Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Nilzilene Gomes de Figueiredo

Ciências Humanas

Educação
  • v feira de ciências e tecnologias educacionais da mesorregião do baixo amazonas-pará (iv fecitba-pa)
  • A Feira de Ciências e Tecnologias Educacionais da Mesorregião do Baixo Amazonas-Pará (FECITBA) é um evento realizado pela Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA)desde 2018 em parceria com outras instituições do Pará. Nesta quinta edição traz a ideia de um evento híbrido, em função da situação de pandemia de Covid-19. O objetivo geral do projeto é promover ações com estudantes e professores do ensino fundamental, médio e técnico do Pará que incentivem e auxiliem a iniciação científica e tecnológica de crianças, jovens e adultos, em especial de escolas públicas da Mesorregião do baixo Amazonas, para melhoria do processo de ensino e aprendizagem, para estimular jovens talentosos a seguirem carreira técnico-científica e a docência nessas áreas, tendo a V FECITBA-PA como processo de culminância. Assim, é traçado um Plano de ação em municípios de abrangência da Feira para formarmos uma rede colaborativa a fim de estimular e capacitar professores e estudantes no desenvolvimento de projetos de investigação científica nas escolas, especialmente aqueles relacionados ao currículo escolar em articulação com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A FECITBA oferece possibilidades para que os trabalhos premiados sejam expostos em feiras nacionais e até internacionais. O evento com os trabalhos finalistas está previsto para ocorrer em outubro de 2022 e fará parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia deste ano. Durante a V FECITBA, além da exposição virtual gravada dos finalistas, os professores e estudantes de graduação e pós-graduação voltados à área de educação terão oportunidade de expor trabalhos como relato de experiência e exposição de materiais didáticos, além do ser realizado concurso de desenhos. As formações de professores para orientação de projetos ocorrerão em um ambiente virtual e presencialmente, quando necessário. A exposição de trabalhos será em ambiente virtual e programação será híbrida, ficando disponível no canal do Youtube para os participantes.
  • Universidade Federal do Oeste do Pará - PA - Brasil
  • 08/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Niro Higuchi

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • inct de madeiras da amazônia
  • Durante as várias reuniões dos INCTs, inúmeras vezes a frase “mais do mesmo” foi repetida para enfatizar que o objetivo do INCT seria algo a mais na vida do pesquisador. O grande desafio é combinar a qualidade do Lattes com transferência de conhecimento à sociedade, treinamento de pessoal fora da pós-graduação e fortalecimento de grupos emergentes. A questão de fundo desta proposta continua sendo o baixo rendimento das indústrias madeireiras da Amazônia. Atualmente, um rendimento de 30% é aceito como consenso para a região, ou seja, 70% de uma tora são desperdiçados. O baixo rendimento e o baixo valor da madeira em pé têm sido os principais gargalos para a consolidação do manejo florestal sustentável na região. A tecnologia da madeira deve desempenhar papel importante na superação deste gargalo. Nesta proposta, a premissa é: sem tecnologia da madeira será muito difícil viabilizar o manejo florestal sustentável e, sem manejo sustentável, mais difícil ainda será manter a cobertura florestal que abriga a biodiversidade da Amazônia. O principal objetivo desta proposta é o aumento do rendimento da tora. Para atingir este objetivo, os esforços serão concentrados na utilização de tecnologia e inovação relacionada com a madeira tropical e manejo florestal. Da mesma forma, estudos na fronteira do conhecimento serão necessários para consubstanciar as análises e melhor entender os resultados sobre, por exemplo, o ciclo de corte de uma floresta manejada. Estudos de ciclagem de nutrientes e emissões de compostos orgânicos voláteis (VOCs, em inglês) serão executados em florestas não perturbadas e perturbadas naturalmente (seca e chuva convectiva) e pelo homem (exploradas em diferentes escalas de volume explorado, espaço e de tempo). Os estudos de indicadores de qualidade do manejo florestal em florestas perturbadas naturalmente podem auxiliar na modelagem do comportamento da dinâmica florestal. No campo da inovação, novas tecnologias serão testadas na fabricação de peças de madeira tanto para a construção civil e na fabricação de casas, de móveis, instrumentos musicais e pequenos objetos de madeira. Será mantida a utilização de resíduos da serraria, de demolição e de madeira caída naturalmente na fabricação de ukulele, em escolas do ensino médio da região metropolitana de Manaus; nesta mesma linha, a viola caipira também será introduzida nesta proposta. Para o manejo florestal, além da pesquisa, um banco de dados de resultados de pesquisa e de estatísticas de produção será desenvolvido, assim como, algoritmos para a produção de mapas florestais. As coletas de campo serão concentradas na estação ZF2 do INPA, MIL Madeireira em Itacoatiara, áreas manejadas do Pró-rural em Manacapuru, área de concessão florestal da AMATA na Floresta Nacional do Jamari em Rondônia e na região de Cruzeiro do Sul no Acre. As análises químicas para os estudos de nutrientes serão realizadas no Centro de Energia Nuclear para a Agricultura (CENA) e no INPA e as de VOCs, no INPA. Será mantido o programa treinamento em todos os níveis. A base para este programa será a estação experimental do INPA, conhecida como ZF2, que está localizada a ~90 km a noroeste de Manaus com 23 km em uma vicinal não pavimentada. Alguns treinamentos na área de tecnologia serão oferecidos no laboratório de engenharia e artefatos de madeira do INPA. Estas duas bases serão utilizadas também para desenvolvimento de teses e dissertações dos cursos do INPA e de outras instituições brasileiras participantes desta proposta. Da mesma maneira, servirão para aulas práticas para alunos de graduação em engenharia florestal da UEA e UFAM e para treinamento “em serviço” (em geotecnologia, inventário florestal, alometria e dendrologia, por exemplo) de técnicos de nível médio e superior da região amazônica. Esta proposta conta com a participação das seguintes instituições de ensino e pesquisa do Brasil: Universidade Federal do Amazonas (UFAM); Universidade Estadual do Amazonas (UEA); Instituto Federal de Educação do Amazonas (IFAM); Universidade Estadual de Roraima (UERR); Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará (UFPA); Universidade Federal do Acre (UFAC); Universidade Estadual do Amapá (UEAP); Universidade Federal do Paraná (UFPR); Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO); Universidade de Brasília (UnB); CENA da USP; Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Escola de Engenharia de São Carlos da USP. Do setor produtivo, o INCT – Madeiras da Amazônia contará com os seguintes apoios: Amazon Rose; Green Obsession; BIC Amazônia S/A; Puro Amazonas, Akzo Nobel Ltda Casco Adhesives; Portela Indústria e Comércio de Madeira Ltda; Hdom Engenharia e Projetos Ambientais Ltda; BIOTEC Controle Ambiental, MIL Madeireira e AMATA. Os seguintes laboratórios estrangeiros apoiam esta proposta: sensoriamento remoto do sistema terrestre do departamento de Geografia da Universidade da Califórnia em Berkeley; biogeoquímica do Instituto Max Planck em Jena; dinâmica de ecossistemas da Universidade de Oxford e de ecologia tropical da Universidade Leeds. Esta proposta conta ainda com o apoio do Projeto Pró-Rural do Amazonas (SEPROR e FAPEAM) e da ONG IDESAM em projetos de manejo em pequena escala. A instituição sede desta proposta é o Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA), que atua na Amazônia há 60 anos. Além de pesquisas e formação de pessoal, o INPA está se consolidando na área de interação com o contribuinte. Atualmente, na estrutura do INPA há a coordenação de extensão tecnológica e inovação, que abriga o escritório exclusivo para patentes de produtos e processos e a incubadora; nesta proposta há três empresas incubadas pelo INPA.
  • Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - AM - Brasil
  • 26/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Norma Anair Possa Marroni

