Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Aline Alvim Scianni

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • promoção de atividade física em indivíduos pós-ave por meio de programa de exercícios físicos autogerenciados: um ensaio controlado aleatorizado
  • Introdução: Mesmo diante dos resultados reportados na literatura em favor da prática de atividade física, muitos sobreviventes de Acidente Vascular Encefálico (AVE) permanecem fisicamente inativos. Estudos têm investigado se orientações para prática de atividade física são capazes de aumentar o nível de atividade nesta condição de saúde. Objetivos: Investigar a viabilidade e os efeitos de um programa de educação em saúde sobre exercícios físicos autogerenciados para aumentar a prática de atividade física no nível de atividade física, no condicionamento cardiorrespiratório, capacidade para a marcha, qualidade de vida e sintomas depressivos em indivíduos após AVE agudo, considerando as atividades físicas preferenciais destes indivíduos. Métodos: O estudo será realizado em três fases: Fase I - Piloto (estudo de viabilidade), Fase II – Ensaio não controlado (estudo da efetividade e segurança- determinação do tamanho de efeito) e Fase III - Ensaio Controlado Aleatorizado (ECA). Fase I de protocolo para ensaio controlado aleatorizado, com amostra de conveniência na região de Belo Horizonte- MG. Critérios de inclusão: AVE há menos de 6 meses, velocidade de marcha ≥ 0,8 m/s, ausência de outras deficiências neurológicas ou ortopédicas não relacionadas ao AVE e liberação médica para prática de atividade física. Critérios de exclusão: alterações cognitivas e afasia. Os participantes serão avaliados quanto o nível de atividade através do uso de acelerômetros durante 7 dias, velocidade de marcha auto selecionada, desempenho de marcha no teste de caminhada de 6 minutos, qualidade de vida (Euroqol) e sintomas depressivos (GDS). As orientações serão organizadas em seis visitas domiciliares de até 60 minutos cada. Todos os participantes serão avaliados duas vezes, antes de receberem as orientações e ao término das visitas (3 meses depois). Para o cálculo amostral, serão consideradas as recomendações da literatura para cada fase do estudo. Fase I: 20 participantes. Fase II – através da comparação intragrupo (pré-intervenção e pós-intervenção) será estimado o tamanho do efeito da intervenção de educação em saúde através de medidas de autogerenciamento, dessa forma se faz necessário entre 10-20 indivíduos hemiparéticos pós-AVE para compor esta fase. Fase III – será realizado o cálculo amostral baseado no nível de atividade (número de passos/dia) como medida de desfecho primária deste estudo. O tamanho da amostra será calculado para se detectar uma diferença entre os grupos de passos/dia de atividade física moderada (poder estatístico de 80%, em nível de significância de 0,05) e taxa de desistência de 15%. O tamanho do efeito será calculado a partir da população de hemiparéticos que participarão do estudo de viabilidade - fase I. O processo de aleatorização dos participantes para Fase III do estudo levará em conta a distribuição em dois grupos: grupo intervenção e grupo controle. A alocação será através de programa Random Allocation Software. O grupo intervenção participará do programa de educação em saúde sobre exercícios físicos auto gerenciados para aumentar a prática de atividade física realizado em cinco sessões. O grupo controle receberá as orientações apenas da sessão 1, que incluirá questões de educação sobre importância da atividade física, a conclusão de uma atividade física, levantamento das preferências e geração de uma lista de objetivos e barreiras. Para análise dos dados antropométricos, clínicos e demográficos, será utilizada estatística descritiva, como medidas de tendência central e dispersão. A viabilidade do estudo envolverá a análise do recrutamento, da intervenção (participantes que completaram o protocolo, que aceitaram participar e satisfação). As diferenças intragrupo e entre grupos de estudo, respectivamente, na fase II e fase III serão exploradas através testes paramétricos ou não paramétricos correspondentes e resumidas através de