Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Jussara Maria Rosa Mendes

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • atingidos pela construção de barragens hidrelétricas no brasil: as múltiplas expressões do sofrimento social e ambiental
  • Implantadas sob a prerrogativa do desenvolvimento e da produção de energia limpa, as hidrelétricas têm se apropriado de vastos territórios rurais e indígenas, em que as comunidades atingidas são tidas como empecilhos do progresso. Diante disso e tomando-se como foco as barragens hidrelétricas construídas na bacia do Rio Uruguai localizado no sul do Brasil, o objetivo central desta investigação será analisar as múltiplas dimensões do sofrimento social e ambiental vivenciado pelas populações atingidas pela construção de grandes empreendimentos hidrelétricos situados na bacia hidrográfica do rio Uruguai e suas interfaces com a saúde, com vistas a dar visibilidade social as expressões do desenvolvimento desigual. O estudo, de cunho qualitativo, será fundamentado na pesquisa participante. A coleta de dados terá como foco as populações atingidas pela construção de hidrelétricas na bacia do Rio Uruguai no sul do Brasil. Estima-se a participação de 40 pessoas, incluindo famílias atingidas, representantes dos movimentos sociais, representantes políticos e profissionais da saúde. Além disso será construída uma análise documental da legislação vigente sobre o tema e de documentos das obras investigadas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jussara Moretto Martinelli-Lemos

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • será o início do fim da espécie nativa de camarão-da-amazônia macrobrachium amazonicum? estudo de caso do sucesso adaptativo da espécie invasora macrobrachium rosenbergii (indo pacific shrimp) em estuário do pará
  • A origem geográfica dos camarões M. rosenbergii coletados nas águas paraenses é de populações nativas provenientes do Vietnã, Bangladesh e Tailândia (Iketani et al., 2011). Esse camarão invasor já foi coletado em 15 localidades no Pará: Viseu, Augusto Corrêa, Bragança, Tracuateua, Capanema, Irituia, Quatipuru, Benfica, Marapanim, Colares, Ilhas do Mosqueiro, Arapiranga, Icoaraci, Soure e Salvaterra (Barros e Silva, 1997; Cintra et al., 2003; Iketani et al., 2011; Silva-Oliveira et al., 2011). Este último trabalho ainda prevê, através de análise de modelagem de nichos, que uma vasta área pode ser potencialmente ocupada pela espécie invasora no norte da América do Sul, podendo estender-se desde o Maranhão até a Venezuela, incluindo a calha do Rio Amazonas, ou seja, um impacto ambiental e sócio-econômico de larga escala. Esses registros constituem cenário preocupante, pois o estabelecimento da espécie invasora em águas paraenses pode ocasionar sobreposição de nicho ecológico com a espécie nativa da Amazônia, M. amazonicum, reduzindo os itens alimentares da espécie nativa ou até mesmo podendo levá-la à sobrepesca ou extinção local, pois a espécie invasora é exímia predadora e pode alimentar-se da espécie nativa, acarretando significativa redução em seu estoque natural. Além disso, pode haver impactos maiores, uma vez que toda a cadeia trófica aquática pode ser afetada, em uma região de alta biodiversidade como os rios e estuários amazônicos. Do ponto de vista sócio-econômico, a redução na disponibilidade de alimento para a espécie nativa, assim como a introdução de um novo predador, pode reduzir drasticamente o estoque pesqueiro do camarão-da-Amazônia, afetando a cadeia produtiva desse recurso, uma das maiores fontes de renda para as famílias ribeirinhas da Amazônia, ficando geralmente atrás apenas da renda gerada pela venda do açaí. Nosso objetivo com esse projeto é responder, com base no método científico, os seguintes questionamentos: 1) A população de M. rosenbergii está estabelecida em Belém (Ilhas do Combu, Arapiranga e Mosqueiro), Marapanim, Maracanã, Salinópolis e Bragança, com sucesso reprodutivo ou é encontrada apenas ocasionalmente?; 2) Qual a expectativa de vida, taxa de crescimento e de mortalidade, produção secundária somática anual e biomassa média anual de M. rosenbergii?; 3) De que a espécie está se alimentando nessas águas costeiras? O camarão invasor é o predador do camarão nativo?; 4) Qual a cadeia produtiva de M. rosenbergii que é comercializado em Belém? Os camarões são comprados por aquicultores que cultivam a espécie no interior do Estado ou por pescadores artesanais que o pescam na zona costeira e águas interiores?; 5) Qual o perfil sócio-econômico dos pescadores artesanais que comercializam o camarão invasor M. rosenbergii? Como é realizada a pesca deste recurso?
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Juvenil Enrique Cares

