Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Fabio Frezatti

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • usos diagnóstico e interativo do sistema de controle gerencial como potencializadores das respostas estratégicas em tempo de pandemia
  • 1.A pandemia COVID-19 gerou mudanças enormes e as organizações adotaram diferentes opções em termos de respostas estratégicas para seus negócios, trazendo consequências para a própria sustentabilidade delas. 2.Algumas dessas respostas afetam estritamente o curto prazo e outras também o médio e longo prazos e, num primeiro momento, o mais importante era dar sequência às atividades; num segundo momento, espera-se sequência que produzam resultados de longo prazo. 3. Algumas respostas decorreram da existência ou não de estrutura de controle gerencial e/ou perfil de resultados financeiros. As lacunas identificadas e que motivaram a pesquisa foram: i.os trabalhos anteriores sobre as respostas estratégicas das empresas foram desenvolvidos durante o momento de ocorrência da pandemia, sem que fosse possivel obter um olhar de resultados obtidos, ii.análise das combinações dos “pacotes” das respostas estratégias associadas ao sistema de controle com uso diagnóstico e uso interativo e iii associação de resultados financeiros com os diferentes “pacotes” de respostas estratégicas. 4. O objetivo desta pesquisa consiste em identificar as várias respostas estratégicas implementadas e verificar associação com os mecanismos de uso diagnóstico e de uso interativo das organizações investigando o perfil do pacote de respostas estratégicas. A macro questão da pesquisa é: quais os principais fatores que influenciaram as respostas estratégicas das organizações? 5. A pesquisa é viável pois: i.existem construtos disponíveis, tais como o das respostas estratégicas (Wenzel, Stanske, & Lieberman, 2021) e dos sistemas de controle diagnostico e interativo (Simons, 1995), ii. o desenvolvimento do levantamento é viável e a equipe já desenvolveu pesquisas similares, dominando os elementos conceituais e técnicos. 6. Consiste em pesquisa quantitativa, a partir de aplicação de questionário sobre população de empresas brasileiras e tratamento por estatística multivariada.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-31/08/2025
Foto de perfil

Fábio Gonçalves Daura Jorge

Ciências Biológicas

Ecologia
  • efeitos sistêmicos de uma rara cooperação boto-pescador
  • Cooperação é um paradoxo evolutivo e uma escolha geralmente incompreendida. Em um mundo de ações egoístas, como emerge a cooperação? Interações cooperativas entre indivíduos ou entre espécies intrigam pesquisadores por mais de século—um debate acadêmico que originou uma sólida base teórica em múltiplas disciplinas acadêmicas. Porém, tal avanço também gerou uma lacuna entre teoria e mundo real. Pouca atenção foi dada a estudos empíricos que validem as expectativas teóricas, e muito menos às consequências da cooperação além de custos e benefícios individuais. Pode um evento cooperativo influenciar a dinâmica da população, comunidade e de um sistema ecológico como um todo? Esta proposta representa uma rara oportunidade de combinar dados empíricos com modelos teóricos para responder tais perguntas mediante um estudo em longo prazo de uma cooperação interespecífica entre botos e pescadores artesanais forrageando por um recurso comum, a tainha. Esta interação compõe o repertório cultural local—tanto de pescadores quanto de botos—por mais de 120 anos, porém pouco se sabe sobre os mecanismos que a mantém e suas consequências para as populações e ecossistemas em que está inserida. Entender tais mecanismos é fundamental para predizer as condições mínimas de disponibilidade de recursos e perturbações antrópicas para que os serviços ecossistêmicos desta interação sejam mantidos. A partir de coleta sistemática de dados empíricos, desvendaremos os mecanismos comportamentais da interação boto-pescador, e estimaremos parâmetros populacionais de botos, pescadores e recursos pesqueiros. Para investigar se a interação influencia a dinâmica e viabilidade das populações de botos e pescadores, desenvolveremos múltiplos modelos matemáticos—jogos estratégicos, numéricos e estocásticos—para predizer a estabilidade da interação boto-pescador e trajetórias populacionais em diferentes cenários de disponibilidade de recurso e perturbações antrópicas. Como esta interação é parte de um ecossistema maior, o Sistema Estuarino de Laguna (SEL), é preciso entender como ela pode influenciar níveis mais altos de organização—tanto o ecossistema quanto o contextos social e econômico a ele associados. Para compreender a interdependência entre esta interação cooperativa e os demais contextos, combinaremos dados biológicos da comunidade ecológica com dados sociais humanos em modelos ecossistêmicos e bioeconômicos. Estimaremos diversos componentes biológicos do SEL para construir um modelo ecossistêmico que descreva o funcionamento do ecossistema em diversos cenários de variações na dinâmica pesqueira e da interação boto-pescador. Estimaremos também o papel das atividades pesqueiras nesse ecossistema mediante a construção de modelos bioeconômicos para buscar soluções economicamente ótimas, socialmente justas e ecologicamente sustentáveis para o manejo de um conjunto de pescarias. Esta etapa final considerará o conhecimento integrado do ecossistema para criar cenários preditivos que integrem aspectos ecológicos, sociais e econômicos do SEL para então serem discutidos de forma participativa com os principais atores do SEL em busca de soluções. Ao desvendar fundamentos de interações ecológicas e gerar novas hipóteses sobre suas influências através de escalas biológicas, esta proposta contribuirá com o conhecimento teórico de ecologia comportamental, de populações, comunidades e ecossistemas. Ao compreender o funcionamento deste sistema, poderão ser fomentados esforços de conservação integrados, que considerem a interação do contexto ecológico com os culturais, sociais e econômicos das pessoas que dele dependem. Assim, esta abordagem interdisciplinar integrará todos os saberes e pesquisas em um novo sítio de Pesquisa Ecológica de Longa Duração que combine ecologia teórica e aplicada para gerar conhecimento científico que ofereça soluções para as demandas da sociedade.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 10/12/2020-31/12/2024
Foto de perfil

