Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

André Telles da Cunha Lima

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • detecção, controle e remediação preventiva de acidentes com transporte de óleo e combustíveis ao largo da costa brasileira
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 10/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Andre Viana Custodio

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • articulação intersetorial para proteção de crianças e adolescentes contra a violação de direitos.
  • O projeto de pesquisa tem como tema a violação dos direitos de crianças e adolescentes e a articulação intersetorial de políticas públicas de atendimento proteção e justiça. O objetivo geral é estudar as estratégias e ações intersetoriais para o atendimento de crianças e adolescentes vítimas de violações de direitos para a garantia dos direitos fundamentais no marco jurídico da teoria da proteção integral. Os objetivos específicos são: analisar o contexto das violações de direitos de crianças e adolescentes com ênfase na exploração do trabalho infantil, violências, abuso e exploração sexual; sistematizar a legislação de proteção contra a violação dos direitos fundamentais de crianças e adolescentes e estudar os parâmetros para a articulação intersetorial de políticas públicas de atendimento, proteção e justiça para os casos de violação de direitos de crianças e adolescentes. O problema questiona como o reordenamento das políticas públicas de atendimento, proteção e justiça podem contribuir para a garantia dos direitos fundamentais de crianças e adolescentes no Brasil. Como hipótese tem-se que a articulação intersetorial das políticas públicas de atendimento, proteção e justiça podem alcançar maior eficiência mediante a formulação de diagnóstico, fluxos de encaminhamento e capacitação integrada da rede de atendimento. Considerando estes aspectos, busca-se como resultado o desenho metodológico de pressupostos para processos de formulação de diagnóstico rápido e participativo das políticas públicas para crianças e adolescentes em âmbito local; a formulação de fluxos de encaminhamento de crianças e adolescentes considerando as responsabilidades setoriais e intersetoriais de acordo com a competência de cada órgão do sistema de garantias de direitos da criança e do adolescente e o levantamento dos conteúdos básicos para capacitação dos operadores do sistema e da rede de atendimento à criança e ao adolescente no município.
  • Universidade de Santa Cruz do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andréa Alice da Silva

Ciências da Saúde

Medicina
  • analisando o impacto da covid-19 no tecido renal com foco na inovação do uso de polimorfismos e das vesículas extracellular
  • Estudos recentes têm demonstrado efeitos residuais persistentes desencadeados pela infecção por SARS-CoV-2 na qualidade de vida do indivíduo. A COVID-19 está associada a maior risco de desenvolvimento de doença renal aguda e crônica. A incidência da insuficiência renal secundária à COVID-19 é multifatorial podendo estar associada à condições pré-existentes(diabetes, hipertensão, obesidade, genética). Também, a resposta imune exacerbada pode contribuir para o dano renal. Vesículas extracelulares urinárias (uEV) tem sido utilizada como excelente marcadores de dano renal precoce em doenças como diabetes e na nefrite lúpica. Apesar do grande número de casos recuperados é igualmente importante avaliar as consequências a longo prazo desta infecção na função renal. Nossa hipótese é que os indivíduos no pós-COVID-19 desenvolvem disfunção renal ou doença renal crônica. Assim, nosso objetivo é acompanhar os pacientes que foram internados por COVID-19 moderado à grave no período de 2020-2021 que, após melhora e alta, estão sendo recrutados para comparecer ao ambulatório de nefrologia visando identificação e exploração diagnóstica que incluem tecnologias inovadoras no monitoramento de manifestações renais no pós-COVID-19. Para tal, realizaremos um estudo longitudinal no qual analisaremos as vesículas extracelulares urinárias(uEV) totais, podocitária e tubulares; quantificaremos os mediadores inflamatórios no plasma e urina visando correlacionar com os possíveis desfechos clínicos; avaliaremos o papel do polimorfismos genéticos (uromodulina, APOL-1, FGF-23, citocinas) e a agregação familiar no risco para nefropatias e, por último, investigaremos a presença de disfunções tubulares, distúrbios da acidificação urinária e perturbações dos mecanismos de concentração urinária. Desta maneira, buscaremos mensurar o impacto da infecção por SARS-CoV-2 na função renal e contribuir para o melhor suporte terapêutico.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andrea Bezerra da Nobrega

Ciências da Saúde

Farmácia
  • otimização da solubilidade/disponibilidade dos curcuminóides para emprego no desenvolvimento de medicamentos para terapia antitumoral
  • Câncer é um termo genérico para um grande grupo de doenças que pode afetar qualquer parte do corpo. Outros termos utilizados são tumores malignos e neoplasias. Uma característica que define o câncer é a rápida criação e proliferação de células anormais malignas que crescem além de seus limites habituais e podem invadir partes adjacentes do corpo e se espalhar para outros órgãos, processo referido como metástase. A metástase é a principal causa de morte por câncer. Apesar de existir diversos quimioterápicos no mercado, ainda se faz necessária a busca por novos medicamentos que atuem com maior seletividade contra as células tumorais, a fim de atenuar os efeitos adversos do tratamento. Os produtos naturais, principalmente os derivados de plantas, desempenham um importante papel na descoberta de novos agentes antineoplásicos. Os curcuminóides são substâncias presentes no açafrão que possuem um amplo espectro de atividades biológicas, destacandose o seu potencial antineoplásico. Contudo, a utilização clínica dessas substâncias tem sido confrontada por muitos desafios decorrentes da baixa solubilidade em água, má absorção e baixa biodisponibilidade. Considerando que o fator limitante da biodisponibilidade das substâncias é a solubilidade, e que a tecnologia de dispersões sólidas são uma das estratégias para aumentar a solubilidade, o projeto tem como objetivo desenvolver tecnologias para obter um insumo farmacêutico solúvel destas substâncias, através do preparo de dispersões sólidas do extrato de C. longa, utilizando diferentes tipos de carreadores através dos processos de fusão e co-precipitação. As substâncias serão identificadas e quantificadas por CLAE-DAD, através de metodologias analíticas que serão otimizadas e validadas a partir de um levantamento bibliográfico. As dispersões sólidas serão caracterizadas através de técnicas Termoanalíticas; Infravermelho; Difratometria de Raios X, Distribuição Granulométrica a Laser e Microscopia Eletrônica de Varredura.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 27/06/2022-30/06/2024
Foto de perfil

Andréa de Sousa Gama

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • tensões entre trabalho e família: análise das políticas públicas na organização do cuidado na vida familiar no brasil
  • Um dos problemas sociais relevantes na atualidade é a conciliação das demandas conflitivas entre trabalho e família. Se o crescente acesso e permanência das mulheres ao mercado de trabalho indica mudanças econômicas, sociais e culturais, a persistência das desigualdades de gênero e sua capacidade de se reorganizar em novos contextos, impõe uma perene agenda de investigação. A reforma trabalhista e a pandemia de Covid-19 impactam ainda mais a inserção e a manutenção das mulheres no trabalho, em um contexto de crise de cuidados, principalmente em relação às crianças pequenas e idosos, em uma estrutura familista das políticas sociais associada à retração do Estado. À despeito de poucas pesquisas que examinam as políticas sociais que incidem sobre essas tensões, indagamos: como seria, no Brasil, a mais adequada conformação de políticas sociais com o intuito de promover maior igualdade de gênero no trabalho e no interior das famílias? Essa é a questão que move essa investigação no sentido de que pretende analisar e caracterizar, através de pesquisa nacional, políticas sociais que se relacionam e afetam a conciliação entre trabalho e responsabilidades familiares – licenças trabalhistas remuneradas; serviços de educação infantil e serviços socioassistenciais aos idosos. O estudo corresponde a uma pesquisa de natureza quali-quantitativa. A análise qualitativa será realizada a partir do exame das normais legais das políticas e das percepções acerca do papel das políticas referidas ao trabalho e vida familiar, a partir do survey Gênero, Trabalho e Família no Brasil: mudanças e permanências nas últimas décadas, financiado pela SPM (2016). A parte quantitativa corresponderá a análise descritiva e modelagem a partir de cruzamentos nas principais bases de dados populacionais visando analisar a inserção produtiva de homens e mulheres em sua relação com os indicadores relativos às licenças remuneradas, a política de educação infantil e serviços socioassistenciais aos idosos.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 14/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andrea Kely Campos Ribeiro dos Santos

Ciências Biológicas

Genética
  • redes regulatórias da matéria escura do genoma (ncrnas): do câncer primário ao metastático
  • Os RNAs não codificantes (ncRNAs) também conhecidos como “matéria escura” são RNAs não traduzidos que interagem entre si e com outras moléculas, tais como mRNAs e RBPs (proteínas de ligação a RNA), formando uma complexa rede regulatória celular. Por meio dessa rede os ncRNAs atuam em diversos processos fisiológicos e patológicos, incluindo o câncer primário e metastático que está relacionado a 90% das mortes por essa doença. Considerando o papel que os ncRNAs podem ter como possíveis alvos terapêuticos e de diagnóstico, sua função na cascata metastática tem ganhado interesse. Dessa forma, o objetivo deste trabalho é investigar a expressão e a interação da rede regulatória de mRNAs, miRNAs, piRNAs, circRNAs e lncRNAs na progressão de tumores sólidos. Para isso, serão utilizados dados públicos e próprios de transcriptoma total de três tipos de câncer (mama, colorretal e tireoide), incluindo dados de controles, tumores primários e de sítios secundários. Posteriormente, será realizada a análise de expressão e coexpressão diferencial desses elementos regulatórios seguida de abordagens in silico para predizer seus genes alvos, bem como o complexo de redes envolvido na identificação de mecanismos e funções. Em seguida, serão construídas as redes regulatórias e análises de enriquecimento funcional a fim de encontrar ncRNAs e vias biológicas comuns com potenciais alvos terapêuticos. Por fim, validaremos os principais resultados em amostras de pacientes dos três tipos de tumores malignos aqui investigados. Com este projeto, espera-se que a integração de dados biológicos em âmbito sistêmico, por meio de redes regulatórias, forneça conhecimentos valorosos para o entendimento de mecanismos envolvidos em diversas doenças e nos permita identificar novos alvos terapêuticos e marcadores principalmente para a ocorrência de mestátase.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andréa Leda Ramos de Oliveira

Ciências Humanas

Sociologia
  • estratégias para mitigação do desperdício nas cadeias de suprimentos de frutas e vegetais: a busca por um sistema sustentável.
  • Aproximadamente 30% das frutas, legumes e verduras (FLV) produzidos globalmente não são consumidos devido às perdas e desperdícios (FAO, 2013). O desperdício de alimentos tem caráter intencional e é gerado pelos agentes públicos e privados responsáveis pela distribuição e comercialização de alimentos. O desperdício de alimentos foi reafirmado como tema de preocupação global, declarado como uma das metas pela Organização das Nações Unidas (ONU) que estabeleceu como um dos 17 objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS 12.3) a redução pela metade do desperdício, nos níveis de varejo e consumo e ao longo das cadeias de suprimentos até o ano de 2030. No Brasil, a dinâmica de distribuição e comercialização de alimentos pode ser feita pelas centrais atacadistas, denominadas CEASAs, responsáveis pelos maiores volumes de FLV transacionados. Avançar em propostas que mitiguem o desperdício de alimentos é fundamental para promover uma maior oferta de alimentos localmente, apoiando as políticas de segurança alimentar. O desperdício de alimentos ao longo da cadeia logística das CEASAs interfere na sustentabilidade dos sistemas alimentares, reduzindo a disponibilidade de alimentos, menos recursos para os produtores rurais e aumento dos preços para os consumidores. Causa impacto social pois indivíduos em situação de vulnerabilidade são privados da utilização dos alimentos que, ainda estão em condição de serem consumidos, são descartados. Existe uma intersecção complexa e multifatorial entre o desperdício, os atores da cadeia, suas práticas operacionais e de gestão, os procedimentos estabelecidos na cadeia logística de distribuição e de comercialização e as especificidades dos FLV. Desta forma se faz necessário novas abordagens para o reconhecimento da complexidade do tema, de forma a propor estratégias e ações mitigadoras do desperdício promovendo cadeia de suprimentos de alimentos mais eficiente e sustentáveis.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andrea Madeira Kliauga

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • determinação de diagramas de limite de conformação para chapas metálicas compostas por materiais heterogêneos e sujeitas ao processo de estampagem incremental com ferramenta de ponta única
  • Materiais metálicos otimizados por adição de elementos de liga e/ou tratamentos termomecânicos não atendem aos critérios de maximização simultânea de resistência e ductilidade. Grãos ultrafinos, obtidos por técnicas de Deformação Plástica Severa (DPS) aumentam a resistência mecânica em até 5 vezes, mas reduzem a ductilidade para valores inferiores a 5%. Grãos grosseiros têm o efeito oposto. Elaborar Materiais Híbridos (MH), com estruturas hierárquicas bimodais pode maximizar as duas propriedades. Pela geometria de processo, a junção por laminação acumulada (ARB) é uma técnica promissora para obter MHs. Em projetos anteriores, foi verificado que uma hierarquia lamelar contendo 50% das ligas de alumínio AA7050 e AA1050 proporciona o efeito desejado. Este projeto estuda uma rota de estampagem incremental (EI) para o novo MH. A EI utiliza a técnica de repuxo com ferramenta de ponta única, sem necessidade da fabricação de matrizes. Controlando o movimento da ferramenta, é possível elevar os limites de conformabilidade (LC). Pretende-se responder às seguintes perguntas: Pode-se estabelecer uma rota de estampabilidade para o material híbrido constituído das ligas de alumínio AA1050 e AA7050? Por que o LC de chapas metálicas obtido pelo processo EI está acima do LC na estampagem tradicional? Serão estudados: os efeitos de “forma e escala” dos constituintes nas propriedades mecânicas resultantes das chapas MH, a conformabilidade a partir da determinação da anisotropia plástica e da construção de diagramas de LC. Projetar o processo de fabricação por simulação numérica exige levantamento das equações constitutivas do novo material. Desafios são ter uma resposta de controle de processo simplificada, por modelamento em elementos tipo casca e uma modelagem mais refinada do comportamento do material em malha tipo BRICS que permita estudar a interferência das diferentes camadas no limite de ruptura.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andréa Máris Campos Guerra

