Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Tiago Ribeiro de Souza

Ciências Exatas e da Terra

Astronomia
  • comissionamento e operação do telescópio t80s e o levantamento s-plus
  • O T80S é um telescópio robótico com 0,8m de abertura, construído no Cerro Tololo, Chile, inteiramente com recursos nacionais. Ele está equipado com uma câmera óptica de campo grande, capaz de imagear áreas de aproximadamente 2 graus-quadrados. O telescópio será inicialmente dedicado ao Southern-Photometric Local Universe Survey (S-PLUS), um levantamento de 8000 graus-quadrados do céu austral em 12 bandas fotométricas no óptico; 4 de largura média (griz do SLOAN) e 8 filtros estreitos em regiões de interesse do espectro eletromagnético. O T80S teve sua fase inicial de comissionamento realizada em 2015 que, apesar de enfrentar numerosos problemas técnicos, permitiu avanços significativos. O projeto entra agora em uma fase extremamente delicada; sem a possibilidade de enviar pessoas experientes para trabalhar diretamente no observatório e com vários estágios importantes do comissionamento ainda não concluídos. O objetivo desse projeto é fornecer apoio continuado aos trabalhos de instalação e operação do T80S com foco principal na viabilização do S-PLUS e, futuramente, possibilitar a abertura do telescópio para toda a comunidade brasileira.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Tiago Roque Benetoli da Silva

Ciências Agrárias

Agronomia
  • doses de fósforo e épocas de semeadura nos aspectos agronômicos e na expressão de genes do metabolismo lipídico da chia (salvia hispanica)
  • A chia (Salvia hispanica L.) é uma planta anual herbácea considerada como fonte natural de ácidos graxos ômega-3, fibras, proteínas e antioxidantes. No entanto o cultivo no Brasil ainda é recente e as informações e recomendações técnicas existentes são limitadas, principalmente a respeito de adubação e época de semeadura. Portanto, pretende-se conduzir o presente trabalho objetivando avaliar o efeito da aplicação de doses de fósforo e a época de semeadura nos parâmetros produtivos e na expressão de genes responsáveis pela síntese de lipídios da cultura da chia. Será conduzido o experimento por dois anos agrícolas em condições de campo, na Fazenda de Universidade Estadual de Maringá no Campus Regional de Umuarama. O solo do local onde será implantado o experimento é um Latossolo Vermelho Distrófico típico, com textura arenosa. O delineamento experimental utilizado será o de blocos casualizados em esquema fatorial 5 x 4 com quatro repetições. Os tratamentos serão compostos por cinco épocas de semeadura, com intervalos de 15 dias entre uma época e outra (inicia-se final de março, com término no fim de maio), com quatro doses de P2O5 aplicados na semeadura (0, 40, 80 e 120 kg ha-1) totalizando 80 parcelas. Serão avaliados a massa seca da parte aérea, teor de clorofila, população final de plantas, massa de 1.000 grãos, produtividade, teor de óleo e expressão dos genes responsáveis pelo metabolismo de lipídios OLE1, MGAT, Delta 15 desaturase e ω- 3 desaturase.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Tiago Santana Balbuena

Ciências Biológicas

Genética
  • identificação de novas sequências codificadoras de proteínas no genoma de eucalyptus grandis por espectrometria de massas
  • Recentemente, o genoma da espécie Eucalyptus grandis foi sequenciado e disponibilizado publicamente, abrindo inúmeras perspectivas em áreas correlatas. A proteômica visa identificar proteínas presentes em amostras biológicas por meio da correlação entre os genes preditos pelo sequenciamento do genoma e espectros de massas obtidos após processamento dos peptídeos em amostras biológicas. Uma das prerrogativas dessa estratégia de identificação é o correto mapeamento in silico das sequências codificantes do genoma estudado. Contudo, sabe-se que grande parcela dos espectros de massas adquiridos em experimentos proteômicos nâo resultam em correlação com seqüências do genoma. Esse universo espectral pode ser constituído por espectros-ruído, falsos-positivos ou espectros oriundos de fragmentação de peptídeos não preditos. O objetivo da presente proposta é identificar novas sequências codificadoras do genoma de Eucalyptus grandis utilizando dados proteômicos.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Tiago Santos Telles

Ciências Agrárias

Agronomia
  • aspectos econômicos, sociais e ambientais do manejo e da conservação do solo e da água no brasil
  • Vide projeto anexo
  • Instituto Agronômico do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Tiago Vieira da Cunha

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • estudo do processo tig com pulsação da corrente em frequências ultrassônicas
  • O processo de soldagem TIG é caracterizado pela sua excelente estabilidade do arco, o que confere soldas com elevado grau de qualidade. Esta característica faz deste processo a escolha ideal para aquelas aplicações cujo propósito é a realização de soldas de compromisso. Entretanto, sua relativa baixa capacidade de produção o torna muitas vezes insatisfatório nas aplicações industriais. Neste contexto, diversos métodos vêm sendo constantemente desenvolvidos com o objetivo de elevar os níveis de produtividade conseguidos associado à qualidade da junta soldada. Com o avanço na tecnologia dos transistores de potência, uma nova possibilidade tem sido alvo recentemente de estudos (os primeiros trabalhos publicados datam de 1999) que consiste na excitação ultrassônica do arco mediante a pulsação da corrente em frequências acima de 20 kHz. Os estudos mostram melhorias quanto à produtividade, à penetração da solda e às características metalúrgicas e propriedades mecânicas das soldas, dentre outras. Diante do potencial que se vislumbra a partir dos resultados desses estudos, o Laboratório de Tecnologia da Soldagem – LTS da Universidade Federal de Santa Catarina – Campus Joinville, desenvolveu infraestrutura tecnológica e realizou estudos preliminares acerca da aplicação do citado método no processo de soldagem TIG, que desse modo passa a ser chamado de U TIG. Os resultados dos estudos preliminares realizados com este novo método se mostraram promissores tanto no que diz respeito aos aspectos operacionais de processo quanto aos metalúrgicos e de propriedades mecânicas da união. Em relação ao primeiro, o estudo evidenciou uma tendência ao aumento do rendimento de fusão. Já do ponto de vista metalúrgico, foram observadas alterações microestruturais no metal de solda e, ao mesmo tempo, uma transição mais suave das microestruturas na ZAC. O que foi evidenciado pela variação mais suave da dureza e pela dificuldade em identificar o limite entre a ZAC e o metal de base. No entanto, para explorar melhor as potencialidades e aplicações desta nova tecnologia, faz-se necessário dar prosseguimento ao estudo já iniciado. Para tanto, está sendo proposto neste projeto, um estudo abrangente e sistemático, que promova um melhor e mais aprofundado entendimento dos efeitos da pulsação da corrente em frequências ultrassônicas, tanto no que diz respeito aos aspectos operacionais do processo, quanto na melhoria das propriedades físicas e metalúrgicas da solda.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Tiago Vinicius Alves