Fabio Henrique Barros de Lima

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • investigação de reações envolvidas em conversão eletroquímica de energia
  • O cenário atual, com o acentuado efeito negativo sobre o meio ambiente da liberação de dióxido de carbono na atmosfera, leva à necessidade de pesquisas em energias renováveis. Assim, é desejável desenvolver e aumentar a eficiência e a versatilidade de sistemas de conversão de energia tais como eletrolizadores e células a combustível. Em consonância com estes aspectos, os principais objetivos deste projeto incluem investigações de processos eletrocatalíticos relacionados com a (i) redução eletroquímica de dióxido de carbono para "armazenar" energia elétrica e, ao mesmo tempo, produzir moléculas combustíveis ou precursoras para a produção de combustíveis, tais como metano, etileno ou outras moléculas maiores, e monóxido de carbono; (ii) eletrólise da água e de nitrogênio molecular, com o objetivo de gerar vetores transportadores de energia como hidrogênio e amônia, para posterior uso em células a combustível (ou em turbinas a gás, para o caso de hidrogênio) para a geração de energia elétrica e; (iii) a eletrocatálise da oxidação de álcoois produzidos pela biomassa, como o etanol, para a sua conversão em energia elétrica ou reforma eletroquímica para a produção de hidrogênio. Em todos os casos das pesquisas mencionadas acima, esta proposta terá foco no desenvolvimento eletrocatalisadores com alta atividade e eficientes, com investigações guiadas por técnicas acopladas com células eletroquímicas, principalmente com cromatografia gasosa associada com espectrometria de massas. A meta final é o desenvolvimento de eletrolisadores e células a combustível que operam em condições reais de aplicação prática. A interpretação dos resultados eletroquímicos associados com as técnicas analíticas será baseada nos mecanismos reacionais globais e o tratamento dos dados será realizado tendo-se como ponto de partida as bases conceituais e o formalismo desenvolvidos em experiências prévias da equipe de pesquisadores desta proposta.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Fábio Henrique Gomes Ribeiro

Lingüística, Letras e Artes

Artes
  • educação musical e democracia: relações entre posicionamento político-ideológico e contextos de prática e formação musical especializada
  • Esta proposta tem como tema as relações entre música e democracia. Considerando a complexa realidade democrática atual e estudos desenvolvidos sobre práticas musicais e processos de formação em música, pretende-se avançar na compreensão das relações entre tais dimensões e posicionamentos político-ideológicos no contexto brasileiro, a partir da realidade específica da cidade de João Pessoa/PB. Assim, propõe-se identificar e compreender as principais relações entre os posicionamentos político-ideológicos de estudantes de música em escolas especializadas e seus contextos de prática e formação musical. Esse direcionamento investigativo possibilitará a compreensão da realidade democrática a partir de um campo ainda pouco explorado, vinculado fundamentalmente às práticas musicais e formativas, possibilitando uma perspectiva teórica centralizada no campo da música, mas com aberturas epistemológicas significativas. Embora existam estudos musicais que contemplem dimensões político-ideológicas, estes se apresentam de forma transversal, cedendo lugar a outras perspectivas centralizadoras. Esta realidade tem nos apontado a necessidade de um direcionamento investigativo centralizado nas relações entre os aspectos performáticos, educativos e político-ideológicos da música. Assim, tem-se uma perspectiva teórica e analítica transdisciplinar mediada pelas subáreas da etnomusicologia, da educação musical e da ciência política em torno de estudos da performance, da formação musical em contextos especializados e dos estudos sobre posicionamentos politico-ideológicos na juventude. O trabalho está metodologicamente delineado como um estudo de casos múltiplos a partir de uma abordagem mista de pesquisa, compondo-se de instrumentos quantitativos e qualitativos de coleta, produção e organização de dados. A base analítica e interpretativa será organizada a partir de uma abordagem fundamentalmente qualitativa, articulando as dimensões teóricas e empíricas do estudo.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Fábio Inácio Pereira

Ciências Humanas

História
  • 4a. feira de ciências júnior pucpr - câmpus maringá
  • 4ª. Feira de Ciência Junior da PUCPR – Campus Maringá tem como objetivo estimular o desenvolvimento técnico e científico entre os estudantes do Ensino Básico das escolas públicas e privadas, nos níveis Fundamental II, Médio e Técnico da cidade de Maringá, de modo a contribuir para a melhoria destas etapas de ensino, além de despertar de vocações científicas e tecnológicas e identificar potenciais talentos para pesquisa e inovação. A Feira será um evento anual que visa, ainda, incentivar a pesquisas voltadas para problemas socioculturais contemporâneos, além de auxiliar na divulgação da Ciência. Assim, acredita-se estar fortalecendo os vínculos entre a Universidade, a Escola e a comunidade em geral, por meio da produção científica de estudantes.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 28/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Fábio Junior Margotti

