Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Erli Schneider Costa

Ciências Biológicas

Ecologia
  • 3ª olimpíada científica nacional sobre oceanos e ambientes polares and 3rd hackathon for new technologies for marine and polar research
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 22/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Ernane Silva

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • compressor linear com trajetórias ótimas de pistão para congeladores de temperatura ultrabaixa
  • O alto consumo energético de congeladores de temperatura ultrabaixa foi apontado pela Organização Mundial da Saúde como um dos maiores desafios relacionados à distribuição de vacinas contra a COVID-19. O aprimoramento desses equipamentos passa pelo desenvolvimento de tecnologias de compressão mais eficientes. Nesse contexto, o compressor linear surge como uma alternativa promissora, sendo caracterizado por uma alta eficiência energética. Em compressores deste tipo a compressão do gás é realizada por um pistão vinculado a um oscilador mecânico composto por molas e acionamento magnético. A eficiência desses equipamentos pode ser ainda mais elevada a partir da otimização da trajetória do pistão de acordo com a condição de operação. Embora a otimização de trajetória do pistão seja um tema praticamente inexplorado em compressores, um estudo realizado pelo proponente previu aumentos expressivos de eficiência para um compressor de pistão aplicado à refrigeração doméstica. Espera-se que ganhos ainda maiores sejam observados em congeladores de temperatura ultrabaixa devido às altas razões de pressão envolvidas. Assim, este projeto tem como objetivo desenvolver um compressor linear com trajetórias ótimas de pistão para congeladores de temperatura ultrabaixa. Com isto, espera-se avançar as pesquisas sobre compressores lineares e otimização de trajetórias de pistão, contribuindo para o desenvolvimento de tecnologias de compressão mais eficientes em uma aplicação de forte impacto social. O projeto envolverá o desenvolvimento e a utilização de ferramentas de simulação computacional baseadas em código livre para o dimensionamento de um compressor protótipo, que será construído, instrumentado e testado em uma bancada de testes montada para este fim. Nesta bancada será possível avaliar parâmetros de desempenho do compressor durante a sua operação em sistema, validando previsões teóricas e identificando oportunidades de melhoria.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ernesto Cesar Pinto Leal Junior

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • efeitos isolados e combinados de diferentes comprimentos de onda e diferentes fontes de luz na atividade de citocromo c-oxidase em músculo esquelético intacto de ratos
  • A utilização da fotobiomodulação com Laser de Baixa Potência (LBP) ou com diodo emissor de luz (LED) na resposta fisiológica do dano muscular causado pelo exercício físico vem apresentando resultados satisfatórios, pois, tem se mostrado eficaz na atenuação do dano muscular, auxiliando no processo de recuperação da função do músculo. No entanto, o tempo ideal entre realizar a irradiação e iniciar a atividade muscular ainda não está bem estabelecido. A modulação da atividade de citocromo c-oxidase tem sido apontada como o mecanismo chave de interação da radiação da luz com os diferentes tecidos biológicos, e um estudo recente sugere que a utilização de diferentes comprimentos de onda ao mesmo tempo (de maneira sinérgica) poderia otimizar a estimulação deste marcador. Portanto, o objetivo deste estudo é avaliar os efeitos isolados e combinados da fotobiomodulação com diferentes doses e diferentes comprimentos de onda na atividade de citocromo c-oxidase, bem como, determinar o intervalo de tempo em que ocorre o pico de atividade de citocromo c-oxidase no músculo esquelético. Para isso, serão utilizados ratos machos albinos da linhagem Wistar (240 ± 20g), distribuídos aleatoriamente em cinco grupos experimentais. O músculo tibial anterior dos animais será irradiado com diferentes doses (1, 3 ou 10 J), e diferentes comprimentos de onda (640, 875, 905 nm ou a combinação de 640, 875 e 905 nm), e então comparados à irradiação placebo. Após a irradiação, os músculos serão retirados de acordo com os tempos experimentais: 5, 10, 30 minutos, 1, 2, 12 e 24 horas. Em seguida, os músculos serão armazenados e encaminhados para análise. Será realizada a análise da expressão da citocromo c-oxidase através de imunohistoquímica.
  • Universidade Nove de Julho - SP - Brasil
  • 06/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ernesto Chaves Pereira de Souza

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • aplicação de materiais multifuncionais em eletrocatalise e recobrimentos protetivos
  • O alto consumo de energia em todo mundo tem ocasionado problemas ambientais e sociais, visto que a matriz energética mundial atual é constituída em sua maioria por combustíveis fósseis (carvão mineral, gás natural, petróleo e seus derivados). Uma das soluções que tem sido apontada é o uso de novas fontes de energias, que sejam ambientalmente amigáveis, tanto na produção como no armazenamento. Nesta perspectiva, uma alternativa bastante explorada é a produção de hidrogênio verde (H2V) e a redução de CO2 com conversão de moléculas de maior valor agregado, como metanol e etanol. Para o desenvolvimento destes processos tem-se usado, principalmente, a eletrocatálise e a fotoeletrocatálise. Neste contexto, grande parte da pesquisa está no desenvolvimento de materiais que atendam a demanda necessária para ser usada com este finalidade, ou seja, baixo custo de produção, materiais abundantes e não tóxicos, com alta eficiência de conversão da energia solar (no caso de fotocatalisadores), baixo consumo de energia (para eletrólise) e alta estabilidade química e física. Desse modo, este projeto tem por objetivo o desenvolvimento de materiais funcionais que atendam esta demanda e dada a experiência do grupo proponente, o projeto terá como foco a obtenção destes materiais, tanto na forma de ligas metálicas quanto como semicondutores, pela técnica de eletrodeposição em meio de líquido iônico, com foco nos elementos Co, Mo, Cu e Fe. A atividade catalítica dos materiais produzidos será avaliada na produção de hidrogênio e redução de CO2 na presença e ausência de luz, bem como sua resistência química pelo estudo dos processos de corrosão que estes materiais possam sofrer nos distintos meios em que serão utilizados. Espera-se ter materiais mais eficientes que possam ser empregados em processos comerciais. Outra abordagem será a avaliação das propriedades magnéticas destes revestimentos e o uso do campo magnético em conjunto com campo elétrico na performance do eletrocatalisador.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 05/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Estevam Guilherme Lux Hoppe