Ciências Agrárias

Agronomia
  • seleção de acessos de feijão-caupi resistentes a meloidogyne spp., mapeamento genético da resistência e a analise do transcritoma da interação planta-nematoide.
  • O cultivo de feijão-caupi (Vigna unguiculata) proporciona um alimento de grande importância nutricional pelo alto teor de proteína dos grãos que varia entre 20 a 25%, sendo que em alguns países da África, América Latina e Ásia representa a fonte de mais de 10% das calorias consumidas. O Brasil tem se destacado como um dos maiores produtores e consumidores de feijão-caupi, destacando-se a região Nordeste, com aproximadamente 90% da produção nacional. A cultura do feijão-caupi predominante na agricultura familiar vem passando por um processo de expansão nos últimos anos com significativo aumento de área plantada e uso de inovações tecnológicas, resultando em um aumento da produtividade. No entanto, a utilização de inovações tecnológicas como o plantio direto e a irrigação tem trazido novos desafios ao cultivo do caupi, principalmente a respeito de doenças causadas por fitonematoides. De maneira geral, os nematoides interferem no desenvolvimento das plantas, devido à remoção de nutrientes durante sua alimentação, associada com alterações na absorção e translocação de água e nutrientes, podendo acarretar perdas na produção que variam de 10% a 50%. Diante da falta de informações a respeito das populações de nematoides nos campos de cultivo da cultura nessas áreas de expansão, é imprescindível que se realize um levantamento nematológico nessas áreas e caracterize as populações de nematoides mais importantes ali encontradas. A adequada caracterização da nematofauna em campos de caupi será essencial para auxiliar no controle dos nematoides assim como no desenvolvimento de pesquisa visando resistência a nematoides. Esta caracterização também permitirá identificação de diferentes populações de nematoides que poderão ser utilizadas para seleção de fontes de resistência, mapeamento de genes de resistência e estudo da interação patógeno/hospedeiro. O Brasil é detentor de uma grande diversidade de genótipos de feijão-caupi, incluindo aqueles gerados pelo Programa de Melhoramento da Embrapa Meio-Norte, porém não se conhece a reação da maioria desses genótipos ao nematoide das galhas. Diante disso os objetivos desta proposta de estudo, são proceder levantamento de fitonematoides em campos de cultivo de feijão-caupi nas principais regiões produtoras do Brasil; Identificar a nível de espécie nematoides do gênero Meloidogyne associados a plantações de feijão-caupi; preparar e manter culturas puras das diferentes populações de Meloidogyne; selecionar fontes de resistência de feijão-caupi às espécies de Meloidogyne; conduzir mapeamento genético de genes de resistência a Meloidogyne em feijão-caupi; estudar a interação incompatível entre plantas resistentes de feijão-caupi e espécies de Meloidogyne, visando o melhoramento genético. Para atingir os objetivos, amostras de solo e raiz serão coletadas em áreas de plantio comercial de feijão-caupi localizadas nas principais regiões produtoras, sendo que as amostras serão processadas e os fitonematoides identificados. As diferentes espécies do gênero Meloidogyne, se presentes, serão identificadas à nível de espécie combinando os dados morfológicos, teste bioquímico de isoenzima (esterase) e teste molecular utilizando PCR. Culturas puras das diferentes populações de Meloidogyne serão mantidas para serem utilizadas no estudo de seleção de fontes de resistência a Meloidogyne, mapeamento genético, estudo da interação planta/nematoide
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Kadigia Faccin

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • impulsionando a inovação em economias emergentes: estudos sobre a dinâmica colaborativa em ecossistemas de inovação em cidades
  • Dados do Banco Mundial (2018) mostram que a população mundial aumentou 132% entre 1960 e 2016, enquanto o crescimento da população urbana no mesmo período foi de 297%. Isso mostra uma tendência de mais pessoas vivendo nas cidades (CARRILLO, 2006) e a urbanização da experiência humana como realidade (CARRILLO, 2004). Essa nova condição trouxe à tona o tema do desenvolvimento das cidades, tanto para absorver todo esse crescimento demográfico quanto para se adaptar estruturalmente a essa absorção. Nos últimos anos tem havido um aumento significativo de publicações trazendo conceitos relacionados às cidades: Cidades Inteligentes, Cidades Criativas, Cidades do Conhecimento, Cidades Sustentáveis. Todos eles evocam de uma maneira ou de outra a idéia de que é necessário repensar a maneira pela qual as cidades são estruturadas para o desenvolvimento e como isso afeta ou pode abranger aspectos ecológicos, culturais, políticos, institucionais, sociais e econômicos (Yigitcanar, 2018). Nesse sentido, entender cidades como ecossistemas de inovação pode ser o caminho para entender a nova necessidade de espaços urbanos. Diante deste cenário, coloca-se como questões para o presente projeto de pesquisa: Quais são as principais características dos ecossistemas de inovação nas cidades brasileiras? Como as práticas colaborativas são estruturadas e desenvolvidas nesses ambientes? Qual o papel das políticas públicas no desenvolvimento de ecossistemas de inovação para as cidades? Quais são as principais diferenças ou semelhanças na dinâmica de colaboração entre os atores nesses ambientes? Como a governança cooperativa ocorre nos ecossistemas estudados? Para responder a essas questões, diferentes lentes teóricas serão utilizadas para melhor compreender a complexidade do fenômeno e o papel dos atores (indivíduos, grupos ou organizações) na condução de práticas que impulsionam a inovação nas cidades. Além disso, a atenção a esse tema se comunica com outras ações globais para o desenvolvimento sustentável, pois potencializa a construção de infraestruturas resilientes, promove a industrialização inclusiva e sustentável e promove a inovação, ou seja, está intimamente ligada ao objetivo "9" - indústria, inovação e inovação. infra-estrutura, ao objetivo "11" - cidades e comunidades sustentáveis e "15" - vida terrestre, da agenda de desenvolvimento sustentável da ONU.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Kainara Lira dos Anjos