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • construção de um sistema para aquisição de dados e reconstrução de imagens na tomografia por impedância elétrica para monitoramento de escoamentos multifásicos
  • 1. A Tomografia por Impedância Elétrica (EIT) é um procedimento no qual eletrodos são afixados à superfície de um objeto condutivo e correntes elétricas são aplicadas. Os potenciais elétricos resultantes são então medidos nesses mesmos eletrodos e com essas informações, deseja-se reconstruir uma imagem da distribuição de condutividade (ou permissividade, ou ambas) elétrica no interior do objeto. 2. Do ponto de vista matemático, a EIT é um problema inverso severamente mal-posto. Isso significa que mesmo um nível de ruído pequeno na leitura dos potenciais, pode acarretar erros enormes na imagem reconstruída. Já do ponto de vista da engenharia, a medição precisa dos potenciais elétricos é bastante difícil. Esse conjunto de fatores, torna a EIT um problema muito desafiador. 3. A EIT é uma alternativa de baixo custo para outros tipos de tomografias, e.g. a tomografia por raios-X. Ela possui diversas aplicações físicas, médicas, industriais, geológicas, etc. Recentemente, a aplicação da EIT vem sendo proposta para a reconstrução de imagens ou outros parâmetros de interesse em escoamentos multifásicos (na indústria de petróleo ou de alimentos por exemplo). Esse tipo de problema é particularmente complicado quando uma das fases consiste num material não condutivo (como óleo, ou alguns tipos de gases). 4. Nesse projeto propomos a construção de um sistema de EIT para a aquisição de dados e reconstrução de imagens no monitoramento de escoamentos multifásicos de líquidos e gases, possivelmente com fases não condutivas. 5. UMA VERSÃO PRELIMINAR DESSE SISTEMA JÁ ESTÁ OPERACIONAL. PARA DETALHES, VEJA O LINK: https://fabiomargotti.paginas.ufsc.br/prototipo2/ 6. O sistema proposto nesse projeto é semelhante, porém esse novo modelo será capaz de reconstruir imagens simultâneas da condutividade e da permissividade elétrica. Serão então executados experimentos estáticos para decidir se é possível aplicar esse sistema para o monitoramento de escoamentos com fases não condutivas.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 24/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Fabio Kon

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • inct da internet do futuro
  • As transformações radicais nas formas de comunicação humana possibilitadas pela Internet na última década do século passado têm sido tanto refinadas quanto expandidas neste início de Século 21, impactando a vida de grande parte da população mundial. Recentemente, com a popularização das tecnologias da Computação em Nuvem e da Computação Móvel e com o crescente uso de Redes de Sensores e de tecnologias de Big Data, uma infinidade de novas possibilidades estão surgindo. Essa convergência de tecnologias aliada às necessidades e preocupações relativas às aplicações digitais do futuro levaram pesquisadores a propor novas abordagens de investigação científica e tecnológica que possibilitem o desenvolvimento da "Internet do Futuro". A Internet do Futuro será resultante da convergência da computação móvel com a computação em nuvem, integrará sistemas de grande porte construídos a partir da composição de milhares de serviços distribuídos, executados em uma grande quantidade de máquinas físicas e virtuais, manipulando grandes quantidades de dados multimídia gerados a partir de várias fontes e interagindo diretamente com o mundo físico através de sensores e atuadores da Internet das Coisas. Essa Internet do Futuro será o elemento chave que possibilitará a realização das Cidades Inteligentes, nas quais a infraestrutura urbana será utilizada em sua plenitude de modo a oferecer uma melhor qualidade de vida aos seus habitantes. A cidade inteligente do futuro fará uso de telefones celulares e outros aparelhos de uso pessoal em conjunto com sensores e sistemas embutidos na infraestrutura física da cidade, todos interconectados via Internet. De forma descentralizada mas coordenada, toda essa ciberinfraestrutura oferecerá o suporte para a gestão otimizada da cidade. As plataformas de software da cidade inteligente contribuirão não só para o dia-a-dia das cidades mas também para o planejamento de longo prazo e para a concepção de políticas públicas. A fim de atacar os desafios científicos e tecnológicos e oferecer soluções inovadoras para os problemas em torno da Internet do Futuro e das Cidades Inteligentes, o instituto aqui proposto irá desenvolver pesquisa científica e tecnológica e atividades de ensino, difusão, colaboração internacional e extensão abrangendo as diferentes camadas que compõem a Internet, colaborando com o desenvolvimento da Internet do Futuro e contribuindo com a concretização das cidades inteligentes, com especial foco em problemas de mobilidade urbana das cidades brasileiras. A pesquisa irá abordar a infraestrutura básica, middleware e serviços e aplicações da Internet do Futuro e será dividida em três linhas de pesquisa fundamentais: (1) Redes e Computação Distribuída de Alto Desempenho (2) Engenharia de Software para Internet do Futuro e (3) Análise e Modelagem Matemática para Internet do Futuro e Cidades Inteligentes. Os resultados científicos e tecnológicos do INCT serão validados por meio de aplicações em Cidades Inteligentes: haverá uma aplicação de referência principal no contexto de mobilidade urbana e transportes enquanto que três outras aplicações mais simples (nas áreas de acessibilidade, saúde e artes) auxiliarão na generalização dos resultados. A pesquisa será conduzida por um time de cientistas de alto nível de 12 instituições brasileiras da academia, indústria e governo que já tem histórico de colaborações de sucesso e possuem as habilidades necessárias para a produção de conhecimento com grande potencial de impacto na ciência e na sociedade. O INCT irá gerar software livre inovador, que poderá ser utilizado por governos, empresas e pesquisadores, publicações em veículos de primeira linha, recursos humanos de alto nível, colaborações científicas internacionais, educação universitária e treinamento de pessoal de empresas e governo, divulgação científica para a sociedade em geral e transferência de tecnologia, tanto para grandes empresas quanto para startups.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 25/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Fábio Lameiro Rodrigues

