Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Isabel Rocha de Siqueira

Ciências Humanas

Ciência Política
  • quantificação e dataficação nos brics: desenvolvimento, cti e novas fronteiras de desigualdade
  • Entre 2010 e 2020, o mercado de dados cresceu quase 5.000% (Press, 2021). Este momento do chamado capitalismo informacional representa certa continuidade e também “reconfigura lógicas e objetos de conhecimento coloniais” (Rupert & Isin, 2019, p. 207), na medida em que essa dataficação é desigual, tanto pela distribuição dos meios de produção desses dados, como pelos ganhos advindos de sua circulação. Por um lado, é comum em países de mais baixa renda haver maiores lacunas de dados administrativos (governamentais); por outro, é também mais comum que nesses países não existam regulações ou infraestrutura para fazer frente às crescentes demandas do mercado global de dados. Dessa forma, Taylor e Broeders (2015) sugerem que grandes corporações têm tomado a frente para “contar, categorizar e visualizar” questões de desenvolvimento em países de renda média ou baixa, oferecendo a doadores e investidores dados próprios ou produzidos por usuários, algo tornado possível com o uso mais difundido de tecnologias de informação e comunicação (TICs). Nesta “delegação” da produção de dados, muitas parcerias público-privadas (PPPs) fazem uso de discursos de desenvolvimento para justificar a busca por novos mercados (Ibid.). O problema central é que “o ‘desenvolvimento-orientado-por-dados’...resulta em maior visibilidade para as populações de países de mais baixa renda - embora não necessariamente em maior governabilidade ou representação” (p. 228). A pesquisa visa abordar essas desigualdades no que toca especialmente os BRICS, perguntando-se a) como a dataficação no campo de desenvolvimento influencia a maneira como os BRICS são tornados legíveis e visíveis para políticas públicas globais? E b) como as desigualdades em investimento, financiamento e cooperação em CTI entre os BRICS e países de renda alta e entre os próprios BRICS afetam sua capacidade de fazer frente a uma crescente “segregação digital” no que diz respeito à produção de conhecimento baseada em dados (Hilbert, 2016)?
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Isabela Cardoso de Matos Pinto

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • análise de modelos e estratégias devigilância em saúde da pandemia do covid-19 (2020-2022)
  • O controle da pandemia de COVID-19 demanda a adoção de uma concepção de vigilância em saúde que envolva as ações de atenção primária, assistência especializada e hospitalar, proteção da saúde dos trabalhadores e comunicação social. Nessa perspectiva, investigações sobre modelos, estratégias e ações de vigilância e de proteção à saúde dos trabalhadores em diferentes níveis do SUS, assim como análises comparadas de sistemas de saúde são necessárias para preencher lacunas do conhecimento e para formular recomendações adequadas aos gestores do sistema de saúde e a população em geral. O objetivo desse projeto é analisar modelos, estratégias e ações de vigilância em saúde em distintos níveis de atenção, para a redução da exposição ao risco de contaminação na população e em trabalhadores de saúde, a detecção precoce de casos e o encaminhamento em tempo adequado de pacientes para a assistência especializada e hospitalar. Serão realizados estudos de caso no Estado da Bahia e em municípios selecionados, contemplando três níveis de análise (estadual, municipal e local) das ações de vigilância em saúde. A produção de dados será feita através de entrevistas com informantes-chave das equipes de saúde da família e técnicos da vigilância em saúde, bem como análise de normas, portarias, decretos e documentos produzidos pelos gestores do SUS. Nos âmbitos da gestão estadual e municipal será investigado se existem estratégias de planejamento, orientação e apoio ao desenvolvimento das ações de vigilância pelas equipes de APS, incluindo ações de apoio logístico e operacional (transporte, material e equipamentos de segurança e proteção dos profissionais), de capacitação profissional e de formação de redes de atenção coordenada da APS com outras instituições e com outros serviços de saúde. No âmbito local, serão investigadas quais as medidas de controle da pandemia de COVID-19 estão sendo implementadas pelas equipes de APS em seus territórios de abrangência onde vivem os indivíduos e suas famílias. As medidas de controle a serem investigadas incluem: a detecção de casos e contatos, o isolamento em domicílio dos casos leves e quarentena dos contatos, o encaminhamento dos casos graves aos demais níveis do sistema de saúde, e o incentivo das medidas de distanciamento social para a população em geral, com ações sobre no território que visem orientar a utilização e circulação nos locais públicos, equipamentos sociais e estabelecimentos comerciais. Além disso, será investigada a adoção do uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) pelos profissionais de saúde e de máscaras pelos usuários dos serviços de saúde bem como normas de caráter coletivo relacionadas ao funcionamento seguro das Unidades. No nível hospitalar, a gestão de cuidados a pacientes com suspeita ou diagnóstico será avaliada por meio de um estudo de coorte de pacientes identificados com SRAG, confirmados ou não para o COVID-19, atendidos no Hospital Couto Maia, em Salvador, utilizando como fontes de informações o prontuário dos pacientes e a visitação ao paciente no hospital e ao domicílio para entrevista de familiares e dos pacientes após a alta. Serão analisadas informações sobre quadro clínico, terapêutica realizada, presença de comorbidades, obesidade e vacinação neonatal de BCG, características sociodemográficas dos pacientes, duração da imunidade adquirida pela infecção (testes IgG contra o SARS-CoV2 aplicado nos pacientes no dia da alta, após dois meses, seis meses e um ano) e medidas de utilização de serviços hospitalares (tempo médio de permanência, uso de equipamentos de suporte à vida, proporção de curados, taxa de letalidade). Também será analisada a implementação dos Planos Estaduais de Contingência para Atenção Hospitalar no enfrentamento do COVID-19, com base em informações coletadas nos sites de todas as secretarias estaduais de saúde, MS e secretarias municipais de saúde das 5 capitais com maior número de casos COVID-19. O estudo dos trabalhadores de saúde contemplará uma análise comparativa em 3 capitais em uma amostra de unidades de APS e hospitalares (2 hospitais de referência para COVID19 em cada capital) buscando identificar ações relativas à prevenção de riscos, uso de EPIs, apoio ao trabalhador infectado pela COVID- 19, apoio psicológico e proteção social. Finalmente, a análise comparada dos modelos de vigilância de saúde será feita entre países com desfechos distintos em relação à epidemia. Assim, países que conseguiram controlar a primeira onda da epidemia serão comparados com aqueles onde houve uma aceleração descontrolada. Com esse propósito será efetuada revisão sistemática da literatura a partir de janeiro de 2020 nas bases de dados Web of Science, Medline e Scopus, bem como bases de artigos na fase preprints, a exemplo da medRxiv, utilizando-se as palavras-chave: Covid-19, Covid, health system, healthsurrveillance;controlmeasures; testing; self isolation, social distancing.As informações relativas à evolução da epidemia nos diversos países serão obtidas de painéis elaborados a partir de dados da OMS (https://covid19.who.int/) e as características dos sistemas de saúde bem como das medidas adotadas serão obtidas de documentos e sites das Instituições Nacionais de Saúde (Ministérios de Saúde). Além disso, também serão analisadas as interações do governo com as autoridades sanitárias nacionais na condução da epidemia, utilizando pesquisa documental e sites de instituições. O projeto se estrutura a partir de uma rede de pesquisadores e de instituições parceiras do Brasil e do exterior que integram eixos de pesquisa vinculados ao Observatório sediado no ISC/UFBA, já apoiado pelo CNPq, que deverá ser redefinida em função dos objetivos, presentemente, formulados para a análise dos modelos, estratégias e ações da vigilância em saúde.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Isabelle Katherinne Fernandes Costa

