Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Rita di Cássia de Oliveira Angelo

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • efeitos da educação em dor com base em neurociência em pacientes com dores crônicas numa unidade básica de saúde em serra talhada–pe
  • A dor crônica é a causa mais frequente de limitação funcional na população mundial, com repercussão negativa nos âmbitos econômico e social. Em função da alta relevância da dor crônica para a saúde pública, os efeitos de diversas modalidades de tratamento coadjuvante, não farmacológico, têm sido tema de amplas discussões na atualidade. Dentre as várias intervenções propostas, uma nova abordagem vem sendo desenvolvida e empregada cada vez mais no tratamento de pacientes com dores crônicas, auxiliando na compreensão, aceitação e adaptação à nova realidade, a Educação em Dor com base em Neurociência (EBN). Nesta perspectiva este projeto de pesquisa pretende levar a EBN para o nível primário de atenção à saúde, implementando a prática numa unidade básica de saúde do município de Serra Talhada no sertão pernambucano. O objetivo é avaliar os efeitos de um programa de educação em dor sobre a percepção dolorosa, crenças negativas e catastrofização, capacidade funcional e qualidade de vida de portadores de dores crônicas da Comunidade do bairro Mutirão. Trata-se de um estudo longitudinal quase-experimental com delineamento de séries temporais. Participarão 390 indivíduos, com idade entre 18 e 59 anos, queixa de dor musculoesquelética persistente, com duração por um período superior a 3 meses; dor categorizada como 3 a 7 por meio da Escala Analógica Visual (EAV) e funções cognitivas preservadas. Os participantes serão triados e posteriormente avaliados (T0) quanto a presença de dor, catastrofização, cinesiofobia, sintomas depressivos, incapacidade funcional, sensibilização central e qualidade de vida em relação ao estado geral de saúde. Em seguida, será feita a intervenção em dez sessões de atendimento em grupos de 20 pessoas, seguindo os dez passos para modificação da dor. Posteriormente, os pacientes serão reavaliados em três momentos, logo após a intervenção (T1), três meses após (T2) e 6 meses após (T3). Como desfechos primários, espera-se a redução da intensidade da percepção dolorosa e a melhora da capacidade funcional. Como desfechos secundários, almeja-se a melhora do autogerenciamento da dor, a melhora da condição emocional e o retorno a uma vida ativa com maior participação social.
  • Universidade de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rita do Carmo Ferreira Laipelt

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • requisitos semânticos para a modelagem e aperfeiçoamento de sistemas de organização do conhecimento.
  • Este projeto tem por objetivo desenvolver um modelo de Metacategorias semânticas na área da Ciência da Informação para aplicação em SKOS. Busca especificamente, Sistematizar as diferentes correntes teóricas sobre relações semânticas da área de Organização do conhecimento e seus respectivos métodos na Ciência da Informação. Entende que a partir do mapeamento das relações semânticas entre os termos da Ciência da Informação, especialmente aquelas classificadas como relações associativas em SKOS será possível sistematizar Metacategorias de relações semânticas. Utiliza a análise dos logs de pesquisa dos usuários da BRAPCI como metodologia para a identificação das relações semânticas entre os termos da Ciência da Informação. Como resultado, busca-se aperfeiçoar o software THESA -Tesauro Semântico Aplicado.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rita Scheel-Ybert

