Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Francisco José Albuquerque de Paula

Ciências da Saúde

Medicina
  • aplicação da ressonância magnética para estudo quantitativo da microarquitetura óssea e sua relação com o acúmulo de gordura muscular e óssea no diabetes mellitus tipo 2
  • A fragilidade óssea recentemente foi reconhecida como uma das complicações do diabetes mellitus tipo 2 (DMT2). A massa óssea no DMT2 é normal ou elevada quando comparada com um grupo controle. Desta forma, a fragilidade óssea pode estar relacionada com prejuízo na qualidade óssea. A densitometria óssea, mesmo sendo o padrão ouro de avaliação da massa óssea, não revela parâmetros de qualidade óssea. Assim, torna-se necessário explorar outras ferramentas capazes de inferir parâmetros de qualidade óssea. Diversas evidências indicam que no DMT2, os tecidos muscular e adiposo apresentam alterações funcionais e estruturais, as quais são determinantes do aparecimento de complicações crônicas micro e macrovasculares. Em particular, a deposição ectópica de lipídeos é geradora de resistência insulínica e inflamação tecidual. Os tecidos muscular e adiposo também têm importante papel no desenvolvimento e manutenção da massa óssea. Atualmente, ainda está por ser elucidado o papel que a resistência insulínica, bem como as alterações musculares e do tecido adiposo exercem na osteopatia no DMT2. A ressonância magnética é uma metodologia versátil capaz de medir quantitativamente a adiposidade presente nos mais diversos tecidos, incluindo a medula óssea e o tecido muscular. Além disto, a ressonância magnética é também uma ferramenta alternativa, para avaliação da microarquitetura óssea. A adiposidade da medula óssea é um fator que vem sendo estudado como parâmetro que se correlaciona negativamente com a massa óssea, como por exemplo na anorexia nervosa e osteoporose associado ao envelhecimento. No entanto, ainda são escassos os dados de adiposidade da medula óssea em obesos e diabéticos do tipo 2. Desta forma, a presente proposta de estudo objetiva avaliar se existe relação entre a deposição ectópica de gordura em tecido muscular com a quantidade de tecido adiposo da medula óssea, assim como com a massa óssea e parâmetros estruturais do tecido ósseo em pacientes com DMT2. Para tanto, exames de densitometria óssea serão utilizados para avaliação de massa óssea e ressonância magnética será empregada para avaliação de gordura em osso axial (terceira vertebra lombar) e periférico tíbia proximal por meio de espectroscopia de 1H. A ressonância magnética será também utilizada para avaliação quantitativa da estrutura óssea. Serão realizados exames bioquímicos para identificar alterações dos fatores secretados por estes sistemas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Jose de Paula Filho