media/mediana, desvios-padrão, quartis e amplitude (intervalos de confiança de 95%). As medidas serão realizadas nas semanas -2, 12 e 26. Análise de variância two-way com medidas repetidas será utilizada para determinar se existe um efeito do programa de autogerenciamento nos déficits de estrutura e função, limitação de atividade, e restrição de participação imediatamente após a intervenção (i.e, entre pré e pós-teste) e 12 semanas após o término da intervenção (follow-up). A descrição dos grupos será apresentada como média e desvio padrão e o tamanho do efeito e o intervalo de confiança de 95% (IC) serão reportados. Será utilizada a análise de intenção para tratar. A análise estatística será realizada por um avaliador mascarado na fase III. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CAAE: 65672517.6.0000.5149) e registrado no REBEC número RBR-6bdmsk.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline Bernardes de Souza

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • rastreamento de sinais de alerta do transtorno do espectro autista (tea)
  • O transtorno do espectro autista é caracterizado por promover um comprometimento no neurodesenvolvimento que afeta a comunicação social e, frequentemente, desenvolve comportamentos e interesses restritivos e repetitivos nos indivíduos envolvidos. Estas alterações dificultam a interação do indivíduo com o meio em que vive e seu desenvolvimento global. A identificação precoce deste transtorno possibilita a prática de uma intervenção prévia e específica para as suas necessidades. Portanto, o objetivo deste estudo é identificar alterações no desenvolvimento infantil, no comportamento e no desempenho funcional em crianças de 2 a 3,5 anos, no município de Brusque, que indiquem sinais do transtorno do espectro autista apresentadas pelos familiares ou pelas instituições de atendimento especializado à pessoa com deficiência. Para tal, contará com a participação de 10 crianças, com idades entre 2 a 3,5 anos, que apresentam suspeita de transtorno do espectro autista e que estejam vinculadas a instituições de atendimento especializado a pessoa com deficiência. Utilizar-se-á o Protocolo de Avaliação Comportamental para Crianças com Suspeita de Transtorno do Espectro Autista (Protea ‑R), o SON-R 2 ½ 7, o Inventário da Avaliação Pediátrica da Incapacidade e a Escala de Desenvolvimento Infantil Bayley.
  • Centro Universitário de Brusque - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline Bertolosi Bombo

Ciências Biológicas

Botânica
  • depois do fogo, de onde rebrotam as plantas? banco de gemas e órgãos subterrâneos do cerrado
  • O fogo é um dos principais fatores que garante a manutenção de fisionomias abertas em ecossistemas inflamáveis, controlando as espécies dominantes e atuando na hierarquia de competição em comunidades vegetais. A vegetação do Cerrado tem sido influenciada pela presença do fogo há pelo menos 4 milhões de anos e sua flora, principalmente a do estrato herbáceo-subarbstivo, é tipicamente pirofítica e adaptada à perda frequente de biomassa aérea; além disso, as plantas possuem atributos que aumentam suas chances de sobrevivência após eventos de fogo, como a alocação da biomassa para órgãos subterrâneos juntamente com acúmulo de reservas, e a capacidade de rebrota através de gemas aéreas ou subterrâneas. A determinação do tipo de órgão subterrâneo em ecossistemas inflamáveis é importante para se entender os padrões de regeneração da vegetação pós-fogo, uma vez que tipos morfológicos diferentes podem possuir estratégias distintas. Dada à importância do Cerrado no Brasil, pois este ocupa 22% do território nacional, e a rápida degradação deste ambiente devido a pressões antrópicas, o entendimento das estratégias adaptativas relacionadas à sobrevivência e persistência das populações nesses ambientes é de suma importância, uma vez que tais estudos podem subsidiar os planos de manejo e conservação em áreas protegidas. Assim sendo, pretende-se avaliar o banco de gemas e a diversidade de órgãos subterrâneos em comunidades vegetais em áreas de Cerrado, sob diferentes regimes de fogo, com a finalidade de levantar atributos funcionais e relacioná-los com as respostas da vegetação após eventos de fogo.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline Capella de Oliveira