Ciências Humanas

Arqueologia
  • dieta, uso de plantas e paisagem na pré-história: reconstruindo referenciais para a identificação de vestígios arqueobotânicos
  • O Laboratório de Arqueobotânica e Paisagem do Museu Nacional, UFRJ (LAP/MN/UFRJ) faz parte da perda catastrófica causada pelo incêndio de proporções gigantescas que acometeu nossa instituição no ultimo dia 02 de setembro. Foram incendiados equipamentos e todas as coleções de referência que serviam de subsídio para pesquisas neste laboratório: a antracológica (carvão), a carpológica (frutos e sementes, contendo também caules, raízes, folhas e tubérculos), e a microbotânica (fitólitos e grãos de amido). Tais coleções vinham sendo construídas ao longo de mais de duas décadas de pesquisas e contavam com mais de 3000 itens. Eram consultadas por diversos pesquisadores de vária regiões do país e do exterior, o que demonstra sua importância. As coleções de referência são fundamentais na Arqueobotânica, pois a identificação dos vestígios provenientes de contextos arqueológicos e a interpretação de dados paleoambientais e paleoetnobotânicos são feitas por comparação com plantas e ecossistemas atuais. No Brasil, elas são fundamentais, pois temos uma vegetação extremamente rica, o que acarreta uma maior dificuldade de identificação das espécies em relação a regiões onde a diversidade florística é menor. Tais fatores sublinham a enorme importância da constituição de coleções de referência e de bancos de dados regionais e sul-americanos que subsidiem os estudos de Arqueobotânica e Paleoecologia, tanto no que se refere à reconstituição paleoambiental quanto aos estudos de uso de vegetais. Coleções de referência são, portanto, o alicerce da reconstrução deste laboratório. Desta forma, através deste projeto pretende-se reconstituir 2 das coleções de referência que foram destruídas no grande incêndio (a antracoteca e a carpoteca) e criar subsídios para a reconstituição da terceira (a microbotânica). Assim, serão recriadas as bases para desenvolver estudos integrados de reconstituição paleoambiental, paleoclimática e paleoetnobotânica, de modo a resgatar a capacidade investigativa do Museu Nacional/UFRJ em processos relacionados a modos de vida, estratégias de subsistência, produção de alimentos e transformações da paisagem na Arqueologia Brasileira. Seu desenvolvimento é de grande relevância científica e seus objetivos se enquadram em linhas de pesquisa que têm despertado grande interesse da comunidade científica e do público em geral, englobando estas diversas disciplinas arqueobotânicas, principalmente a Antracologia e a Microarqueobotânica. O projeto permitirá, ainda, restabelecer a infraestrutura de pesquisa e formar recursos humanos em nível de Mestrado, Doutorado, Especialização e Iniciação Científica, fomentando o desenvolvimento técnico e científico de pessoal, ajudando a promover a continuidade do Programa de Pós-Graduação em Arqueologia desta instituição.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rita Scheel-Ybert

Ciências Humanas

Arqueologia
  • arqueologia viva: passado, presente e futuro no museu nacional
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Rita Simone Lopes Moreira

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • aplicativos móveis e sua contribuição para o autogerencamento de pacientes cardiopatas em pós-cirúrgico
  • Resumo: Introdução: Dentre as doenças não transmissíveis as doenças cardiovasculares, são o maior índice de mortalidade no Brasil. Uma das terapêuticas recomendadas é a cirurgia cardíaca, dentre elas, a mais frequente é a cirurgia de revascularização miocárdica (RM), responsável por 70% de cirurgias realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) com taxa de mortalidade de 6,22% 5. A associação de mecanismos que possam facilitar a transição dos cuidados hospitalares para o apoio para o autocuidado pode ser decisiva para adesão do indivíduo ao tratamento e manutenção da qualidade de vida do mesmo.Aplicativos para telefonia móvel consistem em ferramentas que contribuem tanto na tomada de decisão clínica para profissionais da saúde quanto para o autocuidado. Objetivos: Desenvolver e validar um aplicativo para o apoio do autocuidado de pacientes em pós operatório de cirurgia cardíaca por meio de dispositivos móveis. Metodologia: Pesquisa descritiva quantitativa e longitudinal. A ser realizada em três fases: desenvolvimento de um aplicativo com foco no autocuidado do paciente com cardiopatia em pós-operatório, seguido de um teste piloto com 30 pacientes para validação do benefício ( adesão, autocuidado) e a terceira fase- ensaio clínico randomizado com dois grupos de seguimento ( grupo intervenção – x grupo controle) com avaliação de 15 dias, 2 meses e 6 meses realizando duas avaliações dos três eixos a serem estudados: qualidade de vida, adesão e avaliação da ferramenta móvel na população selecionada em um Hospital Universitário de grande porte em São Paulo. Impacto esperado: espera-se que o desenvolvimento de um aplicativo móvel de fácil linguagem possibilite uma maior compreensão dos cuidados que são necessários no pós operatório de cirurgia cardíaca e que reflitam na adesão e na qualidade de vida.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rita Vilanova Prata

Ciências Humanas

Educação
  • a produção de conhecimentos pedagógicos na interface entre universidade e escola: letramento científico e formação de professores no ensino fundamental
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Rivaldo Mauro de Faria

