Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Thiago José Leonardi

Ciências da Saúde

Educação Física
  • desenvolvimento de jovens atletas de futebol a longo prazo: uma abordagem interdisciplinar
  • O percurso de desenvolvimento do jovem atleta é caracterizado por um processo longo, altamente seletivo, cujas complexidades requerem uma visão multidimensional suportada em evidências científicas. Embora o futebol tenha evoluído consideravelmente no que se refere à estrutura física, formação de profissionais e informação científica em áreas correlatas, poucos centros de treinamento apresentam um processo de avaliação com visão multidisciplinar para a seleção de talentos e o desenvolvimento de atletas a longo prazo. Tal fato se reflete na ausência de critérios e referências baseados em evidências que forneçam sustentação no processo de formação esportiva, condicionando comissões técnicas a adotarem, prioritariamente, parâmetros subjetivos nas tomadas de decisão acerca do potencial futuro de rendimento dos atletas. Para dar sustentação ao processo de formação esportiva, se faz necessário uma visão interdisciplinar que considere variáveis do desempenho esportivo como crescimento e maturação, desempenho funcional e desempenho técnico-tático de jovens atletas, sobretudo considerando o contexto do treino. Portanto, o objetivo deste estudo é avaliar a importância do estágio maturacional e do treino na explicação do desenvolvimento longitudinal do desempenho funcional e tático de jovens atletas de futebol. Há estudos que evidenciam a influência da maturação na performance física e tática, mas são inexistentes os que investigam o treino como variável confundidora . O estudo prevê avaliação ao longo de três temporadas de atletas que participem de competições formais. Serão avaliadas variáveis antropométricas, taxa de produção de força, força e potência de extensores e flexores do joelho, fadiga muscular, salto com contramovimento, RAST, teste tático em campo reduzido, Yo-yo Recovery test Level 1 e serão controlados a maturação biológica, o conteúdo e a carga externa de treino. Para a análise, serão adotados múltiplos modelos de regressão alométrica hierárquicos/multinível.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Thiago Luiz de Russo

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • tecnologias para monitoramento de atividade e participação social para pessoas com doenças neurológicas: hospitalização e alta responsável.
  • Lesões neurológicas geram longos períodos de hospitalização, impactando o Sistema Único de Saúde. Por exemplo, no Brasil, as doenças cerebrovasculares, como o Acidente Vascular Cerebral, representam alta mortalidade e são a maior causa de incapacidade grave em adultos. O processo de reabilitação inicia-se no ambiente intrahospitalar, mas muitas vezes é interrompido na alta, por falta de serviços especializados. Logo as pessoas perdem janelas ótimas de recuperação funcional, limitando a realização de atividades de vida diária e restringindo sua participação social, aumentando o risco de re-hospitalização. A saúde digital apresenta potencial para o desenvolvimento de plataformas de monitoramento e interação com o usuário, a partir da combinação de aplicativos de celular e tecnologias vestíveis, como os sensores inerciais. Estes dispositivos medem de forma contínua, em tempo real, no ambiente em que o indivíduo está inserido, atividades que são realizadas. Grandes bancos de dados são gerados para a caracterização dos usuários e seus comportamentos, permitindo direcionar programas terapêuticos durante a hospitalização e no pós-alta. Contudo, a validação e interpretação dos dados gerados por sensores inerciais em populações com incapacidades físicas são desafios para a ciência de dados. O Brasil, não conta com uma plataforma de monitoramento como descrita, sendo um estudo de fronteira desenvolvido por uma equipe interdisciplinar de pesquisadores. Para tal são necessários estudos de validação e usabilidade dos usuários finais do produto. A rede brasileira de serviços hospitalares (EBSERH) é um cenário propício para o desenvolvimento de tecnologias de saúde que possam ser empregadas no Sistema Único de Saúde. Logo, este projeto tem como objetivo acompanhar pessoas com doença neurológica na fase hospitalar e no pós-alta para validar uma plataforma de monitoramento de atividade e participação social.
  • Hospital Universitário da UFSCar/Ebserh - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Thiago Machado Ardenghi

