Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Silvana Allodi

Ciências Biológicas

Morfologia
  • eventos regenerativos em diferentes modelos animais
  • Neste projeto pretendemos estudar eventos regenerativos em modelos animais tanto vertebrados como invertebrados. O projeto abordará quatro vertentes principais. A primeira será o estudo da neurogênese e sinaptogênese após a indução da ataxia cerebelar com 3-acetilpiridina e da ação neuromodulatória da substância AMPK (do inglês AMP-activated protein kinase) em ratos. A segunda incidirá sobre a Doença de Parkinson (DP). O desequilíbrio dos níveis de dopamina característicos da DP causa diversos comprometimentos motores e cognitivos, mas estudos mostram que o exercício físico pode minimizar os efeitos deletérios sobre o sistema nervoso central. Assim, neste projeto continuaremos a conduzir experimentos em camundongos induzidos ao parkinsonismo para, após o exercício físico, verificarmos a produção de determinados marcadores biológicos como o GFAP (do inglês Glial Fibrillary Acidic Protein), VEGF (Vascular Endothelium Growth Factor) e BDNF (Brain Derived Neurotrophic Factor). A terceira vertente terá como modelo experimental ascídias da espécie Styela plicata, que são excelentes modelos invertebrados, dada sua posição filogenética. Neste grupo, a hipótese de serem células progenitoras sanguíneas as precursoras das células neurais na regeneração do sistema nervoso central já foi aventada e está sendo investigada pelo grupo, com dados cada vez mais robustos. Portanto, após gerar uma lesão com a 3-acetil piridina no sistema nervoso central, continuaremos a analisar a participação de tipos específicos de células sanguíneas (hemócitos) - incluindo os hemoblastos, as células mais indiferenciadas - no processo regenerativo, e avaliaremos o padrão sináptico do gânglio regenerado. Nesta vertente ainda, procuraremos na S. plicata por genes como o Piwi, MKi67, Sox2, GFAP, e TUBB3, com possível papel na neuroregeneração. A última vertente será a continuação do estudo da neurogênese no cérebro de crustáceos adultos. Como já foi mostrado pelo nosso grupo, há evidências importantes de serem os hemócitos os tipos celulares responsáveis pela produção de novos neurônios em adultos. Portanto, pretendemos continuar a analisar a participação de hemócitos ou células hematopoiéticas como células capazes de gerar neurônios tanto em culturas celulares como em animais adultos. Os protocolos de cultura já foram padronizados, e devemos proximamente induzir as células a se diferenciarem.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Silvana de Souza Ramos

Ciências Humanas

Filosofia
  • a indeterminação do cidadão e a desincorporação da sociedade democrática, de merleau-ponty a claude lefort
  • A obra de Claude Lefort engendra uma nova compreensão do político ao articular a fenomenologia, especialmente aquela que provém de Merleau-Ponty, filósofo cujo pensamento permite dissecar o acesso ao real ao interpretar a experiência vivida do interior do dispositivo simbólico democrático, à leitura da tradição da filosofia política, capaz de ajudá-lo a produzir uma interpretação do advento da Modernidade. Essa compreensão do político tem duas faces. Por um lado, é preciso dar conta do regime democrático, compreendê-lo enquanto instituição que desincorpora a sociedade de maneira inédita, e redefine a relação com a transcendência. Por outro lado, trata-se de descrever o indivíduo portador de direitos universais, referência para uma cidadania indeterminada, e marcada pela luta. O presente projeto tem por objetivo analisar essas duas faces da obra lefortiana, por meio da recuperação de seu elo com o pensamento de Merleau-Ponty, assunto ainda pouco explorado pelos intérpretes. Pretendo trazer à tona as marcas do nascimento da Modernidade, a partir de elementos pré-modernos, quando se desfaz a eficácia prática e teórica da representação unitária do corpo político, quando se institui o sujeito portador de direitos universais, contrário à demarcação de privilégios sociais e políticos, e quando se transforma a relação, tanto da sociedade quanto do cidadão, com o aspecto transcendente do lugar do poder.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Silvana Margarida Benevides Ferreira

