Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Terezinha De Jesus Andreoli Pinto

Ciências da Saúde

Farmácia
  • métodos alternativos para avaliação de endotoxinas: desafios e tendências internacionais visando a segurança de pacientes
  • As endotoxinas, mesmo na atualidade, representam uma grande preocupação, principalmente, no que tange os medicamentos parenterais, devido a capacidade que possuem de causar efeitos biológicos intensos tanto em seres humanos como em animais. O teste de pirogênio (in vivo) é amplamente utilizado na análise de medicamentos parenterais para fins de liberação do produto em sua forma final para consumo. Contudo, para sua execução faz-se necessário o uso de coelhos, o que é um assunto extremamente controverso nos dias de hoje devido aos princípios dos 3Rs (substituição, redução e refinamento), uma tendência mundial, que defende a redução do uso de animais e o desenvolvimento de testes in vitro que os substituam. O ensaio de endotoxinas bacterianas (in vitro) pode, em alguns casos, substituir o teste de pirogênios e, embora esteja bem consolidado, pode apresentar problemas no que tange a baixa recuperação de endotoxinas, bem como sofrer interferência de alguns componentes, o que provocaria a obtenção de resultados falso-negativos ou falso-positivos, comprometendo fortemente a segurança dos pacientes que utilizam tais medicamentos parenterais. Vale ressaltar que para a fabricação do reagente LAL são empregados caranguejos, cuja população vem decaindo, o que ressalta ainda mais a importância de métodos alternativos sensíveis e eficazes com aplicabilidade na rotina laboratorial. Em virtude do exposto, esse trabalho tem como objetivos principais o desenvolvimento e a validação de métodos alternativos destinados à determinação de endotoxinas bacterianas, com resolução de fluorescência utilizando fator C recombinante, aplicados a medicamentos parenterais de pequeno volume (soros hiperimunes) e de grande volume (solução fisiológica 0,9%) visando, respectivamente, a redução do uso de animais em ensaios de controle de qualidade, bem como a disponibilização de método alternativo para detecção de pequenas quantidades de endotoxinas, com vistas a segurança de pacientes em geral.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Tertius Lima da Fonseca

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • efeitos de solvente em propriedades elétricas e magnéticas de moléculas
  • Neste projeto apresentamos uma proposta de investigar propriedades elétricas e magnéticas de sistemas moleculares de interesse científico e tecnológico em solução. Planejamos começar o estudo das propriedades elétricas com o cálculo das (hiper)polarizabilidades de electrides cuja natureza difusa dos elétrons em excesso produz grandes valores da primeira hiperpolarizabilidade. Ao mesmo tempo, começaremos também o estudo das propriedades magnéticas com o cálculo das blindagens magnéticas nucleares, com ênfase para moléculas de interesse biológico (família de alcalóides).
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thaciana Valentina Malaspina Fileti

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • nanoestruturas peptídicas auto-organizáveis: estrutura, energética e eletrônica
  • Nanoestruturas peptídicas têm sido investigadas e apresentadas com um impressionante potencial de utilização para diferentes aplicações tecnológicas e biomédicas. Este projeto visa o estudo de nanoestruturas auto-organizadas, suas estruturas e propriedades, através de simulações de dinâmica molecular e cálculos ab initio. Dentre os diversas possíveis tópicos para estudo neste campo, três em especial foram selecionados: A) o estudo das propriedades estruturais e estabilidade de membranas peptídicas; B) o estudo da interação entre nanoestruturas de carbono e agregados de peptídeos; e C) o estudo das propriedades óticas e eletrônicas de nanoestruturas peptídicas. Para todos os sistemas propostos, técnicas de dinâmica molecular ou métodos DFT poderão ser empregados para elucidar sua a estrutura, estabilidade e termodinâmica, bem como suas propriedades óticas e eletrônicas. Esses estudos poderão indicar, por exemplo, quais as características físico-químicas e/ou eletrônicas dos sistemas estudados são importantes para a auto-organização bem como para as propriedades do material funcional resultante.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thadeu Mariniello Silva

