Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Aline Arcanjo Gomes

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • efeito da estimulação transcraniana por corrente contínua sobre o desempenho funcional em indivíduos com diabetes: um ensaio clínico randomizado
  • A utilização da Estimulação Elétrica Transcraniana Contínua (tDCS) vem se apresentando como uma nova e importante técnica para o condicionamento do controle motor e ajuste postural. Estudos vem demostrando que sua aplicação sobre as áreas corticais motora primária e cerebelo tem a capacidade de melhorar o desempenho funcional de pessoas com diversas condições de saúde. Entretanto sua aplicação em uma população de portadores de Diabetes Mellitus (DM) ainda é pouco estudada. Indivíduos com DM apresentam importantes perdas funcionais e diminuição do seu desempenho motor e cognitivo com a progressão da doença. Desta forma, faz-se necessário os estudo sobre a influência do tDCS sobre o desempenho motor de pessoas com DM. O objetivo deste estudo é verificar o efeito da aplicação do tDCS em regiões corticais motora primária e cerebelo sobre o desempenho da dupla-tarefa e demais métricas funcionais em pessoas com DM. Para tal, 126 participantes serão aleatoriamente alocados em seis grupos: 1) Grupo controle sham, 2) Grupo DM sham, 3) Grupo controle tDCS em córtex motor, 4) Grupo controle tDCS em cerebelo, 5) Grupo DM em córtex motor, e 6) Grupo DM em cerebelo. Os grupos serão avaliados para neuropatia periférica através da Michigan Neuropathy Screening Instrument, aqueles que se apresentarem a complicação serão excluídos. Os participantes serão submetidos a diversos testes funcionais e cognitivos, mais notavelmente o teste de dupla-tarefa motor-cognitivo, antes e depois de um protocolo de intervenção. O protocolo de intervenção consiste em aplicar tDCS com anodo sobre o córtex motor primário M1 ou cerebelo, conforme o grupo, e cátodo sobre o músculo deltóide. Os grupos sham terão os eletrodos posicionados sobre M1 e cerebelo concomitante, mas a corrente será desligada após 30 segundos de aplicação. A aplicação do tDCS acontecerá em duas séries de cinco dias consecutivos, por 20 minutos, com dois dias de intervalo entre as séries.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 22/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Aline Chaves Intorne

Ciências Humanas

Educação
  • transversalidade no ensino para uma educação humanitária
  • A popularização da ciência e da tecnologia (C&T) se faz com o uso de recursos e processos técnicos para a comunicação da informação científica e tecnológica para o público em geral. Com isso em mente, apresenta-se a proposta de incluir uma pauta que seja capaz de abordar, no geral, esses aspectos tão relevantes para nossa sociedade, lembrando sempre do contexto no qual estamos inseridos: a pandemia. Este que levou múltiplas vertentes sejam da educação, pesquisa e tecnologia a se reorganizarem e se reestruturarem para atenderem à demanda exigida por esse momento. Com isso foi idealizado o projeto: Transversalidade no Ensino para uma Educação Humanitária que visa realizar divulgação científica através da página “Ciência Pra Gente” em diversas plataformas digitais como YouTubeⓇ, FacebookⓇ e InstagramⓇ para o público não cientista de forma concisa e clara. Neste sentido, aproveitamos o Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovação 2021, sob a temática: “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta” e a sua relação com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, para possibilitar um ambiente de ações similares e integradas sobre um tema comum em que o público leigo possa entender informações científicas antes exclusivas em revistas científicas e no meio acadêmico, de forma a se integrar das inovações tecnológicas e descobertas que ocorrem diariamente. Com isso, esperamos proporcionar uma comunicação bidirecional entre a comunidade científica e a sociedade, além de implementar ações concretas para a divulgação e popularização da CT&I no âmbito da transversalidade, especialmente, nas regiões Norte, Noroeste e Sul Fluminense, capazes de estabelecer um valioso intercâmbio de saberes e experiências entre as Instituições de Ensino Superior (IES) e a Sociedade, trazendo o Ensino Básico como o pilar para o nosso desenvolvimento futuro. Com base nas premissas expostas, as Instituições parceiras nessa proposta são: o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro campus Volta Redonda (IFRJ), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Universidade Federal Fluminense campus Volta Redonda (UFF), a Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), a Universidade Estácio de Sá (UNESA) e o Consórcio de Ensino a Distância do Estado do Rio de Janeiro (CEDERJ). Juntas essas instituições irão trabalhar as modalidades: “Eventos de Comunicação Científica em Rádio, TV E Outras Mídias”, “Ciclo de Palestras”, “Publicação de Cards” e “Realização de Lives”. Somado a isso, após a realização do Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovação serão realizadas atividades satélites, que vão complementar a proposta. Dessa forma, esperamos mostrar que a popularização da ciência deve ser entendida como um movimento que acontece das mais diferentes formas, envolvendo os mais diferentes atores. No entanto, as IES devem assumir a responsabilidade e criar mecanismos que estimulem a curiosidade científica, o caráter inquiridor e o pensamento crítico dos cidadãos.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 11/10/2021-31/10/2023