Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ariane Zamoner Pacheco de Souza

Ciências da Saúde

Farmácia
  • impactos da exposição a agrotóxicos sobre organismos não alvo
  • O Brasil é um dos maiores produtores agropecuários e um dos principais consumidores de agrotóxicos do mundo. Nosso grupo tem contribuído no estudo dos impactos de compostos toxicantes, fornecendo dados relevantes dos efeitos de contaminantes ambientais, substâncias tóxicas e desreguladores endócrinos sobre diferentes sistemas biológicos. Estudo epidemiológico prévio do grupo, investigando o perfil de consumo de agrotóxicos e agravos a saúde entre agricultores do extremo Oeste de SC, demonstrou resultados preocupantes. O uso de agrotóxicos, o descuido no seu manejo e o forte predomínio da atividade agropecuária na região, sugerem associação entre a exposição a agrotóxicos e o desenvolvimento de diversos agravos a saúde. Nesse contexto, é imperativo esclarecer o mecanismo de ação e o potencial de toxicidade dos agrotóxicos. No presente projeto, daremos ênfase a modelos experimentais (animais e cultivos celulares) de exposição a toxinas de impacto ambiental (glifosato, piriproxifeno e dicamba), com foco no estudo dos efeitos sobre vias metabólicas e estado redox que possam estar associadas a transtornos reprodutivos e psiquiátricos em roedores e peixes zebra, bem como em linhagens celulares em cultura. Paralelamente, será conduzido um estudo epidemiológico por meio de inquéritos para diagnóstico de depressão e sintomas de ansiedade, além de testes de biomonitoramento, avaliando parâmetros oxidativos e inflamatórios no sangue periférico de agricultores ocupacionalmente expostos a agrotóxicos na região Oeste de SC. O conhecimento dos alvos e dos mecanismos de toxicidade envolvidos nos efeitos desses compostos poderão fornecer evidências aos órgãos reguladores quanto ao controle do uso destas substâncias, bem como de estratégias de redução de danos. Nossa hipótese é que a exposição a agrotóxicos causa disfunção metabólica e dano oxidativo, levando ao comprometimento das funções celulares, culminando em transtornos psiquiátricos e reprodutivos.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 01/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Arie Fitzgerald Blank

Ciências Agrárias

Agronomia
  • melhoramento de manjericão (ocimum basilicum l.) visando óleos essenciais com novas composições químicas e atividade antioxidante.
  • Pesquisas demonstram ser possível desenvolver cultivares de manjericão (Ocimum basilicum) com maior concentração de compostos específicos no óleo essencial os quais podem conferir novos sabores e aromas, com propriedades antioxidantes, que poderão atender às demandas da indústria alimentícia e gastronômica. O objetivo geral do projeto é desenvolver linhagens de manjericão com novas composições químicas e atividade antioxidante. Os objetivos específicos são: obter híbridos triplos e realizar a seleção de indivíduos promissores na geração F2; realizar ciclos de autofecundação até obter sementes F6; realizar ensaios de competição de linhagens de manjericão em diferentes locais para lançar cultivares com novas composições químicas e atividade antioxidante; e estudar a herança de variáveis agronômicas e químicas a partir dos cruzamentos de manjericão. Os cruzamentos serão realizados em plantas matrizes mantidas em estufa agrícola do Departamento de Engenharia Agronômica da UFS. Os ensaios de seleção e autofecundação de plantas F2 até F6 serão na Fazenda Experimental “Campus Rural da UFS”. O ensaio para estimativas de parâmetros genéticos será realizado no Fazenda Experimental “Campus Rural da UFS”. Os ensaios de competição de linhagens de manjericão obtidas a partir de três cruzamentos serão implantados em três regiões distintas. As análises dos componentes dos óleos essenciais serão realizadas utilizando GC-MS/FID. O potencial antioxidante dos óleos essenciais será analisado através do método DPPH. Com o ensaio de parâmetros genéticos serão estimadas: a variância fenotípica, variância genotípica, variância ambiental e a herdabilidade no sentido amplo. Já o com os resultados de desempenho nos ensaios de competição de linhagens, serão selecionadas as melhores linhagens que poderão dar origem a uma ou mais cultivares.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ariete Righi

