Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Alinne Balduino Pires Fernandes

Lingüística, Letras e Artes

Letras
  • a prática como pesquisa pelo drama radiofônico e traduções intersemióticas
  • O projeto tem como objetivo criar um Laboratório de Drama Radiofônico e estimular produções criativas e artísticas do Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras da UFSC. O drama radiofônico é um gênero literário e forma artística que passou a existir no começo do século XX com a massificação do rádio, como principal meio de comunicação (HAND; TRAYNOR, 2010). Com a popularização da televisão e do cinema, o rádio tornou-se um meio secundário, especialmente no tocante às produções dramáticas. No entanto, no século XXI e, em especial, no contexto da Pandemia de COVID-19, as produções artísticas em formato radiofônico passaram por um processo de revitalização, perceptível com o aumento de consumo de podcasts (FORBES, 2021). Como hipóteses, considera-se que: 1) no contexto pandêmico e pós-pandêmico, as produções radiofônicas e as poéticas orais mediatizadas seguirão conquistando espaço na cena cultural, configurando-se como alternativa para produtores e público; 2) os saberes interdisciplinares adquiridos pelos estudantes envolvidos no projeto serão relevantes para seu desenvolvimento profissional nos campos da criação literária e artística ou produção cultural. Assim, o projeto visa promover o estudo, a tradução e a produção de peças, a princípio, irlandesas e norte-irlandesas em formato radiofônico, como parte do acervo digital sonoro do Núcleo de Estudos Irlandeses (NEI), que se une aqui ao projeto de extensão “Experimentextos - Laboratório de Tradução e Performance”, cujos interesses se voltam para poéticas latino-americanas. O projeto envolverá a tradução, roteirização, direção e produção de obras cujas temáticas lidam com representações de isolamento social, seja como experiência retratada ou como metáfora, num primeiro momento. Para a execução, a equipe vinculada realizará atividades de pesquisa, estudo, oficinas de criação e tradução, ensaios, produção, gravação, edição e divulgação, com exibições para a comunidade acadêmica e o público em geral.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Aliny Patricia Flauzino Pires

Ciências Biológicas

Ecologia
  • soluções baseadas na natureza para a adaptação climática no brasil
  • A adoção de medidas que visam à adaptação aos efeitos das mudanças climáticas (MCs) é uma temática emergente e central na sociedade. É esperado que as MCs impactem distintos processos e dinâmicas ecossistêmicas e sociais, comprometendo o bem-estar humano. Modelos climáticos preveem o surgimento e a intensificação das ilhas de calor nos grandes centros urbanos, o aumento na frequência e intensidade de eventos extremos vinculados à precipitação (deslizamentos, inundações, estiagem e seca) e a redução da provisão de serviços ecossistêmicos causados pelos impactos na biodiversidade. Esses efeitos são sentidos em maior intensidade nos grandes centros urbanos de países em desenvolvimento e em zonas costeiras, e sua menor capacidade adaptativa torna-os especialmente mais vulneráveis às MCs. A natureza tem sido apresentada como parte da solução, pois possibilita a incorporação de benefícios ambientais, sociais e econômicos nas estratégias de adaptação. As soluções baseadas na Natureza (SbN) têm sido sugeridas como a estratégia que oferta maior número de cobenefícios para garantir a resiliência de diversos sistemas, especialmente em ambientes urbanos. No entanto, o tema é incipiente no país e apesar de esforços recentes carece de estudos que busquem entender os mecanismos que garantem a eficiência das SbN. Este projeto busca avaliar o potencial e as limitações do estabelecimento das SbNs para a adaptação climática nas cidades, com ênfase no estado do Rio de Janeiro. A possibilidade de integrar diversas ferramentas de análise, considerando múltiplas escalas espaciais, permite identificar os limites ecológicos, políticos e sociais das SbNs. Para isso serão utilizadas abordagens complementares, como a aplicação de técnicas meta-analíticas, análise de políticas públicas e modelagem espacial. Espera-se produzir conhecimento técnico-científico sobre as principais diretrizes necessárias para a implementação das SbNs a fim de garantir o bem-estar humano nas cidades brasileiras.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Álisson de Carvalho Gonçalves

Outra

Multidisciplinar
  • inovação: a transversalidade da ct&i nos desafios da produção e do consumo
  • A transversalidade da ciência, tecnologia e inovação é instrumento essencial na superação de desafios relativos à sociedade moderna. Os meios de produção e o consumo estão intimamente relacionados aos problemas contemporâneos, e equilibrar as relações entre produção, consumo, meio ambiente e qualidade de vida tornou-se uma necessidade urgente para todo o planeta. Uma vez que a transversalidade da CT&I tem por objetivo buscar e propor soluções para os problemas comuns à toda humanidade, é importante discutir tais desafios e propostas com toda a comunidade, transcendendo as fronteiras acadêmico-científicas e adicionando os demais agentes da sociedade ao debate. O presente projeto tem o objetivo de buscar e propor soluções sustentáveis na superação dos desafios contemporâneos e futuros comuns a toda a humanidade utilizando a transversalidade da CT&I. As atividades desenvolvidas são de cunho interdisciplinar e transdisciplinar, envolvendo conhecimentos em ciências biológicas, matemática, química, física, agronomia, engenharia, medicina veterinária, nutrição, educação física, saberes populares de cultura indígena e quilombola. Serão ofertadas oficinas, palestras, minicursos, entre outros, visando difundir conhecimentos científicos em prol do desenvolvimento regional e superação dos problemas comuns a toda sociedade.
  • Instituto Federal Goiano - GO - Brasil
  • 06/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Alisson Jadavi Pereira da Silva

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • manejo de irrigação para produção de frutos endêmicos da caatinga: limites críticos de potencial e posicionamento de sensores
  • Os frutos provenientes de espécies endêmicas da caatinga garantem o sustento de comunidades, mas não possuem fluxo produtivo desenvolvido. Exemplo: siriguela, maracujá da caatinga e licuri; plantas que produzem frutos de alta demanda nos mercados internos e externos, possuem consistente potencial de agregação de valor aos subprodutos (polpas, óleos essenciais, ração animal, cosméticos), porém pouco estudadas. Sabe-se apenas que para perenizar e tornar a produção sistematizada a irrigação é imperativa. Porém, as tecnologias de irrigação, avançadas em componentes e equipamentos, não contemplam informações sobre manejo de água em lavouras xerófilas. As formas comuns de manejar a irrigação baseiam-se nas alterações de variáveis atmosféricas ou da água no solo, mas pela capacidade que as plantas xerófilas possuem em regular a transpiração sob forte demanda atmosférica, a utilização do sensoriamento da água no solo (SAS) se apresenta como estratégia mais eficaz. O problema é que no SAS encontram-se desafios complexos, por exemplo: como identificar a quantidade e localização ótima para instalação de sensores? Qual faixa de disponibilidade de água no solo adotar no manejo da irrigação de plantas xerófilas? Este projeto atacará duas hipóteses centrais: (i) existe uma faixa de potencial matricial que minimiza o uso de água para irrigação destas culturas, reduz o tempo entre floração e maximiza a produção por ano; (ii) é possível desenvolver uma rotina de programação para manejo de irrigação localizada baseada no conceito “Time Stable Representative Position”. Serão montados três experimentos no semiárido, um para cada cultura. Os limites críticos superiores: 100, 75, 50 e 30 % da disponibilidade total de água no solo; os inferiores: 60, 50, 40 e 20%; mais uma condição de sequeiro. Cada cultura terá o fluxo de seiva e a evapotranspiração real monitorados. Será determinado crescimento e produtividade da água de irrigação em cada tratamento por experimento.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - BA - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Allan Fagner Cupertino

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • sistema de armazenamento de energia baseado em baterias de segunda vida de arquitetura modular multinível
  • O cenário atual do sistema elétrico de potência é caracterizado por uma alta inserção de fontes renováveis intermitentes, sobretudo usinas eólicas e solares fotovoltaicas. Neste contexto, os sistemas de armazenamento de energia por baterias (SAEB) têm um papel fundamental, provendo serviços auxiliares que podem beneficiar todo o sistema elétrico. Aliado a este fato, a evolução no mercado de mobilidade elétrica tem contribuído para reduzir o custo das baterias. Uma questão importante é que as baterias dos veículos elétricos são descartadas quando atingem em torno de 80% da sua capacidade. Assim, é notável o potencial de sua utilização (baterias de segunda vida) em aplicações estacionárias. Contudo, a arquitetura tradicional de SAEB apresenta desvantagens que são potencializadas quando baterias de segunda vida são consideradas. Como as baterias são normalmente conectadas em série, há a necessidade de estas serem similares, visto que serão carregadas/descarregadas pela mesma corrente. Consequentemente, a falha em uma única bateria pode limitar a operação do SAEB. Este projeto propõe uma arquitetura de SAEB que contorna tais limitações. A estrutura é inspirada nos conversores modulares multiníveis (CMM) e apresenta uma elevada eficiência, modularidade e escalabilidade. As baterias são distribuídas nos submódulos, facilitando o balanceamento do estado de carga e aumentando a confiabilidade, visto que se uma bateria falhar, esta pode ser eliminadas do circuito. Além disso, esse sistema permite carregar as baterias com correntes diferentes, viabilizando o uso de baterias de segunda vida. Este projeto pretende desenvolver uma metodologia de projeto e controle do CMM-SAEB com foco em eficiência e confiabilidade. Um protótipo validará experimentalmente as hipóteses levantadas. Espera-se que este projeto contribua para o domínio da tecnologia de armazenamento de energia que é estratégico para impulsionar o desenvolvimento do sistema elétrico nacional.
  • Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 05/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Allysson Viana Martins

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • fact-checking no combate às fake news sobre a covid-19: frequência e padrão da desinformação nas agências digitais de checagem
  • Na internet não circulam apenas conteúdos credíveis; ao contrário, observa-se um processo de desinformação através do espalhamento de informações falsas. As agências digitais de checagem de fatos aparecem como “vacina” contra esse problema, e se juntam às outras estratégias de combate, como exclusão dos conteúdos e desmonetização dos propagadores, por parte de empresas como Facebook, Google e Instagram, além da promulgação de leis visando a punição de criadores e circuladores dessas mentiras e do letramento midiático – como divulgação científica. As agências brasileiras de fact-checking têm se destacado desde o início da pandemia do novo coronavírus, em dezembro de 2019. Em janeiro e fevereiro de 2020, períodos iniciais de propagação da doença, as avaliações na Fato ou Fake e na Lupa não chegaram a 20% do material produzido. A partir de março, no entanto, as verificações se voltaram para a pandemia, com praticamente duas publicações por dia. Enquanto a agência Fato ou Fake organizou todas as produções sobre a COVID-19 em um endereço novo, com destaque na página principal e em sua primeira chamada, a Lupa permite uma navegação sobre a verificação dessas informações por categorias. O objetivo da pesquisa é identificar a frequência e o padrão das fake news propagadas no processo de desinformação sobre a pandemia que foram avaliadas pelas duas agências brasileiras de fact-checking supracitadas. Essa proposição considera os esquemas de interpretação da realidade – a partir do enquadramento midiático e da análise de conteúdo –, nas propriedades e nas operações do espalhamento das informações falsas sobre o novo coronavírus, nos seis primeiros meses de 2020, 2021 e 2022, compreendendo, respectivamente, o ano de espalhamento da doença, a propagação da sua principal forma de combate – a vacina – e o seu possível controle e diminuição, dos quais possuímos resultados preliminares do primeiro ano. A pesquisa está no setor de Comunicações, da área de Tecnologias de Produção.
  • Universidade Federal de Rondônia - RO - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Almir Manoel Cunico

Ciências Biológicas

Ecologia
  • pressão de propágulos de oreochromis niloticus pela atividade aquícola: quantificando o tamanho e avaliando estratégia estrutural de prevenção de escape.
  • Invasões biológicas são consideradas a segunda maior ameaça à biodiversidade global, constituindo um dos maiores desafios para a conservação dos recursos naturais e o desenvolvimento sustentável. Evidências empíricas sugerem que o estabelecimento de espécies não nativas em uma área pode ser afetado por uma vasta gama de fatores bióticos e abióticos, incluindo as características das espécies e do meio receptor. Neste cenário, a pressão de propágulos tem sido demonstrada como variável fundamental na determinação do sucesso de invasão, sendo observado relações entre o aumento do número de indivíduos introduzidos e a probabilidade de uma população sobreviver e se estabelecer no ambiente. De maneira particular os ecossistemas aquáticos estão sofrendo um considerável aumento da pressão de propágulos de espécies não nativas devido ao crescimento das atividades de produção de organismos aquáticos nas últimas décadas, em especial peixes. No âmbito da aquicultura brasileira a espécie não nativa Oreochromis niloticus (Tilápia do Nilo) é a espécie mais produzida e amplamente introduzida nos ambientes aquáticos continentais, sendo associada à diminuição dos estoques nativos e extinção de espécies. Neste contexto, nossa proposta visa quantificar a pressão de propágulos da espécie não nativa Oreochromis niloticus decorrente de escapes da atividade de aquicultura em tanque escavado, assim como avaliar método de contenção de escapes e mitigação de impactos. Dois experimentos serão realizados utilizando propriedades aquícolas com diferentes capacidades de produção como unidades experimentais. Será mensurado a pressão de propágulos sobre o corpo hídrico receptor ao longo de um ciclo produtivo do setor aquícola, bem como avaliado a eficiência de método de contenção de escapes. O presente trabalho fornecerá informações importantes para futuro desenvolvimento de modelos preditivos do aumento da pressão de propágulos e riscos de invasão biológica perante a expansão da aquicultura.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Aloisio Pessoa de Araujo

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • métodos quantitativos de equilíbrio geral e outros para analisar políticas monetárias, taxação e crescimento
  • Serão desenvolvidos e aplicados métodos de equilíbrio geral com teoria da decisão, simulação e métodos empíricos para analisar problemas de macroeconomia de curto prazo com fragilidade fiscal, bem como problemas de crescimento econômico. Em particular, serão realizados estudos empíricos a respeito da legislação de falência. Serão analisados também questões de taxação e desigualdade e bem-estar econômico.
  • Fundação Getúlio Vargas - RJ - Brasil
  • 10/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alsones Balestrin

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • ecossistemas regionais de startups (ers): criação, atração e performance de empreendimentos intensivos em conhecimento
  • Desde a década de 1990, a inovação assume características interativas, configurando-se como um processo colaborativo. Nesse contexto, os ecossistemas de inovação e de empreendedorismo ganham proeminência entre pesquisadores e formuladores de políticas públicas por sua capacidade de reunir diferentes atores em um processo de colaboração e complementaridade de recursos. Para a economia regional, os ecossistemas contribuem para a geração de empregos, riqueza e desenvolvimento tecnológico, especialmente através do fomento à criação e ao desenvolvimento de novos empreendimentos intensivos em conhecimento - as startups. Surge, então, uma questão central para o setor acadêmico e empresarial, além dos formuladores de políticas públicas: como uma região pode fortalecer a sua capacidade de criar, atrair e desenvolver startups? Estudos indicam que a capacidade das economias gerarem novas startups está relacionada às características e aos recursos presentes nos Ecossistemas Regionais de Startups (ERS). Assim, este projeto busca propor um modelo teórico-empírico sobre a configuração dos elementos e recursos presentes nos ERS que possibilitam a criação, atração e desenvolvimento de empreendimentos intensivos em conhecimento. Entender como as diferentes características de um ERS influencia a performance de empreendimentos intensivos em conhecimento ganha importância no cenário brasileiro e mundial, principalmente pelo fato do desenvolvimento econômico e social de uma país estar intimamente relacionado à pujança de suas startups. A contribuição central deste projeto reside na apresentação de um modelo que contribua para a dinâmica de criação, atração e desenvolvimento de novos empreendimentos intensivos em conhecimento. Para tanto, será empreendida uma pesquisa Quanti-Quali em diferentes ecossistemas regionais de startups no Brasil. Para fins de análises comparativas, também serão coletados dados quantitativos secundários e dados qualitativos primários no exterior.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Altair Antoninha Del Bel Cury

Ciências da Saúde

Odontologia
  • desempenho clínico, funcional e mecânico de infraestruturas de poliéter-éter-cetona (peek) para próteses parciais removíveis
  • O fluxo digital para planejamento e execução de próteses parciais removíveis (PPRs) possibilita menor tempo clínico, maior precisão e reprodutibilidade. O Poliéter-éter-cetona (PEEK) tem se destacado como alternativa às ligas de Cobalto-Cromo (Co-Cr), por possuir excelentes propriedades físicas e mecânicas. Assim, os objetivos do projeto são avaliar o desempenho mecânico e a adaptação de infraestruturas de PPRs confeccionadas com PEEK para a reabilitação de pacientes classe I de Kennedy mandibular por meio de estudos in vitro e in silico. Além disso, desenvolver um ensaio clínico randomizado (ECR) para comparar o desempenho clínico, funcional e a percepção do paciente frente ao tratamento com PPRs com infraestruturas de PEEK e de Co-Cr. Modelos virtuais de PPRs com infraestruturas de Co-Cr e PEEK serão construídos, e a distribuição de tensões será avaliada por meio da análise de elementos finitos. Em acréscimo, infraestruturas de PEEK e Co-Cr serão avaliadas quanto a sua adaptação, e confiabilidade de falha pelo teste de fadiga acelerada progressiva (SSALT). Para o ECR, 34 pacientes edêntulos totais maxilares e classe I de Kennedy mandibular serão selecionados e reabilitados com próteses novas. Os pacientes serão randomizados quanto ao tipo de infraestrutura da PPR, fabricadas em Co-Cr e em PEEK. A partir do escaneamento 3D do modelo de trabalho, serão realizados o desenho virtual e a manufatura subtrativa para infraestruturas em PEEK, e impressão 3D de padrão em resina para fundição das infraestruturas em Co-Cr. Durante 24 meses após instalação das próteses, os pacientes serão avaliados quanto a saúde periodontal; alterações nas dimensões do rebordo residual através de escaneamentos 3D e radiografias panorâmicas; função mastigatória; satisfação e qualidade de vida relacionada à saúde oral; e todos os eventos de manutenção e complicações protéticas serão registradas. Após análise descritiva dos dados os testes estatísticos apropriados serão aplicados.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Álvaro Campos Cavalcanti Maciel

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • desenvolvimento tecnológico e aplicabilidade clínica de dispositivos vestíveis para monitoramento remoto da saúde e funcionalidade de idosos comunitários
  • O avanço da tecnologia tornou-se um importante aliado na criação de novas medidas e estratégias de monitoramento remoto e contínuo do estado funcional de indivíduos, permitindo a população acesso a serviços baseados em novos paradigmas, modificando a forma como os profissionais monitoram, coletam e usam dados de usuários, otimizando assim, o cuidado com o indivíduo. Os dispositivos vestíveis (wearables) são capazes de extrair informações sobre o usuário, podendo ser um importante instrumento para avaliar de forma continua e remota dados pertinentes da funcionalidade e saúde do idoso. Nessa categoria de dispositivos vestíveis, podemos encontrar os smartwatches que, dada a sua aplicabilidade e versatilidade, têm sido usados em algumas pesquisas para extrair informações como frequência cardíaca, dados de sono, passos, calorias gastas por dia, entre outras. É neste cenário que a presente pesquisa objetiva utilizar esse aparato tecnológico, o smartwatch, para o monitoramento remoto em tempo real de dados fisiológicos dos idosos comunitários residentes em Parnamirim–RN, que fazem parte do Projeto PRO-EVA (www.proeva.ccs.ufrn.br) e correlacionar esses dados do dispositivo vestível com os dados coletados pela Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa, e assim, apontar indicadores do processo saúde/doença, identificando as alterações inerentes do processo de envelhecimento que podem estabelecer um maior risco a declínios funcionais na vida do idoso. Essa pesquisa visa beneficiar e contribuir para os cuidados à parcela da população que mais cresce e demanda atenção em nosso país. Através dessa iniciativa, podemos estabelecer novas medidas e estratégias em fisioterapia geriátrica que possam melhor assistir à população e também contribuir para o aumento no conteúdo científico a partir dessa abordagem, tendo em vista a escassez de pesquisas no âmbito nacional e internacional do uso da tecnologia vestível para monitoramento remoto e em tempo real da saúde do idoso.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alvaro Jose de Almeida Bicudo