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • formação de intermetálicos à base de ti-al por deposição direta de metal a laser de alumínio sobre ti-6al-4v
  • Intermetálicos à base de Ti-Al apresentam propriedades como resistências à oxidação e à corrosão elevadas, além de dureza e resistência mecânica adequadas para aplicações que exijam bom comportamento mecânico do componente A deposição direta de metal a laser (Laser direct metal deposition – LDMD) é um processamento que desperta grande interesse industrial, uma vez que é capaz de modificar a superfície de materiais sólidos, promovendo melhorias de propriedades na região tratada, sem alteração de suas as propriedades macroscópicas. A capacidade da tecnologia laser em concentrar elevada intensidade de energia em áreas reduzidas permite a modificação seletiva das propriedades do material, a partir do controle preciso dos parâmetros de processo. Além disso, a deposição direta de metal a laser apresenta outras vantagens como: velocidade de processo elevada, modificação da superfície de componentes com geometrias complexas e a possibilidade de se obter gradientes de composição e, consequentemente, um gradiente funcional no produto. Neste contexto, o presente projeto tem como objetivo promover a formação de intermetálicos à base de Ti-Al por deposição direta de metal a laser de pó de alumínio sobre o substrato de liga de titânio, Ti-6Al-4V, visando melhorias na resistência à oxidação da superfície do material. Adicionalmente, e, a partir da obtenção da camada de intermetálicos sobre o substrato, nitretos serão gerados, via implantação iônica por imersão em plasma (3IP), para análise dos efeitos de proteção adicional contra oxidação da superfície metálica. Os resultados obtidos nas diferentes condições analisadas, em relação aos efeitos sobre a oxidação da superfície do material, serão comparados ao desempenho do material base.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline Cristine Souza Lopes

Ciências da Saúde

Nutrição
  • avaliação da efetividade de intervenção coletiva para o manejo da obesidade em usuários da atenção primária com indicação de cirurgia bariátrica
  • A obesidade é um problema de saúde de pública crescente no mundo. No Brasil, atinge um quinto da população, com taxas crescentes em adultos. A obesidade se associa a outras morbidades, refletindo em maiores taxas de mortalidade e custos para os serviços de saúde, sobretudo nas suas formas mais graves. A demanda por tratamento cirúrgico é superior à capacidade do sistema de saúde, refletindo em grandes períodos de espera, e os serviços de saúde ainda carecem de estratégias efetivas para o tratamento longitudinal exigido de dois anos. Dessa forma, torna-se indispensável delinear ações específicas para indivíduos com indicação para cirurgia bariátrica, contribuindo para a maior efetividade do tratamento. O Brasil tem trabalhado para o fortalecimento da Rede de Atenção à Saúde e para ampliar a resolutividade do cuidado de pessoas com obesidade. Materiais baseados em evidências científicas, como o “Instrutivo de Abordagem Coletiva para Manejo da Obesidade no Sistema Únivo de Saúde” (no prelo), elaborado pelo GIN/UFMG (Grupo de Pesquisa de Intervenções em Nutrição da Universidade Federal de Minas Gerais) em parceria com o Ministério da Saúde, têm sido elaborados para auxiliar no cuidado e qualificar os profissionais de saúde. Este Instrutivo oferece ferramentas teórico-práticas para condução de ações coletivas com usários com obesidade, e constituirá a base da intervenção proposta nesta pesquisa. Suas ações foram pautadas no Modelo Transteórico, com elementos da Terapia Cognitivo-Comportamental, a partir da abordagem crítico-reflexiva visando assim, ofertar intervenções inovadoras, que promovam o empoderamento e a autornomia dos usuários para o autocuidado da saúde. Para isto, propõe intervenção diferenciada segundo a prontidão de mudança para redução do peso e busca contribuir para a superação das respostas emocionais negativas frente à obesidade. Considerando este contexto, esta pesquisa