Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Helder Louvandini

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • modelo de estudo da via de hormônios esteroidais em células miometriais de ovelhas com foco na toxicidade de compostos bioativos utilizados na nutrição animal
  • É crescente a busca por alimentos alternativos e ou subprodutos na alimentação de ruminantes para redução de custos de produção, dentro da premissa de garantir correta nutrição, reprodução e bem-estar dos animais. Inúmeros compostos bioativos podem estar presentes nestes alimentos e determinar alterações metabólicas no organismo animal, bem como deixar resíduos em seus produtos, expondo desta maneira a cenário contraditório, nutrição e toxicidade originadas do mesmo produto. Para indicação correta de determinado alimento e promover a segurança alimentar dos humanos que consomem os produtos de origem animal estudos são imprescindíveis. O método de cultura de células é considerado como padrão em pesquisas para emular o ambiente celular que representa o estado in vivo tanto quanto possível. A cultura primária de células miometriais de ovelhas possibilita a reprodução do fenótipo celular encontrado no tecido de origem, permitindo avaliação da toxicidade de compostos bioativos destinados a nutrição animal. O primeiro desafio será direcionado ao efeito tóxico do gossipol, encontrado no caroço do algodão (Gossypium spp.). Objetiva-se estabelecer cultura primária de células miometriais e investigar a hipótese que as vias dos hormônios esteroidais, 17β-estradiol, progesterona e apoptose, podem ser influenciadas pelo gossipol. Desta maneira teremos conhecimento mais preciso sobre os níveis adequados que podem ser utilizados na dieta dos ruminantes sem efeitos deletérios. Uma vez estabelecido o modelo de cultura primária animal no Laboratório de Nutrição Animal, quiçá num futuro próximo, consigamos tornar esse método interdisciplinar partindo de células animais e extrapolando para células humanas, como já acontece com o modelo de ovário policístico em fêmeas ovinas
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Helen Bedinoto Durgante

Ciências Humanas

Psicologia
  • ensaio de efetividade de um programa de psicologia positiva online para a promoção de saúde
  • Aspectos teórico-metodológicos via abordagem Cognitivo-Comportamental e Psicologia Positiva para promoção de saúde ainda são pouco investigados, embora na literatura internacional diferentes programas têm sido implementados com redução do desenvolvimento de psicopatologias. Esta pesquisa envolver um programa de Psicologia Positiva, originalmente desenvolvido, implementado, avaliado e manualizado para promoção de saúde de aposentados. O programa intervém sobre valores e autocuidado, otimismo, empatia, gratidão, perdão e significado de vida e trabalho, em seis sessões semanais grupais (2h cada). Foram conduzidos estudo piloto, de viabilidade e de eficácia com melhoras em satisfação com a vida, resiliência, estresse percebido, depressão e ansiedade no grupo interventivo, e otimismo, empatia, sintomas de depressão e ansiedade quando comparado ao grupo controle. Os efeitos contatados se mantiveram aproximadamente três meses após o programa. Devido à pandemia de COVID-19, o programa foi adaptado para a versão online e promoção de saúde de profissionais de saúde/assistência/educação. A pesquisa incluiu estudo de adaptação, de viabilidade/piloto, de eficácia, capacitação de profissionais para replicações em ensaio de efetividade, com resultados preservados na versão online, resultando na elaboração do manual de implementação online. Este projeto visa dar continuidade às pesquisas, incluindo a implementação de novos grupos para aumento da amostra, avaliações pré-pós teste e de seguimento (três meses), análise de subgrupos e capacitação de pessoal em nível de graduação. Será utilizado método misto para avaliação de resultados e de processo, disponibilizadas capacitações e manual técnico para profissionais replicarem o programa em diferentes contextos. Este projeto faz parte de pesquisas atuais e pioneiras em contexto nacional em meio a momento pandêmico crítico, quando dispositivos de saúde com acessibilidade remoto tornam-se indispensáveis para a promoção de saúde pública.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 10/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Helen Hermana Miranda Hermsdorff

