Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Cristiano Poleto

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • estudos sedimentológicos de distribuição da granulometria, composição físico-química e alterações da morfologia fluvial quanto a sua influência em inundações urbanas e qualidade da água
  • Com o desenvolvimento das civilizações e o consequente crescimento populacional, cresceu também a utilização dos recursos hídricos disponíveis. Já há algum tempo, associa-se a urbanização à poluição dos corpos de água, devido aos esgotos domésticos não tratados e aos despejos industriais. Mais recentemente, no entanto, percebeu-se que nas áreas urbanas que parte desta poluição tem origem no escoamento superficial que traz consigo uma grande carga de sedimentos gerados pelo processo de urbanização, influenciada, também, pelo uso e o tipo do solo, além das atividades antrópicas realizadas na bacia hidrográfica. Na maioria das cidades da América do Sul há tendência de crescimento acelerado, porém, desorganizado, gerando impactos negativos especialmente na qualidade dos corpos de água (Deletic et al., 1997; Poleto & Charlesworth, 2010), principalmente devido ao aumento de superfícies impermeáveis como vias, telhados, estacionamentos, entre outras; as quais reduzem a taxa de infiltração e aumentam o escoamento superficial, aumentando assim o transporte de cargas de sedimentos urbanos e poluentes aos cursos d´água (Deletic et al., 1997; Charlesworth et al., 2003; Taylor, 2007; Poleto et al., 2009). As redes de drenagem urbana são responsáveis pela veiculação dessas cargas e sabe-se, hoje, que estas se constituem em importantes fontes de degradação de rios, lagos e estuários (Deletic et al., 1997; Horowitz, 2009). Os fenômenos de acúmulo e de redisposição de espécies nos sedimentos qualificam-nos como de extrema importância em estudos de impacto ambiental, pois registram em caráter mais permanente os efeitos de contaminação. A determinação de metais-traço em sedimentos permite quantificar o estoque mobilizável de um determinado contaminante em um local específico e, assim, detectar o grau de contaminação a que a água e os organismos bentônicos estão sujeitos ao longo do tempo. Por esta razão, é necessário contar com ferramentas de avaliação e controle que permitam estimar o risco existente tanto para a saúde dos ecossistemas aquáticos, como para a saúde humana (Belo et al., 2010). Portanto, se torna necessário aprofundar os estudos dos sedimentos e suas interações com o ambiente, considerando-lhe como um tópico de interesse econômico, social e ecológico que precisa de um gerenciamento sustentável, onde se articulem o entendimento das propriedades físicas e químicas dos sedimentos com informações ecológicas e hidrológicas dos corpos d’água receptores em uma escala regional e, assim, avaliar os possíveis cenários de poluição dos recursos hídricos. Essas informações servirão de suporte em processos de tomada de decisões para o controle da poluição (Taylor, 2007). Atingir este objetivo se tornará viável na medida em que o talento humano se forme a níveis de pesquisadores e articule redes de estudo no Brasil, líder indiscutível no estudo dos recursos hídricos na América do Sul. Cabe salientar que esta área é recente, possui um grande interesse nacional e internacional e, portanto, pesquisas que abordam esse tema têm recebido grande destaque e possui um futuro bastante promissor. Porém, as cidades brasileiras, também, estão enfrentando outro tipo de problema relacionado a esses mesmos sedimentos, as inundações urbanas. Problema esse que agrava os problemas de saúde da população e aumentam a desigualdade social dos que perdem todos os seus bens durante os eventos de chuva. Para entender o problema das inundações urbanas, é necessário ter uma visão mais profunda do contexto na qual essas cidades se inserem. Por exemplo, um dos grandes problemas verificados nas bacias hidrográficas urbanas brasileiras se refere à quantidade de resíduos sólidos, esgoto doméstico e sedimentos que são lançados aos rios e corpos d’águas que drenam essas bacias. Segundo Nascimento & Heller (2005), a urbanização produz impactos distintos de natureza física, química e biológica sobre os meios receptores, no contexto da própria área urbana e a jusante dela. Dessa forma, os rios ao passarem por áreas urbanas recebem uma carga poluente de grandes proporções que causam alterações na qualidade da água, na biota aquática, na morfologia fluvial e no regime hidrológico (Poleto et al., 2010; Martínez & Poleto, 2010). Segundo Nelson & Booth (2002) e Poleto & Martínez (2010), essas fontes de poluentes podem formar complexos com os sedimentos finos e contribuir para a eutrofização dos corpos d’água. Somando-se a isso, o aumento dos sedimentos grosseiros causa o assoreamento do canal, reduzindo sua capacidade de vazão, o que leva a enchentes e a instabilidade do canal. Buscando soluções viáveis e ao mesmo tempo ambientais, países como Inglaterra, Austrália e EUA têm buscado desenvolver tecnologias para sistemas de drenagem que possam “recuperar” as características naturais das bacias hidrográficas urbanizadas. Esse conceito conhecido como Sistemas de Drenagem Urbana Sustentáveis tem ganhado cada vez mais espaço dentro da gestão dos recursos hídricos e pode ser uma alternativa para o gerenciamento dos problemas causados pelos sedimentos. Segundo Poleto & Tassi (2012), os sistemas sustentáveis podem ser utilizados não só para reduzir o pico de vazão em corpos d’água de bacias hidrográficas urbanizadas, mas também reter os sedimentos transportados pelo fluxo d’água e melhorar a qualidade da água oriunda do escoamento superficial urbano gerado durante os eventos de chuva, além de gerar uma previsibilidade futura de liberação de poluentes passivos em lagos de áreas urbanas. O trabalho tem como objetivo contribuir, por meio de pesquisas “in loco”, estudos de modelagem matemática dos dados obtidos e dando ênfase na hidrossedimentologia, com o estudo e entendimento teórico-prático dos processos de assoreamento, transporte de sedimentos e poluentes, e erosão da bacia hidrográfica na qual se insere o município de Porto Alegre-RS em estudo e dos corpos d’água inseridos nesta, relacionando com as alterações na morfologia da calha fluvial principal.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristiano Prestrelo de Oliveira