Ciências da Saúde

Odontologia
  • influência do capital social nas condições de saúde bucal em crianças: uma coorte de 12 anos
  • A literatura reconhece que as doenças bucais são determinadas por fatores individuais e contextuais. Dentre esses fatores, encontra-se o capital social, destacado como um dos principais determinantes da saúde na estrutura conceitual dos determinantes sociais da Organização Mundial da Saúde. O capital social pode ser entendido como os recursos que evoluem em redes sociais acessíveis ou em estruturas sociais caracterizadas pela confiança mútua. Muitos estudos sugerem que níveis elevados de capital social beneficiam a saúde. Alguns caminhos hipotéticos têm sido desenvolvidos para explicar essa relação, destacando-se os mecanismos comportamentais, psicossociais e de acesso aos serviços de saúde. Entretanto, esses mecanismos ainda não foram totalmente explorados, principalmente quando desfechos de saúde bucal são considerados. Assim, o objetivo deste estudo longitudinal é explorar os caminhos pelos quais o capital social pode influenciar na saúde bucal de adolescentes, no município de Santa Maria, RS. Nossa hipótese é de que o efeito do capital social do início da infância sobre a saúde bucal na adolescência ocorrerá por meio das vias comportamental, psicossocial e de acesso ao serviço de saúde. Esse estudo de coorte iniciou no ano de 2010 com uma amostra aleatória de 639 pré-escolares (1-5 anos). Atualmente, planeja-se uma quinta etapa de avaliação dos indivíduos que compõem a amostra, totalizando 12 anos de acompanhamento. Ao longo da coorte, foram obtidas informações referentes ao capital social individual e contextual. Fatores demográficos, socioeconômicos e comportamentais foram avaliados no início do estudo e também serão obtidos no acompanhamento. Fatores psicossociais, como o senso de coerência, também serão avaliados. Os principais desfechos considerados serão cárie dentária e qualidade de vida relacionada à saúde bucal. Na análise estatística, Modelagem de equações estruturais e análise multinível de regressão de Poisson serão conduzidas.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Thiago Martins Caldas Prado

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • o recurso tropológico na construção de efeitos de verdade em narrativas da crise econômica de 2008
  • A pesquisa pretende analisar de que maneira figuras de retórica ou estratégias da narratividade literária compuseram explicações sobre o colapso financeiro mundial de 2008 e como tais contribuíram para a construção de efeitos de verdade em meio a um cenário de disputa pela hegemonia interpretativa dos discursos sobre teoria econômica. Para isso, serão considerados para essa investigação autores destacados nos estudos sobre Retórica na Economia (McCloskey), autores pioneiros no estudo de tropos de linguagem e de estratégias literárias na área de humanidades (White) e autores importantes que instrumentalizaram o estudo do discurso por meio das figuras de retórica (Perelman). Ademais, tornam-se fundamentais, no campo da Epistemologia, os mecanismos de análise da construção dos efeitos de verdade (Foucault) ou, no campo dos Estudos de Narrativa, o conceito de verrossimilhança na poética das narrativas científicas (Todorov), que servirão para investigar narrativas de economistas contemporâneos. Objetiva-se, como um dos produtos finais e com uma articulação multidisciplinar e multi-institucional entre grupos de pesquisa das áreas de Estudos de Linguagens, Estudos de Economia, Estudos de Educação e Estudos de Desenvolvimento Tecnológico, a montagem de um Dicionário de Figuras de Retórica sobre Crise Econômica com verbetes trabalhados por estudiosos do léxico e com uma interface na internet, de acesso livre e de alimentação contínua, com um apoio de um software de busca em bases de dados. Outro objetivo a ser realizado é a criação de materiais paradidáticos para o Ensino Básico que, por meio dos Estudos de Tradução Intralingual (paráfrase, interpretação simbólica, adaptação) e dos Estudos de Educação (materiais didáticos, práticas pedagógicas), amplie e estimule, nesses níveis de ensino, a discussão sobre narrativas a respeito da crise econômica de 2008, um tema caro da História Contemporânea e atrativo para o cenário de introdução de uma educação financeira nas escolas.
  • Universidade do Estado da Bahia - BA - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Thiago Mendonça de Aquino

Ciências da Saúde

Farmácia
  • triagem virtual como ferramenta para o reposicionamento de fármacos e descoberta de novos hits: aplicação no combate à pandemia de covid-19 e resistência bacteriana
  • Este projeto está inserido em dois grandes problemas de saúde pública: (i) Resistência bacteriana; O segundo é muito mais atual e está relacionado à (ii) pandemia de COVID-19. A OMS estima que até 2050, a resistência bacteriana causará a morte de 10 milhões de pessoas em todo o mundo. A COVID-19, só no Brasil, já causou a morte de aproximadamente 600 mil pessoas até setembro de 2021. A pandemia de Covid-19 impulsionou diversos tipos de pesquisas científicas, como o sequenciamento genômico do vírus e o desenvolvimento de vacinas. No entanto, ainda existe uma carência significativa de medicamentos disponíveis, com efeito terapêutico comprovado em ensaios clínicos. Vários tipos de pesquisa indicam que as bactérias originalmente combatidas por antibióticos beta-lactâmicos, incluindo E. coli e K. pneumoniae, estão se tornando resistentes, gerando assim 'superbactérias, que produzem beta-lactamases capazes de inativar fármacos de última geração. Diante do exposto, foi levantada a seguinte hipótese: Um estudo de triagem virtual (TV) baseado na estrutura de alvos específicos pode contribuir para o reposicionamento de fármacos em curto prazo e a descoberta de novos compostos ativos a médio prazo? Para responder a essa hipótese, realizaremos uma TV de fármacos já existentes no mercado ou em estágio clínico de desenvolvimento, bem como uma quimioteca virtual de aproximadamente 10.000 compostos (ambos caracterizados como Aceptores de Michael), envolvendo os seguintes alvos: (i) Serino protease transmembrana tipo II (TMPRSS2), responsável pela infecção por SARS-CoV-2 em células humanas; (ii) Beta-lactamases, que inativam antibióticos beta-lactâmicos. A TV selecionará os fármacos com as afinidades mais significativas com os sítios catalíticos, sejam eles adquiridos ou sintetizados e, finalmente, testados contra vírus e bactérias. Finalmente, pretendemos indicar novos fármacos a serem submetidos a ensaios clínicos e descobrir uma classe de compostos que inibam os alvos descritos.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Thiago Moreno Lopes e Souza