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • análise da atenção a saúde e desenvolvimento de tecnologias para promoção do autocuidado e adaptação de pessoas com estomias
  • O diagnóstico situacional das Redes de Atenção à Saúde da Pessoa com Estomia e determinação do acesso a esses serviços é um dos primeiros passos para se obter informações que possam subsidiar intervenções e melhorias no cenário da assistência a essa população. Diversas tecnologias de educação em saúde têm sido produzidas a partir de levantamentos sobre a situação dos serviços e da assistência da pessoa com estomia, com o intuito de propor melhorias para os problemas encontrados e propiciar a qualidade de vida e adaptação dessas pessoas. Tecnologias audiovisuais da informação tem ganhado força no âmbito da educação e formação profissional, em ascensão no âmbito da saúde. Cursos educativos são parte dessas tecnologias e consistem em ferramentas de ensino-aprendizagem, haja vista que aproxima o ambiente educacional do cotidiano da sociedade, das linguagens e códigos utilizados. A telenfermagem também constitui um recurso importante na colaboração da assistência à saúde, como estratégia complementar, nas instituições de saúde, de modo a favorecer o acompanhamento contínuo dos pacientes. Outros dispositivos móveis, como tablets e smartphones têm ganhado ênfase, com acesso a múltiplos recursos e aplicativos. Observa-se assim, a importância de se explorar como os serviços de atenção à saúde da pessoa com estomia estão atuando, de modo a alimentar informações e subsidiar intervenções em saúde, além de desenvolver tecnologias com o objetivo de atingir profissionais e a população com estomias. Nesse sentido, Analisar a atenção à saúde e o uso de tecnologias assistenciais para a promoção do autocuidado e da adaptação de pessoas com estomias. Espera-se, com esse estudo, ampliar a construção dos saberes teórico-práticos no desenvolvimento tecnológico em saúde, bem como contribuir na assistência à saúde da pessoa com estomia. O estudo terá impacto no avanço científico e produzirá inovações que contribuirão para formação profissional e autonomia de pessoas com estomias.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 01/01/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Isabelle Katherinne Fernandes Costa

