Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Virginia Maria Barros de Lorena

Ciências Biológicas

Imunologia
  • avaliação dos adipócitos como reservatório para o trypanosoma cruzi e sua relação com a resistência a drogas tripanocidas.
  • A Doença de Chagas, causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi, ainda persiste como um dos agravos que afetam milhões de pessoas pelo mundo, e não apenas em áreas endêmicas. Acredita-se que a associação do background genético, resposta imune do hospedeiro e fatores ligados ao parasita são importantes na evolução clínica do paciente (DUTRA; GOLLOB, 2008). É bem demonstrado que pacientes com a forma indeterminada apresentam um microambiente regulatório, com a alta produção de IL-10 (COSTA et al., 2009; MAGALHÃES et al., 2015; VILLANI et al., 2010). Em contrapartida, os portadores de cardiopatia chagásica apresentam uma resposta inflamatória, com alta produção de TNF e IFN-ɣ, que ativa os macrófagos a matarem o parasita intracelular, mas que está correlacionada com a piora da função cardíaca (SOUZA et al., 2004; TALVANI et al., 2004; LORENA et al., 2010). O T. cruzi possui mecanismos de persistência e de evasão da resposta imune (CARDOSO; REIS-CUNHA; BARTHOLOMEU, 2016; NAGAJYOTHI et al. 2012). Dentre elas, a acidificação lisossomal gerada na formação do vacúolo parasitóforo que permite que o parasita escape do fagossomo para o citoplasma em células fagocíticas, como macrófagos, da resposta imune inata (PIACENZA et al. 2008); a liberação de moléculas como o tromboxano A2, derivado do parasita, na corrente sanguínea pode auxiliar na sobrevivência de camundongos na fase aguda da doença e também na transição para a fase crônica (ASHTON et al. 2007); e ainda a utilização do tecido adiposo (TAD) e adipócitos como reservatório da infecção (COMBS et al. 2005). O TAD é um órgão endócrino que é responsável não apenas pela reserva de triglicerídeos do organismo, mas também exerce influência nos mecanismos homeostáticos e imunológicos do hospedeiro (DESRUISSEAUX et al. 2007). Ele é subdivido em TAD branco, que é responsável pelo sítio primário de estoque de energia através dos triglicerídeos; e em TAD marrom que está envolvido nos processos de termogênese (LAHARRAGUE; CASTEILLA, 2010). O TAD é composto também por fibroblastos, células endoteliais e células do músculo liso e esquelético, que nos momentos de inflamação são infiltrados por macrófagos e leucócitos (NAGAJYOTHI et al., 2008). As moléculas secretadas pelo TAD branco são conhecidas como adipocinas e exercem o papel de regular funções metabólicas, como o metabolismo da glicose e lipídeos, processos mediados por insulina, coagulação e inflamação, podendo ainda exercer funções inflamatórias ou anti-inflamatórias (LYNCH et al., 2017). O desequilíbrio de adipocinas como leptina resistina e adiponectina está intrinsecamente relacionado com desordens metabólicas, como obesidade e resistência a insulina, e ainda de doenças inflamatórias crônicas, como psoríase e artrite reumatóide (HAMMINGA et al., 2006; KERN et al., 2001). Alguns organismos tem demonstrado persistência no TAD durante a infecção como vírus, bactérias e parasitas. Acredita-se que o TAD funciona como reservatório da infecção pelo T. cruzi, albergando as formas amastigotas no citoplasma dos adipócitos (TANOWITZ et al., 2017). A infecção experimental do T. cruzi em adipócitos murinos foi verificada pela primeira ver por Shoemaker et al. (1970) no TAD marrom. Anos mais tarde, Combs et al (2005) demonstraram que camundongos infectados pelo T. cruzi apresentaram diminuição nos níveis de adiponectina, insulina e glicose (COMBS et al., 2005). Níveis de citocinas pró-inflamatórias como IL-1β, IFN-γ e TNF e das quimiocinas CCL2/ MCP-1, CCL5/ RANTES e CXCL10/ MIG produzidas por adipócitos são moduladas in vitro pelo T. cruzi (Nagajyothi et al., 2008) ou após infecção in vivo (Nagajyothi et al., 2012). Todos esses achados foram através da utilização de infecção em modelo murino ou em in vitro com linhagens de mesma origem. No entanto, Ferreira et al. (2011) demonstraram kDNA do parasita em TAD coletado de cirurgias para implantação de marcapasso, corroborando com a discussão de que os adipócitos são reservatórios da infecção na forma crônica também em humanos. Ao pensar no TAD como reservatório de infecção crônica alguns questionamentos devem ser levantados, à exemplo da falha terapêutica do tratamento etiológico utilizando o Benzonidazol (Bz). O Bz é o fármaco preconizado para o tratamento da doença de Chagas no Brasil, no entanto na fase crônica da doença seu uso é limitado devido aos baixos índices de cura parasitológica (MARIN-NETO et al., 2009). Além disso, pouco se sabe acerca dos mecanismos farmacocinéticos e dinâmicos da droga em questão, apesar de ser usada como tratamento há mais de 40 anos. Por outro lado, tratamento com Bz reduziu significativamente a detecção de parasitas circulantes (MORILLO et al., 2015; PECOUL et al., 2016). Nosso grupo de pesquisa vem estudando o impacto que o Bz induz nas células da resposta imune. Nascimento (2015), Neves (2015) e Soares (2017) avaliaram o efeito do Bz nas células mononucleares do sangue periférico de portadores crônicos da DC, quanto à produção de citocinas, quimiocinas e expressão de receptores após infecção de monócitos in vitro com a cepa Y de T. cruzi, que têm sensibilidade ao medicamento. Dessa forma, foi identificado que a resposta inflamatória não foi exacerbada com o uso do fármaco, o que reforça a utilização do Bz na fase crônica da doença (artigos submetidos). Assim, partindo-se do princípio de que para obter a cura do paciente é necessário ocorrer o sinergismo entre a resposta imunológica do indivíduo e ação do fármaco (SATLHER-AVELAR et al., 2012), é importante entender os mecanismos imunes exercidos pelo TAD humano infectado com T. cruzi, frente ao tratamento com Bz. Portanto, nossos resultados podem fornecer um maior entendimento sobre os mecanismos imunológicos oriundos do TAD infectado (mimetizando um reservatório de infecção), auxiliando na elaboração de fármacos que atuem nas formas evolutivas amastigotas presentes nesse tecido.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Virgínia Martins Carvalho

Ciências da Saúde

Farmácia
  • extratos medicinais de cannabis: produção de insumo farmacêutico ativo e controle de qualidade
  • O tratamento de diversas enfermidades com a planta Cannabis e seus derivados vem crescendo no mundo. Enfermidades como dor crônica, câncer, epilepsia e diversas doenças neurodegenerativas vêm sendo controladas pelo uso off label de extratos de Cannabis que estão sendo regulamentados em diversos países. Por outro lado, a falta de estabilização da matéria prima impacta na carência de extratos padronizados para estudos pré-clínicos e clínicos e, conseqüentemente no atendimento às necessidades de saúde. No Brasil o mercado medicinal é suprido pela importação de suplementos alimentares originados principalmente dos Estados Unidos a preços proibitivos e produtos artesanais no mercado paralelo sem qualquer garantia de eficácia e segurança. Para monitorar e minimizar os riscos do tratamento e, ainda traçar o perfil de uso no Brasil foi criado o projeto de extensão universitária Farmacannabis-UFRJ. Um laboratório especializado em estudos analíticos de fitocanabinóides foi estruturado com apoio de financiamento coletivo (crowdfunding), do Parque tecnológico da UFRJ e do Instituto Serrapilheira que financia a pesquisa “Padronização e controle de qualidade de matéria-prima para desenvolvimento de produtos medicinais de Cannabis”. O controle de qualidade de produtos vem sendo desenvolvido e métodos de identificação e quantificação de canabinóides, metais pesados e carga microbiana foram validados em parceria com o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde. Pacientes com salvo conduto judicial estão cultivando Cannabis e recebendo apoio da proponente e sua equipe para produzir extratos medicinais. Nesse contexto, o presente projeto objetiva pesquisar as variedades de Cannabis, desenvolver um método de produção do insumo farmacêutico ativo vegetal (IFAV) por extração por fluido supercrítico e formular extratos padronizados com finalidade de estudos em modelo animal.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Virginia Michelle Svedese

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • associação de fungos entomopatogênicos a extratos de plantas nativas da caatinga visando o controle do ácaro branco da videira (polyphagotarsonemus latus banks)
  • O Brasil é um grande produtor de frutas no cenário mundial. A boa posição dá-se devido às condições climáticas e ambientais, favoráveis ao desenvolvimento. O Vale do São Francisco no Nordeste brasileiro concentra grande parte da produção da fruticultura do país. Entretanto, alguns problemas têm sido enfrentados, como a presença de pragas, ocasionando danos significativos à produtividade de frutas nessa região. O ácaro branco, Polyphagotarsonemus latus, pode ocorrer em todas as épocas do ano, chegando a produzir de 95 a 99 gerações em videira, quando as temperaturas mensais médias são favoráveis ao seu desenvolvimento. Na forma convencional, o ácaro branco tem sido controlado quase que exclusivamente por acaricidas e a evolução da sua resistência a defensivos agrícolas é um dos grandes problemas no seu controle. Uma alternativa viável ao controle químico de pragas é o controle biológico utilizando fungos entomopatogênicos, pois os mesmos podem infectar diferentes estágios de desenvolvimento do hospedeiro, tais como ovo, larva, pupa e adulto, sendo esta característica desejável e peculiar desse grupo de organismo. Plantas com potencial inseticida também estão sendo estudadas, visando a resolução de problemas como o desenvolvimento de resistência e a poluição ambiental, causada pelo uso indiscriminado de agroquímicos. Apesar do potencial botânico encontrado na caaatinga, poucos trabalhos sobre o controle de pragas foram feitos utilizando extratos de plantas deste bioma exclusivamente brasileiro, porém resultados promissores foram demonstrados por alguns autores, confirmando a necessidade de mais estudos neste sentido. O sucesso do manejo integrado de praga (MIP) está diretamente relacionado a compatibilidade entre fungo e extrato vegetal. Deste modo são fundamentais estudos que avaliem a compatibilidade entre esses organismos. As plantas da caatinga que serão utilizadas no presente estudo ainda não possui efeito relatado sobre M. anisopliae e B. bassiana. O nosso projeto visa dar o passo inicial para conscientização da utilização dos fungos entomopatogênicos e extratos de plantas da caaatinga no controle biológico do ácaro branco, Polyphagotarsonemus latus. As plantas utilizadas serão catingueira, aroeira preta, juazeiro, marmeleiro, jurema preta e amburana. Inicialmente serão avaliados os efeitos dos extratos botânicos sobre os parâmetros biológicos (germinação, esporulação e crescimento radial) dos fungos Metarhizium anisopliae e Beauveria bassiana. As linhagens fúngicas que se mostrarem compatíveis com os extratos serão utilizadas em bioensaios de patogenicidade contra o ácaro branco. Desse modo, espera-se com esses resultados indicar linhagens fúngicas promissoras para utilização em programas de manejo integrado de pragas (MIP), minimizando os danos à fruticultura e ao meio ambiente.
  • Universidade Federal do Vale do São Francisco - PE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Virgínia Oliveira Fernandes

Ciências da Saúde

Medicina
  • chikungunya e diabetes
  • O vírus Chikungunya (CHIKV) é um Alphavirus, pertencente à família Togaravidae. Foi descrito pela primeira vez em 1952, no sul da Tanzânia. Cerca de 2,9 milhões de casos suspeitos de Chikungunya (CHIK) foram registrados na América Central, do Norte e na América do Sul, com 296 óbitos atribuídos a doença em 2016. No Brasil, apenas entre os anos de 2016 e 2017 foram confirmados mais de 300 mil casos e quase 300 óbitos. Após a introdução do CHIKV em uma região infestada por mosquitos estima-se que até 70% da população possa ser infectada. A maioria desses casos é sintomático e alguns evoluem para óbito. A gravidade da doença e prevalência de cronicidade pode estar relacionada com a presença de comorbidades e há fatores de risco não totalmente elucidados. Nesse cenário se destaca a maior gravidade da doença relacionado a preexistência de doenças de base como o diabetes mellitus (DM). O DM é um grave problema de saúde com mais de 300 milhões de casos diagnosticados no mundo. Como a maior parte dos óbitos por CHIK ocorre na população com mais de 70 anos e nessa população a prevalência de doenças metabólicas como o diabetes é elevada e a CHIK pode alterar o metabolismo nos pacientes diabéticos, descompensando os índices glicêmicos, é necessário compreender melhor o impacto da associação CHIK e diabetes mellitus ou outros distúrbios endócrinos e metabólicos. Assim, o objetivo deste estudo será avaliar em pacientes diabéticos e/ou portadores de síndrome metabólica (pelos critérios da Federação Internacional de Diabetes, 2009), o impacto do acometimento pela CHIK, em sua fase aguda e crônica e repercussões sobre morbimortalidade.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Virginia Pereira Cavalcanti