Ciências Humanas

Psicologia
  • leituras e intervenções psicanalíticas sobre o mal estar colonial
  • Herdeiro dos processos imperialistas de poder opressivo e escravagista - ainda não simbólica e economicamente superados - nascem efeitos inconscientes na forma de mal estar. Pesquisaremos o modo como o sofrimento psíquico e desarranjos sociais se articulam em resposta à colonização do poder, do saber, do ser e do gênero. Dos operadores conceituais freudo-lacanianos ‘Édipo’ e ‘Falo’, lidos com autoras/es decoloniais, propomos uma nova chave de leitura psicanalítica. Visamos analisar situações sócio-clínicas articuladas a processos de colonialidade, como racismo institucional, violência de gênero e criminalização do adolescente negro como paradigmas de sintomas engendrados e perpetuados pelo colonialismo. As políticas públicas que negligenciam esse aspecto acabam por reproduzir códigos de violência estrutural no âmbito do Estado, que deveria, ao contrário, combater o racismo, sexismo e a desigualdade de oportunidades. Recolheremos os efeitos invisibilizados do enquadre colonial sobre sujeitos subalternizados, discutindo modos para seu enfrentamento. Nossa hipótese: o enquadre imperial de leitura do sofrimento psíquico advindo do mal estar colonial, ao invisibilizar o regime de opressão, racismo e sexismo como norma, cria uma lente que concebe os fenômenos subjetivos e sociais a ele correlatos como anormalidade, desvio, crime ou violência, buscando medicar, castigar ou eliminar seus sujeitos. Como corolário, testemunha-se a reprodução da opressão que adoece psiquicamente, onerando o Estado com ações paliativas. As altas taxas brasileiras do genocídio da população jovem negra, do feminicídio e violência de gênero e do suicídio entre estudantes negras/os nas universidades são evidências empíricas que tornam plausível, premente e necessária, essa pesquisa. Para isso, os sujeitos acima trarão suas narrativas, autorreferenciada, orais e escritas, analisando, junto aos pesquisadores, as fontes contemporâneas do mal-estar colonial e formas de seu tratamento e enfrentamento.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 28/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andrea Maturano Longarezi

Ciências Humanas

Educação
  • didática desenvolvimental e seu campo conceitual nas obras de l.s. vigotski, s. l. rubinstein, a.n. leontiev e l. i. bozhovich
  • A pesquisa assume o estudo do campo conceitual da Didática Desenvolvimental como fulcral para a proposição de um ensino pautado no desenvolvimento integral da humanidade, objetivo precípuo das áreas prioritárias do MCTIC. Em face dos problemas de apropriação dos fundamentos básicos dessa perspectiva no ocidente, as precisões conceituais, com o estudo teórico dos conceitos de obutchénie, vospitanie, uchetnie e prepodavanie, mostram-se nucleares para sua efetividade no contexto escolar brasileiro; razão pela qual assume a condição de objetivo central da pesquisa. Em seus desdobramentos, toma-se como objetivos específicos: 1. Localizar os conceitos de obutchénie, vospitanie, uchetnie e prepodavanie em obras centrais dos psicólogos soviéticos L. S. Vigotski, S. L. Rubinstein, A. N. Leontiev e L. I. Bozhovich, tendo em vista identifica-los nas proposições dos autores; 2. Estudar esses conceitos ao longo da produção de suas obras, visando apreender sua gênese e desenvolvimento; e 3. Comparar os conceitos de obutchénie, vospitanie, uchetnie e prepodavanie nas perspectivas desses autores; tendo em vista revelar suas convergências e divergências. As traduções de obutchénie para línguas ocidentais vêm limitando-se a associá-la apenas ao “ensino” ou à “aprendizagem”; embora ainda sejam referenciadas pelas palavras “instrução” e/ou “educação”. Nenhuma dessas opções a tratam sob a ótica da unidade que constitui a base epistemológica da psicologia histórico-cultural; o que demarca o problema central da pesquisa. O projeto assume como objeto de estudo “as precisões conceituais no campo da Didática Desenvolvimental” e como referencial teórico os “fundamentos da Teoria Histórico-Cultural e da Didática Desenvolvimental”, numa perspectiva dialética do singular-particular-universal. O estudo se constituirá em uma pesquisa teórica, pela via da análise estrutural e de desenvolvimento de fontes documentais desses quatro importantes representantes da psicologia histórico-cultural.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andrea Moreno

Ciências Humanas

Educação
  • fritjof detthow, o ensino da ginástica sueca e a circulação de saberes (brasil, 1919-1947)
  • A investigação que desenvolveremos faz parte de um amplo movimento do grupo de pesquisa, no qual os projetos vinculados têm ajudado a compreender a presença e a circulação de diferentes Métodos Ginásticos no Brasil, entre fins do século XIX e meados do XX. Os projetos, dos quais a presente proposta deriva, resultaram numa exaustiva catalogação de fontes que já nos permitiu perceber que, no Brasil, entre fins do século XIX e início do XX, há fortes vestígios da ginástica racional em variadas prescrições de Educação Physica. O trânsito de sujeitos que mediaram esse processo é uma pista importante e um dos investimentos necessários para compreender a ginástica sueca que circula no país. Os motivos pelos quais viajaram de seus países, suas redes de sociabilidade, suas adaptações, seus enraizamentos, podem dar pistas importantes ao estudo dos métodos ginásticos no Brasil e, particularmente, aqueles que aportaram nas escolas e redes de ensino em variados estados. Vários suecos, homens e mulheres, aparecem nas fontes atuando no Brasil com a ginástica racional e médica. Fritjof Detthow, um sueco que vem para São Paulo em 1919, aparece de forma tangencial nas fontes que foram coletadas na pesquisa intitulada A Ginástica Sueca no Brasil: presença nos manuais escolares e no pensamento pedagógico entre fins do século XIX e início do XX, revelando um objeto de pesquisa potente. Interessa-nos, portanto, aprofundar nos motivos que levaram o sueco aportar no país e constituir aqui seu lugar de trabalho. Também nos motiva a compreensão da relação de Detthow com o governo paulista, rastreando sua trajetória e sua rede de sociabilidade estabelecida nos espaços da Diretoria de Instrução Pública desse Estado, inclusive dando aula na Escola Caetano de Campos. Apesar de sua presença vigorosa no ensino de São Paulo, pesquisando, prescrevendo, dando aulas, a historiografia ainda não se deteve a investigar esse sujeito, motivo pelo qual nos interessa interrogar sua trajetória.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andrea Moura Bernardes

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • integração dos processos de eletrodiálise e oxidação eletroquímica avançada para a degradação de contaminantes de preocupação emergente
  • Surfactantes utilizados na metalurgia, como nonilfenol, ou em processos de flotação de minérios, como xantatos, são contaminantes de preocupação emergente (CPE). Estações de tratamento de efluentes (ETE) convencionais não foram projetadas para a remoção de CPE, acarretando lançamentos contínuos no ambiente. Estudos demonstram que em algumas ETE os efluentes apresentam maiores concentrações que os influentes, devido à dessorção. Os processos oxidativos avançados (POA) tem emergido como uma possível solução desse problema, mas muitos processos ainda estão em escala de laboratório e utilizam catalisadores de TiO2 dopados com materiais críticos. A oxidação eletroquímica avançada (OEA) tem se destacado pela facilidade e simplicidade de operação e possibilidade de escalonamento, mas o processo tem travado no custo dos eletrodos e problemas de difusão, devido à baixa concentração de CPE no ambiente. A integração entre processos e a escolha adequada de materiais de eletrodos pode ser uma solução. Resultados já obtidos indicam que a integração de processos é uma opção para alcançar segurança hídrica em ETE. Pretende-se agora selecionar materiais de eletrodo e avaliar a integração de POA com eletrodiálise (ED), determinando-se a eficiência de degradação de CPE, ACV, consumo energético, e custos operacionais para o escalonamento dos processos. Bhandari, G. et al. https://doi.org/10.1016/j.chemosphere.2021.130013 Falconi, I. et al. https://doi.org/10.1002/cjce.23705 Ryskie, S. et al. https://doi.org/10.3390/min11030259 Köck-Schulmeyer, M. et al. https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2013.04.010 EU, Brussels 2020 https://eur-lex.europa.eu/legal-content/EN/TXT/?uri=CELEX:52020DC0474 da Silva, S. W.et al. https://doi.org/10.1007/s40726-021-00176-6 Raschitor, A. et al. https://doi.org/10.1016/j.jenvman.2019.109289 Arenhart Heberle, A. N. et al. http://dx.doi.org/10.1016/j.chemosphere.2019.07.049 Schwaickhardt, R. O. et al. https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2017.02.218
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andrea Pedrosa Harand

Ciências Biológicas

Botânica
  • o papel das mudanças cromossômicas na evolução da família leguminosae: uma abordagem filogenética, citomolecular e genômica
  • Leguminosae é a segunda família de angiospermas em importância econômica e a terceira mais diversa, com cerca de 20.000 espécies. Essa grande diversificação foi acompanhada de mudanças genômicas e cromossômicas, como a variação de sua fração repetitiva (repeats) levando a mudança no tamanho dos genomas, duplicação do genoma total (poliploidia) e mudança no número cromossômico por rearranjos estruturais (disploidia), algumas provavelmente adaptativas. Estudos filogenéticos recentes levaram a profundas mudanças na classificação da família em diferentes níveis, mas muitas das relações filogenéticas ainda não foram elucidadas, nem o impacto das mudanças cromossômicas para a diversificação de seus grupos. Nos últimos anos, a sistemática, a citogenética e mesmo a filogenia molecular vegetal têm sido revolucionadas pelos sequenciamentos genômicos de nova geração (NGS, do inglês next generation sequencing). Sendo assim, o presente projeto pretende investigar o impacto de mudanças cromossômicas e genômicas na diversificação e adaptação de leguminosas, tendo como objetivos específicos: i) Investigar as relações filogenéticas de Cenostigma Tul., as catingueiras, com base em plastomas e na diversificação de seus repeats; ii) Elucidar a organização genômica dos repeats do pau-brasil (Paubrasilia echinata (Lam.) Gagnon, H.C.Lima & G.P.Lewis) e seu impacto para a interação genoma-ambiente; iii) Avaliar como a poliploidia afeta a distribuição geográfica das leguminosas na Caatinga; iv) Investigar como a displodia impacta a organização genômica e seus mecanismos causadores. Para isso, integraremos sequenciamentos NGS (Illumina e PacBio) para montagem de genomas nucleares e plastidiais, caracterização de repeats, análises filogenômicas e correlações com variáveis ambientais, contagens cromossômicas e citometria de fluxo para detecção de eventos de poliploidia e disploidia, e pintura e barcode cromossômicos por oligo-FISH para caracterização de rearranjos cromossômicos.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andrea Piga Carboni

Engenharias

Engenharia Naval e Oceânica
  • projeto e construção de um veículo rebocado towfish
  • O monitoramento da qualidade das águas oceânicas é de vital importância para preservação da biodiversidade, saúde populacional e para as mais variadas atividades econômicas. A economia azul que se refere ao conjunto de atividades ligadas direta ou indiretamente ao mar, movimenta 19% do Produto Interno Bruto brasileiro. Esta pluralidade de recursos e atividades, principalmente de recursos naturais marinhos vivos e não-vivos suscita especial atenção no que tange à vigilância e à proteção das áreas marinhas. Atualmente os dispositivos como Towfish, dispositivo de monitoramento rebocados por embarcações e para a medição da qualidade da água marinha, são importados e apresentam custo elevado, limitando a sua difusão. Este projeto propõe o desenvolvimento um dispositivo rebocável Towfish de asa ativa, que controla ativamente sua profundidade, para monitoramento de amplas áreas marítimas, ao qual é integrado um conjunto de sensores para monitoramento em tempo real da qualidade da água. O veículo possuirá uma eletrônica embarcada, integrado com um conjunto de sensores para monitoramento da coluna de água, como: temperatura, pressão, salinidade, turbidez, fluorescência, óleo cru e óleo refinado. Nesse contexto, o desenvolvimento de um sistema de monitoramento robusto, de baixo custo e de fácil manuseio, tem o potencial de apresentar importantes impactos socioambientais. Para tanto, será utilizada metodologia PRODIP, projeto integrado de produto, realizado por equipe binacional e apoio de empresa parceira na área de maricultura. Assim, o projeto apresentado nesta proposta amplia os conceitos abordados em versão anterior e que sem controle ativo de profundidade. Informações sobre o protótipo podem ser encontrada no site do laboratório de simulação naval da UFSC Joinville. A atual proposta proporciona o desenvolvimento de tecnologia madura em estratégias de controle ativo de profundidade, de TRL 6, aproximando o resultado alcançado de produto final para comercialização.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andréa Vettorassi