Ciências da Saúde

Nutrição
  • rede para enfrentamento da obesidade em minas gerais – renob-mg: excelência em gestão na atenção primária à saúde
  • As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) são um dos maiores problemas de saúde pública do Brasil e do mundo. Em decorrência do crescente aumentos dessas como perfil epidemiológico da população brasileira e de seus determinantes serem passíveis de prevenção e, ou, controle, o presente projeto tem como objetivo promover a utilização das boas práticas referentes ao Modelo de Excelência em Gestão Pública para o enfrentamento e controle de DCNT em municípios em Minas Gerais (MG) com alta prevalência dessas no âmbito da Atenção Primária à Saúde. A seleção dos municípios mineiros a serem contemplados no presente projeto, até o momento, seguiram os seguintes critérios: (1) altas prevalências de obesidade, hipertensão arterial e diabetes mellitus de todos os 853 municípios de MG, em comparação às prevalências médias do estado; (2) distribuição dos municípios por Macrorregião de Saúde de MG, com preferência por aquelas com maior número de municípios com alta prevalência. Os dados de obesidade foram obtidos através do relatório público de obesidade de 2019 disponibilizado pelo Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN) e as informações sobre o quantitativo hipertensão e diabetes foram retiradas do Sistema de Informação em Saúde para a Atenção Básica (SISAB). Desse modo, o projeto contemplará um total de 83 municípios de MG, distribuídos em quatro macrorregiões de saúde: Sudeste, Sul, Oeste e Centro. O número de vagas para formação dos profissionais de saúde foi definido por levantamento do número de Equipes da Saúde da Família – eSF e equipes NASF presentes nos 83 municípios, utilizando os dados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), referente a janeiro de 2020. Para estabelecimento de vagas para gestores de saúde (06/ município, total de 498) foram definidos cargo com prioridade, a saber, secretário e subsecretário de saúde, coordenadores da Atenção Básica, Vigilância em Saúde/ Vigilância epidemiológica, Nutrição e NASF. Cada uma das 04 macrorregiões receberá apoio técnico-científico da Universidade Executora - Universidade Federal de Viçosa (UFV, campus Viçosa) ou de uma das Universidades colaboradoras, a saber: Universidade Federal de Alfenas (Unifal), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Federal de São João Del-Rei (UFSJ). As IFES irão apoiar as ações e estão localizadas estrategicamente para cobrir cada macrorregião do projeto. As atividades do projeto consistem na realização da avaliação diagnóstica e análise situacional dos municípios participantes, por meio de indicadores de desempenho da gestão, da qualidade da linha de cuidado e da organização do processo de trabalho dos municípios e, de formação de gestores e profissionais de saúde por meio de estratégias ativas, efetivas e inovadoras que promovam a organização e a qualificação do cuidado às pessoas com DCNT, a abordagem de fatores de risco modificáveis e a reorganização dos processos de trabalho das equipes, e promoção da excelência da gestão da APS, como descrito no objetivo deste projeto. Para tanto, as atividades de formação compreenderão temáticas relacionadas aos blocos e diretrizes do Modelo de Excelência em Gestão Pública (MEGP) e às competências e conhecimentos necessários para o enfrentamento e controle das DCNT, a partir das diretrizes preconizadas pelo Ministério da Saúde. As questões serão avaliadas por meio de um questionário eletrônico, desenvolvido por meio da plataforma TypeForm. A modalidade de formação adotada será a semipresencial. As atividades de formação para gestores de saúde somarão um total de 112 h (24 h presenciais e 88 h à distância). As 498 vagas serão distribuídas em 17 turmas de até 30 participantes, proporcionais entre as quatro macrorregiões participantes. Em relação à formação para profissionais da saúde, serão oferecidas 180 vagas por macrorregião (6 turmas de 30 profissionais de saúde), com carga horária total de 186 h (40 h presenciais e 146 h à distância). As atividades à distância serão realizadas no Ambiente Virtual de Aprendizagem oficial da UFV (PVANet), que consiste em uma plataforma desenvolvida especificamente para as atividades de ensino e extensão realizadas pela instituição. Os temas a serem abordados são Ciclo de Gestão Pública, Marketing Social e Comunicação, Gestão e Elaboração de Projetos, Promoção da Saúde, Prevenção, Tratamento e Gestão nas DCNT, dentre outros. Após formação, será aplicado um questionário para identificar as principais percepções dos profissionais e gestores de saúde sobre o que é factível na prática, considerando a capacidade organizacional de sua unidade em relação aos processos de trabalho. Após 7-9 meses de formação, será realização caracterização dos ingressos e egressos, e outros instrumentos que avaliem o alcance, adesão e efetividade da formação. Em relação à divulgação e e à tradução do conhecimento, além da publicação de artigos científicos, a fim de validar metodologia aplicada e sua eficiência, pretendemos promover ações para popularizar e disseminar nossos resultados e conhecimentos adquiridos para sociedade, mediante uso de mídias sociais, Webinários, cartilhas, aplicativos, e-books, ações de marketing, vídeos e podcasts. Diante do exposto, ademais de desenvolver estratégias efetivas e inovadoras de formação para trabalhadores de saúde de nível superior e gestores da Atenção Primária à Saúde para controle das DCNT, nossa equipe entende que o presente projeto poderá ter impacto no perfil epidemiológico nos municípios selecionados, desde que, após formação, os participantes serão capazes de realizar adequada análise situacional e solução de problemas mediante organização do processo de trabalho e realização de projetos de intervenção.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Helen Hermana Miranda Hermsdorff

Ciências da Saúde

Nutrição
  • efeito da amêndoa da castanha de caju e seu óleo sobre marcadores de risco cardiometabólico, genéticos e da microbiota intestinal em indivíduos com excesso de peso
  • A obesidade é uma doença crônica de proporção pandêmica e fator de risco para outras doenças crônicas, como diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares. O acúmulo excessivo de gordura corporal está caracterizado por uma inflamação crônica subclínica, estado oxidativo e composição da microbiota intestinal alterada. Ainda, mecanismos (epi)genéticos tem sido úteis no entendimento molecular da relação entre todas essas vias metabólicas da obesidade e comorbidades. Por sua vez, a castanha de caju (Anacardium occidentale L.), nativa brasileira tem perfil lipídico cardioprotetor com alto conteúdo de gordura monoinsaturada e interessante conteúdo de compostos bioativos (ex. catequinas, selênio, zinco). Embora seja uma das mais consumidas no mundo, é ainda das menos estudadas. Sobre seu óleo, ainda não há estudos dos potenciais benefícios à saúde cardiovascular, apesar de semelhança química com outro óleo bastante estudado, o azeite de oliva. Diante do exposto, nessa Fase 3 (3ª intervenção) dos Estudo Castanhas Brasileiras, nossa equipe investigará o efeito da castanha de caju e do seu óleo sobre a perda de peso, marcadores de risco cardiometabólico, inflamatórios, função endotelial, estresse oxidativo, microbiota e permeabilidade intestinal e expressão de miRNAs em adultos com excesso de peso. Para tal, realizaremos um ensaio clínico controlado aleatorizado paralelo, de 8 semanas, com três braços: controle, com restrição calórica (RC, -500kcal/dia); teste 1: RC com castanha de caju (30 g/dia); e teste 2: RC com óleo da castanha de caju (600 ml/semana). Assim, esperamos contribuir com evidências científicas robustas sobre os benefícios adicionais da castanha de caju e de seu óleo no tratamento da obesidade e na redução do risco cardiometabólico, em relação à restrição calórica, tratamento já estabelecido. O esclarecimento de mecanismos metabólicos e moleculares envolvidos proporcionarão ainda criação de novas estratégias de tratamento nutricional e, ou, farmacológico.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Helen Rodrigues Martins

