Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Silvia Carolina Guatimosim Fonseca

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • plataforma baseada em crispr/cas9 e vírus adeno-associado como ferramenta para estudo da maturação e hipertrofia cardíaca
  • A ciência, sem a preocupação com o domínio da tecnologia, não interrompe o ciclo de drenagem do conhecimento que leva a inovação para os países desenvolvidos. Para isto é crucial concentrarmos esforços no desenvolvimento de novas ferramentas científicas e sua implementação no Brasil, principalmente no que se refere a tecnologias de ponta. Recentemente, a coordenadora deste projeto em colaboração com o grupo do Dr. William Pu (Diretor da Divisão de Pesquisa em Cardiologia do Boston Childrens Hospital/ Harvard Medical School) inovou ao desenvolver uma nova plataforma experimental, denominada CASAAV, com o objetivo de deletar proteínas in vivo, de forma tecido específica. A plataforma CASAAV baseia-se na associação da técnica de Crispr/Cas9 ao uso de vírus adenoassociado do tipo 9 (AAV9) para o nocauteamento tecido específico de proteínas cardíacas de interesse. Neste projeto pretendemos dar um salto qualitativo no esclarecimento dos mecanismos envolvidos na maturação do cardiomiócito, utilizando como estratégia experimental a plataforma CASAAV. A maturação do cardiomiócito é um evento chave no processo do desenvolvimento cardíaco, mas ainda pouco esclarecido. Nos últimos anos, grande atenção tem sido dada ao processo de maturação de células cardíacas, principalmente se considerarmos que esta etapa é fundamental para o desenvolvimento de cardiomiócitos maduros a partir de células progenitoras. O pouco conhecimento acerca desta etapa do desenvolvimento cardíaco tem limitado enormemente o desenvolvimento de novas terapias de regeneração cardíaca, a partir do uso de células tronco. E isto se dá, porque em geral, cardiomiócitos derivados de células tronco apresentam um fenótipo imaturo em vários aspectos. Desta forma, desvendar as etapas, mais especificamente os elementos sinalizadores que exercem papel chave no processo de maturação de cardiomiócitos é atualmente um dos principais focos da pesquisa voltada para a regeneração cardíaca. Resultados já obtidos pelo nosso grupo de pesquisa, demonstram que o receptor de rianodina (Ryr2) desempenha um papel, até então desconhecido, na maturação e desenvolvimento da célula cardíaca. Mais especificamente, a presença de Ryr2 é fundamental para a formação e manutenção dos túbulos-T. Túbulos T são invaginações do sarcolema, que ocorrem durante o processo de maturação do cardiomiócito e desempenham um papel estrutural importante no processo de contração cardíaca. Este projeto tem como objetivo aprofundar o conhecimento acerca do mecanismo pelo qual o Ryr2 atua na maturação do cardiomiócito, mais especificamente na manutenção dos túbulos T e durante o desenvolvimento da hipertrofia cardíaca. Para abordar esta questão de forma eficiente, iremos utilizar a plataforma CASAAV aliada a técnica de RNAseq e ao processamento de bioinformática, com o objetivo de responder a grande pergunta: qual a importância do Ryr2 para a maturação do cardiomiócito e durante o desenvolvimento hipertrófico cardíaco patológico?
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sílvia Cristina Alves França

Engenharias

Engenharia de Minas
  • desenvolvimento de processos de beneficiamento mineral com redução no consumo de água e produção de rejeitos pastosos para eliminação de barragens
  • A demanda crescente por bens de consumo pelas sociedades, somada à queda na qualidade das jazidas, com minérios de menor aproveitamento promove a geração de quantidades cada vez maiores de rejeitos, assim como a necessidade de expansão das estruturas de armazenamento/disposição dos mesmos. Ao mesmo tempo, cresce a frequência dos acidentes ocorridos com as barragens, o que desperta a atenção da comunidade técnico-científica e Governo para a questão da segurança dessas obras e sua operação. Estudiosos e especialistas em construção e monitoramento de barragens apontam para as necessidade de modificação no processo de produção dos rejeitos, destacando que: i) a redução do teor de umidade dos rejeitos para disposição com baixo grau de saturação é o processo mais promissor para redução de riscos e isso se dará pela utilização de operações de desaguamento (espessamento e filtragem), para produção de polpas com alta densidade antes de disposição nas barragens de rejeito; ii) a disposição de rejeitos em forma de pastas é uma vertente relativamente nova, que vem sendo defendida por muitos estudiosos e técnicos, devido à maior segurança operacional; porém, a produção de pastas minerais por espessamento requer, ainda, estudos mais aprofundados de reologia e modelos matemáticas que consigam prever o seu comportamento ante ao bombeamento e empilhamento nas barragens ou áreas de disposição; iii) as operações de desaguamento são importantes, ainda, na recuperação de água de processo e redução do consumo de água nova nas operações de beneficiamento, conferindo maior sustentabilidade à atividade de mineração; além do mais, iv) 47% dos acidentes ocorridos com barragens tiveram como causa principal a liquefação, que é a perda de resistência por deformação, acarretada, principalmente, pela presença de água na massa de rejeito. A produção de rejeitos pastosos e não saturados leva à possibilidade de empilhamento dos mesmos, adotando-se a forma seca de disposição, minimizando a necessidade de barragens de rejeitos convencionais. A vantagem desse tipo de disposição vai além da segurança, atingindo, especialmente, a maximização na recuperação da água contida nos rejeitos. Dessa forma, vislumbra-se nesse projeto uma oportunidade para o Brasil encetar ações de PD&I, de forma a fortalecer a prática do uso de operações de desaguamento nos rejeitos da mineração, para sua disposição de maneira mais segura e ambientalmente mais amigável.
  • Centro de Tecnologia Mineral - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021