Outra

Ciências Ambientais
  • biogeoquímica de metais traço em estuário sob clima semiárido: contribuição para monitoramento das mudanças ambientais no delta do rio parnaíba.
  • Os metais traço têm atraído interesse científico significativo devido à sua ampla dispersão no meio ambiente, proveniência de uma variedade de fontes naturais e antropogênicas, e sua toxicidade para biota e humanos. Estudos em bacias de drenagem e áreas costeiras da região NE do Brasil, mostraram que as emissões antrópicas de alguns metais traço ultrapassam as emissões naturais em uma ordem de magnitude e estas cargas adicionais podem alterar a qualidade da água estuarina (TERRA et al., 2007; CUNHA et al., 2010; PAULA et al., 2010; De PAULA FILHO et al., 2014; 2015a,b). Nesse contexto, o Delta do Rio Parnaíba, apresenta uma importância ecológica única para conservação de animais silvestres e dos recursos pesqueiros na costa Atlântica semiárida do NE do Brasil. Sua relevância, suscitou a criação da Área de Proteção Ambiental, entre os Estados do Piauí, Maranhão e Ceará. Nesta região, a preservação e o correto gerenciamento dos recursos hídricos compreendem dimensões fundamentais para o adequado suporte das condições de vida das populações e para a manutenção das atividades econômicas instaladas. Assim, a presente proposta tem como área de estudo a bacia litorânea do rio Parnaíba, em sua interface continente-oceano. Como em outras bacias ao redor do globo, o aporte antrópico de metais traço tem se intensificado a partir da expansão urbana e do uso de fertilizantes e outros insumos químicos empregados nas atividades agropecuárias (De PAULA FILHO et al., 2012; 2015a,b). Alterações nas concentrações naturais podem modificar o equilíbrio dos ecossistemas aquáticos na interface Continente-Oceano com a intensidade das práticas humanas (De PAULA FILHO et al., 2015b). No âmbito de projetos em rede de colaboração (ex. INCT-TMCOcean proc. Nº CNPq 573601/2008-9 e PRONEX/FUNCAP/CNPq proc. nº PR2­0101­00052.01.00/15) e como bolsista de produtividade regional (BPI/FUNCAP, proc. nº BP3-0139-00276.01.00/18), o proponente vem conduzindo pesquisas no campo da Biogeoquímica de metais traço em bacia continental e na costa Atlântica semiárida do Brasil, notadamente na bacia do rio Parnaíba e seu Delta (PAULA et al., 2010; De PAULA FILHO et al., 2014; De PAULA FILHO et al., 2015b). De Paula Filho, et al. (2014), estimaram as cargas naturais e antrópicas dos metais traço Zn, Cu, Pb, Cr, Cd e Hg, na bacia inferior do rio Parnaíba, através do uso de fatores de emissão. De Paula Filho, et al., (2015b), estabeleceram o Background geoquímico regional para os metais Zn, Cu, Pb, Cr, Mn, e Fe e utilizou outros critérios geoquímicos como o índice de geoacumulação (Igeo) e o fator de enriquecimento (EF) para a caracterização quantitativa de contaminação por metais no Delta do Parnaíba. A publicação destes estudos possibilitou prover a comunidade científica, gestores ambientais e a sociedade, deconhecimentos prévios para melhor compreensão e capacidade de previsão necessária na avaliação, antecipação e resposta às pressões e impactos que determinam as mudanças ambientais sobre a interação continente-oceano e suas consequências para o bem-estar social no litoral brasileiro. Apesar dos avanços científicos, estudos integrados que relacionem a quantificação das frações geoquímicas, aportes e fluxos continente-oceano, bem como seu acúmulo/liberação no ambiente estuarino do Delta do Parnaíba são ainda escassos, sendo fundamentais para compreensão dos mecanismos biogeoquímicos que ali ocorrem. Esta situação reflete a necessidade de uma visão holística da bacia hidrográfica na avaliação da escala dos problemas ambientais, com o objetivo de fornecer um quadro científico mais adequado para a gestão dos impactos das atividades humanas para esse setor do litoral. Faz-se, portanto, necessária uma nova etapa de pesquisas visando atualizar e calibrar as estimativas de cargas de metais para a bacia, bem como avaliar as possíveis mudanças nos fluxos destes materiais do continente para o oceano, numa frequência sazonal, com ênfase na especiação geoquímica e no comportamento biogeoquímico destas espécies químicas para balizar ações de planejamento e preservação. No mesmo sentido, ainda faltam estudos mais abrangentes com maior alcance espacial e temporal, permitindo ampliar a nossa compreensão sobre os processos biogeoquímicos que governam a dinâmica dos metais traço sobre o enriquecimento das águas e sedimentos costeiros. A integração de diferentes fermentas analíticas e técnicas geoestatísticas de interpretação de dados irão dar suporte a pesquisa. Técnicas clássicas para caracterização de água e sedimentos serão aliadas a técnicas instrumentais por espectrometria por massas com fonte de plasma, espectrometria por absorção atômica de chama, Difração e Fluorescência de Raios X e Microscopia Eletrônica de Varredura/Espectrometria de Energia Dispersiva. Serão investigados o regime hidrodinâmico e o transporte de sedimentos em suspensão nos canais estuarinos através do uso de um Perfilador acústico de correntes por efeito Doppler e de uma sonda tipo CTD(conductivity/temperature/depth). Espera-se: 1) quantificar fluxos e identificar os principais mecanismos atuantes na exportação de metais traço para a costa do Delta do rio Parnaíba, sazonalmente e em ciclos de maré; 2) quantificar as espécies biodisponíveis de metais e entender os processos biogeoquímicos de transporte, acumulação e exportação das frações geoquímicas na zona de mistura estuarina e nas fácies deposicionais no gradiente estuarino; 3) Atualizar o inventário de fontes, estimar e calibrar as cargas de metais traço; 4) Contribuir para a diminuição das desigualdades regionais no que tange a fixação e formação de recursos humanos e desenvolvimento científico da região nordeste do Brasil; 5) Difundir os conhecimentos gerados através de mecanismos acessíveis a sociedade em geral, promovendo um avanço na educação em ciência; 6) Criar mecanismos para interação e sinergia com o setor produtivo e governamental, subsidiando políticas públicas e o desenvolvimento regional sustentável
  • Universidade Federal do Cariri - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco José Lima Aragão

Ciências da Saúde

Odontologia
  • resistência a mosca branca mediada por rna interferente em feijoeiro
  • Vide projeto anexo
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 29/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Francisco José Lima Aragão

Ciências Agrárias

Agronomia
  • resistência a mosca branca mediada por rna interferente em tomateiro expressando dsrnas do gene de uma v-atpase
  • Mosca branca (Bemisia sp) é uma importante praga para muitas culturas (tais como tomate, soja, feijão, algodão) em várias partes do mundo, em especial nas regiões tropicais. Além de causar danos como um inseto sugador, mosca branca é um importante vetor de vírus para muitas espécies cultivadas. O método de controle mais empregado pelos agricultores é o químico. No entanto, o desenvolvimento de resistência aos inseticidas disponíveis tem tornado o controle de mosca branca muito difícil na maioria das regiões do Brasil e do mundo. A natureza invasora da mosca branca e sua alta taxa de reprodução fazem com que o inseto se torne rapidamente resistente a diversos inseticidas. Dada a importância do tomateiro para o Brasil e as dificuldades do controle de mosca branca nessa cultura, é fundamental que se encontre alternativas sustentáveis para o seu controle. Recentemente desenvolvemos uma estratégia baseada em HIGS (Host-Induced Gene Silencing), na qual plantas podem ser modificadas para expressar pequenos RNA (siRNA) que podem ser absorvidos pela praga. No inseto, esses RNA podem levar ao silenciamento de genes vitais, alterando o ciclo da praga, com o desenvolvimento de plantas mais tolerantes. Um dos genes-alvo que se mostraram importantes para ser utilizado nessa estratégia é o de uma ATPase vacuolar, clonado e caracterizado recentemente por nosso grupo. Com essa sequência, foi possível se fazer uma prova de conceito em alface geneticamente modificada para expressar dsRNA correspondentes a esse gene. Os resultados mostraram que essa estratégia foi muito efetiva. A população de mosca brancas que se alimentou em plantas de alface expressando esses siRNA foi rapidamente reduzida. Além disso, para uma postura de 300 ovos nas plantas controle, apenas se observou 20-30 ovos nas plantas de alface expressando v-ATPase-siRNA. Em adição, na geração seguinte, não houve sobrevivência de insetos adultos. O objetivo desse projeto é a geração de plantas transgênicas de tomateiro com essa estratégia. Além da geração de uma tecnologia importante para a cultura do tomateiro, poderá ser uma demonstração de que essa estratégia tem potencial para ser extrapolada para outras espécies, como a soja, o feijoeiro e algodoeiro.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco José Pegado Abílio

