Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Simone Nunes de Carvalho

Ciências Biológicas

Morfologia
  • efeitos da terapia celular e do secretoma de células-tronco mesenquimais na doença hepática: estudo in vivo e in vitro
  • A doença hepática crônica está associada com a substituição do parênquima funcional do fígado por tecido fibroso, levando à perda da função hepática progressiva até o estágio de cirrose, condição que normalmente exige o transplante de fígado para garantir a sobrevida do paciente. Portanto, é grande a necessidade de terapias que possam aumentar a sobrevida de pacientes em espera por transplantes, ou até mesmo reverter mais rapidamente a lesão hepática. Nesse cenário, células da medula óssea adulta tem mostrado resultados promissores para o restabelecimento da função hepática, em modelos experimentais e ensaios clínicos. Apesar desses achados, permanece o questionamento sobre as vias pelas quais essas células contribuem para a regeneração hepática. Entre as hipóteses mais sugeridas e estudadas temos a da estimulação parácrina via interação celular direta e/ou secreção de vesículas extracelulares com componentes como proteínas de membrana, microRNAs e fatores de crescimento. Este estudo pretende comparar os efeitos da terapia com células totais de medula óssea com os efeitos da terapia com secretoma de células-tronco mesenquimais (CTM) de medula óssea após cultivo tridimensional em matriz de alginato, sobre a fibrose hepática induzida por colestase em modelo cirúrgico com camundongos, e em cultura de linhagem de hepatócitos previamente sensibilizados. Após os tratamentos, as amostras de tecido hepático ou culturas hepatócitos serão analisadas quanto ao perfil de citocinas por citometria de fluxo. O estresse oxidativo, biogênese mitocondrial e aspectos metabólicos dos hepatócitos serão avaliados durante a lesão e após a terapia celular. A compreensão sobre como esses fatores podem atuar sinergicamente e seus efeitos sobre hepatócitos e demais células do parênquima hepático é de fundamental importância para o aprimoramento e otimização da terapia celular para doença hepática crônica.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simone Patrícia Aranha da Paz

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • fertilizante de liberação lenta formulado a partir de termofosfato com aditivo de cinzas vegetais e aglomerados com bentonita magnesiana
  • O Brasil é reconhecido mundialmente por seu sucesso no agronegócio e por sua aptidão florestal, com condições edafoclimáticas favoráveis, disponibilidade de solos e tecnologia avançada. Porém, a sua produção de fertilizantes e o fornecimento de insumos agrícolas estabelecem um sistema antagônico, fazendo com que se recorra a importações, limitando assim a sustentabilidade do agronegócio e geração de energia limpa. Esses fatores colocam o Brasil entre os maiores consumidores mundiais de fertilizantes; sua taxa de crescimento anual de demanda por agrominerais tem superado a média mundial, sendo o quarto maior consumidor do chamado NPK. Quando o seu percentual de consumo é analisado com relação a cada nutriente, o K, N, P e S apresentam uma taxa de importação de 90, 75, 45 e 82%, respectivamente. A dependência do país por fertilizante só tem sido agravada, pois, além da agricultura, a demanda agroflorestal por fertilizante tem aumentado em detrimento da expansão do uso de biomassa tanto para a produção de biocombustíveis quanto para a produção de carvão vegetal para abastecer o setor siderúrgico e energético. Embora a utilização de biocombustíveis possibilite a compensação de emissão do gás carbônico (CO2) para a atmosfera, o seu uso crescente, principalmente sob a forma de carvão vegetal, tem contribuído para a geração de grandes volumes de cinzas, comumente não aproveitada. Historicamente, mais precisamente desde a revolução agrícola, as cinzas vegetais são utilizadas como fontes alternativas de nutrientes para a agricultura, porém a sua variabilidade composicional limita sua aplicação. Nesse contexto, com o objetivo de atender à demanda produtiva e redução de custos do agronegócio brasileiro, bem como, contribuir com a sustentabilidade da produção de fertilizante, o presente projeto objetivará: 1) qualificar as cinzas vegetais como fonte alternativa de macronutrientes (P, K, Ca, Mg) e, eventualmente, micronutrientes para uso na produção agrícola; e 2) testar uma Mg-bentonita como aglomerante do fertilizante fosfático calcinado juntamente com as cinzas, com foco na boa resistência à compressão dos grânulos, diminuição de higroscopicidade, aumento da capacidade de retenção de água e liberação lenta de nutrientes. Para tal serão utilizadas: 1) cinzas produzidas a partir de duas variedades de biomassa, caroços de açaí e cavacos, as quais são empregadas na geração de energia para produção de fertilizante fosfático calcinado; e 2) bentonita Formosa, uma variedade catiônica do tipo magnesiana, que ocorre no sul do Maranhão. Estes materiais serão submetidos a caracterização química, física e mineralógica, com posteriores análises de fertilidade.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simone Raposo Cotta

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • o uso de comunidades microbianas sintéticas (syncom) na melhoria da eficiência da fertilização fosfatada de plantas
  • A cobrança por parte da sociedade pelo desenvolvimento de tecnologias que promovam uma agricultura sustentável e economicamente viável vem crescendo nos últimos anos. Nesse contexto, novas pesquisas estão sendo desenvolvidas com o intuito de compreender as interações que são estabelecidas entre as plantas e os microrganismos no ambiente da rizosfera e, dessa forma, manipular esse microbioma com a finalidade de aumentar a produtividade agrícola. Partindo da premissa que quanto mais diverso e ativo for o sistema biológico dos solos melhor será o desenvolvimento da planta (utilizando o conceito de biodiversity-ecosystem functioning), o objetivo principal desse projeto consiste em avaliar o efeito da diversidade microbiana do solo e da rizosfera sobre os mecanismos microbianos de disponibilização de fósforo para a planta (solubilização e mineralização) e estabelecer qual seria o microbioma mínimo necessário para que o processo de disponibilização desse nutriente não seja comprometido. Utilizando esse “microbioma mínimo” como referência, será construída uma comunidade sintética (SynCom) com o intuito de promover a fertilização fosfatada para a planta. Essa comunidade sintética será avaliada em relação a sua sobrevivência, estabilidade, funcionalidade e eficiência na disponibilização de fósforo em experimentos que serão desenvolvidos em casa de vegetação. Desta forma, o presente projeto propõe-se a gerar conhecimento fundamental para a formulação de bioinoculantes mais eficientes, pois leva em consideração a diversidade biológica do sistema e as interações estabelecidas entre microrganismos e microrganismos x plantas para a melhora na nutrição vegetal.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simone Sacramento Valverde

