Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Camila Sampaio Mangolim

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • antocianinas obtidas a partir de uvas tintas da cultivar vitis lambrusca: extração, microencapsulação, estabilidade e aplicação em alimentos
  • Antocianinas são pigmentos flavonoides responsáveis por grande parte das cores em vegetais, com tonalidades que variam entre o vermelho e o azul. As antocianinas são compostos solúveis em água que têm apresentado interesse científico e industrial não só pelo seu potencial como corante alimentício natural, mas também pelas suas propriedades farmacêuticas, devido ao seu caráter antioxidante. Entretanto, mesmo sendo a utilização de corantes naturais em alimentos uma tendência atual, seus usos têm exigido estudos que permitam suas aplicações, pois os mesmos apresentam algumas limitações de aplicação devido a problemas de estabilidade. Sendo assim, o presente projeto tem como preocupação a obtenção de corantes naturais de elevada estabilidade a partir de uvas da cultivar Vitis lambrusca, com potencial de aplicação em alimentos. Para tanto, a proposta baseia-se na extração de antocianinas das uvas, que são frutas ricas nesses compostos, na caracterização físico-química desses extratos (incluindo teor de compostos fenólicos), na microencapsulação desses extratos ricos em antocianinas, utilizando maltodextrina como encapsulante e na aplicação desses extratos em iogurte. Serão avaliadas a estabilidade dos extratos e microcápsulas em relação aos fatores ambientais: aquecimento, luz e armazenamento. Ainda, as microcápsulas serão caracterizadas e os iogurtes serão avaliados quanto a cor e ao teor de antocianinas durante o seu armazenamento. Vale ressaltar que a preferência dos consumidores por aditivos de origem natural incentiva a indústria alimentícia a investir em pesquisas e no desenvolvimento de produtos que utilizem os corantes naturais em substituição aos sintéticos.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camila Takáo Lopes

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • adaptação transcultural e validação de instrumentos relacionados à insuficiência cardíaca para uso no brasil
  • Introdução: O autocuidado de pacientes com insuficiência cardíaca (IC) é necessário para manter a estabilidade clínica, satisfatória qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) e evitar hospitalizações e morte. De maneira síncrona, o autocuidado inclui a manutenção (adoção de comportamentos para manter a estabilidade física e emocional), monitoramento (auto-observação quanto a sinais e sintomas) e gerenciamento (reconhecimento de mudanças em sinais e sintomas, tomada de decisão quanto às ações necessárias e avaliação dos resultados da ação). Alguns fatores que podem se associar ao autocuidado dos pacientes com IC são: a habilidade para acessar, compreender, avaliar e aplicar informações de saúde disponíveis; a frequência, gravidade e angústia relacionada aos sintomas físicos; e o gradiente de contribuição do cuidador. Três instrumentos desenvolvidos por pesquisadoras estrangeiras podem auxiliar na avaliação dos fatores mencionados: Digital Health Literacy Instrument (DHLI), Symptom Status Questionnaire-Heart Failure (SSQ-HF), e Caregiver Contribution to Heart Failure Self-Care (CACHS). Objetivo: Validar o DHLI, o SSQ-HF e o CACHS para a Língua Portuguesa falada no Brasil. Métodos: Estudo psicométrico de adaptação transcultural e validação de conteúdo e de face de instrumentos. A adaptação foi autorizada pelas autoras dos instrumentos originais e compreenderá sete etapas: Etapa 1) Tradução por dois tradutores Inglês-Português independentes. Etapa 2) Síntese das traduções por meio de consenso entre os tradutores. Etapa 3) Retrotradução por dois tradutores Português-Inglês independentes. Etapa 4) Revisão das retrotraduções pelas autoras dos instrumentos originais. Etapa 5) Revisão do processo por Comitê de Especialistas: Etapa 5.1) Avaliação de equivalências semântica, idiomática, cultural e conceitual. Os especialistas deverão julgar cada item do instrumento, considerando 0: não equivalente, 1: indeciso e 2: equivalente. Será avaliada a porcentagem de concordância e serão considerados aceitáveis valores≥80%. Será utilizada a técnica Delphi para obter consenso de opiniões entre os especialistas. Etapa 5.2). Validação de conteúdo, com avaliação de clareza, pertinência prática e relevância teórica. Itens com índice de validade de conteúdo ≤0,75 serão revisados. Etapa 6) Avaliação da versão pré-final: Etapa 6.1) Pré-teste: Os questionários serão aplicados a pacientes com IC ou a cuidadores de pacientes com IC (DLHI e SSQ-HF: 40 pacientes com IC em acompanhamento ambulatorial para cada instrumento; CACHS: 40 cuidadores de pacientes com IC em acompanhamento ambulatorial). O desempenho dos pacientes e cuidadores será apresentado de forma descritiva, conforme as indicações individuais de cada instrumento. Etapa 6.2) Validação de face: Após responder aos questionários, cada participante será entrevistado sobre a aparência visual do respectivo instrumento (estrutura e organização dos itens), adequação do tamanho da fonte e compreensão das instruções e dos itens e da escala de respostas, sendo solicitadas sugestões. Será avaliada a quantidade de não-resposta ou o padrão de respostas ao item. A necessidade de adequações conforme sugestões será avaliada qualitativamente pelas pesquisadoras. Etapa 7) Apresentação dos relatórios do estudo às autoras dos instrumentos originais. Resultados esperados: As versões adaptadas do DHLI, SSQ-HF e CACHS e para a Língua Portuguesa falada no Brasil terão adequadas evidências de validade de conteúdo e de face. Essas versões possibilitarão avaliação fidedigna de fatores associados ao autocuidado de pacientes com IC no País, subsidiando, portanto, propostas de intervenções individualizadas que melhorem desfechos clínicos, como internação por descompensação da doença, readmissão hospitalar, QVRS e mortalidade.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camila Tonezer

Ciências Humanas

História
  • 10ª feira de ciência e tecnologia de palotina/pr
  • Desde a sua criação no ano de 2011, a Feira vem recebendo escolas públicas e privadas do município de Palotina como um instrumento para a melhoria dos ensinos infantil, fundamental, médio e técnico, bem como despertar o interesse ao desenvolvimento científico e/ou tecnológico, especialmente nas meninas estudantes, identificando assim jovens talentosos para que possam ser estimulados a seguirem carreiras científico-tecnológicas. Assim, professores efetivos e intensamente motivados da Universidade Federal do Paraná Setor Palotina (UFPR Setor Palotina) serão, juntamente com alunos de graduação e com o total apoio da Secretaria Municipal de Educação, coordenadores e organizadores da 10ª FECITEC visando contribuir para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação no interior do estado do Paraná. A 10ª FECITEC tem também o intuito de conquistar entre os jovens estudantes a percepção sobre a necessidade de desenvolver novas tecnologias que buscam solucionar questões que permeiam seu meio de convívio, como por exemplo a busca por soluções efetivas na transformação social. Procuramos também despertar nos participantes o desejo do desenvolvimento de novas tecnologias que buscam ampliar e melhorar as habilidades funcionais das pessoas, assim como a busca pelo estímulo ao fortalecimento do empreendedorismo em pequenas comunidades, sejam elas mais tradicionais, de áreas mais afastadas e até mesmo com grupos de mulheres que muitas vezes são excluídas da sociedade quando o empreendedorismo é o assunto em questão. Não menos importante, a FECITEC também abre oportunidades ímpares para as equipes destaques participarem de outros eventos, nacionais ou internacionais, como é o caso da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia em São Paulo – SP (FEBRACE), Feira da Inovação das Ciências e Engenharias em Foz do Iguaçu (FICIENCIAS), Feira de Rondônia Cientifica de Inovação e Tecnologia (FEROCIT), Feira de Ciências Eureka (em Lima no Peru), do London International Youth Science Forum (LIYSF em Londres, na Inglaterra), Youth Science Metting promovido pela Universidade do Algarve em Portugal, Eskon na Africa do Sul, Encuentro Internacional Ondas yo Amo la Ciencia realizado na Colômbia, ou Feira Nacional de Tecnologia (Expo-INGENIERIA) da Costa Rica e Intel ISEF nos Estados Unidos. As ações da FECITEC contribuem para um profundo viés educacional na área da divulgação científica, tornando possível a visualização de algumas soluções para o problema da carência de inovação e desenvolvimento tecnológico no Brasil, ao estimular crianças e jovens na missão de criar e executar um projeto científico/tecnológico em suas respectivas escolas ou colégios. Aliado aos trabalhos realizados nas escolas ou colégios, os quatro alunos destaque da Feira (alunos mais talentosos premiados provenientes de escolas públicas) serão contemplados com bolsas da modalidade Iniciação Científica Júnior para o desenvolvimento de projetos de pesquisa em laboratórios da UFPR Setor Palotina. Assim, a FECITEC incentiva a compreensão de processos de investigação; pautados em perguntas e não apenas em respostas prontas. A 10ª FECITEC possui um papel social e principalmente educacional muito importante, pois visa incentivar a desenvoltura, criatividade, responsabilidade, a participação coletiva e a busca pela interação com a comunidade – principalmente as mais excluídas e deficitárias, assim como buscamos incentivar o senso de organização através do desenvolvimento de trabalhos com embasamento científico nas áreas de abrangência da Feira: empreendedorismo, química, biologia, física, matemática, ciências humanas tecnologia social e assistiva e inovação. Assim, esperamos encontrar no evento dedicação, interação, recompensa, entretenimento, organização, criatividade e também originalidade por parte dos alunos, professores orientadores e dos monitores.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 07/01/2020-31/01/2021
Foto de perfil

Camila Zanluca

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • produção e caracterização de anticorpos monoclonais contra vírus dos gêneros flavivirus e alphavirus
  • A utilização de anticorpos como reagentes em análises biológicas data do início do século XX. Desde então, anticorpos têm se tornado ferramentas imprescindíveis na área de pesquisa biomédica. Especificamente na área de virologia, estes insumos são empregados em estudos de caracterização biológica e detecção de diferentes vírus. Em linhas gerais, anticorpos podem ser produzidos por meio da imunização de animais com partículas virais infectivas ou inativadas ou com proteínas recombinantes. A partir do soro dos animais imunizados podem ser obtidos anticorpos policlonais contra o imunógeno utilizado ou, a partir de linfócitos B destes animais, podem ser geradas células imortalizadas secretoras de anticorpos monoclonais (AcM). No Laboratório de Virologia Molecular do Instituto Carlos Chagas/Fiocruz-PR já está bem estabelecida a metodologia de produção de AcM por meio da geração de hibridomas. Apesar de ser uma técnica laboriosa, os hibridomas gerados se tornam uma fonte permanente de anticorpos com a especificidade predefinida. AcM que reconhecem os diferentes arbovírus, incluindo AcM específicos para os vírus da dengue, febre amarela e Zika foram desenvolvidos em projetos anteriores realizados no Laboratório de Virologia Molecular. Neste projeto, pretende-se desenvolver anticorpos contra outros arbovírus, bem como para vírus específicos de insetos, dos gêneros Flavivirus e Alphavirus com foco inicial na produção de anticorpos contra os vírus do oeste do Nilo, da encefalite de Saint Louis, chikungunya, Mayaro e Culex flavivirus. Os AcM gerados serão de grande valia para uso em testes diagnósticos, confirmação de isolamentos virais e pesquisas básicas, contribuindo para uma maior especificidade dos ensaios realizados e para uma maior independência tecnológica para o país.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PR - Brasil
  • 05/12/2019-31/12/2021
Foto de perfil

Camília Susana Faler

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • abordagem intersetorial e interdisciplinar com familias de psicologos e assistentes sociais na politica de saude
  • Trata-se de um projeto de pesquisa que tem como objetivo conhecer e analisar a abordagem do trabalho com famílias pelos profissionais Assistentes sociais, psicólogos nos programas vinculados a Política de Saúde ESF NAS FCAPS em municípios do Oeste de Santa Catarina, que abrange 20% da população do Estado de Santa Catarina, e 92% destes tem perfil de municípios de pequeno porte populacional. A relevância de tal investigação se pauta em considerar as demandas de saúde incluindo a saúde mental e a inserção de diferentes áreas do conhecimento, os quais têm contribuído para operacionalização das ações numa ótica multiprofissional, interdisciplinar e intersetorial no trabalho com familias. Faz-se necessário também estudar quais abordagens dos assistentes sociais, psicólogos utilizam em suas práticas cotidianas na perspectiva os princípios do SUS frente a temas emergentes como promoção e prevenção aos transtornos mentais em especial ao suicídio. Busca-se ainda descortinar conceitos que emergirão da realidade empírica sobre família, práticas e experiências exitosas, bem como os desafios/dificuldades enfrentados para desenvolver tais serviços em programas em municípios que se situam em regiões longínquas e com escassos serviços públicos, assim como são articuladas estratégias em municípios de porte médio grande para articular a rede e garantir os direitos socais a população na ótica intersetorial. Trata-se de um estudo misto qualitativo e quantitativo, descritivo, com instrumento questionário e entrevista semi estruturada, nos quais serão analisados os conteúdos e bases estatísticas. Para Universidade do Oeste de Santa Catarina, UNOESC/Campus Chapecó, presente projeto vem ao encontro aos objetivos institucionais, em oportunizar conhecimento científico a favor da coletividade e para desenvolvimento regional. Tais achado poderão subsidiar ações com famílias no trabalho de promoção da saúde articulações entre atenção básica e serviços especializados como Centro de Atenção Psicossocial. PALAVRAS CHAVES: intersetorialidade, interdisciplinariedade, politica de saúde, famílias,
  • Universidade do Oeste de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camilla Abbehausen

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • combate à resistência bacteriana: complexos metálicos e a inibição de metalo-β-lactamases.
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camilo Arturo Rodríguez Díaz

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • sistemas de interrogação de baixo custo para sensores baseados em fibra óptica: uma abordagem para monitoramento estático e dinâmico
  • Este Projeto de Pesquisa visa o desenvolvimento de sistemas de interrogação de baixo custo para sensores baseados em fibra óptica, os quais poderão ser utilizados em aplicações de monitoramento dinâmico e estático como são vibração, nível de liquido, temperatura, deformação, pressão, entre outras. Atualmente, existem diversas tecnologias de sensores ópticos que incluem sensores relativamente simples e de baixo custo fabricados em fibra polimérica ou POF (do inglês, Polymer Optical Fiber), baseados em variação de intensidade ou potência óptica. Embora os sistemas de sensores baseados em variação de potência óptica sejam simples e baratos, eles sofrem pela baixa capacidade de multiplexação o que inviabiliza a sua utilização em sistemas que requerem o monitoramento de vários parâmetros. Por outro lado, sensores fabricados em fibra de sílica ou polimérica como as redes de Bragg ou FBGs (do inglês, Fiber Bragg Gratings) oferecem uma ampla capacidade de multiplexação. O espectro das FBGs é geralmente monitorado no domínio óptico com um analisador de espectro óptico ou OSA (do inglês, Optical Spectrum Alnalyzer) ou um interrogador de FBGs. Para aplicações em tempo real, o OSA não é adequado devido à baixa frequência de aquisição, custo, volume e peso elevado. No caso de interrogadores comerciais, eles oferecem uma alta resolução para monitorar o espectro das FBGs, mas o custo é muito elevado quando altas taxas de aquisição são requeridas. Neste contexto, pretende-se desenvolver técnicas alternativas de interrogação para sensores baseados em FBGs, mediante a conversão do domínio óptico para o domínio elétrico com a utilização de filtros sintonizáveis e filtros de borda visando uma considerável redução nos custos de interrogação.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camilo Bruno Ramos de Jesus

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • síntese e caracterização de compostos intermetálicos da família rbi2 (r = terra rara) e mtbi (mt = metal de transição) na forma de monocristal e nanofio.
  • O projeto visa a implementação de um sistema para a anodização do Al e obtenção de membranas de alumina (Al2O3) no Departamento de Física da UFS – Campus Prof. Alberto Carvalho com o objetivo de crescer nanofios de compostos intermetálicos utilizando a técnica de nanonucleação em fluxo metálico (NNFM). Além disso, sintetizar compostos da família RBi2 (R = terra rara) e MTBi (MT = metal de transição) usando a técnica de NNFM para estudar efeitos de dimensionalidade nas propriedades físicas desses materiais observando seu comportamento na forma monocristalina e nanométrica. Todas as amostras crescidas serão caracterizadas através de experimentos de difração de raios X, microscopia eletrônica de transmissão e varredura, espectroscopia de raios X de energia dispersiva (EDS), susceptibilidade magnética, calor específico e resistividade elétrica.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cândido Celso Coimbra