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • dinâmicas socioespaciais nas zonas especiais de interesse social em bairros de alto valor imobiliário: estudos em joão pessoa e campina grande - pb, brasil
  • No Brasil, a ZEIS foi instituída pela primeira vez em 1980, no Recife, para vinte e seis (26) assentamentos precários pelo Decreto Municipal 11.670/1980. As ZEIS do Recife tornaram-se referência no Brasil, sendo adotadas em diversos municípios com variações nos tipos de assentamentos, abrangendo além das favelas, cortiços, loteamentos irregulares e, também, áreas destinadas à construção de novos empreendimentos habitacionais de interesse social. Esta zona é um instrumento urbanístico-regulatório, incluído no zoneamento da cidade, que incide sobre assentamentos precários ou áreas para a produção de novas moradias para segmentos de baixa renda, com parâmetros urbanísticos específicos que deveriam, por um lado, facilitar a implementação de projetos de regularização urbanística e fundiária e de habitação social e, por outro, inviabilizar os empreendimentos de grande porte voltados para outros grupos de renda. De todos os instrumentos formulados no contexto de redemocratização brasileira nos anos 1980, a ZEIS foi o que teve maior alcance institucional, sendo prevista em 1.682 planos diretores municipais e em 1.189 leis municipais específicas, segundo a Pesquisa de Indicadores Municipais de 2015 do, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Contudo, os processos de financeirização e mercantilização das cidades têm ampliado a pressão e as ameaças sobre estas zonas para que sejam viabilizadas reestruturações urbanas e operações imobiliárias voltadas para segmentos de renda mais alta. A PERGUNTA que norteia esta pesquisa é: Os perfis socioeconômicos dos moradores de ZEIS têm se alterado nas zonas mais consolidadas urbanisticamente e localizadas mais próximas de áreas valorizadas, cujos imóveis apresentam preços mais altos, acessíveis apenas a segmentos de média e alta rendas? A hipótese é que a dinâmica relacionada aos mercados imobiliário informal e formal nas ZEIS com maior grau de urbanização e com acesso a serviços e equipamentos urbanos básicos, localizadas próximas a áreas cujos imóveis tenham preços acessíveis, predominantemente, pelas classes de renda média e alta, venha gerando a mudança do perfil socioeconômico dos moradores de baixa renda face as condições de mercado. Sendo assim, o projeto de pesquisa proposto pretende verificar se a dinâmica imobiliária das Zonas Especiais de Interesse Social – ZEIS de João Pessoa e Campina Grande - PB, Brasil, consolidadas urbanisticamente e localizadas mais próximas de áreas valorizadas (cujos os preços de imóveis e padrões construtivos sejam mais altos) tem gerado mudanças de padrões de uso e ocupação e do perfil socioeconômico de moradores e usuários. Serão desenvolvidos estudos quantitativos e qualitativos, considerando as relações entre os mercados imobiliários formal e informal e a regulação urbanística, a partir de referências da economia política e outras contribuições sobre a formação de mercados imobiliários. A duas cidades encontram-se em estágios diferentes de implantação do instrumento de regulação urbanística inclusiva das ZEIS, possibilitando análises diversas sobre o objeto de estudo e reflexões sobre a metodologia, resultados e sobre potenciais aportes para políticas de regulação, urbanização e posse da terra em assentamentos precários em várias cidades.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Kalil Araujo Bispo

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • mecanismos de sensoriamento adaptativo em redes de sensores sem fio definidas por software
  • As Redes de Sensores Sem Fio (RSSFs) são redes com recursos limitados, como processamento, largura de banda, memória e, o mais importante, energia. Dessa forma, as aplicações para nós sensores devem criar condições de realizar suas operações de sensoriamento e processamento no maior tempo possível, como também mecanismos que possam ajudar na economia de energia, por exemplo, a utilização de melhores algoritmos, agregação de dados, mecanismos de auto-gerenciamento, dentre outros, respeitando as limitações de recursos das RSSFs. Algumas pesquisas na área mostram que solucionar esse tipo de problema não é uma tarefa fácil de ser resolvida. Sendo assim, este projeto propõe reduzir o consumo de energia em RSSF através de mecanismos de sensoriamento adaptativo em tempo de execução, a partir do uso de Redes Definidas por Software (SDN), além de apresentar uma forma comum para compartilhamento de dados entre aplicações e redes diferentes, que vão auxiliar também no processo de tomada de decisões sobre a própria rede ou os nós sensores que fazem parte delas. A utilização de SDNs se torna um fator importante para a solução desses problemas tão complexos. A separação de uma SDN em camadas de dados e camadas de controle facilita a solução dos problemas citados, pois reduz a complexidade de gerenciamento e configuração da rede, além de introduzir um ponto comum de compartilhamento de dados. Com os dados sendo processados por um controlador, o processamento de tomada de decisões é centrada nesse componente, deixando a RSSF livre para processamentos mais simples. Como forma de demonstrar a eficiência do projeto proposto, uma avaliação de desempenho com diversos mecanismos adaptativos será realizada, tentando mostrar que o projeto atende ao que foi proposto no que diz respeito a redução do consumo de energia.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Kalinca Leia Becker

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • avaliação de impacto da regulação da oferta de alimentos nas cantinas escolares sobre o consumo alimentar, saúde e oferta de trabalho da população brasileira
  • O objetivo principal do estudo é avaliar o impacto da regulação da venda de bebidas adoçadas e/ou alimentos não saudáveis em cantinas escolares no consumo alimentar e nas prevalências de obesidade e DCNT na população brasileira. Para isso, primeiramente, será realizado um levantamento dos estados e municípios que adotaram medidas de regulamentação da comercialização de alimentos não saudáveis nas cantinas escolares. A partir disso, será empregada a metodologia de avaliação de impacto para captar o efeito dessa regulação nas variáveis de interesse, organizadas em três grupos: consumo alimentar, saúde e oferta de trabalho, cujos relatórios serão os três principais produtos previstos no projeto, além do Resumo Executivo contendo a síntese dos principais resultados da pesquisa. Também estão previstas atividades de divulgação dos resultados, por meio de palestras e materiais a serem disponibilizados para as escolas, gestores da educação e formuladores de políticas públicas, além do compartilhamento da metodologia utilizada e transferência do conhecimento sobre o uso das ferramentas ao Ministério da Saúde.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 01/01/2020-31/12/2021
Foto de perfil