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • produção e qualificação de ifavs e sqrs a partir de plantas medicinais da biodiversidade brasileira, família asteraceae, arnicas brasileiras, (gêneros solidago, chromolaena) para o desenvolvimento de fármacos e medicamentos com potencial atividade para o
  • MUITAS PLANTAS MEDICINAIS DA FAMÍLIA ASTERACEAE SÃO CONSIDERADAS “ARNICAS BRASILEIRAS”, ESSAS ESPÉCIES APRESENTAM VASTO EMPREGO POPULAR E OFICINAL, SENDO INVESTIGADAS CIENTIFICAMENTE QUANTO ÀS SUAS ATIVIDADES BIOLÓGICAS E FARMACOLÓGICAS RELACIONADAS AOS SEUS MARCADORES QUÍMICOS SESQUI E DITERPENOIDES E/OU FLAVONOIDES. A DEFINIÇÃO “ARNICA” CONSIDERA PRINCIPALMENTE A AÇÃO DESSAS PLANTAS MEDICINAIS COMO VULNERÁRIAS, NO TRATAMENTO DE CONTUSÕES E FERIDAS, COMO ACONTECE COM ESSAS ESPÉCIES UTILIZADAS COMO SUCEDÂNEAS DA ARNICA MONTANA: SOLIDAGO CHILENSIS MEYEN (ARNICA DO CAMPO); PSEUDOBRICKELLIA BRASILIENSIS (SPRENG.) R.M. KING & H.ROB. (ARNICA DO MATO), ACMELA BRASILIENSIS . (WEDELIA PALUDOSA, SPHAGNETICOLA TRILOBATA) (PSEUDO-ARNICA, ARNICA DO MATO), CALEA UNIFLORA LESS (ARNICA DA PRAIA), CHAPTALIA NUTANS (L.) POLÁK (ARNICA DO CAMPO), POROPHYLLUM RUDERALE (JACQ.) CASS. (ARNICA PAULISTA), LYCHNOPHORA PINASTER MART., LYCHNOPHORA ERICOIDES MART. AND LYCHNOPHORA SALICIFOLIA MART. (ARNICAS). NESTE PROJETO É PROPOSTA A PRODUÇÃO E CONTROLE DE INSUMOS FARMACÊUTICOS ATIVOS VEGETAIS (IFAVS) A PARTIR DE DUAS ESPÉCIES DE ARNICAS EM CULTIVO DEDICADO NA FIOCRUZ, NA PLATAFORMA AGROECOLÓGICA DE FIOTOMEDICAMENTOS (PAF) E FÓRUM ITABORAÍ (FIT): SOLIDAGO CHILENSIS (SC) E CHROMOLAENA ODORATA (CO), PARA O FOMENTO DOS PROJETOS DESENVOLVIDOS NO LAQMED (DPN) DESDE 2008, POR EQUIPE MULTIDISCIPLINAR DA QUAL PARTICIPAM BIÓLOGOS, AGRÔNOMOS E FARMACÊUTICOS. PARA O DESENVOLVIMENTO DOS IFAVS, CONSIDERA-SE O LEVANTAMENTO CIENTÍFICO REALIZADO EM BASES DE DADOS, A EXPERIÊNCIA DA EQUIPE RELACIONADA NESSE PROJETO QUE INCLUI TÉCNICOS, TECNOLOGISTAS, ALUNOS DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO LATO E STRICTO SENSU, OS TRABALHOS APRESENTADOS EM CONGRESSOS E ARTIGOS EM REVISTAS CIENTÍFICAS, ALÉM DA INFRAESTRUTURA TECNOLÓGICA DISPONÍVEL. O MANEJO SUSTENTÁVEL DAS ESPÉCIES VEGETAIS, ATRAVÉS DA UTILIZAÇÃO DE ÓRGÃOS RENOVÁVEIS COMO FLORES E FOLHAS, BEM COMO DADOS ACERCA DA SAZONALIDADE E BIOATIVIDADE DOS EXTRATOS E SUBSTÂNCIAS MARCADORAS QUÍMICAS E BIOLÓGICAS PRODUZIDAS A PARTIR DESTAS SÃO CONSIDERADOS PARA O DESENVOLVIMENTO DOS IFAVS. ESSAS ESPÉCIES ESTÃO INSERIDAS EM PROJETO DESENVOLVIDO PELO PIT/FIOCRUZ (PROJETO DE ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE PLANTAS MEDICINAIS – APL / PETRÓPOLIS) NO QUAL AS FAMÍLIAS RESIDENTES NO QUILOMBO DO TAPERA RECEBEM ASSISTÊNCIA TÉCNICA PARA O CULTIVO DE ESPÉCIES VEGETAIS DE INTERESSE MEDICINAL, COMO A SC E A CO PARA MELHORAR AS CONDIÇÕES DE VIDA E SAÚDE DOS HABITANTES E PROMOVER SUA SUSTENTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL (FIT, 2014). AS PATOLOGIAS NAS QUAIS AS ARNICAS SÃO EMPREGADAS, CONSIDERAM PROCESSOS INFLAMATÓRIOS, ATIVIDADES IMUNOMODULADORAS E CICATRIZANTES, PROCESSOS ESSES, PRESENTES NA FISIOPATOLOGIA DAS LEISHMANIOSES E ESQUISTOSSOMOSES, OBJETO DESSE PROJETO. ENTRETANTO, O POTENCIAL SOBRE A INIBIÇÃO DA OVOPOSIÇÃO, A AÇÃO FAGODETERRENTE DE ARNICAS SOBRE AGENTES ETIOLÓGICOS DE PRAGAS EM CULTIVOS E DOENÇAS, ALÉM DESSAS ESPÉCIES SEREM CONSIDERADAS “INSETICIDAS VERDES”, TAMBÉM NOS INCITAM À INVESTIGAÇÃO DOS SEUS EXTRATOS, FRAÇÕES E SUBSTÂNCIAS ISOLADAS FRENTE AOS AGENTES ETIOLÓGICOS DA ESQUISTOSSOMOSE NO MEIO DE PROPAGAÇÃO. OS IFAVS PRODUZIDOS SERÃO AVALIADOS QUANTO AO PERFIL QUÍMICO, METABOLÔMICO DOS EXTRATOS, ISOLAMENTO DOS MARCADORES, CONTROLE DE QUALIDADE ATRAVÉS DE TÉCNICAS CROMATOGRÁFICAS, ESPECTROSCÓPICAS E ESPECTROMÉTRICAS DOS MARCADORES QUÍMICOS E/OU BIOLÓGICOS, QUALITATIVAMENTE, SEUS TEORES (EM MG/G DE EXTRATO OU FRAÇÃO), QUANTITATIVAMENTE, ATIVIDADES TERAPÊUTICAS E TOXICOLÓGICAS, VISANDO O DESENVOLVIMENTO DE FÁRMACOS E FITOTERÁPICOS DE BAIXO CUSTO E ACESSÍVEIS À POPULAÇÃO E AO SUS PARA O TRATAMENTO E CONTROLE DE LEISHMANIOSE E ESQUISTOSSOMOSE, ALÉM DE GARANTIR SUA SEGURANÇA, EFICÁCIA, CONTRIBUINDO COM O CUMPRIMENTO DA LEGISLAÇÃO SANITÁRIA VIGENTE.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 21/11/2017-30/11/2020
Foto de perfil