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • efeitos do treinamento aeróbio sobre o balanço térmico em ratos normotensos e hipertensos: possíveis alterações dos mecanismos centrais e periféricos envolvidos na produção e dissipação de calor
  • O presente projeto visa estudar os efeitos do treinamento aeróbio sobre o balanço térmico em ratos normotensos e hipertensos submetidos ao exercício físico na esteira. Avaliar os seus possíveis efeitos nas alterações dos mecanismos centrais e periféricos envolvidos na produção e dissipação de calor. Além disso, o projeto ira verificar se o déficit termorregulatório dos animais SHR durante o exercício (Campos et al., 2014; Drummond, 2014) envolve a ativação das vias neurais moduladas pelo óxido nítrico. Objetivo Específicos Estudar os efeitos do treinamento físico aeróbio em ratos normotensos e hipertensos sobre a ativação da via central do óxido nítrico envolvida no balanço térmico durante o exercício físico realizado em esteira e seu reflexo sobre o desempenho. Para isto serão avaliadas as respostas à administração central de bloqueador e/ou doador de óxido nítrico na variação da temperatura interna e da pele e na produção metabólica de calor (consumo de oxigênio) durante o exercício; As variações nas concentrações de monoaminas no PVN e área pré-ótica; A expressão das sintases de óxido nítrico no PVN, NSQ e área pré-otica induzida pelo exercício será também avaliada Estudar os efeitos do treinamento aeróbio em ratos normotensos e hipertensos sobre os mecanismos periféricos envolvidos no balanço térmico durante o exercício, tais como: a eficiência mecânica; a expressão da proteína desacopladora mitocondrial, UCP1, no tecido adiposo marrom; a expressão da proteína desacopladora mitocondrial, UCP3, no tecido muscular; a expressão do fator neurotrófico, BDNF no tecido muscular. Palavras chaves: ratos SHR, treinamento físico, termorregulação, óxido nítrico, consumo de oxigênio, hipotálamo, UCP1, UCP3, BDNF
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cândido Vieira Borges Junior

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • políticas de empreendedorismo como estratégia de inclusão social: avaliação de resultados e proposição de aperfeiçoamentos.
  • Apesar de estarem sendo utilizadas de forma crescente, as políticas públicas de empreendedorismo ainda carecem de avaliações que comprovem a sua efetividade para a redução de pobreza e a inclusão social. A ausência de um histórico de avaliações deste tipo de política pode ser explicada, entre outros, por dois fatores: o fato delas serem recentes – somente na última década o empreendedorismo entrou de forma mais consistente na agenda das políticas públicas sociais e, segundo, a ausência de modelos consolidados para a avaliação de políticas de empreendedorismo adotadas para fins de inclusão social. O projeto visa contribuir para a redução destes limites ao (i) desenvolver um modelo de avaliação de políticas que utilizam o empreendedorismo para inclusão social e (ii) avaliar os impactos de políticas de empreendedorismo na inclusão social de seus beneficiários. Para a realização da pesquisa é proposto um método misto quantitativo e qualitativo dividido em quatro fases: (i) mapeamento de políticas, (ii) desenvolvimento de um modelo de avaliação, (iii) pesquisa quantitativa em dados secundários e (iv) pesquisa qualitativa com beneficiários e implementadores locais. A pesquisa resultará em contribuições para (i) o campo de conhecimento do empreendedorismo e das políticas públicas, ao desenvolver um modelo de avaliação de políticas de empreendedorismo e pesquisar um tema ainda pouco pesquisado; (ii) para, no campo empírico, com subsídios para a formulação e avaliação de políticas de empreendedorismo e inclusão social, (iii) para o ensino, por meio da produção de material didático e (iv) para a formação de recursos humanos, ao envolver estudantes de graduação e mestrado no projeto.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carina Maia Lins Costa

Engenharias

Engenharia Civil
  • análise numérica e experimental de solo reforçado com geossintéticos como fundação em encontros de pontes e de viadutos
  • A execução de muros solo reforçado com geossintéticos como fundação em encontros de pontes e viadutos ainda representa uma solução inovadora e bastante promissora em relação a técnicas tradicionais de construção. Vantagens expressivas em relação à redução de custos de construção e de manutenção podem ser associadas a esse tipo de estrutura. Nos EUA, redução de custos de 25% a 60% tem sido reportada na literatura técnica em relação a métodos tradicionais. No Brasil, esse tipo de estrutura possui grande potencial de aplicação, principalmente considerando a necessidade de expansão e manutenção da malha rodoviária no país. Entretanto, o comportamento desses muros é complexo e pesquisas ainda são necessárias para aprimoramento dos métodos de projeto. Assim, o presente projeto apresenta uma proposta de pesquisa sobre o comportamento de solo reforçado, com ênfase em deslocamentos e deformações. Nesse estudo, serão considerados pequenos valores de espaçamento vertical entre reforços, tipicamente adotados em muros que funcionam como fundação. O trabalho envolve simulações numéricas mediante o método de elementos finitos (MEF) e do método de elementos distintos (MED), abrangendo ainda a execução de modelos físicos de solo reforçado com geossintéticos em laboratório. A primeira etapa de simulações numéricas envolve a análise de uma massa de solo reforçado submetida a carregamento vertical utilizando-se MEF. Resultados de ensaios de laboratório realizados pela proponente durante pós-doutorado na Universidade do Texas em Austin serão utilizados para validar o modelo numérico. Em seguida, análises paramétricas serão realizadas para avaliar a influência de características mecânicas de solo e reforço, bem como o efeito de algumas condições geométricas do problema. Nos ensaios em laboratório realizados na UFRN, cargas verticais serão aplicadas em modelos reduzidos de solo reforçado construídos em uma caixa de testes dotada de uma face transparente. Nesses ensaios será permitida a movimentação da parede frontal da caixa, a fim de simular os deslocamentos da movimentação oriunda da face da contenção que ocorre em encontros de pontes e de viadutos. Imagens do modelo obtidas por uma câmera fotográfica serão analisadas mediante técnica de correlação de imagem digital (CID) a fim de avaliar o padrão de deformação. Após a execução dos modelos reduzidos, uma segunda etapa de simulação numérica será realizada utilizando-se MEF e MED. Nessa fase, os diferentes métodos numéricos serão avaliados comparativamente em relação a capacidade de previsão do desenvolvimento de zonas cisalhantes nos modelos reduzidos. Espera-se que os resultados da pesquisa promovam reflexões importantes em relação a critérios de projeto atualmente adotados para essas estruturas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carina Silvani

Engenharias

Engenharia Civil
  • controle da expansão de solos através da estabilização química
  • Fundações por sapatas são preferidas, em geral, a fundações por estacas em habitações de interesse social. Porem quando executadas sobre solos expansíveis, estas desencadeiam a formação de severas patologias nas edificações. Neste contesto a presente pesquisa visa controlara variação volumétrica de um solo típico do nordeste brasileiro através do uso de aglomerantes tradicionais (cal e cimento) e um aglomerante alternativo (resíduo do polimento de mármore), bem como o desenvolvimento de um coeficiente análogo a relação água/cimento capaz de controlar a variação de volume do solo. A metodologia proposta baseia-se em ensaios de laboratório de expansão livre, resistência a compressão simples e triaxial em solo natural e estabilizado com cal, cimento e resíduo do polimento de mármore com 0, 1,7,14, 28 e 56 dias de cura. A partir dos resultados encontrados pretende-se consolidar a linha de pesquisa sobre solos cimentados naturais e artificiais do nordeste do Brasil na UFCG, bem como aprofundar e difundir, através da publicação em congressos e periódicos indexados, o conhecimento sobre solo expansivo tropical. Busca-se ainda o desenvolvimento de um coeficiente simples de controle da expansão da mesma maneira que uma solução mais sustentável para o problema de expansão dos solos.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carina Ulsen

Engenharias

Engenharia de Minas
  • caracterização tecnológica de rejeito do beneficiamento de tântalo para aproveitamento do lítio contido
  • O lítio é um metal alcalino muito leve, macio e altamente reativo, com propriedades que o tornam ideal na fabricação de baterias recarregáveis. O aumento no consumo destas baterias tem gerado um aumento na demanda por lítio no mundo. Pegmatitos e salmouras são as principais fontes de lítio na forma mineral e iônica, respectivamente. No Brasil, o lítio se encontra exclusivamente em minerais, sendo o espodumênio um dos principais minerais de minério. Para que as etapas de concentração mineral e extração do elemento sejam eficientes, é necessário um bom conhecimento das propriedades físicas e químicas da matéria prima em questão. A caracterização tecnológica permite a obtenção de composição química e mineralógica, formas de ocorrência e associações minerais, composição química pontual, grau de liberação e partição dos elementos de interesse, informações necessárias para aumentar o conhecimento do minério e otimizar as etapas de beneficiamento mineral. No presente trabalho prevê-se a caracterização de detalhe de amostras do rejeito do beneficiamento de tântalo com vistas ao aproveitamento dos minerais portadores de lítio.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carine Cocco

Ciências Agrárias

Agronomia
  • racionalização do uso da mão de obra no cultivo de fruteiras de caroço na serra gaúcha/rs
  • O Rio Grande do Sul, principal produtor nacional de pêssegos e ameixas japonesas, destinadas basicamente para consumo in natura. Para tanto, atributos como tamanho, cor, sabor e ausência de defeitos são fatores decisivos no momento da compra. Para atingir os padrões de qualidade exigidos, as frutas de caroço demandam grande intensidade de tratos culturais, geralmente realizados de forma manual, o que onera o custo de produção pela dificuldade de obtenção de mão de obra qualificada e pelo curto período para realização de práticas como raleio de frutas, poda verde e a colheita. Em vista disso, o objetivo da proposta é inovar no sistema de produção de fruteiras de caroço, a partir do uso de fitorreguladores para otimizar a produção, qualidade e a necessidade de mão de obra para o manejo de pomares de pessegueiro e ameixeira na Serra Gaúcha,. Serão conduzidos três subprojetos, que visam reduzir a necessidade e o custo de mão de obra para o manejo de pomares de frutas de caroço: O primeiro subprojeto terá como objetivo definir estratégias para a realização do raleio químico de pêssegos e ameixas, a partir do uso de reguladores de crescimento, para uso em plena floração ou pós floração. O segundo subprojeto terá como objetivo avaliar reguladores de crescimento em diferentes concentrações e momentos de aplicação, com o objetivo de reduzir a poda verde e a necessidade de poda hibernal e pessegueiros e ameixeiras, bem como a qualidade de frutos. O terceiro subprojeto visa escalonar a época de colheita, otimizando a utilização da mão de obra em pequenas propriedades produtoras de frutas de caroço, através da utilização de reguladores de crescimento para antecipar ou retardar a maturação de frutas. Serão avaliados parâmetros produtivos e de crescimento da planta, qualitativo dos frutos. Os dados serão submetidos à análise de variância e quando houver significância, comparados entre si pelo teste de Tukey ou análise de regressão polinomial. Espera-se ao final do projeto indicar estratégias eficientes para a melhor utilização e redução da demanda de mão de obra em propriedades produtoras de frutas de caroço na Serra Gaúcha.
  • Universidade de Caxias do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carine Dahl Corcini

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • lipossomas na criopreservação de sêmen suíno
  • A aplicação da inseminação artificial (IA) com o sêmen armazenado em nitrogênio líquido de linhagens melhoradas de suínos é de importância primordial para o melhoramento genético dos animais utilizados comercialmente nos país. As vantagens da IA pode ser maximizada se os espermatozoides estiverem criopreservados, já que é a melhor alternativa para a distribuição com longo alcance de materiais genéticos de alta qualidade. O sêmen congelado também pode ser usado para estabelecer bancos de variabilidade genética para a conservação da diversidade genética e até mesmo como reserva para o abastecimento possíveis surtos de doenças, além de facilitar a troca de material genético com diversos países. Apesar de existir, há muito tempo, a disponibilidade de sêmen suíno congelado, este material proporciona em inseminações artificiais comerciais, taxas muito baixas sobrevivências espermáticas após o descongelamento, resultando em baixas taxas de parto e diminuição do tamanho da leitegada. A baixa fertilidade do sêmen suíno descongelado é devido à perda da qualidade das células espermática sofrido durante os processos de criopreservação (resfriamento, congelamento e descongelamento). Os espermatozoides suínos são muito sensíveis ao choque térmico, principalmente quando exposto a temperaturas abaixo 15 ° C. A perda da integridade espermática pode estar relacionada com a composição lipídica da membrana plasmática de espermatozoides, ocorrendo estresse oxidativo e formação de espécies Reativas de Oxigênio (ROS). Devido a, nos últimos anos, estar ocorrendo uma maior compreensão das crioinjurias se descobriu em outras espécies melhores substancias para a criopreservação seminal, resultando em melhores taxas de fertilidade. Para avaliar o processo de criopreservação, os parâmetros de motilidade espermático disponibilizado por sistema computadorizados de analise de movimento; a integridade da membrana, fluidez da membrana, estado do acrossoma, potencial de membrana mitocondrial (MMP), produção de espécies reativas do oxigênio, peroxidação lipídica (LPO) e a fragmentação do DNA avaliados por citometria de fluxo, são bons indicadores da qualidade do espermatozoide e do estado de fertilidade das doses espermáticas. Desde a descoberta de gema de ovo como um protetor para a criopreservação de espermatozoides, esta se tornou amplamente utilizada para criopreservação seminal de uma variedade de espécies. Entretanto, a gema de ovo é um risco de contaminação com agentes patogénicos além de variar sua composição, investigações dos lipídios e lipoproteínas demonstram que estes utilizados na sua forma pura são uma ótima alternativa para a proteção aos espermatozoides, podendo aumentar a motilidade progressiva espermática de bovinos e de equinos. As membranas da célula espermática são consideradas como o principal local de lesão durante o congelamento. Durante o choque térmico do processo de congelamento as membranas espermáticas liberam fosfolipídios para o meio circundante e pode ser devido à fase de transição da membrana lipídica, fazendo com que a membrana do espermatozoide tenha perda transitória de lipídios. O resfriamento altera o estado da fase lipídica e a organização estrutural dos componentes da membrana, levando à coalescência de porções lipídicas das membranas, eventos que podem ser irreversíveis com o aquecimento. Acreditamos que estratégias de modificação da membrana: tais como a incubação de espermatozoides com gema de ovo ou lipossomas pode aumentar ou diminuir crioestabilidade das células. Apesar dos mecanismos de crioproteção dos lipossomas sobre as células durante o congelamento ainda serem pouco compreendidos. Acredita-se que as propriedades de proteção são provavelmente devido à transferência de lipídios e colesterol lipossomal para as membranas celulares. A transferência de colesterol de diferentes camadas duplas de membrana pode ocorrer rapidamente, já a passagem de lipídeos é um processo relativamente lento. Desta forma, os lipossomas podem causar uma desordem na conformação da membrana causando um aumento da permeabilidade da membrana plasmática para a água facilitando a entrada de agentes crioprotetores. Entretanto, como os lipossomas afetam precisamente as membranas celulares espermáticas depende das propriedades físicas e químicas dos lipídios presentes nos lipossomas, os quais são determinados pelo comprimento das cadeias acil, do número de ligações duplas, do tipo e da carga do grupo da extremidade lipídica. Desta forma, neste estudo, pretendemos avaliar o efeito de vários lipossomas unilamelares sobre parâmetros de motilidade espermática, a integridade da membrana, fluidez da membrana, estado do acrossoma, potencial de membrana mitocondrial (MMP), produção de espécies reativas do oxigênio, peroxidação lipídica (LPO) e a fragmentação do DNA de espermatozoides criopreservados de suínos. Serão utilizados 60 ejaculados suínos de uma central de difusão genética. Serão utilizados para Experimento 1 - fosfatidilcolina da gema de ovo (EPC); Experimento 2 - 1,2-dioleoyl-sn-glycero-3-phosphocholine (DOPC; 18:1); Experimento 3 -1,2-dioleoyl-sn-glycero-3-phospho-(1'-rac-glycerol) (DOPG,18:1); A solução base será o Beltsville Thawing Solution (BTS). Para cada experimento (1-3) será feita a seguinte distribuição dos diluentes e resfriado a 17º C sendo mantido por diferentes tempos (4, 14 e 24h) após da determinação do tempo ideal de exposição, esses lipossomas serão adicionados ao diluente de resfriamento e congelamento. Durante cada etapa será realizadas as avaliações de cinética espermática e análise das organelas celulares através de citometria de fluxo. Após o melhor resultado in vitro será realizada inseminação em 50 fêmeas para o melhor resultado in vivo. Os dados dos experimentos serão submetidos á análise estatística de comparação de médias, considerando nível de significância de 5%.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carine Ervolino de Oliveira