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • estudo teórico de reações de transferência protônica em mecanismos de combustão
  • Neste plano de trabalho, pretendemos realizar um estudo teórico de reações de abstração de hidrogênio pelos radicais H, O, OH e HO2 em álcoois e ésteres, além dos mais variados processos de isomerização de radicais alquila, tidos como fundamentais nos mecanismos químicos de oxidação e combustão dessas espécies. A execução deste projeto de pesquisa envolve a caracterização dos mínimos e estados de transição, obtenção de superfícies de energia potencial de alta dimensionalidade, além do tratamento cinético dos processos mencionados acima. Todo o tratamento previsto neste plano envolve abordagens semiclássicas e quânticas altamente rigorosas.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Tiago Zanatta Aumonde

Ciências Agrárias

Agronomia
  • tipificação fisiológica e bioquímica do vigor de sementes e do desenvolvimento de plantas de trigo em condições de estresse hídrico e térmico
  • O trigo é cultivado por agricultores familiares com pequenas extensões de terra e também por àqueles que empregam alta tecnologia e cultivam grandes áreas de produção. A produção brasileira de trigo não supre a demanda e a ocorrência de estresses abióticos tem influenciado de forma negativa e bastante expressiva o rendimento e a qualidade de sementes de trigo. Este projeto tem por objetivo estudar a influência da associação do déficit e excesso hídrico com altas temperaturas durante o crescimento e o desenvolvimento de genótipos de trigo, visando à caracterização de eventos fisiológicos e bioquímicos, relacionados ao desempenho diferencial de vigor e do crescimento com reflexos em atributos de rendimento produtivo, visando à identificação de acessos promissores para o cultivo nestas condições de ambiente. Para isso, serão utilizados, inicialmente, doze genótipos de trigo. Posteriormente, serão selecionados alguns genótipos tolerantes e outros sensíveis à associação entre déficit hídrico ou alagamento do solo e altas temperaturas. No total serão conduzidos sete experimentos ao longo do período de vigência do projeto na UFPel e na FURG, em câmaras de crescimento, germinadores do tipo B.O.D e estufa de crescimento sob condições ambientais controladas e também sob condições de campo em quatro regiões brasileiras. Nos experimentos será realizada a caracterização inicial genótipos de trigo e avaliada a expressão do vigor de sementes, teores de peróxido de hidrogênio, peroxidação de lipídeos, metabolismo enzimático antioxidante, a qualidade fisiológica e física das sementes, composição química, determinação da atividade de enzimas no metabolismo hidrolítico, teores de clorofilas, trocas gasosas e fluorescência transiente de clorofila a, análise de crescimento, partição de assimilados, atributos de rendimento produtivo, adaptabilidade e estabilidade em genótipos de trigo submetidos à influência da associação entre déficit hídrico ou alagamento do solo e altas temperaturas. Em experimentos conduzidos em condições laboratoriais, de casa de vegetação e câmara de crescimento será empregado o delineamento experimental de blocos ao acaso em esquema trifatorial (genótipos x condição hídrica x temperatura), com seis repetições. No campo será adotado o delineamento em blocos ao acaso com parcelas subdivididas (genótipos x condição hídrica), com seis repetições.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Tiana Tasca

