Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sergio Ossamu Ioshii

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • um sistema computacional para padronização do diagnóstico imuno-histoquímico de lâminas digitalizadas de pacientes do sistema único de saúde portadoras de câncer de mama.
  • Trata-se de projeto de desenvolvimento de sistema para análise semiautomatizada ou automatizada de características imuno-histoquímicas de câncer de mama de pacientes do sistema único de saúde tratados em hospital oncológico de referência no estado do Paraná. O câncer de mama é a segunda neoplasia mais frequente nas mulheres. Seu tratamento tem possibilitado a sobrevida maior das melheres e esta melhoria está relacionada ao estadiamento clínico-patológico adequado e detecção de marcadores morfológicos e moleculares específicos, em que a imuno-histoquímica tem papel relevante. Entretanto a metodologia é muito dependente do conhecimento do patologista avaliador, podendo sofrer grande variabilidade de laboratório para laboratório, podendo resultar em prejuízo ao tratamento. A digitalização das lâminas de patologia e de imuno-histoquímica tem possibilitado uma mudança neste cenário de variação na interpretação, com a aplicação de ferramentas computacionais de análise de imagens, qualitativamente e quantitativamente. Tais ferramentas já existem no setor privado de saúde. Este projeto tem objetivo de desenvolver um sistema que seja de livre acesso para as análises dos pacientes do sistema único de saúde, assim favorecendo um grande número de pessoas acometidas desta enfermidade.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 10/11/2018-30/11/2021
Foto de perfil

Sérgio Paulo Campana Filho

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • membranas quitosana reforçadas com "whiskers" de beta-quitina e com hidroxiapatita ou laponita para regeneração óssea
  • Gládios de lulas serão a matéria-prima para extração de beta-quitina, a qual será submetida a tratamento ácido para produção de "whiskers". Quitosana será produzida por aplicação do processo de desacetilação assistido por irradiação de ultrassom de alta intensidade (DAIUS). Filmes e membranas serão produzidos a partir de suspensão aquosa concentrada de "whiskers" de beta-quitina e quitosana. Os polímeros, a saber beta-quitina e quitosana serão caracterizados quanto a estrutura química e propriedades físico-químicas enquanto os biomateriais serão caracterizados quanto a propriedades físico-químicas e mecânicas e também quanto à susceptibilidade a lisozima, citotoxicidade e atividades anti-microbianas por ensaios in vitro.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sérgio Paulo Morais

Ciências Humanas

Educação
  • ensino formal e programa bolsa escola federal experiências, vivências e interpretações de assistidos na cidade de uberlândia mg.
  • A pesquisa que pretendemos realizar busca perceber como beneficiados do Programa Bolsa Escola Federal, no período 2001 a 2003 (período eminentemente anterior a unificação dos programas sociais e a consequente criação do “Bolsa Família”), vivem e atualmente percebem o ensino formal em suas vidas, já que o programa atrelava o recebimento do benefício à frequência escolar, ou seja, apenas os pais das crianças que estivessem matriculadas, e que cumprissem as premissas de renda, poderiam recebê-lo. Sabe-se que o Programa Bolsa Escola não se iniciou federalizado. A ideia fora pela primeira implementada no ano de 1995 pelo governo do Distrito Federal. Em 1996 o Programa Bolsa Escola recebeu um prêmio das Nações Unidas tornando-se um modelo para o resto do país e sendo replicado em outras regiões. Em 1998 outros estados e diversos municípios haviam adotado o programa a partir da matriz do Bolsa Escola inicial. Entretanto, como vivem os beneficiários e quais valores atribuem à educação formal, a partir de uma cidade brasileira: Uberlândia. A peculiaridade de uma história regionalizada e ou local talvez seja necessária para a compreensão sobre espacialidades de luta política e de aplicação de normas e condutas aos pobres de demais regiões. Entretanto, é importante evidenciar o estabelecimento de um modelo hegemônico (do governo federal) nos anos iniciais da década de 2000, com a federalização dos programas sociais.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sergio Pereira Leite

Ciências Humanas

Sociologia
  • expansão do “agronegócio”, estrangeirização de terras e ação do estado: problematizando as transformações no meio rural brasileiro
  • A presente proposta tem como objetivo analisar as transformações experimentadas no meio rural brasileiro, particularmente no período 2000 – 2015, levando em consideração os seguintes propósitos: a) Examinar os processos sociais, econômicos e político-institucionais, que informam a dinâmica de crescimento do agronegócio brasileiro de uma forma geral e, em particular, em algumas áreas específicas, valendo-se para tanto dos resultados da pesquisa anterior e verificando a possibilidade de explorar novas regiões para trabalho de campo, incluindo o meio rural fluminense; b) Analisar os investimentos diretos estrangeiros (públicos e/ou privados) na aquisição de terras brasileiras para destinação a projetos de produção agropecuária dentro do território nacional, bem como a realização de processos de cooperação, alianças e joint ventures com firmas brasileiras com a mesma finalidade. Esse eixo possui um forte caráter exploratório, especialmente em função do fato de que tais transformações, além de serem bastante recentes, não contam com uma base de dados detalhada para seu diagnóstico. Serão objeto de identificação, a posteriori, áreas onde tais processos vêm se evidenciam como estratégia relevante, conjugada ao crescimento do agronegócio. Da mesma forma, explorar as estratégias de investimentos de produtores e grupos empresariais brasileiros em terras e produção de grãos no exterior, com especial ênfase nos casos sul-americano (Paraguai) e africano (Moçambique); c) Estudar a ação do Estado, por meio dos mecanismos de política fundiária e/ou de terras, que lastreiam os movimentos acima. Se, em projeto anteriormente financiado pelo CNPq, havíamos priorizado as políticas de financiamento ao processo produtivo (crédito rural, em particular), na proposta atual ganham força as políticas que atuam sobre o patrimônio fundiário e o funcionamento do mercado de terras. Sem a pretensão de entrarmos no debate mais específico sobre mercados de terra propriamente ditos, nossa intenção é verificar em que medida os movimentos acima (expansão do agronegócio e estrangeirização das terras) têm afetado os preços no período de 2000 a 2015, algo que os dados apresentados aqui parecem corroborar positivamente. Como já apontada por Delgado (2005 e 2012) a ação pública talvez se caracterize mais pela ausência de dispositivos regulatórios (o que o autor chamou de “frouxidão da política fundiária”) do que pela presença de instrumentos mais efetivos, embora o Governo Federal tenha recuperado, por meio da AGU, no segundo semestre de 2010, lei de 1971 que cerceia a compra de imóveis estrangeiros. Assim, esta proposta dá continuidade e visa consolidar um programa de pesquisa na área, tendo como lastro a formação de um grupo de pesquisa multidisciplinar e interinstitucional, denominado GEMAP (Grupo de Estudos em Mudanças Sociais, Agronegócio e Políticas Públicas), sediado no CPDA/UFRRJ e com a participação de pesquisadores da UFJF, UNILA, UFOPA. A proposta também relaciona-se diretamente com a pesquisa referente ao processo de bolsa de produtividade em pesquisa do coordenador, buscando meios de viabilizá-la financeiramente em diálogo direto com demais pesquisadores e estudantes integrantes dessa proposta.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-30/06/2021