Ciências da Saúde

Odontologia
  • análise do potencial prognóstico e terapêutico do receptor de quimiocinas ccr5 na carcinogênese oral
  • Os cânceres orais representam um importante problema de saúde pública mundial, e fatores relacionados a esta doença têm se apresentado com grande relevância científica, tanto pelo crescente número de casos observados, como por representar uma importante causa de morbidade e mortalidade. O carcinoma espinocelular oral (CEC) é o tipo de câncer mais frequente em boca, representando mais de 90% de todas as neoplasias malignas que acometem a cavidade oral e cerca de 4% das neoplasias malignas em todo o mundo. Mais de 400 mil casos novos de CEC oral são diagnosticados anualmente e a Organização Mundial de Saúde espera um aumento global na incidência para as próximas décadas. Este tipo específico de câncer tem uma clara predileção por homens após a quinta década de vida e com história de uso prolongado de tabaco e consumo de bebidas alcoólicas, no entanto, um aumento da incidência de CEC oral em pacientes jovens é observado em estudos recentes. As razões para este aumento da incidência em indivíduos abaixo dos 40 anos de idade, muitas vezes sem história de exposição aos principais fatores de risco do CEC oral, ainda são desconhecidas. Apesar dos avanços e descobertas nos últimos anos, a taxa de sobrevida dessa doença ainda é baixa e seu prognóstico imprevisível. Além disso, seu tratamento ainda convencionado à procedimentos cirúrgicos mutiladores, associado ou não a radio e quimioterapia, causa impactos negativos, e muitas vezes devastadores, na qualidade de vida dos pacientes. Isto resulta do fato de que a maioria dos pacientes com CEC oral é diagnosticada com a doença em estágio avançado, facilitando a recorrência local e o desenvolvimento de metástases regional e à distância, evidenciando a necessidade de estudos direcionados à identificação de novos marcadores de prognóstico e ampliação das opções terapêuticas. Neste contexto, diferentes estudos relatam o papel das quimiocinas e de seus receptores em diferentes estágios da progressão tumoral, tornando-os importantes alvos terapêuticos à serem analisados. Particularmente o bloqueio do receptor de quimiocinas CCR5, tem se mostrado um importante alvo terapêutico para o tratamento do câncer pois, além de apresentar-se altamente expresso em tecidos e linhagens neoplásicas, promove o direcionamento de tipos celulares específicos para o microambiente tumoral, favorecendo o desenvolvimento de metástases, a indução de angiogênese e a evasão da resposta imune. Estudos recentes relatam a obtenção de resultados promissores com o bloqueio específico de CCR5 com maraviroque, um fármaco já empregado na prática clínica, no tratamento de tumores sólidos. Sua comprovada atividade antineoplásica é mediada por mecanismos de ação direta sobre células neoplásicas, fibroblastos associados ao câncer e na modulação da resposta imune antitumoral. No entanto, até o momento, não existe nenhum relato acerca do valor prognóstico de CCR5 e da ação de maraviroque no CEC oral. Portanto, o presente projeto pretende avaliar o valor prognóstico da expressão de CCR5 em amostras humanas de CEC oral. Avaliaremos adicionalmente, se o bloqueio específico de CCR5 com maraviroque é capaz de alterar os fenótipos celulares associados à progressão tumoral, como proliferação, apoptose e migração, em linhagens humanas de CEC oral e de queratinócitos imortalizados não transformados. Vale ressaltar que o esclarecimento do papel de CCR5 no contexto da carcinogênese oral se faz necessário e promissor pois, nossas análises preliminares, demonstram de fato, que a expressão de CCR5 e de seus ligantes (CCL3, 4, 5 e 8) mostra-se significativamente elevada em amostras de CEC oral humano. Assim, estes resultados poderão contribuir para a adoção e/ ou desenvolvimento de protocolos terapêuticos mais eficazes e assertivos para o tratamento deste relevante e incidente problema de saúde pública.
  • Universidade Federal de Alfenas - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carine Klauberg Silva

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • mapeamento de carga de combustível e simulação do comportamento e propagação do fogo no bioma cerrado com uso de tecnologias de modelagem e sensoriamento remoto
  • A Agência Espacial Norte Americana (NASA) e Universidade de Maryland (UMD) estão desenvolvendo o primeiro LiDAR (do inglês, light detection and ranging) orbital destinado exclusivamente ao monitoramento global dos ecossistemas florestais. O The Global Ecosystem Dynamics Investigation (GEDI), assim denominado, será enviado a estação espacial internacional no final de 2018, e fornecerá estimativas da estrutura florestal, tais como altura de copas e biomassa aérea. Este projeto de pesquisa tem como objetivo i) avaliar a aplicação da tecnologia GEDI como ferramenta eficiente no mapeamento das cargas de combustível superficial e de copa, e ii) desenvolver tecnologias de simulação do comportamento e propagação do fogo como subsídio para o Manejo Integrado do Fogo (MIF) no bioma Cerrado. A área de estudo abrange toda extensão do bioma Cerrado, porém as análises do comportamento e disseminação do fogo serão realizadas somente nas áreas de atuação do programa Prevfogo presentes no Cerrado. O projeto será dividido em três etapas: Etapa 1) Nesta etapa, modelos matemáticos serão calibrados e validados com dados GEDI simulados através de dados LiDAR coletados por veículos aéreos não tripulados. Os modelos preditivos da carga de combustível gerados e métricas da estrutura florestal fornecidas pelo GEDI pós-lançamento serão utilizadas para gerar estimativas das cargas de combustível à nível de footprint (parcelas circulares com 25 m de raio) para o Cerrado; Etapa 2) Nesta etapa, estimativas das cargas de combustível superficial e copa derivas do GEDI em nível de footprint, métricas derivados de imagem de satélite Sentinel-2A e o método de imputação “k-vizinho mais próximo” (k-NN - k-Nearest Neighbour imputation) serão combinados para mapear as cargas de combustíveis a cada 90 dias para toda a extensão do bioma Cerrado; Etapa 3) Nesta etapa, simulações do comportamento e disseminação do fogo, além de mapas de probabilidade de queima serão gerados para as áreas de atuação do programa Prevfogo no Cerrado com o uso dos programas FARSITE e FLAMMAP. Nesta etapa também será desenvolvido um pacote em R (rGEDI) e aplicado web (webFuelCerrado) para divulgação dos modelos matemáticos ajustados, mapas das cargas de combustíveis, comportamento e propagação do fogo e mapas de probabilidade de queima. Este projeto conta com a parceria de pesquisadores e professores das instituições: Universidade de Maryland (UMD), NASA Goddard Space Flight Center, Serviço Florestal Norte Americano (USDA Forest Service), Universidade de Alcalá (UA), Universidade de Lleida (UL), Universidade da Flórida (UF), Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e Universidade Federal São João del-Rei (UFSJ), Universidade Federal de Viçosa (UFV), Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP).
  • Universidade Federal de São João Del-Rei - MG - Brasil
  • 30/11/2018-30/11/2021
Foto de perfil

Carísi Anne Polanczyk

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • inct para avaliação de tecnologias em saúde
  • O IATS é um instituto acadêmico, constituído em 2009 dentro do programa ministerial de Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia. Tem como missão desenvolver, fomentar e disseminar a avaliação e monitoramento de tecnologias em saúde no Brasil, com rigor científico e transparência, provendo instituições e o Sistema de Saúde de informações técnico-científicas. É um projeto inovador, na medida em que agrega pesquisadores de múltiplas áreas e expertise para compor uma rede que aproxima as demandas sócio sanitárias de populações, compromissos institucionais de sistema de saúde com a pesquisa clínica e aplicada. Ao longo dos 5 anos de trajetória, os 87 pesquisadores publicaram mais de 600 artigos envolvendo estudos primários (ensaios clínicos), estudos de efetividade e custo-efetividade, revisões sistemáticas e avaliações de programas dirigidos à avaliação de riscos, de eficácia de métodos diagnósticos e terapêuticos, de organização de serviços, entre outros. Os pesquisadores do IATS, organizaram-se em rede e, com base no fomento coordenado pelo comitê gestor, potencializaram sua produção. As metas foram plenamente alcançadas com a formação de recursos (44 mestrados, 78 doutorados e 8 pós-doutorados) e transferência do conhecimento para o setor público (74 mestrados; 44 alunos de especialização e mais de 110 alunos em cursos). Parte expressiva da pesquisa do Instituto foi para atender demandas do Ministério da Saúde, gestores regionais e municipais no que tange a avaliação de tecnologias para a incorporação no SUS publicados em periódicos nacionais e internacionais. Muitos dos projetos foram desenvolvidos em estreita colaboração internacional, com intercambio de pesquisadores e alunos e valorização do IATS; sendo hoje reconhecido como a rede de colaboradores com maior representatividade qualitativa e quantitativa de produção de conhecimento na área de ATS no Brasil e América Latina. Avaliação de Tecnologia em Saúde (ATS) é centrada no paradigma da medicina baseada em evidência para coleta sistemática de informações sobre as novas tecnologias: segurança, eficácia, efetividade e validade para diferentes cenários de prestação de serviço. ATS também considera uma ampla gama de atributos e o impacto micro e macroeconômico. Fazem parte a comparação entre os benefícios à saúde e os custos de uma nova tecnologia, comparativamente as alternativas disponíveis, relação testada em estudos de custo-efetividade e custo-benefício. É esperado que ATS fortaleça o apoio para a tomada de decisão de profissionais de saúde e políticas a serem incorporadas, assim como permita a tomada de decisão informada mais adequada entre médicos e pacientes. As pesquisas planejadas integram distintas áreas da Agenda de Nacional de Prioridades de Pesquisa em Saúde, desde temas de saúde da criança, adulto, idoso, mas essencialmente as subagendas 14- ATS e economia da saúde e a sub agenda 18- promoção de saúde. As agendas internas de pesquisa de IATS estão estruturadas de acordo com a demanda sócio sanitária da população brasileira e expertise dos grupos de pesquisa integrantes. As principais agendas focam as doenças crônicas não-transmissíveis (DCNTs) e as doenças infecciosas. Em 2007, as DCNTs compreenderam 72% de todas mortes (doenças cardiovasculares, respiratória crônica, diabetes, câncer e outras crônicas) e 10% foram por doenças infecciosas. A concepção científica do IATS baseia-se em uma plataforma metodológica de apoio a pesquisa em ATS e monitoramento das tecnologias, incluindo pesquisas clínico-epidemiológicas; principalmente ensaios clínicos randomizados, revisões sistemáticas, metanálises e análises econômicas -, inter-relacionados com agendas de pesquisa clínica e populacional desenvolvidas pelos núcleos de Doenças Cardiovasculares, Diabetes e a prevenção das DNCT, Doenças Infecciosas, Atenção Primária em Saúde, Vacinas, Oncologia, Saúde Mental e Alta complexidade. Na expansão deste arcabouço foram inseridos os eixos de gestão, monitoramento das tecnologias e de serviços. Estão previstos a realização de 87 projetos de pesquisa; vários cursos de pós-graduação acadêmico (mestrado profissional) e especialização (presencial e a distância); cursos de curta duração e para gestores; permuta entre pesquisadores nacionais, entre outros INCTs e grupo internacionais de reconhecido destaque acadêmico e cientifico. Nesta fase, os projetos são mais robustos, de maior escala e potencial impacto com a formação de conhecimento tanto em nível internacional em publicações científicas quanto nos subsídios concretos ao SUS. O projeto amplia o corpo de colaboradores para 160 membros, 8 do Comitê Gestor representativo das 9 instituições (4 georegiões do Brasil, 3 tutelações) que compõe o IATS. Com objetivo de reduzir as desigualdades em expertise em ATS, centros do Nordeste (UFPe) e no Centro-Oeste (UNB, UFG) serão fomentados e apoiados, bem como novos parceiros incorporadas nessas regiões (Fiocruz Recife, Piauí). São 85 pesquisadores com doutorado, 15 bolsistas de Produtividade em Pesquisa do CNPq (PQ) em diversas categorias. A pesquisadora proponente, Carisi Polanczyk, é a atual coordenadora adjunta do INCT, função que lhe atribui responsabilidades de idealizadora de projetos, gestora do desenvolvimento nas diversas frentes de atuação e dirigente da estrutura organizacional do Instituto. É professora adjunta da UFRGS e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Cardiologia (nível CAPES 5), pesquisadora CNPq 1B, índice H 22. É integrante da comissão coordenadora do Mestrado Profissional Gestão de Tecnologia em Saúde da UFRGS e membro do Comitê Executivo da Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologia (REBRATS). A vice coordenação será assumida pelo Prof. Antônio Ribeiro, membro atual do comitê gestor, professor titular do departamento de clínica médica da UFMG, pesquisador CNPq 1A, com ampla experiência em pesquisa clínica, gestão em saúde, gestão de projetos multicêntricos e complexos, e colaboração internacional.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 25/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

Carla Aparecida Cielo

Ciências da Saúde

Fonoaudiologia
  • liberação miofascial, voz, respiração e postura corporal de professoras – ensaio clínico controlado e randomizado
  • Introdução: Os professores têm intensa demanda vocal e o seu exercício profissional prescinde de esforço muscular, controle respiratório adequado e manutenção de postura corporal. Objetivo: Investigar os efeitos da liberação miofascial sobre a voz, respiração e postura corporal de professoras da cidade de Santa Maria/RS. Métodos: Ensaio clínico randomizado duplo cego. Os critérios de inclusão são: professoras em atividade, atuantes em todos os níveis de ensino; na faixa etária de 19 a 60 anos; com laringe normal ou as seguintes afecções laríngeas (AL): fenda triangular de grau I ou de grau II; presença de queixas osteomusculares e ou vocais. Os critérios de exclusão são: professor de Língua Brasileira de Sinais, de salas de apoio, de canto e ou de música; de Educação Física ou em atividades administrativas; história de doenças neurológicas, gástricas, psiquiátricas, endocrinológicas, reumáticas, musculoesqueléticas degenerativas ou pulmonares; perda auditiva; trauma ortopédico ou malformações craniofaciais, lesão em chicote, cicatrizes cirúrgicas no pescoço, radioterapia e cirurgia na laringe; sob tratamento fonoaudiológico, fisioterapêutico e/ou otorrinolaringológico; cantora amadora ou profissional; hábitos de etilismo e/ou tabagismo; diagnóstico de disfonia ou AL que não se enquadre naqueles dos critérios de inclusão. Na amostragem, está sendo solicitado videolaringoscopia e triagem auditiva. As professoras preenchem o Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares. Na coleta de dados, é realizada a avaliação postural clínica. As participantes preenchem alguns protocolos de autoavaliação sobre voz: Perfil de Participação e Atividade Vocais, Qualidade de vida em voz, Índice de desvantagem Vocal, Escala de Sintomas Vocais, Escala de desconforto do trato vocal, Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão e University of Rhode Island Change Assessment-Voz. Na análise acústica está sendo utilizado o programa Multi Dimensional Voice Program Advanced para a análise da vogal /a/, emitida em tempo máximo de fonação. Na avaliação vocal perceptivoauditiva, as professoras leem as frases do protocolo Consensus Auditory - Perceptual Evaluation of Voice. Estão sendo avaliadas as pressões respiratória máximas. Também a dor crônica cervical por meio do Índice de Incapacidade Relacionada ao Pescoço. E o limiar de dor nos músculos cervicais com algômetro. Ainda, a avaliação postural fotogramétrica. Após todas as avaliações, inicia-se a aplicação do protocolo de terapia miofascial que tem um total de 24 sessões, realizadas três vezes por semana, com duração média de 40 min.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Barbosa Nonino

