Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Debora de Mello Goncales Sant Ana

Outra

Divulgação Científica
  • paraná na semana nacional de ciência e tecnologia 2021
  • As ações propostas envolvem as Universidades do Estado do Paraná lideradas pela Superintendência de Ciência e Tecnologia do Estado. Objetivam desenvolver ações de divulgação da ciência, tecnologia e inovação em todas as regiões do Paraná visando ampliar o engajamento da população em geral com temas científicos e tecnológicos voltados para a sustentabilidade do planeta. Ações voltadas ao debate do papel da mulher na ciência e o interesse de meninas em C,T & I. 1 – Lançamento do e-book “Manual de Experimentos para jovens cientistas em ação”. O manual foi produzido nos últimos meses pelo WIE_UEM (Women in engennering), mulheres na engenharia visando incentivar meninas e mulheres nas áreas de ciências exatas e tecnologia. O livro tem 89 páginas coloridas e será disponibilizado para download gratuito para os interessados. Será lançado na forma de live procurando atrais estudantes de escolas públicas de diferentes regiões do Paraná. A live será transmitida via os seguintes canais do youtube de forma simultânea: Amigos do Museu Dinâmico da UEM; Mannateam; Conexão Ciência e NEAD-UEM. 2 – Mulheres Cientistas Paranenses: diversidade em Ação. Esta ação envolverá a publicação de perfis de mulheres paranaenses cientistas que atuem em diferentes áreas da ciência nas universidades do estado do Paraná. Serão selecionadas mulheres que representem todas as área de conhecimento e de forma a valorizar a diversidade, incluindo mulheres de diferentes etnias, idades, origens, condições em geral e identidade sexual. Será garantida a representatividade de pelo menos uma mulher de cada uma das categorias: pesquisadora paranaense negra, pesquisadora oriunda da zona rural, pesquisadora indígena, de origem asiática, imigrante, lésbica, transgênero, mãe de filhos pequenos, mãe de filhos adultos, com menos de 35 anos e com mais de 55 anos de idade. Serão realizadas entrevistas com estas mulheres visando a elaboração de posts para as redes sociais, vídeos curtos para comunicação em geral e textos com seu perfil e histórica de desenvolvimento humano, superação de dificuldades e atuação em C,T e I. O objetivo é motivar meninas e jovens a seguir carreiras científicas, superar preconceitos, acreditar que é possível ser mulher e cientista e possibilitar que se encontrem virtualmente e troquem informações. Será lançado na forma de live procurando atrair estudantes de escolas públicas de diferentes regiões do Paraná. A live será transmitida via os seguintes canais do youtube de forma simultânea: Amigos do Museu Dinâmico da UEM; Mannateam; Conexão Ciência e NEAD-UEM. Ações voltadas a divulgação de espaços de educação não formal existentes no Paraná 3 – Exposição de CT&I - Visita Virtual a Centros e Museus de Ciências do Paraná. Os estudos de percepção pública da ciência indicam a baixa procura por espaços de educação não formal pelos jovens em geral no Brasil. Possivelmente isso se dá pelo restrito número de espaços desta natureza existentes no interior dos estados, como por exemplo, os espaços listados abaixo no estado do Paraná. Conhecer espaços de divulgação da ciência e de educação não formal amplia a vinculação do cidadão com temas científicos, servindo como reflexão e aprendizado nestas áreas. Diante da dificuldade de visitas a centros e museus de ciências de forma presencial serão realizadas visitas virtuais a estes espaços por meio da gravação de imagens, explicação com mediadores e realização de experimentos nos espaços envolvidos. Os Centros e Museus de Ciências abertos de forma virtual serão: - Museu Dinâmico Interdisciplinar da UEM – MUDI (www.mudi.uem.br); - Herbário da Universidade Estadual de Maringá; - Museu de Ciência e tecnologia da UEL; Laboratório de etnohistoriografia indígena da UEM; - Horto de Plantas Medicinais da UEM; - Hotel de abelhas da Fazenda Experimental de Iguatemi – UEM; - Fablab da UEM, campus de Cianorte; - Museu da Bacia do Paraná – UEM; - Museu dos Campos Gerais – Ponta Grossa; - Museu de Ciências Naturais da UEPG; - Museu de Ciências Morfológicas da UEL. Ações voltadas a divulgação de C, T e I para públicos específicos 4 – Ciência Intergeracional: cientista não tem idade! Serão desenvolvidas sessões interativas via meeting com estudantes da terceira idade matriculados nas Universidades Abertas da Terceira Idade das Universidades Paranaenses. As sessões serão temáticas e abordarão reflexões sobre temas transversais. Temas transversais a serem abordados nas ações de ciência intergeracional: - Ciência antivírus: abordagem da pandemia utilizando-se ferramentas de diferentes áreas da ciência como história, geografia, computação, saúde, biologia entre outras; - Dinheiro também é questão de ciência: ações de educação financeira visando discutir de forma comparativa o uso de moeda no passado e na atualidade, o valor do dinheiro em diferentes épocas, planejamento e realização entre outros. Serão desenvolvidas ações que envolvam matemática, sociologia, história, economia, computação, psicologia entre outros. - Mudanças Climáticas: o ambiente ontem, hoje e amanhã, o que a Ciência tem a dizer. Objetivos desta ação: Integrar diferentes gerações em debates de temas atuais e transversais da ciência como pandemia, educação financeira e mudanças climáticas. O debate em cada tema será mediado por professores das Universidades Estaduais vinculados a Universidades da Terceira Idade e Estudantes Universitários. Serão apresentadas as diferentes formas de ver o mundo, o impacto do desenvolvimento ao longo do tempo e a diferenciação das visões de ciência como forma de levar a percepção da evolução da C, T e I. 5 – Ciência nas Redes (sociais) Visando ampliar a interação com o público adolescente será desenvolvido um concurso de divulgação científica por meio do tiktok. O objetivo é mostrar que ciência também pode ser divertida e que e utilizar diferentes linguagens. Todas as ações envolverão de forma direta 41 municípios.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Débora de Oliveira