Simone Sehnem

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • inovação disruptiva, nível de maturidade e modelos de negócios de economia circular: um estudo em startups latino-americanas
  • Esta proposta de estudo parte do pressuposto de que a competitividade das empresas, especialmente aquelas atuantes com modelos de negócios de economia circular tem ampla relação com a inovação disruptiva. Em um ambiente dinâmico, globalizado e incerto, no qual competem empresas cujas premissas foram idealizadas para atuarem numa perspectiva de circularidade, a inovação disruptiva e o nível de maturidade do negócio fazem parte da base de constituição e atuação destas empresas. Acredita-se que a disrupção dos modelos de negócios e das práticas adotadas nas organizações contribui para o desenvolvimento de empresas circulares. Assim, os modelos de negócios de economia circular são vistos como mecanismos de tornar o planeta mais sustentável e otimizar o uso de recursos naturais, pensando novos produtos desde o design até a reintrodução como insumos em novas cadeias de produção. A perspectiva da desmaterialização e nível de maturidade também passam a ser valorados. Utilizando um estudo quantitativo com um método hipotético com coleta de dados realizada por meio de um levantamento com as melhores universidades da América Latina, este estudo objetiva analisar a relação entre inovação disruptiva, nível de maturidade e modelos de negócios de economia circular.
  • Universidade do Oeste de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simone Simionatto

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • epidemiologia e evolução da infecção pelo sars-cov-2 na população indígena do mato grosso do sul
  • As ações de controle da COVID-19, por se tratar de uma doença infecciosa de alta transmissibilidade, requerem estudos epidemiológicos e sistemas de vigilância populacionais que permitam a geração de estratégias efetivas de intervenções, principalmente nas populações mais vulneráveis. Dentre estas populações, está a população indígena, considerada vulnerável às epidemias. Dentre os desafios para reduzir a transmissão da doença, estão as questões culturais associadas a esta população, dificultando a aplicação de práticas como as de isolamento social e de higiene pessoal. Soma-se a esses fatores: a localização geográfica das aldeias próximas a centros urbanos (como é o caso das do município de Dourados/MS); o limitado acesso aos itens de saneamento básico; a indisponibilidade de água potável para muitas famílias; e o acesso limitado de informações relacionadas a doença. Tudo isso, evidencia a necessidade de ações estratégicas que evitem a entrada e disseminação do SARS-CoV-2 nas comunidades indígenas. Uma vigilância ativa e participativa, através da realização de testagem ampla dos indígenas, dos profissionais de saúde e dos trabalhadores do subsistema de saúde indígena, buscando detectar indivíduos sintomáticas e assintomáticos, promovendo o isolamento de doentes e seus contatos em tempo oportuno, são necessárias. O objetivo deste estudo visa avaliar a porcentagem de infectados pelo SARS-CoV-2 na população indígena do município de Dourados, bem como determinar a sua velocidade de expansão, taxa de letalidade e características imunológicas relacionadas ao seu desfecho, promovendo ações conjuntas com subsistema de saúde indígena para minimizar o impacto da doença nessa população. Paralelo a estas ações estamos propondo um estudo de epidemiologia molecular através do sequenciamento de cepas do SARS-CoV-2 circulantes na população, associando os dados genômicos do vírus com o desfecho clínico dos casos. Estudos sorológicos e moleculares serão utilizados para o diagnóstico da doença. Para isto, serão selecionados randomicamente 487 pacientes para testagem sorológica para detecção de anticorpos IgM/IgG contra SARS-CoV-2, através de teste rápido. Na existência de pacientes sintomáticos, serão coletados swabs nasais para o diagnóstico pela técnica de RT-PCR para detecção do SARS-CoV-2. Dos pacientes testados positivamente, serão coletados 4.5 ml de sangue para os ensaios sorológicos e imunofenotípicos. Os pacientes positivos, serão divididos em três grupos definidos de acordo com as condições clínicas leve, moderada e grave, além de um grupo controle de indivíduos soronegativos. Condições clínicas, imunológicas e de desfecho dos casos serão acompanhadas. Os casos identificados serão prontamente notificados para que as medidas cabíveis sejam tomadas. As medidas adotadas serão incluídas em questionário próprio com o objetivo de descrever a epidemia nesta população. Diante do que está sendo proposto e dos resultados esperados, este estudo impactará significativamente para o controle da infecção por SARS-CoV-2 na população indígena. Salientamos que estes resultados serão compartilhados com os gestores do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena (SASISUS), para planejamento de ações e intervenções pactuadas com a nação indígena.
  • Universidade Federal da Grande Dourados - MS - Brasil
  • 24/07/2020-23/08/2022
Foto de perfil

Simone Souza Monteiro

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • testagem rápida para o hiv e promoção da saúde entre mulheres trans/travestis, gays/hsh e trabalhadoras sexuais: uma revisão integrativa
  • Segundo documentos oficiais recentes, a realização do teste de HIV é crucial para o sucesso da estratégia conhecida como “Tratamento para Todas as Pessoas” (TTP) ou “Tratamento como Prevenção” (TcP). Dado o compromisso do Brasil com as políticas globais de Aids, as respostas programáticas para o controle da epidemia vêm se apoiando em variadas iniciativas de ampliação do acesso ao diagnóstico com fins de prevenção. Projetos e programas de promoção da saúde e prevenção do HIV vêm assumindo o compromisso de oferecer o diagnóstico precoce e a remissão oportuna ao tratamento das populações consideradas chave pelas políticas, como mulheres trans/travestis, gays e outros homens que fazem sexo com homens (HSH) e profissionais do sexo. Tais iniciativas, nacionais e internacionais, vêm oferecendo testagem em lugares públicos, privados e em horários variados a fim de alcançar grupos populacionais com maior dificuldade de acesso e acolhimento nas unidades convencionais da rede de saúde. Organizações não-governamentais (ONGs), locais de sociabilidade e de interação sexual e domicílios (por meio do autoteste) tornam-se espaços alternativos para a realização da testagem para o HIV. Embora apresentem relevantes resultados, esses programas e ações de testagem não têm alcançado uniformemente as populações definidas como chave nas políticas de prevenção. Ademais se articulam, de forma diferenciada, com estratégias de prevenção e iniciativas mais amplas de promoção da saúde. Nesse sentido, o presente projeto pretende analisar os desafios implicados na tradução das atuais políticas globais de Aids para as realidades locais, focalizando seus alcances segundo os diferentes universos populacionais aos quais se destinam. Assim, tem-se o intuito de reunir e sistematizar achados da produção acadêmica a respeito do desenvolvimento de ações e programas de promoção da saúde e de controle epidemiológico baseadas na testagem de HIV, por meio de uma revisão integrativa. Tal revisão visa contemplar pesquisas acadêmicas e formativas, nacionais e internacionais, publicadas em bases de dados, durante o período de 2010 a 2019, que abordem estratégias de prevenção e promoção da saúde e de oferta da testagem de HIV junto a mulheres trans/travestis, gays/HSH e trabalhadoras sexuais. A revisão da literatura pretende trazer luzes sobre desdobramentos específicos das políticas globais entre populações sexualmente marginalizadas e mais vulneráveis ao HIV e outras ISTs. A compilação e a análise dessa produção científica têm o potencial de indicar os alcances e limites das estratégias de prevenção apoiadas na testagem do HIV, visando superar seus obstáculos e lacunas
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 06/01/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Simone Vasconcelos Ribeiro Galina