Ciências Sociais Aplicadas

Desenho Industrial
  • modelo de precificação e ferramenta digital para ambiente artesanal cerâmico: estudo de caso sobre os artefatos culturais do centro de artesanato arq. wilson campos júnior
  • Graças aos sucessivos movimentos de valorização da cultura popular, o artesanato nordestino, em particular o artesanato pernambucano, ganhou reconhecimento nacional, mas a relação entre valor cultural, valor econômico e valor social ainda se mostra desequilibrada. A gestão da produção e comercialização ainda são grades desafios para o ambiente artesanal, especialmente quando se considera as dificuldades do artesão em atribuir um preço justo, de posicionar os produtos de forma adequada, de se aproximar do seu público-alvo e conhecer melhor o mercado, associados à necessidade imediata de sobrevivência, o que contribui para a desvalorização do artesanato sob o ponto de vista da comercialização. Sem perceber o valor simbólico dos seus produtos, é possível observar nos principais polos de artesanato cerâmico que a diferenciação dos produtos se dá apenas pelo preço. Atitude que se reflete na repetição de produtos que perdem tanto na sua qualidade material, objetiva, quanto na sua qualidade subjetiva, criativa, onde reside o seu maior valor agregado. O objetivo desta proposta é pesquisar e desenvolver modelo de precificação e ferramenta digital para ambiente artesanal, com estudo de caso no Centro de Artesanato Arq. Wilson Campos Júnior e na cerâmica artesanal, a partir de análise da cadeia produtiva do artesanato, sob a ótica da economia da cultura, e com base nos conceitos de sustentabilidade e competitividade visando a agregação de valor ao artefato cultural artesanal cerâmico. A abordagem metodológica junto ao grupo de produção artesanal seguirá as premissas desenvolvidas e testadas pela metodologia multidisciplinar do Laboratório O Imaginário da UFPE, que tem demonstrado ser eficaz na geração de estratégias capazes de promover a inclusão social de comunidades em situações de vulnerabilidade. O método hipotético-dedutivo e Estudo de Caso conduzirão o desenvolvimento do Modelo, do tipo matemático. Além disso, serão utilizadas as premissas do design colaborativo e do design experiencial, considerando o cotidiano da produção artesanal da cerâmica do Centro de Artesanato Arq. Wilson Campos Júnior, unidade de análise da pesquisa. Como resultados, a pesquisa pretende contribuir para a geração de conhecimento sobre modelos de precificação com potencialidade de adequação e replicação a outras realidades, reforçando o entendimento da cultura como um vetor de desenvolvimento e a importância da relação entre design e artesanato no âmbito da economia da cultura. O modelo de precificação do Centro de Artesanato Arq. Wilson Campos Júnior contribuirá também para a melhoria do cotidiano do artesão e do artesanato cerâmico a medida em que auxilia a visualizar e pensar sobre o seu processo de produção, relacionando as variáveis (ambientais, econômica, sociais e culturais) do seu entorno e a planejar e redirecionar o seu futuro.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Virginia Picanço e Castro

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • purificação, formulação e ensaio pré-clínico do fviii recombinante produzido em células humanas.
  • A hemofilia A é uma doença genética ligada ao cromossomo X que resulta na deficiência ou anormalidade da proteína do fator VIII (FVIII). A terapia de reposição utilizando proteína derivada do plasma humano ou recombinante produzida em linhagens celulares de hamster (CHO e/ou BHK) são as únicas opções terapêuticas disponíveis. Contudo, um dos maiores problemas da terapia de reposição é a formação de anticorpos inibitórios contra os fatores recombinantes, sendo esta a complicação mais significativa relacionada ao tratamento de pacientes hemofílicos. A utilização de linhagens não-humanas introduz epitopos imunogênicos (a-Gal e Neu5Gc) no FVIII que afetam a eficácia e meia-vida da proteína. Nos últimos 10 anos, foi desenvolvido no Hemocentro de Ribeirão Preto linhagens humanas produtoras de FVIII. Nosso grupo de pesquisa, conseguiu aumentar nossa escala de produção de FVIII que no início chegava a poucos mililitros para cerca de 40 litros de caldo. Atualmente, somos capazes de produzir em biorreator operado em modo perfusão cerca de 50.000 UI de FVIII. Nosso FVIIIr é produzido em células humanas o qual contém glico-estruturas semelhantes ou idênticas ao FVIII do plasma, culminando num produto mais eficiente, menos imunogênico e mais seguro para a utilização a longo prazo. O objetivo da presente proposta é purificar o FVIII produzido em nosso laboratório, determinar o perfil de glicosilação (em parceria com a Universidade de Manitoba, Canadá), formular o FVIII com nanoparticulas e realizar o primeiro ensaio pré-clínico no país. Este trabalho pode trazer como benefício para a sociedade brasileira a possibilidade de obtenção de um medicamento mais eficiente, menos imunogênico e com custo de produção menor. Além da tecnologia que será gerada, este projeto contribui para formação de recursos humanos com características multidisciplinares.
  • Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Viridiana Santana Ferreira Leitao

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • produção biológica de hidrogênio, 1,3-propanodiol e metano a partir da glicerina residual do biodiesel
  • O aumento da produção de biodiesel nas últimas décadas no Brasil, impulsionado pelo Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB), tem como consequência a geração de toneladas de glicerina como subproduto. Apenas em 2017, cerca de 480 mil toneladas de glicerina foram gerados no Brasil (ANP, 2018); neste mesmo ano, o Brasil exportou apenas 244 mil toneladas de glicerina (COMEXSTAT, 2018). O excesso de oferta pode desvalorizar a glicerina economicamente, tendo como consequências o desequilíbrio da balança comercial deste produto e o aumento do preço do biodiesel (ANITHA; KAMARUDIN; KOFLI, 2016; GARLAPATI; SHANKAR; BUDHIRAJA, 2016; QUISPE; CORONADO; CARVALHO, 2013). Por se tratar de um material com elevado teor de glicerol, a glicerina pode ser aproveitada como matéria-prima tanto em processos químicos quanto em processos bioquímicos, evitando problemas ambientais relacionados ao seu descarte e, ainda, agregando valor à cadeia produtiva do biodiesel. Neste cenário, a utilização da glicerina como fonte de carbono em processos fermentativos apresenta-se como tecnologia promissora, considerando a diversidade de bioprodutos que podem ser obtidos a partir deste processo. Processos fermentativos são particularmente atraentes devido à baixa demanda energética e caráter intrinsecamente sustentável, uma vez que são conduzidos a temperatura próxima à ambiente e pressão atmosférica. Dentre os bioprodutos gerados pela fermentação do glicerol, destacam-se o hidrogênio (H2) e o metano (CH4), por suas elevadas densidades energéticas, e o 1,3-propanodiol (1,3-PDO), por seu mercado em franca expansão. O emprego de população microbiana mista do lodo anaeróbio acrescenta outras vantagens ao processo proposto neste estudo, como a simplificação do manuseio e a redução de custos relacionados à esterilização de equipamentos e meios de cultura; entretanto, existem desvantagens atreladas a esta abordagem, tais como os baixos rendimentos em um produto de interesse e possíveis inibições, provocadas pelo substrato e/ou pelos produtos da fermentação. Neste sentido, a exploração das diferentes formas de condução do processo fermentativo se faz necessária para a superação das suas limitações. Neste projeto, pretende-se (i) identificar os microrganismos presentes no lodo anaeróbio, visando ao melhor entendimento acerca do protagonismo destes em cada etapa do processo de digestão anaeróbia; (ii) avaliar o processo semicontínuo para produção de H2 como estratégia para redução da inibição, adaptação do inóculo microbiano e aumento da concentração de substrato inicial; (iii) desenvolver um processo de separação do 1,3-PDO presente no meio fermentado – definido na literatura como HPLW (SARMA et al., 2015); e (iv) promover a cogeração de metano sequencial à produção de H2, aumentando o aproveitamento mássico da matéria-prima, numa concepção análoga à da biorrefinaria de biomassas e alinhada às diretrizes da Química Verde e do RenovaBio. Adicionalmente, pretende-se avaliar economicamente os processos propostos para o aproveitamento da glicerina a fim de se apontar o mais promissor.
  • Instituto Nacional de Tecnologia - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vital Paulino Costa

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação do perfil genético e de parâmetros estruturais da retina e disco óptico em indivíduos saudáveis, suspeitos de glaucoma e pacientes com glaucoma: um estudo multicêntrico, longitudinal, prospectivo e observacional
  • Trata-se de um grupo de 10 estudos multicêntricos, prospectivos e observacionais denominado BLOGS (Brazilian Longitudinal Glaucoma Study). O BLOGS contará com a participação de 4 centros: o Departamento de Oftalmologia da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), o Departamento de Oftalmologia e Otorrinolaringologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Departamento de Oftalmologia e Ciências Visuais da Escola Paulista de Medicina (EPM) – Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e o Departamento de Oftalmologia, Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da Universidade de São Paulo (USP). As alterações estruturais observadas no exame de OCT (do inglês optical coherence tomography, tomografia de coerência óptica) ocorrem precocemente no processo da neuropatia óptica glaucomatosa, em muitos casos antes do aparecimento de alterações em exames funcionais. Este fato torna estas alterações altamente significativas, visto que o diagnóstico e tratamento precoces são as principais estratégias para prevenir a cegueira causada pelo glaucoma. O principal objetivo destes estudos é a criação de uma coorte para avaliação longitudinal de parâmetros estruturais da cabeça do nervo óptico, da camada de fibras nervosas da retina (CFNR) peripapilar e da mácula com o OCT em indivíduos da população brasileira. Este estudo será conduzido em controles saudáveis, indivíduos suspeitos de glaucoma e pacientes com diagnóstico de glaucoma em vários estágios da doença e terá duração de 3 anos. Alguns subgrupos, como os pacientes com glaucoma de pressão normal e os pacientes míopes com glaucoma, também serão avaliados em estudos específicos. Além disso, os indivíduos participantes farão parte de uma investigação do perfil genético da população brasileira para identificação de novos genes relacionados ao glaucoma, assim como de estudo que investigará o impacto do glaucoma e seu tratamento na qualidade de vida dos pacientes. Trata-se do primeiro estudo multicêntrico e longitudinal que se propõe a investigar diversos aspectos do glaucoma na população brasileira.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vitor Cristiano Bender

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • sistema de iluminação baseado em diodos orgânicos emissores de luz (oleds) adaptável ao ciclo circadiano humano
  • Este projeto desenvolve um sistema de iluminação que emprega diodos orgânicos emissores de luz (OLEDs) adaptável ao ciclo circadiano humano. O uso indiscriminado de fontes de iluminação de alta intensidade e elevada temperatura de cor tem provocado efeitos indesejáveis na saúde humana, principalmente distúrbios relacionados ao sono. Com o objetivo de usar corretamente o potencial dos OLEDs, que são fontes de luz artificial totalmente inovadoras, propõe-se o seu uso juntamente com um sistema eletrônico de acionamento e controle para ajuste da iluminação, de forma a otimizá-la regulando o relógio biológico humano e proporcionando bem-estar, saúde e economia de energia ao usuário do sistema de iluminação. O projeto será todo baseado em modelos matemáticos: da fonte de luz, do circuito eletrônico, do sistema de controle e do ciclo circadiano. Como resultado ter-se-á uma luminária conectada à rede elétrica e controlada via aplicativo de dispositivo móvel capaz de proporcionar os benefícios supracitados ao usuário.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vitor de Cinque Almeida

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • síntese e caracterização de nanofibras de carbono dopadas com nitrogênio a partir de resíduos têxteis: aplicação como supercapacitores e na adsorção e fotodegradação de contaminantes emergentes
  • A síntese de nanofibras de carbono mesoporoso dopadas com diferentes heteroátomos tem sido constantemente estudada pela comunidade científica visando à obtenção de materiais para aplicações em diversos processos, tais como; adsorção, fotocatálise e armazenamento de cargas. O presente projeto propõe a utilização de um resíduo carbonáceo abundante e sem valor agregado, proveniente de indústrias têxteis, para a síntese de novas nanofibras de carbono mesoporoso dopada com nitrogênio (NCNs) visando sua aplicação em processos de adsorção, bem como a utilização como suporte para a preparação de compósitos de TiO2 e Nb2O5 e ainda, a sua utilização em processos de armazenamento de cargas, onde podem atuar como supercapacitores. Os NCNs serão sintetizados a partir dos resíduos de indústrias de jeans utilizando o método de encapsulamento com tetraortosilicato de etila (TEOS). Os novos NCNs, bem como os compósitos de TiO2 e Nb2O5 serão caracterizados a partir das análises de isotermas de adsorção e dessorção de N2, termogravimetria (TG), espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), difratometria de Raio-X (DRX), espectroscopia de fotoelétrons excitados por Raio-X, microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectroscopia de refletância difusa no ultravioleta-visível (DRS-UV-Vis) e espectroscopia Raman. A NCN com as melhores propriedades físico-químicas será aplicada em processos de adsorção e degração fotocatalítica de poluentes emergentes, como corantes têxteis e fármacos. Adicionalmente, a melhor NCN terá suas propriedades eletroquímicas avaliadas.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Vitor Engrácia Valenti

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • influência aguda da suplementação com base em açaí sobre a recuperação após exercício aeróbio submáximo em indivíduos com sobrepeso: análise do sistema nervoso autônomo, óxido nítrico e estresse oxidativo por meio de um estudo prospectivo, randomizado pla
  • Introdução: Intervenções não-farmacológicas para o tratamento de distúrbios cardiovasculares e metabólicos são fundamentais para reduzir a morbidade e mortalidade cardiovascular. A implementação de exercícios físicos para indivíduos com sobrepeso é relevante para a redução de riscos cardiovasculares. O uso de suplementos com o objetivo de acelerar a recuperação autonômica após exercício colabora para a diminuição de complicações cardiovasculares após o exercício. O açaí (Euterpe Oleracea Mart.) é um fruto típico e popular da região amazônica e o Brasil é seu principal produtor. Suas propriedades antioxidantes levantam a hipótese de que a ingestão de açaí antes do exercício reduz o estresse oxidativo, aumenta a biodisponibilidade de óxido nítrico e acelera a recuperação autonômica após o exercício. Além disso, a divulgação dos benefícios desse fruto pode estimular a exportação e ajudar a economia do país. Objetivo: Verificar os efeitos agudos da suplementação com açaí sobre a recuperação autonômica, estresse oxidativo e biodisponibilidade de óxido nítrico após exercício em indivíduos com sobrepeso. Método: O estudo será realizado em indivíduos adultos jovens de ambos os sexos de 18 a 30 anos de idade. Os voluntários serão divididos em grupos de acordo com sexo, índice de massa corporal (IMC) e razão cintura-estatura (CE): 1- Índice de massa corporal entre 25 e 30 kg/m2 e CE entre 0,5 e 0,55; 2- Índice de massa corporal entre 20 e 25 kg/m2 CE entre 0,4 e 0,5. Não serão analisados indivíduos com distúrbios cardiorrespiratório, neurológicos e demais comprometimentos relatados que os impeçam de realizar os procedimentos, bem como aqueles que estiverem sob medicação que influencie o sistema nervoso autônomo. Uma hora antes dos procedimentos experimentais os voluntários irão ingerir 750 mg de açaí ou placebo em cápsulas de acordo com o protocolo selecionado. O pesquisador nem o voluntário saberão se a cápsula se trata de placebo ou açaí (duplo-cego e placebo-controlado). Após a ingestão das cápsulas os voluntários permanecerão em repouso inicial sentados por 15 minutos. Após essas mensurações os voluntários realizarão exercício físico em esteira ergométrica com inclinação de 1% nos primeiros 5 minutos com FC entre 50% e 55% da FC máxima estimada (220 – idade) para aquecimento, seguido de 25 minutos com FC equivalente a 65%-70% da FC máxima estimada com a mesma inclinação. A variabilidade da frequência cardíaca e a condução elétrica dérmica serão analisados antes do exercício, aos 15-20 minutos durante o exercício e durante a recuperação após o exercício nos seguintes momentos: 5-10 minutos, 15-20 minutos, 25-30 minutos, 35-40 minutos, 45-50 minutos e 55-60 minutos. Para as mensurações bioquímicas, as amostras sanguíneas (15ml) serão coletadas antes do início do exercício, entre 1 e 5 minutos após o exercício e 60 minutos após o exercício. Serão analisadas as quantificação da peroxidação lipídica no plasma ("Thiobarbituric Acid Reactive Substances" (TBARS), a quantificação das defesas antioxidantes não enzimáticas do plasma pelo FRAP (“ferric reducing ability of plasma”) e as concentrações plasmáticas de nitrito/nitrato.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vítor Ennes Vidal