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • encapsulamento e atividade biológica de compostos bioativos naturais obtidos por síntese enzimática
  • Durante os últimos anos, os processos biocatalíticos, que se enquadram no conceito de química fina vêm ganhando maior âmbito no mercado, principalmente no que diz respeito ao desenvolvimento de novas tecnologias visando à obtenção de aditivos para a indústria de alimentos, farmacêutica e de cosméticos, representando uma meta desafiadora para a pesquisa acadêmica e industrial. Os processos industriais com base em métodos biocatalíticos são discutidos em termos de suas vantagens sobre a síntese química clássica e a extração de fontes naturais. As tecnologias envolvendo aplicação de enzimas em solventes alternativos (fluidos pressurizados) e em meio sem solventes (pelo emprego de ultrassom e micro-ondas) caracterizam-se em procedimentos de obtenção de produtos de elevada qualidade, sem os inconvenientes relacionados à alteração de suas propriedades e à presença de resíduos de solvente, geralmente associados aos processos convencionais, se inserindo no contexto de desenvolvimentos de processos com tecnologias limpas e Química Verde. O uso destas tecnologias apresenta-se altamente atrativo na obtenção de diversos óleos essenciais e ácidos graxos, uma vez que vem de encontro ao interesse por produtos de maior valor agregado e às exigências ambientais cada vez mais severas. Os aromas, aromatizantes e antioxidantes possuem importantes atributos na indústria de alimentos, bebidas, química, farmacêutica e de cosméticos. Atualmente se observa a preferência de consumo de alimentos que contêm em sua formulação ingredientes “naturais”, em substituição aos aditivos químicos. Compostos obtidos por catálise enzimática ou por ação microbiana podem ser considerados “naturais”, o que faz com que esses produtos tenham apelo de mercado diferenciado. Neste sentido, os ésteres são uma das importantes classes de compostos orgânicos com propriedades aromatizantes, antioxidantes, antimicrobianas e várias outras propriedades biológicas. Ésteres obtidos por via enzimática têm sido muito valorizados devido à sua obtenção em condições brandas, podendo ser considerados produtos naturais quando os substratos têm esta origem. As propriedades biológicas dos ésteres dependem da natureza química dos reagentes de partida. Assim, ésteres produzidos a partir de ácidos alifáticos têm larga escala de aplicações devido a suas propriedades aromatizantes, surfactantes e de biodegradabilidade. Alguns ésteres também demonstram propriedades antibióticas, antioxidantes e inseticidas e não são tóxicos para humanos. Por essa razão, estão sendo usados como aditivos na indústria de alimentos, bebidas, farmacêutica, cosméticos e produtos de higiene bucal. A síntese enzimática envolvendo lipases apresenta diversas vantagens, pois pode garantir maiores rendimentos em reações com temperaturas próximas à ambiente, dependendo do processo e da enzima aplicada, o que render produtos de qualidade, com economia de energia e reduzida ocorrência de subprodutos. A economia de energia e minimização da degradação térmica são provavelmente as maiores vantagens na substituição de tecnologias químicas convencionais pelas biológicas. Processos de produção enzimática de ésteres enfrentam vários problemas relacionados com a imiscibilidade dos reagentes, o que reduz as taxas de transferência de massa, causa aumento nos tempos de reação e reduz o rendimento. Dentre as tecnologias alternativas, a utilização de fluidos pressurizados, micro-ondas e ultrassom podem ser efetivamente aplicados para atender a demanda de tecnologias inovadoras (Lerin et al., 2014; Jadhav e Gogate, 2014). Considerando o exposto acima, este projeto propõe, em uma primeira etapa, a avaliação de diferentes sistemas reacionais (meio livre de solvente orgânico, meio na presença de solvente orgânico, ultrassom e micro-ondas) para a síntese enzimática de ésteres bioativos. A investigação da síntese utilizando sistema com e sem solventes e com o auxílio dos diferentes sistemas reacionais pode indicar o melhor meio reacional em relação à conversão e à estabilidade da enzima. Os ésteres bioativos serão avaliados em relação à estrutura química, atividade antioxidante, antimicrobiana e outras atividades biológicas. Sistemas potenciais terão sua produção também avaliada em modo batelada alimentada e contínuo, com vistas à ampliação de escala e proposição de forma de condução. Propõe-se, ainda, para aumentar o poder de dissolução de ésteres pouco solúveis em água, modificar as propriedades de superfície das partículas e proteger a estabilidade dos materiais incorporados. Estas características podem ser obtidas pelo processo de nanoencapsulamento. Dentro deste contexto, o encapsulamento dos ésteres de interesse sintetizados na etapa anterior se justifica por apresentar uma tecnologia inovadora no encapsulamento de ésteres aromáticos com propriedades biológicas, sendo que estes apresentam potencial para serem empregados como conservantes, aditivos na indústria de alimentos, de cosméticos e farmacêutica.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Débora Falleiros de Mello

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • o cuidado da criança em domicílio e em creches: desenvolvimento infantil e escolhas familiares
  • A presente pesquisa tem o objetivo geral de analisar as escolhas das famílias sobre o tipo de cuidado a ser ofertado à criança em seu primeiro ano de vida, suas necessidades e expectativas, condições de saúde e qualidade do cuidado da criança, em busca de subsídios que contribuam para a formulação de políticas públicas em prol da atenção integral e promoção do desenvolvimento na primeira infância. O estudo realizará um acompanhamento longitudinal de uma coorte de gestantes e crianças de Ribeirão Preto-SP, para analisar como os cuidados são planejados para o futuro bebê, como é alterado após a chegada do bebê e o quanto os serviços destinados ao cuidado da criança estão de acordo com as necessidades da criança e da família. Pretende-se investigar se os bebês recebem cuidados de qualidade adequados às suas necessidades desenvolvimentais, e identificar quais os fatores determinantes na escolha do tipo de cuidado por parte da família. O estudo trará subsídios para a atenção à saúde da criança, suas necessidades de cuidado, percepção e expectativas maternas. A investigação trará elementos importantes ao cuidado de enfermagem em saúde da criança, no campo da corresponsabilidade para fazer do contato com a criança e sua família uma janela de oportunidades, com intervenções, acompanhamento e visão ampliada da saúde e desenvolvimento na primeira infância. Ainda, as conclusões contribuirão para o planejamento da qualidade da atenção à criança em creches e a oferta de serviços voltados para a criança pequena, permitindo a gestores públicos considerações a respeito da qualidade demandada por esses serviços. Compõem este projeto parcerias nacionais e internacionais, com produção científica conjunta, bem como a formação de recursos humanos em saúde, conclusão de teses de doutorado, dissertações de mestrado e iniciações científicas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Débora França de Andrade

Engenharias

Engenharia Química
  • separação e isolamento das principais classes constituintes do biodiesel visando a obtenção de padrões de referência
  • O biodiesel foi inserido na matriz energética brasileira, em 2005, através da Lei nº 11.097. Deste então, ficou estipulado o crescente incremento da concentração mínima de biodiesel no óleo diesel vendido ao consumidor, visando reduzir a importação do diesel derivado de petróleo. Atualmente todo o óleo diesel comercializado no país possui um percentual de 10,0 ± 0,5 % de biodiesel (B10). As propostas futuras são de aumentar esse percentual para 15 %, e consequentemente, existe hoje uma preocupação com a qualidade do biodiesel. A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) estabelece por meio da Resolução ANP no 45/2014 as especificações do biodiesel a ser comercializado. A reação de transesterificação de óleos vegetais para a produção do biodiesel acontece em três etapas. Nesta reação, existe a formação de monoacilglicerois (MAG) e diacilgliceróis (DAG) que são intermediários da reação. Além destes intermediários, os triacilgliceróis (TAG) não reagidos, oriundos do óleo vegetal, também podem estar presentes no produto final. Os MAG, DAG e TAG constituem os principais contaminantes do biodiesel, e sua presença altera as propriedades do combustível, podendo causar problemas operacionais quando utilizados em motores de combustão. Com o aumento da importância do biodiesel na matriz energética brasileira, o controle da qualidade química do mesmo, principalmente em relação aos teores de MAG, DAG e TAG, se torna fundamental para fornecer um produto de qualidade ao mercado. A quantificação dos constituintes do biodiesel pode ser realizada por meio de análises cromatográficas, fazendo-se uso de padrões de MAG, DAG, TAG e de ésteres metílicos de ácidos graxos (EsMAG) importados, que, por sua elevada pureza, possuem um alto custo de aquisição. Nesse contexto, esse projeto visa a produção de MAG e DAG pela reação de glicerólise de óleos vegetais, a produção EsMAG pela reação de transesterificação de óleos vegetais, e a partir desses produtos obter padrões de classes e/ou constituintes individuas de cada classe, através de separações cromatográficas e emprego da transposição de escala. O desenvolvimento deste método possibilitará a simplificação da análise do biodiesel por métodos analíticos, em especial a cromatografia líquida de alta eficiência, bem como a geração de padrões dessas classes constituintes.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Débora Guerini de Souza