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • pesquisa de patógenos em lebres europeias (lepus europaeus pallas, 1778, lagomorpha: leporidae) no brasil
  • Invasões biológicas representam ameaça à biodiversidade em todo o mundo. A lebre europeia (Lepus europaeus) é uma espécie invasora que foi introduzida na América do Sul pela Argentina e Chile, alcançando o Brasil pela fronteira com o primeiro, graças à alta plasticidade ecológica e elevada taxa de reprodução. Os impactos ecológicos da invasão pela lebre europeia ainda são pouco conhecidos, porém estes animais podem atuar como reservatórios e disseminadores de doenças, tornando-se uma ameaça para as espécies silvestres nativas, animais domésticos e humanos. Diversos agentes patogênicos, tanto de importância em saúde animal quanto em saúde humana, já foram diagnosticados nesses animais em outras partes do planeta, entretanto, não há dados no Brasil. O presente estudo visa determinar a presença de patógenos relevantes à abordagem de Saúde Única através de métodos diretos e indiretos. Entre os agentes, destacam-se helmintos(morfologia e cPCR seguida de sequenciamento), coccídeos intestinais (morfologia de oocistos esporulados), Toxoplasma gondii (RIFI, bioensaio em camundongos e genotipagem por PCR multiplex, nPCR e RFLP-PCR), Leishmania spp. (cPCR seguido de sequenciamento), Brucella spp. (AAT), Leptospira spp. (MAT) e vírus do mixoma (ELISA e cPCR seguido de sequenciamento), relacionando características do hospedeiro como localidade, idade, sexo, condição corporal e fase reprodutiva com os indicadores de infecção dos patógenos e lesões macro e microscópicas. A equipe já desenvolve pesquisas com a espécie desde 2020 e tem resultados preliminares interessantes. Para tal, serão colhidas amostras de um mínimo de 60 lebres em São Paulo e Paraná, com adição de dados e amostras de 27 animais já capturados. Além da equipe envolvida no projeto, a participação de manejadores de fauna experientes asseguram sucesso de 0,54 lebres/h de esforço amostral. Os resultados do estudo serão úteis para subsidiar planos de manejo estaduais e/ou nacionais dessa importante espécie invasora.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Estevan Leopoldo de Freitas Coca

Ciências Humanas

Geografia
  • concertações políticas do campesinato e transição agroecológica na região sul e sudoeste de minas gerais
  • Por meio desse projeto de pesquisa pretendemos realizar um diagnóstico sobre o processo de transição agroecológica como parte da questão agrária atual, estudando o Polo Agroecológico e de Produção Orgânica da região Sul e Sudoeste de Minas Gerais, implementado pela lei nº. 23.939, de 23 de setembro de 2021. Os(as) pesquisadores(as) proponentes têm integrado o Polo através de núcleos de pesquisa e outras articulações coletivas que visam contribuir com a promoção da agroecologia na região. Buscaremos responder ao seguinte questionamento: existe uma concertação política do campesinato em torno do Polo com a finalidade de gerar a transição agroecológica no Sul e Sudoeste de Minas Gerais? Para isso, adotaremos os seguintes procedimentos metodológicos: i) levantamento qualiquantitativo sobre a agroecologia, a questão agrária, a agricultura e a alimentação na região; ii) visitas técnicas para mapeamento aéreo de unidades de produção em transição agroecológica; iii) entrevistas com dirigentes de todas as 11 representações coletivas que integram o Polo e; iv) participação em reuniões e eventos desse espaço. Avaliaremos a hipótese de que apesar de os coletivos e instituições que integram o Polo terem objetivos diversificados (grupos de produtores, consumidores, universidades, movimentos sociais etc.), eles têm criado uma concertação política com a finalidade de estabelecer a transição agroecológica na região. Conhecer essa realidade pode contribuir com os estudos sobre o papel do campesinato e da agroecologia na questão agrária contemporânea.
  • Universidade Federal de Alfenas - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Estevão do Nascimento Fernandes de Souza

Ciências Biológicas

Biologia Geral
  • os sons do bioma cerrado
  • O contato com a natureza proporciona melhorias na saúde e sensação de bem estar nos seres humanos, reduzindo o estresse, aumentando o foco e atenção e despertando diferentes emoções. Estes efeitos benéficos são resultados da interação dos cinco sentidos humanos com o seu meio, e entre eles, a audição, ou a percepção dos sons ocupa um papel de grande importância. O conjunto dos diferentes sons que compõem um ambiente é chamado de paisagem sonora e pode ser dividido em sons de fontes biológicas, os sons geofísicos, e os antropogênicos. As paisagens sonoras estão ameaçadas com o aumento da poluição sonora causada por fontes antropogênicas, como a expansão das cidades, o desmatamento e a redução da biodiversidade. O estudo dos efeitos da paisagem sonora, tanto em seres humanos quanto em animais é um tema transversal, englobando tanto áreas da ecologia quanto a fisiologia, o comportamento animal, e a saúde mental e física do ser humano. Com o avanço das fronteiras antrópicas e a expansão das cidades, a perda de áreas naturais e consequentemente seus serviços ecossistêmicos expõe a necessidade de pesquisar o efeito da perda dessas funções, e compartilhar seus resultados e consequências com a comunidade, para que esta seja também participativa em questões de proteção e preservação da natureza e da biodiversidade. O Jardim Botânico de Brasília abriga diferentes fitofisionomias do bioma Cerrado, além de 500 hectares abertos à visitação, e um público estimado em 30 mil visitantes mensais, sendo um importante centro gerador de informações sobre o bioma, com atendimentos em educação ambiental e a Biblioteca Digital do Cerrado como componentes principais de disseminação do conhecimento, e uma área privilegiada para se estudar a paisagem sonora do Cerrado.
  • Jardim Botânico de Brasília - DF - Brasil
  • 08/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Esther Jean Langdon