Ciências da Saúde

Nutrição
  • determinantes do reganho de peso no pós-operatório da cirurgia bariátrica: fatores genéticos, nutricionais e distúrbios psiquiátricos
  • Introdução: Independente da estratégia utilizada no tratamento da obesidade, a resposta individual às intervenções é altamente variável, com destaque para as modificações genéticas e para a presença ou não de distúrbios psiquiátricos, as quais podem explicar a variedade de respostas fisiológicas existentes entre os indivíduos em mesmas condições ambientais em relação à perda ou ganho de peso. Reconhecer esses fatores precocemente poderia auxiliar na melhoria de atendimento e gastos realizados pelo sistema Único de Saúde (SUS). Objetivo: Avaliar os principais fatores genéticos, nutricionais e os distúrbios psiquiátricos determinantes do reganho de peso no pós-operatório tardio (5 anos) de indivíduos com obesidade submetidos à DGYR atendidos pelo SUS. Métodos: O estudo será realizado em duas etapas, sendo uma retrospectiva, com a análise de prontuários médicos, com coleta de dados antropométricos, do consumo alimentar, parâmetros bioquímicos e diagnósticos de distúrbios psiquiátricos nos períodos pré-operatório e pós operatório de 1, 2, 3, 4 e 5 anos. Na etapa transversal, serão incluídos indivíduos de população miscigenada, com idade entre 18 e 60 anos, distribuídos em dois grupos: Grupo Cirurgia Bariátrica (G1): 150 indivíduos com obesidade grau III (IMC ≥ 40 kg/m2), submetidos à derivação gástrica em Y de Roux (DGYR), que completarão 5 anos de pós-operatório ao longo dos próximos 2 anos; e Grupo Controle (G2): 100 indivíduos eutróficos (IMC entre 18,5 e 24,9 kg/m2). Os indivíduos serão submetidos à avaliação nutricional; coleta de sangue periférico para análise genética (BeadChip-Illumina® 640.000 SNPs) e bioquímica; avaliação psicológica para detecção da presença de sintomas de ansiedade, depressão e da presença de Transtorno de Compulsão Alimentar Periódica (TCAP). Para análise estatística dos dados serão utilizados testes Kolmogorov-Smirnov, Kruskal-Wallis, ANOVA, Qui Quadrado, correlação de Pearson e de Spearman, além de softwares específicos de bioinformática. Será admitido nível de significância para p<0,05.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Brenda Bonifazi

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • novos desafios em física de neutrinos
  • A física de neutrinos tem atraído atenção mundial, tanto por suas implicações no conhecimento fundamental da física de partículas, astrofísica e cosmologia, quanto por possíveis aplicações tecnológicas, como o monitoramento de reatores nucleares. O Brasil está agora em posição privilegiada para realizar estudos experimentais de neutrinos de reatores, pois dispõe de um laboratório funcional instalado em um contêiner situado a 30 m do núcleo do reator de Angra II, condição disponível em poucos países. Um dos experimentos instalados de trabalho de modo a melhorar a performance de operação do experimento CONNIE. Em particular, os dados atuais mostram que a corrente escura no detector está limitando nossa capacidade de operação do sistema. Entender este efeito e encontrar a forma de diminuir a corrente escura vai nos permitir baixar o limiar de detecção além de eliminar possíveis sistemáticos na análise dos dados. Ao mesmo tempo, ter uma bancada de teste de CCDs no IF-UFRJ vai nos permitir formar recursos humanos na tecnologia de CCDs e estar preparado para trabalhar com o novo sensor CCDs skipper que visam baixar o limiar de ruído no CCD em pelo menos uma ordem de grandeza. Esta tecnologia será utilizada na nova geração de experimentos para física de neutrinos de baixíssima energia. Também estou solicitando diárias para poder realizar as visitas e trabalhos de manutenção e operação do experimento na Usina Angra II. Esta verba é muito importante para poder manter o experimento tomando dados de forma contínua, tendo em conta que atualmente os recursos estaduais ganhos pela colaboração brasileira não têm sido liberados e não há expectativa de liberação.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Campos Muniz Medeiros

Ciências da Saúde

Nutrição
  • projeto de pesquisa, extensão e formação de gestores e trabalhadores do sistema único de saúde para prevenção, diagnóstico e tratamento da obesidade da população da paraíba
  • A obesidade é considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) uma epidemia e configura-se como um sério problema de saúde pública, uma vez que traz consequências deletérias para a saúde devido a sua associação com várias doenças crônicas não transmissíveis, como o diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, doença gordurosa hepática não alcóolica, transtornos mentais, entre outros, com impacto negativo na qualidade de vida de uma população. Em 20 anos, a prevalência de obesidade em crianças de 5 a 9 anos quadruplicou entre os meninos (4,1% para 6,6%) e praticamente quintuplicou entre as meninas (2,4% para 11,8%). Entre os adolescentes, 20% estão com excesso de peso e 8,4%, com obesidade. Já em adultos, a prevalência de obesidade passou de 11,8%, em 2006, para 18,9% em 2016, atingindo quase 1 em cada 5 brasileiros. Em João Pessoa, a prevalência ficou acima da média nacional, com 21,7%. Apesar da implantação de várias ações recomendadas pelo Ministério da Saúde e pelo plano de ações estratégicas para o enfrentamento das doenças crônicas no Brasil (2011-2022), observa-se a manutenção de um quadro preocupante, mesmo com o aumento do consumo de fruta e verdura e aumento da atividade física no lazer pela população. A obesidade tem característica multifatorial, depende do perfil alimentar e da atividade física das pessoas, mas o seu aumento vem sendo atribuído também a diversos processos em que o “ambiente” (político, econômico, social e cultural) é determinante. O Ministério da Saúde (MS) recomenda que as ações para enfrentamento e controle da obesidade sejam realizadas de maneira oportuna nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), nas academias de saúde e nas escolas, para tanto faz-se necessário investir na capacitação dos profissionais de saúde, na promoção à saúde e instituir ações de avaliação das intervenções propostas Este projeto tem como objetivo fortalecer o enfrentamento e controle da obesidade no âmbito da Atenção Básica do Sistema Único de Saúde (AB-SUS) por meio do desenvolvimento de um conjunto de ações de pesquisa, extensão e formação de gestores e trabalhadores do SUS na Paraíba. Serão realizadas ações distribuídas em quatro eixos: Eixo 1- Pesquisa e desenvolvimento, visa realizar diagnóstico inicial da organização da gestão e da atenção nutricional em até quatro municípios sentinela para monitoramento e avaliação das ações: inicialmente será aplicado um questionário elaborado pelo MS e disponibilizado no “Marco Zero”, em até quatro municípios sentinela, em diferentes regiões do Estado. Esse instrumento deverá ser aplicado por alunos de graduação e pós-graduação das instituições participantes para o diagnóstico inicial da organização da gestão e da atenção nutricional. Após essa etapa serão desenvolvidas pesquisas sobre desafios para o processo de implementação de programas estratégicos de enfretamento e controle da obesidade na AB-SUS, além da avaliação das capacidades, habilidades e competências dos profissionais na AB-SUS para enfrentamento e controle da obesidade. Também serão realizadas intervenções, através de ações de educação em saúde, com posterior avaliação do impacto dessas ações. Além disso, serão realizados projetos de extensão visando desenvolver ações experimentais de educação alimentar e nutricional para prevenção da obesidade; Eixo 2- Formação, cujo principal objetivo é criar mecanismo de continuidade de formação e capacitação dos gestores e profissionais de saúde, especialmente aqueles inseridos nos NASF, através de desenvolvimento de capacidades voltadas à articulação intra e intersetorial e a implantação de ações efetivas e inovadoras para prevenção e tratamento da obesidade: serão oferecidos dois cursos de capacitação semipresencial (1/3 presencial e 2/3 a distância), sendo um para gestores (40 horas/12 horas presenciais) e outro para os profissionais de saúde AB-SUS (180 horas/60 horas presenciais), com auxílio da plataforma moodle; Eixo 3 – Avaliação e monitoramento, que visa pactuar indicadores de monitoramento e avaliação dos municípios do Estado: elaborar sistemas simples de apoio a decisão para a gestão, baseado nos indicadores pactuado com os gestores; Eixo 4 – Difusão científica: identificar, divulgar e replicar ações bem-sucedidas de enfrentamento da obesidade nos municípios, especialmente as práticas existentes nas UBS voltadas para prevenção ou tratamento de pessoas com excesso de peso: as ações de difusão serão realizadas continuamente através dos meios de comunicação, incluindo as redes sociais e um site que será construído para esse fim. Além disso, haverá divulgação pelas equipes de saúde, serão realizados encontros com gestores estaduais e municipais de saúde. Espera-se caracterizar a situação da prevalência de obesidade na Paraíba e da gestão em saúde voltada para o enfrentamento deste problema e realizar ações que visam implementar as políticas preconizadas pelo MS. Espera-se alcançar uma maior capacitação dos profissionais de saúde e gestores no controle e enfrentamento da obesidade. Também se fortalecerá o vínculo entre Academia e assistência através das parceiras realizadas entres as instituições de ensino e as secretarias de saúde e educação, com uma formação mais crítica e reflexiva de alunos de graduação e pós-graduação, bem como apresentação de trabalhos em congresso científicos nacionais e internacionais e publicação de artigos científicos em revistas de impacto nas áreas de interesse
  • Universidade Estadual da Paraíba - PB - Brasil
  • 30/11/2018-31/03/2021
Foto de perfil

Carla Candida Rizzotto

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • racionalidade versus histórias de vida: uma análise das estratégias comunicacionais deliberativas em debates polêmicos e polarizados
  • A democracia deliberativa visa descentralizar as decisões políticas dos meios burocráticos do Estado, através da participação civil (HABERMAS, 1984). De maneira simplificada, diz-se que o objetivo da deliberação é atingir o consenso pela força do melhor argumento. Iris Young (2001), todavia, alega que essa concepção acaba por valorizar o estilo discursivo assertivo e confrontacional, silenciando determinados grupos. Por isso propõe que outras formas de comunicação, além da argumentação racional, sejam levadas em conta nos processos deliberativos, permitindo que públicos diferentes discursem de formas que são mais permeáveis a eles. Com base na proposição de Young, delineia-se o problema desta pesquisa: a que estratégias comunicacionais recorrem os indivíduos na formulação e na exposição de suas opiniões sobre temas polêmicos, com vistas ao convencimento de seus interlocutores? Como temas polêmicos optou-se pelas discussões em torno das cotas raciais nas universidades, da Lei do Feminicídio e da descriminalização do aborto, questões que envolvem em sua discussão o resgate de histórias de vida e nas quais é perceptível uma profunda influência de valores individuais em detrimento de um direcionamento ao “bem comum”. O corpus dessa pesquisa compreende discussões que ocorrem em “terceiros espaços”, ou seja, em arenas que não possuem a deliberação como fim, quais sejam, o Facebook, o Youtube e blogs pessoais, buscando com isso contribuir com as discussões acerca do potencial democrático do debate online. Tem-se como hipóteses que (H1) os participantes utilizam estratégias que vão além da argumentação racional, recorrendo frequentemente a elaborações retóricas e a histórias pessoais com vistas a sensibilização; dessa forma, (H2) os espaços online são locus deliberativos sempre que consideradas outras formas de comunicação mais permeáveis aos diferentes grupos como a saudação, a retórica e a narração. Como objetivo específico da pesquisa espera-se, após a codificação de aproximadamente 15 mil comentários extraídos das três plataformas, empreender um processo de machine learning a fim de facilitar análises futuras de conversações online sobre temas polêmicos.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Cecília Rodrigues Almeida

Ciências Humanas

Ciência Política
  • efeitos dos conselhos gestores nas administrações públicas municipais e na política de assistência social
  • A proposta consiste em dar continuidade à trabalho anterior que analisou a efetividade dos conselhos municipais sobre a gestão da política de assistência social no Brasil. Para tanto, utilizamos dados do Censo Suas 2012, conduzido pelo então Ministério do Desenvolvimento Social, que cobriram 93% dos municípios brasileiros e que nos serviram de matéria prima para a construção dos dois índices que ampararam a pesquisa: a) o Índice de Efetividade da Participação, que agregou num único valor indicadores do nível de institucionalização, da qualidade da deliberação e da qualidade da representação nos conselhos municipais; b) o Índice de Gestão Municipal, que agregou num único valor indicadores da estrutura administrativa e da gestão dos serviços, programas, projetos e benefícios da política municipal. Este projeto visa aprimorar e ampliar esse estudo com (I) a incorporação do índice da política de assistência social, que mede a qualidade dos serviços oferecidos, (II) a inserção do elemento temporal à análise das variações nos índices, no intervalo de uma década, e (III) a incorporação de variáveis socioeconômicas e políticas dos Estados. Assim, com essa proposta, procuramos avançar na identificação das condições que afetam a efetividade dos conselhos gestores.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Cristina Almeida Loures

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • biorremediação de águas residuais da aquicultura a partir de microalgas visando a produção de bioenergia
  • A produção de combustíveis renováveis obteve um grande impulso nos últimos anos, com o aumento do preço dos combustíveis e as crescentes preocupações com questões ambientais. O desenvolvimento e implementação de processos sustentáveis, capazes de converter biomassa em produtos com alto valor agregado, podem ser alternativas viáveis para o aproveitamento do efluente gerado no processo de produção piscícola a fim de garantir a redução do impacto ambiental associado ao descarte inadequado da água residual. Durante o processo de produção piscícola é inevitável o acúmulo de resíduos orgânicos, gerados principalmente pela produção de fezes e compostos decorrentes do metabolismo, resultando no acúmulo de metabólicos tóxicos aos organismos aquáticos (amônia, nitrito e gás carbônico). Para minimizar o impacto causado por efluentes de viveiros de piscicultura, podem ser utilizados uma série de métodos que promovam o tratamento do efluente, mas ao mesmo tempo aproveita-lo na produção de biocombustíveis. Dentre as diversas matérias primas disponíveis na produção de biocombustíveis, as microalgas surgem como uma alternativa sustentável devido sobretudo a sua elevada produtividade, por assimilarem uma maior taxa de CO2, possuírem um teor de óleo maior que as oleaginosas e não necessitarem de grandes áreas para seu cultivo. O presente trabalho tem por objetivo maximizar o potencial de desenvolvimento da microalga Chlorella sp a qual apresenta um alto rendimento energético, visando a produção de biocombustíveis utilizando efluentes de viveiros de piscicultura. Considerando o exposto, espera-se que a proposta apresentada pelo CEFET/ Angra dos Reis contribua com o desenvolvimento científico e tecnológico junto aos setores ambiental e energético gerando uma fonte alternativas para a produção de bioenergia eco compatível.
  • Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Cristina Enes

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • impacto da taxação de bebidas adoçadas na demanda e na prevalência e incidência de obesidade e outras doenças crônicas na população brasileira
  • Estudos atuais reforçam a relação entre o consumo de bebidas adoçadas e o maior risco de obesidade, diabetes mellitus tipo 2, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e outros problemas de saúde. Nesse sentido, medidas regulatórias como a taxação de bebidas adoçadas surgem como uma alternativa eficaz na promoção de ambientes alimentares mais saudáveis, na tentativa de diminuir o consumo e conter o avanço desses desfechos de saúde. Vários países já adotaram essa medida e resultados positivos de redução de consumo foram demonstrados no México, Chile, Dinamarca e Hungria. A proposta de taxação de bebidas adoçadas, muito mais do que gerar receitas para o governo, deve ser entendida como uma ferramenta de saúde pública, impactando positivamente nos gastos em saúde decorrentes da obesidade e suas comorbidades. Sendo assim, o objetivo deste estudo é estimar o impacto de diferentes alíquotas de taxação de bebidas adoçadas na demanda e na prevalência e incidência de obesidade e outras doenças crônicas na população brasileira. Adicionalmente, será estimado o efeito da taxação sobre indicadores como Disability-Adjusted Life Year (DALY), absenteísmo, presenteísmo e aposentadoria precoce, e calculados indicadores econômicos como custo-efetividade e impacto orçamentário. Serão utilizados dados de aquisição de bebidas adoçadas obtidos na Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2008-09, na Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2013 e no Sistema de Vigilância dos Fatores de Risco para Doenças Crônicas não-transmissíveis por Inquérito Telefônico (VIGITEL) de 2006 a 2018, e/ou resultados mais recentes desses inquéritos. Três cenários de taxações sobre bebidas adoçadas serão testados, combinados com uma taxa de repasse de 80%. O incremento de preço desse grupo de bebidas será então combinado com a estimativa da elasticidade-preço para estimar a mudança em sua demanda (e consumo). Para avaliar o impacto das taxações sobre os desfechos de saúde (obesidade, diabetes mellitus tipo 2, hipertensão e doenças cardiovasculares), serão utilizados valores de risco relativo (RR) provenientes de revisões sistemáticas com meta-análise de estudos que avaliaram a associação entre bebidas adoçadas e os desfechos citados e dados de prevalência dos agravos crônicos de interesse obtidos a partir de estudos populacionais como a POF, a PNS e o VIGITEL. Esse impacto será avaliado a partir da redução da prevalência e incidência desses agravos atribuída à redução no consumo de bebidas adoçadas. Adicionalmente, será realizada análise de custo-efetividade comparando a diminuição em diversos indicadores e desfechos de saúde a partir do cálculo da razão de custo-efetividade incremental (RCEI). Também será avaliado o impacto orçamentário com previsão de cinco anos futuros após a implantação da medida tributária.
  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas - SP - Brasil
  • 06/01/2020-31/01/2022
Foto de perfil