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • caracterização dos mecanismos neuroprotetores do domínio ativo do tgf-beta 1: proposta de inovação científica e tecnológica
  • Introdução: O estudo de mecanismos bioquímicos e farmacológicos de substâncias promissoras no tratamento de desordens cerebrais é de grande importância, pois as estratégias utilizadas atualmente são pouco eficazes. Recentemente, o potencial terapêutico da citocina Fator de Crescimento Transformante beta 1 (TGF-beta 1, do inglês Transforming Growth Factor beta 1) vem sendo demonstrado em alguns modelos experimentais de doenças cerebrais, possibilitando novos caminhos na compreensão do funcionamento cerebral normal e comprometido. O TGF-beta 1 é um clássico exemplo de biofármaco, uma molécula recombinante obtida por engenharia genética e produzida por cultivo celular. Neste sentido, a produção de biofármacos inovadores ainda é pouco explorada no nosso país, bem como a pesquisa científica dos efeitos biológicos dos mesmos, o que deve ser encorajado. Atualmente, os biofármacos são os produtos mais promissores da indústria farmacêutica, tendo excelente perspectiva de uso em doenças de difícil condução, como, por exemplo, a doença de Alzheimer (DA), a qual é responsável por cerca de 50% dos casos de demência. A DA é caracterizada inicialmente pela disfunção do metabolismo da proteína beta-amiloide (AB), que evolui para deposição de placas de ABs; e progressiva neurodegeneração, clinicamente manifestada por declínio cognitivo e, subsequentemente, demência. Acredita-se que os oligômeros de AB; (ABOs), conformação oligomérica solúvel que precede a formação de placas de ABO, sejam responsáveis pela toxicidade inicial na DA. Doenças que afetam a função neuronal possuem intrinsecamente um componente glial no seu desenvolvimento. Neste sentido, a contribuição glial na patofisiologia da DA merece ser melhor compreendida para que novos alvos terapêuticos possam ser considerados. A busca por aprimoramento metodológico que aperfeiçoe a produção e caracterização de ação dos biofármacos, especialmente os que possuem maior chance de serem transladados para uso clínico em um futuro próximo, é um grande desafio, porém fundamental em ser enfrentado para a integração das áreas de bioquímica, farmacologia e biotecnologia, bem como para a geração de conhecimento e tecnologia localmente. Justificativa: Os recursos de engenharia genética permitem a produção TGF-beta 1, entretanto a elucidação do potencial farmacológico e toxicológico ainda precisa ser esclarecido para possibilitar o andamento de modelos experimentais e de estudos pré-clínicos, visando, futuramente, a translação dos achados de bancada para o uso clínico. Paralelamente, evidências recentes apontam os astrócitos, um subtipo de células gliais do cérebro, como células centrais na promoção da neuroproteção necessária para o funcionamento cerebral, podendo ser alvos promissores no desenvolvimento de estratégias de proteção envolvendo fatores de crescimento e a toxicidade dos ABOs. Objetivo: Desta maneira, objetivamos determinar o potencial terapêutico do domínio ativo do TGF-beta 1, o qual será obtido por meio de produção biotecnológica. A porção ativa do TGF-beta 1 será utilizada inicialmente em um modelo de neurotoxicidade mediado pelo peptídeo AB, tentando esclarecer o papel desta citocina na neuroproteção. Metodologia: O perfil toxicológico e farmacológico do domínio ativo do TGF-beta 1 será avaliado utilizando metodologias in silico e in vitro com intuito de avaliar características de citotoxicidade, viabilidade e proliferação celular. Subsequentemente, ensaios in vivo e in vitro (neuroquímicos, comportamentais e de neuroimagem) com TGF- beta1 serão realizados em um modelo experimental de DA. Serão determinados aspectos como, por exemplo, utilização de glicose in vivo pelo tecido cerebral, funcionalidade de transportadores (de substratos energéticos e de neurotransmissores) e expressão gênica. Resultados esperados: Temos como meta contribuir para a inserção de novas metodologias e tecnologias no PPG Bioquímica da UFRGS, visando inovação, desenvolvimento científico e formação de recursos humanos. Em busca de ineditismo, pretendemos estabelecer uma colaboração com um importante centro de produção de conhecimento no Brasil, o Departamento de Bioquímica e Imunologia da Universidade Federal de Minas Gerais, buscando expandir as linhas de pesquisa do PPG Bioquímica e gerar conhecimento científico de alto nível, característica já marcante no Departamento de Bioquímica da UFRGS. Adicionalmente, considerando o potencial uso terapêutico desta molécula em doenças neurodegenerativas, pretendemos verificar o mecanismo neuroprotetor do domínio ativo do TGF-beta 1 frente à toxicidade mediada pelo ABO, bem como esclarecer outros aspectos relacionados ao papel do TGF-beta 1 no sistema nervoso central, visando, futuramente, transferir os achados experimentais para estudos clínicos.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Débora Marcondes Bastos Pereira Milori