Ciências Humanas

Antropologia
  • inct brasil plural
  • Esta proposta tem como objetivo dar continuidade ao programa de pesquisa do Brasil Plural/IBP, que começou a funcionar como um INCT em 2009 a partir da iniciativa de pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina e da Universidade Federal do Amazonas, em parceria com outras instituições das regiões norte e sul do país, integradas em torno de um projeto de ciência contemporâneo e plural. O IBP conta atualmente com cerca de 60 pesquisadores associados e 25 convidados, e é um dos dez INCTs no campo das Ciências Humanas e Sociais Aplicadas e um dos três na área de Antropologia. Considerando a grande maioria dos INCTs, o IBP tem ainda uma particularidade que é a de articular e estimular a consolidação de redes de pesquisa que atuam em temáticas centrais da antropologia brasileira contemporânea. Sua proposta visa articular de forma transversal diferentes temáticas, em um programa de pesquisa e através de uma metodologia inovadora, que tem como focos centrais realizar pesquisas com alto impacto social e pensar uma ciência plural para o conhecimento e a construção de um Brasil plural, democrático e inclusivo de suas diversas populações, respeitando essa diferença e essa pluralidade. A proposta amplia a base institucional do INCT, incluindo não apenas novas instituições nas regiões que eram a base do projeto inicial, sul e norte, como uma nova região, o centro-oeste brasileiro. Além de pesquisadores de várias outras instituições e regiões. Essa ampliação da rede de pesquisadores e núcleos de pesquisa reforça a proposta de construção de um corpus etnográfico de pesquisas envolvendo diferentes comunidades, populações, grupos e localidades, buscando cartografar e dar visibilidade à pluralidade das experiências sociais brasileiras assim como delinear e rediscutir uma outra imagem sociocultural e ambiental do Brasil. As principais linhas de pesquisa são: 1) Saúde: Práticas locais, experiências e políticas públicas; 2) Cidadania e direitos; 3) Patrimônio, cultura e arte; 4) Saberes, políticas e socialidades em comunidades tradicionais. Essas linhas se desdobram em projetos bastante articulados com diversos dos temas e áreas estratégicas previstas na Chamada 16/2014 INCT-MCTI/CNPq/CAPES/FAPs, entre elas as de biotecnologia e uso sustentável da biodiversidade; agricultura; saúde e fármacos; desenvolvimento urbano e segurança pública. Os grandes desafios propostos pelo IBP são de ordem metodológica e epistemológica: 1) estruturar um programa de pesquisa articulado na forma de redes; 2) discutir e elaborar sobre as formas de impacto social da pesquisa antropológica; 3) buscar uma perspectiva de inovação e excelência que se traduza na renovação e criação permanente de formas de produção de conhecimento que considerem efetivamente a diversidade e a pluralidade; 4) dar visibilidade e promover a ação associada ao que fazemos, construindo instrumentos de democratização e acesso ao conhecimento científico e de devolução dos resultados dessas pesquisas às populações pesquisadas e aos órgãos públicos. Entre as diretrizes e eixos gerais que definem a especificidade do IBP, dois assinalamos como prioritários e que resumem nossa missão: 1) construir uma ciência plural, tanto no seu modo de operar quanto no reconhecimento de outros modos de conhecimento e de ação no mundo e na perspectiva dialógica e simetrizante da pesquisa junto às diferentes populações; 2) construir e consolidar um programa de pesquisas, que busque não somente mapear, cartografar, descrever ou retratar, a partir de uma perspectiva antropológica, diferentes realidades brasileiras em toda sua complexidade, mas que procure contribuir para a constituição de políticas públicas que garantam o direito à diferença e que respeitem a diversidade e a pluralidade da sociedade e da cultura no Brasil.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Esther Luna Colombini

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • bricsmart: aliança de tecnologia da informação e comunicação dos brics para utilização inteligente de recursos no combate a surtos de pandemia global
  • As pandemias podem ser definidas como surtos de doenças infecciosas em grande escala, resultando em potencial piora no quadro de saúde das pessoas e no aumento da mortalidade distribuídos por uma ampla área geográfica. Uma vez que uma pandemia tenha se iniciado, uma resposta coordenada deve ser implementada com foco na manutenção da consciência situacional, na disseminação de mensagens de saúde pública, na redução das taxas de transmissão e no cuidado e tratamento dos doentes. Uma infraestrutura de saúde pública capaz de identificar, rastrear, gerenciar e tratar os casos da doença com a capacidade para mobilizar recursos financeiros que possam custear a resposta à doença e suportar o choque econômico do surto é fundamental. Respostas e planejamentos de contingência bem-sucedidos exigem a capacidade de ampliar as intervenções de saúde de forma proporcional à gravidade do evento e à população em risco. Nesse cenário, é necessário que os países que integram os BRICS identifiquem e limitem os surtos que possam levar a pandemias, bem como que possam expandir e direcionar seu investimento na preparação de seus sistemas de saúde. O principal objetivo desta proposta de pesquisa integrada, BRICSmart, é aplicar técnicas do âmbito da Tecnologia da Informação e da Comunicação com vistas à utilização inteligente de recursos para o combate a surtos de pandemia global.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 06/05/2021-31/05/2023
Foto de perfil