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • exigências nutricionais e fontes de nutrientes para fabricação de dietas padrão para o zebrafish (danio rerio)
  • O uso do zebrafish (Danio rerio) como modelo biológico vertebrado alternativo tem aumentado nos últimos anos em diferentes campos da Ciência. Entretanto, a falta de dietas standard, como as existentes para roedores, pode acarretar um viés nos resultados obtidos. Portanto, conhecer as exigências nutricionais e níveis seguros de inclusão de ingredientes nas dietas, sem interferir significativamente no seu desempenho e metabolismo basal, permitirá o desenvolvimento de dietas standard, contribuindo na sua consolidação como modelo biológico experimental. Atualmente, é comum o uso de dietas comerciais para peixes ornamentais de diferentes composições químicas (e.g. nível de proteína), cuja formulação é desconhecida, podendo conter ingredientes com fatores antinutricionais. Portanto, nós hipotetizamos que o uso de dietas nutricionalmente balanceadas, desenvolvidas especificamente para a espécie, minimizará a influência de efeitos de origem nutricional nos ensaios realizados em diferentes áreas de pesquisa. Por exemplo, má formação óssea, escolioses e fusão de vertebras foram observadas em zebrafish recebendo dietas hipofosfóricas (COSTA et al., 2018; DOI: 10.3390/ijms19020364). A suplementação de fosfolipídeos dietéticos melhorou a reprodução e o desenvolvimento embrionário da espécie (MARTINS et al., 2020; DOI: 10.1089/zeb.2019.1794), que também são influenciados pelas fontes lipídicas das dietas (ARAÚJO et al., 2017; DOI: 10.1111/anu.12432). Na Fase 1 as exigências nutricionais em macronutrientes e micronutrientes essenciais de diferentes estágios de desenvolvimento do zebrafish serão determinadas utilizando o delineamento dose-resposta, com um mínimo de cinco concentrações de cada nutriente avaliado. Na fase 2 serão avaliados diferentes ingredientes como fontes de proteína, lipídios e carboidratos, bem como seus níveis de inclusão na formulação de dietas práticas e semipurificadas.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Álvaro Luiz Fazenda

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • computação em nuvem para a big-data em cidades inteligentes
  • O conceito de Cidades Inteligentes (Smart Cities) consiste no emprego de modernas técnicas de diversas áreas, em especial da Tecnologia da Informação e Comunicação, Engenharia Ambiental e Sanitária, Arquitetura, Urbanismo, Saúde, entre outros, para solucionar os principais desafios relacionados à melhoria da qualidade de vida e nas condições sócio-econômicas da vida cotidiana nas cidades. Para lidar com estes desafios, é necessário tratar de diferentes maneiras uma quantidade significativa de dados que podem ser obtidos das mais diversas formas, através de sensores que os coletam a partir de dispositivos baseados em Internet das coisas (IoT - Internet of Things). A velocidade, volume e variedade de dados passível de ser comumente coletado em ambientes urbanos é considerado grande demais para ser analisado por sistemas tradicionais, necessitando de técnicas de processamento e armazenamento de Big Data e, consequentemente, ser tratado por métodos especificamente desenvolvidos para este finalidade. Métodos para se lidar com big-data demandam, normalmente, arquiteturas computacionais com grande poder computacional, com diversas máquinas acopladas, grande quantidade de memória e de armazenamento, tal como a computação em nuvem (Cloud Computing). Neste projeto, planeja-se portar a plataforma InterSCity (Software livre desenvolvido e mantido pelo IME/USP como um framework para suporte a projetos em cidades inteligentes) para utilização da plataforma AWS (Amazon Web Services), desenvolvendo novas funcionalidades que permitam melhorar a usabilidade do sistema, disponibilidade e desempenho computacional em tarefas que envolvam a descoberta, interpretação e comunicação de padrões significativos nos dados (data analytics), incluindo métodos de aprendizagem de máquina. Além da plataforma InterSCity, também planeja-se executar o InterSCSimulator (simulador de cidades inteligentes também de código aberto e desenvolvido e mantido pelo IME/USP) no AWS para a geração de dados de testes dos novos serviços que serão desenvolvidos na plataforma InterSCity. O InterSCSimulator é capaz de simular um dia inteiro de uma grande cidade como São Paulo, porém isso demanda um alto poder computacional, o que torna o AWS um ambiente ideal para a execução de simulações de larga escala.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 14/09/2020-30/09/2022
Foto de perfil

Alvaro Luiz Gayoso de Azeredo Coutinho

Engenharias

Engenharia Civil
  • aprendizado de máquina científico em computadores de alto desempenho para a mecânica computacional
  • O projeto visa a desenvolver e ampliar a aplicação de aprendizado de máquina científico para a mecânica computacional, voltadas para problemas complexos de multifísica na indústria e na natureza, em andamento na COPPE/UFRJ e dos parceiros (LNCC, UFJF, UFF). O Aprendizado de Máquina Científico é uma área de pesquisa emergente focada nas oportunidades e desafios de inteligência artificial e aprendizado de máquina no contexto de aplicações complexas em diferentes campos da ciência, engenharias e da medicina. Os problemas mais importantes nessas áreas possuem atributos que os fazem muito diferentes das aplicações em ciência da computação, onde o aprendizado de máquina guiado puramente pelos dados vem tendo um enorme sucesso. Esta proposta de pesquisa procura avançar nesses desafios, através do desenvolvimento de novos conceitos, métodos e algoritmos, baseados nos avanços de aprendizado de máquina e da mecânica computacional, onde modelos fortemente embasados na física governante do problema são construídos de forma a restringir o espaço de soluções. Pretende-se avançar em diversas frentes, mesclando novas teorias e algoritmos, tais como, redução de modelos, quantificação de incertezas, inferência Bayesiana, redes neurais informadas pela física, ciência de dados e computação de alto desempenho. Em particular, pretende-se avançar em três das áreas em que o grupo proponente vem trabalhando há muitos anos. O objetivo é utilizar essas técnicas para viabilizar iniciativas em Imageamento sísmico sob incertezas, simulação de correntes turbidez (diretamente associada à formação de reservatórios de petróleo) e modelos para propagação de pandemia. Embora constituam áreas de aplicação muito diversas, as ferramentas a serem empregues juntamente com a experiência acumulada pelos proponentes gerarão condições objetivas para os avanços pretendidos. Importante ressaltar que nessas aplicações os modelos computacionais são vitais, na medida em que dados são escassos.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Alvaro Pacheco e Silva Filho

Ciências da Saúde

Medicina
  • biogênese mitocondrial, metabolismo celular e inflamação em rins submetidos à lesão de isquemia e reperfusão: um foco no estudo de drogas citoprotetoras
  • O transplante renal é um dos transplantes mais realizados mundialmente, e o Brasil é o segundo centro em número de procedimentos. À parte da disponibilidade limitada de órgãos, um dos principais desafios na atualidade está em garantir a adequada função dos enxertos. A lesão de isquemia e reperfusão (LIR) desencadeia uma resposta imune e metabólica que suscita em lesão tecidual, hoje, relacionados a dinâmica na estrutura mitocondrial em células tubulares e leucocitárias. Algumas drogas têm sido associadas a proteção do órgão isquemiado como os anti-inflamatórios e os ácidos graxos de cadeia curta. Nosso laboratório demonstrou que a indometacina e acetato eram capazes de limitar a LIR, porém sua relação com a morfologia da organela ainda é desconhecida. Este trabalho pretende investigar a possível repercussão e modulação na biogênese mitocondrial de drogas citoprotetoras. Animais CX3CR1-GFP, CCR2-RFP, KAP2-Cre+PHAMflox/flox, Lyz-Cre+PHAMflox/flox, KAP2-Cre+Mitofusinaflox/flox, Lyz-Cre+Mitoflox/flox e seus controles serão usados em modelos in vivo e in vitro. Após a LIR, avaliaremos a estrutura mitocondrial por microscopia eletrônica e confocal, mensurando sua massa e seu estado oxidativo. O padrão fusionado ou fissionado das organelas será aferido no mesmo tempo de coleta com qPCR e Western Blot de moléculas envolvidas em cada processo e por microscopia eletrônica. Adicionalmente, o perfil das células que infiltram o órgão isquemiado e o status inflamatório sistêmico e local serão quantificados. Finalmente, estudaremos o metabolismo das células tubulares e de macrófagos submetidos a lesão de hipóxica in vitro na presença ou ausência das drogas. Acreditamos que os tratamentos instituídos favorecerão melhor metabolismo e maior fusão mitocondrial tanto no tecido renal como em células imunes, auxiliando, assim, no entendimento de mecanismos protetivos dos tratamentos existentes, além da delimitação de alvos terapêuticos em IRI e transplante renal.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Álvaro Reischak de Oliveira

Ciências da Saúde

Educação Física
  • os efeitos da terapia hipertérmica, em comparação com o treinamento de força no metabolismo, controle glicêmico, resposta ao choque térmico e microbiota em indivíduos diabéticos: um ensaio clínico randomizado
  • O custo do tratamento do diabetes e das doenças associadas são elevadíssimos e, por esta razão, a busca por diferentes estratégias no combate a esta doença são essenciais. Uma das principais características encontradas em indivíduos diabéticos, obesos e resistentes à insulina (IR), é a presença crônica de inflamação, com origem no tecido adiposo e da microbiota em disbiose. A resposta ao choque térmico (heat shock response -HSR), mediada pela ação da proteína HSP72, é uma das mais importantes vias de resolução da inflamação, e pode ser induzida por uma vasta gama de estressores celulares, como calor, privação metabólica, e pelo exercício físico. Recentemente, demonstramos que em condições de inflamação crônica e IR, a HSR fica comprometida, causando disfunção celular, perpetuação da inflamação e risco aumentado de complicações no diabetes. Nesse sentido, intervenções capazes de modular a HSR, como o exercício físico e a Terapia Hipertérmica (heat therapy, HT) são candidatas como estratégias terapêuticas aliadas na prevenção e tratamento do Diabetes. De fato, o Treinamento de força (RT) tem se mostrado eficiente como na prevenção e tratamento de doenças crônicas associadas à inflamação. Apesar do exercício físico representar a ferramenta não farmacológica mais eficiente para a melhora das funções metabólicas, algumas pessoas apresentam dificuldades para realizar exercício (idosos, obesos, etc). Nesse contexto, a HT é uma terapia alternativa, que pode induzir efeitos semelhantes aos do exercício. Neste projeto pretendemos avaliar os efeitos da HT em comparação com o RT (Ensaio de Clínico randomizado, por 3 meses) em indivíduos com diabetes, observando: 1) Composição corporal; 2) parâmetros metabólicos e controle glicêmico; 3) marcadores inflamatórios; 4) HSR; 5) concentrações de LPS plasmática; 6) Sinalização celular inflamatória em células mononucleares do sangue periférico (PBMC); 7) Resposta inflamatória de PBMC ao LPS e 8) mudanças na microbiota intestinal.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alvaro Silva Lima

Engenharias

Engenharia Química
  • utilização de líquidos iônicos na remoção e identificação de pesticidas contidos em matrizes vegetais alimentares
  • O presente projeto visa a utilização de líquidos iônicos de toxicidade desprezível (baseados em colinas) no processo de remoção de pesticidas de matrizes alimentares vegetais (MAV) como alface, tomate e uva, bem como o emprego de líquidos iônicos baseados em glicina-betaína na remoção de pesticidas de soluções extratoras convencionais de eliminação destes compostos de MAV e por fim seu emprego na melhoria da detecção de pesticidas em alimentos. Para tanto serão sintetizados líquidos iônicos a base de colina e avaliados quanto a citotoxicidade, além de sintetizar líquidos iônicos a base de glicina-betaína. Os líquidos iônicos assim obtidos serão empregados nos processos de extração. Serão também estudados a adsorção dos pesticidas utilizando suportes formados por resíduos agroindustriais como casca de camarão (quintina) e sabugo de milho (material lignocelulósico). Todos os processos baseiam-se em alternativas amigáveis com o meio ambiente. O projeto é uma parceria de um conjunto de pesquisadores do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (incluso alunos de doutorado e iniciação científica) com universidades nacionais (Universidade de Sorocaba) e internacionais (Universitet Reims, Franca e Universidade de Aveiro, Portugal).
  • Instituto de Tecnologia e Pesquisa - SE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Alyne de Castro Costa

Ciências Humanas

Filosofia
  • a terra e nós: educação, pesquisa e cidadania no antropoceno
  • Estamos em meio a uma crise ecológica sem precedentes: o aquecimento global, os eventos climáticos extremos, as extinções e a perspectiva de novas pandemias representam sérias ameaças aos atuais modos de vida do planeta. Diante de tantos desafios, a comunidade científica e acadêmica tem sido chamada a construir possibilidades de enfrentamento da crise. Na Filosofia e nas Ciências Humanas, inúmeras investigações têm se dado em torno do “Antropoceno”, termo dado à nova época geológica marcada pela crise ecológica e desencadeada pelo impacto da civilização industrial nas dinâmicas da Terra. Tais investigações buscam repensar categorias conceituais como “homem”, “natureza” e “mundo” à luz das mutações planetárias e das reivindicações sociais por justiça ecológica. Essa proposta visa a incrementar a contribuição da filosofia brasileira para a discussão internacional sobre o Antropoceno, ampliar o debate sobre a crise ecológica e colaborar para a construção de respostas justas e plurais ao problema, por meio de atividades transdisciplinares realizadas com grupos que vêm desenvolvendo experiências inovadoras de pesquisa e com a sociedade em geral. Os objetivos desse projeto são: 1) criação de Rede de Pesquisa interdisciplinar e interinstitucional sobre o Antropoceno, promovendo atividades de engajamento social, reunindo organizações de ensino e pesquisa com perfis distintos e levando a discussão para além do círculo universitário; 2) fortalecimento e ampliação de iniciativas já existentes nas instituições participantes; 3) realização de Seminários abertos à comunidade, atendendo a metas do Anthropocene Curriculum - iniciativa da Haus der Kulturen der Welt e do Max Planck Institute for the History of Science, parceiros da APPH, uma das instituições líder deste projeto; 4) realização de um Evento nacional e outro internacional em diálogo com o Anthropocene Curriculum; 5) produção de publicação com os resultados das pesquisas e experiências realizadas.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alysson Helton Santos Bueno

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • seleção de materiais e eficiência de inibidores de corrosão em meios contendo co2 sob fluxo para dutos de óleo e gás.
  • A corrosão por CO2 é a forma predominante de corrosão encontrada na produção de óleo e gás, apresentando um grande problema na indústria do petróleo. Isso está associado ao fato de materiais utilizados em tubulações de transporte estarem, frequentemente, expostos a meios corrosivos contendo esse gás. Além da pressão parcial de CO2, outros parâmetros devem ser levados em consideração na avaliação da corrosividade por CO2, tais como: temperatura, pH, composição da solução, velocidade das fases, concentração de íons ferro e teor de oxigênio. A presença de CO2 no interior do duto pode induzir um processo de precipitação de filme protetor de carbonato de ferro (FeCO3) quando a concentração dos íons Fe2+ e CO32- excederem o limite de solubilidade. A formação e a estabilidade deste filme podem proteger ou não a superfície do metal e isto vai depender da influência de certos fatores do meio. Logo, com o intuito de retardar e controlar a corrosão ativa e reduzir os efeitos dos processos corrosivos, inibidores de corrosão são adicionados ao fluido transportado. Contudo, geralmente, os dutos já se encontram pré-corroídos e com deposição de FeCO3, o que pode afetar a ancoragem e eficiência dos inibidores de corrosão. Este projeto tem por objetivo estudar a corrosão interna em dutos, avaliando os efeitos de fluidos multifásicos e do produto de corrosão por CO2 na seleção de materiais metálicos e na eficiência de inibidores de corrosão. Serão realizados ensaios em aço carbono API 5L X65, aços inoxidáveis martensíticos 13Cr, supermartensítico 13Cr e 17Cr com superfícies cruas e pré-corroídas em meios contendo CO2 sob fluxo (gaiola rotatória, flow loop e impelidor) na ausência e presença de inibidores orgânicos para simular condições semelhantes às encontradas em campo. A monitoração do processo corrosivo será feita através de técnicas eletroquímicas, gravimétricas e caracterização microestrutural. Os resultados obtidos serão relevantes para a área e para as indústrias de óleo/gás.
  • Universidade Federal de São João Del-Rei - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Amadeu Moura Bego

Outra

Divulgação Científica
  • princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão: uma proposta de design pautada na inter-relação entre divulgação científica, casos investigativos e inovação no ensino de química
  • Discussões sobre a relação entre ciência, universidade e sociedade vêm ganhando destaque nos cenários nacional e internacional, sobretudo em função das diversas consequências oriundas da pandemia de Covid-19 e da infodemia de “fake news” nas redes sociais e grande mídia. No contexto brasileiro, destaca-se o princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão (IEPE) como uma maneira de potencializar diálogos transformadores entre as universidades e os demais setores da sociedade. As universidades têm se deparado ao longo dos anos com o grande desafio de desenvolver efetivamente projetos pautados nesse princípio com dimensões política, educativa, científica e cultural. Iniciativas no campo da divulgação científica (DC) têm sido empreendidas nos últimos anos, porém muitas delas não são pautadas nesse princípio da indissociabilidade. Este projeto propõe a validação de um design educacional (DE) que parte da IEPE por meio da integração entre DC, casos investigativos (CI) e inovação no ensino de química. O projeto envolverá uma rede de colaboração entre um grupo de pesquisa de química, um grupo de pesquisa em ensino de química e um projeto de extensão. Pautado nos princípios metodológicos da pesquisa interventiva do tipo Design-Based Research, a validação de um ciclo do DE visa: desenvolver processos otimizados de produção de materiais de DC sobre publicações científicas relevantes de um grupo de pesquisa de química; desenvolver processos otimizados de produção de CI para o ensino de química a partir dos materiais de DC; investigar os impactos da implementação de CI em uma disciplina de química da graduação; investigar os impactos da implementação de CI no âmbito de um projeto de extensão junto a estudantes da educação básica. Espera-se produzir informação científica útil que contribua para uma melhor compreensão tanto de projetos baseados na IEPE quanto aprofundar estudos sobre as inter-relações entre estas dimensões a partir de ações em rede.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Amanda Castro Oliveira