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • laboratório nacional de agro-fotônica (lanaf)
  • A contribuição do agronegócio para o desenvolvimento econômico e social do Brasil nas últimas décadas é constatada pela importância no PIB, com a geração de emprego e renda. Esse papel será cada vez mais importante nos próximos anos, em função da necessidade de aumento da produção e da produtividade, para que o País tenha sua população alimentada com qualidade e contribua com a missão global de produção de alimentos, fibras e bioenergia, com sustentabilidade. Nesse contexto, o papel da ciência é de fundamental importância, para melhorar a eficiência na produção agrícola e, especialmente, a qualidade da produção agroindustrial, visto que a agroindústria fornece necessidades básicas ao ser humano como alimentos, bebidas, insumos para a produção de medicamentos, roupas e energia. Porém, a agricultura tradicional apresenta níveis de produtividade abaixo do necessário para o crescimento observado da população do País e do mundo, além disso, muitas vezes o sistema produtivo é pouco sustentável do ponto de vista ambiental. O desperdício, a poluição e as mudanças climáticas nos pressionam a fazer uma transformação rápida em nossa agricultura e agroindústria. Novas tecnologias têm sido aplicadas, como drones e imagens hiperespectrais. Entretanto, muito mais tecnologias ainda devem ser desenvolvidas, e as tecnologias óticas e fotônicas têm se mostrado soluções adequadas e eficazes. A Embrapa possui ampla rede de pesquisa distribuída em todo o país. São 43 Centros que trabalham na produção agrícola e atuam em várias cadeias produtivas, nos diferentes biomas brasileiros e em temas básicos que são transversais a todas as unidades, como a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Embrapa Informática Agropecuária, e Embrapa Instrumentação. A Embrapa Instrumentação inaugurou, em 2003, de forma pioneira no Brasil, o primeiro Laboratório de Óptica e Fotônica aplicadas à agricultura e ao Meio Ambiente (LOFAM). Embora a Embrapa tivesse organizada por suas unidades Brasil afora uma infraestrutura de equipamentos para caracterização óptica de materiais, o LOFAM foi a primeira infraestrutura dedicada ao desenvolvimento de metodologias, sensores e equipamentos ópticos para aplicações agroambientais. Nesses 18 anos a Embrapa Instrumentação escreveu uma história de sucesso com projetos desenvolvidos, tanto pelo financiamento da Embrapa e de agências de fomento, quanto por meio de parcerias com a iniciativa privada. É importante ressaltar que as parcerias com as universidade e institutos de pesquisa foram essenciais para a construção de muitos projetos. Alguns desses projetos geraram vários ativos tecnológicos, que foram licenciados, e hoje são sucesso de vendas. Quando o MCTI lançou a chamada para o estabelecimento de laboratórios na área de Fotônica, foi bastante natural que o grupo de pesquisa em Fotônica no agro, liderado para Embrapa Instrumentação, se organizasse para submissão de uma proposta, e assim foi criado o Laboratório Nacional de Agrofotônica - LANAF. Com o formato multiusuários, tem como proposta a utilização de técnicas fotônicas para aplicações em segurança alimentar e segurança do alimento e pretende atuar em toda a cadeia de produção, desde a atividade agrícola, logística, indústria alimentar, até a entrega ao consumidor. Para isso, terá profissionais para trabalhar no desenvolvimento de métodos, equipamentos e sensores em temas estratégicos como: agricultura de precisão, fenotipagem, qualidade da água, avaliações de sementes e grãos, qualidade e desinfecção de frutos, adulteração em café, controle de qualidade do leite, etc. O LANAF pretende desenvolver novas tecnologias para a implantação de uma blockchain na cadeia de produção de alimentos, com vistas à melhoria na segurança e qualidade dos alimentos, e promoção da Agricultura Tropical ainda mais produtiva e sustentável. Para tanto, deve promover um controle de qualidade da produção de insumos e uma agricultura que utilize esses insumos de forma mais racional através da agricultura de precisão. Essa agricultura digital que monitora e atua com rapidez deve levar a um aumento de produtividade e redução de desperdícios em toda a cadeia. Novos sensores e equipamentos serão desenvolvidos para mapeamento e monitoramento espacial e temporal das áreas rurais, avaliando a sustentabilidade do sistema produtivo, principalmente no que diz respeito ao sequestro de carbono pelo solo, visando mitigar efeitos das mudanças climáticas globais. Na agroindústria pretende-se trabalhar com avaliação da qualidade de produtos do agro através de sensores e equipamentos que possam ser inseridos em diferentes pontos da produção e que possam gerar selos de qualidade. Todo o processo deve ser apto para ser rastreado para ser inserido nessa blockchain da produção de alimentos brasileira. Por se tratar de um projeto altamente multi e interdisciplinar, outro ponto forte é a formação de pessoas que possam atuar nessa interface de ciências exatas e biológicas e a agricultura tropical – a Agrofotônica. O LANAF é composto por pesquisadores de vários Centros da Embrapa, distribuídos em todo o país, e instituições públicas parceiras. A equipe tem larga experiência no tema e a grande maioria é credenciada em programas de pós-graduação com um histórico bem-sucedido na formação de pessoas. O LANAF deve fortalecer a formação de profissionais com o perfil empreendedor em Agrofotônica para atender essa crescente tendencia do agronegócio. Também será fortemente estimulada as ações de pesquisas e desenvolvimento em fotônica nos moldes de inovação aberta, com parcerias com startups, empresas privadas, cooperativas e associações de produtores, avançando em agenda já bem sucedida da Embrapa Instrumentação. Ressalta-se ainda, o apoio a criação de spin-offs e rodadas de negócios entre empresas parceiras com empresas de “venture capitals”, que foram ações muito intensas da Embrapa Instrumentação, e que poderão ser ainda mais alavancadas com o estabelecimento do LANAF.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 16/07/2021-31/07/2024
Foto de perfil

Débora Marques de Miranda

Ciências da Saúde

Medicina
  • diagnostico e tratamento precoces de lesoes auditivas associadas a toxoplasmose congenita
  • A toxoplasmose congenita decorre de uma infeccao primaria da mae durante a gestacao ou por reagudizacao de infeccao previa em maes portadoras de imunodeficiencia. Na forma congenita, caracteriza-se pelas sequelas neurologicas decorrentes de afeccoes do sistema nervoso central. A toxoplasmose congenita e potencial indicador de risco para surdez, sendo observada a ocorrencia de perda auditiva neurossensorial nas criancas afetadas (Salviz et al., 2013). Sabemos que o sistema auditivo periferico apresenta-se totalmente formado ao nascimento, enquanto o sistema auditivo central se desenvolvera ate os dois anos de idade. Este periodo corresponde ao de maior plasticidade neuronal da via auditiva. A identificacao precoce da perda auditiva e a reabilitacao de processos sao essenciais para o desenvolvimento da fala, da linguagem e outras funcoes cognitivas importantes durante a idade escolar. No entanto, pouco se sabe sobre os mecanismos neurais subjacentes as mudancas do neurodesenvolvimento, em grande parte porque ha um numero limitado de tecnicas nao-invasivas disponiveis para medir a funcao cerebral em criancas. Os disturbios do desenvolvimento de linguagem podem ser decorrentes da alteracao central da audicao. Esta realidade pode explicar a incidencia de atraso no desenvolvimento da linguagem, disturbios de aprendizagem, deficits intelectuais presentes em crianças com toxoplasmose congenita. Para avaliar as perguntas desse estudo, pretende-se identificar marcadores de neuroimagem, sorologicos e inflamatorios relacionados com a lesao auditiva e sua correlacao com a aquisicao linguistica destas criancas. Assim, ha o potencial de desenhar estrategias preventivas para minimizar a deficiencia auditiva e suas consequencias.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Débora Pereira Laurino

Ciências Humanas

Educação
  • ciências na educação básica: ações formativas entre a escola e o centro de educação ambiental, ciências e matemática – ceamecim
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 12/08/2019-31/10/2022
Foto de perfil

Décio Gatti Júnior

Ciências Humanas

Educação
  • o ensino de história da educação em perspectiva comparada: formação de professores, programas de ensino e manuais disciplinares no brasil e em portugal (séculos xix e xx)
  • Trata-se de uma investigação na área de Educação, subárea de História da Educação, na temática da História Disciplinar da História da Educação, cujo objeto privilegiado será o percurso do ensino de História da Educação no Brasil e em Portugal, no período compreendido entre os séculos XIX e XX, por meio da compreensão do desenvolvimento da disciplina nas instituições de formação de professores, nos programas de ensino e nos manuais disciplinares de História da Educação. Em termos gerais objetiva-se compreender os elementos comuns e diferenciados do percurso disciplinar da História da Educação no Brasil e em Portugal, especialmente dos aspectos institucionais relacionados à formação de professores, dos programas de ensino e dos manuais disciplinares empregados no ensino de História da Educação em ambos países, em correspondência com o processo de difusão mundial da escola e da formação de professores. Para tanto, serão realizados: o exame da literatura acadêmica existente no Brasil e em Portugal; o elenco das instituições dedicadas a formação de professores no Brasil e em Portugal, com seleção daquelas que serão objeto de aprofundamento investigativo; o exame dos programas de ensino e dos manuais escolares de História da Educação; a análise dos elementos comuns e diferenciados das proposições relacionadas ao ensino de História da Educação no Brasil e em Portugal.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Decio Souza Cotrim