Ciências Humanas

Geografia
  • índice de saúde infantil (isi): avaliação multicritério dos principais resultados e determinantes da saúde infantil no brasil
  • O objetivo deste projeto é elaborar e aplicar um modelo multicritério para avaliar os principais resultados e determinantes da saúde infantil no Brasil. O Índice de Saúde Infantil (ISI), como será chamado, será representado por uma medida ampla e compreensiva do estado da saúde infantil nos municípios. O estudo será feito a partir de uma lista de indicadores selecionados com estratégias da revisão sistemática e avaliação por um grupo de peritos conduzidos com Método Delphi. Posteriormente, esses indicadores serão elaborados e estimados com recursos da estatística bayesiana e padronizados com uso das técnicas do Z-Score e das curvas de valores das funções fuzzi. Finalmente, os indicadores padronizados serão ponderados pelo mesmo grupo de peritos, através de consensos encontrados com o Método Dephi, e inseridos num modelo proposto por Vaz et al (1994). Os resultados serão analisados com uso de técnicas exploratórias de dados espaciais, em ambiente de Sistema de Informação Geográfica, e apresentados em cartografia temática. O ISI será a primeira medida do estado da saúde infantil já produzido no Brasil e poderá ser utilizado para políticas públicas de melhoria das condições sociais da saúde infantil.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Robério Rodrigues Silva

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • fortalecimento da formação profissional e produção científica inovadora na área de alimentos no interior do nordeste – parceria ppgecal/uesb e ppgca/ufla
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - BA - Brasil
  • 09/01/2020-09/01/2025
Foto de perfil

Robert de Brose

Lingüística, Letras e Artes

Letras
  • métrica e rítmica grega
  • O presente projeto de pesquisa pretende produzir um estudo de métrica grega para ser usado pelos alunos dos cursos de Letras Clássicas ou áreas afins dos cursos superiores das universidades brasileiras. Ele também será útil para docentes e especialistas que necessitam de material atualizado em português para complementar a sua formação sobre o tema e na tradução da poesia grega para o português. Não há nenhum estudo de métrica grega em português, muito embora o tema seja de fundamental importância para o estudo da literatura grega, sobretudo da poesia, teatro e retórica, gêneros orais por excelência e que empregavam recursos prosódicos e rítmicos na construção de sentido não-verbal. A pesquisa irá tomar a forma de um livro em que se abordará, sistematicamente, a prosódia, a métrica, as estruturas rítmicas dela decorrentes e a arquitetura do verso (dístico, estrofe/antístrofe, epodo etc.) grego. O manual deverá ser publicado em livro acompanhado de CD-ROM e em um site multimídia para garantir amplo uso e divulgação pública.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberta D Angela Menduni-Bortoloti