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • tanino oriundo de planta nativa da região semiárida na dieta de ovinos em crescimento
  • Objetiva-se com este trabalho testar a hipótese de que o tanino adicionado à dieta de ovinos melhora os parâmetros de fermentação e perfil lipídico da carne dos animais. Para tal, será definido o melhor nível de tanino com base no consumo de nutrientes, parâmetros ruminais, digestibilidade, desempenho produtivo, características da carcaça, qualidade da carne e a emissão de metano pelos animais. O experimento será conduzido na fazenda experimental da Escola de Medicina Veterinária da Universidade Federal da Bahia, localizada em São Gonçalo dos Campos - BA. Para avaliação dos parâmetros ruminais, serão utilizados cinco ovinos Santa Inês, adultos, castrados, com aproximadamente 40 kg de peso corporal, canulados no rúmen, distribuídos num quadrado latino 5x5 (5 tratamentos e 5 períodos).Para avaliação do consumo, digestibilidade, desempenho, características de carcaça e da qualidade da carne serão utilizados 40 cordeiros Santa Inês não-castrados vacinados e vermifugados, com média de 90 dias de idade e peso inicial médio de 15 Kg, distribuídos num arranjo inteiramente casualizado (5 tratamentos com 8 animais por tratamento), sendo os tratamentos o nível de tanino adicionado à dieta, que serão: 0,0; 2,0; 4,0; 6,0 e 8,0% de tanino na matéria seca da dieta total. As dietas serão formuladas com proporção volumoso:concentrado 50:50 na forma de mistura completa. O concentrado será composto de farelo de milho, farelo de soja, sal mineral. Todos os animais serão alojados, individualmente, em baias, com piso suspenso de madeira ripada, providas de bebedouros e comedouros. Serão coletadas amostras das sobras, ingredientes e a ração fornecida para posteriores análises químicas e bromatológicas. Ao final do período experimental os animais serão submetidos ao abate para realização das análises da caracterização da carcaça. Os dados obtidos serão submetidos a contrastes polinomiais para se determinar o efeito linear e quadrático dos tratamentos (níveis de tanino). O peso inicial dos animais será utilizado no modelo estatístico como covariável quando significativo. O efeito será considerado significativo quando P<0,05 e o software utilizado será o SAS® 9.1.3.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thaís Augusta Cunha de Oliveira Máximo

Ciências Humanas

Psicologia
  • a saúde dos trabalhadores da saúde no contexto da pandemia do covid-19: prevenção e cuidado
  • Este projeto tem como objetivo analisar o campo da saúde e segurança de trabalhadores da saúde que atuam no enfrentamento à Pandemia por Covid-19 no Nordeste; buscando, em específico, analisar a utilização dos EPIs por parte dos trabalhadores. Tomamos como referência as abordagens clínicas do trabalho. O projeto está subdivido em dois estudos, sendo o primeiro, um estudo quantitativo, com profissionais de saúde dos serviços de referência para atendimento à pessoas com Covid-19, com amostra pareada entre os nove estados do Nordeste. Os profissionais participantes do Estudo I serão convidados a participar do Estudo II, compondo uma amostra intencional e não probabilística. Será utilizado como instrumento para o estudo I, um questionário sociodemográfico e ocupacional, com vistas a analisar condições de trabalho, uso de EPIs e outras formas de cooperação e estratégias de defesa entre os trabalhadores da saúde. Já para o Estudo II, roteiro de entrevista semi-estruturado, desenvolvido com base nos resultados preliminares do Estudo I, buscando acessar episódios vivenciados pelos entrevistados durante a pandemia. Os questionários e entrevistas poderão ser aplicados a partir de estratégia presencial ou virtual, a depender das possibilidades de acesso às unidades de saúde, em decorrência do risco de contagio ainda do Covid-19. Em sendo possível a aplicação presencial, utilizaremos o software Kobo Toolbox (Kobo), para coleta e armazenamento de dados. Os dados serão analisados por meio de análise estatística descritiva e inferencial, utilizando um pacote estatístico, e os dados qualitativos por meio da análise textual com uso do IRaMuTeQ. A partir dos resultados da pesquisa pretende-se trabalhar com o desenvolvimento de um observatório de dados, através de um sistema web com painéis (dashboards), para acompanhar as segurança e condições de trabalho. Além de aplicativo para permitir a alimentação dos dados do observatório por parte dos profissionais. Como resultados do projeto, espera-se identificar lacunas no uso dos EPI`s tomando-se como referência, por um lado, o não fornecimento dos equipamentos, e por outro, a adesão à sua utilização e boas práticas no uso de EPI`s. Também espera-se gerar indicativos para um protocolo de atenção em segurança e saúde para trabalhadores da saúde em situações de calamidade pública, como no caso da pandemia pelo covid-19, mas também em situações de desastres.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Thais Baptista da Rocha