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • avaliação de impactos da pesca artesanal do camarão-rosa penaeus paulensis (pérez farfante, 1967) com o petrecho berimbau, no complexo estuarino-lagunar tramandaí-armazém (rs)
  • Os estuários são tradicionalmente utilizados por atividades pesqueiras extrativistas, que quando praticadas de forma sustentável, garantem a subsistência e segurança alimentar de muitas famílias. A pesca do camarão-rosa é a atividade mais representativa nas lagunas Tramandaí-Armazém/RS, envolvendo cerca de 50 pescadores artesanais, que utilizam aviãozinho, tarrafa e berimbau para a captura do crustáceo. A legislação atual para a pesca dos camarões nos estuários do RS não permite o uso de petrechos arrastados de forma manual ou por embarcações, como é o caso do berimbau. No entanto, tal arte é amplamente utilizada nos estuários do RS e sendo permitida no norte de SC, PR e SP, onde existem leis específicas para o seu uso. A proibição desta arte de pesca artesanal, está no fato de ser arrastada, o que causaria impactos no ecossistema semelhantes aos causados pelo arrasto de fundo. Porém, sabemos que tal comparação não procede e que pescadores que utilizam o petrecho, relatam uma baixa captura de peixes juvenis como fauna acompanhante, e que por isso, causaria menos impacto ao ecossistema, se comparado com as outras modalidades de pesca, que capturam muitos peixes juvenis. O que talvez os pescadores não percebam, é que o berimbau pode causar um impacto ainda desconhecido nos pequenos organismos bentônicos e estrutura física do sedimento, qualidade da água e fluxo de matéria orgânica. Desta forma, qual seria o grau de impacto causado pela pesca artesanal com berimbau neste ecossistema estuarino? Para avaliarmos o impacto dos arrastos, faremos experimentos simulando operações de pesca, onde iremos monitorar o comportamento da biota e a qualidade da água, do sedimento e da matéria orgânica. Espera-se que além de afetar a biodiversidade, os arrastos aumentem os fluxos de carbono para a coluna d’água, afetando a qualidade e a biodisponibilidade do carbono orgânico para os consumidores, alterando diretamente o estado energético e trófico das áreas rasas estuarinas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Fabio Lanza

Ciências Humanas

Sociologia
  • os documentos inéditos dos arquivos do sni (paraná-br), do projeto opening the archives e da cia (eua)
  • A produção acadêmica das Ciências Humanas e Sociais a respeito da ditadura militar (1964-1985) no Brasil, a partir dos arquivos do SNI (Brasil-PR), do projeto "Opening the Archives" e dos documentos desclassificados da CIA (EUA), é restrita devido ao recorte temporal em que as respectivas fontes se tornaram públicas no século XXI. Sendo uma urgente demanda epistemológica, o objetivo desta proposta consiste em analisar e compreender como os agentes de informação brasileiros e representantes estadunidenses vigiaram, investigaram e colaboraram com o silenciamento (repressão) das pessoas (civis e religiosas) que fizeram oposição à ditadura militar no estado do Paraná. Apesar da grande quantidade de documentos estadunidenses disponíveis em formato digital, o registro em inglês contribui para a baixa taxa de realização de pesquisas, demandando assim uma sistematização temática dos documentos que possa fomentar e subsidiar novas análises e investigações. A principal metodologia de pesquisa é a investigação documental, que contará com apoio de pesquisadores especialistas de instituições nacionais e internacionais. Parte-se da hipótese de que os agentes nacionais e internacionais atuavam sob a matriz ideológica vinculada aos interesses norte-americanos na América Latina, disseminavam e colaboravam com a Doutrina de Segurança Nacional em favor da manutenção das estruturas sócio-históricas brasileiras. Os resultados da pesquisa permitirão a produção/curadoria de Exposições Itinerantes (audiovisuais) em locais públicos e coletivos, alcançando a comunidade externa e o meio acadêmico; organização e sistematização de Repositórios Temáticos digitais abertos, disponibilizados pelo Núcleo de Documentação e Pesquisa Histórica/UEL para estimular futuras pesquisas, disseminação de trabalhos científicos em eventos e em periódicos (nacionais e internacionais) e organização de Ebook com todos os trabalhos desenvolvidos e as novas metodologias de pesquisa digitais aberta entre Brasil e EUA.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Fábio Lera Orsatti