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • regionalização dinâmica das projeções de mudanças climáticas sobre o norte e nordeste da américa do sul usando o modelo climático regional (regcm4)
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristiano Ragagnin de Menezes

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • desenvolvimento de micropartículas simbióticas obtidas por gelificação iônica interna
  • Os probióticos vêm recebendo crescente enfoque na área de alimentos uma vez que, podem afetar beneficamente uma ou mais funções alvo no corpo quando administrados em quantidades adequadas. Entretanto, a viabilidade destas culturas pode ser prejudicada quando expostas a condições adversas como, por exemplo, o armazenamento em diferentes temperaturas e a passagem pelo trato gastrointestinal humano. Em função disso, tornam-se necessários o estudo e a implementação de novas técnicas que garantam a produção dos mesmos em larga escala, e com efeitos benéficos comprovados, podendo assim atender às necessidades do consumidor. Para que o produto possa garantir o efeito benéfico desejado, utiliza-se comumente a técnica de microencapsulação. Dentre as diversas técnicas de microencapsulação, está a gelificação iônica interna, na qual se pode obter microcápsulas que podem ser facilmente aplicadas em larga escala. Ainda, para que a viabilidade probiótica possa ser mais prolongada, têm se estudado o efeito dos prebióticos na microencapsulação, sendo estes ingredientes alimentares não digeríveis que podem favorecer o crescimento de bactérias benéficas, e que, quando associados a estes microrganismos, resultam em um produto simbiótico. Desta forma, o objetivo desse estudo será desenvolver micropartículas simbióticas a partir de diferentes fontes prebióticas sendo elas hi-maize, inulina e farelo de arroz, contendo Lactobacillus acidophilus utilizando a técnica de gelificação iônica interna. As micropartículas serão produzidas na forma úmida e liofilizada. Será analisada a sobrevivência dos probióticos sob condições gastrointestinais simuladas, tolerância “in vitro” em diferentes soluções de pH (4.5, 6.0 e 7.5) e viabilidade durante armazenamento sob diferentes temperaturas (-18, 7 e 25 °C) por 120 dias. Além da caracterização físico-química, morfologia e diâmetro médio e das micropartículas.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristiano Rodrigues de Mattos

Ciências Humanas

Educação
  • os modos acoplados de aprender a ser professor e supervisor nas atividades do estágio supervisionado, do pibid e da residência pedagógica
  • Pretendemos investigar, no seio das relações entre a escola de educação básica e a universidade (IES) no processo de formação simultânea do supervisor e do licenciando na escola. Nos interessa, especificamente, a relação entre supervisor, professor e estudantes, na atividade de estágio supervisionado, Pibid e Residência Pedagógica. Entendemos aqui, que a atividade de estágio não é somente uma atividade de formação inicial de professores direcionada aos licenciandos, mas também uma atividade de formação continuada de professores, na qual o supervisor desenvolve e reflete sobre suas próprias compreensões e práticas no diálogo colaborativo com os outros. Assim, o principal objetivo deste projeto é o de identificar o desenvolvimento da consciência do professor supervisor como formador de professor e do licenciando estagiário como professor em três cenários: estágio supervisionado, Pibid e Residência Pedagógica. Pretendemos examinar esse processo de tomada de consciência por meio da investigação das interações e produtos desenvolvidos nas e com as ações coordenadas durante as atividades dos licenciandos na escola de educação básica.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristiano Teles de Meneses

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • estudo das propriedades estruturais e magnéticas em compostos tr(cr1-xfex)o3 (tr = nd, dy e pr): massivos e nanoestrturados
  • Neste projeto pretende-se estudar as propriedades estruturais e magnéticas de uma família de perovskita do tipo TR(Cr1-xFex)O3 (TR = Nd, Dy e Pr), assim como a dependência do tamanho das partículas, visando o entendimento de suas propriedades físicas. Inicialmente, será realizado um estudo de diferentes condições físicas e químicas com objetivo de obter amostras em fase única. Em seguida a otimização do processo para obter os mesmos sistemas na forma nanocristalina. Nesta última parte do trabalho o foco será em obter amostras com tamanhos controlados. Após essas etapas serão aplicadas diversas técnicas experimentais de caracterização com o objetivo de entender a estrutura cristalina e as propriedades magnéticas contidas nesses compostos, finalizando o estudo com a interpretação dessas propriedades em função da razão dos metais de transição e terra rara e sua dependência com o tamanho.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristiano Valim Bizarro