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • desenvolvimento de serious games como recurso educativo em estomaterapia e dermatologia em enfermagem
  • Serious Games são jogos virtuais com dinâmica responsiva que objetivam alcançar a aprendizagem com uso de recursos visuais para motivação. O uso na dermatologia em enfermagem e na estomaterapia, duas grandes áreas com objetos em comum, ainda é incipiente e esta tecnologia poderá auxiliar na aprendizagem significativa sobre diferentes tipos de feridas e estomias. Esta proposta trata-se da construção e testagem de serious games sobre úlcera venosa, lesões mamilo-areolares e estomias. Na área da dermatologia em enfermagem estão as úlceras venosas, tipo mais comum de ferida crônica em membros inferiores, e as lesões mamilo-areolares, que são alterações no mamilo que interferem na amamentação. Na estomaterapia, o cuidado com estomias desponta com grande interesse pelos profissionais, que buscam se capacitar para melhor atender os pacientes. A literatura aponta dificuldades na assistência à população com lesões dermatológicas e estomias, em grande parte relacionadas ao déficit de conhecimento dos profissionais. A gamificação na educação na saúde aproxima profissionais e estudantes de casos reais, com imagens e casos clínicos. Assim, tem-se nesta proposta a hipótese: serious games sobre úlcera venosa, lesões mamilo-areolares e estomias são tecnologias educativas efetivas na aquisição de conhecimento de profissionais e estudantes de enfermagem. Jogos sérios já são utilizados como tecnologia educativa na área da saúde, alcançando bons resultados na aquisição de conhecimentos, com simulações da realidade a menor custo. Assim, esta hipótese mostra-se plausível de ser confirmada. O desenvolvimento dos serious games seguirá as etapas de concepção, elaboração (implementação, avaliação e validação dos softwares), finalização e viabilização, com os cenários dos jogos criados a partir de revisões da literatura e elaboração de casos clínicos. A testagem dos jogos será feita em estudo de intervenção com acadêmicos de enfermagem para avaliação da retenção de conhecimento e satisfação.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Isadora Cristina de Siqueira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • estudo das estratégias de prevenção, diagnóstico, tratamento e acompanhamento da sífilis em gestantes e crianças indígenas e fatores associados a ocorrência de sífilis em indígenas.
  • O Subsistema de Saúde Indígena instituiu um modelo de atenção diferenciado, baseado em Distritos Sanitários Especiais, que realizam ações de Atenção Primária em todo o território brasileiro utilizando um sistema de informação específico. As informações disponíveis na vigilância dos eventos de saúde na população indígena ainda não são suficientes para compreender a magnitude destes eventos, além de não captar todas as informações necessárias para uma abordagem analítica e por isso, muitos determinantes nesta população, permanecem inexplorados. A sífilis, nesse contexto, permanece pouco investigada nesta população, em parte pela subnotificação e a ausência de uma série de dados robusta, que encobrem a magnitude do evento e, por outro lado, pelas dificuldades na logística para desenvolvimento de pesquisas com dados primários na população indígena que vive em aldeias. A associação da sífilis com as situações de vulnerabilidade e pobreza demandam uma série de estratégias de controle que atuem em seus determinantes sociais para além do seu agente etiológico, as dificuldades na cobertura de pré-natal, no diagnóstico oportuno e no acompanhamento das mulheres com sífilis na gestação dentro de áreas indígenas são problemas para o controle da sífilis congênita, e a incidência da doença reflete essa frágil rede de cuidado. O objetivo deste projeto é estudar as estratégias de prevenção, diagnóstico, tratamento e acompanhamento da sífilis congênita e em gestantes indígenas e os fatores associados a ocorrência da doença, avaliando para isso, toda a linha de cuidado desde a atenção à gestação e seu itinerário terapêutico, métodos diagnósticos e agente etiológico. Sua metodologia terá aporte em três abordagens, descritiva, por meio da implantação de sítios de vigilância em 3 polos base (DSEI Bahia, DSEI Mato Grosso do Sul e DSEI Rio Tapajós); analítica com um estudo do tipo caso controle com as gestantes e crianças e; um estudo apoiado por técnicas de biologia molecular com amostras biológicas. Todos serão apoiados por instrumentos e técnicas de coleta de dados primários com os indígenas aldeados participantes do estudo, de três regiões do Brasil. Espera-se, ao final, que os resultados permitam conhecer a magnitude da sífilis e dos seus principais determinantes na população indígena, bem como fatores de risco para ocorrência da doença, sobretudo da sífilis congênita. Espera-se também identificar o perfil genético do agente etiológico, a bactéria Treponema pallidum, bem como seus mecanismos de resistência que impactem na eficácia do tratamento de escolha. Este estudo é uma proposta de cooperação entre a Fundação Oswaldo Cruz Bahia, Universidade de Brasília, e Universidade Federal da Bahia que já interagem em projetos no campo da epidemiologia e da biologia molecular e a Universidade Federal da Grande Dourados e Universidade Estadual Santa Cruz que já desenvolvem atividades de pesquisas e assistência à população indígena. Vide projeto anexo
  • Fundação Oswaldo Cruz - BA - Brasil
  • 02/03/2020-31/03/2023
Foto de perfil

Isadora Cristina de Siqueira

Ciências da Saúde

Medicina
  • vigilância hospitalar para sífilis congênita em uma maternidade de referência em salvador-ba: dificuldades de diagnóstico e aplicação de testes sorológicos e moleculares
  • A sífilis congênita, ainda configura como um importante problema de saúde pública no Brasil. Foi observado um aumento dos casos de sífilis e, em 2018, foram notificados 158.051 casos de sífilis adquirida, 62.599 casos de sífilis nas gestantes e 26.219 casos de sífilis congênita, com 241 óbitos por sífilis congênita. A confirmação da sífilis congênita ocorre através de testes sorológicos baseados em testes não treponêmicos maternos e na detecção de anticorpos IgG treponêmicos transferidos da placenta ao feto. Esses métodos apresentam limitações, como baixa sensibilidade e baixa especificidade, sendo necessária a busca de novos marcadores sorológicos. Assim, o diagnóstico da sífilis continua sendo um desafio, pois os resultados laboratoriais precisam ser confrontados com a histórica clínica para uma correta conclusão. Desta forma, o objetivo deste projeto é implementar uma vigilância hospitalar para sífilis em gestantes e sífilis congênita em uma maternidade referência em Salvador e avaliar as técnicas diagnósticas de rotina e implementar testes moleculares, além de identificar os fatores de risco para sífilis congênita associados com o aumento do número de casos em gestantes. Será realizado um estudo de vigilância hospitalar em uma maternidade de referencia.Serão incluídas as gestantes, admitidas na maternidade, com diagnóstico de sífilis e seus recém-nascidos. Informações do pré-natal e resultados dos exames sorológicos e de exames de imagem serão coletados em questionário. Será utilizado a plataforma de gerenciamento de dados REDCap. No diagnóstico laboratorial serão realizados os testes sorológicos com kits comerciais além da avaliação de antígenos recombinantes em formato de ELISA. Para a epidemiologia molecular e análises de resistência será feita a genotipagem por PCR. Realizaremos análises de caso-controle para identificação de fatores de risco para sífilis congênita.
  • Fundação Oswaldo Cruz - BA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Isis Hara Trevenzoli