Ciências Humanas

Educação
  • professores da universidade e da educação básica colaborando com o ensino de matemática no estado da bahia
  • Melhorar a qualidade tanto do ensino quanto da aprendizagem em matemática é o foco deste projeto de pesquisa. Para garantir tal qualidade nos pautamos em dois princípios: 1) Universidade e Escolas trabalhando juntas; 2) Trabalho em regime de colaboração. Partindo destes dois princípios dois grupos foram se constituindo colaborativamente em prol do ensino e da aprendizagem em matemática. Os dois grupos surgiram a partir da inserção da Universidade na Escola por meio dos Estágios Supervisionados em Matemática no ensino fundamental II (6º a 9º anos). Sempre que estamos inseridos no “chão da escola” identificamos a necessidade, cada vez mais presente, de lançarmos mão de metodologias que aproximem o aluno do conhecimento matemático, ou seja, metodologias que possibilitem que o aluno seja protagonista do conhecimento matemático, que possam ser co-construtores do processo de aprendizagem. Enquanto professora de estágio essa necessidade é mais latente e a responsabilidade mais evidente. Um primeiro problema se constituiu: como aproximar alunos estagiários, professores regentes e conhecimento matemático por meios eficazes e que os coloquem como sujeitos co-produtores do conhecimento? Vimos no Lesson Study (LS) essa oportunidade. O LS é uma metodologia japonesa que faz parte do desenvolvimento profissional dos professores em geral e não só da disciplina matemática. Contudo, o LS vem se desenvolvendo em várias partes do mundo, inclusive no Brasil, e ganhando suas “formas”. A metodologia LS parte de um trabalho colaborativo e apresenta-se: os professores escolhem uma temática para estudo; investigam a temática; planejam uma sequência de aulas cuja temática será ensinada; um professor do grupo implementa a sequência planejada (como se fosse um estudo piloto), os membros do grupo assistem a aula ou sequência de aulas; reavaliam a aula implementada e os demais professores implementam em suas turmas. Esse ciclo se fecha e outro recomeça com outra temática. O grupo que está desenvolvendo o LS é formado por mim, por duas alunas do curso de licenciatura em matemática e cinco professores de escolas públicas do município. A segunda problemática que nos deparamos foi quando uma professora da Educação Básica nos pediu ajuda: como ensinar matemática a um aluno com discalculia e baixa visão. Este aluno está inserido na turma de 9º ano do ensino fundamental que fez parte de um dos estágios supervisionados em matemática. Embora sejamos habilitados para ensinar matemática, não sabemos como ensinar matemática a um aluno com dificuldades em cálculos. Surge então, a necessidade e o interesse de um grupo em pesquisar o assunto. Este segundo grupo está constituído por mim, pela psicóloga da escola, pela professora da sala multifuncional em que acontece o Atendimento Educacional Especializado (AEE), dois alunos com discalculia, sendo que um deles tem baixa visão e o outro é surdo, um estudante da pós-graduação e dois estudantes do curso de licenciatura em matemática. A proposta deste projeto é criar práticas colaborativas entre Universidade e Escolas da Educação Básica; Desenvolver estratégias para melhoria do ensino de matemática; Garantir espaços de estudos entre professores e alunos da Universidade e professores e alunos da Educação Básica e (Re)aprender a ensinar matemática. Todos esses objetivos são comuns aos dois grupos, pois promoverão práticas colaborativas, porém quando analisados separadamente responderão de forma singular, pois cada grupo criará suas estratégias para melhoria do ensino de matemática e como consequência (re)aprenderão a ensinar matemática. No 1º grupo ficará evidente quando estratégias outras forem planejadas por um coletivo a fim de responder a algo que inquieta os professores de matemática e no 2º grupo quando estratégias forem criadas tendo como objeto de estudo estudantes que apresentam dificuldades para aprender cálculos.
  • Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberta de Fátima Carreira Moreira Padovez

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • efetividade do exercício físico em ambiente ocupacional para controle da dor musculoesquelética de trabalhadores e aspectos relacionados à adesão em ambiente hospitalar
  • As alterações musculoesqueléticas relacionadas ao trabalho são altamente prevalentes entre trabalhadores de enfermagem. As regiões mais frequentemente acometidas são pescoço, ombro e coluna lombar. Essas alterações tem origem multifatorial e são relacionadas a fatores de risco individuais, biomecânicos, psicossociais e organizacionais. Devido à natureza complexa e específica do ambiente hospitalar e características intrínsecas relacionadas às atividades de cuidado do paciente, os profissionais de enfermagem apresentam taxas prevalências de alterações musculoesqueléticas relacionadas ao trabalho até seis vezes maiores quando comparados com outros grupos ocupacionais. Esses trabalhadores também apresentam menores níveis de saúde física e mental quando comparados a outros grupos de trabalhadores. O exercício físico em ambiente ocupacional está entre as intervenções com potencial para controlar os sintomas. Contudo, a efetividade da intervenção depende da adesão, que é um dos grandes desafios, tendo em vista a complexidade da rotina do serviço prestado em ambiente hospitalar. Diante disso, os objetivos da presente proposta são: 1.) atualizar, por meio de um estudo de revisão sistemática da literatura, a evidência clínica e científica quanto à efetividade do exercício físico realizado em ambiente ocupacional para controle da dor nas regiões de pescoço, ombro e coluna lombar de trabalhadores em geral, com ênfase nos trabalhadores de enfermagem; 2.) identificar quais modalidades intervenção em nível organizacional são efetivas para melhorar a adesão a programas de exercício físico conduzidos em ambiente hospitalar, por meio de um estudo de revisão sistemática da literatura e 3.) realizar um levantamento dos fatores que atuam como motivadores e barreiras à prática de exercícios entre os trabalhadores do hospital universitário Profº. Dr. Horácio Carlos Panepucci, vinculado à Universidade Federal de São Carlos – UFSCar.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberta de Moraes Rocha