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • análise da atividade antiparasitária e antimicrobiana de hidrogel nanotecnológico mucoadesivo contendo cu-fendiona para o tratamento intravaginal da tricomoníase e comorbidades
  • A tricomoníase é a infecção sexualmente transmissível (IST) de origem não viral mais comum no mundo. A estimativa global da infecção em 2008 foi uma incidência de 276 milhões de novos casos. Entretanto, esses dados são subestimados, a tricomoníase não é notificável e não existe sistema de vigilância e detecção de isolados resistentes ao tratamento, recebendo relativamente pouca ênfase dos programas de saúde pública de controle de ISTs. Considerando o trato vaginal como local de infecção, a microbiota vaginal saudável é predominantemente colonizada por Lactobacillus spp., e outros micro-organismos podem estar presentes em menor quantidade. Vários estudos indicam que a microbiota vaginal anormal com escassez de Lactobacillus está associada à aquisição de infecções por Neisseria gonorrhoeae, Chlamydia trachomatis e T. vaginalis. Além disso, tricomoníase e vaginose bacteriana, causada por Gardnerella vaginalis, atuam como cofatores na transmissão de HIV. No tratamento da tricomoníase, os únicos fármacos recomendados são o metronidazol (MTZ) e tinidazol (TNZ), utilizados geralmente via oral. Apesar de a tricomoníase ser considerada uma IST curável, as falhas terapêuticas incluem a resistência dos isolados de T. vaginalis aos fármacos 5-nitroimidazois, estimada em 2,5 a 9,6%. Esses valores, quando comparados à prevalência e incidência, geram preocupantes números de 160.000 pessoas nos EUA e aproximadamente 10 milhões no mundo necessitando tratamento alternativo. No momento, não existem opções para o tratamento oral da tricomoníase além dos fármacos já citados, MTZ e TNZ. Neste contexto, a busca de novos alvos e moléculas com potencial terapêutico para o controle da tricomoníase é de extrema relevância perante o cenário brasileiro e mundial desta infecção com consequências no controle da AIDS. A administração oral dos fármacos MTZ e TNZ representa uma limitação para o tratamento de uma infecção que acomete a via vaginal, produzindo efeitos adversos e falhas terapêuticas por não adesão ao tratamento. Dessa forma, uma formulação intravaginal eficaz para o tratamento diretamente na via vaginal torna-se relevante e necessária. Derivados de fenantreno têm sido investigados com potencial ação antimicrobiana. Essa molécula é encontrada na natureza e compõe alguns dos opiáceos naturais e sintéticos utilizados, como o caso da morfina, codeína e naloxona. A partir do fenantreno, foi possível o desenvolvimento de compostos aromáticos amplamente pesquisados por sua atuação em diferentes patologias, como antitumorais e antimicrobianos com diversos estudos de atividade frente a vírus, bactérias e fungos. Entre seus derivados, a molécula 1,10-fenantrolina-5,6-diona (fendiona) ligada ou não a metais como cobre (Cu2+) e prata (Ag+) são alvos de investigação antimicrobiana. Assim, nosso grupo de pesquisa já demonstrou a potente e seletiva atividade anti-T. vaginalis de três compostos: fendiona, [Cu(fendiona)3]2+, e [Ag(fendiona)2]+. Ainda, foi demonstrado um efeito sinérgico entre o composto mais ativo, Cu-fendiona e MTZ, em concentração reduzida contra um isolado de T. vaginalis resistente ao MTZ. Assim, considerando-se que a tricomoníase trata-se de uma doença que acomete principalmente a população feminina, por ser uma IST e, portanto, relacionada à via vaginal, uma formulação para administração tópica intravaginal é necessária. A via vaginal apresenta interessantes características para administração de fármacos, como: grande superfície de contato, boa permeabilidade a fármacos, elevada irrigação sanguínea, relativa facilidade de administração, evita o metabolismo de primeira passagem no fígado quando administração por via oral, e redução da incidência e severidade de efeitos adversos gastrointestinais. Portanto, destaca-se a relevância e inovação dos objetivos propostos no presente trabalho, uma vez que se propõe desenvolver uma formulação nanotecnológica inovadora mucoadesiva contendo Cu-fendiona, sendo incorporada em hidrogel de quitosana a fim de melhorar o seu desempenho com aplicação específica na via vaginal. Além disso, outra contribuição deste trabalho é a avaliação da capacidade antifúngica desta nova formulação contra Candida sp. e antibacteriana contra espécies da microbiota vaginal, a fim de propor um novo tratamento eficaz e seletivo para a tricomoníase e comorbidades. Através da utilização da nanotecnologia farmacêutica, o projeto visa à obtenção de um produto capaz de reduzir a propagação da tricomoníase a um custo acessível para todas as mulheres, principalmente usuárias do SUS. Nesse sentido, o presente projeto visa à produção de um novo nanomedicamento, buscando o tratamento de uma doença relevante e de grande impacto na saúde e na qualidade de vida da mulher, a tricomoníase. Cabe ressaltar que o SUS disponibiliza um tratamento oral para esta IST que muitas vezes apresenta falhas terapêuticas aumentando os gastos. O tratamento da tricomoníase gera economia de US $553 por mulher na prevenção do HIV a seus parceiros. Se consideradas as mulheres HIV-positivas, a economia pode ser próxima a US $159.264.000 devido à prevenção da transmissão de novas infecções por HIV. Assim, o controle da infecção por T. vaginalis pode ser um dos meios mais eficazes para o manejo do risco de transmissão do HIV e comorbidades. Face ao exposto, este projeto visa um tratamento local da tricomoníase, com menor número de aplicações da formulação intravaginal contendo o complexo metálico Cu-fendiona, gerando menor custo para o SUS e melhorando a qualidade de vida das pacientes acometidas por essa enfermidade.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ticiana C Rodrigues