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • capacidade de absorção através de alianças para inovação: comparativo brasil e europa
  • A literatura tem apontado que as empresas que se internacionalizaram tardiamente, geralmente provenientes de países em desenvolvimento (PED), procuram mecanismos distintos das empresas tradicionais por estarem num ambiente diferente do das empresas de países desenvolvidos (PD) quando essas começaram a se internacionalizar. Uma das principais diferenças é que ao contrário das multinacionais consolidadas, que exploram seus recursos domésticos para internacionalização (geralmente estão em países desenvolvidos e, portanto, contam com recursos igualmente desenvolvidos), as empresas de PED se internacionalizam (também) para buscar recursos, que estão inacessíveis no país de origem, para então desenvolver um posicionamento competitivo global. A visão de que a busca por conhecimento deve ocorrer fora do país de origem, especialmente para empresas de PED, é semelhante à de Doz, Santos, Williamson (2001) em sua abordagem de companhia metanacional, que defende que as empresas, especialmente as que atuam em mercados dinâmicos e globais, devem mobilizar conhecimento disperso para criar inovações de alcance mundial. No entanto é importante considerar que a heteregoneidade obtida na internacionalização também tem pontos negativos, como altos custos de coordenação. Assim observa-se firmas obtendo vantagem da diversidade e novidade do conhecimento disperso e distante geograficamente, enquanto desenvolvem capacidade para compreender, interiorizar e utilizar o conhecimento de parceiros distantes. Observamos assim um efeito compensatório de distância geográfica e cultural por meio da utilização de recursos estratégicos e do desenvolvimento de capacidades que possibilitem à firma absorver conhecimento obtido internacionalmente. A capacidade dinâmica (DC), que é a habilidade da empresa em integrar, construir e reconfigurar competências internas e externas em resposta aos ambientes de rápidas mudanças (Teece et al., 1997), tem sido observada como relevante para tirar proveito da internacionalização (Teece, 2014). Uma dessas CD é a capacidade de absorção (CA), que segundo Cohen e Levinthal (1990, p. 128) é a “habilidade de reconhecer informações externas, assimilá-las e aplicá-las com fins comerciais”. Embora amplamente estudado, o constructo de capacidade de absorção é insuficientemente validado empiricamente devido a dificuldade de operacionalização e tem sido tratado como uma ‘caixa-preta’. É relevante mencionar que os trabalhos sobre CA têm focado majoritariamente empresas de países desenvolvidos, sendo que comparações entre PD e PED são praticamente inexistentes. Ainda, espera-se que a CA tenha um papel mediador na relação entre diversidade da aliança e performance inovadora, no entanto isso tem sido pouco estudado (vide detalhes no detalhamento do projeto). Considerando o exposto, é possível afirmar que, especialmente em setores dinâmicos e globais e em empresas provenientes de PED – ou seja, com condições minimizadas de desenvolvimento tecnológico – é relevante que as empresas desenvolvam e mantenham capacidades dinâmicas para permanecerem competitivas na sua adaptação ao mercado a partir das habilidades de absorção e de inovação. Assim, buscando preencher as lacunas teóricas existentes, esta pesquisa tem o intuito de responder a seguinte pergunta: Qual a contribuição das alianças para o desenvolvimento dos componentes da capacidade de absorção e consequente inovação nas empresas de setores inovadores? Este projeto de pesquisa surgiu como continuidade de um projeto anterior, cujo intuito foi investigar o impacto das parcerias de empresas de TIC (Tecnologia de Informação e Comunicação) no desenvolvimento de suas capacidades e consequentemente no seu desempenho inovador. O projeto anterior (2014 a 2015) foi realizado com análise de microdados da PINTEC/IBGE. Seus resultados (Galina, 2018; Galina, et al. 2016; Alves e Galina, 2016; Alves et al., 2016) mostram que as alianças afetam positivamente o desenvolvimento da capacidade de absorção e esta, por sua vez, impacta no desempenho inovador. E essa relação é influenciada pelas alianças realizadas no Brasil, no entanto não há significância para as alianças feitas com parceiros no exterior. Além disso, observa-se que essa influência é diferente dependendo do tipo de parceiro (acadêmico ou comercial), e também levanta-se uma série de questões interessantes a partir da observação das variáveis mediadoras e de controle utilizadas (existência de P&D interna, capacitação dos pesquisadores internos, tamanho da empresa). Assim sendo, esta proposta de pesquisa pretende ampliar o estudo empírico para além do Brasil e do setor de TIC, avaliar estatisticamente algumas hipóteses que não obtivemos significância (como a de alianças no exterior, conforme citado acima), e aprofundar análise das questões levantadas como resultantes da pesquisa anterior. Isso será realizado com a incorporação de dados de outras indústrias inovadoras e a comparação entre os dados brasileiros e os dados de países europeus, o que possibilita uma análise cross-country, bastante valorizada academicamente. Finalmente essa comparação permitirá avaliar as diferenças existentes entre países em desenvolvimento (Brasil) e desenvolvidos (europeus) no que se refere ao modelo conceitual deste estudo que é o impacto das alianças (feitas no país de origem ou no exterior) no desenvolvimento de capacidades de absorção e consequentemente no desempenho inovador.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simone Wajnman