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • obesidade materna e reprogramação metabólica da prole com suplementação de ácidos graxos ômega 3: mecanismos adaptativos epigenéticos, estresse de retículo endoplasmático e autofagia
  • A obesidade materna e/ou o consumo de dieta hiperlipídica no período perinatal induzem obesidade na progênie, caracterizando um fenômeno de programação metabólica. As origens perinatais de doenças metabólicas envolvem mecanismos adaptativos como alterações epigenéticas (metilação de DNA e acetilação de histonas) que regulam a expressão gênica, contribuindo para o desenvolvimento do fenótipo obeso. O estresse metabólico secundário a dieta hiperlipídica e/ou obesidade também induz inflamação e regula o estresse de retículo endoplasmático (ERE) e autofagia, mecanismos adaptativos pouco conhecidos em modelos de programação metabólica. Neste projeto, investigaremos o impacto da obesidade materna, induzida pelo consumo de dieta obesogênica (DO), sobre a regulação epigenética do sistema endocanabinoide (SEC), ERE e autofagia na placenta e glândula mamária de ratas progenitoras, e no sistema nervoso central (SNC) e tecidos periféricos da prole como o tecido adiposo, o fígado e o músculo esquelético. Demonstramos que alterações no SEC central e periférico estão envolvidas nas origens da obesidade durante o período perinatal e, neste projeto, testaremos a hipótese 1 de que tais alterações do SEC estão associadas à regulação epigenética em estágios precoces do desenvolvimento. Testaremos ainda a hipótese 2 de que a DO materna induzirá lipotoxicidade tecidual com aumento de inflamação, estresse oxidativo e ERE e, por outro lado, inibição das vias de autofagia, prejudicando a adaptação tecidual ao insulto metabólico induzido pela dieta. Ainda, testaremos a hipótese 3 de que a suplementação da dieta materna com óleo de peixe durante a gestação e a lactação pode melhorar os mecanismos adaptativos da prole e “reprogramar” seu perfil metabólico. A equipe deste projeto envolve diversos alunos de graduação e pós-graduação e seus resultados contribuirão com bases moleculares sobre as origens precoces da obesidade e estratégias nutricionais preventivas no período perinatal.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Islândia Maria Carvalho de Sousa

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • avaliação econômica e de efetividade das práticas integrativas e complementares em saúde na atenção primária em saúde no sistema único de saúde
  • Cada vez mais as instituições de pesquisas no campo da saúde pública, especificamente no Sistema Único de Saúde (SUS), tem buscado contribuir com a eficiência e efetividade do sistema realizando investigações acerca das políticas públicas e suas implicações na qualidade de vida dos usuários do SUS. No que se refere as Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas é cada vez mais evidente o seu uso e disseminação nos serviços públicos de saúde em todo o mundo (OMS, 2013). Apesar da sua crescente disponibilidade e popularidade, a implantação e o financiamento público dessas medicinas não são consensuais e tem sido apontada a necessidade do aumento de estudos acerca da sua efetividade, eficácia e custo-efetividade (HERMAN et al., 2012; KOOREMAN; BAARS, 2012). No Brasil, as Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas foram designadas pelo Ministério da Saúde como Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) e implantadas no  SUS por meio da Política Nacional de Práticas Integrativas (PNPIC) em 2006 e o Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. A PNPIC tem como objetivo a prevenção de agravos, a promoção e recuperação da saúde, com ênfase na atenção primária. Em sua implantação, formalizou a oferta de cinco práticas no SUS: homeopatia, Medicina Tradicional Chinesa, Medicina antroposófica, termalismo social e crenoterapia, plantas medicinais e fitoterapia. Entre 2017 e 2018, o escopo foi ampliado e outras 24 práticas foram incorporadas: arteterapia, ayurveda, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa, yoga, apiterapia, aromaterapia, bioenergética, constelação familiar, cromoterapia, geoterapia, hipnoterapia, imposição de mãos, ozonioterapia e terapia de florais (BRASIL, 2015; 2017; 2018a; DE SOUSA; DE AQUINO; BEZERRA, 2017). As PICS fazem parte da rotina de muitos serviços de Saúde Pública e cresceram junto com o SUS, com registros desde a década de 1980. A maioria das experiências em PICS no SUS nasceu a partir das necessidades/demandas dos municípios. Antes da publicação da PNPIC existiam experiências em vários municípios, fato verificado por uma pesquisa realizada em 2004, pelo Ministério da Saúde (MS) para conhecer o que vinha sendo realizado no SUS e revisado em 2008 quando identificou sua oferta em mais de 800 municípios (BRASIL, 2006; 2011; CONTATORE et al., 2015; OTANI; BARROS, 2011). No entanto, esta ampliação não foi seguida no investimento em pesquisas acerca de sua efetividade e custo, havendo a serem esclarecidas, entre elas: Qual o custo efetividade da implantação da PNPIC? Todas as práticas integrativas podem ser vistas como efetivas de modo indistinto? Para quais tipos de problemas/condições podem ser efetivas? Neste sentido, considerando que no contexto brasileiro as PICS são majoritariamente ofertadas na APS, e que algumas das experiências denotam que o maior público são usuários em condições crônicas, este estudo tem como objetivo realizar a avaliação econômica e de efetividade das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde implementadas na Atenção Primária em Saúde no SUS para usuários em condições crônicas. Propomos avaliar a prática das PICS ofertadas na APS do SUS sob dois ângulos: 1) a efetividade do uso das PICS na vida dos usuários portadores de condições crônicas (indicadores individuais e populacionais) na APS dos municípios-caso selecionado; e 2) avaliação econômica (custo-efetividade e análise de impacto orçamentário) da oferta de PICS no municípios-caso. A seleção do município se dará considerando um caso tipo ideal, visto que possui todas as informações necessárias (econômicas e clínicas) e, casos que não tenham todas as informações necessárias, mas haja condições para estimar. No momento, não há estudos publicados que indiquem o custo-efetividade, ou o impacto econômico da inserção das práticas pertencentes às PICS no Sistema Único de Saúde, no âmbito da Atenção Primária à Saúde. Assim, este estudo visa ofertar evidências quanto aos aspectos positivos da oferta de PICS por meio da APS e demonstrar as suas possíveis deficiências; bem como, avaliar a efetividade das equipes de APS com oferta de PICS na busca de potencializar seus efeitos e minimizar os riscos para os usuários portadores de condições crônicas, considerando que estes têm sido usuários habituais das PICS. Nos últimos cinco anos, as nossas pesquisas foram direcionadas à identificação da oferta, uso, cobertura e avaliação dos serviços de PICS disponibilizados no SUS em território nacional. Porém, ressalta-se que o Grupo de Pesquisa Saberes e Práticas em Saúde (GPS) da Fiocruz-PE vem desenvolvendo pesquisas envolvendo a temática das PICS há dez anos e desenvolvido, em conjunto com o grupo de Economia Política da UFPE, estudos no campo da Economia da Saúde. Assim, neste projeto buscará envolver diferentes pesquisadores que relacionem oferta-efetividade-custo. Deste modo, este projeto consiste em aprofundamento e desdobramentos de pesquisas anteriores de estudos de casos desenvolvidos desde 2002 (SOUSA; VIEIRA, 2004; SANTOS et al., 2011; TESSER; SOUSA, 2011; SOUSA et al., 2012; SOUSA; TESSER, 2017; SOUSA; HORTALE; BODSTEIN, 2018) pelo Grupo de Pesquisa Saberes e Práticas em Saúde da Fiocruz-PE em parceria com outros Grupos de Pesquisas: Grupo de Economia Política da Saúde da UFPE, do Departamento de Medicina Social da Universidade Federal de Santa Catarina e com os grupos de Pesquisas da UFPE: Saúde Integrativa – PNPICS, Racionalidades em Saúde; Sistemas Médicos e Práticas Complementares e Integrativas, sediado na Universidade Federal Fluminense. O projeto será desenvolvido em rede, buscando associar especialistas/pesquisadores de diferentes grupos de pesquisa que possam contribuir na coleta e análise dos dados. Além da articulação com gestores de saúde municipais e federal.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2023
Foto de perfil