objetiva desenvolver e avaliar a efetividade de intervenção coletiva voltada para o manejo da obesidade em amostra representativa de usuários com indicação de tratamento cirurgico participantes do Programa Academia da Saúde (PAS) de Belo Horizonte-MG. O PAS foi escolhido como cenário de pesquisa devido os resultados positivos para promoção e cuidado da saúde, e por promover adesão satisfatória às ações de saúde. Será conduzido Ensaio Comunitário Controlado Randomizado pautado em intervenção coletiva proposta no “Instrutivo de Abordagem Coletiva para Manejo da Obesidade no SUS”, denominada Grupo Terapêutico 2 (GT2). A amostragem será guiada de forma a alcançar a representatividade do PAS no município, garantindo seleção de, pelo menos, duas unidades por região com similaridade de Índice de Vulnerabilidade à Saúde (IVS). Na sequência, será realizado sorteio para determinar a alocação em Grupo intervenção (GI) ou Grupo controle (GC). Nas unidades do PAS sorteadas serão incluídos na pesquisa: usuários com 20 anos ou mais, com obesidade e que atendem aos critérios para realização de cirurgia bariátrica, que querem e possuem disponibilidade de tempo para participar de grupos com duração de seis meses ou mais, e que possuem prontidão de mudança para redução do peso segundo o Modelo Transteórico (estágios de mudança de “preparação com alta autoeficácia”, “ação” ou “manutenção”). A Triagem para participação na pesquisa incluirá informações sociodemográficas; antropométricas (peso, altura e circunferência da cintura); estágios de mudança, grau de autoeficácia e equilíbrio de decisões para redução do peso; e questões para verificar indicação de cirurgia bariátrica. A partir da seleção dos elegíveis, será conduzida a Linha de Base e a Reavaliação, com informações sobre: condições e comportamentos de saúde; letramento em saúde; histórico e atitudes frente ao peso corporal; escolhas alimentares; habilidades culinárias; e comportamento e consumo alimentar segundo a classificação NOVA de alimentos utilizada no Guia Alimentar da População Brasileira. Serão realizados treinamento dos entrevistadores e supervisores de campo, controle contínuo da coleta de dados e análises de consistência visando garantir a qualidade dos dados obtidos na pesquisa. Participantes dos GC e GI participarão das atividades habituais ofertadas pelo PAS de Belo Horizonte, ou seja, prática de exercícios físicos três vezes por semana segundo as necessidades do usuário. Ações de alimentação e nutrição desenvolvidas durante a pesquisa serão monitoradas para inclusão nas análises. Adicionalmente, participantes das unidades PAS alocadas como GI participarão, durante 9 meses, de intervenção nutricional proposta para o GT2, ou seja, específica para usuários com indicação de tratamento cirúrgico da obesidade, conduzida pela equipe do GIN/UFMG, incluindo atividades presenciais (oficinas e ações no ambiente), não presenciais (mensagens motivacionais por aplicativo ou ligações telefônicas, e via cartão postal) e automonitoramento do peso. A efetividade da intervenção nutricional será avaliada pelo modelo lógico elaborado para esta pesquisa, tendo como desfechos principais: redução do peso e da circunferência da cintura; e como desfechos intermediários: estágios de mudança, grau de autoeficácia, equilíbrio de decisões para redução do peso; habilidades culinárias; automonitoramento do peso; e consumo alimentar segundo a classificação NOVA. As análises estatísticas constarão de testes de diferença de médias ou proporções, equações estimadas generalizadas e regressão logística. Espera-se que os resultados contribuam para aprimorar o cuidado ofertado no SUS aos usuários com indicação de tratamento cirúrgico da obesidade, parcela da população que possui poucas alternativas terapêuticas, apesar dos altos custos emocionais, sociais e financeiros envolvidos. Ademais, espera-se obter evidências quanto à efetividade e aplicabilidade da abordagem coletiva proposta pelo GT2, de forma a reforçar a relevância da Política Nacional de Alimentação e Nutrição, e do PAS.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 02/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Aline de Figueirôa Silva