Ciências Sociais Aplicadas

Demografia
  • uma desigualdade leva à outra: diferenciais socioeconômicos na produção, consumo e transferência de trabalho doméstico não remunerado e as implicações para o mercado de trabalho
  • Nas sociedades modernas, a produção de bens e serviços nos domicílios para o consumo direto das famílias ocupa parte significativa do trabalho social. Essa produção é feita através do trabalho doméstico não remunerado. Há várias décadas, pesquisadores vêm chamando a atenção para a importância do trabalho doméstico dentro da economia e criticando o fato de essa produção não ser incluída na contabilidade da produção nacional, ignorando as longas jornadas nas atividades domésticas que as mulheres realizam, subestimando tanto a contribuição feminina para a economia como também o consumo das famílias. Para analisar a produção doméstica, as pesquisas de uso do tempo são essenciais. Atualmente, o Brasil não possui nenhuma pesquisa de uso do tempo representativa a nível nacional, o que limitou, por muito tempo, as possibilidades de análises. Essa limitação foi contornada a partir do desenvolvimento de uma metodologia que estima, a partir da PNAD, uma informação de melhor qualidade sobre o tempo que indivíduos dedicam ao trabalho doméstico não remunerado. O projeto ora proposto dará sequência a uma série de análises que se utilizarão da metodologia desenvolvida e aplicada aos dados das PNADs, que permite estimar informações inéditas sobre produção, consumo e transferência de tempo de trabalho doméstico não remunerado no Brasil. Uma vez que se dispõe, pela primeira vez, dessas informações, o objetivo é analisar os diferenciais entre homens e mulheres, em diferentes contextos socioeconômicos e arranjos domiciliares na produção doméstica e as conexões desses diferenciais com as desigualdades observadas no mercado de trabalho.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simoni Tormohlen Gehlen

Ciências Humanas

Educação
  • contribuições de paulo freire para a educação em ciências na bahia e alagoas
  • Objetiva-se investigar de que forma pesquisadores da América Latina, da área de Educação em Ciências, têm explorado pressupostos freireanos na organização de programas curriculares e na formação de professores de Ciências. De posse dessas informações, também se busca investigar limites e possibilidades da elaboração e desenvolvimento de processos formativos de professores da Educação Básica e o processo de inserção desses pressupostos em cursos de Licenciatura em Física e Pedagogia. Metodologicamente, a pesquisa compreende três etapas: i) levantamento de pesquisas em Educação em Ciências que tem como foco a abordagem do referencial freireano, realizadas em países da América Latina, e publicadas em periódicos nacionais e internacionais; ii) elaboração de processos formativos de professores de Ciências em parceria com Secretarias Municipais de Educação e escolas da Educação Básica, na região sul da Bahia; ii) implementação de algumas atividades didático-pedagógicas em cursos de Licenciatura em Física na UFRB e na UESC e Licenciatura em Pedagogia na UFAL. Como instrumentos para obtenção de informações serão utilizadas entrevistas com pesquisadores latino-americanos identificados por meio do levantamento e, no contexto do processo de formação continuada e inicial de professores, diário com registros das reuniões, videogravações das reuniões, produções dos professores e licenciandos, e narrativas, as quais serão analisadas por meio da Análise Textual Discursiva. Dentre os resultados, espera-se compreender como a pesquisa em Educação em Ciências, realizada na América Latina, tem incorporado elementos do referencial freireano na organização curricular e na formação de professores. Além disso, busca-se compreender limites e possibilidades de processos de formação inicial e continuada de professores estruturados com base na Investigação Temática, tendo como referência as ideias de Paulo Freire, bem como contribuir com a aproximação entre Universidade-Escola, por meio da elaboração e desenvolvimento de Temas Geradores na Educação Básica.
  • Universidade Estadual de Santa Cruz - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sinaida Maria Vasconcelos

Ciências Humanas

Educação
  • ciência dentro e fora da escola: diálogos entre escolas e espaços não formais de educação
  • Vide projeto anexo
  • Universidade do Estado do Pará - PA - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Sinara Pollom Zardo

Ciências Humanas

Educação
  • a organização do sistema educacional inclusivo e a inclusão de estudantes com deficiência visual no ensino médio: um estudo comparado entre o distrito federal e goiás
  • A discussão sobre a reforma do ensino médio tem assumido centralidade no contexto da política educacional brasileira, principalmente após a promulgação da Lei nº 13.415/2017 e da publicação da Base Nacional Comum Curricular do Ensino Médio pelo Ministério da Educação (MEC). Nessa conjuntura, as unidades federativas, responsáveis pela oferta da última etapa da educação básica, são orientadas a reformular as políticas curricular e organizacional de forma a atender as premissas das normativas nacionais. O presente projeto tem como objetivo geral compreender a organização da educação especial no sistema de ensino do Distrito Federal e do Goiás e o processo de inclusão escolar de estudantes com deficiência visual no ensino médio. A pesquisa é de abordagem qualitativa e será desenvolvida em duas escolas públicas de ensino médio do Distrito Federal e do Goiás, identificadas pelo maior número de estudantes com deficiência visual (cegueira e baixa visão) matriculados, conforme último Censo Escolar MEC/INEP. Serão participantes da pesquisa: gestores estaduais responsáveis pela política de educação especial e do ensino médio das unidades federativas pesquisadas; gestores e professores que atuam no ensino médio com estudantes com deficiência visual nas escolas pesquisadas; professores que atuam nas salas de recursos e estudantes com deficiência visual que frequentam o ensino médio nas instituições escolares selecionadas. O desenvolvimento da pesquisa prevê a utilização de três instrumentos de coleta de dados: análise de documentos, questionários e entrevistas. Para a análise dos dados será utilizado o Método Documentário, em suas quatro fases: a interpretação formulada, a interpretação refletida, a análise comparativa e a construção de tipos. A pesquisa pretende contribuir para a formulação de políticas educacionais inclusivas no Distrito Federal, no Goiás, bem como na região Centro-Oeste.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sinval Pinto Brandão Filho