Ciências Humanas

Educação
  • educação ambiental em uma unidade de conservação no bioma caatinga - semiárido paraibano: do saber contextualizado à formação continuada de professores
  • A Formação Docente é um processo contínuo e precisa ser entendida como algo que faz parte dos diversos componentes relacionados à Escola. Nesse sentido investir em Projetos de Formação Continuada de Professores contextualizada para o ambiente Semiárido (região do Cariri da Paraíba) poderá contribuir para a ressignificação da práxis pedagógica. Esse projeto tem como objetivo geral desvelar princípios teórico-metodológicos para a efetivação de uma Educação Ambiental (EA) contextualizada para o Bioma Caatinga a partir de processos de formação continuada de professores. A abordagem metodológica será qualitativa e utilizar-se-á os pressupostos da Pesquisa Colaborativa. Para a implantação do projeto, que terá a duração de 36 meses, será levantado o conhecimento sobre a biodiversidade do Bioma Caatinga e a importância da RPPN Fazenda Almas na conservação desta biocenose, tendo como foco Professores de escolas da zona urbana e rural do município de São José dos Cordeiros – PB, em média 37 atores sociais, assim como orientar e fornecer suporte teórico e prático a estes atores sociais (totalizando 36 vivências pedagógicas), contribuindo tanto para a melhoria das condições do processo ensino aprendizagem no âmbito escolar, como para o exercício da pesquisa e da cidadania. Durante o desenvolvimento das atividades previstas neste projeto pretende-se contribuir para uma EA crítica/reflexiva colaborando para a formação continuada de professores, com ênfase em estudos na RPPN Fazenda Almas, assim como buscaremos contribuir para que estes professores se tornem membros dinamizadores da necessária Conservação da biodiversidade deste bioma.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Kennedy Silva dos Santos

Ciências Humanas

Geografia
  • aprendizagem geográfica na docência em geografia e as redes digitais na educação básica
  • Esta pesquisa, intitulada Aprendizagem Geográfica na Docência em Geografia e as Redes Digitais na Educação Básica insere-se no campo das investigações que elegem o ensino de Geografia e o uso das Redes Digitais como possibilidade de mediação pedagógica para a prática docente. A investigação visa compreender a mudança operada no trabalho docente dos professores de Geografia da educação básica, na rede pública estadual de Pernambuco no plano de suas representações diante da integração das Redes Digitais no ensino de Geografia, de suas atitudes diante desse novo modo de mediação pedagógica, de suas práticas pedagógicas na sala de aula para formação dos conceitos geográficos. Elegemos como principal problema: Como os professores de Geografia das escolas estaduais de tempo integral, localizadas no estado de Pernambuco, tem se apropriado das redes digitais no seu fazer pedagógico? O percurso metodológico se dará em duas fases, constituída de 4 etapas. Para cada fase adotaremos abordagens distintas (quantitativa e qualitativa), porém complementares, levando em consideração os objetivos e finalidades do estudo. Assim, utilizaremos dos seguintes procedimentos: a revisão bibliográfica e levantamento documental; aplicação de questionários com questões fechadas por meio do uso do survey; realização de entrevista semi-estruturada e de explicitação a partir de grupos focais e oficinas de saberes; e a observação não participante. Para análise e tratamento dos dados, optaremos pela a análise de conteúdos. Os dados serão tabulados, usando-se software específico de categorização que suporte métodos de pesquisa qualitativa e mista como o ‘NVivo’, onde serão produzidos tabelas e gráficos, que posteriormente serão analisados e categorizados, por meio da triangulação dos dados.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Linhares Fonteles Neto

Ciências Humanas

História
  • jesuíno brilhante o bandoleiro dos sertões do norte do brasil no século xix
  • O projeto de pesquisa ora apresentado tem como proposta realizar um estudo sobre o banditismo rural, um tipo de crime muito comum nas províncias do Norte do Brasil. Para atingir nossos objetivos, pretendemos explorar a fase mais famosa, porém menos estudada do fenômeno, nos referimos à segunda metade do XIX, período mais clássico em que aconteceu de forma endêmica, geralmente em momentos de crise, agudizados por brigas de famílias, disputas políticas ou pelas secas. Esse cenário foi propício para romantizar determinados bandoleiros, com suas ações monumentalizadas nas canções dos menestréis que ecoaram pelos sertões, na literatura naturalista, no folclore e na historiografia. De forma específica, nos dedicaremos ao bandoleiro Jesuíno Alves de Melo Calado, mais conhecido por Jesuíno Brilhante, e às suas ações praticadas nas províncias do Rio Grande do Norte, Ceará e Paraíba. Nosso intuito, entretanto, é fugir de uma visão cristalizada que o coloca em uma condição de “bom bandido” e revelar um outro Jesuíno pouco conhecido, mas muito mais humano.
  • Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Locks Neto