Ciências da Saúde

Farmácia
  • estudo biomonitorado da planta medicinal do cerrado miconia ferruginata dc. (melastomataceae) na distrofia muscular de duchenne e no câncer .
  • Entre as estratégias disponíveis para a descoberta de novos fármacos a bioprospecção de plantas medicinais, associada ao conhecimento tradicional é uma via bastante promissora, sendo que o Cerrado se destaca pela biodiversidade. Entretanto, devido à falta de investimentos, trabalho oneroso e exaustivo e pouca valorização da farmacognosia, grande parte das plantas brasileiras ainda não foram estudadas e são usadas sem respaldo científico quanto à eficácia e segurança. O grupo de pesquisa em plantas medicinais da UFVJM tem estudado a flora do cerrado e a espécie Miconia ferruginata DC. (Melastomataceae) merece destaque. Popularmente conhecida como pixirica-do-campo ou babatenã, apresenta promissora atividade anti-inflamatória e antitumoral. Dados preliminares revelaram um elevado potencial terapêutico associado a eficácia e seletividade de ação, quando comparado com fármacos padrões. Foram identificados: potencial antioxidante associado à redução do burst respiratório de neutrófilos; potencial antiproliferativo em linfócitos estimulados e redução da inflamação muscular na distrofia muscular de Duchenne (DMD) e, elevado potencial anticâncer com indução de morte por apoptose e necrose em diferentes linhagens tumorais. Esses dados estimulam mais estudos sobre seus efeitos em doenças cujos tratamentos carecem de fármacos mais eficazes e seletivos, como neoplasias e a incurável DMD. Este trabalho tem como objetivo realizar um estudo biomonitorado das atividades anticâncer e anti-inflamatórias da planta Miconia ferruginata, além de determinar sua toxicidade in vitro e in vivo associado a caracterização química dos compostos ativos. Além disso, espera-se possibilitar a compreensão de mecanismos fisiológicos, celulares e moleculares envolvidos nas respostas biológicas ao fármaco, além de contribuir com o desenvolvimento da pesquisa científica e a valorização do conhecimento popular sobre as plantas medicinais do Cerrado da região do Alto Jequitinhonha.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helena Alves de Carvalho Sampaio

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • programa meu nutriguia: letramento e inovação em saúde na promoção da adesão ao guia alimentar para a população brasileira como estratégia de combate à obesidade
  • Introdução: Duas pesquisas realizadas por este grupo de pesquisadores e financiadas através do PPSUS (2009 e 2012) detectaram que há alta prevalência de baixo letramento em saúde na população, que não há conhecimento suficiente dos profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) para operacionalizar o conceito de letramento em saúde em suas práticas educativas e que os materiais educativos escritos oficiais podem não estar sendo bem compreendidos, pois sua elaboração não tem enfocado o letramento em saúde. Detectou-se dificuldade de compreensão tanto do antigo como do novo guia alimentar para a população brasileira. Delineou-se, então, a presente proposta, que está sendo submetida à Chamada CNPq/MS/SAPS/DEPROS Nº 27/2020 – Pesquisa em Doenças Crônicas Não Transmissíveis e Fatores de Risco Associados, eixo 1, linha 5, com foco no alinhamento de 3 estratégias de combate à obesidade: princípios do letramento em saúde, inovação tecnológica e guia alimentar para a população brasileira. Este grupo de pesquisadores já vem, atualmente, trabalhando no desenvolvimento de materiais educativos apoiados no letramento em saúde e na inovação tecnológica para combate às doenças crônicas, através da marca LISA (Letramento e Inovação em Saúde), tendo inclusive já dado entrada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) para registro desta marca. Objetivo: Elaborar, validar e implantar o Programa Meu NutriGuia na promoção da adesão ao Guia Alimentar para a População Brasileira, como estratégia de combate à obesidade. Metodologia: Estudo com um segmento metodológico e outro representado por um ensaio clínico randomizado controlado O local de estudo será constituído pelas Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS) da Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza. O público-alvo é representado por pessoas adultas de ambos os sexos, com excesso de peso, atendidas nas unidades citadas. O Programa Meu NutriGuia promoverá a adesão às orientações do Guia Alimentar para a População Brasileira através do uso de um aplicativo, de um conjunto de 10 vídeos e de um podcast com 13 episódios. O aplicativo, com o nome LISA Obesidade, já foi desenvolvido e validado e estão sendo tomadas as providências para disponibilizá-lo nas plataformas Android e IOS. Os vídeos serão desenvolvidos apoiados naqueles já desenvolvidos pelo Ministério da Saúde, mas adaptando-os aos fundamentos do letramento em saúde e ampliando sua abrangência. Pretende-se utilizar tecnologia simples e passível de ser facilmente reproduzida, mediante a utilização de aplicativos gratuitos ou de baixo custo. Serão utilizados os aplicativos Canva, InShot, GlitchCam e Vegas Pro 365 para a elaboração dos mesmos. Os vídeos serão disponibilizados em mídias sociais e através de Whatsapp do público-alvo. Através destes meios será acompanhada a cobertura dos vídeos. Os episódios de podcast serão desenvolvidos, hospedados e distribuídos pela plataforma Anchor, também de utilização gratuita. Esta plataforma também faz a estatística de episódios baixados e ouvidos. Os vídeos e episódios de podcast serão validados quanto à aparência e conteúdo. Os profissionais de saúde serão capacitados para utilização destas ferramentas na rotina de atendimento, como complementação à sua prática diária. Esta capacitação será online, através da plataforma Zoom, e compreenderá 32 horas, sendo realizada em duas semanas, quatro dias em cada semana, 4 horas de duração cada aula. Uma amostra de usuários do SUS será dividida em 2 grupos: controle e intervenção. A amostra necessária para se comparar as duas médias de perda ponderal, através do Teste t de Student para amostras independentes, como um Erro Alfa de 5% e um Poder de 80%, esperando-se, ao final da intervenção uma diferença de perda ponderal de 2,4Kg entre os grupos, é de 352 pessoas, 176 em cada grupo. O grupo controle receberá o atendimento padrão adotado nas UAPS e o grupo intervenção receberá consultas mensais, contatos telefônicos semanais, disponibilização do aplicativo e liberação programada dos 10 vídeos e 13 episódios de podcast. Todas as atividades serão monitoradas para se avaliar adesão aos comportamentos incentivados e utilização das ferramentas desenvolvidas. A intervenção terá duração de 6 meses. As tecnologias citadas são de fácil desenvolvimento e operacionalização, podendo ser utilizadas em qualquer lugar do País e podendo ser transferidas para a coordenação, execução e avaliação do Ministério da Saúde.
  • Universidade Estadual do Ceará - CE - Brasil
  • 07/12/2020-30/11/2023
Foto de perfil

