Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Lindomar José Pena

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento de uma plataforma de diagnóstico do tipo “point-of-care” para o diagnóstico molecular do vírus mayaro
  • O estabelecimento e fortalecimento dos métodos de diagnóstico e vigilância da infecção pelo vírus Mayaro (MAYV) em pacientes e no inseto vetor é de extrema relevância para o controle dessa arbovirose. A febre Mayaro se confunde clinicamente com a febre chikungunya, gerando dificuldades para o diagnóstico e possivelmente resulta na subnotificação dos casos de MAYV. Atualmente, a RT-PCR e qRT-PCR são utilizadas para a detecção direta do agente. Porém, essas técnicas apresentam como limitação o custo, a necessidade de mão de obra altamente especializada e de equipamentos caros e sofisticados para amplificação do DNA, tais como o termociclador, o que limita de sobremaneira a capacidade de diagnóstico laboratorial em países em desenvolvimento e em laboratórios com infraestrutura básica. Essa é a realidade atual do Brasil no enfrentamento ao MAYV. Neste contexto, a técnica de amplificação mediada por circuito isotérmico (RT-LAMP-PCR) tem se mostrado resolutiva. Trata-se de um teste simples e que não requer o uso de termocicladores, o que tem atraído muita atenção para esta técnica de amplificação de nucleotídeos potencialmente rápida, acurada e com um excelente custo-benefício. Assim, o objetivo final deste projeto é contribuir para o controle da crescente epidemia de MAYV no país através do desenvolvimento de um método de diagnóstico de baixo custo, rápido e eficaz, visando à melhoria da capacidade de diagnóstico bem como as ações de vigilância do MAYV em humanos e nos insetos vetores, inclusive em regiões remotas e menos estruturadas. Por ser inovadora e translacional, o método de RT-LAMP-PCR proposto aqui contribuirá significativamente para o estabelecimento de um programa de vigilância do MAYV em humanos e em insetos vetores, contribuindo para o controle da doença no país.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2022
Foto de perfil

Lindomar José Pena

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • articulação entre o serviço de verificação de óbitos (svo), sistema de vigilância epidemiológica e laboratórios de saúde pública e pesquisa para diagnóstico de arboviroses com desfecho fatal.
  • Arbovírus transmitidos por mosquitos, como os vírus chikungunya (CHIKV), dengue (DENV) e Zika (ZIKV), se espalharam rapidamente pelo globo nos últimos anos, causando surtos em larga escala em países do hemisfério sul, incluindo o Brasil. O CHIKV causa uma doença febril caracterizada por início súbito, dor nas costas, dor de cabeça, fotofobia e erupção cutânea. Diferentemente da febre DENV e ZIKV, a infecção por CHIKV está associada a altas taxas de infecções sintomáticas e a poliartralgias recorrentes, que podem ser incapacitantes. A dengue é a doença arboviral mais prevalente em humanos em todo o mundo. Em 2015 e 2016, o Estado de Pernambuco teve um aumento significativo de mortes de indivíduos que tiveram resultado positivo para CHIKV. O mesmo aconteceu em outros estados do país. Em muitos desses casos, não foi possível verificar a relação com infecção por falta de dados clínico-epidemiológicos e da fisiopatogenia viral. Em um levantamento realizado pelo Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL), um sistema de dados do Ministério da Saúde usado pelos LACEN, foi detectado a presença do genoma do CHIKV na maioria das amostras de vísceras submetidas, mas casos de ZIKV, DENV e coinfecções por esses arbovírus também foram detectados. Muitos desses casos ainda estão sendo analisadas pelas Secretarias de Saúde Estaduais(SES), que têm tido muita dificuldade no encerramento desses casos, apesar da positividade encontrada nas vísceras desses pacientes. No Brasil, também há uma escassez de estudos objetivando caracterizar as alterações imunológicas e as características genéticas e as possíveis variações moleculares que possam estar associadas à virulência. Essa informação é de suma importância para o monitoramento de variações no genoma viral que possam estar associadas à adaptação do vírus a novos vetores, virulência e evolução da doença, ainda mais quando estamos diante de tantos casos fatais possivelmente associados à infecção por arbovírus. Diante do disposto, pretendemos contribuir para a compreensão da fisiopatogenia da infecção letais por arbovírus em humanos através da caracterização clínica, epidemiológica, imunológica e viral dos casos de óbitos ocorridos de 2015 até o fim deste projeto em Pernambuco, Goiás e Mato Grosso, com objetivo de identificar fatores virais e/ou do hospedeiro associadas à evolução grave e fatal da doença. Os resultados e produtos gerados neste projeto poderão ser apropriados e incorporados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), contribuindo para a melhoria da qualidade dos serviços prestados e redução da morbidade e mortalidade relacionadas às arboviroses.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 02/01/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Lindomar Maria da Silveira