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • leishmania tarentolae como potencial modelo de superexpressão de fatores de virulência – estudo da gp63
  • O parasitismo é um dos principais problemas de Saúde Pública nos países em desenvolvimento, incluindo o Brasil. No caso das leishmanioses, atualmente existem cerca de 12 milhões de indivíduos infectados, com uma estimativa de 2 milhões de novos casos por ano e 350 milhões de pessoas vivendo em condições de risco de infecção (Alvar et al. 2012). O tratamento das leishmanioses apresenta sérios efeitos colaterais e em alguns casos é ineficaz em virtude do surgimento de cepas resistentes (Machado-Silva et al., 2014; Ennes-Vidal et al., 2017). Nesse contexto, alguns importantes fatores de virulência do gênero Leishmania vêm sendo apontados como alvos promissores para o desenvolvimento de quimioterápicos, ou até mesmo de uma vacina. Dentre estes podemos destacar a GP63 (leishmanolisina), uma glicoproteína de peso molecular em torno de 63 kDa abundante nas formas promastigotas do gênero Leishmania, ancorada na membrana do parasito através de glicosilfosfatidilinositol (GPI). A GP63 possui atividade proteolítica de metalopeptidase dependente de zinco e está relacionada tanto com etapas básicas do ciclo de vida, como a degradação proteica com fins nutricionais, quanto com a patogenicidade de espécies do gênero Leishmania (d’Avila-Levy et al. 2014). Em 2012, Raymond e colaboradores relataram que a GP63 se apresenta altamente expandida no genoma de Leishmania tarentolae, um parasito isolado de lagarto não patogênico ao homem. Curiosamente, os autores detectaram a expressão da proteína em torno de 63 kDa, mas não conseguiram detectar nenhuma atividade proteolítica de GP63 em L. tarentolae. Devido seu fácil manuseio, rápido crescimento e baixo custo de manutenção, L. tarentolae vem sendo utilizada como um modelo experimental para estudos de amplificação de genes (Ouellette et al., 1991), edição de RNA (Simpson et al., 2004), produção heteróloga de proteínas eucarióticas (Basile & Peticca, 2009) e desenvolvimento de vacinas (Breton et al., 2007). Entretanto, sua utilização para expressão de fatores de virulência da própria leishmania tem sido pouco abordada. Portanto, o grande avanço obtido através do desenvolvimento de ferramentas de manipulação genética – como knockdown, knockout, superexpressão e RNAi – tem permitido estudos funcionais que visem a melhor compreensão do papel desempenhado por fatores de virulência, como a GP63 das leishmanias. Deste modo, o objetivo desse estudo consiste em superexpressar uma GP63 de L. tarentolae e expressar de forma heteróloga uma GP63 de espécies patogênicas de leishmania na própria L. tarentolae. Através de ensaios de infectividade in vitro dos mutantes gerados, da purificação da enzima para caracterização enzimática e da imunolocalização dessa molécula pretendemos melhor compreender as funções da GP63 e sua relação com a infecção. Estudos preliminares do nosso grupo voltados a caracterizar a GP63 das cepas de L. tarentolae mantidas em cultura axênica na Coleção de Protozoários da Fiocruz vêm demonstrando que a atividade proteolítica da GP63 está consideravelmente diminuída quando comparada às leishmanias patogênicas, o que pode justificar a ausência de patogenicidade dessa espécie de lagarto ao homem (Lopes, disseratação em andamento). Além disso, 4 clones de L. tarentolae mutantes de GP63 já foram gerados e validados para o desenvolvimento das demais etapas do presente projeto. For fim, este trabalho pretende também validar um modelo de expressão de fatores de virulência de parasitos eucariotos, o que poderia inclusive funcionar como uma plataforma institucional de expressão heteróloga de proteínas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vítor Estêvão Silva Souza

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • evolução de software baseada em requisitos e ontologias
  • Evolução é um tema de grande importância na Engenharia de Software e os requisitos de software possuem papel central neste âmbito. No contexto de GORE (Goal-Oriented Requirements Engineering), muitas abordagens e ferramentas já foram propostas, no entanto falta-lhes um arcabouço semântico para lidar com problemas conceituais, como, por exemplo, sobrecarga, excesso, redundância e incompletude de construtos. Esses problemas levam a não compreensão e mal uso das linguagem GORE, além de comprometer sua expressividade. Este projeto tem por objetivo utilizar ontologias como ferramentas conceituais no domínio da Engenharia de Requisitos de Software, particularmente no contexto da Engenharia de Requisitos Orientada a Objetivos (GORE) e com foco em questões relacionadas à Evolução de Software. Dentre os resultados esperados, destacam-se: interoperabilidade semântica entre linguagens GORE e abordagens para desenvolvimento de sistemas adaptativos, proposta de linguagem GORE unificada, métodos e ferramentas para gerência de configuração e evolução de software, bem como para o desenvolvimento de sistemas adaptativos, além das ontologias de núcleo e de domínio associadas. Acredita-se que esses resultados terão forte impacto em futuras pesquisas nos domínios analisados.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vitor Henrique Vaz Mondo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • avanços tecnológicos na produção de sementes de arroz híbrido para aumento da adoção de híbridos e níveis de produtividade da cultura
  • A tecnologia de cultivares híbridas já é amplamente aplicada em culturas como o milho e, graças a sua inserção no sistema de produção, trouxe avanços rápidos e em grande escala para essa cultura. No arroz, tal tecnologia tem apresentado ganhos médios em produtividade entre 15 a 30% em relação a cultivares convencionais, o que se traduz entre 1,0 a 3,0 t ha-1, sendo vista como importante para o avanço da agricultura de forma sustentável. No Brasil, entretanto, a sua participação é modesta no mercado de arroz, se restringindo a produção em ambiente irrigado e a pouco mais 6,0% da área total cultivada. Estima-se que com a adoção da tecnologia híbrida de arroz, o aumento em produtividade potencial proporcionado pode representar uma economia de até seis milhões de hectares com cultivo de arroz em todo o mundo, ou seja, poderia se produzir mais por área sem necessidade de expansão da área total cultivada, mostrando além do apelo econômico, um importante apelo ambiental. No entanto, a lenta adoção dessa tecnologia pelos produtores rurais é desafiante e está ligada diretamente ao alto custo para aquisição das sementes. Nesse sentido, uma das formas para tornar essa tecnologia mais competitiva é avançar em sistemas de produção de sementes mais eficientes, tendo maiores produtividades de sementes e menores custos de produção. Dessa forma, o objetivo a ser alcançado com a presente proposta é o desenvolvimento de estratégias agronômicas para aumentar a eficiência da produção de sementes de arroz híbrido, por meio da mistura de sementes de linhagens parentais e, ou, do uso de linhagens parentais tolerantes associadas à não tolerantes ao herbicida Imazapir + Imazapique (KIFIX®), buscando viabilizar a entrada plena dessa tecnologia no competitivo mercado brasileiro. Para tanto, as pesquisas se concentrarão no (1) desenvolvimento de opções de sistemas de produção de sementes de arroz híbrido que utilizem a tecnologia Clearfield® como artifício para otimização da produção e garantia da pureza genética das sementes produzidas e no (2) desenvolvimento de opções de sistemas de produção de sementes de arroz híbrido baseados na mistura de sementes de linhagens polinizadoras e linhagens receptoras, como artifício para otimização da produção. Dessa forma, os resultados desse trabalho poderão contribuir diretamente para tornar a produção de sementes de arroz híbrido mais eficiente e com custo reduzido, aumentando sua competitividade no mercado brasileiro e auxiliando na adoção dessa tecnologia, bem como podendo ser considerada uma medida sustentável para a agricultura, permitindo o uso mais eficiente da terra, de água, de insumos e produzindo mais alimentos para a sociedade.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Vitor Hugo Borba Manzke

Outra

Divulgação Científica
  • o impacto das feiras de ciências nas comunidades escolares do ensino básico como ação de divulgação e popularização das ciências
  • A comunidade científica tem tido a preocupação de trabalhar na comunicação e divulgação da ciência, contribuindo para uma ciência mais aberta, mais humanista, e para a compreensão científica de todos os cidadãos. Neste contexto assumem relevância os espaços, equipamentos e estruturas que contribuem para o referido desiderato, em particular, as Feiras de Ciência têm tido um relevante papel no acesso informal à ciência da sociedade em geral e das escolas em particular. O Programa Núcleo de Estudos em Ciências e Matemática – PRONECIM, é um Programa de Pesquisa e Extensão pertencente ao Campus "Visconde da Graça", do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul Rio-grandense - CaVG/IFSul. Foi criado em 2007 com a finalidade de desenvolver ações de Pesquisa e extensão no âmbito do ensino básico, na área de ensino, na formação de professores, e na promoção de eventos científicos. O principal objetivo constituiu-se em congregar atividades interdisciplinares com ênfase nas Ciências da Natureza e na Matemática, a Popularização e a Divulgação das Ciências. Para o desenvolvimento das ações o Programa criou a Rede Regional para o Ensino de Ciências e estabeleceu parceria com as Coordenadorias de Educação da Região – 5ª e 18ª CREs/RS, as Secretarias de Educação dos municípios da Região Sul do Estado, a Associação dos Municípios da Zona Sul do RS, e com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação - UNDIME/RS. A experiência vivenciada na Rede Regional permitiu buscar parcerias internacionais e foi possível criar a Rede Internacional do Ensino de Ciências e Tecnologias na Educação – RIECITE, que faz parte a Universidade de Concepción/Chile, o Politécnico de Bragança e a Universidade do Minho de Portugal, e a Universidade de León/Espanha. A partir da realização dos cursos de formação surgiu a necessidade da realização de eventos científicos que possibilitassem trocas de experiências entre alunos e professores. O PRONECIM passa então a promover o Simpósio Sul Rio-grandense de Professores de Ciências e Matemática e a Feira de Ciências e Mais Saberes - FECIMES visando ampliar a popularização e divulgação das ciências em meio ao ensino básico. O contato direto com os alunos e professores, durante todo o ano, e os relatos ouvidos neste ambiente, permitiu-nos considerar que a Feira deva estar influenciando na decisão profissional e/ou no cotidiano dos alunos que atuam como alunos/pesquisadores, assim como na vida dos professores/orientadores dos primeiros. Outra questão que se levanta é conhecer o que aconteceu com o investimento financeiro do CNPq, MCTI, SEB/MEC, entre outros órgãos fomentadores? Qual o retorno social deste investimento? São perguntas que nos animaram a pleitear a participação no âmbito desta Chamada Universal, concorrendo aos recursos que tornarão possível o desenvolvimento deste projeto de pesquisa que tenta responder uma questão ampla, mas que engloba todas as demais inquietudes. Prioritariamente nos questionamos se: As Feiras de Ciências impactam a sala de aula do ensino básico? Para isso, nosso objetivo é conhecer o impacto produzindo pela FECIMES no ensino básico, na área de abrangência da AZONASUL, e de Feiras de ciências ocorrentes no espaço das instituições parceiras em nível internacional. Organizamos o projeto visando como público alvo os alunos/pesquisadores e os professores/orientadores atuantes prioritariamente na FECIMES e, em uma ação secundária, os que atuam nas feiras realizadas nos demais países. Temos por hipótese que há impacto positivo na vida dos alunos em sua vida futura e que o mesmo acontece com os professores/orientadores, que buscam a qualificação profissional em cursos de pós-graduação. Mas para entendermos o processo e validarmos, ou não, esta hipótese estruturamos o projeto de pesquisa a partir de uma análise qualitativa que se suportará em um levantamento quantitativo. O instrumento para levantamento dos dados necessários a produção da resposta à questão investigatória ocorrerá será um questionário semi-estruturado a ser aplicado para os indivíduos pertencentes ao público alvo nos ambientes brasileiro e dos demais países participantes.
  • Instituto Federal Sul-Rio-Grandense - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vitor Hugo Borba Manzke

Ciências Humanas

Educação
  • 8ª fecimes - feira de ciências e mais saberes
  • A FECIMES - Feira de Ciências e Mais Saberes é promovida pelo Programa Núcleo de Estudos em Ciências e Matemática - PRONECIM/CaVG/IFSul, e em 2019 estará cumprindo sua 8ª Edição. É um evento científico que reúne os experimentos desenvolvidos por alunos do ensino básico orientados por seu professor. O objetivo principal da FECIMES é proporcionar aos alunos do ensino básico em todos os níveis, a EJA e a Educação Inclusiva, além de professores, futuros professores e alunos da pós-graduação, compartilharem o mesmo espaço demonstrando avanços do processo ensino-aprendizagem através de experimentos que dão significância aos conteúdos estudados em sala de aula. Os experimentos apresentados na Feira devem, obrigatoriamente, ser produto oriundo da significância dada pelos alunos aos conteúdos desenvolvidos na sala de aula, onde interagem o professor e os alunos responsáveis pelo experimento. Nesta edição a novidade fica por conta da estimulação das meninas à participarem da Feira, para isso está sendo criado o prêmio Menina Pesquisadora. A FECIMES estrutura-se em 3 etapas sequenciais. A 1ª Etapa ocorre no interior das escolas - FECIMES/Escolar. Os vencedores desta 1ª etapa, participaM da 2ª Etapa que é a FECIMES/Municipal, e a 3ª Etapa é FECIMES fase Regional que reúne os trabalhos vencedores na Etapa Municipal. A etapa Regional da Feira ocorre anualmente em Pelotas/RS, e em 2019, como já ocorreu em 2018, fará parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - SNCT, no mês de outubro. O evento é aberto a todos os níveis do ensino básico e está dividido em 4 Categorias (Ciências da Natureza e Matemática; Ciências Humanas; Linguagens; e Educação Infantil) organizadas em 6 Subcategorias: Educação Infantil; Anos Iniciais; Anos Finais; Ensino Médio - Médio/Técnico; e se complementa com apresentação de experimentos desenvolvidos em outras duas Subcategorias: EJA e Educação Inclusiva. Ao reunirmos cerca de 80 trabalhos, 160 alunos e 80 professores, além do público visitante, estaremos proporcionando um espaço de popularização e divulgação das ciências. Desta forma, esperamos estar contribuindo significativamente com o processo ensino aprendizagem na escola e no ambiente da sociedade. Considerando sua área de abrangência e participação desde o ambiente da FECIMES/Escolar, temos a projeção de que estarão envolvidos diretamente na 8ª FECIMES, mais de 14.000 pessoas, das comunidades escolares de nossa Região Sul do Rio Grande do Sul.
  • Instituto Federal Sul-Rio-Grandense - RS - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Vitor Hugo Borba Manzke