Ciências da Saúde

Medicina
  • otimização do tratamento ambulatorial dos pacientes com diabetes melito tipo 1 via monitorização continua de glicose e contagem de carboidratos
  • Atualmente o sistema único de saúde (SUS) recebe via judicial um crescente número de pedidos para uso de para bomba de insulina (BI) em pacientes com diabtes melito tipo 1, tendo como principal justificativa a presença de hipoglicemias graves não resolvidas com o uso dos análogos de insulina. O estudo de um novo dispositivo capaz de reduzir a frequência de hipoglicemias em número semelhante ao observado com a BI seria de grande economia ao SUS. A necessidade de um manejo mais moderno e alinhado com as evidências recentes na literatura de que é também importante o tempo que o paciente passa com glicose dentro da sua meta desejada, nós propomos o presente estudo. Objetivos: Geral Avaliar o uso do sistema de monitorização continua da glicose (MCG) em pacientes com diabetes melito tipo 1 como uma ferramenta diagnóstica para estabelecer a quantidade de tempo dentro da meta de cada paciente, bem como frequência de hipoglicemias, glicemias média de 24h, diurna e noturna e estabelecer uma conduta mais individualizada a cada caso baseada na leitura do dispositivo. Específicos: 1. Avaliar o perfil glicêmico de 24h de pacientes já em uso de análogos de insulina e que realizem a auto-monitorização capilar da glicose (AMG) pelo menos 3x/dia e que já realizem contagem de carboidratos 2. Avaliar o uso da MCG como método diagnóstico de alterações não percebidas frequentemente pelo uso da AMG como hipoglicemias assintomáticas e hiperglicemias, bem como variabilidade glicêmica. 3. Avaliar a mudança de tratamento (contagem de carboidratos) baseado nos dados do sensor nos pacientes randomizados para uso de MCG vs. o atendimento baseada na AMG padrão. 4. Analise de custo-efetividade da tecnologia estudada baseada no objetivo 3 no cenário do SUS. Metodologia: Para os objetivo 1, 2 e 3: Estudo multicêntrico prospectivo randomizado aberto. Desfecho: tempo dentro da meta (glicemias entre 70- 180mg/dl), variabilidade glicêmica, hipoglicemias (abaixo de 70 mg/dl e abaixo de 54 mg/dl) e controle glicêmico por valores de HbA1c. Objetivo 4: Estudo multicêntrico randomizado aberto com analise de custo-efetividade. Incluiremos pacientes acima de 18 anos de idade atendidos nos ambulatórios de Endocrinologia, do Hospital do Hospital e do Instituto da Criança vinculado ao grupo Hospitalar Conceição, de ambos os sexos, que apresentarem o diagnóstico de DM tipo 1 com HbA1c acima de 7,0% e abaixo de 9% nos últimos três meses, em uso de esquema intensivo de insulina com análogos (basal e ultra-rápida) já em uso de AMG pelo menos 3x/dia e que façam contagem de carboidratos. Critérios de exclusão para todos os objetivos: Serão excluídos os pacientes que declararem-se analfabetos, amaurose bilateral, gestação, pacientes em programa dialítico de qualquer natureza e/ou aqueles que não assinarem o termo de consentimento livre e esclarecido. Intervenção Etapa 1: coleta de HbA1 e colocação do sistema de MCG free style Libre por um período de 14 dias. Durante este período nenhuma intervenção será feita. Etapa 2: randomização dos pacientes no dia da retirada do sensor de 14 dias: Grupo Controle: manter esquema de MDI com análogos e AMG 3x/dia, seu tratamento de doses de insulina e contagem de carboidratos será feito baseado na AMG, retornará a cada 30 dias por um período de 90 dias. A leitura do sensor será feita a posteriori pela equipe, mas nem o médico e nem a nutricionista terão acesso a ela durante o periodo de estudo. Grupo Intervenção: manter esquema de MDI com análogos e AMG 3x/dia, seu tratamento de doses de insulina e contagem de carboidratos será feito baseado na leitura do sensor dos 14 dias prévios, retornará a cada 30 dias por um período de 90 dias. Em cada visita mensal, será coletado HbA1c para todos os pacientes e serão feitas consultas com nutricionista e endocrinologista para ajuste de insulina baseado na AMG. Ao final do estudo, todos os pacientes colocam novamente o sensor por mais 14 dias. Descritores: diabetes melito tipo 1, monitorização continua de glicose, tratamento intensivo.
  • Hospital de Clínicas de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Tiele Medianeira Rizzetti

Outra

Ciências Ambientais
  • biorremediação em água e efluente: avaliação da degradação/remoção de contaminantes orgânicos emergentes
  • Os contaminantes emergentes tem se tornado um grande problema na temática atual, visto que diversos trabalhos tem relatado a presença deles em diversas matrizes ambientais. Dentre os contaminantes emergentes destacam-se os fármacos e agrotóxicos que são amplamente empregados. Visando formas de remediar e minimizar esses problemas tem-se as técnicas de biorremediação em águas e efluentes. Diante disso, a proposta desse trabalho consiste em realizar diferentes estudos de biorremediação e avaliar a remoção e degradação de contaminantes orgânicos em águas e efluentes. Para isso, são propostos estudos com microalgas e sistema integrados de wetlands construídos. Além disso, nesta proposta tem-se ferramentas da química analítica visando obter métodos seguros e confiáveis para determinação desses contaminantes em amostras ambientais. Além disso, estudos envolvendo ensaios toxicológicos englobam outra área da ciência tornando este projeto de grande valia em diversas áreas.
  • Universidade de Santa Cruz do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Tirzah Braz Petta Lajus