Carla Cristina Pompeu

Ciências Humanas

Educação
  • políticas educacionais para o ensino de matemática na educação de jovens e adultos: um estudo a partir da utilização do software prospéro
  • O presente projeto compreende um estudo qualitativo a partir da análise e estudo de documentos oficiais, particularmente relacionados à Educação de Jovens e Adultos e à Educação Matemática. Estando fundamentado em teorias que tratam do valor social da matemática, das relações entre sujeito e conhecimento matemático, levando em conta o sujeito social e suas especificidades e contribuições no processo de aprendizagem. Com o objetivo de aprofundar os estudos no tema e analisar de que modo as políticas públicas e materiais curriculares, com foco no ensino de matemática, reconhecem os alunos da EJA, suas experiências e saberes, esta investigação visa uma profunda análise bibliográfica que trate da aprendizagem situada, da sociologia pragmática e da sociologia do indivíduo, através de contribuições de Bernard Charlot, Jean Lave, Alan Bishop, Boltanski, Dubet entre outros teóricos e sociólogos. Para tanto, é proposto a utilização do software Prospéro, como ferramenta metodológica de análise dos dados, uma vez que o referido software foi desenvolvido a partir dos preceitos da sociologia pragmática. Espera-se que esta investigação contribua para novas reflexões acerca da Educação Matemática, das políticas educacionais e da Educação de Jovens e Adultos no Brasil.
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla de Sales Pessanha

Ciências Biológicas

Biologia Geral
  • vii feira municipal de ciência, tecnologia e inovação vinculada à secretaria municipal de educação, cultura e esporte de campos dos goytacazes- rj
  • Em 2010, 2012, 2014, 2016 e 2017 a Coordenação Pedagógica de Ciências da Natureza da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte de Campos dos Goytacazes foi contemplada com os editais MCT/CNPq/MEC/SEB/CAPES Nº 51/2010, MCTI/CNPq/SECIS/ MEC/SEB/CAPES Nº 50/2012, MCTI/CNPQ/SECIS/MEC/ CAPES Nº 44/2014, CNPq/MCTIC/SECIS Nº 24/2016 e CNPq/CAPES/MEC/MCTIC/SEPED Nº 25/2017, respectivamente. Com contemplação dos presentes editais foi possível desenvolver com maior eficiência e abrangência, as atividades propostas por esta coordenação. Inúmeras atividades foram realizadas com o objetivo de divulgação e popularização da Ciência e Tecnologia, entre elas: I, II, III, IV, V, VI e VII Gincana Científico/Tecnológica; I e II Concurso de Curtas-Metragens; I, II, III, IV, V, VI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de Campos dos Goytacazes (recurso disponibilizado atualmente em parceria do CNPq com o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações); I, II, III, IV e V Feira Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Campos dos Goytacazes; participação em projetos internacionais (parceria com o Clube de Astronomia Louis Cruls), entre eles campanha Internacional de busca de asteroides, Ópera Mundial da Ciência e projeto Cubos no espaço; visitas técnicas em Universidades e Institutos Federais, entre outros. Diante do exposto, vislumbramos mais uma vez a oportunidade oferecida pelo presente edital, onde a coordenação de Ciências pretende realizar novamente a FEMuCTI com enfoque multidisciplinar de maior abrangência, envolvendo não somente a grande maioria das Escolas da Rede Municipal de Ensino, mas também outras Instituições de Ensino, buscando dessa forma, valorizar a experimentação, a inovação e a utilização do método científico, além de incentivar a atitude investigativa, o trabalho colaborativo e as atividades de iniciação científica na educação. Para educadores comprometidos com a evolução da qualidade do ensino, promover eventos de popularização e difusão da ciência e da tecnologia é uma experiência grandiosa e inspiradora, que nos confere a oportunidade ímpar de sermos agentes de uma transformação de dimensões positivamente imprevisíveis na vida de jovens espalhados em cada pedacinho deste país de dimensões continentais. A popularização da ciência e da tecnologia tem se notabilizado como um dos instrumentos mais apropriados para aproximar, a partir de diferentes práticas pedagógicas: a ciência, a tecnologia e a inovação do ensino. O método científico e o processo de aprendizagem são indissociáveis na formação de mentes críticas e criativas, e deveriam caminhar lado a lado na construção de uma nova forma do aluno enxergar seu cotidiano. Além de um instrumento de difusão e a popularização da ciência/tecnologia, a participação em eventos ligados à ciência e à tecnologia representa uma possibilidade singular de interação entre alunos de diferentes níveis de formação, professores, pesquisadores, gestores em ensino e pesquisa e a comunidade em geral, criando uma rede de divulgação e propagação do conhecimento científico e tecnológico, onde todos se mobilizam em torno de temas e atividades científicas, e contabilizam ganhos individuais e coletivos na construção de uma identidade mais cidadã. Acreditando na continuidade das ações propostas e para que tenhamos um pleno envolvimento/desenvolvimento do nosso trabalho é imprescindível a contemplação do presente edital, que será fundamental para que continuarmos divulgando Ciência e Tecnologia em nosso município, afetando positivamente a vida de todas as pessoas envolvidas, principalmente dos jovens em formação. Dessa forma, nosso trabalho será cada vez mais consolidado, com maior envolvimento de escolas e de novos parceiros/instituições, refletindo direta e positivamente no processo de ensino e de aprendizagem.
  • Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes - RJ - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Carla Denise Bonan

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • sinalização purinérgica no transtorno obsessivo-compulsivo: uma abordagem farmacológica em peixe-zebra
  • O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) é um distúrbio neuropsiquiátrico generalizado e debilitante com prevalência de 2-3% em todo o mundo, classificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a décima doença mais incapacitante, sendo mais comum no sexo masculino. Este transtorno envolve alterações graves nos processos de pensamento e comportamento. Suas principais características são pensamentos intrusivos persistentes (obsessões), que causam angústia, e frequentemente são acompanhados por atos repetitivos e estereotipados (compulsões), caracterizados por comportamentos repetitivos, mentais ou físicos, realizados de acordo com regras rígidas ou em resposta a obsessões. A estratégia aqui apresentada se insere em um contexto no qual a incidência do TOC tem aumentado a nível mundial, sem que se tenha conhecimento consolidado da patofisiologia dessa doença. Assim como para outros distúrbios neurocomportamentais, os modelos animais de TOC são ferramentas essenciais para a compreensão da complexidade, entendimento das bases biológicas e desenvolvimento de novos tratamentos e métodos diagnósticos. Esta proposta pretende abordar a identificação de possíveis mecanismos envolvidos no TOC, utilizando o peixe-zebra no estágio larval e adulto como modelo experimental. Esse organismo é comumente utilizado para o estudo de desenvolvimento em vertebrados e dos mecanismos biológicos relacionados às doenças humanas. Dentre as razões que revelam o peixe-zebra como um bom modelo para o estudo de doenças humanas neurocomportamentais, pode-se destacar a identificação dos principais neurotransmissores encontrados em mamíferos, tais como glutamato, GABA, dopamina, norepinefrina, epinefrina, serotonina, purinas, entre outros. Além disso, esse organismo apresenta um amplo repertório comportamental e processamento cognitivo complexo, o que possibilita a visualização de comportamentos do tipo TOC, como endofenótipos de ansiedade, esteriotipia e compulsão. Existem várias teorias para o desenvolvimento desse transtorno. No entanto, ainda são necessários estudos relacionados a interações entre os sistemas de neurotransmissores em circuitos neurais, como o sistema purinérgico que, além de ser relacionado com os neurotransmissores já descritos no TOC, estudos têm relatado sua importância em diferentes patologias. A ação antagonista que a adenosina desempenha sobre o receptor D2 de dopamina (envolvido nos sintomas do TOC) indica uma possível relação desse sistema com o transtorno. Portanto, neste estudo vamos avaliar a influência da sinalização purinérgica com o TOC, por meio da avaliação do efeito de agonistas e antagonistas dos receptores adenosinérgicos, inibição da recaptação de adenosina e no metabolismo de nucleotídeos e nucleosídeos. Considerando o número de pessoas acometidas pelo transtorno, seus efeitos deletérios e o limitado número de informações sobre as bases neurobiológicas e tratamentos realmente eficazes, torna-se relevante estudar os mecanismos pelos quais o transtorno exerce seus efeitos. Neste contexto, propomos o desenvolvimento de um modelo de TOC em peixe-zebra no estágio larval e adulto por meio da exposição ao quinpirole e sua validação através de padrões de comportamento confiáveis e mensuráveis nesses animais. Além disso, ao investigar a sinalização purinérgica poderá ser evidenciado, pela primeira vez, o papel desse sistema no desenvolvimento de um modelo de TOC em animais.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Eiras

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • estratégias em nanotecnologia para o uso de biopolímeros extraídos da biodiversidade do nordeste brasileiro em sistemas para sensoriamento de drogas
  • A nanotecnologia associada ao uso de matérias-primas oriundas de fontes naturais tem contribuído fortemente com o desenvolvimento de pesquisas que visam à melhoria da qualidade de vida. Dentre os diversos ramos da nanotecnologia, destacam-se o desenvolvimento de dispositivos para o sensoriamento de medicamentos e a terapia com entrega de drogas diretamente no alvo e de forma controlada. Frente a riqueza de nossa biodiversidade, ainda é pouco expressivo o número de estudos envolvendo biopolímeros para desenvolvimento de plataformas aplicadas a detecção de fármacos ou mesmo na síntese de nanopartículas para sistemas drug delivery. Os Fármacos antineoplásicos e os Esteroides Anabolizantes Androgênicos (EAAs) são classes de terapêuticos que merecem atenção especial, pois, uma vez que tais compostos podem ser prejudiciais tanto ao meio ambiente, ao profissional (biomédico, enfermeiro ou farmacêutico) que manipula tais drogas, como os quimioterápicos ou ainda quem faz o uso indiscriminado dos EAAs. Neste sentido, a presente proposta de pesquisa tem como objetivo o isolamento, a purificação e a modificação de biopolímeros extraídos de matérias-primas naturais encontradas no nordeste brasileiro, para posterior processamento na forma de filmes nanoestruturados ou nanopartículas visando estudos em associação com antineoplásicos e EAAs. Os filmes finos desenvolvidos serão utilizados como sensores eletroquímicos para a detecção de antineoplásicos, tais como o Metrotexato, o 5-Fluracila, entre outros. Já a oxandrolona, a testosterona e a nandrolona são exemplos de EAAs que também serão alvos de sensoriamento eletroquímico por estes filmes. Em um segundo momento, visando o estudo de sistemas de sistemas drug delivery, esses mesmos fármacos serão incorporados em nanopartículas biopoliméricas cujos sensores desenvolvidos nos subprojetos propostos serão utilizados para auxiliar na dosagem desses medicamentos. A perspectiva é de que estudos resultem em depósitos de patentes e publicações científicas relevantes para uso na indústria farmacêutica, alimentícia e cosmética, em monitoramento ambiental ou até mesmo em métodos diagnósticos ou testes antidoping.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Eponina Hori

Engenharias

Engenharia Química
  • eterificação de glicerol em produtos de maior valor agregado usando catalisadores ácidos e básicos em reatores pressurizados batelada e contínuo.
  • O objetivo do projeto é estudar a transformação de glicerol (um sub-produto da obtenção de biodiesel) em compostos de maior valor agregado. O foco desse projeto será o estudo de processos e catalisadores para a produção de éteres de glicerol, compostos que podem ser utilizados como aditivos de combustíveis, e na indústria química e farmacêutica em geral. Os estudos de reações de eterificação de glicerol são geralmente realizados em reatores batelada, sofrendo limitações termodinâmicas e de transferência de massa interna. Dessa maneira, propõe-se a realização de uma análise termodinâmica em diferentes condições de temperatura e pressão, inclusive em condições reacionais em que a mistura reacional é bifásica (equilíbrio líquido-vapor). Pretende-se assim, encontrar condições reacionais sem limitações termodinâmicas para realização de testes catalíticos. Posteriormente, as reações de eterificação de glicerol serão estudadas em reatores batelada e contínuo visando a produção de poligliceróis e de éteres a partir de reações com álcoois como o etanol ou terc-butanol. Serão avaliados catalisadores comerciais como Ambertlyst, zeólitas (Beta, Faujasita, Mordenita) e catalisadores sintetizados do tipo hidróxidos duplos lamelares nos quais os cátions +2 da estrutura Mg/Al (La) ou Ca/Al (La) serão parcialmente substituídos por outros cátions (Sr+2, Ba+2). Os catalisadores serão caracterizados por técnicas como difração de raios X, área superficial específica, medidas de acidez e basicidade e análise termogravimétrica a fim de correlacionar suas propriedades com o desempenho catalítico. A cinética das reações de produção de poligliceróis e de produção de éteres a partir da eterificação do glicerol com etanol e com terc-butanol serão investigadas usando o reator batelada. As reações serão realizadas em diferentes temperaturas e pressões. A otimização das condições operacionais será realizada usando o reator contínuo, a fim de diminuir as limitações de transferência de massa e de maximizar a conversão de glicerol e o rendimento nos produtos de interesse.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Galvão Spinillo

Ciências Sociais Aplicadas

Desenho Industrial
  • sistema gráfico-informacional para desenvolvimento de imagens na área médica para repositórios da una-sus/ufma universidade aberta do sistema único de saúde da universidade federal do maranhão
  • O uso de imagens como recurso efetivo na comunicação de conteúdos é reconhecido na literatura em design gráfico e da informação. Na área de saúde, a representação de informações complexas (e.g., sistema circulatório, evolução de doenças) através de imagens é cada vez mais recorrente em material educacional, particularmente no âmbito da medicina. No Brasil, o Ministério da Saúde em 2008 criou a UNA-SUS (Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde) para ofertar cursos em EaD (Ensino a distância) de capacitação de profissionais de saúde. A UNA-SUS é integrada por universidades parceiras, sendo a Universidade Federal do Maranhão (UNA-SUS/UFMA) uma das mais atuantes, ofertando 90 cursos para 240.000 alunos/profissionais de saúde no país no biênio 2016/2017. Portanto, é grande a produção de imagens na área de medicina pela UNA-SUS/UFMA, levando à organização de repositórios para disponibilização das mesmas, a fim de auxiliar na criação de materiais educacionais ilustrados. Todavia, a elaboração de imagens se dá de maneira assistemática e com foco nos desenvolvedores, negligenciando as demandas informacionais dos alunos/profissionais de saúde. Isto pode comprometer a eficácia comunicativa das imagens médicas no âmbito dos aspectos gráfico-informacionais, pertinentes à produção de material educacional. Assim, o objetivo geral deste projeto é propor um sistema gráfico-informacional para desenvolvimento de imagens na área médica para repositórios da UNA-SUS/UFMA com abordagem centrada nos usuários. Para isto, consta das fases: [1] Estudo bibliográfico; [2] Estudo das representações gráfico-informacionais de imagens na área médica em repositórios existentes; [3] Análise de contexto de elaboração e uso de imagens na UNA-SUS/ UFMA e requisitos para o sistema gráfico-informacional considerando seus usuários; [4] Elaboração do sistema gráfico-informacional para desenvolvimento de imagens na área médica para repositórios da UNA-SUS/UFMA; [5] Avaliação do sistema gráfico-informacional a ser proposto; e [6] Capacitação de desenvolvedores para uso do sistema gráfico-informacional. Como principais resultados deste projeto almeja-se a disponibilização de um corpus teórico e de abordagem metodológica de desenvolvimento de imagens na área de saúde com enfoque de design da informação centrado nos usuários. Assim, pretende-se contribuir para a melhoria do material educacional ilustrado produzido na UNA-SUS/ UFMA, e consequentemente para a formação dos profissionais de saúde no Brasil.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Ivonne La Fuente Arias