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • estudo do eixo fígado-intestino-pulmão em ratos cirróticos avaliando o músculo e a microbiota frente ao tratamento com melatonina e exercício físico
  • A cirrose é uma doença hepática crônica, evolutiva e irreversível, que determina complicações que comprometem sistemas, órgãos variados ou tecidos. A cirrose biliar secundária é um modelo experimental que mimetiza a doença em humanos. Complicações da cirrose podem ser a síndrome hépato-pulmonar, a disfunção muscular com sarcopenia, a alteração da permeabilidade intestinal secundária à hipertensão porta. A microbiota intestinal, pela translocação bacteriana intestinal, permeia a veia porta e atinge o fígado, modificando-o e causando alterações pulmonares e musculares. As alterações pulmonares (SHP) e as musculares (sarcopenia) poderão ser minimizadas ou evitadas, com intervenções terapêuticas farmacológicas e/ou físicas. A mortalidade global pela cirrose aumenta com essas complicações. As alterações pulmonares (SHP) e musculares, decorrentes da cirrose biliar secundária, são minimizadas pela ação da melatonina, do exercício físico ou ambos combinados. Trabalhos anteriores demonstraram as complicações pulmonares (SHP) e musculares decorrentes da cirrose biliar secundária, e a sua melhora com o uso de diferentes antioxidantes O modelo experimental de cirrose biliar secundária é de pleno e amplo conhecimento do grupo investigador, exequível e funcional, e as suas complicações foram detectadas em inúmeros trabalhos publicados, razão pela qual a exequibilidade da proposta.
  • Hospital de Clínicas de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Norma Lucena Cavalcanti Licinio da Silva