Ciências Biológicas

Genética
  • rastreamento de mutações germinativas em pacientes com câncer hereditário utilizando sequenciamento massivo paralelo
  • Em torno de 20% de todos os diagnósticos de câncer tem predisposição hereditária, sendo esses casos classificados como câncer familial ou hereditário. O câncer familial é caracterizado por uma predisposição genética multifatorial devido a presença de polimorfismos ao longo do genoma, que associados a fatores ambientais podem predispor ao aparecimento do câncer; enquanto que no câncer hereditário, mutações germinativas em genes importantes a processos de estabilidade genética predispõem o indivíduo ao longo da vida. Pacientes diagnosticados com câncer familial/hereditário tem maior chance de desenvolverem tumores precocemente (antes dos 50 anos) e são geralmente tumores de prognóstico reservado. Desde 1990, ano que foi identificado o gene BRCA1 e sua relação com o câncer hereditário (Hall et al., 1990), outros genes foram associados à predisposição hereditária ao câncer de mama e ovário. Além disso, existem outras síndromes de predisposição a outros tipos de câncer (colorretal, endométrio, próstata) que apresentam risco aumentado para câncer de mama. Portanto, existem genes de risco moderado para câncer de mama hereditário, onde os portadores não têm um risco de 80% em desenvolver câncer até os 70 anos (Mann et al., 2006), como é o caso para portadores de mutações em BRCA1 ou BRCA2, mas apresentam um risco maior do que a população que não possui mutação germinativa, que tem um risco de 5%. Para identificar as famílias que apresentem uma predisposição hereditária ao câncer se faz necessária uma avaliação pelo médico geneticista ou por uma equipe multiprofissional qualificada para oferecer aconselhamento genético (AG). Na consulta de AG o indivíduo descreve o histórico pessoal e familial de câncer para que o geneticista desenhe o heredograma e entenda o padrão de herança para escolher então escolher quais genes deverão ser sequenciados. Aqui em Natal/RN, desde 2009 o AG em oncologia vem sendo oferecido por uma equipe multiprofissional constituída por uma geneticista, um oncologista e uma psicóloga no hospital Liga contra o Câncer. Inicialmente o sequenciamento de DNA genômico dos pacientes era realizado pelo grupo da Dra. Mary Claire King na Universidade de Washington (Estados Unidos), onde foram sequenciados 80 pacientes. O grupo da Dra. Mary Claire desenvolveu um painel gênico para análise de 33 genes através da técnica de sequenciamento massivo paralelo, next-generation sequencing (NGS), chamado de BROCA Test (Walsh et al., 2010, 2011). Esse estudo foi finalizado em 2014 e selecionou apenas pacientes para risco de câncer de mama e ovário hereditário. Os resultados estão sendo organizados para publicação, e o achado mais interessante foi que 1/3 das mutações germinativas estavam em genes de risco baixo/moderado e encontramos 2 mutações não descritas anteriormente (nos genes ATR e MLH1). O identificação e caracterização de mutações germinativas em genes de risco baixo/moderado é de grande importância para a compreensão de mecanismos de carcinogênese. Se essas amostras tivessem sido analisadas somente para BRCA1 BRCA2, essas mutações não teriam sido identificadas e o paciente teria sido diagnosticado com câncer familial, evitando o estudo de segregação da mutação nos familiares. Para entender melhor a participação desses genes no processo de carcinogênese e conhecer melhor a regulação dessas vias, fibroblastos de biopsia de pele de pacientes portadores de mutação serão estabelecidos em cultura, havendo a possibilidade de imortalização dessas linhagens. Com a validação do serviço de AG no Hospital Liga contra o Câncer, em 2015 nós escrevemos e submetemos ao Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) um novo projeto para estudar mutações germinativas não somente relacionadas ao câncer de mama e ovário hereditário, mas também à melanoma familial, câncer gástrico difuso hereditário e Síndrome de Lynch. No entanto, nesse novo projeto o sequenciador PGM Ion (NGS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte será utilizado para analisar as amostras. Um painel de 13 genes foi desenhado com objetivo de identificar os genes envolvidos nas 4 síndromes: a) Síndrome de câncer de mama e ovário hereditário: BRCA1, BRCA2, CHEK2, TP53 e PALB2; b) Síndrome câncer gástrico difuso hereditário: CDH1; c) Síndrome de Lynch: MSH2, MLH1, MSH6, APC, MUTYH; d) Melanoma familial: CDKN2A e c-kit. Dessa forma, o painel desenvolvido para análise no PGM Ion poderá sequenciar 13 genes em 64 amostras em uma única reação. Os dados gerados pelo sequenciamento NGS serão processados por uma equipe de bioinformática do Instituto Metrópole Digital da UFRN para analisar polimorfismos e mutações germinativas. O objetivo é sequenciar 300 pacientes do Sistema único de Saúde (SUS) que se enquadre em pelo menos um dos critérios de inclusão no estudo. Cada reação de sequenciamento para 64 amostras custa em torno de R$ 6.000 (seis mil reais) e por isso a população de estudo será constituída por pacientes do SUS que não tem acesso a esse teste. A seleção dos pacientes iniciou-se em Agosto de 2015 e 67 pacientes já foram incluídos no estudo. Porém nenhuma amostra foi sequenciada até o momento devido a limitação no orçamento para compra dos kits para sequenciamento na plataforma Ion. O estudo conduzido entre os anos 2009-2014 teve financiamento da FAPERN/FINEP, mas o estudo atual ainda não tem fonte de financiamento. Portanto, a continuação desse estudo está condicionada ao aporte financeiro de agências de fomento à pesquisa. Estamos propondo um estudo pioneiro no país que irá contribuir para a caracterização das mutações germinativas de risco baixo/moderado e alto em síndromes de predisposição hereditária ao câncer. O nosso grupo recentemente publicou 3 artigos sobre os resultados obtidos entre 2009-2014 e um artigo descritivo com todas as mutações encontradas está sendo organizado para publicação juntamente com os dados clínicos da população estudada.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Tito Luís Maia Santos

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • controle preditivo robusto com restrições probabilísticas: desenvolvimento de técnicas simplificadas orientadas por dados amostrados
  • Estratégias de controle preditivo baseado em modelo têm recebido grande atenção da comunidade científica devido à capacidade de lidar de maneira conjunta e sistemática da satisfação de restrições com a otimização de desempenho. Por outro lado, sabe-se que condições adicionais devem ser impostas para assegurar estabilidade e satisfação robusta de restrições em malha fechada, o que tipicamente conduz a respostas conservadoras. Na presença de perturbações estocásticas, torna-se possível adotar o conceito de restrições probabilísticas com o intuito de reduzir o grau de conservadorismo da resposta em malha fechada na vizinhança das restrições. O conservadorismo associado à satisfação robusta de restrições é um tema particularmente importante na medida em que o ponto de operação ótimo tipicamente se encontra nos limite admissíveis das restrições. Neste contexto, as estratégias controle preditivo estocástico com restrições probabilísticas têm se destacado pela capacidade de reduzir o conservadorismo das estratégias baseadas em restrições determinísticas, ampliando a região admissível. Em particular, este tema tem atraído um interesse especial pela natureza das perturbações que surgem em problemas de controle ligados à produção de energia renovável, as quais sofrem interferência de ventos e/ou irradiação solar. Por outro lado, nas abordagens probabilísticas, costuma-se assumir que a distribuição do conjunto de incertezas é conhecida, o que dificulta a sua utilização em grande parte dos problemas reais. O principal objetivo do presente projeto consiste em propor novas estratégias de controle preditivo robusto para sistemas com perturbação estocásticas que nas quais a função de distribuição não é conhecida. A utilização de abordagens orientadas por dados serão estudadas e propostas com o intuito de simplificar a formulação dos algoritmos robustos de controle preditivo com restrições probabilísticas. Desta forma, pretende-se reduzir o conservadorismo dos mesmos por meio da adoção de restrições probabilísticas.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Tito Monteiro da Cruz Lotufo