Ciências Humanas

Educação
  • o espaço ciência viva no âmbito de cinco escolas públicas do município pelotas/rs, como ambiente de qualificação do ensino de ciências
  • Vide projeto anexo
  • Instituto Federal Sul-Rio-Grandense - RS - Brasil
  • 12/08/2019-31/08/2021
Foto de perfil

Vitor Hugo Mendonça do Prado

Ciências Biológicas

Ecologia
  • estrutura filogenética de comunidades de anuros (amphibia, anura) no cerrado brasileiro: uma abordagem em escala regional
  • Uma tendência recente em ecologia é o uso de filogenias para auxiliar na inferência dos mecanismos de montagem das comunidades. Mecanismos como competição e severidade ambiental têm sido evocados para explicar comunidades filogeneticamente dispersas e agrupadas, respectivamente. Embora processos regionais estejam envolvidos, a maior parte dos estudos aborda apenas explicações plausíveis em uma escala local. Em escalas regionais, como ao longo de um bioma, a especiação alopátrica é considerada o mecanismo determinante de comunidades filogeneticamente dispersas, enquanto que comunidades filogeneticamente agrupadas são relacionadas à diversificação in situ. No presente estudo pretendo analisar em uma escala regional a estrutura filogenética de comunidades de anuros do Cerrado brasileiro, visando responder (1) se essas comunidades tendem a apresentar padrões significativos de estrutura filogenética, (2) quais variáveis ambientais influenciam essa estrutura e (3) se a delimitação do pool regional de espécies em diferentes escalas taxonômicas influencia nos padrões observados. A composição das comunidades será determinada com base em mapas de distribuição geográfica dos anuros do Cerrado brasileiro. O mapa do bioma será dividido em grids com resolução de 1º e dentro de cada grid serão extraídos os valores referentes a variáveis bioclimáticas. As relações filogenéticas serão baseadas em propostas recentes para anfíbios. A estrutura filogenética em cada grid será avaliada pelas métricas NRI (net relatdness index) e NTI (Nearest taxa idex). Para avaliar a influência das variáveis ambientais no NRI e no NTI, serão formulados modelos lineares generalizados, utilizando o critério de informação de Akaike para selecionar os melhores modelos. O projeto proposto é uma abordagem inicial com relação aos processos envolvidos na estruturação de comunidades de anuros do Cerrado brasileiro. A partir dessa abordagem inicial, uma possibilidade de ampliação deste projeto inclui a avaliação de características funcionais das espécies como, por exemplo, o tamanho corporal e os modos reprodutivos.
  • Universidade Estadual de Goiás - GO - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Vitor Izecksohn

Ciências Humanas

História
  • repúblicas insolventes: risco e oportunidade para os estados confederados da américa e para os federalistas argentino na era da formação dos estados nacionais.
  • Minha pesquisa compara a experiência confederativa da Argentina (1852-1861) com o Sul dos Estados Unidos (1861-1864), explorando como risco e oportunidade moldaram os processos de construção e dissolução desses estados durante a segunda metade do século XIX. Examino os elementos constitutivos, as experiências, as possibilidades e os resultados dos acordos constitucionais, dos tratados comerciais e de situações de conflito militar, para entender como as expectativas e as contingências resultantes desses alinhamentos políticos impactaram a estabilidade social e o desenvolvimento econômico nessas unidades confederativas. Através de uma perspectiva comparativa e transnacional enfatizarei as oportunidades militares e econômicas de cada uma dessas confederações na busca de reconhecimento diplomático. Ao fazê-lo, procederei a uma comparação das circunstancias nas quais situações de guerra intermitente comprometeram os projetos nacionais: exaurindo capacidades, destruindo compromissos e intensificando lutas internas entre facções. Através da perspectiva da História Global, minha pesquisa procederá a uma reconsideração das condições necessárias ao estabelecimento dos governos centrais de cada confederação, enfatizando tanto suas relações com as províncias/estados a eles subordinados como refletindo sobre os efeitos não antecipados de desenhos constitucionais baseados em noções limitadas de cidadania na geração de formas incipientes de nacionalismo.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vitor Marcel Faça

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • estudo da localização e translocação subcelular de proteínas na transição epitélio-mesenquimal utilizando técnicas de proteômica dirigida
  • O proteôma é um sistema multidimensional e altamente dinâmico, no qual cada proteína apresenta várias propriedades interconectadas, que conjuntamente representam o fenótipo de uma célula ou organismo. A medida precisa destas propriedades é algo particularmente desafiador devido a diversidade e dinâmica das proteínas. Com os avanços em espectrometria de massas voltada ao estudo de proteômas, várias medidas de abundância, localização celular, síntese/degradação, modificações pós-traducionais, etc, começam a ser analisadas de maneira integrada, permitindo uma melhor compreensão de processos fisiológicos e celulares. Especificamente, a localização subcelular de proteínas e o seu tráfico entre subcompartimentos representam fatores fundamentais para a correta função das mesmas, pois a localização aberrante de proteínas contribui para a patogênese de diversas doenças humanas, entre elas o câncer. Em várias situações, esta localização aberrante está associada a presença de modificações pós-traducionais e/ou de interações proteína-proteína não comuns. Portanto, o estudo proteômico multidimensional é uma ferramenta importante para a compreensão de mecanismos patogênicos. Neste contexto, o presente projeto objetiva avaliar quantitativamente alterações na localização de proteínas, bem como as potenciais modificações pós-traducionais responsáveis por estas alterações, associadas ao processo de metástase do câncer. Para tal, serão utilizados modelos de indução da transição epitélio-mesenquimal (EMT) em linhagens de adenocarcinoma já estabelecidos em nosso grupo para representar a progressão e metástase do câncer. As alterações multidimensionais do proteôma serão avaliadas pela combinação de métodos de fracionamento subcelular e proteômica dirigida, a fim de gerar perfis de correlação proteica (PCPs) que permitirá uma análise quantitativa, temporal e, consequentemente, de processos de transporte e translocação entre subcompartimentos celulares. A inibição funcional ou knockout/knockdown de proteínas-alvo permitirá validar o papel da alteração de localização subcelular na regulação de processos biológicos importantes para a EMT. Este projeto permitirá, portanto, além do desenvolvimento de métodos proteômicos multidimensionais modernos para análise de mecanismos celulares complexos, a verificação e estudo de processos potencialmente relevantes para o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas para detectar e prevenir a metástase do câncer.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Vitor Mauro Ferreira de Romariz Bragança

Ciências Humanas

Filosofia
  • simplicidade e infinitude na metafísica medieval
  • O objetivo que se busca alcançar com o projeto é um exame pormenorizado do papel desempenhado pelas noções de simplicidade e/ou infinitude em abordagens medievais de problemas tradicionais da metafísica. Seu largo escopo alicerça-se na pretensão de que ele se desdobre em uma série de pesquisas mais específicas articuladas dos três modos a seguir. Em primeiro lugar, institucional, através de orientações tanto em graduação quanto em pós-graduação. Em segundo lugar, histórico, em virtude não apenas do enfoque na idade média, mas também dos laços de influência estabelecidos entre os quadros teóricos a serem estudados. Finalmente, de modo temático, a partir do par conceitual norteador e de sua inserção no seguinte conjunto de tópicos: criação, provas da (in)existência de Deus, distinção entre ser e essência, individuação, predestinação e liberdade.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vitor Meyer Junior

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • improvisação na gestão acadêmica: práticas e desempenho organizacional
  • As universidades são reconhecidas como organizações complexas que cumprem relevante papel educacional e social. Sua gestão tem sido caracterizada como amadora e professorial. Este estudo tem o objetivo de examinar como a improvisação ocorre na gestão acadêmica das universidades, onde as funções primordiais do ensino e pesquisa são praticadas. Objetiva-se, com este estudo, contribuir para a melhoria da gestão acadêmica e do desempenho organizacional.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vítor Renan da Silva

Engenharias

Engenharia Química
  • síntese de ésteres a partir de processos intensificados empregando catalisadores superácidos assistidos por processos de separação por membranas a base de sericina.
  • A sericina é uma proteína hidrofílica constituinte do casulo do bicho-da-seda que, durante o processo de degomagem da seda, é descartada como resíduo industrial. Entretanto, possui em sua composição grande parcela de aminoácidos polares que podem ser utilizados no desenvolvimento de biomateriais e de produtos de alto valor agregado. O emprego destes biomateriais possibilita a melhoria de diversas tecnologias industriais, como: maior eficiência e seletividade, redução de custos, minimização do consumo de recursos naturais e geração de resíduos. Dentro deste contexto, a indústria química e os processos de síntese de compostos orgânicos, tais como os ésteres, demanda de melhorias contínuas em seus processos de produção, atendendo as demandas técnicas, sociais e ambientais. Neste contexto, o objetivo deste projeto é avaliar um processo combinado de reator químico assistido por processos de separação por membranas que empregam membranas confeccionadas a partir da proteína residuária da indústria da seda, sericina. Este projeto prevê: a) o uso da sericina para a confecção de membranas densas que possam ser empregados em processos de separação por membranas que serão acoplados ao reator químico adotado para síntese dos ésteres por rota catalítica heterogênea, com o intuito de promover a remoção contínua de água (subproduto da reação); b) Síntese de catalisadores heterogêneos superácidos, que contenham sítios ácidos de Lewis e Brönsted, que apresentem atividade catalítica comparável aos catalisadores homogêneos; c) Estudo cinético da reação de esterificação de Fischer catalisada por catalisador ácido; d) Processo de reação intensificado com o reator associado ao processo de separação por membrana (pervaporação), adotando a membrana densa confeccionada a partir da sericina; e) Separação do produto desejado (éster) dos reagentes residuais por meio de separação por membranas (nanofiltração – osmose inversa). Como resultados previstos, buscam-se a capacitação de discentes de graduação e pós-graduação, produção de trabalhos científicos e apresentar novas perspectivas para a sociedade, tanto na importância do reaproveitamento da sericina na industrial da seda, quanto no desenvolvimento de novas tecnologias aplicáveis a processos industriais de interesse social.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vitor Visintin Silva de Almeida

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • extrato de própolis vermelha na alimentação de ovinos
  • Serão realizados dois experimentos com objetivo de avaliar adição da própolis vermelha na dieta de ruminantes. No Ensaio I será realizado um ensaio fermentação ruminal in vitro e produção de gás com intuito de estabelecer qual a melhor concentração de extrato de própolis vermelha de Alagoas para dietas com diferentes proporções de volumoso:concentrado. Serão testadas duas dietas contendo diferentes relações volumoso:concentrado (60:40 e 80:20) adicionadas com seis concentrações de extrato etanólico de própolis (0; 5; 10; 15; 20 e 25%). A Própolis Vermelha de Alagoas será proveniente de regiões produtoras de colmeias de abelhas Apis mellífera localizadas do município de Paripueira – AL. Na obtenção do extrato de própolis, serão utilizados 30 g de própolis bruta triturada para cada 100 mL de solução alcoólica (70,0%), correspondendo às técnicas da extração em etanol hidratado, por um período de 10 dias. Serão realizadas diluições da solução-estoque utilizando-se 0; 5; 10; 15; 20 e 25% da mesma. O estudo da cinética ruminal será estimada pela técnica de produção de gás in vitro. Para a obtenção do inóculo, será utilizado um ovino macho castrado, fistulados no rúmen e submetido a uma dieta a base de tifton e concentrado. Para mensuração de produção de gás, 0,2g das diferentes dietas serão colocadas em sete garrafas de vidro com capacidade para 110 ml, serão adicionados 30 ml da mistura, composta por 8 ml de inóculo ruminal e 24 ml de solução tampão, para os tratamentos com própolis serão adicionados 0,6 ml de extrato etanólico de própolis, para os tratamentos controle serão colocados 0,6 ml do álcool, do mesmo utilizado para produção do extrato. As leituras de produção de gás serão feitas nos tempos 1, 2, 3, 4, 5, 6, 9, 12, 18, 24, 30, 36, 48, 60, 72, 84, 96, 120 e 144 horas após o início da incubação, em sistema semi-automático com transdutor de pressão acoplado a um voltímetro. Para estimar os padrões da fermentação microbiana será adotado o modelo baseado na média da produção acumulada de gases de cada amostra. Os dados de produção durante as 24h de incubação e de análise bromatológica das dietas serão utilizados para os cálculos de predição dos valores energéticos. O pH e as concentrações em gás metano e CO2, e N-NH3 do material incubado foram analisados com 24 h de incubação. Os gases serão avaliados no dia da coleta, em cromatógrafo gasoso, utilizando-se como padrões gás metano e gás carbônico, após serem coletados em seringas plásticas vedadas com torneira de três vias. No Ensaio II, após estabelecido qual a melhor concentração de extrato de própolis vermelha sobre os parâmetros ruminas obtidos no ensaio I, serão utilizados 40 ovinos mestiço Santa Inês, com peso vivo médio de 20 kg, mantidos em confinamento, para avaliar o efeito da adição de extrato de própolis vermelha em dietas com diferentes proporções de volumoso:concentrado sobre o consumo, desempenho, digestibilidade dos nutrientes, parâmetros nutricionais, comportamento ingestivo, características de carcaça e avaliação econômica das dietas. Os animais serão submetidos a um período de adaptação de 14 dias e 70 dias de período experimental (totalizando 84 dias de confinamento). Os tratamentos serão distribuídos em um delineamente inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x2 (duas relações volumoso:concentrado e a adição ou não de própolis vermelha no concentrado), com 10 repetições por tratamento. O volumoso utilizado será o feno de tifton e o concentrado será constituído basicamente de farelo de soja e milho. A adição de própolis seguirá a concentração estabelecido pelo ensaio I. Para estimar a produção fecal, no ensaio de digestibilidade, será utilizada a LIPE® como indicador, via sonda colocada diretamente no esôfago, a partir do 34º dia do período experimental, durante sete dias consecutivos. Para estimativa do consumo voluntário de volumoso, serão utilizados os indicadores internos FDN indigestível (FDNi) e FDAi. Para estimativa da produção de proteína microbiana serão utilizadas as bases purinas como indicador microbiano. Para estimar o nitrogênio uréico plasmático serão coletadas amostras de sangue no 21o dia de cada período experimental, utilizando tubos de ensaio a vácuo com gel separador. A determinação do balanço de compostos nitrogenados (BN) será obtido pela diferença entre o total de nitrogênio ingerido (N-total) e o total de nitrogênio excretado nas fezes (N-fezes) e na urina (N-urina). O comportamento animal será avaliado visualmente, por um observador para cada tratamento. As variáveis comportamentais estudadas serão: tempo de alimentação, tempo de ruminação, tempo de ócio. Para a avaliação de carcaça após o período de confinamento, os animais serão pesados e casualizados em uma ordem de abate e submetidos a jejum de sólidos por 14 horas. No momento do abate, os animais serão pesados novamente para obtenção do peso corporal ao abate (PCA),posteriormente será separada a meia carcaça esquerda onde serão avaliadas as características físicas e químicas. Serão considerados, para avaliação do custo de produção, a metodologia de custo operacional utilizada pelo IPEA e o critério de lucro e retorno sobre capital investido para análise econômica. A análise estatística referente ao Ensaio I será realizadas utilizando um delineamento inteiramente casualizado com arranjos distribuídos em parcela subdividida, com 2 dietas e 6 níveis de inclusão de extrato etanólico de própolis. Os dados referentes ao Ensaio II serão analisados utilizando um esquema fatorial 2x2 (correspondente a combinações de duas dietas e a adição ou não de extrato de própolis vermelha) em delineamento inteiramente casualizado com 10 repetições. Para os dois ensaios as médias serão comparadas utilizando o teste de Tukey adotando o nível de significância de 5 % de probabilidade, utilizando-se o Statistical Analysis System (SAS, 1999).
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Vivaldo Moura Neto