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • exposição biomecânica de agricultores a fatores de risco musculoesquelético em ambiente real: investigação no vale do rio são francisco – pernambuco
  • O trabalho agrícola está associado com queixas dolorosas musculoesqueléticas em regiões de pescoço, ombros, punhos, mãos, coluna lombar e joelhos. Tais queixas tem sido reportadas na literatura, porém tem-se pouca informação sobre possíveis fatores biomecânicos envolvidos na dor de origem ocupacional. Estudos prévios observaram que a manutenção da postura em pé, inclinação repetitiva o tronco e trabalho com braços elevados acima do ombro são possíveis fatores de risco para dor musculoesquelética em trabalhadores agrícolas. No entanto, tais análises tem sido tradicionalmente feitas a partir do autorrelato das posturas adotadas durante o trabalho, bem como com estudos observacionais. Sabe-se que o uso de medidas diretas apresenta maior acurácia e precisão das mensurações, o que reflete de forma mais fidedigna os padrões biomecânicos aos quais estes trabalhadores estão submetidos. Porém, não se tem conhecimento de estudos realizados com o uso de medidas diretas para investigação da relação entre a biomecânica ocupacional do trabalho agrícola com sintomatologia dolorosa dos trabalhadores. Sendo assim, o presente estudo tem por objetivo avaliar a associação entre posturas e atividades físicas adotadas durante o trabalho agrícola mensuradas por meio de medidas diretas com o relato de sintomatologia dolorosa de origem musculoesquelética de forma transversal e longitudinal. Participarão do estudo trabalhadores agrícolas do Vale do Rio São Francisco no município de Petrolina – Pernambuco. Será realizada avaliação das posturas e atividades físicas adotadas durante um dia regular de trabalho por meio de quatro acelerômetros triaxiais posicionados em coluna torácica, membro superior dominante e membro inferior dominante. Também será registrada a atividade cardíaca dos trabalhadores por meio de avaliação eletrocardiográfica. Além disso, os trabalhadores responderão a um questionário padronizado sobre informações sociodemográficas e ocupacionais, além de itens sobre saúde geral, psicossocial, afastamentos, atividade física e atividade doméstica. O relato de dor será registrado utilizando uma versão adaptada do Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares. Também serão avaliados: nível de atividade física (Questionário Internacional de Atividade Física – IPAQ); fatores psicossociais no trabalho (Escala de Estresse no Trabalho e Escala Utrecht de Engajamento no Trabalho); e avaliação de fadiga relacionada ao trabalho (Escala de Necessidade de Descanso). Além disso, será realizado um exame físico para diagnóstico de condições musculoesqueléticas. O registro de dor será avaliado longitudinalmente, por um ano, no intuito de compreender a interação das características sazonais do trabalho agrícola com a sintomatologia dolorosa. Os dados serão analisados estatisticamente por meio de regressões lineares ou logísticas, adotando-se um nível de significância de 5% (P < 0.05). Com esses dados, pretende-se desenvolver estratégias de intervenção ergonômica voltada para o trabalhador agrícola para prevenção de lesão musculoesquelética.
  • Universidade de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Luiz dos Santos

Outra

Multidisciplinar
  • seminário intermunicipal de ciência e tecnologia na educação: criando soluções sustentáveis para problemas do cotidiano
  • Intercâmbio entre os municípios Recife, Olinda e São Lourenço da Mata para trocas de experiências educacionais e debates envolvendo o tema da SNCT - Semana Nacional de Ciência e Tecnologia: “A transversalidade da Ciência, Tecnologia e Inovação para o planeta”. Compõem o evento, palestras, oficinas e socializações de experiências entre professores e estudantes das três redes educacionais envolvidas, sendo as socializações em formato de mesa redonda. As palestras serão proferidas por professores e professoras convidados(as) de universidades e outras instituições, as oficinas e trabalhos socializados são produções vivenciadas no âmbito dos Laboratórios de Ciência e Tecnologia das escolas, das salas de aula e de setores educacionais das Secretarias de Educação, a exemplo de Robótica Educacional/Laboratório de Tecnologia e Inovação para a Sustentabilidade, preferencialmente com foco no subtema (Criando soluções sustentáveis para problemas do cotidiano). O seminário será organizado na modalidade híbrida oferecendo atividades presenciais e remotas, sendo as presenciais adequadas às exigências sanitárias impostas pela pandemia da Covid-19.
  • Prefeitura Municipal de Recife - PE - Brasil
  • 20/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Francisco Palma Rennó