Ciências da Saúde

Educação Física
  • hsp27 plasmática induzida pelo exercício e seus efeitos imunomoduladores e sinalização intracelular em monócitos de mulheres na pré e pós-menopausa
  • A aterosclerose é uma doença cardiovascular inflamatória crônica. A proteína de choque térmico 27kDa (HSP27 ou HSPB1) plasmática, ateroprotetora e anti-inflamatória, é um biomarcador e uma nova terapia para a aterosclerose e outros distúrbios inflamatórios. Sendo a liberação de HSP27 facilitada pelo estrogênio (via ER-b), esta é implicada no paradoxo de que as mulheres estão protegidas contra aterosclerose até a menopausa. Embora o exercício físico exerça efeito anti-inflamatório, o mecanismo pelo qual isto acontece é incerto. O exercício aumenta transitoriamente as concentrações de HSP27 muscular, plasmática e na superfície de monócitos (MO). Como já identificados receptores e mecanismos de liberação de HSP27 da célula, abre-se a possibilidade do aumento da HSP27 na superfície de MO ser de origem extracelular. Enquanto a secreção de pequenas moléculas ("exercinas") e seus efeitos subsequentes em diferentes tecidos são evidentes, os efeitos na resposta imune é atualmente desconhecido, com poucos mecanismos moleculares identificados. Nossa hipótese é que o aumento da HSP27 plasmática induzido pelo exercício resistido e pelo exercício intervalado de alta intensidade (EIAI) exercerão efeitos imunomoduladores em subpopulações de MO, tanto em mulheres pré como pós-menopausadas. Estudos in vitro revelaram efeito imunomodulador de HSP27 em subpopulações de MO, aumentado citocinas anti- e reduzindo pró-inflamatória. Para tanto, coletas de sangue serão realizadas em pré (n=24) e pós-menopausadas (n=24) antes e após (0h, 1h, 2h, 12h e 24h) dois protocolos de exercícios (resistido e EIAI) intercalados por 15 dias. No plasma, serão analisados HSP27, citocinas e hormônios (relacionados ao trânsito de MO). Os MO serão isolados e avaliados quanto à fenotipagem e expressão de receptores toll-like (TLR3 e TLR4), ER-b, HSP27, citocinas, vias de sinalização do TLR4 (MyD88/NfkB–pró-inflamatório) e TLR3(TRAM/TRAF3–anti-inflamatório).
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 20/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Fábio Lotti Oliva

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • análise dos riscos associados à gestão do conhecimento disperso na inovação aberta
  • A estratégia organizacional é cada vez mais dependente de sua própria estratégia de inovação que deve responder às demandas de um ambiente de negócios em constante transformação. Nesse contexto, a inovação aberta configura um dos tipos de arranjos interorganizacionais mais aplicados no âmbito da inovação. Nesse sentido, as relações entre agentes envolvidos nos arranjos interorganizacionais são as principais fontes de riscos na gestão do conhecimento disperso. A pesquisa consiste no estudo sobre os riscos associados à gestão do conhecimento disperso nos arranjos interorganizacionais para inovação. Os objetivos específicos desta pesquisa são: • Identificar os riscos associados à gestão do conhecimento disperso na inovação aberta; • Analisar os riscos associados à gestão do conhecimento disperso na inovação aberta; • Propor e aprimorar um modelo de análise dos riscos associados à gestão do conhecimento em inovação aberta. O desenho metodológico consiste na revisão sistemática da literatura, revisão teórica, entrevistas com especialistas e elaboração de estudos de caso. A revisão sistemática da literatura considerará os conceitos que fazem a conexão entre gestão do conhecimento, arranjos interorganizacionais para inovação e riscos. A revisão teórica sobre inovação aberta, particularmente nos contextos da gestão do conhecimento disperso, agentes, relações e riscos. Pretende-se desenvolver um modelo de análise dos riscos associados à gestão do conhecimento em inovação aberta que deve ser validado por especialistas. Em posse dele, pretende-se aplicar o modelo proposto por meio de estudos de caso em grandes empresas. Desta maneira, espera-se propor e aprimorar um modelo de análise dos riscos associados à gestão do conhecimento em inovação aberta, objetivando a publicação em revistas internacionais de relevante impacto, publicação de estudos de caso, publicação em revistas de negócio e proposição e coordenação de nova special issue em top journal.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 30/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Fabio Luis Zabotto

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • interação multiferroica e magnetoelétrica sistematizada pelas conectividades, tamanhos e composições
  • O desempenho de novos dispositivos depende intimamente das propriedades físicas apresentadas por seus materiais, sendo esta a chave para a proposição de novas tecnologias. Entre diversas propriedades físicas existentes, as propriedades ferroicas, caracterizada por dois estados de orientação chaveáveis sob ação de forças externas, se tornaram alvo de investigação pelas suas versatilidades de aplicações em diversas áreas. O controle do chaveamento em sistemas ferroicos e/ou multiferroico (interação cruzada entre diferentes ordens ferroicas) não está vinculado somente às propriedades intrínsecas dos materiais, mas é também pautada nas influências dos campos externos sobre a estrutura cristalina e propriedades mesoscópicas desses materiais. Em adição, a natureza do acoplamento multiferroico pode ser modificada por efeitos de interface. O controle do ordenamento multiferroico é explorado em diversos trabalhos, porém existem explicações distintas para sua correlação com estrutura e interface. Respostas a estes questionamentos poderão ser alcançadas pela investigação sistematizada das propriedades estruturais e de ordenamento ferroico e multiferroico pela aplicação de campos externos para sistemas magnetoelétricos compósitos cerâmica-cerâmica e compósitos magnetoelétricos polímero-cerâmica. A escolha dessas classes de materiais possibilita a existência de diferentes tipos de interação entre fases e ordens ferroicas, incluindo possíveis interação interfaciais com ou sem mediação mecânica. Este cenário facilitará o entendimento sobre a correta correlação entre acoplamento multiferroico e estrutura cristalina, assim como, possíveis mudança na natureza do acoplamento multiferroico para diferentes tamanhos/dimensionalidade/composição, o que agregará a este tema contribuições para um melhor conhecimento das interações multiferroicas, consolidando experiência nesta estratégica área de pesquisa e agregando conhecimento científico e tecnológico no Brasil.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Fábio Luiz Melquiades

