Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Rubens Silva Costa

Ciências Humanas

História
  • snct oeiras – a independência vem pelo conhecimento: um resgate da participação piauí na história, na ciência e tecnologia.
  • A memória é uma construção coletiva do passado, avaliar quão independente o país se tornou política, tecnológica e economicamente desde sua independência, faz parte desse processo construtivo, estabelecendo relações entre o passado e o presente, na busca de um melhor futuro. O bicentenário de nossa independência nos permite fazer essa avaliação e compreender que a real liberdade será conquistada com conhecimento, promovido pela, e promovendo a ciência. Estimular um resgate histórico da participação do Piauí na independência do Brasil, com a batalha do Jenipapo, reaviva conhecimentos outrora esquecidos, mantem tradições, proporciona autoestima de um povo ainda tão sofrido como o sertanejo do Vale do Canindé, região de Oeiras-PI. Atenuar este padecido povo também permitir olhar para o futuro, buscar a liberdade do saber, a independência que a ciência e a tecnologia proporcionam através da produção e divulgação científica de forma geral. Apresentar a ciência, como ela funciona e o que ela proporciona, a quem menos oportunidades teve, é o objetivo deste projeto. Este trabalho, visa proporcionar palestras, minicursos e uma breve imersão no conhecimento científico e tecnológico, promovendo inclusão científica em comunidades locais, divulgando a ciência na busca de tecnologias que supram as demandas dessas comunidades, trazendo esperança de progresso. É de conhecimento geral que novos pesquisadores surgiram deste primeiro contato com o meio científico, a oportunidade é o melhor estimulo que pode ser dado. A temática deste projeto e a abordagem para sua execução, pretendem promover prosperidade a essas localidades através do conhecimento científico e tecnológico.
  • Instituto Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Rúbia Barcelos Amaral

Ciências Humanas

Educação
  • geometria e tecnologia nos livros didáticos de matemática do novo ensino médio
  • O presente projeto nasceu de duas fontes. Uma delas é a pesquisa intitulada “A geometria nos livros didáticos e a integração das tecnologias digitais”, na qual se iniciou o estudo acerca dos livros didáticos de Matemática, focando iniciativa (até então, recente) de implementação de tecnologia nos livros e uma profunda análise de aspectos geométricos. A segunda é a pesquisa realizada no Estágio de Pós-Doutorado, cujo título é “ ‘Lendo geometricamente’ os livros didáticos de Matemática”, na qual um novo foco foi dado ao estudo da Geometria e dos livros didáticos. Como usual, uma pesquisa deixa em aberto novos caminhos a serem trilhados, e é nesse cenário que este projeto se apresenta. Estas experiências levaram a reflexões sobre as diferentes abordagens de conceitos geométricos presentes em distintos livros didáticos, assim como no âmbito das atividades que envolvem tecnologia. Não obstante, inquietações surgiram com o Novo Ensino Médio, de modo que questões relativas à dinâmica dessa mudança na escola, incluindo o material didático nesse contexto, tornaram-se também foco de interesse de pesquisa. Dessa forma, o problema de pesquisa se resume em: quais as diferentes abordagens exploradas no desenvolvimento de conceitos de Geometria e no uso de tecnologias em livros didáticos de Matemática do Novo Ensino Médio? Entender como os conceitos geométricos são apresentados/construídos nos livros, a natureza das atividades, o tipo de abordagem que se vislumbra integrando as tecnologias e as relações feitas com outras áreas de conhecimento e com o cotidiano, especialmente no que tange o Novo Ensino Médio, são foco do trabalho proposto. Será feita também uma discussão teoricamente fundamentada sobre a formação do professor, de modo que esse tenha condições de entender as diferentes abordagens presentes nos livros didáticos, fazendo uma escolha consciente do livro a ser adotado em suas aulas. Espera-se, ainda, que uma contribuição, ainda que indireta, seja dada ao PNLD
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Rúbia Casagrande