Ciências Biológicas

Morfologia
  • desenvolvimento de plataforma para o diagnóstico precoce de neoplasias através de biópsia líquida e análise das mutações para melhor entendimento da biologia tumoral
  • O objetivo do projeto é o desenvolvimento de uma plataforma de diagnóstico com base na genotipagem de amostras de biópsia líquida obtidas de sangue de pacientes com câncer que poderá atender a diferentes instituições de saúde, permitindo também o estudo das mutações que acometem cada tipo de tumor. A instituição proponente e sede executora será o Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer (IECPN). A coordenação caberá a Vivaldo Moura Neto, Diretor Científico do IECPN em associação com Paulo Niemeyer Filho, Diretor Médico. Participarão do Projeto as equipes do IECPN de neurocirurgia, do laboratório de Biomedicina do Cérebro, seus alunos de doutorado e o laboratório de Neuropatologia, este chefiado por Leila Chimelli. Com o projeto cooperarão as equipes e alunos de pós-graduação de Vera Pannain da Anatomia Patológica e de Alberto Schanaider do Centro de Cirurgia Experimental do Departamento de Cirurgia, ambos da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Prof.de Anatomia Humana (UFRJ) e odontólogo Marcos Fabio Henrique dos Santos. Ainda, agregará competência ao projeto o Médico Maurício Magalhães, Coordenador do Núcleo de Mastologia do Américas Serviços Médicos, com sua equipe. Associam-se, também, ao projeto os Médicos Cesar de Souza Bastos, Capitão de Corveta e Marcelo Leal Gregório, Capitão de Fragata, este, com sua equipe do Instituto de Pesquisa Biomédica do Hospital Naval Marcilio Dias. As biópsias sólidas são o padrão ouro no diagnóstico de neoplasias e permitem tanto a definição histológica da doença quanto a revelação do perfil genético do tumor, porém, com possibilidades de diagnósticos equivocados. Trata-se de um procedimento invasivo, por vezes de alto custo, que pode acarretar complicações clínicas. Para superar as limitações da biópsia sólida é necessária a busca de metodologias menos invasivas. A biópsia líquida, efetivamente surgida nos últimos, é baseada na análise de células circulantes do tumor, ctDNA ou vesículas extracelulares do tumor que são liberadas no sangue e podem fornecer as mesmas informações genéticas que a biópsia de tecido. Muitos tumores, incluindo de ovário, pâncreas, pulmão e cérebro estão localizados em sítios de difícil acesso e, dessa forma, são amostras mais complexas de serem obtidas por biópsia de tecido. O objetivo do nosso trabalho é o desenvolvimento de uma plataforma de diagnóstico, inicialmente projeto piloto, com base na genotipagem de amostra de biópsia líquida obtidas de pacientes com câncer oral, câncer de mama, pâncreas, esôfago, intestino, estômago, hepatocelular, próstata e glioma previamente diagnosticados por biópsia de tecido e imagem, para análise de mutações em genes já descritos para esses tumores através da metodologia de PCR digital seguida de sequenciamento como contraprova, medida corrente ainda pelos diferentes grupos de pesquisa. Pretendemos sobretudo analisar a expressão das mutações predominantes em cada tipo de tumor, avaliando assim um índice de malignidade e melhor entender a biologia da tumorigênese. Quiçá poderemos em seguida interferir nestas mutações com o sistema CRISPR.Comitê Gestor: Vivaldo Moura Neto, Paulo Niemeyer Filho, Vera Pannain; Alberto Schanaider.
  • Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vivek Nigam

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • modelos de intrusos para sistemas com restrições multimodais
  • Muitos sistemas possuem restrições devido a suas próprias limitação como também limitações impostas pelo ambiente onde estes funcionam. Muitas dessas limitações podem ser especificadas formalmente usando operadores modais. Por exemplo, as restrições de energia de um sistema podem ser modeladas usando modalidades de recurso, enquanto que as restrições espaciais impostas pelo ambiente podem ser modeladas com operadores espaciais. Nós os chamamos de sistemas com restrições multimodais (SRMM). Entendendo e raciocinando sobre estratégias e comportamentos de SRMM é difícil pois existem muitas opções de desenho destes sistemas. Métodos simbólicos podem ajudar no desenvolvimento destes sistemas detectando falhas antes da implementação de sistemas. Existem propostas de lógicas e linguagens para a especificação de classes de SRMM. Nós desenvolvemos e aplicamos estas linguagens para a análise de sistemas concorrentes, protocolos criptográficos cíber-físicos e protocolos de rede. Contudo, falta no estado da arte métodos para analisar/verificar SRMM de forma sistemática. Por exemplo, não existem modelos gerais de intrusos/ambientes que levam em consideração as restrições temporais, espaciais, e de recursos impostas pelo ambiente. O principal objetivo deste projeto é construir os fundamentos para a análise/verificação sistemática de SRMM usando modelos simbólicos executáveis e aplicar estes métodos para a verificação de protocolos de segurança cíber-físico e na verificação de sistemas colaborativos.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Vivian Lara dos Santos Silva

Engenharias

Engenharia de Produção
  • identidade contemporânea do alimento industrializado e dilemas de crescimento de cadeias de valor: o caso dos alimentos orgânicos
  • Este projeto se interessa por uma realidade já bem disseminada nas gôndolas supermercadistas. Em resposta aos novos tempos, novos hábitos de vida e consequentemente de um novo comportamento no consumo de alimentos, a indústria tem cada vez mais o interesse econômico de se reinventar, recheando o varejo com uma nova concepção de produto. Mais do que se restringir a aspectos físico-químicos, o processo de diferenciação a que se assiste e que marca a contemporânea identidade atribuída ao alimento industrializado se volta a elementos advindos do contexto de obtenção da matéria-prima e do processamento industrial. Se por um lado esse movimento é um importante negócio para as empresas processadoras de alimentos, por outro, ele não pode ser entendido como uma solução trivial às companhias. Diferenciar-se nas gôndolas varejistas, visando beneficiar-se da prática de preço premium, por meio da oferta de alimento que acompanhe o movimento de vanguarda a que se assiste, passa obrigatoriamente pelo equacionamento de gargalos de crescimento das cadeias de valor. Partindo desse panorama, esta proposta se interessa pela investigação dos dilemas organizacionais, tecnológicos e mercadológicos que colocam em xeque especificamente o crescimento de cadeias de valor de alimentos orgânicos industrializados no Brasil. O objetivo específico é o de levantar direcionadores para a pesquisa de inovações tecnológicas, organizacionais e de mercado que permitam soluções de compromisso entre a disponibilização em massa de produtos orgânicos e os princípios de sustentabilidade ambiental, social e econômica da produção, bem como da integridade e segurança alimentar do produto orgânico. Para tanto o projeto envolve uma equipe interdisciplinar dedicada à condução de estudo exploratório qualitativo estruturado em quatro etapas (delineamento da cadeia de valor de alimentos orgânicos industrializados, estudo de comportamento do consumidor, condução de multicaso setorial e validação dos resultados). Espera-se como resultados a proposição de políticas públicas e privadas visando agregação de valor e minimização de entraves na cadeia de produtos orgânicos; prevendo-se ainda a publicação dos resultados em certamos científicos nacionais e internacionais; bem como da concepção de uma agenda propositiva em inovações tecnológicas, organizacionais e de mercado para produtos orgânicos
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Vívian Maria Burin

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • novas tecnologias aplicadas na videira: impacto na composição bioativa da uva e vinho
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vivian Martins Gomes

Engenharias

Engenharia Aeroespacial
  • trajetórias em torno de pequenos corpos do sistema solar
  • De forma a aprofundar estudos ligados a órbitas em torno de pequenos corpos, este trabalho abordará vários tópicos ligados a astrodinâmica desse problema, tais como: 1) Estudar órbitas para um veículo em órbita de diversos asteróides: simples, duplos ou triplos. Em particular do asteróide triplo 2001SN263, alvo preferencial da missão ASTER. 2) Outro aspecto importante a ser estudado é o efeito da pressão de radiação solar nessas órbitas, que é a maior força bastante ativa. 3) Estudar formas de levar o veículo espacial até esses corpos, considerando trajetórias diretas e com passagens próximas pela Lua para ganho de energia. 4) Estudar orbitas "quase-satelites" em torno de pequenas luas de um asteroide. Muitos asteroides possuem ou devem possuir pequenas luas em seu redor, que não tem massa suficiente para manter uma órbita em torno deles. 5) Estender esse estudo a outros corpos menores do sistema solar, tais como as luas de Marte.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vívian Matias dos Santos

Ciências Humanas

Sociologia
  • epistemologias feministas e sociologia: para conhecer e situar a produção sociológica brasileira sobre feminismos e gênero
  • Surgidas no contexto das ciências modernas ocidentais, as ciências sociais e a Sociologia francesa também se firmaram, inicialmente, por meio de alicerces sexistas (HARDING, 1996). Todavia, é relevante considerar que foi nas ciências sociais onde se assistiu a entrada mais expressiva de mulheres, bem como foi nesta área que os estudos feministas e de gênero encontraram primeiro um terreno propício para se desenvolverem. Hoje, no Brasil, em termos de matrículas as ciências sociais podem ser consideradas a única área do conhecimento onde se observa a predominância quantitativa de mulheres (OSADA & COSTA, 2006) e onde se observou a consolidação –não livre de disputas- dos estudos feministas e de gênero. No âmbito da sociologia alguns campos de reflexões incorporaram rapidamente as contribuições feministas, como exemplo, os estudos sobre família e sexualidade, sociologia do trabalho, etc. Entretanto, o gênero foi incorporado pela sociologia sem revisões teóricas e filosóficas mais amplas (ADELMAN, 2004). Deste modo, as teorias sociológicas clássicas e contemporâneas tem se mantido intactas. Como a Sociologia no Brasil incorpora/incorporou os estudos feministas e de gênero? Quais os impactos das epistemologias feministas nos estudos sociológicos brasileiros? Diante destas questões, este projeto de pesquisa propõe analisar a história da produção científica brasileira sobre feminismos e gênero no campo dos estudos sociológicos nos últimos 20 anos. Este recorte temporal, que dará conta de perceber um panorama da Sociologia nas últimas duas décadas no país, parte do diálogo feminista com Donna Haraway (1995; 2001) ao apostar na vantagem espistemológica da abordagem parcial, situada. Aqui buscamos perceber as ciências (neste caso a Sociologia) como construções sociais. Deste modo, partimos do pressuposto de que todos os conhecimentos científicos devem ser situados (HARAWAY, 1995; 2001), pois carregam as marcas de seu tempo, espaços e sujeitos cognoscentes que os construíram. Temos, assim, o entendimento de que uma ciência desigual reflete as desigualdades estabelecidas na sociedade onde é construída. Neste sentido, vale mencionar que o recorte temporal proposto para este estudo, ainda, permitirá um olhar para o âmbito das políticas públicas voltadas ao fomento da produção científica feminista e de gênero, desvelando distintos momentos – anteriores e posteriores ao Programa Mulher e Ciência, criado em 2005, marco do reconhecimento político das desigualdades de gênero nas ciências brasileiras. Sendo esta uma proposta de abordagem parcial e situada (HARAWAY, 1995; 2001), indagamo-nos: Como tem se dado a produção feminista e de gênero nas pesquisas sociológicas nas distintas regiões do país? Qual a identidade de gênero e/ou sexo dos sujeitos que pesquisam neste campo? Quais as distintas problemáticas abordadas nas publicações no campo da Sociologia brasileira sobre feminismos e gênero? Que metodologias têm sido construídas e privilegiadas nestes estudos? Quais vertentes epistemológicas feministas os alicerçam? Como se apresenta o pensamento feminista na pesquisa sociológica no Brasil, suas filiações e “linhagens” (PEIRANO, 1995)? Qual o impacto das teorias feministas nos estudos sociológicos brasileiros nas últimas duas décadas? Lançando um olhar para o âmbito das políticas públicas de incentivo aos estudos feministas e de gênero, de que modo o Programa Mulher e Ciência (SPM-PR/MCTI/CNPq) impactou a produção destes estudos na Sociologia, no Brasil? Para tornar possível tal análise, tomaremos como referência as publicações feitas, nos últimos 20 anos, em: 1) periódicos de referência nacional nesta área – cerca de 25 periódicos com classificação A1 e A2 Qualis/Capes mais recente na área Sociologia; 2) Anais dos Congressos Brasileiros de Sociologia promovidos pela Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS), o evento científico de maior relevância para a comunidade acadêmica no campo sociológico do país.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Vivian Nogueira Silbiger