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • comportamento da linha de costa e vulnerabilidade à erosão costeira no complexo deltaico do rio paraíba do sul (rj)
  • As praias arenosas são ambientes dinâmicos que sofrem constantes processos de erosão e acreção, devido a alternância na energia das ondas, alterações no transporte litorâneo, variação do nível do mar, além de fatores antrópicos. No litoral fluminense, o Complexo Deltaico do Rio Paraíba do Sul (CDRPS) envolve cerca de 1/4 do litoral fluminense, e possui características de evolução quaternária, dinâmica sedimentar e exposição às ondas de tempestade diversificadas. Associado a esses fatores, a presença de obras de engenharia costeira faz com que esse litoral tenha um comportamento de linha de costa heterogêneo, com a presença de pontos localizados de intensa erosão costeira. Nesse sentido, o presente projeto de pesquisa tem como objetivo principal avaliar a dinâmica da Linha de Costa (LC) entre 1976 e 2021 no CDRPS, a partir da análise nas escalas interdecadal e interanual; bem como avaliar aspectos de dinâmica costeira, suscetibilidade e vulnerabilidade à erosão costeira. Para a avaliação da dinâmica da linha de costa na escala interdecadal serão utilizadas fotografias aéreas e ortofotos, abarcando o intervalo temporal entre 1976-2021. Para a avaliação na escala interanual, serão utilizados perfis de praia distribuídos ao longo do CDRPS, cujo intervalo temporal compreenderá aproximadamente quinze anos de monitoramento, de 2005 a 2021. A partir da utilização de geoindicadores, será avaliada a suscetibilidade à erosão costeira, baseado em critérios físicos. Já para mapear o grau de vulnerabilidade, serão utilizados critérios de ocupação da orla marítima. Apesar das previsões de mudanças climáticas e do aumento global do nível do mar, há poucos estudos sobre os possíveis impactos desses cenários na costa brasileira. Além disso, espera-se que com a proposta da Metodologia Multiescalar da Linha de Costa (MMLC), seja possível avaliar se os processos de erosão e acreção possuem significado de tendência ou de evento.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thaís Billalba Carvalho