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • uso de “autonomous reef monitoring structures” no estudo da criptofauna da ilha da trindade
  • A diversidade dos organismos com hábitos crípticos em ambientes coralíneos representa um dos grandes desafios para o conhecimento da biodiversidade marinha. Com o intuito de estudar a biota críptica de áreas recifais, foi desenvolvida uma estrutura artificial cúbica e desmontável denominada de Autonomous Reef Monitoring Structure (ARMS). Estas estruturas são mantidas submersas por cerca de um ano, permitindo o recrutamento da biota críptica, que pode então ser coletada de forma eficiente e sem dano ao ambiente. As ARMS já estão sendo usadas na última década em dezenas de localidades do mundo, abrangendo uma grande variedade de sistemas coralíneos. Neste projeto se pretende utilizar ARMS para o inventário da biota críptica da Ilha da Trindade, com a instalação num total de 4 pontos. As ARMS serão instaladas em triplicatas em cada ponto, em profundidades ao redor de 10m, permanecendo submersas por um período aproximado de 12 meses. Após o período de submersão, as ARMS serão substituídas e processadas, com os organismos coletados, fotografados e preservados para identificação morfológica e geração de sequências de DNA barcoding. Uma segunda etapa do projeto envolverá o uso de meta-barcoding, utilizando plataformas de sequenciamento massivo para obtenção de sequências curtas para comparação com bases de dados. Se espera, dessa forma, descrever a diversidade da biota críptica do infralitoral rochoso da Ilha da Trindade, permitindo a avaliação e comparação com outras localidades do mundo, e estabelecendo a linha de base para monitoramento de longo prazo da ilha.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/01/2020-31/10/2022
Foto de perfil

Tito Monteiro da Cruz Lotufo

Ciências Biológicas

Zoologia
  • ascídias do grande sistema recifal amazônico
  • As ascídias constituem um grupo de invertebrados marinhos com ampla distribuição nos oceanos. Apesar de sua relevância ecológica, estes animais são pouco estudados em muitas regiões do mundo devido à falta de especialistas. O Grande Sistema Recifal Amazônico é um dos mais extensos e profundos recifes de coral do mundo e possui atributos únicos por estar presente na área de influência da foz do rio Amazonas, cujo intenso deságüe de água doce e transporte de sedimento criam condições atípicas para o desenvolvimento dos recifes de corais e caracterizam a diversidade, a composição faunística e os padrões de distribuição das espécies marinhas na região norte equatorial da América do Sul. Este imenso complexo recifal pode ainda servir de refúgio e corredor ecológico na conectividade de populações caribenhas e sulamericanas, mas carece de estudos faunísticos para a grande maioria dos grupos de animais. A exploração de petróleo na bacia do Amazonas tem sido uma ameaça perigosa à biodiversidade e serviços ecossistêmicos deste raro bioma, de modo que o forte apelo em sua defesa reflete a urgência para que inventários sejam produzidos com a maior rapidez possível. Nesse sentido, o principal objetivo deste projeto é realizar o inventário da fauna de ascídias que ocorre no Grande Sistema Recifal Amazônico, integrando dados morfológicos e moleculares das espécies, com base nas amostras depositadas na Universidade de São Paulo. Ao final do projeto, se pretende ainda obter um panorama detalhado das afinidades faunísticas que auxiliem a compreender os processos envolvidos na ocupação e manutenção do fluxo gênico no Atlântico tropical americano, o que irá promover subsídios essenciais à elaboração de planos de manejo e conservação da margem equatorial brasileira.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Tito Roberto Sant'Anna Cadaval Junior

Engenharias

Engenharia Química
  • extração de antocianinas de bagaço de uva e sua concentração em esferas de biopolímeros através da adsorção em coluna de leito fixo
  • As antocianinas aplicadas como aditivos alimentares têm despertado crescente interesse das indústrias, devido as suas funcionalidades potenciais relacionadas à saúde. No entanto, sua baixa estabilidade durante o processamento pode limitar suas aplicações em alimentos. A adsorção em leito fixo tem se destacado por ser uma técnica aplicável para a adsorção de corantes artificiais. Para o preenchimento da coluna de leito fixo existem inúmeros materiais adsorventes sendo empregados, tais como, carvão ativado, resíduos agroindustriais, polímeros e biopolímeros. Dentre estes adsorventes, a quitosana e o alginato são biopolímeros provenientes de material natural, atóxico e renovável. Além disso, estes biopolímeros podem se apresentar na forma de filmes, esponjas, géis, blendas e esferas. O uso de esferas elimina as limitações hidrodinâmicas do leito, aumenta resistência mecânica e melhora os aspectos de transferência de massa. O objetivo deste projeto é a extração de antocianinas de subprodutos vinícolas e sua estabilização em esferas de quitosana e alginato através da adsorção em coluna de leito fixo. O desenvolvimento do trabalho engloba a extração de antocianinas de bagaço de uva, a produção de material adsorvente e a sua aplicação na adsorção de soluções de antocianinas em coluna de leito fixo. Desta forma, na primeira etapa, as antocianinas serão extraídas do bagaço de uva pelo uso de solventes. Após, os biopolímeros quitosana e alginato serão a base para a produção de esferas através do gotejamento em solução coagulante/gelificante adequada. Em seguida, estas esferas serão caracterizadas em relação às propriedades químicas e físicas necessárias para sua aplicação como adsorvente. Na etapa seguinte, será verificado o potencial das esferas como adsorventes das antocianinas, através de estudos de adsorção estáticos e dinâmicos, mediante a obtenção de isotermas de equilíbrio e curvas de ruptura. Por fim, a concentração do complexo biopolímero/corante será realizada pela secagem das esferas adsorvidas com antocianinas. A metodologia analítica contará com as análises de microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectroscopia de energia dispersiva (EDS), área superficial específica (BET), análise de infravermelho (FT-IR), análise termogravimétrica (TGA) e difração de raios-X (XRD). Espera-se com o desenvolvimento deste projeto verificar o potencial das esferas em relação a flexibilidade de design, engenharia e fabricação necessárias a fim de viabilizar o uso das antocianinas como corante alimentício.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Tomás Jeferson Alves de Mélo