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • identificação de alvos moleculares de agentes antimicobacterianos pelo método peptid
  • A tuberculose (TB) é uma doença infecciosa que tem como principal agente etiológico o bacilo Mycobaterium tuberculosis (Mtb). É considerada atualmente a principal causa de morte por um único agente infeccioso no mundo. Além disso, o surgimento de cepas resistentes aos fármacos de primeira linha vem aumentando. Por isso, existe a necessidade de novos agentes anti-TB. É fundamental que os alvos moleculares de compostos bioativos de interesse sejam identificados para que seus mecanismos de ação possam ser elucidados. Entretanto, essa segue sendo uma etapa desafiadora para o desenvolvimento de novos fármacos, não existindo um método simples que funcione para qualquer composto. Recentemente, desenvolvemos um novo método para a identificação de alvos moleculares: Pulse Proteolysis and Precipitation for Target Identification (PePTID). Esse método foi validado para a identificação de proteínas de Mtb que se ligam a ATP. O presente projeto tem como objetivos validar o método PePTID para ligantes que possuam um único alvo molecular e estendê-lo para a caracterização de complexos proteína-ligante obtidos diretamente de culturas celulares. Triclosan e Rifampicina, compostos com mecanismos de ação já elucidados, que envolvem a inibição das enzimas enoilredutase (InhA) e RNA-polimerase, respectivamente, serão usados para validar o método para compostos com um único alvo. Esses mesmos compostos e ATPyS, um análogo estável de ATP, serão também administrados a culturas de bacilos de Mtb, e o método será adaptado para a identificação de complexos proteína-ligante formados no interior das células. Por fim, esse método adaptado será testado quanto a sua capacidade de identificar alvos de pró-fármacos. Para tanto, o composto isoniazida, que requer ativação pela catalase-peroxidase micobacteriana KatG para poder inibir a enzima InhA, será administrado aos cultivos de Mtb. A otimização do método PePTID para compostos que apresentam um único alvo e para pró-fármacos irá fornecer uma ferramenta valiosa e versátil que será usada para avançarmos na busca de novos compostos anti-TB e que poderá ser aplicada em problemas de pesquisa dos mais variados, que envolvam a identificação de alvos moleculares.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristina Aparecida Jark Stern