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • produção de filmes biodegradáveis a partir de amidos modificados com ozônio
  • A produção de filmes biodegradáveis produzidos a partir de amido tem ganho destaque, devido ao crescente interesse pela sustentabilidade ambiental. Diversos métodos de modificação de amidos são utilizados para melhorar as características de sua forma nativa, que é limitada pela natureza. As modificações químicas são os métodos comumente mais utilizados em escala industrial. Entretanto, grandes quantidades de águas residuais são geradas, contendo substâncias que devem ser tratadas para não impactar o meio ambiente. Por outro lado, a oxidação por ozônio é considerada uma metodologia de modificação de amido de baixo impacto, tanto para os consumidores quanto para o meio ambiente. Como a aplicação desta tecnologia ainda é incipiente, poucos estudos sobre a aplicação de amidos modificados por ozônio são relatados na literatura. Este projeto pretende estudar a produção e a caracterização de filmes biodegradáveis, produzidos a partir de diferentes amidos modificado com ozônio, com potencial uso como embalagens.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Joana Santos Barreto

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • faciologia e arquitetura de fácies dos depósitos vulcânicos efusivos e explosivos do arquipélago de fernando de noronha
  • O arquipélago de Fernando de Noronha, distrito do Estado de Pernambuco, localiza-se no Oceano Atlântico Equatorial Sul, ocupando uma superfície de 26 km2. Geologicamente, as 21 ilhas e ilhotas que formam o arquipélago representam o topo emerso de uma cadeia de montanhas, estruturada numa zona de fratura E-W do assoalho oceânico e formada por rochas vulcânicas e subvulcânicas essencialmente alcalinas subsaturadas, produto de dois episódios vulcânicos distintos. O primeiro episódio, retratado pela Formação Remédios (8-12 Ma) é representado por depósitos piroclásticos na base, recortados por intrusões na forma de necks, plugs, domos e diques de rochas alcalinas subsaturadas. As rochas intrusivas variam entre lamprófiros, tefritos, basanitos e basaltos alcalinos até traquitos e fonolitos. O segundo episódio, representado pela Formação Quixaba (1,7 Ma) constitui um empilhamento de derrames de lava melanocrática ankaratrítica, depósitos piroclásticos subordinados e alguns diques de nefelinito. Derrames de basanito representam a Formação São José, de idade ainda incerta. Apesar da grande quantidade de pesquisas já terem sido desenvolvidas nesse arquipélago, ainda é escassa a abordagem do vulcanismo do ponto de vista da morfologia de lavas e depósitos vulcanoclásticos, faciologia e arquitetura de fácies. Dessa forma, o presente projeto tem como objetivo geral propor uma abordagem inovadora para o mapeamento de sequências vulcânicas do arquipélago de Fernando de Noronha, em que prioriza a identificação dos morfotipos de derrames, a faciologia e sucessão faciológica dos depósitos efusivos e piroclásticos, bem como sua organização para formar a porção subaérea do edifício vulcânico. Com isso pretende-se compreender as taxas de efusão, paleotopografia, formas de emplacement e as condições que atuaram durante as diferentes manifestações vulcânicas atuantes no passado. O produto final consistirá na construção de arquiteturas de fácies e elaboração de um modelo geológico que explique como ocorreu a evolução do vulcanismo subaéreo no arquipélago de Fernando de Noronha. Além disso, o estudo concomitante dos xenólitos mantélicos associados aos estudos geoquímicos e isotópicos Sr-Nd-Pb em rocha total permitirão considerações sobre a fonte desse magmatismo alcalino e o potencial mineralizante do manto para metais como Ag, Cr, Ni, Cu, Pb, Zn, Pt e Pd.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Joice Härter

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • estimativa da oferta de proteína metabolizável em bovinos: avaliação de marcadores de fluxo de digesta duodenal e microbianos
  • Pressões para aumentar a eficiência de produção vêm aumentando cada vez mais devido ao potencial de poluição que o excesso de proteína na dieta de ruminantes representa. Aumentar a eficiência de produção impacta diretamente no desenvolvimento de modelos mais acurados para predizer a oferta de aminoácidos para os ruminantes. O desenvolvimento desses modelos é dependente de estudos que possam medir com precisão e acurácia a oferta de aminoácidos para os ruminantes e, portanto, dependente do uso de marcadores de fluxo de digesta e marcadores de produção microbiana. Nas últimas décadas vários métodos, que não aqueles usados no desenvolvimento dos existentes sistemas de alimentação para ruminantes, têm sido aplicados na pesquisa e necessitam ser avaliados para seu potencial de predição de proteína metabolizável (PM). Portanto o objetivo desse projeto será de avaliar o efeito de diferentes marcadores de fluxo de digesta duodenal e de proteína microbiana na estimativa da PM. Para tal, será conduzido um experimento com novilhos distribuídos em um delineamento Quadrado Latino 4 x 4, onde serão testados os efeitos de duas fontes de suplemento proteico (farelo de soja e DDG) combinadas com duas fontes de volumoso (silagem de milho e feno de Tifton) na oferta de PM no duodeno. Serão ainda avaliados os efeitos dos marcadores de fluxo de digesta duodenal (Yttérbio, FDNi e FDA) bem como de marcadores microbianos (15N, purinas e real time PCR-q) na estimativa da PM. Adicionalmente, os atuais modelos de predição de PM serão avaliados a partir dos resultados obtidos nesse experimento pela regressão dos resíduos em função dos valores preditos ponderados para obtenção do viés médio e linear. As análises estatísticas serão realizadas no programa estatístico o SAS.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Luana Dinardo

Ciências da Saúde

Medicina
  • papel da resposta imune inata na definição de status de respondedor imune e na reação hemolítica pós-transfusional em pacientes com doença falciforme
  • Introdução. A transfusão de sangue é um recurso terapêutico de grande importância para pacientes com doença falciforme (DF). Entre as complicações associadas às transfusões de sangue, a aloimunização a antígenos eritrocitários é frequente, associando-se à ocorrência de reações hemolíticas pós-transfusionais, eventualmente fatais, e à doença hemolítica do feto / recém-nascido. A aloimunização eritrocitária ocorre em aproximadamente 5% a 25% dos pacientes com DF em esquema de transfusão crônica e sabe-se que apenas parte dos pacientes tem capacidade imune para desenvolver anticorpos anti-eritrocitários no pós-transfusional, sendo estes denominados “respondedores imunes”. Pacientes falciformes aloimunizados são susceptíveis à ocorrência de reações transfusionais hemolíticas tardias (RTHT), de gravidade bastante heterogênea. Em casos extremos de RTHT, há redução dos níveis de hemoglobina em relação aos pré transfusionais, denotando a ocorrência de destruição de eritrócitos próprios do paciente, além dos transfundidos, por via não totalmente esclarecida. Objetivos. Primário: Avaliar o papel da resposta imune inata como fator determinante para a ocorrência de aloimunização em pacientes com DF. Secundário: Avaliar o papel da resposta imune inata na determinação da gravidade de RTHT nesta mesma população de pacientes. Métodos: Estudo prospectivo que incluirá três grupos de pacientes falciformes transfundidos: não-aloimunizados, aloimunizados sem evidência de RTHT e aloimunizados com evidência de RTHT. Na primeira fase do projeto, os grupos não aloimunizados e aloimunizados (com ou sem histórico de RTHT) serão comparados quanto à expressão de IL1 beta, IL18, caspase1, TLR2, TLR4, TLR5, TLR9 e NALP3 no momento pré-transfusional. A expressão destes genes-alvo será quantificada em plataforma real-time, usando SyberGreen, a partir do cDNA convertido de RNA extraído de sangue periférico. Na segunda fase do projeto, será comparada a ativação de eritrofagocitose in vitro entre os grupos não-aloimunizados, aloimunizados sem evidência de RTHT e aloimunizados com evidência de RTHT por meio do ensaio de monocamada de monócitos. Neste mesmo ensaio, será também comparada a expressão de IL1 beta, IL18, caspase1, TLR2, TLR4, TLR5, TLR9 e NALP3 nas três condições estudadas.
  • Fundação Pró-Sangue Hemocentro de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Luiza da Silva Ávila

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • caracterização da população de bactérias láticas presentes na silagem de capim-elefante cv.brs capiaçu e seleção de inoculantes para estas silagens, considerando diferentes alturas de corte
  • O milho é a planta forrageira mais utilizada para ensilagem no Brasil, no entanto, em função de alguns fatores como maiores riscos no cultivo, preços de insumos ou a não adaptação em algumas regiões climáticas, outras culturas tem sido utilizadas. O capim-elefante (Pennisetum purpureum Schum.) é uma alternativa para suplementação volumosa. O capim-elefante cv. BRS Capiaçu, recém-lançado pela Embrapa, parece ter boas características de “ensilabilidade”. Esta cultivar caracteriza-se principalmente pela elevada produção de matéria seca (MS), o que contribui significativamente para a redução nos custos de produção. Além disso, apresenta boa resistência ao estresse hídrico (veranicos), bom valor nutritivo, e característica de rebrota. Apesar das vantagens, no momento ideal para o corte, pode apresentar alto teor de umidade e baixo teor de carboidratos solúveis, o que torna inadequado seu processo fermentativo com perdas no valor nutritivo da silagem. Com o objetivo de amenizar essas perdas, e auxiliar o processo fermentativo, inoculantes tem sido utilizados. Os inoculantes são a classe de aditivos mais utilizadas no mundo, compostos em sua maioria, por bactérias ácido láticas (BAL) e se destacam por não apresentarem efeitos corrosivos aos maquinários, não poluírem o meio ambiente, e por serem de fácil conservação e manuseio. Trabalhos já foram conduzidos com objetivos de selecionar cepas bacterianas para a utilização como culturas iniciadoras em silagens de milho e cana de açúcar no Brasil, e com gramíneas temperadas no exterior, entretanto não existem dados para o capim-elefante. Existe grande preocupação, entre os produtores, de melhorar e uniformizar a qualidade de silagens produzidas de cultivares de capim elefante o que pode ser feito a partir do estudo mais detalhado da microbiota e do perfil fermentativo destas forrageiras. Além disso, ainda não existe recomendação pratica do para melhor momento de corte.Com isso, o presente estudo tem como objetivo caracterizar a população de BAL em silagens de capim-elefante cv. BRS Capiaçu, selecionar cepas promissoras para serem utilizadas como inoculantes e avaliar o efeito destas sobre as silagens. O experimento será conduzido em três etapas, todas conduzidas utilizando a cultivar BRS Capiaçu. Na primeira, serão isoladas e identificadas as cepas de BAL presentes em silagens com diferentes tempos de armazenamento. Estas cepas serão identificadas de acordo com seu perfil proteico pela técnica de MALDI-TOF. As cepas a serem avaliadas nos testes de pré-seleção serão as cepas de BAL isoladas da silagem de capim-elefante,14 cepas de BAL isoladas e selecionadas para cana-de-açúcar e 6 cepas isoladas e selecionadas para milho. As cepas serão avaliadas quanto ao crescimento, capacidade de redução do pH e produção de metabólitos em extrato aquoso de capim-elefante. As cepas que apresentarem as melhores taxas de crescimento e eficiência na redução do pH serão avaliadas com base na capacidade de inibir o crescimento de microrganismos patogênicos e deterioradores da silagem. Após a pré-seleção, as cepas de BAL (pelo menos 15 cepas) que apresentarem os melhores resultados como,as maiores taxas de crescimento durante a fermentação, eficiência em reduzir o pH, maior produção dos ácidos lático, acético e propiônico e capacidade de inibir microrganismos deterioradores e patógenos serão avaliadas como inoculantes em silagens de capim-elefante. Nesta etapa, as cepas selecionadas serão inoculadas (6 log UFC/g) na forragem fresca e avaliadas em mini silos experimentais de PVC com capacidade para 3 Kg de forragem. Após 60 dias de estocagem, os silos serão pesados e abertos e amostras serão retiradas para análise bromatológicas (MS, proteína bruta, fibra em detergente ácido, fibra em detergente neutro, hemicelulose e carboidratos solúveis), microbiológicas (BAL, leveduras e fungos filamentosos e bactérias esporulantes anaeróbias), cromatográficas, pH, nitrogênio amoniacal, estabilidade aeróbia e de perdas de MS. As cepas que porpiciarem menores perdas de MS, melhor qualidade microbiológica e maior estabilidade aeróbia serão avaliadas em silos experimentais de volume de 30 L (duas melhores cepas mais controle). Nessa etapa, o capim-elefante será colhido em dois estágios de crescimento, quando atingir altura de 3 e 3,5 m e dois períodos de ensilagem serão avaliados (30 e 90 dias). Após o adequado cultivo da capineira (análise do solo, correção e adubação) será feito um corte de uniformização na área. A colheita e picagem da forragem, o preparo dos inoculantes e o preparo dos silos experimentais será conforme descrito anteriormente. Serão coletadas amostras da forragem fresca e após 30 e 90 dias de armazenamento. Todas as análises realizadas na etapa anterior serão realizadas nesta etapa também. Entretanto nesta etapa serão avaliadas também a digestibilidade in vitro da MS e o estudo da diversidade de microrganismos usando a técnica de Sequenciamento de Nova Geração (NGS). Os teste de avaliação de crescimento, produção de metabólitos e de queda do pH será conduzido em DIC com arranjo fatorial[(N × 5) × 3], sendo N cepas, 5 tempos de avaliação. Os testes de inibição, será conduzido em DIC com N cepas. O experimento em mini silos de PVC será conduzido como DBC com X cepas. A etapa final com as duas melhores cepas será conduzido em DIC com arranjo fatorial 3 × 2 × 2, sendo 3 (2 cepas e controle), duas alturas de corte do capim-elefante e 2 períodos de fermentação. Os experimentos serão conduzidos com quatro repetições. Espera-se encontrar cepas promissoras para o capim-elefante melhorando a qualidade fermentativa desta cultura. Além disso, a condução do projeto irá gerar novos conhecimentos a respeito da microbiologia destas silagens. As cepas promissoras poderão ser repassadas para indústria e serem comercializadas, melhorando a qualidade das silagens no campo e retornando recursos a Universidade.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Maria Dal Sasso Freitas

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • estudos e desenvolvimentos em visual analytics empregando interação convencional e técnicas imersivas
  • Ao longo dos anos o aprimoramento das tecnologias de aquisição, armazenamento e distribuição de dados e a intensificação do uso de sistemas computacionais e aplicativos em dispositivos móveis em todas as áreas da atividade humana levou a um aumento vertiginoso do volume e/ou da complexidade dos dados disponíveis. A compreensão desses dados é fator preponderante para o desempenho de tarefas, tomada de decisões ou aquisição de conhecimento. Nesse cenário, facilitar a compreensão torna necessárias técnicas de apresentação (comunicação) de dados que, por sua, demandam formas de representação, manipulação, exploração e análise de dados. A maioria das aplicações requer técnicas de sumarização e análise de dados justamente para facilitar sua compreensão pelos usuários. Técnicas de análise de dados combinadas com técnicas interativas de visualização correspondem ao que se convencionou chamar de Visual Analytics, análise interativa visual ou de “analítica visual”, as quais vem integrando, principalmente, técnicas de visualização interativa, técnicas de análise estatística, técnicas de mineração de dados e de aprendizado de máquina para facilitar a compreensão de dados e a consequente construção do conhecimento e/ou tomada de decisão. Tais técnicas devem prover representações visuais, seja de dados brutos ou de dados derivados pelos métodos de análise, com elementos semânticos suficientes para o seu entendimento, e facilidades de interação de modo que o usuário possa modificar a representação visual, como resultado de um processo de navegação pelo conjunto de dados ou execução de métodos de análise escolhidos de acordo com os novos dados derivados necessários. Portanto, as questões essenciais no desenvolvimento das técnicas de análise interativa visual são a escolha (1) do mapeamento dos dados para entidades visuais (primitivas geométricas ou atributos visuais de primitivas geométricas), (2) do conjunto de técnicas de interação fornecidas, pois estas determinarão as possibilidades de exploração do conjunto de dados e (3) das técnicas de análise adequadas ao domínio. Mais recentemente, técnicas imersivas de visualização com as correspondentes técnicas de interação vem sendo investigadas com vistas a ampliar a capacidade de percepção dos usuários, sua eficiência e seu nível de engajamento. Tais técnicas são conhecidas como Immersive Analytics. Com isso, tornaram-se novamente prementes os aspectos de avaliação dessas técnicas de modo que seja possível considerar as técnicas mais adequadas a cada domínio de aplicação. O presente projeto contribui com a ampliação do conhecimento a esse respeito pela investigação de quatro domínios de aplicação onde podem ser desenvolvidas técnicas de visualização de informações e de visual analytics, tanto não imersivas como imersivas. Serão abordados dados políticos obtidos do portal de dados aberto da Câmara de Deputados para análise de perfil político com base nas votações, narrativas utilizando redes de colaboração tanto a partir dos dados políticos como a partir de redes de colaboração científica, dados multidimensionais registrados em coleções de dados de biodiversidade; e dados obtidos de simulações de processos geoquímicos na forma de ensembles. Espera-se que o desenvolvimento de técnicas contemplando esses domínios proporcione o conhecimento adequado para extrapolar para outros domínios a determinação de quais técnicas podem aumentar a eficiência e nível de engajamento de usuários com os dados que eles precisam analisar e/ou conhecer.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Marins Silva

