Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Aderbal Silva Aguiar Junior

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • re2scue: reabilitação respiratória em sobreviventes do covid-19 – um estudo clínico randomizado
  • Nós destacamos em conjunto os pontos D e E deste edital. A experiência de trabalho juntos aos Professores Doutores Paulo Cesar Lock Silveira (Laboratório de Fisiopatologia Experimental/UNESC) e Rafael Mariano de Bitencourt (Laboratório de Neurociência Comportamental/UNISUL) vem desde a pós-graduação. São 15 anos de trabalho em parceria em estudos experimentais, agora como coordenadores dos respectivos laboratórios. A perspectiva é fortalecer esta parceria na região Sul de Santa Catarina, com impacto na saúde regional da população. São laboratórios e equipes focados na reabilitação, psicologia e bioquímica dentro de Departamentos de Ciências da Saúde das três Universidades – UFSC, UNESC e UNISUL. Estes departamentos formam alunos de medicina, enfermagem, fisioterapia, farmácia, psicologia, nutrição, entre outros. O desenvolvimento do RE2SCUE pode trazer conhecimento e experiência para a abordagem de doenças infecciosas e pandêmicas, talvez uma realidade futura dentro da sociedade globalizada.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/07/2020-28/02/2023
Foto de perfil

Aderson Farias do Nascimento

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • atividade sísmica, emissões bioacústicas e imageamento do assoalho oceânico na região do arquipélago de são pedro e são paulo, atlântico equatorial
  • A presente proposta é o resultado do esforço de um grupo motivado, multi e interdisciplinar de pesquisadores das áreas de geociências e biologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Brasil) de três departamentos acadêmicos distintos: Geofísica, Geologia, e Fisiologia, além da Universidade de Brest (Institut Universitaire Européen de la Mer, França). Esse grupo se propõe a investigar problemas de aspectos tectônicos, de comportamento animal e de caracterização fisiográfica da região do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ASPSP), Atlântico Equatorial. O ASPSP é parte do Sistema Transformante de São Paulo (STSP) e, além de ser importante do ponto de vista geocientífico e geopolítico, inclui uma megafauna quase desconhecida e que potencialmente sofre influências das feições oceanográficas e cenários sísmicos (naturais e antropogênicos) que alteram sua ecologia e comportamento. Além de realizar imageamento do assoalho oceânico na região do ASPSP, o projeto lançará ao mar hidrofones através de embarcações oceanográficas brasileiras e francesas, para registrar terremotos, ruído antropogênico e vocalização de cetáceos. Adicionalmente, o projeto garantirá sustentabilidade à estação sismográfica já operando no ASPSP. Neste sentido, elaboramos um programa de pesquisa e desenvolvimento que possuem um enorme potencial de descobertas científicas inéditas na pesquisa oceanográfica, além de benefícios tais como: formação de RH, processos inovativos de detecção, processamento, integração de dados e interpretação do inventário (geofísico e biológico) obtidos através dos registros de sismômetros, hidrofones e imageamento usando multifeixe. Aspectos de divulgação científica e gestão também são abordados. A presente proposta também insere, através de colaboração com a U. de Brest (França), o Brasil num fórum restrito de países que realizam pesquisas neste importante e estratégico ramo científico, além contribuir para a internacionalização da pesquisa científica oceanográfica brasileira.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 28/11/2019-30/11/2022