Isolda Costa

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • anodização e pós-tratamentos ecológicos para proteção de ligas de alumínio
  • A resistência à corrosão das ligas de Al deve-se à formação espontânea de uma camada de óxido com espessura nanométrica, que isola o metal do meio. A anodização consiste no espessamento deste óxido pela aplicação de um potencial ou corrente anódica. Devido ao baixo custo e eficiência, a anodização é um dos métodos de proteção contra a corrosão mais utilizados industrialmente. Para melhorar o desempenho, frequentemente, as ligas anodizadas são submetidas a um processo de selagem. Porém, vários dos processos industriais de anodização e/ou selagem geram resíduos tóxicos ao meio ambiente pelo emprego de íons de cromo hexavalente (poluentes e cancerígenos). As metas para alcançar um desenvolvimento sustentável incluem o desenvolvimento de processos industriais que respeitem o meio ambiente, assim, neste projeto, serão empregadas tecnologias que não geram resíduos tóxicos (tecnologias verdes) tanto para a anodização de ligas de Al como para as etapas de pós-tratamento empregadas para aumento da resistência à corrosão. Será avaliado o efeito da microestrutura das ligas e dos pós-tratamentos sobre a resistência à corrosão das camadas obtidas. Sendo a soldagem um processo industrialmente relevante na busca da redução de peso e, consequentemente, do consumo de combustíveis no setor de transporte, ligas soldadas também serão anodizadas e terão sua microestrutura e comportamento de corrosão investigados. Para o estudo foram escolhidas ligas de Al relevantes para setores industriais e tecnológicos de destaque para o Brasil: aeronáutico (2XXX e 7XXX), automotivo (5XXX) e nuclear (6XXX). O efeito da soldagem será investigado utilizando peças soldadas por fricção e mistura (FSW-friction stir welding), caracterizada por ser uma tecnologia limpa, sem geração de resíduos e vapores. A resistência à corrosão será analisada por técnicas eletroquímicas globais e locais, e exposição em câmaras de névoa salina. Várias técnicas de microscopia serão usadas para caracterizar a camada anodizada
  • Comissão Nacional de Energia Nuclear - RJ - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Italo Odone Mazali

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de sensores plasmônicos de alta performance sers para detecção de poluentes emergentes e biomoléculas
  • O projeto visa o desenvolvimento de substratos plasmônicos baseados no efeito SERS (espalhamento Raman intensificado por superfície) que possibilitem elevada seletividade, sensibilidade (detecção de concentrações ultra-baixas) e reprodutibilidade da intensidade do sinal SERS. Esta ultima depende da obtenção de nanopartículas (NP) com uma distribuição muito estreita de tamanho, pureza no controle morfológico e da auto-organização (e sua reprodução) sobre o substrato, de forma a maximizar a geração de hot-spots, responsáveis pelas máximas intensificações em SERS. Dentre as tecnologias de obtenção do substrato, será explorado o efeito SIERS (shape-induced enhanced Raman scattering), em que as NP são depositadas em microcanais de Si com formas controladas e o uso de tintas coloidais para uso em impressoras jato de tinta (substratos de papel), explorando NP com diferentes morfologias. A eficiência destes nanomateriais será investigada através de simulações computacionais baseadas em eletrodinâmica clássica, que permitirão a interpretação física das intensidades SERS e a modelagem de novos sistemas. Os substratos SERS serão aplicados para detecção de concentrações ultrabaixas de contaminantes emergentes (pesticidas) em amostras reais de água, de alimentos e na atmosfera (Hg(g)). Para a detecção de moléculas biológicas o desafio está na funcionalização da nanoestrutura plasmônica tornando a superfície seletiva para a molécula alvo. Substratos SERS com detecção in situ serão desenvolvidos para investigar incrustações presentes em diferentes etapas da cadeia produtiva da indústria petrolífera. A análise de amostras reais exige o uso de ferramentas computacionais de análise multivariada que permitam processar as informações SERS para identificar padrões, construir modelos de calibração ou classificação. A complementariedade entre as estratégias sintéticas, plasmônica, espectroscopia e quimiometria permitira obtermos resultados relevantes no campo dos sensores SERS.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Iure Borges de Moura Aquino