Ciências Humanas

Sociologia
  • precarização do trabalho na pandemia: uma perspectiva interseccional
  • O mundo do trabalho foi intensamente afetado pelas medidas sanitárias impostas pela pandemia global da COVID-19 em 2020. No Brasil, os processos de precarização, que já estavam em curso, foram intensificados durante a pandemia. Analisar esse cenário à luz das reflexões sociológicas possibilita a compreensão da dinâmica do processo, bem como a indicação de possíveis políticas públicas. Muitas são as características das relações de trabalho precárias: trabalho por tempo determinado ou intermitente, desocupação, curtos períodos de ocupação, informalidade e desalento. Mas na pandemia outros atributos promovem a precarização: a exposição massiva à doença, home office, extrapolação de carga horária de trabalho, isolamento, distanciamento social e acesso às medidas sanitárias de saúde vistos como privilégios, e não direitos. Na corrente dessas precariedades, tradicionais marcadores de diferenças tornam a análise interseccional fundamental para sua compreensão: em geral, mulheres, pessoas pobres, pretas e pardas são notadamente mais afetadas por elas. Nesse contexto, o Núcleo de Estudos sobre o Trabalho propõe relacionar, a partir da perspectiva interseccional de raça, gênero e classe, o processo de intensificação da precarização do trabalho em decorrência da pandemia. Tem-se como hipótese que consequências da pandemia no mercado de trabalho, como desocupação, desalento e precarização estão relacionadas a marcadores interseccionais como gênero, classe e raça, em arranjos específicos concernentes a grupos ocupacionais mais afetados. Nesse sentido, optamos por uma estratégia metodológica qualiquantitativa: a etapa quantitativa envolve um mapeamento longitudinal do mercado de trabalho brasileiro no período da pandemia, identificando os grupos ocupacionais que sofreram precarização ou desocupação mais intensa. Para análise qualitativa recorremos à análise de conteúdo, análise do discurso e hermenêutica de profundidade.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 01/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Andrei Bonamigo

Engenharias

Engenharia de Produção
  • cocreatup: inovações tecnológicas cocriadas para o setor de serviços agroindustriais
  • O agronegócio leiteiro é uma das principais atividades agroindustriais brasileiras e que mais emprega, com efeitos na geração de renda e emprego. De acordo com a FAO (2019), o Brasil é o terceiro maior produtor mundial de leite, atrás apenas dos Estados Unidos e da Índia. Embora o setor leiteiro tenha representatividade no cenário econômico do país, o setor apresenta entraves ligados à falta de gestão, acesso a tecnologias e problemas de qualidade do leite, como por exemplo na rastreabilidade dos produtos lácteos. Nessa ótica, Bonamigo (2017) e Bonamigo et al., (2020) apontam que essa lacuna está atrelada à falta de cooperação para cocriação de valor entre os atores que compõem o contexto agroindustrial leiteiro. A relação entre as partes se limita a uma relação de compra e venda, com limitada cooperação e colaboração para a complementaridade de conhecimento, recursos e informações para a geração de novos produtos, serviços e transposição dos entraves que o setor apresenta. Diante do exposto, o presente projeto objetiva desenvolver e testar empiricamente uma plataforma digital para conectar múltiplos atores, de modo que cada parte possa apresentar seus pontos fortes e fraquezas e, via plataforma, prover suporte ao processo de seleção, integração e gestão da relação entre as partes, de forma a cocriarem valor, a partir de critérios de desempenho pré-estabelecidos. Para atingir esse objetivo, o presente projeto contempla um conjunto de etapas desde o diagnóstico teórico e empírico do setor lácteo brasileiro, desenvolvimento da proposta de tecnologia baseada na indústria 4.0 e teste empírico da proposta. A partir da proposta consolidada, será possível prover suporte de gestão no processo da cocriação de valor, gerenciar os projetos cocriados, gerenciar riscos e estimular a inovação em produtos e serviços.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andrei Steveen Moreno Rodriguez

Ciências Humanas

Educação
  • mapeamento da comunidade latino-americana de pesquisa em educação química: uma análise de suas produções
  • No Brasil, a área de Educação Química vem se consolidando durante os últimos 40 anos. No entanto, trata-se de uma área de conhecimento pouco reconhecida na América Latina (AL). Os Educadores químicos desta região do planeta ainda trabalham de forma predominantemente isolada e as colaborações internacionais entre indivíduos e instituições da AL são incipientes. Isso é evidente, já que a quantidade de eventos, redes e periódicos científicos específicos da área, dentro da região, é pouco significativa. Tendo em conta a história de colonização da AL, que impôs uma racionalidade eurocêntrica (colonialidade do conhecimento), ainda existente, assim como o momento atual de crise socioambiental na AL, faz-se necessário fortalecer os processos e atividades de cooperação internacional desta região. Tal estratégia pode ser considerada como parte fundamental do processo de construção de uma sociedade mais justa e sustentável. Considerando esses aspectos, propomos a seguinte questão de pesquisa: Onde, como e quais conhecimentos têm sido produzidos por pesquisadores latino-americanos em Educação Química? Assim, este estudo tem por objetivo mapear a comunidade latino-americana de educadores químicos e analisar suas produções científicas. Para atingir tal propósito serão empregados os procedimentos metodológicos descritos a seguir: busca de dados em diretórios institucionais, bases de dados e revistas científicas; busca em redes sociais, acadêmicas e profissionais; levantamento de dados a partir do envio de formulários para instituições de Educação Básica e Superior de AL, assim como para redes de pesquisadores; identificação de atividades de cooperação das instituições da AL e análise de produções científicas dos educadores químicos. Os dados obtidos no projeto serão analisados à luz da Análise Textual Discursiva. Os resultados obtidos do processo permitirão a constituição de novas redes acadêmicas e a produção de material bibliográfico referente a área de Educação Química na AL.
  • Universidade Estadual de Santa Cruz - BA - Brasil
  • 01/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Andreia de Freitas Zompero

Ciências Humanas

Educação
  • ensino por investigação relativo à temática saúde: um estudo com licenciandos do curso de ciências biológicas.
  • As transformações na sociedade decorrentes dos avanços da ciência, tecnologia e das questões que envolvem saúde, como vivenciadas no momento atual, impactam de maneira significativa nas necessidades formativas educacionais. Portanto, os professores necessitam planejar e empregar estratégias de ensino que promovam reflexão e discussão para os estudantes desenvolverem o senso crítico, autonomia e protagonismo. Essas indicações são congruentes às da Base Nacional Comum Curricular para o ensino de Ciências. Nesse sentido, o documento aponta que o processo investigativo deve ser entendido como elemento central na formação dos estudantes, atrelado a situações didáticas planejadas ao longo de toda a educação básica. Diversos estudos, nacionais e internacionais, apontam dificuldades para a realização de práticas investigativas, assim, é fundamental que os programas de formação ofereçam suporte pedagógico e epistemológico aos professores. Neste estudo pretende-se responder qual o desempenho dos licenciandos de curso de Ciências Biológicas ao desenvolverem atividades investigativas durante o estágio supervisionado com alunos na educação básica. O objetivo é analisar o impacto da formação no desempenho dos licenciandos participantes dos dois países ao desenvolverem atividades de investigativas Trata-se de uma pesquisa que integra abordagem quali e quantitativa visando analisar a implementação do Ensino de Ciências por investigação pelos licenciandos. A amostra incluirá graduandos em Ciências Biológicas de duas universidades Brasileiras e uma Universidade Portuguesa. Os dados serão coletados por meio de observação feita pelos pesquisadores e entrevistas em grupo focal. O desempenho dos licenciandos durante as aulas serão registados e analisados na ferramenta analítica específica, parte da análise quantitativa. A transcrição da entrevista será analisada com base na análise textual discursiva (ATD) que compõe etapa qualitativa.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 01/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Andréia Marini

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • meninas! programação de computadores com artes, ciências, jogos e matemática
  • Aumentar a representação feminina em áreas científico-tecnológicas e possibilitar maior aproveitamento da capacidade intelectual feminina são grandes desafios da contemporaneidade para promover uma real promoção na igualdade de gênero. Esse desperdício de potencialidades, pode ser identificado em escala mundial e ações que confrontem esse problema podem promover o enriquecimento da produtividade científica e tecnológica (isso se tornaria possível por meio de uma diversidade de pensamentos, novas visões e diferentes perspectivas). Diversas políticas públicas no Brasil e no mundo têm sido lançadas buscando a mudança desse cenário, objetivando o incentivo e motivação de meninas para a Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática. O presente projeto visa oferecer um espaço de discussão, aprendizado e integração entre alunas de escolas públicas de Educação Básica do Ensino Médio e de graduação que estejam matriculadas em cursos de Engenharia. A metodologia aplicada será desenvolvida por meio de rodas de conversa, oficinas, confecção de um mural, exposição fotográfica e encerramento. Essas atividades serão previamente organizadas em reuniões periódicas com os bolsistas e professores envolvidos. O projeto proposto será desenvolvido em três escolas públicas localizadas na cidade de São Bento do Sul/SC. Todas as escolas escolhidas se encontram em regiões carentes do município que requerem maior atenção no que tange a atividades tecnológicas, ainda mais, quando se referem às atividades de mulheres, que em sua maioria estão ligadas a atividades domésticas e levando em conta também a sociedade são bentense. Entende-se que proporcionar contato com atividades de cunho tecnológico, gerar uma visibilidade de importantes contribuições femininas nas ciências, incentivar, orientar e motivar as meninas para áreas das Ciências e Tecnologia possam motivar meninas e mulheres na escolha da profissão e estabelecendo assim o primeiro passo para o aumento da participação de mulheres nas ciências.
  • Instituto Federal Catarinense - SC - Brasil
  • 22/03/2021-30/09/2022
Foto de perfil

Andreia Mendes dos Santos

Ciências Humanas

Educação
  • laboratório das infâncias, promovendo elos entre o protagonismo das crianças e educação continuada de jovens universitários
  • Desde o ano de 2020 a educação opera pela reinvenção de recursos pedagógicos, físicos e psíquicos para minimizar problemas e desigualdades agudizadas pela pandemia da COVID-19. O afastamento da rotina da escola, entre outros fatores, apresentaram às crianças restrições no desenvolvimento, aprendizagens, relações e experiências. No ensino superior, os processos formativos também foram afetados, exigindo o planejamento de novas estratégias de ensino e de aprendizagem. Este projeto toma como ponto de inflexão a importância da experiência das crianças na infância, bem como, a formação de futuros profissionais para atuarem nesta área do conhecimento. O principal problema situa-se na produção de experiências infantis e nos processos formativos no ensino superior, com vistas ao trabalho junto às crianças. A hipótese é de que na educação práticas pedagógicas de experiências e vínculos com conhecimento podem promover e potencializar um trabalho colaborativo na formação de universitários, impactando também nas experiências das crianças, tomando referenciais epistemológicos da Psicologia e da Educação. O pressuposto metodológico é a de pesquisa-ação qualitativa, realizada por meio de pesquisa documental, observação e entrevistas com crianças, familiares, docentes e universitários em práticas no Laboratório das Infâncias da PUCRS entre 2022 e 2025. Como campo de estágios a Psicologia e licenciaturas, no LabInf serão desenvolvidas atividades e ações sobre questões que envolvam sofrimento psíquico e dificuldades na vida escolar durante o isolamento social e/ou o retorno à presencialidade nas escolas. Após análise de conteúdo, pretende-se que os resultados deste projeto colaborem com a área, promovendo conhecimento acerca da educação mediada pelo trabalho colaborativo para produzir protagonismo infantil e formar novos profissionais apropriados de uma concepção que os responsabiliza como agentes ativos no desenvolvimento, aprendizagens, vínculos e experiências infantis.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andreia Morales Cascaes

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • condições de saúde bucal e determinantes sociodemográficos, psicossociais, comportamentais, de acesso e utilização de serviços das pessoas transgênero em florianópolis-sc
  • A saúde bucal das pessoas transgênero apresenta diversos desafios para a saúde pública, tais como mudanças no complexo craniofacial decorrentes do uso de terapia hormonal, maior consumo de produtos de tabaco, traumas na face associados a eventos de violência, problemas com autoimagem dos dentes e dificuldades no acesso aos cuidados odontológicos. A ausência de informações epidemiológicas sobre saúde bucal dessas pessoas aliada à insuficiência de políticas, serviços e ações voltados para prevenção, controle e tratamento dos problemas de saúde bucal as colocam em situação ainda maior de discriminação e opressão social. Com o objetivo central de conhecer as condições de saúde bucal das pessoas transgênero e relacioná-las com fatores sociodemográficos, psicossociais, comportamentais, e de acesso e utilização de serviços de saúde, propõe-se o primeiro estudo epidemiológico a ser realizado no Brasil. O recorte dessa pesquisa ocorrerá em Florianópolis-SC e incluirá toda população transgênero adulta cadastrada na Atenção Primária à Saúde (APS) e que vem sendo acompanhada pelo serviço de atenção à saúde especializada da pessoa transgênero, totalizando 520 pessoas (setembro/2021). O inquérito será de base domiciliar e incluirá uma entrevista face a face por meio de questões sociodemográficas, psicossociais, comportamentais e de acesso e uso de serviços de saúde, além de um exame abrangente para avaliação das condições de saúde bucal. Os resultados contribuirão com o avanço do conhecimento científico da área e irão auxiliar a gestão local com o planejamento e a organização de serviços odontológicos na APS e na atenção de média e alta complexidade. As evidências geradas poderão servir de referencial teórico para futuras pesquisas, sendo de interesse para comunidade, profissionais de saúde e gestores, além de contribuir com a avaliação da Política Nacional Integral de Saúde para LBGT+ assim como melhorar o alcance da Política Nacional de Saúde Bucal.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 11/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Andreia Pelegrini