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • silagem de planta inteira de soja (glycine max l merrill) na alimentação de vacas em lactação
  • A utilização de alimentos conservados, dentre eles a silagem, data do início do século passado, quando o objetivo era a garantia de alimento para os animais em épocas de escassez de pastagens. Atualmente, a silagem deixou de ser considerada um alimento alternativo e passou a ser necessária para alcançar altos níveis de produtividade. A silagem pode ser confeccionada a partir de qualquer forrageira, desde que sejam respeitados alguns pré-requisitos, os quais garantem um bom processo fermentativo no interior do silo. Embora ainda pouco difundida, a silagem de espécies leguminosas tem despertado interesse de pesquisadores no mundo inteiro. A soja (Glycine maxx L. Merril), por possuir altas concentrações de proteína, energia e fibra potencialmente digestível, além de seu manejo estar consolidado em todas as regiões do país é uma cultura de interesse no âmbito da nutrição de ruminantes. Na literatura existem estudos com informações que acerca do potencial de utilização da silagem de soja de planta inteira (cultivares, ponto de colheita e composição bromatológica), na alimentação de ruminantes. Contudo, poucos estudos avaliaram seu efeito sobre o desempenho animal, sendo os resultados ainda pouco consistentes. O presente estudo será desenvolvido em dois experimentos. Os objetivos do Experimento 1 são avaliar o efeito da inclusão de melaço em pó e inoculante microbiano associado a diferentes pontos de colheita da cultura da soja para produção de silagem. Os objetivos do Experimento 2 são avaliar os efeitos da utilização de níveis crescentes de silagem de planta inteira de soja nas dietas de vacas em lactação sobre o consumo, digestibilidade aparente total dos nutrientes, produção e composição do leite, fermentação ruminal, perfil de ácidos graxos no leite, parâmetros sanguíneos, síntese de proteína microbiana, balanço de nitrogênio e no comportamento ingestivo. As hipóteses do presente estudo são: 1) A inclusão de aditivos químicos e biológicos podem melhorar a qualidade fermentativa da silagem de planta inteira de soja, independentemente do ponto de colheita; 2) A inclusão da silagem de planta inteira de soja, nas dietas de vacas leiteiras, não altera o consumo de nutrientes e a produção de leite, ao substituir parcialmente a silagem de milho.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Rafael Martins Laurindo

Ciências da Saúde

Medicina
  • proteína dissulfeto isomerase (pdi)-a1 peri/epicelular: um novo alvo terapêutico potencial no aneurisma de aorta
  • Aneurismas vasculares constituem um tipo de remodelamento expansivo exacerbado, em que o maior ponto de degradação ocorre na parte externa do vaso, acarretando alta morbi-mortalidade e constituindo uma necessidade terapêutica não contemplada. Mecanismos que coordenam remodelamento vascular envolvem processos de mecanoadaptação e nosso grupo tem mostrado evidência de que vias redox de sinalização regulam tais processos. Em particular, ditiol-proteínas da família da proteína dissulfeto isomerase (PDIs), da superfamilíia das tiorredoxinas, têm efeito na regulação redox do citoesqueleto e matriz extracelular. Mostramos que a fração extracelular da PDIA1 (PDI epi/pericelular ou pecPDI) contribui para remodelamento expansivo do vaso durante reparação vascular. Postulamos que pecPDI contribua para a fisiopatologia de aneurismas de aorta. Nosso objetivo é investigar o efeito da inibição da pecPDI em dois modelos de aneurisma de aorta, torácica e abdominal, causados por distintos mecanismos fisiopatológicos, explorando possíveis vias redox envolvidas nesse processo. Os objetivos específicos são: 1) Validar em nosso modelo a inibição farmacológica da pecPDI com compostos flavonóides amplamente documentados em outros modelos na literatura, controlando com agliconas antioxidantes sem capacidade inibitória da pecPDI. Avaliar efeitos desses inibidores na progressão do aneurisma de aorta torácica induzido no camundongo C57BL/6 pelo inibidor de lisil-oxidase beta-aminopropio-nitrilo (BAPN), avaliando alterações ecocardiográficas in vivo, estrutura histopatológica, propriedades viscoelásticas e expressão de proteínas associadas à fisiopatologia da dissecção (p.ex. metaloproteinases de matriz); 2) Estudar efeitos da inibição farmacológica da pecPDI na progressão do aneurisma de aorta abdominal, analisando as mesmas variáveis investigadas no objetivo (1); 3) Explorar, em modelo selecionado nos objetivos (1) e (2), mecanismos envolvidos no desenvolvimento do aneurisma e resposta ao tratamento, em ambos os modelos, focando no estudo da produção de oxidantes e equilíbrio tiol-dissulfeto; expressão e ativação de Nrf2 e seus alvos secundários; expressão de NADPH oxidases específicas; modulação redox de integrinas. Estes resultados têm o potencial de mostrar mecanismos relevantes à gênese do aneurisma e gerar dados de potencial relevância pré-clínica.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Ricardo da Cunha

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • investigação da dinâmica de gotas polarizadas e da reologia de emulsões magnéticas diluídas sujeitas a cisalhamento e campo
  • Neste projeto investiga-se a conexão entre a microfísica na escala de uma gota magnética com a resposta macroscópica reológica desse material complexos. Desenvolve-se um estudo integrado que combina modelagem, simulações numérica , usando front-capturing method (Level Set) e experimentos envolvendo microscopia e reometria para caracterização de estruturas e medidas de quantidades viscométricas e viscoelásticas. Simulações numéricas inovadoras de escoamentos bifásicos com uma fase magnética (gotas) é usada para se investigar o comportamento de emulsões magnéticas diluídas em combinação com metodologias experimentais envolvendo microscopia (micro escala) e reometria (macro escala). Com estes estudos tanto no domínio de computação numérica como experimental espera-se ganhar suporte para formulação de modelos simplificados para descrição constitutiva desses materiais na presença de efeitos magnéticos. Ao mesmo tempo os experimentos serão da maior relevância para validação dos resultados gerados com a nova técnicas de computação numérica baseada em front-capturing method adotada além de prover suporte para a própria modelagem teórica e explicação dos mecanismos físicos envolvendo no estudo da deformação, orientação e tensão de gota magnética. A pesquisa analítica, computacional e experimental explorada aqui inclui também estudos micro-físicos do problema de duas gotas interagindo em cisalhamento na presença de um campo magnético externos.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Silvestre Brilhante Bezerra

