Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sylmara Lopes Francelino Gonçalves Dias

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • participação social e planejamento: metodologia para elaboração, implementação e monitoramento dos planos municipais de gestão integrada de resíduos sólidos
  • O Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PMGIRS) é um instrumento instituído pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) em 2010. De acordo com a PNRS, entre outros elementos, os Planos devem garantir “... ampla publicidade ao conteúdo dos planos [...] bem como controle social em sua formulação, implementação e operacionalização”. Contudo, em muitos municípios a participação social na elaboração dos Planos é baixa, mesmo com esforços das administrações em promover processos participativos, o que impacta negativamente a cobertura da coleta seletiva. O problema aqui abordado será a baixa efetividade de processos de participação da sociedade civil (consultiva/deliberativa) na formulação, implementação e monitoramento de políticas municipais de gestão de resíduos sólidos. Neste contexto, a questão central é: Como garantir que a participação social seja potencializada na elaboração, implementação e monitoramento dos PMGIRSs? A hipótese de trabalho é que a participação pode ser potencializada a partir de uma melhor compreensão da sua lógica de funcionamento e dos instrumentos mais utilizados.Para responder aos desafios desta pesquisa, serão sistematizadas bibliografias teóricas e estudos de caso sobre participação social (teorias da democracia deliberativa) e formulação/implementação de programas de coleta seletiva. Também serão realizadas pesquisas de campo, visando elaborar um diagnóstico e prognóstico da participação social em um caso piloto de revisão do PMGIRS de Ribeirão Pires - SP. Espera-se que os resultados do projeto propiciem o desenvolvimento de uma “Metodologia para ampliação da participação social no planejamento, implementação e monitoramento do PMGIRS”. Descobertas teóricas, empíricas e metodológicas poderão ser replicadas em outros municípios e em outros tipos de serviços públicos.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Taciane Finatto

Ciências Agrárias

Agronomia
  • análise do transcritoma de arracacia xanthorrhiza bancroft em resposta ao estresse por calor
  • A mandioquinha salsa (Arracacia xanthorrhiza Bancroft) é uma espécie da família Apiaceae cujas raízes apresentam grande interesse econômico e qualidade nutricional. Exige clima ameno (temperatura média anual entre 15 e 18 °C) e baixa amplitude térmica durante o seu ciclo (cerca de 8 meses até a colheita). Os padrões de aumento de temperatura diante das mudanças climáticas e oscilações nas temperaturas podem acarretar a redução da produção, inviabilizando o cultivo. O fenótipo evidencia que algumas cultivares são tolerantes ao calor, porém são desconhecidos seus mecanismos moleculares. Para este tipo de estudo é necessário que as sequências de transcritos estejam disponíveis, porém A. xanthorrhiza não apresenta genoma completo sequenciado, apenas as sequências do genoma do cloroplasto, inviabilizando o estudo. Nestre trabalho propomos analisar o transcritoma de duas cultivares de A. xanthorrhiza (uma sensível e outra tolerante ao calor) sob diferentes temperaturas usando sequenciamento de RNA (RNA-Seq), obtendo assim, informações sobre quais genes são diferencialmente expressos entre as cultivares e entre as diferentes temperaturas. A hipótese é plausível pois será realizada a montagem de novo do genoma, método utilizado em espécies que não apresentam genoma de referência sequenciado. As cultivares serão expostas às temperaturas de 18 e 32 °C, por 14 dias, totalizando 4 tratamentos e três repetições. O RNA será extraído e serão construídas bibliotecas de cDNA, e em seguida sequenciadas. Será realizada a montagem de novo do transcritoma, identificados os genes diferencialmente expressos, anotada a ontologia gênica (GO), identificadas as rotas metabólicas (KEGG) e as vias de sinalização acionadas em cada cultivar em resposta ao calor. As sequências de RNA obtidas serão depositadas no banco de dados de acesso público NCBI/SRA. Espera-se identificar expressão diferencial em genes do sistema de enzimas antioxidantes, fitormônios e fatores de transcrição.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 26/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Tacio Vinicio Amorim Fernandes