Ciências da Saúde

Educação Física
  • parâmetros de densidade e geometria óssea em atletas adolescentes: um estudo de seguimento
  • A saúde óssea é influenciada por fatores genéticos, hormonais e comportamentais (exposição ao sol, alimentação, atividade física e/ou participação em exercícios físicos/esportes). A participação em esportes, especialmente, durante o crescimento tem favorecido o acúmulo de minerais na estrutura óssea, contribuindo para a manutenção desse perfil na idade adulta. Entretanto, nem todos os tipos de exercícios físicos/esportes parecem favorecer o desenvolvimento ósseo, e o conhecimento acerca de qual modalidade pode agregar à saúde óssea é uma lacuna que suscita ser preenchida. Os exercícios físicos, principalmente os esportes de impacto (osteogênicos), podem aumentar a resistência óssea se incorporados na vida diária. Assim, pressupõe-se que os esportes podem se constituir como um meio importante para promover a saúde óssea quando praticados na adolescência. O acompanhamento das alterações nos parâmetros ósseos é necessário e poucos estudos foram conduzidos nessa perspectiva, de modo que ainda permanece desconhecido o efeito de quais práticas podem melhor contribuir com essas propriedades ósseas. Diante do exposto, questiona-se: Os atletas engajados em modalidades esportivas osteogênicas apresentam níveis melhores de densidade, conteúdo mineral ósseo e geometria óssea quando comparados aos de modalidades esportivas não-osteogênicas e aos do grupo controle? Será conduzido um estudo longitudinal (24 meses), com adolescentes atletas (11-18 anos), de ambos os sexos, estratificados em três grupos: controle, osteogênico (atletismo, handebol, voleibol, basquete e judô) e não osteogênico (ciclismo e natação). Serão coletadas informações relativas à densidade mineral óssea, conteúdo mineral ósseo, geometria óssea, massa magra, massa de gordura, força estática, força isocinética, osteocalcina, CTx, interleucina-6, TNF-alfa, testosterona, estradiol, GH e IGF-1, frequência alimentar, atividade física e informações sobre o engajamento no esporte.
  • Universidade do Estado de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andréia Rosane de Moura Valim

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • qualificação do programa de pós-graduação em tecnologia ambiental
  • Vide projeto anexo
  • Universidade de Santa Cruz do Sul - RS - Brasil
  • 08/01/2020-08/01/2025
Foto de perfil

Andreimar Martins Soares

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • ciência, tecnologia e inovação nas escolas e sociedade: popularização e divulgação de ct&i no estado de rondônia
  • Nesta 10ª edição de 2021, em Rondônia, as ações da SNCT, com o tema “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta” serão desenvolvidas, principalmente, por meio das modalidades de eventos "Ciência na Escola e Sociedade (Ciência Móvel)", "Portas Abertas (Escola e Sociedade na Ciência)" “Mostra de CT&I”, “Eventos de Comunicação Científica em Rádio, TV e outras mídias”, Exposição e/ou Oficinas de CT&I e "Seminários ou Ciclos de Palestras", que proporcionarão a popularização e a divulgação das atividades realizadas pelas diferentes instituições parceiras que desenvolvem Ciência, Tecnologia e Inovação no Estado. Dentre os diversos conceitos e entendimentos sobre a noção de “transversalidade” aplicada à CT&I, todos pressupõem a interação com outras abordagens e ações comuns. A transversalidade é alcançada quando ocorre a máxima interação e comunicação entre diversas estruturas, não apenas disciplinares, mas também as que se refletem no dia a dia da sociedade. Em 2021, a FAPERO estará divulgando a transversalidade da CT&I nos diferentes áreas do conhecimento, setores da economia e sociedade, focando diretamente suas ações de popularização de CT&I em 10 municípios [Ariquemes, Cacoal, Candeias do Jamari, Itapuã D´Oeste, Guajará-Mirim, Ji-Paraná, Jaru, Ouro Preto D´Oeste, Presidente Médici e Porto Velho], e indiretamente, por meio das instituições parceiras no maior número possível de outros municípios do estado, com abrangência da sociedade local, de alunos e professores da rede pública e/ou privada municipal, estadual e federal de ensino, assim como a sociedade em geral, pesquisadores e profissionais vinculados a diferentes instituições no estado de Rondônia.
  • Fundação Rondônia - RO - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Andreimar Martins Soares

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • toxinologia básica & aplicada: bio-tecnologias de toxinas úteis à saúde humana e animal
  • Nos últimos anos, intensificou-se a busca por novos agentes terapêuticos a partir de fontes naturais, como microrganismos, algas, plantas, venenos de anuros, escorpiões, aranhas, vespas, abelhas e serpentes, que constituíssem uma importante alternativa de tratamento contra as doenças crônicas, infecciosas, emergentes ou não. A necessidade de moléculas farmacologicamente úteis para a população evidenciou a riqueza da flora e fauna como verdadeiras fontes naturais para o desenvolvimento de novos medicamentos. Os grupos de pesquisa e pós-graduação envolvidos nessa proposta estão comprometidos na ideia de promover a maior qualificação de seus discentes e docentes, bem como desenvolver projetos de pesquisa científica de alto nível utilizando a temática comum da Linha de Pesquisa em Toxinologia Básica e Aplicada. A realização do curso visa integrar as regiões mais carentes de massa crítica de alta qualificação para que possam contribuir para o desenvolvimento de CT&I nos respectivos estados e no Brasil. O II Curso de Toxinologia Básica e Aplicada: Bio-Tecnologias de Toxinas Úteis à Saúde em formato de Gestão Compartilhada para o ano de 2022. A organização da segunda edição do curso contará com pesquisadores da área de Toxinologia de 12 instituições IES/ICTs nacionais (Fiocruz Rondônia, Fiocruz Ceará, FUNED, FMT-AM, UCDB, UEA, UEFS, UFBA, UFPB, UFU, UNESP e UNIR), seus respectivos PPGs e, 5 instituições internacionais (Argentina, Equador, Paraguai, Panamá e Portugal). Ainda foi pensada a Rede de Pesquisa em Toxinologia Básica & Aplicada (RED-TOX), originada a partir dos trabalhos colaborativos desenvolvidos nos I e II Cursos Brasil-Argentina de Biotecnologia (CBAB) realizados em Rondônia em 2016 e 2018. O curso irá congregar a participação interdisciplinar dos 17 Programas de Pós Graduação Stricto Sensu envolvidos (16 PPGs no Brasil e 1 PPG Argentina), que atualmente, contam com mais 33 Docentes Orientadores (Permanentes e Colaboradores) e cerca de 150 estudantes.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 07/12/2021-30/06/2024
Foto de perfil

Andrés Calderín García

Ciências Agrárias

Agronomia
  • identificação e caracterização de alvos biotecnológicos responsáveis pela promoção do crescimento em plantas de arroz acionados pela aplicação radicular de substâncias húmicas extraídas de vermicomposto
  • A disponibilidade de substâncias bioativas no solo pode ser determinante na modulação da morfologia/arquitetura do sistema radicular e afetar profundamente a capacidade das plantas em absorver água e nutrientes, bem como, ativar processos fisiológicos específicos nas plantas. Diversos estudos têm mostrado a presença de compostos bioativos na supraestrutura das substâncias húmicas (SHs) que possuem fortes efeitos sobre a fisiologia da planta, resultando em plantas com maior capacidade de aquisição de nutrientes e mais tolerantes a vários tipos de estresse. Por outro lado, a compreensão dos mecanismos envolvidos na interação raiz-SHs, e as vias de sinalização ativadas por essas substâncias para promoção do crescimento das plantas ainda carecem de elucidação. Há evidências de que as SHs exercem seus efeitos sobre as plantas como moléculas elicitoras de processos fisiológicos que resultam em plantas com melhor crescimento sob diferentes condições de cultivo, sobretudo quando expostas a ambientes sob estresse. Diante do exposto, a presente proposta pretende fazer uso das SHs para identificar potenciais alvos biotecnológicos com efeitos sobre a promoção de crescimento das plantas e/ou melhoria da tolerância das plantas ao estresse hídrico. Para tanto, pretendemos aplicar a ferramenta de Sequenciamento de RNA (RNA-Seq) para avaliar a expressão gênica diferencial de plantas de arroz tratadas ou não com ácidos húmicos e, em seguida, selecionar para caracterização, genes com potencial para promoção de crescimento das plantas. A caracterização será realizada por meio de uso da técnica de edição de genomas, a CRISPR-Cas9, e/ou pelos métodos tradicionais de silenciamento e superexpressão de genes. Nas plantas obtidas serão realizadas avaliações morfofisiológicas, bioquímicas e moleculares que permitirão mostrar de forma o mais inequívoca possível, como se inicia a sinalização promovida pelas SHs, que resultam em promoção de crescimento e maior tolerância ao estresse hídrico.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andrés Delgado Cañedo

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • avaliação de características nutracêuticas de quatro méis monoflorais produzidos na região do pampa gaúcho visando o aumento do seu valor agregado baseado em ciência
  • O Brasil é um produtor e exportador de produtos apícolas mundialmente reconhecido. Em 2021 exportou 48 mil toneladas de mel, arrecadando 164 milhões de dólares colocando o Brasil entre os 5 maiores exportadores de mel. Contudo, não ocupa o  top five quando se trata do valor total do produto exportado, pois o mel brasileiro é considerado low cost. O Rio Grande do Sul é, historicamente, o maior produtor de mel do Brasil. Em 2020, colaborou com 13,6% da produção nacional com méis produzidos principalmente no Bioma Pampa, que também são considerados low cost pela falta de estudos sobre suas propriedades nutracêuticas. Esta proposta surge a partir da interação de 5 grupos de 3 Universidades Gaúchas que colaborarão com um objetivo comum “Avaliar as características físico-químicas e nutracêuticas de méis monoflorais de eucalipto, aroeira, quitoco e soja, produzidos em apiários do Pampa Gaúcho”. Ainda, conta com a parceria da Cooperativa apícola do Pampa Gaúcho e o Grupo Apiários Adams (maior exportador de Méis do Rio Grande do Sul). Os méis selecionados possuem alta produção na região do Pampa e serão avaliados quanto às suas atividades antioxidante, antimicrobiana, antitumoral, bloqueador da proteína ABCB1, imunoestimulante, protetor contra doença de Parkinson e regulador do ciclo circadiano. Algum destes métodos já foram testados com méis multiflorais, com publicações em revistas científicas ou dados parciais apresentados em eventos, e pretendemos transferir estes protocolos para o estudo dos méis monoflorais. Como resultado, esperamos: conhecer através de análises quantitativas a qualidade dos méis monoflorais da região do Pampa, estabelecer biomarcadores para estes méis, determinar suas características nutracêuticas e as moléculas ativas envolvidas.  Além disso, destacamos a formação de recursos humanos no nível de graduação e pós-graduação, além da divulgação dos dados tanto para a comunidade científica quanto para a comunidade apícola e comunidade em geral.
  • Universidade Federal do Pampa - RS - Brasil
  • 28/07/2022-31/07/2024
Foto de perfil

Andresa Heemann Betti

Ciências da Saúde

Farmácia
  • desenvolvimento de nanocápsulas contendo o fármaco diazepam para liberação controlada e amenização dos efeitos colaterais: avaliação farmacológica e toxicológica
  • A ansiedade é um transtorno que acomete quase 10% da população mundial, que vem crescendo neste período de pandemia, sendo uma das grandes preocupações para o período pós-pandemia. Uma das principais classes terapêuticas utilizadas para o tratamento deste transtorno são os benzodiazepínicos, sendo o Diazepam o seu representante mais utilizado. Entretanto, este fármaco apresenta uma alta lipofilia, causando intensa sedação, sonolência, tontura, comprometimento das atividades motoras e, ainda, comprometimento cognitivo; efeitos adversos que diminuem a adesão à terapia medicamentosa, limitando o tratamento da patologia em questão. Diante do exposto, este projeto visa desenvolver uma nanocápsula contendo o fármaco Diazepam, que tenha sua liberação controlada, a fim de amenizar os efeitos adversos supracitados. Essa estratégia já vem apresentando sucesso para outras classes de fármacos com ação no SNC. Com a melhora destes efeitos, espera-se que o paciente possa apresentar uma melhor adesão à terapia medicamentosa e, consequentemente, melhor controle da doença, com menos exacerbações e internações. Para tanto, será desenvolvido e validado um método analítico para quantificação do Diazepam nas nanoestruturas. Após o desenvolvimento e caracterização das nanocápsulas, será realizado um estudo de liberação in vitro do fármaco. A avaliação da segurança da formulação será primeiramente feita em um modelo alternativo com o nematoide C. elegans para posterior avaliação in vivo. Camundongos isogênicos serão utilizados para avaliação da potencial toxicidade aguda e subcrônica, segundo as normativas internacionais da OECD. Em paralelo, a avaliação da eficácia da formulação será realizada em modelos animais de ansiedade (plus-maze) e em modelos para avaliação de efeitos colaterais, como sedação (open-field), efeito hipnótico-sedativo (tempo de sono barbitúrico), coordenação motora (rota-rod) e comprometimento cognitivo (reconhecimento de objeto novo e esquiva inibitória).
  • Universidade Feevale - RS - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andressa Antunes Bortoti

