Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Greicy Michelle Marafiga Conterato

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • bioprospecção da eugenia involucratadc. (myrtaceae), uma espécie vegetal nativa da mesorregião serrana catarinense: potencial para controle e prevenção de agravos decorrentes da má alimentação.
  • Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) como o diabetes e o câncer estão entre os quatro principais grupos de causas de morte no mundo, ocupando o segundo e o terceiro lugar, respectivamente. Apesar das causas multifatoriais, uma dieta inadequada ao longo da vida, associada a outros hábitos indesejáveis, pode contribuir para o desenvolvimento e progressão dessas patologias. No Brasil, a Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN) apresenta entre seus propósitos, a melhoria das condições de alimentação e nutrição da população brasileira, através da promoção de estratégias com foco na prevenção e controle das doenças associadas à alimentação. Aliado a esses objetivos do PNAN, compostos derivados de espécies vegetais tem despertado o interesse da comunidade científica quanto ao seu potencial para a prevenção e/ou tratamento das doenças crônicas. Considerando os propósitos do PNAN, a necessidade de alternativas dietéticas para a prevenção das DCNTs e a busca por alternativas terapêuticas mais eficazes e sem os efeitos indesejáveis do tratamento do câncer e do diabetes, aliado à escassez de estudos sobre a espécie vegetal Eugenia involucrata, este projeto tem por objetivo, caracterizar os compostos bioativos e investigar o potencial biológico dos frutos da E. involucrata (cereja do mato) através da avaliação da atividade antioxidante e antitumoral in vitro, bem como da atividade antidiabética em ratos submetidos a um modelo de diabetes tipo 2. Espera-se que os resultados desse estudo contribuam para a elucidação do potencial benéfico da E. involucrata na prevenção e/ou tratamento de doenças tumorais e do diabetes. Além disso, somados às ações de extensão propostas neste projeto, espera-se capacitar profissionais das unidades básicas de saúde locais para o tema de prevenção e tratamento de doenças associadas à má alimentação, bem como para a difusão de conhecimento e de tecnologias voltadas à produção e consumo de alimentos saudáveis pela população local. Por fim, destaca-se que a difusão de tecnologias voltadas à produção ou ao reconhecimento das potencialidades locais da Mesorregião Serrana Catarinense (a exemplo de sua biodiversidade) será de grande relevância para o desenvolvimento de uma região cujo Índice de Desenvolvimento Humano, permanece como o menor do estado de Santa Catarina.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 26/09/2017-31/03/2021
Foto de perfil

Grey Ercole

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • estudo de problemas elíticos locais e não locais
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gudryan Jackson Barônio

Ciências Biológicas

Ecologia
  • interações formiga-planta-herbívoro em sistemas vegetais com hibridação: efeitos da hibridação no processo de polinização
  • Os mutualismos são interações de exploração mútua, cujo resultado líquido entre custos e benefícios é contexto-dependente, aumentando o valor adaptativo das espécies interagentes. Os mutualismos envolvendo insetos e plantas representam interações tais como polinização, proteção e dispersão de sementes, onde há inter-relação entre as interações, pois cada interação é influenciada por outras interações estabelecidas e pelas condições morfológicas relacionadas à atratividade das plantas, como a morfologia floral. Entre os processos que podem alterar essas características estão os eventos de hibridação, que permitem alteração de características devido à reprodução entre diferentes espécies em zonas híbridas. A hibridação pode gerar indivíduos com características fenotípicas distintas dos parentais e consequentemente permitir que as interações estabelecidas pelos indivíduos híbridos também sejam distintas dos parentais. Além disso, os visitantes florais não polinizadores (i.e. formigas) alteram a frequência de interações entre plantas e polinizadores, pois também forrageiam sobre as plantas. Essa presença de formigas pode ter efeitos negativos sobre as interações planta-polinizador ao estabelecer comportamentos antagonísticos com o polinizador: podem inibir, ou selecionar os polinizadores, ou ainda, inviabilizar o pólen. Apesar disso, a presença de formigas pode ser positiva para as plantas ao diminuir a quantidade de herbívoros e seus respectivos efeitos negativos sobre a planta e sobre os polinizadores. A herbivoria induz alterações no metabolismo vegetal, incluindo a emissão de compostos orgânicos voláteis, que são responsáveis pela defesa contra herbívoros, mas também afetam a polinização e o sucesso reprodutivo vegetal, uma vez que essas pistas químicas são importantes para diferentes grupos de polinizadores. O projeto investigará como a dinâmica das interações entre plantas e polinizadores é afetada pelas interações com organismos não polinizadores, as formigas e herbívoros, bem como pelos eventos de hibridação. Este estudo contribuirá para o entendimento amplo das comunidades naturais através do estudo concomitante das interações multitróficas e seu processos evolutivos.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Guenther Carlos Krieger Filho