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • mulheres e meninas mineiras nas ciências exatas, engenharias e computação.
  • A sub-representação das mulheres nas Ciências Exatas, Computação e Engenharias ainda é uma situação que parece distante de ser superada. Embora as mulheres já ocupem mais de 50% das vagas no cursos de graduação no Brasil, um levantamento realizado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico aponta que em relação às Ciências Exatas e Engenharias a participação das mulheres ainda é muito baixa em relação à participação dos homens. São 36% de mulheres nas Engenharias e 35% nas Ciências Exatas. Se considerarmos o número de professoras efetivas que atuam nos departamentos de Ciências Exatas, Física, Ciência da Computação, Química, Engenharia e Estatística da Universidade Federal de Lavras, o total não chega a 30%. Dentre as estudantes dos cursos de graduação o panorama é semelhante, as mulheres são menos de 40% de todos os/as discentes dos cursos de Engenharias, Física, Matemática, Química, Computação e Sistemas de Informação, sendo menos de 11% de todos os/as estudantes ativos no curso de Ciência da Computação e menos de 18% no curso de Engenharia de Controle e Automação. Partindo do pressuposto de que uma uma comunidade científica diversificada tende a ser mais criativa, produzir melhores resultados e maiores avanços surge a seguinte questão: Por que as meninas não vão para as áreas de Ciências Exatas, Computação e Engenharias? Por que há tão poucas professoras nesses departamentos? Diferenças na socialização de gênero que começam desde a infância, pouco estímulo da família e da sociedade, preconceitos dos mais diversos, desconhecimento sobre as áreas, poucas referências de mulheres que trabalham na área, estereótipos de gênero, ambiente hostil para as mulheres, dupla-jornada são algumas das respostas encontradas nas pesquisas que tratam a questão. Diante dessas constatações esse projeto pretende realizar diversas ações que, por meio da colaboração universidade-escola, incentivem e promovam a participação e a permanência de mulheres nessas áreas contribuindo assim para mitigar com a desigualdade de gênero nas Ciências Exatas, Computação e Engenharias.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 22/03/2021-31/05/2023
Foto de perfil

Amaro Olimpio Pereira Junior

Engenharias

Engenharia de Energia
  • avaliação econômica e de impacto ambiental do aproveitamento energético de resíduos de biomassa por pirólise e gaseificação
  • O objetivo deste estudo é avaliar a viabilidade econômica e os impactos ambientais diretos e indiretos da pirólise e gaseificação de resíduos de biomassa a partir da análise de ciclo de vida dos referidos processos. Neste projeto, a avaliação do ciclo de vida da pirólise e gaseificação será realizada e seus impactos ambientais serão comparados para determinar uma tecnologia adequada para a síntese de álcool e biocombustível produzidos a partir de resíduos de biomassa. O armazenamento e manuseio de gás de síntese é a principal desvantagem do sistema de gaseificação em comparação com a pirólise. A formação de alcatrão, compostos aromáticos policíclicos e óxidos de enxofre no sistema de gaseificação afeta a qualidade do gás de síntese e a recuperação de energia. Além disso, o tamanho das partículas deve ser mantido uniformemente para evitar a formação de pontes no reator. Portanto, uma avaliação comparativa do ciclo de vida é essencial para avaliar a recuperação máxima de energia de ambos os processos.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 08/08/2019-31/08/2022
Foto de perfil

Amarolinda Iara da Costa Zanela Klein

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • utilização de tecnologias da indústria 4.0 no brasil: compreendendo os processos de inovação e seus resultados
  • A Indústria 4.0 (I4.0) envolve transformações nos sistemas produtivos com a aplicação de tecnologias-chave como a Internet das Coisas (IoT), inteligência artificial, plataformas digitais e big data analytics, gerando valor com a integração entre sistemas físicos e digitais. Considerando esse cenário, o projeto tem como questão de pesquisa: como ocorrem os processos de inovação baseados em tecnologias da I4.0 no contexto brasileiro e quais são os resultados desses processos, não somente econômicos, mas também sociais e ambientais? Pressupõe-se que as tecnologias da I4.0 evoluem tecnicamente de forma acelerada, mas as instituições, práticas e normas sociais nem sempre se alinham ou evoluem na mesma velocidade. Por isso, o projeto visa gerar conhecimentos e tecnologias que contribuam para que organizações e arranjos interorganizacionais no Brasil possam inovar com base em tecnologias da I4.0 de forma eficaz e socialmente justa. O projeto se desenvolverá por meio de 10 subprojetos alocados em eixos temáticos e setores selecionados com base nas diretrizes do governo federal, conforme o decreto 9.854/2019 (plano nacional de IoT) e o Plano de Ação da Câmara Brasileira de I4.0. Alinhado com essas diretrizes, o projeto se volta aos setores de: saúde, indústria e agricultura e aos eixos temáticos de: ciência, tecnologia e inovação; educação e capacitação profissional; viabilidade econômica, social e ambiental. As questões e focos de pesquisa são plausíveis pois permitirão a compreensão dos construtos centrais relacionados aos processos de inovação baseados em tecnologias da I4.0 e a avaliação de seus resultados, bem como a geração de tecnologias para apoiar esses processos. Como métodos, pesquisas survey e estudos de casos permitirão compreender o fenômeno pesquisado e a Design Science Research (DSR) será utilizada para gerar tecnologias (frameworks e modelos) de apoio à inovação baseada nas tecnologias da I4.0.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 14/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Amauri Alcindo Alfieri

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • instituto nacional de ciência e tecnologia para a cadeia produtiva do leite
  • O leite é um dos alimentos mais completos e mais consumidos em todo o mundo. Independente da classe social, o leite é parte importante da dieta de indivíduos de todas as idades, particularmente crianças. A sua importância como alimento faz com que essa proteína de origem animal seja produzida em todo o mundo nas mais diversificadas escalas de produção (micro, pequena, média e grande). O Brasil é o quarto maior produtor comercial de leite do mundo caracterizando, com isso, a importância dessa cadeia produtiva para o agronegócio brasileiro. Diferentemente de outras cadeias produtivas inseridas no agronegócio, o leite é uma fonte de renda mensal que contribui consideravelmente com a manutenção da população no meio rural; tem grande função social, pois gera milhares de empregos diretos e indiretos; é uma das poucas atividades rurais passível de ser realizada nas mais distintas escalas de produção; a maioria dos rebanhos não compete com a agricultura, pois utiliza pastagens em áreas não agricultáveis contribuindo com o uso racional e sustentável do ambiente. Todos esses atributos fazem da pecuária leiteira uma das atividades rurais brasileiras mais tradicionais. De acordo com o último Censo Agropecuário, o país possui 1,35 milhão de propriedades produtoras de leite, com aproximadamente de 5 milhões de pessoas envolvidas diretamente na atividade. Do total de produtores 80% corresponde a pequenos produtores com produção leiteira máxima de 50 L/dia em estabelecimentos de agricultura familiar. Com isso, é evidente a importância nacional da Cadeia Produtiva do Leite. Entretanto, a produção anual de leite (1382 L/vaca/ano) está longe dos índices produtivos dos principais países produtores, como EUA e China, com produções de 5710 L/vaca/ano e 4166 L/vaca/ano, respectivamente. O consumo per capita anual brasileiro é de 172,6 litros, enquanto o recomendado pela Organização Mundial de Saúde é de 210 litros/habitante/ano. Entre os fatores que interferem na produtividade da pecuária de leite brasileira pode-se citar a exploração de animais de baixa aptidão leiteira e a subutilização de técnicas que envolvem melhoramento genético, nutrição, sanidade e manejo racional. Por todos esses aspectos negativos a Cadeia Produtiva do Leite, tema central da presente proposta de formação de Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para a Cadeia Produtiva do Leite (INCT – Leite), consta das políticas públicas de governo no contexto da Política Nacional para o Agronegócio. Por meio de uma rede de cooperação científica interinstitucional englobando dezenas de laboratórios e pesquisadores e inserida nos níveis estadual, nacional e internacional, o INCT – Leite tem como missão desenvolver ações de pesquisas com alto impacto científico nas diversas vertentes da Cadeia Produtiva do Leite. A principal meta será o desenvolvimento científico e tecnológico de toda a cadeia produtiva, por meio de pesquisas direcionadas à solução de problemas e aumento da produtividade e lucratividade desta atividade pecuária, com respeito ao Bem-estar Animal, sustentabilidade e meio-ambiente. O INCT – Leite terá ainda como missão a formação de recursos humanos em todos os níveis (médio, técnico, graduação e pós-graduação), a socialização dos conhecimentos com os setores produtivo (cooperativas e indústrias) e público e com a sociedade. O grupo de pesquisadores vinculados à instituição sede atua de forma integrada em temas relacionados à Cadeia Produtiva do Leite por mais de 30 anos. As pesquisas científicas desenvolvidas nas várias áreas do conhecimento, de forma integrada, possibilitaram avaliar a eficácia da adoção de medidas com relação à mitigação de alguns aspectos que contribuem negativamente em parâmetros que interferem na produtividade da cadeia leiteira. Ainda, no estado do Paraná também participam como instituições colaboradoras da proposta do INCT – Leite os Centros Mesorregionais de Excelência em Tecnologia do Leite (CMETL). Os oito CMETL, construídos com recursos da FINEP e da Fundação Araucária, foram idealizados para articular e desenvolver a Cadeia Produtiva do Leite no estado. Adicionalmente, os pesquisadores da instituição sede e das demais parceiras (nacionais e internacionais) desenvolvem pesquisas basicamente em 5 grandes linhas temáticas de pesquisa que integram a Cadeia Produtiva do Leite destacando-se: i) Sanidade; ii) Produção; iii) Reprodução; iv) Bem-estar animal, sustentabilidade e meio ambiente; v) Qualidade, tecnologia e mercado do leite. As linhas temáticas de pesquisa são constituídas por projetos que abordam os vários atores incluídos na cadeia produtiva destacando-se os animais, o produto e subprodutos, o ambiente e o mercado. É fato que os proponentes do INCT – Leite, tanto aqueles vinculados à instituição sede quanto, particularmente, às instituições parceiras, reuniram-se também para concretizar a presente proposta. Facilmente é possível constatar que a grande maioria deles já atua de forma compartilhada desenvolvendo projetos e publicações em conjunto, alguns dos quais por mais de uma década. A oportunidade de concretizar a proposta INCT – Leite contribuirá com o desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Leite em todas as suas vertentes, não apenas no estado do Paraná, mas em todo o Brasil. Essas ações terão reflexos diretos nas condições de vida do trabalhador rural, aumentando a sua renda e padrão de vida. Por fim, o aumento de produção, produtividade e rentabilidade da Cadeia Produtiva do Leite possibilitará o incremento de sua inserção e importância no âmbito do agronegócio brasileiro por meio da geração de divisas, impostos, empregos, entre outros. Além disso, contribuirá no atendimento dos desafios social, econômico, tecnológico e ambiental.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Amauri Alcindo Alfieri

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • proposta da universidade estadual de londrina para apoio à formação de doutores em centros de excelência
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 09/01/2020-09/01/2025
Foto de perfil

Amélia Nunes Sicsú

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • tuberculose pulmonar em crianças: produção de uma tecnologia para rastreamento de risco
  • O Amazonas apresentou em 2020 o maior número de casos de tuberculose (TB) registrados em todo o território nacional e se destacou por um expressivo coeficiente de mortalidade da doença entre crianças (2,4% por 100 mil habitantes), mostrando as lacunas existentes no rastreamento precoce, demora e dificuldade em estabelecer diagnóstico e a subnotificação de casos de TB nessa população. A TB em crianças, em suma, se apresenta na forma mais grave, sendo necessário que o diagnóstico seja realizado o mais rápido possível para evitar complicações mais severas e risco considerável de óbito pela demora de uma conduta terapêutica em tempo hábil. Todavia, em países com alta carga da doença, os profissionais de saúde rotineiramente estão sobrecarregados, levando a testes diagnósticos incompletos. As áreas de difícil acesso, por sua vez, são desprovidas de exames mais sofisticados. Assim, questiona-se: quais as ferramentas/funcionalidades e conteúdos devem conter em um aplicativo móvel para rastreamento de casos de TB em crianças? Esse aplicativo pode auxiliar os profissionais de saúde na otimização do rastreamento? Acredita-se que um aplicativo móvel que realize a classificação de risco em crianças de forma mais rápida, considerando quadro clinico, com leitura de radiografias sugestivas para TB, contato com pessoas com TB, prova tuberculínica e estado nutricional, auxilie na tomada de decisão de profissionais de saúde da Atenção Primária à Saúde, incluindo o enfermeiro, que em áreas isoladas do estado do Amazonas, assume papel protagonista na condução das ações de controle da TB, bem como, contribui para diminuir taxas de internação, deslocamentos, agravos e óbitos por TB em crianças. Portanto, objetiva-se desenvolver um aplicativo móvel de rastreamento de risco para TB pulmonar em crianças por meio de uma pesquisa de desenvolvimento tecnológico baseada no modelo RUP.
  • Universidade do Estado do Amazonas - AM - Brasil
  • 20/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Amélia Severino Ferreira e Santos

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de revestimentos poliméricos nanoestruturados e sustentáveis para fabricação de embalagens ativas
  • O desenvolvimento de materiais nanoestruturados oriundos de fontes renováveis tem recebido atenção nos últimos anos, com destaque para os nanocompósitos poliméricos que apresentam propriedades funcionais e menor impacto ambiental. Diante disso, este projeto tem como objetivo desenvolver nanopartículas poliméricas de poli(IBOMA-co-farneceno) (IBOMA/Far) em meio disperso, estabilizadas por nanocristais de celulose (NCC) para serem utilizadas como revestimento de embalagens de papel para alimentos. Nestas embalagens serão aspergidas, por solution blow spraying (SBSp), nanopartículas de prata (AgNP) biogênica sintetizada, a partir de extratos vegetais provenientes do semiárido. Este projeto será desenvolvido entre a UFPB e o ICT-UNIFESP com apoio técnico da BASF S.A., visando inovar na: produção dos revestimentos poliméricos “verdes”, empregando matérias primas de fontes renováveis; síntese verde de AgNP pelo uso de extratos vegetais, em especial, do bioma caatinga; produção de látexes híbridos de IBOMA/Far/NCC com propriedades coloidais e de aplicação superiores aos revestimentos tradicionais empregados na fabricação de embalagens de papel; produção de embalagens ativas por SBSp com teores reduzidos de prata e com impacto direto na redução da exposição dos consumidores à agentes químicos. As AgNP e os NCC serão caracterizados com relação à morfologia, grau de cristalinidade (NCC) e atividade antimicrobiana (AgNP). Já os látexes de IBOMA/Far/NCC serão caracterizados em relação à conversão global, morfologia das nanopartículas, propriedades coloidais e reológicas. Os polímeros produzidos com as melhores propriedades coloidais serão empregados na fabricação de embalagens de papel cartão, as quais serão revestidas superficialmente com AgNP biogênica com melhores propriedades antimicrobianas por SBSp comparativamente ao processo de laminação. As embalagens produzidas serão avaliadas em relação às propriedades mecânicas e de barreira, migração e atividade antimicrobiana.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Amélia Moreira Lira

Ciências da Saúde

Farmácia
  • desenvolvimento de formulações farmacêuticas e cosméticas utilizando sistemas nanoestruturados para administração cutânea
  • A pele, o maior órgão do corpo humano, reveste a superfície externa do organismo, protegendo-o contra penetração de substâncias estranhas. Contudo, apesar da excelente barreira exercida pelo estrato córneo, a pele se mostra como uma promissora via para administração de fármacos e ativos cosméticos, uma vez que possui grande área superficial, é de fácil acesso, não invasiva e ricamente vascularizada. Os sistemas transdérmicos são formulações administradas na pele e que promovem a chegada do fármaco na corrente sanguínea, constituindo uma alternativa interessante para substituir a via oral e subcutânea. Por outro lado, a administração tópica é empregada para exercer efeito localizado, promovendo o acúmulo do fármaco nas camadas da pele. Dentro deste contexto, sistemas nanoestruturados constituem uma opção inovadora para o desenvolvimento de formulações tópicas e transdérmicas, fisiologicamente aceitáveis, capazes de veicular compostos lipofílicos e hidrofílicos, apresentando diversas vantagens quando comparados as terapias convencionais. A administração desses sistemas pela via cutânea pode promover a permeação na pele e a atividade farmacológica de fármacos e ativos cosméticos, diminuindo seus efeitos colaterais e melhorando sua eficácia terapêutica. Dessa forma, nosso grupo de pesquisa tem buscado desenvolver microemulsões e cristais líquidos, com o objetivo de obter formulações farmacêuticas e cosméticas mais seguras, eficazes e estáveis. Os sistemas serão caracterizados e avaliados quanto a liberação, permeação cutânea in vitro e efeito biológico in vitro e/ou in vivo, tais como tratamento de hipertensão, dor crônica, leishmaniose cutânea, atividade clareadora da pele e antienvelhecimento. Temos também investigado o mecanismo envolvido na promoção da permeação cutânea a partir dos sistemas individuais, comparando-os e selecionando os melhores sistemas para as finalidades pretendidas.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Beatriz Gorini da Veiga

Ciências da Saúde

Medicina
  • epidemiologia molecular de infecções respiratórias virais no rio grande do sul – suporte no combate a epidemias e pandemias
  • Infecções respiratórias virais são um problema de saúde pública, causando a morte de milhões de pessoas por ano no mundo. A vigilância das infecções respiratórias baseada na notificação dos casos e monitoramento dos vírus respiratórios circulantes é uma das estratégias de prevenção, controle e mitigação de epidemias e pandemias. A vigilância é voltada principalmente para os vírus influenza A (IAV) e B (IBV) e, atualmente, para o coronavírus SARS-CoV-2, que vem causando a pandemia de COVID-19. Outros vírus, como vírus respiratório sincicial (RSV), rinovirus (HRV), parainfluenza (hPIV), adenovírus (HAdV), metapneumovírus (hMPV) e outros coronavírus (HCoV) também podem causar doença respiratória grave, mas são subnotificados. A vigilância epidemiológica e a vigilância genômica de vírus respiratórios são importantes para: prevenção através do desenvolvimento de vacinas com cepas virais circulantes; planejamento das campanhas de vacinação de acordo com a sazonalidade viral; controle através do tratamento adequado e isolamento dos pacientes infectados; identificação de novos vírus/variantes e predição de mutações que possam conferir maior patogenicidade, resistência a antivirais e vacinas ou adaptação ao hospedeiro. O Rio Grande do Sul (RS) apresenta alta incidência de infecções respiratórias, entretanto ainda há escassez de estudos sobre esses vírus no RS. Com uma abordagem de epidemiologia molecular, este projeto analisará amostras respiratórias de pacientes com infecção respiratória no RS para: identificar vírus respiratórios através de qPCR e RT-qPCR; caracterizar os vírus por sequenciamento genético; estudar a filogenia e dinâmica viral; analisar mutações virais; analisar microbioma de nasofaringe para compreender o papel da microbiota bacteriana nas infecções virais; analisar dados clínicos e epidemiológicos. O projeto envolve pesquisadores de diferentes instituições e áreas, possibilitando aprofundar e expandir pesquisas do grupo, contribuindo para ciência no país.
  • Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Carolina de Campos