Engenharias

Engenharia Nuclear
  • sensores espectrométricos para avaliação de atributos de fertilidade e erosão em solos agrícolas
  • A manutenção da fertilidade do solo é fundamental para a produtividade de uma área de plantio. Práticas de manejo com base no histórico de erosão e a agricultura de precisão como uma abordagem para dosagem variável de fertilizantes são essenciais para o sistema de produção agrícola. A erosão de solo é um problema constante nas áreas de cultivo intensivo no Brasil. A erosão de sulcos micro e macro são de fácil identificação. Porém, há um tipo de erosão muito prejudicial à fertilidade do solo, que não é considerada pelos produtores, que é o processo de erosão superficial, imperceptível a olho nu. A caracterização espacial e temporal da fertilidade do solo exige uma alta densidade de amostragem e análise. Atualmente, isso gera altos custos e um longo tempo de análise. O uso de sensores de solo proximais baseados em métodos espectrométricos são uma tendência para oferecer alternativas práticas para análise de solo. Este projeto visa: i) Otimizar a análise dos atributos de fertilidade de solos agrícolas utilizando sensores espectrométricos e estatística multivariada (espectrometria gama, espectrometria de raios X, espectrometria NIR e FTIR e Colorimetria). Aprofundar o entendimento das variáveis que contribuem para a robustez dos modelos de previsão para um único sensor ou através da fusão de dados; ii) Constituir um banco de dados das diferentes faixas do espectro eletromagnético para solos agrícolas do Estado do Paraná; iii) Monitorar os processos erosivos através da quantificação de Césio-137 (histórico erosivo do solo) e Berílio-7 (erosão superficial anual); iv) Determinar a composição de radionuclídeos e elementar para avaliar a redistribuição de solo em megaparcelas. Serão analisadas uma grande quantidade de amostras de 3 áreas de cultivo, ao longo de 3 anos. Estudos preliminares da composição de solo com análise de componentes principais mostram que pontos com características erosivas se agrupam diferentemente de pontos sem deposição de solo.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 20/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Fábio Nelson Gava

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • miocardite: contribuição da análise de deformação segmentar miocárdica em situações experimentais e clínicas
  • A miocardite é definida como uma doença inflamatória do miocárdio, causada por agentes infecciosos ou não infecciosos, com abordagem diagnóstica ainda desafiadora. Apresenta altos índices de mortalidade em seres humanos e animais, uma vez que gera graves consequências como arritmias e baixo débito cardíaco. Devido à grande incidência de miocardite em pacientes acometidos com SARS-Cov-2 durante a pandemia de Covid-19 e a limitação diagnóstica enfrentada, constatou-se a necessidade de mais estudos, como demonstrado na publicação da Nature Reviews- Cardiology (2021), a qual aponta lacunas ainda existentes e direcionamentos para investigações científicas futuras. Esta proposta pretende contribuir para a abordagem diagnóstica da miocardite, utilizando a análise da deformação segmentar miocárdica (Strain) por meio da tecnologia ecocardiográfica Speckle tracking bidimensional (2D-STE) em um estudo laboratorial (ratos) e dois estudos clínicos (cães, multicêntrico). Sabendo-se que a miocardite gera diminuição de contratilidade e que os índices ecocardiográficos de função sistólica global utilizados atualmente podem se alterar apenas tardiamente, a hipótese a ser investigada é: a análise da deformação segmentar miocárdica (Strain) pode auxiliar no diagnóstico precoce da miocardite? O uso do 2D-STE mostrou-se eficaz em demonstrar alteração de deformação em modelo experimental de infarto do miocárdio em ratos, em pesquisa com participação do nosso grupo (Gava et al., 2021) e também em pacientes com doença coronariana aguda (Eslami et al., 2021). Para avaliar a contribuição dessa tecnologia na abordagem diagnóstica da miocardite, será utilizado o 2D-STE para análise da deformação em três estudos: 1) sepse experimental induzida em ratos antes e durante o tratamento com angiotensina- (1-7); 2) cães naturalmente infectados com Leptospira spp antes e após o tratamento; 3) cães naturalmente infectados com Parvovirus canino antes e após tratamento com transplante de microbiota fecal.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Fabio Ramos Alves