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • estudo experimental e computacional de incêndios florestais em países do brics: ocorrência, propagação e supressão de incêndios
  • Incêndios florestais compõem os maiores desastres naturais do mundo, que ameaçam seriamente a estabilidade dos sistemas econômicos e ecológicos. Os incêndios florestais por ano destroem mais de 10 milhões de hectares de áreas florestais e queimam cerca de 9 bilhões de toneladas de biomassa em média. Os incêndios florestais também representam uma séria ameaça ao equilíbrio dos ecossistemas globais. Por exemplo, as emissões de carbono de um incêndio florestal na Indonésia em 1997 foram responsáveis por mais de 13% do total de emissões de carbono da combustão de combustíveis fósseis no mundo naquele ano (Nature, 420 (2002) 61-65). Nos últimos anos, a mudança climática global e também o aumento do impacto antrópico causaram cada vez mais incêndios no mundo. No documento da estrutura estratégica "Agenda 2030 para um mundo seguro contra incêndios", recentemente formulado pela Associação Internacional para a Ciência da Segurança contra Incêndios (IAFSS), o incêndio florestal foi listado como o principal desafio da comunidade de segurança contra incêndios nos próximos 20 anos. O BRICS é uma das áreas mais atingidas pelos incêndios florestais no mundo. Nos biomas do BRICS, nos últimos anos, o risco de incêndios florestais continuou a aumentar. As vastas florestas e pradarias da Rússia foram devastadas por incêndios durante anos. Dados oficiais mostram que, apenas em 2018, os incêndios queimaram mais de 15 milhões de hectares de terra em todo o país, o que é quase o dobro da área territorial da Irlanda. O relatório de 2015 sobre florestas da Índia (ISFR) indica que 64,29% das florestas do país são áreas propensas ao fogo, levando a perdas econômicas anuais de 55 bilhões de rublos. Segundo o Centro de Ciência e Meio Ambiente (CSE), houve 15.937 incêndios florestais na Índia em 2015, mas o número subiu para 35.888 em 2017, que aumentou 1,25 vezes em apenas dois anos. Incêndios florestais incontroláveis não só incendiaram a vegetação, mas também a matéria orgânica da superfície, aumentando a frequência das inundações e a erosão do solo na Índia. Para lidar com isso, em dezembro de 2017, o governo indiano atualizou oficialmente a "Intensificação do Esquema de Manejo Florestal" para "Esquema de Prevenção e Gerenciamento de Incêndios Florestais". A floresta amazônica está localizada no vasto território do Brasil. De acordo com as estatísticas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), as emissões anuais de carbono da floresta tropical chegam a 255 milhões de toneladas, o que ameaça seriamente o clima ecológico global. Incêndios frequentes são considerados a principal fonte de emissões de carbono. Nesse contexto, o Brasil sedia ativamente a 7ª Conferência Internacional de Incêndio Florestal neste ano de 2019, com o objetivo de promover a pesquisa e o manejo de incêndios florestais em todo o mundo. Os incêndios florestais da China são ainda mais sérios. Desde 1950, tem havido mais de 13.000 incêndios florestais anualmente na China, e a área afetada é de 650.000 hectares. O Daxing'anling Wildfire de 1987 foi o incêndio mais sério do mundo nos últimos 100 anos. Em março de 2019, o incêndio florestal de Liangshan na China tirou as preciosas vidas de 30 bombeiros. Entender e quantificar os processos de ignição e propagação de incêndios florestais é essencial para reduzir seus riscos de incêndio. A complexidade físico/matemática dos incêndios florestais é oriunda do forte acoplamento entre os mecanismos de dinâmica dos fluidos, transferência de calor e massa, reações químicas na fase gasosa (homogêneas) e fase condensada (heterogêneas). Este projeto centra-se na investigação experimental e computacional da cinética química e nos modelos de pirólise do combustível florestal, no mecanismo físico da ignição por raios, bem como nos mecanismos e comportamentos do fogo de superfície e do fogo de copa de árvores. Como resultados deste projeto de pesquisa espera-se: 1) base de dados experimental de condições ambientais e características do combustível florestal em situação de ignição e propagação; 2) consolidação dos resultados de cinética química em modelo computacional (mecânica dos fluidos computacional em domínio 3D) para previsão de ignição e propagação de incêndios florestais. 3) validação do modelo computacional com dados experimentais de incêndios em campo. Espera-se que as teorias e modelos desenvolvidos guiem a tomada de decisões de prevenção e emergência de incêndios florestais nos países do BRICS e sejam de grande valor para a redução do risco de desastres e o desenvolvimento sustentável dos países do BRICS.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 08/08/2019-31/08/2022
Foto de perfil

Guilherme Augusto Barros Conde

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • desenvolvimento de metodologias e ferramentas de geoprocessamento para a identificação de zonas de risco e vulnerabilidade ao hiv/aids em adolescentes e jovens adultos no município de santarém-pará
  • O esforço de identificar regiões e zonas de crescimento da infecção pelo HIV e vulnerabilidade tem levado o Ministério da Saúde (MS) a fortalecer as ações de combate à doença. Ações como a identificação dos municípios com maior número de casos e a busca por indicadores que mapeiem e tracem o perfil de forma mais efetiva da disseminação e o avanço da do HIV/AIDS tem desafiado o MS e as secretarias de saúde dos estados mais afetados, como é o caso do estado do Pará. Neste contexto, este projeto traz a proposta inovadora de melhorar o desempenho do combate à disseminação do HIV através do desenvolvimento de uma ferramenta computacional que combine as informações da análise espacial com a descoberta de conhecimento utilizando técnicas de inteligência computacional, aplicados na tomada de decisões no processo de combate a HIV/Aids.
  • Universidade Federal do Oeste do Pará - PA - Brasil
  • 03/02/2020-28/02/2023
Foto de perfil