Engenharias

Engenharia de Minas
  • análise da aplicabilidade e viabilidade técnica da utilização de telefones celulares em levantamento fotogramétrico terrestre digital e escaneamento 3d lidar de galerias de minas subterrâneas
  • A fotogrametria e varredura a laser são técnicas bastante utilizadas para a representação espacial tridimensional das características naturais ou artificiais da superfície de um terreno ou de uma escavação subterrânea, e cada vez mais presente nos trabalhos de engenharia. E isto se deve principalmente ao avanço tecnológico dos equipamentos e softwares utilizados para a confecção destes modelos. Por exemplo, com apenas um aparelho celular e um software especifico é possível confeccionar modelos em 3D por meio da fotogrametria. Vale ressaltar que os aparelhos celulares atualmente são praticamente computadores portáteis acrescidos de diversos sensores tais como acelerômetro, giroscópio, câmeras de alta resolução e, recentemente, até escâner LiDAR. Estas tecnologias disponíveis nos aparelhos celulares também são verificadas em equipamentos profissionais destinados a execução de serviços em engenharia. Tais como, levantamento/mapeamento topográfico 3D de minas subterrâneas, mas com custo bem superior em comparação a um aparelho celular. O presente projeto tem como objetivo analisar a aplicabilidade e viabilidade técnica da utilização de telefones celulares para levantamentos fotogramétricos e escaneamento 3D LiDAR de galerias subterrâneas. Os estudos utilizando aparelho celular com escâner LiDAR e câmera fotográfica DLSR serão realizados na galeria subterrânea da Minas Escola da UFCG. Os softwares PIX4D Mapper e Cloud serão utilizados para confeccionar os modelos 3D. Os resultados esperados são um modelo tridimensional de alta precisão e detalhe da galeria subterrânea passível de ser utilizado em softwares de planejamento de lavra, desmonte de rocha, mecânica de rochas entre outros. Bem como a análise da aplicabilidade e viabilidade de sua utilização pelo setor de mineração subterrânea em comparação aos levantamentos realizados com aparelhos profissionais.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ivan Bergier Tavares de Lima

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • desenvolvimento de aplicação mobile/cloud aws para transações comerciais na cadeia produtiva da pecuária de corte com base no protagonismo dos stakeholders
  • Vide projeto anexo
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 21/08/2020-31/08/2022
Foto de perfil

Ivan de Oliveira Pereira

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • semana territorial de ciência e tecnologia do litoral sul baiano
  • A proposta apresentada é referente à participação do Território Litoral Sul Baiano na SNCT 2021, que ampliará as discussões propostas pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação - MCTIC da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que em 2021 trabalhará o tema “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta” em todo Território Nacional. Nessa edição, o evento proposto, envolverá os 26 municípios do Território Litoral Sul da Bahia, por meio de atividades interdisciplinar ou transdisciplinar, congregando instituições e profissionais, em ações que contribuirão para destacar a transversalidade da ciência, tecnologia e inovação para contribuir com o desenvolvimento sustentável do Território Litoral Sul Baiano. Para viabilizar as ações do projeto, as atividades planejadas pela equipe executora e parceiros, a princípio, serão realizadas no município sede das seguintes microrregiões (MRs), que foram escolhidas conforme Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável – PTDRS Litoral Sul, de forma estratégica, para garantir o envolvimento dos 26 municípios do Território em questão: MR1 Arataca: Pau-Brasil, Camacã, Jussari, Santa Luzia e Mascote; MR2 Uruçuca: Maraú, Itacaré, Ilhéus, Canavieiras, Una, Ubaitaba e Aurelino Leal; MR3 Itabuna: Itabuna, Ibicaraí, Itapé, Itajú da Colônia, Floresta Azul, Barro Preto, São José da Vitória e Buerarema; MR4 Itajuípe: Coaraci, Almadina e Itapitanga. Durante a SNCT 2021 serão realizadas ações de comunicação e popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação nos municípios do Território Litoral Sul da Bahia, de forma transdisciplinar, integrando atividades que discutirão temas atuais para melhorar o planeta por meio de atividades de popularização e divulgação em áreas estratégicas de interesse do território (Tecnologias sociais e assistivas; Tecnologias de segurança alimentar e nutricionais; Agroecologia; Armazenamento e reciclagem de água; Geração de energia limpa; Tecnologias para habitação popular com material reciclado; Jogos interativos adaptados; Análise para geração de conflitos urbanos entre outros) envolvendo profissionais das instituições parceiras, que de forma lúdica e aplicada envolverão o público-alvo em discussões sobre o tema “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta” e, também, por meio de ferramentas capazes de atrair a atenção e interesse dos participantes para uma reflexão sobre as diferentes áreas da ciência. Enfim, os debates serão constantes nas ações que acontecerão nas 4 MRs, na tentativa de nivelar, ampliar e popularizar os conhecimentos acerca do Tema Proposto pelo MCTIC para 2021 e, assim, de fato, promover a participação de TODXS, frente as tecnologias e inovações que podem ser aplicadas no Território Litoral Sul da Baiano para melhoria dos indicadores de qualidade de vida e da educação do estado da Bahia.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - BA - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Ivan Filipe de Almeida Lopes Fernandes