Ciências da Saúde

Medicina
  • acurácia de um nanodispositivo flexível baseado em sondas de dna e polímeros condutores para diagnóstico ultrassensível de oncogenes quiméricos associados à leucemia linfoide da criança em unidades de saúde do brasil e decisão terapêutica no âmbito do pro
  • A taxa de sobrevida das crianças com leucemia linfoide B, o câncer mais comum na infância, é superior a 90% nos países desenvolvidos que utilizaram protocolos de tratamento com múltiplas drogas, com maior suporte da equipe médica multidisciplinar para o atendimento e tratamento no hospital e no domicílio. No Brasil, iniciativas semelhantes foram adotadas, tendo o protocolo RELLA05 desenvolvido no Hospital IMIP em parceria com o Hospital St Jude, EUA, atingido taxas semelhantes aos países desenvolvidos, utilizando a avaliação de risco do paciente durante o inicio da terapia como critério para a escolha do tratamento direcionado aos de baixo risco menos e em menor dose do esquema terapêutico, contribuindo em 10 anos de estudo para a redução da toxicidade, diminuição de óbitos precoce, e maior sobrevida, com taxa de 92-96% para pacientes de baixo risco, e superior a 80% para as demais faixas de risco. Contudo, as demais unidades de saúde do Brasil não atingiram o mesmo patamar com outros protocolos de tratamento. No presente momento, o grupo brasileiro de tratamento de leucemia infantil (GBTLI) estão reunidos para editar novo protocolo de tratamento baseado no sucesso do protocolo RELLA05. São 62 diferentes serviços espalhados em 17 estados brasileiros vislumbrando alcançar as mesmas taxas de sobrevida. Contudo, existe um desafio: a classificação de risco ao diagnóstico envolve a detecção de translocações cromossômicas associadas a leucemia de células B, mas algumas das unidades não tem acesso a tecnologia para realização do exame. Desta forma, visando superar essa dificuldade, nós da Fiocruz-PE em parceria com laboratório de dispositivo nanoestruturado da UFPE criamos um dispositivo sensor (submetido a patente) para permitir o diagnóstico da alteração genética nessas unidades. O estudo proposto é de validação de dispositivo diagnóstico. Os objetivos são: (i) construir um genosensor na forma miniaturizada, (ii) coletar amostras de crianças com diagnóstico de leucemia linfoide B, exceto B-madura pela restrição do alvo, e desta forma beneficiar as crianças sem acesso ao teste realizando o teste de referência enquanto construímos o biorepositório de amostras para validação do genosensor (teste índice), e (iii) e ao final, contribuir para aumentar a taxa de sobrevida de crianças com LLA-B de forma uniforme em todas as regiões do Brasil. Métodos: Inicialmente será avaliado a acurácia de um protótipo qualitativo e a concordância com teste de referência baseado em PCR convencional, mas simultaneamente estaremos desenvolvendo os critérios de medição dos dados gerados por qPCR e pelo genosensor e interpretação do resultado para estender o uso na avaliação de doença residual mínima, contribuindo adicionalmente na avaliação da resposta ao tratamento das crianças positivas ao teste, servindo como marcador de cura. Resultados: Como o tempo do projeto é curto mediremos apenas os desfechos. A proposta tem um caráter de inovação, no momento estamos em contato com algumas privadas para auxiliar na miniaturização do dispositivo sensor, esperamos estimular o empreendedorismo de estudantes associados ao projeto, ampliando o número de colaboradores, e gerar produtos competitivos, mais patentes, e encurtar o tempo de colocar o produto no mercado.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 02/12/2020-30/06/2023
Foto de perfil

Normanda Araujo de Morais

Ciências Humanas

Psicologia
  • violência por parceiro íntimo contra mulheres: análise de fatores de risco, fatores de proteção, indicadores de saúde e eficácia de uma intervenção preventiva
  • A violência por parceiro íntimo (VPI) contra mulher é um grave problema de saúde pública, que impacta negativamente a saúde das mulheres e resulta em custos sociais elevados. O projeto é organizado em três estudos que objetivam: 1) investigar os fatores de risco e de proteção associados à VPI em adolescentes e adultos jovens; 2) analisar o impacto da VPI para saúde mental, sexual e reprodutiva de mulheres; e 3) avaliar a eficácia de uma intervenção psicossocial para prevenção à violência nas relações íntimas. As hipóteses centrais são que existem fatores de risco e de proteção relacionados à VPI que podem ser identificados, que as mulheres que sofrem VPI terão piores indicadores de saúde e que é possível desenvolver estratégias de prevenção efetivas da VPI. O estudo 1 será realizado com 620 participantes (15-29 anos; ambos os sexos), que responderão a um formulário online com as medidas: Escala de Atitudes frente ao Gênero e Violência; Sexual Relationship Power Scale e Escala de sexismo ambivalente (fatores de risco); percepção da rede de apoio e autoestima (fatores de proteção); questionário sobre histórico de VPI e dados sociodemográficos. Nesse estudo, ainda, planeja-se a adaptação e avaliação das evidências de validade de duas escalas (Atitudes frente ao Gênero e Violência e Sexual Relationship Power Scale). No estudo 2, participarão no mínimo 496 mulheres (15-29 anos), que responderão a um formulário online com escalas que avaliam VPI, saúde mental e saúde sexual e reprodutiva, autoestima e satisfação com a vida. O estudo 3 envolverá a implementação e avaliação de eficácia de uma intervenção (5 encontros) para prevenção de violência em seis grupos (N = 60; 15-29 anos; ambos os sexos) nas cidades de Aracaju, Fortaleza e Porto Alegre. Os participantes responderão a medidas padronizadas antes e após a intervenção. Para análise dos dados dos 3 estudos, serão calculadas estatísticas descritivas, psicométricas e inferenciais no SPSS (versão 25).
  • Universidade de Fortaleza - CE - Brasil
  • 02/05/2022-31/05/2025
Foto de perfil