Helena Bonciani Nader

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • heparinas e heparinóides na biologia tumoral e angiogênese: desenvolvimento de novas drogas
  • O laboratório de biologia molecular da UNIFESP possui expertise em glicobiologia que pode ser observada pelo impacto dos mais de 300 trabalhos publicados na área e vasta formação de recursos humanos. A proposta tem o intuito de fortalecer a a linha de pesquisa de desenvolvimento de novas drogas anti-angiogênicas, anti-inflamatórias e anti-neoplásicas derivadas de heparinas e heparinóides com a colaboração intra e interinstitucional com os grupos parceiros envolvidos neste projeto (Oftalmologia e campus Diadema da UNIFESP, bioquímica UFRN e FMABC , Health UCSD e University of Houston). A busca por novos compostos capazes de inibir a neovascularização em doenças neoplásicas e degenerativas é um importante passo no desenvolvimento de tratamentos mais eficientes e de baixo custo, já que as terapias utilizadas são de alto custo e não são completamente eficazes. A metodologia desta proposta inclui a modificação química de heparinas e a extração de polissacarídeos sulfatados de crustáceos e algas para a investigação de atividade anti-angiogênica, anti-inflamatória e anti-neoplásica em modelos de culturas de células endoteliais e tumorais assim como estudos em modelos animais de neovascularização de coróide e córnea e xenoenxerto de tumores de mama e pulmão em camundongos. Os ensaios bioquímicos envolverão o estudo de proliferação, diferenciação, angiogênese, morte, migração e adesão em células (tumorais e endoteliais selvagens ou com genoma editado por CRISPR para as enzimas de biossíntese de heparam sulfato) tratadas com os heparinóides. O entendimento da estrutura x função destes glicoconjugados na biologia vascular e tumoral assim como a relação das interações moleculares entre os compostos e a proteína alvo, compreensão de vias de sinalização afetadas e envolvidas poderão gerar novas estratégias terapêuticas, o que representa um alto potencial de inovação e exploração de novas fronteiras na área de glicobiologia.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helena Carasek

Engenharias

Engenharia Civil
  • impressão 3d para a construção civil – estudo multiescala da reologia e da aderência entre camadas de argamassa
  • A impressão 3D de artefatos tem impulsionado a inovação em diversas áreas produtivas e tecnológicas. Quando aplicada à Construção Civil, a manufatura aditiva apresenta diversos benefícios, tais como: produção rápida e com custo reduzido; minimização do desperdício e da geração de resíduos; automação do processo com consequente aumento da produtividade; além de possibilitar a produção de formatos complexos dispensando a utilização de fôrmas. Um dos maiores desafios para a popularização e domínio da impressão 3D na construção é o desenvolvimento científico e tecnológico do material para essa aplicação: a argamassa. Este compósito, no seu estado fresco, precisa apresentar comportamento tixotrópico, para ter fluidez suficiente para ser bombeado através dos mangotes e extrudado no bocal sem causar obstrução; durante o fluxo, a argamassa deve apresentar viscosidade baixa, porém, após a extrusão do filete, ela deve expor elevada tensão de escoamento, garantindo a estabilidade das camadas impressas. Ademais, é necessária uma aderência adequada entre as camadas de forma a garantir resistência mecânica e durabilidade para as paredes impressas com essa tecnologia. Sendo assim, a presente pesquisa visa estudar a tecnologia de impressão 3D de materiais cimentícios, com ênfase na definição e proporcionamento adequado dos materiais constituintes (aditivos, adições e agregados), nas propriedades das argamassas no estado fresco, bem como na ligação entre camadas, nas propriedades mecânicas e aspectos da durabilidade. A investigação será conduzida por meio de um estudo multiescala (micro, meso e macroscópica), tanto da reologia no estado fresco, como da aderência entre camadas. No Brasil, essa tecnologia ainda é bastante incipiente do ponto de vista de aplicação prática, mas em outros países, como China e EUA, o avanço tecnológico neste tema é marcante. Propõem-se, portanto, contribuir para que a tecnologia possa ser efetivamente introduzida na construção de edificações no país.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Helena de Ornellas Sivieri Pereira