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • espectroscopias ópticas em heteroestruturas semicondutoras bidimensionais
  • Heteroestruturas bidimensionais (2D) são formadas pelo empilhamento de camadas atômicas de materiais de diferentes características, tais como grafeno, nitreto de boro hexagonal e dicalcogenentos de metais de transição. Essa combinação de diferentes materiais permite produzir heteroestruturas com diferentes propriedades ópticas e eletrônicas que estão relacionadas com a interação entre os diferentes materiais. Entender os mecanismos de interação entre as monocamadas e as propriedades ópticas e eletrônicas das heteroestruturas é essencial para o desenvolvimento de dispositivos opto-eletrônicos baseados nessas heteroestruturas. Assim, este projeto tem por objetivo produzir diferentes tipos de heteroestruturas e investigar suas propriedades ópticas e eletrônicas. Para o desenvolvimento do projeto as principais técnicas utilizadas serão a fotoluminescência e o espalhamento Raman com múltiplas energias de excitação que permite relacionar estrutura vibracional com estrutura eletrônica. Um dos problemas a serem abordados nesta proposta é a formação de estados excitônicos entre camadas e acoplamentos éxciton-fônon entre camadas em heteroestruturas formadas pela combinação de diferentes semicondutores bidimensionais. Outro problema a ser abordado é o estudo de materiais 2D e suas heteroestruturas como substratos para espalhamento Raman intensificado por superfície (SERS) que é uma técnica muito usada na detecção de pequenas quantidades de moléculas orgânicas ou inorgânicas pela intensificação dos seus espectros característicos. A interação de certas moléculas com materiais bidimensionais pode levar a transferências de carga ou formação de novos estados eletrônicos ou estados híbridos que levam à intensificação do espectro Raman. Compreender como ocorre a interação entre moléculas e materiais 2D e os mecanismos responsáveis pela intensificação do sinal é fundamental para ampliar as possibilidades de aplicar esses materiais na detecção de diferentes tipos de moléculas.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Arildo José Braz de Oliveira

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • produção de frutanos de stevia rebaudiana obtidos por hidroponia: avaliação de suas atividades biológicas e aplicações tecnológicas
  • A Stevia rebaudiana (Bertoni) Bertoni pertence à família Asteraceae, o uso de suas folhas já está bem estabelecido pela indústria devido a obtenção dos glicosídeos do steviol que possuem propriedades edulcorantes de grande interesse comercial. Em relação a metabólitos primários, principalmente os frutanos, existem somente alguns estudos que relatam o isolamento e identificação dessa classe de compostos a partir dos caules e raízes da S. rebaudiana. Os frutanos são polissacarídeos de reserva muito importantes devidos suas inúmeras aplicações tecnológicas. O desenvolvimento de métodos biotecnológicos: tais como micropropagação, cultura de celulas e de tecidos vegetais ou de técnicas agronômicas como a hidroponia são propostas sustentáveis para a produção destes compostos bioativos. A hidroponia para obtenção de frutanos se apresenta como uma alternativa viável para produzi-los de maneira ambientalmente correta, com um rígido controle das variáveis de produção, não utilização de agrotóxicos, onde as plantas serão cultivadas em estufa ou sala de cultivo, sem necessidade do uso do solo, aumentando a produtividade e qualidade, visto que os nutrientes podem ser balanceados e controlados. Portanto o presente projeto visa à obtenção, caracterização química utilizando técnicas cromatográficas (CG e CLAE), colorimétrias (espectrofotometria UV-VIS), espectroscópicas (RMN e EM), estudos reológicos e a avaliação biológica de frutanos obtidos a partir de plantas de S. rebaudiana cultivadas em condições hidropônicas, uma metodologia inovadora e de grande interesse ao setor agroindustrial.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ariovaldo Umbelino de Oliveira

Ciências Humanas

Geografia
  • conflitos por terra, grilagem e a formação da propriedade privada no brasil
  • A presente proposta objetiva analisar a relação entre a formação da propriedade privada capitalista da terra, os conflitos fundiários e a grilagem no Brasil. Assim, pretende-se produzir uma cartografia que contemple a inter-relação supracitada, a partir de um vasto conjunto de estudos de caso realizados em diferentes regiões geográficas que serão aprofundados a partir dos conteúdos contemporâneos da questão agrária e da problemática fundiária brasileira. Trata-se aqui de um desafio compartilhado por uma equipe de geógrafos e historiadores preocupados em desnudar as múltiplas estratégias de constituição de cadeias dominiais de documentos falsificados, especialmente a partir de 1988, momento central de consolidação da democracia brasileira com a Constituição Federal, que são sistematicamente utilizadas para deslegitimar, desautorizar e mesmo expulsar indígenas, quilombolas e camponeses de suas terras no campo. E por esse viés, apropriar-se privada e ilegalmente das terras públicas devolutas ou não e convertê-las em terras particulares. Compreendemos que a propriedade privada capitalista das terras configura-se como a forma hegemônica de acesso às frações do território brasileiro. Ela é fundamento da concentração de riqueza e de poder político e simultaneamente produtora e reprodutora da violência e dos conflitos fundiários. Contudo, sua constituição se realiza, assim como o desenvolvimento do capitalismo no campo, de modo desigual e contraditório. Por isso, justifica-se a compreensão e a cartografia dos conflitos originados da formação e na expansão da propriedade privada por meio da grilagem de terras. Torna-se relevante a compreensão dos próprios documentos estatais que evidenciam indícios de grilagem em todas as regiões brasileiras em articulação com a dinâmica das áreas de conflitos agrários no país. Compreende-se que as estratégias atualizadas de grilagem também perpassam mecanismos permeados pelo uso das tecnologias.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025