Ciências da Saúde

Farmácia
  • identificação e caracterização funcional de variantes gênicas na região promotora do ldlr na hipercolesterolemia familiar
  • A hipercolesterolemia familiar (HF) é um distúrbio hereditário do metabolismo do colesterol, caracterizada por concentrações séricas elevadas de LDL-c, que podem levar a morbidade cardiovascular e mortalidade precoce. A principal causa da HF são mutações autossômicas dominantes localizadas nas regiões codificantes dos genes LDLR, APOB e PCSK9, contudo cerca de 20% dos pacientes com HF não apresentam diagnóstico molecular conclusivo. Variantes na região promotora de LDLR foram descritas por alterar o seu funcionamento e causar o fenótipo de HF, porém o sequenciamento dessa região ainda não foi realizado na população brasileira. O rastreamento de variantes nesta região gênica na população miscigenada é relevante, pois as frequências das variantes genéticas podem ser diferentes das populações homogêneas, assim como favorece a detecção de novas mutações ainda não descritas na literatura. Dessa forma, o presente estudo se propõe a identificar e caracterizar funcionalmente as variantes na região promotora do LDLR, que estejam associadas a alterações de expressão gênica em pacientes com HF. A casuística será obtida do projeto temático multicêntrico em andamento, constituída por pacientes com diagnóstico de certeza de HF (critério Dutch-MEDPED >8) que não possuam variantes associadas a doença. As variantes genéticas identificadas por sequenciamento de nova geração e correlacionadas com o perfil de expressão de mRNA do LDLR em sangue periférico serão caracterizadas por abordagens in vitro em modelo HepG2, usando ensaio de gene repórter luciferase e ensaio de desvio da mobilidade eletroforética. Em uma abordagem in silico, serão utilizadas ferramentas para predição do sítio de ligação de fatores de transcrição, a fim de selecionar os fatores com ligações alelo específicas às variantes de interesse. A influência desses fatores de transcrição para a função do promotor de LDLR será investigada através de inibição por RNAi e análise in vitro com ensaio de gene repórter luciferase. Através desse estudo espera-se obter novas variantes genéticas relacionadas a HF que possam compor painéis de rastreamento genético da doença na população brasileira, assim como contribuir para a compreensão da influência da variabilidade genética sobre o perfil fenotípico de HF.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vivian Resende

Ciências da Saúde

Medicina
  • biomarcadores em neoplasias do trato biliopancreático
  • O câncer do fígado e trato biliopancreático tem origem nos hepatócitos e epitélio dos ductos biliares e pancreático, tem mau prognóstico e pouca resposta à quimioterapia. O aumento da incidência associado à falta de tratamento eficaz tem levado à busca de novos alvos terapêuticos e fatores prognósticos. Neste estudo, propõe-se analisar este tipo de carcinoma em uma população brasileira, sua morfologia, classificação imunohistoquímica e relevância prognóstica. No período de 2008 a 2018, por meio de protocolos de pesquisa, foram coletados dados clínicos, laboratoriais e anatomopatológicos de pacientes com diagnóstico de carcinoma do fígado e do trato biliopancreático. As amostras dos tumores serão submetidas a estudo imunohistoquímico para avaliar a expressão das apomucinas (MUC 1, MUC2, MUC5AC), o fator de transcrição CDX2, SOX 9 e da molécula de adesão EPCAM. O impacto dos achados clinicopatológicos na sobrevida serão avaliados.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vívian Saraiva Veras

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • efeito da intervenção educativa com o apoio social centrado na pessoa com diabetes tipo 2 para prevenção do pé diabético: ensaio clínico randomizado
  • Trata-se de um ensaio clínico, aleatorizado, prospectivo, sem cegamento, com a finalidade de avaliar o efeito da intervenção educativa com o apoio social centrado na pessoa com diabetes tipo 2 para prevenção do pé diabético. A pesquisa será desenvolvida nas cidades de Acarape-CE e Redenção-CE localizadas na região do Maciço de Baturité, no Estado do Ceará, em unidades de Atenção Primária à Saúde. Serão formados 151 pares a serem distribuídos entre os grupos experimental e controle. Os grupos experimental e controle serão divididos em subgrupos com até dez pessoas em cada grupo, para a realização da intervenção educativa. Os encontros serão realizados, quinzenalmente, com duração de 60 minutos, no período de 18 semanas. Para que a intervenção educativa seja desenvolvida de modo padronizado será o utilizado o Kit da ferramenta educacional Mapas de Conversação. O grupo experimental será diferenciado do grupo controle pelo envolvimento de um familiar ou cuidador, reconhecido pela pessoa como fonte de apoio social, para receber intervenções educativas, por meio de contato telefônico. Serão avaliados os dados sociodemográficos, clínicos, hábitos de vida e antecedentes de risco, entre os grupos experimental e controle antes da intervenção. Com exceção da percepção de apoio social que será avaliada, antes e ao final do estudo. Será realizada avaliação da pressão arterial, Índice de Massa Corporal, Circunferência Abdominal, HbA1c e os questionários de comportamento e conhecimento acerca dos cuidados essenciais com os pés entre os grupos experimental e controle, antes e após três meses da participação da intervenção educativa. Os dados após coleta serão tabulados em banco de dados previamente elaborado no programa Excel®, versão 2016 e, posteriormente, submetidos a processamento estatístico com auxílio do pacote estatístico Statistical Package for Social Sciences versão 20 for Windows®, com o valor de referência de p ≤ 0,05 para resultados significativos. O projeto será encaminhado ao Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira via Plataforma Brasil, onde já foi realizado submissão.
  • Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vivian Vasconcelos Costa

Ciências Biológicas

Morfologia
  • novas opções terapêuticas para o tratamento da síndrome congênita do zika: papel de drogas neuroprotetoras e antivirais.
  • Nos anos de 2015/16, foi observado um aumento da prevalência de microcefalia em estados Brasileiros com transmissão confirmada do Zika virus e co-circulação de outros Flavivirus, em comparação aos estados sem transmissão. Recentemente, os primeiros estudos realizados em uma coorte dessas crianças de 19-24 meses de idade demonstrou que a microcefalia é apenas o cenário patológico mais grave. Crianças nascidas na mesma época, mas não diagnosticadas ao nascimento, desenvolveram complicações motoras e neurológicas de gravidade variada (visão, audição, fala, cognição e locomoção). Entretanto, ainda não se sabe qual o impacto dessas alterações a longo prazo nesses indivíduos. Dados preliminares do nosso grupo, utilizando um modelo embrionário de infecção pelo ZIKV, demonstram que a infecção intrauterina em camundongos induz a ocorrência do fenômeno de ativação imune materna (MIA) e que esse fenômeno é potencializado na presença de imunidade previa para outros Flavivirus, via fenômeno de intensificação dependente de anticorpos (ADE). A ocorrência destes fenômenos impactam diretamente o neurodesenvolvimento da prole, causando consequências que vão desde o período gestacional ate a fase adulta. Utilizando modelos in vitro de cultura primaria de neurônios e in vivo de infecção de camundongos adultos altamente susceptíveis a infecção pelo ZIKV (linhagem A129), demonstramos recentemente o papel terapêutico de duas drogas (uma neuroprotetora e outra antiviral) durante a infecção pelo ZIKV, entretanto a validação desses resultados em um modelo mais ecológico e translacional que mimetize a síndrome congênita do Zika e suas consequências torna-se necessária. Assim, o objetivo do presente projeto visa avaliar o papel terapêutico isolado e sinérgico de drogas neuroprotetoras (memantina) e antivirais (peptídeo AH) na prevenção das consequências da síndrome congênita do Zika. Para isso, utilizaremos um modelo de infecção congênita pelo ZIKV na presença e ausência de imunidade previa a outros Flavivirus. Avaliaremos o efeito isolado e sinérgico destes fármacos em prevenir o desenvolvimento de manifestações neuropsiquiátricas e motoras graves, bem como investigaremos os mecanismos celulares e moleculares associados com a proteção de tais alterações. Esperamos assim, contribuir para a identificação de potenciais alvos terapêuticos contra essas manifestações.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vivian Vezzoni de Almeida

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • efeito do estresse calórico e da inclusão de betaína na dieta de suínos em crescimento sobre o desempenho animal, a adiposidade subcutânea e os marcadores metabólicos
  • O estresse calórico compromete o desempenho animal e altera o metabolismo energético de suínos, resultando em carcaças com maior deposição de gordura. A capacidade osmoprotetora da betaína pode mitigar os efeitos adversos do estresse calórico. Portanto, o presente estudo será realizado com o objetivo de avaliar os efeitos da inclusão dietética de betaína sobre o desempenho, a espessura de toucinho, os parâmetros sanguíneos e a osmolaridade sérica de suínos em crescimento durante condições de termoneutralidade e estresse calórico. Serão utilizados 24 suínos, machos castrados, com peso vivo médio inicial de 30 kg, distribuídos em um delineamento em blocos completos casualizados, com seis repetições por tratamento e um animal por unidade experimental (baia). Os tratamentos serão arranjados em esquema fatorial 2 x 2, com duas condições ambientais [termoneutralidade (TN, 20°C; 40–60% de umidade) ou estresse calórico (HS, 31°C; 40–60% de umidade)] e dois níveis de betaína (0 ou 0,10%). O período experimental será de 21 dias, durante o durante o qual os animais receberão ração e água à vontade. Pesagens individuais dos animais e quantificações do fornecimento, das sobras e desperdícios de rações serão realizadas semanalmente para determinar o consumo diário de ração, o ganho diário de peso e a conversão alimentar. A espessura de toucinho será mensurada por meio de ultrassonografia em tempo real no início e no final do estudo. No início e no final do período experimental, amostras de sangue serão coletadas via veia jugular de cada animal para determinar as concentrações séricas de insulina, ácidos graxos não esterificados, glicose, ureia, sódio e potássio. A osmolaridade sérica será estimada em função das concentrações de glicose, ureia, sódio e potássio. Os resultados serão analisados como medida repetida no tempo pelo procedimento MIXED do SAS. Quando observada diferenças significativas pelo teste F (P ≤ 0,05), as médias serão separadas pelo teste t de Student (PDIFF).
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vivian Wahrlich

Ciências da Saúde

Nutrição
  • validação das técnicas de impedância bioelétrica e de antropometria para estimativa da composição corporal em idosos para determinação de índices de composição corporal
  • Aging brings significant body composition (CC) changes that can affect measurements and anthropometric indices interpretation that are commonly used to assess nutritional status of adults/elderly. For example, the relationship between body mass index (BMI) and body fat (BF) in the elderly may be different from that observed for adults. This fact indicates the need to explore new nutritional assessment parameters that can represent the body composition in older adults. To evaluate the fat-free mass (FFM), some indexes have been suggested, including the free fat mass index (FFMI) and the appendicular muscle mass index (AMMI). The latter is widely used in the identification of sarcopenia. Regarding the evaluation of adiposity it has been suggested the use of the fat mass index (FMI). However, to derive these indexes it is necessary to obtained accurate information on body composition (BC) which limits their spread use. Therefore, it becomes necessary to develop and/or validate predictive equations from anthropometric measures and other simple methods of BC, such as the bioelectric impedance (BI), allowing the use of these indexes in clinical practice or in epidemiological studies in elderly people. This study aims to validate the BI and anthropometry techniques to estimate body composition in the elderly in order to determine the body composition indexes. A total of 240 individuals aged over 60 years will be enrolled in the study. BC will be determined by B) and by dual energy X-ray absorptiometry (DXA). Anthropometric measurements and hand grip strength will be also obtained. Descriptive analysis of the variables will be made. Multiple regression analysis will be performed to derive the best prediction equation for FFM and fat mass (FM) obtained by DXA having as independent variables anthropometric measurements and the resistivity index obtained by BI. It will also be derived from a prediction equation for appendicular fat free mass obtained by DXA using as independent variables total circumferences, muscular circumferences and grip strength. The following indices will be calculated: BMI, FMI, FFMI and AMMI. The agreement will be evaluated between of body components values (FM, FFM and AMM) obtained by IB and DXA reference method. All derived equations will cross-validated in a subsample (n = 60). Bland and Altman (1986) concordance analysis will be used. . All analyzes will be performed using the SAS (Statistical Analysis Systems) release 9.1
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Viviana Borges Corte

Outra

Divulgação Científica
  • mostra de biologia: conservação da vida marinha para o futuro da humanidade
  • A Mostra de Biologia: Conservação da Vida Marinha para o Futuro da Humanidade 2019 terá enfoque na diversidade e riqueza da vida nos ecossistemas costeiros e marinhos e o quão importante para a humanidade é a conservação e o uso sustentável dos oceanos, mares e recursos marinhos. A exibição irá sensibilizar os visitantes de todas as idades para a exuberância da vida, e o papel dos oceanos para manutenção da qualidade da vida humana e de todas as formas de vida no planeta. Tendo o conhecimento científico como referência estratégica, a Mostra de Biologia caracteriza-se pela promoção de atividades de educação não formal e de divulgação científica que tem como objetivo principal promover a popularização e difusão de conceitos biológicos por meio do encantamento proporcionado pelas exposições. Ao final, portanto, queremos aprimorar a formação dos alunos, unindo as capacidades de “produzir conhecimentos com uma cidadania que sabe pensar” (DEMO, 2010). Para a montagem da exposição serão envolvidos licenciandos do curso de Ciências Biológicas, mestrandos do Programa de Mestrado Profissional em Ensino de Biologia - PROFBio e alunos de Ensino Fundamental e Médio atendidos pelo Núcleo de Atendimento a alunos com Altas Habilidades e Superdotação (NAAHS) da Secretaria de Estado da Educação (SEDU). Em sua primeira edição, a Mostra de Biologia exibirá a vida marinha em diferentes formas - expositivas e interativas: 1 - Exibição Zoológica via Líquida; 2 - Exibição de Animais Plastinados; 3 - Exibição de Animais modelados; 4 - Exibição Malacológica; 5 - Exibição de Algas Marinhas; 6 - Exibição Fotográfica da Vida Marinha; 7 - Oficinas Interativas de CT&I.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 05/10/2019-30/04/2020
Foto de perfil