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • jardins públicos de salvador: um estudo sobre os jardins históricos de interesse patrimonial
  • O projeto de pesquisa propõe analisar os jardins públicos construídos entre o final do século XIX e a primeira metade do século XX, em particular as praças ajardinadas, na cidade de Salvador. Busca-se inventariá-los reunindo levantamentos documentais e cotejamentos com sua situação atual, com vistas à sua caracterização como jardins históricos de interesse patrimonial, considerando a escassez de trabalhos sobre o paisagismo local especificamente em relação à história dos jardins e sua preservação cultural. Prevê levantamentos de fontes primárias, escritas, iconográficas e cartográficas e de fontes secundárias nos acervos locais; revisão bibliográfica; visitas de campo; verificações in loco e registros fotográficos das praças; identificação da vegetação das praças ancorada em perspectiva multidisciplinar; e a análise das praças selecionadas na amostra a partir das variáveis definidas com base nas cartas patrimoniais, em particular a Carta de Florença, e textos de especialistas. O projeto visa ressaltar a importância histórica, paisagística e recreativa das praças ajardinadas de Salvador bem como estimular a integração entre as atividades de pesquisa e de ensino em Arquitetura e Urbanismo na UFBA.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline de Souza Pagnussat

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • estimulação sensorial periférica em indivíduos com doença de parkinson – da mobilidade aos biomarcadores
  • Esta proposta tem por objetivo prosseguir e avançar nos estudos que vêm sendo desenvolvidos desde o ano de 2015 pelo Grupo de Pesquisa em Análise de Movimento e Reabilitação Neuromuscular (GNeR) da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre. No ano de 2015, a partir de convênio formal estabelecido com o Politecnico di Milano, Itália, foram realizados uma série de sete artigos científicos, dentre os quais cinco encontram-se publicados (1, 2, 3, 4) ou aceitos para publicação (5), e dois estão submetidos. A parceria com o Politecnico di Milano ocorreu na tentativa de promover a internacionalização do grupo de pesquisa e do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação. As atividades continuam em execução e ocorrem em parceria com a Prof. Dr. Manuela Galli e a Prof. Dr. Veronica Cimolin. Neste projeto de pesquisa, em específico, a intenção é consolidar a parceria existente com o Politecnico di Milano, mas também desenvolver a colaboração com outro pesquisador estrangeiro, atualmente pesquisador da The Queensland University, Austrália, Prof. Dr. Ewald Hennig. Sabe-se que a doença de Parkinson (DP) é um acometimento altamente prevalente em todo o mundo e que ocasiona distúrbios da locomoção e do equilíbrio, limitando as atividades de vida diária e a participação social dos sujeitos. Pesquisas recentes têm demonstrado que pacientes com DP apresentam redução na sensibilidade periférica (incluindo a região dos pés) e déficits de processamento central da informação sensorial e da integração com eferências motoras relacionadas à locomoção. Nos últimos anos, nosso grupo de pesquisa tem investigado os efeitos de dispositivos de estimulação plantar sobre diversos parâmetros da locomoção e do equilíbrio, nos níveis sanguíneos de biomarcadores relacionados à plasticidade neuronal e nos parâmetros de conectividade encefálica em repouso e em atividade (resting state fMRI and task-based fMRI, respectivamente). É sabido que a prática de atividade física induz uma série de benefícios sobre parâmetros inflamatórios e de plasticidade neuronal e que os déficits de sensibilidade podem prejudicar sua realização em pacientes acometidos pela DP. Nesse sentido, a partir da colaboração com o Prof. Ewald Hennig pretende-se caracterizar, de forma detalhada, os pontos de redução de sensibilidade em todo o pé de indivíduos com DP, incluindo-se a região plantar. A partir dessa caracterização, será desenvolvido produto calçadista de baixo custo que promova estimulação sensorial diferenciada nos pontos específicos de déficit de sensibilidade. Serão