Normane Mirele Chaves da Silva

Lingüística, Letras e Artes

Artes
  • teatro e ciência no sertão produtivo - tcsp 2022
  • A proposta apresentada é referente à realização de Atividades relacionadas ao Mês Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, que ampliará as discussões propostas pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação - MCTIC da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que em 2022 trabalhará o tema “Bicentenário da Independência: 200 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil” em todo Território Nacional. Nessa edição, o evento proposto envolverá atividades interdisciplinar ou transdisciplinar, integrando instituições e profissionais em ações que visam contribuir com as mais diversas alternativas para diminuição das desigualdades, consumo e produção sustentável de alimentos saudáveis nas esferas locais, territoriais e mundiais, utilizando o teatro como estratégia de educação e divulgação da ciência em escolas estaduais, municipais e particulares de Guanambi-BA. Durante o evento serão realizadas peças teatrais a fim de ampliar a comunicação e popularização da Ciência e Tecnologia, integrando atividades que discutirão temas atuais, envolvendo profissionais das instituições parceiras, que de forma lúdica e aplicada envolverão o público-alvo em discussões sobre o tema “A Independência do Brasil no Sertão da Bahia” e, também, por meio de ferramentas capazes de atrair a atenção e interesse dos participantes para uma reflexão sobre os diferentes tipos de desigualdade (gênero, raça, etnia, alimentares, de moradia, de formação, por apresentar deficiência, emprego, transporte, cultural, na saúde, ensino, saneamento básico, entre outros). Enfim, as atividades propostas vem na tentativa de nivelar, ampliar e popularizar os conhecimentos acerca do Tema Proposto pelo MCTIC para 2022 e, assim, de fato, promover a participação de todos os setores sociais, frente aos problemas gerados pelas desigualdades no Território Sertão Produtivo.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - BA - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Normane Mirele Chaves da Silva

Outra

Divulgação Científica
  • semana de ciência e tecnologia do sertão produtivo - sctsp 2022
  • A proposta apresentada é referente à realização da Semana de Ciência e Tecnologia do Sertão Produtivo (SCTSP), que ampliará as discussões propostas pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação - MCTIC da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que em 2022 trabalhará o tema “Bicentenário da Independência: 200 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil” em todo Território Nacional. Nessa edição, o evento proposto envolverá 07 (sete) municípios do Território Sertão Produtivo Baiano, por meio de atividades interdisciplinar ou transdisciplinar, integrando instituições e profissionais em ações que visam contribuir com as mais diversas alternativas para diminuição das desigualdades, consumo e produção sustentável de alimentos saudáveis nas esferas locais, territoriais e mundiais e utilização de Tecnologias Convergentes e Habilitadoras, em particular, nas áreas de Nanotecnologia, Fotônica, Materiais Avançados e Tecnologias para a Manufatura Avançada. Será ainda, realizado um destaque as tecnologias inovadoras relacionadas com as principais cadeias de valores do Território Sertão Produtivo, a Cadeia de “Algodão”, a Cadeia “Leiteira/Produtos Lácteos” e a Cadeia de “Minério de Ferro”. A utilização da Ciência, Tecnologia e Inovação para melhoria da qualidade de vida e produção do campo, será abordada levando em consideração as cadeias produtivas presentes no Território do Sertão Produtivo. Durante o evento SCTSP 2022 serão realizadas ações de comunicação e popularização da Ciência e Tecnologia nos municípios do Território Sertão Produtivo, de forma interdisciplinar ou transdisciplinar, integrando atividades que discutirão temas atuais, envolvendo profissionais das instituições parceiras, que de forma lúdica e aplicada envolverão o público-alvo em discussões sobre o tema “A Independência do Brasil no Sertão da Bahia”.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - BA - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Núbia Aparecida Schaper Santos

Ciências Humanas

Educação
  • desenvolvimento cultural de bebês no contexto da educação infantil em três berçários brasileiros: uma análise contrastiva em aracaju (se), belo horizonte (mg) e juiz de fora (mg)
  • Esse programa de pesquisa tem como objetivo central compreender o processo de desenvolvimento cultural de bebês em instituições de Educação Infantil de três municípios brasileiros (Aracaju/SE; Belo Horizonte e Juiz de Fora/MG), a partir das perspectivas dos/as bebês, famílias e professoras. A relevância desta investigação reside em três aspectos teórico-metodológicos principais. O primeiro deles é relativo à escassez da produção acadêmica vinculada à Educação de Bebês, particularmente no que se refere a estudos contrastivos de desenvolvimento cultural da criança em diferentes instituições. O segundo aspecto relaciona-se com a necessária busca da compreensão das perspectivas dos diferentes sujeitos que se entrecruzam nas formas de participação dos/as bebês em práticas coletivas de cuidado e educação, que não estão restritas ao âmbito familiar, e que se configuram em um tempo integral. Finalmente, consideramos que a pesquisa proposta exige um estudo interdisciplinar apoiado na Psicologia Histórico-Cultural, na Pedagogia da Infância e na Etnografia em Educação, implicando em um acompanhamento das três turmas por meio da observação participante e de videogravações dos cotidianos institucionais, duas vezes por semana, no período letivo. Compreendemos que o desenvolvimento cultural da criança se constitui em condições relacionais entre crianças-educadores-famílias e em meio às práticas educativas da jornada diária, ocorrendo mudanças nos sujeitos, em seus processos de aprendizagem e desenvolvimento, no grupo e no ambiente. Argumentamos que o contraste entre as distintas possibilidades teóricas e metodológicas para uma melhor compreensão dos referidos processos. Ressaltamos que esse programa de pesquisa será desenvolvido com a participação de professoras e estudantes da graduação e pós-graduação da UFMG, UFJF, UFS e também com a parceria da professora Laurie Katz/Ohio State University/EUA
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Nubia Boechat Andrade