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • demand threshold e economias de aglomeração: evidências para o setor de serviços de saúde no brasil
  • A atividade produtiva se distribui de forma irregular no espaço, porém serviços essenciais, como os de saúde, devem ser localizados de tal modo que toda a população do país tenha aceso, e ainda o mesmo apresente uma escala de produção que o torne eficiente. A pesquisa se propõe a realizar um estudo sobre a distribuição dos serviços de saúde entre os municípios do Brasil, através da estimação da Demand-Threshold, por tipo de estabelecimento e prestador (público e privado), explorando como os resultados se alteram na presença de fatores locais, potenciais geradores de economias de aglomeração. Para tanto, baseando-se em Wensley e Stabler (1998), Henderson et. al. (2000) e Tabuchi et. al. (2011), Artz et. al. (2016), serão estimados modelos para dados de contagem que relacionará a frequência de estabelecimentos de saúde com a população municipal, distância ao centro urbano mais próximo, densidade demográfica e um indicador da concentração de mão-de-obra qualificada. Como testes de robustez, os modelos também serão estimados considerando apenas novos estabelecimentos e as variáveis explicativas defasadas. Adicionalmente, será estimado um modelo em dois estágios, instrumentalizando o indicador concentração de mão-de-obra qualificada pelo conhecido instrumento de Bartik (1991). O estudo utilizará duas principais bases de dados, o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – CNES e a Relação Anual de Informações Sociais do Ministério do Trabalho (RAIS-MTE), dos anos de 2007 e 2017.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberta de Queiroz Lima

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • modelagem estocástica em sistemas dinâmicos acoplados com impactos e atrito seco
  • O projeto objetiva estudar a dinâmica de sistemas com acoplamento eletromecânico sujeitos a atrito seco, impactos, descontinuidades e incertezas nos parâmetros. Os fenômenos dinâmicos presentes nesses sistemas são extremamente interessantes e envolvem as seguintes áreas de conhecimento: modelagem estocástica, quantificação de incertezas, dinâmica não-linear, sistemas acoplados e mecânica computacional. As análises serão feitas com uma abordagem determinística e estocástica.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberta Dias Campos

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • ações produtoras do consumidor e novas dinâmicas de mercado
  • O processo de industrialização deu início a um movimento de padronização da produção e de incentivo ao consumo de produtos industrializados. Dessa forma, aumentaram as ofertas disponibilizadas pela indústria ao mesmo tempo em que foi diminuindo a necessidade que antes existia para que os indivíduos aprendessem a realizar uma série de atividades relacionadas ao seu cotidiano, já que a indústria passou a apresentar alternativas prontas e de fácil acesso (Toffler, 2014). É possível perceber, no entanto, um movimento atual de retorno a essas atividades produtoras pelo consumidor, incentivadas pelas redes sociais e ampliada por um sentimento cada vez maior de desconfiança e questionamento em relação às práticas da indústria. Esse movimento pode estar relacionado a diferentes causas: problemas econômicos, mercados “invisíveis” onde os consumidores não encontram produtos adequados a suas necessidades, a influência da internet e motivações hedônicas relacionadas a projetos de identidade e auto-expressão. Essa pesquisa busca entender, então, os processos através dos quais o consumidor aprende o “saber-fazer” e em que medida os novos papéis que eles passam a desempenhar no mercado alteram o seu posicionamento crítico em relação à indústria e impulsionam ações relacionadas à inovação e ao empreendedorismo desses consumidores, alterando, portanto, as dinâmicas de mercado. Esse estudo mostra-se relevante no Brasil devido a um cenário de recessão econômica dos últimos anos que trouxe profundas mudanças nos hábitos de consumo dos brasileiros, que passaram a ter que fazer cortes em seus orçamentos domésticos e a mudar uma série de hábitos de consumo (PWC, 2017). Para esse estudo serão utilizados métodos qualitativos para uma compreensão das relações entre as ações dos consumidores, o mercado e os significados culturais. Assim, serão realizadas entrevistas em profundidade com a utilização de técnicas de história de vida, análise de textos culturais sobre o tema de pesquisa e netnografia, além de observação participante e não-participante em locais de varejo e feiras de empreendedores. O resultado desta pesquisa será apresentado em congressos nacionais e internacionais, publicado através de artigos em periódicos de relevância científica e documentado em um vídeo que servirá de estímulo para debates em escolas e outras esferas da sociedade sobre a importância do fazer e do papel crítico do consumidor, propondo um debate sobre a condição do consumidor na contemporaneidade. Será também realizado um workshop para alunos de graduação, pós-graduação e microempreendores sobre temas relacionados à ação produtora do consumidor e seus efeitos sobre inovação e crítica do consumidor.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberta Gonçalves da Silva