Guilherme Baldo

Ciências Biológicas

Genética
  • segurança da edição de genes: avaliação da indução tumoral causada pela injeção neonatal de vetores não-virais carregando o sistema crispr/cas9 em camundongos
  • Recentemente nosso grupo demonstrou que a injeção neonatal de vetores não-virais contendo o sistema CRISPR-Cas9 em camundongos nocautes com Mucopolissacaridose tipo I (MPS I) é capaz de aumentar significativamente a atividade da enzima deficiente na doença de forma estável por 6 meses, além de reduzir/ prevenir algumas manifestações clínicas da doença, como a dilatação cardíaca. No entanto, como essa técnica pressupõe que o DNA será inserido no genoma, existe o risco dessa inserção ocorrer em locais que não sejam o originalmente planejado, e portanto, podem causar o fenômeno de oncogênese insercional. Até o momento, não existem estudos avaliando o potencial do sistema CRISPR-Cas9 em causar tumores, e isso é essencial para o estudo da segurança desta técnica. Portanto, o objetivo deste trabalho é avaliar se a injeção intravenosa neonatal do sistema CRISPR/Cas9 complexados em formulações nanotecnológicas aumenta a frequência de tumores em camundongos. Para tanto, 30 animais serão divididos em 2 grupos (com ou sem tratamento) e serão acompanhados até 24 meses de vida, quando serão eutanasiados e a frequência de tumores nos animais será avaliada por análise patológica. Outras análises (peso, sinais de toxicidade, atividade da enzima cujo gene foi inserido e estimativa do número de cópias no tecido) também serão avaliadas. Espera-se que ao final deste estudo possamos chegar à conclusões sobre a segurança da edição gênica utilizando o sistema CRISPR-Cas9, para que estudos clínicos possam ser conduzidos no futuro próximo.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Guilherme Barreto Campos

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • analise da prevalência, susceptibilidade antimicrobiana e características genéticas de neisseria gonorrhoeae em pacientes hiv+ atendidos em vitória da conquista – ba
  • A gonorreia é uma das infecções sexualmente transmissíveis (IST) mais comuns em todo mundo, causada por Neisseria gonorrhoeae (gonococos), sendo uma prioridade importante para a saúde pública globalmente. Essa bactéria vem se tornando multirresistente, carecendo de constante monitoramento laboratorial e mudança de recomendações terapêuticas. Adicionado a tal fato, estudos recentes têm apontado que a gonorreia e a infecção pelo HIV estão intimamente associadas. O sinergismo apresentado pelas infecções supracitadas, associado à necessidade de preservação da possibilidade terapêutica da gonorreia, sinaliza a necessidade de vigilância integrada dos agravos. Deste modo, este estudo objetiva analisar a prevalência, susceptibilidade antimicrobiana e características genéticas de isolados de N. gonorrhoeae em pacientes HIV+ atendidos no município de Vitória da Conquista – BA. Para tanto este é um estudo quantitativo, descritivo e experimental, cuja amostra será composta por 288 pacientes (homens e mulheres). A coleta de dados ocorrerá no Centro de Apoio e Atenção à Vida (CAAV) Dr. David Capistrano Filho, serviço de referência que proporciona atendimento médico especializado e assistência social aos portadores de Infecções Sexualmente Transmissíveis e do vírus da AIDS, localizadas na zona urbana do município de Vitória da Conquista. A coleta de amostra ocorrerá de modo diferente nos dois sexos, nos homens será realizada a coleta da secreção uretral e nas mulheres será realizada a coleta da secreção cervical. As amostras serão submetidas ao isolamento bacteriano, com posterior teste de susceptibilidade antimicrobiana e tipagem molecular. Paralelo a essas análises serão realizadas uma análise de prevalência molecular por PCR em Tempo Real e uma análise do perfil de resposta imunológicas desses pacientes (dosagem de citocinas e imunofenotipagem de linfócitos). As análises estatísticas dos resultados serão realizadas utilizando-se testes apropriados no programa SPSS, com nível de significância de p ≤ 0.05 em todas as análises. O estudo é inédito na região sendo relevante para começar a compreensão do perfil clínico-demográfico da população estudada. Com isto, os resultados obtidos contribuirão epidemiologicamente e indicará a atenção diante da problemática de saúde pública evidenciada, sobretudo porque a maioria das ISTs no Brasil não são agravos de notificação compulsória.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Guilherme Bergmann Borges Vieira

Engenharias

Engenharia de Produção
  • avaliação da competitividade das cooperativas de vinhos da serra gaúcha
  • O presente projeto de pesquisa tem como objetivo avaliar comparativamente a competitividade das cooperativas e indústrias de vinhos localizadas na Serra Gaúcha, utilizando o método da Análise Envoltória de Dados ou Data Envelopment Analysis (DEA). A definição dos inputs e outputs tomará como base a revisão da literatura sobre a aplicação de DEA no setor vitivinícola e os dados serão coletados com base em informações do setor, disponíveis em estatísticas do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), e complementados por estudos de campo. A partir dos resultados obtidos com a aplicação da Análise Envoltória de dados, pretende-se auxiliar tanto na definição de políticas públicas para o setor vitivinícola quanto na definição de ações para aumentar a competitividade das cooperativas e indústrias desse setor localizadas na Serra Gaúcha. Além disso, em termos acadêmicos, o projeto se justifica pela ausência de estudos similares sobre as cooperativas de vinho da região estudada e pela possibilidade de comparar os resultados encontrados com estudos prévios realizados em regiões vitivinícolas da Europa.
  • Universidade de Caxias do Sul - RS - Brasil
  • 08/09/2018-30/09/2021
Foto de perfil

Guilherme Borges Fernandez

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • interação geomorfologia e geofísica rasa na determinação de processos costeiros entre praia e dunas: litoral do estado do rio de janeiro
  • As relações morfodinâmicas entre praias e dunas representam um dos principais temas ne geomorfologia costeira, uma vez que estes ambientes mostram uma interação interessante entre processos hidrodinâmicos, determinantes nas praias, e aerodinâmicos e ecológicos envolvendo as dunas adjacentes. Uma vez que o sistema praia-duna é submetido a diferentes processos, estes passam a ser passíveis de serem mais propriamente identificados, quando utilizadas técnicas de mapeamento de detalhe superficial e de geofísica rasa, no intuito de se analisar processos ocorridos em prazos mais longos. Neste sentido este projeto tem como principal objetivo analisar a morfologia de detalhe, com auxílio de imagens de alta definição obtidas por Veículo aéreo não tripulado (VANT) e a arquitetura deposicional por meio de dados de georadar, do sistema praia-duna em diferentes áreas do Rio de Janeiro submetidas a padrões hidrodinâmicos e aerodinâmicos distintos. Análises como estas são de grande valia, uma vez que a partir deste entendimento processos erosivos associados as ondas e proteção costeira exercida pelas dunas, garante maior entendimento da proteção do litoral em termos de gerenciamento costeiro.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Guilherme Borges Ribeiro