Kamila Lockmann

Ciências Humanas

Educação
  • a inclusão escolar e os processos de individualização: problematizações e reflexões sobre as práticas pedagógicas
  • Nas últimas pesquisas desenvolvidas pelo Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação e In/exclusão (GEIX/CNPq), evidenciamos alguns movimentos importantes que vem sendo produzidos, no Brasil, por meio das políticas e práticas inclusivas. Um desses movimentos refere-se ao amplo e crescente processo de individualização contemporâneo que vem pautando as propostas inclusivas, em especial, por meio de discursos de respeito à diferença e de propostas que promovam a flexibilização e adaptação curricular às necessidade e particularidades dos indivíduos e aos seus diferentes ritmos de aprendizagem. Tais processos de diferenciação pedagógica são tomados como verdades inquestionáveis que sustentam a inclusão como imperativo de nosso tempo. Dessa forma, a presente pesquisa tem como objetivo analisar os efeitos que os processos de individualização, em especial aqueles advindos do campo da inclusão escolar, têm produzidos na escola contemporânea e identificar possíveis movimentos de contraconduta a essa lógica pautada por princípios neoliberais. Para isso, propõem-se analisar alguns documentos oficiais que legislam sobre a política inclusiva no Brasil e perceber as recorrências ou dispersões discursivas ali presentes. Num segundo momento, propõem-se ainda, realizar entrevistas com diretores e professores de algumas escolas municipais do Rio Grande do Sul com o intuito de perceber as estratégias pedagógicas que são desenvolvidas para atender aos alunos incluídos. Tem-se a intenção de perceber se tais processos de diferenciação pedagógica se fazem presentes nas escolas e que efeitos vem produzindo sobre os sujeitos alvo das políticas inclusivas. Tal problematização justifica-se pela necessidade de compreender tais processos para além de seus ares benevolentes ou reconhecedores da outridade dos sujeitos. Se por um lado os processos de individualização podem considerar as particularidades individuais dos sujeitos e afastarem-se dos mecanismos normalizadores que apagam a diferença, por outro lado, eles carregam a perversidade neoliberal da responsabilização do sujeito individual, da ênfase na concorrência e, sobretudo, da perda do princípio político do comum. Assim, os dados produzidos nessa investigação serão discutidos a partir de um quadro teórico pós-estruturalista que reúne alguns conceitos-ferramentas foucaultianos, tais como governamentalidade e contraconduta, além da contribuição de autores contemporâneos que discutem os processos de individualização e o princípio político do comum (DARDOT e LAVAL, 2017; SENNET, 2013; BIESTA, 2013). Diante desse quadro teórico-metodológico pretende-se produzir as seguintes contribuições para o campo da educação: a) construir conhecimento sobre as práticas pedagógicas inclusivas desenvolvidas nas escolas percebendo os efeitos produzidos pelos processos de individualização e/ou os movimentos de contracontuda ali presentes; b) refletir sobre o lugar que os alunos incluídos ocupam no interior das escolas e repensar as práticas de in/exclusão que podem estar sendo produzidas, em especial, pelos processos de individualização e diferenciação pedagógica promovidas pelas escolas; c) qualificar os processos de formação de professores na Graduação e Pós-Graduação, assim como nos espaços de formação continuada dos professores em exercício no que se refere à abordagem da temática da inclusão e das práticas pedagógicas.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Kamilla Vasconcelos Savasini

Engenharias

Engenharia Civil
  • a interação entre os ligantes novo e envelhecido no processo de reciclagem a quente e morna de pavimentos asfálticos
  • O presente plano de pesquisa traz uma abordagem da reologia e da química na análise dos ligantes asfálticos utilizados no processo de reciclagem a quente e morna dos pavimentos asfálticos. O projeto foi dividido em três grandes etapas, sendo a primeira a definição de uma metodologia para a quantificação da interação que ocorre entre o ligante novo adicionado à mistura reciclada e o ligante envelhecido presente no material fresado por meio da extração de ligante em etapas. A segunda etapa da pesquisa diz respeito ao processo de reprodução da usinagem que ocorre em campo para a produção das misturas recicladas a quente e morna em escala laboratorial. A terceira etapa traz uma avaliação do papel do agente rejuvenescedor, bem como sua dosagem, na produção de misturas recicladas mais duráveis por meio da restauração das propriedades originais do ligante envelhecido. As três etapas mencionadas neste projeto de pesquisa estão relacionadas entre si. A principal contribuição do projeto será a compreensão da interação entre os ligantes novo e envelhecido nos processos de reciclagem e o desenvolvimento de uma metodologia para quantificação da interação entre ligantes asfálticos no processo de reciclagem a quente e morna por meio da avaliação reológica e química dos ligantes. Tal metodologia trará maior confiabilidade para o projeto de dosagem das misturas recicladas, reduzindo as incertezas quanto ao seu desempenho.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Kaori Kodama

Ciências Humanas

História
  • história da mediação cultural das ciências no brasil: atores, práticas culturais e circulação do conhecimento científico, séculos xix e xx
  • Este projeto tem por objetivo realizar um levantamento e análise de um conjunto amplo de intelectuais mediadores, mulheres e homens, que atuaram na divulgação das ciências no Brasil. Neste sentido, essa pesquisa procurará investigar as características dessa mediação cultural dos vulgarizadores das ciências, bem como de educadores e intelectuais, que escreveram sobre ciência para públicos amplos, buscando refletir sobre as condições particulares em que se deu a disseminação da cultura científica na realidade brasileira. Nosso enfoque será principalmente dado a partir de agentes (intelectuais, jornalistas, médicos, professores) na imprensa brasileira, considerando-a correlacionada ao mercado editorial de livros e de revistas entre os séculos XIX e XX, uma vez que, na difusão dos conhecimentos, ela integrava e repercutia o circuito das coleções de livros e de bibliotecas. O propósito dessa pesquisa é dar maior visibilidade aos atores que ocuparam lugar fundamental na produção, na esfera cultural, de novas linguagens e de práticas culturais e de conteúdos sobre as ciências voltadas para um público amplo. Nesse conjunto diversificado de intelectuais mediadores, dentro de perfis sócio-profissionais e de papéis sociais variados, destacamos as mulheres, que, ainda que pouco conhecidas, tiveram participação em movimentos políticos e intelectuais de expansão da leitura. A principal contribuição historiográfica dessa pesquisa é realizar uma investigação mais profunda sobre a ciência na cultura geral, ou seu lado “público”, num período de institucionalização das ciências e de modernização crescente nos centros urbanos, com ênfase no Rio de Janeiro, entre as décadas finais do século XIX ao início do século XX, dialogando tanto com a historiografia das ciências mais recente, como com a história cultural e social. Como resultado do trabalho, será criado um site (wordpress, weebly ou WIX) sobre vulgarizadores das ciências e intelectuais públicos no Brasil do século XIX ao XX, onde serão depositados conteúdos elaborados a partir da pesquisa de levantamento de fontes e bibliografia armazenados em um banco de dados através do software gerenciador de referências Zotero.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 31/10/2021-31/10/2024
Foto de perfil