investigados os efeitos do uso de longo prazo do produto sobre parâmetros da locomoção, do equilíbrio, e nos níveis de marcadores sanguíneos relacionados à plasticidade neuronal. O presente projeto será subdividido em três etapas sequenciais, as quais terão por objetivo: (1) Determinar detalhadamente a localização e a amplitude do déficit sensorial tátil nas superfícies do pé e do tornozelo de indivíduos com DP, correlacionando esses achados com o estadiamento da doença e com as variáveis espaço-temporais da marcha; (2) Planejar e desenvolver o projeto do produto – Dispositivo Texturizado de Estimulação Sensorial dos Pés (DiTESP) – realizando ensaios e testes dos protótipos e projeto de viabilidade; (3) Investigar os efeitos da utilização de longo-prazo do DiTESP por indivíduos com DP, verificando seus efeitos sobre parâmetros da marcha, controle postural e biomarcadores sanguíneos. O Prof. Ewald Hennig possui estudos anteriores de avaliação sensorial em diferentes populações, além de possuir vasta experiência em indústria calçadista, tendo trabalhado em várias empresas conhecidas internacionalmente pela produção de calçados com alta incorporação tecnológica. Trata-se de uma parceria promissora e que possibilitará subsídios técnicos e tecnológicos para o desenvolvimento em pesquisa e inovação e formação qualificada de recursos humanos pelos Programas de Pós-Graduação envolvidos. 1. Kleiner AFR, Pagnussat AS, Prisco GD, Vagnini A, Stocchi F, De Pandis MF,Galli M. Analyzing gait variability and dual-task interference in patients with Parkinson's disease and freezing by means of the word-color Stroop test. Aging Clin Exp Res. 2017 (Impact Factor: 2.121) 2. Rozin Kleiner AF, Pagnussat AS, Pinto C, Rovido R, Salazar AP, Galli M. Automated Mechanical Peripheral Stimulation Effects on Gait Variability in Individuals with Parkison's Disease and Freezing of Gait: A Double-Blind, Randomized Controlled Trial (Ms. Ref. No.: ARCHIVES-PMR-D-18-00162). Arch Phys Med Rehabil. 2018 Jun 11. pii: S0003-9993(18)30355-1(Impact Factor: Impact Factor: 3.077) 3. Pagnussat AS, Kleiner AFR, Rieder CRM, Frantz A, Ehlers J, Pinto C, Dorneles G, Netto CA, Peres A, Galli M. Plantar stimulation in parkinsonians: From biomarkers to mobility - randomized-controlled trial. Restor Neurol Neurosci.2018;36(2):195-205 (Impact Factor: 2.101) 4. Pinto C, Pagnussat AS, Rozin Kleiner AF, Marchese RR, Salazar AP, Rieder CRM, Galli M. Automated Mechanical Peripheral Stimulation Improves Gait Parameters in Subjects with Parkinson Disease and Freezing of Gait: A Randomized ClinicalTrial. Am J Phys Med Rehabil. 2018 Jun;97(6):383-389 (Impact Factor: 1.843) 5. Kleiner, A. F. R. ; Arcila, D. M. C. ; Pinto, C. ; Salazar, A. P. ; Marchese, R. R. ; Barros, R. M. L. ; Galli, M. ; Pagnussat, A.S. The required coefficient of friction in Parkinson’s disease - People with Freezing of Gait. Functional Neurology (Roma. Testo Stampato), 2018 (Accepted for Publication – Impact factor: 1.855).
  • Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline Dettmer

Engenharias

Engenharia Química
  • utilização de gelatina recuperada de resíduos de couro curtido ao cromo e nano tubos de carbono no desenvolvimento de adsorventes
  • A produção de couro compreende várias etapas e o uso de inúmeros produtos químicos, além de considerável demanda de água e energia. Além disso, gera resíduos sólidos orgânicos e resíduos sólidos contendo cromo. Os resíduos de couro curtido ao cromo (RCCC) são gerados, principalmente, nas etapas de recorte, rebaixe e lixamento, todas parte da etapa de acabamento do couro. Elas geram, respectivamente, aparas, serragem e pó de couro curtido ao cromo (CABEZA, L. F. et al., 1998; SUNDAR et al., 2011; METZ, 2016). No Brasil, devido à presença de cromo (III), o RCCC é classificado como resíduo perigoso segundo a NBR 10.004 de 2004 (ABNT, 2004) e, caso descartado e não reaproveitado, necessita ter por destino final um aterro para resíduos industriais perigosos. Em média, 200 mil toneladas de resíduos de couro contendo cromo são gerados a cada ano pela indústria coureira no Brasil. Muitas pesquisas estão sendo desenvolvidas visando buscar soluções e alternativas para reutilização