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • modelagem de ciclos de potência dinâmicos e seus componentes para aplicações espaciais
  • O projeto consiste no desenvolvimento de modelagens termodinâmicas de ciclos térmicos para geração de energia nuclear no espaço. Parâmetros como dimensões e peso dos componentes do sistema de conversão devem ser otimizados durante a fase de concepção, de modo que se obtenha o melhor rendimento por unidade de massa do ciclo, considerando limites de potência pré-determinados e reduzindo os custos de projeto e de lançamento. A abordagem endoreversível para a modelagem de ciclos térmicos é proposta, visando o uso futuro desses modelos termodinâmicos como ferramentas de projeto. Os resultados extraídos dos modelos serão avaliados segundo os conceitos da segunda lei da termodinâmica, visando o mapeamento das irreversibilidades, minimização da geração de entropia e aumento da eficiência de segunda lei, levando em conta as restrições de massa/peso dos ciclos. Ainda, simulações de CFD (Computational Fluid Dynamics) dos componentes dos ciclos serão executadas e tais resultados serão usados nos projetos futuros de regeneradores e trocadores de calor em aplicações espaciais.
  • Instituto de Estudos Avançados - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Guilherme Braga Pereira Braz

Ciências Agrárias

Agronomia
  • interferência de capim-amargoso na soja e no milho cultivados em condições de cerrado.
  • A resistência de plantas daninhas ao glyphosate vem impactando negativamente os ambientes de produção agrícola em todo mundo. Entre as espécies que tem causado maiores prejuízos nos sistemas brasileiros de produção, está o capim-amargoso (Digitaria insularis). Além da resistência, o capim-amargoso tem causado problemas devido as características de agressividade que a espécie possui. Neste contexto, o objetivo geral deste projeto será avaliar o efeito da interferência do capim-amargoso na soja e no milho cultivado em condições de Cerrado. Os objetivos específicos são: quantificar a interferência que densidades populacionais crescentes de capim-amargoso possui sobre a soja e o milho safrinha; e determinar a tolerância diferencial de cultivares de soja e milho à interferência do capim-amargoso. Para tanto, serão instalados dois experimentos à campo para cada espécie vegetal (soja e milho), sendo estes conduzidos nas safras 2018/19 e 2019/20. Todos os experimentos serão conduzidos seguindo as mesmas metodologias. O delineamento utilizado será o de blocos casualizados, estando os tratamentos dispostos em arranjo fatorial 2 x 5, com quatro repetições. O fator A será composto por duas cultivares de soja/milho de ciclo distinto (precoce e médio); enquanto que no fator B serão simuladas diferentes densidades de infestação de capim-amargoso (0, 2, 4, 6 e 8 plantas por m2). Para simular os níveis de infestação de capim-amargoso, serão produzidas plântulas, as quais serão transplantadas nas unidades experimentais de acordo com a densidade prevista em cada tratamento. Serão avaliadas as seguintes variáveis-respostas: altura de plantas, índice SPAD, porcentagem de fechamento das entrelinhas das culturas, massa seca da parte aérea, componentes de rendimento e produtividade. Ao término do projeto espera-se determinar o efeito que a interferência do capim-amargoso possui sobre a soja e o milho, bem como estabelecer se a escolha da cultivar/híbrido pode atenuar a interferência desta planta daninha sobre a cultura.
  • Universidade de Rio Verde - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Guilherme Carlos Lassance dos Santos Abreu

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • o projeto urbano como meio de planejamento da metrópole inclusiva: uma análise comparativa de modelos e estratégias espaciais
  • As cidades brasileiras e seus conglomerados metropolitanos são caracterizados por uma forte desigualdade social, ambiental e econômica baseada no esquema centro-periferia que historicamente estabeleceu distintos papéis funcionais para diferentes áreas de seus territórios. Essa situação gera profundos problemas sociais, além de altos custos induzidos ao poder público para o provimento e manutenção de infraestruturas de mobilidade que permitam o acesso da população mais carente à oferta de emprego concentrada nas regiões centrais e mais valorizadas das nossas cidades. A presente proposta visa contribuir com o combate a essa condição desigual, analisando possíveis meios de geração e fortalecimento de polos alternativos de serviços, trabalho, cultura e lazer que possam ajudar a transformar as periferias carentes de tudo em lugares capazes de oferecer condições dignas de vida à população que se encontra espacialmente segregada. Para tanto, a proposta aproveitará e avaliará comparativamente diferentes pistas exploradas por pesquisas desenvolvidas no Grupo TEMPU (Teoria, Ensino e Metodologia do Projeto Urbano) do Programa de Pós-graduação em Urbanismo da UFRJ assim como em sua rede de parcerias científicas. Como o próprio nome do grupo sugere, essas pesquisas tomam todas o projeto urbano e seus componentes como hipótese de investigação, entendendo-o como um conjunto articulado de decisão e ação que associa ao planejamento urbano e regional as escalas de abordagem da arquitetura e da paisagem. Isso permite trabalhar com uma lente diferente que, sem perder a noção das questões relacionadas com a macroescala territorial – justamente por incluir, mas não se restringir à abordagem do planejador -, consegue apontar para estratégias capazes de compatibilizar usos, reinventar relações, imaginar interseções e sobreposições complexas, considerando assim possibilidades muitas vezes existentes e concebidas na informalidade, mas geralmente imperceptíveis à análise cartográfica na qual o planejamento urbano e econômico costuma operar.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Guilherme Chagas Cordeiro