Ciências da Saúde

Farmácia
  • identificação in silico de novos inibidores da bcr-abl1 para a luta contra a leucemia mieloide crônica
  • A leucemia mieloide crônica (LMC) é uma neoplasia mieloproliferativa e foi a primeira doença neoplásica associada a uma anomalia genotípica bem definida – presença do cromossomo Filadélfia. A descoberta do gene de fusão breakpoint cluster region (BCR) – Abelson Murine Leukemia (ABL) revolucionou o tratamento de pacientes com LMC, permitindo o desenvolvimento de fármacos direcionados que inibem a atividade da tirosina cinase da oncoproteína BCR-ABL1. Inibidores de Tirosina Cinase (ITCs) são a terapia padrão para LMC e aumentam muito as taxas de sobrevida, apesar dos efeitos adversos. As opções de terapia disponíveis não são totalmente eficazes em reduzir a ameaça da doença em todos os pacientes, principalmente aqueles com a mutação T315I. Este projeto visa propor e sintetizar novos ITCs, que atuem na BCR-ABL1. Ferramentas in silico serão empregadas para construção de Modelos Farmacofóricos (MFs) individuais e consenso baseados tanto nas características do ligante, quanto do receptor e do complexo. Com auxílio destes modelos, ensaios de Triagem Virtual baseada em MFs serão aplicados para a filtragem de compostos de diversas bases de dados. Propriedades farmacocinéticas e toxicológicas serão preditas para todas moléculas selecionadas. Aquelas com características promissoras serão utilizadas como entradas para uma estratégia de consensus docking utilizando múltiplas conformações da BCR-ABL1 selvagem e mutante (ensemble docking). Os complexos melhores classificados serão submetidos a simulações por Dinâmica Molecular para refinamento e extração da energia de ligação pelos métodos de MMPB/GBSA. Os resultados ajudarão especialistas a identificar regiões para um processo racional de modificação molecular com objetivo de desenvolver potenciais fármacos com maior potência, seletividade e segurança contra a BCR-ABL1.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 14/07/2022-31/07/2024
Foto de perfil

Tadayuki Yanagi Junior

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • desenvolvimento de um detector de estresse térmico portátil aplicado à galinhas poedeiras
  • As adversidades climáticas afetam mundialmente a produção de ovos, prejudicando o bem-estar de galinhas poedeiras e, consequentemente, a produtividade, produção e qualidade dos ovos. Os sinais de estresse térmico podem ser detectados com precisão por meio das respostas fisiológicas das galinhas, como a temperatura cloacal e frequência respiratória. Porém, essas variáveis são difíceis de mensurar em aviários comerciais, além de causar estresse nas aves. Desta forma, a detecção do estresse térmico, de forma pontual ou espacial, em aviários comerciais é imperativa para auxiliar na tomada de decisões visando mitigar ou eliminar os seus efeitos deletérios. Sistemas computacionais embarcados (software + hardware) podem ser aplicados neste tipo de detecção, podendo englobar a inteligência artificial e dispositivos eletrônicos de baixo custo. Neste contexto, objetiva-se com a presente pesquisa, o desenvolvimento de um detector de estresse térmico portátil aplicado à galinhas poedeiras. Para tanto, um sistema computacional baseado em inteligência artificial será desenvolvido e embarcado em um dispositivo eletrônico. A escolha da inteligência artificial deve-se ao fato desta metodologia resultar em menores erros de predição, tornado a classificação do conforto térmico das aves mais realística. O desenvolvimento do sistema computacional será baseado em dados experimentais obtidos em pesquisas coordenadas pelo proponente. Em termos de hardware, poder-se-á usar o Arduino, RaspBerry Pi ou similar, por apresentarem baixo custo e capacidade de processamento adequada.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 31/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Tadeu Luis Tiecher

Outra

Divulgação Científica
  • xi mostra científica do ifrs campus restinga
  • A XI Mostra Científica do IFRS Campus Restinga é um evento realizado anualmente pelo Campus Restinga do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), localizado no município de Porto Alegre. É um evento de abrangência intermunicipal, destinado para oportunizar um espaço para exposição, apresentação e discussão de trabalhos, estudos e projetos elaborados por estudantes do IFRS e demais instituições de ensino, e por profissionais de diversas áreas, que tenham empreendido uma investigação sobre um fenômeno ou tema aplicando métodos e processos técnico-científicos. Este evento institucional ocorre desde o ano de 2011, estando em sua décima primeira edição. Neste ano a Mostra Científica estará em consonância com a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2022, e terá como tema principal o “Bicentenário da Independência: 200 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil”. As políticas de pesquisa da instituição buscam priorizar projetos vinculados aos objetivos do ensino e extensão, inspirados em proposições e demandas locais, regionais e nacionais, buscando o intercâmbio científico com instituições de pesquisa nacionais e internacionais e com princípios educativos e científicos. O principal objetivo deste evento é a divulgação de conhecimento técnico-científico, além da divulgação do Campus Restinga do IFRS como um pólo de ensino, pesquisa e extensão, estimulador do desenvolvimento de soluções técnicas e tecnológicas. Estima-se um público participante de 1500 a 2000 pessoas entre discentes, professores e membros da comunidade externa e mais de 20 instituições de ensino. Estão previstas ações como: apresentação oral de trabalhos científicos, exposição de trabalhos e projetos; oficinas sobre tecnologia e ciência; oficinas sobre inclusão; apresentações culturais e exposições; e estandes informativos.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 14/09/2022-31/03/2023