Ciências Agrárias

Agronomia
  • obtenção de linhagens avançadas de melão, melancia e abóbora resistentes a estresses bióticos e abióticos e com elevada qualidade nutricional.
  • As cucurbitáceas, melão, melancia e as abóboras desempenham um papel importante na economia brasileira, particularmente para a região Nordeste, sendo essa região responsável por quase 100% da produção do melão exportado no país e com expressiva produção de melancia e abóboras. Contudo os genótipos comerciais apresentam uma base genética estreita, o que pode deixar a cadeia produtiva vulnerável quanto à suscetibilidade a estresses bióticos e abióticos, bem como a mudanças no hábito alimentar dos consumidores. Por outro lado, a variabilidade existente nas espécies para todas as características de interesse, permite desenvolver novos cultivares para superar esses gargalos. De outra parte, é necessária a seleção de genótipos uniformes para as características desejadas, bem como o desenvolvimento de produtos para fortalecer a cadeia produtiva de forma sustentável. Assim, o objetivo da proposta é a obtenção de linhagens avançadas de melão, melancia e abóbora resistentes a estresses bióticos e abióticos e com elevada qualidade nutricional. Para tanto, será utilizado germoplasma conservado na UFERSA, sendo que o mesmo foi avaliado anteriormente e apresentou variabilidade para as características requeridas com a proposta. Para o melão serão desenvolvidas e avaliadas linhagens resistentes ao oídio, raça 3.5 e a mosca minadora. A melancia será estudada visando avançar linhagens resistentes aos vírus PRSV-W, WMV e ZYMV e oídio. As abóboras serão selecionadas para resistência a patógenos de solo visando desenvolver porta-enxertos para melão e melancia, bem como para uso direto. Também serão selecionados genótipos com elevado teor de carotenoides, particularmente beta caroteno. As três espécies serão avaliadas para qualidade de frutos. Para as três culturas, os experimentos serão realizados em campo e em laboratório na UFERSA com delineamento e número de repetições adequado para seleção de cada característica, bem como com o número de genótipos variável por espécie.
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido - RN - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Lindon Fonseca Matias

Ciências Humanas

Geografia
  • uso real versus uso formal da terra na amazônia maranhense: avaliação das condicionantes para o desenvolvimento sustentável
  • A Amazônia Maranhense é composta por 108 municípios, possui uma extensão territorial de 81.208 km2 e constitui um dos espaços geográficos mais dinâmicos do bioma amazônico brasileiro, concentrando importantes características de biodiversidade e endemismo. A região apresenta um processo acentuado de degradação via desmatamento e outras formas de impactos ambientais. A configuração espacial das formas de uso da terra, resultando dos vários estágios em que se encontram as relações sociais de produção nas diferentes localidades, como marca do desenvolvimento histórico desigual e combinado das relações capitalistas de apropriação desse espaço, configuram diversificadas expressões na paisagem da região. No caso, verifica-se uma tendência de ampliação dos conflitos socioterritoriais em escala local e regional revelando um flagrante processo de manifestação das diversas estratégias dos agentes hegemônicos produtores do espaço na condução de políticas públicas ou ações privadas visando à apropriação do espaço geográfico de acordo com suas necessidades para reprodução do capital, o que ocorre em detrimento das características socioambientais da região. Este projeto tem como principal objetivo analisar o processo de produção do espaço geográfico na Amazônia maranhense, utilizando geotecnologias para processamento e análise de big data como suporte técnico e fundamentos teóricos e conceituais da citizen science, para compreensão das formas de uso reais e formais (legais) da terra, visando com isso contribuir com ações de planejamento e gestão para subsidiar políticas públicas destinadas a construção de um desenvolvimento sustentável.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Lineu Neiva Rodrigues

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • oferta hídrica e demanda de águas verde e azul atual e futura em bacias hidrográficas do cerrado
  • Vários estudos apontam diversos riscos para o desenvolvimento da região do Cerrado, onde já se observam conflitos pelo uso de água, principalmente, nas pequenas bacias hidrográficas, onde a dinâmica da disponibilidade hídrica (oferta e demanda), nas escalas temporal e espacial, necessárias para o adequado manejo da irrigação, são desconhecidas. A região, na sua maior parte, é carente em dados e informações técnicas básicas que possam contribuir para estimativas confiáveis da demanda e da oferta hídrica. Nesse sentido, indicadores de estresse hídrico, visando classificar as diversas regiões em relação à sua disponibilidade hídrica, são estratégicos para o planejamento. Assim, este projeto objetiva: (a) estimar, por meio de modelos matemáticos, a oferta hídrica e demanda de águas verde e azul, atual e futura, para as culturas da soja, feijão, milho e trigo em bacias hidrográficas do Cerrado; (b) estimar a potencial contribuição das pequenas barragens na disponibilidade hídrica. Uma inovação será a utilização dos novos cenários do IPCC que consideram desafios socioeconômicos e novos e aprimorados modelos climáticos. O projeto visa gerar informações para subsidiar o planejamento e a gestão de água no Cerrado. Para isto, será adotado a base hidrográfica ottocodificada, de nível 5. Para avaliar a oferta hídrica, o modelo hidrológico GR5J será calibrado e validado utilizando a base de dados fluviométrico da Agência Nacional de Águas referente a 411 bacias distribuídas no Cerrado. Os parâmetros calibrados serão então regionalizados para avaliar um total de 4.531 unidades hidrológicas (ottobacias de nível 5). A demanda hídrica será avaliada por meio do modelo MSEI, utilizando a base de dados climáticos produzidos pelo INPE. Um modelo para avaliar a dinâmica da água em pequenas barragens será desenvolvido.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Lionel Fernel Gamarra Contreras

