Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Vinicius Coelho Kuster

Ciências Biológicas

Botânica
  • modulações histo-citológicas e fisiológicas durante o desenvolvimento de galhas induzidas por ceropsylla sp. em folhas de pouteria ramiflora (sapotaceae)
  • Galhas de insetos são estruturas formadas através da rediferenciação de tecidos da planta hospedeira que conferem abrigo, proteção e nutrição aos insetos galhadores. Por esse motivo pode-se dizer que estas estruturas são excelentes modelos de estudo, verdadeiros microlaboratórios para pesquisas em desenvolvimento celular e tecidual e em fisiologia vegetal. Nesta perspectiva, Pouteria ramiflora (Sapotaceae) apresenta galhas foliares induzidas por um Triozidae ainda não identificado, cujos estudos permitirão avaliar a existência de gradiente histológico, histoquímico e funcional em suas galhas, e assim comparar com outros padrões propostos na literatura. Análises imunocitoquímicas relacionados à composição péctica e proteica da parede celular durante o desenvolvimento da galha complementam os estudos histológicos, e podem gerar novas perspectivas para discussão da função destas moléculas na parede celular. As múltiplas funções das pectinas podem ajudar a compreender o metabolismo da galha e consequentemente o comportamento do inseto galhador. A associação da citologia pode, ainda, elucidar os mecanismos e processos metabólicos relacionados com a deposição de compostos não celulósicos na parede celular, com extrapolações quanto a funcionalidade exercida ao longo do desenvolvimento da galha. Por fim, estudos fisiológicos auxiliarão no entendimento de como a rediferenciação do tecido clorofiliano da folha de P. ramiflora impacta na atividade fotossintética, bem como sua função para se evitar hipoxia e hipercarbia na galha. Além disso, a relação da atividade fotossintética do tecido galhado junto às análises histoquímicas de espécies reativas de oxigênio nos dará ideia do estresse gerado nos tecidos da planta hospedeira.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vinícius Dantas de Araújo

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • síntese e caracterização de nanopartículas de zno para tratamento de efluentes da indústria têxtil pernambucana
  • Os materiais nanoestruturados vêm sendo extensivamente estudados, não somente pelas novas propriedades e suas possíveis aplicações tecnológicas, mas também pela busca de uma melhor compreensão dos aspectos físicos e químicos causados por suas reduzidas dimensões. A utilização de novas rotas de síntese de materiais nanoestruturados tem levado a obtenção de materiais apresentando formas anisotrópicas, que podem dar origem a novas propriedades e aplicações. Entre essas rotas, as sínteses de nanopartículas através dos métodos químicos têm se mostrado muito eficiente na obtenção de materiais apresentando um alto grau de anisotropia em sua forma. Os materiais à base de óxido de zinco (ZnO) são de grande interesse para a indústria de dispositivos optoeletrônicos, como células solares, sensores de gás, óxidos condutores transparentes (TCO), espelhos refletores de calor entre outras aplicações, além da alta abundância natural e baixa toxicidade. Entre essas aplicações, processos fotoquímicos para tratamento de água têm sido muito investigados, sendo que a fotocatálise heterogênea usando semicondutores inorgânicos provou ser uma ferramenta interessante para degradar contaminantes orgânicos aquáticos e atmosféricos. Neste contexto, esse projeto tem como objetivo a obtenção de nanopartículas de ZnO através do método hidrotérmico assistido por micro-ondas com diferentes morfologias e avaliar a sua eficiência como fotocatalisadores no tratamento de efluentes da indústria têxtil pernambucana. A caracterização estrutural e morfológica das amostras será realizada por difração de raios X, microscopia eletrônica de varredura e BET (Brunauer Emmett Teller), a estrutura eletrônica determinada por espectroscopia UV-vísivel e ensaios de fotocatálise utilizando os efluentes têxteis serão realizados.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vinicius de Albuquerque Sortica

Ciências Biológicas

Genética
  • estudo da variabilidade genética na severidade e resposta ao tratamento da malária causada por plasmodium vivax
  • A malária humana é uma doença parasitária amplamente disseminada, e apesar dos esforços da comunidade científica para a melhor compreensão da fisiopatologia, controle e tratamento dessa infecção, a malária continua sendo uma doença que apresenta elevadas taxas de mortalidade e/ou morbidade em diferentes países. No Brasil, as infecções por P. vivax representaram mais de 85% dos casos de malária nos últimos anos e as infecções por P. falciparum e infecções mistas representaram o restante das infecções. No ano de 2018 foram confirmados 92.571 casos de malária observando-se um aumento de 44% nos casos de malária em estados extra-amazônicos comparado ao mesmo período de 2017. Estudos demonstram que a variabilidade genética possui um papel importante na variabilidade interindividual da suscetibilidade, severidade e tratamento da malária. Polimorfismos nos genes FOXO3, CR1, TIRAP, STAT6 e IL22 foram associados à suscetibilidade e severidade da malária em diferentes populações, entretanto de polimorfismos nesses genes em populações endêmicas para infecções por P. vivax foram pouco estudadas até o momento. Da mesma forma, variantes do gene CYP2D6 possuem grande influência na metabolização da primaquina, sendo associado a recaídas e recorrência de infecções por P. vivax. Através do estudo de polimorfismos nos genes FOXO3, CR1, TIRAP, STAT6, IL22 e CYP2D6 em uma população amazônica, será possível contribuir significativamente para a maior compreensão da influência da variabilidade genética do hospedeiro na suscetibilidade, severidade e tratamento da malária.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022