Karen Cherubini

Ciências da Saúde

Odontologia
  • efeito do uso de enxerto de dentina associada a células-tronco mesenquimais na formação óssea pós-exodontia: estudo in vivo
  • Os defeitos ósseos alveolares são um desafio para a reabilitação dentária, principalmente quando se deseja a substituição do dente extraído por um implante dentário, situação em que o contorno e o volume ósseos são cruciais para o tratamento adequado. Os enxertos ósseos têm a função de corrigir tais defeitos e são classificados em três tipos: o enxerto autógeno, que é obtido e transplantado no mesmo indivíduo; o enxerto alógeno ou homólogo, obtido de um indivíduo e enxertado em outro indivíduo da mesma espécie; e o enxerto xenógeno ou heterógeno, caracterizado pelo transplante ósseo entre indivíduos de diferentes espécies. O enxerto autógeno continua sendo o padrão-ouro, entretanto sua principal limitação é a necessidade de um sítio doador e a morbidade adicional imposta ao paciente na sua obtenção. A literatura tem relatado bons resultados com o uso da dentina como material de enxerto. Entretanto, a associação de células-tronco mesenquimais e dentina como aceleradores da formação óssea ainda não foi explorada na literatura científica. O presente estudo tem por objetivo avaliar o efeito do uso de matriz de dentina associada a células-tronco mesenquimais no reparo alveolar pós-exodontia. Para tanto, 60 ratos Wistar serão distribuídos em 5 grupos de acordo com o tratamento: 12 animais que terão os 3 molares maxilares direitos extraídos e suturado o tecido; (2)12 animais que terão os 3 molares maxilares direitos extraídos, e será enxertado osso bovino liofilizado nos alvéolos pós-extração;(3)12 animais que terão os 3 molares maxilares direitos extraídos e posterior colocação de enxerto de dentina no sítio cirúrgico;(4)12 animais que terão os 3 molares maxilares direitos extraídos e posterior inserção de células-tronco mesenquimais em esponja hemostática de colágeno (gelatina) liofilizado de origem porcina, reabsorvível e altamente porosa; (5)12 animais que terão os 3 molares maxilares direitos extraídos, e posterior colocação de enxerto de dentina associado a células-tronco mesenquimais no sítio cirúrgico. As maxilas serão dissecadas e as áreas de interesse avaliadas por meio de exame histomorfométrico e imunoistoquímico. Marcadores séricos do metabolismo ósseo e microtomografia da maxila também serão avaliados. Os resultados serão analisados por meio de estatística descritiva e inferencial considerando-se o nível de significância de 5%.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Karen de Morais Zani

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • estudo qualitativo e quantitativo da enzima l-aminoácido oxidase do veneno de serpentes crotalus durissus terrificus mantidas por longos períodos em cativeiro e recém-chegadas da natureza.
  • As peçonhas de serpentes constituem as toxinas animais mais estudadas. A variabilidade da composição do veneno foi descrita não apenas intra e interespécies, mas também de acordo com o sexo, a idade e a distribuição geográfica dos animais, e na maioria dos estudos a dieta das serpentes foi considerada como o fator desencadeador desta variação. O Laboratório de Herpetologia do Instituto Butantan fornece venenos para a produção do soro antiveneno e para a pesquisa científica não somente para o Instituto, como também para outras instituições. Atualmente, observa-se que o número de serpentes doadas ao Instituto vem diminuindo gradativamente. Assim, o plantel do Laboratório de Herpetologia é composto, em sua maioria, por serpentes nascidas e/ou mantidas em cativeiro por um longo período de tempo e alimentadas exclusivamente com camundongos e/ou ratos. Em estudos anteriores realizados pelo nosso grupo, pôde-se observar algumas diferenças entre venenos coletados de indivíduos em diferentes ambientes (natureza e cativeiro) pertencentes a subespécie Crotalus durissus terrificus. Os resultados desse estudo demonstraram que a maioria dos venenos de serpentes mantidas em cativeiro apresenta coloração amarela, enquanto a coloração predominante do veneno de espécimes da natureza é branca. Essa diferença de coloração apresentou correlação à maior atividade da enzima L-aminoácido oxidase (LAAO) nos venenos de coloração amarela. Por meio de eletroforese em gel de poliacrilamida foi observado que os venenos coletados de serpentes mantidas em cativeiro apresentam uma banda de aproximadamente 60 kDa que está ausente ou pouco abundante no veneno de indivíduos recém-chegados da natureza. Esta banda proteica foi identificada por espectrometria de massas como sendo, de fato, uma LAAO. Entretanto, devido ao baixo número de indivíduos analisados, a correlação entre a manutenção em cativeiro e a enzima LAAO não pôde ser estabelecida com segurança. Assim, o objetivo deste trabalho é analisar qualitativa e quantitativamente a enzima LAAO no veneno de 80 serpentes C. durissus terrificus nascidas e/ou mantidas em cativeiro no Laboratório de Herpetologia do Instituto Butantan e recém-chegadas da natureza.
  • Instituto Butantan - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Káren Mendes Jorge de Souza