Engenharias

Engenharia Civil
  • aproveitamento de água de chuva de cobertura em edificações: estudo da potabilidade e empregabilidade para fins não potáveis
  • O aproveitamento de água de chuvas é uma forma de uso racional e econômico de água, principalmente na substituição da água potável em situações em que a qualidade desta não é necessária, como na rega de plantas, limpeza de pisos e entre outros. Para isso, é necessário contar com um sistema de captação dessas águas adequado ao qual consiste basicamente de coberturas de edificações, calhas e condutos, sendo direcionado para um reservatório. Assim, o objetivo deste projeto é estudar o aproveitamento da água de chuvas de coberturas de edificações de maneira a averiguar a potabilidade e empregabilidade para fins não potáveis dessas águas, de forma a incentivar alunas da educação básica e superior a aplicar conceitos práticos em sua comunidade. Com isso, este projeto engloba 5 escolas públicas de educação básica. Sendo duas delas situadas na cidade de Mafra-SC, uma na cidade de Canoinhas-SC, outra em União da Vitória-PR e a última na cidade de Doutor Pedrinho-SC. Ambas contam com docentes que atuam simultaneamente na Universidade do Contestado e por isso foram escolhidas para o desenvolvimento do projeto.
  • Universidade do Contestado - SC - Brasil
  • 22/03/2021-30/09/2022
Foto de perfil

Andressa Cristina Zamboni Machado

Ciências Agrárias

Agronomia
  • padronização de metodologias para experimentação em nematologia agrícola
  • A pesquisa nematológica, especialmente aquela desenvolvida em ambiente controlado, seja para testes de reação de hospedabilidade de plantas a nematoides, seja para testes de produtos nematicidas, tem crescido no Brasil nos últimos anos. De maneira diversa, as abordagens metodológicas utilizadas na experimentação não têm sofrido revisões e revalidações, tendo em vista não só os avanços técnicos e novos conhecimentos, mas, especialmente, os avanços na área computacional e estatística, com a possibilidade de novas abordagens aos conjuntos de dados obtidos. Apesar dos trabalhos abordando questões referentes às melhores condições para realização de experimentos nematológicos no Brasil nos últimos anos, não há um trabalho integrado, envolvendo instituições de diferentes regiões do país, que estabelecesse um processo para a definição da avaliação dos métodos e modelos estudados. Entender o comportamento do crescimento populacional de nematoides em grandes culturas, como milho, algodão e soja, em condições controladas, ao longo do ciclo da cultura, e, com base nesse comportamento, estabelecer, além do momento adequado para as avaliações para testes de hospedabilidade de nematoides nessas culturas, as densidades iniciais de inóculo mais adequadas a essa finalidade, é um importante passo que colaborará de maneira definitiva para o estabelecimento de padrões confiáveis e replicáveis para a experimentação nematológica nas condições brasileiras. Assim, um projeto integrado, que envolva instituições públicas e privadas das principais regiões produtoras de milho, algodão e soja do Brasil, que contemple as diferentes condições ambientais, sob um mesmo protocolo experimental e cujos resultados sejam submetidos a análises estatísticas robustas, nos levará à proposição de modelos que nos permitam maior assertividade nos trabalhos futuros, dando um passo definitivo para a melhoria da experimentação nematológica no Brasil.
  • Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andressa Esteves de Souza dos Santos

Ciências Humanas

Educação
  • um museu científico como ferramenta para a transversalidade do ensino, pesquisa e extensão
  • A educação pode ser acompanhada de reflexões relacionadas às questões sociais, através de uma aprendizagem transversal, de maneira que envolva os alunos em diálogos e debates. Temas transversais podem ser orientados pelas situações que alunos e educadores vivem em sociedade, com conteúdos inseridos de diferentes maneiras como se “atravessassem” os campos de conhecimento. Promovendo desta forma, a educadores e alunos o direito de se posicionar como cidadãos na sociedade em que vivem. O projeto aqui proposto pretende contribuir para agregar, catalogar, unir, inventariar e montar um museu presencial e online, construindo assim a história da trajetória de criação do Instituto de Química da UFRRJ. A criação do Museu promoverá mais uma atividade Extensão Universitária da UFRRJ para que crianças e jovens possam conhecer, se interessar e participar da Universidade. O Museu da Química é um dos primeiros projetos de extensão universitária do recém-criado Instituto de Química da UFRRJ, inserindo-se dentro de um grande esforço da Unidade em desenvolver suas linhas de extensão, aproximando suas realizações e capacidades com a sociedade brasileira. O nome escolhido para o Museu é uma homenagem à professora do Departamento de Química Orgânica, Aparecida Cayoco Ikuhara Ponzoni, que tanto contribui para o Ensino de Química com trabalhos no programa PIBID e o famoso “Show da Química”, que atrai diversos estudantes de Licenciatura e estimula a divulgação científica em espaços extramuros à universidade.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 13/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Andressa Suelly Saturnino de Oliveira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • avaliação da efetividade de intervenções de suporte ao isolamento domiciliar de casos suspeitos de covid-19 identificados na atenção básica
  • Esta proposta de pesquisa pretende contribuir para o enfrentamento da COVID-19 e aprimoramento da Atenção Básica no contexto da Pandemia, por meio de testagem da efetividade de três intervenções de suporte aos casos suspeitos que iniciam o isolamento domiciliar, a saber: ligação telefônica; envio de mensagens de texto para o telefone móvel do paciente; e leitura/explicação e entrega de material impresso com listagem dos cuidados domiciliares, extraídos de Protocolo elaborado pelo Ministério da Saúde. A hipótese a ser testada é de que pelo menos uma dessas intervenções é eficaz para melhorar a adesão às práticas de cuidados domésticos de pessoas com diagnóstico de Síndrome Gripal (suspeitas de COVID-19 - casos leves) com indicação de isolamento domiciliar, em comparação àquelas que não recebem tal suporte. Objetiva-se avaliar a efetividade de três intervenções de suporte ao isolamento domiciliar de casos suspeitos de COVID-19, identificados na Atenção Básica, em relação às condutas de rotina implementadas pelas equipes de Saúde da Família. Trata-se de proposta de estudo quantitativo, prospectivo e experimental (de intervenção), a ser realizado em 24 meses, em Unidades Básicas de Saúde de Fortaleza - Ceará. A amostra será de 195 pessoas: 49 participantes para cada um dos três grupos de intervenção e 48 a serem recrutados para o grupo controle, conforme critérios de elegibilidade. Os grupos de alocação serão: participantes que receberão ligação telefônica (grupo 1), que receberão mensagens de texto (grupo 2) e que participarão de leitura/explicação/entrega de material impresso (grupo 3), além daqueles que participarão exclusivamente de condutas de rotina da atenção básica para casos suspeitos de COVID-19 (grupo controle). A coleta de dados se dará entre novembro de 2020 e janeiro de 2021. Cada participante responderá a um formulário para coleta de dados sociodemográficos, clínicos e de condutas domiciliares após aparecimento de sintomas indicativos de Síndrome Gripal (baseline). Estes serão considerados para avaliação do desfecho. O participante será alocado (de modo aleatório) em um dos quatro grupos propostos e, no 7º e 14º dia após comparecimento à Unidade Básica de Saúde, receberá ligação telefônica para novo preenchimento do formulário (apenas os itens de avaliação do desfecho). Não haverá possibilidade de cegamento simples dos participantes quanto ao fato de receber a intervenção ou não. O desfecho considerado para este estudo será a adesão às medidas de isolamento domiciliar e cuidados domésticos implementados por pacientes com Síndrome Gripal (suspeitos de COVID-19 - casos leves), o qual será medido por meio de instrumento a ser elaborado e validado. Os dados serão analisados utilizando-se o IBM SPSS Statistics versão 24. A análise descritiva e inferência serão executadas. Esta pesquisa será submetida à apreciação de Comitê de Ética em Pesquisa. Seguirá as instruções contidas no guia internacional Consolidated Standards of Reporting Trials para intervenções não farmacológicas e será inscrita no Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos. Serão seguidas as salvaguardas preconizadas na Resolução Nº 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde.
  • Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - CE - Brasil
  • 16/07/2020-15/08/2022
Foto de perfil

Andrey Chaves

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • abordagem multi-escala para propriedades óticas, eletrônicas e de transporte em semicondutores bidimensionais e suas heteroestruturas
  • Materiais bidimensionais (2D) são um tópico de pesquisa recente e com enorme interesse internacional e nacional, estando na categoria de materiais avançados estratégicos, possuindo a potencialidade de gerar novos produtos e processos inovadores de elevado valor tecnológico e econômico (Portaria MCTI Nº 4.964 e Decreto nº 10. 746). Além disso, o Brasil é detentor de grandes reservas de minerais lamelares como grafite, matéria-prima para a síntese de materiais 2D. Esse projeto de pesquisa trata do estudo de propriedades de estrutura eletrônica, transporte e óptica de novos materiais 2D e suas heteroestruturas. Em específico, iremos usar uma abordagem multiescala, indo da escala atômica até a macroscópica, para tratar desses sistemas, utilizando para isso diferentes abordagens computacionais já bem estabelecidas e eficientes, as quais foram desenvolvidas ao longo dos anos para lidar com os fenômenos relevantes em cada escala diferente. Desta forma, partindo de cálculos ab-initio (DFT), obteremos uma Hamiltoniana tight-binding pelo método de Wannierização, e por fim serão obtidas propriedades de transporte, utilizando métodos por evolução temporal de função de onda (split-operator method), e utilizando o método k.p, serão construídos modelos contínuos para a obtenção de propriedades ópticas incluindo interação de poucos corpos (éxcitons e tríons) e estudo de óptica não-linear. Esse trabalho se insere em um projeto de colaboração institucional iniciado em 2020 entre ITA e UFC, e uma orientação pontual iniciada por uma colaboração UFC-ITA-UFMT em 2021. Esse projeto também visa a formação de recursos humanos, estando associados seis alunos de doutorado em coorientações entre as instituições, além de quatro alunos de mestrado.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 04/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Andreza Barbosa

Ciências Humanas

Educação
  • inovar, empreender, modernizar: (neo)tecnicismo nas universidades estaduais paulistas
  • O tecnicismo pedagógico, tendência de destaque na educação brasileira na década de 1970, teve seus pressupostos questionados pelo campo educacional na década seguinte e foi retomado de forma paulatina por ocasião da implantação das reformas educacionais de caráter gerencialista nos anos de 1990. Com forte apoio das tecnologias digitais, o neotecnicismo pedagógico tem sido associado às denominadas metodologias ativas de ensino e à inovação da educação. Esses pressupostos, já difundidos na educação básica e na educação superior privada, chegam recentemente às universidades públicas que, mesmo com reconhecida crítica, observada principalmente na produção dos últimos 20 anos sobre ensino na educação superior, passam a incorporar o neotecnicismo ao discurso da modernização dos cursos de graduação, fenômeno que constituirá o foco central deste projeto de pesquisa. As universidades públicas estaduais paulistas (Usp, Unesp e Unicamp) têm publicado editais internos de chamada de propostas voltadas à modernização do ensino de graduação por meio de mudanças nos currículos e incorporação de novas metodologias. Frente a isso, o objetivo do projeto é compreender a presença do neotecnicismo pedagógico nas três instituições paulistas por meio da análise de editais destinados à chamada modernização e/ou inovação dos cursos de graduação. A questão norteadora é: quais são os pressupostos pedagógicos que se expressam em tais editais e quais suas relações com o contexto político atual posto para a educação superior? Para tal, essa investigação será desenvolvida em três etapas complementares: i) elaboração de estado do conhecimento dos últimos 20 anos sobre a dimensão do ensino na educação superior brasileira; ii) identificação e análise de editais voltados à modernização e/ou inovação dos cursos de graduação; iii) realização e análise de entrevistas com os profissionais responsáveis pela elaboração e acompanhamento desses editais.
  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andreza Pain Marcelino

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • produção e avaliação de protótipo de ensaio imunoenzimático-elisa para o diagnóstico da leishmaniose tegumentar americana: comparação entre antígeno solúvel de l.(v.) braziliensis e proteína quimérica multiepitopo de linfócitos b
  • Trata-se de um estudo de validação de método para diagnóstico da leishmaniose tegumentar americana-LTA por Ensaio Imunoenzimático-ELISA. O ELISA constitui método diagnóstico sorológico de fácil execução, baixo custo e muito utilizado na rotina diagnóstica de diversos agravos. A coleta de soro é um procedimento universalmente utilizado e o transporte e armazenamento de amostras sorológicas é bem estabelecido e regulado no Brasil. No entanto, não existe na Rede Pública de Saúde, até o momento, um método sorológico eficaz, em relação aos aspectos de acessibilidade, custo e desempenho, para o diagnóstico da LTA. O Laboratório de Pesquisa Clínica e Vigilância em Leishmanioses (LaPClinVigiLeish) do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) possui experiência no atendimento de pacientes suspeitos de LTA, na assistência clínica como também laboratorial e utiliza esta técnica “in house”, com antígenos brutos de Leishmania (Viannia) braziliensis para diagnóstico da LTA. Entretanto, este método necessita de padronização e validação para que possa ser descentralizado para outras unidades de atendimento laboratorial do país, principalmente porque a LTA não é uma doença que induza a produção de altos níveis de anticorpos. A padronização de método sorológico altamente sensível e especifico agregaria valor ao diagnóstico da LTA considerando as dificuldades existentes para a realização de biópsias para o diagnóstico parasitológico de certeza e a logística para a coleta, transporte e análise do material obtido por biopsias e escarificação das lesões, principalmente a necessidade de profissional adequadamente treinado para a leitura das laminas de exame direto e estrutura laboratorial para a realização do cultivo “in vitro”. Por outro lado, sabemos que a produção de kits diagnósticos em escala industrial com antígenos brutos é difícil, principalmente para manutenção dos meios de cultura. Muitos pesquisadores investigam modelos antigênicos com proteínas sintéticas ou recombinantes, que possam apresentar vantagens não só em relação ao desempenho como também na facilidade de produção em larga escala. A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Departamento de Patologia Clínica, desenvolveu uma proteína quimérica de epítopos de linfócitos B, com resultados promissores, para uso em ELISA para diagnóstico da LTA. Sendo assim, este projeto propõe a padronização e avaliação de dois protótipos de kits ELISA utilizando os dois princípios antigênicos distintos supracitados, comparando o desempenho de cada um deles e elegendo o melhor modelo como proposta para produção de kits diagnósticos para LTA. Esta produção será realizada na plataforma de produção de kits diagnósticos de Bio-Manguinhos, Fiocruz e avaliados pelo LaPClinVigiLeish.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 14/12/2020-30/06/2023
Foto de perfil

