Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Samuellson Lopes Cabral

Engenharias

Engenharia Civil
  • sistema de alerta hidrológico em tempo real para gerenciamento de bacias hidrográficas
  • As aplicações da tecnologia computacional para análise do processo chuva-vazão e do processo hidrológico expandiu-se grandemente nos últimos anos. O Centro de Engenharia Hidrológica do exército norte americano (Hydrologic Engineering Center - HEC) desenvolveu uma gama de software amplamente utilizada por engenheiros e pesquisadores internacionais de centros de previsão de risco hidrológico. O programa Real Time Simulation (HEC-RTS) é um produto recentemente disponibilizado para gerar informações de apoio à decisão por meio de previsões hidrológicas derivadas da integração e execução em cascata de modelos hidrológicos, hidráulicos e de análise de impacto com assimilação de dados e simulação em tempo real. Este estudo propõe o uso desta ferramenta na bacia hidrográfica do rio Mundaú no nordeste brasileiro. Serão utilizadas técnicas de previsão por conjuntos do WRF para alimentar o modelo hidrológico e hidráulico. Para analise da eficiência das vazões simuladas será usado o coeficiente de Nash-Sutcliffe e para a calibração das manchas de inundação será utilizadas as marcas de cheias dos eventos ocorridos nas áreas urbanas dos municípios afetados. Sendo assim esse projeto tem o objetivo de avaliar um sistema de suporte a decisão de alerta de risco de inundações em uma bacia do nordeste brasileiro. Essa informação torna-se necessária, para que os órgãos gestores disponham de tempo de antecedência para agir em caso de eminente inundação, com planos preventivos sobre a população residente nas áreas de risco.
  • Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sanclayton Geraldo Carneiro Moreira

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • produção e caracterização (por espectroscopia óptica e raman) de filmes poliméricos (polivinil carbazol) finos nanoestruturadas com micro e nano partículas de beta-caroteno ou óleo de buriti
  • A Amazônia com a sua exuberante biodiversidade oferece uma fonte muito especial de novos materiais para pesquisa científica. Neste projeto vamos inserir o óleo de buriti (rico em beta-caroteno), oriundo da planta Mauritia Flexuosa da floresta Amazônica, num polímero, para produzir o novo material. A proposta consiste em modifica o polímero PVK pela inserção de micro e/ou nano estrutura de beta-caroteno e óleo de Buriti. Isto será feito em 3 momentos diferentes: primeiro somente o beta-caroteno será inserido, em seguida apenas o óleo e finalmente os dois serão inseridos juntos numa mesma matriz de PVK. Os primeiros ensaios mostram o aparecimento de deformações nas bandas e no GAP de energia tanto do PVK como o do Beta-caroteno o que possibilita a aplicações no campo de dispositivos como: célula solar, LEDs, etc. As bandas características (de emissão) do PVK podem ser reduzidas e até eliminadas pela presença do beta-caroteno, dependendo da concentração. O ponto forte e inovador desta pesquisa é a inclusão de óleo de Buriti (abundante na Amazônia), dentro da matriz polimérica. Na matriz do polímero o BC não degrada e, constitui um novo material com possíveis aplicações, em dispositivos ópticos/eletrônicos. O projeto também prevê a monitoração nas bandas do espectro Raman tanto do PVK como dos dopantes em função: da espessura do filme e da concentração dos aditivos.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandoval Nonato Gomes Santos

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • metodologia de ensino de língua portuguesa como disciplina curricular da formação docente: incursões em uma biblioteca de manuais pedagógicos
  • Este Projeto de Pesquisa objetiva caracterizar o estatuto da Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa como disciplina ou componente curricular integrante da formação acadêmica do professor de língua portuguesa. Para tanto, propõe recorrer à descrição e análise de um corpus de manuais pedagógicos particularmente voltados para a Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa publicados em um intervalo de quase meio século, entre o fim dos anos 1940 e meados dos anos 1990, no Brasil. Do ponto de vista metodológico, a seleção do corpus baseia-se em pesquisa documental, e sua abordagem implica análise textual focada na configuração de determinados tópicos temáticos, das estratégias de formulação textual e dos modos de posicionamento enunciativo do autor, na materialidade dos manuais pedagógicos. A descrição e análise dessa configuração textual sob uma perspectiva histórica e com base na contribuição de aportes teóricos dos estudos em educação e dos estudos da linguagem (estudos em história das disciplinas escolares e das ideias linguísticas e pedagógicas, em epistemologia e didática das disciplinas escolares e em linguística aplicada), entre outros, podem auxiliar a compreensão dos processos de institucionalização da Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa; em outros termos, os modos com que ela se investe no estatuto de disciplina de formação profissional.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandra Aparecida Benite Ribeiro