Ciências Agrárias

Agronomia
  • caracterização da interação entre melodogyne spp. e fusarium spp. em coffea canephora e análise morfológica, fisiológica, nutricional e da resistência genética de clones de c. canephora var. centenária parasitados por meloidogyne spp
  • Apesar do Estado do Espirito Santo (ES) ser o maior produtor de café conilon do Brasil, doenças causadas por Meloidogyne spp. e Fusarium spp. tem reduzido a sua produtividade. Objetiva-se com este estudo i) caracterizar a interação entre M. incognita e M. paranaensis e Fusarium solani em clones comerciais de C. canephora cultivados no ES e ii) avaliar a morfologia, fisiologia, nutrição e a resistência genética de clones de C. canephora var. Centenária parasitados por M. incognita ou M. Paranaensis. O primeiro experimento será conduzido em DIC em esquema fatorial 2 x 2 (2 clones: LB1 da variedade clonal Jequitibá: padrão de suscetibilidade a F. solani e Meloidogyne spp. e clone 14 variedade clonal Vitoria Incaper 8142: padrão de resistência aos patógenos) com 9 repetições. Cada parcela experimental será constituída por um vaso de 25 L contendo uma planta. O experimento será repetido uma vez. As plantas serão monitoradas semanalmente para a observação do surgimento de sintomas característicos da fusariose. Serão realizadas mensalmente avaliações morfológicas, fisiológicas e nutricionais dos clones até os 180 dias após a instalação do experimento. O segundo experimento será conduzido em DIC, em esquema fatorial 9 (clones de C. canephora var. Centenária) x 2 (espécies de nematoide de galhas, M. incognita ou M. paranaensis) x 2 níveis de inóculo dos nematoides (0 ou 10.000 indivíduos/planta) com 9 repetições. Cada parcela experimental será constituída por um recipiente de 25 litros contendo uma muda de cafeeiro. O experimento será repetido uma vez. Os clones V1 e V6 da variedade Vitória Incaper 8142 serão utilizados como tratamentos adicionais (padrão de suscetibilidade e resistência, respectivamente). Mensalmente serão realizadas avaliações morfológicas, fisiológicas, nutricionais e de resistência genética dos clones testados até os 180 dias após instalação do experimento.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Fábio Rizental Coutinho

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • aparato para monitoramento de canais fluviais utilizando uma aeronave anfíbia remotamente pilotada
  • Os recursos hídricos são afetados com o lançamento de efluentes industriais e domésticos, comprometendo a fauna aquática e a qualidade da água. O assoreamento dos rios pode resultar na escassez de água para uso urbano e rural, em enchentes mais intensas, em dificuldades no uso do curso d’agua para navegação e no impacto sobre o ecossistema do rio ou lago ocasionado pela baixa oxigenação do corpo aquoso. A medição do perfil espacial da velocidade da água ao longo da profundidade de um canal fluvial permite obter várias informações sobre o canal, como por exemplo, a vazão ou descarga do canal fluvial, a profundidade do leito do rio, a tensão de cisalhamento no leito, a concentração e distribuição de sedimentos com a profundidade, dentre outros parâmetros. Se essa medição for realizada periodicamente e em vários locais do canal, é possível aplicar técnicas de análise de dados para prever o comportamento do canal fluvial e assim prevenir enchentes, poluição, assoreamento, dentre outros problemas associados. Os principais problemas de aplicação desse medidor em canais fluviais é obter dados periódicos e de vários locais do rio de maneira eficiente e econômica. A presente proposta visa desenvolver um medidor ultrassônico de perfil de velocidade ou UVP (Ultrasonic Velocity Profiler), miniaturizado, para ser embarcado em uma aeronave anfíbia remotamente pilotada ou uma RPA (Remotely-Piloted Aircraft) anfíbia. O projeto e desenvolvimento de uma carcaça anfíbia para um RPA também é objeto deste projeto. Desta forma a aeronave pode facilmente percorrer distâncias de alguns quilômetros até o trecho do rio que se pretende realizar as medições. Ela também permite realizar diversas viagens de monitoração num mesmo dia, permitindo obter uma grande quantidade de dados para gerar uma série temporal de medição. Sendo uma aeronave anfíbia, ela pode flutuar no rio e percorrer uma grande distância dentro do canal fluvial realizando diversas medições em vários pontos do canal.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 17/08/2022-31/08/2025
Foto de perfil

Fabio Roberto Passador

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • nanocompósito híbrido de alto desempenho
  • O desenvolvimento de materiais comerciais a base de grafeno é essencial para estimular o desenvolvimento da produção e consumo desse material no Brasil gerando uma demanda interna pelo material. As indústrias de eletrônicos, defesa, automobilística e aeroespacial serão um dos potenciais consumidores desses materiais levando-se em conta a relação custo-benefício inicial desses materiais. A nacionalização desses produtos é um alicerce para a consolidação dessa tecnologia no Brasil. Este projeto propõe o desenvolvimento de materiais com excelentes propriedades mecânicas, térmicas e eletromagnéticas que atendam as indústrias de produção de bens de consumo, principalmente relacionadas as carcaças de componentes eletrônicos, e também para aplicações aeroespaciais e de defesa. O produto a ser comercializado trata-se de grânulos que atendam as propriedades para essas aplicações e filamentos para impressão 3D.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 27/09/2021-31/03/2023
Foto de perfil