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • detecção de anticorpos contra antígenos salivares de lutzomyia migonei e lutzomyia longipalpis como um possível marcador indireto de exposição à leishmania spp. em cães
  • Flebotomíneos são vetores de protozoários do gênero Leishmania, os quais são transmitidos a um hospedeiro susceptível durante o repasto sanguíneo de fêmeas infectadas. Neste mesmo momento, proteínas salivares imunogênicas também são depositadas no hospedeiro induzindo uma resposta imunológica com a produção de anticorpos. A detecção destes anticorpos anti-saliva no hospedeiro permite estimar a exposição do mesmo a picadas de flebotomíneos em áreas onde as leishmanioses são endêmicas. Lutzomyia longipalpis é o principal vetor de Leishmania infantum nas Américas. Adicionalmente, a espécie Lutzomyia migonei é bastante comum em algumas áreas endêmicas para as leishmanioses, sendo vetor permissivo de várias espécies de Leishmania, incluindo L. infantum. Estudos para detecção de anticorpos anti-saliva de algumas espécies de flebotomíneos já foram realizados, mas não existem estudos para a detecção de anticorpos anti-saliva de Lu. migonei. Portanto, o objetivo desse trabalho é detectar anticorpos anti-saliva de Lu. migonei e de Lu. longipalpis em cães de áreas endêmicas para leishmaniose visceral e cutânea e com a presença de ambas espécies de flebotomíneos, como ferramenta para avaliar o risco de exposição desses cães à infecção por Leishmania spp. Para tanto 300 amostras de soro de cães naturalmente expostos a flebotomíneos serão testados por sorologia (ELISA) para detecção de anticorpos anti-saliva de ambas espécies de flebotomíneos. Adicionalmente, amostras de sangue total também serão testadas para detecção de DNA de Leishmania spp. utilizando PCR em tempo real. Espera-se encontrar associação significativa infecções por Leishmania spp. e anticorpos anti-saliva de Lu. migonei e Lu. longipalpis em cães de áreas endêmicas. A detecção de anticorpos anti-saliva poderá ser uma ferramenta útil para detectar a exposição do hospedeiro a flebotomíneos, estimando assim o risco de exposição desses à infecção Leishmania spp. em áreas endêmicas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2022
Foto de perfil

Solange Aparecida Ságio

Ciências Agrárias

Agronomia
  • análises moleculares voltadas para o estudo da cultura da batata-doce
  • Considerando a grande importância econômica e social que a cultura da batata-doce tem para o Brasil e dos poucos estudos realizados com ferramentas biotecnológicas que podem, juntamente com o melhoramento convencional, produzir melhorias incalculáveis nos sistemas de produção desde a qualidade até a produtividade, por meio de estudos genéticos do transcriptoma, este trabalho tem como objetivo identificar e validar protocolos de extração de RNA e genes de referência ao desenvolvimento de estudos moleculares sobre a cultura da batata-doce. As análises moleculares possibilitarão identificar o melhor protocolo de extração de RNA de qualidade, para cada um dos tecidos que serão estudados em um trabalho ainda não realizado para a cultura da batata-doce. Essas análises irão permitir a realização de ensaios sensíveis, como os estudos transcricionais via RT-qPCR e RNAseq, os quais permitirão compreender melhor a genômica funcional dessa espécie. Já a validação dos genes de referência, para estudos de expressão gênica via PCR em tempo real, permitirá o desenvolvimento de estudos moleculares, que possibilitarão elucidar como funcionam e interagem as diversas rotas metabólicas, no intuito de aplicar esse conhecimento ao melhoramento da cultura. Além disso, os resultados desse estudo ainda podem gerar inovações tecnológicas de impacto significativo, na cadeia produtiva das culturas amiláceas, pois este trabalho permitirá estudos genéticos sobre a batata-doce, os quais poderão ser usados no melhoramento de outras amiláceas, como o inhame, a mandioca e a mandioquinha-salsa.
  • Universidade Federal do Tocantins - TO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Solange Maria Gayoso da Costa

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • os efeitos da destinação de terras na produção das desigualdades sociais na amazônia.
  • A acumulação de capital na Amazônia brasileira tem se caracterizado pela exacerbação da exploração do trabalho e da natureza, aprofundando a desigualdade social na região. Dentre as formas dessa exploração na Amazônia se destacam, historicamente, os projetos de infraestrutura, agronegócio e mineração, inseridos na lógica do modelo de desenvolvimento em curso no Brasil, no contexto de acumulação por espoliação provocado pela expansão do capital mundial (HARVEY, 2005). Tal movimento é marcado na contemporaneidade amazônica pelos deslocamentos de milhares de pessoas, em sua maior parte povos e populações tradicionais e agricultores familiares, em resultado de políticas públicas e projetos como os acima citados, que são vetores de produção de desigualdade social baseada em acumulação por espoliação de terra dos grupos citados, transformando e afetando os espaços ocupados pelo grupos citados. Por isso, propõe-se projeto de pesquisa com foco na análise das estruturas sociais e de poder que baseiam e permeiam os processos de destinação de terras na Amazônia, mais especificamente na região do Baixo Tocantins, nos municípios de Barcarena, Abaetetuba, Acará e Moju, área tida como consolidada em termos de ocupação e de transformação da cobertura vegetal na Amazônia. Acredita-se que, para tanto, devamos ter especial atenção e mapear os efeitos provocados pelos processos recentes, mas, também mais antigos, de territorialização das atividades econômicas derivadas de empreendimentos nesta área, tendo como foco de observação a implementação de a) políticas públicas criadas para efetuar e garantir a destinação de terras públicas, bem como sua regularização e b) projetos de infraestrutura, industriais e agrícolas. Partimos da hipótese de que quando estes dois fatores estão combinados, com b) se realizando em áreas onde a) historicamente já gerou concentração e má distribuição de terras, pode haver aumento das desigualdades sociais, manifestado no incremento da pobreza entre as populações, povos e agricultores familiares que viviam nas áreas de instalação dos projetos e entorno. Isso pode ocorrer já que esses grupos ficam desprovidos de estar e de acessar os meios necessários `a produção e `a reprodução de seus modos de vida. Metodologicamente, espera-se trabalhar a partir de mapeamento participativo com comunidades de povos e populações tradicionais e agricultores familiares com os quais o grupo proponente já realiza atividades de intervenção. A ideia é que os dados gerados por este mapeamento, em combinação com bases cartográficas existentes e entrevistas, somadas a levantamentos em bases governamentais, além do diálogo com outras pesquisas já realizadas e sistematizadas, possa prover insumos para a construção de banco de dados georeferenciado, que evidencie e forneça informações sobre a relação entre implementação de projetos infraestruturais, minerários e agrícolas, e a possível produção de desigualdades sociais em áreas de ocupação consolidada na Amazônia.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Solange Maria Leder