Ciências da Saúde

Medicina
  • laboratório de nanobiotecnologia para estudos pré-clínicos.
  • A presente proposta tem como objetivo participar da seleção de laboratórios que integrarão a segunda fase do Programa Sistema Nacional de Laboratórios em Nanotecnologias – SisNANO 2.0. Que tem o propósito a disponibilização de infraestrutura laboratorial multiusuária e de acesso aberto a usuários públicos e privados para pesquisa, desenvolvimento e inovação na Área de nanotecnologia. O laboratório de Nanobiotecnologia para estudos pré-clínicos do Hospital Israelita Albert Einstein realiza estudos in vitro e no modelo animal, usando nanomateriais e evidenciando aspectos aplicados à medicina, sendo este um dos ramos mais promissores da medicina contemporânea, direcionando a busca de novas ferramentas para diagnósticos e/ou tratamentos de doenças como: Alzheimer, Parkinson, Câncer, Acidente Vascular Cerebral, entre outras, utilizando ferramentas conjuntas como a terapia celular e novos biomateriais aplicados as diversas patologias em estudos pré-clínicos e clínicos, com o propósito de avaliar o caráter teranóstico dos nanometeriais, direcionamento de drogas a alvos específicos, biodistribuição, toxicidade, implementação de novas tecnológicas terapêuticas como a magneto hipertermia entre outras. Desta forma que o grupo de nanobiotecnologia direciona os objetivos da pesquisa nesta instituição, com linhas de pesquisa definidas em (i) Nanobiotecnologia na terapia celular aplicada em lesões e doenças degenerativas; (ii) Desenvolvimento da terapia de magneto hipertermia aplicado a tumores, estudo in vitro e em modelo animal; (iii) Desenvolvimento de nanomateriais e para fins diagnósticos e terapêuticos; (iv) Desenvolvimento de modelos organ on-a-chip utilizando microfluídica para estudos oncológicos e testes de drogas; (v) Avaliação de estudos pré-clínicos longitudinais utilizando nanopartículas multifuncionais mediante técnicas de imagem molecular; (vi) Desenvolvimento de modelos computacionais preditivos, com softwares de simulações, Inteligência Artificial Acreditamos contar com profissionais com experiência na área de nanobiotecnologia, infraestrutura adequada, parque de equipamentos para os mais variados estudos, experiência na prestação de serviços e inovação tecnológica para fazer parte da rede dos Laboratórios em Nanotecnologias – sisNANO com o objetivo de oferecer atendimento a usuários externos e prestação de serviços na área de nanobiotecnologia principalmente na área de estudos in vitro e estudos pré-clínicos.
  • Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein - SP - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

Liráucio Girardi Júnior

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • ambientes plataformizados: dispositivos inteligentes e a nova onde de "domesticação"das tecnologias de comunicação
  • Williams (2016), ao analisar a relação entre tecnologia e forma cultural no desenvolvimento da televisão no século XX, observou que o mundo moderno produziu duas tendências que pareciam ambivalentes. De um lado, o investimento em infraestrutura de mobilidade (expansão da ferroviária, da rede elétrica e de telecomunicação) e, de outro, a construção de uma experiência privatizada, centrada no espaço doméstico (um tipo de “privatização móvel” centrada no telefone, nos jornais, revistas, rádio, televisão). O espaço doméstico foi atravessado pela confluência de novas tecnologias e transformou-se em um complexo espaço de experiências mediadas, tornando-se o foco de pesquisas centradas no processo de “domesticação” das tecnologias de comunicação. Neste projeto, será desenvolvida (1) a revisão bibliográfica sobre ambientes plataformizados e dispositivos inteligentes e (2) a revisão bibliográfica de dois tipos de análise sobre a “domesticação” das tecnologias de comunicação: a abordagem anglo-saxã e a abordagem nórdica. A partir dessas revisões iniciais, será feita uma análise de conteúdo dos principais canais de comunicação das big techs, Amazon e Alphabet, e entrevistas semiestruturadas com pesquisadores/pesquisadoras no desenvolvimento de dispositivos inteligentes, com o objetivo de verificar a hipótese de formação de uma nova onda de domesticação das tecnologias de comunicação.
  • Faculdade Cásper Líbero - SP - Brasil
  • 28/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Lirio Schaeffer

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • uso da inteligência artificial para o controle e otimização dos processos de conformação mecânica de aços de ultra alta resistência
  • Este projeto tem como objetivo estudar o emprego industrial de aços que venham contribuir com a redução da emissão de CO2 e para a minimização do efeito estufa. O foco principal será a otimização dos processos de manufatura por Conformação Mecânica na fabricação de componentes de ultra alta resistência mecânica. O processamento destes aços demanda um controle minucioso das etapas de manufatura para garantir a homogeneidade e repetibilidade das propriedades mecânicas. Os avanços gerados através da implementação da Indústria 4.0 podem ser extremamente úteis para esse fim. Este projeto se propõe a empregar nos processos de manufatura técnicas como a Simulação Computacional de Processos (CAD/CAE), a Inteligência Artificial (AI), a Internet das Coisas (IoT) e gêmeos digitais. Numa primeira fase visa-se desenvolver o projeto de fabricação de componentes a partir destas novas ligas, através de análises práticas e estudos teóricos. Paralelamente, serão criadas abordagens de sensoriamento dos processos visando o monitoramento e controle dos principais parâmetros. Estes parâmetros medidos (força, deslocamento, velocidade do ferramental, temperatura, microestrura, etc.), em conjunto com fundamentos teóricos (parâmetros térmicos para avaliação das transferências de calor, coeficientes de atrito, microestrutura, etc.), irão formar um banco de dados que serão utilizados na simulação computacional dos processos analisados. Numa segunda fase, estes dados serão a base para o desenvolvimento de sistemas de assistência que auxiliarão na tomada de decisões durante os processos. As empresas poderão corrigir eventuais desvios que ocorrem na produção em “tempo real”, aplicando a técnica de Inteligência Artificial e Machine Learning, para realizar a predição dos problemas nos Processos de Fabricação e gerar a possibilidade de mitiga-los.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 11/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Lis Ribeiro do Valle Antonelli