Ciências Humanas

Ciência Política
  • os determinantes do combate a covid-19 nos municipios brasileiros: ideologia, gênero e accountability
  • O projeto pretende avaliar as respostas do poder público municipal à pandemia da COVID19 no Brasil por meio de métodos quase-experimentais. O objetivo é verificar se a ideologia e o gênero dos prefeitos afetam o grau de severidade e a extensão no tempo das medidas adotadas para o combate à disseminação do novo Coronavírus, as medidas não farmacológicas (MNF). Iremos coletar dados sobre as MNF dos municípios cujos prefeitos foram eleitos por pequena margem de votos de forma a possibilitar a estimação dos efeitos de ideologia e gênero por meio de regressões descontínuas. Estabelecendo-se uma margem de 3%, existem 851 municipalidades nessa condição. A principal justificativa é a necessidade de se entender as razões das dificuldades políticas no enfrentamento da pandemia no país, que possui um dos piores conjuntos de indicadores epidemiológicos no continente. Duas hipóteses principais serão testadas. Verificaremos se a dimensão ideológica afeta a produção de políticas públicas em resposta ao COVID, notadamente, as MNF. Por exemplo, avaliaremos se há impacto da proximidade ideológica do Chefe do Executivo municipal com o presidente da república. Em segundo lugar, analisaremos se as prefeitas adotaram MNFs mais severas e por mais tempo. Iremos reproduzir a metodologia adotada pelo Oxford Covid-19 Government Response Tracker (OxCGRT) para mensurar a variável dependente, o grau de severidade e extensão no tempo das MNF. As variáveis independentes serão obtidas junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Outras variáveis de controle para análise de robustez serão coletadas no IBGE, IPEA, entre outros. Analisaremos também os efeitos das variáveis independentes sobre o resultado da COVID em termos de mortes e casos, disponibilizados pelas secretarias estaduais de saúde. Finalmente, faremos quatro estudos de caso aprofundados analisando dois municípios que se adequam ao modelo estatísticos e dois que não se adequam de forma a possibilitar a exploração dos mecanismos causais.
  • Universidade Federal do ABC - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ivan Jairo Junckes

Ciências Humanas

Ciência Política
  • análise das eleições no berço do sistema político: as candidaturas nos municípios brasileiros de 2008 a 2020
  • A Ciência Política brasileira construiu vasto conhecimento sobre a diminuta minoria de candidatos que conquista cargos eletivos e constitui a elite política do país. As pesquisas focam principalmente eleições gerais, sendo raras aquelas que se debruçam sobre eleições municipais. Todavia, é nos municípios que se encontram os agentes políticos, principalmente os vereadores, que conformam o berço do sistema político no qual a população tem um contato mais direto com seus representantes. Visando a suprir essa lacuna perguntamos para as eleições municipais de 2008, 2012, 2016 e 2020: quais são as variáveis que diferem os grupos não representados ou sub-representados daqueles bem sucedidos na democracia brasileira? Que fatores impulsionam os eleitos e que barreiras impedem os demais de se tornarem competitivos e bem-sucedidos? Nossa proposta inova ao incluir nas análises um painel completo, com quatro ciclos eleitorais em todos os municípios brasileiros. Responder a essas questões nos permitirá identificar e analisar os perfis e grupos não representados ou sub-representados no Brasil. Para viabilizar os trabalhos dispomos de um banco de dados único e relacional com mais de 1.663.767 candidaturas aptas em 5.549 municípios nas quatro eleições e suas respectivas prestações de contas que totalizam pouco mais de R$ 7,5 bilhões, além de tabelas oriundas do repositório de Estatísticas do Eleitorado, constituindo um banco com mais de 169,3 milhões de registros. Utilizaremos recursos estatísticos e de análise de redes sociais para explorar os atributos estáticos (gênero, escolaridade, cor/raça, profissão, incumbência, capital político, entre outros) e relacionais dos candidatos (especialmente as receitas declaradas), o desempenho (votação) e sucesso eleitoral (eleito ou não-eleito). Visamos a propor sugestões para as normas do sistema eleitoral, partidário e de financiamento de campanhas que reduzam as assimetrias de condições de disputa entre candidatos.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ivan Lapuente Garrido

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • empreendedorismo internacional em contextos institucionais policêntricos.
  • Este estudo foca em startups que se internacionalizaram desde o início de suas atividades, caracterizando o campo do empreendedorismo internacional. Startups são um tipo especial de empreendimento desenvolvido com base em inovação tecnológica ou em modelo de negócios que têm alto impacto no desenvolvimento econômico, gerando empregos, principalmente nos setores de alta tecnologia e modificando os ambientes econômico, social e político em que estão inseridas. A teoria do empreendedorismo internacional busca compreender os fatores que contribuem para a internacionalização das startups, tais como a internacionalização dos seus ativos; uso de mecanismos de governança menos onerosos e mais dinâmicos; a obtenção de vantagem competitiva em mercados internacionais por meio dos diferenciais de conhecimento; dentre outros. Esta pesquisa, objetiva estender essa compreensão sobre os fatores contributivos para o sucesso da internacionalização das startups. Oferece um olhar inovador e distinto ao buscar entender como essas empresas interagem e respondem ao policentrismo institucional. Apesar de o papel das instituições durante a internacionalização já ser estudado a longa data, a maioria desses estudos desconsidera a existência de múltiplas e plurais instituições que agem de forma concomitantemente sobre as empresas. Pesquisadores apontam que a influência de um arranjo institucional plural, complexo e policêntrico apresenta inter-relações que afetam as empresas de diferentes maneiras. Esta pesquisa também irá desenvolver, com base no método de Design Science Research, um artefato em forma de um software, capaz de avaliar a intensidade policêntrica institucional dos ambientes em que a startup atua e sugerir cuidados na formulação das suas respostas estratégicas.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ivan Ricardo Zimmermann