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • imunoquimioprofilaxia em contatos menores de quinze anos com hanseníase em uma região hiperendêmica
  • Introdução: Crianças e adolescentes são considerados vulneráveis à hanseníase, sobretudo enquanto contatos de casos novos não tratados. Condição que propicia ao maior risco à infecção e ao desenvolvimento da doença e subsequente maior suscetibilidade de comprometimento da sua vida biopsicossocial. Objetivo: Analisar a estratégia imunoprofilática com a vacina BCG combinada a quimioprofilaxia com rifampicina em dose única utilizando teste sorológico ELISA-anti-NDO-LID em contatos domiciliares de casos novos de hanseníase menores de quinze anos, Cuiabá – Mato Grosso. Método: Trata-se de um estudo quase-experimental do tipo “before and after” em contatos menores de quinze anos saudáveis domiciliares de casos novos de hanseníase. Para a avaliação das estratégias imunoquimioprofilática será construído dois grupos: somente vacinados com Bacillus Calmette-Guérin (BCG) e vacinados com BCG + rifampicina em dose única, estas serão analisados em t0, 30 dias, 6 meses, 12 meses e 18 meses por meio do teste sorológico NDO-LID pelo método de ELISA. O desfecho (primário) serão aqueles quanto a resposta da titulação de anticorpos (densidade óptica) antes e após intervenção e os secundários serão manifestações clínicas da doença, eventos adversos e nível de aceitabilidade da estratégia. Serão analisadas as variáveis quanto as características sociodemográficas, cohabitacionais, relação genética com o caso-índice, característica do caso-índice e aleitamento materno. Utilizar-se-á como fonte de dados as fichas de notificação (SINAN/MT), prontuários, entrevista e resultado de exames laboratoriais. Os dados obtidos terão dupla digitação e serão comparados pelo Data Compare no Epiinfo 3.5.2 e a análise será realizada no software SPSS 20. Na análise descritiva as variáveis numéricas serão expressas em média e desvio padrão e as categóricas em frequência absoluta e relativa. As comparações antes e após a intervenção serão realizadas pela análise de variância. Será utilizado o teste comparações múltiplas de Scott & Knott. Será, também, realizada o teste de associação qui-quadrado para análise dos desfechos. Considerar-se-á estatisticamente significativos os testes com valor de probabilidade <0,05.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Silvana Maria Quintana

Ciências da Saúde

Medicina
  • efeito dos contraceptivos hormonais a base de progestogênios na microbiota e no microambiente imune do trato genital inferior de mulheres vivendo com hiv
  • O acesso à uma contracepção segura e eficaz é crucial para a saúde pública e individual da mulher. Uma ampla variedade de contraceptivos hormonais (CH), que diferem em suas composições, concentrações de progestogênios, posologia e métodos de administração estão disponíveis globalmente, fornecendo benefícios às mulheres quanto ao controle sobre sua saúde reprodutiva e reduzindo o número de gestações não programadas. No entanto, as opções de contraceptivos acessíveis são bastante limitadas em ambientes com recursos econômicos restritos, sendo estes frequentemente áreas de alta prevalência de HIV-1 e alto risco de gravidez. O contraceptivo predominantemente usado na África subsariana é o contraceptivo hormonal injetável a base de progestogênio, denominado acetato de medroxiprogesterona de depósito (AMPD-Depoprovera). Estudos epidemiológicos e laboratoriais sugerem uma associação significativa entre o uso de AMPD e o aumento no risco de aquisição de HIV-1, além do aumento no risco de transmissão do vírus. Os níveis elevados de progestogênios têm sido associados a alterações no trato genital inferior (TGI) que podem estar relacionadas a esta predisposição, como variações na resposta imune, na microbiota vaginal e na integridade e espessura do epitélio vaginal. No presente trabalho, serão avaliadas as possíveis modificações no TGI em mulheres vivendo com o HIV e sem esta infecção que fazem uso de contraceptivos à base de progestogênio, auxiliando a entender a influência dos contraceptivos hormonais na aquisição da infecção pelo HIV e no desenvolvimento de medidas futuras que preservem a saúde da mulher.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022