Ciências Humanas

Educação
  • mal estar docente: ouvindo professores e propondo caminhos na constituição de sua identidade profissional, em tempos de pandemia
  • O mal-estar docente é um sentimento que constantemente afeta os profissionais da educação, devido as frequentes mudanças que ocorrem na educação. Com a pandemia mundial da COVID-19, esse quadro de mal-estar docente tende a piorar já que todos tiveram que se adaptar a um novo contexto. Com o isolamento social os professores tiveram que deslocar as salas de aula para dentro de suas casas, reinventando seus saberes e fazeres profissionais para essa nova realidade. Esta pesquisa visa analisar a percepção dos docentes quanto ao mal-estar provocado pelas mudanças impostas a sua prática, além de compreender quais estratégias de enfrentamento foram utilizadas, principalmente no que tange sua identidade profissional e a criação de seus saberes e práticas, para ao final do processo desenvolver junto com os docentes algumas estratégias de enfrentamento eficazes para a promoção de uma melhor qualidade de vida. Trata-se de uma pesquisa-ação, cuja metodologia prevê a formação de um grupo de até 20 professores da rede pública do município de Uberaba/MG, que lecionem no ensino fundamental. No início das atividades os professores produzirão um memorial narrativo sobre o mal-estar que vivenciam em relação às mudanças. Em seguida serão realizados 15 encontros através da plataforma Google Meet para que os profissionais possam, através de técnicas de reflexão, desenvolver o autoconhecimento e repensar sua construção identitária como docente. Ao final do projeto os docentes escreverão um novo memorial narrativo com as percepções que adquiriram ao longo desse processo. Os encontros do Google Meet serão gravados, transcritos e, posteriormente, analisados de acordo com a Análise de Conteúdo proposta por Bardin (1977), assim como o material produzido pelos memoriais narrativos. Espera-se que esses encontros gerem meios para o enfrentamento do momento crítico por que passa a educação e os docentes, podendo se tornar uma proposta permanente de ação continuada pela Casa do Educador.
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helena Maria Scherlowski Leal David

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • enfermeiros e equipes da atenção primária de saúde no contexto da pandemia de covid-19: reconfiguração do trabalho e das práticas para cenários futuros
  • Durante os primeiros meses da pandemia por Covid-19, a Atenção Primária de Saúde (APS) tem sido subsidiária das ações assistenciais hospitalares, atuando de modo emergencial como base para triagem e tratamento sintomático de casos leves, e encaminhamento de casos mais graves. As ações de planejamento e continuidade dos cuidados prestados por enfermeiros e equipes nos territórios sofreram alterações em sua dinâmica, impondo a reconfiguração dos processos de trabalho, relações sócio-técnicas e das práticas. Isto se dá tanto pelas demandas trazidas pela pandemia como pela conjuntura social e político-econômica adversa, pelos impactos diretos e indiretos à saúde da população. O trabalho de enfermeiros e equipes na APS envolve, por suas caraterísticas e seu conhecimento do território, a mobilização de recursos institucionais e comunitários em redes que podem gerar processos inovadores e potentes para o enfrentamento da crise sanitária, e para a reconfiguração dos cenários futuros, pós-pandemia. A pesquisa tem como objetivo analisar mudanças inovativas no processo de trabalho, práticas e nas redes sócio-técnicas onde atuam enfermeiros e equipes da APS em seis municípios de três Regiões brasileiras, durante e após a Covid-19. Trata-se de um estudo de métodos mistos, incluindo i) análise documental de protocolos, normativas e relatórios; ii) análise de bancos de dados secundários sobre a número e distribuição da força de trabalho de enfermagem e saúde e iii) levantamento de dados primários de natureza quanti-qualitativa, por meio de entrevistas, grupos-focais e uso softwares para Análise de Redes Sociais. Conhecer estes cenários locais pretende contribuir para a atualização de recomendações e políticas de saúde para a APS. Além de estudar os processos de trabalho e sociogramas das equipes, pretende-se aprofundar a análise de motivações, dificuldades e implicações advindas das mudanças na atualidade quanto aos cenários futuros da Atenção Primária de Saúde.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 28/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helena Megumi Sonobe

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • avaliação da implementação da atenção à saúde da pessoa com estomia no sistema único de saúde
  • Trata-se de um projeto multicêntrico, elaborado segundo Resolução nº 466/2012 da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa do Ministério da Saúde, que envolve pesquisadores da Universidade de São Paulo, da Universidade do Estado do Pará, da Universidade Federal de Alfenas, da Universidade de Brasília, Hospital da Universidade Estadual de Londrina, do Hospital Universitário Walter Cantídio do Ceará, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e Universidade Federal de Sergipe, com desenho misto, do tipo sequencial explanatório, sendo a primeira Etapa quantitativa, constituído por oito estudos, para a consecução do objetivo geral: avaliar a implementação e os resultados da Atenção à Saúde da Pessoa com Estomias no Sistema Único de Saúde, mediante os objetivos específicos: realizar revisão integrativa de literatura sobre a Prática Avançada de Enfermagem às Pessoas com Estomias na Atenção Primária à Saúde; Autocuidado de Pessoas com Estomias; Educação permanente sobre Estomias no SUS; e Assistência de Enfermagem à Pessoa com Estomia (Método da Revisão Integrativa); analisar a caracterização sociodemográfica, clínica e terapêutica, bem como as demandas de assistência de pessoas com estomias nas diferentes regiões brasileiras; analisar a estrutura, organização, dinâmica de atendimento, fornecimento quantitativo e qualitativo de equipamentos coletores/adjuvantes e a assistência especializada ofertada às pessoas com estomias nas diferentes regiões brasileiras; analisar os resultados alcançados com a assistência especializada e a reversão ofertada às pessoas com estomia nas diferentes regiões brasileiras; analisar as ações dos profissionais para o desenvolvimento do autocuidado de pessoas com estomia nas diferentes regiões brasileiras; e analisar a capacidade de autocuidado de pessoas com estomia nas diferentes regiões brasileiras (Estudos quantitativos descritivos transversais). A segunda etapa será de abordagem qualitativa, cujo objetivo geral é construir o significado da experiência dos atores, participantes do contexto da Rede de Atenção à Saúde da Pessoa com Estomias no Sistema Único de Saúde, que será alcançado mediante os objetivos específicos: analisar as características socioculturais e de autocuidado de pacientes e de seus familiares com estomia e equipamentos coletores e adjuvantes, nas diferentes regiões brasileiras; analisar a experiência das pessoas com estomias e de seus familiares sobre a assistência especializada ofertada pelo Sistema Único de Saúde, nas diferentes regiões brasileiras; analisar as características assistenciais, técnicas e de gestão de profissionais vinculados aos Serviços da Atenção à Saúde da Pessoa com estomia/Deficiência, nas diferentes regiões brasileiras; analisar a experiência dos profissionais assistenciais e gestores sobre a assistência especializada ofertada às pessoas com estomias e familiares, nas diferentes regiões brasileiras (Estudos exploratórios de abordagem qualitativa) e capacitar os profissionais da Rede de Atenção à Saúde da Pessoa com Estomia no Sistema Único de Saúde (SUS) das diferentes regiões brasileiras em relação às estratégias de ensino do autocuidado domiciliário para as pessoas assistidas e seus familiares e sobre a assistência à saúde de pessoas com traqueostomias (Estudo de intervenção de abordagem qualitativa) e propor materiais educativos sobre cuidados domiciliários, mediante os resultados deste projeto multicêntrico, para as pessoas com ileostomia/colostomia, urostomia e traqueostomia (Elaboração de material educativo). Com o desenvolvimento deste projeto multicêntrico, integrado por oito estudos, esperamos que os resultados possam subsidiar a viabilização de melhorias nesta Rede de Atenção, com implementação da assistência às pessoas com traqueostomias, bem como a educação permanente dos profissionais, para efetiva contribuição nas políticas de saúde e na gestão de recursos públicos. Ainda, acreditamos poder estabelecer uma rede de pesquisa sobre a assistência às pessoas com estomias no SUS.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 02/01/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Helena Teixeira Godoy