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • efeitos da meditação em compaixão com base cognitiva em contextos de vulnerabilidade social.
  • Diversos estudos mostram que o bem-estar pode atuar como fator preventivo de doenças e na redução do estresse. Há evidências científicas de que esses resultados são potencializados pela compaixão, que pode ser entendida como o sentimento de preocupação que surge quando alguém é confrontado com o sofrimento de outra pessoa e a motivação para aliviá-la. Os numerosos efeitos sobre a promoção do bem-estar são potencializados através da prática da meditação compassiva. Considerando os efeitos positivos dessa prática nas alterações bioquímicas, neurais e comportamentais, é preciso estudá-la em diferentes realidades, contemplando as vulnerabilidades em sua perspectiva individual e coletiva. Esta pesquisa tem por objetivo analisar os efeitos de um programa de Treinamento em Meditação da compaixão, CBCT® Cognitively Based Compassion Training, aplicado a participantes de uma Organização Não Governamental, que vivem em situação de vulnerabilidade social. Trata-se de uma pesquisa com método misto. Na abordagem quantitativa, estudo randomizado controlado e, na abordagem qualitativa, a pesquisa-ação. A coleta de dados será realizada por meio de questionário autoaplicado (escalas: Autocompaixão, PANAS-X e Estresse percebido) e com grupos focais na região de Parelheiros, município de São Paulo. Para análise dos dados será utilizado software livre estatístico R e MAXQAD. Espera-se que os resultados desse estudo possam reduzir o(s) sofrimento(s), potencializar a autocompaixão e compaixão, com percepção mais positiva dos sentimentos e emoções e redução do estresse.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Karen Wohnrath

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • estudo de interação entre biomoléculas com complexos de rutênio-areno e calix[n]arenos para avaliação das propriedades antitumorais e antibacterianas
  • O tratamento quimioterápico é constituído de uma classe de medicamentos variados. A maioria dos medicamentos anticâncer aprovados pela Food and Drug Administration são moléculas orgânicas, enquanto os metalofármacos são muito escassos. A cisplatina é um dos complexos metálicos já aplicado em terapia de câncer e, os complexos de rutênio NAMI-A e KP-1019 estão em fase clínica por inibir metástase e induzir apoptose em células de carcinoma colorretal, respectivamente. Estes medicamentos podem atuar nas diferentes etapas de síntese, transcrição e tradução de DNA. Atualmente, há evidências de que alguns tipos de vírus, bactérias e parasitas associados às infecções crônicas estão presentes no processo de desenvolvimento do câncer, portanto o desenvolvimento de novos antibióticos também se encontra entre os maiores avanços na área de pesquisas em saúde. Os calixa[n]renos, compostos orgânicos macrocíclicos fenólicos, que também têm se destacado com atividades antriproliferativas e como veículo da droga, devido às suas notáveis propriedades “host-guest”. Como os calix[n]arenos podem ser estruturalmente modificados tanto na região superior do anel fenólico quanto na região inferior das hidroxilas fenólicas, essa modificação pode modular as afinidades desses compostos por metais. Portanto, serão sintetizados complexos rutênio-arenos coordenados a essas moléculas, para que possamos obter macrociclos com propriedades/atividades específicas e úteis nas diferentes áreas da química bioinorgânica. Neste contexto, como parte dos objetivos deste projeto é a síntese e caracterização de uma nova série de complexos mononucleares de rutênio-areno contendo fosfinas do tipo PAr3, e com ligantes derivados de calixa[n]renos, a avaliação de sua atividade antitumoral e antimicrobiana, o estudo eletroquímico para avaliar a influência eletrônica do uso destes substituintes na atividade antitumoral e no comportamento destes compostos em sistemas biológicos. e a caracterização dos modos e mecanismos de ação. A caracterização da atividade antitumoral e antimicrobiana incluirá a determinação das concentrações mínimas inibitórias e os modos e mecanismos de ação serão caracterizados por meio de técnicas de microscopia de fluorescência e estudos de interação dos complexos com biomoléculas in vitro. Estudo de modelagem molecular também são previstos com cálculos quânticos no vácuo e por simulações de dinâmica molecular a fim de explorar a estrutura do complexo e as interações com as biomoléculas para a sua localização celular. Com o intuito de obter um controle maior do sistema para estudar detalhadamente as interações moleculares, a partir de modelos simplificados de membranas, estudos termodinâmicos obtidos dos filmes de Langmuir serão empregados. Este estudo, junto aos demais a serem obtidos auxiliarão na interpretação do mecanismo de ação e na seleção de candidatos promissores para o posterior desenvolvimento de novas drogas antitumorais e antibacterianas.
  • Universidade Estadual de Ponta Grossa - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Karin Menendez-Delmestre