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • efetividade comparativa e impacto orçamentário de tratamentos no melanoma incorporados no sistema único de saúde
  • O melanoma maligno cutâneo é uma neoplasia que se desenvolve a partir da proliferação descontrolada de melanócitos. Embora não esteja entre os tumores malignos com maior incidência, o melanoma é considerado o tipo mais agressivo de câncer de pele devido ao grande potencial de disseminação à distância e consequente elevada letalidade. No seu tratamento, a ampla excisão cirúrgica é a recomendação primordial, devendo ser realizada logo após o laudo patológico de confirmação do diagnóstico de melanoma. No contexto de tratamentos adjuvantes, a disponibilidade de terapias alvo tem melhorado substancialmente o prognóstico das pessoas com melanoma, como ilustram os dados de que antes de 2011 a sobrevida global mediana de pacientes com melanoma disseminado era de 9 meses, sendo ampliada para 2 anos ou mais e uma redução de até 75% do risco de morte com base nos dados atuais em contextos de mundo real em uso de terapias alvo. No Brasil, tal evolução terapêutica tem sido discutida e já foi pauta de avaliação pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec), culminando com a recomendação de incorporação dos tratamentos com nivolumabe (Relatório Técnico nº 541) e pembrolizumabe (Relatório Técnico nº 541). Nesse sentido, é importante destacar o papel de vanguarda dos estudos pragmáticos e da evidência de mundo real na busca de dados de efetividade e segurança que possam aprimorar as diretrizes clínicas na oncologia ao alcançar estimativas de efeito mais próximas da prática clínica cotidiana. O presente projeto visa contribuir com as ações de monitoramento de incorporação de tecnologias do SUS ao analisar as opções terapêuticas incorporadas ao SUS para o tratamento de primeira linha do melanoma avançado não cirúrgico e metastático por meio da síntese de evidências de efetividade e segurança de mundo real e o impacto orçamentário da incorporação dessas tecnologias no SUS.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 13/12/2021-31/12/2022
Foto de perfil

Ivania Soares de Lima

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • logística dos resíduos sólidos compactados em coletores adaptáveis em bicicletas compartilhadas
  • O projeto, Logística dos resíduos sólidos compactados em coletores adaptáveis em bicicletas compartilhadas, será desenvolvido no Município de Vitória de Santo Antão/PE, com o objetivo de melhorar a logística dos resíduos sólidos e as condições urbanas, no que se refere à acessibilidade e à mobilidade. A lei de mobilidade urbana, sendo aplicada, ajudará as pessoas, nas próximas décadas, a viverem com menos automóveis circulando nas cidades e com menos poluentes no ar. Tanto o código de defesa do consumidor como a lei da política nacional de resíduos sólidos define que o consumidor é toda pessoa física ou jurídica, que adquire ou utiliza produto ou serviço como destinatário final. A importância deste projeto é formar consumidores e produtores responsáveis, que se propõem a transformar o ato de consumir em um ato de reduzir impactos ambientais, fazendo a logística reversa dos seus resíduos. As bicicletas compartilhadas serão utilizadas para transportar diferentes tipos de resíduos compactados em coletores, que serão destinados à coleta seletiva, presente em cada estação das bicicletas. O projeto será executado na modalidade virtual, devido à Pandemia Mundial de Covid-19. Este terá o formato de uma Gincana Científica, com caráter multidisciplinar nas áreas de Ciência da Natureza, Logística e Responsabilidade Socioambiental. Professores e alunos, das escolas públicas e privadas, formarão equipes e apresentarão o projeto na Plataforma do Google do Classroom. A Comissão da Gincana Científica escolherá a melhor proposta, para ser executada com os recursos financeiros do Ministério das Ciências, Tecnologias e Inovações (MCTI), com a construção de um protótipo. Por fim, um Programa de logística dos resíduos sólidos com o destino as estações das bicicletas compartilhadas, envolvendo os catadores de resíduos e a população, será elaborado com o propósito de implantar o projeto no Município de Vitória de Santo Antão/PE.
  • Faculdade Escritor Osman da Costa Lins - PE - Brasil
  • 17/03/2021-31/03/2023
Foto de perfil

Ivanise Hilbig de Andrade

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • as batalhas da circulação em uma ambiência mediatizada: transformações enunciativas no jornalismo e na comunicação organizacional
  • As mudanças nas dinâmicas sociais, pela cultura digital, apontam para revolução do acesso e aceleração do tempo histórico, atingindo a relação com o conhecimento, as instituições e os indivíduos. A complexidade dessa ambiência liga-se à circulação discursiva em constante disputa. Na busca por compreender como os media se propagam, entrelaçam e influenciam outros campos, surge o conceito de mediatização, denotando transformação de longo prazo nas relações entre meios, cultura e sociedade. A partir dos vários quadros interpretativos da mediatização e da análise de processos de circulação discursiva, a pesquisa busca entender transformações sociais e contribuir para reflexão das teorias da comunicação e fortalecimento do campo. Diante da carência de métodos claros para investigar a ambiência mediatizada e dos estudos do discurso pouco focarem a circulação, propomos modelos de análise, a partir da sistematização da bibliografia sobre o tema, que ficará disponível em banco de dados. A questão de como analisar processos de circulação dos discursos na ambiência mediatizada e sua relação com transformações no jornalismo e na comunicação organizacional é plausível, por ser embasada teoricamente e metodologicamente em abordagens já aplicadas, mas que precisam ser refinadas pela equipe, composta por jornalistas e relações públicas. A pesquisa, qualitativa e exploratória, inicia com levantamento e exame bibliográfico; segue pela construção de banco de dados para subsidiar a elaboração de um aplicativo para mais pesquisas sobre o tema; por fim, propõe modelos de análise e aplica-os em diferentes objetos do contexto brasileiro de 2021 a 2024. Para tanto, selecionamos discursos que circulam na web, como a repercussão em torno do desinvestimento da Petrobras, os processos de interação em meios noticiosos e a reverberação das queimadas na Amazônia, a partir de notícias e comunicados institucionais
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ivano Alessandro Devilla

Outra

Ciências Ambientais
  • inovágua – rede de colaboração em pesquisa e formação de recursos humanos para inovação no controle e monitoramento da qualidade da água
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual de Goiás - GO - Brasil
  • 07/02/2020-06/02/2025