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • estudo da interação entre o sistema endocanabinoide e glutamatérgico na labilização da memória de medo
  • Memórias traumáticas estão relacionadas com o desenvolvimento de transtornos psiquiátricos como o transtorno do estresse pós-traumático (TEPT), que acomete indivíduos que passaram por eventos intensamente traumáticos como estupro, violência urbana, acidentes graves, entre outros. Atualmente, nenhum tratamento farmacológico aprovado para o TEPT interfere com a memória do trauma. A reconsolidação da memória é um fenômeno que pode acontecer após a evocação da mesma e oferece uma oportunidade para que a memória do TEPT seja “apagada” com os uso de fármacos capazes de prejudicar a reconsolidação. A reconsolidação depende da reativação e labilização dos circuitos neurais que foram marcados durante a consolidação da memória. Entretanto, sugere-se que quanto mais traumática e/ou mais remota a memória for, mais resistente à labilização ela será, tornando-a insensível ao efeito de fármacos com a propriedade de prejudicarem a reconsolidação. Pacientes com TEPT aumentam o uso de Cannabis e relatam uma melhora do sintomas da doença. Estudos pré-clínicos mostram que a ativação dos receptores canabinoides do tipo 1 (CB1) facilita a labilização da memória de medo e que baixas doses de Δ9-tetrahydrocanabinol (THC), o principal fitocanabinoide presente na Cannabis e agonista parcial CB1 prejudica a reconsolidação da memória de medo. Sugere-se que baixas doses de THC ativa seletivamente os receptores CB1 dos terminais glutamatérgicos e que a ativação das subunidades do receptor NMDA GluNR2B, assim como o sistema ubiquitina-proteassoma, é necessária para a labilização e GluNR2A é necessária para a reconsolidação. No entanto, não se sabe como e se ativação aguda e/ou repetida dos receptores CB1 com THC facilita a labilização de uma memória traumática e remota. A hipótese é que o tratamento com THC irá aumentar a relação GluN2B/GluN2A e modificar da densidade de espinhas dendríticas em áreas importantes para a labilização e reconsolidação da memória, facilitando a labilização e tornando a memória sensível ao prejuízo de reconsolidação. O objetivo desse projeto é estudar como o tratamento agudo ou repetido com baixas doses de THC modula a transmissão glutamatérgica no hipocampo dorsal na etapa de labilização e reconsolidação da memória de medo ao contexto. Serão realizados experimentos comportamentais como o condicionamento de medo ao contexto para avaliarmos os efeitos dos tratamentos sobre a memória. A expressão das subunidades GluN2B, GluN2A e ubiquitinas no hipocampo dorsal, amígdala basolateral e córtex pré-frontal medial será avaliada pela técnica de western-blotting e através da técnica de Golgi será feita a avaliação das espinhas dendríticas dessas áreas, visto que a mudança na morfologia e/ou densidade das mesmas são importantes na plasticidade sináptica e memória. A execução desse projeto permitirá o melhor entendimento da neurobiologia do TEPT, dos mecanismos de labilização de memória e se e como o THC pode modular a labilização de uma memória traumática. Com um impacto translacional importante, esse projeto pode contribuir para que no futuro a Cannabis e/ou seus derivados sejam usadas por indivíduos que passam por situações de trauma intenso, abrindo uma promissora alternativa para o tratamento do TEPT.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristina Araripe Ferreira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • 10a. olimpíada brasileira de saúde e meio ambiente: educação e divulgação científica
  • A Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente – Obsma (www.olimpiada.fiocruz.br) foi criada, em 2001, no âmbito das ações e dos projetos desenvolvidos pelo Grupo de Trabalho Educação e Divulgação Científica e Tecnológica em Saúde, vinculado à Presidência da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Com o apoio institucional da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e de um conjunto de instituições de ensino e pesquisa em C&T, a Obsma logo se consolidou como um projeto educacional, de abrangência nacional, com o foco em 3 (três) grandes objetivos gerais: contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica, incentivar as escolas a desenvolverem projetos e/ou práticas de promoção da saúde e fortalecer as estratégias voltadas para a sustentabilidade ambiental em todos os níveis local, regional e global. Entre os seus objetivos específicos destacamos ainda o incentivo para que os alunos sigam carreiras científicas, ao mesmo tempo em que se propõe a intensificação do diálogo entre escolas e instituições de pesquisa como a Fiocruz e as universidades parceiras. Desde 2007, as atividades educativas e de divulgação e popularização da ciência propostas e realizadas pela Obsma passaram a compor os Planos Quadrienais da Fiocruz, por meio de sua inserção no Programa Institucional Informação e Divulgação em Ciência e Tecnologia em Saúde, Ação Orçamentária: Comunicação e Informações para a Educação em Saúde e em Ciências. A partir de 2012, a Olimpíada passa a integrar o Plano Plurianual do Governo Federal, desse modo, as ações propostas visam não apenas apoiar as políticas de saúde e educação em saúde ancoradas pela Fiocruz, mas também as políticas sociais, especialmente aquelas voltadas à educação de qualidade para todos os brasileiros, com foco na superação das desigualdades existentes em todas as etapas da educação básica. Em todo o território nacional, participam das diferentes atividades 7 (sete) equipes de trabalho, divididas em 6 (seis) coordenações regionais sediadas, respectivamente, nas unidades técnico-científicas da Fiocruz, em Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Recife, Rio de Janeiro e Salvador, além de 1 (uma) coordenação nacional instalada no campus de Manguinhos, Rio de Janeiro, onde está localizada a Vice-Presidência de Educação, Informação e Comunicação (VPEIC), responsável pela execução financeira e administrativa do projeto. Na Fiocruz, ao todo 11 (onze) unidades técnico-científicas, 5 (cinco) diretorias técnico-administrativas, 2 (dois) escritórios regionais e 3 (três) vice-presidências participam do esforço conjunto e permanente de gerenciamento, consolidação e ampliação das iniciativas nacionais da Obsma. Desde 2012, as equipes de trabalho ligadas à Obsma têm atuado junto a programas governamentais, entre eles, o Programa Saúde na Escola (PSE), o Saúde da Família (antigo PSF), o Programa Nacional de Educação Ambiental (Pronea) e ainda a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) que integra uma das principais estratégias de popularização da ciência no país. Tais iniciativas abrangem diferentes projetos (de pesquisa, ensino e extensão) da instituição e têm como uma de suas finalidades principais unir esforços institucionais que estão consolidados, mas ainda muito dispersos, especialmente, nas áreas da educação em saúde, da educação ambiental e da educação em ciências. Nesse contexto, o fortalecimento de estratégias voltadas para formação continuada de professores, em particular aquelas que estejam associadas às áreas afins da Obsma, tem sido importante para ampliarmos algumas ações e projetos educacionais existentes na instituição, tais como, os relacionados ao Programa Institucional Biodiversidade e Saúde (Pibs), ao Programa de Educação Cultura e Saúde (Pecs), ao Programa Institucional Saúde do Trabalhador (Fiocruz Saudável) e à Rede Nacional de Educação e Ciência (Ciência Móvel e Ciência na Estrada). Dividida em 2 (duas) etapas, a 10a. Obsma se organiza em 6 (seis) regiões olímpicas nacionais: Centro-Oeste, Minas-Sul, Nordeste I, Nordeste II, Norte e Sudeste. Desta maneira, realiza uma primeira avaliação regional dos trabalhos inscritos, de acordo com a área geográfica em que se encontram localizadas as escolas participantes. Na segunda etapa, os trabalhos são avaliados e premiados nacionalmente. Ao todo, 36 (trinta e seis) trabalhos são reconhecidos como destaques a cada edição da Obsma, garantindo-se a lógica da representação regional e por estados da federação. Reafirmamos em nosso projeto a importância definitiva que tem o professor como um ator fundamental do processo de transformação social da educação. Como escreveu Paulo Freire, “um bom professor é imprescindível”, ele mais do ninguém sabe “que formar é muito mais do que puramente treinar o educando no desempenho de destrezas” (FREIRE, 1996, p. 6). Nesse sentido, avaliamos como essencial associar a experiência concreta de participação na Obsma ao processo de formação científica do educando e de formação continuada do professor. Não é por outra razão que a Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente/Fiocruz tem insistido em colocar em perspectiva a discussão sobre as relações intrínsecas entre educação em ciências e divulgação científica e tecnológica nas suas diversas formas ou formatos pedagógicos (centros e museus de ciências, jornalismo científico, iniciação científica não-curricular, feiras e mostras científicas e olimpíadas científicas).
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 05/12/2019-31/12/2020
Foto de perfil