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • avaliação do comportamento de contaminantes durante o processamento de cacau
  • O Brasil é o sétimo maior produtor de cacau do mundo, sendo os estados da Bahia e Pará os maiores produtores nacionais, destacando-se na produção de cacau destinado à elaboração de “chocolates finos”, ademais, a cadeia produtiva do cacau nacional e derivados movimenta cerca de R$ 20 bilhões por ano. Para a obtenção da torta e da manteiga de cacau (principais produtos), as sementes do fruto passam por etapas de fermentação, secagem, torração, moagem e extração da gordura. Algumas dessas etapas são responsáveis não apenas pelas características sensoriais dos produtos de cacau, mas também são pontos-chave na produção de contaminantes, sobretudo aquelas que envolvem altas temperaturas (torração), levando à produção de compostos como acroleína, acrilaminda, furanos e hidrocarbonetos policíclicos aromáticos. Outros contaminantes, como as micotoxinas, podem ser gerados durante o cultivo ou mesmo nas etapas de fermentação, secagem e estocagem dos nibs contaminados com fungos micotoxigênicos. Tendo em vista essa problemática, aliado ao fato que o cacau brasileiro é comercializado com um alto valor agregado e que a presença desses contaminantes podem prejudicar a comercialização do produto, esse projeto tem como objetivo o desenvolvimento de métodos de análise para a determinação de contaminantes naturais e de processamento, avaliando o comportamento desses compostos ao longo do processamento do cacau até a obtenção da manteiga e torta de cacau e compostos voláteis orgânicos, que poderão ser utilizados como marcadores. Para tanto, serão empregadas técnicas cromatográficas (GC e HPLC) acopladas a detectores de fluorescência (FLD), arranjo de diodos (DAD) e/ou espectrometria de massas (MSD) de acordo com as características do analito de interesse. Adicionalmente, protocolos como QuEChERS, DLLME (dispersive liquid-liquid microextraction) e HS-SPME (headspace solid phase microextraction) serão empregados na extração dos contaminantes e dos compostos voláteis orgânicos das amostra
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Heline Sivini Ferreira

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • a atuação climática do poder judiciário brasileiro nos biomas amazônia, pantanal e mata atlântica
  • As riquezas encontradas nos biomas brasileiros têm sido constantemente ameaçadas pelos processos de exploração humana. As mudanças provocadas no uso da terra, como desmatamentos e queimadas, representam atualmente a principal fonte de emissões de gases de efeito estufa do país. Entre os anos de 1990 e 2014, o setor MUT emitiu cerca de 56 bilhões de toneladas de CO2 equivalente (tCO2e), o que representou 65% das emissões nacionais. Nesse cenário, os biomas Amazônia, Pantanal e Mata Atlântica, com suas riquezas e diversidades, despontam como foco de preocupações, sobretudo em face da inação do Poder Executivo no cumprimento do dever de protegê-los. Em face disso, tem-se como problema de pesquisa: como, diante da inação do Poder Executivo, o Poder Judiciário brasileiro tem atuado no enfrentamento aos efeitos adversos da mudança do clima nos biomas Amazônia, Pantanal e Mata Atlântica, fazendo prevalecer as normas nacionais e internacionais que disciplinam a temática e assegurando a proteção de um patrimônio nacional de importância singular? Posto o questionamento, objetiva-se analisar como o Judiciário, após a entrada em vigor da Política Nacional sobre Mudança do Clima, tem atuado no enfrentamento aos efeitos adversos provocados pelo aquecimento global, fazendo prevalecer as normas nacionais e internacionais que disciplinam a temática e assegurando o equilíbrio climático dos biomas Amazônia, Pantanal e Mata Atlântica. Para o cumprimento do referido objetivo, a pesquisa contempla três eixos de ação que serão conduzidos numa perspectiva teórica e prática, considerando as abordagens quantitativa e qualitativa. A partir dos resultados, será feita uma análise das três categorias de judicialização apontadas por Hirschl, refletindo-se sobre a transferência para o Poder Judiciário de questões de natureza política, tal como a mudança climática. Com isso, se reconhece a necessidade de compreender, para além de como ocorre essa atuação, as suas razões, limites e possibilidades.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helio Cesar Salgado