Engenharias

Engenharia Civil
  • estudo da durabilidade de concretos com agregados reciclados
  • Ao longo das últimas décadas, o uso de agregados reciclados tem crescido rapidamente, especialmente em razão da pouca disponibilidade de agregados naturais em distâncias de transporte economicamente viáveis e dos impactos ambientais da extração em jazidas e leitos de rios. Neste escopo, agregados provenientes de resíduos de construção e demolição e de finos de pedreira tem merecido atenção de inúmeros grupos de pesquisa. O presente projeto visa uma avaliação a longo prazo da durabilidade de concretos com agregado graúdo de concreto reciclado e agregado miúdo de granito britado em substituição parcial de agregados naturais. Além disso, pretende-se avaliar no projeto o emprego de cinza da casca de arroz pozolânica em substituição parcial de cimento Portland. Concretos estruturais de resistência à compressão de 50 MPa, aos 28 dias, serão confeccionados com diferentes teores (entre 10 e 50%) de areia artificial e de brita reciclada. Além da caracterização mecânica, ensaios de penetração acelerada de íons cloreto, carbonatação acelerada e ataque por sulfato serão realizados no intuito de comparar o agregado britado miúdo com uma areia natural silicosa. Análises de difração de raios X, microtomografia de raios X (micro-CT) e microscopia eletrônica de varredura serão realizadas com o intuito de investigar as mudanças microestruturais nos concretos devido à exposição aos diferentes ambientes agressivos. O projeto a ser desenvolvido no Laboratório de Engenharia Civil (LECIV/UENF) está inserido na linha de pesquisa sobre uso de materiais residuais na Construção civil. Além disso, todo o desenvolvimento de tecnologia e recursos humanos contará com apoio de Programas de Excelência em Pesquisa, como os Laboratórios de Estruturas do Programa de Engenharia Civil do Instituto Alberto Coimbra de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (COPPE/UFRJ) e do Laboratório de Materiais de Construção da Universidade Federal Fluminense (UFF).
  • Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Guilherme Cunha Malafaia

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • fortalecimento e consolidação do sistema de inteligência estratégica em carne bovina – cicarne
  • O êxito das organizações pertencentes às cadeias produtivas agroindustriais e das instituições de PD&I, como a EMBRAPA, depende da eficiência e da eficácia com que o conhecimento técnico-científico é produzido e incorporado às novas tecnologias, produtos e serviços à disposição do mercado. A viabilização de soluções tecnológicas sustentáveis para as cadeias produtivas só será possível a partir do profundo conhecimento sobre as necessidades tecnológicas da cadeia, conhecendo melhor as tendências e incertezas críticas relacionadas à mesma, bem como as interações e papéis dos seus diferentes atores. Desenvolver métodos de análise prospectiva e mesoanalitica para subsidiar agendas de pesquisa, sistematizar a prática de prospecção e desenvolver competências nesta área na EMBRAPA é de extrema importância para eficiência na aplicação dos recursos investidos em pesquisa. Sabe-se, também, que um dos grande gargalos da cadeia produtiva da pecuária de corte brasileira é falta de informações atualizadas e confiáveis. Os dados e informações encontram-se dispersos em variados meios de comunicação, como publicações e sites especializados. Quando algum agente dessa cadeia necessita elaborar alguma análise, precisa buscar as informações em diversos locais, muitas vezes de difícil acesso e com qualidade duvidosa. Sendo assim, o Centro de Inteligência da Carne (CICARNE) buscará atender essas demandas, por meio da missão de produzir, sistematizar e dispor informações e dados de maneira organizada visando a melhor coordenação dessa cadeia promovendo ganhos competitivos. O foco do Centro de Inteligência da Carne deve ser, também, o de promover a antenagem, captura e análise de sinais e tendências de desdobramentos tecnológicos e do mercado de inovações relevantes à tomada de decisão da Embrapa e de seus Stakeholders. O CICARNE disponibilizará, como exemplo, dados sobre os insumos que são utilizados na atividade de pecuária, rebanhos por regiões, índices zootécnicos da pecuária e variações das exportações de carne, entre outros.Também pretende conter um repositório de conhecimentos e tecnologias de 15 Unidades da Embrapa que trabalham com essa temática, além de outras instituições de ensino e pesquisa reconhecidas por seus relevantes trabalhos. Serão também compatibilizadas e qualificadas as demandas por novos conhecimentos e tecnologias de forma que fiquem disponíveis às instituições de ensino e pesquisa e demais interessados. Esse "pool" de análises e documentos de apoio à formulação de estratégias, quando harmoniosamente integrados às informações e conhecimentos cristalizados nas competências de dentro e de fora da Empresa, fornecem elementos-chave para a tomada de decisão mais bem-informada. O funcionamento do CICARNE segue a lógica das cadeias produtivas agropecuárias, estruturada da forma de macrotemas, conforme proposto pela Embrapa no documento de Visão. Com o fortalecimento dessa abordagem orientada por macrotemas, ampliam- se as oportunidades para a geração, disponibilização e apropriação de informações e conhecimentos em tempos compatíveis com as rápidas mudanças do mundo real, orientando, dessa forma, o processo de gestão estratégica de P&D e TT da Embrapa e de seus Stakeholders. Cabe salientar que CICARNE faz parte da Rede de Observatórios do Agropensa, servindo, dessa forma, como uma mecanismo de orientação em apoio à tomada de decisão na Embrapa, especialmente, no que tange a cadeia produtiva da carne bovina. Sendo assim o Objetivo Geral do estudo é identificar os principais desafios atuais de PD&I e TT e as principais tendências e incertezas críticas para a Cadeia Produtiva da carne bovina no Brasil no horizonte 2019/2039, bem como fortalecer e consolidar o Centro de Inteligência da Carne Bovina dentro do âmbito da Embrapa e de seus Stakeholders.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Guilherme da Silva Mazzini