Viviana Cocco Mariani

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • novas abordagens de algoritmos evolutivos aplicados na otimização de trocadores de calor
  • O presente projeto objetiva continuar e ampliar as atividades de pesquisa e desenvolvimento no Laboratório de Simulações Computacionais (PUCPR) em modelagem computacional e análise numérica para problemas em engenharia térmica com aplicações em áreas interdisciplinares tais como otimização e transferência de calor, entre outras. Estes temas estão relacionados a formação de recursos humanos no programa de mestrado e doutorado em Engenharia Mecânica da PUCPR. Este projeto também visa fortalecer a cooperação Brasil com Índia, Irã e Itália principalmente com o foco em técnicas de otimização que iniciou em 2010 e consolidou-se com vários artigos publicados em periódicos até então. O problema de obter o valor máximo ou mínimo de uma função objetivo, possivelmente sujeita a um conjunto de restrições, é conhecido como problema de otimização. Devido a possibilidade de obter mínimos locais ou soluções subótimas, os métodos de otimização baseados em gradiente podem não ser eficientes quando aplicados a uma ampla gama de projetos de engenharia, por outro lado, alguns problemas são formulados por funções não-diferenciáveis ou descontínuas. Para solução destes casos, nos últimos anos, os algoritmos baseados em populações vêm sendo propostos e aplicados eficientemente em diferentes áreas. Por exemplo, o princípio fundamental dos algoritmos de computação evolutiva é utilizar uma população inicial e uma técnica de busca local para melhorar a solução da população, considerando que os indivíduos (soluções potenciais) dessa população são evoluídos de acordo com regras especificadas que consideram a troca de informações entre os indivíduos. Assim, o objetivo principal deste projeto é aperfeiçoar, elaborar e analisar abordagens eficientes de métodos de otimização, usando metaheurísticas estocásticas denominadas algoritmos evolutivos, em especial a Evolução Diferencial, propondo mudança com o intuito de resolver problemas de otimização presentes em aplicações na engenharia térmica e áreas afins, entre eles a otimização de trocadores de calor casco tubo, placa plana, entre outros. Com a finalidade de melhorar o desempenho dos algoritmos de otimização a serem propostos e avaliados, o projeto está organizado em três etapas, que serão executadas em dois anos por uma equipe de cinco pesquisadores (três deles pesquisadores de Produtividade em Pesquisa do CNPq da PUCPR, UFPR e FURG; demais pesquisadores da, Índia, Irã e Itália e neste momento dois doutorandos e dois mestrandos. Entre os resultados esperados está: (i) obter soluções e mostrar a melhora do desempenho dos métodos de otimização baseados em computação evolutiva aplicados nos problemas citados anteriormente, (ii) publicar artigos em congressos e periódicos qualificados pelo sistema QUALIS/CAPES, (iii) orientar trabalhos de iniciação científica, de conclusão de graduação, de mestrado e de doutorado além de (iv) proporcionar a integração entre grupos de pesquisa de instituições nacionais e internacionais.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Viviana Mendes Lima

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • a relação entre saúde e ambiente em pequenas cidades da amazônia: um estudo dos municipios de ponta de pedras e afuá, pa
  • Este projeto se insere no estudo do rural e urbano na Amazônia na interface Ambiente e Saúde da região e suas conexões socioeconômicas. O estudo propõe compreender a contribuição do Planejamento Urbano e Regional associado à Metodologia PEIR nos estudos dos pequenos municípios de Ponta de Pedras e Afuá do estuário do Delta Amazônico. O objetivo da pesquisa é analisar os efeitos da saúde no urbano e rural das pequenas cidades da Amazônia nesses municípios, e suas repercussões na saúde e ambiente. Pretende-se avaliar a relação Saúde e Ambiente a partir da pesquisa qualiquantitativa, que tem como objetivo considerar os efeitos da ação antrópica no urbano e rural da Amazônia, e propor ações mitigadoras no campo do ambiente e saúde. Como procedimentos metodológicos, será utilizada a metodologia PEIR – Pressão, Estado, Impacto e Resposta, desenvolvida pela OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), proposta para estudos ambientais e de saúde. A metodologia PEIR será instrumento norteador de análise no projeto de pesquisa aplicado ao Planejamento Urbano e Regional. Os indicadores permitirão análise da relação ambiente e saúde. Serão levantados e analisados dados primários e secundários (Formulários de Campo, Dados Censitários, dados do DATASUS), entre outros. A pesquisa de campo permitirá a aplicação de formulários à população residente e entrevistas com gestores públicos, além de observação de campo e registro fotográficos. Como resultados esperados o presente projeto possibilitará entender o quão as variáveis da PEIR dialogam com outras variáveis da saúde, ambiente, hábitos de consumo, fontes de renda, hábitos de consumo entre outros.
  • Universidade do Vale do Paraíba - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Viviana Possamai Della Sagrillo

Engenharias

Engenharia Civil
  • produção de material cimentante com resíduos industriais
  • O cimento Portland (CP) é um produto essencial para a construção civil. No entanto, seu processo de produção demanda elevado consumo energético, além do alto nível de emissão de CO2 e, por isso, tanto a comunidade científica quanto técnica buscam desenvolver novos materiais cimentantes a partir de matérias-primas secundárias que possam ser usadas como alternativa ao CP. As análises dos resultados dos ensaios de caracterização de alguns resíduos industriais, pesquisados no curso de mestrado em engenharia metalúrgica e de materiais do Ifes Campus Vitória, revelaram que existem diversos resíduos industriais, gerados pelas indústrias do estado do Espírito Santo, que possuem potencial para a produção de materiais cimentantes. Em uma primeira etapa já foi possível obter um material cimentante com 64% da resistência à compressão do CP. Assim, este projeto pretende dar continuidade investigando o potencial de melhorar a formulação obtida adicionando um terceiro resíduo. Pretende-se com isso obter um material cimentante à temperatura ambiente, exclusivamente com resíduos, e posteriormente aplicá-lo na produção de componentes construtivos a base de CP.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Viviane Adriano Falcão

Engenharias

Engenharia de Transportes
  • avaliação da eficiência ambiental do sistema de transporte brasileiro utilizando análise envoltória de dados
  • O desenvolvimento econômico de um país depende diretamente da eficiência do seu sistema de transportes. A importância do bom desempenho do setor de transporte para o crescimento econômico e a redução da pobreza é amplamente reconhecida. Porém, os países não só querem aumentar produtividade e a eficiência das suas economias, como querem reduzir o consumo de energia e a poluição ambiental. O Brasil foi um dos países que mais emitiu CO2 no setor de Transportes nos últimos 40 anos. Há muitos estudos que avaliam os modos de transportes, mas não foi encontrado nenhum que faça uma análise em conjunto de todos os modos e que avalie também as emissões de CO2, dessa forma o projeto pretende preencher uma lacuna da literatura. O objetivo do trabalho é mensurar e analisar a eficiência dos sistemas de transportes do Brasil comparando-os com modelos internacionais por meio da Análise Envoltória de Dados, considerando variáveis ambientais e operacionais. A avaliação da eficiência é crucial para a condução de um planejamento mais adequado ao desenvolvimento dos sistemas de transportes. Essa análise será possível por meio de um ponto de referência, em que, neste trabalho, serão os sistemas de outros países. Desta forma, será possível compará-los e determinar como o Brasil está neste cenário e o quanto se pode melhorar. Ao término desse trabalho, haverá uma melhor compreensão da eficiência dos sistemas de transportes a nível nacional e internacional, além de fornecer informações sobre os fatores que influenciam a eficiência dos sistemas de transportes nacional.
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Viviane Castelo Branco Reis

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • controle optogenético da expressão gênica em komagataella phaffii
  • Komagataella phaffii é uma reconhecida plataforma para produção de proteínas heterólogas apresentando um futuro promissor como biofábrica de moléculas de interesse industrial, pois é capaz de atingir altas densidades celulares, realizar modificações pós-traducionais semelhantes a eucariotos mais complexos, secretar proteínas eficientemente além de possui um metabolismo preferencialmente respiratório. O sistema de expressão mais usado em K. phaffii se baseia no promotor PAOX1, que é induzido por metanol, um composto tóxico, inflamável sendo, portanto, evitado para a produção de moléculas nas indústrias farmacêutica e alimentícia. Por outro lado, a radiação luminosa pode ser considerada como indutor físico inócuo. No contexto da optogenética, foram identificadas várias moléculas responsivas à luz que inicialmente foram aplicadas em neurociência e, posteriormente, em circuitos genéticos. Considerando seu benefício como indutor, o presente trabalho propõe o desenvolvimento de um sistema de expressão baseado na luz para K. phaffii que, além de não apresentar os problemas encontrados na regulação por metanol, não interfere no metabolismo da levedura, podendo ser também usado na montagem de circuitos genéticos para regular vias metabólicas. Para isso, serão analisados dois sistemas optogenéticos, um baseado em luz vermelha e outro em luz azul. Por fim, o sistema que apresentar o melhor resultado com o gene repórter eGFP será empregado na produção da monelina, uma proteína com capacidade adoçante superior ao açúcar comum, com a vantagem de não ser um carboidrato.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Viviane Glaser

Ciências Biológicas

Morfologia
  • citotoxicidade do cobre em astrócitos e neurônios: papel da readaptação do metabolismo energético celular em células do sistema nervoso central expostas a elevadas concentrações do metal
  • A doença de Wilson é caraterizada por um acúmulo nas concentrações de cobre, devido a mutações no gene ATP7B, que codifica uma proteína responsável pela excreção de cobre, em hepatócitos. Devido a excessiva quantidade de cobre no fígado e/ou devido a morte de hepatócitos, o excesso de cobre na corrente sanguínea pode afetar o sistema nervoso central (SNC). O acúmulo de cobre no cérebro está relacionado com alterações neurológicas, sendo que os pacientes com a doença de Wilson apresentam tremores, parkinsonismo, disartria e convulsões. Apesar do cobre ser importante para o funcionamento celular, um aumento na concentração deste metal resulta em citotoxicidade, principalmente por causar danos às mitocôndrias, como já observado em hepatócitos. O efeito de altas concentrações de cobre nestas células já é bem conhecido, no entanto, no sistema nervoso central (SNC) estes efeitos não são muito estudados. No cérebro, os astrócitos são células-chave no metabolismo do cobre, devido à sua localização e sua habilidade de captar, estocar e exportar o cobre para as demais células do SNC. No interior das células, o cobre pode ser encontrado no citoplasma e também no interior de organelas, sendo que a principal organela que compartimentaliza o cobre é a mitocôndria. A mitocôndria é a organela celular responsável pela maior produção líquida de energia nas células e, tendo em vista que este processo é responsável pela quase totalidade do ATP produzido no SNC, a regulação da respiração mitocondrial se torna essencial para o correto metabolismo energético neste tecido. Levando em consideração a importância do cobre para o correto funcionamento das células do tecido nervoso, que elevações nas concentrações de cobre são citotóxicas e que pacientes com a doença de Wilson apresentam alterações neurológicas, este projeto visa observar os efeitos deletérios do cobre em células do SNC que são mais susceptíveis ao cobre (neurônios) e em células mais resistentes a este metal (astrócitos), a fim de comparar os efeitos deste metal nestas células no que se refere às readaptações do metabolismo energético mitocondrial e atividade antioxidante em função da toxicidade do cobre. Assim, este projeto hipotetiza que elevadas concentrações de cobre no interior dos astrócitos causam disfunção mitocondrial, o que diminui a produção de ATP, aumentando a razão AMP/ATP. Desta forma, ocorre a ativação da AMPK, o que consequentemente aumenta a biogênese mitocondrial. Desta forma, o cobre em concentrações elevadas nos astrócitos desencadeia uma readaptação do metabolismo energético nestas células, devido a maior expressão e atividade de enzimas antioxidantes encontradas nos astrócitos, e isto está relacionado com a resistência destas células às elevadas concentrações de cobre que podem acumular. Compreendendo-se melhor a citotoxicidade do cobre, será possível futuramente encontrar um alvo terapêutico a fim de melhorar a qualidade de vida dos pacientes portadores da doença de Wilson ou de outras patologias neurodegenerativas associados ao excesso de cobre no SNC.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Viviane Japiassú Viana

Engenharias

Engenharia Civil
  • meninas e mulheres na rrd: ciência, tecnologia e educação para a redução de riscos de desastres socionaturais
  • Este projeto se visa estimular meninas e mulheres a entrar e continuar na carreira de engenharia. Para isso pretende-se capacitá-las no uso de recursos tecnológicos inovadores para a educação e divulgação científica de temas relacionados à redução de riscos de desastres. Estão envolvidas no projeto meninas e professores de 5 escolas públicas da Cidade do Rio de Janeiro que já participam de projetos de educação para a redução de riscos de desastres promovidos pelas Subsecretaria municipal de Proteção e Defesa Civil (Subpdec), além de meninas estudantes de engenharias. As atividades previstas incluem: a) a realização de oficinas de capacitação de bolsistas no uso de recursos tecnológicos e mídias sociais com vistas à educação e divulgação científica; b) a construção colaborativa de materiais educacionais usando recursos criativos e inovadores (caneta 3D, impressora 3D, histórias em quadrinhos online, jogos, dentre outros); c) a produção de material multimídia (vídeos, histórias em quadrinhos, etc) para divulgação científica em redes sociais (facebook, blog, youtube) visando a divulgação científica das questões associadas aos riscos de desastres. Espera-se alcançar os seguintes resultados: i. Capacitar professores das escolas participantes (bolsistas ATP-A) na utilização de recursos tecnológicos (protótipos de engenharia, softwares, recursos multimídia e aplicativos) visando a divulgação científica com enfoque na educação para a redução de riscos de desastres (ERRD); ii. Capacitar meninas (bolsistas IC e ICJ) a montar protótipos e utilizar recursos educacionais para a realização de projetos e pesquisas com enfoque na educação para a redução de riscos de desastres (ERRD); iii. Criar em cada escola participante um Núcleo Escolar de Ensino e Pesquisas sobre Desastres – NEEPED chancelado pelo Centro de Estudos e Pesquisas sobre Desastres (CEPED) da Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil da Cidade do Rio de Janeiro (Subpdec); iv. Criar uma série de vídeos, um blog e um canal no youtube para divulgação dos produtos do projeto; v. Criar um caderno educativo com recursos educacionais voltadas para a temática de RRD, apresentando protótipos e recursos tecnológicos de baixo custo para a propagação de ações em outros ambientes de educação formal e informal.
  • Centro Universitário Augusto Motta - RJ - Brasil
  • 01/12/2018-30/11/2020
Foto de perfil

