Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sandra Rolim Ensslin

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • sistemas de avaliação de desempenho organizacional (sad): investigação sobre o estágio do ciclo de vida
  • A pesquisa sobre Avaliação de Desempenho (AD) tem despertado interesse de gestores e pesquisadores ao longo dos anos. Segundo a literatura, a área de AD passou por fases evolutivas a fim de responder proativamente aos desafios organizacionais demandados, interna e externamente, que modificaram a forma como era vista a necessidade informacional das organizações, especialmente para fins de gestão. Tal emergência promoveu o surgimento e uso dos Sistemas de Avaliação de Desempenho (SADs). O desenvolvimento dos estudos sobre os SADs recebeu forte atenção no início da década de 1990, com o surgimento de ferramentas e metodologias para tomada e apoio à decisão. Em um processo evolutivo, um dos fatores estudados para o desenvolvimento dos SADs tem relação com o Ciclo de Vida desses Sistemas, no qual são identificados estágios ‒ Concepção/Design, Implementação, Uso e Revisão ‒ em que os Sistemas evoluem e deveriam permanecer alinhados aos interesses de seus usuários nas organizações. Para isso, defende-se a necessidade de geração de conhecimento/aprendizagem entre os colaboradores e gestores e o alto escalão (pessoas) da organização. Em uma busca inicial na literatura, constatou-se que as publicações se concentram no estágio Concepção/Design dos SADs, e algumas, no estágio Implementação. Nesse contexto, o problema que emerge diz respeito à investigação do estágio do Ciclo de Vida em que se encontra o SAD em uma organização e das razões que levam, ou não, ao desenvolvimento dos estágios de Implementação, Uso e Revisão do SAD. Assim, o objetivo central desta pesquisa consiste em proceder a uma análise dos Sistemas de Avaliação de Desempenho quanto ao estágio do Ciclo de Vida (proposto por Bourne et al. (2000)) e sua relação com o conhecimento/aprendizagem das pessoas da organização. Com base na seguinte proposição teórica: O conhecimento e a aprendizagem promovidos pela interação com o processo de Avaliação de Desempenho promoverão a evolução dos estágios do Sistema de Avaliação de Desempenho (SAD) organizacional. Para tal, a investigação será norteada pela abordagem qualitativa por meio do ponto de vista interpretativo dos dados (unidade de análise (multicasos) em organizações que tenham implementado um Sistema de Avaliação de Desempenho há, pelo menos, três anos, demonstrando certa maturidade do Sistema, concebido pela perspectiva epistemológica construtivista). Em linhas gerais, argumenta-se que os resultados desta pesquisa poderão auxiliar na compreensão de elementos/motivos que influenciam a operacionalização do(s) estágio(s) do SAD e, dessa forma, fornecer os meios necessários para instrumentalizar os gestores e pesquisadores na condução e manutenção do SAD em sua plenitude (os quatro estágios). Essa informação até então não foi encontrada na literatura consultada. Para isso, a pesquisa também apresentará os resultados na forma de artigos científicos, mapeando o portfólio bibliográfico de artigos publicados em diversas bases de dados, identificando e analisando as características e os estágio dos SADs e a relação com a variável conhecimento/aprendizagem das pessoas.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandro Cabral

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • estratégias e mecanismos de execução de investimentos de impacto socioambiental: um estudo de multi-casos
  • Nas últimas décadas, acadêmicos na área de gestão têm buscado compreender como projetos e empresas dos mais diversos setores conciliam rentabilidade com impacto socioambiental. Mais recentemente, o debate apresenta novo impulso com o surgimento dos chamados "investidores de impacto", que, de formas variadas, buscam investir em projetos que tenham comprovação de impacto social atrelada além de lucro. Obviamente a questão acima é abrangente por demais, o que sinaliza a necessidade de maior foco para sua operacionalização. Nessa linha, dentro do escopo do presente projeto, centraremos nossas atenções em três tipos gerais de modelos: social impact bonds (SIBs), development impact bonds (DIBs), e contratos com pagamento por sucesso (pay-for-sucess contracts – PFS). Os PFS referem-se aos arranjos contratuais com entrega de serviços sociais, que envolve alguns stakeholders e no qual o pagamento pela prestação do serviço em tela é baseado no resultado social alcançado. Já ambos SIBs e DIBs são títulos desenhados para captar capitais privados a fim de expandir serviços sociais também tendo a o resultado social como fato gerador do pagamento. O objetivo geral passa pela compreensão da dinâmica de conformação e disseminação de casos de sucesso de investimentos de impacto socioambiental nas experiências internacionais. A pesquisa deve envolver uma combinação de dados quantitativos e qualitativos. Os dados quantitativos serão consolidados em uma base de dados sobre as modalidades supracitadas no mundo. Os dados qualitativos, por sua vez, serão obtidos a partir de múltiplos estudos de caso selecionados na base de dados já coletada. Com a pesquisa, pretende-se ampliar o entendimento de como negócios sociais podem ser financiados e, especialmente, os mecanismos de atração mais capital para projetos de interesse público.
  • Insper Instituto de Ensino e Pesquisa - SP - Brasil
  • 01/06/2017-30/06/2021
Foto de perfil

Sandro Canavezzi de Abreu

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • espaços interativos reprogramáveis na interseção da arquitetura interativa com a arquitetura performativa.
  • Esse projeto de pesquisa pretende investigar a interseção da arquitetura interativa com a arquitetura performativa (quando esta recorre à automação de processos relativos à sustentabilidade, conforto ambiental e eficiência energética) através da exploração da ideia de arquitetura interativa como espaços abertos para a contínua reprogramação de sua interatividade por parte de seus usuários (entendendo interatividade como a relação do pré-programado com o indeterminável). Para tanto pretendemos desenvolver essa pesquisa em duas frentes complementares: no campo teórico, a partir de uma abordagem construtivista feenbergiana da tecnologia na qual esta e os objetos-técnicos devem ser abertos (reconfiguráveis, reprogramáveis) e seus usuários devem ser atuantes nessa reconfiguração; e no campo experimental, pelo problema de como programar um objeto-técnico para ser continuamente reprogramável. A abertura da programação de um objeto técnico será investigada e concretizada no desenvolvimento final do Sistema Hidra(!) e de duas/três interfaces interativas que dele derivarão. Estas interfaces serão desenvolvidas no LAGEAR (Laboratório Gráfico para Experimentação Arquitetônica), e farão parte de um espaço interativo que lê variações de intensidade ambientais e promove a comunicação dessas informações aos usuários. Estes, por sua vez, poderão reprogramar o comportamento desse espaço. No campo teórico, essa abertura será investigada partindo da revisão dos Regimes de Permeabilidade a partir da Cibernética de Segunda Ordem;
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandro de Castro Pitano

Ciências Humanas

Educação
  • a ciência começa na escola: laboratório interdisciplinar de ciências na educação básica
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021