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • avaliação da eficácia de vacinas recombinantes de subunidade e de bacterina enriquecida com proteínas recombinantes associadas ao adjuvante saponina no combate à linfadenite caseosa em caprinos
  • Nos últimos anos, formulações vacinais contendo antígenos recombinantes de Corynebacterium pseudotuberculosis vem sendo testadas. No entanto, apesar de alguns desses alvos terem apresentado resultados promissores, a maioria desses trabalhos tem se limitado a avaliação em modelo murino, sendo escassos os dados sobre o comportamento de vacinas recombinantes de subunidade em pequenos ruminantes. Assim, o presente projeto objetiva avaliar o potencial imunoprotetor de vacinas contendo as proteínas recombinantes rCP01850 ou rCP09720 de C. pseudotuberculosis associadas ou não a bacterina e formuladas com o adjuvante saponina em caprinos. As proteínas rCP01850 e rCP09720 serão expressas de forma heteróloga em Escherichia coli, purificadas, e testadas quanto à sua imunogenicidade através de Western blot utilizando soros de animais com linfadenite caseosa (LC) clínica e livres da doença. Para os experimentos de imunização e desafio, serão utilizados 15 caprinos nativos e soronegativos para a LC, que serão divididos em 5 grupos de 3 animais cada. Os animais serão distribuídos randomicamente nos seguintes grupos: G1, inoculado com saponina (grupo controle); G2, imunizado com rCP01850 associado ao adjuvante saponina; G3, imunizado com rCP01850 associado ao adjuvante saponina e bacterina da cepa Cp1002; G4, imunizado com rCP09720 mais saponina; e, G5, imunizado com rCP09720 associada a saponina e a bacterina da cepa Cp1002 (G5). Serão administradas 2 doses de cada tratamento por via subcutânea (s.c.), intervaladas por 21 dias. O desafio será realizado no 42º dia do experimento através da inoculação por via s.c. de 105 UFC da cepa virulenta MIC6 de C. pseudotuberculosis. Os animais desafiados serão avaliados clinicamente por 12 semanas, e ao final deste período serão necropsiados. Linfonodos e órgãos internos serão avaliados quanto à presença de lesões, e amostras serão tomadas para a análise histopatológica, cultivo bacteriano, bem como para a extração de DNA e realização de PCR. Amostras de sangue serão coletadas dos caprinos um dia antes da primeira imunização (dia 0), e semanalmente até o final do experimento objetivando a realização de ELISA para a detecção de anticorpos anti-rCP01850, anti-rCP09720, bem como para a quantificação de IFN-γ. Espera-se, com a execução deste projeto, a obtenção de uma formulação eficiente contra LC para uso em caprinos, a publicação de 2 artigos internacionais, a obtenção de 1 patente e a capacitação de estudantes.
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Souto de Sousa Júnior

Outra

Divulgação Científica
  • teatro científico como ferramenta para divulgação do ensino de química no nordeste.
  • O uso da divulgação científica como instrumento pedagógico é o tema do nosso projeto. Partindo da perspectiva de trazer para a educação em ciências e em química o teatro aliado à experimentação como ferramenta pedagógica para despertar o interesse dos alunos, cativá-los para os temas propostos pelos professores e ampliar a capacidade para o aprendizado. O projeto vai ser desenvolvido na região semiárida do nordeste que é extremamente deficiente em estruturas técnicas (Laboratórios) nas suas escolas, centrando o ensino de química na apresentação de conceitos científicos, sem incluir situações reais, o que pode tornar o ensino pouco motivador para o aluno. Nesse sentido, o objetivo do projeto é criar um grupo de teatro científico com alunos de licenciaturas, buscando divulgar a ciência nas escolas da região do semiárido nordestino. No caso específico, pretende-se divulgar a química e seus conceitos usando a linguagem do teatro aliado a experimentação.
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Thiago Rocha Vasconcelos