Ciências da Saúde

Farmácia
  • benznidazol como importante protótipo para a busca de novos análogos e derivados com potencial atividade contra trypanosoma cruzi
  • A doença de Chagas (DC) é causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi, sendo a doença parasitária que mais mata em regiões endêmicas. Ela está presente em vários países, tornando-se um problema global de saúde pública. Mesmo após 113 anos de sua descrição, a fase crônica da doença ainda não possui cura efetiva. O benznidazol (BZN) é um dos dois únicos fármacos disponíveis para o tratar a fase aguda da DC. Estudos clínicos recentes mostram a superioridade do BZN em relação ao placebo, onde mais de 80% dos grupos estudados responderam ao tratamento e não apresentaram parasitas detectáveis no sangue após e durante 12 meses. Entretanto o uso do BZN apresenta graves efeitos adversos. Apesar de muitas substâncias promissoras terem sido desenvolvidas, até o momento, nenhuma foi capaz de promover a cura em ambas as fases, ou foi mais eficaz que o BZN na fase aguda. Estes resultados, sem dúvida, tornam o BZN um importante protótipo na química medicinal para busca de novos análogos e derivados, que possam promover a cura das infecções pelo T. cruzi. Assim, este projeto visa contribuir para a mudança deste cenário utilizando o BZN como protótipo para o desenvolvimento de 27 novos análogos e derivados com potencial atividade contra o T. cruzi, buscando otimizar a atividade biológica, diminuir a toxicidade e melhorar parâmetros farmacocinéticos, quando comparados ao fármaco protótipo. Além disso, será realizado estudo de relação estrutura-atividade para identificar novos protótipos para projetos futuros. As substâncias serão obtidas através de uma rota sintética em duas etapas, e de baixo de custo, ideal para uma doença negligenciada. As avaliações biológicas serão obtidas através de parcerias e incluem a atividade contra T. cruzi em modelos in vitro, e in vivo, ensaios de citotoxicidade em diferentes linhagens celulares de mamífero, ensaios enzimáticos na nitroredutase do T. cruzi, além da avaliação do perfil mutagênico das substâncias através do teste de Ames.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 23/06/2022-30/06/2024
Foto de perfil

Nukácia Meyre Silva Araújo

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • a formação de doutores em áreas estratégicas: água, alimentos e saúde.
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual do Ceará - CE - Brasil
  • 05/02/2020-04/02/2025
Foto de perfil

Nuno Damácio de Carvalho Félix

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • desenvolvimento de uma tecnologia com potencial inovador para o cuidado à pessoa com risco cardiovascular
  • As doenças cardiovasculares são as principais causas de morte no mundo, com impacto na qualidade de vida da população. É possível que na ausência de fatores de risco cardiovascular (FRCV), essas doenças se configurassem como causa rara de morte. A população com FRCV, também identificada pelos critérios da síndrome metabólica (SM), demanda de cuidado de enfermagem e saúde, na Atenção Primária à Saúde (APS) com conhecimentos teóricos e tecnológicos específicos. Objetiva-se desenvolver uma tecnologia inovadora para instrumentalizar programas de cuidado clínico para reduzir os FRCV e SM da população, fundamentado na Teoria do Cuidado no Contexto de Risco Cardiovascular (TEORISC). Tem-se a escassez desses programas no Brasil, em que a proposta pode inovar e contribui para o preenchimento dessa lacuna com o potencial de sua transferência para o SUS, além de fortalecer a área de conhecimento a qual está submetida a proposta. Soma-se a utilização de sistema de classificação de enfermagem e teoria de médio alcance de enfermagem direcionada ao contexto dos FRCV e da SM. Apresenta-se como hipótese que é possível desenvolver uma tecnologia válida e eficaz, com potencial inovador e de transferência tecnológica, para instrumentalizar programas de cuidado clínico no SUS com impacto na redução dos parâmetros da SM e outros FRCV. Estudos apontam que esses programas são eficazes no alcance do objetivo dessa proposta, necessitando de fundamentação teórica, estruturação tecnológica e financiamento adequados para suporte organizacional e de tomada de decisão, em especial, no panorama da APS do Brasil. Apresenta-se no método duas estratégias, com integração multidisciplinar e interprofissional, sendo: 1) pesquisa metodológica aplicada com técnicas de engenharia de software e validação interna; 2) ensaio clínico randomizado para validação externa do software, aferida pela verificação do efeito do programa na redução dos FRCV e SM, liderados por enfermeira(o)s na APS.
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - BA - Brasil
  • 06/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Octavio Luiz Franco