Ciências Biológicas

Imunologia
  • identificação de antígenos de plasmodium vivax e avaliação da resposta de células t-específicas nas infecções sintomáticas e assintomáticas
  • A resposta imune desencadeada durante a malária é complexa e mal compreendida. Um importante obstáculo para o entendimento desta imunidade é a ausência de cultivo do parasito e a dificuldade de obtenção de antígenos a partir de amostras clínicas, resultando na escassez de estudos sobre a resposta adaptativa contra o Plasmodium vivax. As principais questões não resolvidas acerca da imunidade celular na malária são: i) indivíduos expostos ao Plasmodium são frequentemente reinfectados e, portanto, a proteção contra este parasito não é totalmente alcançada; e ii) alguns indivíduos desenvolvem proteção clínica, se tornando assintomáticos e mantendo baixa parasitemia. A malária é caracterizada por forte inflamação com produção de altos níveis de citocinas circulantes associados à alta carga parasitária, podendo afetar a diferenciação e o funcionamento das células T. Há evidências de que células T P. vivax-específicas são geradas na malária e sua manutenção depende do microambiente antigênico e inflamatório. Assim, respostas exacerbadas como as que ocorrem na malária sintomática, podem prejudicar o desenvolvimento de respostas adaptativas eficientes. Por outro lado, na malária assintomática, onde a carga parasitária é subpatente e a inflamação está modulada, células T P. vivax-específicas poderiam ser induzidas de maneira mais eficaz, auxiliando no controle da infecção. Para melhor compreensão da resposta imune adaptativa na malária, é necessário identificar as células antígeno-específicas, seu estado de ativação, exaustão e sua especificidade antigênica. O objetivo geral deste projeto é identificar antígenos do P. vivax para os quais clones são gerados na infecção sintomática e assintomática e caracterizar a resposta antígeno-específica durante a malária, no intuito de se obter informações sobre o desenvolvimento da memória imunológica e da proteção contra o P. vivax, buscando assim novas ferramentas para diagnóstico e imunoterapia.
  • Fundação Oswaldo Cruz - MG - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Lisabelle Mariano Rossato

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • tecnologias educativas para a inovação do cuidado materno-infantil
  • A promoção do bem-estar materno e infantil pode proporcionar impacto significativo nos indicadores de saúde como morbimortalidade materna e infantil. Práticas culturais para o desenvolvimento infantil vêm sendo estudadas como forma de estabelecer medidas eficazes, de baixo custo e possibilidades de mensuração de seus resultados. As tecnologias educativas para a inovação do cuidado materno-infantil representam uma área de conhecimento emergente. Um cuidado que pode ser considerado nesta dimensão é a prática de massagens em lactentes e crianças. A shantala é uma técnica de massagem milenar de origem indiana. Representa um recurso relevante no manejo dos estímulos dolorosos, uma vez que é de baixo custo, ajuda a melhorar o sistema hormonal, imunológico, promove um sono tranquilo, alivia as cólicas e melhora a respiração. Apesar de os efeitos para o bebê e a criança já terem sido objetos de estudos, há a necessidade de explorar a interação mãe e bebê em diferentes contextos de cuidado envolvendo especialmente a promoção do bem-estar. O objetivo do estudo é avaliar a experiência de uso da técnica de massagem Shantala para a promoção e terapêutica de bem-estar de mães e crianças. Estudo exploratório qualitativo por meio da pesquisa-ação participativa a ser executado em duas etapas. Na etapa 1, será realizada a atividade educativa de ensino da Shantala para mães que vão aplicar a massagem nos lactentes em um grupo de mães online e na etapa 2, será desenvolvido o grupo de mães e lactentes presencialmente para o ensino da Shantala em dois ambientes hospitalares. Os dados da pesquisa serão organizados em um software de pesquisas qualitativas. A análise de dados será realizada de maneira indutiva e interpretativa. Espera-se que o grupo de mães online e as oficinas no contexto hospitalar promovam o bem-estar de mães e bebês por meio do ensino da Shantala.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 13/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Lisanil da Conceição Patrocínio Pereira