Eucidio Pimenta Arruda

Ciências Humanas

Educação
  • políticas públicas para o uso de tecnologias digitais no contexto educacional pós-covid-19: análise entre países da ocde e brasil
  • Esta proposta de pesquisa vincula-se ao campo de pesquisa sobre tecnologias habilitadoras. O advento da pandemia da Covid-19 trouxe desafios novos e antigos à escola básica, sobretudo no que diz respeito ao acesso e à formação tecnológica de alunos e professores para responderem a novas demandas contemporâneas, inclusive as que envolvem ensinar e aprender em tempos e espaços diversos. Torna-se, dessa forma, fundamental entender, a partir das experiências dos países membros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e do Brasil, na condição de parceiro chave da OCDE, como estes desafios foram enfrentados e se existem políticas de consolidação do acesso a softwares, hardwares e internet, bem como mudanças curriculares oficiais que considerem não só a introdução de tecnologias nos componentes curriculares, mas práticas pedagógicas baseadas na educação remota (EaD) e no contexto de retorno presencial após as situações crônicas da pandemia. O objetivo geral é analisar as políticas educacionais e de investimentos dos países membros da OECD e do Brasil como estratégia para a ampliação do uso de tecnologias digitais de informação e comunicação na educação básica obrigatória (educação infantil, primário e ensino secundário), buscando compreender as implicações da pandemia nas mudanças de planejamentos estratégicos e pedagógicos na educação básica obrigatória dos países estudados. Devido à complexidade do problema que se apresenta, esta pesquisa será desenvolvida por meio de métodos quantitativos e qualitativos. Os países analisados serão os atuais 37 membros da OECD (incluiremos países que entrem posteriormente caso haja tempo hábil para a coleta) e o Brasil, denominado parceiro chave da OECD.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Euclydes Marega Junior

Outra

Multidisciplinar
  • despertando jovens talentos por meio de experimentações em feiras de ciências e em clubes de ciências e da criação de postagens interativas em plataformas de redes sociais
  • Para o presente projeto serão criados Clubes de Ciências em Escolas Públicas Estaduais de 7 municípios abrangidos pela Diretoria de Ensino – Região de São Carlos. O tema a ser desenvolvido será “Ciência, Tecnologia e Inovações para o planeta”. A exemplo do que ocorre todos os anos, os clubes de ciência criados desenvolveram experimentos ao logo de todo ano de 2022. Os experimentos serão apresentados durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Os estudantes deverão desenvolver experimentos tecnológicos que resolvam problemas da sociedade, dado atenção especial aos setores de maior vulnerabilidade social. Durante o desenvolvimento dos trabalhos os estudantes deverão compreender o princípio científico e tecnológico dos experimentos desenvolvidos. A capacidade inventiva, criadora e de caráter social será incentivada, pois consiste em excelente ferramenta para a inclusão de jovens no meio científico e tecnológico e na formação dos mesmos como cidadãos com pensamento científico crítico e de caráter inovativo e social. De modo contundente, esse tema irá de encontro a nossa meta de fortalecimento do ensino básico nas escolas públicas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 10/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Eudes Eterno Fileti

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • investigação de propriedades de interação entre eletrodos e eletrólitos em dispositivos de armazenamento de energia
  • Este projeto aborda o desenvolvimento e investigação de componentes de eletrólitos e eletrodos para aplicações de armazenamento de energia. A dinâmica molecular e as técnicas DFT são um método poderoso para o desenvolvimento e estudo de novos materiais. Três tópicos distintos são propostos: um enfoca a melhoria das propriedades de eletrólitos, como líquidos iônicos ou eletrólitos aquosos, alterando a composição, íons constituintes, frações molares e misturas aquosas e orgânicas. Um segundo, concentra-se em aumentar o rendimento do supercapacitor, empregando materiais 2D com propriedades exclusivas para fornecer uma resposta aprimorada do eletrodo. E um terceiro, visa a investigação computacional do mecanismo de corrosão na interface eletrodo-eletrólito, com base na tensão induzida em diferentes eletrodos de grafeno modificados.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Eufrânio Nunes da Silva Júnior

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • aplicação da catálise e suas diferentes facetas no desenvolvimento de processos catalíticos modernos e eficientes: uma abordagem multidisciplinar
  • A atual pandemia associada ao novo corona vírus explicitou a relevância da ciência para a solução de problemas que afetam a sociedade. Vacinas precisaram ser desenvolvidas rapidamente para atender a uma demanda mundial, exemplificando como o conhecimento científico e sua aplicação no desenvolvimento de novas tecnologias está intrinsicamente relacionado ao crescimento e sustentabilidade de uma nação. A catálise, presente em uma infinidade de processos industriais, é um importante tema da ciência que permite alcançar o desenvolvimento sustentável de um país respeitando a tríade - Economia, Social e Ambiental. A relevância do tema para a indústria nacional é indiscutível e projetos com o objetivo principal de produzir conhecimento visando novas tecnologias, baseadas nos conceitos de sustentabilidade, e, com possiblidade de serem inseridas em um sistema de economia circular são importantes para o contínuo melhoramento social e econômico do país. Assim, tendo em vista que, a catálise é estratégica para o contínuo crescimento da nação, este projeto tem como objetivo principal a busca pelo estado da arte da catálise, subdivida nos seguintes temas: (a) Catálise aplicada à síntese de moléculas bioativas, visando contribuir para que o país se torne menos dependente de Insumos Farmacêuticos Ativos importados; (b) Uso da nanociência para o desenvolvimento de nanocatalisadores aplicados a importantes processos industriais; (c) Processos catalíticos para a transformação de biomassa em produtos de valor agregado. Devido a interdisciplinaridade da catálise, o presente projeto também visa integrar cientistas de diferentes áreas do conhecimento. Temos especialistas em Química Orgânica, Inorgânica, Computacional, Físico-Química, Cristalografia, Nanotecnologia para estudos detalhados envolvendo síntese, cinética, dentre outros. Formação de recursos humanos altamente qualificados, divulgação da ciência, parcerias com o setor produtivo e internacionalização também são foco deste projeto.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 23/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Eugenio Damaceno Hottz