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • percepção e sensação de conforto térmico e lumínico em grupos vulneráveis: estudo com crianças do ensino fundamental
  • O bem estar dos indivíduos, mais do que uma condição desejável, é um aspecto indispensável à saúde das populações, sobretudo considerando a definição da Organização Mundial da Saúde (OMS), na qual, a saúde não é somente a ausência de afecções e enfermidades, mas um estado de completo bem-estar físico, mental e social. Globalmente, 23% das mortes em geral deve-se a fatores ambientais (PRUESS-UESTUN, 2016), incluindo-se nesse percentual as condições ambientais desfavoráveis ao bem estar dos seres humanos, como situações de desconforto térmico, falta de contato com a ventilação e luz natural, entre outros. Assim, o conforto térmico não é apenas uma estado de satisfação do individuo, mas uma condição indissoluvelmente relacionada com a saúde (Ormandy e Ezratty, 2012). Em relação à iluminação, sabe-se que o bem estar das populações depende também do contato com a luz natural. A luz natural influencia diretamente na saúde humana, sua importância extrapola os limites da visão: funções biológicas, hormonais e psicológicas cruciais para a vida são coordenadas por ciclos regulados pela luz do dia (VEITCH e GALASIU, 2012; ARIES et al., 2015). Crianças, adultos e idosos apresentam limites de tolerância térmica e lumínica distintos (NOVIETO;ZHANG, 2010). As pesquisas sobre conforto tem tido, normalmente, como objeto de estudo populações adultas, com poucas contribuições considerando a população infantil, embora seja sabido que a idade, o nível de educação e a bagagem cultural diferem significativamente entre adultos e crianças, assim como, há diferenças na taxa metabólica de adultos e crianças (JIANG et al., 2018). Segundo a definição da OMS (WHO, 2018) indivíduos até 19 anos de idade são considerados crianças, sendo a faixa entre 10 a 19 anos atribuída aos adolescentes. Como indivíduos ainda não fisiologicamente e psicologicamente maduros, as crianças possuem poucas possibilidades de regulação e adaptação às variações da temperatura do ar, sendo consideradas populações vulneráveis pela OMS e, por isso, merecem atenção especial, já que possuem necessidades especificas. Tendo em vista que informações sobre as sensações de conforto coletadas de estudos com adultos não podem ser generalizadas, já que na infância o organismo apresenta um comportamento diferenciado do adulto, é importante a realização de estudos que compreendam a sensação e percepção de conforto e bem estar desse público. Assim, este estudo pretende investigar o conforto térmico e lumínico de crianças com idade entre 8 e 12 anos, alunos de ensino fundamental. O objetivo principal é identificar as condições térmicas e lumínicas em que ocorre a sensação e a percepção de conforto e, especialmente, procurar identificar os limites, frente às oscilações climáticas, nos quais usuários adaptados ao clima quente-úmido e semiárido relatam a sensação de conforto. Como justificativa dessa pesquisa destacam-se o bem estar como condição indissoluvelmente relacionada à saúde das populações. Nesse contexto, destaca-se a carência de dados, normas e ferramentas específicas para analisar o conforto térmico e lumínico de indivíduos com idade infantil, assim como, a precariedade de dados dessa natureza focados em ambientes localizados no clima quente e úmido e semiárido. Também se destaca o consumo de energia das edificações, que é fortemente impactado pela necessidade de conforto térmico e lumínico. O método adotado para esta pesquisa integra observações in loco com levantamento de campo, obtendo variáveis subjetivas, individuais e microclimáticas, associada posteriormente à modelagem e inferência estatística. A principal característica dos procedimentos metodológicos a serem adotados é a simultaneidade (no tempo e no espaço) na concretização da coleta de dados – tanto os quantitativos (provenientes do monitoramento e registro das condições físicas e ambientais) quanto os qualitativos (provenientes das respostas dos ocupantes ao questionário). Na análise e modelagem dos dados, serão adotados múltiplos métodos e técnicas estatísticas, a fim de possibilitar inferências representativas para a população. O desenvolvimento da pesquisa é constituído pelas seguintes etapas: a) Revisão da literatura sobre conforto térmico e lumínico considerando estudos com foco em indivíduos em idade infantil, objetivando situar o estágio de conhecimento já desenvolvido e identificar lacunas e focos a serem investigados. Assim como, identificar e refinar os procedimentos operacionais adotados na coleta dos dados das variáveis ambientais e na aplicação de questionários; b) Escolha das variáveis a serem obtidas e caracterização do objeto empírico, formulação dos questionários e estudo piloto; c) Pesquisa de campo: registro e monitoramento das variáveis ambientais térmicas e lumínicas e aplicação de questionários com os indivíduos em estudo para a identificação dos votos de sensação e preferência térmica e lumínica, além de outras informações a respeito das características pessoais e comportamentais (de adaptação); d) Tabulação dos dados coletados na pesquisa de campo. Análise estatística, apoiada em testes e formulações estatísticas baseados na Teoria Inferencial; e) Análise dos dados, correlacionando modelos preditivos de conforto térmico e parâmetros de conforto lumínico, com a percepção do usuário, bem como outras variáveis quantitativas e qualitativas levantadas no estudo; f) Discussão e conclusão.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Solange Maria Teixeira

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • envelhecimento e proteção social da assistência social: análise dos serviços socioassistenciais para as pessoas idosas em teresina-pi
  • A proposta de pesquisa da temática envelhecimento e proteção social da assistência social visa analisar os serviços socioassistenciais da Proteção Social Básica e da Proteção Social Especial de média e alta complexidade da assistência social, em Teresina-PI, para as pessoas idosas e como atendem as demandas dos/as idosos/as, considerando a pluralidade nos modos de envelhecer e suas dimensões biopsicossocial e outros demarcadores da heterogeneidade do envelhecer. Considerando a heterogeneidade do modo de envelhecer humano que interdita perspectivas universalizantes a-históricas, mas ao mesmo tempo ressaltando as singularidades, particularidades e a totalidade do processo, é possível identificar elementos comuns pela vivência de situações de classe ou de frações de classe semelhantes, embora comporte diferenças pela condição de gênero, raça-etnia, geracional, estado de saúde, ausência ou presença do suporte familiar, modo de encarar e viver essa etapa de vida, é que se questiona: Os serviços socioassistenciais da proteção social básica e especial da assistência social, no município de Teresina-PI, conseguem atender as múltiplas demandas decorrentes do envelhecimento na sua dimensão biopsicossocial, além de outros marcadores da heterogeneidade do envelhecer, como o de classe e outros? Quais as principais demandas dos idosos dos setores populares levadas aos serviços? Os serviços socioassistenciais da PSB conseguem prevenir as situações de risco social e combater as vulnerabilidades que atingem esse segmento de classe popular que necessita desses serviços? Os serviços socioassistenciais da PSE conseguem combater os riscos já instalados e evitar as reincidências? Quais os limites e possibilidades desses serviços? Mediante pesquisa qualitativa e entrevista semiestruturada, com roteiro guia, abordaremos os profissionais das equipes interdisciplinares dos CRAS e CREAS de Teresina-PI e idosos/as que utilizam os serviços na busca de indícios que respondam ao problema de pesquisa, além de análise documental e bibliográfica.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Solange Muglia Wechsler