Cristina Beatriz Cazabuena Bonorino

Ciências Biológicas

Imunologia
  • expressão de march1 em celulas dendriticas de individuos com tumores como marcador de resposta a imunoterapia
  • Nosso grupo vem estudando, por mais de treze anos, a diminuição de MHC II e CD86 em células dendriticas pela proteína DnaK de Mycobacterium tuberculosis). Neste mês de agosto de 2018, publicamos na Nature Communications (Borges et al., 2018) o artigo descrevendo o mecanismo pelo qual isso ocorre, nesta e outras células inatas. A DnaK liga-se a um receptor de superfície em uma subpopulação de células dendriticas, as CD103+. Ela sinaliza via TLR2, induz IL-10 que ativa a E3-ubiquitina ligase MARCH-1, que por sua vez ubiquitina e induz a degradacão de MHC II e CD86 nessas células, levando a inibição da rejeição de transplante. Temos grande experiência nessa rota imunossupressora, com validação internacional. Desenvolvemos nesse estudo uma parceria com a Universidade de Harvard, com o Laboratório do Dr. Leonardo Riella, onde é o atual endereço do nosso colaborador Thiago Borges, egresso do nosso laboratório. A partir dos resultados de MARCH1 como um potente inibidor da resposta imune, nós hipotetizamos que MARCH1 estaria aumentado em pacientes de câncer, inibindo a rejeição ao tumor. Em nosso laboratório, avaliamos os níveis de MARCH1 em células dendríticas diferenciadas a partir de sangue periférico de pacientes com câncer de mama pelo grupo do Dr. Alexandre Barbuto, da USP. Comparamos ainda como essas células se comportam frente ao um estímulo de maturação (adição da citocina TNF-alfa na cultura), em relação às DCs de indivíduos controle. Observamos que DCs de pacientes com câncer de mama são mais resistentes à diminuição da expressão de MARCH1 após um estímulo inflamatório. A diminuição de MHC e CD86 é desvantajosa para o paciente, uma vez que menos peptídeos serão apresentados pelo MHC-II ativando linfócitos T anti-tumorais, diminuindo assim a probabilidade de a célula tumoral ser vista pelo sistema imunológico e, assim, ser eliminada. Os tratamentos com desbloqueadores de checkpoints imunológicos, como anti-PD-1 e anti-PD-L1, têm uma taxa de sucesso de 20 a 25% nos diferentes tipos tumorais, sem que se conheçam as causas de resistência ou se possam prever quais indivíduos serão os respondedores ao tratamento. Neste projeto, investigaremos se a expressão de MARCH1 está aumentada em células dendriticas de pacientes e animais com três tipos tumorais: melanoma; mama; e pulmão. Determinaremos se essa expressão está relacionada à resistência ao tratamento, e se podemos identificar uma assinatura de genes ligados a MARCH1 que seja preditiva da resposta ao tratamento com anti-PD-1 e anti-PD-L1.
  • Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristina Castro Lucas de Souza

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • formação de cultura empreendedora e inovadora: jogo de talentos.
  • Estudos recentes demonstram que no Brasil há uma distância, significativa, no que se pode chamar de "função de inovação", entendida pela relação entre competência empreendedora em inovação e investimentos em P&D. No sentido de minimizar essa lacuna por meio de uma formação inovadora, o sistema educacional brasileiro propõe a criação de uma Comunidade de Trabalho-Aprendizagem em Rede (CTAR) em Empreendedorismo e Inovação, visando um trabalho pedagógico mais efetivo. A partir daí, pressupondo que o sistema educativo tem como objetivo desenvolver experiências que desafiem novas perspectivas do aluno/professor, dando oportunidade para o processo criativo, este projeto, com foco na formação de pessoas com competências empreendedoras, que venham a dissiminar a cultura de inovação e responsabilidade social, tem como objetivo desenvolver um jogo multi-plataforma, com o intuito de promover uma lógica construtiva de aprendizagem, incrementando conteúdos e promovendo a integração dos componentes pedagógicos, numa perspectiva transdisciplinar de professores e alunos. Conceitos utilizados que serão aprofundados: inovação, cultura inovadora, processo de ensino e empreendeorismo. O método utilizando abordagens qualitativa e quantitativa, em uma fase, inicial, descritiva, realizará análise documental e levantamento de percepção dos professores sobre formação empreendedora e cultura de inovação. No desenvolvimeto desse jogo será utilizada biblioteca Pygame, baseado em linguagem Python. O controle de versão será feito utilizando Git, para rastrear mudanças em arquivos de computador e coordenar o trabalho entre várias pessoas. Tais arquivos estão anexados à plataforma de controle da versão Github. A relevância teórica, social e organizacional deste estudo está em sua contribuição para o setor educacional, desempenhando papel fundamental à formação de pessoas proativas, criativas e inovadoras, ou seja empreendedoras. Os resultados esperados, dando continuidade ao projeto “Novos Talentos”, que alcançou o objetivo de formar professores/alunos, para atuarem como multiplicadores da cultura empreendedora e da inovação tecnológica, apresentam relevância sócio-organizacional ao criar mecanismos que potencializarão a formação de pessoas com diferencial competitivo, focado em competências empreendedoras e, ao contribuir para desenvolvimento de práticas que sejam manifestações de uma cultura de inovação e de responsabilidade social. O Jogo de Talentos, resultado deste projeto, promoverá, de forma lúdica, a integração de componentes pedagógicos, numa perspectiva transdisciplinar. O estudo, aqui proposto, busca incentivar uma cultura de inovação que compõem o sistema de educação público do país, desenvolvendo e disseminando informações e conhecimentos que auxiliem a construção de outros mecanismos práticos para a efetividade de ações que permitam o aprimoramento da formação empreendedora. Serão realizadas inúmeras atividades para apresentação e discussão de resultados junto às escolas pesquisadas.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristina Dai Prá Martens

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • efeitos do empreendedorismo no sucesso dos projetos: estudo sobre as dimensões da orientação empreendedora e o intraempreendedorismo no contexto de projetos
  • Este projeto de pesquisa propõe a aproximação de dois temas relevantes na atualidade: empreendedorismo e gerenciamento de projetos. O interesse e a importância do tema empreendedorismo têm crescido gradativamente nos últimos anos, sugerindo às organizações uma atuação diferenciada por meio de inovação, proatividade, autonomia, assunção de risco e competitividade. Paralelamente, o conceito de projetos tem se tornado essência de muitas indústrias, principalmente à medida que a mudança do mercado, o risco e a incerteza aumentam; novas formas de estruturas organizacionais surgem com a abordagem de projetos; a busca pelo sucesso dos projetos é constante. Embora a relevância desses temas no contexto organizacional, raramente eles têm sido abordados de forma conjunta na literatura, sinalizando uma lacuna a ser preenchida. Nesse contexto, este projeto tem como objetivo geral propor um modelo de relação entre o empreendedorismo e o sucesso em projetos, considerando as dimensões da orientação empreendedora organizacional e o perfil intraempreendedor dos profissionais que atuam em projetos. Para isso, este estudo considera o empreendedorismo sob dois aspectos: o empreendedorismo a nível organizacional, com o conceito de orientação empreendedora; o empreendedorismo a nível individual (o funcionário empreendedor), com o conceito de intraempreendedorismo. A presente pesquisa é caracterizada como descritiva e explanatória, e será desenvolvida por meio de survey junto a profissionais que atuam em projetos e gestores de projetos. Os resultados podem contribuir para elucidar os efeitos do empreendedorismo no resultado dos projetos e assim gerar novos conhecimento sobre os aspectos que afetam o sucesso dos projetos. Adicionalmente, será possível evidenciar se o empreendedorismo como estratégia organizacional e como comportamento dos indivíduos contribui para o melhor desempenho dos projetos.
  • Universidade Nove de Julho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristina Donza Cancela