Ciências Humanas

Sociologia
  • o sistema de justiça criminal no maciço de baturité/ce: a construção do inquérito policial e do processo judicial para crimes de homicídio
  • A pesquisa incidirá sobre três eixos de análise de concepções e práticas: 1) atendimento ao público e registro do Boletim de Ocorrência; 2) análise do processo de negociação e classificação na construção do Inquérito Policial; 3) relações da Polícia Civil com demais organizações do SJC, em especial Polícia Militar e Ministério Público. Três fontes principais de referência teórica serão consideradas: a compreensão do SJC como “sistema frouxamente articulado”; o padrão inquisitorial do processo investigativo; e as análises do fluxo SJC e seus “gargalos” com atenção para o tempo e fluxo do processo. O trabalho de campo será feito com base no cruzamento de análise etnográfica, entrevistas semiestruturadas e grupos focais e sistematização do fluxo do SJC. A hipótese do estudo é o do agravamento dos entraves no fluxo do SJC na região nos últimos dez anos em decorrência de quatro fatores: 1) precarização e baixo investimento na Polícia Civil; 2) disjunções organizacionais entre planejamento da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e Secretaria de Justiça (SEJUS); 3) crescimento do número de homicídios na região, em decorrência das transformações sociais do crime no Ceará; 4) construção da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), originando novo patamar quantitativo e qualitativo de demandas (crimes sexuais, racismo e xenofobia). Há, por conseguinte, um aumento das demandas de investigação, administração de conflitos e manutenção da ordem que constrange o SJC. A sua não adequação a estes fatores agrava os sentimentos de impunidade, relativos ao tempo de espera por justiça, e possibilita a reiteração dos padrões de resposta: resistência à mudança por parte dos atores do SJC, descrença popular no SJC e demandas por soluções repressivas e punitivistas (legais ou extra-legais).
  • Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - CE - Brasil
  • 18/02/2019-31/10/2023
Foto de perfil

Francisco Tiago de Vasconcelos Melo

Ciências Biológicas

Zoologia
  • diversidade e estrutura de comunidades de helmintos parasitos de anfíbios da amazônia ocidental brasileira
  • A herpetofauna é um grupo formado por anfíbios e répteis e ocupa quase todos os hábitats terrestres. Dentre esses grupos de vertebrados, na região amazônica, os anfíbios se destacam por abrigar cerca de 80% das espécies conhecidas para o Brasil. Estudos relacionando a sistemática, biologia e ecologia destes animais são frequentes, e tem crescido nos últimos anos o entendimento da diversidade da fauna parasitária desses hospedeiros. No entanto, ainda se faz necessário compreender melhor aspectos ecológicos da fauna parasitária e suas associações ambientais para depreender melhor os aspectos da relação entre parasitas e hospedeiros. Poucos estudos relacionam fatores ambientais com a presença de espécies de parasitas em um dado ambiente e as questões relacionadas à estruturação do hábitat nas comunidades de hospedeiros e seus parasitos são muito pouco compreendidas, sendo conhecido o fato de que parasitas de anuros podem nos trazer informações relevantes em estudos evolutivos e biogeográficos, sendo também importantes ecologicamente como indicadores de habitat, nas interações tróficas e no comportamento reprodutivo de seus hospedeiros. Assim, o presente projeto objetiva descrever as espécies de parasitos de anfíbios da Amazônia brasileira, além de avaliar a distribuição vertical de diferentes taxa de helmintos presentes nas espécies de anuros hospedeiros para discutir aspectos relacionados ao padrão de distribuição agregada dos parasitas, analisando as causas que determinam essa distribuição e suas implicações para a dinâmica populacional da interação hospedeiro-parasita.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Vassiliepe Sousa Arruda

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • avaliação do potencial antibacteriano e antifúngico de moléculas purificadas de plantas da caatinga e seu efeito combinado com antibióticos e antifúngicos sobre biofilmes de bactérias e leveduras patogênicas
  • Biofilmes podem ser definidos como comunidades microbianas complexas que interagem e se estabelecem em superfícies bióticas ou abióticas, nas quais as células microbianas encontram-se encrustadas no interior de uma matriz de substâncias poliméricas extracelulares (SPE), a qual é produzida pelas próprias células. Na verdade, os biofilmes tem sido considerados como estratégias microbianas para a sobrevivência em ambientes adversos, uma vez que muitas vantagens são fornecidas para as células consorciadas. Várias doenças humanas como cárie, otite média, fibrose cística estão relacionadas com a presença de biofilmes. É certo que vários micro-organismos tem adquirido mecanismos de resistência contra a agressão por antimicrobianos convencionais. Desta forma, a resistência a múltiplas drogas antimicrobianas tem sido cada vez mais observada nos micro-organismos. É exatamente neste cenário que o Brasil se apresenta como um dos países com a maior biodiversidade do mundo. Afinal de contas, já são quase 60 mil espécies vegetais catalogadas, muitas delas pertencentes a Caatinga, um bioma tipicamente brasileiro que ocupa mais de 50% da região nordeste do Brasil. A presente proposta busca avaliar o potencial antimicrobiano (antibiofilme) de moléculas isoladas a partir de plantas da Caatinga sobre cepas de bactérias e leveduras patogênicas para seres humanos. Para este propósito, serão realizados ensaios in vitro buscando determinar o efeito de tais moléculas sobre a formação de biofilmes e sobre os biofilmes pré-formados de tais bactérias e leveduras. Em adição, o efeito citotóxicos de tais moléculas serão igualmente avaliados.
  • Centro Universitário UNINTA - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Wirley Paulino Ribeiro