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • estudo da plasticidade e sinalização do nervo vago na obesidade e após cirurgia bariátrica.
  • Introdução: A obesidade é um problema de saúde pública mundial, com incidência progressivamente maior, e cujos tratamentos clínicos se mostram pouco eficazes. A cirurgia bariátrica, por sua vez, é uma das poucas estratégias que leva a uma perda de peso significativa e duradoura, através de mecanismos ainda não totalmente elucidados. No entanto, a cirurgia bariátrica é indicada apenas para pacientes com obesidade grave. Desta forma, entendimento de seus mecanismos possibilitará o desenvolvimento de novas terapêuticas mais abrangentes. As mudanças na plasticidade e sinalização do nervo vago ainda não foram completamente descritas após a cirurgia bariátrica. O trato gastrointestinal envia informações ao sistema nervoso central através do nervo vago, numa constante interação entre os órgãos viscerais e os centros regulatórios encefálicos. Estas aferências do nervo vago apresentam papéis fundamentais na regulação do consumo de alimentos, e apresentam grande plasticidade em resposta a fatores intrínsecos e extrínsecos. Objetivo: Nosso objetivo é estudar a plasticidade e sinalização do nervo vago em ratos com obesidade induzida por dieta e submetidos a um modelo experimental de cirurgia bariátrica. Metodologia: Iremos padronizar a metodologia de fotometria por fibra ótica que analisa o padrão de disparos dos neurônios vagais projetados no núcleo do trato solitário (NTS). Após, iremos analisar o padrão de ativação neural provocado pela presença de nutrientes no duodeno e jejuno distal/íleo proximal através da análise da fibras projetadas no NTS durante o desenvolvimento de obesidade em ratos, utilizando o modelo de dieta hiperlipídica. Também pretendemos elucidar quais e como os neurônios estão sendo ativados durante a instalação da obesidade e comparar o padrão das mesmas ativações neurais após a realização das cirurgias de bypass gástrico e gastrectomia vertical. Resultados esperados: Pretendemos contribuir na elucidação dos mecanismos responsáveis pela perda de peso, manutenção do peso perdido e modulação do apetite provocado pela cirurgia bariátrica, contribuindo na busca de novos alvos terapêuticos para o tratamento da obesidade.
  • Hospital de Clínicas de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Guilherme de Sousa Ribeiro

Ciências da Saúde

Medicina
  • arboviroses emergentes: um estudo clínico, epidemiológico e entomológico
  • As arboviroses representam um grande e crescente problema de saúde pública. Somente o vírus da dengue (DENV), que reemergiu nos últimos 25-30 anos, responde por cerca de 100 milhões de infecções sintomáticas a cada ano. Mais recentemente, na última década, os vírus chikungunya (CHIKV) e Zika (ZIKV) se juntaram ao DENV como uma ameaça global, causando surtos explosivos em ilhas do Oceano Pacífico, que avançaram alcançando as Américas. A entrada do CHIKV e do ZIKV no Brasil se deu na segunda década do século XXI e atingiu em maior escala a população residente nos municípios da região Nordeste. Milhares de pacientes buscaram assistência nas unidades de saúde por causa de dores articulares, exantema e/ou febre, mas foi a observação de complicações neurológicas, potencialmente associadas à infecção pelo ZIKV, como a síndrome de Guillain Barré em adultos e a microcefalia e outras malformações congênitas em recém-nascidos, que levou o Ministério da Saúde e a Organização Mundial de Saúde a declararem emergência em saúde pública. Desde então, evidências científicas tem se acumulado de forma a demonstrar uma relação causal entre a infecção pelo ZIKV e as síndromes da Zika congênita e de Guillain Barré. Apesar do avanço em comprovar o risco de complicações associadas às infecções pelo ZIKV, diversas lacunas no conhecimento sobre estas arboviroses permanecem em aberto, exigindo da comunidade científica respostas que possam orientar os profissionais da saúde e o poder público. Entre as incertezas no conhecimento sobre estas arboviroses, se destacam aquelas relacionadas (1) às manifestações clínicas e diagnóstico diferencial, (2) à dinâmica de transmissão e (3) à epidemiologia. Em grande parte, essas incertezas estão relacionadas à transmissão simultânea do DENV, CHIKV e ZIKV e às semelhanças nas manifestações clínicas. A dificuldade para diferenciar estas três arboviroses entre si (e também de outras doenças febris e exantemáticas) compromete a assistência aos pacientes e afeta a capacidade dos sistemas de vigilância epidemiológica em estimar a carga da doença, identificar áreas e grupos de risco e propor intervenções de prevenção e controle apropriadas. Embora o Ministério da Saúde estime que a epidemia de ZIKV tenha ocasionado entre 500.000 e 1,5 milhão de infecções no país, a real taxa de ataque associada aos surtos permanece desconhecida e a frequência com que infecções por estes arbovírus progridem para formas sintomáticas não está clara. Adicionalmente, as razões para a explosiva emergência e dispersão do ZIKV no Brasil e posteriormente nas Américas do Sul e Central são pouco compreendidas e possíveis diferenças na dinâmica de transmissão entre o ZIKV, o DENV e o CHIKV continuam obscuras. Presumivelmente, essas arboviroses compartilham o Aedes aegypti como o mesmo mosquito vetor no meio urbano, mas este é um dogma sustentado por poucas evidências científicas, uma vez que antes da identificação do ZIKV em 15 pools (de 55 testados) de Ae. aegypti capturados nos domicílios de pacientes com suspeita de infecção pelo ZIKV durante um surto no México no ano passado, apenas um isolado do ZIKV havia sido identificado nesta espécie de mosquito, na Malásia, em 1966. O Ae. albopictus também foi implicado como vetor do ZIKV durante um surto no Gabão, em 2007, e pesquisadores da Fiocruz de Pernambuco têm sugerido que o Culex quinquefasciatus pode ser um competente vetor do ZIKV. Entretanto, o ZIKV não foi encontrado em espécimes deste vetor coletados nos domicílios de casos suspeitos de ZIKV no México. Também não se sabe se a infecção do mosquito vetor por um dos arbovírus pode influenciar a sua capacidade de se infectar por outro arbovírus, ou se uma co-infecção no mosquito pode dificultar ou potencializar a transmissão dos arbovírus. Assim, há uma necessidade premente de estudos interdisciplinares, que incorporem diferentes áreas do conhecimento para abranger a complexidade que o tema exige e que produzam respostas capazes de orientar os profissionais de saúde, os programas de vigilância epidemiológica e as ações de controle vetorial.
  • Fundação Oswaldo Cruz - BA - Brasil
  • 03/10/2016-31/10/2020
Foto de perfil