Ciências da Saúde

Nutrição
  • edição de genes de feijoeiro identificados in silico para a criação de plantas resistentes a bactérias fitopatógenos pelo sistema crispr/cas.
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Católica de Brasília - DF - Brasil
  • 29/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Octavio Luiz Franco

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • instituto nacional de ciência e tecnologia de bioinspiração - bioinspir- moléculas bioinspiradas aplicadas ao incremento e qualidade da produção de proteína animal
  • O programa apresentado para o INCT Bioinspir apresentara como missão principal a busca de produtos bioinspirados no bioma Pantanal para incremento e qualidade da produção de proteína animal. Este INCT conglomerara inúmeras instituições nacionais, e internacionais bem como empresas brasileiras organizando pesquisadores focando na detecção, tratamento e controle de doenças infecciosas em animais por meio de produtos bioinspirados de fontes pantaneiras como moléculas molde com baixo custo e ausência de resíduo químicos para utilização em saúde. Como alvos estão as bactérias patogênicas causadoras da diarreia aviaria, lymphadenitis causada por Corynebacterium pseudotuberculosis, uma doença infeccicosa de porcos e ovelhas, Brucellosisque consiste em uma zoonose mundial causada pela bactéria do genero Brucella, que afeta animais domésticos e selvagens, bem como humanos e tuberculose bovina causada pela bactéria intracelular Mycobacterium bovis. Neste aspecto estarão amalgamados centros de comprovada competência em diagnostico de micro-organismos patogênicos (EMBRAPA e UCDB), bioprospecção e desenho de produtos bioinspirados (UCDB, UnB, UCB, UFC e UFMS), nanotecnologia (UnB, UCDB e UFPe) e avaliação in vivo usando modelos animais (EMBRAPA e UCDB). Além disso, o INCT-Bioisnpir terá o aporte tecnológico e intelectual de pesquisadores de 18 institutos internacionais como descrito abaixo mostrando um caráter de excelência internacional. Finalmente e não menos importante, o INCT-Bioisnpir apresenta a proposta de geração de produtos para a indústria veterinária, sendo estes planejados e desenhados juntamente com o setor produtivo. Além da geração do(s) produto(s) previamente descrito(s), os objetivos do INCT-Bioinspir contemplam o fortalecimento dos inúmeros cursos de pós-graduação que fazem parte da rede bem como o treinamento de alunos de baixa renda de escolas públicas e uma direta relação entre universidade empresa na área de treinamento, fortalecendo claramente a formação de pessoal na região Nordeste e Centro-Oeste.
  • Universidade Católica Dom Bosco - MS - Brasil
  • 27/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Odilanei Morais dos Santos

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • regulação e qualidade das informações contábeis: evidências do setor petrolífero
  • A regulação contábil das atividades extrativistas, que envolve o setor petrolífero, voltou à pauta de discussões do International Accounting Standards Board (IASB), que vem demandando evidências teóricas e empíricas da academia para subsidiar suas decisões. O projeto propõe-se caminhar em duas direções, sendo uma desenvolvendo embasamento teórico para sustentar o reconhecimento e mensuração dos eventos inerentes do setor petrolífero, em especial aquelas relacionadas as atividades de exploração e produção de petróleo. Na outra direção, propõe-se a investigar a qualidade das informações contábeis divulgadas pelas empresas petrolíferas, tendo por base os modelos como os de relevância, tempestividade, persistência dos lucros, conservadorismo e gerenciamento de resultados. Destaca-se que as pesquisas anteriores são basicamente dos anos 1990 e início dos anos 2000, com poucas evidências recentes que possam alimentar as discussões envolvendo a regulação contábil do setor petrolífero. Trata-se, portanto, da lacuna que se pretende preencher, atualizando as pesquisas para os tempos atuais e com potencial real para contribuir com a regulação contábil do setor petrolífero mediante proposições normativas derivadas da pesquisa. Adicionalmente, os desenvolvimentos teóricos decorrentes do projeto, que serão materializados em um livro, contribuirão para a prática contábil, em especial no Brasil, que vem expandindo o número de empresas atuante no setor.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ofelia de Queiroz Fernandes Araujo