Ciências Biológicas

Imunologia
  • mecanismos de tromboinflamação na obesidade
  • A obesidade é um problema de saúde pública global associado a diversas comorbidades como hipertensão, diabetes e alto risco cardiovascular. A obesidade está relacionada a um estado pró-inflamatório e pró-trombótico que suporta o desenvolvimento da aterosclerose e a ocorrência eventos tromboembólicos, uma importante causa de mortalidade precoce em obesos. No entanto, mecanismos tromboinflamatótios que suportam o estado pró-trombótico, e como ele se relaciona com a inflamação crônica característica da obesidade, permanecem elusivos. Neste projeto, nós estudaremos células e tecidos de pessoas com obesidade e sobrepeso, e utilizaremos modelos inovadores e estabelecidos de interação ex vivo para investigar mecanismos e funções imunes de plaquetas e vesículas extracelulares (VE) pró-coagulantes. Além disso, analisaremos importantes aspectos da interação plaqueta-leucócitos na imunorregulação e amplificação inflamatória durante a obesidade. Plaquetas são efetores fundamentais da coagulação e da trombose patológica que vêm ganhando atenção pela sua participação em processos imunes e inflamatórios, contribuindo na regulação imune via interação com leucócitos, secreção de mediadores inflamatórios e liberação de VE. Nós pretendemos gerar observações clínicas translacionais a partir da caracterização de VE circulantes e derivadas do tecido adiposo, e dos agregados plaqueta-leucócitos circulantes, incluindo as principais subpopulações de linfócitos, monócitos e neutrófilos. A partir de ensaios funcionais ex vivo e in vitro, nós investigaremos os mecanismos que regulam processos patológicos na imunidade inata e adaptativa associados ao risco cardiovascular e inflamação crônica na obesidade. Nossa hipótese central é de que os mecanismos de ativação da coagulação e da resposta imunológica estão conectados em uma alça de amplificação recíproca que alimenta os mecanismos fisiopatológicos associados à inflamação e o alto risco cardiovascular em indivíduos obesos.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Eugenio Fernandes Queiroga

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • os sistemas de espaços livres nas transformações contemporaneas da paisagem: políticas e projetos
  • O projeto abordará a urbanização brasileira contemporânea, e de forma geral, latino-americana, a partir do entendimento da transformação do Sistema de Espaços Livres e da Paisagem resultante em Regiões Metropolitanas. O forte crescimento econômico na década de 2000 imprimiu transformações nas formas de apropriação e organização do território, implementando infraestruturas, com acentuada ampliação de áreas urbanizadas por população vulnerável, que resultaram em mudanças expressivas na sua configuração. Os impactos não se restringem aos tecidos urbanos consolidados, mas consideram os espaços intermunicipais e a urbanização fragmentada. Afetam diretamente as áreas de preservação ambiental e as estruturas naturais como rios e florestas, e a fauna associada. Os conflitos e os processos dinâmicos pressupõem análise sistêmica para sua apreensão. Pretende-se inovar e desenvolver abordagens que permitam compreender, conceituar e cartografar as transformações na forma, no papel e na apropriação dos Sistemas de Espaços Livres das cidades incorporando os espaços livres não urbanos, bem como os processos socioeconômicos e culturais envolvidos. Deste modo, inova-se em três frentes pouco consolidadas: (i) escala, do local ao intermunicipal e regional; (ii) estudo das transformações, por buscar estratégias de compreensão e mapeamento de processos dinâmicos, investigando as inter-relações entre os vários sistemas antrópicos e naturais; e ao incorporar o (iii) estudo das formas de apropriação dos espaços livres nas suas múltiplas escalas, das ruas à Paisagem. Dando continuidade aos dois projetos temáticos desenvolvidos desde 2006 e coordenados pelo LabQUAPÁ-FAUUSP, pretende-se desenvolver Oficinas nas Regiões Metropolitanas selecionadas, no estado de São Paulo e no México, envolvendo universidades, poder público e representantes da sociedade civil para discussão da problemática levantada, com especial atenção às políticas e projetos, visando cooperar com políticas públicas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Eurico de Arruda Neto