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • participa brasil: perfil de funcionalidade e incapacidade de crianças e adolescentes com paralisia cerebral
  • Embora a paralisia cerebral (PC) seja a principal causa de deficiência motora no mundo, no Brasil não há dados oficiais em termos de caracterização clínica, o que limita o planejamento de ações de saúde. Atualmente, o prognóstico e planejamento terapêutico são baseados em literatura internacional, sem alternativas adequadas para a realidade brasileira. O projeto PartiCipa Brasil é uma iniciativa multicêntrica que tem entre seus objetivos: (i) caracterizar clinicamente um grupo de crianças e adolescentes brasileiros com PC em termos da etiologia da PC, idade do diagnóstico, tipo e distribuição do comprometimento motor, e prevalência de deficiências associadas; ii) traçar um perfil de funcionalidade e incapacidade dos participantes, classificando-os nos sistemas de classificação da função motora grossa e habilidade manual; e (iii) explorar inter-relações entre componentes de funcionalidade segundo a Classificação Internacional de Funcionalidade (CIF) (atividade, participação e funções corporais) e determinantes de saúde (fatores contextuais). Trata-se de um studo multicêntrico, transversal, prospectivo, com aprovação dos comitês de ética institucionais. Serão incluídas 250 crianças e adolescentes com PC provenientes de diferentes regiões do Brasil, que serão classificados nos sistemas de classificação funcional Gross Motor Function Classification System (GMFCS) e Manual Ability Classification System (MACS). Fatores contextuais (questionário baseado na CIF), níveis de atividade (mobilidade, atividades diárias, social-cognitivo e responsabilidade) e participação, assim como funções corporais (percepção de esforço físico) serão avaliados remotamente. Será realizada uma análise descritiva para caracterização da amostra; modelos de regressão investigarão relações entre componentes de funcionalidade e determinantes de saúde. Estratégias para disseminação dos resultados incluirão publicações científicas, um workshop e elaboração de materiais em linguagem acessível
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Carolina Kruta de Araújo Bispo

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • desaprendizagem: um estudo em cursos de mestrado profissional na área de administração
  • Remover conhecimentos, hábitos ou práticas preexistentes nos direciona a um processo de ressignificação, isto é, à desaprendizagem. A partir dela é realizado o descarte intencional do conhecimento, de tecnologias, de ferramentas ou de práticas obsoletas, permitindo vir à tona o contínuo processo de aprendizagem, desaprendizagem e reaprendizagem, sendo que este último estágio só é possível a partir de mudanças que possibilitem a abertura para o novo. Apesar de diversos estudos terem sido realizados nas últimas décadas buscando compreender a desaprendizagem e sua relação com os processos de mudança organizacional, fazendo com que a temática na área de administração passasse a receber atenção, esse fenômeno ficou restrito aos estudos de aprendizagem organizacional, sugerindo uma lacuna nos estudos de Educação em Administração, especialmente aqueles voltados para os estudantes de cursos profissionais. Assim, este projeto busca compreender as implicações do processo de desaprendizagem de docentes e discentes de cursos de pós-graduação em Administração e sua relação com o desenvolvimento de novas competências. Nesse contexto, encontram-se os Cursos de Mestrado Profissional (CMP), cuja modalidade visa a aplicação prática e às necessidades do mercado de trabalho. Professores de CMPs desaprendem constantemente hábitos enraizados de forma a reaprender metodologias e técnicas para a transmissão do conhecimento prático aos estudantes que, por sua vez, passam por transformações constantes em seu processo de aprendizagem. Visando responder o problema de pesquisa, objetiva-se delimitar o processo de desaprendizagem de docentes e discentes de cursos de mestrado profissional em Administração no Nordeste brasileiro, compreendendo as implicações do fenômeno na prática docente e no ambiente de aprendizagem discente e sua relação com o desenvolvimento de competências. A pesquisa será desenvolvida a partir da complementação entre as abordagens qualitativa e quantitativa.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Carolina Prado Ribeiro e Silva

Ciências da Saúde

Medicina
  • fotobiomodulação na prevenção de mucosite oral em pacientes em uso de metotrexato em altas doses. estudo clínico prospectivo, randomizado e duplo-cego
  • Introdução: O metotrexato em altas doses (AD-MTX) é empregado como agente quimioterápico no tratamento de malignidades hematológicas; no entanto, não apenas células neoplásicas mas tecidos que apresentam altas taxas de proliferação são susceptíveis aos efeitos citotóxicos da droga. A Mucosite Oral (MO) é uma das principais toxicidades e quadros graves podem levar a interrupção do tratamento, afetando o prognóstico e sobrevida. A fotobiomodulação (FBM) é empregada com objetivo de prevenção e tratamento da MO, promovendo a cicatrização e analgesia. Objetivos: Avaliar a eficácia da FBM na prevenção de MO em pacientes em tratamento com AD-MTX; investigar a correlação entre dosagens séricas, urinárias e salivares de MTX e o desenvolvimento e severidade de MO e estabelecer um protocolo de FBM para pacientes em tratamento com AD-MTX. Desenho do estudo: Estudo cínico, prospectivo, duplo-cego e randomizado. Materiais e métodos: 80 pacientes que serão submetidos ao primeiro ciclo de AD-MTX serão distribuídos, de forma randomizada, Grupo 01 – FBM profilática: AD-MTX dose ≥ 1g/m2 (n=40) e Grupo 02 – FBM placebo (sham laser): AD-MTX dose ≥ 1g/m2 (n=40). O grupo FBM profilática será submetido a FBM nos 5 primeiros dias após a infusão de AD-MTX ou até doses plasmáticas inferiores a taxas ≥ 5-10 µmol/L após 24 horas, ≥ 1 µmol/L após 48 horas e ≥ 0.1 µmol/L após 72 horas. Os pacientes serão avaliados nos D10; D15 e D21 e o questionário de qualidade de vida EORTC-QLQ-30 aplicado no D0 e no D15 após infusão de AD-MTX. Análise estatística: Será realizado teste de correlação entre a dosagem de AD-MTX no sangue, urina e saliva. Os resultados obtidos por ELISA serão avaliados no programa GraphPadPrism 5.0 e análise de normalidade por Lilliefors. Resultados Esperados: Desenvolver um protocolo individualizado de FBM que seja aplicado na prevenção de MO e verificar a eficácia do uso da saliva como de método auxiliar para a dosagem de AD-MTX.
  • Fundação Faculdade de Medicina - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Carolina Ramos Moreno

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • mecanismos imunológicos envolvidos no efeito antitumoral de imunoterapias desenvolvidas para o tratamento de tumores: estudos pré-clínicos com foco em câncer de bexiga e tumores induzidos por hpv
  • Dentre as doenças não transmissíveis, o câncer se destaca como a segunda principal causa de morte mundial, sendo um importante problema de saúde pública. O tratamento do câncer sempre foi um desafio para os médicos. Sabe-se que o sistema imunológico desempenha um papel importante na defesa do corpo nos estágios iniciais do desenvolvimento do tumor. Essa luta pode ser vencida ou perdida uma vez que o tumor molda o destino do sistema imunológico, e esse resultado é a base para entender as ações de proteção do hospedeiro ou de progressão tumoral. Neste panorama, a imunoterapia se tornou um importante aliado na luta contra diferentes tumores. Um dos principais desafios é o desenvolvimento de abordagens terapêuticas eficazes, com o objetivo de direcionar a resposta imunológica a favor da atividade antitumoral. Nos últimos anos, nosso grupo dedicou esforços para desenvolver imunoterapias com foco no tratamento de câncer, particularmente tumores induzidos pelo Papilomavírus humano (HPV) e o câncer de bexiga, duas neoplasias que se destacam na clínica médica pela prevalência mundial. Para o câncer de bexiga, nossas imunoterapias são baseadas em Bacillus Calmette-Guérin (BCG) recombinantes, que expressam proteínas bacterianas com potencial adjuvante. Para o câncer induzido por HPV, nossa imunoterapia é baseada em uma vacina de DNA, que codifica a oncoproteína E7 do HPV-16 fusionada à glicoproteína D do Vírus Herpes Simplex-1, combinada a uma vacina de mRNA codificante para anti-CTLA-4. Neste projeto, estudaremos as respostas imunológicas locais e sistêmicas, o perfil de citocinas, e vias de sinalização induzidas pelas imunoterapias em dois modelos murinos: câncer ortotópico de bexiga e câncer induzido por HPV. Pretendemos determinar a relevância destes eventos na sobrevida dos animais e na ativação de uma imunidade protetora, e assim propor um desenho racional de vacinas e intervenções clínicas. Evidências científicas do grupo suportam a continuidade da pesquisa proposta.
  • Instituto Butantan - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Carolina Simionato Arakaki

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • a publicação em linked data em bibliotecas: proposta teórica-metodológica para o sibisc
  • A abertura de dados tornou-se um desafio para as unidades de informação e entre outros gestores de dados e de conteúdo. Há uma demanda emergente para que esses dados sejam abertos e conectados para acesso, identificação, uso e reuso, principalmente no que diz respeito às tecnologias da Web Semântica. Nesse contexto, é problematizado o cenário da proposta, como fomentar a disponibilização e o acesso a dados de bibliotecas no contexto dos dados abertos conectados? Dessa forma, a proposta consiste em desenvolver uma matriz teórico e metodológica para as instituições brasileiras, em especial para bibliotecas, a fim que esse estudo propicie a abertura e conexão entre os dados. Como objetivos específicos, busca-se: identificar ferramentas e tecnologias para publicação de dados abertos conectados; analisar e realizar a curadoria e higienização dos dados de uma biblioteca para adequação dos procedimentos necessários para publicação de dados abertos conectados; construir diretrizes teórica-metodológicas para as bibliotecas publicarem dados abertos conectados. A pesquisa é classificada por uma natureza teórico e aplicada, qualitativa e exploratória. Foi selecionada para prova de conceito da proposta, os dados do Sistema Integrado de Bibliotecas do Município de São Carlos (SIBISC). Espera-se com os resultados obtidos, a pesquisa contribua com diretrizes metodológicas para bibliotecas brasileiras a publicarem seus dados abertos conectados. Além de estimular estas instituições a garantir a interoperabilidade, com a integração dos dados em catálogos, repositórios e banco de dados, à iniciativa Linked Data e a contribuição para o desenvolvimento da área de Ciência da Informação. É previsto como produtos dessa pesquisa, apresentação de trabalhos nos principais eventos da área de Ciência da Informação, nacionais e internacionais; a confecção de um evento científico para divulgação, por fim, a confecção de uma cartilha, com o passo-a-passo da publicação de dados pelas bibliotecas.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Caroline Meireles Soares

Outra

Divulgação Científica
  • snct 2021 – ifma - campus coelho neto: a transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta.
  • O presente projeto fundamentado pela Chamada CNPq/MCTI Nº 06/2021 tem como objetivo a realização da SNCT – Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2021 do IFMA Campus Coelho Neto como forma de integração da Ciência e da Tecnologia à população local. O evento ocorrerá de forma on-line e/ou presencial, levando em conta todos os protocolos elaborados no contexto da pandemia de Covid-19, com atividades a serem executadas através de oficinas, minicursos e mesas redondas abertas à comunidade. Os professores da instituição serão orientados a instigar e acompanhar os alunos no desenvolvimento de atividades que envolvam o tema da semana: A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta. Nesse sentido, universidades, escolas públicas e particulares serão convidadas a participar do evento, que possibilitará a integração de outras instituições de pesquisa da cidade de Coelho Neto, Duque Bacelar e redondezas na apresentação de trabalhos envolvendo a temática. As submissões dos trabalhos envolverão estudantes de quaisquer instituições de ensino que desejarem participar do evento, assim como a inclusão de apresentação de seminários e banners. Com este projeto, busca-se estabelecer uma relação de integração do IFMA com a comunidade, divulgando as pesquisas da instituição e ao mesmo tempo evoluindo em ciência e tecnologia, fomentando, assim, a investigação e a produção de conhecimento contextualizado com a temática da semana.
  • Instituto Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 07/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Ana Clara Cândido

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • gestão estratégica da informação e criatividade: análise e proposta da inovação aberta em unidades de informação
  • O volume e a diversidade de informações requerida nos processos de inovação reforça a ideia de que, inovar de forma isolada não é a melhor estratégia, reforçando a abordagem colaborativa, por meio da adoção de práticas de Inovação Aberta. A gestão estratégica da informação contribui para o sucesso do desenvolvimento de inovação e tomada de decisão. O uso e o compartilhamento do recurso ‘informação’ constituem desafios atuais quando se refere ao trabalho colaborativo envolvendo atores de diferentes naturezas (clientes, fornecedores, governo, academia, etc). Além da informação, o capital intelectual é aqui assumido como um dos fatores chave para o processo de inovação, representado a partir da inserção do atributo ‘criatividade’ nesta proposta. Pretende-se desenvolver instrumentos para a gestão da informação e a promoção da criatividade na implementação de práticas de Inovação Aberta em Unidades de Informação (bibliotecas, arquivos e museus; centros de informação no âmbito de empresas privadas). Aproximando as pesquisas empíricas já realizadas no âmbito das práticas de Inovação Aberta, bem como o uso da gestão estratégica da informação para amenizar o paradoxo das necessidades percebidas x dificuldades sinalizadas pelas organizações em operacionalizar o modelo de Inovação Aberta na prática. Serão selecionadas inicialmente quinze unidades de informação brasileiras para a realização de capacitação sobre as temáticas do projeto, atendimento de consultoria onde serão trabalhados caso a caso aspectos do projeto organizados em três módulos: informação para inovação, criatividade e estratégia. Cada um destes módulos terá material desenvolvido pela equipe deste projeto e acompanhamento na execução das aplicações práticas que poderão ser adaptadas e aprimoradas a partir do desempenho e feedback das unidades de informação participantes. O projeto integrará atividades docentes no âmbito de pesquisa, ensino e extensão nas instituições colaboradoras.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Clara da Fonseca Leitão Duran

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • selos de sustentabilidade ambiental em rótulos de alimentos e bebidas embalados comercializados no brasil
  • As mudanças climáticas impõem limites ao desenvolvimento sustentável. A relação entre os padrões alimentares e o meio ambiente tem sido explorada em modelos de sistemas alimentares mais sustentáveis. A produção e distribuição de alimentos geram impactos ambientais, os quais podem ser reduzidos através da adoção de práticas ambientalmente favoráveis. Informações socioambientais têm sido consideradas por consumidores nas escolhas alimentares, e os selos ambientais nos rótulos podem alterar a intenção de compra de alimentos. Os objetivos são: Verificar a tendência dos selos de certificação ambiental em alimentos e bebidas comercializados no Brasil entre 2017 e 2021; Verificar as mudanças na qualidade nutricional dos alimentos e bebidas com selos de certificação ambiental comercializados no Brasil entre 2017 e 2021; Verificar se os selos de certificação ambiental são utilizados conjuntamente com outras alegações de apelo ambiental na frente das embalagens como estratégias mercadológicas para atrair o consumidor. Utilizaremos um banco de dados de rótulos com imagens de 39.545 alimentos da empresa MINTEL - Global New Product Database. Uma subamostra com cerca de 30% dos alimentos será calculada considerando os mais consumidos no Brasil segundo a Pesquisa de Orçamentos Familiares de 2017/18 do IBGE e as marcas mais vendidas no Brasil segundo a Euromonitor International para 2020. Nesta amostra, identifcaremos os selos de certificação ambiental; classificaremos todos os alimentos e bebidas segundo nível de processamento utilizando a classificação NOVA; e por fim, avaliaremos a presença de alegações com apelo ambiental na frente das embalagens. Utilizaremos estatísticas descritivas e modelos de regressão ajustados por ano, grupos de alimentos e marcas para verificar se há diferenças na proporção de alimentos com certificação ambiental ao longo dos últimos 5 anos e se as tendências temporais variam por grupo de alimento, marca e segundo nível de processamento.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Clarissa dos Santos Pires

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • nanoestruturas supramoleculares para veiculação, estabilização e otimização das propriedades funcionais de compostos bioativos em matriz alimentícia sustentável como adjuvante para o tratamento do diabetes
  • O Diabetes Melitos tipo2 (DM2) é o mais comum (9,3% dos adultos brasileiros) e apresenta características clínicas associadas à resistência à insulina, como acantose nigricans e hipertrigliceridemia. Existe uma demanda por alimentos funcionais capazes de promover a saúde e o bem-estar de diabéticos, aumentando sua expectativa e qualidade de vida. Uma estratégia para a formulação destes superalimentos é a adição de compostos bioativos (CBs) (polifenóis e carotenoides) com propriedades antidiabéticas. Devido às baixas solubilidade e estabilidades térmica e fotoquímica em meio aquoso, a veiculação desses CBs em alimentos só é possível via complexação com proteínas (PRs). Além disso, é crescente a demanda pela substituição de PRs de origem animal pelas de origem vegetal (PRVs), entretanto pouco se sabe sobre o papel dessas PRVs como complexantes para CBs. Assim, para otimizar a síntese destes complexos PR-CB, é necessária a determinação da cinética (CIN) e da termodinâmica (TER) da formação desses complexos supramoleculares. Para isso, utilizaremos espectroscopia de fluorescência, ressonância plasmônica de superfície, nanocalorimetrias (de titulação isotérmica e diferencial de varredura), ressonância magnética nuclear e modelagem e dinâmica molecular. Os dois complexos com as melhores propriedades CIN e TER serão adicionados a uma bebida fermentada probiótica à base de leitelho (sustentável e rico em fosfolipídeos), determinando-se sua composição centesimal e estabilidade microbiológica e físico-química. A caracterização sensorial e aceitabilidade será realizada por consumidores potenciais (diabéticos) e habituais de produtos fermentados. O efeito benéfico para o controle da diabetes do produto gerado será testado em um modelo murino com diabetes induzida. O C57BL / 6 será o animal eleito, sendo vantajoso devido ao seu curto período de gestação e longa vida útil, facilidade de disponibilidade, imitando assim o comportamento humano resultando em um fenótipo de diabetes.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Claudia dos Santos da Silva

Ciências Sociais Aplicadas

Museologia
  • o museu paraense emilio goeldi: a transversalidade da ciência para a preservação e sustentabilidade na amazônia paraense
  • O Museu Paraense Emílio Goeldi, unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações do Brasil, é a instituição, do seu gênero, mais antiga do norte do país, completando 155 anos em outubro de 2021, é a segunda mais antiga do Brasil. Este Museu é pioneiro em diversas áreas e tem ao longo dos anos se destacado no campo das Ciências Humanas e das Ciências Naturais. Sua missão é de realizar pesquisas, promover a inovação científica, formar recursos humanos, conservar acervos e comunicar conhecimentos nas áreas de ciências naturais e humanas relacionadas à Amazônia. Na atualidade desenvolve quase 200 projetos de pesquisa e é referência também na formação de capital humano especializado através de seus programas de pós-graduação com mais de três décadas de atuação na região. Suas pesquisas geram conhecimentos sobre padrões históricos, socioambientais, ecológicos e evolutivos que condicionaram a Amazônia de hoje, e que determinam sua dinâmica atual. Os estudos subsidiam o estabelecimento de políticas adequadas à proteção do patrimônio natural e sociocultural amazônico e à promoção do desenvolvimento sustentável. Objetivo desta proposta é apresentar atividades educativas de divulgação da Ciência produzida no Museu Paraense Emílio Goeldi, na Semana Nacional de Ciência & Tecnologia e Inovação de 2021, que em decorrência do atual cenário, frente a pandemia, serão em sua maioria em formato online. Terão como objeto a comunicação da ciência, por meio de ações educativas, oficinas especializadas, lives, passeios virtuais e disponibilização de materiais didáticos em formato digital.
  • Museu Paraense Emílio Goeldi - PA - Brasil
  • 13/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Ana Claudia Fernandes Amaral