Ciências Humanas

História
  • o pará e o porto: imigração portuguesa, redes sociais e trajetórias (1850-1930)
  • A proposta da pesquisa é analisar a imigração do Distrito do Porto para o Pará no período de 1850 a 1930, momento em que a borracha ganha expressividade na economia paraense, ampliando a entrada de portugueses no Estado. Embora a presença lusa no Pará, sempre tivesse sido expressiva, e as relações deste Estado com Portugal se mostrassem mais estreitas do que aquelas estabelecidas com a capital federal, a borracha ampliou as dimensões desta presença, tornando o Pará um dos principais destinos dos imigrantes portugueses, juntamente com o Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e Bahia. O ano de 1850, marca a ascensão econômica da borracha na pauta de exportação do Estado, e o ano de 1930, corresponde às medidas restritivas à imigração verificadas na era Vargas. A pesquisa será desenvolvida a partir de três eixos: 1) Análise do fluxo migratório e dos marcadores sociais de origem, atividade ocupacional, gênero e geração dos imigrantes que saíram de Portugal a partir do Distrito do Porto e de seus diversos Concelhos. 2) Compreensão das redes de trabalho, negócios, familiar e de conterraneidade dos portugueses que vieram do distrito do Porto para o Pará. Isto significa discutir não apenas as redes sociais atualizadas por pessoas com posse e prestígio no Estado, mas também, por trabalhadores de diversas áreas ligadas aos serviços urbanos como ourives, caixeiros, padeiros e criadas. 3) Investigação da trajetória dos imigrantes, discutindo a permanência e mobilidade social dos indivíduos e famílias, ao longo dos quase cem anos de levantamento documental, cruzando várias gerações de pessoas de uma família ou, por outra, de diferentes momentos e posições do curso de vida de um mesmo indivíduo. Desse modo, a pesquisa encerra a análise em um jogo de escalas, na perspectiva de uma história global da imigração do Porto para o Pará. Para tanto, trabalharemos com um amplo corpo documental formado por Registros de passaporte, habilitações consulares, inventários, testamentos, registros vitais, jornais do Porto e do Pará, obras e álbuns comemorativos.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristina Furlanetto

Ciências Exatas e da Terra

Astronomia
  • conexão entre matéria escura e bariônica em diferentes escalas no universo
  • Caracterizar a distribuição de massa das estruturas do Universo, desde galáxias a aglomerados de galáxias, é um dos grandes desafios da Astrofísica e Cosmologia modernas. Vários estudos indicam que o acúmulo de estrelas nas regiões mais internas dos halos de matéria escura afeta o perfil de densidade da matéria escura. Este projeto visa utilizar o fenômeno de lenteamento gravitacional forte para investigar como a matéria escura e matéria luminosa estão distribuídas em galáxias e grupos de galáxias. Galáxias são os blocos de construção do Universo e, como tais, são fundamentais para uma compreensão madura e coerente dos processos que regem a construção do Universo. Grupos de galáxias, por sua vez, oferecem outra importante visão sobre a formação de estruturas, pois cobrem o intervalo de massa intermediário entre galáxias individuais e aglomerados de galáxias massivos. Os principais objetivos deste projeto são estudar a conexão entre matéria escura e bárions em diferentes escalas e entender a formação e evolução de estruturas por meio da medida da evolução da distribuição de massa em galáxias e grupos de galáxias que atuam como lentes gravitacionais. As referências observacionais oferecidas por este projeto permitirão testar o atual paradigma e entender a física subjacente nos processos de interação (ao menos gravitacional) entre a matéria escura e a matéria bariônica.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristina Gomes Fernandes

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • estruturas discretas e algoritmos
  • Vide projeto anexo
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristina Keiko Yamaguchi