Ciências Humanas

Psicologia
  • identificação das habilidades intelectuais e criativas de crianças por testes psicológicos e pela indicação de seus professores
  • A avaliação do potencial cognitivo e criativo de crianças por meio de testes válidos que permitam indicar quais são as suas habilidades intelectuais e criativas é uma grande necessidade para os psicólogos brasileiros. Do mesmo modo, salienta-se a necessidade de que os professores possam reconhecer os diferentes tipos de talentos dentre seus alunos a fim de possam melhor estimulá-los. Assim sendo, este projeto possui dois objetivos principais sendo o primeiro continuar o estudo anterior de análise dos itens e validação por critério externo da Bateria de Avaliação Intelectual e Criativa- forma infantil (BAICI) para diferentes faixas etárias, e o segundo comparar os resultados da BAICI com indicações de professores envolvidos com os Núcleos de Atendimento para Estudantes com Altas Habilidades/Superdotação (NAAH/SD), que são instituídos pelo MEC. Dois estudos serão compostos. O primeiro será feito com uma amostra de 300 crianças, de ambos os os sexos, de 8 a 14 anos (50 crianças por 7 faixas etárias), cursando os níveis de ensino Fundamental I e II, em escolas publicas e particulares, como também com seus professores. O segundo será feito com 150 crianças (ambos os sexos), faixa etária de 8 aos 12 anos, que já foram indicadas pelos professores para atendimento em 3 NAAH/SD existentes em diferentes capitais do país. As áreas avaliadas na BAICI são as seguintes: inteligência cristalizada, inteligência fluida, inteligência viso-espacial, rapidez de processamento, memória de trabalho e pensamento criativo. A avaliação de professores será feita por duas escalas por professores: Inventario de Talentos para Professores (ITP) e a Indicação de Superdotação (GRS), além de outras escalas usualmente utilizadas pelos NAAH/SD.As evidências de validade por critério externo da BAICI serão obtidas pela comparação com outros testes já validados no país: Desenho da Figura Humana (DFH), Wechsler Intelligence Scale for Children (WISC-IV), Teste Pictorico Memória (TEPIC), Teste de Criatividade Figural Infantil (TCFI), Teste de Inteligência Não-verbal Infantil (TNVRI). A análise de itens (TRI) da BAICI verificará a adequação dos mesmos para as faixas etárias estudadas e a análise confirmatória visará o estudo dos traços latentes estudados na BAICI. A validade dos subtestes da BAICI será observada pela convergência com outros testes e a produção criativa das crianças. As correlações de Pearson analisarão as relações entre os subtestes da BAICI com as escalas de indicação de professores e o rendimento acadêmico (notas). As devolutivas nas escolas pretendem informar aos professores sobre a necessidade da identificação da diversidade de talentos. Pretende-se assim contribuir não somente para a área da avaliação psicológica, com instrumentos validados, mas também para utilização de parâmetros científicos na identificação de crianças com altas habilidades/superdotação para os núcleos de altas habilidades/superdotação.
  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Solomon Kweku Sagoe Amoah

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de metodologia analítica por lc-esi-tof-ms para quantificação de n-acetilglucosamina incorporada em fios de sutura biodegradáveis/bifásicos.
  • Este trabalho tem como objetivo o desenvolvimento de uma metodologia analítica para quantificação de N-acetilglucosamina incorporados em fios de sutura biodegradáveis/bifásicos que se apresenta como um produto inovador. Para tanto, os fios serão submetidos a um processo de extração da N-acetilglucosamina em diferentes solventes e proporções para determinação das melhores condições de extração, baseando-se na metodologia que obterá a maior quantidade de fármaco extraído. A quantificação será realizada por cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas (HPLC-ESI-TOF-MS), obtendo-se não só a quantidade de fármaco liberado como também sua identificação por meio da estrutura molecular, fornecida pela espectroscopia de massas. Após o desenvolvimento da metodologia, a mesma será validada segundo a RDC Nº 166, DE 24 DE JULHO DE 2017.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sonaira Souza da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • incêndios florestais e queimadas no estado do acre: análise da extensão, nível de degradação e cenários futuros
  • O fogo ainda é o principal elemento de transformação da paisagem na Amazônia. A compreensão da frequência na ocorrência de queimadas e sua relação com a retroalimentação do desmatamento, novas queimadas, incêndios florestais e secas na Amazônia são questões que necessitam de mais estudos. Analisando o histórico de queimadas anualmente no Estado do Acre através de dados de focos de calor é notório o crescimento da ocorrência de focos de queimadas após o ano 2010. Em anos de secas extremas/severas esse aumento é significativamente maior. Estudo recente, realizado pela proponente deste projeto, estimou que mais de 500 mil ha de floresta foram queimadas em anos de secas extremas no Acre (SILVA et al., 2018). Outra informação importante é que, dos 139 pontos de campo checados por esta pesquisa, 100% da origem dos incêndios florestais foram de fogo em paisagens agrícolas. Queimadas e incêndios florestais são evento antrópicos muito importantes no Acre, responsáveis por perdas econômicas, aumento de incidência de doenças respiratórias, perda de biodiversidade e qualidade de vida. Desta forma, esta pesquisa propõe compreender a dinâmica das queimadas no estado do Acre no tempo e espaço no período de 2000 a 2020 e sua relação com clima, uso da terra, desmatamento e incêndios florestais, buscando responder quatro perguntas: (1) Qual a extensão das cicatrizes de queimadas agrícolas e incêndios florestais para o período de 2000 a 2020 no Estado Acre? (2) Qual o nível de degradação do fogo nas florestas, considerando o tempo após o fogo e a reincidência? (3) Qual o custo de oportunidade para redução ou exclusão do uso do fogo em paisagens agrícolas no Acre? (4) Qual o cenário futuro do regime do fogo considerando clima, desmatamento, degradação florestal e custo de oportunidade social? Para responder a estas questões utilizaremos técnicas de sensoriamento remoto para o mapeamento das cicatrizes de queimadas em áreas já desmatadas e incêndios em florestas, analisando o tempo x qualidade de classificadores supervisionados em ambiente computacional físico e em nuvem. Realizaremos inventários florestais com foco na avaliação do impacto do fogo em ambientes florestais em áreas de relevante importância. Para dimensionar o custo de oportunidade da migração de para uma atividade agropecuária sem fogo realizaremos amostragem de 50 agricultores por categoria fundiária no Estado do Acre: projetos de assentamento do INCRA, propriedades particulares, unidade de conservação, terras indígenas e terra da união. Para modelagem do risco de queimadas para subsidiar tomada de decisão usaremos modelo FISC (Fire Ignition, Spread and Carbon) no software gratuito Dinamica EGO. Com os dados, informações e ações desenvolvidas no âmbito do projeto pretendemos subsidiar a tomada de decisão acerca de concepção e implementação politicas públicas que visem aumentar a eficiência da gestão do uso do fogo na região. Além de contribuir para o aumento do conhecimento científico e formação acadêmica sobre tema.
  • Universidade Federal do Acre - AC - Brasil
  • 30/11/2018-30/11/2021