Ciências Agrárias

Agronomia
  • grupo de agroecologia sinergia: valoração dos serviços ecossistêmicos na construção participativa de sistemas agroflorestais
  • O projeto sistêmico de pesquisa-ensino-extensão ao qual essa proposta está inserida busca a conexão entre agricultores familiares, estudantes ecologistas da UFPEL, pesquisadores da EMBRAPA e professores da UFPEL, UFRGS e UFRJ, formando o “Grupo de Agroecologia Sinergia-GRASI”. Esse grupo tem como objetivo o assessoramento aos grupos rurais de economia solidária da experiência Tecsol que é composta por agricultores familiares em situação de fragilidade social residentes nos municípios gaúchos de Pelotas, Canguçu e Morro Redondo. Essa assessoria é voltada para a transição agroecológica buscando a viabilização do fornecimento de alimentos saudáveis em circuitos curtos de comercialização. Para esse edital é destacado o projeto de pesquisa voltado a ao processo participativo de avaliação ecossistêmica dos sistemas agroflorestais-SAF implantadas no território da Serra dos Tapes RS. Devida a complexidade do SAF existem dificuldades nos procedimentos e na aplicação de tradicionais métodos de valoração econômica nestas áreas, dessa forma, esse projeto optou pelo estabelecimento de um conjunto de alternativas de valoração para estimar a possibilidade de convergência entre os valores obtidos. Para esse estudo piloto serão constituídas três etapas sendo elas: uma análise teórica das possibilidades e limites de cada um dos métodos para a análise dos SAF implantados e em implantação; a seleção dos métodos mais adequados e um estudo de caso com aplicação destes as áreas de SAF; e finalmente a construção de uma metodologia de valoração participativa a partir da perspectiva dos envolvidos na produção e utilização dos serviços ecossistêmicos dos SAF. Dentre os resultados esperados do projeto estão a construção de uma metodologia participativa para valoração pluralística dos SAF e seus serviços ecossistêmicos com suas contribuições ao bem-estar humano, a consolidação dos grupos de agricultores rurais da economia solidária ligados a experiência Tecsol, a qualificação do manejo dentro das agroflorestas por agricultores e técnicos, a formação de estudantes e profissionais, a consolidação do GRASI e a ampliação da rede de agricultores envolvidos com a produção agroecológica.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Deise Lisboa Riquinho

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • a exposição a agrotóxicos e os desfechos perinatais no estado do rio grande do sul
  • O consumo de agrotóxicos no Brasil torna-se cada vez mais frequente devido ao modelo hegemônico de produção agrícola vigente. Contudo, o impacto do uso disseminado e exacerbado desses insumos químicos provocam agravos à saúde humana e danos ao meio ambiente. Estudos apontam que a exposição humana, principalmente durante o período de desenvolvimento fetal, pode acarretar graves desfechos perinatais. Devido à relevância da temática e os impactos na saúde humana, tem-se a necessidade de aprofundar o conhecimento sobre o assunto e fomentar a criação de políticas públicas para a modificação dessa realidade. Por isso, o projeto tem por objetivo investigar a associação entre a exposição materna aos agrotóxicos e os seguintes desfechos perinatais: baixo peso ao nascer, prematuridade e anomalia congênita. Trata-se de um estudo epidemiológico, do tipo caso controle, em que as informações serão obtidas por meio de consulta ao SINASC/RS - Sistema de Informações Sobre Nascidos Vivos do Estado do Rio Grande do Sul. A população do estudo serão todas as duplas (binômio) mães/nascidos vivos a partir do registro de Declaração de Nascido Vivo, entre o período de janeiro de 2012 a dezembro de 2015. A análise estatística da amostra será realizada pelo programa SPSS, versão 18.0, considerando-se um nível de significância de 5% (p<0,05), com proporção de 1:4 casos e controles, obtendo-se um total mínimo de 1.495 nascidos vivos com anomalias e 5.980 nascidos vivos sem anomalias congênitas, que serão coletados nos últimos dois anos de registro no DATASUS de forma aleatória. Para as variáveis categóricas, será utilizado o teste Qui Quadrado, e para as variáveis numéricas, será realizado o teste t Student. Serão selecionados os tipos de cultivo nos municípios com registro desses desfechos, e feito o georreferenciamento pelo software ArcGIS 10®. Para verificar a associação dos agrotóxicos com os desfechos perinatais, será consultada a quantidade comercializada, por esses municípios, no Sistema Integrado de Gestão de Agrotóxicos (SIGA). A partir da análise dos resultados pretende-se divulgá-los a diferentes setores, da saúde, educação, agricultura e meio ambiente, para ampliar a fiscalização da comercialização e exposição aos agrotóxicos, a fim de minimizar seus impactos sociais e econômicos. Além disso, o estudo servirá de apoio para o aperfeiçoamento dos serviços de saúde na identificação e atendimento às gestantes e aos recém-nascidos com os desfechos mencionados anteriormente.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Deisy das Graças de Souza