Anelise Reis Gaya

Ciências da Saúde

Educação Física
  • determinantes da obesidade em pré-escolares sul-brasileiros: sunrise estudo
  • A presença de problemas de saúde na vida adulta, adquiridos na infância, destaca a situação nutricional atual e fortalece a importância de ações preventivas à ocorrência do sobrepeso e obesidade. É no ambiente familiar e escolar que as crianças desenvolvem seus hábitos e seu estilo de vida, nesses ambientes a criança estabelece suas preferências alimentares, tem os primeiros contatos com as telas, com brincadeiras e com os comportamentos do dia-a-dia, incluindo novas recomendações para crianças as quais propõem o entendimento do comportamento do movimento nas 24 horas (sono, atividade física e comportamento sedentário) afim de prevenir riscos precoces à saúde. Portanto, o presente projeto tem a pretensão de identificar quais os fatores associados à incidência de sobrepeso e obesidade em crianças com idades entre 2 a 5 anos. Para determinar esses fatores associados, nosso estudo realizar-se-á em um período de três anos, composto por quatro avaliações das mesmas crianças e seus familiares em uma amostra selecionada aleatoriamente em quatro regiões do sul do Brasil. Em cada um dos períodos recorreremos a avaliação do índice de massa corporal, perímetro da cintura , comportamento do movimento 24 horas composto pelas horas de sono, atividade física e tempo comportamento sedentário (acelerômetros), habilidades motoras, hábitos alimentares, cognição, estilo de vida dos pais e familiares mais próximos, nível socioeconômico e características do ambiente que residem. Nossa pretensão será produzir evidências sobre os principais determinantes da incidência da obesidade desde a infância por meio das análises de modelagem multinível que estabelecem uma relação hierárquica desses fatores. Isso significa afirmar que variáveis de nível diferenciado podem agir isoladamente ou em interação com outras variáveis de maneira a produzir efeitos específicos, individuais ou agregados no contexto analisado. Por fim, buscando evidencias para a prevenção precoce da obesidade.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Anete Alberton

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • futuros de energia sustentável: impacto das partes interessadas no setor de energia
  • A sociedade atualmente enfrenta desafios sociais e ambientais. Dentre os componentes da infraestrutura social, a energia apresenta grande amplitude de interações e impactos ambientais. As transições para novos regimes sociotécnicos são necessárias e são construídas a partir de processos negociados entre diferentes atores. A inovação transformadora sofre pressões das instituições estabelecidas, ao mesmo tempo em que novos atores fazem pressão em favor de configurações sociotécnicas alternativas. Ante a pluralidade de alternativas e a viabilidade de cada uma associada às políticas de enfrentamento, é preciso considerar que diferentes trajetórias trazem diferentes stakeholders e, além disto, estes podem pressionar em direção a um ou outro caminho de transição. Combinações de políticas complexas, por exemplo, precisariam receber atenção de múltiplos analistas. O objetivo é analisar como o papel relacional dos atores reflete nos caminhos da transição energética para a sustentabilidade no Brasil. Pretende-se caracterizar as transições sociotécnicas para sustentabilidade e a perspectiva multinível enquanto framework de análise; aproximar teorias organizacionais do debate sobre transições energéticas; evidenciar os atores envolvidos no processo de transição, características e interações; realizando estudos de caso empíricos em empresas do setor. A proposta é plausível, pois há espaço para contribuição teórica de outros campos das ciências sociais, como o agregado de teorias organizacionais e, especialmente, a teoria dos stakeholders. A compreensão dos conflitos entre atores permite avaliar melhor as condições para que as transições sociotécnicas se materializem. O estudo apresenta caráter qualitativo e contextual, de caráter exploratório. Realizar-se-á prévia revisão sistemática da literatura científica. A coleta de dados inclui entrevistas semiestruturadas, observação e documentos. Propõe-se análise de conteúdo(software), interpretação narrativa, micro-história e QCA.
  • Universidade do Vale do Itajaí - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Anete Pereira de Souza

Ciências Biológicas

Genética
  • emprego da associação de diferentes ômicas integradas à análise de seleção genômica e aprendizado de máquina para o desenvolvimento de cultivares de uva para suco
  • A viticultura brasileira inclui a produção de uvas para processamento e consumo in natura. A obtenção de plantas superiores ocorre por seleção fenotípica a elevado custo, a qual sofre influência do ambiente, dificultando a identificação precisa de melhores genótipos. Busca-se hoje tornar o Programa de Melhoramento de Videira (PMV) do Instituto Agronômico (IAC) mais eficiente, rápido e menos custoso. O uso de informações genéticas, fenotípicas e de diferentes ômicas integradas à análise de dados altamente eficiente é fundamental para a implementação da Seleção Genômica (SG). A SG promove maior eficiência, menor custo e redução do tempo, resultando em maior ganho genético. Assim, propomos uma abordagem metodológica conjunta, envolvendo: a) fenotipagem convencional e por imagem; b) associação genômica ampla (GWAS) em 300 acessos do Banco de Germoplasma de videira do IAC; c) desenvolvimento de modelos de SG para os caracteres de interesse (cor das bagas, qualidade do suco e resistência a doenças); d) obtenção de transcriptomas de genótipos contrastantes para os caracteres de interesse e construção de redes de coexpressão gênica (RCG); e) identificação de genes nas RCG envolvidos nos fenótipos de interesse e de marcadores moleculares para a SG; f) construção de modelos preditivos por aprendizado de máquina para a seleção assistida por marcadores, os quais serão aplicados ao PMV por meio das associações genótipo-fenótipo identificadas (caracteres de interesse). g) identificação de genótipos e cruzamentos para obtenção de novas variedades. h) estudos citogenéticos em genótipos de interesse para cruzamentos, para averiguar a normalidade meiótica. Com dados genômicos decifraremos os fenótipos ao nível gênico por meio das RCG, os quais são associados às características de interesse e aos marcadores, incluindo os possivelmente associados aos fenótipos resultantes de epigenética. Propomos realizar a primeira etapa imprescindível à implementação da SG no PMV do IAC.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Anete Trajman

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • diagnóstico auxiliado por computador para exclusão de tuberculose ativa em contatos de pacientes com tuberculose pulmonar – quebrando a cadeia de transmissão
  • Apesar de evitável e curável, a tuberculose (TB) ainda é a principal causa de morte por um único agente infeccioso no mundo.(1) Diferentes estratégias para aumentar a detecção da TB e a conclusão do tratamento nas últimas duas décadas não permitiram atingir as metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas para incidência de TB e declínio da mortalidade. A OMS(2) e as Nações Unidas(3) têm agora metas específicas para eliminar a TB até 2050 (End TB Strategy), e o tratamento preventivo da TB (TPT) desempenha um papel estratégico para atingir essas metas.(4) A prevenção da TB ativa através do tratamento da infecção latente por Mycobaterium tuberculosis (ILTB) é uma pedra angular para alcançar a eliminação da TB.(5) A ILTB afeta cerca de 25% da população mundial(6) e aqueles com alto risco de progressão para TB ativa, como pacientes com condições imunossupressoras ou com infecção recente, devem ser tratados para prevenir adoecimento. Os contatos de pacientes com TB pulmonar ativa são a maior população existente direcionada ao tratamento com ILTB. A declaração das Nações Unidas de 2018 recomenda tratar, até 2022, 6 milhões de pessoas vivendo com HIV (PVH), 4 milhões de contatos de crianças e 20 milhões de contatos de adultos de pacientes com tuberculose ativa.(7) Isso não é uma tarefa fácil, porque a cascata do cuidado com os contatos inclui várias etapas, desde o teste da ILTB, a exclusão da TB ativa e a prescrição e adesão ao tratamento. Muitas perdas ocorrem em todas as etapas dessa cascata, e menos de 20% daqueles destinados ao tratamento completam o TPT.(8) No Brasil, menos de 2% completam o TPT, com as maiores perdas nos estágios iniciais da cascata.(9) O passo da exclusão da TB ativa é um gargalo em muitos países de baixa e média renda (LMIC, da sigla em inglês), incluindo o Brasil. Atualmente, a OMS(4) e o Ministério da Saúde do Brasil(10) recomendam a triagem de sintomas e a radiografia de tórax (RxT). O risco de adoecimento é tão alto nas PVH e em crianças com menos de 5 anos de idade que a OMS recomenda que em países de alta carga da doença (todos LMIC), essa etapa possa ser pulada nessas duas subpopulações. O Brasil, no entanto, recomenda RxT em todos os contatos antes que o TPT possa ser prescrito.(10) A indisponibilidade da RxT e a necessidade de especialistas para interpretar os resultados atrasam ou impedem a exclusão da TB e portanto o início do TPT. Alterações do parênquima pulmonar por doenças que não TB ativa incluem sequelas de TB (fibrose, bronquiectasias, cavidades, calcificações), doença pulmonar obstrutiva crônica, pneumonias agudas, tumores, adenomegalias entre outras. Diversas imagens pulmonares que aparecem nos pacientes com a COVID-19, que recentemente atingiu já milhares de pessoas no planeta e pode acometer mais de metade da população, mesmo sem provocar sintomas, podem permanecer como sequela pulmonar, dificultando ainda mais a interpretação da RxT. Aplicativos que utilizam inteligência artificial foram desenvolvidos para superar essa barreira.(11–13) Nossa equipe tem trabalhado em estratégias para simplificar a cascata de atendimento de contatos e PLH para expandir o TPT nos LMIC. Anteriormente, trabalhamos em um novo teste baseado em soro para excluir TB, que apresentou um elevado valor preditivo negativo.(14) No projeto atual, pretendemos validar e desenvolver aplicativos para ler RxT de contatos e distinguir (a) padrões normais; (b) lesões parenquimatosas não relacionadas à TB e (c) lesões ativas da TB. O aplicativo desenvolvido pelo grupo será disponibilizado para incorporação no SUS, sem custos. Isso permitiria a exclusão no mesmo dia da TB ativa e a possibilidade de prescrição de TPR. Para isso, trabalharemos com uma equipe multidisciplinar que incluirá especialistas em TB, saúde pública e engenheiros especializados em inteligência artificial. Para aprendizado de máquina, usaremos um banco de dados RxT normal, de participantes de dois ensaios clínicos de diferentes regimes para tratar LTBI(15,16) e bancos de dados disponíveis publicamente de múltiplos RxT com e sem TB.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 20/06/2020-30/06/2023
Foto de perfil