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • o processo de interação social de mulheres, de diferentes religiões, com a exposição ao hiv/aids, a partir dos significados por elas atribuídos
  • A aids é uma Infecção sexualmente transmissível que ainda traz em sua história uma série de estereótipos marcados por julgamentos morais, principalmente no âmbito do pertencimento a uma religião. Objetivo geral: Analisar o processo de interação social de mulheres, que frequentam diferentes religiões, com a exposição ao HIV/AIDS, a partir dos significados por elas atribuídos. Objetivos específicos - subprojeto1: Identificar os significados atribuídos por mulheres que frequentam a religião cristã protestante à exposição ao HIV/AIDS. Subprojeto 2: Identificar os significados atribuídos por mulheres que frequentam a religião católica à exposição ao HIV/AIDS. Subprojeto 3: Identificar os significados atribuídos por mulheres que frequentam religiões espiritualistas à exposição ao HIV/AIDS. Pesquisa qualitativa interpretativa que será desenvolvida na cidade de São Paulo. Para a formação do primeiro grupo amostral serão selecionadas mulheres acima de 18 anos, que frequentam a religião específica de cada subprojeto. O estudo respeitará todas as exigências do Conselho Nacional de Saúde. Serão realizadas entrevistas semiestruturadas e a análise concomitante dos dados, guiada pela amostragem teórica, seguirá os pressupostos do Interacionismo Simbólico e da Grounded Theory. Poderá contribuir para o conhecimento dos principais fatores que influenciam na construção destes significados por elas e para o desenvolvimento de atividades preventivas. Assim, o profissional poderá ser capaz de auxiliar a mulher na ressignificação dessa exposição, permitindo que ela modifique suas ações frente à epidemia da aids.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Regina Alves Carvalho

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • avaliação da contaminação ambiental por combustíveis fósseis: uma estratégia usando algas e radiocarbono.
  • Os riscos de contaminação de ecossistemas aquáticos têm se apresentado como importante tópico de discussão em painéis mundiais sobre a qualidade da água, onde até mesmo a extração de combustíveis fósseis e seu processo normal de refino são capazes de gerar poluição ambiental. A contaminação advinda de produtos de petróleo é capaz de alterar a razão entre os isótopos do carbono. A distribuição de carbono no ambiente pode ser estimada através de diversos métodos, entretanto a maneira mais eficiente de identificar a contaminação por combustíveis fósseis consiste em estimar a razão entre os carbonos estáveis (12C e 13C) e o carbono radioativo (14C). Com meia vida de 5730 anos e de ocorrência natural, o 14C se mostra um marcador ideal para identificar fontes fósseis (isentas de 14C) daquelas provenientes da biomassa moderna (biogênicas), com teores de 14C modernos bem definidos. O método do 14C permite medir precisamente seu teor face à fração biogênica, podendo ser útil para avaliar a contaminação de corpos hídricos próximos a refinarias, por exemplo, permitindo a identificação da fonte e a remediação da área contaminada. Uma estratégia já bem estabelecida no monitoramento da poluição ambiental causada pela liberação excessiva de nutrientes e outros produtos químicos em corpos hídricos se baseia no uso de algas. As algas vêm atraindo o interesse de cientistas, principalmente, pela sua capacidade de absorver contaminantes de forma eficiente. Neste sentido, no presente projeto se propõe a implementação de estações de monitoramento de ecossistemas aquáticos urbanos que contém instalações destinadas ao processamento de combustíveis fósseis, onde o teor de 14C nas águas é capaz de revelar o grau de contaminação viabilizando a aplicação de ações remediação programada. Para tanto, serão criadas estações de monitoramento onde o teor de 14C será determinado de acordo com a norma ASTM D6866 no Laboratório de Radiocarbono da UFF através da Espectrometria de Massa com Aceleradores.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carla Semiramis Silveira

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • balanço hidrogeoquímico e geoquímica de solos em microbacias montanhosas de mata atlântica: base para avaliação da influência de grandes empreendimentos
  • O Bioma Mata Atlântico, onde os parques Nacional da Serra dos Órgãos (PARNASO) e Caparaó se localizam, é considerado Hotspot da Biodiversidade (Mittermeier et al., 2005; Pheonix et al, 2006). A identificação dos principais impactos e variáveis que atuam direta e indiretamente em sua dinâmica local é fundamental para abastecer Planos de Manejo. Na escala mundial e recente o aumento global das emissões de formas reativas de nitrogênio (N) tem como resultado o aumento das deposições atmosféricas de N. Esse processo é um dos principais componentes das mudanças globais com impacto no funcionamento de ecossistemas naturais aquáticos e terrestres (Porter et al., 2013; Bobbink et al., 2003). Na Mata Atlântica sujeita a influência da poluição atmosférica de Cubatão, assim como em centros urbanos europeus distúrbios metabólicos em espécies bioindicadoras e grandes concentrações de metais traços além do N e S já foram detectados (Klumpet al., 2000; Klumpp et al., 2009; Nakazato, 2014).A proposta de se estudar algumas das várias etapas do ciclo biogeoquímico do N além do balanço geoquímico de metais traço em unidades de conservação visa gerar uma base de informações destes ecossistemas de Mata Atlântica. Especificamente busca-se avaliar o status quo atual, ou seja, a influência da região metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ) para o PARNASO e de queimadas no Parque do Caparaó. Especificamente no Rio de Janeiro, a instalação recente de grandes empreendimentos como o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (COMPERJ), bem como o Arco Metropolitano do Rio de Janeiro são fontes potenciais para poluentes. Antes mesmo do início destes 2 empreendimentos os fluxos de deposição atmosférica de N inorgânico nesta Serra medidos pelo nosso grupo (Rodrigues et al., 2007; Perry, 2007; de Souza et al., 2015; Ponette-González et al., 2017)sugerem a transferência de poluentes emitidos pela RMRJ, superiores ao fluxo de deposição médio terrestre global (Phoenix et al., 2006) e próximos a carga crítica de N (Pardo et al., 2011), para ecossistemas de floresta tropical úmida. Para averiguar a ação destas fontes antrópicas sobre estas florestas é essencial um monitoramento robusto a longo prazo (maior que 1 ano), menos sujeito a sazonalidades e/ou anos atípicos. Objetiva-se avaliar através dos cálculos de balanço hidrogeoquímico de entradas atmosféricas (deposições úmida e seca, juntas), saídas fluviais, estoque/retenção no topo do solo e, no caso de nitrogênio, a emissão para a atmosfera, se estas florestas de estágio sucessional avançado apresentam algum déficit ou excesso de nutrientes e demais elementos devido ao aporte das fontes atmosféricas que estão sujeitas. Com isso busca-se criar uma base de dados para as reservas de Mata Atlântica localizadas nas proximidades da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ) nas condições que antecedem o início das operações do COMPERJ e conclusão do Arco Metropolitano.Para a presente proposta pretende-se estender os trabalhos de pesquisa já desenvolvidos, desde 2005, pela equipe da Geoquímica da UFF em pequenas bacias do PARNASO. Serão selecionadas 2 bacias no PARNASO, sendo uma na vertente oceânica e outra na vertente continental (bacia do Bonfim parceria com a CPRM) e uma bacia no Parque do Caparaó. A escolha destas bacias é baseada na hipótese que as entradas atmosféricas das bacias do PARNASO (principalmente a da vertente oceânica e em menor escala a continental) estão sujeitas a influência antrópica da RMRJ enquanto a do Caparaó está sujeita somente ao efeito ocasional das queimadas.Será conduzido um monitoramento mensal da hidrogeoquímica pluvial e fluvial das3bacias de drenagem selecionadas durante o período de 2 anos para avaliar a temporalidade sazonal e inter-anual do período de estudo. Quatro coletas intensivas(2 verões e 2 invernos) serão feitas para avaliar os processos hidrogeoquímicos durante eventos de chuvas (em diferentes pontos da hidrógrafa de vazão) e medidas de entradas atmosféricas para subsidiar o cálculo de retro-trajetórias. Para esse trabalho serão utilizados dados pluviométricos e de vento de estações hidrológicas nas proximidades e também dentro dos parques. A vazão será medida durante a coleta. No local de coleta das amostras de águas fluviais serão efetuadas medidas de parâmetros fisico-químicos e a alcalinidade. A determinação de nutrientes, elementos químicos maiores, menores e traços nas amostras de água será feita por ICP OES, ICP-MS, cromatografia iônica, espectrofotometria e Total OrganicCarbon CPH/CPN.Asamostras de solo serão analisadas por FRX e DRX (mineralogia com quantificaçãoo de fases por Rietveld) Para o balanço de N será computada também a produção de N2O em solo florestal através da técnica da câmara estática com leitura emcromatógrafo a gás. As medições de N2O serão feitas concomitante à maioria das coletas hidrogeoquímicas. Para identificação dos principais impactos socioambientais observados nestas microbacias serão utilizados os dados primários produzidos, assim como os secundários levantados (uso da água, total de domicílios, população, empreendimentos etc.) das mesmas na zona de amortecimento dos parques.O projeto conta com uma equipe multidisciplinar de 7 instituições (UFF, IFRJ, UERJ, PUC, UNIFESO, CPRM e UFES) integrada através de parcerias anteriores em orientações conjuntas (mestrado/doutorado), ex-alunos e projetos de pesquisa. Entre os principais resultados a serem obtidos destaca-a geração de uma base de dados de geoquímica dos aportes atmosféricos e de hidrogeoquímica fluvial pré grandes empreendimentos, indicação de áreas fontes para os aportes atmosféricos que chegam nestes parques , balanço de N total entre os compartimentos chuva, solo e rio em ecossistema de florestal e cálculo da produção de nutrientes via intemperismo para os ecossistemas florestais. Os dados gerados serão unificados em um banco de dados a ser disponibilizado publicamente e que subsidiará discussões nos planos de manejo dos parques.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 11/12/2017-31/12/2020
Foto de perfil

Carla Soares Godinho

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • cooperativa agroextrativista grande sertão: inovação e repartição dos benefícios da sociobiodiversidade.
  • A inovação é uma propriedade relativa a um dado meio já rico de sua própria história e de suas normas antecedentes. Nesse contexto, o presente trabalho tem como objetivo estudar o fenômeno da inovação e a repartição dos benefícios da sociobiodiversidade da Cooperativa Agroextrativista Grande Sertão, CGS do Norte de Minas Gerais. Será utilizado o método Grounded Theory e haverá uma abordagem etnográfica complementar. O propósito da GT é gerar uma teoria, fundada nos dados, uma interpretação racional densa, articulada e sistemática, capaz de dar conta da realidade estudada. Desse modo, espera-se promover e fortalecer a repartição de benefícios gerados pela sociobiodiversidade da CGS, reconhecendo e descrevendo o modelo atual de inovação e propor ações para seu desenvolvimento.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 08/09/2018-30/09/2021
Foto de perfil

Carla Torres Braconi

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • comparação do transcriptoma e do proteoma de tecido de baço infectados pelo vírus febre amarela: silvático e vacinal
  • Os arbovírus formam um grupo não taxonômico designado para alguns vírus de RNA que são mantidos de forma cíclica na natureza replicando em hospedeiros vertebrados suscetíveis e artrópodes hematófagos. O gênero Flavivirus constitui um grupo diverso de arbovírus que exibem relações filogenéticas e características semelhantes na interação vírus - vetor -hospedeiros. A febre amarela (FA) é causada pelo vírus protótipo deste gênero que permanece endêmica em regiões de florestas tropicais da África e América do Sul, apesar da disponibilidade de vacinas eficazes contra o vírus da FA. Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), nos últimos dois anos, o número de casos humanos causados por transmissão epizootica foi o maior observado em décadas nas Américas. Por este motivo, este projeto tem como objetivos principais: investigar a relação entre as manifestações clínicas da infecção pelo vírus da febre amarela com a expressão gênica dos vírus isolados do baço e comparar e quantificar as proteínas do baço de hospedeiros que vieram a óbito por infecções causadas pelo vírus vacinal e o vírus silvático, procurando estabelecer relações entre diversidade das proteínas expressas e população viral com o desfecho clínico da doença. Os mecanismos imunológicos que resultam a esta séria reação adversa ainda são desconhecidos, por este motivo, o baço é uma parte do sistema imunológico que está diretamente envolvida na resposta a uma inflamação sistêmica induzida por patógenos que podem induzir sepsia. Por este motivo, acreditamos que este projeto é relevante e se justifica não só enquanto pesquisa básica, mas também para promover conhecimento entre a biologia molecular do vírus e alguns marcadores que resultam na falha da vacina.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlile Campos Lavor

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • geometria de distâncias e álgebra geométrica para o cálculo de estrutura 3d de proteínas
  • Este projeto de pesquisa está relacionado ao projeto “Geometria de Distâncias Aplicada ao Cálculo de Estruturas 3D de Proteínas”, concedido pelo CNPq (Edital Universal, proc. 459492/2014-4) em 2014 e com vigência até novembro de 2017. Nosso objetivo é dar continuidade ao trabalho já desenvolvido, considerando os novos desafios apontados pelo projeto anterior. O problema em questão é o cálculo da estrutura 3D de uma molécula de proteína, utilizando distâncias entre átomos próximos provenientes de experimentos de Ressonância Magnética Nuclear (RMN). Trata-se de um problema fundamental do complexo e custoso processo de desenvolvimento de novos medicamentos pela indústria farmacêutica. É um problema NP-difícil, conhecido na literatura por Molecular Distance Geometry Problem (MDGP). Diferentemente dos métodos tradicionais (baseados em otimização contínua), estamos trabalhando em um modelo combinatório, baseado em propriedades de rigidez do grafo relacionado ao problema (cada vértice está relacionado a um átomo da proteína e quando a distância é conhecida entre dois átomos, definimos uma aresta entre os respectivos vértices, com peso dado pelo valor da distância). Resolver o MDGP é obter uma imersão do grafo associado no espaço 3D, de tal maneira que as distâncias euclidianas calculadas entre pares de átomos sejam iguais aos pesos das arestas correspondentes. Para valores precisos de distâncias, a abordagem combinatória permite que o espaço de busca do problema seja representado por uma árvore binária, onde um método exato, tipo Branch & Prune (BP), foi desenvolvido para explorar a árvore em busca de soluções, conectadas por simetrias que caracterizam cada instância do MDGP. Entretanto, considerando as incertezas dos dados experimentais (com as distâncias sendo representadas por intervalos de números reais), o algoritmo BP torna-se uma heurística, quando amostras sobre tais intervalos devem ser selecionadas. À medida que refinamos o processo, o espaço de busca pode aumentar exponencialmente e, mesmo assim, não há mais garantia que uma solução será encontrada, pois a distância correta pode ter se “perdido” durante o procedimento de amostragem. Para manter as propriedades da abordagem combinatória (com destaque para as simetrias mencionadas acima) e, ao mesmo tempo, considerar as “distâncias intervalares” dos dados experimentais, estamos propondo representar a molécula de proteína em um espaço de 5 dimensões (o Espaço Conforme), utilizando uma linguagem mais poderosa que a Álgebra Linear: a Álgebra Geométrica. O Espaço Conforme pode ser visto como uma extensão do Espaço Projetivo, que utiliza coordenadas homogêneas (4 dimensões), muito utilizado em problemas de Geometria Computacional. Pelo caráter interdisciplinar dessa proposta e por conta da complexidade do problema a ser enfrentado, além de uma colaboração já estabelecida com pesquisadores de instituições francesas (École Polytechnique e Institut Pasteur), ampliaremos a parceria envolvendo mais universidades, com destaque para Princeton University e University of Cambridge, além de colegas de universidades brasileiras.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlo Gabriel Porto Bellini