Ciências da Saúde

Farmácia
  • sistema nanoestruturado para liberação controlada de lipídeo pró-resolução: desenvolvimento tecnológico e avaliação da eficácia na dor, inflamação, infecção e reparo tecidual
  • A maresina 1 (MaR1) é um mediador lipídico especializado pró-resolução (10.1016/j.phrs.2019.104549). Nosso Grupo de Pesquisa demonstrou mecanismos analgésicos neuro-imunes inéditos da MaR1 (10.1111/bph.14647) e que a MaR1 reduz a inflamação e estresse oxidativo de pele induzidos por radiação UVB (10.1038/s41598-019-39584-6). Verificamos (em dados não publicados) o efeito da MaR1 no reparo de ferida cutânea e em modelo de artrite séptica (redução da inflamação e carga bacteriana). Em tese, a veiculação da MaR1 por sistemas de liberação controlada poderia aumentar sua atividade e duração de efeito por gerar balanço ideal entre agonista e receptor e proteção contra degradação. Os sistemas nanoestruturados de ferritina apresentam uma série de características benéficas (revisto em 10.1016/j.jconrel.2019.09.002), justificando sua escolha. Não existem sistemas para liberação controlada de MaR1. Assim, propomos desenvolver sistema nanoestruturado a base de ferritina para liberação controlada da MaR1 (nanoMaR1) com intuito de aumentar sua eficácia e duração de efeito. Para validar a nanoMaR1 serão utilizados 5 modelos: 1) Inflamação e estresse oxidativo induzidos pela radiação UVB (avalia uma etapa essencial pré-cancerosa); 2) Reparo tecidual de ferida cutânea (aplicação no pós-cirúrgico); 3) Inflamação por Adjuvante completo de Freund (CFA) (dor e inflamação crônica, regulação neuro-imune); 4) Neuropatia por lesão do nervo ciático (dor crônica neuropática); 5) Artrite séptica (infecção articular). Temos dados preliminares caracterizando a nanoMaR1, e observamos que doses de MaR1 antes ineficazes, são ativas na forma de nanoMaR1, inclusive com aumento da duração da analgesia no modelo de CFA. Assim, desenvolveremos um novo nano-biológico baseado em nanocapsulas de ferritina para liberação controlada de MaR1, nanoMaR1, para o tratamento de diversas doenças nas quais seja importante reduzir a dor, inflamação, estresse oxidativo, infecções e lesões cutâneas.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Rubson Pinheiro Maia

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • inselbergues de quixadá - ceará: origem e evolução geomorfológica.
  • O campo de inselbergues de quixadá no Ceará, desenvolve-se no âmbito de uma batólito granítico pré-cambriano atualmente exumado. Ao final do período brasiliano, houve muito plutonismo granítico na Província Borborema, no Nordeste Brasileiro. Essas intrusões, ocorreram ao longo de zonas de cizalhamento transcorrentes que facilitaram o acesso do magma ao interior da crosta. Atualmente, esses batólitos estão sendo exumados e em alguns pontos específicos, desenvolve-se inselbergues. O objetivo desse projeto é analisar as condições físico-químicas e estruturais que levam a manutenção da rocha frente a erosão levando assim, a formação dos insebergues de Quixadá - CE. Sabe-se que em geral, a composição da rocha na área do inselbergue e seu entorno, não diferencia. Não diante uma petrografia macroscópica de campo como também nas cartas geológicas de 1:100.000 da CPRM. Desse modo, é preciso realizar uma análise em escala de detalhe, comparando a composição, textura, grau de foliação ígnea, presença de diques, veios e enclaves para constituir uma base de informações morfogenéticas. Para tanto, o projeto reuniu diferentes especialistas nas áreas de Morfologia granítica, Geologia estrutural, Sensoriamento remoto, Geoprocessamento e as seguintes etapas metodológicas: 1. Datação por Isótopos Cosmogênicos (10Be) das taxas de erosão. Análise da composição mineral em percentuais por Fluorescência de Raio X. Análise de resistência física por método de rebote com esclerômetro. Elaboração de Ortomosaicos e modelos digitais de elevação de alta resolução com Drone. Mapeamento morfoestrutural na escala de 1:500 (Lineamentos estruturais e feições de relevo). Espera-se ao final do projeto, estabelecer uma assinatura geomorfológica para as diferentes fáceis graníticas, com foco nas distinções entre as proporções de Quartzo, K-Felsdpato, Biotita/Muscovita e nas caracteristicas físicas do granito. Isso permitirá compreender como se formam os inselbergues e a razão de sua morfologia complexa.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Rudimylla Septimio Azeredo