Anete Trajman

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • impacto epidemiológico e interseção das pandemias por covid-19 tuberculose no brasil, rússia, índia e áfrica do sul
  • Área temática: Estudos epidemiológicos e testes clínicos para avaliar a sobreposição SARS-CoV-2 e outras comorbidades, em especial Tuberculose A atual pandemia global de COVID-19, causada por coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2), representa uma grave ameaça à saúde humana e ao bem-estar globalmente, particularmente nos países BRICS. Em 1º de agosto de 2020, Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul sozinhos eram responsáveis por mais de 5,89 milhões de casos confirmados de COVID-19, quase um terço da carga global relatada da doença (~ 17,9 milhões), e 157.781 mortes. As lições aprendidas com pandemias de influenza anteriores sugerem que um considerável excesso de carga de morbidade e mortalidade deve resultar das interações entre COVID-19 e outras doenças respiratórias. Uma delas é a tuberculose (TB), doença infecciosa causada por Mycobacterium tuberculosis (M.tb), que matou cerca de 1,5 milhão de pessoas no mundo em 2019. Mais dados são necessários para compreender as interações epidemiológicas entre COVID-19 e TB em nível individual e populacional. Embora haja controvérsia, é possível que a COVID-19 tenha efeitos diretos na patogênese da TB, por ex. modulando o risco de progressão ou a gravidade da doença tuberculosa, o que resultaria no aumento da mortalidade em pacientes com TB. Por exemplo, um estudo mostrou recentemente que o tratamento de TB atual e prévio aumenta o risco de COVID-19 grave e morte em dados de vigilância de rotina precoce de pacientes com COVID-19 na África do Sul, indicando que os pacientes com TB representam uma população especialmente vulnerável que merece atenção especial durante a pandemia COVID-19. Compreender o impacto da COVID-19 epidemiológico e medidas de resposta relacionadas na epidemiologia da TB e na prestação de serviços de saúde para TB bem como desenvolver soluções inovadoras e pragmáticas para superar as consequências adversas é de extrema importância nos países do BRICS, onde a TB foi responsável por cerca de 569.000 mortes em 2019, um número que pode aumentar substancialmente durante e após a pandemia de COVID-19. Por outro lado, um melhor efeito de compreensão da TB nos desfechos (morbidade e mortalidade) da COVID-19 no nível individual (do paciente) também é importante, a fim de informar e individualizar o atendimento ao paciente e programar a necessidade de leitos, material e equipamento hospitalar. Corroborando essas preocupações, modelos recentes sugerem que um bloqueio de 3 meses e uma fase de restauração de 10 meses podem levar a 1,4 milhão de mortes adicionais por TB globalmente entre 2020 e 2025; o aumento de casos e mortes por TB pode resultar em um retrocesso de 5 a 8 anos nos esforços globais para eliminar a TB. Propomos um projeto colaborativo em 4 países do BRICS com uma carga simultânea e extraordinária de COVID-19 e TB. À medida que a epidemia por COVID-19 se dissemina nesses quatro países, compreender a interação do SARS-CoV-2 e da TB é essencial para reduzir a morbidade e mortalidade de curto e longo prazo. Através desta plataforma multipaíses única, a nossa equipe multidisciplinar desenvolveu uma abordagem inovadora para compreender as interações entre COVID-19 e TB no nível epidemiológico, de serviços de saúde e no nível clínico individual. Além disso, proporemos estratégias de mitigação para lidar com esse impacto e analisaremos seus efeitos utilizando métodos de modelagem inovadores. Usando uma abordagem de pesquisa multidisciplinar, pretendemos investigar o impacto epidemiológico e a interseção das pandemias por COVID-19 e TB em nível individual (paciente) e populacional. Para atingir este objetivo, o projeto tem os seguintes 5 objetivos complementares principais, com as equipes de cada país liderando, em colaboração, em domínios específicos. Estimaremos sistematicamente o impacto da COVID-19 e das medidas de resposta na cascata do cuidado da TB (Objetivo 1), o impacto da pandemia por COVID-19 na estrutura da população M.tb e os padrões de resistência aos medicamentos (Objetivo 2), e os desfechos clínicos dos pacientes com ambas as doenças (Objetivo 3). Usando uma abordagem de métodos mistos, pretendemos identificar um conjunto de medidas-chave para mitigar os efeitos da resposta COVID-19 a fim de agilizar a recuperação dos serviços de TB, o que pode mitigar retrocessos na luta contra a TB (Objetivo 4). Finalmente, usaremos abordagens de modelagem matemática inovadoras para estimar os efeitos da COVID-19 na incidência e mortalidade por TB em nível populacional nos 4 países (Objetivo 5), alimentando o modelo com os resultados dos objetivos anteriores. Vamos colaborar com programas nacionais de TB, outros parceiros governamentais, sociedade civil, grupos de defesa de pacientes, indústria e grupos acadêmicos. Contaremos com a atuação do comitê comunitário de acompanhamento de pesquisa (CCAP) em TB ao longo do projeto, desde a sua concepção até a divulgação dos seus resultados. Esperamos produzir, para tradução do conhecimento, além de artigos científicos, significativa capacitação humana, intercâmbio científico e um relatório abrangente para orientar os tomadores de decisão no sentido de mitigar as consequências da intersecção das pandemias de TB e COVID-19. Resumos executivos para cada objetivo serão produzidos.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 10/04/2021-30/04/2023
Foto de perfil

Angel Roberto Barchuk

Ciências Biológicas

Genética
  • assinaturas moleculares -genômica, epigenômica e transcriptômica- e morfológicas da mudança de hospedeiros no besouro do feijão zabrotes subfasciatus
  • O ciclo de vida de boa parte dos insetos está intimamente associado à existência de plantas. Em insetos fitófagos, como os coleópteros Bruchinae, a escolha da espécie a ser utilizada como hospedeira para oviposição, alimentação e desenvolvimento é fundamental e está associada a combinações fenotípicas complexas. Estudos sugerem que as alterações fenotípicas associadas à escolha de hospedeiro são possibilitadas por variações nos níveis de expressão de genes que codificam para os sistemas quimiossensorial e de detoxificação. Porém, a escassa literatura não permite identificar padrões evolutivos, como a eventual ocorrência de ortologia, convergência ou evolução paralela. Sabe-se menos ainda da eventual função adaptativa de genes na escolha de determinado hospedeiro, que poderia ser avaliada mediante ensaios funcionais, e da influência de eventos epigenéticos no processo. Os carunchos Bruchinae são os responsáveis pela perda de 20% do valor dos grãos de leguminosas, que, como o feijão, representam a fonte proteica de 75% da população de países em desenvolvimento. Porém, não são conhecidos os aspectos moleculares que governam a capacidade reprodutiva destes insetos, mesmo que seja esta característica a que determina o sucesso da espécie em infestar grãos. Propomos avaliar as variações moleculares e morfológicas associadas com a mudança de hospedeiro de oviposição utilizando como modelo o caruncho do feijão, Zabrotes subfasciatus. Para isso, populações do inseto mantidas em Phaseolus vulgaris serão selecionadas por 10 gerações para o uso de Cicer arietimum, hospedeiro não usual. Indivíduos da população original e após seleção serão analisados mediante abordagens genômicas, epigenômicas, transcriptômicas e morfológicas. A eventual expressão gênica diferencial será validada por qPCR. As análises genômicas permitirão obter um genoma de referência para a espécie e determinar as variações genéticas e epigenéticas associadas ao uso de hospedeiros em insetos fitófagos.
  • Universidade Federal de Alfenas - MG - Brasil
  • 04/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Angela Foerster

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • simuladores quânticos e dispositivos integráveis
  • 1. Sistemas atômicos a baixas temperaturas, confinados em geometrias de baixa dimensionalidade, consolidaram-se como uma ferramenta fundamental para o estudo de propriedades básicas de sistemas quânticos e para a realização de dispositivos tecnológicos, no que se convencionou chamar de “segunda revolução quântica”. 2. A caracterização teórica desses modelos se dá com frequência no âmbito dos estudos de sistemas quânticos integráveis, onde a disponibilidade de soluções matemáticas exatas permite um amplo e profundo entendimento de suas propriedades. 3. Essa proposta tem por objetivo o estudo da dinâmica e propriedades físicas em sistemas quânticos passíveis de realização experimental com átomos a baixas temperaturas, visando a simulação de fenômenos físicos relevantes pertinentes a diferentes áreas da física e a proposição de possíveis dispositivos quânticos de relevância tecnológica. 4. Especificamente, daremos atenção especial a duas plataformas já estabelecidas no campo experimental: modelos integráveis de átomos dipolares e sistemas unidimensionais de átomos multicomponentes com interações fortes. 5. Tais plataformas são especialmente promissoras pois permitem um alto grau de controle experimental, o que garante uma grande liberdade para o estudo teórico de diversos fenômenos. Uma aplicação importante desses modelos é, por exemplo, a realização de dispositivos do tipo transístor onde as particularidades de cada modelo permitem a otimização do fenômeno de transporte quânticos. 6. A metodologia a ser adotada consiste na eleição de um fenômeno específico de interesse para a física fundamental (e.g., separação de carga e spin, tunelamento quântico, emaranhamento, transporte de spin) ou dispositivo de interesse (e.g. transístor de spin, circuitos quânticos), na adoção de um modelo adequado para o estudo do efeito (priorizando os modelos mencionados acima) e na realização de extensas simulações computacionais, adotando ferramentas já estabelecida.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Angela Helena Marin

Ciências Humanas

Psicologia
  • autolesão não suicida infantojuvenil: avaliação e intervenção em diferentes regiões do brasil
  • A autolesão não suicida (ALNS) é uma ação deliberada de autoinfligir lesões superficiais, embora dolorosas, ao corpo, sem a pretensão de provocar a morte, associada a importante sofrimento psíquico cujas motivações são tanto de ordem individual quanto contextual. Para investigar o fenômeno, considerando sua complexidade, propõem-se dois estudos. O Estudo 1, “Autolesão não suicida infantojuvenil: associação entre variáveis individuais, familiares e escolares”, avaliará fatores da criança/adolescente, de sua família e escola associados à ocorrência de ALNS e examinará como se relacionam a partir de modelos estatísticos, que terão seu entendimento complementado por dados qualitativos acerca do contexto escolar. As hipóteses e ajustes para consolidar os modelos finais serão fundamentados em escolhas teóricas. Participarão crianças/adolescentes, pais, professores, gestores e psicólogos escolares do RS e SP que responderão a diversos instrumentos de pesquisa (inventários, questionários, entrevistas). Já o Estudo 2, “Desenvolvimento e avaliação de intervenção psicoeducativa parental sobre autolesão não suicida em crianças e adolescentes”, terá como objetivo desenvolver e avaliar uma proposta de intervenção on-line, com abrangência nacional, cujo foco será a psicoeducação parental, abordando os seguintes tópicos: caracterização, funções e variáveis associadas à ALNS; expressão assertiva das emoções; desenvolvimento de habilidades de comunicação e estabelecimento de limites; qualificação do funcionamento familiar; e orientação sobre como auxiliar na recuperação do filho/a. Serão realizadas avaliações pré e pós-intervenção por meio de diferentes instrumentos de pesquisa (questionário, escala). Acredita-se que a integração de dados quantitativos e qualitativos permitirão identificar processos individuais, familiares e escolares associados à saúde mental infantojuvenil, o que viabilizará uma compreensão abrangente e profunda da ALNS.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Angela Maria Endlich

Ciências Humanas

Geografia
  • cidades pequenas, dinâmicas socioespaciais e desenvolvimento regional no brasil
  • A pauta acadêmica não contempla de modo suficiente o tema das pequenas cidades, face à complexidade do grande conjunto que elas representam. No Censo de 2010, 91% das sedes municipais possuíam menos de 50 mil habitantes, com uma ampla diversidade urbana, populacional, ambiental, econômica e cultural. São espaços apenas aparentemente simples, que devem ser estudados para que possam ser compreendidos na sua multiplicidade. Encontra-se, na literatura sobre o tema, uma discussão variada, que precisa ser aprofundada. Esta é uma das preocupações da Rede Mikripoli, composta por pesquisadores de diferentes instituições. Ressalta-se que estas pequenas cidades, apesar dos problemas de infraestrutura, de oferta de serviços aos seus moradores, de dificuldades para a geração de renda, consistem em espaços atraentes para muitas pessoas, seja porque buscam a tranquilidade do interior para morar ou porque elas oferecem o acesso mínimo a serviços que não existem em outro local próximo. Assim, apesar das similitudes, elas possuem singularidades que precisam ser estudadas para que políticas públicas específicas possam ser construídas para estes espaços, de forma a contribuir com um desenvolvimento regional sustentável e proporcionar melhor qualidade de vida aos seus habitantes. Esta pesquisa parte da hipótese de que há uma diversidade de pequenas cidades no país que precisa ser compreendida. Assim, pretende-se estudar as pequenas cidades a partir da sua relevância para o desenvolvimento regional e construir estudos comparativos, considerando diferentes regiões intermediárias. Destaca-se que em vários estudos oficiais, as pequenas cidades são lembradas na problematização , mas esquecidas na formulação de políticas. A pesquisa será realizada em caráter multicêntrico, que impõe a utilização ampla de uma base de dados secundários acessível aos pesquisadores da Mikripoli. Estes dados serão tabulados, mapeados e analisados, quali-quantitativamente, de forma a permitir estudos comparativos.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Angela Santana do Amaral

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • o trabalho sob comando das plataformas digitais: o precário e o moderno na construção das novas subalternidades no brasil contemporâneo
  • A pesquisa aborda um tema relevante nas sociedades contemporâneas, marcadas pela crise capitalista agravada pela pandemia da COVID 19, cujas saídas apresentadas para retomada do ciclo econômico têm sido o desmonte de direitos sociais e do trabalho e a conformação de formas de trabalho precarizadas de inserção no mercado, como o trabalho via aplicativos, considerado alternativa ao desemprego e à informalidade. Milhões de trabalhadores foram impelidos a se integrar às ocupações mediadas pelas tecnologias digitais e gerenciamento dos algoritmos. Denominado “trabalho uberizado”, o tema é problematizado na perspectiva de compreender a relação entre o moderno e o precário, o desenvolvimento tecnológico e novas formas de exploração e analisar as estratégias de enfrentamento do Estado diante da aceleração de ocupações flexíveis e desprotegidas, evidenciando a sua funcionalidade à dinâmica do capital financeirizado. A hipótese orientadora é que o ordenamento e o controle algorítmico que caracterizam a gestão e organização do trabalho mediado pelas plataformas digitais, apesar de agregar funções modernas, ocultam formas de exploração e opressão da força de trabalho, reproduzindo, de forma sofisticada, o controle do trabalho sob o comando do capital. Os objetivos voltam-se a apreender as dimensões do trabalho, particularmente dos trabalhadores de aplicativos, destacando-se seis eixos: relações e condições de trabalho; relações sociais de sexo, classe e raça e a apropriação do tempo das mulheres; formas de controle da força de trabalho; práticas organizativas; saúde dos trabalhadores; cultura do trabalho e mecanismos ideológicos que a sustentam. As estratégias metodológicas serão às que priorizam o estudo das experiências concretas dos trabalhadores de aplicativos, mediante a realização de entrevistas com grupos de trabalhadores. Além dessas, utilizaremos pesquisas em fontes primárias e secundárias visando aprofundar e contribuir para o estado da arte da problemática.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 02/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Angela Terezinha de Souza Wyse