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • estudo reológico de sistemas poliméricos
  • O nosso grupo de pesquisa em polímeros na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), desde 2003 desenvolve pesquisas em nanocompósitos e blendas poliméricas com polímeros convencionais do tipo PEAD, PEBD, PP, Nylon 6, Nylon 66, PET, etc, onde a ênfase é avaliar, principalmente, as propriedades térmicas e mecânicas destes sistemas. Estas pesquisas foram fortalecidas com a criação do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais (PPG-CEMat), níveis de mestrado (em 2004) e doutorado (em 2007) e atualmente, o programa tem conceito 5 pela última avaliação trienal da CAPES. Recentemente, por meio de projetos coordenados pelo proponente desta proposta, foram adquiridos três equipamentos de caracterização reológica: reômetro oscilatório, para caracterização viscoelástica linear, transiente e não-linear; reômetro capilar, para estudos reológicos em altas taxas de deformação e de fenômenos de instabilidade de fluxo; e um reômetro de torque para avaliação reológica dinâmica, misturas e estabilidade termomecânica durante o processamento. Com a aquisição destes equipamentos, foi instalado o Laboratório de Reologia de Polímeros Fundidos (LRPF) e criado o Grupo de Pesquisa em Reologia e Processamento de Polímeros Fundidos (liderado por este proponente - ver Grupo de Pesquisa no site do CNPq) no Departamento de Engenharia de Materiais da Universidade Federal de Campina Grande. Com a instalação deste laboratório, o Grupo de Pesquisa está realizando estudos reológicos em polímeros no estado fundido, pois se verifica na literatura especializada que pouco se tem pesquisado sobre sistemas poliméricos (bioblendas e bionanocompósitos), que apresentam estruturas complexas e propriedades diferenciadas. Também, no Brasil e, principalmente nas universidades e centros de pesquisas emergentes (regiões norte e nordeste) ainda existe um déficit de profissionais capacitados, reconhecidamente em reologia de polímeros fundidos e processamento de sistemas poliméricos. Portanto, considerando a experiência adquirida pelo Grupo de Pesquisa da UFCG nestes anos, principalmente no desenvolvimento de blendas e nanocompósitos, acredita-se que a continuidade das pesquisas e do desenvolvimento de novos sistemas poliméricos (bioblendas e bionanocompósitos) com matrizes de biopolímeros do tipo PLA, PE “verdes”, PHB, PCL e com argilas, com ênfase no comportamento reológico sob diferentes modos e intensidades de deformação (cisalhamento, viscoelástico linear e extensional) será importante para motivar e desenvolver ainda mais este tema. Principalmente por utilizar materiais ecologicamente corretos, ou seja, polímeros de fontes renováveis e argilas, neste último caso é uma matéria prima bastante abundante na região Nordeste, e proporcionar o desenvolvimento de estudos reológicos em sistemas multifásicos. Além do mais, a continuidade neste tema é importante para ajudar na consolidação do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais (PPG-CEMat) e atender a elevada demanda de alunos de pós-graduação (doutorado e mestrado) e graduação com interesse no desenvolvimento destes novos materiais e nos estudos de reologia aplicada ao processamento de polímeros fundidos.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Tomaz Catunda

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • espectroscopia fototérmica e não-linear em materiais foônicos
  • Neste plano de trabalho exploramos propomos diversas aplicações de espectroscopia Ótica (convencional, fototérmica e não-linear) em materiais fotônicos. Enfatizamos o estudo quantitativo de diversas propriedades de interesse tais como: condutividade térmica e taxa de variação do caminho ótico com a temperatura, medidas de absorção ultra-baixas, eficiência quântica de fluorescência, geração de calor associada a transferência entre íons dopantes e o estudo detalhado da origem física da diferença de polarizabilidade entre os estados fundamental e excitado (p) de materiais dopados. As técnicas experimentais a serem utilizadas são: espectroscopia convencional, absorção do estado excitado, Espectrometria de Lente Térmica e Z-scan.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Tommaso Del Rosso