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • prospecção metagenômica de vírus patogênicos com potencial pandêmico em morcegos.
  • A pandemia de COVID-19 causada pelo coronavírus SARS-CoV-2 é a ameaça mais significativa à saúde humana desde 1918. Outros coronavírus causadores de epidemias no século XXI, como SARS-CoV e MERS-CoV, emergiram de spillovers a partir morcegos, infectando ou não outros animais como hospedeiros intermediários ou potenciais reservatórios. A emergência de vírus a partir de animais silvestres, com ênfase em morcegos, é muito importante em saúde humana, e sua prospecção permite antecipar problemas e enfrentá-los proativamente, criando bases científicas para o desenvolvimento de métodos de diagnóstico e medidas preventivas e terapêuticas, de máxima utilidade por ocasião de epidemias. Neste projeto objetivamos fazer prospecção, identificação e caracterização de vírus importantes em saúde pública, em morcegos de ambientes silvestres e periurbanos. O projeto é viável pois a equipe se compõe de pesquisadores de três instituições com as condições para fazê-lo, com contrapartidas materializadas em bolsas já concedidas em projetos vigentes, com laboratórios NB3 e NB2, e com experiência em virologia e saúde pública humana e animal, além de expertise em prospecção e detecção de vírus, filogenia e filo-geografia de vírus. Temos também acesso a tecidos e amostras de morcegos, muitos já coletados e armazenados em repositórios locais, e também com capacidade de novas capturas. Tecidos de morcegos capturados antes e durante a pandemia de COVID-19 nos estados de São Paulo e Ceará serão usados para extração de ácidos nucleicos e sequenciamento de nova geração. Análises de bioinformática permitirão montar genomas virais e fazer análises filogenéticas e filodinâmicas, assim permitindo estudar evolução, possíveis vias de transmissão, e distribuições espacial. Após identificação dos vírus, ensaios de PCR específicos poderão ser desenvolvidos para diagnóstico dos vírus detectados. Muitas novas avenidas de pesquisa podem ser abertas dependendo das descobertas feitas na metagenômica.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 25/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Eurico de Arruda Neto

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • coronavírus humanos: estudos de virologia aplicada sobre diagnóstico rápido, patogênese, prevenção e persistência de sars-cov-2.
  • A emergência de infecção por um novo coronavírus humano (HCoV) na China em dezembro de 2019 resultou em uma pandemia que se tornou um dos mais significantes problemas de saúde da história da humanidade. O novo HCoV foi denominado SARS-CoV-2 e a doença por ele causada COVID-19. A COVID-19 varia de sintomas e sinais de infecção respiratória leve até pneumonia grave com insuficiência respiratória e morte. Em cerca de cinco meses COVID-19 já foi relatada em todos os continentes exceto a Antártida, com 2,858,635 casos confirmados e 196,295 óbitos. Apesar da intensa pesquisa sobre SARS-CoV-2 no mundo inteiro com rápida geração de conhecimentos em virologia, epidemiologia e aspectos clínicos da infecção, muitos ainda são os gaps no conhecimento sobre este agente tão importante em saúde pública. Dados recentes mostram que passagens seriadas do vírus em células Vero, largamente usadas mundialmente, induzem adaptação de SARS-CoV-2, especialmente no sítio de clivagem entre regiões S1 e S2 da espícula glicoproteica, com alteração fenotípica importante, inclusive no ensaio de placas de lise, gerando progênie com acentuada redução de infectividade. Isso é preocupante, pois indica que é preciso utilizar-se estoques produzidos em células humanas para ensaios in vitro, já que resultados obtidos com estoques feitos em Vero (de macaco) podem produzir resultados não confiáveis em ensaios de neutralização e em caracterização de isolados clínicos de SARS-CoV-2 brasileiros. No curso da pandemia de COVID-19 temos feito ensaios de neutralização para identificar plasmas de doadores para tratamento de doentes graves, e para isso usamos estoques após número variável de passagens em células Vero E6, e temos percebido claramente que há variações na capacidade neutralizante, dependendo do estoque viral usado. Neste projeto pretendemos padronizar ensaios de neutralização adequados, usando com estoques de SARS-CoV-2 passados em células humanas, e testando a neutralização em células humanas. Já identificamos células HUH7 e células A549 tratadas infectadas em meio com tripsina como boas candidatas. Até o presente são conhecidos sete HCoVs que infectam o homem: os quatro HCoVs ditos endêmicos (229E, OC43, NL63 e HKU1), que frequentemente causam infecções respiratórias em geral leves. Todavia, nosso grupo recentemente demonstrou que esses coronavírus podem causar infecção grave em lactentes e neonatos, inclusive com risco aumentado de necessitarem de admissão na UTI pediátrica. Além disso, nós demonstramos a presença de HCoVs humanos em secreções e tecidos obtidos de patologias crônicas do trato respiratório superior e de cavidades adjacentes (ouvido médio e seios maxilares) em diversas circunstâncias. Temos fortes evidências de que os vírus respiratórios, inclusive os coronavírus, persistem em células linfo-hematopoiéticas humanas de tonsilas, e é razoável supor que o mesmo acontecerá com SARS-CoV-2 após a pandemia o que será possível investigar dentro das parcerias que já temos com docentes da Otorrinolaringologia da FMRP-USP. Outra questão crítica é o desenvolvimento de testes diagnósticos rápidos, especialmente do tipo point of care, e para isso estamos produzindo antissoros policlonais em camundongo e coelho, para serem usados em testes de captura de antígenos em secreções respiratórias, em formato simples como aglutinação de látex, o que poderá resultar no desenvolvimento e padronização de teste de baixo custo. Finalmente, com base na nossa experiência prévia com o desenvolvimento de modelo experimental de infecção por vírus em hamster, e considerando que modelos experimentais de SARS-CoV-2 e SARS-CoV em hamster foram bem sucedidos, pretendemos adaptar esse modelo no laboratório BSL3 da FMRP-USP, permitindo utilizá-lo para testar vacinas, tratamentos e estudar patogênese. Temos estrutura para infectar e manter hamsters na nossa facility BSL3. O objetivo geral do projeto é desenvolver pesquisas em virologia de SARS-CoV-2 na realidade pandêmica do Brasil, priorizando experimentos e hipóteses que tenham caráter prático, possibilitando aplicações no diagnóstico, testagem de produtos em modelo animal, além de contribuir para o entendimento da patogênese da infecção por SARS-CoV-2. Tudo isso será feito permitindo a formação de recursos humanos, criando massa crítica para o enfrentamento de pandemias no Brasil. Nossos objetivos específicos são: 1)Desenvolver métodos de diagnóstico rápido para SARS-CoV-2 mediante detecção de antígeno viral em amostras clínicas de secreção respiratória e/ou saliva; 2)Padronizar ensaios de neutralização para uso em estudos de patogênese, usando estoques adequados de SARS-CoV-2 obtidos de amostras, passados em linhagens de células humanas, para identificar resposta sorológica protetora na população, e para selecionar doadores de plasma hiperimune; 3)Obter isolados clínicos de SARS-CoV-2 brasileiros para avaliação comparativa de fitness, curva de replicação, fenótipo de placa de lise e virulência em animal experimental; 4)Avaliar após o pico de maior atividade da pandemia, a persistência de SARS-CoV-2 em tecidos associados ao trato respiratório humano: tonsilas (adenoide e amígdalas) e mucosas nasal e de seios maxilares; 5)Estabelecer e otimizar na facility BSL-3 da FMRP-USP um modelo experimental de infecção por SARS-CoV-2 em hamster, que sirva para testar vacinas candidatas, tratamentos em estudo pré-clínico e patogênese da infecção. Esperamos contribuir com produtos e descobertas que possam ser aplicados ao melhor enfrentamento da pandemia de COVID-19 no Brasil.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 27/08/2020-26/09/2022
Foto de perfil