Ciências Humanas

Psicologia
  • inct sobre comportamento, cognição e ensino (inct-ecce): aprendizagem relacional e funcionamento simbólico
  • Esta é uma proposta de continuidade do atual Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia sobre Comportamento, Cognição e Ensino (INCT-ECCE). O atual INCT-ECCE é um grupo de pesquisadores multi-institucional e multidisciplinar que vem se mantendo ativo por quase duas décadas, tendo sido previamente financiado pelo programa PRONEX (Programa de Apoio a Grupos de Excelência). As pesquisas do Instituto têm enfocado a análise comportamental do funcionamento simbólico, com base no Paradigma de Equivalência de Estímulos (do inglês, SEP). O SEP define relações simbólicas como relações de equivalência entre estímulos, de forma que estímulos equivalentes podem se substituir uns aos outros e, portanto, levanta a possibilidade de se simular a aquisição de função simbólica por estímulos arbitrários. É então possível examinar como os estímulos arbitrários se tornam símbolos e adquirem significado e, adicionalmente, é possível investigar variáveis relacionadas a esse processo. O SEP também torna possível estabelecer ou melhorar repertórios simbólicos, particularmente (mas não só) quando há deficiência nesse funcionamento. O Instituto proposto continuará este trabalho com o principal objetivo de desenvolver programas de ensino ou intervenção para três principais tipos de repertório simbólico: linguagem, competências sociais e habilidades acadêmicas (com foco em alfabetização, matemática, segunda língua e música). Esse é um esforço em andamento e se espera que, durante a vigência do Instituto proposto, os programas já desenvolvidos aumentem em eficiência e atratividade, além de atingirem maior parcela da população, e que novos programas sejam desenvolvidos e cientificamente avaliados. Esses programas enfocam desafios relacionados a populações (particularmente crianças) com atraso no desenvolvimento de alguns repertórios simbólicos. Os principais desafios enfrentados serão os atrasos ou limitações de repertório simbólico devidos a: transtornos do espectro do autismo, distúrbios de comunicação, deficiência intelectual, déficit visual ou auditivo, implante coclear e desempenho escolar insuficiente. Outra população alvo enfocada pelo Instituto é a de crianças pequenas (12 a 36 meses): mesmo quando não apresentam qualquer atraso ou transtorno de desenvolvimento, seu repertório e condições motivacionais configuram considerável desafio para programas de pesquisa e intervenção. . O Instituto também continuará a conduzir pesquisa básica sobre processos subjacentes ao funcionamento simbólico de forma geral. Espera-se que a pesquisa básica contribua para aumentar a efetividade de programas de ensino e intervenção. A pesquisa básica continuará abordando o desenvolvimento de relações de equivalência e seus precursores, particularmente o controle de estímulos e a aprendizagem relacional. Comportamento de observação, como pré-requisito para aprendizagem, será também um dos focos principais. Programas de ensino e intervenção terão muito a ganhar com a pesquisa básica de variáveis que influenciam a observação dos estímulos, o controle de estímulos e a aprendizagem relacional. Tanto a pesquisa básica quanto a aplicada farão uso da tecnologia assistiva que tem se tornado economicamente acessível e progressivamente poderosa, e que pode, atualmente, tornar laboratórios científicos mais efetivos e informativos, além de apoiar aplicações dessa ciência para superar ou contornar desafios aos quais nossos programas são dirigidos. Enquanto processos e repertórios simbólicos têm seu interesse intrínseco, nossa principal preocupação passou a ser o grau no qual os repertórios-alvo contribuem para a solução de problemas da sociedade. Espera-se que os programas desenvolvidos pelo Instituto aumentem gradualmente em escala, atingindo progressivamente amostras maiores de aprendizes. Espera-se que, crescendo em escopo e efetividade, o INCT-ECCE possa contribuir com os objetivos do Plano Nacional de Educação com respeito à educação regular e especial. Além dos objetivos relativos à pesquisa básica, translacional e aplicada, o instituto permanecerá atento a suas responsabilidades de formação de pessoal. O presente Instituto formou aproximadamente 60 doutores e 120 mestres e proveu oportunidade de pós-doutoramento para 18 jovens cientistas, muitos dos quais absorvidos pelo sistema público ou privado de ensino superior, o que vem contribuindo para o fortalecimento dessa área de pesquisa e intervenção. Espera-se que o Instituto proposto intensifique esse esforço, com o desenvolvimento de novos líderes de pesquisa distribuídos no território nacional e também com a promoção de oportunidades de iniciação científica na graduação. Também serão intensificados esforços dirigidos à difusão do conhecimento para a sociedade e à geração de tecnologia social. O INCT está ciente da importância de expandir sua inserção internacional, para (1) dar maior visibilidade aos esforços brasileiros em sua esfera de atuação (na qual tem desempenhando um papel de liderança em algumas direções, como na extensão das aplicações do SEP à proposição de currículos para uma ampla gama de repertories acadêmicos, e na reabilitação auditiva de crianças com implante coclear), e (2) ampliar as oportunidades de desenvolvimento de nova geração de cientistas, pelo contato com ambientes diversificados e avançados. Visando atingir seus objetivos científicos, assim como os de seus outros programas, o INCT propôs uma nova organização para seu funcionamento, que se espera aumentar o envolvimento da maioria de seus membros e, como tal, garantir eficiência da equipe e, também, promover interações mais fortes e sistemáticas entre seus membros, os Laboratórios Associados, a sede e a coordenação do INCT.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

Dejane Santos Alves

Ciências Agrárias

Agronomia
  • bioatividade de óleos essenciais e nanoformulações de anonáceas para spodoptera frugiperda e seletividade para trichogramma spp.
  • A lagarta-do-cartucho Spodoptera frugiperda (JE Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) é uma importante praga agrícola, cujos métodos de controle, comumente empregados, geralmente se mostram ineficientes, além de causarem efeitos adversos para espécies não alvos. Assim, faz-se de fundamental importância a realização de estudos com vistas a buscar novos métodos para o seu controle. Dessa forma, o objetivo desse trabalho é desenvolver novos produtos para o controle de S. frugiperda baseados em nanoformulações de óleos essenciais, provenientes de plantas da família Annonaceae, e que sejam seletivos a inimigos naturais do gênero Trichogramma. Inicialmente, serão obtidos óleos essenciais oriundos de dez plantas da família Annonaceae, os óleos essenciais serão submetido(s) a ensaios com S. frugiperda com vistas à seleção do material botânico mais bioativo. O(s) óleo(s) essencial(is) mais bioativo(s) será(ão) submetidos a caracterização química empregando-se Cromatografia Gasosa acoplada a Espectrometria de Massas (CG-EM), concomitantemente o material será nanoencapsulado e nanoemulsionado. As nanoformulações serão caracterizadas com base no espalhamento dinâmico de luz e a quantidade de óleo essencial incorporada será medida por termogravimetria. Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) será empregada para análise da morfologia das nanoformulações. Adicionalmente, a estabilidade das nanoformulações será avaliada por centrifugação, empregando-se diferentes temperaturas. As nanoformulações serão submetidas a novos ensaios com S. frugiperda e será avaliada a seletividade para os inimigos naturais Trichogramma pretiosum Riley e Trichogramma atopovirilia Oatman & Platner (Hymenoptera: Trichogrammatidae). Apesar dos óleos essenciais, muitas das vezes, se apresentarem bioativos para insetos é sabido que um dos fatores que impedem a sua comercialização é a baixa estabilidade no ambiente. Assim, espera-se que com o desenvolvimento da presente proposta tenha-se produtos estáveis e seletivos a inimigos naturais, os quais futuramente possam vir a serem comercializados para o controle de S. frugiperda.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Delano Dias Schleder