Engenharias

Engenharia Química
  • armazenamento de energia renovável e descarbonização de energia fóssil integradas: captura e utilização de co2 pós-combustão com mediação eletroquímica
  • Com crescentes restrições a emissões de CO2, o atendimento da expansão de demanda de energia (fortemente baseada em fontes fósseis), tem ocasionado transição para fontes renováveis e intermitentes. A transição energética coloca dois desafios: (i) armazenar energia renovável (AER) para alinhar oferta e demanda frente à intermitência, e (ii) descarbonizar energia fóssil e armazenar o carbono capturado (AC) por reconfiguração de usinas termelétricas. A solução buscada na Proposta é a captura de CO2 pós-combustão (CPC) e o AC via conversão química (CCU, carbono capture and utilization). Especificamente, o Projeto investiga solução integrada ACER: (a) formulação de solvente com mediador eletroquímico, (b) utilização do novo solvente em reconfiguração de plantas termelétricas com CPC, (c) AC por conversão química in-situ na absorvedora de CO2, d) AC por CCU empregando energia renovável em regeneração mediada eletroquimicamente (RME): ACER-ME. O solvente tem como base monoetanolamina (MEA) e promotor de absorção, precursor da conversão de CO2. A MEA tem vantagens como alta reatividade e alta capacidade de absorção mas seu alto calor de reação com CO2 tem maior alto consumo de energia na regeneração de solvente, forma carbamato estável e produtos de degradação. Novas formulações buscam avanços nas características positivas e eliminação das negativas, destacando-se no contexto ACER-ME abordagens com reações eletroquímicas ou utilizando complexos químicos que mudam comportamento com o estado de oxidação, podendo capturar e liberar CO2 com eficiência e reversibilidade, reduzindo a penalidade energética e estabilizando termicamente o solvente. Ferramentas de engenharia de sistemas em processos aliadas a métodos multicritérios de análise de sustentabilidade em contexto de ciclo de vida são desenvolvidos e empregados para comparar a tecnologia desenvolvida com alternativas reportadas na literatura.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 06/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Olagide Wagner de Castro

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • efeitos do canabidiol sobre as alterações neurotóxicas relacionadas à doenças neuropsicofarmacológicas e neurodegenerativas: envolvimento do sistema endocanabinoide.
  • Condições neurológicas, psiquiátricas e neurodegenerativas acometem um grande número de pessoas em todo mundo, levando a sérios problemas de saúde pública. A falta de eficácia dos tratamentos para essas condições tem impulsionado a busca de novos conhecimentos e estratégias terapêuticas. A Cannabis sativa historicamente tem se mostrado como terapia alternativa para múltiplas doenças neurológicas. Adicionalmente, o Canabidiol (CDB), um dos princípios ativos da Cannabis sp., tem ganhado maior interesse científico, pois é uma substância com propriedades medicinais isenta de efeitos psicotomiméticos, característicos do uso de Cannabis sp. Estudos clínicos e experimentais associam o tratamento com CBD a efeitos anticonvulsivante, antidepressivo, ansiolítico e a redução do desejo de procura por cocaína. Apesar destes avanços científicos, os efeitos celulares e moleculares do CBD permanecem amplamente desconhecidos, assim como o envolvimento do sistema canabinóide endógeno na patogênese destes distúrbios. Diante disso, testaremos a hipótese que o CBD exerça efeitos neuroprotetores, anti-epileptogênicos e anti-inflamatórios em modelos animais de exposição a crack/cocaína, epilepsia e doença de Alzheimer. Para tanto, serão investigadas em modelos in vivo e in vitro variáveis comportamentais (cognição, comportamento ansioso/depressivo, locomoção, sensibilização, preferência condicionada ao contexto), processos histopatológicos (morte neuronal, neurogênese, gliose e inflamação) e envolvimento das células neuronais e gliais (aspectos morfológicos, liberação de gliotransmissores, ciclo glutamato/glutamina, metabolismo da glicose). Acreditamos que a melhor compreensão dos efeitos do CBD, via modulação do sistema endocanabinóide, permitirá o desenvolvimento de novas estratégias para monitoramento, tratamento e intervenções que poderão aumentar a sobrevida e a qualidade de vida de indivíduos acometidos por essas disfunções ou expostos a drogas de abuso.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Olival Freire Junior

Ciências da Saúde

Medicina
  • nucleação de programas de pós-graduação da ufba para formação de recursos humanos em áreas estratégicas
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 12/01/2020-12/04/2025
Foto de perfil

Olival Freire Junior

Ciências Humanas

História
  • história da ciência e tecnologia no brasil - 1945-2000
  • O apoio às atividades científicas no Brasil tem sido marcado pela descontinuidade com a alternância de contextos favoráveis e adversos. Tais oscilações requerem descrição e análise desta dinâmica. Abordamos este problema através da análise histórica considerando o recorte da segunda metade do século XX. Desde a 2ª Guerra, os usos da ciência contribuíram para mais atenção à C&T. No período considerado, queremos interrogar: como se explica uma relativa continuidade, mesmo com interrupções, das políticas de C&T e a construção de instituições científicas? Os regimes políticos não são bons indicadores, pois C&T foi apoiada tanto em regimes democráticos quanto autoritários. A economia, ao lado de fatores culturais, pode ser explicação mais adequada, o que nos sugere a hipótese de que a busca do desenvolvimento econômico e social, no sentido de modernização e industrialização, seria melhor chave explicativa para o apoio, quando existente. Evidências da plausibilidade desta hipótese estão no apoio continuado, implicando a construção de instituições, à pesquisa em áreas vistas como relevantes para tal desenvolvimento, a exemplo de energia (ambições nucleares, hidrelétricas, exploração do petróleo), e engenharia, assim como projetos de modernização da agricultura, capacitação na aeronáutica, informática e nas telecomunicações. Examinamos em que medida, e como, a concepção do “desenvolvimentismo” incluía o apoio à C&T. Ainda, esta hipótese, requer saber como o choque do petróleo e aumento dos juros no cenário internacional e o enfraquecimento desta visão pós 1990, finda a Guerra Fria, impactou o apoio à C&T. A metodologia adotada envolve tanto pesquisa de arquivos quanto revisão da literatura e focará o exame das visões sobre C&T expressas por agentes governamentais, pensadores do desenvolvimento e cientistas e examinará tanto políticas públicas, e suas expressões orçamentárias, quanto a relação de cientistas com os distintos governos do período por meio de estudos de casos
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Oliver Tolle