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • o processo de adaptação estratégica no desenvolvimento da agricultura familiar na serra catarinense e meio oeste de santa catarina
  • A agricultura familiar apresenta significativa representação para a economia brasileira, porém, é um segmento que possui diversas demandas por políticas públicas. Ao mesmo tempo, o acesso à informação é fator determinante para o desdobramento desse processo. Embora a agricultura familiar compreender todas as atividades agrícolas de base familiar e estar ligada a diversas áreas do desenvolvimento rural, possui escasso acesso tecnológico, o que revela contradição. Essas preocupações têm sido vivenciadas pela maioria dos agricultores familiares, dado que o desenvolvimento no âmbito tecnológico é um fator determinante em termos estratégicos e contributivos na renda das famílias que sobrevivem da produção. O objetivo deste projeto visa identificar o processo de adaptação estratégica no desenvolvimento da agricultura familiar na serra catarinense e meio oeste de Santa Catarina. Aliando estratégia e agricultura familiar, este projeto pretende contribuir com estudos que visem compreender e difundir as especificidades da agricultura familiar, de modo a integrar campos distintos do conhecimento com base no arcabouço referente à adaptação estratégica. Os procedimentos metodológicos baseiam-se no levantamento e análise das formas de adaptação estratégica, por meio de dados primários a serem obtidos dos agricultores familiares gestores da propriedade rural. Os dados secundários serão pesquisados por intermédio das séries históricas de área, produção e produtividade do Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estatística (IBGE), dado de políticas públicas, plano safras da Companhia Brasileira de Abastecimento (CONAB), preços de indicadores econômicos do Instituto de Pesquisas Aplicadas (IPEA) e preços pagos ao produtor mensais do Instituto CEPA/EPAGRI. Buscar-se-á promover oportunidades de geração de renda; estimular as atividades de integração produtivas rurais e promover o espírito de cooperativismo e associativismo para melhorar a competitividade junto às propriedades das comunidades da Associação de Municípios da Região Serrana (AMURES) e da Associação dos Municípios do Alto Vale do Rio do Peixe (AMARP) do estado de Santa Catarina.
  • Universidade do Planalto Catarinense - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristina Lelis Leal Calegario

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • papel do conhecimento da empresa multinacional e capacidades inovativas no setor de biotecnologia agrícola no brasil
  • Esta proposta investiga como firmas locais absorvem e utilizam conhecimento de empresas multinacionais. Será analisada a diversidade das fontes de conhecimento interno e externo disponíveis e a capacidade de associar o conhecimento absorvido e sua posterior utilização. A ideia central consiste em explorar as condições sob as quais firmas locais criam conhecimento através das diferentes parcerias com empresas multinacionais. Para melhor entendimento, essa proposta incorpora principalmente teorias de Negócios Internacionais que exploram o papel da subsidiaria na geração do conhecimento em países hospedeiros e da Visão Baseada em Conhecimento que fornece suporte para compreender a capacidade de absorção do conhecimento externo e seu uso para inovação. O setor de biotecnologia agrícola apresenta-se como bastante apropriado para examinar a assimilação de conhecimento e capacidades das empresas locais, pelo fato de que nesse setor a necessidade de inovações é constante e a maior parte das inovações na indústria de sementes pesquisada e ou comercializada no Brasil foi desenvolvida por grandes empresas estrangeiras que buscam parcerias no país para acessar diversos conhecimentos específicos do mercado brasileiro. Duas fases serão necessárias nesta pesquisa. Usando dados de registro de depósito de cultivares, será possivel identificar as empresas locais envolvidas em pesquisa e desenvolvimento, e selecionar as principais para desenvolver estudos de casos múltiplos e rastrear a escala e qualidade da inovação das empresas para a segunda fase. A ideia é modelar o uso de registros de cultivares para estimar a transferência de conhecimento em empresas brasileiras usando uma metodologia de efeito misto multinível, considerando a heterocedasticidade de variância e a autocorrelação serial. Os resultados poderão contribuir para as empresas do setor de biotecnologia e de outros tecnologicamente dinâmicos reconhecerem e administrarem os benefícios da interação, uma vez que o compartilhamento de competências e conhecimento acelera e facilita o processo de inovação.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristina Maria Dacach Fernandez Marchi

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • laboratório criativo em meio ambiente e saúde: inovação e empreendedorismo junto às cooperativas de catadores de materiais recicláveis da cidade do salvador bahia
  • O grupo de pesquisa em Gestão Ambiental e Desenvolvimento de Empreendimentos Sociais (GamDes) da Universidade Católica do Salvador (UCSAL), Bahia, Brasil, realiza estudos voltados para o manejo adequado dos resíduos sólidos, indispensável para a preservação da saúde ambiental. O Brasil gera tantos resíduos quanto às nações ricas. O diferencial é que 41% destes resíduos ainda são destinados aos lixões (ABRELPE, 2015). Este tipo de destinação final não é mais possível no Japão, nos Estados Unidos e na Irlanda. As atividades desenvolvidas por catadores de materiais recicláveis têm papel fundamental na coleta e na reciclagem, na preservação ambiental. A Health Innovation ThinkTank é uma iniciativa internacional do Trinity College, universidade irlandesa sediada em Dublin. Esta iniciativa se baseia em um Programa de Inovação e Empreendedorismo na área da Saúde fundamentado na cooperação, na discussão e na implementação de perspectivas diferenciadas e multidisciplinares para um problema social. O programa Global Health Innovation and Entrepreneurship (Inovação em Saúde Global e Empreendedorismo) foi concebido para promover pensamentos e práticas inovadores para lidar com problemas de saúde globais à medida que são experimentados em nível local ou nacional. O objetivo do Programa é desenvolver soluções viáveis para questões de saúde, fornecendo treinamento em pesquisa e inovação em ambiente experimental e educacional. Grupos de estudantes de diferentes países interagem, adquirem conhecimento, discutem ideias e desenvolvem habilidades para a inovação em saúde. Em 2017, foram dados alguns passos para firmar acordo internacional entre o Global Health Innovation and Entrepreneurship/Trinity College e o GP GamDes/ UCSAL para a elaboração de um projeto humanitário conjunto na área de saúde dos trabalhadores das cooperativas de materiais recicláveis da cidade do Salvador. Neste contexto, o objetivo geral desta proposta é prospectar e difundir soluções inovadores em saúde de cooperativados ligados a organizações que atuam na coleta de material reciclado na cidade de Salvador, tendo como parceiro o Global Health Innovation and Entrepreneurship do Trinity College, Irlanda.
  • Universidade Católica do Salvador - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristina Martins Fargetti