Ciências Exatas e da Terra

Astronomia
  • matéria escura em galáxias: distribuição de massa estelar como traçador em escalas galácticas
  • Uma das grandes descobertas astrofísicas do século XX foi a existência da matéria escura. Dentro do modelo padrão, espera-se que a matéria escura colapse em poços de potencial nos quais a matéria bariônica cai ao longo de estruturas filamentares para formar galáxias. O processo pelo qual as galáxias adquirem seu gás e formam estrelas depende fortemente da distribuição da matéria escura tanto na grande escala (de dezenas de Mpc), como na escala dos halos de matéria escura individuais (~10s-100s kpc). O programa proposto visa utilizar a distribuição de matéria luminosa em galáxias, em particular a distribuição de massa estelar, como traçador da matéria escura em escalas galácticas: o crescimento das principais estruturas estelares observadas em galáxias é regulado pelo potencial gravitacional subjacente definido pelo halo da matéria escura da galáxia. Levantamentos observacionais revelam uma grande diversidade nas propriedades de galáxias. Para desenvolver um modelo completo sobre a formação e evolução de galáxias precisamos considerar a diversidade nas características que observamos no universo local e comparar com predições de simulações computacionais. Apenas modelos que conseguem reproduzir as observações podem ser considerados como válidos. Desta forma, observações do universo local e simulações avançam de forma conjunta para construir um modelo completo de formação e evolução de galáxias. Para juntar os resultados de simulações com as propriedades observadas um parâmetro crucial que precisa ser abordado de forma homogênea é a massa estelar em galáxias e a distribuição de massa nas estruturas estelares principais que as compõem (e.g., bojo, disco, barra/lente/braços espirais). Considerando que a maior parte da massa estelar em galáxias se encontra nas estrelas que dominam a luz no infravermelho médio, um mapeamento completo da distribuição de massa estelar em galáxias é apenas possível baseado num levantamento representativo de galáxias locais nas bandas infravermelhas. Como uma dos membros fundadores do maior levantamento de galáxias próximas com o telescópio espacial Spitzer no infravermelho (S4G: Spitzer Survey of Stellar Structures in Galaxies), a proponente visa usar a descomposição de imagens de >2300 galáxias para caracterizar pela primeira vez a distribuição de massa estelar nas estruturas estelares principais em galáxias no universo local. Com o inicio em agosto/2018 do levantamento CANGA (Census of Austral Nearby GAlaxies, liderado pela proponente) com o telescópio SOAR (Chile), a equipe visa uma extensão do trabalho em estruturas estelares para combinar os dados do S4G com imagens profundas no óptico (griz). Essa combinação permite realizar uma análise espacialmente resolvida das população estelares nas diferentes estruturas galácticas. Com base no nosso sucesso desse semestre, antecipamos continuar as observações os próximos semestres, visando construir o levantamento óptico mais profundo de galáxias próximas no hemisfério sul. Este será um grande passo para a astronomia extragaláctica brasileira, complementando o trabalho que vem sendo realizado pelo Sloan Digital Sky Server (SDSS) no hemisfério norte; nossos dados, no entanto, serão 3 magnitudes mais profundos, superando amplamente a sensibilidade do SDSS e abrindo o caminho para análises de populações estelares profundas espacialmente resolvidas de regiões de menor brilho superficial em galáxias, incluindo as periferias, onde os efeitos da distribuição espacial do halo de matéria escura podem ser diretamente estudados. Em grande parte superando a sensibilidade do SDSS, este programa é o início do mapeamento mais profundo de galáxias próximas no hemisfério sul. O valor sinérgico com o ALMA, o MUSE, o Meerkat e, futuramente, com o SKA, torna este programa de grande potencial.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Karina Braga Gomes Borges

Ciências da Saúde

Farmácia
  • análise metabolômica na síndrome dos ovários policísticos e sua aplicação em um ensaio clínico randomizado com suplementação de cálcio e vitamina d
  • A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) é um importante problema de saúde pública diante das comorbidades e prevalência atualmente apresentadas, sendo a endocrinopatia mais comum entre mulheres na idade reprodutiva. É caracterizada pela presença de oligo ou anovulação crônicas, hiperandrogenismo clínico e/ou bioquímico e ovários policísticos, apresentando complicações como puberdade precoce, acne, hirsutismo, infertilidade, complicações na gravidez, depressão, diabetes mellitus tipo 2, aumento do risco de doenças cardiovasculares e obesidade. A SOP constitui um ônus econômico significativo estimado em mais de US$4 bilhões/ano nos EUA, sendo os custos relacionados com tratamento hormonal da disfunção menstrual, com a infertilidade, hirsutismo e complicações do diabetes mellitus. Sua etiologia é desconhecida e se faz urgente e necessária uma maior compreensão da doença e uma avaliação adequada dos riscos, a longo prazo, de modo que as intervenções se tornem efetivas para minimizar a morbidade por complicações metabólicas nestas mulheres. Assim, o presente projeto objetiva caracterizar a SOP por meio de análise metabolômica a fim de identificar novos alvos terapêuticos e biomarcadores de diagnóstico. Além disso, propõe-se avaliar os efeitos de uma intervenção simples e de baixo custo, baseada na suplementação de vitamina D e cálcio, na melhoria das complicações metabólicas, hormonais e inflamatórias comumente observadas na síndrome.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Karina Cardoso Meira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • avaliação do impacto do programa nacional de controle do câncer do colo do útero na mortalidade por esta neoplasia
  • O câncer do colo do útero permanece um problema de Saúde Pública no Brasil, mesmo na presença de um Programa estruturado para o seu controle desde 2001, o Programa Nacional de Controle do Câncer do Colo do Útero (PNCC). Segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer, para o biênio 2018/2019, são esperados mais de 16 mil casos novos de câncer do colo do útero para cada ano (15,3 casos por 100.000 mulheres). Excluindo-se o câncer de pele não melanoma, o câncer do colo do útero, é o mais incidente na região Norte e o segundo mais incidente nas regiões Nordeste e Centro-Oeste, com taxas de incidência estimadas acima de 20,0 casos novos por 100.000 mulheres. Esperava-se redução na incidência e mortalidade por câncer do colo do útero após a implantação do PNCC, ampliação do acesso à atenção básica e da atenção oncológica em todo o país. No entanto, estudos evidenciam redução da tendência da mortalidade apenas nas capitais, enquanto nos interiores, sobretudo das regiões Norte e Nordeste, ainda é observada tendência ascendente da mortalidade, indicando problemas no acesso aos serviços de saúde. Neste sentido, o presente estudo pretende avaliar o efeito de período do PNCC na mortalidade por câncer do colo do útero no Brasil, grandes regiões geográficas e unidades federativas. Assim como, a influência deste programa no estadiamento ao diagnóstico com base nos Registros Hospitalares de Câncer do Brasil. Sabendo-se que a qualidade da informação tem impacto no efeito de período observado na tendência de mortalidade, o presente trabalho pretende realizar a correção do sub-registro, idade ignorada, sexo ignorado, causa mal definida, diagnóstico incompleto de câncer e útero porção não especificada, para o período de 1980 a 2016. Posteriormente, propõe-se a analisar o efeito da idade, período e coorte de nascimento, segundo modelos bayesianos (BAPC), com o método INLA (Integrated Nested Laplace Approximations) para inferência estatística. Além disso, serão realizadas predições da mortalidade para os próximos 20 anos. Também serão avaliados os indicadores de qualidade do rastreamento do PNCC nos municípios das regiões Norte e Nordeste. Os achados do presente trabalho têm como público alvo os formuladores de políticas públicas, que beneficiar-se-ão da evidência construída; e a população, que poderá ter o acesso a métodos de rastreio e diagnóstico ampliado graças à implementação de estratégias pactuadas a partir dos resultados do estudo.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Karina Costa Busato