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • i olimpíadas nacional de povos tradicionais, quilombolas e indígenas.
  • Esta Olimpíadas visa socializar o conhecimento científico e cultural produzido por comunidades tradicionais, indígenas e quilombolas. O Evento vale-se de linguagens interativas como o brincar pedagógico, danças, saltos, capoeira, canto, de fazer circo e de interculturalizar com as crianças das escolas indígenas, do campo e da cidade, e estas, dividindo conosco suas danças e alegrias sendo composto pelos seguintes objetivos: - Cumprir com o tripé Ensino, Pesquisa e Extensão e fomentar o interesse de crianças, adolescentes, jovens e professores/as pela ciência, introduzindo-os/as à racionalidade do conhecimento científico. - Divulgar à comunidade a produção científica e cultural, com a temática “Diversidade, Sustentabilidade do ambiente e do cidadão” de Escolas Públicas de Ensino Fundamental e Médio do país, bem como universidades públicas e privadas do território nacional. - Comunicar a produção técnico-científica e cultural das escolas junto à comunidade com o propósito de intercambiar cultura, levando se em consideração que a Diversidade e o Desenvolvimento Sustentável são desafios a serem enfrentados. Na Educação Básica e no Ensino Superior. - Promover pesquisas e avaliações sobre as atividades científico-culturais e sobre as percepções e atitudes da população diante da ciência e tecnologia, sobretudo em relação às metodologias do ensino nas escolas acerca da biotecnologia, biodiversidade e desenvolvimento sustentável. - Incentivar o/a estudante a desenvolver projetos com o intuito de promover a iniciativa, a criatividade e a inovação, bem como a preocupação com o meio no qual está inserido/a. A Olimpíadas Nacional será realizada em conjunto com a II Mostra Científica de Povos Tradicionais, Quilombolas e Indígenas do Estado De Mato Grosso: Campus universitário na Praça e Feira do Conhecimento das Escolas e terá abrangência estadual e pretende ser um espaço de apresentações dos trabalhos científicos das escolas e das universidades.
  • Universidade do Estado de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 09/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Lisanil da Conceição Patrocínio Pereira

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • i mostra científica de povos tradicionais, quilombolas e indígenas do estado de mato grosso: campus universitário na praça e feira do conhecimento das escolas.
  • A I MOSTRA CIENTÍFICA DE POVOS TRADICIONAIS, QUILOMBOLAS E INDÍGENAS DO ESTADO DE MATO GROSSO: Campus universitário na Praça e Feira do Conhecimento das Escolas, terá abrangência estadual e pretende ser um espaço de apresentações dos trabalhos científicos das escolas e das universidades: Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Os municípios que compõem o projeto são: de Barra do Bugres, Cuiabá, Cáceres, Confresa, Chapada dos Guimarães, Comodoro, Jangada, Juara, Nobres, Novo Horizonte do Norte, Nossa Senhora do Livramento, Poconé, Pontes e Lacerda, Santo Antonio do Leverger, Sapezal e Santa Rita do Trivelato. Mas nada impede a participação de mais municípios que queiram participar da Mostra.Este projeto prevê trabalhos de mobilização junto às universidades e às escolas públicas parceiras em projetos da CAPES/Pibid, preparação da equipe executora, orientação e organização da Mostra Científica e Cultural. Destaca-se que esta equipe tem trabalhado intensamente em vários projetos de extensão e pesquisa entre a Universidade e escolas públicas, projetos como PIBID/Capes, CNPq, PROEXT (Programa de Extensão Universitária) e projetos de fluxos contínuos da própria Unemat. Pretende-se incentivar que as experiências se utilizam de linguagens e tecnologias principalmente por meio de documentários a serem produzidos no decorrer da construção dos trabalhos a serem apresentados. Nessa perspectiva, os trabalhos científicos produzidos nas escolas serão apresentados pelos diferentes grupos, cada um trazendo suas riquezas e originalidade o que pode resultar em um novo panorama cultural e social. As ações realizar-se-ão por meio de conhecimentos científicos e artísticos, que possibilitarão uma análise crítica da realidade e do planejamento das ações pedagógicas e de práticas docentes em espaços escolares. Espera-se possibilitar uma articulação entre a universidade e escolas públicas, possibilitando o conhecimento do que é produzido na universidade, por meio das exposições dos trabalhos científico e cultural, por meio do envolvimento de professores e alunos. Assim, com esta Mostra buscar-se-á o impacto positivo ao apresentar para a população local a produção cultural e científica das escolas públicas e da Unemat. Deste modo, organizar-se-á atividades de ensino, extensão e pesquisa em escolas públicas parceiras de projetos com a Universidade e na própria universidade, em sala de aula e nos projetos de extensão e pesquisa, estas atividades versarão sobre a “Diversidade, Sustentabilidade do ambiente e do cidadão”. Para a realização deste evento contar-se-á com a parceria das prefeituras do município de Cuiabá e dos demais que compõem este projeto. Esta parceria envolverá a liberação de professores e alunos para a participação nas atividades, custeando os transportes, além da alimentação. Serão realizadas Oficinas com práticas educativas que potencializam o ensinar a dança e a capoeira, jogos e literatura infanto-juvenil, como recursos metodológicos para a prática pedagógica na escola na perspectiva da Educação Intercultural. Também ocorrerão a socialização das experiências pedagógica entre educadores populares, professores da Educação Básica (não indígenas e indígenas) e professores universitários, por meio de apresentações de banners, comunicações orais e palestras. Em 2017 realizamos a última Mostra Científica no Vale do Arinos (foram seis ao todo) e agora estamos nos propondo a realizar esta Mostra Científica e Cultural Estadual, depois do acúmulo de experiência. Este Evento valer-se-á de linguagens interativas como o brincar pedagógico, danças, saltos, capoeira, canto, de fazer circo e de interculturalizar com as crianças das escolas indígenas, do campo e da cidade, e estas, dividindo conosco suas danças e alegrias. Este projeto prevê trabalhos de mobilização junto à universidade e as escolas públicas parceiras em projetos da Unemat que são projetos fluxos contínuos da própria universidade, este trabalho envolve a preparação da equipe executora, orientação e organização da Mostra Científica e Cultural. Destaca-se que esta equipe tem trabalhado intensamente em vários projetos de extensão, ensino e pesquisa entre a Universidade e escolas públicas. A realização deste Evento compreenderá encontros para planejamento das ações com a equipe da universidade e com as escolas participantes para orientação e acompanhamento da produção das atividades que serão apresentadas nesta Mostra Científica. Serão no total 16 municípios participantes deste projeto, sendo eles: Barra do Bugres, Cuiabá, Cáceres, Confresa, Chapada dos Guimarães, Comodoro, Jangada, Juara, Nobres, Novo Horizonte do Norte, Nossa Senhora do Livramento, Poconé, Pontes e Lacerda, Santo Antonio do Leverger, Sapezal e Santa Rita do Trivelato. O público alvo deste projeto são alunos da Educação Básica (Ensino Fundamental e Médio), os Professores e Acadêmicos da UNEMAT, do campo e da Terra indígena, professores da Secretaria de Estado de Educação profissionais da Educação Básica envolvidos nas instituições sociais organizadas, tais como: grupos culturais, religiosos e artísticos, de Karatê, de capoeira, Casa de Umbanda; os profissionais da educação e os alunos das comunidades indígenas de várias etnias que são estudantes de graduação da Unemat no Campus de Barra do Bugres, sobretudo os Xavantes que estão espacializados em grande número no Araguaia matogrossense. A Mostra possibilitará aos estudantes da Educação Básica e do Ensino Superior uma vivência com o desenvolvimento de projetos de iniciação científica e terão como fio condutor a Base Nacional Comum Curricular, a interdisciplinaridade e a interculturalidade.
  • Universidade do Estado de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 20/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Liton Lanes Pilau Sobrinho