destes resíduos. Nesta proposta, gelatina extraída, por hidrólise alcalina, de resíduos de couro curtidos ao cromo, será empregada na obtenção de adsorventes. Estes serão obtidos a partir de gelatina e nano tubos de carbono e sua utilização na remoção de poluentes emergentes em efluentes e/ou águas superficiais será estudada. A hidrólise consiste na quebra das ligações que dão estabilidade à estrutura do colágeno. Nela, os crosslinks entre moléculas de tropocolágeno e as ligações do complexo cromo-colágeno precisam ser rompidas, o que ocorre em meio aquoso com o emprego de temperatura e agentes químicos (FRIESS, 1998; MANCOPES et al., 2008). A gelatina é um polímero natural que consiste em um pó quebradiço, translúcido, incolor e quase sem sabor, sendo amplamente utilizada como um agente de gelificação em alimentos, produtos farmacêuticos, e indústria de cosméticos, pois constitui uma matéria prima de fácil aplicação e alta disponibilidade. A gelatina tem propriedades úteis, tais como biodegradabilidade e hidrofilicidade. No entanto, entre as desvantagens podemos citar a sua fragilidade e rápida degradação em condições com umidade elevada. Porém, essas propriedades podem ser melhoradas a partir da adição de nano tubos de carbono, que tem características extremamente úteis, com uma estrutura exclusiva e alta relação superfície/volume, além de excelentes propriedades mecânicas. O adsorvente poderá ser aplicado na remoção de metais de efluentes de indústrias de processamento de couros (curtumes) ou empresas de fabricação de implementos agrícolas que tem processos de pintura. Além disso, a região de Passo Fundo destaca-se pela sua forte vocação agrícola, com o cultivo, principalmente, de soja, milho e trigo, e consequentemente, considerável utilização de defensivos agrícolas. Estima-se que cerca de 20% das quantidades dos defensivos agrícolas usados como tratamento profilático de plantas, podem alcançar as águas superficiais. Esta alíquota só não é superior porque existem alguns processos que atuam na imobilização de moléculas de agrotóxicos, diminuindo a quantidade de poluente. Mesmo em solos argilosos, com maior capacidade de adsorção de cátions e ânions, verifica-se que a transferência de agrotóxicos pode ocorrer através da erosão. Assim, a transferência de moléculas de agrotóxicos dos ecossistemas terrestres aos aquáticos é uma constante, sobretudo em áreas agrícolas devido ao uso de quantidades elevadas e de tipos diferentes de princípios ativos por área e às altas taxas de erosão do solo (BORTOLUZZI et al., 2006). A proposta deste projeto é a avaliação da possível utilização do adsorvente obtido também na remoção de agroquímicos (herbicidas, inseticidas e fungicidas) de águas superficiais. A gelatina será recuperada do RCCC utilizando hidrólise alcalina (óxido de magnésio), temperatura de 70°C e 6 horas de extração. Na sequência, a gelatina extraída será purificada, via processo de separação por membranas, utilizando diálise ou ultrafiltração, com diafiltrações. O adsorvente será obtido pelo tratamento da gelatina e adição de nano tubos de carbono à mesma, dois processos de reticulação serão testados, um utilizando glutaraldeído e outro utilizando cloreto de cálcio. O desempenho dos adsorventes na remoção metais e/ou agroquímicos será avaliado em diferentes valores de pH’s. O valor de pH em que forem encontradas as maiores capacidades de adsorção será adotado para a realização de ensaios de caracterização do adsorvente, tais como isotermas e cinética de adsorção. O material adsorvente será caracterizado ainda, quanto a sua área superficial e tamanho de poros, bem como composição química (espectroscopia de energia dispersiva de raios X – EDX e infravermelho com transformada de Fourier - FTIR) e estrutura superficial (microscopia eletrônica de varredura – MEV). Espera-se que com os resultados obtidos a partir da execução desta proposta seja possível propor uma alternativa para os resíduos de couro curtido ao cromo e que o material obtido a partir deste resíduo possa ser aplicado nos próprios curtumes, bem como em águas superficiais da região de Passo Fundo, visando a remoção de metais e agroquímicos, respectivamente.