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • proteoma e maciez da carne em ovinos submetidos a restrição alimentar
  • A maciez da carne é uma das características de qualidade mais valorizadas pelo consumidor. O amaciamento da carne encontra-se associado ao processo de degradação proteica muscular que ocorre durante o período post mortem, em decorrência da atividade de enzimas proteolíticas, embora o mecanismo ainda não esteja completamente elucidado. As mesmas enzimas que após o abate, encontram-se envolvidas no amaciamento da carne, no animal vivo, são responsáveis pelo chamado turnover proteico (TP) muscular. O TP é definido como o processo contínuo de degradação e ressíntese das proteínas musculares, que embora represente um elevado custo energético para o organismo (cerca de 30% do total das exigências de mantença) é um processo vital para o organismo, por garantir o fornecimento de aminoácidos que serão utilizados como substrato para a gliconeogenese em períodos de jejum, bem como para síntese continuada de proteína. Como elevadas taxas de TP no momento de abate têm sido relacionadas à maior maciez da carne post mortem, a compreensão dos mecanismos moleculares envolvidos no TP poderia ser uma forma de aumentar a maciez da carne ainda no animal vivo. A restrição alimentar é uma técnica utilizada para aumentar as taxas de TP no músculo, principalmente em animais jovens, com pouca deposição de tecido adiposo, e a proteômica, uma técnica molecular que permitiria identificar, simultaneamente, alterações na expressão de centenas proteínas musculares em decorrência da restrição alimentar. Sendo assim, o presente projeto se propõe a avaliar o efeito da restrição alimentar no proteoma, na composição corporal e na maciez da carne de cordeiros submetidos à restrição alimentar.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-31/03/2023
Foto de perfil

Karina Daniela Marin

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • acessibilidade e expoentes de lyapunov para difeomorfismos parcialmente hiperbólicos
  • Um dos conceitos fundamentais na teoria de Sistemas Dinâmicos é a noção de hiperbolicidade. Ela foi formalizada por primeira vez por Smale nos anos 60 e implica muitas propriedades que são efetivas para descrever o comportamento do sistema. No entanto, em seguida foi percebido que ela é uma propriedade bastante restritiva. Nos anos 70, Pesin propôs um conceito mais flexível de hiperbolicidade utilizando expoentes de Lyapunov. Dizemos que um difeomorfismo é não uniformemente hiperbólico se todos seus expoentes de Lyapunov são não nulos para quase todo ponto com relação a uma certa medida invariante (por exemplo, a medida de volume). É natural se perguntar que tão frequente é a hiperbolicidade não uniforme. Mais formalmente, gostaríamos saber se o conjunto de difeomorfismos não uniformemente hiperbólicos é aberto e denso nos difeomorfismos parcialmente hiperbólicos e acessíveis. O objetivo desta proposta é provar uma Conjectura de Marcelo Viana. Mais precisamente, queremos estudar como os expoentes de Lyapunov centrais variam como função do difeomorfismo quando nos restringimos nesta classe de difeomorfismos. As propriedades desta função, por exemplo, a continuidade dos expoentes de Lyapunov centrais, permitirão concluir propriedades topológicas dos difeomorfismos não uniformemente hiperbólicos. Resultados clássicos na teoria de expoentes de Lyapunov permitem estabelecer uma relação entre os expoentes de Lyapunov e os su-caminhos associados a propriedade de acessibilidade. Portanto, entender quantitativamente como esta propriedade varia quando perturbamos o difeomorfismo, permitiria concluir resultados sobre a variação dos expoentes de Lyapunov.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Karina Dias da Silva

Outra

Ciências Ambientais
  • integridade de igarapés em áreas de plantação cacau (theobroma cacao l.) e seu efeito sobre a composição de insetos aquáticos na transamazônica
  • A crescente conversão das florestas nativas em diferentes tipos de uso e atividades antrópicas para satisfazer as necessidades humanas, tem levado um declínio da disponibilidade e qualidade de habitat e consequentemente a diminuição da biodiversidade mundial. Dentre os ecossistemas, os ambientes aquáticos estão entre os mais ameaçados, pois são sistemas fortemente dependentes da sua matriz de entorno e qualquer mudança nessa paisagem refletirá de forma negativa sobre a integridade física; sobre a comunidade aquática e consequentemente sobre serviços ecossistêmicos providos por esses organismos. A situação de retirada de vegetação ripária para a plantação de monoculturas, não é diferente na Amazônia, onde a pastagem, e plantações de soja, dendê e cacau avançam sobre os ecossistemas aquáticos. Diante disso o nosso objetivo é identificar o efeito das plantações de cacau sobre a integridade dos igarapés na modificação da riqueza e composição de insetos aquáticos, avaliando se afetam e como afetam esses ecossistemas e a sua fauna em igarapés na região da Transamazônica. Este projeto conta com a participação de oito instituições e 40 pesquisadores. Os colaboradores irão auxiliar na confirmação do material identificado, na caracterização dos locais amostrados e na execução das análises e discussão dos resultados e elaboração dos artigos.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022