Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adley Forti Rubira

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • sistemas poliméricos inteligentes: quitosana hiperramificada com sílica mesoporosa como plataforma para o desenvolvimento curativos tópicos ativos
  • O desenvolvimento/aprimoramento de curativos ou peles sintéticas pode aliviar a dor e agilizar o processo de regeneração de pacientes com severos traumas cutâneos, principalmente aqueles acometidos com graves queimaduras. A pele sintética (ou curativos) deve proteger o tecido danificado de infecções causadas por bactérias e fungos, e ainda permitir o processo natural de transpiração. Em casos de queimaduras severas o tratamento pode ser feito pela adição de agentes antibacterianos e/ou anti-inflamatórios na pele sintética (ou curativo), que será lentamente liberado para inibir o desenvolvimento de bactérias e/ou combater excessivas inflamações crônicas decorrentes de traumas cutâneos.Neste projeto, iremos desenvolver uma metodologia de preparo de materiais híbridos multifuncionais na forma de filmes (membranas), produzidos por métodos de liofilização seguida por reação no estado sólido de poli (ácido acrílico) (PAA) e quitosana. A quitosana será, previamente, complexada com cobre com o intuito de melhorar sua atividade bactericida e solubilidade. No interior da matriz polimérica será aprisionado elevado teor (+20%) de sólidos inorgânicos porosos, modificados com organosilanos. Esses sólidos irão atribuir, ao material inicial, elevada capacidade de retenção de fármacos (antimicrobianos) e irá promover o processo de liberação prolongada dos mesmos, que é de particular interesse para o processo de cicatrização de lesões graves. Dessa forma, o material a ser desenvolvido também poderá atuar como modelo para liberação sustentada de fármacos.Assim, materiais híbridos com potencialidade para serem usados como pele sintética serão preparados. Para confirmar a aplicabilidade destes materiais será determinado o perfil de liberação de fármacos (antimicrobianos, e.g. eritromicina) e testes de proliferação celular/regeneração celular frente a fibroblastos e de propriedades bactericidas.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 18/02/2019-09/11/2022
Foto de perfil

Adolfo Tanzi Neto

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • a vulnerabilidade social de jovens brasileiros: agências multimidiáticas no resgate do exílio contemporâneo (pós)pandêmico
  • A sociedade pós-moderna se caracteriza por produções e interações multimidiáticas em espaços superdiversos. Esses encontros com as diferentes linguagens nos levam a (re)conhecimentos linguísticos, travestidos em repertórios superdiversos (das línguas materna, de sinais, de herança, adicionais etc.). Nesse sentido, apoiamo-nos na discussão de Blommaert (2010), Silverstein (1985) e Vertovec (2007) sobre como os repertórios linguísticos estão ideologicamente carregados de características semióticas; de valores implícitos de identidade e poder que geram níveis de indexicalidade que determinam sentimentos de pertença, cultura, identidade e papéis na sociedade. Para tanto, esta pesquisa, em parceria com escolas públicas do Rio de Janeiro, buscará responder às seguintes perguntas: a) como os jovens de escolas públicas do Rio de Janeiro (re)apresentam seus contextos sócio-histórico-culturais em suas produções multimidiáticas? b) como os conceitos de translocalidade, indexicalidade e repertórios permeiam/influenciam as atividades desses jovens? c) como as barreiras sócio-histórico-culturais, por meio do uso de múltiplas mídias, assumem diferentes papéis para expandirmos as discussões teóricas de agência e transformação social? Atentaremo-nos para o papel agentivo desses jovens nos espaços de interações da vida social em sua historicidade, buscando interpretações locais dessas atividades atribuídas de gênero, manipulação, poder, posições ideológicas e identidade. Metodologicamente, apoiamo-nos na Pesquisa Crítica de Colaboração (MAGALHÃES, 2004), que busca propiciar espaços de confronto dialético para (co)produção de saberes, formação, reflexão e desenvolvimento humano. Os dados gerados serão interpretados sob uma perspectiva dialógico-enunciativa, tendo como foco as categorias argumentativas para as questões de agência, translocalidade, indexicalidade e repertórios para mobilidade social.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adonis Ferreira Raiol Leal