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • influência da adição de sn na resistência ao desgaste e à corrosão de ligas sustentáveis do sistema zn-al livres de pb para aplicações tribológicas
  • Ligas Zn-Al são utilizadas para a fabricação de mancais devido à sua resistência ao desgaste, o que é atribuída aos óxidos de alumínio e de zinco que se formam na superfície de desgaste. Contudo, o óxido de alumínio é um composto mais duro em relação ao óxido de zinco cumprindo o papel de suportar as cargas enquanto o óxido de zinco age como um lubrificante, porém de ação limitada e insuficiente. Alguns estudos abordam o efeito da adição de Pb em ligas de Zn-Al que, devido à discrepância das propriedades mecânicas entre as fases formadas, age como lubrificantes sólidos intrínsecos ao material. Contudo, a proibição, em muitos países, da incorporação do Pb em produtos em função de seus efeitos adversos à saúde humana e ao meio ambiente intensifica a procura por ligas metálicas ecológicas. Como alternativa o Sn, In e Bi têm sido utilizados como lubrificantes sólidos para produção de ligas livres de Pb, sendo o Sn o elemento mais abundante e de menor custo. Cabe aqui ressaltar que trabalhos relacionados à adição de Sn no sistema Zn-Al ainda são escassos, principalmente, quando se refere a um estudo que correlacione as propriedades de resistência ao desgaste e à corrosão com a evolução microestrutural resultante da solidificação em condições fora do equilíbrio, isto é, condições assemelhadas à produção industrial. Nesse contexto, o projeto tem como objetivo elucidar esses pontos levantados buscando o desenvolvimento de ligas metálicas sustentáveis, livres de chumbo, com propriedades de desgaste e corrosão melhoradas visando a aplicação tribológica.
  • Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará - PA - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Rudolf Eduard von Sinner

Ciências Humanas

Teologia
  • religião, política e teologia no espaço público
  • “A religião é a força mais construtiva e mais destrutiva do nosso tempo” (Ph. Jenkins). A religião sempre interagiu, de modo tanto construtivo quanto destrutivo, com o político. A secularização, a modernização, a democracia e o estado constitucional de direito pareciam relegar o religioso para o âmbito meramente privado. Isto não se confirmou: a adesão a uma diversidade cada vez maior a expressões religiosas e a sua incidência na esfera pública está crescendo. Sendo importantes fontes de recursos para a solidariedade e a proteção da dignidade humana, das quais o estado moderno não deve privar-se (Habermas), em países do Sul Global como no Brasil e na África do Sul são instituições de relações, apoio e cuidado, material e espiritual, sem cuja capilaridade a situação de sobrevivência seria muito mais precária. Sendo que religiões interferem também na política, seja para garantir seus direitos, seja para obter privilégios, seja para contribuir com o bem comum, seja para buscar hegemonia, urgem análises e reflexões crítico-construtivas em perspectiva interdisciplinar e intercultural. A hipótese principal é que tal situação, por um lado, torna urgente posturas e ações do estado laico quanto à garantia da liberdade religiosa, a isonomia e a equidistância no trato das religiões por parte do estado, responsabilizando-se pela manutenção da paz social. Por outro lado, é tarefa de reflexão, crítica e auto-crítica, das próprias religiões sobre a pertinência de sua atuação no espaço público diante do regramento jurídico em vigor e de suas convicções específicas. Para tanto, as contribuições previstas neste projeto juntam saberes da Teologia, das Ciências da Religião, da Filosofia, da História, do Direito e das Ciências Sociais em projetos que analisam populismo, conservadorismo, secularidade, ética, racionalidade, o uso de plataformas digitais, reações diante da pandemia, Ensino Religioso e violência de gênero. Metodologicamente, trata-se de pesquisa bibliográfica e documental.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Rui Seabra Ferreira Junior