Fabio Roland Ferreira da Silva

Ciências Biológicas

Ecologia
  • lagos artificiais: efeitos ecológicos na regulação do clima e na produção de alimentos
  • Desde os tempos mais remotos, lagos artificiais são construídos para usos diversos - potabilidade, agricultura, geração de energia, aquicultura, recreação entre outros. O cenário climático e o ciclo da água, globalmente, vem sofrendo profundas alterações derivadas de modificações antrópicas. Tais interferências humanas convergem para um dos maiores desafios contemporâneos para o desenvolvimento humano: quais são as implicações ecológicas de lagos construídos na regulação do clima e produção de alimentos. No Brasil, o país com a maior disponibilidade de água doce do mundo, as intervenções na paisagem (seja por mudança no regime físico de ecossistemas aquáticos seja pelo uso da terra) e a pressão urbana vem incrementando a insegurança hídrica. O Brasil já exibe quase 1/4 dos recursos hídricos dispostos em águas superficiais composto por lagos artificiais; mapear esses dados e avaliar os efeitos ecológicos será de grande valia para o inventário nacional de mudanças climáticas. Este projeto tem como missão ampliar uma rede de pesquisadores que estuda lagos artificiais no Brasil. A rede é fundamentada na cooperação da UFJF com instituições nos EUA e na Europa; a ideia é ampliar nacionalmente. As metas do projeto são: (1) realizar um amplo programa amostral em lagos artificiais localizados em um grande espectro espacial no Brasil, de modo a estudar os estoques e processos de ciclagem de nutrientes, com foco inicial na qualidade da água e emissão de gases do efeito estufa; (2) experimentalmente, avaliar parâmetros ecológicos controladores da produção aquícola em lagos artificiais, (3) localizar e mapear de lagos artificiais, principalmente de pequeno porte, no Brasil e (4) estudar efeito da sustentabilidade hídrica de lagos artificiais. As instituições envolvidas dispõe de toda infraestrutura necessária, incluindo áreas de experimentações, viveiros de peixes e laboratórios de análises e processamento de dados. O projeto terá um robusto plano de divulgação científica.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 15/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Fábio Soares de Oliveira

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • as pérolas de darwin: biogeoquímica, mineralogia, ciclagem e importância ambiental dos fosfatos do arquipélago de são pedro e são paulo, atlântico norte.
  • As ilhas oceânicas são ambientes extremamente favoráveis à interação entre a atividade da avifauna e os substratos geológicos. Essa interação pode gerar feições e produtos conhecidos como ornitogênicos, muito ricos em fósforo, como crostas, eflorescências, solos, guano etc. O estudo destes materiais é fundamental para estimar as reservas de fósforo nas ilhas e para compreender como ocorre o ciclo local deste elemento, que é fundamental para a vida no planeta e um dos responsáveis pela produtividade marinha das áreas do entorno. O Arquipélago de São Pedro e São Paulo se destaca como uma área em que a ornitogênese é muito antiga e intensa, tendo diversas feições associadas a ela. Esses materiais despertaram a atenção de Darwin, o primeiro a citá-los, e que destacou sua importância e beleza, fazendo referência ao brilho perolado que possuem. Este projeto visa aprofundar o estudo destes materiais, compreender de maneira ampla como ocorre a ornitogênese no ASPSP. Para isso, utilizará procedimentos metodológicos variados, interdisciplinares, incluindo coletas de rochas, solos, sedimentos e água, e realizando análises físicas, químicas, mineralógicas, biológicas, isotópicas e datações. Esses procedimentos convergem para atender aos seguintes objetivos: i - aprofundar o estudo morfológico (macro e micro), geoquímico e mineralógico dos produtos da ornitogênese no ASPSP; ii - modelar o ciclo biogeoquímico do fosforo no local; iii - compreender as interações entre o guano e o singular substrato geológico do ASPSP e iv - realizar um estudo geomicrobiológico nas feições e produtos da ornitogênese do ASPSP. Espera-se que os resultados contribuam com o entendimento de como o fosforo se comporta em sistemas naturais, do seu papel na conservação dos ecossistemas insulares, na melhoria do seu manejo na agricultura e para o avanço do conhecimento da mineralogia de fosfatos.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 01/01/2020-31/10/2022
Foto de perfil

Fabio Toshio Kanizawa

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • desenvolvimento de sistemas para geração de energia distribuída através de ciclos rankine orgânicos combinados com armazenamento térmico em pcm
  • Este projeto de pesquisa foca no desenvolvimento de sistemas de geração de energia distribuída utilizando ciclos Rankine orgânicos (ORC) e reservatórios de energia térmica com materiais de mudança de fase (PCM). O aproveitamento de energia solar para geração de energia elétrica tem aumentado progressivamente, empregando células fotovoltaicas, tal como coletores solares integrados com ORCs. Devido à variação da energia solar incidente ao longo do dia, torna-se necessário o uso de reservatórios de energia para mitigar flutuações na capacidade de geração de energia elétrica, bem como atender a períodos de maior demanda. Dentre as alternativas de armazenamento energético, reservatórios térmicos baseados em PCMs apresentam vantagens relacionadas à elevada capacidade de armazenamento por volume, e reduzida variação de temperatura durante processos de carga e descarga. Será feita uma investigação experimental e teórica de sistemas ORC e de reservatórios baseados em PCM operando com coletores solares. A etapa experimental consistirá no dimensionamento e construção do aparato para determinação de parâmetros de transferência de calor durante processos de ebulição e convecção em condições operacionais típicas para ORC, e de carga e descarga para o reservatório térmico. Com base nos resultados, um protótipo de reservatório térmico em escala será construído para avaliação de desempenho, operando em conjunto com circuito ORC. Ademais, pretende-se realizar a modelagem teórica e simulações numéricas dos processos envolvidos e validação com os resultados experimentais. Desta forma, pode-se modelar sistemas completos para geração de energia elétrica baseados em ORC, visando estimar a geração de energia em condições transientes. Por fim, pretende-se analisar a utilização de tecnologias de desumidificação dessecante para aproveitar a energia rejeitada de ORCs para redução do consumo de energia elétrica em sistemas de refrigeração, melhorando assim a eficiência energética combinada.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025