Ciências da Saúde

Fonoaudiologia
  • análise qualitativa e quantitativa temporal das disfagias orofaríngeas neurogênicas
  • Introdução: Os achados clínicos e objetivos da deglutição encontrados durante a investigação da disfagia orofaríngea possuem relações distintas com o desempenho da segurança e da eficiência da deglutição. A disfagia orofaríngea neurogênica é sintoma em inúmeras doenças de base e as diferentes fisiopatologias promovem relações que modificam o diagnóstico e a interpretação da biomecânica da deglutição, bem como a definição do programa de reabilitação nessas doenças. Objetivo: Este estudo tem por objetivo analisar e relacionar parâmetros qualitativos e quantitativos temporais da deglutição orofaríngea em doenças neurológicas. Método: Serão estudadas populações com doença neurológica e disfagia orofaríngea, incluindo-se o Acidente Vascular Cerebral, Doenças Neurodegenerativas e as Paralisias Cerebrais, independente do gênero ou faixa etária, organizados por grupo quando pertinente à hipótese de pesquisa e aos objetivos específicos. Para a avaliação objetiva qualitativa serão utilizados os protocolos de videofluoroscopia conforme proposto por Martin-Harris (2008) e a nasoendoscopia de deglutição conforme proposto por Langmore et al (1998) e adaptado pelo serviço. Será ainda utilizada a Penetration Aspiration Scale (ROSENBEK et al., 1996) e a Yale Pharyngeal Residue Scale (NEUBARER et al., 2015). As medidas quantitativas temporais serão realizadas por meio de software específico (SPADOTTO et al, 2008). Os achados receberão tratamento estatístico apropriado à pergunta de pesquisa. Resultados esperados: Espera-se com esses resultados compreender em cada grupo as relações entre esses achados e para a segurança e eficiência da deglutição, contribuindo com condutas e programas de reabilitação robustos.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberta Guimarães Corrêa

Ciências Humanas

Educação
  • ensino de química a partir da integração de abordagens promissoras: aprendizagem baseada em problemas e projetos e ensino fundamentado em modelagem
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 12/08/2019-31/12/2021
Foto de perfil

Roberta Lane de Oliveira Silva

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • perfil transcricional e edição genômica de genes de defesa em videira infectada por xanthomonas citri pv. viticola
  • Análises globais da expressão gênica, ou estudos de transcriptômica, têm contribuído para o esclarecimento de processos biológicos complexos e aumentado à compreensão de redes regulatórias associadas à adaptação e tolerância aos diversos tipos de estresses. A partir da infinidade de dados advindos dessas tecnologias, foi possível esclarecer aspectos importantes no que se refere à modulação de redes regulatórias e vias metabólicas relacionadas às respostas da planta a estresses. Com os custos do sequenciamento em larga escala reduzidos, a combinação de técnicas de transcriptômica às novas plataformas de sequenciamento têm sido favorecida e estudos mais aprimorados envolvendo expressão gênica diferencial tem sido desenvolvidos em várias espécies agronomicamente importantes. No entanto, não há iniciativas desse tipo envolvendo a cultura da videira na região Nordeste, apesar de sua grande importância na região do Vale do São Francisco em Pernambuco. Dessa forma, o presente projeto tem como objetivo identificar genes de defesa (pertencentes às famílias R, PR e Fatores de Transcrição) diferencialmente expressos em duas cultivares de Vitis infectadas com Xanthomonas citri pv. viticola avaliando características estruturais, funcionais e padrões de expressão. Para tanto, serão realizadas análises in silico a partir de diversas ferramentas de bioinformática com o intuito de selecionar e caracterizar genes de interesse para validação por PCR em tempo real (RT-qPCR). Ao final do projeto, pretende-se gerar um banco curado com sequências candidatas a genes responsáveis pelo processo de defesa da planta, bem como um banco de sequências diferencialmente expressas em videira, refletindo as diferentes respostas das cultivares frente ao estresse aplicado. Tais informações fornecerão dados relevantes para as famílias gênicas citadas e permitirá a caracterização e validação de genes promissores visando o desenvolvimento de marcadores funcionais para uso em programas de melhoramento da cultura.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberta Mary Vidotti