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • avaliação de diferentes combinações de algas pardas como aditivo alimentar na dieta do camarão-branco-do-pacífico cultivado em sistema de bioflocos
  • Condições ambientais podem afetar significantemente na homeostase fisiológica dos animais. Estresses abióticos, tais como temperatura, hipóxia, salinidade e concentração de amônia são amplamente conhecidos por impactar negativamente a fisiologia de animais aquáticos, em especial a resposta imune. Litopenaeus vannamei é uma espécie tropical de camarão que é susceptível a baixas temperaturas. Quando exposto ao frio, L. vannamei demonstrou diversos problemas fisiológicos, tais como danos no DNA e na defesa antioxidante e imunológica. Portanto, o estresse térmico, em especial por baixas temperaturas, representa um importante mecanismo desencadeador de surtos de enfermidades no cultivo de camarões. A doença da Mancha Branca (WSD, do inglês White Spot Disease) é considerada a mais significativa para indústria camaroeira mundial. No Brasil, esta enfermidade causou sérios danos econômicos, particularmente no sul do Brasil, onde quase dizimou a setor da carcinicultura. Coincidentemente, no sul do Brasil as condições climáticas são mais severas, especialmente devido a recorrentes frentes frias. Em nosso estudos anteriores, os camarões alimentados com o maior nível da biomassa seca de Undaria pinnatifida (4%) e o menor nível de Sargassum filipendula (0,5%) demonstraram uma melhora geral na resposta imune, microbiologia do trato digestivo, morfo-fisiologia digestiva, bem como menor mortalidade após desafio com WSD (48% e 56%, respectivamente, comparado a 72% do controle). Considerando o choque térmico, 0,5% de S. filipendula reduziu significativamente a mortalidade após o choque (3% comparado a 57% do controle), enquanto que os crescentes níveis de U. pinnatifida tiverem impacto negativo na resistência ao choque térmico, com a concentração de 4% causando 100% de mortalidade. Portanto, decidiu-se avaliar o efeito combinado das algas pardas sobre a resistência dos camarões às condições supracitadas, adicionando S. filipendula e U. pinnatifida na dieta nas seguintes proporções 0,5%:1%, 0,5%:2% e 0,5%:4%, respectivamente. Como resultado, as combinações 0,5%:2% e 0,5%:4% reduziram ainda mais a mortalidade após desafio viral (28 e 30%, respectivamente), quando comparado ao controle (74%). As análises de MALDI-TOF MS (do inglês Matrix-assisted laser desorption/ionization time-of-flight mass spectrometry) relacionaram a maior resistência com o aumento da intensidade de sinal de alguns peptídeos antimicrobianos, com a indução de apoptose nos estágios iniciais da infecção e a redução do suprimento de lipídios para montagem viral. E ainda, a adição de 0,5% de S. filipendula compensou o efeito negativo dos diferentes níveis de U. pinnatifida sobre a resistência ao choque térmico, mas não foi suficiente para superá-lo e reduzir a mortalidade após o choque térmico em relação ao grupo controle. Com base no exposto, a presente proposta tem como objetivo avaliar o efeito da adição de diferentes níveis de combinação das algas pardas S. filipendula e U. pinnatifida na dieta (0,5%:2%, 0,5%:4%, 1%:2% e 1%:4%, respectivamente) sobre o desempenho zootécnico, resposta imune, atividade de enzimas digestivas, perfil lipídico dos hemócitos, microbiologia e histologia do trato digestivo, e resistência ao choque térmico e ao desafio com WSD do camarão-branco-do-pacífico durante as fases de berçário e engorda em sistema de bioflocos. Primeiramente, pós-larvas (PLs) de camarão serão alimentadas com dietas contendo diferentes combinações das algas durante a fase de berçário em sistema de bioflocos, utilizando tanques de 400 L estocados a 1500 PLs m-3. O experimento será conduzido até os animais atingirem 1g (30-40 dias de duração). Ao final do período de cultivo, serão avaliados o desempenho zootécnico, contagem bacteriana do intestino em placas, e os animais serão submetidos ao choque térmico. No segundo experimento, serão utilizados camarões de 3g, os quais serão cultivados em tanque de 800 L (densidade de 300 camarões m-3) em sistema de bioflocos, e alimentados com dietas contendo pelo menos uma combinação de algas selecionada. O experimento será conduzido até que os animais atinjam 12g (70-90 dias de duração). Após o período experimental, serão avaliados os parâmetros zootécnicos, atividade de enzimas digestivas, parâmetros hemato-imunológicos, microbiologia (contagem em placa e metagenômica) e histologia do trato digestivo, e resistência ao choque térmico e ao desafio com WSD. Além disso, serão realizadas análises de MALDI-TOF MS antes a após do choque térmico e do desafio viral. Com a execução da presente proposta, espera-se obter como produtos e impactos científicos, primeiramente a identificação de um nível de combinação das algas que seja capaz de melhorar o desempenho zootécnico, resposta imune, microbiologia e fisiologia do trato digestivo. Uma vez identificada, a utilização da biomassa seca de macroalgas como aditivo alimentar apresenta elevada viabilidade para incorporação nas dietas comercias, pois não há necessidade de realizar nenhum processamento adicional, e ainda apresenta a vantagem de ser um aditivo biodegradável que pode atuar como medida profilática, em substituição aos antibióticos e demais compostos sintéticos, tornando assim uma prática mais sustentável para a indústria de nutrição animal. Adicionalmente, espera-se com a presente proposta compreender os efeitos causados pelas algas sobre a fisiologia do camarão, especialmente, por meio das técnicas de metagenômica e MALDI-TOF MS, as quais poderão definitivamente revelarem novas informações acerca dos grupos de bactérias, particularmente os não cultiváveis, que estão relacionados a respostas fisiológicas benéficas nos camarões, em especial no status imune e na resistência a doenças, bem como podem ajudar na melhor compreensão dos mecanismos celulares mediados por lipídios subjacentes às respostas fisiológicas frente ao choque térmico e desafio viral, e quais estão mais fortemente relacionados com a resistência provocada pela adição das algas pardas.
  • Instituto Federal Catarinense - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Delfim Soares Júnior

Engenharias

Engenharia Civil
  • uma metodologia integrada para previsão e mitigação de vibrações induzidas por cravação de estacas
  • É de conhecimento amplo que a cravação de estacas gera vibrações no solo e que estas vibrações podem danificar estruturas e perturbar populações ou outras atividades presentes nas redondezas do processo. A dificuldade de previsão dos níveis de vibração induzidos pela cravação de estacas restringe suas aplicações em muitas situações, impondo consideráveis perdas tanto do ponto de vista técnico, quanto econômico. A presente proposta de pesquisa visa desenvolver, implementar e explorar um modelo numérico avançado para a previsão de vibrações e seus efeitos em construções circunvizinhas, ocasionados por operações de cravação de estacas. O modelo em questão será validado por intermédio de comparações entre resultados calculados e medidos, sendo estes últimos coletados em experimentos de campo. Estas medidas experimentais, de igual forma, permitirão alcançar um discernimento mais aprofundado acerca do complexo fenômeno de geração e propagação de vibrações devido a atividades de estaqueamento. O projeto está organizado em 7 tarefas ou atividades básicas. A tarefa 1 é dedicada à revisão bibliográfica, estando as tarefas 2 e 3 relacionadas ao desenvolvimento de modelos matemáticos e numéricos, e a tarefa 4 à análise experimental do fenômeno. Os modelos desenvolvidos são então utilizados nas tarefas 5 e 6 para se obter melhor compressão do problema e para se estudar medidas de remediação dos efeitos das vibrações nas estruturas circundantes. Com as conclusões destes estudos, é pretendido, como parte da tarefa 6, se propor recomendações técnicas relativas à cravação de estacas em áreas urbanas e, como parte da tarefa 7, a publicação dos resultados obtidos.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 18/02/2019-31/08/2022
Foto de perfil