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • o papel das modificações epigenéticas no dano da mitocôndria e no dna mitocondrial no desenvolvinento do diabetes mellitus tipo 2- impacto do exercicio fisico
  • A prevalência mundial de diabetes mellitus tipo 2 (DM2) aumentou consideravelmente nas últimas décadas. O acúmulo intramuscular de metabólitos dos ácidos graxos tem sido gradualmente apontado como fator central de uma condição denominada de lipotoxicidade, que induz a resistência à insulina. Novas evidências sugerem que os defeitos na mitocôndria, organela chave no metabolismo lipídico, desempenham um papel central na resistência à insulina. A homeostase das mitocôndrias é rigidamente controlada por uma via de sinalização que consiste de proteínas que são transcritas no núcleo e transportadas para a mitocôndria. O coativador alfa-1 do receptore-ativado por proliferador de peroxissoma-gama (PGC1) é um importante regulador da homeostase e biogênese nas mitocôndrias. Diminuição de PGC1 tem sido associada à disfunção na mitocôndria e a danos no seu DNA (mtDNA). Em indivíduos com DM2 foi sugerido que expressão de PGC1 é diminuída em células dependentes da ação da insulina, porém, o efeito do DM2 na expressão de PGC1 parece ser dependente do tecido, uma vez que em órgãos como a retina, a sua expressão é aumentada. O fator de transcrição de miócitos 2 (MEF2) é um dos principais reguladores da expressão do PGC-1 e é sugerido que a porção promotora que controla a transcrição do PGC1 contém dois locais de ligação para o MEF2. Assim, alterações em MEF2 também podem comprometer a expressão de PGC1 e a funcionalidade mitocondrial. Além disso, modificações epigenéticas como acetilação e metilação nas histonas na região promotora em certos genes, como PGC1, podem induzir dano mitocondrial, evento associados ao desenvolvimento do DM2. De fato, tem sido recentemente demostrado que o dano na mitocôndria pode ser monitorado a partir do aumento da concentração do mtDNA em plasma. Por outro lado, o exercício físico regular produz importantes efeitos na melhoria da sensibilidade à insulina no músculo esquelético, o que tem sido demonstrado por vários pesquisadores. No entanto, os mecanismos moleculares para esses benefícios ainda não estão identificados. Portanto, o presente projeto tem como objetivos: a) verificar o efeito da DM2 nas alterações epigenéticas (acetilação e na metilação das histonas) na porção promotora do gene que transcreve PGC1 e na expressão de GLUT4; b) avaliar o papel do PGC1 sobre a disfunção mitocondrial, na quantidade de fragmentos de DNA mitocondrial no plasma em animais e pessoas com DM2; c) verificar o efeito do exercício aeróbico sobre as modificações epigenéticas do PGC1 e das histonas em animais com DM2; e d) comparar os resultados obtidos em ratos com resultados adquiridos a partir de análise plasma de pacientes com diabetes. Ratos Wistar serão induzidos ao DM2 pela combinação de uma pequena dose de estreptozotocina (STZ) (25mg/kg de peso corporal do animal) e dieta com alto teor de gordura (High Fat Chow® - Pragsoluções Biociências, Jaú, SP, contendo 5.2 kcal/g, compreendendo 60% das calorias em gordura, 20% de proteína e 20% de carboidrato). Para compor o grupo controle, ratos com idades similares receberão tampão citrato (usado para diluir STZ) e serão tratados com ração equilibrada para ratos. Após isso, os animais de ambos os grupos serão divididos em duas condições: com ou sem exercício físico. Assim, haverá quatro grupos experimentais: a) animais alimentados com ração rica em gordura, com diabetes, e submetidos ao exercício físico (HF-EF); b) animais alimentados com ração rica em gordura, com diabetes, e sedentários (HF-S); c) animais controle, sem diabetes, alimentados com ração equilibrada e submetidos a exercício (C-EF) e outro grupo sedentário (C-S). No final sangue e músculos gatrocnemius serão coletados para avaliações de: resistência à insulina, calculada pelo HOMA; glicemia, quantidade do transportador de glicose GLUT4, perfil lipídico, modificações das histonas e PGC1: medidos pelo método de imunoprecipitação de cromatina; do número de mitocôndrias, biogênese e função e integridade do DNA mitocondrial. Resultados como integridade do DNA mitocondrial e HOMA, serão confrontados com análises plasmáticas de pacientes com diagnóstico de diabetes mellitus tipo 2. As amostras de sangue de 12 pacientes com DM2 e de 12 pessoas sem DM2 serão obtidas na Unidade Básica de Saúde James Phillips Minelli, Jataí – GO, local com o qual a coordenadora do projeto tem parceria e desenvolve ações de pesquisa e extensão desde o ano de 2009, após o consentimento formal dos indivíduos. Espera-se que os animais com DM2 apresentem diminuição na expressão do promotor PGC1, representando a repressão desse gene; diminuição da acetilação das histonas (Ac-H3K9) e aumento da metilação de histonas (H3K9-3me); diminuição da biogênese e aumento de fragmentos de DNA mitocondrial plasmático. Finalmente, espera-se que o exercício atenue os efeitos do DM2, diminuindo os danos na mitocôndria e a resistência à insulina e que o estudo possa, dessa forma, contribuir para a compreensão dos mecanismos subjacentes ao desenvolvimento do DM2 e dos efeitos benéficos do exercício aeróbico como um tratamento para esta alarmante doença. Estamos confiantes que os resultados contribuirão significativamente para o entendimento dos mecanismos subjacentes ao desenvolvimento do DM2 e aos benefícios do exercício aeróbico como tratamento dessa alarmante doença. Esse projeto será realizado entre agosto de 2016 a julho de 2019 no Instituto de Biociências na Universidade Federal de Goiás, Regional Jataí, após aprovação pelo Comitê de Ética em pesquisas da Universidade Federal de Goiás.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 01/06/2017-28/02/2021