõe-se a ouvir esses sujeitos, suas histórias de vida, no entrecruzamento da experiência e rememoração do processo de educação, entendido como ensinar, cuidar e ser cuidado. Apoia-se em Mikhail Bakhtin, Walter Benjamin e Martin Buber e assume a linguagem como central nas interações sociais. Serão adotadas as seguintes estratégias metodológicas: observação intensiva, entrevistas e interações a partir de produções culturais das e para crianças.Com o foco na narrativa pessoal de crianças e adultos, referencial metodológico proposto é o de histórias de vida de crianças e adultos, entendendo que entrevistas, individuais e coletivas - potencializam a narrativa. Serão entrevistadas cinquenta e quatro pessoas (dezoito crianças, dezoito responsáveis e dezoito professores/as): três crianças (de três a dez anos), três responsáveis (um de cada criança) e três professores/as em cada instituição (uma creche pública, uma creche comunitária; duas pré-escolas públicas; duas escolas públicas de Ensino Fundamental com turmas de Educação Infantil. As estratégias preveem ainda a criação de álbuns de memórias e a reunião/coleção de registros escritos, cartas, fotografias, relatos orais, textos literários (contos populares, poemas), músicas, brinquedos, entre outras produções e objetos culturais encontrados ou produzidos ao longo do processo.Os resultados da pesquisa podem contribuir, de um lado para a construção de um olhar crítico das concepções e ações de cuidar do outro e cuidar de si na Educação Infantil e no Ensino Fundamental; de outro lado, para repensar essas relações, em especial quanto à responsabilidade dos adultos pelas crianças e podem, ainda, fornecer subsídios para políticas públicas voltadas à qualidade das relações entre adultos e crianças em creches, pré-escolas e escolas de Ensino Fundamental e para a formação prévia e continuada de profissionais de educação que atuam com crianças de três a dez anos de idade.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020