Delma de Mattos Vidal

Engenharias

Engenharia Civil
  • comportamento no tempo dos componentes de sistemas fechados em geotêxtil para desaguamento de resíduos com baixo teor de sólidos
  • A necessidade crescente de dispor corretamente os resíduos gerados nas atividades econômicas/sociais tem significado um aumento na demanda por sistemas que permitam realizar uma disposição segura dos resíduos. Dentre as soluções interessantes que os geossintéticos propiciam para a disposição de resíduos, a disposição de lodos e sedimentos com baixo teor de sólidos em sistemas fechados formados por bolsas ou tubos em geotêxtil costurado, tem significado relevante neste país, por sua capacidade de dispor com segurança um resíduo com grande potencial de impacto ambiental, por ser uma solução econômica e relativamente simples. Entretanto diversas questões ainda se colocam, em especial quanto: a previsão do tempo de desaguamento ou tempo no qual o material pode ser reaproveitado ou sobre o qual uma nova camada de resíduos em desaguamento pode ser colocada, ou seja, a superposição de tubos/bolsas, diretamente ligado a sua resistência mecânica; a capacidade de armazenamento e de reenchimento destes sistemas, sua eficiência de filtração e de desaguamento, e a durabilidade do sistema tendo em vista que em alguns casos a exposição a processos de degradação pode ocorrer em prazos relativamente longos. Esta proposta visa qualificar o laboratório de geossintéticos do ITA para realizar os ensaios necessários para obter as respostas a estas questões, e desenvolver modelos que permitam melhor prever o comportamento de longo prazo dos componentes envolvidos nestes sistemas.
  • Instituto Tecnológico de Aeronáutica - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Delmárcio Gomes da Silva

Ciências Humanas

Educação
  • nanotecnologia nas escolas - nano'stem: desenvolvimento de cursos de extensão para professores de escolas públicas para divulgação e ensino da nanotecnologia no currículo do ensino médio
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie - SP - Brasil
  • 12/08/2019-31/12/2022
Foto de perfil

Délton Winter de Carvalho

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • aprendendo com os desastres: interfaces comparadas
  • Nos primórdios da história da humanidade, os desastres foram considerados atos divinos e, em outro momento, reações exclusivas da natureza. Contudo, a evolução tecnológica e científica da Sociedade Contemporânea Pós-Industrial desencadeou a ampliação da capacidade de intervenção humana sobre a natureza, passando a existir o fator antropogênico em quase todos os desastres. A influência antropogênica, inclusive, apresentou-se como a principal causa das emergentes mudanças climáticas, as quais potencializam a frequência, a duração, a intensidade e o período das catástrofes. Por isso, na gênese de grande parte dos desastres, encontra-se a sinergia dos efeitos das ações humanas, havendo um deslocamento de perspectiva: os desastres deixam de ser vistos como algo fora do controle humano, assumindo a posição de desafios que exigem respostas rápidas e de longo, médio e curto prazo. O Direito assume posição relevante na elaboração dessas respostas, adquirindo o papel de antecipador e protagonista na orientação e na imposição de deveres de proteção e cuidado em relação às instituições competentes. E é sobre esse papel do Direito como “colonizador dos desastres” que esta proposta de pesquisa irá desenvolver pela Teoria sistêmica e pela Teoria do Risco, o estudo do Direito dos Desastres no Brasil e suas interfaces comparadas, utilizando principalmente a experiente doutrina norte-americana sobre o tema.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Demétrio Antônio da Silva Filho

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • estudo da teórico da estrutura eletrônica de perovskitas híbridas
  • Um dos maiores desafios atuais dos cientistas de materiais é como produzir painéis fotovoltaicos mais baratos e eficientes. As células solares à base de perovskitas surgiram em 2009 e, com um o crescimento em eficiência sem precedentes (de 3,8% a 22,1%), atraíram a atenção tanto da indústria quanto da academia. Atualmente, a pesquisa está focada no desenvolvimento de dispositivos mais eficientes e estáveis, bem como com toxicidade reduzida. Neste projeto, propomos combinar nossa expertise em semicondutores orgânicos com o uso de métodos teóricos de estado-da-arte na descrição da estrutura eletrônica de perovskitas híbridas para aplicações em painéis fotovoltaicos. Ao entendermos a estrutura eletrônica destes novos sistemas, poderemos passar par a investigação de importantes mecanismos, tais como a formação, o transporte e a dissociação de éxcitons, processos estes cruciais para o funcionamento das células fotovoltaicas à base destes novos materiais.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denilson de Castro Teixeira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • formação de gestores e profissionais de saúde da aps do estado do paraná no enfrentamento da obesidade e fatores associados: análise de efetividade a partir de abordagem quali-quantitativa
  • As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) têm aumentado em todo o mundo e tem impactado negativamente a saúde e qualidade de vida da população. Dentre elas destaca-se a obesidade e doenças associadas como a hipertensão arterial e diabetes mellitus por estarem intimamente relacionadas a fatores modificáveis como o estilo de vida. Sendo assim, há necessidade de tornar mais eficaz a rede de Atenção Primária à Saúde (APS) no enfrentamento dessas comorbidades. Com base nesses pressupostos, este projeto tem como objetivos 1) capacitar gestores e profissionais da saúde de nível superior de equipes da Atenção Primária à Saúde (APS) de municípios do estado do Paraná a identificar, intervir e realizar a reorientação do processo de trabalho, a gestão e o monitoramento das ações voltadas à prevenção dos fatores de risco e o tratamento da obesidade e doenças crônicas associadas e 2) avaliar a efetividade desse processo de formação na reorganização da gestão e do serviço das APS a partir de indicadores externos dos usuários e internos, dos próprios atores. Participarão do projeto gestores e profissionais de saúde de nível superior, respectivamente de 153 e 17 UBS dos município de Londrina, Maringá e Ponta Grossa, totalizando 153 gestores e 250 profissionais de saúde. Os critérios de elegibilidade foram municípios com população maior que 300.000 habitantes, e com prevalências de obesidade acima da média do estado. Serão selecionadas UBS de todas as macrorregiões dos município supracitados, inclusive da zona rural. As formações serão realizadas de forma semipresencial, com encontros e tarefas presenciais e remotas. Os conteúdos programáticos serão ministrados seguindo os quatro eixos exigidos no Edital (avaliação diagnóstica, formação, avaliação e difusão e tradução do conhecimento) e as orientações de protocolos, guias e instrumentos para o cuidado de pessoas com DCNT preconizados pelo Ministério da Saúde e órgãos internacionais. As metodologias utilizadas no processo de formação considerará os profissionais como o centro da aprendizagem, oferecendo estratégias diversificadas de ensino como, oficinas, produção de material didático para os usuários das APS, coleta e interpretação de dados, estudos de casos e resolução de problemas levantados no cotidiano do serviço. A efetividade do da formação na reorganização da gestão e do processo de trabalho será avaliada durante todo o processo de formação com instrumentos quantitativos e qualitativos. A equipe do projeto é composta por 15 profissionais de três instituições de ensino superior do estado do Paraná (UEL, UEM e UEPG), das áreas da saúde e de outras correlatas, com expertises pertinentes ao desenvolvimento de todas as etapas do projeto. Também farão parte da equipe estudantes de graduação e pós-graduação como bolsistas e voluntários. Espera-se com o desenvolvimento desse projeto a reorganização da gestão e o processo de trabalho das APS dos município participantes e impactos relevantes nos campos científicos, tecnológicos, de inovação, formativos e sociais, que contribuirão para a prevenção e o tratamento tamento da obesidade e de doenças crônicas associadas (hipertensão arterial e diabetes mellitus).
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 03/12/2020-31/12/2023