Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sílvio Roberto Stefano

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • mercado de trabalho e políticas públicas de emprego e renda: um estudo longitudinal no estado do paraná
  • O mercado de trabalho é complexo, com diversos elementos, e apresentou um crescimento acentuado no período de 2010 a 2014 nos postos de empregos formais e renda dos trabalhadores no Brasil (DIEESE, 2011; CELLA-DE-OLIVEIRA, HEY, STEFANO, 2012; MTE, 2015;). O forte crescimento nesse período foi facultado por políticas públicas e sociais constantes, de um período com horizonte mais ampliado – dez anos – que visam ampliar o grau de formalização do emprego e da cobertura previdenciária, eliminar o trabalho infantil e o escravo etc. Aspectos como a promoção da justiça no trabalho em relações de gênero, raça, idade, pessoas com deficiência, jovens em busca do primeiro emprego, trabalhador urbano e rural etc., tem sido buscadas e ressaltadas (MTE, 2015). Em 2015 foi criado pelo Governo Federal o Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho e Renda e de Previdência Social pelo decreto nº 8.443 de 30/04/2015 que teve como resultado a criação do Programa de Proteção ao Emprego (PPE) com o fornecimento de alternativa aos empresários para redução de custos sem corte de empregos. Os custos aos cofres públicos com pagamento de benefícios como o Seguro-Desemprego são mais elevados do que subsidiar parte de uma redução salarial, que vem acompanhada de uma redução de jornada de trabalho (BRASIL, 2016). As regras do PPE detalham os parâmetros estabelecidos na Medida Provisória (MP) nº 680; são diversos tipos de incentivos fiscais para redução de impostos e para geração de emprego em diversos setores como: construção civil, montadoras de automóveis, linha de eletrodomésticos entre outros. Os cientistas devem desempenhar, neste cenário, um papel de agentes de intervenção e formadores de opinião na sociedade, com o objetivo de buscar saídas e caminhos, contribuindo para a melhor distribuição de renda, geração de empregos e, por conseguinte, a melhoria da qualidade de vida das pessoas (STEFANO, NOGUEIRA, COSTA, 2006). O que motiva esta pesquisa é uma preocupação crescente com as questões relativas ao mundo do trabalho e que afetam, a vida das pessoas e, de uma forma mais ampla, a sociedade. Muito se tem falado sobre todo esse processo de transformações sociais, tecnológicas, econômicas, políticas, enfim, sobre todas as mudanças que vêm afetando países, organizações e indivíduos. A proposta dessa pesquisa é analisar a dinâmica do mercado de trabalho e as políticas públicas de trabalho no Estado do Paraná. Quais são os elementos do mercado de trabalho, seus principais indicadores e as principais políticas públicas de emprego, trabalho e renda no Estado do Paraná, no período de 2015 a 2017? Este projeto está alinhado ao projeto institucional (Resolução Nº 059-CONSET/SESA/G/Unicentro, 30/10/2014) coordenado pelo PPGADM/Unicentro com seu PPGA em Administração, e outros projetos de Mestrado e IC dos proponentes. A proposta específica deste projeto é a de auxiliar na consecução dos objetivos a seguir: identificação e análise do mercado de trabalho e seus diversos representantes e as políticas públicas de emprego e renda no Estado do Paraná, nos anos de 2015, 2016 e 2017, com base nos seguintes pontos: a) Identificar e analisar os componentes do Mercado de Trabalho no Estado do Paraná; b) Analisar os principais indicadores do Mercado de trabalho do Estado do Paraná; c) Analisar as principais políticas públicas de emprego, trabalho e renda da União e do Estado do Paraná; d) Propor norteadores para políticas públicas de geração de emprego e renda. A pesquisa será de caráter descritiva com dados que serão levantados por meio de pesquisa de campo com uma amostra de cinco componentes do Mercado de Trabalho do Estado do Paraná em relação Políticas Públicas de Emprego e Renda e Mercado de Trabalho, além da fundamentação teórica pertinente a temática. Os dados serão obtidos através de entrevistas, relatórios técnicos, sites especializados oficiais (IBGE, DIEESE, IPARDES, TEM, CAGED, RAIS etc.). Será realizada uma análise bibliométrica em dez periódicos Qualis A2 e B1 dos últimos cinco anos para identificação e tipificação das publicações sobre a temática e desenvolvimento da fundamentação teórica. A proposta de pesquisa contribuirá com o grupo de pesquisa Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional que é certificado pela Unicentro e cadastrado no CNPq desde o início de 2010. A pesquisa contribuirá com estudos de futuras dissertações de mestrado, iniciação científica e trabalhos de conclusão de curso de graduação e pesquisas do programa na área de gestão de pessoas e políticas públicas principalmente emprego e renda. Contribuirá com o Programa de Pós-Graduação e o curso de Mestrado Profissional em Administração e consolidará mais ainda a qualificação docente, publicações, pesquisas e o intercâmbio entre pesquisadores do Paraná.
  • Universidade Estadual do Centro-Oeste - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021