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • seleção de protótipos antileishmania a partir de plantas nativas do brasil
  • As leishmanioses fazem parte do grupo das doenças tropicais negligenciadas com grande ocorrência nas populações mais vulneráveis economicamente, sendo a leishmaniose tegumentar a mais frequente nas Américas e endêmica no Brasil. Embora apresente grande impacto social, os poucos medicamentos atualmente disponíveis para o seu tratamento são considerados tóxicos e de baixa eficácia, além do custo elevado. Neste contexto, as plantas medicinais representam uma fonte promissora, com destaque para as substâncias das classes dos terpenoides, e fenólicos, possivelmente menos tóxicas, de novos agentes terapêuticos com efeitos contra leishmaniose. Além disso, a combinação de substâncias provenientes de espécies vegetais diferentes pode apresentar efeitos sinérgicos que contribuem para reduzir a toxicidade, aumentar a atividade biológica e driblar a quimiorresistência do protozoário. Sendo assim, o presente projeto propõe viabilizar protótipos com atividade antileishmania a partir de estudos promissores estabelecidos no grupo de pesquisa de dois gêneros botânicos nativos do Brasil, Endlicheria e Marlierea. Este assunto vem sendo explorado por nós nos últimos anos e estudos preliminares indicaram que frações ativas e substâncias presentes nessas espécies possuem atividade contra o protozoário, ação esta que também pode ser potencializada com a estratégia de elaboração de nanoformulação empregada como carreadora. Além disso, o projeto tem potencial para elencar novos protótipos ativos que podem ser usados como base para elevar o arsenal de alvos químicos no combate a este grave problema de saúde pública.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 01/07/2022-31/07/2024
Foto de perfil

Ana Cláudia Niedhardt Capella

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • agenda governamental brasileira: incrementalismo e pontuações na dinâmica orçamentária federal.
  • A presente proposta se insere no multidisciplinar campo das políticas públicas e dialoga diretamente com temas, métodos e objetos de estudos dos campos da Administração Pública e da Ciência Política. Inserido no debate teórico sobre a formação da agenda governamental (agenda-setting) - processo competitivo de priorização de temas que serão abordados pelos governos - esse projeto tem o objetivo de analisar a dinâmica de um instrumento de grande importância para o policy process: o orçamento federal brasileiro. Nesse estudo não olhamos para a forma, diretrizes legais e impactos da formação do orçamento. Buscamos entender e analisar, a partir do montante designado à cada função de gasto, a seleção de prioridades sobre políticas públicas e a dinâmica da formação orçamentária no Brasil democrático. Quais políticas setoriais recebem mais recursos do orçamento Federal? Essa destinação às diferentes funções e políticas setoriais varia ao longo do tempo? A formação orçamentária federal brasileira opera de forma incremental, ou é possível observar pontuações no equilíbrio e mudanças significativas na destinação de recursos ao longo dos anos? Diferentes governos, partidos e reeleições impactam na dinâmica da formação orçamentária em sua destinação de gastos e de financiamento de políticas públicas? É a partir dessas perguntas que esse projeto tem o objetivo de mapear e analisar a formação orçamentária federal brasileira ao longo do tempo, de 1988 a 2021, por meio da construção de bancos de dados metodologicamente robustos e comparáveis que demonstrem as prioridades em políticas setoriais na alocação dos recursos. Para isso, serão adotados métodos de análise de conteúdo e de codificação de dados já elaborados pelo Brazilian Policy Agendas Project em diversos indicadores de atenção governamental do executivo, legislativo e do judiciário, o que possibilita, inclusive comparações entre os dados. Assim, buscamos fortalecer e aproximar pesquisadores que se dedicam às temáticas.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 02/06/2022-30/06/2025
Foto de perfil

Ana Claudia Ramos Sacramento

Ciências Humanas

Geografia
  • propostas e materiais didáticos para professores de geografia no estado do rio de janeiro
  • Os professores buscam refletir e racionalizar sua prática, bem como pensar diferentes maneiras de mediar um determinado conhecimento a fim de promover a análise de conceitos que desenvolvam raciocínio, consciência e organização espacial nos alunos, analisando a importância da Geografia para compreensão da consciência espacial. Assim sendo, a construção de propostas e materiais didáticos são elementos pedagógicos para a produção do trabalho docente, pois a mediação do conhecimento ocorre de maneira mais ativa. Com as novas demandas advindas da Base Nacional Comum Curricular há a necessidade de pensar diferentes dinâmicas para planejamento, organização e elaboração das aulas para colaboração do processo de ensino e de aprendizagem mais significativos. Desta maneira, o objetivo deste projeto é construir propostas e materiais didáticos para os professores de Geografia das redes estaduais, municipais e privadas de Angra dos Reis, Campos de Goitacazes, Niterói, São Gonçalo, Seropédica e Silva Jardim do estado do Rio de Janeiro. A metodologia da pesquisa-ação possibilita desenvolver uma ação efetiva entre o pesquisador/sujeito-objeto de estudo, não sendo uma pesquisa precisa, pois permitem aos envolvidos dizerem e fazerem sobre algo. Para tanto, o estudo pretende trabalhar a partir de duas escolas de cada município a fim de mobilizar estratégias de aprendizagem para pensar geograficamente os diferentes fenômenos geográficos espacializados Os instrumentos serão: aplicação e análise de questionários para os professores, a construção propostas e materiais didáticos como aplicativos digitais, materiais multimídias, guias e revistas didáticos, boletins informativos, jogos, miniestações climatológicas, modelagens e outros. Nos resultados esperados os produtos podem colaborar para que as redes de ensino desenvolvam com os professores as práticas pedagógicas necessárias para uma educação qualitativa e que promova a construção dos conhecimentos geográficos com os estudantes.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Claudia Souza Vazquez

Ciências Humanas

Psicologia
  • adaptação de escalas sobre demandas e recursos de trabalho e relações com construtos da psicologia positiva.
  • Objetiva-se desenvolver instrumentos para compreender aspectos específicos ao Brasil sobre engajamento e trabalho saudável, no modelo Job-Demand Resources (JDR), conforme estudos internacionais recentes. Serão realizados 2 estudos quantitativos sobre relações de 4 vínculos laborais (burnout, engajamento, monotonia e adição laboral) e as necessidades psicológicas básicas no trabalho (autonomia, competência e relacionamento) com 10 construtos positivos (satisfação de vida, afetos positivos e negativos, gratidão, esperança disposicional, autoestima, otimismo, autoeficácia, autoeficácia criativa, trabalho significativo e coragem). O Estudo 1 visa adaptar, validar e normatizar 3 escalas e 1 questionário da teoria JDR para o Brasil. Serão feitas análises por juízes e em grupos focais para a validação de conteúdo de cada escala, e estudo piloto, com 100 participantes. A coleta online prevê 1470 respondentes para estudos estatísticos de confiabilidade, fidedignidade e validade dos instrumentos, e a produção de normas brasileiras. O Estudo 2 visa investigar a relação entre os 4 vínculos laborais, a satisfação de necessidades psicológicas básicas no trabalho e 10 variáveis positivas. Na coleta online todos os participantes responderão as escalas de satisfação de necessidades básicas, engajamento no trabalho, Burnout, adição e monotonia laboral. As outras serão distribuídas: os primeiros 100-120 responderão a escala 1, os seguintes 100-120 à escala 2, e assim por diante. Teremos de 1000 a 1200 participantes com escores nos 4 vínculos laborais e necessidades psicológicas básicas no trabalho. E pelo menos 100 a 120 participantes com escores nas 10 escalas das variáveis positivas. Há carência de instrumentos psicométricos brasileiros que permitam a comparação com estudos internacionais, estima-se que este projeto traga avanços na compreensão aprofundada dessas relações. Esta pesquisa é continuidade do estudo financiado no Universal/2016/CNPq, faixa A, com relatório final aprovado
  • Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Cristina de Albuquerque

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • organização do conhecimento e documentação museológica: relações classificatórias na dimensão social, cultural e política em catálogos de museus brasileiros
  • O objetivo da Organização do Conhecimento é possibilitar incursões quanto ao processo de sistematização da organização, representação e recuperação do conhecimento, através da elaboração e do estudo dos Sistemas de Organização do Conhecimento. No bojo dos questionamentos oriundos de uma perspectiva crítica, a OC vem sendo discutida por diversos estudiosos sobre sua dimensão social, cultural e política e sobre os limites hegemônicos de organizar o conhecimento. Este ponto contradiz o caráter dialético de compreensão dos fenômenos e considera apenas um recorte da realidade, deixando de lado perspectivas que podem ajudar a compreender a construção implícita nos instrumentos que representam o conhecimento. O interesse recai sobre a documentação museológica como ação que documenta, preserva e narra de forma classificatória, as informações sobre documentos e sua organização dentro do universo em que se encontram. Questiona-se de que maneira se estabelecem relações classificatórias, tendo como principal elemento os conceitos, que caracterizam uma Organização do Conhecimento ligada a seu contexto social, político e cultural na documentação museológica do século XIX de museus brasileiros. O método de Análise do Domínio será utilizado para caracterizar o domínio específico do conhecimento, assim como as comunidades discursivas que incluem tanto os pesquisadores quanto os documentos produzidos sobre esse domínio. Os locais escolhidos são o Museu Paranaense, PR, Museu Emilio Goeldi, PR e Museu Paulista, SP, ambos fundados na segunda metade do século XIX. A proposta visa contribuir transversalmente com discussões teóricas na Ciência da Informação, na documentação museológica, na Teoria da Classificação e Organização do Conhecimento possibilitando o intercâmbio de conhecimentos oriundos de referencial bibliográfico nacional e internacional, assim como um olhar para um entendimento contextual dos documentos que narram, medeiam e organizam o conhecimento para seus usuários.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Cristina Miranda Brasileiro

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • memória do estresse em plantas: uma estratégia biotecnológica inovadora para mitigar os efeitos das mudanças climáticas
  • Plantas cultivadas estão constantemente expostas a estresses ambientais simultâneos e recorrentes que causam perdas significativas de produtividade em diversas culturas. No contexto das mudanças climáticas previstas, esses fatores abióticos afetarão cada vez mais o setor agrícola, tornando-se imperativo o desenvolvimento de cultivares mais tolerantes a múltiplos estresses para garantir a segurança alimentar mundial. As plantas desenvolveram, ao curso da evolução, mecanismos para memorizar suas respostas de defesa após vivenciar uma situação de estresse, e reagir de maneira mais rápida e eficiente a um próximo estresse. Este processo, conhecido como ‘priming’, de aquisição de memória do estresse e pré-ativação de defesa constitui um enorme potencial a ser explorado no desenvolvimento de novas cultivares adaptadas às condições subótimas de crescimento. Entretanto, até o momento, não está descrito na literatura científica ou patentária brasileira a aplicação da engenharia de genes de memória em commodities agrícolas de interesse para o país. A equipe proponente acumulou, ao longo dos anos, dados de sequências genômicas de interesse e um extenso conhecimento sobre os mecanismos moleculares de defesa desenvolvidos por espécies silvestres de Arachis, nativas do Brasil, para sobreviver às inúmeras combinações de estresses que ocorrem em seus ambientes naturais. Este acervo constitui, assim, uma oportunidade ímpar para a exploração de genes ‘silvestres’ de memória no desenvolvimento de novas soluções biotecnológicas visando reduzir os danos causados por estresses em plantas. A presente proposta propõe a identificação, engenharia, e caracterização fenotípica in planta de genes de memória oriundos da biodiversidade brasileira, possibilitando a exploração de todo potencial biotecnológico destes genes na aquisição constitutiva de memória do estresse em plantas e o desenvolvimento de cultivares com maior tolerância a múltiplos e simultâneos estresses abióticos.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Cristina Rodrigues Lacerda

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • avaliação do perfil sarcopênico, nível de atividade física e força muscular em idosos com condições crônicas
  • A sarcopenia é uma doença muscular (CID-10-MC) caracterizada pela perda da quantidade e/ou qualidade muscular recebendo atenção das políticas públicas de saúde devido à alta prevalência e associação com desfechos negativos à saúde do idoso. Durante a pandemia do novo coronavírus, percebeu-se aumento na incidência da sarcopenia, pois pessoas que contraíram a Covid-19 e se recuperaram tiveram a sarcopenia como sequela. Assim, essa condição pode ter origem primária quando associada à senescência e secundária quando relacionada a condições desencadeantes, como doença pulmonar obstrutiva crônica, doenças e pós cirurgias osteomusculares e doença renal crônica. Estudos apontam a sarcopenia como fator associado a desfechos clínicos em condições crônicas, incluindo pior prognóstico e qualidade de vida, resultando em altos encargos pessoais, sociais e econômicos. Entretanto, ainda existem desafios para compreensão, prevenção, identificação e tratamento da sarcopenia. Assim, pretendemos avaliar por meio de estudos exploratórios o perfil sarcopênico, o nível de atividade física, a força muscular e fatores associados em idosos com condições crônicas. O ponto forte da metodologia será o controle interno por meio do diagnóstico da sarcopenia utilizando absormetria de raios-x de dupla energia (padrão-ouro). Os resultados contribuirão para o avanço no conhecimento teórico e prático, incluindo diretrizes e protocolos para facilitar o rastreio e a abordagem da sarcopenia nos serviços de saúde. A equipe, capitaneada pela primeira mulher bolsista de produtividade em pesquisa (desde 2009) de instituição federal localizada em área de atuação na SUDENE no estado de Minas Gerais estuda aspectos neuroimunoendócrinos e associação com desempenho em grupos especiais há cerca de 13 anos e publicou mais de 70 artigos, além de orientar mais de 20 dissertações e teses. Membros da equipe que hoje atuam em instituições federais e particulares de ensino superior foram orientados pela proponente.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Elisa Madalena Rinaldi

Ciências da Saúde

Nutrição
  • licença maternidade e duração do aleitamento materno exclusivo – visão de mães e empregadores
  • O estudo das condições de trabalho da mulher constitui estratégia para o cumprimento do Agenda 2030, no que tange ao Objetivo do Desenvolvimento Sustentável Nº5 da Organização das Nações Unidas. Nas últimas duas décadas a participação das mulheres no mercado de trabalho formal e informal cresceu de 34,1% para 43,9% no Brasil. Nesse cenário, o desafio de conciliação dos papéis no universo produtivo e reprodutivo torna-se realidade de muitas brasileiras, especialmente num país marcado por acentuadas assimetrias sociais e econômicas, incluindo desigualdades de gênero, raça e classe. Trabalhadoras formais e informais relatam o escasso apoio à manutenção da amamentação no ambiente de trabalho, com cargas horárias extensas e rotinas pouco flexíveis. Para as inseridas no mercado formal, a licença maternidade de 120 dias e duas pausas de 30 minutos para amamentar estão previstas na Consolidação das Leis Trabalhistas. Em 2008, foram garantidas 180 dias de licença maternidade às servidoras públicas federais e trabalhadoras de empresas que aderiram ao programa Empresas Cidadãs. Entretanto, trabalhadoras do setor informal continuam sem o benefício da licença maternidade remunerada, deixando-as numa situação de maior vulnerabilidade. Nesse contexto, o retorno ao trabalho tem sido associado a interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo (AME). Entretanto, ainda há pouca informação sobre como as mães lactantes vivenciam esse período de retorno ao trabalho, assim como a visão dos empregadores sobre esse tema. Esse estudo utilizará abordagem quanti-qualitativa para (i) descrever as condições do ambiente de trabalho adequadas à amamentação, adesão à Empresa Cidadã e verificar a associação entre condições de trabalho (setor e formalidade do trabalho, carga horária, licença maternidade, presença de sala de amamentação) e a duração do AME; e (ii) compreender qualitativamente a vivência de retorno ao trabalho e a visão dos empregadores sobre o apoio à mulher que amamenta.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Elisa Silva de Abreu

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • análise da estabilidade de encostas com o uso integrado de sensores inerciais, sensores de umidade e métodos geofísicos
  • O estudo detalhado das encostas e seu monitoramento são uma ferramenta importante para o desenvolvimento de alertas antecipados de escorregamento que permitam a evacuação de populações em situação de risco. No entanto, a sua implementação em grandes e numerosas áreas apresenta custos elevados e requer o amplo conhecimento das variáveis envolvidas na deflagração dos escorregamentos. O uso integrado de novas tecnologias para monitoramento das encostas, como sensores de baixo custo e métodos geofísicos multitemporais pode tanto dar novas respostas a este problema, como também constituir alternativas mais econômicas. A utilização de sensores inerciais (acelerômetros associados a giroscópios e magnetômetros) para o monitoramento de movimentações da encosta, associados a sensores de umidade, tensiômetros e piezômetros, como se propõe nesta pesquisa, não é ainda convencional em geologia de engenharia. A intenção neste projeto é utilizar sensores de baixo custo, que possam ser instalados em grandes áreas e que possam ser facilmente substituídos, para atender necessidades típicas do Brasil. Da mesma forma, o uso conjugado e multitemporal de técnicas geofísicas como Tomografia de Resistividade Elétrica (ERT) e Análise Multicanal de Ondas Superficiais (MASW) possibilita estabelecer as interrelações entre o solo e a infiltração de água. Seu uso também permite dar respostas integradas e robustas para as movimentações sazonais causadas pelas alterações na hidrologia da encosta. A pesquisa será realizada em uma encosta da Serra do Mar no município de Guarujá (SP), que será monitorada durante pelo menos dois anos hidrológicos. Nesta encosta, serão instalados os sensores e realizados os levantamentos geofísicos. Com os resultados obtidos, espera-se aumentar a compreensão dos processos envolvidos na deflagração de escorregamentos e dos sinais coletados, com o intuito de que, eventualmente, estes possam ser aproveitados para fins de alerta antecipado.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Elisa Spaolonzi Queiroz Assis

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • examinando a pobreza multidimensional em municípios da rmc utilizando a abordagem consensual
  • Pobreza e desigualdade são problemas que estão profundamente enraizados no país, o qual também se encontra em uma encruzilhada política sendo necessárias mudanças para direcionamento de políticas públicas sociais. Nesse contexto, compreender a extrema pobreza no Brasil, como ela pode ser melhor medida e se diferentes grupos sociais compartilham de um entendimento comum sobre pobreza, é essencial. Os dados sobre pobreza no Brasil são definidos de forma bastante restrita, com estimativas oficiais baseadas, em sua grande maioria, em informações sobre renda e gastos familiares. Entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável está o objetivo 1, “Erradicação da Pobreza”, exigindo que os Estados erradiquem a pobreza extrema, devendo até 2030, reduzir pelo menos à metade a proporção de homens, mulheres e crianças, de todas as idades, que vivem na pobreza, em suas diversas dimensões. Isso requer métodos novos e inovadores para a coleta de dados. A Abordagem Consensual é considerada um dos poucos métodos eficazes para avaliação da pobreza multidimensional. Desenvolvida no Reino Unido, e reforçada como “boa prática” pelo Grupo de Especialistas das Nações Unidas sobre Estatísticas de Pobreza (Rio Group), tem como premissa a ideia de que os indicadores de padrão de vida (e de pobreza) devem incorporar os pontos de vista dos membros daquela sociedade. Assim, o problema norteador da pesquisa é: Como diferentes grupos sociais em dois municípios díspares da RMC compreendem a natureza e as causas da pobreza e da privação? A pesquisa trabalha com a hipótese geral de que, independente da cultura, do grupo social e da região, há um consenso sobre o que as pessoas creem ser um padrão de vida minimamente aceitável, por exemplo, que as necessidades básicas das pessoas devem ser atendidas. A plausibilidade do problema de pesquisa e da hipótese restam nos estudos já desenvolvidos entre os anos de 2019 e 2021, no Brasil com resultados publicados.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Elisa Toscano Meneses da Silva Castro

