Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ademar Dutra

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • environmental, social and governance (esg): proposta de um modelo multicritério de avaliação para terminais que movimentam cargas conteineirizadas
  • A Agenda voltada as questões ESG (environmental, social and governance) está em ascensão. O Capitalismo de Stakeholders está em crescimento, juntamente com o aumento da disseminação dos investimentos ESG e em empresas que praticam o ESG. Em 2020, o World Economic Forum, apontou a essencialidade da reflexão sobre estruturas de governança que garantam o equilíbrio entre as demandas dos vários grupos diretamente interessados em um negócio. Ressurge assim o capitalismo das partes interessadas em oposição ao capitalismo de acionistas. Se as preocupações com o ESG são importantes é necessário um processo de avaliação dos resultados das práticas adotadas pelas organizações. Assim, insere-se a preocupação central da presente pesquisa, ao propor o desenvolvimento de um modelo de avaliação das práticas de ESG, com foco nos terminais portuários que movimentam cargas conteinerizadas. Tem-se como questão central a ser investigada: quais aspectos devem ser levados em consideração para avaliar o desempenho das práticas ESG de terminais portuários que movimentam cargas conteinerizadas? A viabilidade do presente estudo está na parceira existente com os principais terminais de containers do país e no perfil da equipe de pesquisadores. Justifica-se ainda a presente investigação, face a maioria dos modelos de avaliação ESG, presentes na literatura serem genéricos. Para fins metodológicos serão utilizados dois instrumentos de intervenção amplamente explorados na literatura: ProKnow-C (Knowledge Development Process–Constructivist) para a realização de uma revisão abrangente da literatura sobre o tema ESG e Metodologia MCDA-C (Metodologia Multicritério de Apoio à Decisão Construtivista) para construir o modelo de avaliação das práticas ESG, visando apoiar os gestores dos terminais investigados na melhoria do desempenho. Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, com abordagens quali-quantitativa, envolvendo a coleta de dados primários e secundários, por meio de um estudo de caso.
  • Universidade do Sul de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 20/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ademar Takeo Akabane

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • aplicação dos conceitos de computação urbana no provimento de soluções inteligentes com foco em problemas de mobilidade veicular urbana
  • Devido ao rápido crescimento populacional urbano, o acesso aos recursos limitados de uma cidade tem afetado negativamente a vida de bilhões de cidadãos ao redor do mundo. Para amenizar esse enorme problema, pesquisadores, empresas e orgãos públicos têm investido cada vez mais no conceito de computação urbana com intuito de melhorar os serviços urbanos, e consequentemente, aumentando a qualidade de vida de seus habitantes. Computação urbana é uma área interdisciplinar que utiliza diversas tecnologias da informação e comunicação, gestão avançada de grandes volumes de dados e diversos métodos de análises de dados coletados. Dentro do cenário apresentado, este projeto visa fomentar pesquisas na área da computação urbana, por meio de estudos, proposição e avaliação de soluções inteligentes que buscam contribuir com o estado-da-arte no campo da mobilidade veicular urbana. O objetivo geral deste projeto de pesquisa é propor algoritmos, modelos e protocolos que possam, a partir dos dados heterogêneos do espaço urbano, extrair informação útil para aplicações ou serviços para cidades inteligentes. Para isso, serão utilizados os paradigmas de redes veiculares e de Computação em Névoa, por exemplo, para processar os dados coletados e assim extrair informação útil que será consumida pelos Sistemas de Transporte Inteligentes. Vale destacar que o foco da computação urbana é melhorar o planejamento das cidades e também compreender a natureza dos fenômenos urbanos e sociais.
  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas - SP - Brasil
  • 06/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Adenilton José da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • aprendizado em dispositivos quânticos de escala intermediária
  • A computação quântica permite a resolução de alguns problemas com um ganho exponencial no tempo de execução quando comparada com os computadores atuais ou clássicos. Devido ao ruído e a escala intermediária dos processadores quânticos, as vantagens teóricas ainda não puderam ser verificadas. Na aprendizagem de máquina quântica (AMQ) a computação quântica é utilizada para resolver as limitações da aprendizagem de máquina. Diversos algoritmos de aprendizado já foram propostos, mas ainda não foi realizado um experimento que comprove os ganhos da AMQ sobre sua versão clássica. A dificuldade de realização experimental da AMQ ocorre devido a limitações do Hardware e necessidade de desenvolvimento de algoritmos de aprendizado específicos para os dispositivos de escala intermediária. Este projeto irá investigar o desenvolvimento de algoritmos de aprendizado para dispositivos quânticos que possuam vantagens em relação ao tempo de processamento, memória ou capacidade de aprendizado e que possam ser executados em dispositivos ruidosos de escala intermediária. Com o advento dos primeiros processadores quânticos os algoritmos desenvolvidos terão impacto em diversas áreas do conhecimento, acelerando o desenvolvimento de sistemas inteligentes através do uso de processadores quânticos. Será investigado o desenvolvimento de algoritmos quânticos de treinamento para modelos híbridos (clássicos/quânticos) de aprendizado com ganhos em relação a aprendizagem de máquina clássica e que possam ser executados nos dispositivos quânticos atuais. Os primeiros experimentos com dispositivos reais com vantagens em relação aos computadores clássicos foram realizados em 2019 e existe uma expectativa de que problemas práticos possam ser resolvidos nos próximos anos. Diversas estratégias serão utilizadas para o desenvolvimento dos algoritmos. Por exemplo, circuitos quânticos variacionais, aprendizado baseado em distância e o treinamento quântico de modelos clássicos de aprendizagem de máquina.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adenir Vieira Teodoro