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • respostas cardiocirculatórias e inflamatórias em situações fisiopatológicas clínica e experimental
  • Diversas patologias tais como Hipertensão Arterial (HA), Insuficiência Cardíaca (IC), Infarto do Miocárdio (IM), Periodontite e Estomatite, apresentam significativo componente inflamatório, o qual tem sido associado a alterações das divisões simpática e parassimpática do Sistema Nervoso Autônomo (SNA). Embora tenha sido demonstrada significativa interação entre o SNA e os Sistemas Imunes - Inato e Adaptativo, os mecanismos envolvidos nesta interação carecem de melhor documentação. Assim como carece de melhor compreensão esta interação relacionada à fisiopatogenia da Estomatite Clínica. Assim, o objetivo deste projeto é desenvolver protocolos experimentais (IC, HA, IM, Estomatite e Periodontite) e clínico (Estomatite), com a finalidade de melhor caracterizar a interação entre o SNA e os Sistemas Imunes. Além disso, estudar, experimentalmente, o papel do barorreflexo e do quimiorreflexo na fisiopatogenia das morbidades destacadas acima, e seus possíveis efeitos na modulação das respostas inflamatórias. Experimentalmente serão utilizados ratos (Wistar, Sprague-Dawley e SHR) e camundongos geneticamente modificados com atenuação ou exacerbação do transportador vesicular da acetilcolina (VAChT), nos quais serão estudadas as variabilidades da frequência cardíaca e da pressão arterial. Clinicamente, será estudada a variabilidade da frequência cardíaca em pacientes com Estomatite. O fato de que o nosso laboratório possui significativa experiência no estudo dos modelos experimentais destacados acima; e o Grupo da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (USP) tem ampla experiência no estudo de pacientes com Estomatite. Estes elementos anteveem significativo sucesso na condução destes estudos experimentais e clínico, os quais visam a melhor compreensão da interação entre o SNA e os Sistemas Imunes, nas morbidades mencionadas acima. Além da caracterização experimental do papel do barorreflexo e do quimiorreflexo na modulação das respostas inflamatórias.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Helio Gauze Bonacorso

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de protomateriais baseados em máquinas moleculares, líquidos iônicos e moléculas fotoluminescentes (protomatter)
  • O projeto intitulado “Desenvolvimento de Protomateriais baseados em Máquinas Moleculares, Liquidos Iônicos e Moléculas Fotoluminescentes – PROTOMATTER”, tem por lastro científico a necessidade de desenvolvimento de materiais avançados de interesse para o Brasil; portaria MCTIC nº 1.122, 19/03/2020. Dez pesquisadores e ~40 alunos PG, originários de 05 diferentes Instituições (UFSM-sede, UFRGS, UFPB, UEM, UNIPAMPA), propõem como tema “materiais avançados”, tendo como base científica e tecnológica, a qualidade dos RHs e a adequada infraestrutura disponíveis nas 05 instituições envolvidas. O know-how deste grupo permitiu a convergência de interesses nesta temática, criando uma plataforma de “facilities” para o desenvolvimento de protomaterais a partir de blocos constrututores baseados em 03 tipos de moléculas centrais, ou seja, [2]rotaxanos, líquidos iônicos e moléculas fotoluminescentes. A temática do projeto está na fronteira do conhecimento da ciência, e seu avanço tem como consequência, além dos promateriais alvos, uma maior competitividade tecno-científica internacional nas áreas da química, física, físico-química e ciências dos materiais. O entrelaçamento dos 3 eixos temáticos propostos, visando a construção de novas moléculas orgânicas e a determinação de várias propriedades físico-químicas de interesse tecnológico atual e futuro, conduzirá à obtenção protomateriais avançados como protótipos de máquinas moleculares, LIs fluorescentes ligantes de G4s e moléculas aplicáveis a LCDs, OLEDs e sensores, todos com potencial aplicação em fotoabsorção, transporte de energia, microscopia, imunoensaios, engenharia genética, análises clínicas e toxicológicas, biologia molecular, foto- e quimio-sensores, células solares, biomarcadores e fotodinâmica. O projeto da academia também retornará à sociedade, além de RHs qualificados previstos (10-15 Drs., 12-15 MSc e ~05 Pós-docs), resultados tecno-científicos na forma de 35-40 artigos científicos e 2-3 patentes de inovação.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helio Radke Bittencourt

Ciências Humanas

Educação
  • percepção de qualidade e indicadores na educação superior
  • O termo qualidade é reconhecido como polissêmico, complexo e subjetivo, adquirindo diferentes significados de acordo com o contexto no qual é empregado. No que se refere à Educação Superior, são vastas as argumentações de que qualidade em educação não possui um único significado, ou seja, é possível que a qualidade em Educação Superior tenha um significado para um grupo e, ao mesmo tempo, tenha outros, bem distintos, para outros grupos. Este tema tem despertado atenção não só no cenário acadêmico, mas também da sociedade em geral, uma vez que os resultados de avaliações e acreditações têm sido usados em ações de comunicação e marketing das instituições. A expansão no número de agências de garantia de qualidade e de rankings nacionais e internacionais de universidades corrobora com esta constatação. Embora os critérios avaliativos utilizados nestas avaliações motivem críticas e debates, a repercussão de seus resultados tem consequências e impacta no meio acadêmico. Este projeto tem por objetivo geral investigar a relação entre qualidade percebida, entendida aqui como atributo de motivação dos estudantes para a escolha da instituição e/ou curso, e o resultado de avaliações oficiais e não-oficiais. Para tanto, serão realizadas análises estatísticas para identificação de associações entre variáveis que refletem o motivo da escolha do curso e resultados de indicadores de qualidade oriundos de fontes oficiais como o INEP e não-oficiais como Ranking Universitário da Folha (RUF), Times Higher Education (THE) e Quacquarelli-Symonds (QS). Os resultados serão úteis para esclarecer a comunidade científica e a sociedade em geral sobre o tema e ajudarão a dimensionar a importância dada às referidas avaliações.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Helio Zangrossi Junior