Ciências Humanas

Filosofia
  • investigação, tradução e publicação das principais metafísicas da escola de wolff
  • Com a recente tradução inédita das obras latinas de Alexander Baumgarten (1714-1762) para línguas modernas nos últimos vinte anos (Ästhetik; Hamburg: Meiner, 2007. Metaphysik; Stuttgart: Frommann-Holzbog, 2010. Metaphysics; London: Bloomsbury, 2013. Principes de la philosophie pratique première; Paris: Vrin, 2015. Metáphysique; Paris: Vrin, 2019. Estetica; Sesto San Giovanni: Aesthetica, 2020), renovou-se nos últimos vinte anos o interesse pela Escola de Wolff e, em particular, pelo desenvolvimento ulterior da psicologia empírica e da estética moderna. De fato, é indissociável nesse contexto a associação entre epistemologia e ciência da sensibilidade (estética). Apenas a partir da caracterização precisa das faculdades cognitivas inferiores e superiores abriu-se a possibilidade da fundamentação de uma teoria da representação capaz de transitar consistentemente entre metafísica e arte. A obra de Baumgarten funciona assim como um ponto chave para a compreensão não só do declínio da metafísica na segunda metade do século XVIII, como também é reveladora das dificuldades que a psicologia enfrenta como ciência subjetiva que adota o corpo (órgãos sensíveis e faculdades cognitivas) como referência primeira. Mas os reflexos da psicologia empírica não se fizeram sentir apenas no âmbito da estética. Não só a assim denominada virada crítica kantiana, como também o desenvolvimento da física teórica, da fisiologia, da medicina, da história natural foi moldado em parte pela investigação iniciada pela Escola de Wolff. Nesse sentido, o presente projeto tem como objetivo traduzir para o vernáculo obras capitais da Escola de Wolff, a saber, a Metafísica Alemã (1713) de Christian Wolff, a parte teórica da Sabedoria Mundana (1733) de Johann Christoph Gottsched e o capítulo “Psicologia” da Metafísica (1739) de Alexander Gottlieb Baumgarten, tornando assim acessível ao leitor de língua portuguesa obras desse período da filosofia moderna alemã.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Olivia Cristina Perez

Ciências Humanas

Ciência Política
  • o que querem os movimentos feministas, antirracistas e a favor dos direitos para a população lgbtqia+? compreensões sobre as desigualdades sociais e como mitigá-las
  • Têm crescido o debate e o número de organizações políticas que defendem direitos para as mulheres, negros e população LGBTQIA+ de modo isolado ou interseccional. Para contribuir com o conhecimento sobre esse campo, a presente pesquisa parte da seguinte questão: quais são as pautas dos principais movimentos sociais brasileiros que defendem os feminismos, os antirracismos e os direitos para a população LGBTQIA+ e o que há de comum nas suas trajetórias? Temos como hipótese preliminar que as demandas atuais expressam a busca por direitos para grupos percebidos como aqueles mais sujeitos a opressões sociais. A análise da trajetória dessas demandas permite compreender como a percepção sobre as desigualdades sociais vem se alterando no sentido de apontar para o caráter múltiplo e interseccional delas, ao contrário de certa homogeneização associada à classe social. Para compreender o que explica as mudanças nas percepções sobre as desigualdades sociais, retomamos marcos no campo social e governamental que levaram mulheres, negros e LGBTQIA+ a ocupar mais espaços em instituições centrais da sociedade brasileira, possibilitando a relação deles com outros atores e, consequentemente, a difusão da concepção de que as desigualdades sociais também têm relação com essas clivagens. Para sistematizar as pautas dos três principais movimentos sociais brasileiros em cada uma dessas áreas (feminismos, antirracismos e direitos LGBTQIA+) analisaremos os documentos produzidos pelos movimentos além de entrevistas qualitativas com seus principais líderes históricos. Os resultados serão divulgados por meio de artigos científicos, um livro, uma cartilha e um vídeo dirigido principalmente para as juventudes, contribuindo assim para que tanto a academia quanto a população em geral conheçam mais sobre o campo.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 19/03/2022-31/03/2025