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • as serpentes brasileiras no bicentenário da independência, 200 anos. como estes animais podem ajudar na ciência, tecnologia e inovação no brasil?
  • Os animais peçonhentos, principalmente as serpentes, causam graves acidentes podendo causar o óbito em muitos pacientes. Recentemente, estes acidentes estão classificados como negligenciados pela Organização Mundial da Saúde. O CEVAP, bem como as outras instituições participantes, tem realizado constante trabalho de orientação da população com o objetivo de prevenir estes acidentes, bem como de divulgar os primeiros socorros caso estes aconteçam. Particularmente, o Instituto Vital Brazil, produz hoje 9 soros antivenenos que são distribuídos pelo SUS para o tratamento destes acidentes. É uma instituição centenária, fundada por Vital Brazil no início dos anos 1900. Desta maneira, para a comemoração do Biocentenário da República, mostraremos atráves da Ciência, como podemos gerar tecnologia e inovação. Para isso, será realizada uma exposição com animais peçonhentos vivos em dois momentos diferentes a saber: 1. Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - Evento Regional. A execução se dará em Botucatu (SP), durante o período de 17 a 23 de outubro de 2022. 2. Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - Evento Nacional A execução se dará no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, Brasília (DF) durante o período de 21 a 27 de novembro de 2022. Estas exposições costumam atrair grande público, infantil e adulto, e nossa equipe de monitores tem treinamento e capacitação necessários para inclusive permitir que os visitantes possam manusear estes animais ajudando a desmistificar muitas crenças populares.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Rusbel Raul Aspilcueta Borquis

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • estudo genético da resistência e resiliência à eimeroses e helmintos em búfalos
  • A criação de bezerros consiste em uma etapa chave de um sistema de produção de búfalas leiteiras, pois se encontra relacionada com a reposição das matrizes. Os prejuízos ocasionados nesta etapa pela contaminação parasitaria (considerando a mortalidade e custos com tratamentos), tornam-se um problema a ser resolvido. Dentre os agentes causadores de doenças nesta etapa destacam-se os protozoários do genêro eimeria e helmintos do genêro toxocara. Assim, para a adoção de um sistema racional de controle de parasitoses torna-se interessante empregar a seleção de indivíduos geneticamente resistentes/resilientes a estes parasitas. A resistência refere-se à habilidade do hospedeiro em estabelecer controle sobre o desenvolvimento ou ciclo de vida do parasita, enquanto a resiliência está relacionada à habilidade do hospedeiro em manter a sua performance ou adaptabilidade apesar dos danos oriundos do parasitismo. O ponto inicial para propor uma seleção de animais neste contexto, é a estimação de parâmetros genéticos para possíveis características indicadoras de resistência/resiliência. Trabalhos realizados em outras espécies domésticas (aves e bovinos) com diversos tipos de parasitas, indicam a existência de variabilidade genética para resistência e tolerância à enfermidades, tornando possível a obtenção de ganho genético quando utilizadas em programas de melhoramento animal. Em diversos trabalhos, o emprego da técnica de PCR quantitativo tem se mostrado eficiente para a estimação do nível de infecção. Para a realização do trabalho, coletas de fezes serão realizadas para a quantificação do número de cópias de DNA por qPCR, para as espécies Eimeria bovis, Eimeria zuernii e Toxocara vitulorum. Posteriormente, um modelo de repetibilidade e um modelo de regressão aleatória serão utilizados para determinar parâmetros genéticos para resistência e resiliência dos búfalos.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 16/08/2022-31/08/2025
Foto de perfil

