Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Silvia Pereira de Castro Casa Nova

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • empreendedorismo promovendo mudança social, cultura e desenvolvimento econômico
  • Apesar de sua importância, relativamente poucos trabalhos de pesquisa têm se dedicado a examinar a realidade das micro e pequenas empresas (MPE) e propor soluções para seus problemas. Seus problemas são específicos e diferentes dos problemas e desafios das empresas de grande porte (Bortoli Neto, 1980) e a deficiência gerencial administrativa pode ser um fator relevante na continuidade e sucesso desses empreendimentos (Casa Nova, 1996). Adicionalmente, o processo de gestão das MPEs poderia ser “apoiado e facilitado pelas informações geradas pela contabilidade” apesar de que “comumente, as informações fornecidas pelos escritórios [de contabilidade] distanciam-se daquelas demandadas pelos usuários” e que poderiam efetivamente apoiar as decisões relativas ao negócio (Silva, 2015). Esse quadro se acentua se considerarmos o caso de empreendedores não tradicionais (Aylward, 2007) e de mulheres empreendedoras que ocupam um importante papel no crescimento de suas economias, especialmente em casos em que um alto potencial esteja presente, ou seja, de mulheres que liderem negócios que sejam inovadores, atendam um mercado em expansão e seja orientados à exportação (Terjesen e Amorós, 2010). Empreendedores são influenciados pelas condições de negócios do ambiente em que se encontram, sendo o ecossistema de suporte ao empreendedorismo essencial para o incentivo à criação e o apoio à evolução de micro e pequenas empresas. Diferentes países contam com ecossistemas diferenciados (Global Entrepreneurship Monitor). Os empreendedores são influenciados por um ambiente de negócios instável, que é altamente regulado e burocrático nas etapas críticas de gestão de um negócio, desde o estágio inicial até o final. Ahl (2006) descreveu que algumas das instituições formais e condições culturais adicionam barreiras para mulheres quando iniciam ou expandem seus negócios. Portanto, em sociedades que não prevaleçam incentivos para mulheres como modelos de liderança, o desenvolvimento de mulheres de alto potencial é limitado. A proposta de pesquisa é estudar como empreendedores identificam e desenvolvem oportunidades que se tornam negócios nascentes, com base no modelo teórico proposto por Ardichvili et al. (2003) e, para explorarmos na continuidade do projeto, se há e quais são as diferenças entre empreendedores homens e mulheres em negócios tradicionais e não tradicionais. E por fim, como a contabilidade pode apoiar a criação, a implementação e a gestão de empreendimentos. Buscaremos entender como os fatores propostos nesse modelo teórico se aplicam à realidade por meio do estudo de casos exemplares. Aylward (2007) define o termo tradicional levando em consideração setores em que as mulheres têm presença preponderante no início dos negócios, como por exemplo, serviços, varejo e relacionados ao cuidado (caring). Por outro lado, mulheres empreendedoras não têm sido encontradas por exemplo em setores como o de alta tecnologia. Esse seria, portanto, exemplo de um negócio não tradicional para mulheres (p. 3-4). Aplicamos a lógica reversa para empreendedores homens, ou seja, setores com prevalência feminina são considerados não tradicionais para eles. Desse modo, a definição de negócio não tradicional nessa pesquisa, leva em consideração um recorte de gênero. Acrescentaremos à definição de negócios não tradicionais os negócios sociais e culturais que, por fazerem parte de uma realidade recente, ainda não apresentam evidências que permitam afirmar se são tradicionalmente masculinos ou femininos. Assim, foram incluídos na pesquisa como não-tradicionais independentemente de gênero. Por fim, tendo em vista que o ecossistema de apoio ao empreendedorismo pode ter um peso essencial no sucesso do negócio, propôs-se um estudo comparativo entre Brasil, Portugal e Estados Unidos, países que estão em estágios bastantes distintos em relação a esse ecossistema.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021