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • peças e engrenagens do uso de tecnologias digitais - abordagem conceitual e metodológica para explicar a efetividade digital de indivíduos e grupos
  • Este projeto propõe investigar uma mudança significativa no eixo conceitual da principal temática da área de sistemas/tecnologia da informação (SI/TI) – os fatores que promovem ou dificultam a aceitação, a adoção e o uso das tecnologias digitais por parte de indivíduos (Burton-Jones et al., 2017). Essa temática é emblematicamente representada por dois modelos teóricos e suas inúmeras variantes – Technology Acceptance Model (TAM) e Unified Theory of Acceptance and Use of Technology (UTAUT). Ambos modelam percepções (apenas) do usuário como variáveis independentes, e uso (de qualquer tipo) das tecnologias como variável dependente. A simplificação conceitual deve-se, em parte, a aspectos metodológicos do tratamento de dados em pesquisa empírica de método único (surveys psicométricas). A presente proposta altera aspectos topológicos da rede nomológica de construtos e do modelo de regressão, particularmente com (1) adição de habilidades digitais objetivas do usuário ao conjunto de variáveis independentes, e (2) qualificação da variável dependente – em vez de uso em si, o uso efetivo e a efetividade de uso da tecnologia (ou seja, desloca-se o foco para como o usuário utiliza a tecnologia em referência a um propósito de uso); e, no nível metodológico, (3) acrescentam-se desenhos experimentais a levantamentos psicométricos para poder articular percepções sobre habilidades com habilidades efetivas do usuário que expliquem o uso qualificado da tecnologia. Essa proposta se encontra em estado avançado de proposição e será aqui apresentada em seus aspectos principais. Parte da proposta foi discutida em artigo que recebeu o best paper award latino-americano na 2017 Americas Conference on Information Systems (Mota e Bellini, 2017), e outra parte é tratada em artigo recente sobre efetividade digital publicado na reputada revista Communications of the ACM (Bellini, 2018). O suporte teórico de base sociológica e gerencial, por sua vez, deve-se à clássica obra de Elster (1989) sobre a dinâmica social, obra essa que nunca parece ter sido conhecida pela literatura de SI/TI. Em termos gerais, a obra discute o papel dos desejos e das oportunidades de indivíduos na sua tomada de decisão e ação, que, por sua vez, antecedem a ocorrência de fenômenos sociais. Tal ideia é útil para explicar a inovação e a difusão tecnológica, e especialmente a aceitação, adoção e uso de tecnologia por indivíduos e grupos. Em particular, sua discussão sobre desejos e oportunidades dá origem à articulação entre habilidades e atitudes como variáveis independentes no modelo de regressão que explica o uso das tecnologias digitais para atingimento de propósitos individuais ou de grupo. Caso os dados empíricos do presente projeto demonstrem superioridade da proposta em relação aos modelos dominantes, ter-se-á um novo marco teórico e metodológico para o estudo da aceitação, adoção e uso das tecnologias digitais, com enorme impacto prático sobre como indivíduos e organizações planejam, gerenciam e avaliam suas rotinas e investimentos em tecnologia.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlo José Freire de Oliveira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • obtenção e caracterização de materiais para tratamento de doenças e validação de instrumento para a qualidade do cuidado à saúde de população
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 08/01/2020-08/01/2025
Foto de perfil

Carlomagno Pacheco Bahia

Ciências Biológicas

Morfologia
  • neuroplasticidade de modalidade cruzada no córtex cerebral adulto em modelo translacional reverso de privação sensorial.
  • A percepção do mundo é construida a partir das experiências sensoriais captadas a partir do ambiente. As informações sensoriais são processadas e registradas em regiões específicas do córtex cerebral para cada modalidade sensorial e então são retransmitidas para áreas de associação ditas multimodaes. Entretanto, a privação sensorial (p. ex. a retirada ou o não funcionamento de um órgão sensorial) geralmente causa alterações sensoriais, cognitivas e/ou funcionais persistentes, provocando mudanças na organização dos mapas sensoriais presentes no córtex cerebral. Estas mudanças nos mapas sensoriais são chamadas de neuroplasticidade: capacidade que o sistema nervoso central (SNC) tem de se reorganizar em resposta à perdas sensoriais. Essa capacidade permanece em grau variável ao longo da vida, embora seja maior antes da vida adulta. Apesar de diversos trabalhos terem demonstrado as alterações funcionais deste fenômeno em níveis sistêmicos (utilizando neuroimagem, por exemplo), as alterações neuronais mais finas, por exemplo as que acontecem nos neurônios dentro das camadas corticais cerebrais dos córtices sensoriais cerebrais, em condições normais ou sob privação sensorial, ainda permanecem desconhecidas. O presente projeto utilizará, pela primeira vez, abordagem multidisciplinar, combinando métodos imunohistoquímicos para genes imediatos, métodos anatômicos para rastrear conexões córtico-corticais com o objetivo de avaliar os efeitos da privação visual e/ou somestésica na neuroplasticidade de modalidade cruzada nos córtices visual, somestésico e auditivo primários através da marcação do gene imediato c-Fos e também do uso de rastreadores neuronais para avaliar as conexões córtico-corticais. Utilizaremos como modelo translacional reverso de privação sensorial Rattus novergicus adultos, da linhagem Wistar, submetidos a privação sensorial de longa duração para avaliarmos os impactos da privação sensorial de uma modalidade (visual ou somestésica) e privação simultânea de duas modalidades sensoriais no número total de neurônios c-Fos positivos marcados dentro das camadas supragranulares, granular e infragranular do córtex viaual primário (V1), córtex somestésico primário (S1) e córtex auditivo primário (A1), assim como esses impactos na morfometria fina dos axônios córtico-corticais que conectam essas áreas sensoriais utilizando, pela primeira vez, uma abordagem multidisciplinar, combinando métodos histoquímicos, neuroanatômicos e microscopia tridimensional para analisar as alterações morfológicas que acontecem em neurônios corticais cerebrais das áreas V1, S1 e A1. Conceitualmente, trata-se de um projeto de neurociência translacional reversa, pelo qual se parte de um problema surgido na clínica humana para a criação de modelos animais que possam explicá-lo.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlos Adam Conte Junior

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • quantificação e caracterização dos genes de resistência antimicrobiana e da microbiota intestinal de animais de produção criados em sistemas orgânico e convencional no brasil
  • Desde a descoberta e aplicação clínica de antimicrobianos, os patógenos e a microbiota humana e animal têm enfrentado uma exposição quase contínua a esses agentes seletivos. O uso indevido de antimicrobianos e a prescrição excessiva criaram uma força motriz na seleção da resistência. Estudos mostraram que se leva em média 8 anos para que seja detectado o primeiro caso de resistência a um novo antimicrobiano desde o seu primeiro uso clínico em pacientes. Como consequência disso, bactérias multi-droga resistentes têm sido relatadas e possuem impacto direto a saúde pública, devido a dificuldade do tratamento. Além disso, o uso de antimicrobianos na produção constitui o principal fator na disseminação de genes de resistência em patógenos humanos. Por traz de todos esses mecanismos de resistência existem informações genéticas contidas em genes que são transcritos e traduzido em proteínas e enzimas responsáveis pela execução dessas atividades de resistência. De maneira geral, as bactérias podem adquirir resistência a antimicrobianos pela seleção de mutações favoráveis a resistência ou pela transmissão de novos genes de outras cepas ou espécies (transferência gênica horizontal). Para identificar e avaliar os diferentes mecanismos de desenvolvimento e disseminação da resistência aos antimicrobianos de maneira mais eficiente precisamos abordar o estudo de antimicrobianos e seus genes de resistência. Atualmente, com o avanço da bioinformática novas técnicas têm surgido, como por exemplo a análise metagenômica. A metagenômica funcional fornece a possibilidade de explorar a presença de genes de resistência a antibióticos em todas unidades biológicas e evolutivas, e para identificar possíveis complexos clonais de “alto risco”. A epidemiologia metagenômica é necessária para entender e, eventualmente, prever e aplicar intervenções com o objetivo de limitar a resistência aos antibióticos. Até o momento, nos animais de produção da agropecuária brasileira, não existe um estudo único e independente de tamanha proporção que caracterize a diversidade, distribuição e origens dos genes de resistência, especialmente para a maioria das populações de bactérias incapazes de serem isoladas por meios de cultivo convencionais. Esse projeto irá preencher várias lacunas sobre esse conhecimento e ajudará a determinar os perfis de resistência às cepas presentes no país e a melhorar a saúde pública nacional.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Carlos Alberto Achete

Ciências da Saúde

Medicina
  • laboratório estratégicos de nanometrologia – inmetro
  • O Inmetro, na sua qualidade de instrumento de apoio à inovação, qualidade e competitividade das empresas brasileiras nos mercados interno e externo, tem-se modernizado e se aparelhado para estar ao nível dos mais avançados institutos congêneres no mundo. Em especial na área da nanometrologia, fundamental para o desenvolvimento da nanotecnologia, o Inmetro possui hoje, instalado em seu campus de Xerém, no Rio de Janeiro, um dos laboratórios mais completos do Brasil dedicado a caracterização das mais diferentes propriedades de materiais: das propriedades de superfície à volumétricas, da escala macrométrica à na escala nanométrica. Além disto, o Inmetro também atua nos mais importantes órgãos e fóruns nacionais e internacionais que procuram promover e discutir as tendências desta nova tecnologia, assim como a preocupação com na sua aplicação e disseminação. Exemplos destes fóruns são: Comitê consultivo do MCTI para Nanociência e Nanotecnologia, Fórum de Competitividade de Nanotecnologia coordenado pelo MDIC, Fórum Mundial dos Institutos de Pesquisa em Materiais conhecido pela sigla em inglês – WMRIF, Projeto Versailles sobre Materiais Avançados e Padrões, conhecido pela sigla em inglês - VAMAS e Organização Internacional para a Padronização, conhecida amplamente pela sua sigla em inglês – ISO no qual participamos sob o auspício da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas ). Com intuito de exemplificar esta posição transcrevemos abaixo está transcrito parte do texto do comitê técnico denominado, TC 229 da ISO, que trata exclusivamente de padronização para a nanotecnologia, “Nanotecnologia é um termo coletivo para uma faixa de tecnologias, técnicas e processos, envolvendo a manipulação de material ao nível molecular, sistemas que possuem pelo menos uma dimensão física na faixa de 1 a 100 nanometros. Tais sistemas possuem características físicas e químicas inteiramente novas, resultando em propriedades que não são bem descritas, nem pelas propriedades da molécula da substância, nem pelas propriedades do material volumétrico. Estes fatos frequentemente resultam em novas e diferentes características que podem gerar uma vasta gama de novos materiais. Nanotecnologia é uma nova tecnologia revolucionária e um fator econômico chave para o século vinte e um. Nanotecnologia promete significantes benefícios sociais, incluindo melhora no diagnóstico e tratamento médico, produtos mais eficientes na área de energia, materiais e produtos eletrônicos mais leves, resistentes e baratos e purificadores de água mais baratos. Existe, no entanto, uma falta de conhecimento sobre os efeitos de nanomateriais, particularmente nanopartículas, sobre a saúde humana e meio ambiente. Isto tem levado à preocupação sobre riscos potenciais sobre o meio ambiente, saúde e segurança, potencialmente associados a nanotecnologia e seus produtos”. O desenvolvimento de padrões internacionais desempenhará um papel crítico para assegurar que o potencial total da nanotecnologia seja alcançado e que a nanotecnologia seja integrada à sociedade de forma segura. Os padrões assegurarão que a transição do laboratório para o mercado ocorra de modo tranquilo, promoverá o progresso ao longo da cadeia de valores da nanotecnologia – de materiais na nanoescala que formam os blocos de construção de componentes e dispositivos para a integração destes dispositivos em sistemas funcionais – e facilitarão o mercado global. São inicialmente propostas três categorias de padronização: Terminologia e nomenclatura, a padronização da linguagem comum para os processos científicos, técnicos, comerciais e regulatórios. Medidas e Caracterizações, padrões proverão uma base internacionalmente aceita para as atividades cientificas quantitativas, comerciais e processos regulatórios, Saúde, segurança e meio ambiente os padrões melhorarão as condições de segurança ocupacional e segurança e proteção ambiental, promovendo boas práticas na produção, uso e descartes de nano materiais, produtos de nanotecnologia e sistemas e produtos baseados em nanomateriais. Neste sentido, as nações que pretendem ser competitivas nesta área devem contar com um forte apoio técnico-científico para desenvolver padrões e processos capazes de servir de instrumentos de apoio às atividades industriais baseadas em nanotecnologia A participação do Inmetro nos mais importantes fóruns da área o habilita não só a tomar parte nas decisões importantes nos âmbitos nacional e internacional sobre a terminologia, nomenclatura, processos, risco ao meio ambiente, segurança e desenvolvimento de padrões, mas também permite constantemente reavaliar seu potencial instalado em comparação com o de seus pares. Desta forma o Inmetro atua como forte instrumento de apoio a indústria nacional tanto para o desenvolvimento tecnológico através do serviço de pesquisa como para o atendimento dos protocolos internacionais na busca pelos padrões. Nos laboratórios do Inmetro estão hoje implantadas técnicas, e instalados e funcionando equipamentos de última geração como, por exemplo, espectrômetros, equipamentos de análise de superfície, nanolitografia, e uma infraestrutura completa para microscopia incluindo um dos mais avançados microscópios eletrônicos de transmissão da América do Sul. O investimento em equipamento é da ordem de 20 milhões de reais e contamos com cerca de 30 jovens pesquisadores doutores. Em resumo as atividades do Inmetro na área na nanotecnologia têm forte vetor no apoio a indústria brasileira para desenvolvimento de produtos nanotecnológicos e proteção ao consumidor, utilizando a capacidade de caracterização de seus laboratórios para garantir que produtos, colocados no mercado como sendo nanotecnológicos, realmente apresentem estas características e também para assegura a proteção à saúde e meio ambiente através do desenvolvimento materiais de referência, protocolos e métodos de boas praticas
  • Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia - DF - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

Carlos Alberto Araújo Júnior

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • sistema computacional para planejamento da produção florestal em pequenas propriedades
  • Em virtude da discrepância entre a quantidade de madeira demandada pelos centros consumidores e a quantidade ofertada pelas florestas, tornam-se necessários estudos que permitam planejar de forma eficiente as atividades envolvidas e realizar prescrições acerca do manejo florestal. O gerenciamento da floresta é, então, realizado de forma a suprir as necessidades fabris, retornando maiores ganhos em termos econômicos e se adequando aos anseios ambientais e sociais. Para isso, são empregadas técnicas que vão desde métodos convencionais de ordenamento da produção, tais como regulação por área ou volume, até métodos mais sofisticados, sendo estes representados principalmente pela programação linear e por técnicas de inteligência artificial, principalmente através da utilização de metaheurísticas. Estas têm se mostrado mais flexíveis às necessidades do manejador e à realidade dos empreendimentos. Deste modo, pretende-se aplicar os conceitos e práticas de inteligência artificial por meio da metaheurística Clonal Selection Algorithm no ordenamento da produção florestal. Para realização do trabalho serão considerados dados de empresas florestais localizadas na região norte do estado de Minas Gerais. Tais dados contemplarão informações sobre a produtividade, localização, idade e tamanho das unidades de produção florestal. Também serão considerados dados de custos das operações florestais e receitas obtidas com a venda da madeira. O algoritmo proposto será implementado na linguagem de programação Java. Como resultados finais deste trabalho podem ser citados: Determinar a parametrização apropriada para a metaheurística Clonal Selection Algorithm para o problema de ordenamento da produção florestal, produzir trabalhos técnicos e científicos com publicação em periódicos internacionais, além de um pitch para divulgação da pesquisa realizada e da ferramenta de software construída, indicando se o seu desempenho foi superior às já utilizadas para problemas similares.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022