Ruth Rufino do Nascimento

Ciências Agrárias

Agronomia
  • preparação de iscas atraentes para a mosca da fruta, ceratitis capitata (diptera: tephritidae)
  • A mosca das frutas Ceratitis capitata é considerada uma praga de importância econômica nos países produtores de frutas frescas, visto que as fêmeas acasaladas desta espécie depositam seus ovos nos frutos hospedeiros para o desenvolvimento das larvas, ocasionando perdas na produção de frutas. Para conter o desenvolvimento desses insetos são empregados inseticidas associados ou não com um atrativo alimentar, ocasionando problemas relacionados a contaminação dos alimentos. Assim, novas metodologias baseadas nas relações ecológicas existentes entre o inseto-praga e seus frutos hospedeiros, vêm sendo estudadas visando conter o desenvolvimento desta espécie de moscas das frutas em pomares comerciais. Nesse contexto, o presente estudo objetiva verificar qual sistema liberador (substrato adsorvente + ingrediente ativo) formulado a partir de compostos voláteis comuns ao feromônio sexual de C. capitata e seus frutos hospedeiros, carambola, manga e goiaba, pode ser usado como isca atrativa para fêmeas virgens e acasaladas desta espécie, e qual formulação induz um aumento do número de cópulas realizadas por machos coespecíficos. Deste modo, formulações de misturas dos compostos sintéticos comuns a mistura feromonal liberada por machos e aos frutos hospedeiros goiaba, carambola e manga serão preparadas em três diferentes concentrações e, juntamente com os extratos de aeração de machos de C. capitata e dos frutos hospedeiros goiaba, manga e carambola (tratamentos-controle), serão adsorvidos em diferentes liberadores de base polimérica para uso nos bioensaios comportamentais conduzidos em laboratório e em gaiolas de campo. Além disso, estudos relacionados com a cinética de liberação destes sistemas também serão conduzidos. Espera-se que as iscas propostas sirvam tanto como atraentes para fêmeas virgens e acasaladas de C. capitata, quanto como afrodisíacos para machos coespecíficos, podendo, desta forma, servir como ferramentas associadas ao manejo integrado da praga em questão.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ruth Verde Zein

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • patrimônio moderno iberoamericano: legado histórico e salvaguarda contempor nea
  • Esta proposta consolida ações conjuntas em desenvolvimento pela equipe proponente em outras redes científicas de estudo e pesquisa dedicadas ao reconhecimento e defesa do patrimônio moderno no âmbito ibero-americano: a Red de Investigación del Habitat Moderno (UNAM, México) e o Observatorio Iberoamericano Patrimonio Moderno (UPM, Espanha). Reconhece que a construção de habitats humanos adequados a uma vida saudável é uma das bases fundamentais da experiência moderna mas, ainda hoje, a maioria da população não usufrui desses benefícios mínimos comuns. Entende que esses ideais, com devidas correções de rota, são ainda válidos, e que urge reconsiderar o patrimônio conformado por esse legado moderno a partir das questões contemporâneas de sustentabilidade e urbanidade. Entende que o patrimônio moderno não se limita a edifícios, conjuntos e espaços abertos extraordinários, mas inclui um amplo legado corrente e comum, responsável pela definição da maioria das nossas cidades, do século XXI, e cujos melhores valores de uso devem ser renovados e recuperados. A proposta reconhece os inúmeros e variados esforços, que vêm sendo levados a cabo por diversas instituições ibero-americanas, gerando conhecimento sobre a preservação dessas arquiteturas e cidades modernas. Propõe relacionar, em rede aberta e disponível, variadas pesquisas realizadas e/ou em andamento, no quadro do desenvolvimento sustentável das cidades geradas e transformadas por este patrimônio. A rede irá incentivar essas práticas de pesquisa e ação concreta dando-lhes divulgação transnacional, a partir de um diagnóstico geral e reconhecimento das teorias e práticas de preservação do patrimônio moderno geradas por diversas instituições e indivíduos; irá elaborar prognósticos e propor metas comuns em prol de ações e políticas de proteção, de maneira atualizada e dinâmica, com foco não exclusivo nas instituições dos países dos membros constitutivos da rede aqui proposta.
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025