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • arcabouço tectônico e superfície curie da bacia dos parecis
  • A bacia dos Parecis é considerada fronteira exploratória por apresentar geologia complexa, com necessidade de aquisição de novos dados e os dados existentes ainda não terem sido totalmente explorados. Acrescenta-se ainda a disponibilidade de novos dados geofísicos e geológicos. A interpretação dos dados geofísicos de gravimetria e magnetometria e sua integração com dados geológicos de superfície e poços, além de dados de sísmica 2D, podem trazer informações regionais importantes para a indústria do Petróleo e exploração mineral. O objetivo deste projeto é a proposição e refinamento de um modelo geológico e tectônico da bacia dos Parecis, gerar informações termais que indiquem regiões potenciais para maturação de petróleo e a relação do embasamento da bacia com o Cráton Amazonas. A magnetometria e a gravimetria serão os principais métodos utilizados para distinguir os contrastes físicos relacionados às feições geológicas da área de estudos. A bacia dos Parecis é recoberta por dados de gravimetria aérea e terrestre, a maior parte destes dados foram adquiridos na década de 1990. Entre 2009 e 2011 a ANP adquiriu dados de gravimetria terrestre ao longo de 11 perfis sísmicos 2D, todos estes dados estão disponíveis. A bacia também é recoberta por dados de magnetometria aérea adquiridos por diversas instituições nacionais. Parte dos dados disponíveis, entre os anos de 1995 e 2008, já foram integrados para a geração de mapas de anomalias magnéticas, novos dados que recobrem as regiões adjacentes às bordas da bacia serão integrados para permitir a melhor interpretação do arcabouço tectônico estrutural da bacia e suas relações com o cráton Amazonas. Ao final deste Projeto de Pesquisa pretende-se contribuir com o avanço do conhecimento sobre o arcabouço e evolução tectônica da bacia dos Parecis, prover informações sobre a estrutura termal da crosta, e a correlação do embasamento da bacia dos Parecis com o Cráton Amazonas. Por meio da geração dos seguintes produtos finais: i) Mapa do arcabouço tectônico da bacia com base em interpretação de dados geofísicos de gravimetria e magnetometria; ii) Mapa de domínios crustais subjacente à bacia e sua correlação com o as Províncias tectônicas do Cráton Amazonas; iii) Mapa de profundidade do embasamento da bacia dos Parecis gerado a partir do método Tilt Depth; iv) Modelo de estrutura termal da crosta com base na superfície Curie; v) Modelo geológico com base em modelagem direta 2D ou 2,5D de gravimetria e magnetometria.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Roberta Paulert