Ciências da Saúde

Nutrição
  • desnutrição perinatal, plasticidade fenotípica e fator de crescimento fibloblástico 19 : uma abordagem experimental promissora para a terapia da paralisia cerebral
  • Após permanecer praticamente inalterada durante cinco anos, a prevalência de desnutrição aumentou 1,5% em 2020. A desnutrição associada à Paralisia Cerebral (PC) apresenta alta incidência na infância (46 a 90%). Ademais, crianças com PC apresentam dificuldades na alimentação, levando a um quadro de desnutrição. No Brasil, sete a cada 1.000 crianças nascidas vivas são portadoras de PC. O Brasil também reúne condições favoráveis para a má-nutrição, agravando o quadro dos indivíduos acometidos pela PC. A PC ocorre durante um período crítico do desenvolvimento neuromuscular, onde pode ocorrer os mecanismos inerentes à plasticidade fenotípica. Em parceria com colaboradores mexicanos observamos que atrofia muscular compromete a atividade locomotora e é agravada pela desnutrição perinatal na PC. Colaboradores franceses desse projeto publicaram na revista Nature Medicine que o tratamento com o fator de crescimento fibroblático 19(FGF19) causou hipertrofia do músculo esquelético em camundongos, e em humanos aumentou substancialmente o tamanho dos miotubos in vitro. Nós postulamos que o FGF19 reverte a atrofia do músculo já instalada, protegendo o indivíduo com PC associada ou não à desnutrição perinatal, assim podemos observar a resposta adaptativa imediata ao FGF19. Portanto, em ratos submetidos paralisia cerebral experimental associada à desnutrição perinatal analisaremos a maturação somática e reflexa, a ingestão alimentar, a calorimetria indireta, a atividade locomotora, características da marcha, a força muscular, a coordenação motora, a mobilidade articular, a atividade enzimática e tipos de fibras musculares, além da análise molecular das vias de síntese e degradação proteica muscular, a morfologia óssea e cerebral e a proliferação de células neurais precursoras e perfil das micróglias. Esse projeto inovador favorecerá a formação de recursos humanos, a produção científica e o intercâmbio acadêmico e científico.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Estela Haddad

Ciências da Saúde

Odontologia
  • abordagens inovadoras na implantação da teletriagem: estudo comparado entre rede de atenção à saúde bucal e serviços isolados de alta vulnerabilidade social.
  • A teletriagem é definida como a avaliação de sintomas realizada virtualmente, capaz de direcionar o paciente à especialidade ou definir o melhor momento para o atendimento presencial. É capaz de diminuir as filas de atendimento e os riscos de contaminação. Em regiões de vazios assistenciais , situações de urgência são críticas. Outra lacuna é a ausência de um protocolo de classificação de risco nas UBS. Diante da pandemia de COVID-19, locais como o Instituto para cegos Benjamin Constant (IBC) tiveram as atividades clínicas paralisadas devido ao risco de contaminação, somado às especificidades da população com deficiência visual. Faltam protocolos e estudos que comprovem a eficácia e os limites da Teleodontologia em diferentes situações clínicas. A hipótese desse estudo é que a teletriagem de urgência possa favorecer o correto manejo do paciente, a orientação e planejamento do atendimento presencial mais resolutivo. Espera-se identificar nós críticos na implementação da Teletriagem em diferentes modelos de serviços de atenção à saúde bucal. Trata-se de um estudo de implementação da teletriagem em três serviços distintos: nas Unidades Básicas de Saúde do município de Carangola/MG, no Barco Hospital Papa Francisco – que atende populações ribeirinhas no estado do Pará, vinculado ao SUS – e no Instituto Benjamin Constant (RJ), sob coordenação do Núcleo de Telessaúde e Teleodontologia FOUSP-SAITE (NuTes FOUSP-SAITE). Serão incluídas crianças entre 03 e 13 anos, todos os participantes serão avaliados por teleconsulta utilizando um questionário validado, classificados e alocados em dois grupos, acompanhados por dois anos: G1: TRATAMENTO DE URGÊNCIA e G2: TRATAMENTO ELETIVO (critérios da ADA e CFO). Serão mensurados dados de qualidade de vida, dor e desconforto e satisfação. Análise de Regressão de Poisson poderá ser utilizada para avaliar a influência de algumas variáveis.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Fabrícia Braga Magalhães

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • modelos de equações estruturais aplicados à avaliação genética de duas linhagens de codornas de corte
  • A codorna é considerada um animal experimental, por ser uma espécie facilmente observada em ambientes de laboratório e de campo, além de ser um animal de porte pequeno, com boas habilidades de postura e facilidade de reprodução. Os programas de melhoramento genético de outras espécies tem buscado a redução do intervalo de geração, enquanto nas codornas podemos encontrar isso naturalmente, uma vez que pode ser obtida cerca de quatro gerações em um ano. No entanto, existem poucos grupos de pesquisas no Brasil que trabalham com o melhoramento de codornas, e esses poucos tem concentrado os estudos apenas em características de crescimento e reprodutivas, tendo em vista que a coleta de dados de qualidade da carne é mais onerosa, por isso o objetivo desse projeto é realizar a coleta de dados de qualidade da carne em codornas e investigar o relacionamento delas com características de crescimento e reprodutivas utilizando modelos de equações estruturais. As codornas que serão utilizadas nesse estudo são provenientes do Setor de Coturnicultura, do Departamento de Zootecnia da UFVJM, localizada em Diamantina-MG (DZO). Atualmente, o Programa de Melhoramento de Aves da UFVJM possui duas linhagens (LF1 e LF2) de codornas de corte, com coleta de dados em todas as gerações de características de crescimento e reprodutivas. Será incluído nesse estudo o peso ao nascer, aos 7, 14, 21, 28, 35 e 42 dias de idade. Enquanto as reprodutivas serão: idade ao primeiro ovo, peso da matriz ao primeiro ovo, mortalidade. Serão abatidos 1.000 animais com 42 dias de idade na sala de abate do DZO e serão analisadas no Setor de Ciências e Tecnologia dos Produtos de Origem Animal, do DZO para: rendimento de carcaça quente e resfriada, peso e rendimento do peito, peso e rendimento das pernas, pH, capacidade de retenção de água, perda de peso por cozimento, coloração e maciez. Será utilizado modelos de equações estruturais investigar o relacionamento entre entre as diversas características coletadas.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Gisele da Costa Neves Ferreira

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • mapeamento estrutural de complexos toxina-antitoxina em busca de novas terapêuticas antiofídicas
  • Em 2017, a Organização Mundial de Saúde classificou o envenenamento por serpentes como doença tropical negligenciada de máxima prioridade. Na América do Sul, o maior desafio no tratamento destes acidentes são os graves danos teciduais, que levam a altas taxas de morbidade. O objetivo deste projeto é gerar conhecimento necessário ao desenvolvimento de inibidores eficazes contra toxinas com ação local [metaloendopeptidases (SVMPs) e fosfolipases A2 (PLA2s)]. Nossa busca por novas alternativas terapêuticas baseia-se em milhares de anos de coevolução entre animais peçonhentos e aqueles resistentes ao envenenamento. O fenômeno de resistência pode ser explicado pela presença de inibidores séricos glicoproteicos capazes de formar complexos inativos com várias toxinas homólogas, impedindo sua ação deletéria. Neste projeto, a estratégia de Biologia Estrutural Integrativa será usada na compreensão estrutural dos complexos não-covalentes de alta afinidade formados entre os inibidores DM43 e DM64 (respectivamente, proteínas anti-hemorrágica e antimiotóxica do soro do gambá Didelphis aurita) e diferentes SVMPs e PLA2s de venenos de serpentes. A espectrometria de massas (MS) de alta resolução combinada com cross-linking químico (XL-MS) será nossa principal ferramenta analítica. As restrições de distância determinadas por MS serão integradas em pipelines de modelagem e docking moleculares. Pretendemos também testar novas estratégias para a geração de dados estruturais complementares, utilizando cristalografia de raios X. As análises estruturais, juntamente com a expressão de domínios heterólogos e a síntese de peptídeos das antitoxinas, deverão permitir o mapeamento dos determinantes estruturais mínimos dos inibidores envolvidos na interação com as suas toxinas-alvo. Os resultados serão fundamentais para o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas, visando o desenho racional de fármacos peptídicos capazes de mitigar o problema da toxicidade local causada por SVMPs e PLA2s.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Heloisa Maia

Ciências Agrárias

Agronomia
  • núcleo de estudos, pesquisa e extensão em agroecologia (nepea) da unemat nova xavantina: transformando as bases produtivas no vale do araguaia a partir da construção do conhecimento agroecológico
  • Experiências mostram que os sistemas de produção agroecológica têm grande potencial de responder às necessidades de produção, alimentação da família e participação no mercado, sem provocar danos ambientais. Entretanto, ainda são incipientes os incentivos a produção agroecológica na região do Vale do Araguaia, e em muitos casos o agricultor se sente desmotivado em buscar iniciativas voltadas para o desenvolvimento de práticas alternativas nos estabelecimentos, principalmente em função da falta de assistência técnica. Neste aspecto, a criação do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão (NEPEA) da UNEMAT Nova Xavantina, torna-se fundamental para promover ações que valorizem a agricultura familiar e os aspectos inerentes ao processo produtivo com vistas a promoção do desenvolvimento rural local/regional. Assim, visa-se contribuir com as trocas de experiências e a promoção do diálogo entre pesquisadores, acadêmicos e agricultores com o intuito de expandir o conhecimento a partir da democratização dos saberes, sob enfoque interdisciplinar e interinstitucional aproximando as discussões da realidade social dos atores envolvidos.
  • Universidade do Estado de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 01/08/2017-31/10/2022
Foto de perfil

Ana Karina Bezerra Pinheiro

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • vulnerabilidades ao hiv da população lgbt e mulheres em situação de rua e em privação de liberdade
  • A vulnerabilidade se diferencia do risco, pois, ao passo que, esse demonstra quais as chances de adoecimento de um indivíduo ou população, a vulnerabilidade evidencia possíveis fatores de adoecimento, de não adoecimento e as formas de enfrentá-lo. Na área da saúde, vulnerabilidade tem uma maior relação com algumas populações específicas, tais como pessoas em situação de rua, mulheres, população LGBT, população encarcerada e pessoas com HIV/Aids. Diante do exposto, percebe-se que a compreensão das vulnerabilidades de mulheres e da população LGBT em situação de rua e nos presídios ao HIV, torna-se relevante para o planejamento e desenvolvimento de ações de melhoria contínua da qualidade da assistência, superação das barreiras de acesso às instituições de saúde e ações concretas para o redirecionamento dos serviços de atenção à saúde. Objetiva-se analisar as vulnerabilidades pessoais, sociais e programáticas para o HIV de mulheres e da população LGBT em situação de rua e em privação de liberdade. Trata-se de estudo de multimétodos composto por dois subprojetos de pesquisa: (1) Vulnerabilidades pessoais, sociais e programáticas ao HIV de mulheres e população LGBT em situação de rua; (2) Vulnerabilidades pessoais, sociais e programáticas ao HIV de mulheres e população LGBT em privação de liberdade. O recrutamento da amostra acontecerá nos dois centros de referência para população em situação de rua de Fortaleza e em duas unidades prisionais na zona metropolitana do município. Serão coletados dados quantitativos relativos aos fatores de vulnerabilidade e qualitativos relacionados às percepções de risco e significados atribuídos ao HIV. O programa SPSS será utilizado para construção do banco de dados e tratamento estatístico dos dados quantitativos. A primeira fase da análise estatística consistirá na realização de componentes descritivos, por meio dos cálculos das frequências, de medidas de tendência central e de medidas de dispersão. Para as medidas de tendência central, será realizado o teste de Kolmogorov-Smirnov, a fim de identificar a normalidade de distribuição dos dados. Para as inferências estatísticas serão investigadas associações entre as variáveis dependentes e independentes do estudo. Será realizada análise bivariada usando o teste qui-quadrado de Pearson, com adoção do nível de significância menor que 0,05. A análise comparativa das médias será realizada pelo ANOVA e pelo teste t de Student. Posteriormente, os resultados serão apresentados na forma de tabelas ilustrativas, categorizados segundo as sessões do instrumento. A análise dos dados qualitativos se dará a partir da análise de conteúdo utilizando o Software IRAMUTEQ (Interface de R pour analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionneires). Os resultados serão discutidos conforme a literatura pertinente e o conceito de vulnerabilidade. Este estudo respeitará os princípios éticos e legais no Brasil de acordo com o Conselho Nacional de Saúde (CNS) e será submetido à avaliação do Comitê de Ética e Pesquisa (CEP) com base na Resolução 466/12.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 02/01/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Ana Keuly Luz Bezerra

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • ecoeficiência energética em centros de tratamentos de resíduos sólidos a partir da utilização de sistemas fotovoltaicos e dos princípios de economia circular.
  • A utilização da energia solar é cada vez mais comum em todo mundo. Desde os parques industriais até as unidades residenciais, a eficiência da energia captada por painéis fotovoltaicos vem sendo comprovada dia após dia. No setor de tratamento de efluentes, a utilização da energia solar não só é possível, como apresenta melhores desempenhos, especialmente no que se refere a resultados, custos e sustentabilidade ambiental. O alto custo envolvido no processo de tratamento de resíduos sólidos exige alternativas que possam trazer uma maior economia nessa área. Nesse sentido, é viável (financeira e ambientalmente) a utilização da energia fotovoltaica nas centrais de tratamento de resíduos sólidos? Desta forma, a hipótese do estudo considera que é possível a utilização da energia solar desde que integrada ao ciclo de tratamento e um possível segundo ciclo de vida para as placas inservíveis dos sistemas fotovoltaicos instalados. Diante deste contexto, o presente projeto visa apresentar um estudo técnico de viabilidade do uso da energia solar no tratamento de resíduos sólidos incorporando os princípios de economia circular aos seus processos produtivos. Hoje a energia elétrica compõe um dos maiores custos para o tratamento dos resíduos sólidos e efluentes, de modo que apresentar uma solução técnica a partir do uso das energias renováveis, torna-se necessário, uma vez que esta fonte de energia além de proporcionar redução nos custos operacionais é melhor para o meio ambiente, tornando-a ecoeficiente. Além da redução dos custos operacionais, outro ponto analisado quando se compara a utilização de energias renováveis no tratamento de resíduos sólidos em relação a outras fontes de energia se refere aos benefícios ambientais e a um possível ciclo de vida das placas dos sistemas fotovoltaicos instalados beneficiando outras atividades econômicas inclusive de cunho social.
  • Instituto Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Laura dos Reis Corrêa

Lingüística, Letras e Artes

Letras
  • ensino de literatura: teoria e prática da crítica literária dialética na américa latina.
  • Este projeto de pesquisa tem como objeto o ensino de literatura na Educação Básica nas escolas públicas do Distrito Federal e RIDE (Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno). Em seu desenvolvimento, a pesquisa articula teoria e prática, uma vez que se propõe a investigar teoricamente, com docentes que pesquisam o tema na América Latina – especificamente no Brasil e na Argentina: na Universidade de Brasília (UnB) , no Instituto Federal de Brasília (IFB) e na SEEDF; em duas universidades argentinas: Universidad de Buenos Aires (UBA) e Universidad Nacional Arturo Jauretche – (UNAJ); no Colégio Técnico de Campinas (COTUCA), subordinado à Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e na Universidade Federal de Goiás (UFG) –, as possibilidades de maior conexão entre Universidade e Escola no que diz respeito ao ensino de literatura, com base na crítica literária dialética, na realidade presente. Simultaneamente, visa compartilhar, com professores das escolas públicas de Ensino Médio, por meio de quatro cursos de formação semestrais, tais reflexões acerca de estratégias para o desenvolvimento eficaz da leitura da literatura em sala de aula, com vistas à formação humana, integral e crítica de seus estudantes, considerando-se o momento atual e os enormes desafios a serem superados no campo da educação.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Lia Anbinder

Ciências da Saúde

Odontologia
  • senescência celular, perda óssea alveolar e probióticos: explorando patogênese e prevenção
  • O envelhecimento está associado à perda óssea alveolar (POA) e a aumento de prevalência e severidade de periodontite. Exceto pela higienização oral, não existem estratégias terapêuticas para prevenir a POA associada à idade. Senescência celular é caracterizada pela parada irreversível do ciclo celular com estabelecimento do fenótipo secretor associado à senescência e produção de citocinas que, se não forem eliminadas eficientemente, são fonte de inflamação crônica. Senolíticos induzem células senescentes à apoptose, e seu uso tem sido encorajador em estudos sobre perda óssea sistêmica devido à idade. Um acúmulo de osteócitos senescentes no osso alveolar foi relatado em camundongos idosos, e tais células produziram citocinas inflamatórias in vitro, proporcionando um ambiente pró-osteoclastogênico que poderia contribuir para a POA. No entanto, esses achados são associativos e não se avaliou experimentalmente se (e em que medida) a senescência nos osteócitos alveolares causa a POA. Lactobacillus reuteri tem sido usado como adjuvante para o tratamento de periodontite e existem evidências da eficácia do gênero Lactobacillus em atenuar a inflamação associada à idade, imunosenescência, estresse oxidativo e senescência celular. Nossa hipótese é que a senescência é parte integrante do processo pelo qual o envelhecimento leva à POA, que a remoção de células senescentes pode inibi-la e que os efeitos benéficos dos probióticos na POA são em parte mediados pela sua ação na senescência. Camundongos serão tratados de maneira crônica (10 meses) preventiva com a combinação senolítica Dasatinibe e Quercetina, ou L. reuteri, como forma de induzir a apoptose de osteócitos senescentes e determinar se sua eliminação pode reduzir/retardar a POA relacionada à idade. A senescência osteocítica, a perda óssea alveolar e a inflamação serão quantificadas por múltiplas métricas, utilizando-se microtomografia computadorizada, imunofluorescência, hibridização in situ e biologia molecular.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Ligia Barbour Scott

Ciências Biológicas

Biofísica
  • adjuvant for covid-19: drug repurposing and discovery of plant based novel therapeutics/adjuvants with anti-inflammatory and immunostimulatory properties.
  • Vários tipos de vírus se multiplicam no hospedeiro sem causar danos graves, incluindo aqueles capazes de causar doenças. Mas, em alguns casos, a resposta do hospedeiro pode causar efeitos fisiopatológicos importantes, que podem ser relativamente inespecíficos ou mais direcionados pela resposta imune humoral e/ou celular. É geralmente conhecido que os macrófagos fazem parte de uma população de células do sistema imune inato que responde a agentes microbianos pela produção de moléculas inflamatórias que matam os patógenos e promovem a reparação dos tecidos. No entanto, uma resposta inadequada dessas células pode levar a danos ao próprio indivíduo, como pode ser visto na síndrome de ativação macrofágica induzida por infecções graves, incluindo aquelas relacionadas ao SARS-CoV-2. A ocorrência e evolução do COVID-19 depende da interação entre o vírus e o sistema imunológico de cada indivíduo. Portanto, a identificação de agentes imunomoduladores capazes de manter uma resposta imune controlada e ao mesmo tempo responder adequadamente aos patógenos são de grande interesse neste momento de pandemia. Este projeto de pesquisa propõe unir estudos in silico (docking molecular, triagem virtual, modelagem molecular, simulações de dinâmica molecular, análise de modos normais, etc.) e in vitro (experimentos de interação imunológica e biofísica contra alvos validados e ensaios de inibição viral) para identificar moléculas de origem vegetal, ou compostos sintéticos semelhantes a essas substâncias naturais, com propriedades antiinflamatórias e imunomoduladoras contra COVID-19 ou SARS-CoV-2. Espera-se que o resultado direto deste projeto seja a aquisição de informações que permitirão um melhor entendimento da estrutura / função de proteínas-chave na infecção por SARS-CoV-2 que podem auxiliar na formulação de candidatos a fármacos para auxiliar no tratamento. de COVID-19. A complementaridade e interdisciplinaridade dos grupos pode ser muito produtiva para desenvolver o projeto.
  • Universidade Federal do ABC - SP - Brasil
  • 07/12/2021-30/06/2024
Foto de perfil