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de biossensores fotoeletroquímicos para determinação de biomarcadores de câncer
  • O número de novos casos, dos mais diversos tipos de câncer tem aumentado em todo mundo. Nesse caso, surge a necessidade do desenvolvimento de procedimentos eficientes para o diagnóstico precoce do câncer, pois, pode resultar em impactos positivos sobre a saúde humana e qualidade de vida. Especificamente, nos últimos anos, as doenças na próstata: prostatite, hiperplasia prostática e câncer tem recebido atenção no que concerne o desenvolvimento de metodologias voltadas para a detecção do antígeno prostático específico (PSA). Nesse contexto, os biossensores fotoeletroquímicos apresentam-se como dispositivos promissores para a determinação dos biomarcadores dos mais variados tipos de doenças. Isso é possível devido a eficiente imobilização do anticorpo sobre a superfície do material semicondutor dando origem ao imunossensor (biossensor por afinidade). A análise fotoeletroquímica é um procedimento recém desenvolvido com interessantes aplicações em química analítica. Esse novo procedimento apresenta vantagens, tais como: a redução do sinal de fundo não desejado, elevada sensibilidade, possibilidade de miniaturização dos dispositivos de detecção, baixo custo, portabilidade e fácil automação. Na detecção fotoeletroquímica, a interação entre a espécie química e elétronlacuna fotogerados no semicondutor irradiado por luz leva a mudança de fotocorrente, aumento ou diminuição, dependendo do mecanismo de resposta, essa alteração na fotocorrente pode ser relacionada com a concentração do analito de interesse. Nesse contexto, o desenvolvimento de imunossensores fotoeletroquímicos baseados em BiVO4 e/ou WO3 (semicondutores do tipo-n de fácil produção) combinados com nanopartículas de ouro (NpAu) para a determinação de PSA pode ser considerado como promissor tema de pesquisa. Portanto, o presente projeto de pesquisa tem por objetivo principal desenvolver imunossensores fotoeletroquímicos inéditos, baseados nos semicondutores BiVO4 e WO3 aliados às NpAu, para determinação do PSA, biomarcador de câncer e outras doenças da próstata. A proposta também contempla metas que se dividem em formação e qualificação de recursos humanos, produção intelectual, colaborações interinstitucionais e fortalecimento do campo da pesquisa/inovação dentro da Universidade Federal do Cariri-UFCA.
  • Universidade Federal do Cariri - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francivaldo Alves Nunes

Ciências Humanas

História
  • ocupação da terra, paisagem e produção rural nos aldeamentos e colônias agrícolas do pará, décadas de 1840-1880
  • Este projeto objetiva analisar os mecanismos de ocupação da terra no interior dos núcleos coloniais e aldeamentos do Pará, entre as décadas de 1840 e 1880, e ainda identificar os produtos rurais resultantes desse processo de colonização.Assim, a pesquisa busca desvelar a estrutura fundiária desses espaços coloniais, a partir dos registros de concessão de lotes agrários, estatística de produção e listagens de ferramentas e equipamentos fornecidos a colonos e índios. Pretende-se descrever a paisagem construída pelas atividades econômicas desenvolvidas pelas ações colonizadoras, que tinham nas aldeias e colônias agrícolas espaços de execução. A pesquisa quer entender, portanto, de que maneira essa ocupação engendrou conflitos e compreensões em torno ao acesso, uso da terra e os valores que seus ocupantes (índios e colonos) foram construindo nesses espaços.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Franco de Matos

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • desenvolvimento de tecnologia social para a elaboração de modelo de cooperativas de prestação de serviços autônomos – aplicação de piloto na cidade estrutural (df)
  • Um dos principais desafios da estruturação de projetos e políticas de geração de emprego e renda para populações de baixa renda, como é o caso dos beneficiários do CadÚnico é garantir o apoio a outras formas de inserção econômica da população que não consegue obter colocação no mercado formal de trabalho. Cabe ao poder público e à sociedade apoiar a implementação de novas tecnologias sociais e instrumentos de política que apoiem iniciativas coletivas de inclusão produtiva, no âmbito da Economia Solidária, assim como iniciativas individuais de inserção no mundo do trabalho na forma de auto emprego, empreendedorismo, empreendedorismo e cooperativismo. O projeto de desenvolvimento de tecnologia social ora apresentado tem como objetivo a construção de um modelo de criação de Cooperativas de Prestação de Serviços Autônomos (CooPSA), com vistas a organizar e gerar oportunidades de inclusão produtiva para desempregados de baixa renda (especificamente inscritos no CadÚnico), a partir da integração de duas outras tecnologias sociais estabelecidas no país: i) a Intermediação de Trabalho Autônomo, tecnologia social desenvolvida pelo Instituto do Desenvolvimento do Trabalho (IDT-CE), denominado Centro de Trabalhadores Autônomos (CTA), operado como parte integrante do Sistema Público de Emprego e; ii) a incubação de cooperativas de trabalho cuja metodologia foi sistematizada pela Rede de Incubadora de Cooperativas Populares (ITCP). Justifica-se a importância deste projeto, pois embora as dificuldades de inserção da população de mais baixa renda no mercado formal de trabalho seja uma realidade, são raros os projetos e políticas de trabalho voltados para os trabalhadores autônomos e informais. E dentre aqueles existentes, como o caso do CTA ou da atividade de microcrédito, não existem iniciativas que procurem integrar estes instrumentos à organização dos trabalhadores. Da mesma forma, as ações desenvolvidas pelas incubadoras de cooperativas não têm como enfoque o desenvolvimento de prestação de serviços típicos de autônomos, que são formas de inclusão produtiva usualmente praticadas pela população de baixa renda. Portanto, a integração destas duas experiências constituirão uma nova tecnologia social capaz de: i) estruturar uma central de prestação de serviços autônomos, operada pela própria comunidade, com vistas à potencializar e fortalecer a prestação de serviços tipicamente autônomos; ii) organizar esta prestadora de serviços na forma cooperativa, garantindo a qualidade do trabalho e dos serviços prestados, com autonomia econômica e corporativa.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 01/12/2018-30/11/2021