Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Talita Vidal Pereira

Ciências Humanas

Educação
  • avaliação escolar sem compromisso com a accountability ou com fundamentos a priori
  • Esse projeto dá segmento a um projeto anterior que tinha como objetivo investigar se, e como, as propostas curriculares dos cursos de Licenciatura têm incorporado o desafio de formar docentes capazes de refletir sobre a avaliação a partir de uma lógica menos comprometida com a accountability. Aquele projeto teve como motivação a percepção de que existe pouca compreensão, por parte das licenciandas, da função da avaliação no desenvolvimento do trabalho docente. O estudo ainda em andamento, tem evidenciado que, de fato, as ementas dos cursos que foram selecionadas para análise refletem o pouco avanço teórico das reflexões sobre avaliação, para além daquelas que proliferação no campo educacional no final do século XX. Nessa perspectiva, essa proposta se volta para os professores em atuação nas escolas para investigar sentidos de avaliação escolar articulados nos discursos de professores e professoras em atuação nos anos iniciais de escolaridade. Trata-se de analisar como e se a formação inicial contribuí para que esses profissionais possam enfrentar o desafio de produzir processos de avaliação mais justos, como proposto por Domingos Fernandes. Ou uma avaliação mais responsável, entendendo essa responsabilidade a partir de Jacques Derrida. Para além da ideia de accoutability que vem sendo associada às políticas de avaliação em larga escala que têm intensificado as dimensões de controle sobre o trabalho docente e favorecido a proliferação de sentidos de avaliação como classificação e exclusão nas escolas. Mantendo a opção teórica pelos aportes pós-estruturalistas e afirmando que a reflexão sobre avaliação implica um posicionamento sobre conhecimento e currículo, no estudo, as noções derridianas de reponsabilidade e tradução ganham centralidade na análise dos discursos de professores e professoras. Em síntese o estudo se justifica pela necessidade de buscar reativar sentidos de avaliação operando na lógica da desconstrução, o que implica fazer emergir os antagonismos, conforme pensado por Laclau, que têm contribuído para a intensificação de práticas avaliativas identificadas com a lógica do controle, da padronização e nesse movimento favorecendo o bloqueio das diferenças culturais na escola. No estudo as contribuições de Ernesto Laclau para pensar discursos e práticas como ações que conferem significados aos significativas e é dessa perspectiva que as entrevistas narrativas são assumidas e ressignificadas a partir de uma abordagem discursiva.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022