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • investigação de carreadores à base de quitosana e sistemas de entrega de medicamentos clinicamente aprovados/reposicionados e desinfetantes contra o sars-cov-2
  • O coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave (SARS-CoV-2) já é responsável por muito mais mortes do que os coronavírus patogênicos (CoVs) anteriores, de 2002 e 2012. Atualmente, a resposta mais efetiva à pandemia de SARS-CoV-2 tem sido o distanciamento social, a fim de evitar o contato de pessoas infectadas e não-infectadas e achatar a curva de disseminação do vírus. Apesar de efetivas, essas medidas não reduzem o número absoluto de indivíduos infectados e ainda provocam uma redução considerável na atividade econômica global. A identificação de medicamentos clinicamente aprovados a serem reposicionados para combater a doença de CoV 2019 (COVID-19) permitiria a rápida implementação de procedimentos potencialmente salvadores de vidas. A equipe brasileira proponente do projeto mostrou recentemente que o inibidor de protease do HIV-1, atazanavir (ATV) e dois antivirias de ação direta utilizados para tratamento da hepatite C, daclatasvir (DCV) e sofosbuvir (SFV), inibem a replicação in vitro do SARS-CoV-2. Esses drogas, no entanto, como foram desenvolvidas para alvos diferentes, suas potências podem ser limítrofes aos parâmetros farmacocinéticos para a utilização contra a COVID-19. Esse projeto visa, então, pesquisar e desenvolver carreadores à base de quitosana e sistemas de entrega direcionados para medicamentos clinicamente aprovados/reposicionados e desinfetantes contra o SARS-CoV-2, a fim de melhorar a eficácia e farmacocinética dos candidatos a antivirais assim como a durabilidade da ação dos candidatos a desinfetantes. Essa pesquisa inclui três subprojetos de interação lógica: i) identificar candidato(s) a drogas anti-SARS-CoV-2 por meio de estratégia de reposicionamento de drogas, permitindo uma tradução rápida para estudos clínicos; ii) desenvolver nanofármaco(s) anti-SARS-CoV-2 de direcionamento para os pulmões usando nanotransportadores à base de quitosana; iii) desenvolver desinfetantes antivirais à base de quitosana e avaliar sua aplicação na impregnação de produtos têxteis e filtros de ar. O uso de drogas nanoformuladas combina a possibilidade de desenvolver rapidamente tecnologias inovadoras impregnadas com compostos aprovados. Em um sistema de entrega controlada, pode-se esperar incluir os medicamentos reposicionados mais ativos e catalogar as evidências pré-clínicas de segurança e eficácia para avançar nos ensaios clínicos.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 13/04/2021-30/04/2023
Foto de perfil

Thiago Poleto

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • uso de veículos aéreos não tripulados (uavs) e sistemas de informação geográfico para fornecer monitoramento inteligente de segurança pública
  • O setor público está envolvido em um processo de transformação digital para se adaptar aos serviços digitais e às novas demandas dos cidadãos. Os governos federal, estaduais e municipais estão mudando seus procedimentos para melhorar a prestação de serviços a sociedade. A crise do COVID-19 evidenciou o valor da administração digital, que permitiu aos países da América Latina a melhorar a sua oferta de serviços digitais entre 2020 e 2021, devido às restrições de mobilidade e às medidas de prevenção da pandemia. Nos últimos anos, alinhado ao conceito de cidades inteligentes uma nova tendência é utilização de veículos aéreos não tripulados (UAV), para capturar vários tipos de dados de imagem, como fotos de alta definição. Além disso, o emprego de ferramentas de sistemas de informação geográfica (GIS) para colaborar com o mapeamento permite novas formas de desenvolvimento econômico e social. Este projeto contribui para utilização de novas tecnologias aplicadas a segurança pública e decisões em políticas públicas a partir das imagens capturadas por UAV. Sendo assim, o projeto visa melhorar a gestão da informação em apoio a segurança pública, para que seu uso ocorra em compasso com a evolução da sociedade. Seguindo esta problemática, é o oportuno definir a seguinte questão: Qual é o papel dos Sistemas de Informação Geográficos e Tecnologias Veículo Aéreo Não Tripulado - UAVs apoiar as decisões públicas em cidades inteligentes com ênfase na segurança pública? A metodologia do projeto aplica um modelo espacial baseado em GIS para a segurança pública, permitindo o geo-registro de imagens capturadas por UAVs com acesso a diversas ferramentas de geoprocessamento e visão computacional.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Thiago Rafalski Maduro