Eurico Oliveira Matos Neto

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • discurso de ódio online e aplicativos de mensagem instantânea: uma abordagem sociotécnica de interações no whatsapp e no telegram
  • A circulação de discurso de ódio em ambientes on-line configura-se como um dos principais desafios para as democracias contemporâneas. A literatura tem apontado que a discriminação contra grupos vulnerabilizados em razão de características identitárias (gênero, raça, orientação sexual, origem etc.) ganha especificidades quando praticada nas mídias digitais (BROWN, 2018; SIEGEL, 2020). O aumento, por exemplo, da visibilidade de símbolos de supremacia branca e de ataques a grupos étnicos sinaliza a necessidade de governos, pesquisadores e organizações civis combaterem os desdobramentos do discurso de ódio praticado na internet (PAREKH, 2012; SILVA, 2016). Esta pesquisa examina como as características sociotécnicas das plataformas de mensagem instantânea estruturam a produção, a circulação e o combate ao discurso de ódio on-line. O estudo foca especificamente no debate em grupos públicos do WhatsApp e do Telegram no contexto brasileiro, reconhecendo a centralidade destas plataformas para a comunicação cotidiana e a consolidação do celular como principal canal de acesso à internet no país (IBGE, 2015). A hipótese central é de que a dinâmica do debate mediado por esses aplicativos resulta da negociação entre as normas de sociabilidade estabelecidas por grupos de usuários e o que chamaremos de "gramática das plataformas" (OMENA, RABELLO e MINTZ, 2020), ou seja, o conjunto de funcionalidades expressas materialmente nas interfaces de um determinado meio digital, sobre o qual se inscrevem usos possíveis, planejados ou não. Assim, intencionamos saber: que tecnicidades oportunizam os discursos de ódio nesses ambientes? Por meio de que práticas? Que apropriações viabilizam? Quais táticas de enfrentamento às discriminações permitem? Com base em uma abordagem quali-quantitativa, a pesquisa vai monitorar grupos públicos nos referidos aplicativos, analisar a interface das ferramentas que disponibilizam e realizar entrevistas semiestruturadas com usuários.
  • Fundação Getúlio Vargas - RJ - Brasil
  • 02/05/2022-31/05/2025
Foto de perfil