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • manipulação de fatores ambientais para subsidiar a cadeia produtiva do matrinxã, brycon amazonicus (spix & agassiz, 1829)
  • A matrinxã (Brycon amazonicus) está entre as espécies com grande potencial para a piscicultura, devido ao seu bom desempenho produtivo. Entretanto, um dos entraves no sistema de criação é o reduzido fornecimento de juvenis, causado principalmente pela agressividade e alta mortalidade durante a larvicultura. Assim, este trabalho tem por objetivo propor melhores condições de intensidade luminosa, temperatura da água e salinidade, com o intuito de minimizar a exibição do comportamento agressivo e potencializar a sobrevivência e o desempenho em matrinxã. Além disso, pretende-se promover a divulgação do conhecimento científico aos produtores, por meio da discussão das dificuldades e perspectivas para a larvicultura dessa espécie. Este estudo foi dividido em cinco etapas: Etapa 1: serão testados três diferentes níveis de intensidade luminosa: menor (20 lx), intermediária (200 lx) e maior (2000 lx), com três repetições para cada tratamento. Etapa 2: serão comparados dois tratamentos experimentais: menor temperatura (24 °C) e maior temperatura da água (29 °C), com cinco repetições de cada tratamento. Etapa 3: larvas serão submetidas a três tratamentos experimentais: 0, 2 e 4 g de sal comum/L, com 10 repetições cada. Etapa 4: Para a validação das condições de intensidade luminosa, temperatura da água e salinidade, será comparado o desempenho zootécnico de juvenis de matrinxã submetidos à dois tratamentos experimentais (n=3) durante 30 dias: sistema teste= intensidade luminosa, temperatura e salinidade da água definidas nas etapas 1 a 3; sistema convencional= 20.000 lx, 29 0C e 0g/l de sal. Em períodos específicos será analisada a taxa de sobrevivência e os indicadores de desempenho zootécnico. Etapa 5: será realizado um workshop intitulado “Canibalismo e larvicultura de matrinx㔠constituído de um conjunto de mesa redonda, palestras e um momento para a troca de conhecimento com os produtores, tendo como finalidade o debate sobre o tema proposto. Assim, pretende-se disponibilizar informações que permitam contribuir para o desenvolvimento do setor produtivo e para a melhoria da produtividade do matrinxã, que é considerado uma potencialidade para suprir a demanda de consumo do pescado na região da Amazônia.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thaís de Bessa Gontijo de Oliveira

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • impactos legais da utilização de big data no processo de combate à inadimplência de uma concessionária de serviço público: desenvolvimento metodológico e testes em um banco de dados reais;
  • A Enacom tem desenvolvido diversos projetos para o setor elétrico que envolvem a utilização de inteligência computacional para o suporte à decisão. Entre os projetos em desenvolvimento, destaca-se o projeto para dar suporte ao combate à inadimplência que está em andamento para a Cemig Distribuição S.A. A Cemig tem convivido nos últimos anos com um aumento considerável dos clientes inadimplentes, sendo que em um dia típico a base chega à mais de 900 mil devedores de um volume de 8,5 milhões de clientes ativos. A Enacom desenvolve atualmente, como estratégia para resolver este problema, ferramenta que emprega processamento massivo de dados Big Data para identificar os clientes que sofrerão autuações como a negativação de crédito e cortes de energia. Este processamento é realizado de forma preditiva com métodos do tipo caixa preta, isto é, métodos que aprendem utilizando os dados sem definir aspecto de como o modelo deve funcionar. Esta proposta tem como objetivo estudar as implicações jurídicas da utilização destes modelos, definindo estratégias para avaliar se os modelos estão de acordo com as leis vigentes e, principalmente, se eles respeitam os objetivos fundamentais da República, em particular, se os problemas relativos à pobreza, à marginalização e às desigualdades sociais e regionais são agravados ou amenizados com o emprego dessas ferramentas. Com uma equipe multi-disciplinar, esta proposta explorará dados reais disponibilizados pela Cemig, em uma situação de grande impacto para a sociedade brasileira.
  • Engenharia Assistida por Computador - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thais Pires Miranda