Ana Lucia Nogueira de Paiva Britto

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • risco e sustentabilidade ambiental nas metrópoles brasileiras
  • Eventos naturais de nossa história recente têm demonstrado que o planeta está passando por transformações climáticas. Os impactos podem ser sentidos através da intensidade de tempestades, secas e ondas de calor que afetam negativamente a disponibilidade de água potável, a distribuição de energia e alimentos para nossa civilização. Evidências científicas apresentadas no quarto Relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas de 2007 não deixam dúvidas que a ação humana é um dos fatores mais relevantes neste processo. Os fenômenos ambientais decorrentes das mudanças climáticas impactam de maneira diversa o território brasileiro, sobretudo considerando sua dimensão continental. Regiões costeiras ou interioranas, com maior ou menor precipitação pluviométrica, banhadas ou não por rios, mais ou menos adensadas, com solos mais ou menos permeáveis, reagirão diferentemente às alterações ambientais. Considerando os efeitos sistêmicos do padrão de produção e consumo em uma sociedade globalizada, o enfrentamento dos problemas oriundos dos eventos naturais deve ser pensado em múltiplas escalas, apesar de grande parte dos reflexos serem sentidos no âmbito local. As áreas urbanas tem sofrido impactos que envolve ameaças materiais e de vidas de uma parcela considerável de seus habitantes. Nas metrópoles se concentram o maior número de vítimas que um evento natural pode alcançar, assim como reflete o potencial dos impactos, positivos ou negativos, em todo o ecossistema caso haja uma permanência ou mudança de postura dos habitantes e governantes relativo à cidade e ao meio ambiente. A complexidade de se tratar o espaço urbano sob aspectos ecológicos também diz respeito à visibilidade que o ser humano tem dos processos sistêmicos de forma a estabelecer uma lógica causal. Com isso, constata-se que a produção de informações espacializadas ajuda na compreensão da realidade concreta e subsidia a elaboração de estratégias e ações para mitigação do risco imposto aos grupos sociais, assim como influencia na construção de mecanismos que possam lidar com o cenário de mudanças climáticas. Ao definirmos o ambiente urbano-metropolitano como setor estratégico de pesquisa em sustentabilidade urbana e regional, o Observatório das Metrópoles busca produzir subsídios para construção das políticas nacionais de desenvolvimento urbano e regional, assim como contribuir na definição de diretrizes à atuação dos entes federativos, em especial dos governos locais, no que diz respeitos a ações que promovam a adaptação das cidades ao impactos dos eventos naturais. A investigação relatada nesta proposta de pesquisa parte de uma perspectiva que considera as metrópoles brasileiras diante das mudanças climáticas em curso, sendo impositiva a reconexão com as forças do ambiente amplificadas no momento pelas mudanças climáticas. Esta reconexão deve considerar os fatores naturais à luz das questões que envolvem a desigualdade social, os mecanismos de adaptação e as potencialidades de uso do solo que minimizem a degradação dos ecossistemas. O uso de indicadores facilita uma visão de todo o processo enquanto a investigação desagregada das várias dimensões que compreendem o debate do ambiente urbano propicia a construção de estratégias em várias escalas. Os indicadores se colocam como instrumento disponível à diversos atores sociais para a avaliação do habitat e para o enfrentamento dos problemas decorrentes da ocupação humana, de forma a produzir um espaço urbano adequado às dinâmicas naturais. Se por um lado as metrópoles apresentam espaços com população sujeita a riscos ambientais que devem ser objeto de políticas sociais, de infraestrutra urbana e de recuperação ambiental, por outro, territórios adequados à ocupação devido a disponibilidade de serviços urbanos têm sido subutilizados, gerando um padrão disperso de ocupação. Para contribuir no avanço das análises dos impactos observados e projetados da mudança do clima no território nacional, o objetivo deste projeto busca apresentar um quadro compreensivo das condições ambientais das metrópoles brasileiras, bem como subsidiar a elaboração de estratégias e ações para a mitigação de riscos ambientais relacionados às mudanças climáticas para setores públicos e privados. Esta meta será alcançada pela coleta, sistematização e processamento de dados relativos às principais dimensões que compõem o debate acerca da sustentabilidade urbana e regional, dentre elas: o risco ambiental considerando os aspectos de suscetibilidade a desastres naturais, a vulnerabilidade social, os arranjos institucionais responsáveis por ações adaptativas, assim como o potencial de desenvolvimento de um ambiente construído mais sustentável. Retomando a perspectiva relativa à visibilidade e cognição das ameaças ambientais comentada anteriormente, o resultado a pesquisa será disponibilizado em um portal de visualização de mapas o qual possibilitará o usuário gerar análises acerca de cada componente e dimensão que compõe os índices gerados ao longo do desenvolvimento do projeto, contribuindo para a identificação de oportunidades e custos para os setores econômicos do país de diferentes trajetórias de desenvolvimento sustentável.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 16/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Ana Luisa Borba Gediel

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • inclusão de surdos na zona da mata mineira, no noroeste fluminense e no recôncavo da bahia: um estudo de multicasos acerca das práticas e abordagens inclusivas em diferentes contextos
  • As formas de comunicação e as estratégias de ensino têm sido identificadas como o maior desafio das escolas públicas brasileiras que trabalham com estudantes surdos e ouvintes na mesma sala de aula. No contexto das escolas públicas brasileiras a presença do bilinguismo (Libras e Língua Portuguesa) e a prática bicultural é escassa (RIBEIRO & SILVA, 2016). A partir dessa realidade, este estudo objetiva documentar e compreender o contexto da inclusão em diferentes localidades da região sudeste e nordeste brasileiro. Especificamente, pretendemos documentar ferramentas, práticas e abordagens utilizadas na inclusão de pessoas surdas no contexto educacional: Educação Básica e Ensino Superior. Para a catalogação e a documentação das práticas inclusivas nas duas realidades investigadas, utilizaremos as ferramentas da etnografia. Por meio da pesquisa qualitativa multicêntrica, realizaremos entrevistas com professores e alunos Surdos, observações em sala de aula e análise dos artefatos pedagógicos como, por exemplo, planos de aula, materiais de apoio e atividades dos alunos. A pesquisa busca oferecer conhecimentos e subsídios acerca da realidade da inclusão dos surdos no contexto educacional. Esperamos que esta pesquisa possa refletir, divulgar e contribuir com a educação de surdos em cidades no interior brasileiro.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Luisa Sousa Azevedo

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento de painéis moleculares para genotipagem de snps em forrageiras tropicais
  • O maior problema enfrentado em programas de melhoramento de gramíneas forrageiras é o longo tempo necessário para o desenvolvimento de novas cultivares, com baixos ganhos genéticos anuais, fenótipos alvo complexos e longos ciclos de seleção. Há ferramentas disponíveis de seleção assistida e de seleção genômica, que ainda não são aplicadas na rotina de desenvolvimento de cultivares forrageiras, e poderiam contribuir na redução de ciclos de seleção e consequente aumento nas taxas de ganho genético. A principal limitação para implementação da seleção genômica é a necessidade de desenvolver painéis moleculares informativos e com alta reprodutibilidade. A presente proposta tem como objetivo principal desenvolver painéis moleculares específicos para espécies forrageiras tropicais. Para esse fim, será realizado o sequenciamento e montagem do genoma de capim-mombaça (Megathyrsus maximus, sin. Panicum maximum) visto que, entre as espécies alvo dessa proposta, ela ainda não possui genoma disponível; conjuntos amplos de variantes SNP serão descobertos a partir de dados disponíveis (genomas sequenciados, transcriptomas e dados não publicados gerados pela equipe do projeto). Serão identificados pelo menos 10.000 SNPs para cada uma das seguintes espécies: capim-braquiária (Urochloa spp.), capim-mombaça (M. maximus), capim-elefante (Cenchrus purpureus) e grama-pensacola (Paspalum notatum). Os SNPs identificados serão validados em acessos dos bancos de germoplasma e/ou populações dos programas de melhoramento de cada espécie e os marcadores mais informativos irão compor um painel de marcadores para utilização futura nos programas de seleção genômica. As informações geradas na presente proposta serão organizadas e disponibilizadas em uma plataforma unificada de acesso a dados genômicos de espécies forrageiras tropicais. A proposta estabelece as bases para a dinamização de programas de melhoramento de espécies forrageiras tropicais.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Luiza de Brito Portela Castro

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • avaliação dos efeitos ecotoxicológicos da metformina em espécies de peixes: uma abordagem mutagênica e metagenômica.
  • Diversas classes de fármacos têm sido registradas e quantificadas em águas superficiais e estações de tratamentos de esgotos em muitos países, incluindo o Brasil. A metformina, um antidiabético amplamente difundido no mundo para tratamento da diabetes Mellitus tipo 2 e outras doenças é considerada a mais frequente em ambientes aquáticos de alguns países. Esta droga é eliminada inalterada pelo corpo humano resultando na descarga em águas superficiais por efluentes de estações de tratamento de água. Efeitos adversos da metformina relatados em espécies de peixes incluem formação de gônadas intersexos, afetando a expressão de genes para vitelogenina no fígado dos machos, como documentado em Pimephales promelas, agindo como disruptor endócrino. Outros efeitos foram relatados como redução do crescimento (Oryzia latipes) e alterações comportamentais (Betta splendens), modulando genes cruciais e interferindo na cadeia trófica. Assim, este estudo pretende avaliar os possíveis impactos ecotoxicológicos da metformina utilizando duas especies de peixes como modelo, Astyanax lacustris e Danio rerio (zebrafish). A espécie A. lacustris é muito comum nos rios, riachos e córregos brasileiros e tem se mostrado uma importante referência à contaminação ambiental que será demonstrada por diferentes biomarcadores (genotoxicidade, mutagenicidade, citotoxicidade, imunocitoquímica para pesquisa de vitelogenina no fígado e estudos histopatológicos de gônadas, branquias e fígado, sob hipótese de disruptor endócrino. A espécie D. rerio será submetida as análises reprodutivas e de metagenômica da microbioma intestinal para avaliar possíveis alterações em bactérias simbióticas, importantes para crescimento e nutrição da espécie. Esta abordagem abrangente agrega conhecimento sobre os efeitos tóxicos da metformina em peixes, afetando a biodiversidade e serão relevantes para estabelecimento de níveis aceitáveis deste medicamento nas estações de tratamento de água para consumo humano em nosso país.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 14/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Luiza Silva Maia

Ciências da Saúde

Medicina
  • carcinoma medular de tireoide: impacto das variantes genéticas e microambiente tumoral.
  • A compreensão dos mecanismos moleculares que impulsionam os processos oncogênicos é crucial para estratégias diagnósticas e terapêuticas. A Neoplasia Endócrina Múltipla (NEM) 2A é uma síndrome genética caracterizada pela presença do carcinoma medular da tireoide (CMT), feocromocitoma e hiperparatireoidismo. Mutações ativadoras do gene RET (rearranged during transfection) na linhagem germinativa são responsáveis pela NEM 2 enquanto que mutações somáticas ocorrem em ~50% no CMT esporádico. Rearranjos e fusões do RET ativam processos oncogênicos em outras neoplasias humanas. Apesar da correlação genótipo-fenótipo, a heterogeneidade clínica observada em indivíduos com a mesma mutação ainda é pouco compreendida. Os inibidores da tirosina quinase (TKIs) são utilizados no tratamento do CMT com resposta variável e sem impacto na sobrevida. Terapia-alvo RET especifica parece ser mais eficaz, mas muitas questões permanecem sem resposta. De modo mais amplo, as vias de sinalização induzidas pela RET ainda são pouco exploradas. A nossa hipótese é que características clínicas e moleculares não identificadas influenciam na agressividade tumoral e resposta terapêutica. Insights sobre o microambiente tumoral, características epigenéticas e aquisição de novas anormalidades genéticas são cruciais na compreensão do comportamento tumoral. A proposta consiste de 3 subprojetos: 1. Ampliar a investigação de pacientes com CMT, incluindo informações demográficas, bioquímicas, genético-moleculares e fenotípicas, bioinformática e análise de dados de larga escala disponíveis em bancos públicos; 2. Explorar o perfil epigenético e microambiente tumoral na patogênese do CMT. 3. Explorar mecanismos de sinalização do gene RET em outras neoplasias malignas humanas, particularmente no câncer de mama onde dados preliminares mostram aumento da expressão do RET. Os resultados contribuirão no avanço do conhecimento dos mecanismos tumorais associados ao gene RET e desenvolvimento de novas terapêuticas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 05/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Luiza Spadano Albuquerque

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • projeto aspecto – assimetria na distribuição de energia e massa entre as correntes de contorno oeste do atlântico sul durante os últimos 180ka (mis 6 ao mis1) e o papel do vazamento das agulhas sobre o clima continental
  • O acoplamento oceano-atmosfera é decisivo para a determinação, tanto dos estados médios, quanto da variabilidade do clima terrestre, em função da elevada capacidade térmica dos oceanos e de suas propriedades de distribuição de calor. O entendimento dos modos e padrões de variabilidade dos oceanos em larga escala temporal depende de estudos paleoceanográficos, os quais têm comprovado claramente a direta relação entre a dinâmica oceanográfica e o clima global. O Oceano Atlântico teve (tem) papel central na propagação das mudanças climáticas abruptas, uma vez que elas estiveram (estão) associadas à marcantes alterações na intensidade da Célula de Revolvimento Meridional do Atlântico (do inglês, Atlantic Meridional Overtuning Circulation, AMOC). Apesar disso, o conhecimento a respeito das mudanças na paleocirculação na porção tropical e subtropical do oeste do Atlântico Sul é ainda restrito, esparso e fragmentado, a despeito de seu reconhecido papel na transferência de calor inter-hemisférico e, consequentemente, na modulação do clima global. Neste sentido, o oceano Atlântico Sul contribui com a AMOC transferindo calor para o Atlântico Norte através do Giro Subtropical do Atlântico Sul (GSAS). Na porção norte deste Giro, a Corrente Sul Equatorial (CSE) se bifurca dando origem às correntes de contorno oeste que ocupam a margem brasileira, são elas: a Corrente Norte do Brasil (CNB) e a Corrente do Brasil (CB), nos ramos norte e sul, respectivamente. A variabilidade da temperatura da superfície do mar (TSM) dessas correntes modula o posicionamento e a intensidade dos principais mecanismos atmosféricos que controlam o clima da América do Sul, tais como: a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS). Além disso, na porção sudoeste do GSAS, o Oceano Atlântico recebe calor transportado do Índico através do vazamento das Agulhas, o qual contribui para a variabilidade na distribuição de calor e sal entre as correntes de contorno oeste do Atlântico Sul e, consequentemente, modula a intensidade da AMOC. Estudos paleoceanográficos que abordem a variabilidade oceanográfica do setor oeste do Atlântico Sul, especialmente focados na CNB e CB são ainda raros. Apesar desta escassez de registros paleoceanográficos, alguns estudos têm apontado para uma condição antifásica ou assimétrica no transporte de calor e sal entre as correntes de contorno oeste do Atlântico Sul, e o fundamental controle do vazamento das Agulhas sobre esse mecanismo, acomodando as marcantes mudanças no transporte inter-hemisférico deste calor e sal no Atlântico. No entanto, o impacto das mudanças climáticas abruptas sobre a CNB e CB permanece elusivo, principalmente em função da pequena quantidade de registros marinhos com alta resolução temporal. Neste sentido, o Projeto ASpECTO se propõe a estudar a assimetria de transporte de calor e massa entre as CNB e CB ao longo dos últimos 180.000 anos (MIS 6 ao MIS1), buscando também entender o impacto do vazamento das Agulhas sobre o transporte de calor dessas correntes e suas consequências sobre o clima continental. Para tanto, esse projeto se baseia no estudo de três testemunhos marinhos localizados nas Bacias de Santos (GL1090), Pernambuco-Paraíba (GL1180) e Barreirinhas (GL1248), os quais estão sob a influência da Corrente do Brasil, da região da bifurcação da Corrente Sul-Equatorial e da Corrente Norte do Brasil, respectivamente. Além disso, esse projeto também abordará um testemunho coletado pela Expedição IODP-361 (Janeiro-Fevereiro 2016), localizado no Banco das Agulhas ao largo da Cidade do Cabo na África do Sul (U1479), que representa a região reconhecida como “Agulhas ring-corredor”, cujo o estudo será realizado em alta-resolução temporal, visando estabelecer os padrões de exportação de calor e sal entre os oceanos Índico e Atlântico.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Ana Manhani Cáceres Assenço

Ciências da Saúde

Fonoaudiologia
  • desenvolvimento de habilidades comunicativas em contexto de distanciamento social: um estudo longitudinal
  • O desenvolvimento da linguagem é fundamental para o pleno desenvolvimento infantil e é apontado como uma medida de bem-estar na infância. Os seis primeiros anos de vida são vitais para tal desenvolvimento, o que exige condições biológicas e um ambiente de interação saudável. A pandemia de covid-19 alterou o padrão usual de interação social ao demandar o uso de máscaras e distanciamento social, o que poderá impactar o desenvolvimento de habilidades comunicativas das crianças. Tal impacto poderá ser refletido na redução da efetividade da triagem auditiva neonatal e dos índices de diagnóstico precoce de perdas auditivas; e no aumento de barreiras para este desenvolvimento devido ao uso de máscaras (redução sutil da intensidade da fala e perda de informações das expressões faciais), menor exposição a interações sociais em um período crítico e ao acesso precoce e excessivo de telas. Entretanto, ainda não há evidências científicas que comprovem que tal impacto trará prejuízos. Afinal, se por um lado temos restrições ambientais, por outro há evidências de que a plasticidade cerebral poderia criar novas conexões em resposta a eventos adversos. Assim, este projeto visa monitorar o desenvolvimento de habilidades comunicativas nos primeiros 36 meses de vida de crianças nascidas em contexto de distanciamento social. Tal objetivo se justifica pela compreensão de que se confirmado tal prejuízo, o aumento do diagnósticos de transtornos da linguagem configura uma questão de saúde pública com potencial para afetar toda uma geração. Assim, o projeto será desenvolvido de forma longitudinal e observacional, de acordo com as normas éticas e sanitárias vigentes. Será realizado cálculo amostral para garantir o poder estatístico dos resultados, bem como serão adotadas medidas de avaliação padronizadas no país (protocolos de relato dos pais, instrumentos de rastreio e de avaliação do desenvolvimento), além de dados demográficos e histórico de saúde.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Maria Baptista Menezes