  • Universidade de Passo Fundo - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline do Monte Gurgel

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • diagnóstico participativo da contaminação ambiental no cultivo da cana-de-açúcar e indicadores de efeito precoces sobre a saúde
  • O impacto à saúde decorrente dos processos produtivos se apresenta de forma variada e complexa. Os processos produtivos e os padrões de consumo são geradores de pressão sobre o ambiente e podem ser considerados como produtores de desigualdades e de iniquidades, relacionadas tanto ao acesso aos serviços de saúde quanto à distribuição de riscos. A proliferação de múltiplos riscos ambientais é decorrente dos processos produtivos existentes nos territórios, que impactam sobre a saúde dos trabalhadores. Esses riscos podem comprometer os ecossistemas e a população do entorno, seja como consumidora dos recursos naturais, sendo causas de acidentes e numerosas doenças ocupacionais e de danos ambientais de graves implicações para a saúde humana, acometendo, de forma particular, os grupos sociais mais vulneráveis. No Brasil, a presença de riscos ambientais à saúde em contextos vulneráveis está diretamente relacionada à maior probabilidade de doença e morte das populações afetadas e à degradação de sistemas de suporte à vida nos ecossistemas atingidos. A economia de Pernambuco baseia-se na agricultura, nos serviços e na indústria, com destaque para o crescimento da indústria química. Na agricultura, o estado destaca-se como segundo maior produtor de cana-de-açúcar das regiões Norte e Nordeste e figura entre um dos maiores do país, com plantações concentradas na Zona da Mata. Este cultivo é atualmente um dos maiores consumidores de agrotóxicos no Brasil, juntamente com a soja e o milho. Ao analisar a toxicidade decorrente da exposição a contaminantes ambientais deve-se levar em consideração as condições em que acontece a exposição humana aos poluentes, em particular aos agrotóxicos, em que estão presentes múltiplas exposições e uma grande diversidade de outros condicionantes bio-sócio-ambientais que podem interferir no fenômeno de toxicidade. O modelo químico dependente do uso de agrotóxicos reveste-se de insustentabilidade ambiental, pois no seu espaço se cria um território com muitas e novas situações de vulnerabilidades ocupacionais, sanitárias, ambientais e sociais que induzem eventos nocivos que se externalizam em trabalho degradante e análogo ao escravo, acidentes de trabalho, intoxicações humanas, cânceres, malformações, mutilações e ainda, contaminação de todos os compartimentos ambientais com agrotóxicos. Considerando os impactos para a saúde e para o ambiente decorrentes da exposição aos contaminantes ambientais no cultivo da cana-de-açúcar, a vulnerabilidade socioambiental no trabalho no campo e a importância da organização da vigilância em saúde de populações expostas a agrotóxicos, bem como a importância da agricultura para o estado de Pernambuco, torna-se necessária a realização de estudos para avaliar a contaminação ambiental, identificando indicadores de efeito precoces em populações expostas, fortalecendo a atuação do estado voltada à promoção da saúde e prevenção de agravos em uma perspectiva participativa.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline Ferreira Ourique

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • nanoemulsões contendo óleos essenciais como alternativa para o tratamento de haemonchose
  • A criação de ovinos no Brasil é uma atividade econômica que está sempre em constante crescimento. Esse crescimento foi impulsionado pelos altos valores pagos aos criadores por várias décadas, tornando a atividade atraente e lucrativa. Uma situação relevante é que na produção desses animais as infecções provocadas por nematódeos gastrointestinais, particularmente por Haemonchus contortus, são consideradas as mais prevalentes e patogênicas. As parasitoses constituem a principal adversidade nos rebanhos ovinos. Sem a manipulação adequada dessa patologia, a criação de ovinos pode se tornar inviável do ponto de vista econômico devido à diminuição na produtividade e à mortalidade dos animais. Para combater estes nematódeos, a maioria das fazendas administram anti-helmínticos para os seus animais em intervalos frequentes, e sem levar em consideração os princípios de gestão parasitária integrada e sustentável. Isto desencadeou crescentes problemas devido ao desenvolvimento de populações de nematoides gastrintestinais resistentes em grande parte do mundo, especialmente o parasita Haemonchus contortus. O desenvolvimento da resistência a vários grupos de anti-helmínticos e o problema dos resíduos de fármacos em produtos animais despertou o interesse pelo estudo de plantas medicinais como uma fonte alternativa para combater esses parasitas. Assim, a fitoterapia é uma das alternativas que vem sendo estudada para ajudar no controle das patologias gastrintestinais de pequenos ruminantes. Neste contexto, os óleos essenciais de eucalipto e capim-limão apresentam-se como potenciais soluções para este problema devido as diferentes propriedades já descritas para estes compostos, como atividade antimicrobiana e anti-helmíntica. No entanto, estes óleos essenciais apresentam instabilidade frente a diferentes condições como presença de oxigênio e luz, além da baixa solubilidade aquosa e volatilização, características que dificultam o desenvolvimento de formulações adequadas. Sendo assim, uma alternativa para aumentar a estabilidade e garantir a eficácia destes compostos seria a nanoemulsificação.
  • Universidade Franciscana - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022