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • estratégias reprodutivas e capacidade dispersiva de espécies de hydrozoa (cnidaria) na costa do brasil: uma abordagem filogeográfica
  • Nas espécies da classe Hydrozoa (filo Cnidaria), a fase planctônica de medusa (sexuada) é classicamente considerada mais eficiente para dispersão, enquanto que o pólipo (assexuado) é bentônico e vive em associação com outros objetos/organismos flutuantes. Na maioria das espécies, entretanto, ocorre a supressão da medusa e uma ampla variação de estratégias reprodutivas, as quais refletem-se em distribuições biogeográficas contraditórias de espécies holoplanctônicas (somente com medusa no ciclo de vida), meroplanctônicas (com medusas e pólipos no ciclo de vida) e bentônicas (somente com o pólipo no ciclo de vida). Abordagens filogeográficas específicas, relacionando fluxo gênico e estrutura genética com diferentes estratégias reprodutivas em Hydrozoa são raras/inexistentes e, portanto, este projeto tem como objetivo investigar a capacidade dispersiva de hidrozoários holoplanctônicos, meroplanctônicos e bentônicos, tendo como base o uso de DNAmt e nuclear para uma abordagem filogeográfica. Usaremos como espécies-modelo de estudo para cada ciclo, Liriope tetraphylla (ciclo holoplanctônico), Obelia geniculata (ciclo meroplanctônico) e Eudendrium carneum (ciclo bentônico). Serão coletados 10-15 indivíduos de cada espécie nos ambientes planctônico (L. tetraphylla) e bentônico (O. geniculata e E. carneum) das três províncias biogeográficas marinhas brasileiras existentes, representadas, a princípio, pelas regiões municipais de Salinópolis (PA), Maceió (AL), Aracruz (ES), São Sebastião (SP) e Bombinhas (SC). As análises filogeográficas serão feitas por meio do sequenciamento dos genes ITS (nuclear), COI e 16S (mitocondriais). O gene 16S, comumente usado como barcode em estudos com Hydrozoa, também será utilizado para a confirmação da identificação prévia das espécies. A construção de árvores filogenéticas e de hipóteses de coalescência serão feitas por Máxima Parcimônia, Máxima Verossimilhança e inferência Bayesiana. As análises populacionais serão feitas com base em AMOVA e estatísticas F de Wright. Ademais, calcularemos a estrutura genética das populações e os índices de diversidade haplotípica e nucleotídica (sequências COI e ITS), e construiremos uma rede de haplótipos para a análise da relação entre os indivíduos e populações. Espera-se com este projeto, obter maior clareza com relação ao papel biogeográfico da medusa na distribuição das espécies de Hydrozoa e um maior entendimento filogeográfico das espécies estudadas. Adicionalmente, espera-se obter informações sobre as diferentes estratégias reprodutivas e a capacidade dispersiva da classe como um todo. O estudo tem potencial de fornecer informações importantes para maior entendimento de padrões biogeográficos e filogeográficos marinhos em associação com diferentes biologias de espécies de invertebrados.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thaís Rangel Bousquet Carrilho