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • terminologia dos instrumentos musicais entre os juruna
  • RESUMO: O objetivo geral deste projeto é construir um vocabulário terminológico dos instrumentos musicais do povo juruna, que vive em 7 aldeias, no Território Indígena Xingu, Mato Grosso. Também procuramos promover a confecção de todos os instrumentos musicais juruna (estimados em 21), realizando uma coleção, a ser acolhida no Acervo Fargetti, que já conta com exemplares de, praticamente, toda cultura material do povo. Serão feitas gravações em campo e em estúdio de todos os instrumentos, coletando amostra significativa das composições com eles executadas (se possível, todas). Realizaremos o estudo organológico de cada instrumento, coletaremos os mitos relacionados a eles, fazendo sua transcrição e tradução. Com isso, será possível a construção de um banco de dados, permitindo elaborar o vocabulário terminológico dos instrumentos musicais, tendo em vista a Terminologia Etnográfica (FARGETTI, 2018a), a Teoria Comunicativa da Terminologia (CABRÉ, 1999) e a Etnomusicologia e a Organologia (SEEGER, 1987). Para o banco de dados necessário ao projeto, um trabalho prévio de cunho etnográfico deverá ser feito. E este tipo de trabalho, dentro dos pressupostos da Terminologia Etnográfica, constitui uma linha inovadora de pesquisa, que tem fundamentado, teórica e metodologicamente, diversos estudos acadêmicos, de membros do grupo LINBRA, e por isso pode trazer contribuições às áreas de Linguística, Música e Antropologia. Um dos resultados será um e-book de acesso gratuito, na internet, com o referido vocabulário, entre diversas publicações. Este projeto, portanto, por seus objetivos, apresenta relevância científica, por contribuir para o conhecimento de uma língua indígena brasileira (minoritária e/ou minorizada, dependendo do ponto de vista), por apresentar proposta inovadora de tratamento de um campo semântico pouco estudado, e por ter como uma de suas metas o acesso gratuito ao conhecimento gerado. Também apresenta relevância social, por contribuir para a preservação e valorização de uma língua e cultura indígena, permitindo-lhe contar com documentação e estudo para as gerações futuras. Sua exequibilidade é garantida pelo recorte dos objetivos, dentro da vigência determinada, pelo conhecimento da língua juruna (a proponente é sua pesquisadora há quase 30 anos), pelos conhecimentos e formação acadêmica da equipe, ente outros fatores.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristina Meinhardt

Outra

Microeletrônica
  • confiabilidade em nanotecnologias - desafios para a tecnologia multigate
  • Circuitos integrados VLSI (Very Large Scale Integration) usando nanotecnologia demandam novos materiais, estruturas, metodologias de projeto e ferramentas de EDA (Electronic Design Automation) para lidar com os desafios decorrentes do processo de fabricação nanométrico, tais como maior sensibilidade a falhas e variabilidade de processo. Alguns tipos de concepção são parcialmente robustos às variações de processo ou ambientais, quer sistemáticas ou aleatórias. Este projeto visa avaliar os tipos de projeto de circuitos integrados e os aspectos que podem ajudar a melhorar a qualidade de fabricação e de desempenho nas futuras gerações de dispositivos. Neste contexto, é fundamental avaliar como será o comportamento da tecnologia multigate, principal sucessora da tecnologia bulk CMOS, se destacando dentre as propostas, a tecnologia FinFET. Por este motivo, obter informações preditivas sobre o comportamento desta tecnologia no projeto de células é importante tanto para projetistas como para desenvolvedores de ferramentas de EDA. Dessa forma, este projeto busca apontar metodologias de projeto e de leiaute mais confiáveis para o projeto em nanotecnologias explorando técnicas de mitigação aplicadas a tecnologia FinFET, observando principalmente os efeitos de radiação em conjunto com a variabilidade de processo.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cristina Pereira de Araujo

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • turismo e produção do espaço no litoral brasileiro: processos, conflitos e contradições
  • A presente pesquisa tem como principal objetivo analisar as relações entre a atividade turística, as políticas públicas e seus reflexos na produção social dos espaços litorâneos brasileiros, enfatizando em que medida essas transformações têm gerado uma aceleração dos processos, conflitos e contradições, como a segregação e exclusão socioespaciais e a fragmentação territorial. Toma como recorte e objeto de estudo as cidades litorâneas, que perfazem o universo de 275 municípios que fazem fronteira com o mar, tendo na criação do Ministério do Turismo em 2003, seu marco temporal. Trata-se de pesquisa em rede, efetuada no âmbito do grupo de pesquisa cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq “Cidades Litorâneas e Turismo - CILITUR”, com a participação de professores/pesquisadores de diferentes instituições de ensino e pesquisa brasileiras. O grupo tem sua gênese no IV Enanparq (Encontro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo) onde os pesquisadores lançaram a ideia da organização de um evento nacional sobre cidades litorâneas e turismo, culminando no I CILITUR, realizado em outubro de 2017 na cidade de Recife/PE. Atualmente a Pesquisa em rede, conta com pesquisadores da UFC, UFPE, UFRJ, UFRRJ, UFRN ,IFPE e IFRN. O esforço até então empreendido por meio de trabalhos isolados, unifica-se nesta pesquisa, e justifica-se pela oportunidade de sistematizar a discussão, a apresentação de ideias, as análises críticas de intervenções e práticas que tenham como ponto de interseção a intricada e dialética relação entre o turismo e a produção (e consumo) do espaço nas cidades litorâneas no Brasil em uma perspectiva multiescalar, que incluam processos socioespaciais regionais, metropolitanos e intra-urbanos relativos às manifestações da atividade turística nestes lugares.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022