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • novas formas tecnológicas de resoluções de conflitos: do consumo sustentável ao tratamento do superendividamento
  • Na era da chamada 5ª Revolução Industrial, seres humanos se veem conectados a inúmeros sistemas inteligentes criados por empresas que visam fomentar a indústria e a eficiência enquanto ascensão comercial. Os consumidores, por outro lado, são hipossuficientes frente ao dinamismo do mercado e, por isso, demandam ferramentas tecnológicas hábeis a resolver os conflitos típicos das relações de consumo. Nada obstante, a interação da economia social e o meio ambiente suscita performances que acompanhem a evolução e as mudanças da vida em sociedade a fim de aliar o consumo sustentável com a educação financeira, sobretudo diante das ofertas de mercado. Por isso, a necessidade de criação de ferramentas tecnológicas, in caso, aplicativos, que facilitem e solucionem os conflitos intrínsecos ao mercado, ao cidadão enquanto consumidor e aos órgãos do Estado é urgente. Deste modo, a Lei nº 14.181/2021 que dispõe sobre o aperfeiçoamento da disciplina do crédito ao consumidor e sobre a prevenção e tratamento do superendividamento, bem como o Projeto de Lei nº 35.14/2015 que leciona sobre o comércio eletrônico e o consumido sustentável, são importantes aportes legislativos para serem trabalhados a partir da criação de formas alternativas de solução de conflito como a proposta apresentada. A educação financeira se monstra importante aliada a demonstrar que o consumo consciente respalda nos efeitos do clima e do meio ambiente, à vista de que empresas e consumidores detém a qualidade de evitar danos e criar obrigações capazes de transformar de forma consciente a realidade social nos diversos setores da sociedade.
  • Universidade de Passo Fundo - RS - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Livia Alessandra Fialho da Costa

Ciências Humanas

Educação
  • religião na escola e na família: continuidades e descontinuidades em espaços de socialização
  • A pluralidade cultural, em particular a pluralidade religiosa, na escola e na família, tem exigido um olhar atento aos diversos processos de intolerância e de reprodução do preconceito e das desigualdades sociais na sociedade brasileira. Problematizar este fenômeno torna-se significativo, na medida em que a escola tem sido, muito frequentemente, lócus de conflitos que emergem na socialização/educação dos estudantes. Tais tensões nascem das diferenças entre os pressupostos da escola pública - diversa e plural - e as famílias. Trata-se de uma pesquisa etnográfica, desenvolvida em 4 escolas públicas, e envolvendo gestores, estudantes e suas famílias. Privilegia técnicas autobiográficas (autobiografia e histórias de família), além de outras técnicas (Censo, entrevistas, observações participantes). O estudo parte do pressuposto que investigar temas que dizem respeito à intimidade dos sujeitos (religião/crenças) exige a realização de uma pesquisa associando diferentes métodos e interrogando o lugar dos sujeitos nas diferentes esferas de socialização às quais eles pertencem. Do ponto de vista teórico, o projeto assume uma perspectiva interpretativa que compreende que ao investigarmos sobre religião, pluralidade cultural e escola, é preciso não perder de vista: 1/ que os processos de socialização devem ser inquiridos levando-se em consideração diferentes esferas onde estes se circunscrevem mais fortemente: na família, na escola; 2/ que os métodos de investigação devem considerar os diferentes níveis de atuação dos sujeitos, cujas narrativas podem revelar dados importantes da realidade estudada caso sejam compreendidas dentro do lugar que cada um ocupa dentro de uma rede de pertencimento. Trata-se de uma pesquisa envolvendo 4 escolas públicas. Como resultado prático, pretende-se publicar um e-book, voltado para as escolas, sobre (in)Tolerância e diversidade religiosa na escola.
  • Universidade do Estado da Bahia - BA - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Lívia de Castro Magalhães