Guilherme do Val Toledo Prado

Ciências Humanas

Educação
  • narrativas de formação na escola e na universidade: teorias e práticas
  • Apresentamos um projeto de pesquisa com o objetivo geral de compreender e sistematizar como a produção de narrativas em processos de formação (inicial e continuada) evidenciam as experiências formativas dos participantes da pesquisa, entendidos como sujeitos da experiência da (e com a) escola. Para tanto, iremos problematizar essa formação, tendo em vista uma análise crítica dos processos formativos que colocam os professores e profissionais da educação como os sujeitos que recebem passivamente as orientações que devem cumprir na sua atuação, contrapondo-os com situações em que esses profissionais, em formação inicial ou continuada, são incentivados a narrar situações da experiência, entendendo-se protagonistas de suas ações e realizando suas auto-formações. As narrativas têm sido uma opção teórico-metodológica de pesquisa e de formação dos grupos de pesquisa envolvidos nesta investigação, apoiadas na filosofia da linguagem bakhtiniana, como um meio de expressão do indivíduo singular e inconcluso que se constitui no âmbito social e no conceito de formação como uma transformação pessoal, interior e ligada à experiência de cada sujeito; portanto, quem se forma é o próprio sujeito na relação com o(s) outro(s). Os sujeitos da pesquisa serão (1) estudantes de Pedagogia e Licenciaturas, (2) profissionais da educação e professores em atuação profissional, em encontros de Formação Continuada e (3) professores-pesquisadores em Programas de Pós-Graduação. Os encontros formativos serão realizados em 2 instituições públicas (UNICAMP, UFSCar), 2 instituições privadas (UNISAL, USF), situadas no estado de São Paulo e na Universidade Évora, Portugal. De tipologia qualitativa, a pesquisa-(form)ação orientará os procedimentos de produção e interpretação de dados, planejamento das pautas dos encontros nos grupo de sujeitos participantes, tendo como materialidade as produções narrativas dos participantes e pesquisadores. Ao realizar uma pesquisa relativamente grande, em amplitude e alcance, que alie a formação e autoformação com propósitos investigativos, esperamos ir em direção a um modo de aprendizado e ensino mais apropriado para o mundo contemporâneo, favorecendo uma perspectiva de formação, tanto no sentido de reconhecermo-nos como produtores de conhecimento juntamente com nossos outros (estudantes, professores, pesquisadores) quanto no sentido de envolver todos os participantes em relação à produção do próprio conhecimento.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Guilherme Ferreira Caetano

Engenharias

Engenharia Biomédica
  • scaffolds cerâmicos eletroativos e aplicação de corrente elétrica de baixa intensidade na osteogênese experimental
  • Defeitos ósseos representam importante problema de saúde e são um dos maiores desafios clínicos no campo da cirurgia óssea reconstrutiva, especialmente quando há patologia associada. Com o aumento da longevidade da população, fraturas e defeitos críticos assumem importância na crescente prevalência de condições crônicas de saúde. Os tratamentos convencionais necessitam de transplantes e abordagens extremamente invasivas e, na maioria das vezes, não correspondem às expectativas. O desenvolvimento de novos tratamentos e terapias buscam a diminuição dos insucessos. Uma proposta promissora é o emprego de scaffolds, arcabouço para adesão e crescimento celular (osteocondução), em especial a diferenciação de células mesenquimais estromais multipotentes e apropriada neovascularização. Scaffolds a base de policaprolactona (PCL) têm sido empregados em diversas áreas da medicina regenerativa devido às boas propriedades mecânicas, biocompatibilidade e ausência de citotoxicidade. No entanto, são ausentes de bioatividade e hidrofóbicos. Constituintes cerâmicos inorgânicos como hidroxiapatita (HA) e fosfato tri-cálcico (TCP), semelhantes às do osso natural, podem ser associados ao PCL. A adição de HA pode favorecer a osteocondução, enquanto o TCP a osteoindução, tornando-se importante o estudo visando à aplicabilidade clínica. Em estudos preliminares, não apresentaram citotoxicidade em cultura de células e promoveram melhor adesão e proliferação celular. Uma vez que o tecido ósseo responde favoravelmente à aplicação da corrente elétrica de baixa intensidade (microcorrente), promovendo síntese de proteínas estruturais, citocinas e de fatores de crescimento, espera-se que a utilização desta terapia associada à scaffolds bioativos e com propriedades piezoelétricas possam trazer vantagens promissoras para utilização na área da medicina regenerativa. Na busca por uma estimulação endógena efetiva no reparo ósseo com substitutos que apresentam propriedades eletrocondutoras, o objetivo desta proposta será investigar a aplicação de scaffolds cerâmicos eletroativos produzidos por fabricação aditiva submetidos à aplicação de microcorrente na osteogênese experimental. Torna-se relevante nesta proposta também estudar em modelo in vitro os efeitos da microcorrente em osteoblastos e na diferenciação de células mesenquimais estromais multipotentes.
  • Centro Universitário Herminio Ometto de Araras - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Guilherme Ferreira Gomes