Ciências da Saúde

Nutrição
  • definição de faixas de ganho de peso gestacional baseadas nas novas curvas brasileiras: impacto na política de alimentação e nutrição utilizando dados do sisvan-sinasc
  • Contextualização. Este projeto será desenvolvido a partir de outro projeto financiado no Grand Challenges Exploration (GCE) Brasil de 2018, que criou curvas de ganho de peso gestacional (GPG). As curvas recém-lançadas serão adotadas pelo Ministério da Saúde (MS). Entretanto, recomendações sobre GPG ideal foram feitas de forma provisória, pois, à época da conclusão do GCE, dados de desfechos maternos não estavam disponíveis. Faixas de GPG adequadas devem ser estabelecidas considerando o equilíbrio entre a ocorrência de desfechos maternos e infantis adversos, e faixas provisórias foram definidas com base somente em desfechos neonatais. Ademais, as recomendações foram feitas apenas para gestantes com baixo peso/eutrofia pré-gestacional, porque o tamanho amostral disponível nas categorias sobrepeso e obesidade era insuficiente nos dados utilizados para definição das faixas. Objetivo. Determinar faixas ideais de GPG para todas as quatro categorias de índice de massa corporal (IMC) nas curvas brasileiras de GPG, considerando o menor risco de desfechos maternos e infantis adversos. Métodos. O projeto utilizará dados do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN) e do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC) para o período de 2008 a 2015. O SINASC inclui informações de desfechos maternos e infantis para aproximadamente 45 milhões de nascimentos registrados entre 2001 e 2015. O SISVAN inclui dados de mais de 5 milhões de gestantes e 11 milhões de registros para o período entre 2008 e 2018. O record linkage entre os sistemas está sendo realizado no Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (CIDACS). Planeja-se realizar limpeza dos dados com algoritmo desenvolvido como parte do GCE 2018, que inclui rotina para identificação de valores implausíveis em dados antropométricos utilizando métodos que consideram a natureza longitudinal dos dados. Ademais, avaliação de heterogeneidade será realizada para garantir que tanto o GPG quanto os desfechos possuem distribuição semelhante em todos os estados brasileiros. Para definir as faixas de GPG baseadas em percentis ou escores z das curvas brasileiras, planeja-se utilizar o método de margens de não-inferioridade. Para considerar múltiplos desfechos quando da definição destas faixas, um indicador composto incluindo todos os desfechos disponíveis será criado, e, devido ao fato de que cada desfecho apresenta impacto diferente em termos de planejamento em saúde, cada um receberá pesos de acordo com tal impacto. Serão considerados desfechos maternos (tipo de parto, retenção de peso pós-parto – RPP, e sobrepeso/obesidade materna) e desfechos infantis (nascimento de crianças pequenas e grandes para idade gestacional – PIG/GIG, parto pré-termo, crescimento e obesidade até 2 anos de idade). Desfechos maternos incluirão a ocorrência de parto cesáreo não-eletivo, RPP (definida como a diferença entre peso materno aos 6 e 12 meses pós-parto e o peso pré-gestacional) e sobrepeso/obesidade materno dois anos após o parto (definido a partir de IMC ≥ 25 kg/m2). PIG (< P10) e GIG (> P90) serão definidos com base na curva de peso ao nascer de acordo com sexo e idade gestacional do INTERGROWTH-21st. Nascimento pré-termo será considerado quando a idade gestacional for inferior a 37 semanas. O crescimento infantil será avaliado por meio de escores z dos indicadores peso/idade, comprimento/idade, peso/comprimento e IMC/idade das curvas da Organização Mundial da Saúde. Crescimento infantil rápido, isto é, escores z > 0.67 em peso/idade entre duas diferentes idades até os 2 anos também será considerado como desfecho adverso. Sobrepeso e obesidade infantil serão definidos com base em medidas de peso/comprimento e IMC/idade > +2 escores z. Planeja-se combinar os desfechos de duas maneiras: a. criação de indicador composto sem ponderação; b. criação de indicador composto com ponderação. Para definição da lista final de desfechos e o peso que cada um deverá receber, um painel Delphi com especialistas nacionais e internacionais em GPG, gestantes, gestores e membros de organizações não-governamentais será realizado. Este painel também decidirá as margens de não-inferioridade, isto é, o valor (5, 10, 20%) no qual o aumento do risco dos desfechos não pode ser considerado aceitável. Finalmente, para determinação das faixas, o GPG classificado em escores z e percentis das curvas brasileiras será utilizado como exposição em modelos de regressão para cada desfecho e para os indicadores compostos. Para considerar a relação não-linear entre GPG e desfechos, splines cúbicos restritos serão utilizados. Os modelos serão ajustados para cada categoria de IMC pré-gestacional separadamente. Regressão de Poisson com variância robusta e modelos log-binomiais serão considerados. Será utilizada metodologia que identifica faixas de GPG nas quais o risco de desfecho é o menor, considerando as margens de não-inferioridade definidas no painel Delphi. Resultados esperados. Os resultados mais importantes deste projeto são as faixas de GPG recomendadas para as quatro categorias de IMC incluídas nas curvas brasileiras. Também são previstos produtos importantes a serem entregues ao MS: 1. Recomendação de GPG que demonstre o que constitui ganho adequado, insuficiente e excessivo para gestantes adultas, em cada categoria de IMC pré-gestacional; 2. Pacote completo visando capacitar os profissionais da atenção básica e gestores, incluindo vídeos e material instrucional para utilização das curvas e recomendações; 3. Dashboard interativo para a interface de relatórios do SISVAN, a ser hospedado no website do MS, para monitoramento do GPG a nível populacional e dentro de subgrupos; 4. Aplicativo para Android/iOS para acompanhamento individual do GPG tanto pela gestante, quanto pelo profissional de saúde; 5. Algoritmo atualizado para limpeza dos dados do SISVAN-SINASC.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 02/12/2020-30/06/2022