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • nascer antes do tempo: a prematuridade e suas consequências funcionais - dando voz a mães e crianças em tempos de pandemia
  • A prematuridade impacta nas taxas de mortalidade e morbidade de recém-nascidos. Embora avanços tecnológicos na neonatologia permitam a sobrevida de número cada vez maior de bebês, o acompanhamento dessas crianças é fundamental, devido ao risco de atraso em diferentes áreas do desenvolvimento. O Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação (TDC), condição que vem sendo associada à prematuridade, se caracteriza por déficits motores que impactam na rotina diária das crianças e suas famílias. Dificuldades funcionais na execução de atividades diárias e escolares, além de restrições à participação social, são queixas comuns nessa população. No Brasil, não há estudos sobre a relação entre prematuridade e TDC que visem compreender, do ponto de vista das mães e das próprias crianças, o impacto funcional do transtorno, especialmente no contexto de isolamento social imposto pela pandemia da COVID-19. Realizaremos estudos - metodológicos, transversal e qualitativos – com participação de 82 crianças prematuras e 82 crianças nascidas a termo, de 6-8 anos de idade, e suas mães. Os grupos serão comparados quanto a desfechos motores, sensoriais, cognitivos, no desempenho em atividades diárias e escolares e na participação social. Serão analisados fatores preditivos do TDC, as perspectivas das mães e crianças acerca da COVID-19, prematuridade e seus impactos na vida cotidiana. Para a coleta de dados serão utilizados questionários estruturados, semiestruturados e instrumentos padronizados. A Avaliação da Coordenação e Destreza Motora (ACOORDEM) será analisada quanto utilidade para detectar alteração na coordenação motora. A Canadiam Occupational Performance Measure (COPM), será traduzida e testada quanto a utilidade. Os resultados ajudarão a compreender as demandas reais dessas crianças, auxiliando gestores na distribuição de recursos e no desenvolvimento de estratégias mais assertivas, que reduzam limitações em atividades e restrição à participação ao longo da vida dessas criança
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 10/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Lívia Gonçalves Magalhães

Ciências Humanas

História
  • memória e cidade: estádios de futebol no rio de janeiro niterói e são paulo (1937-1950)
  • Em março de 2020, o mundo viveu uma situação inesperada: a paralisação em função da pandemia de Covid-19, inclusive das competições esportivas. Por outro lado, o futebol ganhou nova importância: estádios, públicos e privados, foram adaptados e tornaram-se hospitais de campanha. Entre eles, dois grandes símbolos da identidade nacional brasileira e de nossa história futebolística: o Maracanã e o Pacaembu. O objetivo desse projeto é reconstruir as trajetórias biográficas dessas praças esportivas no âmbito de uma história social e cultural do futebol nas cidades de Niterói, Rio de Janeiro e São Paulo entre 1937 e 1950. Partimos do pressuposto de que os estádios desempenharam um papel crucial na difusão deste esporte no país e, por isso, sua importância transcende a materialidade arquitetônica, configurando-se como fenômeno socioespacial. Assim, parte-se do pressuposto de que através da recuperação das memórias, histórias e narrativas sobre as cidades, tendo os estádios como fio condutor, será possível lançar novos olhares locais a partir da sua inserção em um espaço-tempo futebolístico, contribuindo para uma maior compreensão do seu processo histórico e geográfico. Optamos o recorte geográfico por Niterói e São Paulo serem capitais estaduais e o Rio de Janeiro a capital federal do país no momento. Quanto ao recorte cronológico, o período de 1937 a 1950 nos permite pensar da ditadura do Estado Novo até 1950, ano de inauguração do Estádio Mario Filho, o Maracanã, na então capital federal e simbolizando novos projetos nacionais e internacionais no pós-ditadura brasileira. Hoje, no contexto de discussão pela privatização do Pacaembu em São Paulo, em que já ocorreu a privatização do Maracanã no Rio de Janeiro e vemos as disputas entre o governo estadual e municipal pelo Caio Martins em Niterói, esperamos que a presente proposta possa contribuir para demonstrar a importância dos estádios como patrimônio cultural material e imaterial para a cidadania.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Livia Izabel Bezerra de Miranda

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • reconhecendo os assentamentos precários de joão pessoa e de campina grande /pb
  • João Pessoa e Campina Grande / PB, apesar de apresentarem processos de urbanização de assentamentos precários desde os anos 1980, não contam com estudos amplos sobre estes assentamentos. O tema global da proposta é a produção e disponibilização de informações sobre os assentamentos precários. O tema específico se refere à transferência de tecnologias e de conhecimentos sobre estes assentamentos para apropriação por parte de agentes diversos, para que possam promover a adequação das condições destes assentamentos. O reconhecimento da insuficiência de estudos sobre os assentamentos precários em João Pessoa e Campina Grande configura-se como o problema geral e a questão específica refere-se à necessidade de disponibilização destes estudos de forma acessível a partir da transferência de tecnologias e de conhecimentos. O presente projeto tem por objetivo geral, identificar e caracterizar os assentamentos precários de João Pessoa e Campina Grande / PB quanto às suas condições urbanísticas, fundiárias, infraestruturais, sociais e ambientais; e, como objetivos específicos: (i) detectar e classificar assentamentos precários usando imagens de sensoriamento remoto e algoritmos de deep learning; (ii) estruturar Sistemas de Informações Geográficas (SIG) sobre os assentamentos; (iii) produzir Atlas da precariedade dos assentamentos; (iv) criar Plataformas Virtuais Colaborativas com SIGs e estudos, abertas à colaboração dos usuários; (v) transferir tecnologias e conhecimentos para atores diversos. A estratégia metodológica articula os objetivos de caracterização dos assentamentos, de criação de SIGs e Plataformas Virtuais e de transferência de tecnologias e de conhecimentos. Os temas propostos integram as Áreas de Tecnologias Prioritárias do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações para o desenvolvimento sustentável e para a qualidade de vida. A proposta está no nível TRL3 de Maturidade Tecnológica, há inovações e possibilidades de geração de patente da Plataforma Virtual.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 26/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Lívia Maia Pascoal