Engenharias

Engenharia Biomédica
  • desenvolvimento próteses para membros inferiores híbridas em impressão 3d abs reforçadas com fibra de carbono/epóxi
  • Próteses para membros inferiores são elementos que dão aos seus usuários condições para que tenham uma vida normal, ou seja, possam voltar a caminhar e realizar tarefas do cotidiano. Uma prótese para membro inferior do tipo transtibial é composta de um pé, um sistema de alinhamento e fixação e um tubo chamado de pilão, que geralmente é fixado mecanicamente a um suporte ou encaixe ligado ao coto do paciente amputado. No caso de próteses esportivas, o pilão é em geral suprimido e o pé exerce também a função de suportar os esforços e transmiti-los aos elementos de ligação/encaixe. Em geral, as próteses esportivas são fabricadas em material compósito, mais especificamente em fibra de carbono/epóxi, o que garante resistência mecânica elevada e bom retorno elástico durante a corrida. O processo de fabricação destas próteses esportivas de fibra de carbono/epóxi é baseado na laminação manual de pré-impregnados seguida de consolidação em autoclave. O processo garante uma boa compactação, a eliminação de defeitos como delaminações e vazios, resultando em uma relação fibra/matriz entre 55 e 65% e propriedades mecânicas superiores a outros processos. Em utilização, as próteses esportivas estão sujeitas a carregamentos que podem variar entre 4 e 8 vezes o peso corporal do usuário. Esses carregamentos podem ocasionar a falha da prótese por delaminação entre as camadas de fibra de carbono/epóxi, levando à sua inutilização. O presente projeto busca desenvolver próteses esportivas de alta performance utilizando a associação da tecnologia de impressão 3D com técnicas de inserção de reforços fora do plano e tecnologia “isogrid” com reforços localizados. Neste processo, a prótese é projetada de maneira que a parte impressa sirva de suporte para o reforço em fibra de carbono, que é inserido localmente em várias direções, como uma treliça tridimensional. Como resultado, além da inovação no método construtivo, as próteses esportivas fabricadas neste método poderão oferecer ao usuário, melhor performance estrutural e redução de custos pelo uso racional e otimizado da fibra de carbono. O projeto será executado em fases, sendo a primeira para obtenção da geometria ideal, por meio de modelagem seguida de simulações numéricas em elementos finitos. A segunda para fabricação de modelos impressos em 3D reforçados com fibra de carbono e a terceira fase para execução de ensaios mecânicos estáticos conforme norma NBR ISO 10328. A equipe executora já possui experiência prévia no desenvolvimento de próteses em projeto desenvolvido com financiamento FINEP. Todos os equipamentos, materiais e infraestrutura necessários estão disponíveis no NTC – Núcleo de Tecnologia em Compósitos da UNIFEI e serão utilizados na execução deste projeto. Em termos de equipamentos, o projeto visa a aquisição de uma impressora 3D de qualidade para fabricação dos protótipos.
  • Universidade Federal de Itajubá - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Guilherme Garcia Bessegato

Outra

Ciências Ambientais
  • fotoeletrocatálise aplicada na síntese de persulfato e radicais sulfato para uma nova estratégia de tratamento de contaminantes de preocupação emergente
  • O mundo contemporâneo depara-se com um grande desafio: propiciar o desenvolvimento da economia, do emprego e do comércio global, dentro de preceitos que considerem a proteção da vida e do planeta. Nas últimas décadas tem-se observado um vertiginoso aumento do descarte de alguns micropoluentes no ambiente aquático, considerados como “contaminantes de preocupação emergente” (CPE), os quais mesmo em concentração muito baixa são suspeitos de causar efeitos ecológicos adversos e danos à saúde humana. Assim, o desafio de tratar efluentes e águas superficiais tem sido intenso e uma das alternativas é a fotoeletrocatálise (FEC), baseada no uso de processos capazes de gerar radicais •OH, com grande potencial oxidante. O presente projeto visa investigar nova aplicação da FEC no desenvolvimento de metodologia baseada na geração de persulfato e radicais sulfato (SO4•-) para estudo da degradação de CPEs, como exemplo o fármaco ibuprofeno. Embora bastante inexplorado, métodos capazes de gerar o radical SO4•- podem ser altamente valiosos por apresentarem alto potencial de oxidação (2,5-3,1 V vs ENH); permitir reações mais seletivas do que as do •OH, via transferência de elétrons com compostos orgânicos; atuarem em ampla faixa de pH (2-8) e apresentar alto tempo de meia vida (30–40 µs). O uso FEC na geração simultânea de radicais •OH e SO4•-; nunca foi relatada e seria um importante passo na área de tecnologias avançadas de tratamento. Nesta proposta, propomos a geração desses radicais por meio de: i) eletrodos de nanotubos de TiO2 modificados com Co3O4 para ativação do peroximonosulfato; ii) eletrossíntese de persulfato/ radicais SO4•- pela oxidação de soluções contendo íons sulfato usando eletrodos de TiO2 auto-dopados eletroquimicamente com propriedades superiores. A eletrossíntese de persulfato com o uso de eletrodos de TiO2 seria de grande importância comercial e a geração simultânea de radicais •OH e SO4•-, poderia propiciar um novo e eficiente método de tratamento de contaminantes de preocupação emergente.
  • Universidade Estadual do Oeste do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022