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • prematuridade e doenças crônicas nao transmissiveis nos adultos jovens (30 anos) da coorte de nascidos vivos de 1993, pelotas, rs
  • Em 1998, Barker propôs que as doenças crônicas não transmissíveis (sigla em inglês: NCD) podem resultar não somente da genética ou estilo de vida não saudável do indivíduo, como também do desenvolvimento intrauterino e do pós-natal imediato. A partir daí, várias pesquisas buscam mostrar a relação entre condições de nascimento desfavoráveis e doenças crônicas tardias. O presente projeto visa avaliar a associação entre prematuridade nos membros da coorte de nascimento de 1993, Pelotas, RS, com desfechos tardios nestes participantes aos 30 anos de idade. A informação sobre idade gestacional foi obtida ao nascimento sendo prematuridade definida como os nascidos de mães com <37 semanas de gestação. Na próxima visita da coorte, aos 30 anos (ano de 2023), serão avaliados desfechos como doenças cardiovasculares, pulmonares, déficit de atenção (TDAH), violência, dentre outras, através de proxys para essas futuras doenças ja que são adultos jovens. Através de alguns exames como função pulmonar, pressão arterial, ultrassom de carótida, IMC, composição corporal por DXA e BOD Pod, assim como a informação por questionários (red cap) sobre dieta, atividade física, saúde mental e violência poderemos detectar, precocemente, alterações para futuras doenças. Há evidência de países de alta renda que prematuros estão em risco de doenças em longo prazo. No nosso meio, sabe-se pelas quatro coortes de nascimento de Pelotas (1982, 1993, 2004 e 2015) que a prevalência de prematuridade aumentou de 5,8% em 1982 para 13,8%, em 2015. Acredita-se que esta epidemia de pré-termos esteja diretamente ligada à epidemia da cesária. Nossa hipótese é de crianças nascidas pré-termo estão em maior risco de desenvolverem doenças na vida adulta comparadas a crianças nascidas a termo. A estratégia metodológica para este projeto é o fato de termos uma coorte de nascimento prospectiva e de base populacional com informações desde o nascimento e seguimento da mesma em várias idades ao longo do ciclo vita
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 14/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Maria Benko Iseppon

Tecnologias

Desenvolvimento Tecnológico e Industrial
  • bioinformática, ômicas e biotecnologia aplicadas ao feijão-caupi visando à resistência contra patógenos e pragas
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 29/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Ana Maria Benko Iseppon

Ciências Biológicas

Genética
  • big-data e computação em nuvem na identificação de substâncias bioativas inspiradas na flora da caatinga e da mata atlântica
  • Nos últimos 15 anos houve avanços significativos nas tecnologias de sequenciamento de ácidos nucleicos. Tais sequências são atualmente obtidas com rapidez, maior precisão e cobertura de até centenas de vezes para cada genoma de interesse. Esses avanços abriram oportunidades para estudo de espécies não-modelo que até então permaneciam à margem dos avanços das ciências ômicas. Por outro lado, o acesso facilitado a essas tecnologias resultou em uma proliferação sem precedentes de dados, com ênfase para genomas e transcriptomas. Tais dados, por sua vez, necessitam de tratamento analítico para que sejam disponibilizados em bancos de dados em benefício de diversos grupos e da comunidade em geral. Após processamento os dados precisam ser integrados a outros dados de ômicas, dados laboratoriais (wet-lab) ou mesmo dados fenotípicos, em bancos de dados integrados, tornam-se ainda mais complexos. Cada novo gene-candidato pode ser analisado em um contexto estrutural e evolutivo, bem como seus produtos codificados, as proteínas, as quais ainda demandam análises sobre sua estrutura secundária e terciária, sua estabilidade (modelagem) em diferentes ambientes (dinâmica molecular) ou ainda a modelagem de sua interação com seus celulares ou moleculares. No conjunto essas análises estão entre as mais complexas da ciência moderna, podendo ser classificadas como Big Data. Nosso grupo dispõe de transcriptomas e genomas de plantas, seus patógenos e microbiontes, analisados de forma integrada e isolada, havendo grande demanda por acesso a recursos de computação em nuvem. Plantas possuem os maiores e mais redundantes genomas de nosso planeta, suportando grandes mudanças na dinâmica e proporção entre DNA codificante e não codificante. Tal plasticidade resulta em um número significativo de isoformas proteicas com funções específicas, observadas para várias categorias moleculares, com ênfase para famílias proteicas associadas à resposta a estresses bióticos. O Brasil apresenta alta biodiversidade, mas ainda são escassas as pesquisas abordando aspectos genéticos e moleculares das plantas e microrganismos em ambientes neotropicais, sendo essa carência ainda maior quanto às espécies ocorrentes no Nordeste Brasileiro. Essa região se destaca por abrigar os domínios da Mata Atlântica e da Caatinga, com diversas formações vegetacionais como os brejos de altitude, as restingas, manguezais, cerrado, matas úmidas, bem como diversas subcategorias da caatinga, sendo a região considerada um dos centros mundiais de biodiversidade. Os grupos proponentes deste projeto têm trabalhado em análises de genômica funcional e estrutural envolvendo plantas, patógenos microbianos e estresses ambientais importantes para a região nordeste. Nesse sentido, temos identificado e avaliado genes/proteínas candidatos para o entendimento das relações planta-patógeno e planta-ambiente, avaliando seu potencial biotecnológico. Os estudos incluirão prospecção de transcriptomas já gerados pelo nosso grupo a partir de espécies altamente adaptadas às condições estressantes do nordeste Brasileiro, incluindo uma leguminosa arbórea conhecida popularmente como ‘Catingueira’ (Cenostigma pyramidallis), uma leguminosa arbustiva do semiárido (Stylosanthes scabra), além de uma espécie amplamente usada na medicina popular (Calotropis procera. Todas as três espécies chamam a atenção pelas condições extremas de estresse que conseguem suportar, sendo consideradas potenciais doadoras de genes/proteínas bioativas. Também dispomos de transcriptomas de plantas cultivadas, como a videira (Vitis vinifera) e o feijão-caupi (Vigna unguiculata), sob condições de estresse biótico (interação com bactéria, vírus e fungo, respectivamente) e abiótico (déficit hídrico e salinidade). Os transcriptomas já foram processados, anotados e ancorados em genomas de referência, estando esses dados e os proteomas conceituais disponíveis em plataformas multiusuários. Além desses, acabamos de sequenciar 12 genomas completos de plantas superiores incluindo além das espécies acima citadas, a planta medicinal conhecida como Velame (Croton heliotropiifolius) conhecida por sua atividade antimicrobiana, anti-inflamatória, antifebril para uso tanto externo como no sistema gastrointestinal, incluindo também compostos com atividade larvicida. O presente projeto avaliará o potencial biotecnológico de categorias moleculares específicas, incluindo peptídeos antimicrobianos, fatores de transcrição e genes da resposta cruzada (responsíveis tanto a estresses bióticos como abióticos) nas plantas citadas. Também sequenciamos 150 genomas completos de fitopatógenos, cujas ilhas de patogenicidade e virulência estão sendo identificadas para docagem de seus efetores contra genes de resistência de plantas em estudo. Após análises bioinformáticas, as inferências biotecnológicas incluirão expressão heteróloga testes in vitro e in vivo de proteínas e peptídeos isolados ou sintetizados. Já dispomos de 80 peptídeos-candidatos selecionados entre milhares de genes diferencialmente expressos e exclusivos das plantas em análise (dos quais três foram recentemente submetidos a patenteamento). Ao final do estudo pretendemos ter desenvolvido no mínimo duas plantas transgênicas expressando genes de defesa contra patógenos, além da expressão heteróloga e síntese de peptídeos antimicrobianos cuja atividade será avaliada in vitro e in vivo com vistas a seu patenteamento. Alguns peptídeos antimicrobianos serão modificados e reduzidos visando à otimização de sua atividade contra patógenos humanos e vegetais. Os melhores candidatos serão avaliados quanto à sua toxicidade, mutagenicidade e antimutagenicidade considerando a geração de fármacos antimicrobianos. Sendo assim, é de essencial importância a aprovação deste projeto para processamento, pré-armazenamento e facilidade de disponibilização de nossos Big Data apresentados. No presente projeto está sendo incluída toda a equipe responsável pelas análises de bioinformática.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 31/08/2020-31/08/2022
Foto de perfil

Ana Maria Caetano de Faria

Ciências Biológicas

Imunologia
  • impacto da imunossenescência no desfecho da covid-19
  • Uma das questões críticas no controle da pandemia de COVID-19 é o entendimento sobre a patogênese da forma grave da doença e dos grupos de risco. Vários estudos mostram que a doença grave resulta de uma reação de hiperinflamação com lesão de vasos e órgãos. Nossa hipótese de trabalho é que as alterações imunológicas ligadas à senescência (o inflammaging de citocinas, o declínio na função de linfócitos, a redução do repertório de imunoglobulinas e a disbiose) resultam em resposta imune disfuncional na infecção pelo SARS-COv-2. Indivíduos de áreas endêmicas para doenças infecciosas crônicas (Governador Valadares, MG) e ou com comorbidades inflamatórias (obesidade, disbiose, doenças inflamatórias crônicas, coinfecções virais) teriam maior risco para a COVID-19 grave devido à aceleração da imunossenescência. Para testar a hipótese, avaliaremos o perfil de imunossenescência em adultos (20-60 anos) e idosos (>60) positivos para SARS-Cov-2 de Belo Horizonte, Governador Valadares e São Paulo: 1)perfil de citocinas no plasma; 2)fenótipo de senescência em linfócitos T, B e células NK; 3)repertório de imunoglobulinas; 4)composição da microbiota intestinal; 5)idade epigenética pela metilação do DNA genômico; 6)presença de comorbidades inflamatórias. Avaliaremos se o perfil de imunossenescência se correlaciona com a forma grave da COVID-19. Biomarcadores hematológicos e sorológicos de fácil acesso serão correlacionados com esse perfil para viabilizar o seu uso na clínica e pelo SUS. Serão incluídos ainda 3 grupos de indivíduos: vacinados, co-infectados com HIV para testar o efeito da co-infecção viral na imunossenscência e um grupo com amostras de sangue colhidas nos dias 0 e 7 após o diagnóstico de COVID-19 para avaliar se a doença acelera a imunossenescência. Nossos dados serão comparados com dados obtidos em Portugal e Alemanha. Este estudo pode ajudar a identificar biomarcadores de imunossenescência para prever o risco de doenças virais graves e o envelhecimento saudável.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Maria D´Ávila Lopes

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • parâmetros ético-jurídicos para a proteção dos neurodireitos humanos perante os avanços da interface neurociência/inteligência artificial: quando a tecnologia ameaça a dignidade humana
  • Atualmente, a neurociência vem se desenvolvendo em um ritmo extraordinariamente acelerado, oferecendo inúmeros benefícios à humanidade. Essa celeridade e quantidade de benefícios trazidos pela neurociência potencializa-se quando associada à inteligência artificial, deixando ultrapassadas as leis e levantando questionamentos ético-jurídicos sobre suas implicações, tendo em vista sua capacidade para alterar as funções do encéfalo e, consequentemente, o comportamento humano. Nesse contexto, o presente projeto visa propor a construção de parâmetros ético-jurídicos que auxiliem o Poder Judiciário a solucionar casos envolvendo os neurodireitos humanos, de modo a garantir um equilíbrio entre o irrenunciável respeito à dignidade humana e o imparável avanço da interface inteligência artificial/neurociência. Para tal, formou-se uma equipe com professores doutores da Universidade de Fortaleza (Ana Maria D’Ávila Lopes, Antonio Jorge Pereira Júnior, Ana Virgínia Moreira Gomes e Francisco Luciano Lima Rodrigues), do Centro Universitário Christus (Denise Almeida de Andrade), da Universidad Austral de Chile (Felipe Paredes) e da Universidad Externado de Colombia (Julian Tole). Desse modo, será inicialmente realizada pesquisa bibliográfica na doutrina nacional e estrangeira visando a construção de um arcabouço teórico sobre a interface inteligência artificial/neurociência e suas implicações para os neurodireitos humanos. Seguidamente, a legislação e jurisprudência comparadas e internacionais relativas à regulação da neurociência e da inteligência artificial serão levantadas e analisadas, no intuito de identificar experiências que possam contribuir para aprimorar nosso próprio ordenamento jurídico. Finalmente, com base nos dados levantados, serão formulados parâmetros ético-jurídicos que possam guiar o Judiciário diante da interface inteligência artificial/neurociência em harmonia com o princípio da dignidade, de modo a garantir o pleno respeito dos neurodireitos de todo ser humano.
  • Universidade de Fortaleza - CE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Maria Eyng

Ciências Humanas

Educação
  • educação e bem-estar: gestão participativa da melhora da qualidade de vida na escola e na comunidade
  • A pesquisa se referenda nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável - ODS da agenda 2030 que integra no plano de ação as pessoas, o planeta, a prosperidade e na portaria nº 1.122/2020 que define as prioridades para projetos de pesquisa no desenvolvimento de tecnologias e inovações, para o período 2020-2023 (BRASIL, 2020). O projeto problematiza as correlações entre educação e garantia de direitos na construção coletiva do bem-estar de todos (as) no contexto escolar e comunitário. As metas são: Mapear as concepções sobre bem-estar de estudantes, profissionais da educação e familiares dos estudantes, em contextos pós-pandemia covid-19; Relacionar a garantia de direitos nos cotidianos das infâncias e adolescências com as percepções sobre bem-estar enunciadas coletivamente; Identificar estratégias para formação de profissionais na promoção e fortalecimento coletivo do bem-estar das gerações atuais e futuras; Promover a construção corresponsável de tecnologias para o desenvolvimento sustentável e melhora da qualidade de vida no contexto escolar e comunitário. A metodologia participativa triangula via análise interpretativa, aspectos científicos conceituais, normatizações de políticas públicas aos argumentos dos sujeitos, num projeto de pesquisa social aplicada, conforme quadro de referência da metodologia SPIRAL (Societal Progress Indicators for the Responsability of All), lançada em 2005 pelo Conselho da Europa (Rede TOGETHER, 2021). A sistematização dos dados pela metodologia Spiral mapeará as contribuições que exprimam as similitudes e diferenças entre grupos e categorias de sujeitos e instituições participantes. Os impactos e resultados aplicados ao desenvolvimento de pedagogias e tecnologias podem ser agrupados em duas categorias: materiais e imateriais que se apliquem aos conhecimentos, ações e produtos construídos mediante esforços em rede para a melhora das condições de bem-estar das gerações atuais e futuras.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Maria Fernandes

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • reforma urbana e suas circunstâncias em países da américa latina nos anos 1950-1970: a construção e as opacidades de uma bandeira de política urbana
  • Busca-se compreender como se constitui um campo reformador na esfera da política urbana em países da América Latina (AL) no período 1950-70. A Reforma Urbana, tema marcadamente latino-americano, arrebatou debates, ações e corações em países do continente, mobilizando agentes políticos e sociais, instituições, financiamentos e experiências que atravessaram tanto os campos mais conservadores quanto os mais progressistas. Herdeira de anseios e proposições anteriores, a Reforma Urbana será tributária direta do reposicionamento frente aos desafios colocados pelas cidades e da experiência cubana, primeiro país a objetivar esse novo campo da reforma social como formulação e como prática. Na tensa conjuntura do pós 2a. Guerra Mundial, o conceito de AL emerge em novo registro teórico, político e cultural e ideias de subdesenvolvimento e planejamento, em espaço já marcadamente latino-americano, exploram possibilidades de transformação das realidades nacionais marcadas pela urbanização acelerada, desigual e concentrada. A cidade assume protagonismo socioespacial e estratégico da organização territorial. Ao mesmo tempo, se desenvolvem lutas como as campesinas e indígenas, ainda opacas em seus vínculos ou divergências com a pauta urbana. As áreas de AU e PUR têm se debruçado sobre essa temática no Brasil e contribuído de forma significativa, sobretudo para o período pré e pós Constituição de 1988. Ao nos concentrarmos nos anos 1950-1970, problematizamos a ideia ampla de reforma urbana que articula países da AL, tradições de pensamento, temporalidades de ação e diversas experiências e sujeitos sociais Metodologicamente, propomos percorrer os processos amplos de elaboração, difusão e apropriação da ideia de reformas como política; precisar a questão urbana e seus limites; e especificar a aliança entre agentes e instituições - políticos, profissionais, de conhecimento - insinuando o que podemos chamar de construção de um campo da reforma urbana próprio ao contexto latinoamericano.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Maria Malik

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • covid-19 e o sistema de saúde brasileiro: análise de respostas em âmbito nacional, estadual e municipal
  • A presente pesquisa tem como objetivo geral analisar a resposta do sistema de saúde brasileiro à pandemia COVID-19. Como objetivos específicos, pretende-se descrever de maneira geral como se caracteriza a resposta nacional do sistema de saúde brasileiro à COVID-19; identificar diferentes modos organização da resposta em âmbito estadual e municipal no Brasil; explorar experiências e práticas inovadoras selecionadas em estados e municípios que tiveram bons resultados no controle da doença e ampliação da resiliência do sistema de saúde.
  • Fundação Getúlio Vargas - RJ - Brasil
  • 24/07/2020-23/08/2022
Foto de perfil

Ana Maria Paim Camardelo

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • influência do envelhecimento humano na execução das atividades do catador de resíduos sólidos urbanos
  • O envelhecimento no mundo vem se ampliando significativamente. O Brasil acompanha este cenário. Estudo da FGV Social (2020) aponta que o aumento das pessoas com 65 anos ou mais na população brasileira foi de 20% se comparado com 2012, quando a proporção de idosos era de 8,8%, o que significa a necessidade de continuidade de estudos. Com a desigualdade social que assola o País, o desafio de se pensar alternativas que favoreça o envelhecimento digno é enorme, especialmente para populações historicamente vulneráveis, como os catadores, que retiram dos resíduos sua subsistência e estão submetidos a riscos ocupacionais de diferentes naturezas. Destaca-se que estes prestam trabalho ambientalmente indispensável, porém, sofrem com preconceitos, o que aumenta a situação de vulnerabilidade social. Em pesquisa realizada em Caxias do Sul, Camardelo e Stedile (2016) evidenciaram um percentual importante de velhos (10%). São na maioria casados, de baixa escolaridade, do sexo feminino e 4% são analfabetos. Segundo o IPEA (2013), esta população no Brasil acima de 70 anos está próxima a 6,5% e 20,5% são analfabetos. Outro fator importante é que 70% não contribuíam com o INSS, ficando sem rendimentos em caso de doença ou acidentes. Considerando esses aspectos, o problema a ser abordado: Quais os impactos do processo de envelhecimento para o próprio catador na realização do trabalho e para o grupo de trabalho, a partir da percepção deles? O objetivo geral é identificar impactos do processo de envelhecimento para o próprio catador na realização do trabalho e para o grupo de trabalho, a partir da percepção dos próprios trabalhadores, com vistas a contribuir na formulação de políticas públicas a esse público. A pesquisa é qualitativa e de campo, realizada nos locais de trabalho (13 associações). Os dados serão coletados por meio de entrevistas em profundidade com os catadores e por observação direta intensiva dos locais e processos de trabalho e serão tratados por análise de conteúdo.
  • Universidade de Caxias do Sul - RS - Brasil
  • 28/03/2022-31/03/2025