Outra

Multidisciplinar
  • feira de ciências norte capixaba (fecinc) e vi jornada de integração do ifes - região norte
  • A Fecinc - Feira de Ciências Norte Capixaba é uma ação de capacitação em ensino e para o trabalho escolar associada a mostras de ciências e tecnologia que têm como objetivo a popularização da ciência através da divulgação de projetos de Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática desenvolvidos preferencialmente por alunos da educação básica. Nesse contexto, serão desenvolvidas nesse projeto, além da feira de ciências, atividades como palestras, mostras científicas e tecnológicas e portas abertas. Através de ações sólidas que influenciam as práticas docentes e a qualidade do ensino pelo uso do método científico, a Fecinc espera despertar vocações que apresentem significativo impacto na formação de uma sociedade mais consciente de forma política, social e cultural. Estimulando a interação escola-comunidade e fortalecendo as parcerias escola-academia, a Fecinc já promove ações de capacitação de professores e estímulo estudantil em 22 municípios do Espírito Santo e, em 2022, pretende abranger ainda mais municípios. A feira de ciências será projetada para receber 80 projetos de estudantes do ensino básico de escolas públicas e privadas e já estão pré-selecionados projetos de 17 municípios. A VI Jornada de Integração do Ifes - Região Norte deve receber cerca de 60 projetos, de pelo menos 4 municípios. Considerando os municípios parceiros que darão apoio logístico para que o público-alvo participe, os eventos devem receber pessoas de cerca de 21 municípios.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Thiago Sardinha de Oliveira

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • tecnologias moleculares aplicadas ao desenvolvimento biotecnológico.
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 07/12/2021-30/06/2024
Foto de perfil

Thiago Silva Torres

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • discriminação interseccional entre minorias sexuais e de gênero no brasil: impacto no comportamento sexual, percepção de risco ao hiv e adesão a prevenção ou tratamento do hiv
  • Minorias sexuais e de gênero (MSG), como por exemplo homens cis gay e bi, travestis e mulheres trans, são desproporcionalmente afetados pela epidemia de HIV no Brasil devido a fatores comportamentais e estruturais, incluindo discriminação. MSG estão sujeitas à discriminação interseccional, ou seja, podem sofrer diferentes discriminações com relação, por exemplo, ao gênero, orientação sexual, raça ou classe, que são inter-relacionais e moldam-se mutuamente. Estas discriminações podem influenciar na autoestima e saúde mental destas populações, impactando diretamente no comportamento, na percepção de risco ao HIV e na adesão a métodos de prevenção, como profilaxia pré-exposição (PrEP). Entre MSG vivendo com HIV soma-se ainda a discriminação pelo status sorológico, que pode impactar no cuidado à saúde e na adesão ao tratamento antirretroviral (TAR). Neste contexto, este estudo tem por objetivo investigar o impacto da discriminação interseccional no comportamento sexual, percepção de risco ao HIV e adesão a prevenção ou tratamento do HIV entre MSG no Brasil. Estudo transversal, no qual MSG (18+ anos) serão recrutadas através de mídias sociais para responder um questionário online sobre dados sociodemográficos, escala de discriminação explícita, comportamento, percepção de risco ao HIV, conhecimento sobre HIV, estigma do HIV, homofobia internalizada, uso e adesão à medidas de tratamento e prevenção. Modelos logísticos serão criados para diferentes desfechos (ex. comportamento sexual, percepção de risco, adesão), utilizando como variável de exposição a discriminação medida por escala validada, e outras co-variáveis exploratórias. Os resultados deste estudo servirão para o adequado mapeamento das vulnerabilidades das diferentes populações MSG, além de servir como subsídio para a adoção de estratégias para maximizar o efeito populacional da PrEP, do diagnóstico precoce do HIV e da TAR, ajudando o país a alcançar o objetivo proposto pela UNAids: o do fim da epidemia até 2030.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 05/02/2022-28/02/2025