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • impactos do ácido fólico em condições patológicas durante o neurodesenvolvimento
  • A nutrição materna é um dos fatores mais importantes para o neurodesenvolvimento e o metabolismo da prole. O ácido fólico (AF) e a metionina são elementos dietéticos essenciais, pois o AF é cofator no metabolismo da metionina, aminoácido fundamental para a síntese proteica, DNA, RNA e reações de metilação. Para prevenir defeitos do tubo neural, muitos países incluindo o Brasil, recomendam suplementação de AF (400 ug / dia) no primeiro trimestre da gravidez (Organização Mundial da Saúde, 2015). Porém, muitas gestantes ainda recebem tratamento diário com 5 mg de AF, ou seja, uma dose 10 vezes superior à recomendada. Recentemente, tem-se demonstrado que a ingestão experimental excessiva de AF durante a gestação pode causar alterações de longo prazo na prole (Bahous et al., 2017). Dando continuidade a linha de estudos desenvolvida pelos proponentes, o objetivo do projeto é estudar o impacto da suplementação de AF, nas doses recomendada e excessiva, durante toda a gestação sobre possiveis alterações em parâmetros comportamentais, bioquímicos e morfológicos em encéfalo da prole de ratas Wistar submetidos a modelos experimentais gestacionais, ou perinatais, de aminoacidopatias e de esquizofrenia. Estudos in-vitro serão realizados em culturas celulares ou fatias de tecido nervoso. Nossa hipótese é de que a suplementação excessiva de AF causará alterações no neurodesenvolvimento da prole através do metabolismo da metionina/homocisteina, afetando a epigenética e a homeostasia mitocondrial/redox/inflamatória, impactando na fisiopatologia dos modelos estudados. O projeto também contempla um eixo de estudo em humanos com o objetivo de avaliar, por meio de questionário aplicado a gestantes, como se dá o uso da suplementação com AF durante a gestação, incluindo o padrão de consumo de alimentos e farinhas fortificadas com AF.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Angelica Beate Winter Boldt

Ciências Biológicas

Genética
  • projeto microbiogen: associação da microbiota intestinal com marcadores (epi)genéticos e metabólicos de doenças crônicas não transmissíveis
  • A microbiota apresenta papel crucial no eixo intestino-cérebro, produzindo metabólitos que modulam mecanismos epigenéticos e regulam a expressão gênica. A disbiose intestinal está associada a susceptibilidade aumentada a doenças crônicas, frequentemente vinculadas à síndrome metabólica (SM - dislipidemias, hipertensão arterial sistêmica (HAS), diabetes e obesidade). Porém, a sua interação com variantes (epi)genéticas ainda é pouco compreendida e explorada do ponto de vista terapêutico e preventivo. Logo, pretende-se avaliar a associação entre composição da microbiota intestinal, variantes (epi)genéticas e marcadores metabólicos com a qualidade da saúde mental/neurológica e a propensão ao câncer, no contexto da SM. Este objetivo está vinculado ao projeto multicêntrico MedEpiGen de prevenção da SM no Paraná, aprovado no PPSUS, que pretende desenvolver um painel de marcadores (epi)genéticos e metabólicos de fácil identificação e alta relação custo/benefício para detectar indivíduos sob risco e prevenir o desenvolvimento da SM. Está igualmente vinculado ao projeto Mennogen de levantamento genético-epidemiológico de doenças crônicas na população menonita, geneticamente isolada há quase 500 anos, que apresenta prevalência significativamente superior à brasileira para o câncer, artralgia, depressão, asma brônquica e doença celíaca e efeito fundador predisponente a estas doenças e a doenças cardiovasculares e HAS. Dentre os 600 indivíduos coletados no projeto MedEpiGen com e 600 sem SM, pretende-se coletar 500 amostras fecais na faixa etária entre 35 e 64 anos, dos que apresentam transtornos neurológicos (epilepsia, migrânea crônica), depressão e câncer, e 70 entre os que tem mais de 65 anos, dos que apresentam Alzheimer, submetendo as amostras ao sequenciamento do rRNA 16S bacteriano para quantificação da microbiota intestinal, para avaliar sua possível associação com as doenças supracitadas e ajudar a esclarecer a interação ecológica com o seu (epi)genoma.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 25/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Angelica Carvalho Di Maio

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • iv olimpíada brasileira de cartografia: ciência e arte
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 31/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Angélica da Conceição Oliveira Coelho

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • uso de equipamentos de proteção individual pelos profissionais de saúde da atenção primária à saúde no combate a covid 19
  • A pandemia do COVID-19 se originou na China ao final de dezembro de 2019 e foi declarada como emergência de saúde pública global por causa da alta transmissibilidade do vírus e rápido espalhamento por quase todos os países do mundo. O Brasil é o segundo colocado em número de casos confirmados na região das Américas. A transmissão da COVID-19 ocorre de pessoa a pessoa por meio de gotículas respiratórias e/ou contato direto de um indivíduo infectado, sintomático ou assintomático, com um indivíduo suscetível. Para conter a transmissão algumas medidas globais de saúde pública vêm sendo adotadas, como isolamento de casos e contatos, distanciamento social, e disponibilização de recursos humanos e materiais para os serviços de saúde. Profissionais de saúde são mais susceptíveis à contaminacao do que a populacao geral pois atuam diretamente na assistência aos sintomáticos respiratórios, assintomáticos e pré-sintomáticos (que também transmitem o vírus). Estes profisionais, que atuam na linha de frente no combate à COVID-19 tem sofrido impactos negativos da doença, como contaminacao, adoecimento e morte. Assim, o uso de equipamentos de proteção individual (EPI) é fundamental para a segurança destes profissionais, que devem ter habilidades e competências para o uso correto dos EPIs. Contudo, verifica-se que, de maneira geral, uso de EPI por trabalhadores da área de saúde não é adotado de maneira eficaz por todos os profissionais. A Atenção Primária à Saúde (APS) é a principal porta de entrada do Sistema Único de Saúde e cobre até 80% dos atendimentos em saúde no país, sendo assim crucial na resposta à surtos e epidemias, como a que estamos vivenciando. Desta forma, a adesão, e uso rigoroso e adequado de EPI por profssionais da APS é fundamental para a contenção da epidemia e para a proteção dos próprios profissionais. O objetivo do estudo é avaliar a adesão e o uso adequado de EPIs pelos profissionais dos serviços de APS e os fatores de risco relacionados. Trata-se de estudo transversal descritivo e analítico. Os participantes do estudo serão todos os profissionais atuantes na APS dos municípios brasileiros que aceitarem participar livremente. Os dados serão coletados por meio de questionário estruturado autoaplicável elaborado no Google Forms, ferramenta de acesso gratuito. O link para acessar o questionário será enviado para os profissionais por e-mail e/ou por meio de aplicativos de smartphones. Antes da aplicação, o questionário será submetido a validação de conteúdo por especialistas na área. O tratamento e análise dos dados serão realizados no Software SPSS. Para análise dos dados será utilizado a estatística descritiva, associação e concordância. Espera-se que este estudo contribua para a elaboração de políticas públicas no Brasil relacionadas a segurança dos profissionais de saúde da APS. O adoecimento desses profissionais impactaria de forma negativa na assistência aos usuários dos serviços de saúde, pois o profissional infectado assintomático poderia atuar como fonte de infecção e quando sintomático teria que ser afastado das atividades laborais. Além disso, dependendo das características individuais tem o risco de ter formas graves da doença e inclusive evoluir para óbito. Acredita-se que os achados deste estudo podem ser considerados cruciais para o planejamento de ações de educação quanto a adesão e uso correto e racional dos EPIs.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 16/07/2020-15/08/2022
Foto de perfil

Angelica Maria Penteado Martins Dias

Ciências Biológicas

Zoologia
  • inct dos hymenoptera parasitóides
  • O INCT-HYMPAR continuará sendo um centro de investigação e gestão da biodiversidade brasileira, idealizado para apoiar os esforços para o seu conhecimento e promover a sua sustentabilidade. O Instituto trabalhará sob a premissa de que a melhor maneira para conservar a biodiversidade é estudá-la, valorizá-la e aproveitar as oportunidades que esta oferece para melhorar a qualidade de vida do homem. Será uma organização que envolverá universidades, empresas, institutos de pesquisa e outras entidades públicas e privadas nacionais e internacionais.Seu trabalho se relacionará principalmente a inventários e monitoramento ambiental utilizando espécies de Hymenoptera parasitoides dos ecossistemas de mata atlântica, cerrado, amazonia, caatinga, pantanal e agroecossistemas; conservação com finalidade de proteção e uso sustentável da biodiversidade pelo setor público e privado; comunicação e educação, disseminando informação e conhecimento da biodiversidade em diferentes segmentos da sociedade, mediante projetos de extensão que buscarão fortalecer o componente ambiental de ações e decisões da população; bioinformática , desenvolvendo e aplicando ferramentas para apoiar os processos de geração, administração, análise e disseminação de dados sobre a biodiversidade, disponiveis em bancos de dados; bioprospecção, buscandoo uso sustentável e aplicação comercial dos recursos da biodiversidade, por meio de convênios de investigação para a busca de espécies bioindicadoras, de importância para o controle biológico, substâncias químicas, genes, que possam ser utilizados principalmente pelo setor agrícola. Em sua primeira versão, esse INCT foi uma iniciativa de um grupo de pesquisadores atuando na região sudeste brasileira. Nesta nova proposta, vários novos grupos nacionais e internacionais foram incluídos, conferindo ao INCT uma característica mais integrativa para ampliar o conhecimento da biodiversidade, dos mecanismos de conservação e o desenvolvimento sustentável, além da formação de recursos humanos. Nessa integração buscaremos aplicar o conhecimento científico da biodiversidade a atividades educacionais e econômicas como a agricultura e ecoturismo e o desenvolvimento de mecanismos de prestação de serviços ambientais.Nesta nova proposta são incluídos estudos em outras áreas da America do Sul, Das instituições brasileiras participantes, cinco deverão incluir coleções de Hymenoptera parasitoides; três em fase adiantada de informatização. Muitas espécies desconhecidas continuarão sendo descobertas e descritas a partir de novas amostragens em áreas endêmicas e vulneráveis, nunca pesquisadas antes sobre esse assunto. Haverá continuidade, do estudo da dinâmica estacional de espécies de insetos fitófagos e parasitoides abrangendo, regiões de diferentes altitudes. A investigação em regiões de elevada altitude de Mata Atlântica tem revelado, como esperado, a constatação de que nelas existe fauna bem menos comum em relação a áreas de altitudes mais baixas.Devido a parcerias estabelecidas com outras instituições brasileiras, houve expansão das atividades do INCT para as regiões Centro-Oeste (Universidade Católica Dom Bosco - áreas de cerrado, Pantanal e agroecossistemas), Nordeste (Universidade Estadual de Feira de Santana e Embrapa Meio Norte – áreas de caatinga; Embrapa Semiárido, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Universidade Federal de Alagoas, Embrapa Agroindústria Tropical - agroecossistemas), Norte (Embrapa Acre – área de floresta amazônica) e Sul (Universidade Federal do Paraná, Universidade Estadual de Londrina, EMATER, Universidade do Estado de Santa Catarina, Universidade Comunitária da Região de Chapecó, Universidade Federal da Fronteira Sul, Universidade Federalde Pelotas, Embrapa Uva e Vinho – agroecossistemas). Essas novas parcerias incluem colaboração com alguns pesquisadores que tiveram a sua formação acadêmica no âmbito do INCT –HYMPAR /Sudeste.Daremos continuidade à compilação do conhecimento sobre relações entre aranhas e himenópteros parasitoides no Brasil. Trata-se de uma linha de pesquisa totalmente nova no Brasil, já que até a criação do instituto todos os estudos a respeito de interações entre aranhas e parasitoides, incluindo manipulação comportamental, haviam sido feitos no exterior. Sistemas integrados de produção agrícola tem aumentado significativamente sua inclusão no cenário produtivo brasileiro. Com esses sistemas é possível restabelecer serviços ambientais que haviam sido perdidos nos sistemas de produção convencionais, baseados em monoculturas. Os estudos do INCT têm mostrado de que maneira o controle de pragas pode ocorrer em sistemas integrados, identificando organismos-chaves nesses processosNesta nova proposta continuaremos integrando as atividades do INCT a grupos internacionais de pesquisa, disponibilizando, nos diferentes meios de divulgação, os resultados obtidos em pesquisa, ensino e extensão. Continuaremos também aproximando as atividades acadêmicas da comunidade em geral, integrando pesquisa e educação. Haverá uma maior colaboração com pesquisadores de instituições estrangeiras propiciando a conclusão de vários manuscritos submetidos e a troca de informações, visando a implementação de projetos futuros de colaboração. Os serviços ambientais em sistemas agroflorestais terão continuidade, com a participação na capacitação de pesquisadores entomologistas do Brasil e da África em controle biológico, com instalação de biofábricas com o objetivo de fornecer insetos para o controle de pragas de milho em substituição a agroquímicos. A capacitação para estrangeiros será ampliada, com a inclusão de pelo menos uma universidade do Peru, com estudantes e pesquisadores dispostos a se especializar no conhecimento dos Hymenoptera parasitoides.Serão desenvolvidos novos protocolos para trabalhos de campo e laboratório, incluindo estudos de sequenciamento genético.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 26/11/2016-30/11/2024