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • estudo da base neural subjacente à vulnerabilidade ao pânico através da optogenética e genética interseccional.
  • Estudos mostram que a vivência de adversidades durante a infância é um dos fatores de grande relevância para o desencadeamento de patologias psiquiátricas, como o transtorno do pânico. Recentemente foi proposto um modelo de estresse neonatal em roedores, que consiste em simular uma condição de pobreza, limitando o material disponível para que as lactantes cuidem adequadamente de seus filhotes. Essa experiência promove mudanças significativas no comportamento dos filhotes avaliados quando na vida adulta, incluindo uma maior resposta a estímulos panicogênicos, como o CO2. Neste projeto, empregaremos animais previamente estressados e que se tornaram reativos ao CO2, para identificarmos marcadores biológicos de vulnerabilidade ao pânico. O foco da pesquisa está voltado à circuitos neuronais serotoninérgicos, GABAérgicos e CRFérgicos que modulam a expressão de comportamentos associados ao pânico, como a fuga, em estruturas críticas, como o núcleo dorsal da rafe (NDR) e a substância cinzenta periaqueductal dorsal (SCPD). Para essas análises, empregaremos abordagens experimentais de grande importância em neurociência, porém pouco difundidas no Brasil, a optogenética e a genética interseccional. Essas técnicas, conjugadas com o uso de animais geneticamente modificados, permitem a manipulação de grupos seletos de neurônios e de vias neuronais. Com base em evidências coletadas ao longo dos anos em nossos laboratórios (vide referências listadas em seção abaixo), a hipótese a ser testada é que, em animais vulneráveis, a ativação de receptores de CRF em neurônios GABAérgicos, em uma subárea específica do NDR, iniba vias serotonérgicas que refreiam, na SCPD, o pânico. Acreditamos que o projeto, ao empregar uma abordagem de alto valor translacional na identificação de marcadores de vulnerabilidade, possa contribuir para surgimento de estratégias de intervenção precoce baseadas em evidências, bem como desvendar novos alvos para desenvolvimento de drogas panicolíticas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Hellen Jannisy Vieira Beiral

Ciências Biológicas

Biologia Geral
  • viageiro científico
  • O evento itinerante proposto, “Viageiro Científico” será um resgate às memórias dos processos de construção de materiais, instrumentos, equipamentos e metodologias que contribuíram e continuam contribuindo para o desenvolvimento científico e tecnológico no Brasil nos últimos 200 anos. As narrativas que serão utilizadas para a apresentação das oficinas e painéis temáticos privilegiarão a multidisciplinaridade e transversalidade da Ciência, tanto no contexto histórico das questões sociais como as relacionadas ao gênero e étnico-raciais, quanto a natureza histórica das ciências biológicas e do ensino de ciências em diversas áreas como zoologia, ecologia, bioquímica, citologia, histologia e química. O uso da história da ciência em diferentes níveis do ensino vem se consolidando como um grande potencial para evidenciar descobertas importantes e cientistas que participaram destas descobertas, aproximando-os dos estudantes da educação básica através de suas histórias de vida integrada aos seus feitos. Em consonância com o tema proposto para a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia deste ano, “Bicentenário da Independência: 200 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil, o “Viageiro Científico” continuará a médio e longo prazo contextualizando o conhecimento científico através dos aplicativos “VigIA” e “Ciência na Nuvem”, do podcast Recreio e das oficinas elaboradas especialmente para este evento ao serem ofertados para as escolas que demandarem.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Hellen Jannisy Vieira Beiral

Ciências Biológicas

Biologia Geral
  • eu vigio, tu vigias... e você, vigia?
  • O projeto “Eu vigio, tu vigias... E você, VigIA?”, proposto por docentes e pesquisadores de seis instituições do Estado do Rio de Janeiro, pretende evidenciar a importância socioambiental dos dados gerados com o aplicativo VigIA, produto da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2020 e inserir no cotidiano dos alunos da Educação Básica das escolas públicas de seis diferentes municípios do estado do RJ questionamentos sobre como a Ciência da Computação toca as Ciências Ambientais e Sociais através da transversalidade dos conhecimentos científicos inerentes a cada área. Para isto, em uma primeira etapa a ser realizada na SNCT, promoverá webinários sobre a transversalidade da ciência presente no VigIA e oficinas instrumentais relacionadas às questões do território, transformando formas de compartilhar as observações socioambientais em ferramentas de ensino. Em uma segunda etapa, pretende-se aprimorar a capacidade do VigIA para a construção de indicadores socioambientais, a ampliação das interações sociais entre os usuários e inserção da tecnologia machine learning, além da realização de intervenções nas escolas participantes com atividades práticas/experimentais, motivadas pelas ocorrências registradas no VigIA. Espera-se com o projeto, apresentar a articulação existente entre as questões sociais e ambientais com o uso do VigIA a um conjunto de atores do universo educativo.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 06/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Hellmut Eckert

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • novos materiais ópticos baseados em vidros e cerâmicas de oxifluoreto dopado de terras raras: estudos estruturais por métodos de ressonância magnética
  • Vide projeto anexo
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023