Ciências Agrárias

Agronomia
  • sistemas microemulsionados contendo compostos bioativos de vitex gardneriana (lamiaceae) a ácaros-praga do coqueiro e dos citros
  • Vitex gardneriana (Lamiaceae) é uma planta endêmica do Nordeste e possui em seu óleo essencial compostos acaricidas promissores no desenvolvimento de biopesticidas. No entanto, a baixa solubilidade em meio aquoso e a volatilidade dos compostos dos óleos essenciais são limitações para seu uso no controle de pragas. Desta forma, a utilização de sistemas estabilizados por tensoativos, como as microemulsões, são promissores para veicular óleos essenciais e seus compostos bioativos. Cultivos de coqueiro e de citros possuem grande relevância econômica e social para o Brasil. A região Nordeste é a maior produtora de coco do País e possui um importante polo citrícola de cerca de 100 mil hectares no norte da Bahia e sul de Sergipe. O ácaro-da-necrose Aceria guerreronis e o ácaro-da-falsa-ferrugem Phyllocoptruta oleivora (Acari: Eriophyidae) são respectivamente pragas-chave do coqueiro e dos citros no Nordeste, onde causam redução de produtividade e dano estético aos frutos que reduz o seu valor comercial. O controle atual dessas pragas é realizado por meio de pulverizações frequentes de agrotóxicos registrados ou não registrados. Visando o manejo ecológico de A. guerreronis em coqueiro e de P. oleivora em citros, o presente projeto desenvolverá microemulsões a partir sesquiterpenos voláteis isolados e/ou fracionados de V. gardneriana e avaliará sua bioatividade sobre essas duas pragas-chave. Espera-se que as microemulsões ampliem e prolonguem os efeitos letais e subletais sobre A. guerreronis e P. oleivora por meio da redução da volatilidade dos sesquiterpenos. Ressalta-se ainda que baixas concentrações dos compostos voláteis de V. gardneriana apresentaram alta letalidade e repelência a A. guerreronis em estudo conduzido e publicado por nosso grupo e espera-se que haja bioatividade também contra P. oleivora por serem espécies da mesma família (Eriophyidae).
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - SE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Aderson Farias do Nascimento

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • atividade sísmica, emissões bioacústicas e imageamento do assoalho oceânico na região do arquipélago de são pedro e são paulo, atlântico equatorial
  • A presente proposta é o resultado do esforço de um grupo motivado, multi e interdisciplinar de pesquisadores das áreas de geociências e biologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Brasil) de três departamentos acadêmicos distintos: Geofísica, Geologia, e Fisiologia, além da Universidade de Brest (Institut Universitaire Européen de la Mer, França). Esse grupo se propõe a investigar problemas de aspectos tectônicos, de comportamento animal e de caracterização fisiográfica da região do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ASPSP), Atlântico Equatorial. O ASPSP é parte do Sistema Transformante de São Paulo (STSP) e, além de ser importante do ponto de vista geocientífico e geopolítico, inclui uma megafauna quase desconhecida e que potencialmente sofre influências das feições oceanográficas e cenários sísmicos (naturais e antropogênicos) que alteram sua ecologia e comportamento. Além de realizar imageamento do assoalho oceânico na região do ASPSP, o projeto lançará ao mar hidrofones através de embarcações oceanográficas brasileiras e francesas, para registrar terremotos, ruído antropogênico e vocalização de cetáceos. Adicionalmente, o projeto garantirá sustentabilidade à estação sismográfica já operando no ASPSP. Neste sentido, elaboramos um programa de pesquisa e desenvolvimento que possuem um enorme potencial de descobertas científicas inéditas na pesquisa oceanográfica, além de benefícios tais como: formação de RH, processos inovativos de detecção, processamento, integração de dados e interpretação do inventário (geofísico e biológico) obtidos através dos registros de sismômetros, hidrofones e imageamento usando multifeixe. Aspectos de divulgação científica e gestão também são abordados. A presente proposta também insere, através de colaboração com a U. de Brest (França), o Brasil num fórum restrito de países que realizam pesquisas neste importante e estratégico ramo científico, além contribuir para a internacionalização da pesquisa científica oceanográfica brasileira.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 28/11/2019-30/11/2022