Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Williame Farias Ribeiro

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • determinação voltamétrica de contaminantes prioritários e emergentes em matrizes ambientais e alimentícias inseridas no vale do mamanguape-pb
  • A qualidade ambiental é a base para a preservação da vida das futuras gerações, sendo a água a substância que sustenta e permite a estruturação da sociedade humana. Nesse contexto, a temática dos contaminantes prioritários e emergentes tem despertado à atenção dos pesquisadores para pesquisas científicas no mundo todo sob os mais variados aspectos, visando o controle dos níveis de contaminação desses compostos nos diferentes compartimentos ambientais (solo, água e ar). Devido à natureza tóxica e carcinogênica dessas substâncias, o desenvolvimento de metodologias analíticas para sua identificação e determinação quantitativa em nível de traços em matrizes ambientais e de alimentos se faz necessário, uma vez que apresentam alta sensibilidade e seletividade, baixo custo e podem ser empregadas in situ, com vista a validação de metodologias para implantação de análises de rotina. Amostras de água, solo e de alimentos serão coletadas no entorno dos engenhos paraibanos, incluído os inseridos na região do Vale do Mamanguape-PB, e estocadas em condições adequadas. As amostras serão coletadas periodicamente ao longo do ano, para abranger períodos de colheita e pós-colheita permitindo a avaliação da ocorrência em termos de sazonalidade climática e de produção agrícola. Procedimentos para otimização das melhores condições de análise voltamétrica serão realizados, incluindo aqui tipos de eletrodos, modificações químicas, parâmetros voltamétricos, eletrólitos de suporte, solvente e métodos de extração. Espera-se com esse estudo, a implantação de metodologias analíticas eficientes, confiáveis, sensíveis e de baixo custo, que ofereçam à população paraibana métodos analíticos práticos e mais acessíveis para determinação e caracterização desses contaminantes, de forma a monitorá-los e investigá-los em ambientes que não recebem tratamento adequado.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Willian Bucker Moraes

Ciências Agrárias

Agronomia
  • dinâmica espaço-temporal da murcha de fusário em cafeeiro conilon e avaliação da resistência de clones à doença
  • O Brasil é o maior produtor e exportador de café (Coffea spp.), e o segundo maior produtor da espécie C. canephora Pierre ex. Froehn. Na cultura do cafeeiro conilon as doenças fúngicas reduzem a produtividade e a longevidade dos cafezais. Dentre essas doenças, a murcha de fusário têm causado danos às lavouras e consequentemente perdas. Essa doença tem como agentes etiológicos espécies fúngicas do gênero Fusarium. Essa doença foi recentemente diagnosticada e portando até então não foram realizados estudos epidemiológicos e avaliação da resistência de clones à doença para auxiliar na elaboração e proposta de estratégias de manejo. Objetiva-se com esta proposta estudar as características epidemiológicas da murcha de fusário em cafeeiro conilon e classificar os clones quanto à resistência à doença. O projeto é composto por dois experimentos. O primeiro experimento será realizado durante os anos agrícolas de 2019/2020 e 2020/2021, em duas lavouras de Coffea canephora L. da variedade “Robusta Tropical”, no estado do Espírito Santo onde será monitorado e registrado o progresso da incidência da murcha de fusário ao longo do tempo (análise temporal), e do espaço (análise de distribuição espacial das plantas doentes). Todas as plantas do talhão serão avaliadas mensalmente quanto à presença ou ausência de sintomas da doença. Será calculado o valor de incidência da doença na lavoura em cada mês, e os dados utilizados para a análise do progresso da doença ao longo do tempo. A localização das plantas sadias e doentes, em cada avaliação, irão gerar mapas, os quais serão utilizados para a análise dos padrões de distribuição espacial da doença. O segundo experimento será conduzido em casa-de-vegetação na área experimental do CCAE-UFES, e será avaliada a resistência dos 13 clones que compõem a cultivar “Conilon Vitória – INCAPER 8142”. Para isso serão produzidas mudas por estacas, e após o enraizamento das mesmas em areia, essas terão as raízes imersas em inóculo do patógeno (Fusarium decemcellulare) e transplantadas para substrato organo-mineral. Após a inoculação as plântulas serão mantidas em casa de vegetação com irrigação por aspersão para crescimento das mudas e avaliação quanto à resistência de cada clone à doença. Após isto, será realizada a caracterização molecular da resposta da resistência dos clones à doença. Esperasse no final do projeto caracterizar o progresso e padrão de distribuição da murcha de fusário em lavouras de cafeeiros conilon, bem como, identificar os clones resistentes à doença.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Willian Cézar Nadaleti

Engenharias

Engenharia de Energia
  • engenharia bioenergética: co-digestão anaeróbia e planejamento energético
  • Nos dias atuais é amplamente aceito que a utilização intensa de combustíveis fósseis como fonte primária de energia configura-se como insustentável, por sua iminente escassez e a contribuição destes combustíveis à poluição ambiental Em 2011, as emissões de CO2 no Brasil atingiram 395,8 MtCO2, onde o setor de transportes respondeu por 48,5% desse total, seguido pelo setor industrial, com 24,9%. Tais combustíveis, portanto, precisam ser substituídos por fontes de energia renováveis e limpas a fim de reduzir as emissões de gases de efeito estufa e de dióxido de carbono. Nesse viés, o objetivo geral da pesquisa aqui proposta é avaliar a produçãode biogás através da digestão anaeróbia da fração orgânica de resíduos municipais da cidade de Pelotas. Para isso, serão realizados experimentos empregando técnicas de planejamento fatorial empregando diferentes substratos para adicionar ao biodigestor, proporcionando um sistema baseado em processo de co-digestão anaeróbia. No mesmo sentido, buscando a integração da geração de biogás com seu efetivo uso, essa pesquisa também se aprofundará em questões de aproveitamento e gestão do biogás produzido por co- digestão anaeróbia, prevendo seu uso, através de cenários, nos setores elétrico e de transportes. Nesses setores, a energia proveniente do biogás e eventualmente do hidrogênio pode ser aproveitada em motores de ignição por centelha. Ainda, no caso das indústrias, a energia térmica também pode ser utilizada em diversos processos industriais.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022