Outra

Divulgação Científica
  • 9ª feira de ciência e tecnologia do município de palotina - pr (9ª fecitec)
  • A Feira de Ciência e Tecnologia de Palotina (FECITEC) tem abrangência municipal e é organizada pela Universidade Federal do Paraná para valorizar a produção científica em todas as escolas do município através da apresentação de experimentos. Não se trata de uma Feira escolar, mas sim de uma Feira municipal organizada pela Universidade com o apoio da Secretaria de Educação do município de Palotina; envolvendo todas as escolas e colégios da cidade há oito anos. O objetivo da Feira é incentivar o trabalho em grupo para colocar as ideias criativas e inovadoras em prática, proporcionando aos vencedores a participação em outras Feiras nacionais ou internacionais e bolsas de IC Jr para o desenvolvimento de projetos de pequisa nos laboratórios da Universidade. A educação em ciência e tecnologia favorece a interação da pesquisa com extensão, interdisciplinaridade e amplia a capacidade comunicativa. A FECITEC possui papel social e educacional importante; se consolida como uma importante oportunidade de incentivar a desenvoltura e criatividade em trabalhos interdisciplinares nas áreas de inovação, empreendedorismo, meio ambiente e sustentabilidade, química, física, biologia, matemática e de ciências humanas. A Feira propõe a apresentação de aproximadamente 70 projetos científicos de estudantes (organizados em equipes) do ensino fundamental, ensino médio e ensino técnico de escolas públicas e particulares do município de Palotina/PR. Será dada prioridade e mais atenção na sensibilização e desenvolvimento dos projetos das escolas públicas nas áreas temáticas e uma sessão especial (mini mostra) de projetos prioritariamente elaborados por meninas nas áreas de: a) minifoguetes e b) astronomia. Desde a sua criação em 2011, a Feira busca disseminar a participação ativa dos alunos no seu processo de formação dando ênfase ao pequeno cientista. Estimula projetos de pesquisa nas escolas que tornam possível a visualização de soluções para a carência de inovação e desenvolvimento tecnológico. A Feira é uma maneira de favorecer a comunicação entre a comunidade, escola e a universidade contribuindo para interações sociais. De outro lado, podemos destacar os benefícios que traz para o universo acadêmico porque busca-se à inserção social e educacional do Setor Palotina da UFPR na região Oeste do PR, promovendo a integração científica, social e cultural entre a comunidade acadêmica e a população. As atividades constituem um enriquecimento dos discentes contemplando à integração entre ensino, pesquisa e extensão universitária com caráter interdisciplinar em relação às áreas do conhecimento. Há anos, a FECITEC é afiliada à FEBRACE (nacional) e à FICIENCIAS (estadual), recebeu credenciais para a FEROCIT (Rondônia), MOSTRA CLAK (Rio Grande do Sul) e já enviou projetos para as Feiras Internacionais em Londres (LYSF), Portugal, Peru (EUREKA) e Colômbia; destacando assim a qualidade dos projetos desenvolvidos em uma pequena cidade do interior. A Feira está proposta para ocorrer no segundo semestre letivo no Setor Palotina da UFPR e diversas ações de sensibilização e divulgação serão realizadas. Assim, ciência, tecnologia e inovação são assuntos que andam fervilhando na cabeça de crianças e adolescentes de Palotina e espera-se 3.000 visitantes. O mais importante não é competir, mas expor os trabalhos em espaços para aprender e ensinar.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Roberto Arnaldo Trancoso Gomes

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • análise da modelagem matemática na definição de áreas susceptíveis a inundação no distrito federal (brasil)
  • Processos de inundação são fenômenos que causam perdas de vidas e grandes prejuízos financeiros. Estima-se que em todo o mundo mais de 1 bilhão de pessoas foram afetadas por inundações, além de prejuízos na infraestrutura básica, atividades agrícolas, impactos em centros históricos e ecossistemas terrestres. Seu desenvolvimento está normalmente correlacionado a eventos de chuva concentrados. Estes eventos quando ocorridos em áreas impermeabilizadas tendem a ter um impacto maior na área. Deste modo, desenvolver metodologias para gestão de riscos de inundações é de grande importância pois essas poderão minimizar os riscos das populações que estão em áreas susceptíveis, além de diminuir prejuízos causados por estas inundações. Diversas têm sido as metodologias para a gestão de risco de inundações. As que mais tem tido sucesso são as metodologias que utilizam modelos matemáticos em bases físicas para simular a possível ocorrência das inundações em uma certa área. Estas metodologias utilizam os sistemas de informação geográfica para desenvolver mapas identificando quais as áreas mais susceptíveis. O uso de modelos para simulação deste tipo de evento ajuda a entender melhor o fenômeno e permite que hipóteses sejam testadas. Estas metodologias podem ser dividas basicamente em 3 tipos: modelagens em uma dimensão, modelagens em 2 dimensões e, modelagens em 3 dimensões. Os modelos uni-dimensionais são modelos que trabalham muito bem em áreas com os rios bem encaixados e em seções específicas. Os modelos tri-dimensionais são modelos mais complexos que tentam modelar o máximo de variáveis que podem interferir na ocorrência de uma inundação. No entanto, devido à complexidade destes modelos, programação específica, a necessidade de muitas variáveis e alta performance no seu processamento, estes são de difícil aplicação. Já os modelos bi-dimensionais são modelos que tentam utilizar uma quantidade considerável de variáveis para a simulação utilizando o espaço bi-dimensional (dimensão X e Y) que a inundação pode ocorrer. Alguns destes modelos projetam não somente a área atingida, mas também a velocidade e altura que a inundação chegou naquele ponto, podendo incluir estruturas físicas na modelagem (como, prédios, ruas e bueiros). Deste modo, é possível projetar as principais áreas a serem atingidas, como também o impacto que estas poderão ter.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022