Viviane Khoury Asfora

Engenharias

Engenharia Nuclear
  • produção e caracterização de materiais com base em boratos para dosimetria das radiações ionizantes
  • As radiações ionizantes são amplamente utilizadas na medicina para diagnóstico e terapia de doenças, na área industrial, para medidas de espessura de chapas, para controle de processos químicos, esterilização de materiais, análises por técnicas não destrutivas de soldas, desgaste de materiais, etc. Além disso, são utilizadas para datação em estudos de arqueologia, para análises ambientais, e na agricultura. Todas estas aplicações baseiam-se na interação da radiação com a matéria e requerem a detecção da radiação ionizante. Ao mesmo tempo, a estimativa da dose recebida pelos trabalhadores que operam as instalações radiativas e pelos pacientes submetidos ao diagnóstico e tratamento com radiação ionizante requer o uso de sensores, chamados de dosímetros. Este amplo leque de aplicações médicas e industriais das radiações ionizantes no país torna imprescindível o desenvolvimento de pesquisas que visem o desenvolvimento de detectores de radiação. Os avanços tecnológicos e a produção de novos materiais têm feito com que cresçam as pesquisas em materiais dosimétricos, baseados em sistemas de detecção por termoluminescência (TL) e por Luminescência Opticamente Estimulada (OSL). A luminescência é um fenômeno caracterizado pela emissão de luz visível de um material, previamente submetido à radiação ionizante, em resposta a algum estímulo externo, tais como calor ou estímulo óptico. Quando a excitação é de natureza térmica, este processo é denominado de termoluminescência (TL); quando a excitação é através da luz, é denominado de luminescência opticamente estimulada (LOE ou OSL, do inglês Optically Stimulated Luminescence). A dosimetria das radiações ionizantes por técnicas luminescentes tem ampla aplicação na proteção radiológica de indivíduos ocupacionalmente expostos, pacientes submetidos a exames radiográficos, controle de qualidade em radioterapia, reatores nucleares etc. Dentre os materiais que que tem aplicação como dosímetros luminescentes destacam-se o tetraborato de lítio (Li2B4O7) e o tetraborato de magnésio (MgB4O7) que possuem a vantagem de apresentar o número atômico efetivo próximo do tecido humano, o que é importante para as aplicações dosimétricas. O Zeff do (Li2B4O7) é igual a 7,3., enquanto que o Zeff do MgB4O7 é de 8,4, muito próximos de 7,4 que é o valor do Zeff para a água e o tecido mole. Além disso, a presença dos átomos de 6Li e 10B em sua fórmula química possibilita a sua aplicação na área de dosimetria de neutrons. O nosso grupo de pesquisa vem há alguns anos desenvolvendo novos materiais dosimétricos através do método de combustão. Com base na experiência do nosso grupo de pesquisa, e das necessidades da área nuclear de desenvolvimento e domínio da tecnologia de detectores de radiação, estamos propondo neste projeto o desenvolvimento e caracterização de dosimetros com base em boratos, visando a sua aplicação na dosimetria de radiação X e gama, bem como de feixes de neutrons. Os sensores a serem desenvolvidos através desse projeto serão caracterizados para a dosimetria por emissão termoluminescente (TL) e por emissão opticamente estimulada - OSL . É objetivo deste projeto produzir e caracterizar de cristais de Li2B4O7 e MgB4O7 dopado com diferentes materiais tais como Tm, Dy, Ce, Ag, etc. , O projeto também terá um efeito multiplicador uma vez que resultará na capacitação de alunos de pós-graduação na área de Tecnologias Energéticas e Nucleares, além de possibilitar o desenvolvimento de dosímetros OSL para nêutrons, hoje ainda não disponíveis, contribuindo assim para o avanço tecnológico do país.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Viviane Moraes de Oliveira

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • modelagem de ecossistemas com competição por recursos e evolução em habitats com heterogeneidade espacial
  • O entendimento de como a diversidade de espécies em uma determinada área está relacionada às condições do habitat tem implicações para a conservação e extinção de espécies. Nesse sentido, a heterogeneidade espacial tem um papel importante para os processos que ocorrem em ecossistemas e pode ter grande influência sobre o número de espécies em ambientes naturais. A distribuição e utilização de recursos pelas espécies que compõem o ecossistema é um fator importante para os processos do ecossistema e que gera heterogeneidade espacial. Na primeira parte deste projeto pretendemos estudar os efeitos da distribuição de recursos no meio ambiente sobre os padrões de biodiversidade em um ecossistema em que as espécies competem por recursos e também que consequências a forma como esses recursos estão distribuídos, a variação espacial e temporal podem trazer para o ecossistema. Também investigaremos o papel dos eventos evolucionários sobre os padrões de diversidade do sistema. Abordaremos esse problema utilizando um modelo que introduzimos recentemente que considera a estrutura espacial, onde a quantidade de recursos disponíveis em habitats distintos pode ser atribuída uniformemente ou de acordo com uma distribuição de probabilidade. Na segunda parte do projeto investigaremos os efeitos da variação ambiental em sistemas com interações do tipo presa-predador e competição. Estamos interessados em entender a dinâmica e estabilidade desses sistemas quando a variação do habitat é considerada. Nossa investigação também envolverá a análise da dinâmica quando consideramos a possibilidade de mutação da presa como estratégia de resistência ao predador.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Viviane Potenza Guimarães Pinheiro

Ciências Humanas

Educação
  • formação docente continuada e a construção de projetos de vida éticos na juventude
  • O presente projeto de pesquisa busca construir um percurso de formação docente com foco nos projetos de vida de estudantes do Ensino Médio, em uma escola estadual da Zona Leste da cidade de São Paulo. Realizaremos uma pesquisa-ação, por meio da construção coletiva de encontros de formação de professores que leve à reflexão sobre os projetos de vida dos participantes e fundamente práticas inovadoras com vistas ao seu desenvolvimento. A pesquisa se caracteriza como “mixed method”, uma vez que articulará diferentes dados, variados instrumentos e formatos de análise na composição dos resultados. Como instrumentos de pesquisa, serão aplicados questionários aos alunos e professores sobre seus projetos de vida, questionários aos professores sobre as práticas escolares que podem impactar os projetos de vida dos educandos, entrevistas complementares e diário de campo com registro de observações da pesquisadora sobre os encontros de formação e aulas observadas, com base em instrumentos validados pelo Stanford Centre on Adolescence, da Universidade de Stanford (USA), e adaptados para a presente pesquisa. Os questionários e entrevistas serão aplicados com estudantes e professores de outra escola da mesma região como grupo controle. Utilizaremos o referencial teórico-metodológico da Teoria dos Modelos Organizadores do Pensamento para a análise das respostas aos questionários e entrevistas. Espera-se que a articulação entre os diversos resultados possa servir como fonte de reflexões à pesquisadora e à equipe escolar nos encontros de formação docente. Como resultados de tais reflexões, pretende-se verificar impactos positivos no trabalho com projetos de vida na escola, enfocando o desenvolvimento de identidades juvenis que alicercem, com sentido ético, suas ações presentes e suas projeções futuras. Almeja-se, também, que os educadores participantes contribuam para a divulgação dos conhecimentos para além dos muros da escola, alicerçando propostas de políticas educacionais no ensino médio.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Viviane Sampaio Boaventura de Oliveira

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação de função auditiva e de oromotricidade em bebês com microcefalia e infecção congênita por zika vírus
  • A infecção por Zika vírus (ZIKV) tem sido relacionado ao aumento dos casos de microcefalia no Brasil. Foi isolado vírus em tecido cerebral e líquido amnióticos de fetos e recém-nascidos. Além disso, foram descritas lesões oculares graves em bebês com microcefalia cujas mães apresentam histórico de doença exantemática na gestação durante o surto de ZIKV. Apesar do comprometimento neurológico, alterações auditivas e a oromotricidade não foram descritas. Nesse estudo, pretendemos analisar a função auditiva e oromastigatória de 30 bebês com microcefalia e suspeita de infecção congênita por ZIKV. O atendimento consistirá em preenchimento de uma ficha contendo dados maternos e do bebê, avaliação otorrinolaringológica, avaliação fonoaudiológica e realização de exames de emissões oto-acústica transientes e potencial auditivo do tronco cerebral. A exposição do vírus será avaliada por teste sorológico e PCR. Como resultados preliminares, foram avaliados seis bebês com perímetro cefálico de 28.9 (±2.9) cm, sendo identificados uma perda auditiva unilateral moderada e seis casos de alteração de oromotricidade, sendo que um bebê apresentava disfagia. Em conjunto, os resultados dessa investigação ampliarão o conhecimento sobre complicações relacionadas a infecção por ZIKV, fornecendo subsídios para o planejamento de ações terapêuticas e profiláticas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - BA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Viviane Souza do Amaral

Ciências Biológicas

Genética
  • efeito da radiação ionizante natural na estabilidade do genoma
  • No estado do Rio Grande do Norte (RN), Brasil, vários municípios foram construídos em uma área onde abriga diversos corpos pegmatíticos naturalmente enriquecidos com urânio e tório, e, consequentemente, emissão de gás radônio em altas concentrações. O radônio é um gás nobre derivado da cadeia de decaimento do urânio, possui uma curta meia-vida e concentra-se em lugares fechados como em moradias. Quando este gás é inalado, as partículas alfa de alta transferência linear de energia interagem com os tecidos no pulmão, podendo causar danos no DNA e gerar espécies oxidativas de oxigênio a partir da radiólise da água presente nas células. Os elevados níveis de radônio no semiárido do RN foram evidenciados apenas recentemente pelo nosso grupo de pesquisa. Não obstante, faltam estudos epidemiológicos e moleculares nas populações expostas a essas condições, visando avaliar este fator ambiental sob a perspectiva de um problema de saúde pública. É extremamente importante realizar este tipo de estudo, uma vez que muitas questões a respeito dos efeitos crônicos induzidos pela alta radiação ionizante natural permanecem com resultados contraditórios ou sem respostas. Portanto, este projeto de pesquisa visa avaliar a suscetibilidade genética da população exposta somada a investigação de alterações epigenéticas induzidas pela radiação natural em indivíduos expostos a elevadas concentrações de radônio. Dentre os métodos previstos na execução desta pesquisa, listam-se: (i) quantificação de guanina oxidada (8-oxo-2-deoxiguanosina) na urina para averiguar o estado oxidativo do genoma; (ii) investigação de polimorfismos em genes que promovam a susceptibilidade da população a desenvolver câncer devido à exposição ao radônio e (iii) análise da metilação do genoma em células expostas à elevada radiação ionizante, com a finalidade de ampliar a investigação dos possíveis efeitos moleculares induzidos por este fator ambiental. Espera-se que a publicação dos futuros resultados contribuam com novas evidências a nível epidemiológico, celular e molecular para os estudos na área de radiobiologia. Os dados gerados por esta pesquisa irão incrementar os resultados obtidos até o momento que já identificaram a relação entre a exposição à radiação natural e o aumento na frequência de mutações nos indivíduos expostos, quando comparados com pessoas que não residem nestas regiões de risco. O conjunto destes dados irão subsidiar o desenvolvimento de ações junto à Secretaria de Saúde dos municípios envolvidos, assim como, irão fomentar os dados referentes a análise de risco visando servir para uma futura comunicação do risco a esta população e consequentemente, permitindo que os órgãos governamentais com o auxílio da comunidade científica possa gerenciar o risco imposto pela presença da radiação natural nesta região.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Viviany Lúcia Fernandes dos Santos

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • palma forrageira mais caroço de algodão em substituição a dietas de alto grão para búfalos em confinamento
  • Diante do cenário da região Nordeste do Brasil, caracterizada por baixa e irregular precipitação pluviométrica, aliada a dificuldade na produção e aquisição de alimentos, torna-se obrigatória a exploração de animais adaptados e com alimentação baseada em espécies vegetais que apresentem alta adaptabilidade as condições de solo e clima da região. A palma forrageira possui os requisitos para suportar os rigores de clima e as especificidades físico-químicas dos solos das zonas semiáridas. O desempenho e a carne de búfalos ainda são pouco estudados, especialmente em relação a animais confinados com dietas contendo somente grãos sem o uso de forragem. O objetivo nesta proposta é avaliar a substituição de dieta de puro grão por palma forrageira mais caroço de algodão em búfalos confinados. Os tratamentos experimentais consistirão em quatro níveis de substituição (0, 33, 66 e 100%) de uma dieta de alto grão, composta por milho em grão e concentrado comercial por palma forrageira e caroço de algodão. Para isso, serão desenvolvidos dois experimentos, o primeiro com 24 búfalos machos não castrados confinados, em delineamento experimental em blocos completos casualizados, e, o segundo experimento, com quatro búfalos machos não castrados com cânulas ruminais, em delineamento experimental quadrado latino 4 x 3. No experimento I serão avaliados o consumo, desempenho, padrão comportamental, perfil nutricional por meio de análises séricas, morfologia e morfometria do rúmen, retículo, omaso e abomaso, intestinos e fígado e pâncreas, qualidade da carne e características sensoriais da carne. No experimento II serão avaliadas a digestibilidade dos nutrientes, parâmetros ruminais e degradabilidade ruminal dos alimentos e dietas. Os búfalos passarão por período de adaptação as dietas experimentais, o período experimental será de 100 dias, divididos em quatro períodos de 25 dias para coleta de dados e amostras.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020