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • dispositivos e nanomateriais funcionais híbridos com propriedades plasmonicas
  • Dispositivos em filmes finos e nanomateriais híbridos plasmonicos, constituídos por a junção de metais nobres e materiais não metálicos, possuem propriedades multi-funcionais que os rende atraentes numa vasta gama de aplicações. De extremo interesse atual é a junção entre materiais de baixa dimensão (MBD) 2D e quase 1-D e nanoestruturas metálicas [1-4]. Os materiais quase 1-D em base carbono são caracterizados para ter uma hibridização sp, e são comumente chamados de fios de átomos de carbono (FAC) ou, no caso de estruturas com hibridização mista sp,sp2,sp3, de materiais carbinoides [3,4]. A principal característica dos materiais carbinoides é a presencia de orbitais delocalizados , que proporcionam uma elevada polarizabilidade e condutibilidade elétrica dessas estruturas, extremamente atraentes em campos como por exemplo a nano opto-eletrônica, a ótica não linear, e o sensoriamento ótico [2,4,5]. Além do mais, a compreensão da natureza da interação entre os materiais carbinoides e nanoestruturas metálicas pode abrir o caminho a fabricação de baixo custo de metasuperfícies e novos nanocompósitos (NCs) metal-MBD com posição da banda de ressonância plasmonica de superfície localizada (LSPR) controlada [2] . Ao mesmo tempo, algumas das propriedades físicas dos materiais 2D, como por exemplo a constante dielétrica, são extremamente sensíveis a interação com analitas externos [6,7], sugerindo o utilizo deles como sondas ultrassensíveis também as frequências óticas, após de protocolos de transferências sobre clássicas plataformas de sensoriamento SPR [8,9]. O projeto de pesquisa proposto nessa chamada, baseia se não somente sobre resultados científicos já publicados na literatura [1,8-9], mas também sobre resultados experimentais obtidos recentemente no NanoLaserLab no campo do sensoriamento ótico SPR suportado por sondas de materiais 2D, e na síntese de nanomateriais de carbono quase-1D por ablação por laser pulsado em meio liquido (PLA) [2]. NCs metal-carbinoides, como também pontos quânticos carbinoides com hibridização mista sp-sp2, serão sintetizadas no NanoLaserLab através de um processo inovador de reciclagem da CO2 atmosférica induzida por PLA. [2]. Nesse contexto, o confinamento sub comprimento de onda do campo eletromagnético dos plasmons polaritones de superfície (SPP), vai permitir o desenvolvimento de novas técnicas óticas para a caracterização de materiais de baixa dimensão. A espectroscopia SPR suportada por os MBD tem as potencialidades de resultar uma poderosa ferramenta seja para a determinação das constantes dielétricas anisotrópicas de vários materiais 2D e quase-1D as frequências óticas, seja no âmbito do sensoriamento ótico, utilizando os mesmos MBD como sondas ultrassensíveis para a detecção de gases ou íons metálicos e semi-metálicos em fase liquida de interesse ambiental. A junção tecnológica entre nanopartículas metálicas, dispositivos óticos plasmonicos e MBD abre assim novos cenários na síntese ‘verde’ de nanomateriais funcionais e no sensoriamento ótico SPR ultrassensível. Catalise e nano medicina, são enfim dois âmbitos nas quais o NanoLaserLab está colaborando com diferentes instituições nacionais e internacionais, com a responsabilidade da fabricação de plataformas catalíticas plasmonicas do tipo TiO2/metal para tratamento das aguas [10,11] e a síntese verde de nanocompósitos aglomerados metal-carbinoides para tratamento térmico de células cancerígenas [2,12].
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Tommaso Macri

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • plataformas para simulação e metrologia quântica com átomos de rydberg
  • A medição do tempo tem uma história longa e fascinante: o relógio é uma das mais antigas invenções humanas e da sua evolução ainda inspira idéias fundamentais de Física e encontra aplicações inovadoras. Todos os relógios exploram oscilações, tais como o movimento de um pêndulo ou a vibração de um cristal de quartzo, para cortar o tempo em pequenos intervalos de tempo constantes. A medição mais precisa do tempo hoje em dia é alcançada com relógios atômicos, explorando o movimento oscilatório de um sistema de dois níveis - o estado fundamental e o estado excitado de um átomo - sondados com um laser de frequência omega;. A medição precisa de tempo com relógios atômicos estão na base de ciências como a espectroscopia de precisão, a determinação de constantes fundamentais, a relatividade e a astronomia. Também é uma tecnologia com um impacto significativo na sociedade moderna: muitas tecnologias "cotidianas" tais como telefones celulares, receptores de satélite GPS e redes de comunicação de alta velocidade, dependem da precisão dos relógios atômicos. O objetivo principal do projeto é explorar a interação forte, controlável e coerente entre átomos de Rydberg aprisionados em uma rede óptica para criar estados emaranhados úteis para o aplicações metrológicas e na Informação Quântica. Nosso projeto é altamente interdisciplinar, com interesses que vão desde a ótica quântica, a Física de átomos de Rydberg, a Física das colisões atômicas, simulações numéricas de muitos corpos, novos protocolos de informação quântica.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Tony Vinicius Moreira Sampaio

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • avaliação da acurácia da representação cartográfica da rede de drenagem no estado do paraná
  • Limitações impostas ao processo de mapeamento da rede de drenagem fazem com que sua representação apresente baixos padrões de acurácia. Os erros mais comuns e recorrentes nestas bases são os de completude (omissão e comissão), afetando em especial o mapeamento dos rios de pequenas dimensões. A representação cartográfica da rede de drenagem serve de base para diferentes fins, dentre eles: a delimitação de áreas de preservação permanente (APP), o planejamento ambiental, estudos geológicos e, para a realização de pesquisas que abordam suas relações com os usos, o clima e a geomorfologia. Dependendo no grau de acurácia, os erros de completude podem limitar ou inviabilizar o uso destas bases. No estado do Paraná a representação oficial da rede de drenagem se deu a partir da vetorização das bases cartográficas pré-existentes (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE e Diretoria de Serviço Geográfico do Exército - DSG) sem que fosse feita a avaliação de sua acurácia. Adotando como referência 39 cartas topográficas do mapeamento oficial do estado do Paraná (10% das bases do Estado na escala 1:50.000), a pesquisa objetiva avaliar o grau de completude da mesma, bem como produzir um inventario de 1170 bacias amostrais, com informações sobre a: tipologia da rede de drenagem, dissecação do relevo e clima. A pesquisa possui foco no desenvolvimento e aprimoramento de metodologias para mapeamento automatizado da rede de drenagem, no aprimoramento das bases cartográficas existentes e, no suporte as pesquisas relacionadas à delimitação de APPs e sobre a gênese e evolução da rede de drenagem.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020