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • avaliação da eficácia da fotobiomodulação transcutânea, por meio do ilib, no reparo tecidual da úlcera do pé diabético em pacientes com o diagnóstico integridade tissular prejudicada.
  • Pacientes diabéticos podem desenvolver complicações vasculares que favorecem a ocorrência do diagnóstico de enfermagem (DE) Integridade Tissular Prejudicada (ITP) e aumentam o risco da úlcera do pé diabético (UPD), o que pode incapacitá-los e gerar impacto socioeconômico. A identificação e tratamento precoce desses pacientes proporcionam cuidado direcionado. A utilização de DE durante a assistência ao paciente com UPD favorece o raciocínio clínico, assim, estudos de validação de diagnóstico contribuem para determinar indicadores com melhor poder de predição e auxiliar enfermeiros no processo de decisão diagnóstica e escolha de intervenções. Ademais, o uso de abordagens terapêuticas que melhorem o processo de regeneração tecidual da UPD, com menor tempo de cicatrização, contribui para prevenir amputação do pé diabético. Tem-se como hipótese: a terapia fotobiomoduladora transcutânea, por meio do ILIB modificado, é eficaz no reparo tecidual de pacientes com UPD que apresentam o diagnóstico ITP. O efeito fotobiomodulador da laserterapia vermelha promove relaxamento do vaso, melhora o fluxo sanguíneo e oximetria dos tecidos, contribuindo para reparação tecidual. Será desenvolvida uma pesquisa multimétodo dividida em 2 fases: 1- Revisão do diagnóstico de enfermagem ITP, a partir do processo de validação de DE em 3 etapas: análise de conceito, análise de conteúdo por juízes e validação clínica; e 2- Ensaio clínico randomizado, controlado, duplo-cego, para avaliar a eficácia da ação fotobiomoduladora transcutânea, por meio do ILIB modificado. Os pacientes serão randomizados em 2 grupos: intervenção - com laser de espectro vermelho com comprimento de onda de 660 nm na artéria radial, realizada por 10 dias, 30 minutos; e placebo. A avaliação clínica da ferida e exames bioquímicos serão realizados antes, durante e após o início da intervenção. Os desfechos clínicos serão: evolução clínica, área de contração e taxa de cicatrização da UPD, e alterações do metabolismo sanguíneo.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Lizandro Manzato

Ciências da Saúde

Nutrição
  • rede amazonas de laboratórios multiusuários em nanotecnologia
  • A presente proposta apresenta o Laboratório de Síntese e Caracterização de Nanomateriais do Instituto Federal do Amazonas para credenciamento no Sistema Nacional de Laboratórios em Nanotecnologias (SisNANO). Além do LSCN, instituições parceiras apresentaram carta de anuência para que seus laboratórios possam compor com LSCN a Rede Amazonas de Laboratórios Multiusuários em Nanotecnologia.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - AM - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

Loque Arcanjo Junior

Lingüística, Letras e Artes

Artes
  • organização de um banco de dados de imagens e textos sobre as representações de música e dança afro-brasileira
  • Embora a diáspora Africana tenha produzido impactos fundamentais no panorama das dinâmicas da cultura afro-brasileira contemporânea , os registros e documentos de época disponíveis reproduzem a percepção de estrangeiros na forma de textos e imagens cuja interpretação permanece complexa e opaca. Esse conjunto de depoimentos, documentos, pinturas e imagens refletem posicionamentos coloniais, visões de época, estão dispersos em coleções e na literatura acadêmica e, em sua maioria, são organizados por parâmetros de autoria, texto, data ou estilo. Este projeto tem como objetivo organizar base relacional de referências de imagens e textos sobre música e dança Afro-brasileira enriquecida com descritores de análise textual, análise iconográfica, historiográfica e musicológica, e situada no período anterior ao uso do registro fonográfico. A hipótese é que o corpus inter-relacionado de informações sobre imagens e documentos produzam entrecruzamentos no campo da iconografia, movimento e música e aspectos da percepção da imagem e som. O resultado pode permitir leituras mais objetivas sobre a capacidade de representação dos observadores europeus,cujos padrões de representação coloniais parecem estar tacitamente integrados aos dispositivos de representação como pintura, texto escrito e mesmo partituras. Na primeira parte de metodologia serão reunidas as fontes de imagens e textos presentes na literatura através de uma revisão sistemática da literatura, construção de bases de imagem e som e preparação dos descritores. Utilizaremos o estado da arte de tecnologias de análise de imagem e texto, incluindo o uso de tecnologias como deep learning, anotação auxiliada de posturas e elementos iconográficos, mineração de texto e análise de rede. As informações serão cruzadas com a base de depoimentos e registro de época na procura de caracterização de descrições e interlocutores relatando performances de música e dança. A base de dados será disponibilizada junto com os resultados da pe
  • Universidade do Estado de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025