Euripedes Constantino Miguel Filho

Ciências da Saúde

Medicina
  • inct de psiquiatria do desenvolvimento para crianças e adolescentes
  • Os transtornos mentais têm início em fases precoces da vida e estão entre as maiores fontes de incapacitação e de gastos em saúde. Dados epidemiológicos gerados por nossa equipe demonstraram que apenas 20% das crianças brasileiras com problemas de saúde mental têm acesso a cuidados adequados. O Instituto Nacional de Psiquiatria do Desenvolvimento para Crianças e Adolescentes (INPD) foi criado em 2009, tem como missão a geração de conhecimento e formação de recursos humanos em saúde mental infantil e adolescente usando o referencial da psiquiatria do desenvolvimento. Tendo como premissa as evidências de que os transtornos mentais estão relacionados a alterações precoces no desenvolvimento cerebral e que, intervindo nesse processo, podemos revertê-las. Na atual proposta, desenvolvemos a segunda fase do INPD (INPD II), onde iremos implementar um programa que articula ciência e tecnologia com o desenvolvimento de recursos humanos, transferência de conhecimento para a sociedade (setores público e privado), e internacionalização. Nosso objetivo é continuar dois bem sucedidos estudos de coorte, iniciar uma nova intervenção para os estágios mais precoces do desenvolvimento e criar um centro para integração de dados. A Coorte de Alto Risco é um estudo de neurociência populacional que utiliza um desenho de coorte acelerado para mapear o desenvolvimento de 2.500 crianças, avaliadas inicialmente entre 6-14 anos e num seguimento de três anos. No INPD II, serão avaliados em idades entre 12 e 20 anos, quando o início da maioria dos transtornos já é detectável. Este projeto combina tecnologias de ponta, incluindo sofisticadas técnicas de neuroimagem, avaliação cognitiva, genética e biologia molecular, para caracterizar as trajetórias de neurodesenvolvimento associadas aos transtornos mentais. A Coorte de Nascimento Butantã inclui 900 crianças de comunidades vulneráveis, cujo desenvolvimento foi monitorado a partir da 26 ª semana de gestação até 2 anos. No INPD II, os sujeitos serão avaliados aos cinco anos para investigar quão precocemente é possível detectar alterações no neurodesenvolvimento associadas ao desenvolvimento cognitivo pré-escolar. Vamos ainda testar o Programa Visitando Jovens Mães em um ensaio randomizado controlado com gestantes de alto risco para promover o desenvolvimento intrauterino saudável. Será avaliado o efeito de uma série de estímulos ambientais e sociais associados à intervenção sobre o neurodesenvolvimento. Além disso, pretende-se criar um Centro de Integração de Dados, para integrar a enorme quantidade de dados e desenvolver modelos de predição oriundos de abordagens multimodais. Este centro vai promover a troca de dados de forma segura intra e extramuros, nutrindo colaborações nacionais e internacionais. No INPD II várias iniciativas serão implementadas para melhorar a massa crítica na área de saúde mental infantil e adolescente, proporcionando uma formação de ponta em psiquiatria do desenvolvimento, incluindo centros menos desenvolvidos do Brasil. Vamos criar o Programa Internacional de Pós-Graduação Especial Tripartite em Neurociência Translacional do Desenvolvimento para atrair estudantes brasileiros e estrangeiros promissores, que buscam o título de doutorado, e um programa de certificação de um ano em saúde mental infantil para profissionais de saúde que trabalham no sistema público de saúde. Para Transferir Conhecimentos para a Sociedade, vamos criar o e-Cuidar de Saúde Mental de Crianças e Adolescente e do Desenvolvimento, uma plataforma de ponta para divulgar o conhecimento com interfaces de web e de celulares, onde informações científicas relevantes serão traduzidas para o público em geral. Para atingir esta meta, estabelecemos uma parceria com o Centro Harvard de Desenvolvimento da Criança, que irá nos ajudar no desenvolvimento de conteúdo. Numa parceria com a empresa de telefonia VIVO, vamos divulgar estas informações através de telefones celulares, ampliando significativamente nosso alcance na população geral. Várias iniciativas foram designadas para promover a transferência de conhecimento em grande escala aos setores público e privado. Implementaremos o Programa de Intervenção Visitando Jovens Mães, em colaboração com a Secretaria de Saúde da cidade de São Paulo e Maria Cecília Couto Vidigal, em várias áreas de cidade. O Projeto Cuca Legal, um programa escolar de conhecimento sobre saúde mental, desenvolvido e testado pela equipe do INPD, será ampliado para os professores de mais de mil escolas públicas do país. Em parceria com Instituto D'Or de Pesquisa e Ensino, vamos construir uma plataforma de software para combinar dados em larga escala com o objetivo de identificar indivíduos em risco para transtornos mentais, o que pretende ser transformado em uma empresa (spin-off). Com foco na Internacionalização do INPD II, nós vamos avançar nos programas já estabelecidos com a Yale University, Harvard Medical School, King’s College London, University of Toronto e o Karolinska Institute. Vamos criar o programa ResearchMatch que estabelecer um direcionamento para promover o intercâmbio de pesquisadores entre o INPD e outras instituições internacionais. Ao investir nestas estratégias, e em outras como tornar acessível o nosso Centro de Integração de Dados, esperamos atrair estudantes e professores de instituições das Américas, Europa e sudeste asiático. Intervenções iniciadas precocemente nas vidas de crianças carentes tem muito maior retorno econômico do que as tardias. O INPD é um exemplo de time de pesquisa altamente produtivo trabalhando para colocar o Brasil entre os melhores grupos de pesquisa na área de neurodesenvolvimento no mundo. Com um portfolio de projetos sinérgicos focados no desenvolvimento infantil, nós estamos confiantes que a renovação dos recursos para o INPD II terá um impacto direto no desenvolvimento das nossas crianças e proverá inovações radicais que terão um impacto no cenário mundial de saúde mental.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Euzeli da Silva Brandão

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • lesões de pele relacionadas ao uso de produtos e equipamentos de proteção individual em profissionais de saúde no contexto da covid 19: estudo caso-controle
  • Introdução: Apesar da falta de esclarecimentos sobre a história natural e de medidas de efetividade inquestionáveis para manejo clínico dos casos de infecção humana pelo SARS-CoV-2, sabe-se que o vírus é altamente transmissível e provoca uma síndrome respiratória aguda. Assim, recomenda-se durante o cuidado direto ao paciente o uso de produtos para higiene das mãos como sabões e antissépticos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Neste contexto ressalta-se a maior vulnerabilidade da pele dos profissionais as agressões química e física, em especial, no contexto do Covid 19, onde a frequência do uso de produtos como sabões e antissépticos e tempo de uso de EPIs se tornam maiores. Objetivo geral: Investigar os fatores associados ao desenvolvimento de lesões de pele em profissionais de saúde no contexto da COVID 19. Método: estudo amostral observacional do tipo caso controle. Serão participantes da pesquisa os profissionais de saúde envolvidos no atendimento a pessoas com COVID 19 no período da pandemia. Os dados de interesse serão obtidos mediante aplicação de um questionário, convertido para o formato online, através do Google forms. Para análise dos dados, será realizado teste de significância para verificar se ocorreu diferença significativa entre as proporções dos grupos, “casos” e “controle”. A razão de chance ou chance relativa (odds ratio) permite avaliar a grandeza do efeito por meio das observações de uma única amostra definida como o quociente entre a probabilidade de um determinado evento ocorrer e a probabilidade de não ocorrer. Quanto mais forte for a associação, maior será a possibilidade de haver relação causal entre o fator de exposição e a ocorrência de lesão de pele em profissionais de saúde. Todos os preceitos éticos serão contemplados.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022