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • sistema automático de detecção, rastreamento e previsão de descargas atmosféricas para proteção da navegação aérea e fluvial na amazônia
  • A Amazônia Legal possui uma floresta tropical densa e exuberante, a qual é marcada pela maior rede fluvial do mundo. Esta característica torna a região bastante peculiar, com enormes dificuldades de acessibilidade, tornando a população fundamentalmente dependente do tráfego aéreo e fluvial. As embarcações que navegam nos rios amazônicos são utilizadas tanto para o transporte de pessoas, como de cargas. Embora trafeguem embarcações de variados tamanhos, predominam as de pequeno porte, dotadas de pouco ou nenhum recurso para enfrentar as condições atmosféricas adversas da região. O fluxo de aeronaves, de pequeno porte, também representa um percentual expressivo do tráfego aéreo da região. Dada sua localização geográfica, a região amazônica possui clima tropical quente e úmido, sendo afetada o ano inteiro por sistemas meteorológicos convectivos de rápido desenvolvimento e grandes extensões verticais, portanto com potencial para chuvas volumosas, acompanhadas de raios e rajadas de ventos fortes. Tais eventos são característicos das nuvens cumulonimbus que formam as tempestades tropicais frequentes na região e que, eventualmente, expõem embarcações e aeronaves a grandes riscos, ocasionando, por vezes, acidentes que levam a danos materiais e perdas de vidas humanas. Neste contexto, a atual proposta busca desenvolver um sistema para a detecção, rastreamento e previsão de tempestades severas, no intuito de auxiliar a navegação aérea e fluvial na Amazônia mediante o uso de dados de descargas atmosféricas do sensor GLM (Geostationary Lightning Mapper) do satélite GOES-16, obtidos através da estação de recepção de dados e produtos de satélites ambientais GeonetCast-Americas do CENSIPAM, sendo estes dados tratados por técnicas de inteligência artificial. Desta forma, o estudo buscará desenvolver um produto inovador que possa auxiliar pessoas quanto à melhor decisão a ser tomada, em termos dos cuidados necessários para a trafegabilidade eficiente e eficaz na Amazônia.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adrian Antonio Garda

Ciências Biológicas

Zoologia
  • sistemática, biogeografia e conservação de vertebrados das áreas de altitude do domínio das caatingas no nordeste brasileiro
  • A região das caatingas é marcada por alta diversidade e taxas de endemismo em comparação com outras regiões semiáridas do mundo. Pesquisas ao longo das últimas décadas demonstraram o papel chave das áreas de altitude nos padrões de riqueza e diversidade deste bioma, as quais atualmente representam parte significativa das áreas prioritárias para a conservação da Caatinga, concentrando grande número de espécies endêmicas. Devido às chuvas orográficas, florestas mésicas ocorrem nas encostas e/ou nos topos dessas áreas que são popularmente conhecidas como brejos de altitude. Tais áreas abrigam espécies compartilhadas ou espécies irmãs com as grandes florestas tropicais vizinhas (Amazônica e Atlântica), testemunhando o passado dinâmico de expansão e contração desses biomas. Todavia, o número de espécies continua subestimado nessas regiões, bem como as principais ameaças à sua fauna e flora. Igualmente, os processos evolutivos responsáveis por essa grande diversidade e taxas de endemismo permanecem pouco conhecidos. O presente projeto objetiva, utilizando-se de dois grupos importantes e ameaçados de vertebrados: (1) descrever espécies crípticas previamente identificadas em estudos de filogeografia recentes; (2) avaliar a presença e a abundância de doenças emergentes (fungo quitrídio em anfíbios) e parasitas (malária aviária) nessas áreas; (3) testar hipóteses de diversificação das faunas de anfíbios e aves nas áreas de altitude do nordeste brasileiro usando técnicas de filogeografia multilocus e sequenciamento de nova geração. Nós faremos expedições a campo para complementar nossas amostras, identificaremos a presença de parasitos em aves e anfíbios e usaremos métodos de taxonomia integrativa para descrever espécies crípticas previamente identificadas em outros trabalhos.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adrian Pablo Hinojosa Luna

Ciências Sociais Aplicadas

Demografia
  • modelagem demográfico-estrutural de processos infeciosos em síndromes respiratórias agudas (severe acute respiratory syndrome sars): estudo longitudinal de contatos sociais epidemiologicamente relevantes.
  • Os estudos científicos sobre modelos epidemiológicos para doenças relacionadas à síndrome respiratória aguda grave – SARS tem demonstrado que as capacidades preditivas dos modelos matemáticos foram aprimoradas através da quantificação das taxas de contato social. A equipe envolvida nesta proposta tem atuado nesta fronteira de pesquisa, por meio da construção de modelos que associam características epidemiológicas a diversos fatores sociométricos, vinculados às interações sociais em alguns contextos de socialização, o que chamamos de círculos sociais-chave: vizinhança, trabalho, lazer, escolas e transporte público. A partir da pesquisa aqui proposta, a equipe pretende aprimorar este modelo epidemiológico, realizando a quantificação dos contatos sociais de forma longitudinal, o que permitirá rastrear o número de contatos ao longo do tempo e explorar as diferenças sociodemográficas associadas à sua permanência ou variação. Dito em forma sucinta, queremos pesquisar quais são os determinantes sociodemográficos das interações humanas que favorecem a disseminação de agentes patógenos causantes de Síndromes Respiratórias Agudas. Para tanto, serão realizados levantamentos de dados primários e secundários, utilizando fontes oficiais, nacionais e internacionais, que disponibilizam informações epidemiológicas sobre SARS e dados sociodemográficos da população de estudo. Além disso, pretende-se coletar informações longitudinais sobre contatos sociais em um setor popular urbano em Belo Horizonte/MG, mediante entrevista domiciliar, durante a qual será aplicado um questionário (diário epidemiológico) abordando informações sobre contatos sociais diários e entre agrupamentos de pessoas (contatos pele a pele ou face to face). Esses dados irão alimentar três tipos de modelos epidemiológicos complementares, de caráter estatístico, que permitam estimar, de forma realista, a evolução de doenças relacionadas à SARS.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 05/05/2022-31/05/2025